CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO"

Transcrição

1 ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO - AGU POTENCIAL CONFLITO DA MINERAÇÃO COM ÁREAS ESPECIAIS/ RESTRITAS CRISTINA CAMPOS ESTEVES Julho/2009 CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO Salvador, 7 a 9 de junho de 2010.

2 Exposição Dimensionamento genérico do problema; Caminho para a solução; Exemplo da realidade.

3 A Complexidade do Sistema O SURGIMENTO DA COMPREENSAO Osmo Rauhala

4 ha

5 ha

6 ha

7 ha

8 Enfoque Dogmático Solução Enfoque Zetético Construção da solução

9 CONFLITO MINERAÇÃO X ÁREAS QUILOMBOLAS Enfoque puramente dogmatico

10 MINERACAO PERIODO COLONIAL Ordenações Manuelinas -1521; Filipinas Álvará 13 de maio de 1803 Considerado um Código de Minas. Carta Régia de 12 de agosto de 1817.

11 CONSTITUICAO FEDERAL DE 1988 TÍTULO VII DA ORDEM ECONÔMICA E FINANCEIRA Art As jazidas, em lavra ou não, e demais recursos minerais e os potenciais de energia hidráulica constituem propriedade distinta da do solo, para efeito de exploração ou aproveitamento, e pertencem à União, garantida ao concessionário a propriedade do produto da lavra. 1º A pesquisa e a lavra de recursos minerais e o aproveitamento dos potenciais a que se refere o "caput" deste artigo somente poderão ser efetuados mediante autorização ou concessão da União, no interesse nacional, por brasileiros ou empresa constituída sob as leis brasileiras e que tenha sua sede e administração no País, na forma da lei, que estabelecerá as condições específicas quando essas atividades se desenvolverem em faixa de fronteira ou terras indígenas. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 6, de 15 de agosto de 1995)

12 CODIGO DE MINERACAO DECRETO-LEI 227, DE 27 DE FEVEREIRO DE 1967 DIREITO DE PRIORIDADE Art.11. Serão respeitados na aplicação dos regimes de Autorização, Licenciamento e Concessão: a) O direito de prioridade à obtenção da autorização de pesquisa ou de registro de licença, atribuído ao interessado cujo requerimento tenha por objeto área considerada livre, para a finalidade pretendida, à data da protocolização do pedido no Departamento Nacional da Produção Mineral (DNPM) (...)

13 QUILOMBOLAS ANTECEDENTES HISTÓRICOS Sociedade escravocrata formação e desenvolvimento das classes sociais = desigualdades sociais. Ausência de programas de assistência políticogovernamentais.

14 CONSTITUIÇÃO DE 1988 Art.68 do ADCT. Aos remanescentes das comunidades dos quilombos que estejam ocupando suas terras é reconhecida a propriedade definitiva, devendo o Estado emitir-lhes os títulos respectivos Maria do Paraguaçu Quilombo do Paraguaçu-BA

15 CONSTITUIÇÃO DE 1988 Art O Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais. 1º - O Estado protegerá as manifestações das culturas populares, indígenas e afro-brasileiras, e das de outros grupos participantes do processo civilizatório nacional. (...)

16 CONSTITUIÇÃO DE 1988 Art Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, nos quais se incluem: (...) V - os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico. 1º - O Poder Público, com a colaboração da comunidade, promoverá e protegerá o patrimônio cultural brasileiro, por meio de inventários, registros, vigilância, tombamento e desapropriação, e de outras formas de acautelamento e preservação. (...)

17 CONVENÇÃO Nº 169 DA OIT DE 1989 Artigo 1º 1. A presente convenção aplica-se: a) aos povos tribais em países independentes, cujas condições sociais, culturais e econômicas os distingam de outros setores da coletividade nacional, e que estejam regidos, total ou parcialmente, por seus próprios costumes ou tradições ou por legislação especial; Artigo 2º 1. Os governos deverão assumir a responsabilidade de desenvolver, com a participação dos povos interessados, uma ação coordenada e sistemática com vistas a proteger os direitos desses povos e a garantir o respeito pela sua integridade.

18 CONVENÇÃO Nº 169 DA OIT DE 1989 Ratificada pelo Congresso Nacional, através do Decreto Legislativo n o 143, de 20 de junho de Promulgada pelo Presidente da República, por meio do Decreto nº 5.051, de 19 de abril de Art. 1 o A Convenção n o 169 da Organização Internacional do Trabalho - OIT sobre Povos Indígenas e Tribais, adotada em Genebra, em 27 de junho de 1989, apensa por cópia ao presente Decreto, será executada e cumprida tão inteiramente como nela se contém.

19 CONVENÇÃO Nº 169 DA OIT DE 1989 Art Dever-se-á reconhecer aos povos interessados os direitos de propriedade e de posse sobre as terras que tradicionalmente ocupam. Além disso, nos casos apropriados, deverão ser adotadas medidas para salvaguardar o direito dos povos interessados de utilizar terras que não estejam exclusivamente ocupadas por eles, mas às quais, tradicionalmente, tenham tido acesso para suas atividades tradicionais e de subsistência. Nesse particular, deverá ser dada especial atenção à situação dos povos nômades e dos agricultores itinerantes. 2. Os governos deverão adotar as medidas que sejam necessárias para determinar as terras que os povos interessados ocupam tradicionalmente e garantir a proteção efetiva dos seus direitos de propriedade e posse. 3. Deverão ser instituídos procedimentos adequados no âmbito do sistema jurídico nacional para solucionar as reivindicações de terras formuladas pelos povos interessados.

20 Decreto nº 6.040, de Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais Anexo Art. 3 o São objetivos específicos da PNPCT: I - garantir aos povos e comunidades tradicionais seus territórios, e o acesso aos recursos naturais que tradicionalmente utilizam para sua reprodução física, cultural e econômica; (...)

