Direitos fundamentais propriedade. João Miguel da Luz Rivero Fundamento constitucional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Direitos fundamentais propriedade. João Miguel da Luz Rivero Fundamento constitucional"

Transcrição

1 Direitos fundamentais propriedade João Miguel da Luz Rivero Fundamento constitucional O regime jurídico da propriedade tem seu fundamento na Constituição. Esta garante o direito de propriedade, desde que este atenda sua função social. Se diz: é garantido o direito de propriedade (art. 5º, XXII), e a propriedade atenderá a sua função social (art. 5º, XXIII), não há como escapar ao sentido de que só garante o direito da propriedade que atenda sua função social. A Constituição autoriza a desapropriação, com pagamento mediante título, de propriedade que não cumpra sua função social (arts. 182, 4º, e 184). Existem outras normas constitucionais que interferem com a propriedade mediante provisões especiais (arts. 5º, XXIV a XXX, 170, II e III, 176, 177 e 178, 182, 183, 184, 185, 186, 191 e 222). Declaração dos direitos do homem e do cidadão de 1789 O caráter absoluto do direito de propriedade, na concepção da Declaração dos direitos do homem e do cidadão de 1789, foi sendo superado pela evolução, desde a aplicação da teoria do abuso do direito, do sistema de limitações negativas e depois também de imposições positivas, deveres e ônus, até chegarse à concepção da propriedade como função social, e ainda à concepção da propriedade socialista, hoje em crise. Dos princípios gerais da ordem econômica Art A ordem econômica, fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa, tem por fim assegurar a todos existência digna, conforme os ditames da justiça social, observados os seguintes princípios: I. Soberania nacional; II. Propriedade privada; III. Função social da propriedade; IV. Livre concorrência; V. Defesa do consumidor; VI. Defesa do meio ambiente, inclusive mediante tratamento diferenciado conforme o impacto ambiental dos produtos e serviços e de seus processos de elaboração e prestação;sociais; VII. Redução das desigualdades regionais; VIII. Busca do pleno emprego; IX. Tratamento favorecido para as empresas de pequeno porte constituídas sob as leis brasileiras e que tenham sua sede e administração no País.

2 Parágrafo único. É assegurado a todos o livre exercício de qualquer atividade econômica, independentemente de autorização de órgãos públicos, salvo nos casos previstos em lei. Princípio da Propriedade Privada A Constituição inscreveu a propriedade privada e a sua função social como princípios da ordem econômica (art. 170, II e III). Os princípios da ordem econômica são preordenados à vista da realização de seu fim, ou seja, assegurar a todos a existência digna, conforme os ditames da justiça social. Logo, a propriedade privada, que, ademais, tem que atender a sua função social, fica vinculada à consecução daquele fim. Propriedade dos meios de produção e propriedade socializada A propriedade de bens de consumo e de uso pessoal é, essencialmente, vocacionada à apropriação privada. Esse sistema, está sujeito ao princípio da função social da propriedade dos bens de produção. A função social desses bens consiste precisamente na sua aplicação imediata e direta na satisfação das necessidades humanas primárias, isto é, destinam à manutenção da vida humana. Os bens de produção são os que se aplicam na produção de outros bens ou rendas, como as ferramentas, máquinas, fábricas, matéria-primas, terra, imóveis não destinados à moradia do proprietário mas à produção de rendas. A propriedade socializada e o socialismo, referem-se a um sistema econômico em que os meios de produção não são suscetíveis, em princípio, de apropriação privada. O nosso sistema é o da propriedade privada dos meios de produção, ou seja, basicamente capitalista, em que a Constituição vigente tenta civilizar, buscando criar, no mínimo, um capitalismo social. Função social da empresa e condicionamento à livre iniciativa O princípio da função social da empresa, também chamada de princípio da função social da propriedade dos bens de produção, ganha substancialidade precisamente quando aplicado à propriedade dos bens de produção, ou seja, na disciplina jurídica da propriedade de tais bens, implementada sob compromisso com a sua destinação. A propriedade sobre a qual em maior intensidade refletem os efeitos do princípio é justamente a propriedade, dinâmica, dos bens de produção. Ao nos referirmos à

3 função social dos bens de produção em dinamismo, estamos a aludir à função social da empresa. Propriedade de interesse público São bens sujeitos a um regime jurídico especial e peculiar em virtude dos interesses públicos a serem tutelados, inerentes à utilidade e a valores que possuem. Esse regime especial comporta vínculos, obrigações, deveres e ônus, relativamente à disponibilidade desses bens, que ficam assim sujeitos a circulação, uso e alienação controlados. Entre os bens de interesse público se incluem os integrantes do meio ambiente cultural, e também os constitutivos do meio ambiente natural. Propriedade do solo, do subsolo e de recursos naturais O solo é, por regra, bem de propriedade privada (eventualmente, pública). Por princípio, a propriedade do solo abrange a do subsolo em toda a profundidade útil ao seu exercício. A Constituição inclui entre os bens da União, os recursos minerais, inclusive os do subsolo, e os potenciais de energia hidráulica (art. 20, VIII, IX e X). O art. 176 estatui que as jazidas, em lavra ou não, e os demais recursos minerais e os potenciais de energia hidráulica constituem propriedade distinta da do solo, para efeito de exploração ou aproveitamento, e pertencem à União. A pesquisa, a lavra e o aproveitamento desses recursos se encontram no art. 176, 1º da CF. Propriedade de embarcações nacionais A Constituição, em seu art. 178, abriu a possibilidade de estrangeiros serem proprietários de embarcações nacionais, bem como eliminou o monopólio nacional da navegação de cabotagem. Mas é ainda a lei que vai ordenar os transportes aéreos, aquáticos e terrestres, devendo, com relação à ordenação do transporte internacional, observar os acordos firmados pela União, atendido o princípio da reciprocidade, assim como estabelecer as condições em que o transporte de mercadorias na cabotagem e a navegação interior poderão ser feitos por embarcações estrangeiras.

