ESTUDO DA GEOMETRIA EUCLIDIANA PLANA NO AMBIENTE DE MATEMÁTICA DINÂMICA - GEOGEBRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTUDO DA GEOMETRIA EUCLIDIANA PLANA NO AMBIENTE DE MATEMÁTICA DINÂMICA - GEOGEBRA"

Transcrição

1 ESTUDO DA GEOMETRIA EUCLIDIANA PLANA NO AMBIENTE DE MATEMÁTICA DINÂMICA - GEOGEBRA Marcelo Pirôpo da Silva 1 Universidade Estadual de Santa Cruz Resumo: O presente trabalho tem o objetivo geral de motivar o uso de softwares educacionais no processo ensino/aprendizagem de matemática, em particular de Geometria Euclidiana Plana. A proposta consiste em apresentar uma sequência didática, envolvendo o uso do software de matemática dinâmica, GeoGebra, como ferramenta tecnológica, fundamentados na Teoria de Instrumentação. Palavras-chave: Educação matemática; Instrumentação; Geometria. INTRODUÇÃO Diversos grupos de pesquisa como, por exemplo, o Grupo de Pesquisa em Informática, outras Mídias e Educação Matemática (GPIMEM) da UNESP - Rio Claro e o Grupo de Pesquisa em Ensino e Aprendizagem da Matemática em Ambiente Computacional (GPEMAC) da UESC Ilhéus, entre outros, realizam estudos sobre a educação matemática envolvendo Tecnologias de Informação e Comunicação - TIC. O segundo, GPEMAC, realiza atualmente a pesquisa intitulada Estudo de Relações em Sala de Aula com a Presença de Ambientes Computacionais de Aprendizagem (PERSAC). Essa pesquisa motivou a proposta para este mini-curso que tem como objetivo geral enfatizar o uso de TIC, em particular de softwares educacionais, no ensino e aprendizagem de matemática. Para isso, desenvolvemos uma sequência didática composta de atividades que envolvem alguns conceitos da Geometria Euclidiana Plana, utilizando o software GeoGebra. A proposta é mostrar alguns recursos do software, motivar seu uso e a investigação dos conceitos abordados em ambiente de matemática dinâmica. Esse trabalho considera o software GeoGebra como ferramenta tecnológica podendo intervir na aprendizagem da matemática. Encontramos fundamentação na teoria de instrumentação proposta por Rabardel (1995). Na conclusão do mini-curso vamos apresentar alguns aspectos de uma análise a priori de umas das atividades da sequência desenvolvida. 1 Acadêmico do Curso de Licenciatura em Matemática da UESC 1

2 FUNDAMENTAÇÃO A teoria da instrumentação, desenvolvida por Rabardel (1995), refere-se a aprendizagem de ferramentas tecnológicas no processo ensino/aprendizagem. De acordo com Rabardel (1995) apud Henriques (2007, p.2) uma ferramenta é algo material oferecido ao sujeito, podendo transformar-se em instrumento através de um processo chamado gênese instrumental colocando em evidência as limitações e potencialidades do artefato em função das experiências, ações e conhecimentos do sujeito. Essa teoria considera as relações entre sujeito-instrumento, instrumento-objeto e a relação do sujeito com o objeto, mediada pelo instrumento. Nesse contexto, consideramos como sujeito o público participante. Como objeto de estudo, interessamo-nos pelos conceitos de Geometria Euclidiana Plana, envolvendo o uso de software educacional GeoGebra como instrumento de aprendizagem. SEQUÊNCIA DIDÁTICA Elaboramos uma sequência didática segundo definição: Sequência didática é um esquema experimental de situações desenvolvido por sessões de ensino a partir de um estudo preliminar, caracterizando os objetivos específicos de cada problema, a análise matemática e a análise didática relativas às atividades propostas (HENRIQUES, 2001, p.61) A sequência didática é composta de atividades que envolvem o objeto de estudo, utilizando como ferramenta o GeoGebra. O GEOGEBRA O GeoGebra é um software gratuito, criado por Markus Hohenwarter, da Johannes Kepler University Linz, Áustria, desenvolvido para o ensino e aprendizagem da matemática, que combina geometria, álgebra, tabelas, gráficos e cálculo em um único sistema. A interface do GeoGebra é composta de barra de ferramentas, janela de álgebra, área de trabalho, campo de entrada e planilha. Nesse trabalho vamos enfatizar nas atividades a utilização da barra de ferramentas e da área de trabalho. A barra de ferramentas é composta de menus com botões que permitem, através do uso do mouse, 2

3 construir objetos matemáticos de maneira intuitiva na área de trabalho. Esta (área de trabalho) tem o recurso que permite movimentar uma figura durante ou após sua construção. Isso nos permite explorar de maneira dinâmica (através do movimento) propriedades, ou objetos, que validam a construção de figuras geométricas. Destacamos que o GeoGebra pode ser instalado tanto no ambiente Windows como no Linux. O download do software pode ser feito no link: Figura 1. Janela principal do GeoGebra 3

4 ESTUDO PRELIMINAR Neste tópico vamos apresentar a analise de uma das atividades da sequência didática que será apresentada durante esse mini-curso. Objetivo: Dado a medida de dois lados e do ângulo compreendido entre eles, de um triângulo qualquer ABC. Construir um triângulo congruente ao triângulo ABC. Análise matemática: construir um triângulo ABC qualquer; definir o ângulo CÂB; construir uma reta d qualquer passando pelos pontos D e F; construir uma circunferência e de centro no ponto D e raio de medida igual ao segmento AC; construir outra circunferência f de centro no ponto D e raio de medida igual ao segmento AB; obter o ângulo, de vértice no ponto D, a partir do ângulo Figura 2 CÂB; construir uma semi-reta g de origem no ponto D que passa pelo ponto F ; marcar o ponto de interseção entre a circunferência f e a semi-reta g; tal que, o ângulo FDF seja o ângulo. O triângulo (Figura 2) DGF é congruente ao triângulo ABC. Controle da atividade: o professor poderá intervir durante a atividade motivando os sujeitos na investigação de ferramentas do software GeoGebra e poderá orientar no uso adequado das ferramentas. Observar as estratégias usadas pelos sujeitos na resolução da atividade. Análise didática: A variável didática é o triângulo, tendo como valores dessa variável a congruência das medidas do lado e dos dois ângulos dados e do triângulo construído. Pré-requisitos e competência: O sujeito deve saber o que é um triângulo, conhecer congruência de triângulo, ponto de interseção, ângulo, circunferência, raio de circunferência. Ter competência em manipular as ferramentas do software GeoGebra e o mouse. 4

