LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES DE TREINAMENTO LNT 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES DE TREINAMENTO LNT 2014"

Transcrição

1 LEVANTAMENTO NECESSIDAS TEINAMENTO LNT 04 N SU ANTEIO ATENDIDA ATUAL TIBUTÁIA FINANCEIA FAZENDÁIA -Contábil, Financeira, Tributária, Fiscal, Legislação, Controle COMPOTAMENTAL- elações Interpessoais, educação fiscal, ética... Evento de capacitação, cuja INFOMÁTICA-pacote realização poderá sanar a carência Office... detectada ADMINISTATIVO- edação, Línguas, Processos, Secretariado... GEENCIAL-Estratégia, planejamento, gestão de performance, liderança... Indicação dos tópicos a serem abordados Identificação da Unidade Listada LNT 03 Nº de participantes no evento Nº de servidores que farão o treinamento -Analista de Controle Interno AF-Auditor Fiscal da eceita Estadual AGF-Agente de AUF-Auxiliar de CON-Contador EXQ-Extraquadro OFF-Oficial de TEF-Técnico de TDC-todas as carreiras Instrutor Interno = Dec nº 44.4 PCI=Programa de Capacitação Inicial PALESTA=máx 4H CUSO ESPECIALIZAÇÃ O=mín 360H OFICINA, WOKSHOP AUDITOIA PESSOAL Legislação aplicada. Técnicas de Auditoria na área de Pessoal AGE não 0 30 EXT CUSO AUDITOIA GOVENAMENTAL Auditoria Governamental: conceitos básicos. Planejamento dos trabalhos. Processo de auditagem: programa de auditoria. Técnicas e procedimentos de auditoria,papéis de trabalho e comunicação dos resultados. Avaliação de programas governamentais. Novas tendências na Auditoria Governamental:auditoria operacional. Auditoria de desempenho e avaliação de impacto. =priorida de alta =priorida de média 3=priorida de baixa AGE sim EXT CUSO 3 3 EXECUÇÃO, E PESTAÇÃO CONTAS CONVÊNIOS S Definições: convênio, concedente, convenente, interveniente, executor, contrapartida, objeto, plano de trabalho, meta, termo aditivo, distinção entre convênio e contrato. equisitos para celebração do convênio: plano de trabalho, alterações, documentação necessária, contrapartida, adimplência, abertura de conta bancária específica. Celebração: termo de convênio, cláusulas obrigatórias, cláusulas não permitidas, publicação. Execução: registros e comunicações, liberação dos recursos, alteração do convênio, gestão dos convênios. Prestação de contas: composição, relatório da execução físico-financeira, relatório de execução da receita e despesa, relação de pagamentos, relação de bens, extrato bancário, conciliação bancária, comprovante de recolhimento de saldo, termo de aceitação definitiva de obra. Siconv. Manual de Convênios do EJ (CONVEJ). Módulo de Convênios do SIAFEM/J. AGE/CGE/SG/SUBFIN não 0 00 INT/EXT CUSO PLANEJAMENTO AUDITOIA EDAÇÃO E ELABOAÇÃO ELATÓIOS AUDITOIA E PAPÉIS TABALHO Planejamento de Auditoria. Técnicas de Planejamento. Plano Anual de Auditoria. Módulo : Teoria e Módulo : Oficina Planejamento de Auditoria: materialidade, riscos. Planejamento dos trabalhos. Papéis de Trabalho AGE não 0 85 INT CUSO AGE sim INT CUSO ELATÓIO AUDITOIA elatório de Auditoria. Técnicas de Elaboração. AP AGE não 0 85 INT OFICINA 7 ESPONSABILIZAÇÃO AGENTES PEANTE TIBUNAIS CONTAS Conceitos Fundamentais envolvendo esponsabilidade. esponsabilidade Administrativa perante o TCU. equisitos da esponsabilidade Administrativa perante o TCU. Exclusão de Ilicitude. Exclusão de Culpabilidade. esponsabilização no âmbito das Licitações. esponsabilidade relacionada à Celebração e à Execução Contratual. esponsabilidade no âmbito Convênios e Ajustes semelhantes celebrados com a União e Entidades Federais. esponsabilidade Outras Situações elevantes AGE/CTCE/SG sim EXT CUSO

2 SU ANTEIO ATENDIDA ATUAL 8 LEGISLAÇÃO TIBUTÁIA: OBIGAÇÕES SOBE SEVIÇOS ELATIVOS AS PESSOAS FÍSICAS E JUÍDICAS etenção de I para Pessoa Física e Jurídica: Dispensa de etenção. Procedimento. Percentuais. Comprovantes. Obrigações acessórias. etenção de ISS para Pessoa Física e Jurídica: Serviços que estão sujeitos. Pessoas Jurídicas que estão sujeitas. Lista de Serviços. etenção de INSS para Pessoa Física e Jurídica: Serviços que estão sujeitos.construção Civil. Pessoas Jurídicas que estão sujeitas. Dispensa de etenção. Procedimento. Percentuais. Comprovantes.Obrigações acessórias. CSLL, PIS, COFINS, GFIP AGE/CGE/SG não 0 0 Convênio CC CUSO 9 0 TOMADA CONTAS IN AGE /03. Manual de Tomada de Contas da AGE. Estudo de Casos AGE não 0 0 INT CUSO INFOMÁTICA VISIO Conceitos. Funcionalidade. Casos AGE sim INT CUSO FAZENDÁIA FEAMENTAL EXCEL AVANÇADO Fórmulas avançadas, operações, processamento de dados, planilhas dinâmicas. VBA na elaboração de Macros. AGE/AJU/CGE/CH/CTCE /DGAF/SG/SUBFIN/SUPOF 00 EXT CUSO FAZENDÁIA Baseado na Lei nº 8.666/93 e Manual de Acompanhamento e Fiscalização de Contratos e CONTATOS BASEADOS NO Instrumentos Congêneres publicado no DOEJ de 4/0/0 - Objeto, justificativa, MANUAL SEFAZ,, E TEMO características da contratação, execução, vigência, obrigações das partes, forma de EFEÊNCIA pagamento, planilha de custos, prazo de garantia, vistoria prévia e assistência técnica. Auditoria de Contratos. Técnicas. esponsabilização AGE/CH/DGAF/EFAZ/SG sim parcialmente 50 EXT CUSO 3 TIBUTÁIA CUSOS CUTA DUAÇÃO PAD e PAT AJU a definir EXT CUSO 4 FAZENDÁIA COMPOTAMENTAL ATENDIMENTO AO E ELAÇÕES INTEPESSOAIS Desenvolvimento de técnicas de melhoria na qualidade de atendimento (direto e telefônico) e relacionamento interpessoal AJU/CC/CH/DGAF/EFAZ /SUBFIN/SUPOF 50 EXT CUSO 5 FAZENDÁIA FEAMENTAL EXCEL BÁSICO/INTEMEDIÁIO Gráficos, Manipulação de dados com importações e exportações de arquivos, uso de fórmulas e funções matemáticas, estatísticas, de informação e de datas; funções de pesquisa para busca de informações seletivas e auditoria de fórmulas para análise e correção de fórmulas; funções de texto para formatação e funções de banco de dados para extração seletiva de informações; auto-filtros e filtros avançados para consulta a conjunto de dados; classificação de dados; tabelas dinâmicas; resumo de dados; validação de dados, atribuindo regras para introdução dos dados na planilha. Formulários personalizados. AGE/AJU/CC/CGE/CH/C TCE/DGAF/SUBFIN/SUPOF /SSE/IFEs/EFAZ e JF parcialmente 85 EXT CUSO 6 FAZENDÁIA FEAMENTAL EXCEL BÁSICO Apresentação dos menus, inserção de dados, planilhas, formatação, colar especial, Proteção do Dados (salvar, proteger planilha), Manipulação de dados simples (classificar, filtrar), revisão, introdução a fórmulas (soma, subtração, multiplicação, divisão, média, autosoma), exibição dos dados, hiperlinks, impressão e layout de páginas. Impressão AGE/AJU/CC/CH/CTCE/ DGAF/EFAZ/SG/SUPOF/SS E/IFE, IF e JF 90 EXT CUSO 7 FINANCEIA CONTABILIDA PÚBLICA Capacitação nos principais temas de contabilidade pública: conceito, objeto e regime; sistemas de contas; variações patrimoniais: variações ativas e passivas orçamentárias e extraorçamentárias; elaboração das demonstrações financeiras e contábeis; demonstrações contábeis de acordo com a Lei nº 4.30/64: BO, BF, BP e DVP; controle da execução da receita e da despesa orçamentária.principais conceitos da contabilidade Pública: Dívida fundada, Dívida Flutuante, estos a Pagar, Despesas de Exercícios Anteriores, Dívida Ativa. Classificar, registrar e evidenciar os efeitos no patrimônio decorrentes das transações de natureza orçamentária, financeira, fiscais e patrimoniais típicas da Administração Pública a partir de uma abordagem conceitual das Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público (NBCASP) e do Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público MCASP - Lançamentos Típicos - eceita por competência, Depreciação/Amortização/Exaustão, eavaliação, edução ao Valor ecuperável, Divida Ativa, Precatórios, Fundeb. Estruturas dos Balanços Públicos: Balanço Patrimonial, Balanço Orçamentário, Balaço Financeiro, DVP, DFC, DMPL. Exercícios práticos. AJU/CGE/SG/SUBFIN/SU POF 00 EXT CUSO 8 FAZENDÁIA GEENCIAL AUDITOIA INTENA INDICAÇÃO SEM CONTEÚDO CC/SUBFIN 0 5 AGF / EXQ / OFF / TEF CUSO