4 Política urbana e propriedade urbana A concepção de política de desenvolvimento urbano da Constituição decorre da compatibilização do art. 21, XX, que dá competência à União para instituir diretrizes para o desenvolvimento urbano, com o art. 182, que estabelece que a política de desenvolvimento urbano tem por objetivo ordenar o pleno desenvolvimento das funções sociais da cidade e garantir o bem-estar de seus habitantes e é executada pelo Poder Público Municipal, conforme diretrizes gerais fixadas em lei. Com as normas dos arts. 182 e 183, a Constituição fundamenta a doutrina segundo a qual a propriedade urbana é formada e condicionada pelo direito urbanístico a fim de cumprir sua função social específica, ou seja, a de realizar as chamadas funções urbanísticas de propiciar habitação (moradia), condições adequadas de trabalho, recreação e de circulação humana. Usucapião constitucional de área urbana Aquele que possuir como sua área urbana de até 250 metros quadrados, por cinco anos, ininterruptamente e sem oposição, utilizando-a para sua moradia ou de sua família, adquirir-lhe-á o domínio, desde que não seja proprietário de outro imóvel urbano ou rural. Nessa hipótese, o título de domínio e a concessão de uso serão conferidos ao homem ou à mulher, ou a ambos, independentemente do estado civil. A Constituição Federal veda a possibilidade de reconhecimento desse direito ao mesmo possuidor mais de uma vez (art. 183). Propriedade Rural A propriedade rural, que se centra na propriedade da terra, com sua natureza de bem de produção, tem como utilidade natural a produção de bens necessários à sobrevivência humana. O regime jurídico da terra fundamenta-se na doutrina da função social da propriedade, pela qual toda a riqueza produtiva tem uma finalidade social e econômica, e quem a detém deve fazê-la frutificar, em benefício próprio e da comunidade em que vive. A função social é cumprida quando a propriedade rural atende, simultaneamente, segundo critérios e graus de exigência estabelecidos em lei, aos requisitos apresentados no art. 186 da CF.

5 Reforma Agrária A sanção para o imóvel rural que não esteja cumprindo sua função social é a desapropriação por interesse social, para fins de reforma agrária, mediante pagamento da indenização em títulos da dívida agrária, nos termos do art Reforma agrária deve ser entendida como o conjunto de notas e planejamentos estatais mediante intervenção do Estado na economia agrícola com a finalidade de promover a repartição da propriedade e renda fundiária. São exigidos, entretanto, os seguintes requisitos permissivos para a reforma agrária: Imóvel que não estiver cumprindo sua função social; Prévia e justa indenização em títulos da dívida agrária; Indenização em dinheiro das benfeitorias úteis e necessárias; Isenção de impostos federais, estaduais e municipais; Edição de decreto que: declare o imóvel como de interesse social, para fins de reforma agrária; autorize a União a propor a ação de desapropriação. São insuscetíveis de desapropriação para fins de reforma agrária (art. 185 da CF): A pequena e média propriedade rural, assim definida em lei, desde que seu proprietário não possua outra; A propriedade produtiva. Usucapião constitucional de área rural A Constituição Federal criou o chamado usucapião constitucional ou pró-labore, em favor daquele que, não sendo proprietário de imóvel rural ou urbano, possua como seu, por cinco anos ininterruptos, sem oposição, área de terra, em zona rural, não superior a 50 hectares, tornando-a produtiva por seu trabalho ou de sua família e tendo nela sua moradia, adquirir-lhe-á a propriedade. É vedado qualquer possibilidade de usucapião em imóveis públicos.

Propriedade. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato

Propriedade. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato Propriedade Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato Propriedade Relevância do Direito de Propriedade e sua inserção nas normas

Leia mais

BRUNA FERNANDES COÊLHO COMENTÁRIOS ACERCA DA DESAPROPRIAÇÃO

BRUNA FERNANDES COÊLHO COMENTÁRIOS ACERCA DA DESAPROPRIAÇÃO BRUNA FERNANDES COÊLHO COMENTÁRIOS ACERCA DA DESAPROPRIAÇÃO RECIFE 2007 COMENTÁRIOS ACERCA DA DESAPROPRIAÇÃO Bruna Fernandes Coêlho * O termo desapropriação está intimamente ligado à palavra propriedade.

Leia mais

Princípios Constitucionais

Princípios Constitucionais DIREITO AGRÁRIO Princípios Constitucionais Prof. Vilmar A. Silva Princípio da desapropriação para reforma agrária. DA DESAPROPRIAÇÃO PARA FINS Art. 184 DE REFORMA AGRÁRIA Compete à União desapropriar por

Leia mais

DIREITO AGRÁRIO LEGITIMAÇÃO DE POSSE

DIREITO AGRÁRIO LEGITIMAÇÃO DE POSSE DIREITO AGRÁRIO LEGITIMAÇÃO DE POSSE LEGITIMAÇÃO DE POSSE ORIGEM LEI DE TERRAS MUNDO JURÍDICO LEGALIZANDO SITUAÇÕES DE POSSE LEGITIMAÇÃO DE POSSES MANSAS E PACÍFICAS EM TERRAS CULTIVÁVEIS POSSEIRO, OCUPANTE

Leia mais

LEGISLAÇÃO MINERÁRIA BRASILEIRA: Avaliação e Perspectivas. ANA SALETT MARQUES GULLI Procuradora-Chefe/DNPM

LEGISLAÇÃO MINERÁRIA BRASILEIRA: Avaliação e Perspectivas. ANA SALETT MARQUES GULLI Procuradora-Chefe/DNPM LEGISLAÇÃO MINERÁRIA BRASILEIRA: Avaliação e Perspectivas ANA SALETT MARQUES GULLI Procuradora-Chefe/DNPM Junho/2010 Relevância da atividade mineral A atividade mineral apresenta-se como uma atividade

Leia mais

Bens da União no litoral. Novembro 2015

Bens da União no litoral. Novembro 2015 Bens da União no litoral Novembro 2015 Histórico da propriedade no Brasil regime das sesmarias Lei de Terras (Lei nº 601/1850) Repartição Geral de Terras Públicas Bens Públicos Município, Estado, Distrito

Leia mais

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira As sociedades empresárias no Código Civil José Rodrigo Dorneles Vieira jrodrigo@portoweb.com.br 1. A LEGISLAÇÃO EMPRESARIAL: ANÁLISE GERAL 2. CARACTERIZAÇÃO DO EMPRESÁRIO Conceito de empresário A questão

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO IV DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES CAPÍTULO IV DAS FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA Seção I Do Ministério Público Art. 127. O Ministério Público é instituição

Leia mais

CF/88. Art. 25. Os Estados organizam-se e regem-se pelas Constituições e leis que adotarem, observados os princípios desta Constituição.

