POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO"

Transcrição

1 POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RILEY RODRIGUES Conselho Empresarial de Infraestrutura Sistema FIRJAN

2 Principais desafios Os programas precisam ser estruturados, dentro de seus setores, como política de Estado e não como política de governo É preciso uma visão estratégica O foco dos programas deve ser Obter ganhos de competitividade Aumentar a produtividade do capital instalado Viabilizar novos empreendimentos É preciso minimizar obstáculos regulatórios Evitar renegociações excessivas de contratos Adequar o retorno às atividades requeridas pelo Poder Público

3 Principais desafios Planejamento Visibilidade de um pipeline plurianual Informações completas sobre projetos Complexidade dos projetos Tempo suficiente para realização de estudos Qualidade dos projetos oferecidos ao setor privado (uso de metodologias conhecidas) Dificuldade de uso de instrumentos padronizados de mercado de capitais para lidar com aspectos dos projetos Brownfield x Greenfield Riscos de construção, de demanda e ambientais Modelagem das concessões / Complexidade de PPPs

4 Entraves à maior participação privada Regulação 58 agências reguladoras (10 federais, 26 estaduais e 22 municipais) Agências reguladoras enfraquecidas Modelos incompletos e instáveis Falta de comprometimento governamental: soluções pontuais e sem estratégia ampla Financiamento Alto custo do capital Alto risco regulatório Regulação ambiental

5 Potencial das PPPs e concessões Existe um enorme espaço para a expansão das PPPs no Brasil. Além das PPPs operacionais e dos projetos em andamento e com assinaturas de contratos previstas para este ano, existem outros 260 estudos e projetos formatados para serem oferecidos ao setor privado, com valor estimado de R$ 403 bilhões. Somam-se a esse montante outras possibilidades de concessões, arrendamentos e PPPs que o Governo Federal anunciou nos últimos anos, mas que ainda não foram realizadas. São projetos de mobilidade urbana, trechos ferroviários, rodovias e aeroportos que, somados, superam R$ 300 bilhões. No total, o potencial de ampliação da participação privada nos investimentos em infraestrutura é da ordem de R$ 700 bilhões no curto e médio prazos, desde que sejam colocadas em prática medidas para aumentar a segurança jurídica e econômica dos projetos, destravando o setor.

6 Histórico das PPPs no Brasil Desde 2006, quando foi assinado o primeiro contrato, 85 PPPs entraram em operação no Brasil, superando R$ 133 bilhões. PPPs operacionais no Brasil - novembro 2015 Setor Contratos Valor Valor médio (R$ milhão) (R$ milhão) Rodovia Trem urbano Saneamento Resíduos sólidos Saúde Urbanização Mobilidade urbana Atendimento ao Cidadão Prédio público Estádio Sistema Prisional Multinegócios Habitação Educação Tecnologia Iluminação Pública Cultura Aeroporto Comércio Total Fonte: Programa de Investimento em Logísti ca, Governo Federal; Governos estaduais; Radar PPP; Brasil PPP

7 Histórico das PPPs por estado Participação dos estados no total de PPPs operacionais no Brasil (contratos e %)

8 PPPs assinadas em 2015 Em 2015 foram assinados 7 contratos (8% do total) com valor superior a R$ 6,8 bilhões. PPPs assinadas em Brasil Obra Setor Cidade Estado Valor (R$ milhão) Prazo (anos) Construção, operação, manutenção e exploração econômica do Centro de Comércio Popular Comércio Feira de Santana BA Operação parcial do sistema de esgotamento sanitário Saneamento Básico COPASA/Divinópolis MG Sistema Integrado Metropolitano da Região Metropolitana da Baixada Santista Mobilidade urbana Governo de São Paulo SP implantação de unidades penitenciárias Sistema Prisional Governo do Amazonas AM Elaboração de projeto, implantação, expansão, modernização, operação e manutenção das instalações de iluminação pública Iluminação Pública Caraguatatuba SP Gestão e a operação de serviços de apoio ao diagnóstico por imagem em unidades da rede estadual de saúde Saúde Governo da Bahia BA Iluminação Pública municipal Iluminação Pública Caraguatatuba SP Total Fonte: Programa de Investimento em Logís ti ca, Governo Federal; Governos es ta dua is ; Radar PPP; Bras il PPP

9 8 projetos estão em andamento, com valor total de R$ 4,5 bilhões e previsão de contratação ainda em Aeroporto de cargas e passageiros Obra Segmento Concedente UF Direito de uso de área destinada à implantação e operação das instalações dos equipamentos imobiliários do Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-TEC) Concessão de uso de espaço público, com encargos de implantação, manutenção e operação do sistema de compartilhamento de veículos elétricos da cidade Modernização, adequação e manutenção de unidades escolares da rede municipal de ensino Operação e manutenção do parque luminotécnico Parcerias Público-Privadas lançadas no Brasil a partir de julho/2015 Logística Imobiliário Mobilidade urbana Pouso Alegre BH-TEC/Belo Horizonte Rio de Janeiro Limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos Saneamento Básico Governador Valadares Valor (R$ 1 milhão) Previsão de assinatura do contrato Prazo (anos) MG MG RJ Educação Uberaba MG 70* Iluminação pública Uberaba MG MG Limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos Saneamento Básico Cabreúva SP Distribuição de água tratada Saneamento Básico Mauá SP 153, Total * Primeiros cinco anos. Não há informações sobre o valor total da PPP Fonte: Programa de Investimento em Logística, Governo Federal; Governos estaduais; Radar PPP; Brasil PPP Principais projetos de PPPs em andamento

