ESTADO DO RIO DE JANEIRO PANORAMA ECONÔMICO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTADO DO RIO DE JANEIRO PANORAMA ECONÔMICO"

Transcrição

1 ESTADO DO RIO DE JANEIRO PANORAMA ECONÔMICO Maio/2015

2

3 Investidores Municípios Geolocalização Soluções tributárias Suporte na implantação e na ampliação Criação de Distritos Industriais Projetos especiais

4 Panorama Área: km 2 Localização: Região Sudeste 55% do PIB Nacional PIB: R$ 510 bilhões 11% do PIB brasileiro População: 16,7 milhões PIB per Capita: R$ 25 mil Desemprego: 4,8% (mar/15) Fonte: IBGE/FMI(2012), estimativas SEDEIS

5 Disponibilidade Energética Produção de Petróleo 1,5 milhão de barris / dia 69% da produção nacional Produção de Gás 28,7milhões de m³/ dia 34% da produção nacional Geração de Energia Elétrica - Capacidade instalada: MW Em Construção - - Angra III: MW Fonte: ANP/ANEEL

6 Perspectivas para o Pré-Sal Reservas possíveis: 80 bilhões de barris de óleo leve Investimentos: US$ 1 trilhão Extensão do Pré-Sal: 800 km Três bacias: Espírito Santo Campos Santos Fonte: SEDEIS (2013)

7 Pólos Econômicos - Industriais Automotivo Siderurgia Químico & Farmacêutico Naval Têxtil & Vestuário Cimento Óléo & Gás Rochas Ornamentais Serrana Noroeste Norte Centro- Sul Costa Verde Médio Paraíba Metropolitana Baixadas Litorâneas Fonte: SEDEIS (2014)

8 Pólos Econômicos - Serviços Turismo Seguro & Resseguro Audiovisual Telemarketing Telecomunicação TI e Centros de Pesquisa Serrana Noroeste Norte Médio Paraíba Centro- Sul Metropolitana Baixadas Litorâneas Costa Verde Fonte: SEDEIS (2014)

9 Infraestrutura e Logística 12 Aeroportos - 10 Domésticos - 02 Internacionais Porciúncula ESPÍRITO SANTO BR-101 Vitória 514 Km 7 Portos BR-116 Salvador 1654Km Itaperuna NOROESTE B. Jesus de Itabapoana Rodovias Km Ferrovias Km BR-040 Belo Horizonte 434Km S. Antonio de Pádua Italva NORTE Campos dos Goytacazes S.João da Barra Sapucaia SERRANA Quissamã MÉDIO PARAÍBA BR-116 São Paulo 429 Km Resende CENTRO-SUL METROPOLITANA BAIXADAS LITORÂNEAS Rio das Ostras Macaé Armação de Búzios COSTA VERDE Angra dos Reis Mangaratiba Rio de Janeiro Niterói Saquarema Arraial do Cabo Cabo Frio Parati BR-101 Santos 535Km Fonte: SEDEIS (2013) OCEÂNO ATLÂNTICO

10 Ambiente de negócios Ranking dos estados brasileiros que oferecem o melhor ambiente para negócios. 77,2 72,3 63,9 63,5 61,9 60,2 48,8 48,5 47,5 47,5 45,7 SP RJ PR RS SC MG DF MS ES GO MT Fonte: The Economist (2014)

11 Investimentos em andamento REGIÃO COSTA VERDE Principais Investimentos (Valores em R$ milhão) Total R$ ANGRA 3 USINA R$ Angra dos Reis Fontes: SEDEIS, Firjan e Prefeitura do Rio

12 Investimentos em andamento REGIÃO MÉDIO PARAÍBA Principais Investimentos (Valores em R$ milhão) PEUGEOT CITROEN AUTOMOTIVO R$ Total R$ MAN AUTOMOTIVO R$ JAGUAR AUTOMOTIVO R$ 750 Porto Real Resende FORNECEDORES AUTOMOTIVOS R$ Fontes: SEDEIS, Firjan e Prefeitura do Rio

13 Investimentos em andamento REGIÃO METROPOLITANA Principais Investimentos (Valores em R$ milhão) PIRAQUÊ ALIMENTOS R$ 220 TERMINAL MRS LOGÍSTICA R$ 240 BUNGE ALIMENTOS R$ 500 Total R$ PROCTER & GAMBLE INDUSTRIA R$ 350 COCA-COLA BEBIDAS R$ SUPERPORTO SUDESTE LOGÍSTICA R$ ESTALEIRO MARINHA INDUSTRIA R$ Paracambi Itaguaí Queimados Seropédica ARCO METROPOLITANO INFRAESTRUTURA R$ Duque de Caxias Silva Jardim B BRAUN FARMACÊUTICO R$ 600 NESTLÉ ÁGUA BEBIDAS R$ 120 COMPERJ REFINARIA R$ Fontes: SEDEIS, Firjan e Prefeitura do Rio

14 Investimentos em andamento CIDADE DO RIO Principais Investimentos (Valores em R$ milhão) CENTROS DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO R$ (MICROSOFT, CISCO, NISSAN) BLUEPHARMA BRASIL FARMACÊUTICO R$ 135 LAFARGE- CENTRO P&D CONSTRUÇÃO R$ 4 METRO LINHA 4 INFRAESTRUTURA R$ Total R$ BIOMANGUINHOS FARMACÊUTICO R$ POLO TECNOLÓGICO P&D R$ 120 (L OREAL,) SUPERVIA INFRAESTRUTURA R$ PORTO DO RIO INFRAESTRUTURA R$ GYPSUM DRYWALL CONSTRUÇÃO R$ 168 PORTO MARAVILHA INFRAESTRUTURA R$ OIL STATES ÓLEO & GÁS R$ 120 Santa Cruz HOTELARIA (70 Hotéis) INFRAESTRUTURA R$ GALEÃO INFRAESTRUTURA R$ BRT INFRAESTRUTURA R$ VLT INFRAESTRUTURA R$ Fontes: SEDEIS, Firjan e Prefeitura do Rio