21 Decreto nº 4.883, de Em 20 de novembro de 2003, foi publicado o Decreto nº 4.883, o qual transferiu do Ministério da Cultura para o Ministério do Desenvolvimento Agrário a competência firmada no art. 27, VI, c, da Lei nº /2003. Crianças do Quilombo Larangeiros - RO

22 Decreto nº 4.887, de Art. 2 o Consideram-se remanescentes das comunidades dos quilombos, para os fins deste Decreto, os grupos étnico-raciais, segundo critérios de auto-atribuição, com trajetória histórica própria, dotados de relações territoriais específicas, com presunção de ancestralidade negra relacionada com a resistência à opressão histórica sofrida. 1 o Para os fins deste Decreto, a caracterização dos remanescentes das comunidades dos quilombos será atestada mediante autodefinição da própria comunidade.

23 Enfoque Zetético Criação do Grupo de Trabalho DNPM-INCRA Discussão do Conflito pelo grupo formado de juristas e técnicos Produção de ato normativo conjunto pelo DNPM e INCRA

24 A Complexidade do Sistema O SURGIMENTO DA COMPREENSAO Osmo Rauhala

25 Obrigada!

Assentamentos, Territórios Quilombolas e Mineração Gilda Diniz dos Santos Procuradora-Chefe da PFE/Incra

Assentamentos, Territórios Quilombolas e Mineração Gilda Diniz dos Santos Procuradora-Chefe da PFE/Incra ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL ESPECIALIZADA DO INCRA Assentamentos, Territórios Quilombolas e Mineração Gilda Diniz dos Santos Procuradora-Chefe da PFE/Incra

Leia mais

Projeto de Lei de Iniciativa Popular Movimento dos Pescadores e Pescadoras Artesanais

Projeto de Lei de Iniciativa Popular Movimento dos Pescadores e Pescadoras Artesanais Projeto de Lei de Iniciativa Popular Movimento dos Pescadores e Pescadoras Artesanais O projeto de lei de iniciativa popular é uma ferramenta que possibilita aos cidadãos a apresentação de propostas de

Leia mais

LEGISLAÇÃO MINERÁRIA BRASILEIRA: Avaliação e Perspectivas. ANA SALETT MARQUES GULLI Procuradora-Chefe/DNPM

LEGISLAÇÃO MINERÁRIA BRASILEIRA: Avaliação e Perspectivas. ANA SALETT MARQUES GULLI Procuradora-Chefe/DNPM LEGISLAÇÃO MINERÁRIA BRASILEIRA: Avaliação e Perspectivas ANA SALETT MARQUES GULLI Procuradora-Chefe/DNPM Junho/2010 Relevância da atividade mineral A atividade mineral apresenta-se como uma atividade

Leia mais

Práticas de controle e fiscalização da CFEM

Práticas de controle e fiscalização da CFEM Práticas de controle e fiscalização da CFEM Marcos Antonio Cordeiro / DNPM-PA Eng. de Minas Belém-PA março de 2013 CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988: Art. 20 - São bens da União: IX - os recursos minerais, inclusive

Leia mais

DIREITO AMBIENTAL PATRIMÔNIO CULTURAL

DIREITO AMBIENTAL PATRIMÔNIO CULTURAL DIREITO AMBIENTAL PATRIMÔNIO CULTURAL Professor Eduardo Coral Viegas 1 MEIO AMBIENTE NATURAL: constituído pelo solo, água, ar atmosférico, flora, fauna, enfim, pela biosfera (sem intervenção humana) MA

Leia mais

Elementos Básicos para a Gestão Cultural nos Municípios CAPACITAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL

Elementos Básicos para a Gestão Cultural nos Municípios CAPACITAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL Elementos Básicos para a Gestão Cultural nos Municípios CAPACITAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL Conceitos de Cultura - ANTROPOLOGIA: CULTURA É O HOMEM ALÉM DO BIOLÓGICO. - SOCIOLOGIA: CULTURA COMO COMPLEXO DE SÍMBOLOS.

Leia mais

Políticas Públicas Para os Remanescentes Quilombolas. Ms. Prof. Maria Aparecida da Silveira

Políticas Públicas Para os Remanescentes Quilombolas. Ms. Prof. Maria Aparecida da Silveira Políticas Públicas Para os Remanescentes Quilombolas 1 Ms. Prof. Maria Aparecida da Silveira É da terra e na terra que desenvolvem todas as atividades da vida, é onde plantam e colhem o fruto de seu trabalho

Leia mais

Redação Oficial, Protocolo e Arquivamento AULA 11. Temas: Conceitos de Arquivamento

Redação Oficial, Protocolo e Arquivamento AULA 11. Temas: Conceitos de Arquivamento Redação Oficial, Protocolo e Arquivamento AULA 11 Temas: Conceitos de Arquivamento Até agora, estudamos sobre a forma correta de produzir e tramitar os documentos gerados em nosso dia-a-dia. A partir desta

Leia mais

EQUACIONAMENTO JURÍDICO E AMBIENTAL DA RENCA VII ENCONTRO DE EXECUTIVOS DE EXPLORAÇÃO MINERAL A AGENDA MINERAL BRASILEIRA ADIMB 29 DE JUNHO DE 2017

EQUACIONAMENTO JURÍDICO E AMBIENTAL DA RENCA VII ENCONTRO DE EXECUTIVOS DE EXPLORAÇÃO MINERAL A AGENDA MINERAL BRASILEIRA ADIMB 29 DE JUNHO DE 2017 EQUACIONAMENTO JURÍDICO E AMBIENTAL DA RENCA VII ENCONTRO DE EXECUTIVOS DE EXPLORAÇÃO MINERAL A AGENDA MINERAL BRASILEIRA ADIMB 29 DE JUNHO DE 2017 No Brasil, prevalece um sistema desde a Constituição

Leia mais

RESTRIÇÕES À AQUISIÇÃO E ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS POR EMPRESAS ESTRANGEIRAS

RESTRIÇÕES À AQUISIÇÃO E ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS POR EMPRESAS ESTRANGEIRAS RESTRIÇÕES À AQUISIÇÃO E ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS POR EMPRESAS ESTRANGEIRAS Fabiano Ricardo Luz de Brito Outubro de 2015 Onde está a questão? LEI Nº 5.709, de 07 de Outubro de 1971 Promulgada sob