10 PPPs no Rio de Janeiro PPPs no estado do Rio de Janeiro representam 9,4% dos contratos em vigência e 10% dos valores contratados no Brasil. Parcerias Público-Privadas com contratos ativos no estado do Rio de Janeiro Obra Segmento Concedente UF Contratado Fonte: Radar PPP; Brasil PPP; Governo do Estado do Rio de Janeiro; Prefeitura do Rio de Janeiro Valor (R$ 1 milhão) Ano de assinatura Iluminação Pública Iluminação 1 municipal Pública São João do Meriti RJ Urbeluz Energética S.A Esgotamento sanitário Saneamento Paraty RJ Concessionária Águas do Brasil Estádio do Maracanã Estádio Complexo Maracanã Governo do Rio de Janeiro RJ Entretenimento S/A Parque Olímpico Multinegócios Rio de Janeiro RJ Consórcio Parque Olímpico Veículo leve sobre trilhos Trem urbano Rio de Janeiro RJ Consórcio VLT Carioca Esgotamento sanitário Saneamento Macaé RJ Foz de Macaé S/A Porto Maravilha Urbanização Rio de Janeiro RJ Concessionária Porto Novo Sistema de esgotamento 8 sanitário Saneamento Rio das Ostras RJ Foz de Rio das Ostras S/A Total Prazo (anos)

11 PPPs prioritárias no Rio de Janeiro O governo do estado do Rio de Janeiro possui oito projetos prioritários de Parceria Pública-Privada em análise Projetos prioritários de PPP do governo do estado do Rio de Janeiro Saneamento Baixada Fluminense Linha 3 Niterói / São Gonçalo Linha 2 Extensão: Estácio/Carioca/Praça XV Rio Digital Saneamento São Gonçalo e Itaboraí Túnel da Light Modernização do Edifício Lúcio Costa Modernização das Instalações da Polícia Militar Fonte: SEDEIS/RJ

12 Outros projetos em análise no estado Outros projetos estão em análise no estado do Rio de Janeiro Fonte: governo do estado do Rio de Janeiro e governos municipais

13 PPPs no estado do Rio de Janeiro: Conclusão O estado precisa aumentar seu investimento, mas isso só ocorrerá com uma política clara de investimentos que incentive a participação do setor privado. É preciso reconhecer que o setor privado possui maior capacidade para oferecer, com qualidade, serviços públicos que exigem grandes investimentos. É preciso aumentar os setores e o volume de PPPs, assim como a confiança do investidor, com modelagens claras dos projetos, contratos transparentes e garantias jurídicas e econômicas. É preciso que haja mais espaços para a participação de pequenas e médias empresas nos projetos, de forma a estimular a economia e reduzir os riscos que envolvem lotes muito grandes de concessões.

14 OBRIGADO! RILEY RODRIGUES Conselho Empresarial de Infraestrutura Sistema FIRJAN

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RILEY RODRIGUES Conselho Empresarial de Infraestrutura Sistema FIRJAN Principais desafios Os programas precisam ser estruturados, dentro de seus setores, como

Leia mais

Panorama das PPPs e Concessões no Brasil. 26 de Abril de 2017

Panorama das PPPs e Concessões no Brasil. 26 de Abril de 2017 Panorama das PPPs e Concessões no Brasil 26 de Abril de 2017 Consultoria estratégica especializada em PPPs 2 O QUE FAZEMOS CONSULTORIA: apoio em todas as etapas do ciclo de vida das PPPs, com produtos

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS P P P. Parcerias Público-Privadas Governo do Estado do Rio de Janeiro

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS P P P. Parcerias Público-Privadas Governo do Estado do Rio de Janeiro SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS P P P Parcerias Público-Privadas Governo do Estado do Rio de Janeiro MODALIDADE DE PPP s Característica Contratos de Concessão Lei

Leia mais

Atuação CAIXA em Concessões e Parcerias Público-Privadas

Atuação CAIXA em Concessões e Parcerias Público-Privadas Evento Atuação CAIXA em Concessões e Parcerias Público-Privadas Sérgio Rodovalho Pereira Gerente Nacional Padronização e Normas Técnicas Vice-Presidência de Governo Brasília, 12 de julho de 2017 Investimento

Leia mais

PPPs: Experiência e Programas a Desenvolver no Brasil.

PPPs: Experiência e Programas a Desenvolver no Brasil. PPPs: Experiência e Programas a Desenvolver no Brasil. Histórico PPP Associações entre os setores público e privado; As primeiras PPPs foram aplicadas há algumas décadas, no Reino Unido; No Brasil a Parceria

Leia mais

A PPP DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA DE BELO HORIZONTE

A PPP DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA DE BELO HORIZONTE A PPP DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA DE BELO HORIZONTE Agenda 1. A PBH ATIVOS S.A 2. As Parcerias Público-Privadas 3. O contexto de PPP s de Iluminação Pública no Brasil 4. A PPP de Iluminação de Belo Horizonte

Leia mais

Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Gerência de Parcerias Público-Privadas Secretaria de Estado de Desenvolvimento.

Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Gerência de Parcerias Público-Privadas Secretaria de Estado de Desenvolvimento. Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Gerência de Parcerias Público-Privadas 2015 Secretaria de Estado de Desenvolvimento. SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO Programa Estadual

Leia mais

Diretoria Executiva de Saneamento e Infraestrutura

Diretoria Executiva de Saneamento e Infraestrutura Diretoria Executiva de Saneamento e Infraestrutura 1 Visão Geral do Setor Visão Geral Setor Saneamento Grandes Números Brasil Abastecimento de Água Representação espacial do índice médio de atendimento

Leia mais

Objetivos da Exposição

Objetivos da Exposição 1 Objetivos da Exposição Apresentar aos participantes do Fórum o modelo adotado pela Prefeitura Municipal de Caraguatatuba para gestão da Iluminação Pública seus principais desafios. 15 de setembro 2010

Leia mais

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Rio Metropolitano. Jorge Arraes. 09 de julho 2015

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Rio Metropolitano. Jorge Arraes. 09 de julho 2015 Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro Rio Metropolitano Jorge Arraes 09 de julho 2015 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas Em 2009, institucionalizou-se

Leia mais

PROJETOS ESTRUTURANTES. COOPERAÇÃO TÉCNICA PARA DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS EM CONCESSÕES E PPPs.

