O USO DO GEOGEBRA NO ENSINO DE LIMITE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O USO DO GEOGEBRA NO ENSINO DE LIMITE"

Transcrição

1 O USO DO GEOGEBRA NO ENSINO DE LIMITE Daila Silva Seabra de Moura Fonseca Universidade Federal de Ouro Preto Daniele Cristina Gonçalves Universidade Federal de Ouro Preto Resumo: Da nossa prática no ensino de Cálculo, pudemos perceber a dificuldade dos alunos no entendimento do conceito de limite. Com isso, formulamos o presente minicurso com o intuito de ajudar os alunos de cursos superiores na compreensão do conceito de limite, através de uma investigação com diversificadas funções no software GeoGebra. Serão apresentadas quatro atividades envolvendo funções contínuas, descontínuas e trigonométricas. Palavras-chave: Utilização de software no ensino da matemática; Ensino de cálculo; Limites; Investigação; GeoGebra. A INFORMÁTICA COMO RECURSO DIDÁTICO AUXILIAR Uma das principais discussões atuais no ensino de matemática está relacionada à utilização de ferramentas computacionais em sala de aula. A informática é um recurso de grande potencial pedagógico que pode auxiliar o professor na tarefa de ensinar e possibilitar ao educando um conhecimento dinâmico. Segundo Gravina e Santarosa (1998), um ambiente educacional informatizado possibilita ao aluno a construção do seu conhecimento, pois com auxílio de um recurso computacional o estudante pode modelar problemas e fazer simulações, além de visualizar uma situação que muitas vezes não seria possível sem essa ferramenta. Ambientes informatizados proporcionam um conhecimento matemático dinâmico, contribuindo para a apreensão do significado dos conteúdos matemáticos; permitem maior interação do aluno com o conhecimento que está sendo construído e favorecem a simulação, permitindo ao educando expressar seus pensamentos e ideias. A utilização de softwares permite que os conceitos matemáticos sejam explorados por meio de construções que podem ser manipuladas, deixando de ser estáticas e proporcionando uma nova visão da matemática. Para que a informática contribua para a 1

2 obtenção de resultados positivos na sala de aula, é imprescindível que os professores adotem metodologias diferenciadas na utilização desses recursos. Segundo Neto, Um ambiente propício para o ensino de matemática, mais especificamente para o ensino de limite, utilizando novas tecnologias como ferramentas auxiliares, deve levar em conta o plano de aula do professor e um laboratório de informática devidamente adequado. (2006, p. 67) O docente é indispensável no processo de aprendizagem com auxílio de ferramentas computacionais, pois é ele o responsável por motivar os alunos e conduzi-los na busca de descobertas. Ao educador, enquanto mediador da aprendizagem, cabe explorar junto com o estudante o conhecimento matemático que está sendo construído e explorar os conceitos matemáticos envolvidos. A observação e a percepção devem ser estimuladas para desenvolver no discente a capacidade de criticar e questionar a matemática como um conhecimento em construção. É importante incentivar também a justificação, para desenvolver no educando a capacidade de argumentação das suas ideias. A utilização de recursos computacionais nas aulas possibilita a exploração dos conteúdos matemáticos a partir do campo visual do aluno. Partindo de uma imagem, podese explorar o conceito matemático envolvido em uma situação problema. As atividades, além de naturalmente trazer a visualização para o centro da aprendizagem matemática, enfatizam um aspecto fundamental na proposta pedagógica da disciplina: a experimentação. As novas mídias, como os computadores com softwares gráficos e calculadoras gráficas, permitem que o aluno experimente bastante, de modo semelhante ao que faz em aulas experimentais de biologia e de física. (BORBA e PENTEADO, 2001, p. 34) A utilização de softwares no ensino de matemática pode contribuir positivamente na formação do estudante, possibilitando uma relação de troca entre o aluno e a matemática. Ao se deparar com uma situação-problema, se o aluno dispõe de alguma ferramenta computacional, seu trabalho pode ficar mais agradável e interativo. O CÁLCULO E SEU ENSINO 2

3 O elevado índice de reprovação em Cálculo tem levado muitos pesquisadores a se preocupar com o desempenho dos alunos. As pesquisas pautadas nesse assunto, segundo Nasser (2007), destacam principalmente as dificuldades na compreensão de função, de limite, de derivada, do Teorema Fundamental do Cálculo e a forma que os alunos estudam. Dentro da nossa prática profissional, temos percebido que os alunos apresentam uma dificuldade específica no conceito formal de limite, limites laterais, infinito e no infinito. Rezende (2003) ressalta que a dificuldade na aprendizagem desses dois últimos acontece devido à falta de amadurecimento das ideias de infinito e o entendimento que o limite de uma sequência tende, mas não alcança, o seu ponto limite (p. 7). Considerando a relevância da utilização de recursos computacionais na sala de aula e tendo em vista a importância da abordagem conceitual de limite, propomos este minicurso com objetivo de apresentar uma proposta para o ensino de limites a partir de sua interpretação geométrica, explorando graficamente os limites de funções, para que os alunos possam visualizar e investigar. De acordo com Ponte, Brocardo e Oliveira (2006, p. 13), investigar é descobrir relações entre objetos matemáticos conhecidos ou desconhecidos, procurando identificar as respectivas propriedades. POR QUE O GEOGEBRA? Para esse mini-curso, fez-se a opção pelo software GeoGebra por se tratar de um programa livre com alto potencial didático e pedagógico, além de poder ser utilizado nos sistemas operacionais Windows e Linux. O GeoGebra reúne Geometria, Álgebra e Cálculo. Sua interface dispõe de uma janela de álgebra e uma outra de geometria, em que cada objeto geométrico criado possui uma correspondência algébrica. Por ser um programa de geometria dinâmica, o GeoGebra facilita a investigação dos alunos, que podem movimentar os objetos e acompanhar as variações ocorridas, fazer conjecturas e testá-las, além de relacionar os conteúdos algébricos e geométricos. DESENVOLVIMENTO 3

4 Tem-se como público alvo alunos do ensino superior e professores. Para a realização das atividades será necessário um laboratório de informática, contendo o software GeoGebra instalado, e um projetor de multimídia. O objetivo é auxiliar os alunos na compreensão, através de visualização e investigação, das definições de limite, limites laterais, existência de limite e preparar para o estudo de continuidade. As atividades também podem ser uma possível proposta didática para professores de Cálculo. ATIVIDADES PROPOSTAS Atividade 1 Limite de uma função descontínua com salto. 1) Abra uma janela do GeoGebra e salve-a como: Nome-Construção1. x 3, x 2 2) Construa o gráfico da função f( x). (digite no campo entrada: 2 x 8x 12, x 2 f(x) = Se[x<=2, x-3, - x^2+8x-12].) 3) Crie um seletor a no intervalo [-1, 2] com incremento Crie outro seletor b no intervalo [2, 5] com incremento ) Crie dois pontos A e B, na função, associados aos seletores a e b. (digite no campo entrada A=(a,f(a)) e B=(b,f(b)).) 5) Mova os seletores utilizando as setas do teclado e observe o que acontece com as coordenadas dos pontos quando as abscissas tendem a 2. 6) O que podemos afirmar sobre os limites laterais quando x tende a 2? Crie uma janela de texto e registre seus comentários. Salve seu arquivo novamente. Atividade 2 Limite de função que envolve trigonometria. 1) Em uma nova janela do GeoGebra, que deverá ser salva como Nome-Construção2, 1 cos( x) construa o gráfico da função gx ( ) (digite no campo entrada: g(x) = (1- x cos(x))/x.) 4