5 METODOLOGIA E MATERIAL A metodologia utilizada sustenta-se no desenvolvimento de uma sequência didática. As atividades que compõem a sequência serão apresentadas com objetivo de investigar conceitos do objeto de estudo (Geometria Euclidiana Plana - GEP), envolvendo construções de figuras geométricas. Os conceitos abordados serão de nível Fundamental II. Na exploração das atividades, o(s) participante(s) poderá investigar conjecturas ou afirmações que julguem pertinentes para o seu estudo. Para isso, durante a aplicação de cada atividade da sequência, serão apresentadas definições matemáticas necessárias para que os sujeitos possam completar as construções requeridas. Pede-se que o laboratório de informática disponibilizado esteja equipado com data-show e que os computadores estejam com o software GeoGebra instalado. O número de participantes deverá estar vinculado ao número de computadores, na proporção, máxima, de dois participantes por computador. O mini-curso destina-se a: interessados no processo de ensino e aprendizagem da matemática, de níveis, fundamental II, ensino médio e ensino superior; em particular, professores e alunos de cursos de licenciatura em matemática. CONSIDERAÇÕES FINAIS Esperamos com a apresentação do mini-curso despertar o interesse dos participantes, para o uso de softwares educacionais no processo ensino/aprendizagem de matemática. Acreditamos que o software GeoGebra é uma ferramenta com características/recursos que possibilitam melhor investigação sobre conceitos da geometria euclidiana plana. Assim, os participantes serão motivados a incluir em suas práticas educacionais novas metodologias de ensino e aprendizagem da matemática. REFERÊNCIAS HENRIQUES, Afonso. Dinâmica dos Elementos da Geometria Plana em Ambiente Computacional Cabri-Géomètre II. Ilhéus: Editus, p.. Referências teóricas da didática francesa: análise didática visando o estudo de integrais múltiplas com o auxilio do software Maple Disponível em: Acesso 1 mar

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS CAMPUS JATAÍ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PARA CIÊNCIAS E MATEMÁTICA

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS CAMPUS JATAÍ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PARA CIÊNCIAS E MATEMÁTICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS CAMPUS JATAÍ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PARA CIÊNCIAS E MATEMÁTICA A INVESTIGAÇÃO MATEMÁTICA COM O GEOGEBRA NO ESTÁGIO COM PESQUISA

Leia mais

18/06/13 REVISTA DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA - SOCIEDADE BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

18/06/13 REVISTA DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA - SOCIEDADE BRASILEIRA DE MATEMÁTICA COMPUTADOR NA SALA DE AULA Estudo das cônicas com Geometria Dinâmica José Carlos de Souza Jr. Andréa Cardoso Unifal MG COMPUTADOR NA SALA DE AULA A exploração de softwares de Geometria Dinâmica nos permite

Leia mais

POSSIBILIDADES DO USO DO GEOGEBRA NAS AULAS DE GEOMETRIA DO ENSINO FUNDAMENTAL II

POSSIBILIDADES DO USO DO GEOGEBRA NAS AULAS DE GEOMETRIA DO ENSINO FUNDAMENTAL II POSSIBILIDADES DO USO DO GEOGEBRA NAS AULAS DE GEOMETRIA DO ENSINO FUNDAMENTAL II Lahis Braga Souza¹ Marcela Souza Silva² ¹ Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho Rio Claro/ Departamento de

Leia mais

Palavras Chave: Geometria Analítica, Ensino Médio, Software Dinâmico

Palavras Chave: Geometria Analítica, Ensino Médio, Software Dinâmico ISSN 2177-9139 A GEOMETRIA ANALITICA DO ENSINO MEDIO UM ESTUDO COM O SOFTWARE DINAMICO GEOGEBRA Daniela Dal Piva - danipiva96@gmail.com Fundação Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Chapecó, Rua

Leia mais

ENSINO Caneta de quadro branco, quadro branco.

ENSINO Caneta de quadro branco, quadro branco. Nome da instituição: Centro estadual de Sesquicentenário Bolsista: Luciene Maria Cantalice Disciplina: Matemática Série: 1 ano do ensino Médio Data: -----07 / 04 /2015 Tema da aula: Geometria Plana OBJETIVOS

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500. Disciplina: Matemática 9º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500. Disciplina: Matemática 9º ano 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Matemática 9º ano 2015/2016 Início Fim Nº

Leia mais

TEOREMA DE PITÁGORAS: FAZENDO CONJECTURAS COM O SOFTWARE GEOGEBRA

TEOREMA DE PITÁGORAS: FAZENDO CONJECTURAS COM O SOFTWARE GEOGEBRA TEOREMA DE PITÁGORAS: FAZENDO CONJECTURAS COM O SOFTWARE GEOGEBRA Joel Silva de Oliveira joel.bsr@gmail.com; Izidio Silva Soares izidiosoares@gmail.com UEPB-e-mail: Resumo: Este trabalho trata-se de uma

Leia mais

Escola Superior de Educação Instituto Politécnico de Bragança. Mestrado Educação Pré-Escolar e Professor do 1.º Ciclo do Ensino Básico

Escola Superior de Educação Instituto Politécnico de Bragança. Mestrado Educação Pré-Escolar e Professor do 1.º Ciclo do Ensino Básico Escola Superior de Educação Instituto Politécnico de Bragança Mestrado Educação Pré-Escolar e Professor do 1.º Ciclo do Ensino Básico Unidade Curricular Didáctica da Matemática Algumas Tarefas 2008 / 2009

Leia mais

Que tal estudar geometria dinâmica?

Que tal estudar geometria dinâmica? Prática Pedagógica Que tal estudar geometria dinâmica? Com programas como o Geogebra, todos desenham, resolvem problemas e elaboram conjecturas Beatriz Vichessi Algumas ferramentas do Geogebra Ensinar

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE NA FORMAÇÃO INICIAL DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA

A UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE NA FORMAÇÃO INICIAL DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA A UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE NA FORMAÇÃO INICIAL DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA Carla de Araújo Universidade Estadual da Paraíba tapcarla@gmail.com Profª. Dra. Abigail Fregni Lins Universidade Estadual

Leia mais

Nesse texto abordamos a construção de polígonos com a utilização do mouse e por meio da digitação de comandos na Entrada.