3 SU ANTEIO ATENDIDA ATUAL 9 FAZENDÁIA ADMINISTATIVO EDAÇÃO OFICIAL E PODUÇÃO OFICIAL Organização e elaboração textual dentro das novas regras ortográficas, coesão e coerência do texto, estilo, clareza, precisão, concisão e correção X estereotipia e modismos. edação Oficial: padrão oficial, impessoalidade, uso padrão culto da linguagem, clareza, pronomes de tratamento e fechos de correspondência, documento e sua especificidade. A Linguagem dos Atos e Comunicações Oficiais, normas gerais de elaboração, os tipos de documentos do padrão oficial: memorando, ofício, relatório, nota técnica, parecer, atos normativos, comunicação interna e ; definição e finalidade; forma e estrutura, pronomes empregados; forma de diagramação. AGE/CC/CGE/CH/CTCE/D GAF/EFAZ/SG/SSE/IFE, IF e JF/SUBFIN/SUPOF não 60 AGF, AUF, EXQ, AF, OFF EXT (FESP) CUSO 0 ANÁLISE E CONCILIAÇÃO CONTAS Por que as contas devem ser conciliadas e analisadas. Conferência, revisão, reconciliação ou conciliação. Análise das Contas Patrimoniais. Análise das Contas de esultado. Como interpretar os saldos das contas. Origens das irregularidades. Classificação das pendências. Contas conciliáveis. Cuidados iniciais à conciliação. Critérios para efetuar uma conciliação. Conciliação das Disponibilidade. Conciliação bancária. Análise e regularização das pendências bancárias. Como documentar uma regularização. Lançamentos Contábeis de reclassificação, estorno e regularização. Históricos dos lançamentos. Cuidados a serem tomados quando das regularizações. Aspectos fiscais. Exercícios práticos. Exemplos práticos de regularizações e registros do SIAFEM e SIG. CGE EXT CUSO DIEITO ADMINISTATIVO Direito administrativo. Administração pública. egime jurídico administrativo. Organização da administração pública. Poderes administrativos. Atos administrativos. CGE/CTCE FAZENDÁIA INFOMÁTICA ACCESS Noções básicas de Acess CGE/CTCE/SUBFIN/SSE EXT CUSO 3 EXT CUSO 3 CUSTOS PAA ADMINISTAÇÃO PÚBLICA E ESTATÉGICA CUSTOS Objetivos da Gestão de Custos na esfera Pública. Conceitos elevantes. Determinação do Plano de Centros de Custos. Fontes de alimentação de dados. Avaliação de custos operacionais setorizados. Avaliação de custos de procedimentos. Determinação dos custos para taxas, diárias, e pacotes de atendimento. Avaliação de margem. Introdução :custos, gastos, despesas, e perda. Custos para fins contábeis e fins gerenciais.separação do Gasto Semi-Variável entre parte fixa e parte variável. Custeio Variável e Custeio por Absorção: Custeio por absorção versus custeio variável. A Demonstração de esultado do Exercício pelo método do custeio variável. Métodos de Custeio de e Produtos Serviço: Custeio por Absorção e Custeio Direto. Custeio Variável e Custeio ABC. Custeio Integral e KW. elação Custo / Volume / Lucro:O ponto de equilíbrio.ponto de equilíbrio contábil, econômico e financeiro. Simulação do ponto de equilíbrio de vários produtos ao mesmo tempo, com utilização da ferramenta Solver. Ponto de Equilíbrio em Quantidade e eceita. Gestão Estratégica de Custos: Fundamentos da gestão estratégica de custos. Aplicação do conceito de margem de contribuição. A margem de contribuição e os custos identificados. Como implementar uma gestão de redução de custos. NBCT 6. - Custos no Setor Público. Demonstração do esultado Econômico. CGE EXT CUSO 4 INFOMÁTICA SISTEMA OPEONAL-SIAFEM Objetivo. Conceituação Básica: órgão, F, UG, PT, IG, PC, ND, NE, NL, DL, NC, Conformidade Contábil e Diária, eventos,célula orçamentária, Comunica e Plano de Contas. Operacionalização do Sistema. Empenho da Despesa: funções dos eventos, tipos de eventos, créditos orçamentários, nota de crédito, cadastros prévios (convênios, contratos e consórcios), detafonte, registros (empenho, reforço e anulação), tipos (ordinário, global e estimativo), tipos de favorecidos, descrição do empenho. Liquidação da Despesa: funções dos eventos, tipos de eventos, saldos a liquidar por sub-elemento de despesa, documento de liquidação, nota de lançamento, consignações, histórico padrão/complementação. Pagamento da Despesa: funções dos eventos, tipos de eventos, confirmação de pagamento (eventos 53.0), função CANPDOFIC, disponibilidade por fonte, pagamento de despesas de convênios (evento complementar 54.0), pagamento descentralizado, confecção de lista, pagamento por lista, cadastramento de faturas/bloquetos, pagamento por cod-barras, pagamento de consórcio, campo finalidade (Portaria Subfin n 0/0) e Transações. Acesso ao sistema. Modelos de telas. Processo. Perfil de usuários. CGE INT CUSO

4 SU ANTEIO ATENDIDA ATUAL 5 MONSTAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETO Conteúdo: Estrutura das Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público. Elaboração dos balanços. Balanço Orçamentário, Financeiro, Patrimonial, Demonstração das Variações Patrimoniais, Demonstração do Fluxo de Caixa, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. Notas Explicativas. Análise dos Balanços. CGE EXT CUSO 6 POCEDIMENTOS PAA ENCEAMENTO DO EXECÍCIO FINANCEIO E ESTOS A PAGA Princípios orçamentários. Finalidade, fundamentos e evolução histórica. Classificação das eceitas e das Despesas,critérios de classificação da receita por categorias econômicas e fontes, institucional e fontes de recursos. Estimativa das receitas disponíveis para a execução dos programas orçamentários. Despesas orçamentárias, os critérios de classificação por natureza: Categoria Econômica. Grupo de Natureza da Despesa. Elemento de Despesa. Compreensão geral das funções do orçamento. Os limites constitucionais e as vinculações. As eceitas e Despesas do Exercício Financeiro. As fases da receita: lançamento; recolhimento e arrecadação. Métodos de projeção da receita. Os quadros de cotas e a tendência da arrecadação. Os encargos e as despesas compromissadas até o final do exercício. As despesas empenhadas, o limite de créditos concedidos e a responsabilidade fiscal. As três fases da despesa: empenho, liquidação e pagamento. Gestão das notas de empenho não liquidadas e pagas. A distinção entre empenho e nota de empenho. O impacto da contabilização de dívidas. O egistro Contábil da Despesa como estos a Pagar. Avaliação da despesa empenhada e a disponibilidade de caixa. Os critérios e recomendações legais para o registro das despesas processadas e não processadas. Os empenhos a conta de créditos com vigência plurianual. A Gestão dos estos a Pagar no Exercício Seguinte à sua Inscrição. estos a Pagar com prescrição interrompida. A gestão da receita proveniente de anulação de estos a Pagar. CGE INT CUSO 7 Conceitos e aplicação. econhecimento. Mensuração. Depreciação, Amortização e Exaustão. CONTABILIDA APLICADA AO Baixa do valor contábil de um item do ativo imobilizado. Divulgação Intangível: Conceito e SETO - TATAMENTO DO Aplicação. Procedimentos para identificar um ativo intangível. econhecimento do Ativo IMOBILIZADO E INTANGÍVEL Intangível. Baixa. Divulgação. CGE INT CUSO 8 OÇAMENTO Princípios Orçamentários. Execução Orçamentária da eceita e Despesa. Atos Legais da Legislação Orçamentária: PPA, LDO,LOA. Classificações da eceita e Despesa Orçamentária e Intra-orçamentárias. Modalidades de dispêndios. Créditos Orçamentários. Atos Legais da Execução Orçamentária. Análise contábil: ativo circulante, não circulante e compensado, passivo circulante, não circulante e compensado. Controle da execução orçamentária: receita e despesa pública: procedimentos contábeis para encerramento do exercício. Fases do processo de encerramento, liquidação da despesa (fato econômico), análises contábeis para inscrição de restos a pagar processados e não-processados, análise dos grupos bens a incorporar, materiais em trânsito, sentenças judiciais e serviços da dívida; tratamento da programação de desembols. Procedimentos no caso de OB devolvidas. Procedimentos para descentralização de créditos. Procedimentos para convênios. Procedimentos para fundos especiais. otinas de encerramento pelo SIAFEM. Prazos e procedimentos. Documentação exigida quando do encerramento do exercício. elatórios da LF. Análise das demonstrações contábeis: conincons, analicont, conformidade contábil e outras análises. CGE/SG/SG/SUPOF INT CUSO 9 FAZENDÁIA SINDICÂNCIA (IN COMPANY) Baseado no Manual do Sindicante aprovado pelo Decreto nº 7.56 de 06/09/984. CH/CTCE/DGAF/SG sim 0 5 EXT/INT CUSO 30 FAZENDÁIA AQUIVO Guarda e Indexação. Técnicas de arquivar documentos fisico e virtual. Organização da documentação a fim de racionalizar o arquivamento e facilitar a localização dos mesmos. CH/CTCE/DGAF/EFAZ/SU POF sim 0 0 EXT CUSO 3 COMPOTAMENTAL MOTIVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E LIANÇA Discutir motivação, comunicação e liderança e aspectos inerentes à necessidade da obtenção de altas performances no ambiente de trabalho, em nível de equipe e pessoal. Liderança no trabalho e relações interpessoais. Capacitação no relacionamento com os setores subordinados. AGE/CGE/CTCE/SUBFIN x x 30 EXQ x OFICINA; WOKSHOP

5 SU ANTEIO ATENDIDA ATUAL 3 FAZENDÁIA INFOMÁTICA PACOTE MICOSOFT OFFICE - WINDOWS Gerenciador de Arquivos (Windows Explorer): Sistematização de nomenclatura e manejo de arquivos eletrônicos - utilização no manejo dos dados que tramitam na CTCE. CC/CTCE x x 5 AGF / EXQ /OFF / TEF x CUSO 33 FAZENDÁIA INFOMÁTICA WOD BÁSICO, INTEMEDIÁIO E AVANÇADO Utilização de Estilos: o que é um estilo, estilos de parágrafo, estilos de caractere, aplicação de estilos, alteração de estilos por exemplo e por definição, galeria de estilos, biblioteca de estilos, fontes, parágrafos. Utilização de modelos: trabalhar com modelos globais, aplicação de modelos, criação de modelos. Área de transferência: Colar especial, pincel de formatação. Documentos longos: estrutura de tópicos, layout da web, notas, referências cruzadas, legendas, índices, remissivo, analítico, de figuras, autoridades, auto texto, versões, salvar automaticamente uma versão toda vez que o documento é fechado, salvar uma versão como um arquivo separado. Alinhando o texto na célula, alterando a direção de texto, margens, configuração de página, utilização da régua, cabeçalho e rodapé, caixa de texto. Tabelas: estilos de tabelas, mesclando células, dividindo uma célula,dividindo uma tabela, alinhando a tabela, classificando informação, convertendo texto em tabela, convertendo tabela em texto, elaborando cálculos em uma tabela aplicando uma operação de soma. evisão de documentos: comentários, modificar um comentário, controle de alterações, marcas de revisão, verificação da revisão, revisão por várias pessoas, revisão ortográfica e dicionário de sinônimos. CTCE/EFAZ/SG/UCP/SSE/ JF sim 0 7 AGF, EXQ, OFF/EXQ/TEF/AF /TDC EXT CUSO 34 LEI ESPONSABILIDA FISCAL LF Aspectos da Lei de esponsabilidade Fiscal aplicados à Contabilidade Pública. esponsabilidades Penal e Administrativa dos Gestores. elatórios Fiscais e sua Transparência. esponsabilidade fiscal: conceito, natureza jurídica, objeto e finalidade. A Elaboração da Lei Orçamentária Anual e sua Execução frente ao disposto na LF 3. Metas e iscos Fiscais: Anexo de Metas Fiscais. Anexo de iscos Fiscais. egras para a Limitação de Empenho e Movimentação Financeira. Identificar os limites legais (pessoal, dívida, garantia, operações de crédito) e os mecanismos para sés ajustes legais. As enúncias de eceitas Públicas e a Criação das Despesas Obrigatórias de Caráter Continuado. Execução Orçamentária: A Previsão e Efetiva Arrecadação das eceitas. Novas egras para a enúncia de eceitas. Os Estágios da Despesa Pública. A Criação de Despesas de Caráter Continuado. As Despesas com Pessoal. As AJU/CTCE/SG/SUBFIN/SU Despesas com a Seguridade Social. A Inscrição em estos a Pagar (processados e nãoprocessados) segundo à Lei nº 4.30/64 e a Lei de esponsabilidade Fiscal. Elaborar, analisar POF/AJU e interpretar os relatórios criados no âmbito da LF: elatórios de Gestão Fiscal e esumido de Execução Orçamentária. Endividamento Público: Dívida Fundada, Dívida Mobiliária, Dívida Consolidada Líquida, Operações de Crédito (esoluções Senado 40 e 43 de 00 e 78 de 998) e Situação do Endividamento do Governo Estadual e Federal. Fiscalização da Gestão Fiscal: Controle Interno e Controle Externo. Visão do TCE, STN, Ministério da Educação, Ministério da Saúde e Previdência Social. Transparência da gestão pública introduzidos pela LF. O Controle Social. Debate de casos. Lei de esponsabilidade Fiscal: Limites, prazos e prescrição. Normas sobre execução financeira, orçamentária e patrimonial. Orçamento público. Controle financeiro e orçamentário. 30 CUSO 35 FAZENDÁIA ES S Oratória, elaboração de material didático e de plano de aula, técnicas de apresentação EFAZ/SUBFIN 30 TODOS EXT CUSO 36 TIBUTÁIA DIETO TIBUTÁIO Legislação tributária estadual, CTN e CF, ICMS AJU/SG/SSE/SUT 00 TDC CUSO 3 37 FAZENDÁIA INFOMÁTICA ACCESS APLICADO À FISCALIZAÇÃO Aquisição de conhecimentos sobre access e Auditoria fiscal aplicada a esta ferramenta.introdução a Banco de Dados. Conhecendo o Microsoft Access. Criando Banco de Dados. Criando tabelas. elacionamento de tabelas. Tabelas importação e Exportação. Consultas Modo Interativo. Consultas com Sql. Introdução a Formulários. Trabalhando com Formulários. elatórios. Administração do Banco de Dados. Macros. Usando Módulos. CTCE/SSE sim parcialmente 54 AUF INT CUSO 3

