PAINEL: Visões e Perspectivas Gabriel Antonio Marão

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PAINEL: Visões e Perspectivas Gabriel Antonio Marão"

Transcrição

1 SEMINÁRIO: INTERNET DAS COISAS: OPORTUNIDADES E PERSPECTIVAS DA NOVA REVOLUÇÃO DIGITAL PARA O BRASIL

2 Agenda O QUE É IOT IOT NO MUNDO IOT NO BRASIL FÓRUM BRASILEIRO DE IoT ATIVIDADES VISÕES E PERSPECTIVAS CONCLUSÃO

3 O Que é IoT IOT = NOVA INFRAESTRUTURA QUE INTEGRA A INTERNET CONVENCIONAL COM OS OBJETOS PERMITINDO A COMUNICAÇÃO ENTRE O MUNDO VIRTUAL E O MUNDO REAL o NOVO PARADIGMA DE COMUNICAÇÕES o OS OBJETOS GANHAM VIDA PODENDO ATUAR NO SEU AMBIENTE

4 O Que é IoT Não vamos nos perder na discussão do nome: A IoT também pode ser chamada de M2M, computação Ubiqua, IoE, Computação Pervasiva, etc. o Mas todos esses nomes querem representar a mesma realidade

5 AIDC in the Physical Interface Zone Context awareness KEY CONCEPTS Network access Enabling technologies AIDC: RFID, NFC, bar codes, biometry, sensores Cloud computing Big Data Network virtualization Semantic web

6 Evolução da Internet

7 Consequências do Crescimento IoT (AIDC) = identificação únivoca Internet: IPv4 > IPv6 Varejo: EAN13 > EPC global geração 2 Tráfego na rede e problemas de Interoperabilidade vão também crescer exponencialmente

8 IoT Áreas de Aplicação. A imaginação é o limite. TRANSPORTE SAÚDE EDUCAÇÃO CIDADES INTELIGENTES NEGÓCIOS AGRICULTURA, SERVIÇOS AEROPORTUÁRIOS, CONTROLE AMBIENTAL E CONTROLE DE DESASTRES

9 IoT no Mundo e no Brasil

10 IoT no Mundo Japão China Coréia do Sul Malásia Taiwan Comunidade Européia EUA A Europa, há quase uma década, incluiu IoT na sua agenda estratégica de pesquisa.

11 IoT no Mundo Funding for research into using the internet to improve everyday devices will more than double as part of efforts to make the UK a world leader in digital technology, David Cameron has announced. The prime minister announced an extra 45m to develop the "internet of things" as he arrived in Germany for the CeBIT 2014 trade fair. He is attending the event in Hanover where he is due to hold talks with German chancellor Angela Merkel as Britain is the official "partner country" of the event. Combining British ingenuity with German engineering would put the two countries at the forefront of a new technology-based "industrial revolution", he suggested.

12 A quiet Revolution Gathers Pace Key findings from the research include the following: The IoT is on the agenda at most organisations even if they disagree about its scope. Optimism about the IoT is not yet matched by investment More IoT-specific skills are needed for the next stage of development. Companies must learn to co-operate with players across industries, including competitors. Consumers could soon be awash with IoT-based products and services even if they may not realise it Businesses should be prepared for an explosion of IoT- generated data.

13 A quiet Revolution Gathers Pace

14 IoT no Brasil até 2011 um conceito inexistente salvo nichos particulares existência de desenvolvimentos relacionados com IoT, usando tecnologias de AIDC e / ou Embedded Computing, que constituem ilhas de aplicação; esforços embrionários na direção de smart cities com conceitos de cidades digitais esforços significativos na direção de internet do futuro falta de uma agenda estratégica de pesquisa e desenvolvimento falta de financiamento para projetos estruturantes falta de condições para estabelecimento de projetos colaborativos interdisciplinares com formação de consórcio entre empresas, academia, usuários finais, em que o conceito de IOT se reverta em benefícios para a sociedade em geral

15 Fórum Brasileiro de IoT

16 Atividades Fundação Em abril de 2012 se constituiu o Fórum formado por representantes do mercado, da academia e do governo, com o objetivo de identificar os obstáculos que dificultam a adoção do conceito de IoT no Brasil. Ações Realizadas seminários e eventos nacionais seminários internacionais destaque ao evento com o ETSI / CPqD organização do Primeiro Evento de Interoperabilidade em IoT, realizado no Brasil numa ação conjunta entre o CPqD e o ETSI, sob a coordenação do Fórum Grupos de Trabalho (6)

17 Atividades Articulações Internacionais Projeto Casagras2 ( PROBE-IT ( IoT-A ( Forum internacional de IoT ( The Internet of Things Council ( IBE Instituto de Estudos Brasil Europa (

18 Visões e Perspectivas que a IoT seja compreendida como prioritária para o desenvolvimento sustentável do País que se criem canais de financiamento para projetos consorciados de IoT, tecnologias habilitadoras, modelos de negócio e governança, aplicações e serviços, entre empresas com valorização à participação das PMEs que se estabeleça uma discussão / movimento que conduza à elaboração de uma agenda estratégica de P&D presença maior das empresas e instituições brasileiras nos organismos internacionais de padronização criar condições para participação de empresas brasileiras em projetos consorciados internacionais

19 Conclusão O Fórum considera esse evento organizado pelo BNDES como uma oportunidade extraordinária / única para que IoT venha a se tornar um instrumento de desenvolvimento econômico e social no Brasil Dada a importância da IoT para o mundo, esperamos que a partir das discussões realizadas neste seminário o tema ganhe relevância nas definições e planejamento das políticas públicas brasileiras.