Nesse texto abordamos a construção de polígonos com a utilização do mouse e por meio da digitação de comandos na Entrada. 12 Nesse texto abordamos a construção de polígonos com a utilização do mouse e por meio da digitação de comandos na Entrada. POLÍGONOS A ferramenta Polígono possibilita construir polígonos a partir de

Leia mais

O USO DA INFORMÁTICA NO ENSINO DA MATEMÁTICA: TRIGONOMETRIA NA CIRCUNFERÊNCIA UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEBRA.

O USO DA INFORMÁTICA NO ENSINO DA MATEMÁTICA: TRIGONOMETRIA NA CIRCUNFERÊNCIA UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEBRA. O USO DA INFORMÁTICA NO ENSINO DA MATEMÁTICA: TRIGONOMETRIA NA CIRCUNFERÊNCIA UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEBRA. Luiz Augusto De Souza Conceição, augusto16-bn@hotmail.com Izabelle Luize Siqueira Pinheiro

Leia mais

ESTUDO E APRENDIZAGEM DE TRIGONOMETRIA: COMO O SOFTWARE WINGEOM PODE CONTRIBUIR?

ESTUDO E APRENDIZAGEM DE TRIGONOMETRIA: COMO O SOFTWARE WINGEOM PODE CONTRIBUIR? ESTUDO E APRENDIZAGEM DE TRIGONOMETRIA: COMO O SOFTWARE WINGEOM PODE CONTRIBUIR? Carise Elisane Schmidt 1 Neila de Toledo e Toledo 2 Resumo: Ao longo dos tempos, a matemática vem sendo utilizada na resolução

Leia mais

O SOFTWARE RÉGUA E COMPASSO PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE GEOMETRIA PLANA

O SOFTWARE RÉGUA E COMPASSO PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE GEOMETRIA PLANA O SOFTWARE RÉGUA E COMPASSO PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE GEOMETRIA PLANA Gabriele Granada Veleda Universidade Estadual do Paraná Campus de União da Vitória gabi.granada@gmail.com Resumo: Considerando

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Matemática _ 7º ano 2016/2017 Início Fim

Leia mais

MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DA MATEMÁTICA DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO LIETH MARIA MAZIERO

MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DA MATEMÁTICA DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO LIETH MARIA MAZIERO MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DA MATEMÁTICA DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO LIETH MARIA MAZIERO Produto Final da Dissertação apresentada à Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Leia mais

APLICAÇÕES COM ANGULOS FORMADOS POR DUAS RETAS PARALELAS E UMA RETA TRANSVERSAL E ÂNGULOS OPOSTO PELO VÉRTICE COM O GEOGEBRA

APLICAÇÕES COM ANGULOS FORMADOS POR DUAS RETAS PARALELAS E UMA RETA TRANSVERSAL E ÂNGULOS OPOSTO PELO VÉRTICE COM O GEOGEBRA APLICAÇÕES COM ANGULOS FORMADOS POR DUAS RETAS PARALELAS E UMA RETA TRANSVERSAL E ÂNGULOS OPOSTO PELO VÉRTICE COM O GEOGEBRA Noah Gabriel Dantas da Silva 1 Iselio da Cruz Santos ² 1. Introdução O presente

Leia mais

Verificação experimental de algumas propriedades geométricas elementares com o uso de dobraduras.

Verificação experimental de algumas propriedades geométricas elementares com o uso de dobraduras. EIXO TEMÁTICO III: ESPAÇO E FORMA Tema 1: Relações geométricas entre figuras planas Tópico 13: Figuras planas Objetivos: Verificação experimental de algumas propriedades geométricas elementares com o uso

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Licenciatura em Matemática Missão O Curso de Licenciatura em Matemática tem por missão a formação de docentes com um novo perfil fundamentado na conexão de dois eixos,

Leia mais

10 BIBLIOGRAFIA. Acesso em 16 janeiro 2014.

10 BIBLIOGRAFIA. Acesso em 16 janeiro 2014. 10 BIBLIOGRAFIA [1] BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília: MEC, 1997. [2] CARVALHO J. P. de. Os três problemas clássicos

Leia mais

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro Escola Básica de Eugénio de Castro Planificação Anual

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro Escola Básica de Eugénio de Castro Planificação Anual CONHECIMENTO DE FACTOS E DE PROCEDIMENTOS. RACIOCÍNIO MATEMÁTICO. COMUNICAÇÃO MATEMÁTICA. RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Reconhecer propriedades da relação de ordem em IR. Definir intervalos de números reais.

Leia mais

O USO DO SOFTWARE GEOGEBRA NO ENSINO DE GEOMETRIA PLANA. Educação Matemática no Ensino Médio

O USO DO SOFTWARE GEOGEBRA NO ENSINO DE GEOMETRIA PLANA. Educação Matemática no Ensino Médio O USO DO SOFTWARE GEOGEBRA NO ENSINO DE GEOMETRIA PLANA Educação Matemática no Ensino Médio Alessandra Querino da Silva 1 Tatiana Silva dos Santos 2 Resumo: Este trabalho foi desenvolvido como uma das

Leia mais

Como utilizar o OA Futebol no país da matemática

Como utilizar o OA Futebol no país da matemática Como utilizar o OA Futebol no país da matemática 1. Clicando no botão indicado por, uma breve animação, introduzindo o contexto das atividades que serão desenvolvidas é demonstrada. 2. O botão indicado

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em informática para Internet Integrado ao Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em informática para Internet Integrado ao Ensino Médio Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: Matemática Componente Curricular: Matemática Série: 1ª Eixo Tecnológico:

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV MATEMÁTICA. COORDENADORA DO CURSO DE MATEMÁTICA Marinês Guerreiro

Currículos dos Cursos do CCE UFV MATEMÁTICA. COORDENADORA DO CURSO DE MATEMÁTICA Marinês Guerreiro 132 MATEMÁTICA COORDENADORA DO CURSO DE MATEMÁTICA Marinês Guerreiro marines@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 133 Bacharelado ATUAÇÃO O curso de Matemática forma bacharéis e, ou, licenciados. O Bacharel

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E tecnologia PARAÍBA. Ministério da Educação

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E tecnologia PARAÍBA. Ministério da Educação INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E tecnologia PARAÍBA Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - Campus Cajazeiras Diretoria de Ensino / Coord. do Curso