PROJETOS ESTRUTURANTES. COOPERAÇÃO TÉCNICA PARA DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS EM CONCESSÕES E PPPs. PROJETOS ESTRUTURANTES COOPERAÇÃO TÉCNICA PARA DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS EM CONCESSÕES E PPPs. AGENDA 1 2 3 4 5 Missão Contexto Benefícios Escopo Cronograma MISSÃO Desenvolver

Leia mais

O setor de infraestrutura no Brasil: Como retomar os investimentos em infraestrutura. Venilton Tadini Presidente Executivo ABDIB

O setor de infraestrutura no Brasil: Como retomar os investimentos em infraestrutura. Venilton Tadini Presidente Executivo ABDIB O setor de infraestrutura no Brasil: Como retomar os investimentos em infraestrutura. Venilton Tadini Presidente Executivo ABDIB 28.05.19 1 R$ Bilhões Situação da Infraestrutura Investimentos Realizados

Leia mais

Gerência de Executiva de Governo de Porto Alegre GIGOV/PO

Gerência de Executiva de Governo de Porto Alegre GIGOV/PO Gerência de Executiva de Governo de Porto Alegre GIGOV/PO Investimentos em Saneamento: cenário econômico-político atual DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Carta consulta Quadro de Composição de Investimento (QCI) Justificativa

Leia mais

Oportunidades para concessões e parcerias públicoprivadas no estado e nos municípios do Rio de Janeiro

Oportunidades para concessões e parcerias públicoprivadas no estado e nos municípios do Rio de Janeiro Oportunidades para concessões e parcerias públicoprivadas no estado e nos municípios do Rio de Janeiro As crises fiscal, econômica, política e de confiança pelas quais passa o Brasil, os estados e a maioria

Leia mais

Atuação da CAIXA em Saneamento Ambiental, Infra-estrutura e Mercado de Carbono

Atuação da CAIXA em Saneamento Ambiental, Infra-estrutura e Mercado de Carbono Seminário: Soluções Técnicas e Financeiras para Cidades Sustentáveis Atuação da CAIXA em Saneamento Ambiental, Infra-estrutura e Mercado de Carbono Rogério de Paula Tavares Superintendente Nacional de

Leia mais

PPP Summit A E x E p x eriê i nc n ia i E s E tadua u l l c om o m PP P P P s

PPP Summit A E x E p x eriê i nc n ia i E s E tadua u l l c om o m PP P P P s PPP Summit A Experiência Estadual com PPPs Roteiro 1. A Experiência da AEP/BNDES com Concessões/PPPs; 2. Análise do Cenário nos Estados; 3. Como Mitigar as Limitações Apresentadas até aqui pelas PMIs?

Leia mais

Apoio às Concessões Municipais

Apoio às Concessões Municipais Endividamento das Famílias Apoio às Concessões Municipais SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA INFRAESTRUTURA SDI/MP Novembro de 2018 CONTEXTO Endividamento das Famílias Situação fiscal dos entes federados

Leia mais

São Paulo, setembro de 2010

São Paulo, setembro de 2010 16ª SEMANA DE TECNOLOGIA METRO-FERROVIÁRIA ASSOCIAÇÃO DOS ENGENHEIROS E ARQUITETOS DE METRÔ AEAMESP. SOLUÇÕES DE TRANSPORTE MAIS ADEQUADAS PARA AS CIDADES O BNDES E OS INVESTIMENTOS NO SETOR DE TRANSPORTES

Leia mais

O papel da CAIXA na Estruturação e Modelagem de Parcerias Público Privadas. Roberto Derziê de Sant Anna Vice-Presidente de Governo

O papel da CAIXA na Estruturação e Modelagem de Parcerias Público Privadas. Roberto Derziê de Sant Anna Vice-Presidente de Governo E O papel da CAIXA na Estruturação e Modelagem de Parcerias Público Privadas Roberto Derziê de Sant Anna Vice-Presidente de Governo Cenário atual das Concessões e PPP no Brasil 101 Contratos de PPP assinados

Leia mais

PAINEL 11 PROJETOS DE AMPLIAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DE TRANSPORTE SOBRE TRILHOS EM CURSO NO BRASIL GEORGE FARIA EGIS-VEGA

PAINEL 11 PROJETOS DE AMPLIAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DE TRANSPORTE SOBRE TRILHOS EM CURSO NO BRASIL GEORGE FARIA EGIS-VEGA PAINEL 11 PROJETOS DE AMPLIAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DE TRANSPORTE SOBRE TRILHOS EM CURSO NO BRASIL GEORGE FARIA EGIS-VEGA Projeto Metrô de Salvador 20ª Semana de Tecnologia Metroferroviária AEAMESP São Paulo,

Leia mais

FORMAÇÃO EM PPPs 2015 Objetivos da Palestra

FORMAÇÃO EM PPPs 2015 Objetivos da Palestra 1 Objetivos da Palestra Apresentar aos participantes do Fórum o modelo adotado pela Prefeitura Municipal de Caraguatatuba para gestão da Iluminação Pública conforme Resolução Normativa 414/2010 de 15 de

Leia mais

Capitalismo Concorrencial, Estado e Regulação

Capitalismo Concorrencial, Estado e Regulação Capitalismo Concorrencial, Estado e Regulação Prof. Ricardo Dalthein UFRGS/PPGE Guilherme Reis Dutra Priscilla Elisalde Pontes Porto Alegre, outubro de 2011 Origem Criado no segundo mandato do governo

Leia mais

8º Encontro de Logística e Transportes - FIESP. Roberto Zurli Machado

8º Encontro de Logística e Transportes - FIESP. Roberto Zurli Machado 8º Encontro de Logística e Transportes - FIESP Roberto Zurli Machado Maio, 2013 Agenda Ações do Governo Federal - Logística Atuação do BNDES Ações do Governo Federal Logística Logística e Transportes Posicionamento

Leia mais

Oportunidades em Concessões e PPPs no estado e municípios do Rio de Janeiro

Oportunidades em Concessões e PPPs no estado e municípios do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2017 Oportunidades em Concessões e PPPs no estado e municípios do Rio de Janeiro William Figueiredo Assessor dos Conselhos Empresariais da Indústria de Construção e Infraestrutura

Leia mais

Panorama das Ferrovias Brasileiras

Panorama das Ferrovias Brasileiras Panorama das Ferrovias Brasileiras Fernanda Rezende Coordenadora de Desenvolvimento do Transporte - CNT 17/10/2017 O Processo de Concessão das Ferrovias Evolução dos investimentos das concessionárias ferroviárias

Leia mais

Programa Paulista de Concessões. Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP

Programa Paulista de Concessões. Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP Programa Paulista de Concessões Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP Foz do Iguaçu, 13 de Maio de 2016 Sobre a ARTESP Criada pela Lei Complementar nº 914,