5 2) Crie um seletor a no intervalo [-3, 3] com incremento Crie um ponto A de coordenadas (a, g(a)). 3) Encontre os limites laterais de g(x) quando x tende a zero e observe o valor de g(0). Registre o limite de g(x) quando x tende a zero e justifique. Salve seu arquivo. Atividade 3 Limite de função com assíntota horizontal e vertical. 1) Em uma nova janela do GeoGebra, construa o gráfico da função 1 hx ( ) 2 (digite no campo entrada: h(x) = 1/(x^3-4x^2-7x+10)+2.) 3 2 x 4x 7x 10 Salve-a como Nome-Construção3. 2) Observando o gráfico, estime valores para x, nos quais a função não exista. Avalie os limites laterais da função h(x) quando x se aproxima desses valores de x. Registre os resultados, justificando como você os obteve. 3) Crie retas verticais com os valores encontrados no item anterior. É possível encontrar pontos de interseção entre a função e as retas verticais? Se desejar, identifique a função e as retas com cores diferentes. 4) O que podemos afirmar sobre o valor de h(x) quando x tende a + ou -? Registre. Salve seu arquivo. Atividade 4 Introdução a definição formal de limite. 1) Em uma nova janela do GeoGebra, crie a seguinte função r(x) = x 2 x 2. 2) Crie o ponto C(1,3) e fixe-o. 3) Crie um segmento do ponto C até o eixo x e outro segmento do ponto C até o eixo é o eixo y. (Observação: os segmentos deverão ser perpendiculares aos eixos.) 4) Crie um seletor a no intervalo [0, 1] com incremento Crie outro seletor b no intervalo [1, 2] com incremento ) Crie dois pontos A e B, na função, associados aos seletores a e b. 6) Repita a operação do item 3, para os pontos A e B. 7) Identifique os pontos A, B e C de cores diferenciadas e os segmentos com as cores respectivas a cada ponto. 5

6 8) Oculte os pontos que foram criados na interseção dos segmentos com os eixos e os rótulos de cada segmento. 9) Responda: 9a) Quando os seletores a e b valem 0 e 2, respectivamente, qual a distância das coordenadas dos pontos A e B, até as coordenadas do ponto C. Faça separadamente para as abscissas e para as ordenadas. 9b) Se tornarmos a distância das coordenadas no eixo y, sendo a metade do que era no item anterior, o que acontece com a distância das coordenadas no eixo x? 9c) O que podemos concluir se fizermos a operação anterior repetidas vezes? Registre. 9d) Podemos chegar a uma relação entre as distâncias no eixo y e as distâncias no eixo x? Registre. REFERÊNCIAS BORBA, M. C.; PENTEADO, M. G. Informática e Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, GRAVINA, M. A. & SANTAROSA, L. M. A aprendizagem da matemática em ambientes informatizados. IV Congresso RIBIE, Brasília, Disponível em: Acesso em: 18 jan NASSER, L. Ajudando a superar obstáculos na aprendizagem de Cálculo. IX Encontro Nacional de Educação Matemática, Disponível em: < Acesso em: 15 nov NETO, J. P. S. Um estudo sobre o ensino de limite: um tratamento computacional com aplicações. (Dissertação de Mestrado) PUC São Paulo: Disponível em: < Acesso em: 05 mar PONTE, J. P.; BROCARDO, J.; OLIVEIRA, H. Investigações matemáticas na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica,

7 REZENDE, W. M. O ensino de Cálculo: dificuldades de natureza epistemológica. In: MACHADO, N.; CUNHA, M.(org) Linguagem, Conhecimento, Ação ensaios de epistemologia e didática. Escrituras, São Paulo, Disponível em: < Acesso em: 15 nov

Palavras-chave: Geogebra; Calculo; Educação Matemática; Ensino-Aprendizagem.

Palavras-chave: Geogebra; Calculo; Educação Matemática; Ensino-Aprendizagem. EXPLORANDO OS CONCEITOS INICIAIS DA DISCIPLINA DE CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL: UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEBRA. Autor: Alceu Domingues Alves Instituição: Universidade Federal Rural de Pernambuco E-mail:

Leia mais

Atividades com Geogebra para o ensino de Cálculo

Atividades com Geogebra para o ensino de Cálculo Frank Victor Amorim Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Brasil frank.amorim@ifrn.edu.br Giselle Costa de Sousa Universidade Federal do Rio Grande do Norte Brasil giselle@ccet.ufrn.br

Leia mais

APLICAÇÕES DAS DERIVADAS NO CÁLCULO I: UMA ATIVIDADE INVESTIGATIVA APLICADA À ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UTILIZANDO O GEOGEBRA

APLICAÇÕES DAS DERIVADAS NO CÁLCULO I: UMA ATIVIDADE INVESTIGATIVA APLICADA À ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UTILIZANDO O GEOGEBRA Revista da Educação Matemática da UFOP, Vol I, 2011 - XI Semana da Matemática e III Semana da Estatística, 2011 ISSN 2237-809X APLICAÇÕES DAS DERIVADAS NO CÁLCULO I: UMA ATIVIDADE INVESTIGATIVA APLICADA

Leia mais

ESTUDO E APRENDIZAGEM DE TRIGONOMETRIA: COMO O SOFTWARE WINGEOM PODE CONTRIBUIR?

ESTUDO E APRENDIZAGEM DE TRIGONOMETRIA: COMO O SOFTWARE WINGEOM PODE CONTRIBUIR? ESTUDO E APRENDIZAGEM DE TRIGONOMETRIA: COMO O SOFTWARE WINGEOM PODE CONTRIBUIR? Carise Elisane Schmidt 1 Neila de Toledo e Toledo 2 Resumo: Ao longo dos tempos, a matemática vem sendo utilizada na resolução

Leia mais

ESTUDO DA GEOMETRIA EUCLIDIANA PLANA NO AMBIENTE DE MATEMÁTICA DINÂMICA - GEOGEBRA

ESTUDO DA GEOMETRIA EUCLIDIANA PLANA NO AMBIENTE DE MATEMÁTICA DINÂMICA - GEOGEBRA ESTUDO DA GEOMETRIA EUCLIDIANA PLANA NO AMBIENTE DE MATEMÁTICA DINÂMICA - GEOGEBRA Marcelo Pirôpo da Silva 1 Universidade Estadual de Santa Cruz marcelopiropo@hotmail.com Resumo: O presente trabalho tem

Leia mais

O GEOGEBRA NO ESTUDO DE PONTO, RETA E PLANO VOLTADO PARA O ENSINO FUNDAMENTAL

O GEOGEBRA NO ESTUDO DE PONTO, RETA E PLANO VOLTADO PARA O ENSINO FUNDAMENTAL O GEOGEBRA NO ESTUDO DE PONTO, RETA E PLANO VOLTADO PARA O ENSINO FUNDAMENTAL Francisco Cunha do Nascimento 1 1 Jose Maria Fontes de Castro 2 2 1. Introdução Este artigo trabalha uma prática realizada

Leia mais

O SOFTWARE WINPLOT COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE SISTEMAS LINEARES NA EDUCAÇÃO BÁSICA

O SOFTWARE WINPLOT COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE SISTEMAS LINEARES NA EDUCAÇÃO BÁSICA O SOFTWARE WINPLOT COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE SISTEMAS LINEARES NA EDUCAÇÃO BÁSICA GT 05 Educação Matemática: tecnologias informáticas e educação à distância Resumo Prof a. Dr a. Julhane A. Thomas