15 Investimentos em andamento REGIÃO NORTE FLUMINENSE Principais Investimentos (Valores em R$ milhão) BP MARINE ÓLEO & GÁS R$ 600 Total R$ PORTO DO AÇU INFRAESTRUTURA R$ EDISON CHOUEST ÓLEO & GÁS R$ 950 São João da Barra Fontes: SEDEIS, Firjan e Prefeitura do Rio

16 Porto do Açu Projeto Fase atual Fontes: Prumo Logística Global (Mar/2015)

17 Investimentos futuros RIO DE JANEIRO Investimentos Futuros (Valores em R$ milhão) Total R$ NISSAN CARROS ELÉTRICOS INDÚSTRIA R$ 500 BIMBO - PLUSVITA ALIMENTOS R$ 160 CIMENTEIRA INDÚSTRIA R$ 600 Itaocara PELOTIZADORAS PORTO AÇU R$ São João da Barra AMBEV CENTRO DE PESQUISA R$ 180 Itaguaí METRO LINHA 3 INFRAESTRUTURA R$ Duque de Caxias Itaboraí PORTO MARICÁ LOGÍSTICA R$ COMPERJ PETROQUÍMICA R$ DISTRITO LOGÍSTICO CABO FRIO R$ 150 Fontes: SEDEIS, Firjan e Prefeitura do Rio

18 Outros Investimentos ENERGIA: R$ 4,4 bilhões CEG: R$ 1,2 bilhão até 2017 Light: R$ 1,2 bilhão até 2015 Ampla: R$ 2 bilhões até 2017 RODOVIAS : R$ 5 bilhões BR 101 Norte Serra das Araras Serra de Petrópolis Ponte Rio Niterói - Linha Vermelha Fontes: SEDEIS, Firjan e Prefeitura do Rio

19 Investimentos em andamento R$ 106 bilhões Investimentos futuros R$ 22 bilhões

20 Investimentos privados em andamento

21 Investimentos Privados Setor Econômico R$ 33,1 BI 122 empresas empregos Nacionais >> R$ 15,5 BI Estrangeiros >> R$ 17,6 BI Valores em R$ BI

22 Investimentos Privados Estrangeiros R$ 17,6 BI 32 empresas empregos América do Norte R$ 2,5 BI (13,9%) Empresas: 8 Empregos: Estados Unidos (8) Europa R$ 8,7 BI (49,3%) Empresas: 20 Empregos: França (6) Alemanha (3) Inglaterra (3) Itália (2) Suíça (2) Bélgica (1) Noruega (1) Portugal (1) Suécia (1) Ásia R$ 6,5 BI (36,8%) Empresa: 4 Empregos: Japão (2) Cingapura (2)

23 Investimentos Privados Estrangeiros

24 CONTATO Tel: +55 (21) Fax: +55 (21)

25 OBRIGADO!

ESTADO DO RIO DE JANEIRO: PANORAMA ECONÔMICO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO: PANORAMA ECONÔMICO SOMANDO FORÇAS Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços ESTADO DO RIO DE JANEIRO: PANORAMA ECONÔMICO Localização: Região Sudeste 57% do PIB Nacional Área: 43.696

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO: PANORAMA ECONÔMICO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO: PANORAMA ECONÔMICO SOMANDO FORÇAS Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços ESTADO DO RIO DE JANEIRO: PANORAMA ECONÔMICO Localização: Região Sudeste 57% do PIB Nacional Área: 43.696

Leia mais

PANORAMA ECONÔMICO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

PANORAMA ECONÔMICO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PANORAMA ECONÔMICO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Outubro/2014 Panorama Área: 43.696 km 2 Localização: Região Sudeste 55% do PIB Nacional PIB: R$ 510 bilhões 11% do PIB brasileiro População: 16,7 milhões PIB

Leia mais

ECONOMIC DEVELOPMENT, ENERGY, INDUSTRY AND SERVICES STATE SECRETARIAT RIO DE JANEIRO STATE: ECONOMIC OVERVIEW

ECONOMIC DEVELOPMENT, ENERGY, INDUSTRY AND SERVICES STATE SECRETARIAT RIO DE JANEIRO STATE: ECONOMIC OVERVIEW ECONOMIC DEVELOPMENT, ENERGY, INDUSTRY AND SERVICES STATE SECRETARIAT RIO DE JANEIRO STATE: ECONOMIC OVERVIEW Rio de Janeiro that you already know or have heard about... ...and the Rio de Janeiro that

Leia mais

JORGE LUIZ GONÇALVES DE ALMEIDA Presidente Nacional da Comissão Organizadora DIRETORIA:

JORGE LUIZ GONÇALVES DE ALMEIDA Presidente Nacional da Comissão Organizadora DIRETORIA: Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Administração Central Processo seletivo para o Programa Jovem Aprendiz dos Correios Inscrição Indeferida Edital Nº 125/2014 A Empresa Brasileira de Correios

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS. Secretaria de Desenvolvimento Econômico

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS. Secretaria de Desenvolvimento Econômico SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS Secretaria de Desenvolvimento Econômico Junho 2015 Metas SEDEIS Desenvolver PPP s e PE s (Projetos Estruturados) Melhoria do Ambiente