6 SU ANTEIO ATENDIDA ATUAL 38 TIBUTÁIA POGAMA - COMPETÊNCIAS GEENCIAIS Aquisição de conhecimentos, habilidades e atitudes -ética, liderança, motivação, feedback, relações interpessoais (pré-requisito: mapeamento de competências) Deveres,proibições e impedimentos do servidor público da fazenda estadual, sigilo fiscal, crimes contra a administração pública, responsabilidade funcional, sanções disciplinares, improbidade administrativa. Postura e técnicas de atendimento ao contribuinte com simulações. Palestras sobre modelos de atendimento em outros órgãos (internos/externos) que apresentaram excelentes resultados. Técnicas de elacionamento Interpessoal para atendimento e interface entres as equipes da SEFAZ. Motivação e energização da equipe. SSE sim 0 a definir AUF INT Programa 39 TIBUTÁIA VII PCIAF Aquisição de conhecimentos, habilidades e atitudes necessários para a formação do auditor fiscal CH não 0 50 AUF INT Programa 40 TIBUTÁIA INFOMÁTICA SOFTWAE INTEACTIVE DATA EXTACTION & ANALISYS (IA) Aquisição de conhecimento sobre o software para extração e análise de dados Idea voltado para fiscalização de ICMS. Posteriormente, customizar e multiplicar para ITD e IVPA SSE/IFE sim 0 7 AUF INT CUSO 4 TIBUTÁIA APOSTILAMENTOS FUNDAMENTAÇÃO E INSTUÇÃO AUTO INFAÇÃO FÓUM DAS MELHOES PÁTICAS Procedimentos sobre apostilamentos (simples / desdobramentos) Abordagem processual, instruindo os afres a formularem relatos precisos e fundamentados, com capitulações corretas de modo a evitar a nulidade dos autos de infração. Apresentação de práticas de gestão e/ou fiscalização de empresas inovadoras ou com resultados expressivos para divulgação na SEFAZ SSE/IFE e IF não AF INT CUSO 4 TIBUTÁIA 43 TIBUTÁIA ITD CUSO DO SOFTWAE LEITUA/CUZAMENTO BANCO DADOS "CYSTAL" Utilização do software "crystal" CTCE/ SSE/IFE-09 e SAF AUF INT CUSO Aquisição de conhecimento dos processos inventário/arrolamento e outros que envolvam o ITD. SSE/IF não 0 a definir AGF,AF,OFF,TEF INT CUSO 44 TIBUTÁIA INFOMÁTICA EXCEL APLICADO À FISCALIZAÇÃO Apresentação dos principais recursos do EXCEL que tenham aplicação em ações fiscais e exercícios com casos práticos CTCE/SSE/IF sim parcialmente 7 AUF INT CUSO 45 TIBUTÁIA INFOMÁTICA COGNOS AVANÇADO - ELABOAÇÃO ELATÓIOS Apresentação de consultas disponibilizadas no Cognos e elaboração de relatórios aplicado a fiscalização, gestão das ações fiscais e monitoramento da arrecadação da inspetoria SSE/IF E IFE sim 0 a definir AUF, Inspetor e Sub-inspetor INT CUSO 46 TIBUTÁIA SISTEMA EGIN Apresentação dos novos procedimentos e sistema de cadastro integrado (modelo do treinamento a definir) SSE/IF, IFE 07, IFE, IFE 06 não 0 a definir AGF, AUF, EXQ, AF, OFF INT CUSO 47 TIBUTÁIA EMISSÃO CUPOM FISCAL E POS Conhecimentos, habilidades e atitudes necessários para a fiscalização de ECF: Legislação aplicável, componentes de hardware e software (Memória Fiscal, MFD, PAF-ECF). Extração de Memória Fiscal e técnicas para auditoria destes dados. Análise das informações através do cupom fiscal, leitura x e redução z. Principais capitulações legais das infrações referentes ao assunto. Apresentação dos principais modelos de ECF do mercado. Noções sobre POS: principais fabricantes e equipamentos. Legislação aplicável, procedimentos, informações e relatórios necessários para a fiscalização SSE/IF, IFE 07, IFE, IFE 06, SAF sim 0 a definir AUF INT CUSO 48 TIBUTÁIA INFOMÁTICA SISTEMA FISCALIZAÇÃO DO SPED, NFE E CTE Conhecimentos, habilidades e atitudes necessários para o procedimento fiscal e lançamento do crédito tributário no SPED. Será ministrado quando o sistema de fiscalização desenvolvido pela SEFAZ for implantado. SSE/IF, JF E IFE sim parcialmente 400 AUF INT CUSO 49 INFOMÁTICA ESTATÍSTICA EM EXCEL Medidas de tendência central: média, mediana, moda. Medidas de dispersão: variância, desvio padrão. Outras medidas importantes: quartis, percentis, etc. ecursos gráficos do Excel para análise estatística. Como usar as distribuições de probabilidade (Normal, Binomial, Poisson, Weibull, Log-normal, etc). egressões (lineares e não-lineares), Correlações e suas aplicações para realizar previsões futuras de vendas, custos, lucros, etc. Análise de dados históricos: histograma, ajuste de distribuição de probabilidade aos seus dados, testes de aderência.estatística Descritiva. Índices. Teoria das Probabilidades. Inferência Estatística. elação entre duas Variáveis. Modelo de egressão Linear. Extensões do Modelo de egressão Linear SUBFIN a definir CUSO 50 FINANCEIA FINANÇAS PÚBLICAS a definir SUBFIN a definir CUSO

7 5 FAZENDÁIA SU PATIMONIAL NO SETO Conceito de patrimônio aplicado à Administração Pública. Bens públicos. Gestão patrimonial e a Lei de esponsabilidade Fiscal. Avaliação dos componentes patrimoniais. esponsabilidades pela gestão dos bens públicos. Gestão dos bens públicos de natureza permanente. Depreciação, amortização e exaustão. eavaliação dos bens públicos. Inventário na Administração Pública. NBCASP ANTEIO ATENDIDA ATUAL SUBFIN a definir CUSO 5 FAZENDÁIA ADMINISTATIVO HAMONIZAÇÃO CONTÁBIL E SISTEMA ESCITUAÇÃO DIGITAL (SPED) Conhecer a estratégia de convergência das normas contábeis aos padrões internacionais, com foco na tributação, o egime Tributário de Transição e as demonstrações financeiras. Conhecer as funcionalidades, aplicações e vantagens do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED). SUBFIN a definir CUSO 53 MATEMÁTICA FINANCEIA Porcentagem. Expoente. adiciação. aiz quadrada e aiz Cúbica. Capital, Juros, Valor Presente e Valor Futuro. Capitalização Simples. Taxas com capitalização simples. Capitalização Composta. Descontos.. Série de Pagamentos. Avaliação de fluxo de Caixa. Sistema de amortização. Utilização da HP financeira, mat financeira com uso do excel. SUBFIN a definir CUSO 54 FAZENDÁIA GEENCIAL PÁTICAS E FEAMENTAS DA ADMINISTAÇÃO PÚBLICA Gestão pública no Brasil, evolução histórica. Stakeholders. Orçamento público, controle da administração pública e ministério público. Planejamento estratégico do setor público e suas particularidades. Balanced Score Card do setor público.programa nacional de gestão pública e desburocratização (GesPública). Plano Diretor da eforma do Aparelho do Estado. SUBFIN a definir CUSO 55 FAZENDÁIA INFOMÁTICA SIG E SIAFEM Extração de dados no SIG e SIAFEM: principais comandos. SG/SUBFIN/SUPOF 7 CUSO 56 FAZENDÁIA AVALIAÇÃO POJETOS Estratégia e Projetos. Estratégia como plano. Estratégia como posição. Definição e tipos de projetos. A estrutura do projeto. As etapas de um projeto. A Análise de Mercado (demanda e oferta).classificação dos bens e variáveis relevantes que influem na sua demanda. O ciclo de vida do produto.fases iniciais do estudo de mercado.critérios quantitativos. Critérios qualitativos. A projeção da oferta. Localização e investimentos. O método dos orçamentos comparados. Definição e medida do tamanho. Tamanho e custos. Curva de aprendizagem. Uso da capacidade.ecursos para o Projeto. Fontes de recursos financeiros. Quadro de investimento. Quadro de fontes e de aplicações de recursos. Quadro de projeções de resultados. Quadro de projeção do fluxo de caixa. Critérios Quantitativos de Análise. Classificação dos investimentos. Incerteza e isco no Projeto. Custo de capital na decisão de investimento.custo de oportunidade SUBFIN a definir CUSO 57 FAZENDÁIA GEENCIAL BALANCED SCOECAD E INDICADOES PAA A PÚBLICA O curso tem por objetivo capacitar gestores da administração pública em técnicas de elaboração e implantação do Balanced Scorecard associado a indicadores de desempenho, com vistas à aplicação dos conhecimentos na gestão estratégica do órgão público. SUBFIN a definir CUSO 58 FAZENDÁIA LICITAÇÕES E CONTATOS ADMINISTATIVOS (LEI 8.666/93 E 0.50/00) Abordagens teóricas da Lei de Licitações e Contratos Administrativos (Lei 8.666/93) e da Lei de Pregão (Lei 0.50/0), oportunidade de examinar e analisar editais de Licitações em todas as modalidades, debatendo e solucionando questões práticas que vêm ocorrendo no dia-a-dia dos certames licitatórios, de forma a agregar conhecimento suficiente para iniciar, conduzir e concluir uma licitação com segurança de estar atendendo as normas que a regulamentam. AJU/CGE/SG/SUBFIN 50 CUSO 59 FAZENDÁIA ADMINISTATIVO IDIOMAS ESTANGEIOS Compreensão global do idioma (escrita e oral) a fim de possibilitar acompanhamento de cursos em língua estrangeira e interação com agências internacionais. Linguagem específica de negociações com foco em termos técnicos, financeiros. Tornar os participantes capazes de efetuar contatos em inglês com órgãos financiadores e instituições financeiras internacionais. Familiarizar os participantes com o uso de vocabulário específico técnico/financeiro, e torná-los hábeis na revisão, adequação e estruturação da linguagem utilizada. SUBFIN/SG/UCP/SUPOF 5 AGF / EXQ / OFF / TEF EXT CUSO