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGO VIA CONSTRUÇÃO CIVIL NA REGIÃOMETROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO

GERAÇÃO DE EMPREGO VIA CONSTRUÇÃO CIVIL NA REGIÃOMETROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO SEMINÁRIO MENOS GARGALOS E MAIS EMPREGOS. O QUE FAZER PARA RETOMAR AS OBRAS DE INFRAESTRUTURA NO RIO? GERAÇÃO DE EMPREGO VIA CONSTRUÇÃO CIVIL NA REGIÃOMETROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO VICENTE DE PAULA LOUREIRO

Leia mais

Localização Estratégica

Localização Estratégica Porto Maravilha Localização Estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Aeroporto Santos Dumont Oceano Atlântico 2 km Maracanã 5 km Pão de Açúcar Corcovado 7 km 6 km Copacabana 8 km Perímetro Porto

Leia mais

Superintendência Executiva de Saneamento e Infraestrutura para Grandes Empresas - SP

Superintendência Executiva de Saneamento e Infraestrutura para Grandes Empresas - SP Superintendência Executiva de Saneamento e Infraestrutura para Grandes Empresas - SP 1 Visão Geral do Setor Visão Geral Setor Saneamento Grandes Números Brasil Abastecimento de Água Representação espacial

Leia mais

Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Secretário José Eduardo de Azevedo Secretaria de Estado de Desenvolvimento.

Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Secretário José Eduardo de Azevedo Secretaria de Estado de Desenvolvimento. Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Secretário José Eduardo de Azevedo 2015 Secretaria de Estado de Desenvolvimento. PROGRAMA ESTADUAL DE PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS Fórum Concessões

Leia mais

BNDES Agenda. Objetivo: apresentar a forma de apoio do BNDES aos municípios na estruturação de projetos de PPP no setor de Iluminação Pública

BNDES Agenda. Objetivo: apresentar a forma de apoio do BNDES aos municípios na estruturação de projetos de PPP no setor de Iluminação Pública BNDES Agenda Objetivo: apresentar a forma de apoio do BNDES aos municípios na estruturação de projetos de PPP no setor de Iluminação Pública 1. O BNDES no Contexto das Cidades Inteligentes 2. Programa

Leia mais

Parcerias Público-Privadas (PPP) no Brasil

Parcerias Público-Privadas (PPP) no Brasil , Orçamento e Gestão Assessoria Econômica ASSEC Parcerias Público-Privadas (PPP) no Brasil Partenariado Multilateral Brasil-Espanha 2012 São Paulo, 13 de Junho Erika Melissa França Nassar Sumário 1. Características

Leia mais

Brasil Carência de serviços

Brasil Carência de serviços Brasil Carência de serviços Água e Esgoto Sem acesso ao serviço Educação 73% 20% Resíduos Sólidos Sem Creche Sem Pré-Escola 41% Destinação Inadequada Sistema Prisional Sistema Rodoviário Públicas 197%

Leia mais

Localização estratégica

Localização estratégica Porto Maravilha Localização estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Oceano Atlântico Maracanã 5 km Aeroporto Santos Dumont 2 km Corcovad o 7 km Copacabana 8 km Pão de Açúcar 6 km 1850 - Área

Leia mais

Gestão Estratégica do Sistema de Iluminação Pública. Fernando Mirancos da Cunha Salto, 31 de julho de 2013

Gestão Estratégica do Sistema de Iluminação Pública. Fernando Mirancos da Cunha Salto, 31 de julho de 2013 Gestão Estratégica do Sistema de Iluminação Pública Fernando Mirancos da Cunha Salto, 31 de julho de 2013 1 InovaFocus Criada em 2008 Áreas de atuação Centros de Operação e Controle Contact Center e Callcenters

Leia mais

Panorama geral do setor ferroviário de carga e passageiros

Panorama geral do setor ferroviário de carga e passageiros Panorama geral do setor ferroviário de carga e passageiros Inovações Tecnológicas da Indústria Ferroviária Brasileira Vicente Abate Presidente da ABIFER São Paulo, 17 de outubro de 2017 ABIFER, há 40 anos

Leia mais

Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/ ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015

Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/ ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015 Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/2014 21ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015 AS PERGUNTAS Qual é o DÉFICIT de Infraestrutura de Mobilidade Urbana do BRASIL?

Leia mais

PPPs Municipais: instrumento de desenvolvimento das cidades

PPPs Municipais: instrumento de desenvolvimento das cidades PPPs Municipais: instrumento de desenvolvimento das cidades Bruno Ramos Pereira (bruno.pereira@radarppp.com) CIESP Bauru Bauru São Paulo 22 de setembro de 2016 11h55 às 12h35 Estrutura Situação das PPPs

Leia mais

VISÕES DE FUTURO mobilidade urbana na Região Metropolitana do Rio de Janeiro

VISÕES DE FUTURO mobilidade urbana na Região Metropolitana do Rio de Janeiro 13/05/2015 VISÕES DE FUTURO mobilidade urbana na Região Metropolitana do Rio de Janeiro Divisão de Competitividade Industrial e Investimentos Gerência de Competitividade Industrial e Investimentos Diretoria

Leia mais

Apoio do BNDES na PPP de Iluminação Pública de Porto Alegre

Apoio do BNDES na PPP de Iluminação Pública de Porto Alegre Apoio do BNDES na PPP de Iluminação Pública de Porto Alegre A Secretaria Municipal de Parcerias Estratégicas de Porto Alegre tem por objetivo auxiliar as demais Secretarias e órgãos da administração municipal

Leia mais

FIESP - Workshop Financiar para Crescer

FIESP - Workshop Financiar para Crescer 1 FIESP - Workshop Financiar para Crescer BNDES e o Financiamento à Infraestrutura 30 de novembro de 2016 Guilherme Montoro Conjuntura Macro Esgotamento do modelo de crescimento baseado na expansão do

Leia mais

Concessão administrativa para ampliação, manutenção e operação do sistema de esgotamento sanitário do município da Serra