Leia mais

CONCEITO E APLICAÇÃO DE INTEGRAÇÃO NUMÉRICA PELOS MÉTODOS DE NEWTON-CÔTES: 1ª E 2ª REGRAS DE SIMPSON

CONCEITO E APLICAÇÃO DE INTEGRAÇÃO NUMÉRICA PELOS MÉTODOS DE NEWTON-CÔTES: 1ª E 2ª REGRAS DE SIMPSON CONCEITO E APLICAÇÃO DE INTEGRAÇÃO NUMÉRICA PELOS MÉTODOS DE NEWTON-CÔTES: 1ª E 2ª REGRAS DE SIMPSON Júlio Paulo Cabral dos Reis¹ Dimas Felipe Miranda² ¹PUC-MG/DME, julio.cabral.reis@hotmail.com ²PUC-MG/DME,

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO TEOREMA DE TALES: UTILIZANDO COMO RECURSO O TEOREMA FUNDAMENTAL SOBRE PROPORCIONALIDADE E O SOFTWARE GEOGEBRA¹

DEMONSTRAÇÃO DO TEOREMA DE TALES: UTILIZANDO COMO RECURSO O TEOREMA FUNDAMENTAL SOBRE PROPORCIONALIDADE E O SOFTWARE GEOGEBRA¹ DEMONSTRAÇÃO DO TEOREMA DE TALES: UTILIZANDO COMO RECURSO O TEOREMA FUNDAMENTAL SOBRE PROPORCIONALIDADE E O SOFTWARE GEOGEBRA¹ RITTER, Denise 2 ; SIGUENÃS, L.E.B 3 1 Trabalho de Pesquisa, Instituto Federal

Leia mais

Introdução ao software GeoGebra Por Meio de Atividades de Geometria

Introdução ao software GeoGebra Por Meio de Atividades de Geometria Adriano Lima Teixeira Introdução ao software GeoGebra Por Meio de Atividades de Geometria O objetivo deste trabalho é de iniciar o uso do software GeoGebra por meio de atividades de Geometria, possibilitando

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em informática para Internet Integrado ao Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em informática para Internet Integrado ao Ensino Médio Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: Matemática Componente Curricular: Matemática Série: 2ª Eixo Tecnológico:

Leia mais

GEOGEBRA 3D: UMA NOVA POSSIBILIDADE NO ENSINO-APRENDIZAGEM DA GEOMETRIA J. F. Garcia 1, R. Sehnem 2, R. Simões Júnior 3

GEOGEBRA 3D: UMA NOVA POSSIBILIDADE NO ENSINO-APRENDIZAGEM DA GEOMETRIA J. F. Garcia 1, R. Sehnem 2, R. Simões Júnior 3 GEOGEBRA 3D: UMA NOVA POSSIBILIDADE NO ENSINO-APRENDIZAGEM DA GEOMETRIA J. F. Garcia 1, R. Sehnem 2, R. Simões Júnior 3 Resumo: Uma das dificuldades enfrentadas no ensino da Geometria é a visualização

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS - Grupo 500 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Matemática 8º ano Ano letivo 2016/2017 Início

Leia mais

GEOGEBRA 3D: UMA NOVA POSSIBILIDADE NO ENSINO-APRENDIZAGEM DA GEOMETRIA J. F. Garcia 1 R. Sehnem 2 R. Simões Júnior 3

GEOGEBRA 3D: UMA NOVA POSSIBILIDADE NO ENSINO-APRENDIZAGEM DA GEOMETRIA J. F. Garcia 1 R. Sehnem 2 R. Simões Júnior 3 GEOGEBRA 3D: UMA NOVA POSSIBILIDADE NO ENSINO-APRENDIZAGEM DA GEOMETRIA J. F. Garcia 1 R. Sehnem 2 R. Simões Júnior 3 Resumo: Uma das dificuldades enfrentadas no ensino da Geometria é a visualização tridimensional

Leia mais

POSSIBILIDADES DE CONSTRUÇÃO DE FIGURAS PLANAS E ESTUDO DE PROPRIEDADES GEOMÉTRICAS DOS PONTOS NOTÁVEIS DO TRIÂNGULO COM USO DO SOFTWARE: GEOGEBRA

POSSIBILIDADES DE CONSTRUÇÃO DE FIGURAS PLANAS E ESTUDO DE PROPRIEDADES GEOMÉTRICAS DOS PONTOS NOTÁVEIS DO TRIÂNGULO COM USO DO SOFTWARE: GEOGEBRA Sociedade Brasileira de na Contemporaneidade: desafios e possibilidades POSSIBILIDADES DE CONSTRUÇÃO DE FIGURAS PLANAS E ESTUDO DE PROPRIEDADES GEOMÉTRICAS DOS PONTOS NOTÁVEIS DO TRIÂNGULO COM USO DO SOFTWARE:

Leia mais

Palavras-chave: Curvas polares. Rosácea. Geometria Analítica. Cálculo Diferencial e Integral. Tecnologia.

Palavras-chave: Curvas polares. Rosácea. Geometria Analítica. Cálculo Diferencial e Integral. Tecnologia. http://dx.doi.org/10.4322/gepem.2015.009 Quantas pétalas tem a rosácea? Elisandra Bar de Figueiredo Professora, Universidade do Estado de Santa Catarina- UDESC elis.b.figueiredo@gmail.com Ivanete Zuchi

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO Curso: Engenharia Mecânica Período/Módulo: 1 o Período Disciplina/Unidade Curricular: Cálculo I Código: CE375

Leia mais

Geometria Dinâmica e a lei dos cossenos Marcus Alexandre Nunes e Maria Alice Gravina (publicado na Revista do Professor de Matemática, No.

Geometria Dinâmica e a lei dos cossenos Marcus Alexandre Nunes e Maria Alice Gravina (publicado na Revista do Professor de Matemática, No. Geometria Dinâmica e a lei dos cossenos Marcus Alexandre Nunes e Maria Alice Gravina (publicado na Revista do Professor de Matemática, No. 52) Todos nós, professores, sabemos o quanto é difícil despertar

Leia mais

RESUMOS DOS MINICURSOS

RESUMOS DOS MINICURSOS 3 a Semana Acadêmica da Licenciatura em Matemática da UTFPR-CT A Formação do Professor Pesquisador RESUMOS DOS MINICURSOS 1. Organização e apresentação de dados educacionais (20 vagas trazer calculadora

Leia mais

EXPLORANDO CONSTRUÇÕES DOS SÓLIDOS REGULARES NO SOFTWARE GEOGEBRA Wesley Djordan Filus UNESPAR Campus União da Vitória

EXPLORANDO CONSTRUÇÕES DOS SÓLIDOS REGULARES NO SOFTWARE GEOGEBRA Wesley Djordan Filus UNESPAR Campus União da Vitória Sociedade Brasileira de na Contemporaneidade: desafios e possibilidades EXPLORANDO CONSTRUÇÕES DOS SÓLIDOS REGULARES NO SOFTWARE GEOGEBRA Wesley Djordan Filus UNESPAR Campus União da Vitória wesleydjordan@gmail.com

