RESTRIÇÕES À AQUISIÇÃO E ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS POR EMPRESAS ESTRANGEIRAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESTRIÇÕES À AQUISIÇÃO E ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS POR EMPRESAS ESTRANGEIRAS"

Transcrição

1 RESTRIÇÕES À AQUISIÇÃO E ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS POR EMPRESAS ESTRANGEIRAS Fabiano Ricardo Luz de Brito Outubro de 2015

2 Onde está a questão? LEI Nº 5.709, de 07 de Outubro de 1971 Promulgada sob a égide da Constituição Federal de 1969, objetivou criar sistema de controle da fronteira agrícola brasileira e evitar que estrangeiros comprassem terras no Brasil com a finalidade de especulação. Regula a Aquisição de Imóvel Rural por Estrangeiro Residente no País ou Pessoa Jurídica Estrangeira Autorizada a Funcionar no Brasil, e dá outras Providências. Art. 1º - O estrangeiro residente no País e a pessoa jurídica estrangeira autorizada a funcionar no Brasil só poderão adquirir imóvel rural na forma prevista nesta Lei. 1º - Fica, todavia, sujeita ao regime estabelecido por esta Lei a pessoa jurídica brasileira da qual participem, a qualquer título, pessoas estrangeiras físicas ou jurídicas que tenham a maioria do seu capital social e residam ou tenham sede no Exterior. 2

3 Pareceres Advocacia Geral da União (AGU) Parecer Deliberação Parecer AGU LA-04/94 O 1º do artigo 1º da Lei nº 5.079/1971 não foi recepcionado pela Constituição Federal de 1988, de modo que inexiste qualquer impedimento ou restrição à aquisição de imóvel rural por empresa brasileira de capital estrangeiro. Parecer AGU CQ-181/98 Empresas brasileiras (com a conceituação dada pela EC-6), qualquer que seja sua composição de capital, podem adquirir livremente imóveis rurais no Brasil. Parecer AGU LA 01/2010 Os princípios da soberania nacional aplicado à ordem econômica, independência nacional, limitação dos investimentos em setores estratégicos justificaria a recepção do 1º do artigo 1º da Lei nº 5.709/71. 3

4 Questões Preliminares Art São consideradas: I - empresa brasileira a constituída sob as leis brasileiras e que tenha sua sede e administração no País; II - empresa brasileira de capital nacional aquela cujo controle efetivo esteja em caráter permanente sob a titularidade direta ou indireta de pessoas físicas domiciliadas e residentes no País ou de entidades de direito público interno, entendendo-se por controle efetivo da empresa a titularidade da maioria de seu capital votante e o exercício, de fato e de direito, do poder decisório para gerir suas atividades. ( ) (Revogado pela Emenda Constitucional nº 6, de 1995) 4

5 Questões Preliminares Art As jazidas, em lavra ou não, e demais recursos minerais e os potenciais de energia hidráulica constituem propriedade distinta da do solo, para efeito de exploração ou aproveitamento, e pertencem à União, garantida ao concessionário a propriedade do produto da lavra. 1º A pesquisa e a lavra de recursos minerais e o aproveitamento dos potenciais a que se refere o "caput" deste artigo somente poderão ser efetuados mediante autorização ou concessão da União, no interesse nacional, por brasileiros ou empresa brasileira de capital nacional, na forma da lei, que estabelecerá as condições específicas quando essas atividades se desenvolverem em faixa de fronteira ou terras indígenas. (Revogado EC 6/1995) 1º A pesquisa e a lavra de recursos minerais e o aproveitamento dos potenciais a que se refere o "caput" deste artigo somente poderão ser efetuados mediante autorização ou concessão da União, no interesse nacional, por brasileiros ou empresa constituída sob as leis brasileiras e que tenha sua sede e administração no País, na forma da lei, que estabelecerá as condições específicas quando essas atividades se desenvolverem em faixa de fronteira ou terras indígenas. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 6, de 1995) 5

6 Questões Preliminares Diário do Congresso Nacional Exposição de Motivos 37 A proposta tenciona eliminar a distinção entre empresa brasileira e empresa brasileira de capital nacional e o tratamento preferencial concedido a essa última. Para tanto, firma-se conceito de empresa brasileira como aquela constituída sob as leis brasileiras e com sede e administração no País. 6

7 Questões Preliminares Diário do Congresso Nacional Exposição de Motivos 37 Com o mesmo escopo, a Emenda efetua alteração no 1º [do] art. 176, de forma a eliminar a exclusividade... e o aproveitamento de potenciais de energia hidráulica por empresa brasileira de capital nacional. Pretende-se assim viabilizar a atração de investimentos estrangeiros... mantido o controle da União mediante autorização ou concessão. 7

8 Questões Preliminares Interpretação Histórica da EC 6 privilegia o entendimento de que não há distinção entre empresa constituída no país e empresa de capital nacional. Pode ser questionada se empresa constituída no país, mas sem atividades e administração efetiva seria de fato considerada empresa constituída/ nacional. Nesse caso, empresas destinadas a produção de energia já não se enquadrariam na restrição Ainda que assim não fosse: nas geradoras o controle já está exercido pela União, mediante autorização ou concessão 8