Concessão administrativa para ampliação, manutenção e operação do sistema de esgotamento sanitário do município da Serra Sumário Executivo Concessão administrativa para ampliação, manutenção e operação do sistema de esgotamento sanitário do município da Serra Em 10/10/13 a CESAN realizou o leilão na Bovespa através da Concorrência

Leia mais

Eng. Marcos Helano Fernandes Montenegro Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal - ADASA

Eng. Marcos Helano Fernandes Montenegro Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal - ADASA Regulação dos serviços públicos de saneamento básico e aproveitamento energético do gás metano de aterros sanitários Eng. Marcos Helano Fernandes Montenegro Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento

Leia mais

Parcerias do Estado de São Paulo. Isadora Chansky Cohen Responsável pela UPPP-SP

Parcerias do Estado de São Paulo. Isadora Chansky Cohen Responsável pela UPPP-SP Parcerias do Estado de São Paulo Isadora Chansky Cohen Responsável pela UPPP-SP Agenda Parcerias do Estado de São Paulo Programa Estadual de PPP Programa Estadual de Concessões Desafios para as parcerias

Leia mais

Atuação do BDMG na estruturação e financiamento de PPPs para resíduos sólidos e tratamento de água

Atuação do BDMG na estruturação e financiamento de PPPs para resíduos sólidos e tratamento de água Atuação do BDMG na estruturação e financiamento de PPPs para resíduos sólidos e tratamento de água Seminário e oficina Técnica ABDE-BID: O Papel das Instituições Financeiras de Desenvolvimento no Financiamento

Leia mais

PPP como Ferramenta para o Desenvolvimento PPP Summit 2014 Charles Schramm KPMG Structured Finance

PPP como Ferramenta para o Desenvolvimento PPP Summit 2014 Charles Schramm KPMG Structured Finance PPP como Ferramenta para o Desenvolvimento PPP Summit 2014 Charles Schramm Maio de 2014 Infraestrutura no Brasil Infraestrutura no Brasil Investimento em Infraestrutura x PIB O Brasil tem investido apenas

Leia mais

FÓRUM ABDIB. 21 de Maio de 2019 SECRETARIA NACIONAL DE MOBILIDADE E SERVIÇOS URBANOS - SEMOB

FÓRUM ABDIB. 21 de Maio de 2019 SECRETARIA NACIONAL DE MOBILIDADE E SERVIÇOS URBANOS - SEMOB FÓRUM ABDIB 21 de Maio de 2019 SECRETARIA NACIONAL DE MOBILIDADE E SERVIÇOS URBANOS - SEMOB LINHA DO TEMPO SEMOB Processos seletivos com prazos definidos desde a criação do programa Pró-Transporte até

Leia mais

A integração do sistema ferroviário nacional após a Lei /2017. Belo Horizonte, 3 de julho de 2017

A integração do sistema ferroviário nacional após a Lei /2017. Belo Horizonte, 3 de julho de 2017 A integração do sistema ferroviário nacional após a Lei 13.448/2017 Belo Horizonte, 3 de julho de 2017 1 2 3 4 5 O Sistema Ferroviário Nacional Prorrogação dos contratos O direito de passagem Obstáculos

Leia mais

Secretaria de Estado de Governo

Secretaria de Estado de Governo Secretaria de Estado de Governo CÂMARA METROPOLITANA CÂMARA METROPOLITANA DE INTEGRAÇÃO GOVERNAMENTAL Órgão colegiado criado em 11 de agosto de 2014. Formado pelos prefeitos e presidido pelo Governador.

Leia mais

PPI em maio de 2016 coordenar e supervisionar as concessões e privatizações Conselho do PPI é o órgão colegiado

PPI em maio de 2016 coordenar e supervisionar as concessões e privatizações Conselho do PPI é o órgão colegiado O que é o PPI? O Programa de Parcerias de Investimentos(PPI) foi lançado, em maio de 2016, com o objetivo de coordenar e supervisionar as concessões e privatizações de projetos de infraestrutura do Governo

Leia mais

Regional Nordeste Concessões e Parcerias. Ampliação das Oportunidades de Negócios 01 de Outubro de 2015 Fortaleza

Regional Nordeste Concessões e Parcerias. Ampliação das Oportunidades de Negócios 01 de Outubro de 2015 Fortaleza Regional Nordeste Concessões e Parcerias Ampliação das Oportunidades de Negócios 01 de Outubro de Fortaleza Programa de Gestão de PPPs do Estado do Piauí Viviane Moura Bezerra Superintendente de Parcerias

Leia mais

Operação Urbana Porto Maravilha

Operação Urbana Porto Maravilha Operação Urbana Porto Maravilha Formatação Jurídica Formatação Jurídica - Estatuto das Cidades: Lei nº 10.257, de 10 de julho de 2001 Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece

Leia mais

FIESP Workshop de Saneamento Básico Melhoria da Qualidade e Sustentabilidade dos Projetos. Leonardo Moreira C. de Souza

FIESP Workshop de Saneamento Básico Melhoria da Qualidade e Sustentabilidade dos Projetos. Leonardo Moreira C. de Souza FIESP Workshop de Saneamento Básico Melhoria da Qualidade e Sustentabilidade dos Projetos Leonardo Moreira C. de Souza Universalização ao Acesso? PREMISSAS 17% Aproximadamente 17% da população brasileira

Leia mais

PAINEL SOBRE FERROVIAS. Panorama da Indústria Ferroviária no Brasil. Vicente Abate - Presidente da ABIFER São Paulo, 29 de setembro de 2015

PAINEL SOBRE FERROVIAS. Panorama da Indústria Ferroviária no Brasil. Vicente Abate - Presidente da ABIFER São Paulo, 29 de setembro de 2015 PAINEL SOBRE FERROVIAS Panorama da Indústria Ferroviária no Brasil Vicente Abate - Presidente da ABIFER São Paulo, 29 de setembro de 2015 ABIFER, há 38 anos ABIFER NOSSA MISSÃO Fomentar o crescimento da

Leia mais

VI Brasil nos Trilhos: PPP no financiamento da Mobilidade Urbana. Agosto/2014

VI Brasil nos Trilhos: PPP no financiamento da Mobilidade Urbana. Agosto/2014 VI Brasil nos Trilhos: PPP no financiamento da Mobilidade Urbana Agosto/2014 Características dos investimentos no setor Montante elevado de recursos Longo prazo de implantação Modicidade tarifária Solução