Leia mais

Construção de Conceitos em Trigonometria. Departamento de Matemática e Estatística Universidade de Caxias do Sul

Construção de Conceitos em Trigonometria. Departamento de Matemática e Estatística Universidade de Caxias do Sul Construção de Conceitos em Trigonometria Isolda Giani de Lima iglima@ucs.br Solange Galiotto Sartor sgsartor@ucs.br Departamento de Matemática e Estatística Universidade de Caxias do Sul Resumo. Um ambiente

Leia mais

UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEBRA NO ENSINO DE CONTEÚDOS MATEMÁTICOS NA FORMAÇÃO INICIAL: POSIÇÕES RELATIVAS DAS RETAS

UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEBRA NO ENSINO DE CONTEÚDOS MATEMÁTICOS NA FORMAÇÃO INICIAL: POSIÇÕES RELATIVAS DAS RETAS UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEBRA NO ENSINO DE CONTEÚDOS MATEMÁTICOS NA FORMAÇÃO INICIAL: POSIÇÕES RELATIVAS DAS RETAS Delbileny Lima de Oliveira 1 1. Introdução O artigo apresenta uma abordagem sobre o uso

Leia mais

Palavras-chave: Geogebra; Calculo; Educação Matemática; Ensino-Aprendizagem.

Palavras-chave: Geogebra; Calculo; Educação Matemática; Ensino-Aprendizagem. EXPLORANDO OS CONCEITOS INICIAIS DA DISCIPLINA DE CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL: UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEBRA. Autor: Alceu Domingues Alves Instituição: Universidade Federal Rural de Pernambuco E-mail:

Leia mais

MINI-CURSO Geometria Espacial com o GeoGebra Profa. Maria Alice Gravina Instituto de Matemática da UFRGS

MINI-CURSO Geometria Espacial com o GeoGebra Profa. Maria Alice Gravina Instituto de Matemática da UFRGS MINI-CURSO Geometria Espacial com o GeoGebra Profa. Maria Alice Gravina gravina@mat.ufrgs.br Instituto de Matemática da UFRGS Neste minicurso vamos trabalhar com os recursos do GeoGebra 3D e discutir possibilidades

Leia mais

UTILIZANDO O GEOGEBRA PARA CONSTRUÇÃO E EXPLORAÇÃO DE UM MODELO PLANO PARA A GEOMETRIA ELÍPTICA

UTILIZANDO O GEOGEBRA PARA CONSTRUÇÃO E EXPLORAÇÃO DE UM MODELO PLANO PARA A GEOMETRIA ELÍPTICA UTILIZANDO O GEOGEBRA PARA CONSTRUÇÃO E EXPLORAÇÃO DE UM MODELO PLANO PARA A GEOMETRIA ELÍPTICA Valdeni Soliani Franco Luana Paula Goulart de Menezes vsfranco@uem.br ra61976@uem.br Universidade Estadual

Leia mais

TRABALHANDO COM PLANOS, CILINDROS E QUÁDRICAS NO WINPLOT

TRABALHANDO COM PLANOS, CILINDROS E QUÁDRICAS NO WINPLOT TRABALHANDO COM PLANOS, CILINDROS E QUÁDRICAS NO WINPLOT Janine Freitas Mota Universidade Estadual de Montes Claros / Fundação Educacional Montes Claros janinemota@gmail.com João Bosco Laudares Pontifícia

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO RECURSO PEDAGÓGICO NO ENSINO DE MATEMÁTICA. Tecnologias da Informação e Comunicação e Educação Matemática GT 06

A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO RECURSO PEDAGÓGICO NO ENSINO DE MATEMÁTICA. Tecnologias da Informação e Comunicação e Educação Matemática GT 06 A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO RECURSO PEDAGÓGICO NO ENSINO DE MATEMÁTICA Tecnologias da Informação e Comunicação e Educação Matemática GT 06 Jackson Manuel NEVES Universidade Estadual da Paraíba - UEPB Jacksonneves09@hotmail.com

Leia mais

CONSTRUÇÕES COM A RÉGUA E O COMPASSO, CONTRIBUIÇÕES E LIMITES DA GEOMETRIA DINÂMICA

CONSTRUÇÕES COM A RÉGUA E O COMPASSO, CONTRIBUIÇÕES E LIMITES DA GEOMETRIA DINÂMICA CONSTRUÇÕES COM A RÉGUA E O COMPASSO, CONTRIBUIÇÕES E LIMITES DA GEOMETRIA DINÂMICA Franck Bellemain Labma-IME-UFRJ, Rio de Janeiro f.bellemain@br.inter.net Mini-curso em laboratório de computadores. Geometrias

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO TURMA: 2015 EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO TURMA: 2015 EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Técnico Manutenção e Suporte a Informática FORMA/GRAU:( X )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( )

Leia mais

ANÁLISE DE UMA FORMAÇÃO DE PROFESSORES À LUZ DA SEQUÊNCIA FEDATHI: O USO DO SOFTWARE GEOGEBRA NO ENSINO DA MATEMÁTICA

ANÁLISE DE UMA FORMAÇÃO DE PROFESSORES À LUZ DA SEQUÊNCIA FEDATHI: O USO DO SOFTWARE GEOGEBRA NO ENSINO DA MATEMÁTICA ANÁLISE DE UMA FORMAÇÃO DE PROFESSORES À LUZ DA SEQUÊNCIA FEDATHI: O USO DO SOFTWARE GEOGEBRA NO ENSINO DA MATEMÁTICA Ana Paula Rodrigues Alves Santos, Colégio Antares Daniel Brandão Menezes, Universidade

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de

Leia mais

Algumas Possibilidades do Uso do GeoGebra nas Aulas de Matemática

Algumas Possibilidades do Uso do GeoGebra nas Aulas de Matemática UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA III Semana Acadêmica de Matemática Algumas Possibilidades do Uso do GeoGebra nas Aulas de Matemática Profª Lahis Braga Souza Profª Thais Sena de Lanna Profª Cristiane Neves

Leia mais

O USO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA: ALGUMAS EXPERIÊNCIAS

O USO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA: ALGUMAS EXPERIÊNCIAS O USO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA: ALGUMAS EXPERIÊNCIAS Sandra Malta Barbosa Universidade Estadual de Londrina (UEL) sbarbosa@uel.br Resumo: Este artigo tem por

Leia mais

PLANIFICAÇÃO SEMESTRAL

PLANIFICAÇÃO SEMESTRAL Disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação PLANIFICAÇÃO SEMESTRAL 7.º Ano Unidade Temática e Conteúdos Domínios/Subdominios Descritores (objetivos Especificos) Estratégias de Aprendizagem N.º

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Artigo 1º - O Estágio Supervisionado de que trata este regulamento refere-se à formação de

Leia mais

RESOLUÇÃO N 046, DE 22 DE AGOSTO DE 2016

RESOLUÇÃO N 046, DE 22 DE AGOSTO DE 2016 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO N 046, DE 22 DE AGOSTO DE 2016 Aprova o alinhamento da matriz do curso de Licenciatura em.