Leia mais

MINERAÇÃO REGIME LEGAL

MINERAÇÃO REGIME LEGAL MINERAÇÃO REGIME LEGAL Adriano Drummond Cançado Trindade Faculdade de Direito Universidade de Brasília Setembro/2014 Recursos Minerais Conteúdo econômico Conteúdo político/estratégico Conteúdo jurídico

Leia mais

As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil UNIDADE 1

As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil UNIDADE 1 As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes

Leia mais

Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas

Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas Legais Complementares Departamento Nacional de Produção

Leia mais

TIPOLOGIAS CONSTRUTIVAS COMO IDENTIDADE CULTURAL DA COMUNIDADE QUILOMBOLA EM PORTALEGRE RN/BRASIL

TIPOLOGIAS CONSTRUTIVAS COMO IDENTIDADE CULTURAL DA COMUNIDADE QUILOMBOLA EM PORTALEGRE RN/BRASIL TIPOLOGIAS CONSTRUTIVAS COMO IDENTIDADE CULTURAL DA COMUNIDADE QUILOMBOLA EM PORTALEGRE RN/BRASIL Guilherme Sampaio Queiroz 1 ; Maria Regis de Melo 2 ; Antônio Carlos Leite Barbosa 3 1 Universidade Federal

Leia mais

Projeto DGM/FIP/Brasil. Oficina de divulgação do edital

Projeto DGM/FIP/Brasil. Oficina de divulgação do edital Projeto DGM/FIP/Brasil Oficina de divulgação do edital Marco Legal e Instâncias de Controle Social: Origem Contexto histórico específico, promovido por determinados grupos sociais. - Movimento Ambientalista

Leia mais

Licenciamento Ambiental: Mudanças no Processo de Avaliação de Impacto aos Bens Culturais Acautelados

Licenciamento Ambiental: Mudanças no Processo de Avaliação de Impacto aos Bens Culturais Acautelados Licenciamento Ambiental: Mudanças no Processo de Avaliação de Impacto aos Bens Culturais Acautelados CONSTITUIÇÃO DE 1988 Art. 216. Constituem PATRIMO NIO CULTURAL BRASILEIRO os bens de natureza material

Leia mais

Apresentação para Sala de Aula para alunos de 1ª a 4ª série

Apresentação para Sala de Aula para alunos de 1ª a 4ª série Apresentação para Sala de Aula para alunos de 1ª a 4ª série O que é Patrimônio Cultural? Patrimônio é constituído pelos bens materiais e imateriais que se referem à nossa identidade, nossas ações, costumes,

Leia mais

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências.

É o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente em que vivem, bem como suas recíprocas influências. Da Ordem Social: do Meio Ambiente e dos Índios. Cretella Júnior e Cretella Neto Direito Ambiental Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com Do meio ambiente A CF de 1988 consagra o direito

Leia mais

LEI Nº 7.886, DE 20 DE NOVEMBRO DE Regulamenta o art. 43 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e dá outras providências.

LEI Nº 7.886, DE 20 DE NOVEMBRO DE Regulamenta o art. 43 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e dá outras providências. LEI Nº 7.886, DE 20 DE NOVEMBRO DE 1989. Regulamenta o art. 43 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o Congresso Nacional

Leia mais

Bens da União no litoral. Novembro 2015

Bens da União no litoral. Novembro 2015 Bens da União no litoral Novembro 2015 Histórico da propriedade no Brasil regime das sesmarias Lei de Terras (Lei nº 601/1850) Repartição Geral de Terras Públicas Bens Públicos Município, Estado, Distrito

Leia mais

Sou quilombola, tenho direitos

Sou quilombola, tenho direitos Série Manuais, n. 2 Sou quilombola, tenho direitos Manual de orientação Secretaria-Geral de Articulação Institucional Brasília, DF. 2015 DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO Defensor Público-Geral Federal Haman

Leia mais

Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas

Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas Legais Complementares Art. 3 2º do Código de Mineração)

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE MINERAÇÃO ANM

AGÊNCIA NACIONAL DE MINERAÇÃO ANM AGÊNCIA NACIONAL DE MINERAÇÃO ANM MP n. 791 de 25/07/2017 14 de Setembro 2017 Cronologia DNPM / ANM 1934 - Criação do Departamento Nacional da Produção Mineral (DNPM) (Decreto 23.9790); 1960 criação do

Leia mais

Ministério de de Minas Minas e e Energia PROPOSTA DE NOVO MARCO DA MINERAÇÃO

Ministério de de Minas Minas e e Energia PROPOSTA DE NOVO MARCO DA MINERAÇÃO Ministério de de Minas Minas e PROPOSTA DE NOVO MARCO DA MINERAÇÃO 18 de Junho de 2013 Sumário 1 1. OBJETIVOS DA PROPOSTA 2. MODIFICAÇÕES INSTITUCIONAIS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA MINERAL (CNPM) PODER

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROPOSTA DE MINUTA PARA INSTITUIR A POLÍTICA DE EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS DO IFES

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROPOSTA DE MINUTA PARA INSTITUIR A POLÍTICA DE EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS DO IFES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE ENSINO Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3357-7500 PROPOSTA DE MINUTA PARA INSTITUIR A POLÍTICA DE EDUCAÇÃO

Leia mais

Direitos fundamentais propriedade. João Miguel da Luz Rivero Fundamento constitucional

Direitos fundamentais propriedade. João Miguel da Luz Rivero Fundamento constitucional Direitos fundamentais propriedade João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com Fundamento constitucional O regime jurídico da propriedade tem seu fundamento na Constituição. Esta garante o direito de

Leia mais

O meio ambiente na CF/1988. José Antônio Tietzmann e Silva - Todos os direitos reservados

O meio ambiente na CF/1988. José Antônio Tietzmann e Silva - Todos os direitos reservados O meio ambiente na CF/1988 Japão (1946), Polônia (1952), Tchecho-Eslováquia (1960), Bulgária (1971), Confederação Helvética (1971), Hungria (1972), Panamá (1972), Ioguslávia (1974), Grécia (1975), Cuba

Leia mais

Direito Ambiental. Competências Legislativa e Material. Professor Mateus Silveira.