20 MUITO OBRIGADO GABRIEL ANTONIO MARÃO

Desafios e oportunidades da IoT no Brasil

Desafios e oportunidades da IoT no Brasil www.iotbrasil.com.br GUGST - Reunião de 14 de abril de 2015 Desafios e oportunidades da IoT no Brasil Desafios e oportunidades da IoT no Brasil Gabriel Antonio Marão Agenda 1 2 3 4 FÓRUM BRASILEIRO DE

Leia mais

Workshop Internet das Coisas

Workshop Internet das Coisas 58o. Painel TELEBRASIL Workshop Internet das Coisas Margarida Baptista BNDES Seminário IoT BNDES Visões e Perspectivas Tecnologias Habilitadoras Estratégias e Políticas de Governo Aplicações Manufatura,

Leia mais

Internet das Coisas (IoT) Gabriel Marão

Internet das Coisas (IoT) Gabriel Marão Internet das Coisas (IoT) Gabriel Marão Agenda 1 2 3 FÓRUM BRASILEIRO DE IoT IOT O QUE É EXEMPLOS PANORAMA DA IoT PROJETOS DE IOT - PONTOS PARA REFLEXÃO O Fórum Brasileiro de IoT Fundação O Fórum é formado

Leia mais

Internet of Things e a Telefonica Vivo

Internet of Things e a Telefonica Vivo Internet of Things e a Telefonica Vivo Seminário Internacional BNDES 2014 Internet das Coisas: Oportunidades e Perspectivas da Nova Revolução Digital para o Brasil Antonio Carlos Valente Presidente da

Leia mais

Internet das Coisas. Paulo Cardieri FEEC UNICAMP. Fórum RNP 2015 Brasília DF 25 27 agosto 2015

Internet das Coisas. Paulo Cardieri FEEC UNICAMP. Fórum RNP 2015 Brasília DF 25 27 agosto 2015 Internet das Coisas Paulo Cardieri FEEC UNICAMP Fórum RNP 2015 Brasília DF 25 27 agosto 2015 1 Internet das Coisas Definição Muitas definições, dependendo de quem está olhando, e para onde está olhando.

Leia mais

Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação. Parte 4 - Programas Prioritários em Informática

Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação. Parte 4 - Programas Prioritários em Informática Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação Parte 4 - Programas Prioritários em Informática Rede Nacional de Pesquisa Ministério da Ciência e Tecnologia Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação

Leia mais

REDE PETRO BRASIL. A Rede das Redes Petro. Eng. Ana Maria Mendonça Rede PETROGÁS Sergipe Presidente da PENSE

REDE PETRO BRASIL. A Rede das Redes Petro. Eng. Ana Maria Mendonça Rede PETROGÁS Sergipe Presidente da PENSE REDE PETRO BRASIL A Rede das Redes Petro Eng. Ana Maria Mendonça Rede PETROGÁS Sergipe Presidente da PENSE as redes Amazonas Ceará Rio Grande do Norte Pernambuco Alagoas Sergipe Bahia Minas Gerais Bacia

Leia mais

Future Nearshore Necessidades Atuais e Capacitação de Serviços e Talentos

Future Nearshore Necessidades Atuais e Capacitação de Serviços e Talentos CENTRO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA Investigação & Desenvolvimento Tecnológico Future Nearshore Necessidades Atuais e Capacitação de Serviços e Talentos Ana Alice Batista, Ana Lima, Isabel C. Viana, Nuno Soares,

Leia mais

PLANO SETORIAL DE DANÇA. DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Dança

PLANO SETORIAL DE DANÇA. DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Dança PLANO SETORIAL DE DANÇA DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Dança MARÇO DE 2009 CAPÍTULO I DO ESTADO FORTALECER A FUNÇÃO DO ESTADO

Leia mais

Principais Desafios para a Gestão dos Cursos Superiores em. Everaldo Artur Grahl

Principais Desafios para a Gestão dos Cursos Superiores em. Everaldo Artur Grahl Principais Desafios para a Gestão dos Cursos Superiores em Computação e Informática Everaldo Artur Grahl Sumário Objetivo Estudo da FIESC Macrotendências Temas importantes Fatores Críticos Sugestões de

Leia mais

Proposta de Programa- Quadro de Ciência, Tecnologia e Inovação 2014-2018. L RECyT, 8.11.13

Proposta de Programa- Quadro de Ciência, Tecnologia e Inovação 2014-2018. L RECyT, 8.11.13 Proposta de Programa- Quadro de Ciência, Tecnologia e Inovação 2014-2018 L RECyT, 8.11.13 Delineamento do Programa - Quadro Fundamentação Geral Programa público, plurianual, voltado para o fortalecimento

Leia mais

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Apoiar a empregabilidade pela melhora da qualidade do ensino profissionalizante UK Skills Seminar Series 2014 15 British Council UK Skills Seminar

Leia mais

Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos e o Setor de Petróleo e Gás

Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos e o Setor de Petróleo e Gás Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos e o Setor de Petróleo e Gás Ana Paula Grether Consultora da Gerência de Orientações e Práticas de Responsabilidade Social Gerência Executiva de