9 Nosso Entendimento Há uma questão adicional, não debatida: conceito de imóvel rural para fins da restrição. Estatuto da Terra (L4504/1964): Art. 4º Para os efeitos desta Lei, definemse: I Imóvel Rural, o prédio rústico, de área contínua qualquer que seja a sua localização que se destina à exploração extrativa agrícola, pecuária ou agro-industrial, quer através de planos públicos de valorização, quer através de iniciativa privada; Lei 8.629/ Art. 4º Para os efeitos desta lei, conceituam-se: Imóvel Rural o prédio rústico de área contínua, qualquer que seja a sua localização que se destine ou possa se destinar à exploração agrícola, pecuária, extrativa vegetal, florestal ou agro-industrial; 9

10 Nosso Entendimento Considerando a natureza de contrato agrário do arrendamento rural, entendemos que o arrendamento previsto no Estatuto da Terra não serve para instrumentalizar a relação entre o proprietário do imóvel e o arrendatário que objetiva dar ao imóvel destinação econômica que não seja agrícola, pecuária, agro-industrtial ou extrativa; Nesse sentido, o critério preponderante para se determinar se o Imóvel é ou não é Rural consiste na sua destinação econômica, independentemente de sua localização. Nessa linha, nos casos em que não há a intenção de arrendar imóveis, para fins de exploração agrária, ou de outras destinações passíveis de qualificar o imóvel como rural, entendemos que as restrições da Lei 5.709/71 não seriam aplicáveis. 10

11 SÃO PAULO PAULISTA Al. Joaquim Eugênio de Lima São Paulo SP Brasil T SÃO PAULO FARIA LIMA Rua Campo Verde 61 3º andar São Paulo SP Brasil T BRASÍLIA SHS Q6 Bloco C Cj. A sala Brasília DF Brasil T RIO DE JANEIRO Praia do Flamengo º andar Rio de Janeiro RJ Brasil T NEW YORK 712 Fifth Avenue 26 th floor New York NY USA T

Conflitos Jurídicos, Contábeis e Fiscais

Conflitos Jurídicos, Contábeis e Fiscais Conflitos Jurídicos, Contábeis e Fiscais 5º Encontro de Contabilidade: Abrasca/Ibracon Andrea Bazzo Lauletta Setembro de 2015 A Administração Fiscal de Uma Pessoa Jurídica Brasileira Contexto Volume expressivo

Leia mais

Trabalhista. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Trabalhista. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Trabalhista Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços A prática tem reconhecida atuação no consultivo trabalhista, contencioso judicial e

Leia mais

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Infraestrutura Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Mattos Filho é o one-stop-shop em questões regulatórias e transacionais para investidores,

Leia mais

Reforma da Previdência: Impacto nas Empresas

Reforma da Previdência: Impacto nas Empresas Reforma da Previdência: Impacto nas Empresas Luciana Dias Prado Agosto/2017 O Sistema Previdenciário Brasileiro Sistema Público (Obrigatório) Sistema Privado (Complementar) A normatização, coordenação,

Leia mais

Por que o Brasil tem dificuldades em atrair investimentos para concessões, privatizações e PPPs?

Por que o Brasil tem dificuldades em atrair investimentos para concessões, privatizações e PPPs? Por que o Brasil tem dificuldades em atrair investimentos para concessões, privatizações e PPPs? Bruno Werneck Março, 2017 Princípio do Equilíbrio Econômico-Financeiro Proteção da proporção entre encargos

Leia mais

Oportunidades de Mercado para a Atuação em Perícia Contábil

Oportunidades de Mercado para a Atuação em Perícia Contábil Oportunidades de Mercado para a Atuação em Perícia Contábil Fórum Paulista de Perícia Contábil Flávio Pereira Lima 25 de novembro de 2016 2016: mudanças éticas e processuais O Novo Código de Processo Civil

Leia mais

Trabalhista. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Trabalhista. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Trabalhista Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Eleito o melhor escritório da América Latina pelo Chambers & Partners Awards 2015 A

Leia mais

CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO

CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO - AGU POTENCIAL CONFLITO DA MINERAÇÃO COM ÁREAS ESPECIAIS/ RESTRITAS CRISTINA CAMPOS ESTEVES Julho/2009 CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO Salvador, 7 a 9 de junho de

Leia mais

LICENÇA-MATERNIDADE, LICENÇA- PATERNIDADE E PROGRAMA EMPRESA- CIDADÃ CONSIDERAÇÕES GERAIS

LICENÇA-MATERNIDADE, LICENÇA- PATERNIDADE E PROGRAMA EMPRESA- CIDADÃ CONSIDERAÇÕES GERAIS LICENÇA-MATERNIDADE, LICENÇA- PATERNIDADE E PROGRAMA EMPRESA- CIDADÃ CONSIDERAÇÕES José Daniel Gatti Vergna CCIBJ 28 de abril de 2016 INTRODUÇÃO LICENÇA-MATERNIDADE Beneficiários Duração Benefícios PROGRAMA

Leia mais

Cadastro de contatos - SGC. Janeiro.2017

Cadastro de contatos - SGC. Janeiro.2017 - SGC Janeiro.2017 Ferramentas de cadastro 2 Cenário atual Cardfile Outlook Ferramenta desativada. Era utilizada para cadastros de contatos pessoais. Todos os contatos foram migrados para o outlook. Ferramenta

Leia mais

LEGISLAÇÃO MINERÁRIA BRASILEIRA: Avaliação e Perspectivas. ANA SALETT MARQUES GULLI Procuradora-Chefe/DNPM

LEGISLAÇÃO MINERÁRIA BRASILEIRA: Avaliação e Perspectivas. ANA SALETT MARQUES GULLI Procuradora-Chefe/DNPM LEGISLAÇÃO MINERÁRIA BRASILEIRA: Avaliação e Perspectivas ANA SALETT MARQUES GULLI Procuradora-Chefe/DNPM Junho/2010 Relevância da atividade mineral A atividade mineral apresenta-se como uma atividade