Direito Ambiental. Competências Legislativa e Material.  Professor Mateus Silveira. Direito Ambiental Competências Legislativa e Material Professor Mateus Silveira www.acasadoconcurseiro.com.br direito ambiental COMPETÊNCIAS LEGISLATIVA E MATERIAL COMPETÊNCIA EM MATÉRIA AMBIENTAL: COMPETÊNCIA

Leia mais

A proposição foi distribuída a três Comissões: Esporte; Educação; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

A proposição foi distribuída a três Comissões: Esporte; Educação; e Constituição e Justiça e de Cidadania. COMISSÃO DE ESPORTE PROJETO DE LEI N o 1.966, DE 2015 Institui o reconhecimento do caráter educacional e formativo da capoeira em suas manifestações culturais e esportivas e permite a celebração de parcerias

Leia mais

CAVIDADES E MINERAÇÃO: QUESTÕES CONTROVERTIDAS NA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA. Ricardo Carneiro

CAVIDADES E MINERAÇÃO: QUESTÕES CONTROVERTIDAS NA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA. Ricardo Carneiro CAVIDADES E MINERAÇÃO: QUESTÕES CONTROVERTIDAS NA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA Ricardo Carneiro NECESSIDADE DE MELHORIA NA GESTÃO PÚBLICA X INCERTEZAS E INSEGURANÇA JURÍDICA HISTÓRICO DO TRATAMENTO NORMATIVO

Leia mais

POLÍTICA MINERAL & NOVO MARCO REGULATÓRIO DA MINERAÇÃO

POLÍTICA MINERAL & NOVO MARCO REGULATÓRIO DA MINERAÇÃO Seminário Novo Marco Regulatório da Mineração Os interesses em jogo na hora da verdade POLÍTICA MINERAL & NOVO MARCO REGULATÓRIO DA MINERAÇÃO Telton Elber Corrêa Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação

Leia mais

Direito Ambiental OAB. Prof. Rosenval Júnior

Direito Ambiental OAB. Prof. Rosenval Júnior Direito Ambiental OAB Prof. Rosenval Júnior REVISÃO DE 30 MINUTOS 18 de novembro de 2017 Revisão de Direito Ambiental para o Exame de Ordem Prof. Rosenval Júnior Facebook -> Opção SEGUIR no perfil pessoal

Leia mais

A Reforma da Lei Autoral no Brasil

A Reforma da Lei Autoral no Brasil A Reforma da Lei Autoral no Brasil Convenção da Diversidade Cultural 2005 Convenção da Diversidade da UNESCO é um novo paradigma Uma nova possibilidade de se aperfeiçoar a regulação dos direitos autorais,

Leia mais

O Direito Minerário na Constituição de 1988 e seus aspectos jurídicos

O Direito Minerário na Constituição de 1988 e seus aspectos jurídicos Aula Direito e legislação Mineral Da evolução e do Perfil atual da propriedade mineraria; (Divisão Solo e Subsolo) ex.: Desapropriação. Do Direito Minerário e Ambiental; Da propriedade constitucional dos

Leia mais

Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira

Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira Preparação para atuação profissional em meio ambiente Simone Paschoal Nogueira São Paulo, 1 de agosto de 2016 ROTEIRO Instituições e Atribuições do Estado Quem faz o que? Constituição Federal Competências

Leia mais

ACERCA DA POSSIBILIDADE DE PROMOÇÃO DE FESTEJOS JUNINOS.

ACERCA DA POSSIBILIDADE DE PROMOÇÃO DE FESTEJOS JUNINOS. PARA OS PREFEITOS, PREFEITAS, SECRETÁRIOS E ASSESSORES MUNICIPAIS DO RN - Abaixo, Nota Técnica explicativa e esclarecedora da FEMURN, ACERCA DA POSSIBILIDADE DE PROMOÇÃO DE FESTEJOS JUNINOS. Saudações

Leia mais

Patrimônio Cultural, Identidade e Turismo

Patrimônio Cultural, Identidade e Turismo Patrimônio Cultural, Identidade e Turismo Definição de Patrimônio l Patrimônio cultural é um conjunto de bens materiais e imateriais representativos da cultura de um grupo ou de uma sociedade. Problematização

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA DE HISTÓRIA - ENSINO FUNDAMENTAL

MATRIZ DE REFERÊNCIA DE HISTÓRIA - ENSINO FUNDAMENTAL D1 Identificar a constituição de identidades culturais em diferentes contextos Identificar as diferentes representações sociais e culturais no espaço paranaense no contexto brasileiro. Identificar a produção

Leia mais

A ARQUEOLOGIA NÁUTICA E SUBAQUÁTICA na Direcção Geral do Património Cultural. Pedro Barros e João Coelho

A ARQUEOLOGIA NÁUTICA E SUBAQUÁTICA na Direcção Geral do Património Cultural. Pedro Barros e João Coelho A ARQUEOLOGIA NÁUTICA E SUBAQUÁTICA na Direcção Geral do Património Cultural Pedro Barros e João Coelho cnans@dgpc.pt Campanha M@rBis 2014 O VALOR HISTÓRICO DO PATRIMÓNIO NAUTICO E SUBÁTICO PARA A IDENTIDADE

Leia mais

LEI N 1835 DE 10 DE JANEIRO DE 2012

LEI N 1835 DE 10 DE JANEIRO DE 2012 O Presidente da Câmara Municipal de Paraty, Estado do Rio de Janeiro, nos termos do inciso V do artigo 30 combinado com o parágrafo 7 do artigo 46 da Lei Orgânica do Município de Paraty, promulga a seguinte

Leia mais

A legislação mineral e o novo marco legal. II Curso Básico Nacional do MAM

A legislação mineral e o novo marco legal. II Curso Básico Nacional do MAM A legislação mineral e o novo marco legal II Curso Básico Nacional do MAM 1 Estrutura Alguns conceitos Aspectos institucionais O novo marco legal da mineração 2 ALGUNS CONCEITOS 3 Alguns conceitos Separação

Leia mais

DISCRIMINAÇÃO EM MATÉRIA DE EMPREGO E PROFISSÃO CONVENÇÃO 111

DISCRIMINAÇÃO EM MATÉRIA DE EMPREGO E PROFISSÃO CONVENÇÃO 111 DISCRIMINAÇÃO EM MATÉRIA DE EMPREGO E PROFISSÃO DECRETO N o 62.150, DE 19 DE JANEIRO DE 1968. Promulga a Convenção nº 111 da OIT sobre discriminação em matéria de emprego e profissão. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

Afinal, o que é patrimônio cultural?