Leia mais

A interpretação no Brasil: aspectos mercadológicos e de organização profissional

A interpretação no Brasil: aspectos mercadológicos e de organização profissional A interpretação no Brasil: aspectos mercadológicos e de organização profissional Luciana Carvalho FFLCH-USP luciana@tradjuris.com.br tradjuris.com.br voxinterpretes.com.br XI Congresso da ABRAPT Florianópolis

Leia mais

O setor das telecomunicações. Que desafios? Evolução tecnológica Telco2020, rumo ao 5G

O setor das telecomunicações. Que desafios? Evolução tecnológica Telco2020, rumo ao 5G 1 O setor das telecomunicações. Que desafios? Evolução tecnológica Telco2020, rumo ao 5G 18.09.2015 Alcino Lavrador O setor das telecomunicações, caraterização dinamismo e competitividade; diferenciação

Leia mais

America Acessivel: Informação e Comunicação para TODOS 12 14 de novembro de 2014 São Paulo, Brasil

America Acessivel: Informação e Comunicação para TODOS 12 14 de novembro de 2014 São Paulo, Brasil America Acessivel: Informação e Comunicação para TODOS 12 14 de novembro de 2014 São Paulo, Brasil Pautas para a promoção da acessibilidade das TIC para pessoas com Deficiência na região das Americas Preâmbulo

Leia mais

Plano Brasil Maior Inovar para competir. Competir para crescer. 2011/2014

Plano Brasil Maior Inovar para competir. Competir para crescer. 2011/2014 II Seminário Brasileiro de Terras-Raras Plano Brasil Maior Inovar para competir. Competir para crescer. 2011/2014 Indústria de Terras Raras no Brasil Proposta de articulação empresarial para integração

Leia mais

ITS Instituto de Tecnologia de Software

ITS Instituto de Tecnologia de Software www.itsbr.org ITS Instituto de Tecnologia de Software Desenvolvendo mercados e acelerando negócios ITS Instituto de Tecnologia de Software Há mais de 18 anos apoiando o desenvolvimento da indústria de

Leia mais

HORIZONTE 2020 A INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E A INOVAÇÃO

HORIZONTE 2020 A INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E A INOVAÇÃO HORIZONTE 2020 A INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E A INOVAÇÃO XX Congresso Nacional da Ordem dos Engenheiros Porto, 17-19 de outubro de 2014 Sebastião Feyo de Azevedo, professor de engenharia química, Reitor da

Leia mais

Plan International e IIDAC com recursos do Fundo União Europeia

Plan International e IIDAC com recursos do Fundo União Europeia INSTITUTO INTERNACIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA CIDADANIA TERMO DE REFERÊNCIA No. 012/2015 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA/JURÍDICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. PROJETO Pontes para o Futuro 2. RECURSOS

Leia mais

Objetivo. 0 Conceitos. 0 Funcionalidades. 0 Desafios. 0 Experiências de Implantação

Objetivo. 0 Conceitos. 0 Funcionalidades. 0 Desafios. 0 Experiências de Implantação Objetivo 0 Conceitos 0 Funcionalidades 0 Desafios 0 Experiências de Implantação Smart Grid Conceitos 0 NÃO é só Medição Eletrônica e Telecom!! 0 Envolve conhecimentos sobre: 0 Tecnologia, Padrões, Normas

Leia mais

Desafios da convergência em um mundo totalmente IP. Sidney Longo

Desafios da convergência em um mundo totalmente IP. Sidney Longo Desafios da convergência em um mundo totalmente IP Sidney Longo 13 de abril de 2011 Agenda O CPqD Cenário Roadmap Tecnológico Tendências Tecnológicas Computação em Nuvem Mobilidade e Redes Sociais Multiplos

Leia mais

O papel do MBA na carreira do executivo

O papel do MBA na carreira do executivo O papel do MBA na carreira do executivo Renata Fabrini 09.03.2010 CONFERÊNCIA ANAMBA E ENCONTRO REGIONAL LATINO AMERICANO DO EMBA COUNCIL 2010 sobre a Fesa maior empresa consultoria especializada com atuação

Leia mais

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social Programa 0465 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - INTERNET II Objetivo Incrementar o grau de inserção do País na sociedade de informação e conhecimento globalizados. Público Alvo Empresas, usuários e comunidade

Leia mais

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável 2ª CONFERÊNCIA PASSIVHAUS PORTUGAL 2014 29 de Novembro de 2014 Aveiro - Centro Cultural e de Congressos Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Leia mais

Ciência, Tecnologia e Inovação: Mecanismos de Transformação e Fortalecimento da Indústria de Defesa Nacional

Ciência, Tecnologia e Inovação: Mecanismos de Transformação e Fortalecimento da Indústria de Defesa Nacional Ciência, Tecnologia e Inovação: Mecanismos de Transformação e Fortalecimento da Indústria de Defesa Nacional Satoshi Yokota I Seminário Internacional Livro Branco de Defesa Nacional Transformação da Defesa

Leia mais

Painel 2 Mecanismos de Estímulo para a Indústria de Telecomunicações

Painel 2 Mecanismos de Estímulo para a Indústria de Telecomunicações Painel 2 Mecanismos de Estímulo para a Indústria de Telecomunicações Segmento Redes de Telecomunicações Mario Baumgarten Retomada do Diálogo com a Indústria Duas décadas de foco no resgate do atendimento