CF/88. Art. 25. Os Estados organizam-se e regem-se pelas Constituições e leis que adotarem, observados os princípios desta Constituição. CF/88 Art. 25. Os Estados organizam-se e regem-se pelas Constituições e leis que adotarem, observados os princípios desta Constituição. 1º - São reservadas aos Estados as competências que não lhes sejam

Leia mais

Prof. Murillo Sapia Gutier

Prof. Murillo Sapia Gutier Prof. Murillo Sapia Gutier www.murillogutier.com.br A necessidade do Estado: Resguardo dos Direitos Fundamentais; Função do Direito Civil Codificado: uniformizar a normatização de institutos fundamentais

Leia mais

5. Direito Agrário na Constituição Brasileira de 1988

5. Direito Agrário na Constituição Brasileira de 1988 5. Direito Agrário na Constituição Brasileira de 1988 A começar pelo preâmbulo, vemos no compromisso dos Constituintes o viés social na proposta da nova República: Nós, representantes do povo brasileiro,

Leia mais

CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO

CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO - AGU POTENCIAL CONFLITO DA MINERAÇÃO COM ÁREAS ESPECIAIS/ RESTRITAS CRISTINA CAMPOS ESTEVES Julho/2009 CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO Salvador, 7 a 9 de junho de

Leia mais

RESTRIÇÕES À AQUISIÇÃO E ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS POR EMPRESAS ESTRANGEIRAS

RESTRIÇÕES À AQUISIÇÃO E ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS POR EMPRESAS ESTRANGEIRAS RESTRIÇÕES À AQUISIÇÃO E ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS POR EMPRESAS ESTRANGEIRAS Fabiano Ricardo Luz de Brito Outubro de 2015 Onde está a questão? LEI Nº 5.709, de 07 de Outubro de 1971 Promulgada sob

Leia mais

Prof. Vilmar A. Silva DIREITO AGRÁRIO. Posse agrária

Prof. Vilmar A. Silva DIREITO AGRÁRIO. Posse agrária 1 Prof. Vilmar A. Silva DIREITO AGRÁRIO Posse agrária Posse CIVIL A posse civil = caráter mais individual e estático, relacionado ao exercício de algum dos poderes inerentes ao domínio (art. 1.196 CC).

Leia mais

A regularização fundiária como forma de efetivação de direitos

A regularização fundiária como forma de efetivação de direitos sociais A regularização fundiária como forma de efetivação de direitos Professor Fabrício Adriano Alves O Estado, na função de implementador de políticas públicas, deve buscar a aplicação dos direitos

Leia mais

1. INTERVENÇÃO DO ESTADO NA PROPRIEDADE. Art. 5ª da CF é considerado cláusula pétrea, assim, propriedade é cláusula pétrea.

1. INTERVENÇÃO DO ESTADO NA PROPRIEDADE. Art. 5ª da CF é considerado cláusula pétrea, assim, propriedade é cláusula pétrea. 1 DIREITO ADMINISTRATIVO PONTO 1: Intervenção do Estado na Propriedade PONTO 2: Servidão Administrativa PONTO 3: Requisição Administrativa PONTO 4: Ocupação Temporária PONTO 5: Limitações Administrativas

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL (1946) (Parte) (DOU 19/09/1946)

CONSTITUIÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL (1946) (Parte) (DOU 19/09/1946) CONSTITUIÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL (1946) (Parte) (DOU 19/09/1946) Com as emendas introduzidas pela Emenda Constitucional nº 10/1964 (em negrito) Promulgada a 18 de setembro de 1946 Art. 5 Compete

Leia mais

LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE 1997 Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos Dispõe sobre a política energética nacional, as atividades relativas ao monopólio do petróleo,

Leia mais

DIREITO CIVIL A função social da propriedade e limitações ao exercício do direito de propriedade

DIREITO CIVIL A função social da propriedade e limitações ao exercício do direito de propriedade A função social da propriedade e limitações ao exercício do direito de propriedade Art. 1.228. O proprietário tem a faculdade de usar, gozar e dispor da coisa, e o direito de reavê-la do poder de quem

Leia mais

É o de constituição liberal, também denominada constituição garantia ou defensiva ou clássica. É o modelo que surgiu com as

É o de constituição liberal, também denominada constituição garantia ou defensiva ou clássica. É o modelo que surgiu com as CONSTITUCIONALISMO Sentidos de Constitucionalismo 1º sentido: o termo é usado para designar o movimento político e cultural desenvolvido nos séculos XVII e XVIII na Europa ocidental e na América do Norte

Leia mais

Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico Turma 11 Sensibilização à Mobilidade Urbana

Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico Turma 11 Sensibilização à Mobilidade Urbana Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico Turma 11 Sensibilização à Mobilidade Urbana Angélica Manina de Moraes Cunha Neta (*) A sensibilização à Mobilidade Urbana deve ser baseada nos conhecimento

Leia mais

Novos Parâmetros para a Regularização Fundiária urbana e rural

Novos Parâmetros para a Regularização Fundiária urbana e rural Novos Parâmetros para a Regularização Fundiária urbana e rural A Lei nº 13.465/17 e suas PerverCidades Rosane Tierno - São Paulo - 10/10/17 PerverCidade 0 Cidade Mercado x Cidade Direito Cidade propriedade

Leia mais

Direito Administrativo. Serviços Públicos. Professor Leandro Velloso

Direito Administrativo. Serviços Públicos. Professor Leandro Velloso Direito Administrativo Professor Leandro Velloso www.leandrovelloso.com.br www.colecaooab.com.br leovelloso@hotmail.com Conceituação Serviços Públicos Prestação estatal direta ou indireta dirigida à coletividade

Leia mais

Direito Ambiental Constitucional. Inclui Princípios constitucionais correlatos

Direito Ambiental Constitucional. Inclui Princípios constitucionais correlatos Direito Ambiental Constitucional Inclui Princípios constitucionais correlatos Constituição de 1988 Conceito jurídico de meio ambienteconstituição Art. 3º. Para os fins previstos nesta Lei, entende-se por:

Leia mais

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências.