Afinal, o que é patrimônio cultural? Afinal, o que é patrimônio cultural? http://www.youtube.com/watch?v=6afujb7cuq0&feature=relmfu São considerados patrimônio cultural : - os monumentos: obras arquitetônicas, esculturas ou pinturas monumentais,

Leia mais

PARECER CONJURIMME N~) 6.1 /2007. Referência: Processo DNPM nº / Interessado: Petróleo Brasileiro S.A.- PETROBRÁS.

PARECER CONJURIMME N~) 6.1 /2007. Referência: Processo DNPM nº / Interessado: Petróleo Brasileiro S.A.- PETROBRÁS. MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CONSULTORIA JURÍDICA PARECER CONJURIMME N~) 6.1 /2007. Referência: Processo DNPM nº 48418.978.117/2006-17. Interessado: Petróleo Brasileiro S.A.- PETROBRÁS. Assunto: Ementa:

Leia mais

Propriedade. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato

Propriedade. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato Propriedade Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato Propriedade Relevância do Direito de Propriedade e sua inserção nas normas

Leia mais

Constituição do Brasil - Educação

Constituição do Brasil - Educação Constituição do Brasil - Educação CONSTITUIÇÃO DE 1988 - EDUCAÇÃO TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios

Leia mais

LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE 1997 Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos Dispõe sobre a política energética nacional, as atividades relativas ao monopólio do petróleo,

Leia mais

CARTA ABERTA DA DELEGAÇÃO DO ACRE E SUDOESTE DO AMAZONAS

CARTA ABERTA DA DELEGAÇÃO DO ACRE E SUDOESTE DO AMAZONAS CARTA ABERTA DA DELEGAÇÃO DO ACRE E SUDOESTE DO AMAZONAS Carta Aberta nº 001/2016/Delegação De: Delegação do Acre e Sudoeste do Amazonas Para: Poder Legislativo, Executivo e Judiciário Brasília-DF, 21

Leia mais

POLÍTICA CULTURAL: BRASIL; SP; SÃO PAULO

POLÍTICA CULTURAL: BRASIL; SP; SÃO PAULO POLÍTICA CULTURAL: BRASIL; SP; SÃO PAULO Antônio Eleilson Leite Flavia Landucci Landgraf São Paulo, novembro, 2015 Política cultural Nacional Sistema Nacional de Cultura E o fortalecimento do papel do

Leia mais

Terra de Quilombo Boletim 04 julho 2008

Terra de Quilombo Boletim 04 julho 2008 Terra de Quilombo Boletim 04 julho 2008 A Convenção 169 da OIT No mês de abril, ocorreu a consulta aos quilombolas convocada pelo governo federal para discutir a mudança da instrução normativa do Incra

Leia mais

Licenciamento Ambiental de Grandes Empreendimentos, Povos Indígenas, Comunidades Tradicionais e Quilombolas

Licenciamento Ambiental de Grandes Empreendimentos, Povos Indígenas, Comunidades Tradicionais e Quilombolas Licenciamento Ambiental de Grandes Empreendimentos, Povos Indígenas, Comunidades Tradicionais e Quilombolas DIRETRIZES PARA POLI TICAS PU BLICAS E PRA TICAS EMPRESARIAIS PARA INSTALAC A O E OPERAC A O

Leia mais

Deliberação Normativa COPAM n.º 58, de 28 de Novembro de (Publicação - Diário do Executivo - "Minas Gerais" - 04/12/2002)

Deliberação Normativa COPAM n.º 58, de 28 de Novembro de (Publicação - Diário do Executivo - Minas Gerais - 04/12/2002) Deliberação Normativa COPAM n.º 58, de 28 de Novembro de 2002 Estabelece normas para o licenciamento ambiental de loteamentos do solo urbano para fins exclusiva ou predominantemente residenciais, e dá

Leia mais

Ratificação de Títulos Incidentes em Faixa de Fronteira Agosto de 2014

Ratificação de Títulos Incidentes em Faixa de Fronteira Agosto de 2014 Ratificação de Títulos Incidentes em Faixa de Fronteira Agosto de 2014 Índice 1 Aspectos Históricos e Constitucionais 2 Faixa de Fronteira x Faixa de Segurança Nacional 3 Ratificação de Títulos incidentes

Leia mais

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N o 1.138, DE 2008 Determina a sustação do Decreto nº 6.640, de 7 de novembro de 2008, do Poder Executivo, por exorbitar

Leia mais

Papel do Município no Licenciamento Ambiental

Papel do Município no Licenciamento Ambiental Papel do Município no Licenciamento Ambiental Vivian do Carmo Bellezzia Advogada Mestranda em Direito Ambiental pela ESDHC Especialista em Direito Público pela PUC-MINAS Especialista em Filosofia pela

Leia mais

Página 1 de 5 LEGISLAÇÃO Informações da Legislação Portaria Nº 269, de 10/07/2008, DOU de 11/07/2008 Regulamenta o arrendamento de direitos minerários. Situação: Em vigor O DIRETOR-GERAL DO DEPARTAMENTO

Leia mais

I ENCONTRO ESTADUAL DE COORDENADORES REGIONAIS. Defesa de Direitos e Mobilização Social. Informática e Comunicação. Artes