Leia mais

ESTUDO DO COMPORTAMENTO DE FUNÇÕES POR MEIO DE DERIVADAS (CADERNO DE ATIVIDADES)

ESTUDO DO COMPORTAMENTO DE FUNÇÕES POR MEIO DE DERIVADAS (CADERNO DE ATIVIDADES) ESTUDO DO COMPORTAMENTO DE FUNÇÕES POR MEIO DE DERIVADAS (CADERNO DE ATIVIDADES) Luiz Gonzaga Alves da Cunha 1 João Bosco Laudares 2 1 Faculdade Única de Ipatinga/Departamento de Engenharia/ lgunipac@yahoo.com.br

Leia mais

TRABALHANDO COM PLANOS, CILINDROS E QUÁDRICAS NO WINPLOT

TRABALHANDO COM PLANOS, CILINDROS E QUÁDRICAS NO WINPLOT TRABALHANDO COM PLANOS, CILINDROS E QUÁDRICAS NO WINPLOT Janine Freitas Mota Universidade Estadual de Montes Claros / Fundação Educacional Montes Claros janinemota@gmail.com João Bosco Laudares Pontifícia

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA - UNIPAMPA - BAGÉ PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA SUBPROJETO DE MATEMÁTICA PIBID

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA - UNIPAMPA - BAGÉ PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA SUBPROJETO DE MATEMÁTICA PIBID MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA - UNIPAMPA - BAGÉ PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA SUBPROJETO DE MATEMÁTICA PIBID Atividade nº 2 Oficina de Geometria Analítica com uso

Leia mais

Sumário. Educação Matemática: Oficinas Didáticas com GeoGebra 2012

Sumário. Educação Matemática: Oficinas Didáticas com GeoGebra 2012 Sumário A Interface do GeoGebra...2 O menu do GeoGebra...3 Ferramentas de construção...4 LIÇÃO 1: Polígonos e ângulos...7 LIÇÃO 2: Retas perpendiculares e paralelas...11 LIÇÃO 3: Construindo gráficos...18

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO METODOLOGIA DA PESQUISA EM MATEMÁTICA PARA TCC CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM MATEMÁTICA

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO METODOLOGIA DA PESQUISA EM MATEMÁTICA PARA TCC CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM MATEMÁTICA UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO METODOLOGIA DA PESQUISA EM MATEMÁTICA PARA TCC CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM MATEMÁTICA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TIC) NA SALA DE AULA DE MATEMÁTICA Bruno

Leia mais

O USO DA INFORMÁTICA NO ENSINO DA MATEMÁTICA: TRIGONOMETRIA NA CIRCUNFERÊNCIA UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEBRA.

O USO DA INFORMÁTICA NO ENSINO DA MATEMÁTICA: TRIGONOMETRIA NA CIRCUNFERÊNCIA UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEBRA. O USO DA INFORMÁTICA NO ENSINO DA MATEMÁTICA: TRIGONOMETRIA NA CIRCUNFERÊNCIA UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEBRA. Luiz Augusto De Souza Conceição, augusto16-bn@hotmail.com Izabelle Luize Siqueira Pinheiro

Leia mais

Palavras Chave: Geometria Analítica, Ensino Médio, Software Dinâmico

Palavras Chave: Geometria Analítica, Ensino Médio, Software Dinâmico ISSN 2177-9139 A GEOMETRIA ANALITICA DO ENSINO MEDIO UM ESTUDO COM O SOFTWARE DINAMICO GEOGEBRA Daniela Dal Piva - danipiva96@gmail.com Fundação Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Chapecó, Rua

Leia mais

Algumas Possibilidades do Uso do GeoGebra nas Aulas de Matemática

Algumas Possibilidades do Uso do GeoGebra nas Aulas de Matemática UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA III Semana Acadêmica de Matemática Algumas Possibilidades do Uso do GeoGebra nas Aulas de Matemática Profª Lahis Braga Souza Profª Thais Sena de Lanna Profª Cristiane Neves

Leia mais

EXPLORANDO OS POLINÔMIOS E OS GRÁFICOS DAS FUNÇÕES POLINOMIAIS

EXPLORANDO OS POLINÔMIOS E OS GRÁFICOS DAS FUNÇÕES POLINOMIAIS EXPLORANDO OS POLINÔMIOS E OS GRÁFICOS DAS FUNÇÕES POLINOMIAIS Educação Matemática nos Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio (Emaiefem) GT 10 Marcelino Jose de CARVALHO Universidade Federal

Leia mais

USO DO GEOGEBRA 3D PARA O ENSINO DE POLIEDROS

USO DO GEOGEBRA 3D PARA O ENSINO DE POLIEDROS V JORNADA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA UERJ FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES 28 de novembro de 2015 USO DO GEOGEBRA 3D PARA O ENSINO DE POLIEDROS Wendel de Oliveira Silva Universidade Anhanguera de São Paulo

Leia mais

COMPARAÇÃO ENTRE OS AMBIENTES 2D E 3D DO SOFTWARE GEOGEBRA EM UM PROBLEMA DE CÁLCULO

COMPARAÇÃO ENTRE OS AMBIENTES 2D E 3D DO SOFTWARE GEOGEBRA EM UM PROBLEMA DE CÁLCULO COMPARAÇÃO ENTRE OS AMBIENTES 2D E 3D DO SOFTWARE GEOGEBRA EM UM PROBLEMA DE CÁLCULO C. MÜLLER 1 ; J. F. GARCIA 2 ; R. SEHNEM 3 RESUMO: Este trabalho visa mostrar a comparação entre as ferramentas disponíveis

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL 1 Título: Localizando-se... 2 Autora: Adriana Regina Perez Rech 3 Docente: Lisiane Cristina Amplatz 4 Aplicativo utilizado: Geogebra 5 Disciplina: Matemática 6 Objetivos / Expectativas de aprendizagem:

Leia mais

UMA AULA DE DESENHO GEOMÉTRICO COM O GEOGEBRA

UMA AULA DE DESENHO GEOMÉTRICO COM O GEOGEBRA UMA AULA DE DESENHO GEOMÉTRICO COM O GEOGEBRA Ana Paula Nunes Braz Figueiredo Universidade Federal de Pernambuco apnbf@yahoo.com.br Amanda Barbosa da Silva Universidade Federal de Pernambuco amanda_mat123@hotmail.com

Leia mais

Centro Acadêmico Paulo Freire - CAPed Maceió - Alagoas - Brasil ISSN:

Centro Acadêmico Paulo Freire - CAPed Maceió - Alagoas - Brasil ISSN: O MATERIAL DOURADO NA COMPREENSÃO DAS OPERAÇÕES BÁSICAS NO CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS. Lenilson Oliveira do Nascimento - IFAL 1 lenils_on@hotmail.com Douglas Lopes do Nascimento- IFAL 2 wicham_douglas@hotmail.com

Leia mais

O GEOGEBRA E OS CASOS DE CONGRUÊNCIA DE TRIÂNGULOS

O GEOGEBRA E OS CASOS DE CONGRUÊNCIA DE TRIÂNGULOS O GEOGEBRA E OS CASOS DE CONGRUÊNCIA DE TRIÂNGULOS Marcos Henrique Silva Lopes Universidade Federal de Mato Grosso do Sul marcoslopesmat@gmail.com Márcia Santos Melo Almeida Universidade Federal de Mato

Leia mais

A Webquest como proposta metodológica para o ensino de Matemática

A Webquest como proposta metodológica para o ensino de Matemática na Contemporaneidade: desafios e possibilidades A Webquest como proposta metodológica para o ensino de Fernando Henrique Pereira Mestrando em Ensino de Universidade Federal Tecnológica do Paraná UTFPR

Leia mais

TEMA TÓPICOS OBJETIVOS ESPECÍFICOS AVALIAÇÃO* Lei dos senos e lei dos cossenos. casos de ângulos retos e obtusos. Resolução de triângulos

TEMA TÓPICOS OBJETIVOS ESPECÍFICOS AVALIAÇÃO* Lei dos senos e lei dos cossenos. casos de ângulos retos e obtusos. Resolução de triângulos AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Planificação Anual de Matemática A 11º ano Ano Letivo

Leia mais

Palavras-chave: Tecnologias da Informação e Comunicação; Software GeoGebra; Formação de Professores.