Leia mais

CUSTEIO 339093. Total: 12.860,57. Total: 6.513,13. Total: 8.272,46. Total: 10.317,23 33909302 RESTITUIÇÕES

CUSTEIO 339093. Total: 12.860,57. Total: 6.513,13. Total: 8.272,46. Total: 10.317,23 33909302 RESTITUIÇÕES CREDORES - R.P. e Realizadas - /INVESTIMENTO - Página: Page 1 of 16 02 RESTITUIÇÕES 2º DISTRITO DA COMARCA DE CAMPOS DOS GOYTACAZES CNPJ/CPF: 23064378000154 2º RCPN DA COMARCA DA CAPITAL CNPJ/CPF: 23407222000129

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Dezembro de, Janeiro e Fevereiro de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, dezembro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM RIO DE JANEIRO Dezembro de, Janeiro

Leia mais

Fonte: Thinkstock. Vista do bondinho do Pão de Açúcar, com a Enseada de Botafogo e o Cristo Redentor ao fundo

Fonte: Thinkstock. Vista do bondinho do Pão de Açúcar, com a Enseada de Botafogo e o Cristo Redentor ao fundo Fonte: Thinkstock Vista do bondinho do Pão de Açúcar, com a Enseada de Botafogo e o Cristo Redentor ao fundo RIO DE JANEIRO: muito além dos megaeventos, a consolidação da transformação Os megaeventos esportivos

Leia mais

Tarifa do Serviço de Transporte Complementar. 10% acima do serviço de transporte regular

Tarifa do Serviço de Transporte Complementar. 10% acima do serviço de transporte regular Tarifa do Serviço de Transporte Complementar. 10% acima do serviço de transporte regular REGIÃO METROPOLITANA LINHA: M500 ALCÂNTARA - ALDEIA DA PRATA TARIFA BILHETE ÚNICO R$ 2,75 LINHA: M501 ALCÂNTARA

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO: PANORAMA ECONÔMICO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO: PANORAMA ECONÔMICO SOMANDO FORÇAS Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços ESTADO DO RIO DE JANEIRO: PANORAMA ECONÔMICO Localização: Região Sudeste 57% do PIB Nacional Área: 43.696

Leia mais

Seminário Planejamento Estratégico do IFRJ. Trajetória e perspectiva econômica do Estado do Rio de Janeiro: Suas macrorregiões e o papel dos APLs

Seminário Planejamento Estratégico do IFRJ. Trajetória e perspectiva econômica do Estado do Rio de Janeiro: Suas macrorregiões e o papel dos APLs Seminário Planejamento Estratégico do IFRJ Trajetória e perspectiva econômica do Estado do Rio de Janeiro: Suas macrorregiões e o papel dos APLs Variação da participação relativa das unidades federativas

Leia mais

Perspectivas de Negócios em Infraestrutura. novembro 2013

Perspectivas de Negócios em Infraestrutura. novembro 2013 Perspectivas de Negócios em Infraestrutura novembro 2013 Brasil no Mundo Globalizado - Importação e exportação manufaturas, commodities e serviços; - Crescimento da economia e aumento do consumo nos países

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS. Impactos Macroeconômicos da Indústria de Petróleo e Gás Natural

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS. Impactos Macroeconômicos da Indústria de Petróleo e Gás Natural SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS Impactos Macroeconômicos da Indústria de Petróleo e Gás Natural Outubro 2015 Anúncios de investimentos no Estado Fonte: Decisão Rio

Leia mais

PANORAMA ECONÔMICO. Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços

PANORAMA ECONÔMICO. Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços PANORAMA ECONÔMICO Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços O Rio de Janeiro que você já conhece ou ouviu falar... ...e o Rio de Janeiro que você também deveria

Leia mais

Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense - Resultados Evolução do Emprego Formal (Saldo anual em milhares)

Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense - Resultados Evolução do Emprego Formal (Saldo anual em milhares) nº 0 Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense - Resultados Em, a desaceleração da atividade econômica teve reflexos diretos sobre o mercado de trabalho formal. No ano passado foram gerados

Leia mais

GRANDES PROJETOS ESTRUTURANTES Apoio aos municípios em infraestrutura, energia e logística

GRANDES PROJETOS ESTRUTURANTES Apoio aos municípios em infraestrutura, energia e logística GRANDES PROJETOS ESTRUTURANTES Apoio aos municípios em infraestrutura, energia e logística FIRJAN Maio 2013 Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços INFRAESTRUTURA

Leia mais

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços 1 1- Panorama Econômico 2- PQR 3- Destaques 2 ESTADO DO RIO DE JANEIRO: PANORAMA ECONÔMICO O Rio de Janeiro que você já

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Sede Nacional - SP Fundação: 1937 - origem em um sindicato têxtil; Possui 1.200 empresas associadas e representa 4,5 mil empresas; Sede nacional

Leia mais

RESULTADOS E DISCUSSÃO

RESULTADOS E DISCUSSÃO RESULTADOS E DISCUSSÃO 72 O baixo número de indicadores nas dimensões espacial e ecológica reflete a pouca disponibilidade de dados relacionados. Contudo, os temas analisados nessas dimensões estão estritamente

Leia mais

ECONOMIC DEVELOPMENT, ENERGY, INDUSTRY AND SERVICES STATE SECRETARIAT RIO DE JANEIRO STATE: ECONOMIC OVERVIEW

ECONOMIC DEVELOPMENT, ENERGY, INDUSTRY AND SERVICES STATE SECRETARIAT RIO DE JANEIRO STATE: ECONOMIC OVERVIEW ECONOMIC DEVELOPMENT, ENERGY, INDUSTRY AND SERVICES STATE SECRETARIAT RIO DE JANEIRO STATE: ECONOMIC OVERVIEW de Janeiro that you already know have heard about... ...and the Rio de Janeiro that you should