Leia mais

Ambiental. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Ambiental. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Ambiental Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Eleito o melhor escritório da América Latina pelo Chambers & Partners Awards 2015 Nossa

Leia mais

Nova lei complementar do ISS. Setembro, 2017

Nova lei complementar do ISS. Setembro, 2017 Nova lei complementar do ISS Setembro, 2017 Redação original da Lei Complementar nº 116/2003 A LC 116/2003 dispõe sobre o ISS, dando parâmetros aos municípios para sua instituição e cobrança Em sua redação

Leia mais

Práticas de controle e fiscalização da CFEM

Práticas de controle e fiscalização da CFEM Práticas de controle e fiscalização da CFEM Marcos Antonio Cordeiro / DNPM-PA Eng. de Minas Belém-PA março de 2013 CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988: Art. 20 - São bens da União: IX - os recursos minerais, inclusive

Leia mais

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Infraestrutura Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Eleito o melhor escritório da América Latina pelo Chambers & Partners Awards 2015

Leia mais

Programa Especial de Regularização Tributária ( PERT ) Possíveis controvérsias judiciais 03/08/2017

Programa Especial de Regularização Tributária ( PERT ) Possíveis controvérsias judiciais 03/08/2017 Programa Especial de Regularização Tributária ( PERT ) Possíveis controvérsias judiciais 03/08/2017 Regra geral e interpretação oficial Caput do artigo 6º da MP 783/17: os depósitos judiciais vinculados

Leia mais

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Infraestrutura Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Eleito o melhor escritório da América Latina pelo Chambers & Partners Awards 2015

Leia mais

Empresas brasileiras de capital estrangeiro. Limites à aquisição de imóveis rurais e de organização societária

Empresas brasileiras de capital estrangeiro. Limites à aquisição de imóveis rurais e de organização societária Empresas brasileiras de capital estrangeiro Limites à aquisição de imóveis rurais e de organização societária Bueno, Mesquita e Advogados O Bueno, Mesquita e Advogados é um escritório de advocacia empresarial

Leia mais

Tributário. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Tributário. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Tributário Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Eleito Brazil Law Firm of the Year pelo Chambers & Partners 2016 Mattos Filho é reconhecido

Leia mais

Telecomunicações. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved.

Telecomunicações. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved. Telecomunicações Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved. Nossos serviços Eleito o melhor escritório da América Latina pelo Chambers & Partners 2015 Orientação jurídica

Leia mais

Direitos fundamentais propriedade. João Miguel da Luz Rivero Fundamento constitucional

Direitos fundamentais propriedade. João Miguel da Luz Rivero Fundamento constitucional Direitos fundamentais propriedade João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com Fundamento constitucional O regime jurídico da propriedade tem seu fundamento na Constituição. Esta garante o direito de

Leia mais

Gestão das informações públicas sobre ocupação territorial Integração de cadastros públicos. Brasília/DF 09 de maio de 2017

Gestão das informações públicas sobre ocupação territorial Integração de cadastros públicos. Brasília/DF 09 de maio de 2017 Gestão das informações públicas sobre ocupação territorial Integração de cadastros públicos Brasília/DF 09 de maio de 2017 Boletins informativos do CAR Informações sobre a evolução das inscrições no CAR

Leia mais

Aspectos jurídicos DD CETESB 38/2017

Aspectos jurídicos DD CETESB 38/2017 Aspectos jurídicos DD CETESB 38/2017 Lina Pimentel Garcia 25/05/2017 Aspectos Gerais Resumo do histórico da legislação de áreas contaminadas 2007: Primeiro manual de gerenciamento da CETESB (DD 103/2007);

Leia mais

Negócios Imobiliários e Investimentos Florestais. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Negócios Imobiliários e Investimentos Florestais. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Negócios Imobiliários e Investimentos Florestais Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Negócios imobiliários Eleito o melhor escritório

Leia mais

MINERAÇÃO REGIME LEGAL

MINERAÇÃO REGIME LEGAL MINERAÇÃO REGIME LEGAL Adriano Drummond Cançado Trindade Faculdade de Direito Universidade de Brasília Setembro/2014 Recursos Minerais Conteúdo econômico Conteúdo político/estratégico Conteúdo jurídico

Leia mais

Seguros, Resseguros e Previdência

Seguros, Resseguros e Previdência Seguros, Resseguros e Previdência Nossos serviços Nosso time é composto por 16 profissionais, sendo quatro deles sócios, exclusivamente dedicados a proporcionar as melhores soluções jurídicas do mercado

Leia mais

Perspectivas para a participação da iniciativa privada na geração núcleo-elétrica no Brasil

Perspectivas para a participação da iniciativa privada na geração núcleo-elétrica no Brasil Oportunidades para a cadeia de produção de minerais nucleares Perspectivas para a participação da iniciativa privada na geração núcleo-elétrica no Brasil David A. M. Waltenberg Belo Horizonte, 24 de setembro

Leia mais

Bens da União no litoral. Novembro 2015

Bens da União no litoral. Novembro 2015 Bens da União no litoral Novembro 2015 Histórico da propriedade no Brasil regime das sesmarias Lei de Terras (Lei nº 601/1850) Repartição Geral de Terras Públicas Bens Públicos Município, Estado, Distrito