I ENCONTRO ESTADUAL DE COORDENADORES REGIONAIS. Defesa de Direitos e Mobilização Social. Informática e Comunicação. Artes I ENCONTRO ESTADUAL DE COORDENADORES REGIONAIS Defesa de Direitos e Mobilização Social Informática e Comunicação Artes FENAPAES FEDERAÇÃO NACIONAL DAS APAEs Sede em Brasília DF Detentora da marca APAE

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República no Estado da Bahia RECOMENDAÇÃO Nº 01/2006

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República no Estado da Bahia RECOMENDAÇÃO Nº 01/2006 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República no Estado da Bahia RECOMENDAÇÃO Nº 01/2006 CONSIDERANDO que cabe ao Ministério Público Federal a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos

Leia mais

SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS. Ricardo Carneiro

SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS. Ricardo Carneiro SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS Ricardo Carneiro APROVEITAMENTO DOS RECURSOS MINERAIS E DOS POTENCIAIS HIDRÁULICOS APROVEITAMENTO DOS RECURSOS MINERAIS E DOS POTENCIAIS

Leia mais

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior Advogado Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente UESC/PRODEMA Coordenador do Curso de Direito da FTC/Ita

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior Advogado Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente UESC/PRODEMA Coordenador do Curso de Direito da FTC/Ita UMA INTRODUÇÃO À TUTELA JURÍDICA DO MEIO AMBIENTE Prof. Guilhardes de Jesus Júnior Advogado Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente UESC/PRODEMA Coordenador do Curso de Direito da FTC/Ita E

Leia mais

PATRIMÔNIO IMATERIAL

PATRIMÔNIO IMATERIAL PATRIMÔNIO IMATERIAL I Simpósio de Queijos Artesanais do Brasil - de 23 a 25 de novembro de 2011 - O papel do Registro de alimentos tradicionais como patrimônio cultural imaterial limites e possibilidades

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO ESTRUTURA ADMINISTRATIVA O estudo da Administração Pública em geral, compreendendo a sua estrutura e as suas atividades, devem partir do conceito de ESTADO, sobre o qual repousa

Leia mais

MINUTA EM CONSTRUÇÃO

MINUTA EM CONSTRUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR UNIVERSITÁRIO MINUTA EM CONSTRUÇÃO RESOLUÇÃO POLÍTICA DE AÇÕES AFIRMATIVAS E PROMOÇÃO DA IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL Institui a Política de Ações Afirmativas

Leia mais

Normas e Julgados do Setor de Mineração

Normas e Julgados do Setor de Mineração Normas e Julgados do Setor de Mineração - 2010 (p. 193-208) 193 Normas e Julgados do Setor de Mineração - 2010 2010 Statutes, Administrative Regulations and Judicial Decisions of the Mining Sector Organizadores

Leia mais

pos Secretaria-Geral da Presidência da República

pos Secretaria-Geral da Presidência da República pos Regulamentação dos mecanismos de consulta previstos na Convenção 169 da OIT III Seminário Intersetorial Empresas e Povos Indígenas São Paulo, 13 de março de 2014 1. Linha do Tempo 2. Direitos previstos

Leia mais

Exploração Conjunta de Direitos Minerários Contíguos - Unitização

Exploração Conjunta de Direitos Minerários Contíguos - Unitização CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO Exploração Conjunta de Direitos Minerários Contíguos - Unitização José Antonio Alves dos Santos Salvador, 08 de junho de 2010 INTRODUÇÃO No início da indústria

Leia mais

LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995

LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995 LEI Nº 8.987, DE 13 DE FEVEREIRO DE 1995 Dispõe sobre o Regime de Concessão e Permissão da Prestação de Serviços Públicos previsto no art. 175 da Constituição Federal, e dá outras providências. O PRESIDENTE

Leia mais

Da Ordem Social: bases e valores. Generalidades. Seguridade Social. Educação. Cultura. Desporto. Ciência e Tecnologia.

Da Ordem Social: bases e valores. Generalidades. Seguridade Social. Educação. Cultura. Desporto. Ciência e Tecnologia. Da Ordem Social: bases e valores. Generalidades. Seguridade Social. Educação. Cultura. Desporto. Ciência e Tecnologia. Cretella Júnior e Cretella Neto Direito Constitucional III Prof. Dr. João Miguel da

Leia mais

Convenção nº. 159/83 Organização Internacional do Trabalho relativa a Reabilitação Profissional e Emprego de Pessoas Deficienrtes/Decreto nº 129/91.

Convenção nº. 159/83 Organização Internacional do Trabalho relativa a Reabilitação Profissional e Emprego de Pessoas Deficienrtes/Decreto nº 129/91. Convenção nº. 159/83 Organização Internacional do Trabalho relativa a Reabilitação Profissional e Emprego de Pessoas Deficienrtes/Decreto nº 129/91. A Conferência Geral da Organização Internacional do

Leia mais

HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL

HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL DIREITO AMBIENTAL HISTÓRICO PRINCÍPIOS AMBIENTAIS CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL HISTÓRICO Período Pré-Colonial e Colonial 1500/1530 Exploração do Pau-Brasil e Tráfico de Animais Silvestres

Leia mais

Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola: algumas informações

Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola: algumas informações Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola: algumas informações Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (CNE) Brasília DF/ 2011 Iniciando nossa conversa A

Leia mais

DECRETO Nº , DE 05 DE OUTUBRO DE Convenção n.º 127 da OIT

DECRETO Nº , DE 05 DE OUTUBRO DE Convenção n.º 127 da OIT DECRETO Nº 67.339, DE 05 DE OUTUBRO DE 1970 O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, HAVENDO sido aprovada, pelo Decreto-lei nº 662, de 30 de junho de 1969, a Convenção nº 127, da Organização Internacional do Trabalho,

Leia mais

Alterações ao Código de Mineração Promovidas pela MP Nº 790/2017

Alterações ao Código de Mineração Promovidas pela MP Nº 790/2017 ENCONTRO DE DIRIGENTES DO DNPM Alterações ao Código de Mineração Promovidas pela MP Nº 790/2017 José Antonio Alves dos Santos Brasília, 26 de julho de 2017 MOTIVAÇÃO DA ALTERAÇÃO O atual Código de Mineração,

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº CREA-GO Dispõe sobre o registro de empresa de mineração no CREA-GO, e dá outras providências.