Palavras-chave: Tecnologias da Informação e Comunicação; Software GeoGebra; Formação de Professores. POSSIBILIDADES E LIMITAÇÕES DO SOFTWARE GEOGEBRA COMO FERRAMENTA DE ENSINO E APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA Débora Janaína Ribeiro e Silva Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba debora_jr10@yahoo.com.br

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE O ESTUDO DE FUNÇÕES QUADRÁTICAS USANDO O GEOGEBRA

UMA ABORDAGEM SOBRE O ESTUDO DE FUNÇÕES QUADRÁTICAS USANDO O GEOGEBRA UMA ABORDAGEM SOBRE O ESTUDO DE FUNÇÕES QUADRÁTICAS USANDO O GEOGEBRA José Vinícius do Nascimento Silva 1 Joselito Elias de Araújo 2 R E S U M O: Com os grandes avanços tecnológicos, os educadores estão

Leia mais

[Título do documento]

[Título do documento] [ESCREVER O NOME DA EMPRESA] [Título do documento] [Escrever o subtítulo do documento] Catarina [Escolher a data] Índice 1. Introdução... 3 2. Enquadramento teórico... Erro! Marcador não definido. 2.1

Leia mais

Mestrado Profissional em Educação Matemática

Mestrado Profissional em Educação Matemática Universidade Federal de Ouro Preto Instituto de Ciências Exatas e Biológicas Departamento de Matemática Mestrado Profissional em Educação Matemática ATIVIDADES EXPLORATÓRIAS DE GEOMETRIA ANALÍTICA PLANA

Leia mais

APLICAÇÕES DO SOFTWARE GEOGEBRA AO ENSINO DE MATEMÁTICA: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA

APLICAÇÕES DO SOFTWARE GEOGEBRA AO ENSINO DE MATEMÁTICA: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA APLICAÇÕES DO SOFTWARE GEOGEBRA AO ENSINO DE MATEMÁTICA: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA Chrisley Bruno Ribeiro Camargos Instituto Federal de Minas Gerais - IFMG chrisley.camargos@ifmg.edu.br Rosilane Maria

Leia mais

UNIDADE 1 ESTATÍSTICA E PROBABILIDADES 9 tempos de 45 minutos

UNIDADE 1 ESTATÍSTICA E PROBABILIDADES 9 tempos de 45 minutos EBIAH 9º ANO PLANIFICAÇÃO A LONGO E MÉDIO PRAZO EBIAH PLANIFICAÇÃO A MÉDIO PRAZO 9º ANO - 1º Período Integração dos alunos 1 tempo ESTATÍSTICA A aptidão para entender e usar de modo adequado a linguagem

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA E SUAS CONTRIBUIÇÕES NO ENSINO E NA APRENDIZAGEM EM MATEMÁTICA

A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA E SUAS CONTRIBUIÇÕES NO ENSINO E NA APRENDIZAGEM EM MATEMÁTICA A formação docente em Ciência, Tecnologia, Sociedade e Educação Ambiental A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA E SUAS CONTRIBUIÇÕES NO ENSINO E NA APRENDIZAGEM EM MATEMÁTICA Rosimeyre Gomes da Silva Merib

Leia mais

O uso da Informática na Educação faz parte de um processo natural do avanço da ciência, não tendo mais sentido a discussão sobre usar ou não o

O uso da Informática na Educação faz parte de um processo natural do avanço da ciência, não tendo mais sentido a discussão sobre usar ou não o O uso da Informática na Educação faz parte de um processo natural do avanço da ciência, não tendo mais sentido a discussão sobre usar ou não o computador nas escolas, pois ele está inserido, diretamente

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO Curso: Engenharia Mecânica Período/Módulo: 1 o Período Disciplina/Unidade Curricular: Cálculo I Código: CE375

Leia mais

SOFTWARE GEOGEBRA: VÍDEOS TUTORIAIS EM PROL DO ENSINO E APRENDIZAGEM DO CÁLCULO

SOFTWARE GEOGEBRA: VÍDEOS TUTORIAIS EM PROL DO ENSINO E APRENDIZAGEM DO CÁLCULO na Contemporaneidade: desafios e possibilidades SOFTWARE GEOGEBRA: VÍDEOS TUTORIAIS EM PROL DO ENSINO E APRENDIZAGEM DO CÁLCULO Daiane Leal da Conceição Universidade Federal de Pelotas RS daianilealc@hotmail.com

Leia mais

LABORATÓRIO DE MATEMÁTICA: UMA FERRAMENTA IMPRESCINDÍVEL PARA A APRENDIZAGEM DA DISCIPLINA

LABORATÓRIO DE MATEMÁTICA: UMA FERRAMENTA IMPRESCINDÍVEL PARA A APRENDIZAGEM DA DISCIPLINA LABORATÓRIO DE MATEMÁTICA: UMA FERRAMENTA IMPRESCINDÍVEL PARA A APRENDIZAGEM DA DISCIPLINA Rodolfo Moreira Cabral, Antonio Carlos Belarmino Segundo Universidade Estadual da Paraíba, rodolfomoreira.16@hotmail.com;

Leia mais

Palavras-chave: Ensino Fundamental, Calculadora, Atividades Didáticas.

Palavras-chave: Ensino Fundamental, Calculadora, Atividades Didáticas. CALCULADORAS NAS AULAS DO ENSINO FUNDAMENTAL: EXPLORANDO ESTE RECURSO DIDÁTICO Ilisandro Pesente Universidade Luterana do Brasil ilisandropesente@bol.com.br Clarissa de Assis Olgin Universidade Luterana

Leia mais

LIMITES E DERIVADAS COM O SOFTWARE MATHEMATICA 10.3

LIMITES E DERIVADAS COM O SOFTWARE MATHEMATICA 10.3 Sociedade Brasileira de Matemática Matemática na Contemporaneidade: desafios e possibilidades LIMITES E DERIVADAS COM O SOFTWARE MATHEMATICA 10.3 Cláudio Firmino Arcanjo Secretaria de Estado da de Alagoas

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso Licenciatura em Matemática. Ênfase. Disciplina B - Funções Elementares

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso Licenciatura em Matemática. Ênfase. Disciplina B - Funções Elementares Curso 1504 - Licenciatura em Matemática Ênfase Identificação Disciplina 0005001B - Funções Elementares Docente(s) Adriana Cristina Cherri Nicola Unidade Faculdade de Ciências Departamento Departamento

Leia mais

UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO-APRENDIZAGEM UTILIZANDO ANIMAÇÕES GRÁFICAS DO WINPLOT NA ABORDAGEM DE LIMITES

UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO-APRENDIZAGEM UTILIZANDO ANIMAÇÕES GRÁFICAS DO WINPLOT NA ABORDAGEM DE LIMITES UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO-APRENDIZAGEM UTILIZANDO ANIMAÇÕES GRÁFICAS DO WINPLOT NA ABORDAGEM DE LIMITES Luciana de Oliveira Souza Mendonça Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará IFCE/

Leia mais

POSSIBILIDADES DO USO DO GEOGEBRA NAS AULAS DE GEOMETRIA DO ENSINO FUNDAMENTAL II

POSSIBILIDADES DO USO DO GEOGEBRA NAS AULAS DE GEOMETRIA DO ENSINO FUNDAMENTAL II POSSIBILIDADES DO USO DO GEOGEBRA NAS AULAS DE GEOMETRIA DO ENSINO FUNDAMENTAL II Lahis Braga Souza¹ Marcela Souza Silva² ¹ Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho Rio Claro/ Departamento de

Leia mais

O ENSINO DE MATEMÁTICA COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE GEOGEBRA: UMA AÇÃO DO PIBID/MATEMÁTICA/CCT/UFCG

O ENSINO DE MATEMÁTICA COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE GEOGEBRA: UMA AÇÃO DO PIBID/MATEMÁTICA/CCT/UFCG O ENSINO DE MATEMÁTICA COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE GEOGEBRA: UMA AÇÃO DO PIBID/MATEMÁTICA/CCT/UFCG Érica Vicente de Souza (UFCG); Késia de Melo Hermenegildo (UFCG); Poliana Franque de Oliveira (UFCG); Severino

Leia mais

O USO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA: ALGUMAS EXPERIÊNCIAS

O USO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA: ALGUMAS EXPERIÊNCIAS O USO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA: ALGUMAS EXPERIÊNCIAS Sandra Malta Barbosa Universidade Estadual de Londrina (UEL) sbarbosa@uel.br Resumo: Este artigo tem por

Leia mais

OBJETOS DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE FUNÇÕES REAIS: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA O SABER PEDAGÓGICO DE CONTEÚDO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA

OBJETOS DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE FUNÇÕES REAIS: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA O SABER PEDAGÓGICO DE CONTEÚDO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA Sociedade Brasileira de na Contemporaneidade: desafios e possibilidades OBJETOS DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE FUNÇÕES REAIS: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA O SABER PEDAGÓGICO DE CONTEÚDO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENSINO EQUIPE TÉCNICO-PEDAGÓGICA PLANO DE ENSINO

COORDENAÇÃO DE ENSINO EQUIPE TÉCNICO-PEDAGÓGICA PLANO DE ENSINO COORDENAÇÃO DE ENSINO EQUIPE TÉCNICO-PEDAGÓGICA PLANO DE ENSINO 1 - IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico Subsequente em Informática DISCIPLINA/ COMPONENTE CURRICULAR: Fundamentos Matemáticos para Informática ANO/

Leia mais

Guia do Professor Introdução

Guia do Professor Introdução Guia do Professor Introdução Uma simulação é um modelo dinâmico que busca representar, de maneira virtual, o funcionamento real de um sistema, explorando as relações nele presentes. O Objeto Educacional,

Leia mais

O USO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA CONSTRUÇÃO DE POLIEDROS REGULARES. GT 01 Educação matemática no ensino fundamental: anos iniciais e anos finais

O USO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA CONSTRUÇÃO DE POLIEDROS REGULARES. GT 01 Educação matemática no ensino fundamental: anos iniciais e anos finais O USO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA CONSTRUÇÃO DE POLIEDROS REGULARES GT 01 Educação matemática no ensino fundamental: anos iniciais e anos finais Iguaracy Medeiros dos Santos, UFRN, iguaramedeiros@gmail.com

Leia mais

Requerimentos técnicos Para a visualização da simulação é necessário ter instalado nos computadores o Adobe Flash Player

Requerimentos técnicos Para a visualização da simulação é necessário ter instalado nos computadores o Adobe Flash Player Guia do Professor Introdução Uma simulação é um modelo dinâmico que busca representar, tanto quanto possível, o funcionamento real de um sistema, explorando as relações nele presentes. O objeto educacional

Leia mais

ÂNGULOS EM UM TRIÂNGULO: SOMA DOS ÂNGULOS INTERNOS E TEOREMA DO ÂNGULO EXTERNO.

ÂNGULOS EM UM TRIÂNGULO: SOMA DOS ÂNGULOS INTERNOS E TEOREMA DO ÂNGULO EXTERNO. UNIJUÍ - Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul DCEEng - Departamento de Ciências Exatas e Engenharias PIBEX - PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO Projeto: Desenvolvimento

Leia mais

18/06/13 REVISTA DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA - SOCIEDADE BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

18/06/13 REVISTA DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA - SOCIEDADE BRASILEIRA DE MATEMÁTICA COMPUTADOR NA SALA DE AULA Estudo das cônicas com Geometria Dinâmica José Carlos de Souza Jr. Andréa Cardoso Unifal MG COMPUTADOR NA SALA DE AULA A exploração de softwares de Geometria Dinâmica nos permite

Leia mais

Cálculo A. José Carlos de Souza Junior.

Cálculo A. José Carlos de Souza Junior. Cálculo A José Carlos de Souza Junior http://www.unifal-mg.edu.br/matematica/?q=disc_jc Universidade Federal de Alfenas - Instituto de Ciências Exatas Abril - 2014 O que é o GeoGebra? GeoGebra é um software

Leia mais

LIMITAÇÕES DA LINGUAGEM COMPUTACIONAL NO ESTUDO DE RAÍZES DE FUNÇÕES

LIMITAÇÕES DA LINGUAGEM COMPUTACIONAL NO ESTUDO DE RAÍZES DE FUNÇÕES LIMITAÇÕES DA LINGUAGEM COMPUTACIONAL NO ESTUDO DE RAÍZES DE FUNÇÕES GT 02 Educação Matemática no Ensino Médio e Ensino Superior Rodrigo Fioravanti Pereira UNIFRA prof.rodrigopereira@gmail.com Dra. Vanilde

Leia mais

A GEOMETRIA PLANA E O SOFTWARE GEOGEBRA: AS POSSIBILIDADES DE ELABORAÇÃO DOS CONCEITOS RELACIONADOS AOS QUADRILÁTEROS

A GEOMETRIA PLANA E O SOFTWARE GEOGEBRA: AS POSSIBILIDADES DE ELABORAÇÃO DOS CONCEITOS RELACIONADOS AOS QUADRILÁTEROS A GEOMETRIA PLANA E O SOFTWARE GEOGEBRA: AS POSSIBILIDADES DE ELABORAÇÃO DOS CONCEITOS RELACIONADOS AOS QUADRILÁTEROS Marcos Roberto Vier marcos-vier@hotmail.com Michelle Noberta Araujo De Oliveira nobertaaraujo@hotmail.com

Leia mais

MATEMÁTICA, AGROPECUÁRIA E SUAS MÚLTIPLAS APLICAÇÕES. Palavras-chave: Matemática; Agropecuária; Interdisciplinaridade; Caderno Temático.