Leia mais

Unidade 2: Imóvel Rural. Prof. Ma. Luane Lemos. São Luis,

Unidade 2: Imóvel Rural. Prof. Ma. Luane Lemos. São Luis, Unidade 2: Imóvel Rural Imóvel agrário x imóvel rural. Para o Estatuto da Terra: Art. 4º Para os efeitos desta Lei, definem-se: I - "Imóvel Rural", o prédio rústico, de área contínua qualquer que seja

Leia mais

Terceiro Setor, Cultura e Responsabilidade Social. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Terceiro Setor, Cultura e Responsabilidade Social. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Terceiro Setor, Cultura e Responsabilidade Social Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Nossa equipe atende empresas que investem em responsabilidade

Leia mais

Direitos humanos na cadeia de fornecedores

Direitos humanos na cadeia de fornecedores Direitos humanos na cadeia de fornecedores Juliana Gomes Ramalho Monteiro 09/11/2015 Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos Responsabilidade das Empresas de Respeitar os Direitos Humanos

Leia mais

Gestão Patrimonial, Família e Sucessões. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Gestão Patrimonial, Família e Sucessões. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Gestão Patrimonial, Família e Sucessões Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Avaliação da situação patrimonial frente a atos passados

Leia mais

Declaração para Cadastro de Imóveis Rurais. Manual de Orientação para Preenchimento da

Declaração para Cadastro de Imóveis Rurais. Manual de Orientação para Preenchimento da Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA SISTEMA NACIONAL DE CADASTRO RURAL - SNCR Manual de Orientação para Preenchimento da Declaração para

Leia mais

Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas

Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas Legais Complementares Departamento Nacional de Produção

Leia mais

Painel SUSEP: tendências em processo administrativo. Outubro/2017

Painel SUSEP: tendências em processo administrativo. Outubro/2017 Painel SUSEP: tendências em processo administrativo Outubro/2017 Temas em processo administrativo Do trâmite e dos prazos processuais SUSEP CRSNSP Prazo: 30 dias Memoriais Sustentação oral Intimação Prazo:

Leia mais

PRINCIPAIS AUTORIZAÇÕES DE TRABALHO A ESTRANGEIROS. 7 de julho de 2016

PRINCIPAIS AUTORIZAÇÕES DE TRABALHO A ESTRANGEIROS. 7 de julho de 2016 PRINCIPAIS AUTORIZAÇÕES DE TRABALHO A ESTRANGEIROS 7 de julho de 2016 Introdução Brasil: Ambiente regulado Lei 6.815/80 Consolidação das Leis do Trabalho Lei 7.064/82 / Lei 11.962/2009 (Brasileiros no

Leia mais

LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE 1997 Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos Dispõe sobre a política energética nacional, as atividades relativas ao monopólio do petróleo,

Leia mais

CONTEXTO OLÍMPICO LIMITAÇÕES ÀS ATIVIDADES DE MARKETING EM EVENTOS ESPORTIVOS

CONTEXTO OLÍMPICO LIMITAÇÕES ÀS ATIVIDADES DE MARKETING EM EVENTOS ESPORTIVOS CONTEXTO OLÍMPICO LIMITAÇÕES ÀS ATIVIDADES DE MARKETING EM EVENTOS ESPORTIVOS Lei Geral da Copa e Ato Olímpico 1. Introdução Com a proximidade dos eventos esportivos que serão realizados no Brasil, como

Leia mais

Labor and Employment. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved.

Labor and Employment. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved. Labor and Employment Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. All rights reserved. Our services Best Law Firm in Latin America by Chambers & Partners Awards 2015 Mattos Filho Labor and

Leia mais

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Infraestrutura Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Mattos Filho é o one-stop-shop em questões regulatórias e transacionais para investidores,

Leia mais

Propriedade. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato

Propriedade. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato Propriedade Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato Propriedade Relevância do Direito de Propriedade e sua inserção nas normas

Leia mais

Mercado de Capitais. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Mercado de Capitais. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Mercado de Capitais Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Somos reconhecidos pelo mercado, por nossos clientes e por nossos pares como

Leia mais

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Infraestrutura Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Mattos Filho é o one-stop-shop em questões regulatórias e transacionais para investidores,

Leia mais

IMPOSTO TERRITORIAL RURAL. Estratégias para declaração e pagamento

IMPOSTO TERRITORIAL RURAL. Estratégias para declaração e pagamento IMPOSTO TERRITORIAL RURAL Estratégias para declaração e pagamento O Bueno, Mesquita e Advogados O Bueno, Mesquita e Advogados é um escritório de advocacia empresarial com foco em empresas familiares e

Leia mais

Sumário. Introdução... 13

Sumário. Introdução... 13 Sumário Introdução... 13 Capítulo 1 Teoria Geral do Direito Agrário... 17 1.1 Aspectos históricos do direito agrário no Brasil... 17 1.1.1 Regime Sesmarial (1500 a 17/07/1822)... 18 1.1.2 Período Extra

Leia mais

POLÍTICA MINERAL & NOVO MARCO REGULATÓRIO DA MINERAÇÃO

POLÍTICA MINERAL & NOVO MARCO REGULATÓRIO DA MINERAÇÃO Seminário Novo Marco Regulatório da Mineração Os interesses em jogo na hora da verdade POLÍTICA MINERAL & NOVO MARCO REGULATÓRIO DA MINERAÇÃO Telton Elber Corrêa Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação

Leia mais

Ambiental. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Ambiental. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Ambiental Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Temos forte atuação na gestão de pleitos perante as agências ambientais e o Ministério

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO IV DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES CAPÍTULO IV DAS FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA Seção I Do Ministério Público Art. 127. O Ministério Público é instituição