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL DO RIO DE JANEIRO

PLANO ESTADUAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL DO RIO DE JANEIRO PLANO ESTADUAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL DO RIO DE JANEIRO Encontro Técnico PLANOS ESTADUAIS DE HABITAÇÃO Clique 25 para E 26 editar agosto o de estilo 2011do subtítulo mestre Secretaria de Habitação

Leia mais

Rio de Janeiro: perfil econômico, evolução recente e perspectivas

Rio de Janeiro: perfil econômico, evolução recente e perspectivas Rio de eiro: perfil econômico, evolução recente e perspectivas Tabela 1 Composição do Produto Interno Bruto 2011 Este boxe aborda a estrutura produtiva e a evolução recente, bem como explora as perspectivas

Leia mais

Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense 1 Trimestre de 2012

Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense 1 Trimestre de 2012 Gerência de Estudos Econômicos nº 05 Maio. 2012 Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense 1 Trimestre de 2012 No primeiro trimestre de 2012 foram gerados 381.241 novos postos de trabalho

Leia mais

Dados dos Distritos do Estado do Rio de Janeiro

Dados dos Distritos do Estado do Rio de Janeiro Dados dos Distritos do Estado do Rio de Janeiro Mapa Social Ranking Anos Médios de Estudo Os cinco mais Niterói i (Niterói) i) 7,94 Itaipu (Niterói) i) 7,78 Rio de Janeiro (Rio de Janeiro) 6,87 Unidade

Leia mais

Oportunidades para apoio ao desenvolvimento do Centro Oeste. 25 de junho de 2013.

Oportunidades para apoio ao desenvolvimento do Centro Oeste. 25 de junho de 2013. Oportunidades para apoio ao desenvolvimento do Centro Oeste. 25 de junho de 2013. O Estado de Goiás Goiás, uma das 27 unidades federativas, está situado na região Centro Oeste do País ocupando uma área

Leia mais

A V. vota aqui em (CIDADE PESQUISADA) e pretende votar nas eleições deste ano, ou não? Metropolitana do Rio/Niterói-Manilha

A V. vota aqui em (CIDADE PESQUISADA) e pretende votar nas eleições deste ano, ou não? Metropolitana do Rio/Niterói-Manilha Data: Rua Coronel Gomes Machado, nº 192 Centro Niterói/RJ Nº Questionário: Proposta Nº: Questionário: Amostra: 1466 1.300 Nome: Endereço: Projeto: 8ª ELEIÇÕES / GOVERNADOR 2014 ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO 009/2015

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO 009/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA E AMBIENTAL COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA GERÊNCIA DE DOENÇAS

Leia mais

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RILEY RODRIGUES Conselho Empresarial de Infraestrutura Sistema FIRJAN Principais desafios Os programas precisam ser estruturados, dentro de seus setores, como

Leia mais

SUAPE: BASE PARA EXPANSÃO DA INDÚSTRIA

SUAPE: BASE PARA EXPANSÃO DA INDÚSTRIA SUAPE: BASE PARA EXPANSÃO DA INDÚSTRIA O Nordeste de ontem O Novo Nordeste Fonte: Instituto Data Popular. Ago/2013 O Novo Nordeste Fonte: Instituto Data Popular. Ago/2013 Pernambuco fez a sua escolha

Leia mais

5ª Conferência de Petróleo, Gás e Indústria Naval do Espirito Santo Painel 1 Petróleo e Gás no Espirito Santo

5ª Conferência de Petróleo, Gás e Indústria Naval do Espirito Santo Painel 1 Petróleo e Gás no Espirito Santo 5ª Conferência de Petróleo, Gás e Indústria Naval do Espirito Santo Sumário A conjuntura global do setor petróleo Mercado Investimento Impacto na cadeia global de fornecedores - O futuro do petróleo Perspectivas

Leia mais

FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado

FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado Painel: Logística e Competitividade Mineração e Agronegócio: Superando Obstáculos para o Escoamento da Produção (São Paulo-SP,

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Maio 2015

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Maio 2015 APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Maio 2015 O Açu é uma solução estruturante para diversas indústrias Exemplo: evolução da indústria do petróleo nos próximos anos Crescimento esperado de 13% ao ano Crescimento

Leia mais

A CONTRIBUIÇÃO DA ITÁLIA PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO BRASIL

A CONTRIBUIÇÃO DA ITÁLIA PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO BRASIL A CONTRIBUIÇÃO DA ITÁLIA PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DO BRASIL 1 Entre 2002 e 2013 o intercâmbio entre a Itália e o Brasil cresceu 211% 12 11,7 10,8 10,8 10 9,4 9,1 8 6 4 3,6 4 5 5,5 6,4 7,8 6,7 2

Leia mais

Coordenadoria Regional Metropolitana I E/CR19.R. Coordenadoria Regional Metropolitana II E/CR23.R. Coordenadoria Regional Metropolitana III E/CR26.