Leia mais

ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014.

ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014. ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014. Prefeitura de Erechim Prefeito Paulo Alfredo Polis Vice-Prefeita Ana Lúcia de Oliveira

Leia mais

SOFTWARE WINGEOM: USO DA TECNOLOGIA COMO AUXILIO NO ENSINO DE GEOMETRIA PLANA

SOFTWARE WINGEOM: USO DA TECNOLOGIA COMO AUXILIO NO ENSINO DE GEOMETRIA PLANA SOFTWARE WINGEOM: USO DA TECNOLOGIA COMO AUXILIO NO ENSINO DE GEOMETRIA PLANA Joel Silva de Oliveira 1 joel.bsr@gmail.com; Izidio Silva Soares 2 izidiosoares@gmail.com RESUMO Este trabalho trata-se de

Leia mais

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( )

A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E O L I V E I R I N H A ( ) E S C O L A B Á S I C A D E O L I V E I R I N H A ( ) DISCIPLINA: TIC ANO: 7º TURMAS: A ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Â O A N U A L - T I C UNIDADE DIDÁTICA 1: Tecnologias da Informação e Comunicação AULAS PREVISTAS: 13 x 90 Minutos Utilizar

Leia mais

GT 01 Educação matemática no ensino fundamental: anos iniciais e anos finais.

GT 01 Educação matemática no ensino fundamental: anos iniciais e anos finais. OS NÚMEROS INTEIROS E O JOGO DO VAI-VEM GT 01 Educação matemática no ensino fundamental: anos iniciais e anos finais. Sabrina Bobsin Salazar, salazar.ufpel@gmail.com Eduardo da Silva Schneider, schneider.ifm.ufpel@gmail.com

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Campus Sombrio

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Campus Sombrio PLANO DE ENSINO Curso Disciplina/Carga horária Professor Responsável Licenciatura em Matemática ESTG 04- Estágio Supervisionado IV (150h.a) Nome: Marleide Coan Cardoso email:marleide@ifc-sombrio.edu.br

Leia mais

O USO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA CONSTRUÇÃO DE POLIEDROS REGULARES. GT 01 Educação matemática no ensino fundamental: anos iniciais e anos finais

O USO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA CONSTRUÇÃO DE POLIEDROS REGULARES. GT 01 Educação matemática no ensino fundamental: anos iniciais e anos finais O USO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA CONSTRUÇÃO DE POLIEDROS REGULARES GT 01 Educação matemática no ensino fundamental: anos iniciais e anos finais Iguaracy Medeiros dos Santos, UFRN, iguaramedeiros@gmail.com

Leia mais

DEMONSTRANDO O TEOREMA DE TALES DE FORMA DIFERENCIADA: ATIVIDADE PRÁTICA APLICADA NO ESTÁGIO II

DEMONSTRANDO O TEOREMA DE TALES DE FORMA DIFERENCIADA: ATIVIDADE PRÁTICA APLICADA NO ESTÁGIO II DEMONSTRANDO O TEOREMA DE TALES DE FORMA DIFERENCIADA: ATIVIDADE PRÁTICA APLICADA NO ESTÁGIO II Denise Ritter Instituto Federal Farroupilha deniseritter10@gmail.com Lorens Estevan Buriol Siguenãs Instituto

Leia mais

AS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS (HQs) E SUAS INFLUÊNCIAS NA MATEMÁTICA DO ENSINO BÁSICO: POSSIBILIDADES PARA A TRIGONOMETRIA

AS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS (HQs) E SUAS INFLUÊNCIAS NA MATEMÁTICA DO ENSINO BÁSICO: POSSIBILIDADES PARA A TRIGONOMETRIA AS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS (HQs) E SUAS INFLUÊNCIAS NA MATEMÁTICA DO ENSINO BÁSICO: POSSIBILIDADES PARA A TRIGONOMETRIA Victor Marcelino de O. Santoianni Universidade Estadual da Paraíba; marcelinovictor22@gmail.com

Leia mais

APRENDENDO MATEMÁTICA COM O TRIÂNGULO DE SIERPINSKI

APRENDENDO MATEMÁTICA COM O TRIÂNGULO DE SIERPINSKI Brasileira de na Contemporaneidade: desafios e possibilidades APRENDENDO MATEMÁTICA COM O TRIÂNGULO DE SIERPINSKI Fabricia de Carvalho Paixão fah-carvalho@hotmail.com Thaís Michele Mártires thamy_thaismichelli@hotmail.com

Leia mais

GEOGEBRA GUIA RÁPIDO. Na janela inicial temos a barra de ferramentas:

GEOGEBRA GUIA RÁPIDO. Na janela inicial temos a barra de ferramentas: GeoGebra: Guia Rápido GEOGEBRA GUIA RÁPIDO O GeoGebra é um programa educativo de Geometria Dinâmica que permite construir, de modo simples e rápido, pontos, segmentos de reta, retas, polígonos, circunferências,

Leia mais

Sumário Adiçãodevetores MóduloouNormadeumvetor... 69

Sumário Adiçãodevetores MóduloouNormadeumvetor... 69 Sumário Prefácio xiii 1 Tópicos de Matrizes e Sistemas Lineares 17 1.1 Introduçãoaossistemasdeequações lineares................. 17 1.2 MétodosdeEscalonamento........................... 20 1.2.1 MétododeEliminaçãodeGauss....................