8 SU ANTEIO ATENDIDA ATUAL 60 FAZENDÁIA INFOMÁTICA POWEPOINT A tela do Microsoft PowerPoint: barra de título, barra de menu,barra de ferramentas,como tornar a área de trabalho do Microsoft PowerPoint 00 mais fácil de ser usada, barra de status. Gerenciamento de arquivos: salvar apresentações, abertura de apresentações, em seu disco rígido ou em uma rede, usando um endereço unc,como uma cópia, como somente leitura, criar de novas apresentações. Protegendo documentos: protegendo o documento com senha, removendo a senha de um documento, protegendo o documento contra gravação. Slide de Título: trabalhando com texto, formatação de fonte, formatação de parágrafos, segundo plano do slide, inserindo objetos. Layout lista com marcadores: inserção de texto como lista de marcadores, inserção, exclusão e modificação de marcadores, cor e tamanho do marcador, distância entre os marcadores e o texto. Layout tabelas: criar uma tabela simples, criar uma tabela do Word 00, formatação. Layout gráfico: criar um gráfico, formatação do gráfico. Layout organograma: criar e excluir caixas, bordas e preenchimentos da caixa, copiar e mover caixas, reorganizar caixas. Trabalhando com slide mestre: formatando o título mestre formatando o texto mestre, alterando o formato dos marcadores, alterando o fundo do slide mestre, inserindo número de página, data e hora e cabeçalho, inserindo um logotipo, trabalhando com mais de um slide mestre. Inserção de objetos. Clip Gallery: desagrupar e modificar ClipArt, Inserir uma figura importada. Organização da apresentação: ordenando os slides,apagar um slide, alteração do visual dos slides, slide mestre, modelos, esquema de cores. Efeitos e animações. Executar uma apresentação: gravar uma narração de voz ou som em uma apresentação de slides, configurar slides. Imprimir uma apresentação. Técnicas de elaboração de uma apresentação: cuidados na elaboração de uma apresentação, utilização do slide mestre, cores na apresentação, textos e imagens utilizados durante a apresentação. Montando a apresentação. Modo classificação de slides. Como utilizar a transição. Cronometrando. Salvando e publicando apresentações. SUBFIN/SSE/JF sim 0 7 AGF, EXQ, OFF EXT CUSO 6 FINANCEIA ANÁLISE DADOS ESTATÍSTICOS E CENÁIOS ECONÔMICOS - ECONOMETIA I E II Técnicas de amostragem, distribuições estatísticas, estimação de parâmetros, inferência estatística, correlação, regressão e análise da variância. Avaliação de experimentos. Visa capacitar em um conjunto de ferramentas estatísticas, com aplicação de um modelo matemático, com a finalidade de compreender as diversas relações entre as variáveis econômicas.análise dimensional e similitude. Análise de séries numéricas. Utilização de softwares estatíticos; probabilidades, projeções e estimativas. SUBFIN/SUPOF 0 EXT CUSO 6 FINANCEIA ECONOMETIA III - AVANÇADO Cointegração. VA Vetores Auto-egressivos. Modelos de Correção de Erro incluindo revisão inicial de séries temporais e/ou discussão inicial sobre estacionariedade e/ou AIMA.T SUBFIN/SUPOF 0 EXT CUSO 63 FAZENDÁIA GEENCIAL ESTATÉGICA Dinâmica estratégica, processos de administração estratégica, fundamentos de estratégia, planejamento e estrutura organizacional, gestão e visão sistêmica. Técnicas de planejamento estratégico.estratégia e planejamento estratégico, governança corporartiva, controle estratégico e desempenho, construção de indicadores, ferramentas e metodologias de diagnóstico. Vantagem competitiva. Mecanismos e instrumentos governamentais para avaliação de políticas e programas públicos. EFAZ/SUBFIN/SUPOF 5 EXT CUSO 3 64 FAZENDÁIA COMPOTAMENTAL EM SECETAIA GABINETE 65 FAZENDÁIA INFOMÁTICA DADOS INDICAÇÃO SEM CONTEÚDO AJU/CH 4 EXT CUSO Gerência de dados mestres (MDM - Master Data Management), gerência de metadados, governança de dados, qualidade de dados ATI EXQ EXT CUSO 66 FAZENDÁIA INFOMÁTICA OACLE SIGNE 0G Uso da ferramenta de modelagem de dados Oracle Designer 0g ATI EXQ EXT CUSO 67 FAZENDÁIA INFOMÁTICA MOLAGEM DADOS MULTIDIMENSIONAL Conceitos de modelagem multidimensional (tabelas de fatos, chaves, granularidade, dimensões, dimensões compartilhadas, matriz de barramentos, dimensões degeneradas, SCD (slowly changing dimensions), mini-dimensões, dimensões junk,snowflaking, hierarquias, bridge tables, tipos de tabelas de fatos: transacionais, snapshot periódicos, acumuladores) ATI 4 EXQ EXT CUSO

9 SU ANTEIO ATENDIDA ATUAL 68 FAZENDÁIA INFOMÁTICA 69 FAZENDÁIA INFOMÁTICA Sistemas legados, sistemas fonte, back room, serviços ETL, ODS (operational data store), EDW NOÇÕES AQUITETUA DATA (enterprise datawarehouse), applicances para processamento analítico, front room, servidor WAEHOUSE de apresentação. METODOLOGIA SENVOLVIMENTO ÁGIL PAA DATAWAEHOUSING Aplicação de práticas ágeis ao processo construção do DW, ciclos iterativos curtos, desenvolvimento rápido e evolutivo do DW, entregas constantes de novas funcionalidades. ATI 4 EXQ EXT CUSO ATI 4 EXQ EXT CUSO 70 FAZENDÁIA INFOMÁTICA GEÊNCIA POJETOS BI Metodologia, documentação e gerência de projetos de BI ATI EXQ EXT CUSO 7 FAZENDÁIA INFOMÁTICA IBM COGNOS 0 EPOT STUDIO Construção de relatórios no Cognos ATI 4 EXQ EXT CUSO 7 FAZENDÁIA INFOMÁTICA IBM COGNOS 0 FAMEWOK MANAGE Construção de metamodelos/frameworks no Cognos ATI 3 EXQ EXT CUSO 73 FAZENDÁIA INFOMÁTICA IBM COGNOS 0 ADMINISTATION Administração do servidor/middleware Cognos ATI EXQ EXT CUSO 74 FAZENDÁIA INFOMÁTICA 75 FAZENDÁIA INFOMÁTICA 76 FAZENDÁIA INFOMÁTICA INFOMATICA POWE CENTE ADMINISTATION OACLE G : AC AND GID INFASTUCTUE ADMINISTATION ACCELEATED ELEASE OACLE GID INFASTUCTUE G : ADMINISTE AND PLOY CLUSTEWAE Administração do servidor Informatica PowerCenter e Metadata Manager ATI EXQ EXT CUSO Administração de Oracle AC e Infraestrutura de Grid ATI EXQ EXT CUSO Administração de Oracle cluster ATI EXQ EXT CUSO 77 FAZENDÁIA INFOMÁTICA 78 FAZENDÁIA INFOMÁTICA 79 FAZENDÁIA INFOMÁTICA 80 FAZENDÁIA 8 FAZENDÁIA GEENCIAL OACLE GID INFASTUCTUE G : ADMINISTE ASM OACLE DATABASE G : DATA GUAD ADMINISTATION ELEASE OACLE DATABASE G : BACKUP AND ECOVEY WOKSHOP 8 FAZENDÁIA GEENCIAL CETIFICAÇÃO CONSULTOES DISC Administração do Oracle ASM ATI EXQ EXT CUSO Administração de Oracle Dataguard ATI EXQ EXT CUSO Workshop sobre backup e recuperação de bancos Oracle ATI EXQ EXT CUSO CETIFICAÇÃO DIGITAL E POCESSO INDICAÇÃO SEM CONTEÚDO CC 0 9 ELETÔNICO INTEPETAÇÃO DA NOMA ISO INDICAÇÃO SEM CONTEÚDO CC/SUBFIN :008 Fundamentos da Metodologia DISC. Interpretação do elatório de Analise de Perfil Comportamental. Estruturação e organização dos processos seletivos. Leitura e análise do comportamento de pessoas e cargos. Aplicações das diversas funcionalidades do Sistema ETALENT. Montagem do perfil comportamental de cargo. Compreensão e uso dos diversos relatórios fornecidos pelo sistema AGF / EXQ / OFF / TEF AGF / EXQ / OFF / TEF CUSO CUSO CH 5 EXQ/OFF EXT CUSO 83 FAZENDÁIA PATAMENTO PESSOAL Noções Gerais CH/DGAF sim 0 7 EXT CUSO 84 FAZENDÁIA CONTOLE - POCEDIMENTOS a definir CTCE x x TEF x CUSO 85 TIBUTÁIA LICITAÇÕES E CONTATOS Ênfase na legislação específica e legislação correlata ao Profaz e FAF SG 4 TDC CUSO 86 FINANCEIA OÇAMENTÁIA, FINANCEIA E CONTATAÇÕES PÚBLICAS PÚBLICA Curso ministrado pela ESAF SG/SUBFIN 5 TDC Gestão de Contratos, Convênios e Ajustes. Gestão da Qualidade de Projetos Públicos. Gestão e Avaliação de Políticas Públicas. ESAF (curso online) 3 CUSO SG TDC a definir CUSO DIEITO FINANCEIO A definir. SG TDC EXT CUSO ELABOAÇÃO E DO PPA Conceitos e aspectos legais do planejamento governamental, organização e estrutura do PPA, elaboração da base estrategica e dos programas. SG TDC a definir CUSO