Coordenadoria Regional Metropolitana I E/CR19.R. Coordenadoria Regional Metropolitana II E/CR23.R. Coordenadoria Regional Metropolitana III E/CR26. Coordenadoria Regional Metropolitana I E/CR19.R Endereço: Rua: Profª Venina Correa Torres, nº 41 Bairro: Centro Município: Nova Iguaçu CEP: 26.220-100 Abrangência: Nova Iguaçu, Japeri, Mesquita, Nilópolis,

Leia mais

I. INTRODUÇÃO OUTRAS INFORMAÇÕES

I. INTRODUÇÃO OUTRAS INFORMAÇÕES 1 SUMÁRIO I. Introdução... 3 II. Informações Gerais... 3 Público Alvo... 3 Matrícula (Informatizada)... 3 Matrícula (Direto na escola)... 3 Outras Informações...3 III. Acessando o sistema... 5 IV. Como

Leia mais

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015 Investe São Paulo Campinas, 17 de março de 2015 Missão Ser a porta de entrada para novos investimentos e a expansão dos negócios existentes, gerando inovação tecnológica, emprego e renda. Promover a competitividade

Leia mais

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO DENGUE 006/2016

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO DENGUE 006/2016 SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO SUBSECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA E AMBIENTAL COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA GERÊNCIA DE DOENÇAS

Leia mais

COORDENADORIA DE DEFESA CIVIL MUNICÍPIO DE DUQUE DE CAXIAS - RJ

COORDENADORIA DE DEFESA CIVIL MUNICÍPIO DE DUQUE DE CAXIAS - RJ Metodologia De Interpretação Visual Da Banda 6 (Infra Vermelha Termal) Das Imagens Do Satélite Landsat 7 Para Identificação Das Dinamicas De Chuvas De Verão Em Duque De Caxias - RJ Wilson Leal Boiça Wilson

Leia mais

Oportunidades de Negócios em Minas Gerais. Mauricio Cecilio Diretor de Promoção de Investimentos

Oportunidades de Negócios em Minas Gerais. Mauricio Cecilio Diretor de Promoção de Investimentos Oportunidades de Negócios em Minas Gerais Mauricio Cecilio Diretor de Promoção de Investimentos Aspectos de MG 588.000 km2 20 milhões de habitantes 18.000 escolas básicas 289 faculdades/universidades 265.000

Leia mais

Situação atual da indústria química no Brasil e no Mundo: Perspectivas e ameaças

Situação atual da indústria química no Brasil e no Mundo: Perspectivas e ameaças Situação atual da indústria química no Brasil e no Mundo: Perspectivas e ameaças Gabriel Lourenço Gomes Chefe do Departamento de Indústria Química Junho 2011 Julho/2009 Importância da Indústria Química

Leia mais

Boletim Informativo. Atenção Integral às Pessoas com Doença Falciforme no Estado do Rio de Janeiro. Introdução. O Programa Primeiros Passos

Boletim Informativo. Atenção Integral às Pessoas com Doença Falciforme no Estado do Rio de Janeiro. Introdução. O Programa Primeiros Passos Dezembro de 2014 HEMORIO ASSESSORIA HEMORREDE Boletim Informativo Atenção Integral às Pessoas com Doença Falciforme no Estado do Rio de Janeiro Introdução O Hemocentro Coordenador do Estado do Rio de Janeiro

Leia mais

Instituto SENAI de Tecnologia Ambiental

Instituto SENAI de Tecnologia Ambiental Instituto SENAI de Tecnologia Ambiental Programa SENAI + Competitividade LOCALIZAÇÃO DOS INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA (62) DF - Construção AC - Madeira e Mobiliário MT Bio-energia MT - Alimentos e Bebidas

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC MOBILIDADE URBANA Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC O QUE O GOVERNO FEDERAL JÁ FEZ Sanção da Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei 12.587/2012) Desoneração das tarifas do transporte

Leia mais

SEFAZ-RJ NOTA TÉCNICA. Receita Declarada e Informada: Análise de uma Amostra de Estabelecimentos do Estado do Rio de Janeiro

SEFAZ-RJ NOTA TÉCNICA. Receita Declarada e Informada: Análise de uma Amostra de Estabelecimentos do Estado do Rio de Janeiro SEFAZ-RJ NOTA TÉCNICA Receita Declarada e Informada: Análise de uma Amostra de Estabelecimentos do Estado do Rio de Janeiro 13 de Novembro de 2007 Receita Declarada e Informada: Análise de uma Amostra

Leia mais

Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos

Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos Os Desafios do Estado na implementação dos Parques Tecnológicos Marcos Cintra Subsecretário de Ciência e Tecnologia Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia Outubro/2013 Brasil 7ª

Leia mais

368 municípios visitados

368 municípios visitados TURISTAS INTERNACIONAIS 60,3% visitaram o Brasil pela primeira vez 91,4 % Copa como o principal motivo da viagem 83% o Brasil atendeu plenamente ou superou suas expectativas 95% tem intenção de retornar

Leia mais

O Rio de Janeiro e as oportunidades com o PELC RJ 2045

O Rio de Janeiro e as oportunidades com o PELC RJ 2045 O Rio de Janeiro e as oportunidades com o PELC RJ 2045 Documento confidencial para uso e informação do cliente Rio de Janeiro, 01/04/2016 A Logística é um grande negócio para o Estado Brasileiro (Arrecadação

Leia mais

Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país

Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país 2 O mercado brasileiro de derivados possui uma concentração na costa litorânea e no sul sudeste do país e o potencial de crescimento

Leia mais

SINAL FECHADO: CUSTO ECONÔMICO DO TEMPO DE DESLOCAMENTO PARA O TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO

SINAL FECHADO: CUSTO ECONÔMICO DO TEMPO DE DESLOCAMENTO PARA O TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO SINAL FECHADO: CUSTO ECONÔMICO DO TEMPO DE DESLOCAMENTO PARA O TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO Carlos Eduardo Frickmann Young (GEMA- IE/UFRJ; young@ie.ufrj.br) Camilla Aguiar (GEMA-

Leia mais

Capacitação da Indústria. Nacional e Perspectivas de. Ampliação do Fornecimento. Local de Bens e Serviços para o. Setor de Óleo e Gás