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

Melissa Szuster Wagman. Sustentabilidade Sustainability Symposium NRF 2011

Melissa Szuster Wagman. Sustentabilidade Sustainability Symposium NRF 2011 Melissa Szuster Wagman Sustentabilidade Sustainability Symposium NRF 2011 O que foi visto na 100ª NRF sobre sustentabilidade? O que foi visto na 100ª NRF sobre sustentabilidade? 1º Simpósio dedicado ao

Leia mais

Cidades Inteligentes

Cidades Inteligentes Cidades Inteligentes Além das Cidades Digitais Plenas Juliano Castilho Dall Antonia CTI 15/05/14 Conceituação Publicado em 2006 Creative Commons Você pode copiar, distribuir e exibir Você pode criar obras

Leia mais

Smart Military. Lisboa, 18 de Fevereiro de 2016

Smart Military. Lisboa, 18 de Fevereiro de 2016 Lisboa, 18 de Fevereiro de 2016 INDRA A Indra é uma empresa de tecnologia global e líder em TI, Transportes e Sistemas de Defesa e Segurança TECNOLOGIA PROPRIETÁRIA I&D+i: 7% - 8% facturação Facturação

Leia mais

IPv6 e a Internet das Coisas

IPv6 e a Internet das Coisas III Semana da Infraestrutura da Internet no Brasil IPv6 e a Internet das Coisas Lucas Pinz Gerente Sênior de Tecnologia lucas.pinz@br.promonlogicalis.com São Paulo, 05 de Dezembro de 2013 Copyright 2013

Leia mais

Soluções em semicondutores para o desenvolvimento da Internet das Coisas no Brasil

Soluções em semicondutores para o desenvolvimento da Internet das Coisas no Brasil Soluções em semicondutores para o desenvolvimento da Internet das Coisas no Brasil Diretor de Design e Relações Institucionais Presidente Interino MARCELO LUBASZEWSKI Agenda 1. Internet das Coisas 2. Mercado

Leia mais

Smart Cities Benchmark Portugal 2015

Smart Cities Benchmark Portugal 2015 Smart Cities Benchmark Portugal 2015 Agenda Introdução & Objetivos Metodologia Cronograma 2 Um Novo Paradigma Tecnológico 40% 25% 3 3 Introdução & Objetivos Mais de 50% da população do mundo vive hoje

Leia mais

Bem-vindos à Quarta Revolução Industrial

Bem-vindos à Quarta Revolução Industrial Titel der Präsentation Bem-vindos à Quarta Revolução Industrial 1 Em outras palavras, chegamos à Indústria 4.0 Mecanização Controle Mecânico (Cames) Energia Hidráulica e Vapor Eletrificação Linha de Montagem

Leia mais

Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre

Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre FÓRUM DE SOFTWARE LIVRE - 2010 Valdir Barbosa Agenda Plano estratégico 2011 para uso de Software Livre Diretrizes Objetivos e indicadores

Leia mais

Cloud Computing. O modelo no cenário Geoespacial. Technology Session Latin America Geospatial Forum. 15-17 August 2012 Rio de Janeiro

Cloud Computing. O modelo no cenário Geoespacial. Technology Session Latin America Geospatial Forum. 15-17 August 2012 Rio de Janeiro Cloud Computing O modelo no cenário Geoespacial Technology Session Latin America Geospatial Forum 15-17 August 2012 Rio de Janeiro Iara Musse Felix Diretora, Santiago e Cintra Consultoria, Brazil Alguns

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR Dispõe sobre a Política de uso de Softwares Livres no âmbito da UDESC O REITOR da FUNDAÇÃO

Leia mais

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 462, de 10/09/2012. VIGÊNCIA: 10/09/2012 POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 1/6 ÍNDICE

Leia mais

FÓRUM DAS ESTATAIS PELA EDUCAÇÃO Diálogo para a Cidadania e Inclusão

FÓRUM DAS ESTATAIS PELA EDUCAÇÃO Diálogo para a Cidadania e Inclusão FÓRUM DAS ESTATAIS PELA EDUCAÇÃO Diálogo para a Cidadania e Inclusão 1. OBJETIVO DO FÓRUM O Fórum das Estatais pela Educação tem a coordenação geral do Ministro Chefe da Casa Civil, com a coordenação executiva

Leia mais

O que é HORIZONTE 2020?

O que é HORIZONTE 2020? O que é HORIZONTE 2020? Maior Programa Mundial para financiamento da Pesquisa e Inovação 80 bilhões (2014-2020) Responder a crise econômica através de investimentos em empregos, crescimento e inovação

Leia mais

Soluções para SMART CITIES. Nuno Alves

Soluções para SMART CITIES. Nuno Alves Soluções para SMART CITIES Nuno Alves Agenda Contexto Organizacional Conceito e Objetivos Intergraph Smart Cities 12/7/2014 2014 Intergraph Corporation 2 Intergraph Corporation Intergraph Intergraph helps

Leia mais

Qualidade, Metrologia no Apoio à Inovação

Qualidade, Metrologia no Apoio à Inovação Conteúdo do Curso Qualidade, Metrologia no Apoio à José Augusto A. K. Pinto de Abreu 1 Introdução no mercado de produtos, processos, métodos ou sistemas que não existiam anteriormente, ou que contenham

Leia mais

Inovação Social Com Big Data. Marcelo Sales CTO HDS América Latina

Inovação Social Com Big Data. Marcelo Sales CTO HDS América Latina Inovação Social Com Big Data Marcelo Sales CTO HDS América Latina POR QUE ESTAMOS FALANDO DE BIG DATA? BIG QUIZ Qual é o número de hits quando se pesquisa no Google pelo termo BIG DATA? BIG QUIZ RESPOSTA