10 SU ANTEIO ATENDIDA ATUAL 90 POCEDIMENTO LICITATÓIO Elaboração e análise de planilhas de custos de serviços, elaboração de termo de referências e projetos básicos, licitações nas áreas de informática, sistema de registro de preços, licitações financiadas por organismos internacionais, composição de custos, controle de economicidade, controle pelo Tribunais de Contas do Estado, aspectos polêmicos do pregão eletrônico, assuntos relacionados ao Plano Plurianual, à Lei de Diretrizes Orçamentárias e à Lei de esponsabilidade Fiscal. egularidade Fiscal das sociedades empresárias. SG/CPL TDC EXT oberto Cardoso CUSO 9 FINANCEIA ANÁLISE FINANÇAS E ECONOMIA INTENONAL Finanças e economia internacional, agências internacionais, comércio internacional, integração com entidades representativas, normas internacionais de informação financeira. SUBFIN a definir CUSO 9 FINANCEIA 93 FINANCEIA CUSO COMPLETO SICONV PAA CONVENENTES INCLUINDO POPOSIÇÃO E EXECUÇÃO PO OBTV INDICAÇÃO SEM CONTEÚDO SUBFIN a definir CUSO CONJUNTUA ECONÔMICA (AMBIMA) Para melhorar a qualidade técnica dos servidores da SUBFIN SUBFIN a definir CUSO 94 FINANCEIA DA DÍVIDA PÚBLICA Programa de Ajuste Fiscal, análise de sustentabilidade da dívida, contratação de operação de crédito, organismos financiadores internacionais. SUBFIN/SUPOF 6 CUSO 95 TIBUTÁIA 96 FAZENDÁIA GEENCIAL 97 FAZENDÁIA 98 FAZENDÁIA ANÁLISE, POCESSAMENTO, CUZAMENTO E EVISÃO DADOS FISCAIS E TIBUTÁIOS. S E PÁTICAS GEENCIAMENTO POJETOS LEGISLAÇÃO E NOMAS TANSPAÊNCIA PÚBLICA PATICIPAÇÃO EM SEMINÁIOS E CONGESSOS ESPECÍFICOS Análise de dados fiscais e tributários; análise de séries históricas e análise de consistência de base de dados; SUPOF 6 EXT CUSO Gestão de projetos segundo o PMBOK SUPOF 4 EXT CUSO 3 Lei de esponsabilidade Fiscal. Lei de Acesso à Informação. Lei de Improbidade Administrativa, controle da administração pública, tribunal de contas, terceiro setor, sistema de informações ao cidadão. SUPOF 4 EXT CUSO a definir AJU a definir a definir SEMINÁIO 99 FAZENDÁIA SEMINÁIO ATUALIZAÇÃO (ESAF, ABOP E SOF) Atualização dos conhecimentos sobre as novas abordagens do orçamento e gastos públicos, através de eventos das instituições indicadas. SUPOF 0 EXTENO SEMINÁIO a definir 00 TIBUTÁIA GEENCIAL POGAMA SENVOLVIMENTO DIIGENTES FAZENDÁIOS - Curso ministrado pela ESAF SG/SUBFIN 3 TDC ESAF EAD 3 PDFAZ 0 TIBUTÁIA PADONIZAÇÃO EM PÁTICAS POCESSUAIS Instrução processual, prazos processuais, legislação do PAT, lançamentos e controles nos sistemas corporativos SAP e AIC. Noções básicas sobre ações judciais, especialmente mandados de segurança e conseqüências na área tributária. CTCE/SSE/IF/JF/IFE sim AUF, AGF, EXQ, OFF Interno EAD 0 TIBUTÁIA 03 FAZENDÁIA 04 TIBUTÁIA 05 FINANCEIA PÓS GADUAÇÃO EM DIEITO TIBUTÁIO PÓS-GADUAÇÃO EM ADMINISTAÇÃO PÚBLICA PÓS GADUAÇÃO EM DIEITO SUCESSÕES MBA - CONTOLADOIA E FINANÇAS Aquisição de conhecimento sobre Direito Tributário CTCE/SG/SSE/IFE 08/SUBFIN TDC EXT PÓS Gestão Pública Organizacional CTCE/SG/UCP/SUBFIN 3 TDC EXT PÓS Aquisição de conhecimentos sobre Direito de Sucessões CTCE/SSE/IFE 08 0 AUF EXT PÓS Economia e Mercado. Contabilidade Empresarial. Métodos Quantitativos Aplicados. Contabilidade Gerencial. Direito Comercial e Tributário. Gestão Financeira. Mercado Financeiro e Monetário. Planejamento Contábil e Tributário. Controladoria. Análise de Projetos de Investimento. Gerência de Controle Orçamentário. SUBFIN a definir PÓS 06 FINANCEIA MESTADO POFISSIONAL EM ADMINISTAÇÃO FINANCEIA E OÇAMENTO (MAFOP) PÓS Desenvolver a capacidade reflexiva e de estudo em áreas de concentração relativas à administração orçamentária. Capacitar profissionais para atuação na área orçamentária e financeira, alinhada aos interesses estratégicos governamentais. CTCE/SUBFIN a definir PÓS

11 SU ANTEIO ATENDIDA ATUAL 07 FINANCEIA OÇAMENTÁIA E FINANCEIA - MBA Área financeira dentro do contexto da organização e do Estado, matemática financeira, índices financeiros e planejamento financeiro. Sistema orçamentário, orçamento como ferramenta de planejamento e de controle de resultados, direito financeiro, gestão financeira do setor público, melhores práticas de gestão financeira. Finanças Públicas. SUBFIN/SUPOF 6 PÓS 08 TIBUTÁIA 09 FAZENDÁIA DIEITO FINANCEIO E TIBUTÁIO - Especialização Convênio UFF CTCE/SUPOF 6 EXT PÓS PÓS ESPECIALIZAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS PÓS GADUAÇÃO (HTTP://WWW.IE.UFJ.B/APP/IN X.PHP) Aprofundamento teórico, técnico e prático na elaboração de estratégias e na tomada de decisões (policymaking) envolvendo as atividades de governo em todos os níveis -, organizações não-governamentais e empresas. CTCE/SUPOF 6 EXT PÓS 0 FAZENDÁIA POJETOS S - MBA Planificação dos projetos, ferramentas de gestão de projetos, acompanhamento, controle e avaliação de projeto. CTCE/SUPOF 5 EXT PÓS FAZENDÁIA PÓS GADUAÇÃO LATO SENSU EM CONTOLADOIA E PÚBLICA UFJ/FACC O curso visa propiciar aos especializandos formação nas práticas de controle alusivas à Administração Pública, para que possam desenvolver gestão qualificada, atendendo às exigências dos órgãos de controle interno e externo nas três esferas de governo. Além disso, possibilitar a aquisição de conhecimentos, instrumentos e ferramentas de gestão e controle, que levem a uma nova postura profissional no serviço público, que vem exigindo, cada vez mais, eficiência e eficácia. SUPOF 6 EXT PÓS LEGENDA IN COMPANY COMPA VAGA EAD PÓS - GADUAÇÃO A informação definirá a forma de contratação Se tiver indicação, informe nome e contato

12 SU ANTEIO ATENDIDA ATUAL N SU LEVANTAMENTO NECESSIDAS TEINAMENTO - EVENTOS EXTENOS LNT 04 ANTE ATENDIDA ATUAL IO MODALID A 0 -Contábil, Financeira, Tributária, Fiscal, Legislação, Controle COMPOTAMENTAL- elações Interpessoais, TIBUTÁIA educação fiscal, ética... FINANCEIA INFOMÁTICA-pacote Evento de capacitação, cuja realização Office... poderá sanar a carência detectada ADMINISTATIVO- FAZENDÁIA edação, Línguas, Processos, Secretariado... GEENCIAL-Estratégia, planejamento, gestão de performance, liderança... Indicação dos tópicos a serem abordados Identificação da Unidade Listada LNT 03 Nº de participantes no evento Nº de servidores que farão o treinamento -Analista de Controle Interno AF-Auditor Fiscal da eceita Estadual AGF-Agente de Instrutor Interno AUF-Auxiliar de = Dec nº 44.4 CON-Contador EXQ-Extra-quadro OFF-Oficial de TEF-Técnico de TDC-todas as carreiras PCI=Programa de Capacitação Inicial PALESTA= máx 4H CUSO ESPECIALIZ AÇÃO=mín 360H OFICINA, WOKSHOP =priorida de alta =priorida de média 3=priorida de baixa FAZENDÁIA GEENCIAL SEMINÁIOS PEFEITUAS Transmitir visão prática sobre os procedimentos administrativos e gerenciais para solicitar, celebrar, executar e prestar contas de convênios, capacitando as equipes técnicas dos Municípios do io de Janeiro, com vistas a redução de falhas. AGE SIM TDC EXTENO CUSO ESPECIA LIZAÇÃO FAZENDÁIA GEENCIAL I SEMINÁIO CONVÊNIOS PAA OGANIZAÇÕES NÃO GOVENAMENTAIS DO ESTADO DO IO JANEIO Transmitir visão prática sobre os procedimentos administrativos gerenciais e de controle para solicitar, celebrar, executar e prestar contas de convênios, reduzindo nas ONG s do Estado do io de Janeiro as falhas que impedem a utilização recursos disponibilizados. AGE SIM TDC EXTENO CUSO ESPECIA LIZAÇÃO FINANCEIA FAZENDÁIA FAZENDÁIA FAZENDÁIA GEENCIAL A informação definirá a forma de contratação Se tiver indicação, informe nome e contato BANCO MUNDIAL: BT SUSTAINABILITY ANALYSIS (DSA) AT SUBNATIONAL LEVEL COUSE CICLO PALESTAS COM SECETAIAS ESTADO PATICIPAÇÃO EM SEMINÁIOS E CONGESSOS ESPECÍFICOS SEMINÁIO ATUALIZAÇÃO (ESAF, ABOP E SOF) Trata-se de evento de capacitação ministrado pelo Banco Mundial, que visa especializar os participantes, apresentando os aspectos teóricos, institucionais e analíticos de análise da sustentabilidade da dívida subnacional. Eventos de capacitação para interação com as demais secretarias, sobre Política Fiscal. SUPOF SIM EXTENO CUSO ESPECIA LIZAÇÃO SUPOF 0 EXTENO a definir a definir AJU a definir a definir Atualização dos conhecimentos sobre as novas abordagens do orçamento e gastos públicos, através de eventos das instituições indicadas. SEMINÁI O SUPOF 0 EXTENO SEMINÁI O a definir a definir

13 Se tiver indicação, informe nome e contato SU LEVANTAMENTO NECESSIDAS TEINAMENTO LNT 04 - EDUCAÇÃO FISCAL ANTEIO ATENDIDA ATUAL N 0 TIBUTÁIA FINANCEIA CONTOLE FAZENDÁIA Gestão Fazendária Comportamental SU -Contábil, Financeira, Tributária, Fiscal, Legislação, Controle COMPOTAMEN TAL-elações Interpessoais, educação fiscal, ética... Evento de capacitação, cuja INFOMÁTICApacote Office... realização poderá sanar a carência detectada ADMINISTATIV O-edação, Línguas, Processos, Secretariado... GEENCIAL- Estratégia, planejamento, gestão de performance, liderança... Curso EAD de Disseminador de educação Fiscal º semestre 04 Indicação dos tópicos a serem abordados Identificação da Unidade ANTE IO Listada LNT 03 ATENDIDA ATUAL Nº de participantes no evento Nº de servidores que farão o treinament o -Analista de Controle Interno AF-Auditor Fiscal da eceita Estadual AGF-Agente de AUF-Auxiliar de CON- Contador EXQ-Extraquadro OFF-Oficial de TEF-Técnico de TDC-todas as carreiras Instrutor Interno = Dec nº 44.4 MODALID A PCI=Progra ma de Capacitação Inicial PALEST A=máx 4H CUSO ESPECIAL IZAÇÃO= mín 360H OFICINA, WOKSHO P =priorid ade alta =priorid ade média 3=priorid ade baixa EFAZ TDC Monica Bez Curso 3 Gestão Fazendária Comportamental 3 Gestão Fazendária Comportamental 4 Gestão Fazendária Comportamental 5 Gestão Fazendária Comportamental 6 Gestão Fazendária Comportamental 7 Gestão Fazendária Comportamental 8 Gestão Fazendária Comportamental Curso EAD de Disseminador de educação Fiscal º semestre 04 Curso de Formação de Tudores EAD º semestre 04 Curso de Formação de Tudores EAD º semestre 04 Curso de Capacitação de Professores em Educação Fiscal Palestra de Sensibilização em Educação Fiscal Programa de Capacitação Inicial de todos os novos servidores fazendários Palestra de sensibilização interna com os servidores da SEFAZ EFAZ TDC Monica Bez Curso 3 EFAZ TDC Monica Bez Curso EFAZ TDC Monica Bez Curso EFAZ TDC Monica Bez Curso EFAZ TDC Monica Bez Palestra EFAZ TDC Monica Bez PCI=Progra ma de Capacitação Inicial EFAZ TDC Monica Bez Palestra