Leia mais

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Infraestrutura Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Eleito o melhor escritório da América Latina pelo Chambers & Partners Awards 2015

Leia mais

CADE e Judiciário. Discussões judiciais sobre cartéis, reparação de danos e ações civis públicas. Mattos Filho Advogados. 28 de setembro de 2017

CADE e Judiciário. Discussões judiciais sobre cartéis, reparação de danos e ações civis públicas. Mattos Filho Advogados. 28 de setembro de 2017 CADE e Judiciário Discussões judiciais sobre cartéis, reparação de danos e ações civis públicas Mattos Filho Advogados 28 de setembro de 2017 AGENDA O combate a cartéis no Brasil. Revisão judicial de decisões

Leia mais

O impacto da Lei Anticorrupção no universo das entidades sem fins lucrativos. Abril/2016

O impacto da Lei Anticorrupção no universo das entidades sem fins lucrativos. Abril/2016 O impacto da Lei Anticorrupção no universo das entidades sem fins lucrativos Abril/2016 Panorama Nacional Lei n.º 12.846 de 1 de agosto de 2013 ( Lei Anticorrupção ) Decorrência, em grande medida, de compromissos

Leia mais

Assentamentos, Territórios Quilombolas e Mineração Gilda Diniz dos Santos Procuradora-Chefe da PFE/Incra

Assentamentos, Territórios Quilombolas e Mineração Gilda Diniz dos Santos Procuradora-Chefe da PFE/Incra ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL ESPECIALIZADA DO INCRA Assentamentos, Territórios Quilombolas e Mineração Gilda Diniz dos Santos Procuradora-Chefe da PFE/Incra

Leia mais

informa Imobiliário Extra mercado de capitais 08 de outubro de 2012

informa Imobiliário Extra mercado de capitais 08 de outubro de 2012 08 de outubro de 2012 orma informa mercado de capitais Imobiliário Extra Em 28 de setembro de 2012, foi publicada a Instrução Normativa Conjunta nº 1 ( INC 01 ), editada pelo INCRA ( Instituto Nacional

Leia mais

Como a Constituição trata tal imposto:

Como a Constituição trata tal imposto: Como a Constituição trata tal imposto: Art. 155. Compete aos Estados e ao Distrito Federal instituir impostos sobre: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 3, de 1993) (...) II - operações relativas

Leia mais

ADITAMENTO A HYPERMARCAS S.A. MAIOREM S.A. DE C.V. IGARAPAVA S.A. DINO SAMAJA

ADITAMENTO A HYPERMARCAS S.A. MAIOREM S.A. DE C.V. IGARAPAVA S.A. DINO SAMAJA ADITAMENTO A ACORDO DE ACIONISTAS DE HYPERMARCAS S.A. CELEBRADO ENTRE MAIOREM S.A. DE C.V. IGARAPAVA S.A. PRIVATE EQUITY PARTNERS C, LLC GPCP4 - FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES DINO SAMAJA GIANNI

Leia mais

NO RADAR DA FISCALIZAÇÃO

NO RADAR DA FISCALIZAÇÃO Agosto / 2012 NO RADAR DA FISCALIZAÇÃO Fiscalização nas Pessoas Físicas: por que? Em manifestações recentes o Subsecretário de Fiscalização da Receita Federal declarou que dentre as operações prioritárias

Leia mais

ITR sobre áreas de mineração. Rodrigo H. Pires

ITR sobre áreas de mineração. Rodrigo H. Pires ITR sobre áreas de mineração Rodrigo H. Pires Introdução 1. PRIMEIRA PARTE: Apuração do ITR 1.1 Elementos básicos do tributo 1.2 Base legal - Lei nº 9.393/1996 e DL nº 57/1966 2. SEGUNDA PARTE: O problema

Leia mais

Relações Familiares: efeitos sobre o patrimônio e possíveis soluções

Relações Familiares: efeitos sobre o patrimônio e possíveis soluções Relações Familiares: efeitos sobre o patrimônio e possíveis soluções Café da Manhã - Gestão Patrimonial, Família e Sucessões Outubro/2017 Por que a jurisprudência abre possibilidades não dispostas pela

Leia mais

CURSO SUMÁRIO 18/11/2013

CURSO SUMÁRIO 18/11/2013 CURSO Capacitação em Georreferenciamento de Imóveis Rurais com base na 3ª Edição da Norma Técnica de Georreferenciamento de Imóveis Rurais NTGIR 3ª Edição e Manuais. NTGIR 3ª Edição e Manuais principais

Leia mais

Ratificação de Títulos Incidentes em Faixa de Fronteira Agosto de 2014

Ratificação de Títulos Incidentes em Faixa de Fronteira Agosto de 2014 Ratificação de Títulos Incidentes em Faixa de Fronteira Agosto de 2014 Índice 1 Aspectos Históricos e Constitucionais 2 Faixa de Fronteira x Faixa de Segurança Nacional 3 Ratificação de Títulos incidentes

Leia mais

Propriedade Intelectual e Tecnologia. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Propriedade Intelectual e Tecnologia. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Propriedade Intelectual e Tecnologia Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Eleito o melhor escritório da América Latina pelo Chambers

Leia mais

Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas

Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas Gestor dos Recursos Minerais do Brasil Compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral a execução do Código de Mineração e dos seus Diplomas Legais Complementares Art. 3 2º do Código de Mineração)