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências. Da Ordem Social: do Meio Ambiente e dos Índios. Cretella Júnior e Cretella Neto Direito Ambiental Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com Do meio ambiente A CF de 1988 consagra o direito

Leia mais

Sumário. Introdução... 13

Sumário. Introdução... 13 Sumário Introdução... 13 Capítulo 1 Teoria Geral do Direito Agrário... 17 1.1 Aspectos históricos do direito agrário no Brasil... 17 1.1.1 Regime Sesmarial (1500 a 17/07/1822)... 18 1.1.2 Período Extra

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br O papel do Estado na estrutura econômica Cláudia Ajaj O texto constitucional de 1988 autorizou o Estado a intervir no domínio econômico como agente normativo e regulador, com a finalidade

Leia mais

LEI /01 E NBR /98

LEI /01 E NBR /98 LEI 10.257/01 E NBR 14.166/98 Legislação ///////////////////////////////////////////// ///////////////////////////////////////////// Charles Fernando da Silva Cynthia Roberti Lima Everton Bortolini Natália

Leia mais

PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM DIREITO

PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM DIREITO PROGRAMA DE MESTRADO E DOUTORADO EM DIREITO Disciplina - Função Socioambiental da Propriedade Pública e Privada - 2016 Professor: Doutor Wallace Paiva Martins Júnior Seminário 25/08/2016 Usucapião individual

Leia mais

DIREITO IMOBILIÁRIO. Prof. Marcelino Fernandes

DIREITO IMOBILIÁRIO. Prof. Marcelino Fernandes DIREITO IMOBILIÁRIO Prof. Marcelino Fernandes Youtube.com/MarcelinoFernandesCoronel Perfil: fb.com/profmarcelino88 Fanpage: fb.com/profmarcelino Twitter: @profmarcelino professormarcelino@hotmail.com ESTATUTO

Leia mais

O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO E A ATUAÇÃO DO ESTADO

O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO E A ATUAÇÃO DO ESTADO O MEIO AMBIENTE NA CONSTITUIÇÃO E A ATUAÇÃO DO ESTADO (Revista da Lata Edição 2016 págs. 14 e 15) Desde a promulgação da Lei Suprema, tenho me debruçado sobre as questões do meio ambiente e constatei que

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO.

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO. CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO. Aula Ministrada pelo Prof. Durval Salge Junior 1-) Usucapião: Previsão está no art. 6º da CF. Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação,

Leia mais

Assentamentos, Territórios Quilombolas e Mineração Gilda Diniz dos Santos Procuradora-Chefe da PFE/Incra

Assentamentos, Territórios Quilombolas e Mineração Gilda Diniz dos Santos Procuradora-Chefe da PFE/Incra ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL ESPECIALIZADA DO INCRA Assentamentos, Territórios Quilombolas e Mineração Gilda Diniz dos Santos Procuradora-Chefe da PFE/Incra

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 Art. 207. As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre

Leia mais

DIREITO INTERNACIONAL. Tratados Internacionais

DIREITO INTERNACIONAL. Tratados Internacionais DIREITO INTERNACIONAL Tratados Internacionais Conceito e nomenclatura Validade no Brasil Estrutura Profª Luciana Romano Morilas 1 Constituição Federal Na CF, há vários dispositivos que remetem aos Tratados

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br A reforma agrária no Brasil Clóvis Antunes Carneiro de Albuquerque Filho* 1. Introdução O Estatuto da Terra (Lei n.º 4.504/1964), que é o Código Agrário brasileiro, examina em muitos

Leia mais

Direito Empresarial Econômico

Direito Empresarial Econômico Direito Empresarial Econômico Os sistemas econômicos e o Direito empresarial A ordem econômica valorização do trabalho humano e na livre iniciativa assegurar a todos existência digna soberania nacional

Leia mais

BENS PÚBLICOS. Roteiro de aula Direito Administrativo II DES0312 Diurno

BENS PÚBLICOS. Roteiro de aula Direito Administrativo II DES0312 Diurno BENS PÚBLICOS Roteiro de aula Direito Administrativo II DES0312 Diurno Introdução: noção e histórico Sumário Classificação Afetação e desafetação A moldura constitucional Características frequentes Uso

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 7.082, DE 2014 (Do Sr. Rogério Carvalho)

PROJETO DE LEI N.º 7.082, DE 2014 (Do Sr. Rogério Carvalho) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 7.082, DE 2014 (Do Sr. Rogério Carvalho) Altera a Lei nº 12.852, de 5 de agosto de 2013 (Estatuto da Juventude), para instituir o Direito ao Empreendedorismo do

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil DECRETO Nº 7.371, DE 17 DE JUNHO DE 2011. Institui o Programa Goiano de Parques Tecnológicos PGTec e dá outras providências. O GOVERNADOR DO

Leia mais

Recife, 19 de julho de Armando Moutinho Perin Advogado

Recife, 19 de julho de Armando Moutinho Perin Advogado Recife, 19 de julho de 2016 Armando Moutinho Perin Advogado Constituição Federal de 1988 Art. 24. Compete à União, aos Estados e ao Distrito Federal legislar concorrentemente sobre: I direito tributário,

Leia mais

Direito Ambiental. Competências Legislativa e Material. Professor Mateus Silveira.

Direito Ambiental. Competências Legislativa e Material.  Professor Mateus Silveira. Direito Ambiental Competências Legislativa e Material Professor Mateus Silveira www.acasadoconcurseiro.com.br direito ambiental COMPETÊNCIAS LEGISLATIVA E MATERIAL COMPETÊNCIA EM MATÉRIA AMBIENTAL: COMPETÊNCIA

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE RIBAS DO RIO PARDO, Estado de Mato Grosso do Sul, faz saber que o Plenário Aprovou a seguinte Lei.