Capacitação da Indústria. Nacional e Perspectivas de. Ampliação do Fornecimento. Local de Bens e Serviços para o. Setor de Óleo e Gás Capacitação da Indústria Nacional e Perspectivas de Ampliação do Fornecimento Local de Bens e Serviços para o Setor de Óleo e Gás 1 Agentes Governamentais Indústria Nacional Operadoras de P&G Missão Maximizar

Leia mais

Investimentos RIO 2012.2014. Sumário executivo. Sumário executivo

Investimentos RIO 2012.2014. Sumário executivo. Sumário executivo Investimentos Decisão RIO 2012.2014 Sumário executivo Sumário executivo Rio de Janeiro: Localização privilegiada, logística estratégica O Rio de Janeiro avançou extraordinariamente na última década com

Leia mais

HÁ LIMITES PARA O CRESCIMENTO DO SETOR IMOBILIÁRIO? O MERCADO IMOBILIÁRIO NO INTERIOR

HÁ LIMITES PARA O CRESCIMENTO DO SETOR IMOBILIÁRIO? O MERCADO IMOBILIÁRIO NO INTERIOR O MERCADO IMOBILIÁRIO NO INTERIOR Secovi SP Regional Vale do Paraíba Frederico Marcondes César Diretor Regional Região Vale do Paraíba HÁ LIMITES PARA O CRESCIMENTO Rodovias Ferrovias Dutos de Gás Natural

Leia mais

MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES. ROAD SHOW LEILÃO 700MHz

MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES. ROAD SHOW LEILÃO 700MHz MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES ROAD SHOW LEILÃO 700MHz INDICADORES DE AMBIENTE 2 POPULAÇÃO BRASILEIRA divisão demográfica Região Norte 16,9 milhões de habitantes Região Nordeste 55,8 milhões de habitantes

Leia mais

Cogen Gás Comércio & Serviços > eletricidade + vapor + água quente + água fria

Cogen Gás Comércio & Serviços > eletricidade + vapor + água quente + água fria Gás Natural > oferta crescente Bacias de Santos, Espírito Santo, Campos e importação Bolívia e GNL Cogen Gás Indústria > eletricidade + vapor + água quente + água fria + utilidades de processo turbina

Leia mais

CONTRASTES ENTRE A METRÓPOLE E O INTERIOR FLUMINENSE A PARTIR DA DINÂMICA POPULACIONAL

CONTRASTES ENTRE A METRÓPOLE E O INTERIOR FLUMINENSE A PARTIR DA DINÂMICA POPULACIONAL CONTRASTES ENTRE A METRÓPOLE E O INTERIOR FLUMINENSE A PARTIR DA DINÂMICA POPULACIONAL CONSIDERATIONS ON RIO DE JANEIRO STATE S POPULATION DYNAMICS: CONTRASTS BETWEEN METROPOLIS AND HINTERLAND Dr. Miguel

Leia mais

ESTADOS UNIDOS. Comércio Exterior

ESTADOS UNIDOS. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ESTADOS UNIDOS Comércio Exterior Março de 2016 Principais Indicadores

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T13

Apresentação de Resultados 1T13 Apresentação de Resultados 1T13 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Companhia sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações

Leia mais

ZONA DE PROCESSAMENTO DE EXPORTAÇÃO - ZPE

ZONA DE PROCESSAMENTO DE EXPORTAÇÃO - ZPE ZONA DE PROCESSAMENTO DE EXPORTAÇÃO - ZPE O Que é uma ZPE? Áreas delimitadas, especialmente designadas a indústrias exportadoras, nas quais estas usufruem de regimes tributário e cambial diferenciados,

Leia mais

necessidades habitacionais

necessidades habitacionais i m necessidades habitacionais CIDE CentrodeInformaçõese Dados doriodejaneiro FAZENDONOSSOPOVOMAISFELIZ CIDE Centro de Informações e Dados do Rio de Janeiro i m necessidades habitacionais ÍNDICE DE QUALIDADE

Leia mais

Siderurgia: realidade em duplicação no município de Marabá

Siderurgia: realidade em duplicação no município de Marabá Seminário Oportunidades de Investimentos no Pará Valor Econômico Siderurgia: realidade em duplicação no município de Marabá 02.12.2013 Ian Corrêa Vice-presidente O Aço Como Fator Estruturante das Economias

Leia mais

É a produção de bens materiais, além dos agrícolas, por empresas não artesanais. Este termo começou a ser utilizado a partir da 1ª Revolução

É a produção de bens materiais, além dos agrícolas, por empresas não artesanais. Este termo começou a ser utilizado a partir da 1ª Revolução É a produção de bens materiais, além dos agrícolas, por empresas não artesanais. Este termo começou a ser utilizado a partir da 1ª Revolução Industrial, que se iniciou em Inglaterra no século XVIII. Indústria

Leia mais

ISLÂNDIA. Comércio Exterior

ISLÂNDIA. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ISLÂNDIA Comércio Exterior Fevereiro de 2016 Principais indicadores

Leia mais

Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense 3 Trimestre de 2010

Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense 3 Trimestre de 2010 nº 14 Novembro. 2010 Acompanhamento do Mercado Formal de Trabalho Fluminense 3 Trimestre de 2010 O ano de 2010 vem se apresentando como o melhor da história em termos de geração de emprego. Segundo os

Leia mais

Sistema de Estimativa de Emissão de Gases de Efeito Estuda

Sistema de Estimativa de Emissão de Gases de Efeito Estuda Sistema de Estimativa de Emissão de Gases de Efeito Estuda SEEG >> QUEM FAZ O SEEG 2 SEEG é promovido pelo Observatório do Clima (OC) Quatro instituições selecionadas pelo OC coordenaram o processo técnico