Leia mais

IV SIMT Pensando as cidades do futuro. Cidades inteligentes e inovação tecnológica 25 de Outubro de 2016

IV SIMT Pensando as cidades do futuro. Cidades inteligentes e inovação tecnológica 25 de Outubro de 2016 IV SIMT Pensando as cidades do futuro Cidades inteligentes e inovação tecnológica 25 de Outubro de 2016 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas AGENDA

Leia mais

A logística brasileira não pode prescindir da ferrovia

A logística brasileira não pode prescindir da ferrovia XXII CONFERÊNCIA NACIONAL DE LOGÍSTICA A logística brasileira não pode prescindir da ferrovia Vicente Abate Presidente da ABIFER São Paulo, 21 de março de 2019 ABIFER, há mais de 40 anos SOBRE A ABIFER

Leia mais

FÓRUM CBIC DE CONCESSÕES E PPPs Programa de Apoio às Concessões Municipais. Natal, 26 de Outubro de 2017

FÓRUM CBIC DE CONCESSÕES E PPPs Programa de Apoio às Concessões Municipais. Natal, 26 de Outubro de 2017 FÓRUM CBIC DE CONCESSÕES E PPPs Programa de Apoio às Concessões Municipais Natal, 26 de Outubro de 2017 Conteúdo da apresentação Cenário Econômico e Contexto das Concessões e PPPs no Brasil Marcos Legais

Leia mais

Possibilidades de Apoio a Cidades Inteligentes. Maio / 2015

Possibilidades de Apoio a Cidades Inteligentes. Maio / 2015 Possibilidades de Apoio a Cidades Inteligentes Maio / 2015 Agenda Introdução Apoio BNDES: visão geral Apoio ao Município Encerramento Agenda Introdução Apoio BNDES: visão geral Apoio ao Município Encerramento

Leia mais

Área de Inclusão Social - BNDES 17 ª Semana de Tecnologia Metroferroviária

Área de Inclusão Social - BNDES 17 ª Semana de Tecnologia Metroferroviária Área de Inclusão Social - BNDES 17 ª Semana de Tecnologia Metroferroviária Viabilização de recursos para o setor metroferroviário setembro de 2011 Estrutura Organizacional DEURB Atribuições do BNDES /

Leia mais

Entrevista do Presidente da República

Entrevista do Presidente da República Entrevista exclusiva concedida por escrito pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao Jornal de Hoje, do Rio de Janeiro Publicada em 18 de agosto de 2009 Jornalista: O que qualificou Nova

Leia mais

Iluminação Pública. Atuação do BNDES na Estruturação de Concessões de IP. Abril 2018

Iluminação Pública. Atuação do BNDES na Estruturação de Concessões de IP. Abril 2018 Iluminação Pública Atuação do BNDES na Estruturação de Concessões de IP Abril 2018 Classificação: controlado Restrição de acesso: Ostensivo Unidade Gestora: BNDES AD/DEADE2 1 Agenda Atuação do BNDES no

Leia mais

Modelo de Monitoramento do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC

Modelo de Monitoramento do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC Modelo de Monitoramento do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC Pedro Bertone Secretario-Adjunto de Planejamento e Investimentos Estratégicos Brasilia, 10 de outubro de 2011 CONFEA Projeto Pensar

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PANORAMA ECONÔMICO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PANORAMA ECONÔMICO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PANORAMA ECONÔMICO Maio/2015 Investidores Municípios Geolocalização Soluções tributárias Suporte na implantação e na ampliação Criação de Distritos Industriais Projetos especiais

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DE MINAS GERAIS. Câmara Temática de Rodovias Federais Anel Rodoviário de Belo Horizonte

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DE MINAS GERAIS. Câmara Temática de Rodovias Federais Anel Rodoviário de Belo Horizonte SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DE MINAS GERAIS Câmara Temática de Rodovias Federais Anel Rodoviário de Belo Horizonte MAIO - 2013 PROJETOS EM ANDAMENTO: - Aumento de Capacidade e Duplicação do Corredor Norte

Leia mais

ANUT REUNIÃO PLENÁRIA DE 01 DE JULHO DE 2015 PROGRAMA DE INVESTIMENTOS EM LOGÍSTICA FASE 2

ANUT REUNIÃO PLENÁRIA DE 01 DE JULHO DE 2015 PROGRAMA DE INVESTIMENTOS EM LOGÍSTICA FASE 2 ANUT REUNIÃO PLENÁRIA DE 01 DE JULHO DE 2015 PROGRAMA DE INVESTIMENTOS EM LOGÍSTICA FASE 2 PRESSUPOSTOS DO PROGRAMA Aumentar a competitividade da economia; Escoar com eficiência a produção agrícola crescente

Leia mais

ARCO METROPOLITANO. Oportunidades e desafios para o desenvolvimento da Baixada Fluminense

ARCO METROPOLITANO. Oportunidades e desafios para o desenvolvimento da Baixada Fluminense ARCO METROPOLITANO Oportunidades e desafios para o desenvolvimento da Baixada Fluminense William Figueiredo Gerência de Ambiente de Negócios e Infraestrutura 29 de setembro de 2015 Baixada Fluminense I

Leia mais

7º Encontro Nacional das Águas SINDCON / ABCON Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) avanços e alternativas ao modelo.