MATEMÁTICA, AGROPECUÁRIA E SUAS MÚLTIPLAS APLICAÇÕES. Palavras-chave: Matemática; Agropecuária; Interdisciplinaridade; Caderno Temático. MATEMÁTICA, AGROPECUÁRIA E SUAS MÚLTIPLAS APLICAÇÕES Josislei de Passos Vieira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais Câmpus Rio Pomba. josisleipassos@gmail.com

Leia mais

FUNÇÕES REAIS: POSSIBILIDADES EM UM AMBIENTE DE GEOMETRIA DINÂMICA

FUNÇÕES REAIS: POSSIBILIDADES EM UM AMBIENTE DE GEOMETRIA DINÂMICA FUNÇÕES REAIS: POSSIBILIDADES EM UM AMBIENTE DE GEOMETRIA DINÂMICA Maria Lucia Muruci (Mestrado em Ensino de Matemática UFRJ) muruci@pg.im.ufrj.br Victor Augusto Giraldo (IM-UFRJ ) victor.giraldo@ufrj.br

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500. Planificação Anual /Critérios de avaliação

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500. Planificação Anual /Critérios de avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Matemática A _ 11º ano _ CCH 2016/2017 Início

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500. Disciplina: Matemática 9º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500. Disciplina: Matemática 9º ano 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Matemática 9º ano 2015/2016 Início Fim Nº

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO INSTITUTO DE ENGENHARIA E GEOCIENCIAS-IEG PROGRAMA DE COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO INSTITUTO DE ENGENHARIA E GEOCIENCIAS-IEG PROGRAMA DE COMPUTAÇÃO 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO INSTITUTO DE ENGENHARIA E GEOCIENCIAS-IEG PROGRAMA DE COMPUTAÇÃO NOTAS DE AULA DA DISCIPLINA DE CÁLCULO 1 MATERIAL EM CONSTRUÇÃO

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS Escolas João de Araújo Correia ORGANIZAÇÃO DO ANO LETIVO 16 17 GESTÃO CURRICULAR DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA A 11º ANO 1º PERÍODO ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

ESTUDANDO MATEMÁTICA COM O AUXÍLIO DO GEOGEBRA UTILIZANDO AS JANELAS CAS E 3D

ESTUDANDO MATEMÁTICA COM O AUXÍLIO DO GEOGEBRA UTILIZANDO AS JANELAS CAS E 3D ESTUDANDO MATEMÁTICA COM O AUXÍLIO DO GEOGEBRA UTILIZANDO AS JANELAS CAS E 3D Ministrantes: Bruno Santos Pereira, Ellen Cristina Barbosa dos Santos, Marrythiely Rodrigues Oliveira, Lucas Diêgo de Lima,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º IF663- COMPUTACAO L OBRIG 0 60 60 2.0 SF451- FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO OBRIG 60 0 60 4.0 INTRODUÇÃO À ANÁLISE E DISCUSSÃO DO FENÔMENO EDUCATUVO, CONSIDERANDO AS RELAÇÕES ENTRE EDUCAÇÃO E SOCIEDADE

Leia mais

OFICINAS PEDAGOGICAS: COMO FORMA DE AUXILIO NO APRENDIZADO DOS EDUCANDOS NAS AULAS DE GEOGRAFIA

OFICINAS PEDAGOGICAS: COMO FORMA DE AUXILIO NO APRENDIZADO DOS EDUCANDOS NAS AULAS DE GEOGRAFIA OFICINAS PEDAGOGICAS: COMO FORMA DE AUXILIO NO APRENDIZADO DOS EDUCANDOS NAS AULAS DE GEOGRAFIA Angeline Batista da Cruz Universidade Estadual da Paraíba pibidcruz@bol.com.br Clara Mayara de Almeida Vasconcelos

Leia mais

LETRAMENTO DIGITAL: A INFORMÁTICA NA ESCOLA. Jarbas Oliveira (UFCG); Wilho da Silva Araújo (UFCG)

LETRAMENTO DIGITAL: A INFORMÁTICA NA ESCOLA. Jarbas Oliveira (UFCG); Wilho da Silva Araújo (UFCG) LETRAMENTO DIGITAL: A INFORMÁTICA NA ESCOLA Jarbas Oliveira (UFCG); Wilho da Silva Araújo (UFCG) Resumo: Este projeto didático foi elaborado sob a coordenação da Professora Maria do Socorro Silva produzido

Leia mais

AULA 4. Atividade Complementar 10: Sistemas lineares 2x2 e sua interpretação geométrica 31

AULA 4. Atividade Complementar 10: Sistemas lineares 2x2 e sua interpretação geométrica 31 AULA 4 Atividade Complementar 10: Sistemas lineares 2x2 e sua interpretação geométrica 31 Conteúdos Estruturantes: Números e Álgebra / Geometrias Conteúdo Básico: Sistemas lineares / Geometria espacial

Leia mais

Matemática. 1 Semestre. Matemática I 75h. Ementa: Estuda as noções de conjuntos e de funções polinomial, modular, racional, exponencial e logarítmica.

Matemática. 1 Semestre. Matemática I 75h. Ementa: Estuda as noções de conjuntos e de funções polinomial, modular, racional, exponencial e logarítmica. Matemática 1 Semestre Matemática I 75h Ementa: Estuda as noções de conjuntos e de funções polinomial, modular, racional, exponencial e logarítmica. Lógica 60h Ementa: Estuda proposições, análise e discussões

Leia mais

O SOFTWARE RÉGUA E COMPASSO PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE GEOMETRIA PLANA

O SOFTWARE RÉGUA E COMPASSO PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE GEOMETRIA PLANA O SOFTWARE RÉGUA E COMPASSO PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE GEOMETRIA PLANA Gabriele Granada Veleda Universidade Estadual do Paraná Campus de União da Vitória gabi.granada@gmail.com Resumo: Considerando

Leia mais

PLANO DE ENSINO. 60h CH Teórica Formação Básica. CH Prática. 10h. Trabalho Efetivo Discente

PLANO DE ENSINO. 60h CH Teórica Formação Básica. CH Prática. 10h. Trabalho Efetivo Discente PLANO DE ENSINO Escola ENGENHARIA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (EETI) Engenharias: Ambiental; Civil; de Computação; de Petróleo; de Produção; Elétrica; Curso(s) Mecânica; Mecatrônica e Química Disciplina

Leia mais

UMA PROSPOSTA PARA O ENSINO DE FUNÇÃO POLINOMIAL DE SEGUNDO GRAU

UMA PROSPOSTA PARA O ENSINO DE FUNÇÃO POLINOMIAL DE SEGUNDO GRAU UMA PROSPOSTA PARA O ENSINO DE FUNÇÃO POLINOMIAL DE SEGUNDO GRAU Elizete Batista da Rocha 104224@upf.br ICEG, PPGECM Passo Fundo - RS Fernanda Levandoski da Silva 162001@upf.br ICEG, PPGECM Passo Fundo

Leia mais

ALUNO(A): Prof.: André Luiz Acesse: 02/05/2012

ALUNO(A): Prof.: André Luiz Acesse:  02/05/2012 1. FUNÇÃO 1.1. DEFINIÇÃO Uma função é um conjunto de pares ordenados de números (x,y) no qual duas duplas ordenadas distintas não podem ter o mesmo primeiro número, ou seja, garante que y seja único para

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO PARA EDUCAÇÃO ESPECIAL: O USO DAS TECNOLOGIAS ASSISTIVA

CONTRIBUIÇÃO PARA EDUCAÇÃO ESPECIAL: O USO DAS TECNOLOGIAS ASSISTIVA CONTRIBUIÇÃO PARA EDUCAÇÃO ESPECIAL: O USO DAS TECNOLOGIAS ASSISTIVA Francisca Tamires Alves da Silva¹, Jacicleide Rodrigues de Sousa², Simone Pereira Camboim³, Nadia Farias dos Santos. ¹Universidade Estadual