O PREFEITO MUNICIPAL DE RIBAS DO RIO PARDO, Estado de Mato Grosso do Sul, faz saber que o Plenário Aprovou a seguinte Lei. LEI MUNICIPAL Nº. 932/2010 Dispõe sobre o Sistema Municipal de Habitação de Interesse Social, institui a Coordenadoria Municipal de Habitação de Interesse Social e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

DIREITO AGROAMBIENTAL: Direito de Propriedade, Função Social da Propriedade Rural e Meio Ambiente

DIREITO AGROAMBIENTAL: Direito de Propriedade, Função Social da Propriedade Rural e Meio Ambiente DIREITO AGROAMBIENTAL: Direito de Propriedade, Função Social da Propriedade Rural e Meio Ambiente Marcelo Feitosa de Paula DIAS (PPGE/FD/UFG) feitosamarcelo@msn.com Rabah BELAIDI (PPGE/FD/UFG) rbelaidi@gmail.com

Leia mais

PHD 2538 Gerenciamento de Recursos Hídricos

PHD 2538 Gerenciamento de Recursos Hídricos PHD 2538 Gerenciamento de Recursos Hídricos Política e Sistema Nacional de Gestão de Recursos Hídricos. Aspectos Legais e Institucionais da Gestão de Recursos Hídricos. Gestão de Recursos Hídricos Retrospectiva

Leia mais

OUTORGA ONEROSA DO DIREITO DE CONSTRUIR E TRANSFERÊNCIA DO DIREITO DE CONSTRUIR

OUTORGA ONEROSA DO DIREITO DE CONSTRUIR E TRANSFERÊNCIA DO DIREITO DE CONSTRUIR OUTORGA ONEROSA DO DIREITO DE CONSTRUIR E TRANSFERÊNCIA DO DIREITO DE CONSTRUIR Constituição Federal Art. 182. A política de desenvolvimento urbano, executada pelo Poder Público municipal, conforme diretrizes

Leia mais

1ª ATIVIDADE AVALIATIVA: RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS OBJETIVOS

1ª ATIVIDADE AVALIATIVA: RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS OBJETIVOS 1ª ATIVIDADE AVALIATIVA: RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS OBJETIVOS Resolva as questões abaixo, justificando suficientemente a resposta escolhida em folhas apartadas e na ordem em que elas foram apresentadas. 01.

Leia mais

NACIONALIDADE PROFA. ME. ÉRICA RIOS

NACIONALIDADE PROFA. ME. ÉRICA RIOS NACIONALIDADE PROFA. ME. ÉRICA RIOS ERICA.CARVALHO@UCSAL.BR CONCEITO Vínculo jurídico que liga uma pessoa a um ou mais Estados. Apenas quando a nação se organiza em Estado, entidade jurídicopolítica, a

Leia mais

EQUACIONAMENTO JURÍDICO E AMBIENTAL DA RENCA VII ENCONTRO DE EXECUTIVOS DE EXPLORAÇÃO MINERAL A AGENDA MINERAL BRASILEIRA ADIMB 29 DE JUNHO DE 2017

EQUACIONAMENTO JURÍDICO E AMBIENTAL DA RENCA VII ENCONTRO DE EXECUTIVOS DE EXPLORAÇÃO MINERAL A AGENDA MINERAL BRASILEIRA ADIMB 29 DE JUNHO DE 2017 EQUACIONAMENTO JURÍDICO E AMBIENTAL DA RENCA VII ENCONTRO DE EXECUTIVOS DE EXPLORAÇÃO MINERAL A AGENDA MINERAL BRASILEIRA ADIMB 29 DE JUNHO DE 2017 No Brasil, prevalece um sistema desde a Constituição

Leia mais

Introdução ao Direito Agrário

Introdução ao Direito Agrário Unidade 1: Introdução ao Direito Agrário 1. Estágios culturais da humanidade (Danserou) - COLETA - CAÇA E PESCA - PASTOREIO - AGRICULTURA - INDUSTRIALIZAÇÃO - URBANIZAÇÃO 2. Textos normativos históricos

Leia mais

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DO INSTRUMENTO ZONAS ESPECIAS DE INTERESSE SOCIAL DO MUNICÍPIO DE POÇOS DE CALDAS

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DO INSTRUMENTO ZONAS ESPECIAS DE INTERESSE SOCIAL DO MUNICÍPIO DE POÇOS DE CALDAS ANÁLISE DA APLICAÇÃO DO INSTRUMENTO ZONAS ESPECIAS DE INTERESSE SOCIAL DO MUNICÍPIO DE POÇOS DE CALDAS 424 Felipe Clemente felipeclemente@uol.com.br Pesquisador voluntário de iniciação cientifica Bacharel

Leia mais

Ministério de de Minas Minas e e Energia PROPOSTA DE NOVO MARCO DA MINERAÇÃO

Ministério de de Minas Minas e e Energia PROPOSTA DE NOVO MARCO DA MINERAÇÃO Ministério de de Minas Minas e PROPOSTA DE NOVO MARCO DA MINERAÇÃO 18 de Junho de 2013 Sumário 1 1. OBJETIVOS DA PROPOSTA 2. MODIFICAÇÕES INSTITUCIONAIS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA MINERAL (CNPM) PODER

Leia mais

Projeto Akvolernigi (Parceria UNICAMP/SABESP intermediado pela ABES-SP)

Projeto Akvolernigi (Parceria UNICAMP/SABESP intermediado pela ABES-SP) AKVO = Água I - Projeto Akvolernigi (Material preparado para o Curso) LERNIGI = Ensinar, I - Aspectos Legislativos e Instrumentos de Gestão Aprender e Fazer a) Princípios Gerais do Direito Ambiental b)

Leia mais

DO CONCEITO DE USUCAPIÃO

DO CONCEITO DE USUCAPIÃO DO CONCEITO DE USUCAPIÃO Conceito: Usucapião é modo de aquisição da propriedade (ou outro direito real), que se dá pela posse continuada, durante lapso temporal, atendidos os requisitos de lei. LOCALIZAÇÃO

Leia mais

CÂMARA BRITÂNICA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA NO BRASIL

CÂMARA BRITÂNICA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA NO BRASIL CÂMARA BRITÂNICA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA NO BRASIL TÍTULO: O Novo Marco Regulatório da Mineração Brasileira. Por: Hildebrando Herrmann Local: Rua da Candelária, 09, Centro - Rio de Janeiro - RJ Data: 10

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE

CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE CONSTITUIÇÃO FEDERAL E MEIO AMBIENTE 1. INTRODUÇÃO 1.1. A Constituição Federal, promulgada em 05 de outubro de 1988, foi o primeiro texto constitucional brasileiro a mencionar a palavra meio ambiente.