Leia mais

PROPOSTA DE ATIVIDADES PARA AS AULAS DE TRIGONOMETRIA NO ENSINO MÉDIO

PROPOSTA DE ATIVIDADES PARA AS AULAS DE TRIGONOMETRIA NO ENSINO MÉDIO PROPOSTA DE ATIVIDADES PARA AS AULAS DE TRIGONOMETRIA NO ENSINO MÉDIO Matheus Monteiro Nascimento Universidade do Vale do Rio dos Sinos matheus.mn@hotmail.com Diomar Reus Sbardelotto Universidade do Vale

Leia mais

PERFIL DO ALUNO APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS - 5.ºANO

PERFIL DO ALUNO APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS - 5.ºANO EB 2.3 DE SÃO JOÃO DO ESTORIL 2016/17 MATEMÁTICA PERFIL DO ALUNO PERFIL DO ALUNO APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS - 5.ºANO /DOMÍNIOS NUMEROS E OPERAÇÕES NO5 GEOMETRIA E MEDIDA GM5 ALG5 ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO

Leia mais

Algumas sugestões para a gestão curricular do Programa e Metas curriculares de Matemática do 3º ciclo

Algumas sugestões para a gestão curricular do Programa e Metas curriculares de Matemática do 3º ciclo Algumas sugestões para a gestão curricular do Programa e Metas curriculares de Matemática do 3º ciclo No seguimento da análise das Orientações de Gestão Curricular para o Programa e Metas Curriculares

Leia mais

UMA PROPOSTA DE ENSINO DA GEOMETRIA PLANA COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE WINGEOM

UMA PROPOSTA DE ENSINO DA GEOMETRIA PLANA COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE WINGEOM UMA PROPOSTA DE ENSINO DA GEOMETRIA PLANA COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE WINGEOM Joel Silva de Oliveira 1 joel.bsr@gmail.com Izidio Silva Soares 2 izidiosoares@gmail.com RESUMO: Este trabalho trata-se de uma

Leia mais

Guia do Professor Introdução

Guia do Professor Introdução Guia do Professor Introdução Uma simulação é um modelo dinâmico que busca representar, de maneira virtual, o funcionamento real de um sistema, explorando as relações nele presentes. O Objeto Educacional,

Leia mais

Guia do Professor OA Pontos em Batalha

Guia do Professor OA Pontos em Batalha Guia do Professor OA Pontos em Batalha Introdução No geral, em Geometria Analítica no ensino médio, trabalha-se apenas a maneira formal, com a utilização de fórmulas e técnicas de resolução, sem a devida

Leia mais

Trabalho 4 Traçar Elipses

Trabalho 4 Traçar Elipses Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra Departamento de Matemática Trabalho 4 Traçar Elipses Meios Computacionais de Ensino Professor: Jaime Carvalho e Silva (jaimecs@mat.uc.pt)

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 3ª Série Programação Estruturada II A Atividade Prática Supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem

Leia mais

CONSTRUÇÕES COM RÉGUA E COMPASSO NÚMEROS CONSTRUTÍVEIS. Público alvo: Público em geral. Pré-requisito: elementos da geometria plana.

CONSTRUÇÕES COM RÉGUA E COMPASSO NÚMEROS CONSTRUTÍVEIS. Público alvo: Público em geral. Pré-requisito: elementos da geometria plana. 1 CONSTRUÇÕES COM RÉGUA E COMPASSO NÚMEROS CONSTRUTÍVEIS Angélica Felix * angelicacqd@gmail.com Roberta Novais * roberta.novais@hotmail.com João Paulo dos Santos j.p.santos@mat.unb.br Universidade de Brasília

Leia mais

Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo - FEUSP. Disciplina: Metodologia do ensino de português: a alfabetização

Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo - FEUSP. Disciplina: Metodologia do ensino de português: a alfabetização Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo - FEUSP Disciplina: Metodologia do ensino de português: a alfabetização Professora: Doutora Nilce da Silva Aluna: Cecilia Palazetti Carvalho Numero USP:

Leia mais

SOFTWARES GRATUITOS DE MATEMÁTICA ALGUMAS POSSIBILIDADES DE APLICAÇÃO NAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

SOFTWARES GRATUITOS DE MATEMÁTICA ALGUMAS POSSIBILIDADES DE APLICAÇÃO NAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL SOFTWARES GRATUITOS DE MATEMÁTICA ALGUMAS POSSIBILIDADES DE APLICAÇÃO NAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL GT 05 Educação Matemática: Tecnologias Informáticas e Educação a Distância Dra. Nilce Fátima

Leia mais

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES FLORIANÓPOLIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES FLORIANÓPOLIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES FLORIANÓPOLIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E R N O F E D E

Leia mais

Grade Curricular 10/04/ :56:36

Grade Curricular 10/04/ :56:36 Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARGDRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 10/04/2013-13:56:36 Curso : FISICA CÓD.

Leia mais

ENADE 2010 ENADE. Relatório da IES EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DE ESTUDANTES

ENADE 2010 ENADE. Relatório da IES EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DE ESTUDANTES ENADE EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DE ESTUDANTES ENADE 2010 Relatório da IES INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE NATAL G Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas

Leia mais

TRATAMENTO VETORIAL DA GEOMETRIA ANALÍTICA PLANA. Elisabete Teresinha Guerato Licenciada em Matemática USP

TRATAMENTO VETORIAL DA GEOMETRIA ANALÍTICA PLANA. Elisabete Teresinha Guerato Licenciada em Matemática USP TRATAMENTO VETORIAL DA GEOMETRIA ANALÍTICA PLANA Elisabete Teresinha Guerato Licenciada em Matemática USP Luiz Gonzaga Xavier de Barros Doutor em Matemática - USP Universidade Bandeirante de São Paulo

Leia mais

Cadeias de Markov no ensino básico.

Cadeias de Markov no ensino básico. Cadeias de Markov no ensino básico Rodrigo Sychocki da Silva Porto Alegre, 3 de Dezembro de 200 Cadeias de Markov no ensino básico Rodrigo Sychocki da Silva* Maria Paula Gonçalves Fachin** Resumo Neste

Leia mais

Manual de Acesso ao Ambiente Virtual do Aluno AVA

Manual de Acesso ao Ambiente Virtual do Aluno AVA Manual de Acesso ao Ambiente Virtual do Aluno AVA Para realizar o acesso ao ambiente virtual do aluno digite no seu navegador a url abaixo: Como mostra a figura abaixo: eadgraduacao.unifeob.edu.br 1 Realizar

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Colégio Técnico Plano de Ensino

Universidade Federal de Minas Gerais Colégio Técnico Plano de Ensino Disciplina: Carga horária total: Universidade Federal de Minas Gerais Plano de Ensino Física (Automação, Eletrônica e Informática) 200 h.a. Ano: 2015 Curso: Automação, Eletrônica e Informática Regime:

Leia mais

TABELA DE PRÉ-REQUISITOS ENGENHARIA MECÂNICA INTEGRAL ALTERADA CONGREGAÇÃO DE

TABELA DE PRÉ-REQUISITOS ENGENHARIA MECÂNICA INTEGRAL ALTERADA CONGREGAÇÃO DE TABELA DE PRÉ-REQUISITOS ENGENHARIA MECÂNICA INTEGRAL ALTERADA CONGREGAÇÃO DE 21-12-2011 Tabela 5 Seqüência aconselhada para o curso de Engenharia (período integral). U.U.: Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON ANA PATRÍCIA PICOLO FÁBIO JOSÉ DE ARAUJO GIOVANA FERREIRA APRENDENDO GEOMETRIA PLANA E ESPACIAL COM AS TECNOLOGIAS

ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON ANA PATRÍCIA PICOLO FÁBIO JOSÉ DE ARAUJO GIOVANA FERREIRA APRENDENDO GEOMETRIA PLANA E ESPACIAL COM AS TECNOLOGIAS ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON ANA PATRÍCIA PICOLO FÁBIO JOSÉ DE ARAUJO GIOVANA FERREIRA APRENDENDO GEOMETRIA PLANA E ESPACIAL COM AS TECNOLOGIAS NOVA ANDRADINA - MS MAIO DE 2009 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA - UNIPAMPA - BAGÉ PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA SUBPROJETO DE MATEMÁTICA PIBID

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA - UNIPAMPA - BAGÉ PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA SUBPROJETO DE MATEMÁTICA PIBID MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA - UNIPAMPA - BAGÉ PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA SUBPROJETO DE MATEMÁTICA PIBID Atividade nº 2 Oficina de Geometria Analítica com uso

Leia mais

Perfil do Aluno Final do 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017

Perfil do Aluno Final do 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017 Perfil do Aluno Final do 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017 Perfil de aprendizagens específicas do aluno à saída 1.º Ciclo do Ensino Básico Tendo em atenção as características estruturais e humanas das Escolas

Leia mais

EXPLORANDO A GEOMETRIA DINÂMICA ATRAVÉS DO CABRI

EXPLORANDO A GEOMETRIA DINÂMICA ATRAVÉS DO CABRI EXPLORANDO A GEOMETRIA DINÂMICA ATRAVÉS DO CABRI José Domingos Albuquerque Aguiar UFRPE domingos.aguiar@ig.com.br Polyana de Cássia Cavalcanti dos Santos UFRPE - poly.cavalcanti@ig.com.br 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 2013/2014. Planificação a Longo Prazo. Matemática 9º ano

ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 2013/2014. Planificação a Longo Prazo. Matemática 9º ano ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 203/204 Planificação a Longo Prazo Matemática 9º ano Finalidades, avaliação e organização temporal Grupo Disciplinar 500 Departamento de Matemática e

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER PROJETO HISTÓRIA DA MATEMÁTICA: NOME DOS NÚMEROS DIEGO DA SILVA NANTES

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER PROJETO HISTÓRIA DA MATEMÁTICA: NOME DOS NÚMEROS DIEGO DA SILVA NANTES ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER PROJETO HISTÓRIA DA MATEMÁTICA: NOME DOS NÚMEROS DIEGO DA SILVA NANTES Angélica/MS Abril/2012 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER PROJETO HISTÓRIA DA MATEMÁTICA:

Leia mais

CÍRCULO DADO O DIÂMETRO

CÍRCULO DADO O DIÂMETRO 52 O GeoGebra oferece em sua instalação padrão um conjunto de ferramentas acessíveis por meio da Barra de Ferramentas e um conjunto com comandos que permitem construir objetos, realizar transformações,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO FIL02457 - FILOSOFIA POLÍTICA I (60 h, OBR) O homem e sua ação política. A noção de polis no pensamento grego antigo e seus desdobramentos

Leia mais

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Angélica/Ipezal MS Março de 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Plano

Leia mais

POSSÍVEIS CONFLITOS COMPUTACIONAIS NO ENSINO DOS NÚMEROS IRRACIONAIS UTILIZANDO O GEOGEBRA

POSSÍVEIS CONFLITOS COMPUTACIONAIS NO ENSINO DOS NÚMEROS IRRACIONAIS UTILIZANDO O GEOGEBRA Sociedade Brasileira de na Contemporaneidade: desafios e possibilidades POSSÍVEIS CONFLITOS COMPUTACIONAIS NO ENSINO DOS NÚMEROS IRRACIONAIS UTILIZANDO O GEOGEBRA Leandro Nascimento SME-CAXIAS/Mestrando

Leia mais

Algo+: um app para o auxílio na aprendizagem de programação

Algo+: um app para o auxílio na aprendizagem de programação Algo+: um app para o auxílio na aprendizagem de programação Antônio Márcio Divino 1, Eduardo Júnior da Silva Resende 1, Renan Resende Gusmão Xavier 1, Luciano Vilas Boas Espiridião 1 1 Licenciatura em

Leia mais

COLETÂNEA LABGG PARA ESCOLAS E UNIVERSIDADES: NEF.801 ESTUDO DOS POLÍGONOS E SEUS ELEMENTOS

COLETÂNEA LABGG PARA ESCOLAS E UNIVERSIDADES: NEF.801 ESTUDO DOS POLÍGONOS E SEUS ELEMENTOS a garantir a empolgação dos alunos, promoção de atividades lúdicas e valorização dos símbolos nacionais. Referências Camargo, A. F. (2005). A matemática da bandeira do Brasil. Recuperado de http://www.ime.unicamp.br/erpm2005/anais/c25.pdf.

Leia mais

Mestrado em Matemática e Aplicações

Mestrado em Matemática e Aplicações Mestrado em Matemática e Aplicações Edição 2015/2016 No ano letivo 2015-16 funcionará no Departamento de Matemática da Universidade de Aveiro uma nova edição do Mestrado em Matemática e Aplicações. O Mestrado

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Escola de Engenharia Curso: Licenciatura em Química Núcleo Temático: Químico Pedagógico Disciplina: Conteúdo e Metodologia do Ensino de Química I Código da Disciplina: 06013201 Professor(es):

Leia mais

FÍSICA. COORDENADOR Helder Soares Moreira

FÍSICA. COORDENADOR Helder Soares Moreira FÍSICA COORDENADOR Helder Soares Moreira hmoreira@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 235 Bacharelado ATUAÇÃO O curso de graduação em Física oferece ao estudante a oportunidade de obter ampla formação

Leia mais