14 9 Gestão Fazendária Comportamental SU Seminário de Finanças Públicas e Educação Fiscal Contribuições Previdenciárias dos Municípios eceita Federal do Brasil - FB A importância da Lei Geral Municipal da Microempresa - SEBAE Normas aplicáveis à Contabilidade no Setor Público Contexto atual e perspectivas - STN Comprovação dos requisitos fiscais para recebimento de transferências voluntárias: Portaria Interministerial nº507 e Serviço auxiliar de informações (CAUC) - STN Fraude em Títulos Públicos - STN Inscrição em Dívida Ativa - PGFN Transparência e Acesso à Informação - CGU Educação Orçamentária para Municípios SOF Apoio na organização - ESAF EFAZ 50 ANTEIO ATENDIDA ATUAL Prefeitos e Secretários Monica Bez; FB; STN; PGFN; CGU Seminário A informação definirá a forma de contratação Se tiver indicação, informe nome e contato

LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES DE TREINAMENTO LNT 2015

LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES DE TREINAMENTO LNT 2015 TILHA DE APENDIZAGEM ÁEA DE CAPACITAÇÃO SUGESTÃO DE CAPACITAÇÃO CONTEÚDO / OBJETIVO UNID. EQUIS. ANTEIO 0 GESTÃO TIBUTÁIA GESTÃO FINANCEIA GESTÃO FAZENDÁIA -Contábil, Financeira, Tributária, Fiscal, Legislação,

Leia mais

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) CIÊNCIAS CONTÁBEIS CIÊNCIAS CONTÁBEIS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO A leitura como vínculo leitor/texto, através da subjetividade contextual, de atividades

Leia mais

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA

SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA A EMPRESA A Lexsom é uma empresa especializada em soluções de informática com atuação no mercado nacional desde 1989, tem como principal foco o desenvolvimento integrado

Leia mais

ÍNDICE Volume 1 CONHECIMENTOS GERAIS

ÍNDICE Volume 1 CONHECIMENTOS GERAIS Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás TCE/GO Auditor de Controle Externo Área Controle Externo ÍNDICE Volume 1 CONHECIMENTOS GERAIS Língua Portuguesa Ortografia oficial... 01 Acentuação

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS ANALISTA DO SEGURO SOCIAL CONHECIMENTOS BÁSICOS VOLUME I ÍNDICE Língua Portuguesa 1 Compreensão e interpretação de textos.... 1 2 Tipologia textual.... 10 3 Ortografia

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2009.1A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ADMINISTRAÇÃO... 4 02 CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA I... 4 03 MATEMÁTICA... 4 04 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 05 NOÇÕES

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Sem. CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS I II III IV V VI VI I Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

ANEXO 01. CURSO: Ciências Contábeis - UFRJ SELEÇÃO DE DOCENTES

ANEXO 01. CURSO: Ciências Contábeis - UFRJ SELEÇÃO DE DOCENTES ANEXO 01 CURSO: Ciências Contábeis - UFRJ SELEÇÃO DE DOCENTES DISCIPLINA/FUNÇÃO PROGRAMA/ATIVIDADES PERFIL DOS CANDIDATOS 1 2 3 4 de Custos Intermediária Introdução à Adm e Comp Organizacional Economia

Leia mais

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional;

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional; Código: MAP-DIFIN-001 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Contabilidade Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informações de Custos 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos

Leia mais

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING MÓDULO I 304101 FUNDAMENTOS DE MARKETING Fundamentos do Marketing. Processo de Marketing.

Leia mais

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências.

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013 Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. (Publicado no DOE de 10 de abril de 2013) O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

CATÁLOGO DE AÇÕES EDUCACIONAIS DA ESCOEX PREVISTOS - 2013 CURSOS A DISTÂNCIA- EAD PARA SERVIDORES DO TCE E JURISDICIONADOS

CATÁLOGO DE AÇÕES EDUCACIONAIS DA ESCOEX PREVISTOS - 2013 CURSOS A DISTÂNCIA- EAD PARA SERVIDORES DO TCE E JURISDICIONADOS CATÁLOGO DE AÇÕES EDUCACIONAIS DA ESCOEX PREVISTOS - 2013 CURSOS - EAD PARA SERVIDORES DO TCE E CURSOS OBJETIVO PÚBLICO-ALVO CARGA HORÁRIA N. DE VAGAS MODALIDADE 1. As Novas Normas de Contabilidade Aplicada

Leia mais

NOVAS DIRETRIZES PARA A CONTABILIDADE MUNICIPAL ISAAC DE OLIVEIRA SEABRA TCE-PE

NOVAS DIRETRIZES PARA A CONTABILIDADE MUNICIPAL ISAAC DE OLIVEIRA SEABRA TCE-PE NOVAS DIRETRIZES PARA A CONTABILIDADE MUNICIPAL ISAAC DE OLIVEIRA SEABRA TCE-PE CENÁRIO ANTERIOR Gestão Dívida Financeira Pública ORÇAMENTO PUBLICO Contabilidade Receita e Despesa Demonstrativos Contábeis:

Leia mais

Análise de Balanços. Flávia Moura

Análise de Balanços. Flávia Moura Análise de Balanços Flávia Moura 1 Tópicos para Reflexão O que é análise de balanços? A análise de balanços consiste em proceder a investigações dos fatos com base nos dados Para que serve a análise de

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

CURSO ON-LINE - PROFESSOR: DEUSVALDO CARVALHO RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE CONTABILIDADE PÚBLICA APO MPOG

CURSO ON-LINE - PROFESSOR: DEUSVALDO CARVALHO RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE CONTABILIDADE PÚBLICA APO MPOG RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE CONTABILIDADE PÚBLICA APO MPOG CONCURSO: APO/MPOG/2010 66. (ESAF APO/MPOG/2010) Assinale a opção verdadeira a respeito do objeto, regime e campo de aplicação da contabilidade

Leia mais

CARTA DE APRESENTAÇÃO

CARTA DE APRESENTAÇÃO 2 CARTA DE APRESENTAÇÃO Todos nós idealizamos planos, projetos, mudanças e perspectivas de novas realizações. Para atingirmos esses objetivos precisamos constituir nossas ações com persistência, entusiasmo

Leia mais

TABELA DE CORRELAÇÃO DOS CONHECIMENTOS/HABILIDADES COM OS CURSOS DA ESAJ INFORMÁTICA

TABELA DE CORRELAÇÃO DOS CONHECIMENTOS/HABILIDADES COM OS CURSOS DA ESAJ INFORMÁTICA TABELA DE CORRELAÇÃO DOS CONHECIMENTOS/HABILIDADES COM OS CURSOS DA ESAJ INFORMÁTICA Nº Conhecimento / Habilidade Curso ESAJ 1 2 3 Sistema Operacional (Windows) Processador de Texto (Word, Broffice Writer)

Leia mais

Informática :: Presencial

Informática :: Presencial MAPA DO PORTAL (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST RIA. COM. B R/CNI/MAPADOSIT E /) SITES DO SISTEMA INDÚSTRIA (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST RIA. COM. B R/CANAIS/) CONT AT O (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST

Leia mais

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais,

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012 Dispõe sobre procedimentos e prazos relativos ao encerramento do exercício de 2012 e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições

Leia mais

IV Seminário de Execução Financeira de Projetos Financiados com Recursos Externos. O f i c i n a 3. Brasília, de 7 e 8 de maio de 2009.

IV Seminário de Execução Financeira de Projetos Financiados com Recursos Externos. O f i c i n a 3. Brasília, de 7 e 8 de maio de 2009. IV Seminário de Execução Financeira de Projetos Financiados com Recursos Externos O f i c i n a 3 Convênios (SICONV - Sistemas e Legislação) Brasília, de 7 e 8 de maio de 2009. Ementa da Oficina Nº 3

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

Nº OE Objetivos Estratégicos (OE) que se relacionam ao plano de capacitação 3

Nº OE Objetivos Estratégicos (OE) que se relacionam ao plano de capacitação 3 Nº OE Objetivos Estratégicos (OE) que se relacionam ao plano de capacitação 3 3 Investir no recrutamento, capacitação e desenvolvimento de seus profissionais. 7 7 Implementar ações de modernização administrativa

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO : A BASE DO CONTROLE. Prof. LD. Lino Martins da Silva lino.martins@gmail.com

CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO : A BASE DO CONTROLE. Prof. LD. Lino Martins da Silva lino.martins@gmail.com CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO : A BASE DO CONTROLE Prof. LD. Lino Martins da Silva lino.martins@gmail.com UMA REFLEXÃO INICIAL O estudo da Ciência do Direito mostrará àqueles que acreditam na

Leia mais

Serviço Público Municipal Prefeitura Municipal de Ubatã Estado da Bahia CNPJ: 14.235.253/0001-59 PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015.

Serviço Público Municipal Prefeitura Municipal de Ubatã Estado da Bahia CNPJ: 14.235.253/0001-59 PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015. PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015. Estabelece os procedimentos e as normas a serem adotados pelos órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta, para o encerramento anual

Leia mais

DIAGNÓSTICO NACIONAL SOBRE MATURIDADE DA GESTÃO CONTÁBIL

DIAGNÓSTICO NACIONAL SOBRE MATURIDADE DA GESTÃO CONTÁBIL DIAGNÓSTICO NACIONAL SOBRE MATURIDADE DA GESTÃO CONTÁBIL O Questionário sobre Maturidade da Gestão Contábil, elaborado pela Secretaria do Tesouro Nacional, tem como objetivo avaliar o estágio atual das

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA 007/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS E CONTÁBEIS

EDITAL DE ABERTURA 007/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS E CONTÁBEIS EDITAL DE ABERTURA 007/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS E CONTÁBEIS 1. DA REALIZAÇÃO A Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH),

Leia mais

Secretaria do Planejamento

Secretaria do Planejamento Salvador, Bahia Sexta-Feira 10 de outubro de 2014 Ano XCIX N o 21.543 Secretaria do Planejamento INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02 DE 08 DE OUTUBRO DE 2014 Orienta os órgãos e entidades da Administração Pública

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Fonte: Apresentação da Coordenação Geral de Contabilidade STN/CCONT do Tesouro Nacional Última Atualização: 14/09/2009 1 Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP Novas Demonstrações Contábeis do Setor Público DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO SETOR PÚBLICO Englobam todos os fatos contábeis e atos que interessam

Leia mais

QUESTIONÁRIO SOBRE MATURIDADE DA GESTÃO CONTÁBIL

QUESTIONÁRIO SOBRE MATURIDADE DA GESTÃO CONTÁBIL QUESTIONÁRIO SOBRE MATURIDADE DA GESTÃO CONTÁBIL Você está contribuindo para a elaboração de um diagnóstico nacional sobre o estágio em que se encontram as práticas contábeis. Isso é importante para o

Leia mais

Portal dos Convênios

Portal dos Convênios Portal dos Convênios Um novo paradigma nas transferências voluntárias da União Carlos Henrique de Azevedo Moreira Brasília, junho de 2009 Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Apresentação

Leia mais

A NOVA CONTABILIDADE DOS MUNICÍPIOS

A NOVA CONTABILIDADE DOS MUNICÍPIOS Apresentação O ano de 2009 encerrou pautado de novas mudanças nos conceitos e nas práticas a serem adotadas progressivamente na contabilidade dos entes públicos de todas as esferas do Governo brasileiro.