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Escola ENGENHARIA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANO DE ENSINO. Escola ENGENHARIA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANO DE ENSINO Escola ENGENHARIA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Curso(s) Engenharias: Ambiental; Civil; de Computação; de Materiais; de Petróleo; de Produção; Elétrica; Mecânica; Mecatrônica e Química Disciplina

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA FERREIRA DIAS, AGUALVA SINTRA ENSINO RECORRENTE DE NÍVEL SECUNDÁRIO POR MÓDULOS CAPITALIZÁVEIS CURSO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS

ESCOLA SECUNDÁRIA FERREIRA DIAS, AGUALVA SINTRA ENSINO RECORRENTE DE NÍVEL SECUNDÁRIO POR MÓDULOS CAPITALIZÁVEIS CURSO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS ESCOLA SECUNDÁRIA FERREIRA DIAS, AGUALVA SINTRA ENSINO RECORRENTE DE NÍVEL SECUNDÁRIO POR MÓDULOS CAPITALIZÁVEIS CURSO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DEPARTAMENTO: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS DISCIPLINA

Leia mais

MINI-CURSO Geometria Espacial com o GeoGebra Profa. Maria Alice Gravina Instituto de Matemática da UFRGS

MINI-CURSO Geometria Espacial com o GeoGebra Profa. Maria Alice Gravina Instituto de Matemática da UFRGS MINI-CURSO Geometria Espacial com o GeoGebra Profa. Maria Alice Gravina gravina@mat.ufrgs.br Instituto de Matemática da UFRGS Neste minicurso vamos trabalhar com os recursos do GeoGebra 3D e discutir possibilidades

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. MATEMÁTICA 7º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. MATEMÁTICA 7º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR MATEMÁTICA 7º Ano OBJETIVOS ESPECÍFICOS TÓPICOS SUBTÓPICOS METAS DE APRENDIZAGEM 1º Período - Multiplicar e dividir números inteiros. - Calcular o valor de potências em que

Leia mais

UTILIZANDO APPLETS EM ATIVIDADES DE TRANSFORMAÇÃO DE REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO SEMIÓTICA COM GEOMETRIA ANALÍTICA

UTILIZANDO APPLETS EM ATIVIDADES DE TRANSFORMAÇÃO DE REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO SEMIÓTICA COM GEOMETRIA ANALÍTICA UTILIZANDO APPLETS EM ATIVIDADES DE TRANSFORMAÇÃO DE REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO SEMIÓTICA COM GEOMETRIA ANALÍTICA GT 05 Educação Matemática: tecnologias informáticas e educação à distância Joseide Justin

Leia mais

GEOPLANO CIRCULAR: UM ALIADO NO ENSINO DA TRIGONOMETRIA

GEOPLANO CIRCULAR: UM ALIADO NO ENSINO DA TRIGONOMETRIA GEOPLANO CIRCULAR: UM ALIADO NO ENSINO DA TRIGONOMETRIA Elizabethe Gomes Pinheiro CIEP 146 SPA -RJ bethematica@hotmail.com Daniele Tinoco Pereira CIEP 146 SPA -RJ danatinoco@yahoo.com.br Marilene da Silveira

Leia mais

Geometria Dinâmica e a lei dos cossenos Marcus Alexandre Nunes e Maria Alice Gravina (publicado na Revista do Professor de Matemática, No.

Geometria Dinâmica e a lei dos cossenos Marcus Alexandre Nunes e Maria Alice Gravina (publicado na Revista do Professor de Matemática, No. Geometria Dinâmica e a lei dos cossenos Marcus Alexandre Nunes e Maria Alice Gravina (publicado na Revista do Professor de Matemática, No. 52) Todos nós, professores, sabemos o quanto é difícil despertar

Leia mais

TEOREMA DE PITÁGORAS: FAZENDO CONJECTURAS COM O SOFTWARE GEOGEBRA

TEOREMA DE PITÁGORAS: FAZENDO CONJECTURAS COM O SOFTWARE GEOGEBRA TEOREMA DE PITÁGORAS: FAZENDO CONJECTURAS COM O SOFTWARE GEOGEBRA Joel Silva de Oliveira joel.bsr@gmail.com; Izidio Silva Soares izidiosoares@gmail.com UEPB-e-mail: Resumo: Este trabalho trata-se de uma

Leia mais

Estudo das cônicas no ensino superior com a utilização do GeoGebra

Estudo das cônicas no ensino superior com a utilização do GeoGebra Estudo das cônicas no ensino superior com a utilização do GeoGebra Autores: Juracélio Ferreira Lopes - IFMG Wladimir Seixas - UFSCAR 20 de novembro de 2011 Motivação e Objetivos Motivação: A motivação

Leia mais

MAT001 Cálculo Diferencial e Integral I

MAT001 Cálculo Diferencial e Integral I 1 MAT001 Cálculo Diferencial e Integral I GEOMETRIA ANALÍTICA Coordenadas de pontos no plano cartesiano Distâncias entre pontos Sejam e dois pontos no plano cartesiano A distância entre e é dada pela expressão

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DO SOFTWARE GEOGEBRA NO ESTUDO DE QUÁDRICAS: UMA EXPERIÊNCIA COM OS ALUNOS DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA

CONTRIBUIÇÕES DO SOFTWARE GEOGEBRA NO ESTUDO DE QUÁDRICAS: UMA EXPERIÊNCIA COM OS ALUNOS DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CONTRIBUIÇÕES DO SOFTWARE GEOGEBRA NO ESTUDO DE QUÁDRICAS: UMA EXPERIÊNCIA COM OS ALUNOS DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA Danielle Apolinário da Silva (1); Claudilene Gomes da Costa (1). (1) Universidade

Leia mais

Funções Trigonométricas Inversas em Ambiente Informatizado

Funções Trigonométricas Inversas em Ambiente Informatizado Anais do CNMAC v.2 ISSN 1984-820X Funções Trigonométricas Inversas em Ambiente Informatizado Claudia Piva Depto de Física, Estatística e Matemática - UNIJUÍ 98700-000, Ijuí, RS E-mail: claudiap@unijui.edu.br

Leia mais

A visualização e a leitura de informações gráficas em Matemática são aspectos importantes, pois auxiliam a compreensão de conceitos e o

A visualização e a leitura de informações gráficas em Matemática são aspectos importantes, pois auxiliam a compreensão de conceitos e o PORTAL POSITIVO A visualização e a leitura de informações gráficas em Matemática são aspectos importantes, pois auxiliam a compreensão de conceitos e o desenvolvimento de capacidades de expressão gráficas.

Leia mais

TRIANGONÓPOLIS: A CIDADE DA LEI DOS SENOS E LEI DOS COSSENOS

TRIANGONÓPOLIS: A CIDADE DA LEI DOS SENOS E LEI DOS COSSENOS TRIANGONÓPOLIS: A CIDADE DA LEI DOS SENOS E LEI DOS COSSENOS Selau, Suzana Scandolara 1 ; Cardoso, Marleide Coan 2 3 Instituto Federal Catarinense Campus Avançado Sombrio/SC INTRODUÇÃO Este trabalho é

Leia mais

Palavras-chave: Curvas polares. Rosácea. Geometria Analítica. Cálculo Diferencial e Integral. Tecnologia.