ATO NORMATIVO Nº CREA-GO Dispõe sobre o registro de empresa de mineração no CREA-GO, e dá outras providências. ATO NORMATIVO Nº 05-98 - CREA-GO Dispõe sobre o registro de empresa de mineração no CREA-GO, e dá outras providências. O CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DE GOIÁS CREA-GO, em sua

Leia mais

Introdução ao Direito Agrário

Introdução ao Direito Agrário Unidade 1: Introdução ao Direito Agrário 1. Estágios culturais da humanidade (Danserou) - COLETA - CAÇA E PESCA - PASTOREIO - AGRICULTURA - INDUSTRIALIZAÇÃO - URBANIZAÇÃO 2. Textos normativos históricos

Leia mais

O CHAFARIZ COMO ESPAÇO DE MEMÓRIA E IDENTIDADE LOCAL

O CHAFARIZ COMO ESPAÇO DE MEMÓRIA E IDENTIDADE LOCAL O CHAFARIZ COMO ESPAÇO DE MEMÓRIA E IDENTIDADE LOCAL Genivaldo Cruz Santos 1 ; Ronaldo Santana Chaves 2 1 Professor Auxiliar do Departamento de Ciências Humanas da Universidade do Estado da Bahia UNEB.

Leia mais

15º Congresso Brasileiro de Mineração e EXPOSIBRAM 2013

15º Congresso Brasileiro de Mineração e EXPOSIBRAM 2013 15º Congresso Brasileiro de Mineração e EXPOSIBRAM 2013 Subsecretaria de Mineração Secretaria de Energia do Estado de São Paulo São Paulo Setembro/2013 HISTÓRICO INSTITUCIONAL Até 1990, as políticas públicas

Leia mais

Lei Nº , de 26 de junho de 2009

Lei Nº , de 26 de junho de 2009 Lei Nº 11.958, de 26 de junho de 2009 Altera as Leis nos 7.853, de 24 de outubro de 1989, e 10.683, de 28 de maio de 2003; dispõe sobre a transformação da Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca da

Leia mais

CARTA DE BAGÉ ou CARTA DA PAISAGEM CULTURAL

CARTA DE BAGÉ ou CARTA DA PAISAGEM CULTURAL CARTA DE BAGÉ ou CARTA DA PAISAGEM CULTURAL Apresentação Nos dias 13 a 18 de agosto de 2007 realizou-se em Bagé, RS, o Seminário Semana do Patrimônio Cultura e Memória na Fronteira. O evento foi organizado

Leia mais

AS COMUNIDADES QUILOMBOLAS NO BRASIL: A LUTA PELO ACESSO A TERRA GT2: ESTADO, TERRITÓRIO E POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO

AS COMUNIDADES QUILOMBOLAS NO BRASIL: A LUTA PELO ACESSO A TERRA GT2: ESTADO, TERRITÓRIO E POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO AS COMUNIDADES QUILOMBOLAS NO BRASIL: A LUTA PELO ACESSO A TERRA Eslania Correia dos Santos 1 eslaniacorreia11@gmail.com - IFAL Joallan Cardim Rocha 12 joallanrocha@hotmail.com - IFAL GT2: ESTADO, TERRITÓRIO

Leia mais

NOTA DE APOIO AO QUILOMBO RIO DOS MACACOS. Salvador, 13 de julho de 2012.

NOTA DE APOIO AO QUILOMBO RIO DOS MACACOS. Salvador, 13 de julho de 2012. NOTA DE APOIO AO QUILOMBO RIO DOS MACACOS. Salvador, 13 de julho de 2012. O CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DA BAHIA CRP/03 e o GRUPO DE TRABALHO PSICOLOGIA e RELAÇÕES RACIAIS (GTPRR) pertencente à COMISSÃO

Leia mais

Licenciamento Ambiental e Meio Ambiente Ações da SGM

Licenciamento Ambiental e Meio Ambiente Ações da SGM Encontro de Mineração da ABPM Brasília, 22 de março de 2017 Licenciamento Ambiental e Meio Ambiente Ações da SGM Departamento de Desenvolvimento Sustentável na Mineração Secretaria de Geologia, Mineração

Leia mais

PHD 2538 Gerenciamento de Recursos Hídricos

PHD 2538 Gerenciamento de Recursos Hídricos PHD 2538 Gerenciamento de Recursos Hídricos Política e Sistema Nacional de Gestão de Recursos Hídricos. Aspectos Legais e Institucionais da Gestão de Recursos Hídricos. Gestão de Recursos Hídricos Retrospectiva

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA OBTENÇÃO DE LICENCIAMENTO DE ATIVIDADES DO EXTRATIVISMO MINERAL

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA OBTENÇÃO DE LICENCIAMENTO DE ATIVIDADES DO EXTRATIVISMO MINERAL RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA OBTENÇÃO DE LICENCIAMENTO DE ATIVIDADES DO EXTRATIVISMO MINERAL A LP deve preceder qualquer atividade. LICENÇA PRÉVIA - LP Documentação pertinente 1 Requerimento de Licença 2

Leia mais

A necessidade de proteção e efetividade aos direitos humanos, em sede internacional, possibilitou o surgimento de uma disciplina autônoma ao Direito

A necessidade de proteção e efetividade aos direitos humanos, em sede internacional, possibilitou o surgimento de uma disciplina autônoma ao Direito Profa. Andrea Wild A necessidade de proteção e efetividade aos direitos humanos, em sede internacional, possibilitou o surgimento de uma disciplina autônoma ao Direito Internacional Público, com denominação