Leia mais

FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS

FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS FÓRUM REGIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL DO ALTO VALE DO ITAJAÍ RIO DO SUL SC 2015 CARTA DE PRINCÍPIOS 1. Natureza e Finalidade O Fórum Regional de Educação Infantil do Alto Vale do Itajaí - FREIAVI é um espaço

Leia mais

Este é o NOSSO TEMPO. Desfrutar. Aprender. Criar. Compartilhar Novos relacionamentos

Este é o NOSSO TEMPO. Desfrutar. Aprender. Criar. Compartilhar Novos relacionamentos BEM-VINDOS Este é o NOSSO TEMPO Desfrutar Aprender Criar Compartilhar Novos relacionamentos vamos então começar Plataforma ArcGIS: transformando e inovando a tomada de decisão com o uso da Inteligência

Leia mais

Profª.. MSc. Silvana Pimentel de Oliveira Manaus/2009

Profª.. MSc. Silvana Pimentel de Oliveira Manaus/2009 Profª.. MSc. Silvana Pimentel de Oliveira Manaus/2009 SECT- AM: Missão e Diretrizes A SECT foi criada para formular e gerir políticas estaduais de C&T buscando articular os esforços os de fazer com que

Leia mais

Iniciativas Futuro Verde" do Japão

Iniciativas Futuro Verde do Japão 1. Compreensão Básica Iniciativas Futuro Verde" do Japão 1. Nas condições atuais, em que o mundo está enfrentando diversos problemas, como o crescimento populacional, a urbanização desordenadas, a perda

Leia mais

A Internet das Coisas. Ministro Celso Pansera

A Internet das Coisas. Ministro Celso Pansera A Internet das Coisas Ministro Celso Pansera O que é? Internet of Things (IoT) ou Internet das Coisas Segundo a Consultoria Gartner A Internet das coisas (IoT) é definida como a rede de objetos físicos

Leia mais

154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO

154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO 154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO Washington, D.C., EUA 16 a 20 de junho de 2014 CE154.R17 Original: inglês RESOLUÇÃO CE154.R17 ESTRATÉGIA PARA COBERTURA UNIVERSAL DE SAÚDE A 154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO,

Leia mais

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ANEXO 1 MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Este documento serve como base orientadora para a apresentação de propostas de Arranjos Produtivos Locais para enquadramento no

Leia mais

O Banco do Futuro. Richard D. Chaves Gerente de Novas Tecnologias - Microsoft rchaves@microsoft.com http://blogs.msdn.com/rchaves

O Banco do Futuro. Richard D. Chaves Gerente de Novas Tecnologias - Microsoft rchaves@microsoft.com http://blogs.msdn.com/rchaves O Banco do Futuro Richard D. Chaves Gerente de Novas Tecnologias - Microsoft rchaves@microsoft.com http://blogs.msdn.com/rchaves Para falar de Futuro Objetivos desta sessão Apresentar a visão da Microsoft

Leia mais

WS3-O3- OBJETIVOS-ESTRATÉGIAS-METAS-INDICADORES DINÂMICA SEGUNDO CICLO

WS3-O3- OBJETIVOS-ESTRATÉGIAS-METAS-INDICADORES DINÂMICA SEGUNDO CICLO 1 WS3-O3- OBJETIVOS-ESTRATÉGIAS-METAS-INDICADORES DINÂMICA SEGUNDO CICLO AGENDA 2 3º Workshop e suas oficinas de planejamento 11 a 13/11/2014 Imperativos do Planejamento Estratégico Conceituação: Objetivos,

Leia mais

Apresentação da Proposta de Trabalho aos ICTs e as Empresas

Apresentação da Proposta de Trabalho aos ICTs e as Empresas Apresentação da Proposta de Trabalho aos ICTs e as Empresas 29 abril 2014 Fundamentação Lei da Inovação Nº 10.973, 02 Dez 2004 Regulamentada pelo Decreto Nº 5.563, 11 Out 2005 Artigo 20, do Decreto Nº

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher TERMO DE REFERENCIA Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Supervisão Geral No âmbito do Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher, conveniado com a Secretaria Especial

Leia mais

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 1 A Situação Industrial A etapa muito negativa que a indústria brasileira está atravessando vem desde a crise mundial. A produção

Leia mais

Elegibilidade do Brasil no Horizonte 2020 CIÊNCIA DE EXCELÊNCIA

Elegibilidade do Brasil no Horizonte 2020 CIÊNCIA DE EXCELÊNCIA Elegibilidade do Brasil no Horizonte 2020 Horizonte 2020 (H2020) - o Programa Europeu de apoio à Pesquisa, Innovação e Cooperação Internacional - é o maior programa de pesquisa e inovação da União Europeia

Leia mais

Parte V Financiamento do Desenvolvimento

Parte V Financiamento do Desenvolvimento Parte V Financiamento do Desenvolvimento CAPÍTULO 9. O PAPEL DOS BANCOS PÚBLICOS CAPÍTULO 10. REFORMAS FINANCEIRAS PARA APOIAR O DESENVOLVIMENTO. Questão central: Quais as dificuldades do financiamento