Palavras-chave: Curvas polares. Rosácea. Geometria Analítica. Cálculo Diferencial e Integral. Tecnologia. http://dx.doi.org/10.4322/gepem.2015.009 Quantas pétalas tem a rosácea? Elisandra Bar de Figueiredo Professora, Universidade do Estado de Santa Catarina- UDESC elis.b.figueiredo@gmail.com Ivanete Zuchi

Leia mais

1. Introdução. Key-words: Technologies of Information and Communication; Investigative Activities; Mathematics Education.

1. Introdução. Key-words: Technologies of Information and Communication; Investigative Activities; Mathematics Education. TECNOLOGIAS INFORMACIONAIS E COMUNICACIONAIS NO ENSINO DE MATEMÁTICA: A produção de atividades investigativas num curso de Mestrado Profissional em Educação Matemática Frederico da Silva REIS 1 ; Davis

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS Grupo 500 Planificação Anual / Critérios de Avaliação Disciplina: Matemática _ 9.º ano 2016 / 2017 Início Fim

Leia mais

Matemática. 1 Semestre. Matemática I 75h. Ementa: Estuda as noções de conjuntos e de funções polinomial, modular, racional, exponencial e logarítmica.

Matemática. 1 Semestre. Matemática I 75h. Ementa: Estuda as noções de conjuntos e de funções polinomial, modular, racional, exponencial e logarítmica. Matemática 1 Semestre Matemática I 75h Ementa: Estuda as noções de conjuntos e de funções polinomial, modular, racional, exponencial e logarítmica. Lógica 60h Ementa: Estuda proposições, análise e discussões

Leia mais

Palavras chaves: Arte e Matemática; ensino e aprendizagem de Matemática; Geometria dinâmica.

Palavras chaves: Arte e Matemática; ensino e aprendizagem de Matemática; Geometria dinâmica. A GEOMETRIA DOS POLÍGONOS E AS TRANSFORMAÇÕES GEOMÉTRICAS NO PLANO APLICADAS NA CONSTRUÇÃO DE FRISOS E LADRILHOS Resumo Gicele da Rocha Rossi 1 Eleni Bisognin 2 O presente trabalho faz parte do Projeto

Leia mais

ABORDAGEM DA FUNÇÃO EXPONENCIAL E LOGARÍTMICA NUMA PERSPECTIVA CONCEITUAL E GRÁFICA NO ENSINO MÉDIO

ABORDAGEM DA FUNÇÃO EXPONENCIAL E LOGARÍTMICA NUMA PERSPECTIVA CONCEITUAL E GRÁFICA NO ENSINO MÉDIO ABORDAGEM DA FUNÇÃO EXPONENCIAL E LOGARÍTMICA NUMA PERSPECTIVA CONCEITUAL E GRÁFICA NO ENSINO MÉDIO José Geraldo de Araújo Pereira Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - CEFET-MG josegeraldoap@yhoo.com.br

Leia mais

Planificação Anual. 0,5 Geometria no plano e no espaço II. 32 Avaliações escritas e respetivas correcções. 5 Auto-avaliação

Planificação Anual. 0,5 Geometria no plano e no espaço II. 32 Avaliações escritas e respetivas correcções. 5 Auto-avaliação 3º Período 2º Período 1º Período AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CASTRO DAIRE Escola Secundária de Castro Daire Grupo de Recrutamento 500 MATEMÁTICA Ano lectivo 2012/2013 Planificação Anual Disciplina: Matemática

Leia mais

CONSTRUINDO UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA SOBRE NÚMEROS COMPLEXOS POR MEIO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS

CONSTRUINDO UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA SOBRE NÚMEROS COMPLEXOS POR MEIO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS CONSTRUINDO UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA SOBRE NÚMEROS COMPLEXOS POR MEIO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS Fernando Valério Ferreira de Brito fernandobrito500@gmail.com Ewerton Roosewelt Bernardo da Silva e.roosewelt@hotmail.com

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS Cálculo I -A- Humberto José Bortolossi

LISTA DE EXERCÍCIOS Cálculo I -A- Humberto José Bortolossi LISTA DE EXERCÍCIOS Cálculo I -A- Humberto José Bortolossi http://www.professores.uff.br/hjbortol/ 18 Esboço de gráficos de funções [01] Verdadeiro ou falso? Se f : R R é uma função de classe C e f (p)

Leia mais

SOFTWARES GRATUITOS DE MATEMÁTICA ALGUMAS POSSIBILIDADES DE APLICAÇÃO NAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

SOFTWARES GRATUITOS DE MATEMÁTICA ALGUMAS POSSIBILIDADES DE APLICAÇÃO NAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL SOFTWARES GRATUITOS DE MATEMÁTICA ALGUMAS POSSIBILIDADES DE APLICAÇÃO NAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL GT 05 Educação Matemática: Tecnologias Informáticas e Educação a Distância Dra. Nilce Fátima

Leia mais

No desenvolvimento deste guião, procure sempre colocar as denominações referidas em cada ponto.

No desenvolvimento deste guião, procure sempre colocar as denominações referidas em cada ponto. 1 Este 3º guião contém atividades elementares com a finalidade de favorecer o reconhecimento e a consolidação das funções de algumas ferramentas do programa de geometria dinâmica Geogebra. Neste guião,

Leia mais

Investigação matemática com o GeoGebra: um exemplo com matrizes e determinantes

Investigação matemática com o GeoGebra: um exemplo com matrizes e determinantes http://dx.doi.org/10.4322/gepem.2014.030 Investigação matemática com o GeoGebra: um exemplo com matrizes e determinantes Duelci Aparecido de Freitas Vaz Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA O ESTUDO DAS SECÇÕES CÔNICAS COM O AUXILIO DO SOFTWARE GEOGEBRA NA MATEMÁTICA.

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA O ESTUDO DAS SECÇÕES CÔNICAS COM O AUXILIO DO SOFTWARE GEOGEBRA NA MATEMÁTICA. SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA O ESTUDO DAS SECÇÕES CÔNICAS COM O AUXILIO DO SOFTWARE GEOGEBRA NA MATEMÁTICA. G7 - Ensino e Aprendizagem de Matemática no Ensino Médio e no Ensino Superior Aluna Sandra Pereira

Leia mais

Projeto CONDIGITAL Espaço Triangular Guia do Professor

Projeto CONDIGITAL Espaço Triangular Guia do Professor Projeto CONDIGITAL Espaço Triangular Guia do Professor Página 1 de 7 Guia do Professor Caro (a) professor(a) A utilização de jogos digitais como objetos de aprendizagem tem sido difundida atualmente como

Leia mais

CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2)

CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2) CURSOS / OFICINAS DE ENSINO 1º SEMESTRE 2017 (2016.2) MUNICIPIOS CURSO / OFICINA / CH OBJETIVO PÚBLICO ALVO DATAS Água Branca Amarante Anísio de Abreu Estatística Básica aplicada a Educação 30h Computação

Leia mais

PROPOSTA DE ATIVIDADE

PROPOSTA DE ATIVIDADE PROPOSTA DE ATIVIDADE 1- Título: Visualizando e estudando sistemas de inequações 2- Autor: Claudilete Frighetto Corbari 3- Aplicativo utilizado: Geogebra 4- Disciplina: Matemática 5- Objetivos / Expectativas

Leia mais

ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014.

ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014. ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014. Prefeitura de Erechim Prefeito Paulo Alfredo Polis Vice-Prefeita Ana Lúcia de Oliveira

Leia mais