Leia mais

NOVO MODELO DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO. A experiência do Estado do Rio de Janeiro na implementação do PCASP.

NOVO MODELO DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO. A experiência do Estado do Rio de Janeiro na implementação do PCASP. NOVO MODELO DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO A experiência do Estado do Rio de Janeiro na implementação do PCASP. A CONTADORIA GERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Entendendo a estrutura administrativa

Leia mais

ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA

ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA SISTEMA ORÇAMENTÁRIO 1 - RECEITAS 1.1 - Orçamento da Receita 1.2 - Receita Prevista 1.3 - Execução Orçamentária da Receita ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA I - Verificar se os registros das

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS (Currículo iniciado em 2012)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS (Currículo iniciado em 2012) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS (Currículo iniciado em 2012) ADMINISTRAÇÃO 1915 C/H 102 Breve histórico e fundamentos da administração. Perspectivas da administração: clássica,

Leia mais

Objetivos e principais documentos do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI

Objetivos e principais documentos do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI Objetivos e principais documentos do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI Amigos e amigas visitantes do Ponto dos Concursos! Desejo muita paz e tranqüilidade a todos os

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE www.ucp.fazenda.gov.br PROGRAMAS EM ANDAMENTO Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros - PNAFM

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Coordenação-Geral de Recursos Humanos

MINISTÉRIO DA FAZENDA Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Coordenação-Geral de Recursos Humanos MINISTÉRIO DA FAZENDA QUADRO GERAL DO PLANO SETORIAL DE APRENDIZAGEM PERMANENTE - 2007 ÓRGÃO: GERÊNCIA REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO MINISTERIO DA FAZENDA NO PIAUI - GRA-PÍ Campos de Conhecimento Número

Leia mais

MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública ZMBAPOG*09/01

MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública ZMBAPOG*09/01 MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública ZMBAPOG*09/01 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública Coordenação Acadêmica: Prof. Luiz Antonio

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ NOTA TÉCNICA Nº 002 / 2013 SATES / DICONF SEFA Aos Órgãos e Entidades da Administração Pública Estadual, 1 Belém, 18 de outubro de 2013 ASSUNTO: Ordem Bancária de Transferência Voluntária (OBTV) do Sistema

Leia mais

6º Congresso Catarinense de. Controladores Internos Municipais. 17 e 18 de junho de 2010

6º Congresso Catarinense de. Controladores Internos Municipais. 17 e 18 de junho de 2010 6º Congresso Catarinense de Secretários de Finanças, Contadores Públicos e Controladores Internos Municipais 17 e 18 de junho de 2010 RECEITAS E DESPESAS PÚBLICAS: Enfoque Orçamentário X Enfoque Patrimonial

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA FUNDAÇÃO ESCOLA DE GOVERNO ENA

ESTADO DE SANTA CATARINA FUNDAÇÃO ESCOLA DE GOVERNO ENA Ementário dos Cursos : Curso 1 : Excelência no Atendimento ao Cliente no Serviço Público: 16 horas aula 04 turmas Ementa: Conceitos básicos sobre qualidade, atendimento e tratamento. Percepção de Qualidade,

Leia mais

CURSO: SICONV 1) NOÇÕES GERAIS, CREDENCIAMENTO, CADASTRAMENTO E PROGRAMAS DE CONVÊNIO

CURSO: SICONV 1) NOÇÕES GERAIS, CREDENCIAMENTO, CADASTRAMENTO E PROGRAMAS DE CONVÊNIO CURSO: SICONV TEMAS CENTRAIS 1) NOÇÕES GERAIS, CREDENCIAMENTO, CADASTRAMENTO E PROGRAMAS DE CONVÊNIO 2) PROPOSIÇÃO, AVALIAÇÃO DE PROPOSTAS - CEDENTE, CELEBRAÇÃO DE UM CONVÊNIO E ALTERAÇÕES 3) EXECUÇÃO,

Leia mais

CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO: A ADOÇÃO DE UM NOVO MODELO NO BRASIL.

CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO: A ADOÇÃO DE UM NOVO MODELO NO BRASIL. CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO: A ADOÇÃO DE UM NOVO MODELO NO BRASIL. Autores: Marcus Vinicius Passos de Oliveira Elisangela Fernandes dos Santos Esaú Fagundes Simões Resumo Esta pesquisa tem

Leia mais

Portal dos Convênios. Um novo modelo para gestão das Transferências Voluntárias da União. SLTI/MP Brasília, ago/2008

Portal dos Convênios. Um novo modelo para gestão das Transferências Voluntárias da União. SLTI/MP Brasília, ago/2008 Portal dos Convênios Um novo modelo para gestão das Transferências Voluntárias da União SLTI/MP Brasília, ago/2008 Roteiro da apresentação Histórico Distribuição das Transferências Voluntárias O novo Sistema

Leia mais

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu Coordenação Acadêmica: Prof. José Carlos Abreu, Dr. 1 OBJETIVO: Objetivos Gerais: Atualizar e aprofundar

Leia mais

Portal dos Convênios

Portal dos Convênios Portal dos Convênios Um novo paradigma nas tranferências voluntárias da União Rogério Santanna dos Santos São Paulo, 10 de novembro de 2008 Roteiro Apresentação Metas do Portal dos Convênios Contexto Transferências

Leia mais

XI Semana de d Adminis minis ação Orç Or amen amen ária , Financeira r e d e e d Contr Con a tr t a ações Públi Púb cas

XI Semana de d Adminis minis ação Orç Or amen amen ária , Financeira r e d e e d Contr Con a tr t a ações Públi Púb cas XI Semana de Administração Orçamentária, Financeira e de Contratações Públicas Oficina nº 63 Consultas às Demonstrações Contábeis no SIAFI ABOP Slide 1 XI Semana de Administração Orçamentária, Financeira

Leia mais

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial 01 ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS I EMENTA: Introdução à administração de recursos humanos; orçamento de pessoal; processo de recrutamento e seleção de pessoal; processo de treinamento e desenvolvimento

Leia mais

Sistema de Custos do Setor Público: a experiência brasileira

Sistema de Custos do Setor Público: a experiência brasileira XXIII SEMINÁRIO INTERNACIONAL DO CILEA Sistema de Custos do Setor Público: a experiência brasileira Nelson Machado Camboriu, julho 2011 Ambiente e Desafios Democratização e ampliação da participação social

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas, exponenciais

Leia mais

MBA Executivo Contabilidade e Finanças

MBA Executivo Contabilidade e Finanças MBA Executivo Contabilidade e Finanças Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Contabilidade e Finanças proporciona ao aluno o conhecimento a respeito dos fundamentos de contabilidade e finanças

Leia mais

Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima

Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima CONCEITO: O SIAFI (Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal) é um sistema informatizado que processa e controla, por meio de terminais instalados em todo o território nacional,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA ADMINISTRAÇÃO: ENSINO E PESQUISA - grade curricular 2015-2016

Leia mais

Informática Básica (Windows, Word, Internet). Curso: Excel Básico

Informática Básica (Windows, Word, Internet). Curso: Excel Básico Informática Básica (Windows, Word, Internet). Objetivo: Proporcionar conhecimentos básicos no sistema operacional windows, word e excel. Público alvo: Servidores públicos municipais, que ainda não tenham

Leia mais

Siconv para Convenentes

Siconv para Convenentes Siconv para Convenentes Módulo2 Portal de Convênios e Siconv Brasília - 2015. Fundação Escola Nacional de Administração Pública Presidente Gleisson Rubin Diretor de Desenvolvimento Gerencial Paulo Marques

Leia mais

DETALHAMENTO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO APLICÁVEL À PROVA DE BACHAREL EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS (1ª EDIÇÃO I/2011 EDITAL EXAME DE SUFICIÊNCIA N

DETALHAMENTO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO APLICÁVEL À PROVA DE BACHAREL EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS (1ª EDIÇÃO I/2011 EDITAL EXAME DE SUFICIÊNCIA N ANEXO I DETALHAMENTO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO APLICÁVEL À PROVA DE BACHAREL EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS (1ª EDIÇÃO I/2011 EDITAL EXAME DE SUFICIÊNCIA N.º 01/2010)) 1. CONTABILIDADE GERAL a) A Escrituração Contábil:

Leia mais

GESTÃO, seus reflexos NA NOVA CONTABILIDADE PÚBLICA E OS RECENTES CONTROLES DO TCEES

GESTÃO, seus reflexos NA NOVA CONTABILIDADE PÚBLICA E OS RECENTES CONTROLES DO TCEES GESTÃO, seus reflexos NA NOVA CONTABILIDADE PÚBLICA E OS RECENTES CONTROLES DO TCEES Projeto do CFC 2013: Ano da Contabilidade no Brasil A importância da Contabilidade para o desenvolvimento socioeconômico

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA CADASTRO DE DOCENTES

EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA CADASTRO DE DOCENTES EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA CADASTRO DE DOCENTES A Associação Brasileira de Orçamento Público - Unidade Regional do Rio Grande do Sul (ABOP-RS), fundada em 04 de dezembro de 1974, como uma associação civil

Leia mais

O presente processo de seleção tem por objetivo preencher vaga e formar cadastro de docentes para ministrar as disciplinas/áreas abaixo:

O presente processo de seleção tem por objetivo preencher vaga e formar cadastro de docentes para ministrar as disciplinas/áreas abaixo: A Faculdade de Economia e Finanças Ibmec/RJ torna pública a abertura de processo seletivo para contratação de professores PJ para o curso de Pós Graduação Executiva - CBA. I Das vagas abertas para seleção

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

Inicio das aulas 05/04 e 06/04/2013

Inicio das aulas 05/04 e 06/04/2013 Inicio das aulas 05/04 e 06/04/2013 Matricula: -Preenchimento ficha cadastral via site (banner) - Pagamento na tesouraria com comprovante de inscrição no site - Vagas por turmas: 17 alunos -Certificado

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Financeira e Controladoria tem por objetivo o fornecimento

Leia mais

O Controle Interno no Âmbito do Poder Executivo

O Controle Interno no Âmbito do Poder Executivo O Controle Interno no Âmbito do Poder Executivo Contextualização Sumário - O Controle na Administração Pública - O Controle Externo - O Controle Interno O Controle Interno do Poder Executivo do Estado

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DE ALAGOAS VII ENCONTRO DE CONTABILIDADE DO AGRESTE ALAGOANO NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO Fernando Carlos Almeida MAIO - 2014 Contabilidade

Leia mais

CRESS/MA - 2ª Região Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47

CRESS/MA - 2ª Região Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47 Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A CURTO PRAZO PASSIVO CIRCULANTE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL

DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL 012/2011 Elaborada em 28/12/2011 Este documento descreve os procedimentos que devem ser adotados para o fechamento

Leia mais

Técnicas de Vendas 2. Administração do Tempo 3. Programa 5S 5. Mapeamento de Processos 6. Sistema de Gestão Ambiental (SGA) 7.