7º Encontro Nacional das Águas SINDCON / ABCON Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) avanços e alternativas ao modelo. 7º Encontro Nacional das Águas SINDCON / ABCON Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) avanços e alternativas ao modelo. Luiz Guilherme Piva VP BDMG 08 / agosto / 2018 PMI avanços e alternativas

Leia mais

Cidade & Oportunidades

Cidade & Oportunidades Oportunity Cidade & Oportunidades City Po n t o s Fortes 01 Localização Privilegiada Location 03 02 02 Mão de Obra Qualificada Skilled Worker 01 03 Cidade Inovadora Innovation City Lazer Zoológico referência

Leia mais

DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO INFRAESTRUTURA TRANSPORTE Brasília, 26 de janeiro de 2018

DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO INFRAESTRUTURA TRANSPORTE Brasília, 26 de janeiro de 2018 DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO INFRAESTRUTURA TRANSPORTE Brasília, 26 de janeiro de 2018 Arthur Yamamoto Superintendente de Desempenho, Desenvolvimento e Sustentabilidade ANTAQ arthur.yamamoto@antaq.gov.br

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ENTRE RIOS - BA. Quarta-feira 28 de Novembro de 2018 Ano II Edição n 185 Caderno 02

PREFEITURA MUNICIPAL DE ENTRE RIOS - BA. Quarta-feira 28 de Novembro de 2018 Ano II Edição n 185 Caderno 02 DIÁRIO OFICIAL - BA Quarta-feira 28 de Novembro de 2018 Ano II Edição n 185 Caderno 02 Esta edição encontra-se disponível no site www.diariooficialba.com.br e garantido sua autenticidade por certificado

Leia mais

PPP Summit É O ANO DAS PPPS MUNICIPAIS?

PPP Summit É O ANO DAS PPPS MUNICIPAIS? PPP Summit 2015 2015 É O ANO DAS PPPS MUNICIPAIS? INFORMAÇÕES GERAIS Betim está localizada a 30 km da capital mineira. É um dos principais pólos de concentração industrial do estado de Minas Gerais. A

Leia mais

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos

Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos - ANPTrilhos Como Acelerar a Implantação dos Empreendimentos Metroferroviários Vicente Abate Diretor Comercial ANPTrilhos Brasília,

Leia mais

A evolução do programa de PPP de MG e a criação da EMIP

A evolução do programa de PPP de MG e a criação da EMIP A evolução do programa de PPP de MG e a criação da EMIP Maio 2014 Eloy H. S. Oliveira EMIP Empresa Mineira de Parcerias S.A. PPP SUMMIT 2014 1 2011 Accenture. Todos os direitos reservados. Agenda Contextualização

Leia mais

PPP s em Projetos de Infraestrutura

PPP s em Projetos de Infraestrutura PPP s em Projetos de Infraestrutura Maio, 2015 Potenciais fatores para o sucesso das PPP s Apoio Público Bons Sponsors Matriz de Risco Garantias Sólidas Aceitação da PPP como instrumento de política de

Leia mais

Debate Menos Gargalos e Mais Empregos Grandes obras e sua capacidade de geração de empregos

Debate Menos Gargalos e Mais Empregos Grandes obras e sua capacidade de geração de empregos Debate Menos Gargalos e Mais Empregos Grandes obras e sua capacidade de geração de empregos 24/01/2017 Iniciou suas atividades em 1998 Oferece um amplo conjunto de serviços especializados de consultoria

Leia mais

AVANÇOS E DESAFIOS AO SETOR PORTUÁRIO BRASILEIRO. DANIEL MACIEL Secretário de Infraestrutura Portuária

AVANÇOS E DESAFIOS AO SETOR PORTUÁRIO BRASILEIRO. DANIEL MACIEL Secretário de Infraestrutura Portuária AVANÇOS E DESAFIOS AO SETOR PORTUÁRIO BRASILEIRO DANIEL MACIEL Secretário de Infraestrutura Portuária 1 Lei N. 13.341/2016 Ministério definido pela Lei N. 13.341/2016, que ampliou as competências da Pasta,

Leia mais

V Brasil nos Trilhos. Joubert Flores Presidente da ANPTrilhos Apoio:

V Brasil nos Trilhos. Joubert Flores Presidente da ANPTrilhos  Apoio: V Brasil nos Trilhos PAINEL ESTRATÉGICO: TRANSPORTE DE PASSAGEIROS Joubert Flores Presidente da ANPTrilhos www.anptrilhos.org.br Apoio: ANPTrilhos - Associados Metrô Rio SUPERVIA Concessionária de Transporte

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC MOBILIDADE URBANA Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC O QUE O GOVERNO FEDERAL JÁ FEZ Sanção da Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei 12.587/2012) Desoneração das tarifas do transporte

Leia mais

Investimentos em Infraestrutura Panorama Atual e Perspectivas

Investimentos em Infraestrutura Panorama Atual e Perspectivas Investimentos em Infraestrutura Panorama Atual e Perspectivas Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - FIESP Conselho Superior da Indústria da Construção CONSIC Apresentado na 49ª Reunião 10 de

Leia mais

Financiamento de Projetos

Financiamento de Projetos Financiamento de Projetos Ano VI N 6 Maio/06 de financiamento de projetos de longo prazo dobra em 05 O montante de dívida para o financiamento de projetos de longo prazo alcançou R$ 7,7 bilhões em 05,

Leia mais

O segmento de habitação popular possui fundamentos sólidos baseados em 4 pilares...

O segmento de habitação popular possui fundamentos sólidos baseados em 4 pilares... O segmento de habitação popular possui fundamentos sólidos baseados em 4 pilares... Pilar 1: Déficit habitacional Pilar 2: Crédito ao Comprador Programa MCMV Pilar 3: Demografia Pilar 4: Aumento da Renda

Leia mais

1.LANÇAMENTO DE PROJETOS 2.POTENCIAIS CONCESSÕES 3.POTENCIAIS PARCERIAS 4.PPP DA CORSAN

1.LANÇAMENTO DE PROJETOS 2.POTENCIAIS CONCESSÕES 3.POTENCIAIS PARCERIAS 4.PPP DA CORSAN 1.LANÇAMENTO DE PROJETOS 2.POTENCIAIS CONCESSÕES 3.POTENCIAIS PARCERIAS 4.PPP DA CORSAN 1. LANÇAMENTO DE PROJETOS QUATRO PROJETOS: Rodovia RSC-287 2,2 bilhões Rodovia ERS-324 1,1 bilhões Estação Rodoviária

Leia mais

O MTUR e a Copa 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro

O MTUR e a Copa 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro Copa do Mundo da FIFA Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 2014 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro O MTUR e a Ponto de partida : garantias oferecidas pelo governo federal, estados e

Leia mais

DNIT SETOR FERROVIÁRIO NACIONAL NEGÓCIOS NOS TRILHOS ENCONTREM Diretoria de Infra-Estrutura Ferroviária. Ministério dos Transportes