Leia mais

49º Tele.Síntese Brasília

49º Tele.Síntese Brasília 49º Tele.Síntese Brasília Critério populacional para a escolha de novos inves3mentos em telecomunicações: a pesquisa do IPEA 22 de agosto de 2017 Flávia Lefèvre Guimarães flavia@lladvogados.com.br A Cons6tuição

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 5 09/02/2009 07:57 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.825, DE 29 DE JUNHO DE 2006. Estabelece as diretrizes para elaboração do Plano de Desenvolvimento

Leia mais

Brasileiros natos: Brasileiros naturalizados: São brasileiros naturalizados:

Brasileiros natos: Brasileiros naturalizados: São brasileiros naturalizados: Brasileiros natos: a) Os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes não estejam a serviço de seu país; b) Os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.825, DE 29 DE JUNHO DE 2006. Estabelece as diretrizes para elaboração do Plano de Desenvolvimento dos Integrantes do Plano

Leia mais

Como a Constituição trata tal imposto:

Como a Constituição trata tal imposto: Como a Constituição trata tal imposto: Art. 155. Compete aos Estados e ao Distrito Federal instituir impostos sobre: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 3, de 1993) (...) II - operações relativas

Leia mais

GUSTAVO FILIPE BARBOSA GARCIA TERCEIRIZAÇÃO

GUSTAVO FILIPE BARBOSA GARCIA TERCEIRIZAÇÃO GUSTAVO FILIPE BARBOSA GARCIA TERCEIRIZAÇÃO Trabalho temporário Cooperativas de trabalho Conforme a Lei 13.429/2017 2ª edição 2017 CAPÍTULO 1 TERCEIRIZAÇÃO E INTERMEDIAÇÃO DE MÃO DE OBRA 1.1 CONCEITO E

Leia mais

Efeitos financeiros do Simples

Efeitos financeiros do Simples Efeitos financeiros do Simples Limites de sua utilização frente ao ordenamento jurídico PAULO AYRES BARRETO Simples e Efeitos Financeiros Arrecadação Custo de Conformidade Constituição Federal Lei Complementar

Leia mais

Hoje vamos finalizar as intervenções brandas do Estado na propriedade e começar a estudar as drásticas.

Hoje vamos finalizar as intervenções brandas do Estado na propriedade e começar a estudar as drásticas. Turma e Ano: Flex B Matéria / Aula: Administrativo aula 11 Monitora: Luiza Jungstedt Professor: Luíz Oliveira Castro Jungstedt Hoje vamos finalizar as intervenções brandas do Estado na propriedade e começar

Leia mais

Direito das Coisas Continuação

Direito das Coisas Continuação Direito das Coisas Continuação Direito Real de Propriedade: é por excelência um direito real, pois os demais direitos reais são decorrentes deste. A doutrina, a partir da década de 90, com a grande quantidade

Leia mais

ORLANDO JÚNIOR DIREITO CONSTITUCIONAL

ORLANDO JÚNIOR DIREITO CONSTITUCIONAL ORLANDO JÚNIOR DIREITO CONSTITUCIONAL Ano: 2017 Banca: VUNESP Órgão: UNESP Prova: Assistente Administrativo Considerando o que dispõe a Constituição Federal sobre os direitos e garantias fundamentais,

Leia mais

PARECER DA COMISSÃO DE ORÇAMENTO E FINANÇAS RELATÓRIO

PARECER DA COMISSÃO DE ORÇAMENTO E FINANÇAS RELATÓRIO PARECER DA COMISSÃO DE ORÇAMENTO E FINANÇAS Projeto de Lei nº 143 de 11 de setembro de 2013 AUTOR: Poder Executivo PARECER: Favorável, sem apresentação de emendas EMENTA: Autoriza o Poder Executivo a desafetar

Leia mais

Empresas brasileiras de capital estrangeiro. Limites à aquisição de imóveis rurais e de organização societária

Empresas brasileiras de capital estrangeiro. Limites à aquisição de imóveis rurais e de organização societária Empresas brasileiras de capital estrangeiro Limites à aquisição de imóveis rurais e de organização societária Bueno, Mesquita e Advogados O Bueno, Mesquita e Advogados é um escritório de advocacia empresarial

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO AULA 3/4 Intervenção do Estado na propriedade E Agentes Públicos 2 Intervenção do Estado na propriedade : 1. Desapropriação 2. Limitação Administrativa 3. Servidão Administrativa

Leia mais

COMITÊ ORIENTADOR PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMAS DE LOGÍSTICA REVERSA DELIBERAÇÃO Nº 11, DE 25 DE SETEMBRO DE 2017

COMITÊ ORIENTADOR PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMAS DE LOGÍSTICA REVERSA DELIBERAÇÃO Nº 11, DE 25 DE SETEMBRO DE 2017 COMITÊ ORIENTADOR PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMAS DE LOGÍSTICA REVERSA DELIBERAÇÃO Nº 11, DE 25 DE SETEMBRO DE 2017 O COMITÊ ORIENTADOR PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMAS DE LOGÍSTICA REVERSA, no uso de

Leia mais

LIMITAÇÕES AO DIREITO DE PROPRIEDADE. Resumo de aula

LIMITAÇÕES AO DIREITO DE PROPRIEDADE. Resumo de aula LIMITAÇÕES AO DIREITO DE PROPRIEDADE Resumo de aula Fundamentos Sumário Restrições administrativas Tombamento Ocupação temporária Requisição Servidão Administrativa Desapropriação Edificação ou parcelamento