Leia mais

Tecnologia e Inovação na era da Informação

Tecnologia e Inovação na era da Informação Tecnologia e Inovação na era da Informação Cezar Taurion Executivo de Novas Tecnologias Chief Evangelist ctaurion@br.ibm.com TUDO EM TEMPO REAL TECNOLOGIA PERVASIVA E COMPUTAÇÃO SOCIAL A SOCIEDADE HIPERCONECTADA

Leia mais

Graduação Pitágoras. Gestão da Infraestrutura e Serviços de TI Gestão de Sistemas de Informação. Unidades CST Centro Superior de Tecnologia

Graduação Pitágoras. Gestão da Infraestrutura e Serviços de TI Gestão de Sistemas de Informação. Unidades CST Centro Superior de Tecnologia Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Unidades CST Centro Superior de Tecnologia Apresentação dos cursos de Pós Graduação -TI: Gestão da Infraestrutura e Serviços de TI Gestão de Sistemas de Informação Coordenador:

Leia mais

A Década da Ação para Segurânça no Trânsito. Dr. Diego González Machín OPAS/Brasil

A Década da Ação para Segurânça no Trânsito. Dr. Diego González Machín OPAS/Brasil A Década da Ação para Segurânça no Trânsito Dr. Diego González Machín OPAS/Brasil Por que uma Década da Ação? O problema está crescendo. Diagnóstico da Situação: Informe Mundial sobre a situação de Segurança

Leia mais

HE Series Goiania 2014

HE Series Goiania 2014 HE Series Goiania 2014 Innovation and Collaborative Research between Universities and Enterprises Claudio Anjos Director Education and Society British Council Brazil Content: 1. British Council 2. Newton

Leia mais

MBA Gestão Integrada de Resíduos Sólidos

MBA Gestão Integrada de Resíduos Sólidos ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO LASSU - LABORATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE MBA Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Por que fazer um MBA LASSU USP? Grande parte do mercado e da sociedade ainda

Leia mais

IBM MobileFirst: Identificando e Capturando novas oportunidades de negócio

IBM MobileFirst: Identificando e Capturando novas oportunidades de negócio IBM MobileFirst: Identificando e Capturando novas oportunidades de negócio Eduardo Macedo Curro Gerente de Soluções de Mobilidade 2014 IBM Corporation 1 Quais são as principais tendências do mercado de

Leia mais

Oficina Educação e Novas Tecnologias. Prof. Dr. Luís Cláudio Dallier Professor das Faculdades COC

Oficina Educação e Novas Tecnologias. Prof. Dr. Luís Cláudio Dallier Professor das Faculdades COC Oficina Educação e Novas Tecnologias Prof. Dr. Luís Cláudio Dallier Professor das Faculdades COC Para início de conversa... Novas Tecnologias na Educação. Desafios, perspectivas e possibilidades. http://area41propaganda.bl

Leia mais

WEBINAR TI Bimodal. Novas tendências para velhos problemas. Novembro de 2015

WEBINAR TI Bimodal. Novas tendências para velhos problemas. Novembro de 2015 WEBINAR TI Bimodal Novas tendências para velhos problemas Novembro de 2015 Carlos Eduardo Costa de Carvalho carlos.eduardo@bridgeconsulting.com.br (21) 3553-4008 (11) 3522-7657 AGENDA Contexto Atual TI

Leia mais

João Moreira São Paulo, 11 de Agosto de 2005

João Moreira São Paulo, 11 de Agosto de 2005 João Moreira São Paulo, 11 de Agosto de 2005 Agenda Enquadramento Actividades Regras/Normas Desafios Caracterização Bibliotecas Vários acordos entre as instituições Académicas e Científicas e os principais

Leia mais

Parque Científico e Tecnológico de Macaé

Parque Científico e Tecnológico de Macaé Parque Científico e Tecnológico de Macaé Carlos Eduardo Lopes da Silva¹ Ramon Baptista Narcizo² Joelson Tavares Rodrigues³ Resumo Este artigo apresenta os principais conceitos e estratégias que apóiam

Leia mais

EDUCAÇÃO SUPERIOR, INOVAÇÃO E PARQUES TECNOLÓGICOS

EDUCAÇÃO SUPERIOR, INOVAÇÃO E PARQUES TECNOLÓGICOS EDUCAÇÃO SUPERIOR, INOVAÇÃO E PARQUES TECNOLÓGICOS Jorge Luis Nicolas Audy * A Universidade vem sendo desafiada pela Sociedade em termos de uma maior aproximação e alinhamento com as demandas geradas pelo

Leia mais

ICF- Regional São Paulo

ICF- Regional São Paulo ICF- Regional São Paulo What is the International Coach Federation? Founded in 1995. Largest global professional association of personal and business coaches. More than 14,000 members in over 90 countries.