Leia mais

CARTA ABERTA DOS POVOS E COMUNIDADES TRADICIONAIS DA REGIÃO NORTE INCLUINDO O ESTADO DO MARANHÃO

CARTA ABERTA DOS POVOS E COMUNIDADES TRADICIONAIS DA REGIÃO NORTE INCLUINDO O ESTADO DO MARANHÃO CARTA ABERTA DOS POVOS E COMUNIDADES TRADICIONAIS DA REGIÃO NORTE INCLUINDO O ESTADO DO MARANHÃO Nós, POVOS INDÍGENAS, QUILOMBOLAS, POVOS CIGANOS, FAXINALENSES, POMERANOS, POVOS E COMUNIDADES TRADICIONAIS

Leia mais

CONSULTA PRÉVIA, LIVRE, INFORMADA E DE BOA FÉ SANDRO LÔBO

CONSULTA PRÉVIA, LIVRE, INFORMADA E DE BOA FÉ SANDRO LÔBO CONSULTA PRÉVIA, LIVRE, INFORMADA E DE BOA FÉ SANDRO LÔBO BASE LEGAL CONVENÇÃO 169 DA OIT Arts. 4, 6 e 7 (DECRETO Nº 5.051, DE 19 DE ABRIL DE 2004). DECLARAÇÃO DA ONU SOBRE DIREITOS DOS POVOS INDÍGENAS.

Leia mais

BELÉM, 19 de maio de 2017

BELÉM, 19 de maio de 2017 SEMINÁRIO Poluição, acidentes e multiplicidade de conflitos no eixo Barcarena e Abaetetuba: proteção dos direitos das populações humanas e da biodiversidade em face dos impactos de atividades industriais

Leia mais

PROGRAMA DE MESTRADO EM DIREITO

PROGRAMA DE MESTRADO EM DIREITO PROGRAMA DE MESTRADO EM DIREITO disciplina: Função socioambiental da propriedade pública e privada docente: Wallace Paiva Martins Junior discente: Renata Sioufi Fagundes dos Santos 2016 TUTELA DO MEIO

Leia mais

Licenciamento de Exploração de Massas Minerais (Pedreiras)

Licenciamento de Exploração de Massas Minerais (Pedreiras) NORMA DE PROCEDIMENTOS Outubro de 2012 13 / AM Tramitação dos processos de Licenciamento de Exploração de Massas Minerais (Pedreiras) 1. Apresentação 2. Legislação de enquadramento 3. Tramitação dos processos

Leia mais

Sumário. Introdução... 13

Sumário. Introdução... 13 Sumário Introdução... 13 Capítulo 1 Teoria Geral do Direito Agrário... 17 1.1 Aspectos históricos do direito agrário no Brasil... 17 1.1.1 Regime Sesmarial (1500 a 17/07/1822)... 18 1.1.2 Período Extra

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL NO PROJETO DO NOVO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL NO PROJETO DO NOVO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO 1 CONSIDERAÇÕES SOBRE A PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL NO PROJETO DO NOVO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO Michael Schneider Flach * 1 Introdução A Constituição Federal de 1988 inaugura uma nova ordem de valores

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 2.321, DE 2011 (Do Sr. Leopoldo Meyer)

PROJETO DE LEI N.º 2.321, DE 2011 (Do Sr. Leopoldo Meyer) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 2.321, DE 2011 (Do Sr. Leopoldo Meyer) Estabelece regras de segurança para a implantação e funcionamento de parques de diversão e estabelecimentos similares. DESPACHO:

Leia mais

BENS PÚBLICOS. Roteiro de aula Direito Administrativo II DES0312 Diurno

BENS PÚBLICOS. Roteiro de aula Direito Administrativo II DES0312 Diurno BENS PÚBLICOS Roteiro de aula Direito Administrativo II DES0312 Diurno Introdução: noção e histórico Sumário Classificação Afetação e desafetação A moldura constitucional Características frequentes Uso

Leia mais

Fechamento de Mina Aspectos Ambientais e Sócio-econômicos

Fechamento de Mina Aspectos Ambientais e Sócio-econômicos Fechamento de Mina Aspectos Ambientais e Sócio-econômicos Centro Mineiro de Referência em Resíduos, Belo Horizonte 28 e 29 de maio de 2008 João César de Freitas Pinheiro Geólogo, Ph.D. Diretor Geral Adjunto

Leia mais

LEGISLAÇÃO INDIGENISTA

LEGISLAÇÃO INDIGENISTA - LEGISLAÇÃO INDIGENISTA - - Lei nº 5.371/67 - Criação da FUNAI - Professor: Marcos Girão - OS ANTECESSORES 1 OS ANTECESSORES ANTES DA EXISTÊNCIA DA FUNAI o Serviço de Proteção aos Índios (SPI) o Conselho

Leia mais

Sumário: Institui e regula o sistema de requalificação dos trabalhadores em funções públicas. Exposição de motivos

Sumário: Institui e regula o sistema de requalificação dos trabalhadores em funções públicas. Exposição de motivos Anteprojeto de proposta de lei n.º /2013 Sumário: Institui e regula o sistema de requalificação dos trabalhadores em funções públicas Exposição de motivos A Lei n.º 53/2006, de 7 de dezembro, estabeleceu

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE PROCURADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE PROCURADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO Parecer n. 1114/05 Assunto: Preservação do Patrimônio Cultural. Imóvel Inventariado de Estruturação. Aplicação do parágrafo 7º do art. 107 da LC 434. Processo n. 02.246681.3 Ementa: Imóvel Inventariado

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 571 PROCURADOR MUNICIPAL EDITAL 37 ANEXO III

CONCURSO PÚBLICO 571 PROCURADOR MUNICIPAL EDITAL 37 ANEXO III CONCURSO PÚBLICO 571 PROCURADOR MUNICIPAL EDITAL 37 ANEXO III 1. Pontos para a Prova Oral. DIREITO CONSTITUCIONAL TEORIA 1. Noções de Teoria da Constituição e do Direito Constitucional. Objeto. Métodos.

Leia mais