DNIT SETOR FERROVIÁRIO NACIONAL NEGÓCIOS NOS TRILHOS ENCONTREM Diretoria de Infra-Estrutura Ferroviária. Ministério dos Transportes SETOR FERROVIÁRIO NACIONAL NEGÓCIOS NOS TRILHOS ENCONTREM 2006 Diretoria de Infra-Estrutura Ferroviária DNIT Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes Ministério dos Transportes GESTÃO GOVERNAMENTAL

Leia mais

Seminário Obras Públicas em Tempos de Crise

Seminário Obras Públicas em Tempos de Crise Endividamento das Famílias Seminário Obras Públicas em Tempos de Crise PAINEL 1: CONTINGENCIAMENTO ORÇAMENTÁRIO E OBRAS EM ANDAMENTO Junho de 2017 CONTINGENCIAMENTO Endividamento ORÇAMENTÁRIO das Famílias

Leia mais

Comitê Gestor do PAC

Comitê Gestor do PAC DISTRITO FEDERAL Apresentação Esta publicação apresenta informações regionalizadas do 4º balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), referente a abril de 2008. Traz, também, dados sobre outros

Leia mais

Como Superar o Desafio do Financiamento dos Projetos de Infraestrutura? Thomaz Assumpção

Como Superar o Desafio do Financiamento dos Projetos de Infraestrutura? Thomaz Assumpção Como Superar o Desafio do Financiamento dos Projetos de Infraestrutura? Thomaz Assumpção A Urban Systems é uma empresa de Inteligência de Mercado e Soluções há 17 anos no mercado. Realizou mais de 700

Leia mais

BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO. superintendente da anptrilhos

BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO. superintendente da anptrilhos BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO 2 0 1 4 / 2 0 1 5 Roberta marchesi superintendente da anptrilhos 2 Quem Somos ANPTrilhos é uma Associação Civil, sem fins lucrativos, de âmbito nacional, com sede em Brasília/DF

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS. Secretaria de Desenvolvimento Econômico

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS. Secretaria de Desenvolvimento Econômico SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS Secretaria de Desenvolvimento Econômico Junho 2015 Metas SEDEIS Desenvolver PPP s e PE s (Projetos Estruturados) Melhoria do Ambiente

Leia mais

Soluções integradas na prestação de serviços de engenharia, construção e operação de bens públicos e privados

Soluções integradas na prestação de serviços de engenharia, construção e operação de bens públicos e privados Nosso negócio Sede: Rio de Janeiro (RJ), Brasil Escritórios regionais: São Paulo (SP) e Brasília (DF) 6.215 colaboradores Empresa familiar fundada há 66 anos, no Rio de Janeiro Terminal de Gás Liquefeito

Leia mais

Manejo de Águas Pluviais Urbanas em Porto Alegre - RS

Manejo de Águas Pluviais Urbanas em Porto Alegre - RS Seminário Meio Ambiente e Tecnologias Sustentáveis: Energias Renováveis, Saneamento e Mobilidade Urbana Porto Alegre, 03 de junho de 2016. Manejo de Águas Pluviais Urbanas em Porto Alegre - RS SANEAMENTO

Leia mais

São Paulo 27 DE AGOSTO DE 2009

São Paulo 27 DE AGOSTO DE 2009 São Paulo 27 DE AGOSTO DE 2009 1 São Paulo 27 DE AGOSTO DE 2009 Sistema Integrado Metropolitano SIM e do Veículo Leve sobre Trilhos VLT (Metrô Leve) 2 Secretaria dos Transportes Metropolitanos STM Três

Leia mais

15ª Semana de Tecnologia Metroferroviária

15ª Semana de Tecnologia Metroferroviária 15ª Semana de Tecnologia Metroferroviária Painel 4 Planejamento e Desenvolvimento Tecnológico e Econômico do Setor Metroferroviário Vicente Abate - Presidente da ABIFER São Paulo, 27 de agosto de 2009

Leia mais

UNIÃO DE ESFORÇOS PARA UNIVERSALIZAR OS SERVIÇOS. Yves Besse maio 2010

UNIÃO DE ESFORÇOS PARA UNIVERSALIZAR OS SERVIÇOS. Yves Besse maio 2010 UNIÃO DE ESFORÇOS PARA UNIVERSALIZAR OS SERVIÇOS VISÃO DO SETOR PRIVADO Yves Besse maio 2010 ABCON Fundação 1996 ABCON e 2001 SINTERCON Objetivo Promover a participação das empresas privadas no setor de

Leia mais

Os desafios da transmissão: Financiamento via Debêntures de Infraestrutura

Os desafios da transmissão: Financiamento via Debêntures de Infraestrutura Ministério da Fazenda Secretaria de Política Econômica Os desafios da transmissão: Financiamento via Abril, 2016 Financiamento à Infraestrutura Debêntures Bancos Privados Projetos de Infraestrutura Equity

Leia mais

A CBTU vem se constituindo no principal agente do governo federal para o apoio à expansão do setor metroferroviário no país.

A CBTU vem se constituindo no principal agente do governo federal para o apoio à expansão do setor metroferroviário no país. www.cbtu.gov.br A CBTU, constituída em 22 de fevereiro de 1984, passou a ser, em 2003, vinculada ao Ministério das Cidades, com a missão de planejar, realizar estudos e projetos, implantar e construir

Leia mais

Aspectos Legais das Concessões/PPPs Reconstrução da Confiança

Aspectos Legais das Concessões/PPPs Reconstrução da Confiança Aspectos Legais das Concessões/PPPs Reconstrução da Confiança Massami Uyeda Junior Jun./2017 1. A volta aos anos 90 uma breve história da evolução das concessões 2. A necessária estabilidade regulatória:

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 12. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 12. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 12 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO (PAC), criado pelo Decreto 6.025/2007 que define a estrutura formal da sua gestão. PAC medidas de estímulo

Leia mais

FIESP Participação do Setor Privado no Saneamento Básico. 29 de Setembro 2016

FIESP Participação do Setor Privado no Saneamento Básico. 29 de Setembro 2016 FIESP Participação do Setor Privado no Saneamento Básico 29 de Setembro 2016 Agenda 1 Nova Fase de Desestatizações 2 Breve Panorama do Saneamento no Brasil 2 Desestatizações experiência BNDES Historicamente,

Leia mais