Técnicas de Vendas 2. Administração do Tempo 3. Programa 5S 5. Mapeamento de Processos 6. Sistema de Gestão Ambiental (SGA) 7. Lista de cursos Segue abaixo uma lista completa dos cursos de catálogo da GSI Online. Neste documento você poderá ver o objetivo, a carga horária sugerida, a ementa e algumas imagens que exemplificam cada

Leia mais

10h40 às 12h - PALESTRA II TEMA: PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO Palestrante: Fernando Freitas Melo

10h40 às 12h - PALESTRA II TEMA: PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO Palestrante: Fernando Freitas Melo 10h40 às 12h - PALESTRA II TEMA: PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO Palestrante: Fernando Freitas Melo Plano de Contas Aplicado ao Setor Público CH: 1:20 h Conteúdo: 1. Aspectos gerais do Plano

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno INSTRUÇÃO NORMATIVA UCCI 001/2014 Versão 01 ASSUNTO: Instrução Normativa

Leia mais

Loja: www.equipanet.com.br

Loja: www.equipanet.com.br (17)3237-1146 9 9722-5456 9 9269-2590 9 8183-5612 SKYPE: flaviofordelone e-mail: sistemas@fnetwork.com.br Site: www.fnetwork.com.br Loja: www.equipanet.com.br Softwares e equipamentos p/ automação comercial

Leia mais

ENCERRAMENTO DE MANDATO. Heraldo da Costa Reis Professor da ENSUR/IBAM e do Departamento de Contabilidade da UFRJ.

ENCERRAMENTO DE MANDATO. Heraldo da Costa Reis Professor da ENSUR/IBAM e do Departamento de Contabilidade da UFRJ. ENCERRAMENTO DE MANDATO Professor da ENSUR/IBAM e do Departamento de Contabilidade da UFRJ. No ano em curso de 2008, dois fatos ocuparão as nossas atenções: O encerramento dos mandatos dos atuais prefeitos,

Leia mais

XI Semana de d Adminis minis ação Orç Or amen amen ária , Financeira r e d e e d Contr Con a tr t a ações Públi Púb cas SIAFI Básico ABOP Slide 1

XI Semana de d Adminis minis ação Orç Or amen amen ária , Financeira r e d e e d Contr Con a tr t a ações Públi Púb cas SIAFI Básico ABOP Slide 1 SIAFI Básico ABOP Slide 1 Oficina nº 65 - SIAFI BÁSICO Carga Horária: 4h Conteúdo: 1. Aspectos históricos do SIAFI. 1.1 Apresentação do Sistema. 1.2 Conceituações básicas do SIAFI. 1.3 Objetivos. 1.4 Abrangência.

Leia mais

Seminário de Conscientização 19/11/2013

Seminário de Conscientização 19/11/2013 Seminário de Conscientização 19/11/2013 CONVERGÊNCIA ÀS NORMAS INTERNACIONAIS A Torre de Babel da Contabilidade Somos protagonistas de uma revolução O processo de convergência às normas internacionais

Leia mais

COORDENADOR SÊNIOR (CONSULTORIAS) (Candidaturas serão aceitas até o dia 22/2/2013 envie seu CV para asantos@uniethos.org.br)

COORDENADOR SÊNIOR (CONSULTORIAS) (Candidaturas serão aceitas até o dia 22/2/2013 envie seu CV para asantos@uniethos.org.br) COORDENADOR SÊNIOR (CONSULTORIAS) DESCRIÇÃO GERAL: O Coordenador Sênior do Uniethos é responsável pelo desenvolvimento de novos projetos, análise de empresas, elaboração, coordenação, gestão e execução

Leia mais

Subsistema de Custos no Setor Público: as contribuições da NBC TSP 16.11

Subsistema de Custos no Setor Público: as contribuições da NBC TSP 16.11 Subsistema de Custos no Setor Público: as contribuições da NBC TSP 16.11 Msc. João Eudes Bezerra Filho Membro do Grupo Assessor das NBCASP CFC Auditor das Contas Públicas TCE/PE Professor do Mestrado da

Leia mais

A CELEBRAÇÃO, EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CONVÊNIOS SOB O ENFOQUE DO DECRETO Nº 6170/2007 E NO SICONV. (Ênfase em Análise e Prestação de Contas)

A CELEBRAÇÃO, EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CONVÊNIOS SOB O ENFOQUE DO DECRETO Nº 6170/2007 E NO SICONV. (Ênfase em Análise e Prestação de Contas) Apresentação Trata-se de um Sistema complexo e em contínua evolução. Em 2012, mudanças significativas, como por exemplo, a implantação do Módulo de Acompanhamento e Fiscalização, Cotação Prévia de Preços

Leia mais

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Turno: MATUTINO/NOTURNO Matutino Currículo nº 8 Noturno Currículo nº 8 Reconhecido pelo Decreto n 83.799, de 30.07.79, D.O.U. de 31.07.79 Renovação de Reconhecimento Decreto

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE FAZENDA ESCOLA FAZENDÁRIA RELATÓRIO/2009

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE FAZENDA ESCOLA FAZENDÁRIA RELATÓRIO/2009 GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE FAZENDA ESCOLA FAZENDÁRIA RELATÓRIO/2009 O Relatório apresentado consta o resultado do questionário aplicado em todas as Gerências Regionais, Coordenadorias e

Leia mais

4. Padrão Mínimo de Qualidade dos Sistemas Integrados de Administração Financeira e Controle

4. Padrão Mínimo de Qualidade dos Sistemas Integrados de Administração Financeira e Controle 4. Padrão Mínimo de Qualidade dos Sistemas Integrados de Administração Financeira e Controle Luís Eduardo Vieira Superintendência de Gestão Técnica SGT Financeira e Controle. Introdução A transparência

Leia mais

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004.

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004. RESOLUÇÃO CONSEAcc CPS 3 /2004 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE CAMPINAS, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus CONSEAcc, do câmpus de Campinas,

Leia mais

Ementas e bibliografia básica das disciplinas

Ementas e bibliografia básica das disciplinas Ementas e bibliografia básica das disciplinas Gestão do Conhecimento e Inteligência Competitiva (10h) Conceitos gerais de gestão do conhecimento Conceitos gerais de inteligência competitiva Ferramentas

Leia mais

Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal. Banco do Setor público

Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal. Banco do Setor público Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal Banco do Setor público Sumário Introdução 04 Cartão de Pagamento do Governo Federal CPGF 04 Passo a Passo 10 Perguntas e Respostas 12 Legislação I Ementa 17

Leia mais

SEMINÁRIO NACIONAL SICONV: DA CAPTAÇÃO DE RECURSOS DA UNIÃO À PRESTAÇÃO DE CONTAS

SEMINÁRIO NACIONAL SICONV: DA CAPTAÇÃO DE RECURSOS DA UNIÃO À PRESTAÇÃO DE CONTAS SEMINÁRIO NACIONAL SICONV: DA CAPTAÇÃO DE RECURSOS DA UNIÃO À PRESTAÇÃO DE CONTAS TERESINA - PI, 7 E 8 DE OUTUBRO DE 2013 APRESENTAÇÃO Os Estados, Municípios e as Organizações não governamentais ao encaminharem

Leia mais

INFORMÁTICA BÁSICA E AVANÇADA COM INTERNET

INFORMÁTICA BÁSICA E AVANÇADA COM INTERNET *Plano Instrucional INFORMÁTICA BÁSICA E AVANÇADA COM INTERNET Curso Mercado de Trabalho: Cursos Afins: Total de Horas: Informática básica e avançada com internet Áreas administrativas, escritórios, comércio,

Leia mais

RESUMO DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO

RESUMO DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO RESUMO DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO NBC T 16.1 - CONCEITUAÇÃO, OBJETO E CAMPO DE APLICAÇÃO A Contabilidade Pública aplica, no processo gerador de informações, os princípios

Leia mais

CUSTOS NO SETOR PÚBLICO SOB A PERSPECTIVA DOS TRIBUNAIS DE CONTAS

CUSTOS NO SETOR PÚBLICO SOB A PERSPECTIVA DOS TRIBUNAIS DE CONTAS CUSTOS NO SETOR PÚBLICO SOB A PERSPECTIVA DOS TRIBUNAIS DE CONTAS João Eudes Bezerra Filho Membro do Grupo Assessor das NBCASP CFC Auditor das Contas Públicas TCE/PE DIAGNÓSTICO: QUANTO À CONTABILIDADE

Leia mais

CURSO ON-LINE PROFESSOR: DJALMA PEÇANHA

CURSO ON-LINE PROFESSOR: DJALMA PEÇANHA "Quando sopram os ventos da mudança, alguns constroem abrigos e se colocam a salvo; outros constroem moinhos e ficam ricos". (Claus Möller) Boa tarde, pessoal! Enfim, chegamos a este último ponto sobre

Leia mais

TÍTULOS PREVISÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA TÍTULOS FIXAÇÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA CRÉD. ORÇAM. SUPLEMENTARES DESPESAS CORRENTES . PESSOAL E ENC.

TÍTULOS PREVISÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA TÍTULOS FIXAÇÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA CRÉD. ORÇAM. SUPLEMENTARES DESPESAS CORRENTES . PESSOAL E ENC. 1 ANEXO III - PT/MPS Nº 95, DE 06 DE MARÇO DE 2007 DOU DE 07.03.07 MODELOS E INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS SÃO AS EXTRAÍDAS DOS LIVROS, REGISTROS E

Leia mais

Disciplina: Introdução à Economia

Disciplina: Introdução à Economia Ementário do Curso de Ciências Contábeis PTA Faculdade Alvorada Disciplina: Teoria da Administração Ementa: Introdução à Teoria da Administração. Escolas da Administração. Universalidade e papel do administrador.

Leia mais

Entendendo a Legislação de Convênios

Entendendo a Legislação de Convênios PROFESSORA GIANNA LEPRE PERIM Professora Gianna Lepre Perim APRESENTAÇÃO GERAL: -DO CURSO -DA PROFESSORA -DA METODOLOGIA PROGRAMAÇÃO 1º dia Legislação Aplicável Noções Gerais sobre Convênios Condições

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

Orientações para o. Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado. Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro

Orientações para o. Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado. Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro Orientações para o Controle de Convênios Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro Maio/2010 Devolução de recursos de

Leia mais