Leia mais

LEI Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE 1997

LEI Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE 1997 LEI Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE 1997 Dispõe sobre a política energética nacional, as atividades relativas ao monopólio do petróleo, institui o Conselho Nacional de Política Energética e a Agência Nacional

Leia mais

REFORMA TRABALHISTA Fortalecimento dos ACT e CCT s

REFORMA TRABALHISTA Fortalecimento dos ACT e CCT s REFORMA TRABALHISTA Fortalecimento dos ACT e CCT s Cleber Venditti Setembro 2017 Artigo 611-A e 611-B entre outros versus exclusivamente Justificativa da comissão especial sobre o Projeto de Lei: Como

Leia mais

Exploração Conjunta de Direitos Minerários Contíguos - Unitização

Exploração Conjunta de Direitos Minerários Contíguos - Unitização CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO Exploração Conjunta de Direitos Minerários Contíguos - Unitização José Antonio Alves dos Santos Salvador, 08 de junho de 2010 INTRODUÇÃO No início da indústria

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE A EXTINÇÃO DA RESERVA NACIONAL DO COBRE E ASSOCIADOS - RENCA

CONSIDERAÇÕES SOBRE A EXTINÇÃO DA RESERVA NACIONAL DO COBRE E ASSOCIADOS - RENCA CONSIDERAÇÕES SOBRE A EXTINÇÃO DA RESERVA NACIONAL DO COBRE E ASSOCIADOS - RENCA 01/09/2017 João Raso Foram recentemente emanados pelo Governo Federal os Decretos n s 9142/2017 e 9147/2017, que promoveram

Leia mais

Contratos de Construção: prevenção de litígios e novas tendências em resolução de disputas. Flávio Spaccaquerche Thiago Moreira

Contratos de Construção: prevenção de litígios e novas tendências em resolução de disputas. Flávio Spaccaquerche Thiago Moreira Contratos de Construção: prevenção de litígios e novas tendências em resolução de disputas Flávio Spaccaquerche Thiago Moreira 20.07.2017 Turner & Townsend overview 1946 Fundação + 70 anos experiência

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF

PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF C. S. Tecnologia do Agronegócio 3º Semestre PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF Acadêmicos: Bruno Farias, Clodinei Uria,Mauricio, Renan Fontoura, Milton Fábrica, Ricardo

Leia mais

Ordenamento Jurídico Agrário e as Políticas Públicas Fundiárias

Ordenamento Jurídico Agrário e as Políticas Públicas Fundiárias Câmara dos Deputados Consultoria de Portas Abertas Área VI Direito Agrário e Políticas Fundiárias Ordenamento Jurídico Agrário e as Políticas Públicas Fundiárias Objetivo Apresentar as principais normas

Leia mais

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO EM OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO EM OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO EM OPERAÇÕES URBANAS CONSORCIADAS Operação Urbana Consorciada Conceito / Estatuto da Cidade Camila Maleronka Recife, 15 de setembro de 2017. CONCEITO DA OPERAÇÃO URBANA CONSORCIADA

Leia mais

SENADO FEDERAL Gabinete do Senador Fernando Bezerra Coelho PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador FERNANDO BEZERRA COELHO

SENADO FEDERAL Gabinete do Senador Fernando Bezerra Coelho PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador FERNANDO BEZERRA COELHO PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DEFESA NACIONAL, sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 398, de 2014, da COMISSÃO DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTURA, que dispõe sobre a pesquisa

Leia mais

Novas Regras para Registro de Contratos de Transferência de Tecnologia

Novas Regras para Registro de Contratos de Transferência de Tecnologia Novas Regras para Registro de Contratos de Transferência de Tecnologia Juliana Gebara de Sene 08/06/2017 Contratos de Propriedade Industrial e Transferência de Tecnologia O Instituto Nacional da Propriedade

Leia mais

DIREITO AGRÁRIO LEGITIMAÇÃO DE POSSE

DIREITO AGRÁRIO LEGITIMAÇÃO DE POSSE DIREITO AGRÁRIO LEGITIMAÇÃO DE POSSE LEGITIMAÇÃO DE POSSE ORIGEM LEI DE TERRAS MUNDO JURÍDICO LEGALIZANDO SITUAÇÕES DE POSSE LEGITIMAÇÃO DE POSSES MANSAS E PACÍFICAS EM TERRAS CULTIVÁVEIS POSSEIRO, OCUPANTE

Leia mais

CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL - CNA CADASTRO DO EMPRESÁRIO OU EMPREGADOR RURAL - PESSOA JURÍDICA

CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL - CNA CADASTRO DO EMPRESÁRIO OU EMPREGADOR RURAL - PESSOA JURÍDICA CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL CNA CADASTRO DO EMPRESÁRIO OU EMPREGADOR RURAL PESSOA JURÍDICA I. TIPO DE ATUALIZAÇÃO (para uso CNA): Inclusão Alteração Cancelamento II. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 53/XI/1.ª CONSAGRA A CATIVAÇÃO PÚBLICA DAS MAIS-VALIAS URBANÍSTICAS PREVENINDO A CORRUPÇÃO E O ABUSO DO PODER

PROJECTO DE LEI N.º 53/XI/1.ª CONSAGRA A CATIVAÇÃO PÚBLICA DAS MAIS-VALIAS URBANÍSTICAS PREVENINDO A CORRUPÇÃO E O ABUSO DO PODER Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI N.º 53/XI/1.ª CONSAGRA A CATIVAÇÃO PÚBLICA DAS MAIS-VALIAS URBANÍSTICAS PREVENINDO A CORRUPÇÃO E O ABUSO DO PODER Exposição de motivos O presente projecto de lei responde