Leia mais

Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica. Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica

Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica. Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica Roberto Murilo Carvalho de Souza Gerente de Estratégia Tecnológica CENPES PETROBRAS

Leia mais

Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas

Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas Desafios, Necessidades e Perspectivas na Formação e Capacitação de Recursos Humanos para Exportação, Refino e Distribuição de Produtos Existentes nas Reservas Petrolíferas do Pré-Sal Audiência Pública

Leia mais

ARCO METROPOLITANO. Ordenamento urbano e desenvolvimento social na Baixada Fluminense. Roberto Kauffmann Conselho Empresarial da Construção Civil

ARCO METROPOLITANO. Ordenamento urbano e desenvolvimento social na Baixada Fluminense. Roberto Kauffmann Conselho Empresarial da Construção Civil ARCO METROPOLITANO Ordenamento urbano e desenvolvimento social na Baixada Fluminense Roberto Kauffmann Conselho Empresarial da Construção Civil 29 de setembro de 2015 Baixada Fluminense I & II Municípios:

Leia mais

Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/2013.

Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/2013. Estudo de Perfil do Consumidor Potencial Brasil - Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/ Edição 2009 www.goncalvesassociados.com

Leia mais

Departamento Nacional do SENAI

Departamento Nacional do SENAI do SENAI Rede SENAI de Serviços Técnicos e Tecnológicos Sérgio Motta 16 de Agosto de 2011 O que é o SENAI - Criado em 1942 por iniciativa do empresariado do setor industrial; - Maior complexo de educação

Leia mais

Avaliação dos impactos dos grandes projetos de investimentos na dinâmica do emprego formal no estado do Rio de Janeiro

Avaliação dos impactos dos grandes projetos de investimentos na dinâmica do emprego formal no estado do Rio de Janeiro Espaço e Economia Revista brasileira de geografia econômica 5 2014 Ano III, Número 5 Avaliação dos impactos dos grandes projetos de investimentos na dinâmica do emprego formal no estado do Rio de Janeiro

Leia mais

INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA 1º FASE

INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA 1º FASE INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA 1º FASE Até 1822- Era praticamente proibido a instalação de qualquer tipo de estabelecimentos industriais na colônia, pois tudo vinha da metrópole. Até 1930 a indústria brasileira

Leia mais

A cadeia de Óleo & Gás Desafios do Estado do Rio de Janeiro 2030

A cadeia de Óleo & Gás Desafios do Estado do Rio de Janeiro 2030 A cadeia de Óleo & Gás Desafios do Estado do Rio de Janeiro 2030 Março 2015 Panorama ERJ Área: 43.696 km 2 PIB: R$ 510 bilhões 11% do PIB brasileiro Localização: Região Sudeste 55% do PIB Nacional População:

Leia mais

Apoio do BNDES para o Setor de P&G

Apoio do BNDES para o Setor de P&G Apoio do BNDES para o Setor de P&G Rodrigo Matos Huet de Bacellar Superintendente Área de Insumos Básicos Setembro / 2013 MERCADO de P&G BRASILEIRO É importante ter a dimensão desse desafio Pré-sal: um

Leia mais

Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década

Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década Roberto Gonçalves Gerente Executivo da Engenharia da Petrobras 8º Encontro Nacional do Prominp 23 de Novembro-São Luis, MA

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços

Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços Sumário Rio de Janeiro em números Energia Petróleo Carteira de Investimentos Rio de Janeiro em números Comércio Exterior Rio bate

Leia mais

Brasil Junho Mercado em números

Brasil Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Guiana Venezuela Suriname Columbia Guiana Francesa Designação oficial: República Federativa do Capital: Brasília Localização: Leste da América do Sul Peru Fronteiras terrestres:

Leia mais

POTENCIALIDADES E DESAFIOS PARA O ESTADO DO RIO DE JANEIRO NOS PRÓXIMOS 15 ANOS

POTENCIALIDADES E DESAFIOS PARA O ESTADO DO RIO DE JANEIRO NOS PRÓXIMOS 15 ANOS POTENCIALIDADES E DESAFIOS PARA O ESTADO DO RIO DE JANEIRO NOS PRÓXIMOS 15 ANOS Sistema FIRJAN Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro Presidente: Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira Vice-Presidência

Leia mais

Perspectivas Mundiais dos Biocombustíveis

Perspectivas Mundiais dos Biocombustíveis Perspectivas Mundiais dos Biocombustíveis Sillas Oliva Filho Maio, 2007 Petrobras e os Biocombustíveis Uso dos Biocombustíveis no Mundo Motivação para os Biocombustíveis Atividades da Petrobras nos Biocombustíveis

Leia mais

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Comunicação e tecnologia. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 7.2 Conteúdos A presença da economia

Leia mais

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS JOÃO PESSOA-PB, JUNHO 2004 TABELA Nº01 GASTO MÉDIO INDIVIDUAL DIÁRIO em R$ 1.00,

Leia mais

VAGAS EDITAL 6 o CICLO - POR ESTADO, CIDADE, NÍVEL E CATEGORIA PROFISSIONAL

VAGAS EDITAL 6 o CICLO - POR ESTADO, CIDADE, NÍVEL E CATEGORIA PROFISSIONAL VAGAS EDITAL 6 o CICLO - POR ESTADO, CIDADE, NÍVEL E CATEGORIA PROFISSIONAL ESTADO LOCALIDADE DOS CURSOS NÍVEL CATEGORIAS Total AM MANAUS BÁSICO CM - CALDEIREIRO 96 CM - ENCANADOR INDUSTRIAL 48 CM - LIXADOR