Leia mais

Higher Education Series 2014/15. Claudio Anjos Director Education and Society British Council Brazil

Higher Education Series 2014/15. Claudio Anjos Director Education and Society British Council Brazil Higher Education Series 2014/15 Claudio Anjos Director Education and Society British Council Brazil Content: 1. British Council 2. Newton Fund 3. Current opportunities O British Council é a organização

Leia mais

Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior

Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior Avaliação dos Resultados do Planejamento de TI anterior O PDTI 2014 / 2015 contém um conjunto de necessidades, que se desdobram em metas e ações. As necessidades elencadas naquele documento foram agrupadas

Leia mais

CARTA DO PARANÁ DE GOVERNANÇA METROPOLITANA

CARTA DO PARANÁ DE GOVERNANÇA METROPOLITANA CARTA DO PARANÁ DE GOVERNANÇA METROPOLITANA Em 22 e 23 de outubro de 2015, organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano SEDU, por meio da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba COMEC,

Leia mais

A TERCEIRA ONDA DA INTERNET A PERSONALIZAÇÃO EM MASSA A TECNOLOGIA, O PODER PÚBLICO E AS EMPRESAS À SERVIÇO DAS PESSOAS TÍTULO

A TERCEIRA ONDA DA INTERNET A PERSONALIZAÇÃO EM MASSA A TECNOLOGIA, O PODER PÚBLICO E AS EMPRESAS À SERVIÇO DAS PESSOAS TÍTULO A TERCEIRA ONDA DA INTERNET A PERSONALIZAÇÃO EM MASSA A TECNOLOGIA, O PODER PÚBLICO E AS EMPRESAS À SERVIÇO DAS PESSOAS TÍTULO A TERCEIRA ONDA DA INTERNET A PERSONALIZAÇÃO EM MASSA A TECNOLOGIA, O PODER

Leia mais

Eficiência em TI e Criação de Valor. Anderson Itaborahy Diretoria de Tecnologia do Banco do Brasil

Eficiência em TI e Criação de Valor. Anderson Itaborahy Diretoria de Tecnologia do Banco do Brasil Eficiência em TI e Criação de Valor Anderson Itaborahy Diretoria de Tecnologia do Banco do Brasil FEBRABAN Abril/2013 Eficiência EFICIÊNCIA é a permanente otimização dos recursos disponíveis para a criação

Leia mais

A RNP e as Mudanças na Internet

A RNP e as Mudanças na Internet Seminário Serviços e Sistemas de Informação Tecnológica Junho de 1998 Ari Frazão Jr. Consultor de Redes da RNP A Índice: Rede Internet A RNP A Nova Geração da Internet O Brasil Rumo à Internet2 A Ação

Leia mais

Apresentação por Leonardo Melo melo.leonardo@ieee.org Universidade Federal de Juiz de Fora PET Elétrica IEEE Institute Of Electrical and Electronics

Apresentação por Leonardo Melo melo.leonardo@ieee.org Universidade Federal de Juiz de Fora PET Elétrica IEEE Institute Of Electrical and Electronics Apresentação por Leonardo Melo melo.leonardo@ieee.org Universidade Federal de Juiz de Fora PET Elétrica IEEE Institute Of Electrical and Electronics Engineers Prefácio O Engenheiro 2020 Como será ou deveria

Leia mais

Trabalhando em conjunto com os municípios pela melhoria da qualidade da educação pública brasileira

Trabalhando em conjunto com os municípios pela melhoria da qualidade da educação pública brasileira Trabalhando em conjunto com os municípios pela melhoria da qualidade da educação pública brasileira CONHECENDO O FNDE O FNDE é uma Autarquia Federal vinculada ao Ministério da Educação. Sua missão é prestar

Leia mais

CIDADES INTELIGENTES DIREITO DA ENERGIA RITA NORTE

CIDADES INTELIGENTES DIREITO DA ENERGIA RITA NORTE CIDADES INTELIGENTES DIREITO DA ENERGIA RITA NORTE CIDADES INTELIGENTES NOTAS INTRODUTÓRIAS As cidades - espaços de oportunidades, desafios e problemas Diagnóstico dos espaços urbanos: Transformação demográfica

Leia mais

Iniciativa para Identificação de Oportunidades Tecnológicas para o Desenvolvimento da Internet do Futuro. Tania Regina Tronco

Iniciativa para Identificação de Oportunidades Tecnológicas para o Desenvolvimento da Internet do Futuro. Tania Regina Tronco Iniciativa para Identificação de Oportunidades Tecnológicas para o Desenvolvimento da Internet do Futuro Tania Regina Tronco Data: 15/04/2009 Motivadores A evolução da Internet causará um forte impacto

Leia mais

A Telefonica Vivo no mercado de M2M. Gerente Sr. Marketing e Desenvolvimento de Negócios 06.05.2014

A Telefonica Vivo no mercado de M2M. Gerente Sr. Marketing e Desenvolvimento de Negócios 06.05.2014 A Telefonica Vivo no mercado de M2M Gerente Sr. Marketing e Desenvolvimento de Negócios 06.05.2014 Índice 1. M2M & a junção das indústrias conectadas_ 2. Posicionamento da Telefonica Vivo_ 3. Principais

Leia mais

Contexto. Smart Cities Benchmark Portugal 2015 13-03-2015 80% Mais de 50% da população do mundo vive hoje em zonas urbanas (34% em 1960).