Leia mais

Ordenamento Jurídico Agrário e as Políticas Públicas Fundiárias

Ordenamento Jurídico Agrário e as Políticas Públicas Fundiárias Câmara dos Deputados Consultoria de Portas Abertas Área VI Direito Agrário e Políticas Fundiárias Ordenamento Jurídico Agrário e as Políticas Públicas Fundiárias Objetivo Apresentar as principais normas

Leia mais

CURSO JURÍDICO FMB CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS MÓDULOS

CURSO JURÍDICO FMB CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS MÓDULOS CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS MÓDULOS Sumário DIREITO TRIBUTÁRIO... DIREITO TRIBUTÁRIO PROFS. GUILHERME ADOLFO DOS SANTOS MENDES E DIMAS MONTEIRO DE BARROS MÓDULO I Direito Tributário - Conceito; Tributo -

Leia mais

Direito Civil. Dos Direitos Reais Sobre Coisas Alheias. Prof. Marcio Pereira

Direito Civil. Dos Direitos Reais Sobre Coisas Alheias. Prof. Marcio Pereira Direito Civil Dos Direitos Reais Sobre Coisas Alheias Prof. Marcio Pereira DIREITOS REAIS SOBRE COISAS ALHEIAS (art. 1225 CC) São classificados em: Direitos reais de gozo e fruição :superfície, servidão,

Leia mais

Regularização Fundiária

Regularização Fundiária Regularização Fundiária Prefeitura de COM VOCÊ. FAZENDO ACONTECER. O que é Regularização Fundiária? A regularização fundiária é o conjunto de medidas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais para

Leia mais

A CONSTITUIÇÃO ECONÔMICA

A CONSTITUIÇÃO ECONÔMICA ORDEM JURÍDICA ECONÔMICA CONCEITO A INDAGAÇÃO PROPOSTA ENVOLVE O ENTENDIMENTO DE VÁRIOS CONCEITOS INCLUÍDOS NA COMPLEXIDADE DE ORDEM, DE DIREITO E DE ECONOMIA. O CONCEITO DE ORDEM TRAZ-NOS À MENTE IDÉIAS

Leia mais

DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação)

DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação) DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação) III. VEDAÇÕES ORÇAMENTÁRIAS A vedação, tratada pelo art. 167, da CF, é dividida em 2 tópicos: a) Execução Orçamentária (limitações a serem aplicadas no

Leia mais

Da Ordem Social: da família, da criança, do adolescente e do idoso.

Da Ordem Social: da família, da criança, do adolescente e do idoso. Da Ordem Social: da família, da criança, do adolescente e do idoso. Cretella Júnior e Cretella Neto Direito Constitucional III Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com Base da ordem social

Leia mais

CURSO ON-LINE - D. CONSTITUCIONAL NAS 5 FONTES PROFESSOR: VÍTOR CRUZ Módulo extra 7 - Ordem econômica e financeira:

CURSO ON-LINE - D. CONSTITUCIONAL NAS 5 FONTES PROFESSOR: VÍTOR CRUZ Módulo extra 7 - Ordem econômica e financeira: Módulo extra 7 - Ordem econômica e financeira: Princípios Gerais da Ordem Econômica: Segundo o art. 170 da Constituição, a ordem econômica, tem como: Fundamento: a valorização do trabalho humano e a livre

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE MINERAÇÃO ANM

AGÊNCIA NACIONAL DE MINERAÇÃO ANM AGÊNCIA NACIONAL DE MINERAÇÃO ANM MP n. 791 de 25/07/2017 14 de Setembro 2017 Cronologia DNPM / ANM 1934 - Criação do Departamento Nacional da Produção Mineral (DNPM) (Decreto 23.9790); 1960 criação do

Leia mais

LEI Nº 4.595, DE 31 DE DEZEMBRO DE 1964

LEI Nº 4.595, DE 31 DE DEZEMBRO DE 1964 LEI Nº 4.595, DE 31 DE DEZEMBRO DE 1964 Dispõe sobre a Política e as Instituições Monetárias, Bancárias e Creditícias, Cria o Conselho Monetário Nacional e dá outras providências. CAPÍTULO IV DAS INSTITUIÇÕES

Leia mais

Evolução da Disciplina. Direito Constitucional CONTEXTUALIZAÇÃO INSTRUMENTALIZAÇÃO

Evolução da Disciplina. Direito Constitucional CONTEXTUALIZAÇÃO INSTRUMENTALIZAÇÃO Evolução da Disciplina Direito Constitucional Aula 1: Evolução histórica das constituições brasileiras Aula 2: Princípios fundamentais Aula 3: Direitos e garantias fundamentais Prof. Silvano Alves Alcantara

Leia mais

Simples Nacional e a Tributação pelo Lucro Presumido. Prof. Dr. Paulo Caliendo Professor PUCRS

Simples Nacional e a Tributação pelo Lucro Presumido. Prof. Dr. Paulo Caliendo Professor PUCRS + Simples Nacional e a Tributação pelo Lucro Presumido Prof. Dr. Paulo Caliendo Professor PUCRS + Quaestione Disputatae O Simples Nacional é preferível ao Lucro Presumido? Questão óbvia: a resposta deveria

Leia mais

Seminário de Mobilidade Urbana e Acessibilidade 23/11/2016

Seminário de Mobilidade Urbana e Acessibilidade 23/11/2016 Seminário de Mobilidade Urbana e Acessibilidade 23/11/2016 Lei de Uso e Ocupação do Solo Paulo Roberto Secretário de Planejamento Ponte Nova 31 99989-1636 23/11/2016 Mobilidade Urbana: é a condição em

Leia mais

Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010.

Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010. Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010. Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010. A Presidenta do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal do Acre, no uso de suas atribuições

Leia mais

PNRS A IMPORTÂNCIA DOS CONSÓRCIOS

PNRS A IMPORTÂNCIA DOS CONSÓRCIOS PNRS A IMPORTÂNCIA DOS CONSÓRCIOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS Consórcio público é uma pessoa jurídica criada por lei com a finalidade de executar a gestão associada de serviços públicos, onde

Leia mais

Regularização Fundiária

Regularização Fundiária Regularização Fundiária Aspectos Legais Beatriz Kauduinski Cardoso 3º. Seminário Estadual de Habitaçao Florianópolis, 29 outubro 2013 QUAL É A VERDADE? Querem, de todas as formas, impedir a construção

Leia mais

DA CONVERSÃO DE CAMPO NATIVO E DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL WELLINGTON PACHECO BARROS

DA CONVERSÃO DE CAMPO NATIVO E DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL WELLINGTON PACHECO BARROS DA CONVERSÃO DE CAMPO NATIVO E DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL WELLINGTON PACHECO BARROS Desembargador aposentado do TJ/RS, professor da ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA e do I - UMA, entre outros, advogado

Leia mais

Dos Direitos Individuais (I) Profª Me. Érica Rios

Dos Direitos Individuais (I) Profª Me. Érica Rios Dos Direitos Individuais (I) Profª Me. Érica Rios erica.carvalho@ucsal.br O QUE SÃO DIREITOS INDIVIDUAIS? Direitos fundamentais do indivíduo (pessoa física ou jurídica), garantindo-lhe iniciativa autônoma

Leia mais

IUS RESUMOS. Bens públicos Parte I. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Bens públicos Parte I. Organizado por: Samille Lima Alves Bens públicos Parte I Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. BENS PÚBLICOS PARTE 1... 3 1. Caracterizando os bens públicos... 3 1.1. Conceito... 3 1.2. Classificação dos bens públicos... 4 1.3 Características

Leia mais

Progressividade do IPTU e do ITBI e a jurisprudência recente dos Tribunais Superiores

Progressividade do IPTU e do ITBI e a jurisprudência recente dos Tribunais Superiores Progressividade do IPTU e do ITBI e a jurisprudência recente dos Tribunais Superiores Betina Treiger Grupenmacher Doutora UFPR, pós-doutora Universidade de Lisboa - Portugal e Professora UFPR ITBI JURÍDICO-TRIBUTÁRIO

Leia mais

IPTU, ITBI E CAPACIDADE CONTRIBUTIVA: CRITÉRIOS PARA A PROGRESSIVIDADE BETINA TREIGER GRUPENMACHER- ADVOGADA. PROFª UFPR

IPTU, ITBI E CAPACIDADE CONTRIBUTIVA: CRITÉRIOS PARA A PROGRESSIVIDADE BETINA TREIGER GRUPENMACHER- ADVOGADA. PROFª UFPR IPTU, ITBI E CAPACIDADE CONTRIBUTIVA: CRITÉRIOS PARA A PROGRESSIVIDADE BETINA TREIGER GRUPENMACHER- ADVOGADA. PROFª UFPR ITBI IPTU FATO GERADOR (JURÍDICO- TRIBUTÁRIO/IMPONÍVEL) FATO GERADOR (JURÍDICO-

Leia mais

Regularização Fundiária em Área de Preservação Permanente na

Regularização Fundiária em Área de Preservação Permanente na Regularização Fundiária em Área de Preservação Permanente na forma da Lei n.º 11.977/09 Gustavo Burgos de Oliveira, Assessor Jurídico do MP/RS. Porto Alegre, 14 de dezembro de 2010. Regularização Fundiária:

Leia mais

Práticas de controle e fiscalização da CFEM

Práticas de controle e fiscalização da CFEM Práticas de controle e fiscalização da CFEM Marcos Antonio Cordeiro / DNPM-PA Eng. de Minas Belém-PA março de 2013 CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988: Art. 20 - São bens da União: IX - os recursos minerais, inclusive

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 068/2016

LEI COMPLEMENTAR Nº 068/2016 LEI COMPLEMENTAR Nº 068/2016 Altera os parágrafos 1º, 2º e 3º e acrescenta os parágrafos 4º, 5º e 6º ao art. 143, da Lei Municipal nº 1.108/2001 Código Tributário Municipal. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

F R E G U E S I A DE T O R R Ã O REGULAMENTO DE INVENTÁRIO E CADASTRO DO PATRIMÓNIO

F R E G U E S I A DE T O R R Ã O REGULAMENTO DE INVENTÁRIO E CADASTRO DO PATRIMÓNIO F R E G U E S I A DE T O R R Ã O REGULAMENTO DE INVENTÁRIO E CADASTRO DO PATRIMÓNIO Preâmbulo Para cumprimento do disposto na alínea e) do n.º 1 do artigo 16º da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro, e tendo

Leia mais

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA

SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA DIREITO À SAÚDE NO BRASIL Brasil colônia 1500 a 1889 Ausência total de saneamento básico (esgoto) Poucos médicos (Europa) Saúde: curandeiros / índios

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 571 PROCURADOR MUNICIPAL EDITAL 07 ANEXO III

CONCURSO PÚBLICO 571 PROCURADOR MUNICIPAL EDITAL 07 ANEXO III CONCURSO PÚBLICO 571 PROCURADOR MUNICIPAL EDITAL 07 ANEXO III DOMÍNIO LÍNGUÍSTICO PARA AS 05 QUESTÕES Os pontos do quesito domínio linguístico foram atribuídos com base na quantidade de erros de pontuação,

Leia mais

Perspectivas para a participação da iniciativa privada na geração núcleo-elétrica no Brasil

Perspectivas para a participação da iniciativa privada na geração núcleo-elétrica no Brasil Oportunidades para a cadeia de produção de minerais nucleares Perspectivas para a participação da iniciativa privada na geração núcleo-elétrica no Brasil David A. M. Waltenberg Belo Horizonte, 24 de setembro

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO BENS PÚBLICOS

DIREITO ADMINISTRATIVO BENS PÚBLICOS DIREITO ADMINISTRATIVO BENS PÚBLICOS Atualizado em 16/10/2015 BENS PÚBLICOS São públicos os bens do domínio nacional pertencentes às pessoas jurídicas de direito público interno; todos os outros são particulares,

Leia mais