Leia mais

Desempenho da Indústria Catarinense

Desempenho da Indústria Catarinense FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA Desempenho da Indústria Catarinense Florianópolis, 20 de março de 2015 SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2015 INDICADOR SANTA CATARINA

Leia mais

Competitividade da Plataforma Logística do Rio de Janeiro. Desafios e as Oportunidades a partir do PELC

Competitividade da Plataforma Logística do Rio de Janeiro. Desafios e as Oportunidades a partir do PELC Competitividade da Plataforma Logística do Rio de Janeiro SECRETARIA DE TRANSPORTES SECRETARIA DE TRANSPORTES Desafios e as Oportunidades a partir do PELC SECRETARIA DE TRANSPORTES JULHO / 2015 SECRETARIA

Leia mais

Construção: equipamentos, investimentos e materiais Mercado brasileiro

Construção: equipamentos, investimentos e materiais Mercado brasileiro Construção: equipamentos, investimentos e materiais Mercado brasileiro 2012-2017 Apresentação em Salvador, 20 de março de 2013 Brian Nicholson, Consultor, Sobratema Associação Brasileira de Tecnologia

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T14

Apresentação de Resultados 3T14 Apresentação de Resultados 3T14 6 de novembro de 2014 Desempenho Financeiro 3 Em R$ milhões 50,8% 188,4 211,8 46,7% 222,0 47,8% 210,1 48,7% 207,8 51,7% 213,0 49,7% 191,5 191,5 41,3% 47,5% 47,0% 665,5 50,9%

Leia mais

mensário estatístico - exportação Fevereiro 2011 ALCOOL ETILICO

mensário estatístico - exportação Fevereiro 2011 ALCOOL ETILICO mensário estatístico - ALCOOL ETILICO CONDIÇÕES Este relatório foi preparado pela Linus Galena Consultoria Econômica exclusivamente para uso de seus clientes e não poderá ser circulado, reproduzido, distribuído

Leia mais

Panorama Econômico do Rio Grande do Sul Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Panorama Econômico do Rio Grande do Sul Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Panorama Econômico do Rio Grande do Sul 2008 Unidade de Estudos Econômicos COMPOSIÇÃO DO PIB PIB DO RIO GRANDE DO SUL 62% 9% 29% Estamos mais sujeitos a refletir crises agrícolas que a média da economia

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ATOS DO DEFENSOR PÚBLICO GERAL DE

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ATOS DO DEFENSOR PÚBLICO GERAL DE 1 DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ATOS DO DEFENSOR PÚBLICO GERAL DE 23.05.2013 APROVA a Tabela de Plantão dos Defensores Públicos para o mês de JUNHO DE 2013, nos termos da RESOLUÇÃO nº

Leia mais

LEI Nº DE 19 DE JUNHO DE 2015.

LEI Nº DE 19 DE JUNHO DE 2015. LEI Nº 2.594 DE 19 DE JUNHO DE 2015. Regulamenta a concessão de diárias e cotas de traslado aos servidores (as) ou ocupantes de cargo comissionado da Câmara Municipal de Sapucaia, Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

Abrangência. Niterói Petrópolis Teresópolis Nova Friburgo Armação dos Búzios Cabo Frio Arraial do Cabo Rio das Ostras Macaé Casimiro de Abreu

Abrangência. Niterói Petrópolis Teresópolis Nova Friburgo Armação dos Búzios Cabo Frio Arraial do Cabo Rio das Ostras Macaé Casimiro de Abreu Apresentação: Lançado pelo SEBRAE RJ, é um roteiro turístico composto por 10 municípios do Estado do Rio de Janeiro; 3 Regiões turísticas: Metropolitana, Serra Verde Imperial, Costa do Sol - integradas

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T12

Apresentação de Resultados 4T12 Apresentação de Resultados 4T12 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Companhia sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações

Leia mais

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO JOÃO CRUZ REIS FILHO SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Brasília/DF JULHO DE 2015 22 CENÁRIO POPULACIONAL

Leia mais

AGENDA PARA UMA POLÍTICA ESTADUAL DE GÁS NATURAL NO RIO DE JANEIRO Relatório 2

AGENDA PARA UMA POLÍTICA ESTADUAL DE GÁS NATURAL NO RIO DE JANEIRO Relatório 2 AGENDA PARA UMA POLÍTICA ESTADUAL DE GÁS NATURAL NO RIO DE JANEIRO Relatório 2 Cenários Alternativos e Políticas de Incentivos Para o Uso do Gás na Geração Elétrica Apresentado em: 18 de outubro de 2011

Leia mais

Geração de Emprego Formal no NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 2011

Geração de Emprego Formal no NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 2011 Geração de Emprego Formal no RIO DE JANEIRO NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, JULHO DE 211 1 211 O crescimento da economia fluminense nos últimos

Leia mais

2º SEMINÁRIO Pré-sal e a nova lei do petróleo Desafios e possibilidades

2º SEMINÁRIO Pré-sal e a nova lei do petróleo Desafios e possibilidades 2º SEMINÁRIO Pré-sal e a nova lei do petróleo Desafios e possibilidades Plano de Governo Santos 2009-2012 Desenvolvimento econômico e inclusão social Gestão pública com Desenvolvimento qualidade Sustentabilidade

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul

A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul A Política, a Estratégia e o Livro Branco de Defesa Nacional como instrumentos geradores de confiança mútua na América do Sul XI Congresso Acadêmico sobre Defesa Nacional AMAN, 12 de agosto de 2014 Antonio

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DA REDE DE SOROTERAPIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DA REDE DE SOROTERAPIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DA REDE DE SOROTERAPIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Soroterapia Antivenenos São concentrados de imunoglobulinas (anticorpos fazem parte da imunização passiva), obtidos através da

Leia mais