Leia mais

INTRODUÇÃO AO MODELO CONCESSIONÁRIO E SUAS DIFERENÇAS EM RELAÇÃO AOS CONTRATOS ORDINÁRIOS DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA

INTRODUÇÃO AO MODELO CONCESSIONÁRIO E SUAS DIFERENÇAS EM RELAÇÃO AOS CONTRATOS ORDINÁRIOS DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA INTRODUÇÃO AO MODELO CONCESSIONÁRIO E SUAS DIFERENÇAS EM RELAÇÃO AOS CONTRATOS ORDINÁRIOS DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA AUTOSSUSTENTABILIDADE FINANCEIRA AUTONOMIA DE GESTÃO FOCO EM OBRIGAÇÕES DE RESULTADO

Leia mais

RESOLUÇÃO SMA-15 DE 13 DE MARÇO DE 2008.

RESOLUÇÃO SMA-15 DE 13 DE MARÇO DE 2008. PUBLICADA EM 14/03/88 SEÇÃO I PÁG.36 RESOLUÇÃO SMA-15 DE 13 DE MARÇO DE 2008. Dispõe sobre os critérios e parâmetros para concessão de autorização para supressão de vegetação nativa considerando as áreas

Leia mais

RESPOSTA À SOLICITAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO Nº 014/ PROCESSO Nº 086/2015.

RESPOSTA À SOLICITAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO Nº 014/ PROCESSO Nº 086/2015. RESPOSTA À SOLICITAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO Nº 014/2015 - PROCESSO Nº 086/2015. 1. Trata-se de pedido de impugnação ao Edital do Pregão Presencial nº 014/2015, que tem por objeto a contratação

Leia mais

Instrumentos urbanísticos: alcances, limitações e possibilidades para Salvador

Instrumentos urbanísticos: alcances, limitações e possibilidades para Salvador Instrumentos urbanísticos: alcances, limitações e possibilidades para Salvador FÓRUM TEMÁTICO DO PLANO SALVADOR 500 Camila Maleronka camila@p3urb.com.br c.maleronka@gmail.com 17 de abril de 2015. OPERAÇÃO

Leia mais

Medida Provisória nº 795/17 e Decreto nº 9.128/17 Relevantes Alterações Tributárias para a Indústria de Petróleo & Gás

Medida Provisória nº 795/17 e Decreto nº 9.128/17 Relevantes Alterações Tributárias para a Indústria de Petróleo & Gás Medida Provisória nº 795/17 e Decreto nº 9.128/17 Relevantes Alterações Tributárias para a Indústria de Petróleo & Gás Alessandra Gomensoro Leonardo Homsy Frederico Pereira 25/08/2017 Repetro e Novos Regimes

Leia mais

Manual de Orientações para o Cadastro no Sistema de Cadastro Ambiental Rural do Estado de São Paulo (SICAR-SP)

Manual de Orientações para o Cadastro no Sistema de Cadastro Ambiental Rural do Estado de São Paulo (SICAR-SP) Manual de Orientações para o Cadastro no Sistema de Cadastro Ambiental Rural do Estado de São Paulo (SICAR-SP) São Paulo 2016 Atualizado em 12.04.16 2. Primeiras abas do Cadastro: Propriedade, Domínio

Leia mais

REGIME FISCAL PÓS-RTT

REGIME FISCAL PÓS-RTT REGIME FISCAL PÓS-RTT ALTERNATIVAS E LIMITAÇÕES Roberto Quiroga Mosquera Agosto/2012 Na "disputa" entre Direito e Contabilidade o Fisco venceu (visão retrospectiva) Grande parte das práticas da contabilidade

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N 26/2009 Cria a Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro CDURP e dá outras providências. Autor : Poder Executivo A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE

Leia mais

MP 458/09. Regularização Fundiária na Amazônia Legal. Ministério do Desenvolvimento Agrário

MP 458/09. Regularização Fundiária na Amazônia Legal. Ministério do Desenvolvimento Agrário MP 458/09 Regularização Fundiária na Amazônia Legal Ministério do Desenvolvimento Agrário Antecedentes e Contextualização Ações de regularização na região paralisadas na década de 80 Plano de Prevenção

Leia mais

SEMINÁRIO INDUSTRIA EXTRATIVA: ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E LICENCIAMENTO E PEDREIRAS

SEMINÁRIO INDUSTRIA EXTRATIVA: ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E LICENCIAMENTO E PEDREIRAS SEMINÁRIO INDUSTRIA EXTRATIVA: ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E LICENCIAMENTO E PEDREIRAS 1 CONTEXTO 326 ha 55 parcelas 26% brita 91% calçada 98% rustico 5 unid. lavra 4 unid. compl. Parque Tecnológico e Ambiental

Leia mais

Revista Intellectus Ano IX N. 24

Revista Intellectus Ano IX N. 24 A PROPRIEDADE DE TERRAS RURAIS NO BRASIL E A RESTRIÇÃO PARA PARTICIPAÇÃO DO CAPITAL ESTRANGEIRO Rural Land Ownership In Brazil And The Restrictions For The Foreign Capital Over Rural Properties SPERANDIO,

Leia mais

ITAQUI GERAÇÃO DE ENERGIA S.A. CNPJ nº / NIRE nº ATA DE ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM 30 DE ABRIL DE 2014

ITAQUI GERAÇÃO DE ENERGIA S.A. CNPJ nº / NIRE nº ATA DE ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM 30 DE ABRIL DE 2014 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM 30 DE ABRIL DE 2014 (Lavrada sob a forma de sumário de acordo com a autorização contida no parágrafo 1º do Artigo 130 da Lei 6.404/76) 1. Data, hora e local

Leia mais

1ª ATIVIDADE AVALIATIVA: RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS OBJETIVOS

1ª ATIVIDADE AVALIATIVA: RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS OBJETIVOS 1ª ATIVIDADE AVALIATIVA: RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS OBJETIVOS Resolva as questões abaixo, justificando suficientemente a resposta escolhida em folhas apartadas e na ordem em que elas foram apresentadas. 01.