Contexto. Smart Cities Benchmark Portugal 2015 13-03-2015 80% Mais de 50% da população do mundo vive hoje em zonas urbanas (34% em 1960). Smart Cities Benchmark Portugal 2015 Contexto Mais de 50% da população do mundo vive hoje em zonas urbanas (34% em 1960). 1 Mais de 80% da populção da Europa Ocidental irá viver em zonas em 2020. 2 80%

Leia mais

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS TERMOS DE REFERÊNCIA Versão 17/07/2012 No âmbito de um processo

Leia mais

Brasil EPC. Código Eletrônico de Produto. Volume 3

Brasil EPC. Código Eletrônico de Produto. Volume 3 Brasil EPC Código Eletrônico de Produto Volume 3 A implementação do código eletrônico de produto (EPC) e da tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID), promete importantes benefícios aos consumidores

Leia mais

Um consórcio de sucesso

Um consórcio de sucesso Um consórcio de sucesso Biblioteca Universitária Aglomerado de: Livros Dissertações Teses Artigos Comunicações Revistas... Biblioteca Universitária Digital Catálogo (OPAC) Informação bibliográfica sobre

Leia mais

Regulamentação da Internet e seus impactos nos modelos de negócio

Regulamentação da Internet e seus impactos nos modelos de negócio Regulamentação da Internet e seus impactos nos modelos de negócio Virgilio Almeida Secretário de Política de Informática Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Brasilia Setembro de 2015 Elementos

Leia mais

Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações

Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações CIDADES DIGITAIS CONSTRUINDO UM ECOSSISTEMA DE COOPERAÇÃO E INOVAÇÃO Cidades Digitais Princípios

Leia mais

A Arquivologia como campo de pesquisa: desafios e perspectivas. José Maria Jardim Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

A Arquivologia como campo de pesquisa: desafios e perspectivas. José Maria Jardim Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO A Arquivologia como campo de pesquisa: desafios e perspectivas José Maria Jardim Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO A indissociabilidade entre ensino/produção/difusão do conhecimento

Leia mais

DATA: 06/05/2015 AUDITÓRIO: ESTRATÉGIA E GESTÃO TEMA: INFORMAÇÕES NÃO FALTAM: O QUE FAZER COM ELAS? PALESTRANTE: FERNANDO LEMOS

DATA: 06/05/2015 AUDITÓRIO: ESTRATÉGIA E GESTÃO TEMA: INFORMAÇÕES NÃO FALTAM: O QUE FAZER COM ELAS? PALESTRANTE: FERNANDO LEMOS DATA: 06/05/2015 AUDITÓRIO: ESTRATÉGIA E GESTÃO TEMA: INFORMAÇÕES NÃO FALTAM: O QUE FAZER COM ELAS? PALESTRANTE: FERNANDO LEMOS Copyright 2014 Oracle and/or its affiliates. All rights reserved. Inovando

Leia mais

PROJETO DE COOPERAÇÃO FACES DO BRASIL/ AGÊNCIAS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL E NACIONAL PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO COMÉRCIO ÉTICO E SOLIDÁRIO DO BRASIL

PROJETO DE COOPERAÇÃO FACES DO BRASIL/ AGÊNCIAS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL E NACIONAL PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO COMÉRCIO ÉTICO E SOLIDÁRIO DO BRASIL PROJETO DE COOPERAÇÃO FACES DO BRASIL/ AGÊNCIAS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL E NACIONAL PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO COMÉRCIO ÉTICO E SOLIDÁRIO DO BRASIL Brasil, outubro de 2004 1 ÍNDICE JUSTIFICATIVA... 3 OBJETIVO...

Leia mais

estão de Pessoas e Inovação

estão de Pessoas e Inovação estão de Pessoas e Inovação Luiz Ildebrando Pierry Secretário Executivo Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Prosperidade e Qualidade de vida são nossos principais objetivos Qualidade de Vida (dicas)

Leia mais

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Termo de Referência Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico No âmbito do Programa Pernambuco Trabalho e Empreendedorismo da Mulher conveniado

Leia mais

Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação - DETIC

Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação - DETIC Apoio do BNDES ao Complexo Eletro-Eletrônico Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação - DETIC 08/10/2015 Irecê Fraga Kauss Loureiro Chefe de Departamento do DETIC Formas de apoio Projetos

Leia mais

O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco

O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco CNI-MEI São Paulo, 19 de outubro de 2015 Agenda Atuação da BNDESPAR em Capital de Risco Participações diretas Participações por meio de Fundos de

Leia mais

Visão de Futuro (2022), Competitividade & Inovação

Visão de Futuro (2022), Competitividade & Inovação Visão de Futuro (2022), Competitividade & Inovação Roberto A. Paranhos do Rio Branco Vice-Presidente do CONIC-FIESP São Paulo, 29 de Abril de 2014 CONIC Conselho Superior de Inovação e Competitividade

Leia mais

Gestão 2013-2017. Plano de Trabalho. Colaboração, Renovação e Integração. Eduardo Simões de Albuquerque Diretor

Gestão 2013-2017. Plano de Trabalho. Colaboração, Renovação e Integração. Eduardo Simões de Albuquerque Diretor Gestão 2013-2017 Plano de Trabalho Colaboração, Renovação e Integração Eduardo Simões de Albuquerque Diretor Goiânia, maio de 2013 Introdução Este documento tem por finalidade apresentar o Plano de Trabalho

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO e DOUTORADO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO e DOUTORADO 1 EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO e DOUTORADO MESTRADO: A) DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DAS LINHAS 1 e 2: Organizações e Estratégia e Empreendedorismo e Mercado

Leia mais

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Contexto As pressões do mercado por excelência em qualidade e baixo custo obrigam as empresas a adotarem sistemas de produção automatizados

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação FINEP Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Departamento de Tecnologias da Informação e Serviços DTIS Área de

Leia mais

Planejamento Estratégico do Setor de Florestas Plantadas -2012

Planejamento Estratégico do Setor de Florestas Plantadas -2012 CONTEXTO O setor de florestas plantadas no Brasil éum dos mais competitivos a nível mundial e vem desempenhando um importante papel no cenário socioeconômico do País, contribuindo com a produção de bens

Leia mais