Leia mais

PRÉ-SAL NOVO MARCO LEGAL

PRÉ-SAL NOVO MARCO LEGAL PRÉ-SAL NOVO MARCO LEGAL Rua da Assembléia, 66-17 Andar - Centro - Rio de Janeiro / RJ - CEP: 20011-000 tel: (55 21) 2114-1700 - fax: (55 21) 2114-1717 - http://www.svmfa.com.br -HISTÓRICO - Constituição

Leia mais

VOTORANTIM CIMENTOS S.A. EXERCÍCIO DE 2016

VOTORANTIM CIMENTOS S.A. EXERCÍCIO DE 2016 VOTORANTIM CIMENTOS S.A. 5ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 Rio de Janeiro, 28 de Abril de 2017. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente Fiduciário

Leia mais

Instrução Normativa INCRA Nº 70 DE 06/12/2011

Instrução Normativa INCRA Nº 70 DE 06/12/2011 Instrução Normativa INCRA Nº 70 DE 06/12/2011 Dispõe sobre a aquisição e arrendamento de imóvel rural por pessoa natural estrangeira residente no País e pessoa jurídica estrangeira autorizada a funcionar

Leia mais

BENS PÚBLICOS. Roteiro de aula Direito Administrativo II DES0312 Diurno

BENS PÚBLICOS. Roteiro de aula Direito Administrativo II DES0312 Diurno BENS PÚBLICOS Roteiro de aula Direito Administrativo II DES0312 Diurno Introdução: noção e histórico Sumário Classificação Afetação e desafetação A moldura constitucional Características frequentes Uso

Leia mais

Análise de impacto de edifícios em altura, através de uso de Heliodon, no balneário Cassino, Rio Grande, RS.

Análise de impacto de edifícios em altura, através de uso de Heliodon, no balneário Cassino, Rio Grande, RS. Análise de impacto de edifícios em altura, através de uso de Heliodon, no balneário Cassino, Rio Grande, RS. IFRS Campus Rio Grande Núcleo de Arquitetura Tecnologia em Construção de Edifícios. Autores:

Leia mais

Santana Lopes, Castro, Vieira, Teles, Silva Lopes, Calado, Cardoso & Associados R. L. Rua Castilho, n.º 67-2º andar * Lisboa Tel:

Santana Lopes, Castro, Vieira, Teles, Silva Lopes, Calado, Cardoso & Associados R. L. Rua Castilho, n.º 67-2º andar * Lisboa Tel: A Global Lawyers, Santana Lopes, Castro, Vieira, Teles, Silva Lopes, Calado, Cardoso & Associados Sociedade de Advogados, R. L. resulta da fusão de vontades de vários profissionais com vasto curriculum

Leia mais

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES Decreto executivo n," 54/97 de 28 de Novembro Considerando que os terrenos situados nas áreas de jurisdição marítima constituem domínio público do Estado, cuja ocupação e concessão

Leia mais

Sessão de Divulgação TAGUS2020 Ribatejo Interior. Diversificação de Atividades na Exploração Agrícola e Bolsa Nacional de Terras

Sessão de Divulgação TAGUS2020 Ribatejo Interior. Diversificação de Atividades na Exploração Agrícola e Bolsa Nacional de Terras Sessão de Divulgação TAGUS2020 Ribatejo Interior Diversificação de Atividades na Exploração Agrícola e Bolsa Nacional de Terras A nossa Visão Potenciar o máximo aproveitamento e utilização do território

Leia mais

IMPACTOS DO PL 1876/99 REFORMA DO CÓDIGO FLORESTAL

IMPACTOS DO PL 1876/99 REFORMA DO CÓDIGO FLORESTAL Brasília, 28 de Setembro de 2011 IMPACTOS DO PL 1876/99 REFORMA DO CÓDIGO FLORESTAL René Paschoalick Catherino GTMA Gaalahad D. A. Fernandes FT- APP Histórico ABRAGE Em 2008: A ABRAGE, por meio da Força-

Leia mais

Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição.

Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição. Tributário Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição. Luciana I. Lira Aguiar * Foi publicada em 17 de setembro de 2013

Leia mais

Constituição de Empresa em Portugal por cidadãos de países terceiros à UE e aspetos de permanência em território nacional

Constituição de Empresa em Portugal por cidadãos de países terceiros à UE e aspetos de permanência em território nacional Constituição de Empresa em Portugal por cidadãos de países terceiros à UE e aspetos de permanência em território nacional O princípio que norteia o quadro normativo português é o da não discriminação do

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 7.082, DE 2014 (Do Sr. Rogério Carvalho)

PROJETO DE LEI N.º 7.082, DE 2014 (Do Sr. Rogério Carvalho) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 7.082, DE 2014 (Do Sr. Rogério Carvalho) Altera a Lei nº 12.852, de 5 de agosto de 2013 (Estatuto da Juventude), para instituir o Direito ao Empreendedorismo do

Leia mais