22 a 24.Setembro. Hotel Royal Tulip - Rio de Janeiro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "22 a 24.Setembro. Hotel Royal Tulip - Rio de Janeiro"

Transcrição

1 22 a 24.Setembro Hotel Royal Tulip - Rio de Janeiro

2 Patrocínio: BOAS VINDAS Desejamos boas-vindas à 21ª edição do mais tradicional e conceituado evento de Logística & Supply Chain do Brasil! O evento inclui 58 palestras, com destaque para 6 Sessões Temáticas, divulgação de pesquisas inéditas, 15º Prêmio ILOS e 16ª Expo.Logística. As palestras são apresentadas por especialistas nacionais e internacionais em até 04 salas simultâneas, propiciando ampla alternativa de conteúdo ao público. Aproveite ao máximo essa experiência!

3 16 EXPO.LOGÍSTICA Visando adicionar valor à participação, os visitantes da Expo.Logística poderão gratuitamente assistir a algumas sessões da programação, como as Soluções Comerciais SC01 e SC02, 15º Prêmio ILOS (SG07) e as Sessões Gerais SG04, SG11 e SG12. Saiba mais sobre as sessões no folder. 22 de Setembro 23 de Setembro 24 de Setembro SC02 16:40h - 17:30h SG07 16:40h - 17:30h SC01 12:00h - 12:50h SG11 17:30h - 18:20h SG04 15:30h - 16:20h SG12 16:30h - 17:20h Visitação dia 22/09 das 8h30 às 19h30, dia 23/09 das 8h30 às 19h00 e dia 24/09 das 8h30 às 17h20 ENTRADA MIDIA-DESK 5 GLP COFFEE-BREAK SALA DE PALESTRA B ILOS C ILOS 7 STANDS: 1 - Revista Mundo Logística 2 - Médicos sem Fronteiras 3 - Manhattan Associates 4 - ILOS 5 - Tecnologística WC FEM. SALA DE PALESTRA PLENÁRIA WC MASC. 8 INFOR 11 CARVALHÃO ALMI ATLAS 10 ESPAÇO CONVENIÊNCIA 6 - ILOS Capacitação 7 - GLP 8 - INFOR 9 - LLamasoft 10 - Atlas 11 - ALMI TEGMA COFFEE-BREAK ADMINISTRAÇÃO SALA DE PALESTRA A COFFEE-BREAK CREDENCIAMENTO SALA DE PALESTRA GUARDA VOLUMES 14 ZONAMERICA BLIVE Carvalhão 13 - TEGMA 14 - Zonamerica 15 - BLive 16 - Modern Logistics 17 - MRO Logistics 18 - Libercon

4 XXI FÓRUM INTERNACIONAL DE SUPPLY CHAIN SESSÕES TEMÁTICAS A programação 2015 conta com seis Sessões Temáticas duas por dia. Cada tema está identificado por uma cor e tem uma programação composta de Sessão Geral (SG), Painel de Debates (P) e Cases(C)/Tutoriais(T). Veja a seguir os temas e suas respectivas sessões: Setembro Terça-feira Setembro Quarta-feira Setembro Quinta-feira O objetivo desta Sessão Temática é discutir o cenário atual e extremamente desafiador no Setor de Transportes, que inclui queda na demanda, aumento dos itens de custos, busca por eficiência operacional em função da lei dos motoristas e mudanças no modelo de concessões. Como suporte para discussão do tema, serão apresentadas duas pesquisas inéditas: Transporte Rodoviário e a atualização de Custos Logísticos no Brasil. Patrocínio: Transporte Rodoviário no Brasil Esta Sessão Temática tratará sobre o arsenal de tecnologias que estão habilitando avanços na Logística & Supply Chain. A evolução tecnológica não tem uma trajetória linear, e os últimos anos têm sido de significativas mudanças nesta área. O uso disseminado da Nuvem, e a comoditização de aplicativos orientados a objetos, têm implicado no aumento de mudanças de rupturas desde o final da década de 90. Vislumbra-se um movimento em direção ao processamento descentralizado ao longo da periferia da cadeia ( Internet Edge ). Patrocínio: Tecnologias aplicadas à Logística e ao Supply Chain Patrocínio: Logística e Supply Chain para o Setor de Saúde O mercado de saúde no Brasil tem crescido nos últimos anos e conta com projeções positivas. Nesse contexto e num ambiente regulatório cada vez mais acirrado, os medicamentos genéricos e similares ganharam relevância e grandes hospitais e redes de farmácias começam a dominar o mercado. São mudanças que culminam em oportunidades e desafios para as operações de Logística e no Supply Chain. O objetivo dessa Sessão Temática é apresentar, discutir e mostrar Cases com boas práticas, auxiliando na evolução do tema no país. Para superar a crise e se preparar para a retomada de crescimento da indústria, a Sessão Temática Automotiva apresentará as tendências, os desafios e as estratégias da aplicação do conceito Lean Supply Chain nos Estados Unidos e em nível global, a partir de uma perspectiva do setor automobilístico. Contribuições da área de TI também serão discutidas sobre a perspectiva do melhor uso do fluxo eletrônico de informação. Patrocínio: Lean Supply Chain para a Máxima Eficiência do Setor Automotivo Demand Driven no Varejo/Bens de Consumo Criando Capacidade de Análise dos Riscos em Suprimentos Risco é uma situação inerente à operação do Supply Chain, podendo ser classificado em diferentes categorias, como: riscos de suprimentos, riscos de desempenho da cadeia, risco econômico, riscos associados às tendências tecnológicas e riscos relacionados às regulamentações governamentais. Esta Sessão Temática terá como foco de discussão a questão de riscos de suprimentos combinados com os riscos econômicos atuais experimentados pela conjuntura brasileira. O ritmo acelerado das mudanças tecnológicas estão mudando o ambiente de negócios e o relacionamento entre varejistas e fabricantes. As empresas precisam buscar o arsenal de TI disponível no mercado (em especial aquelas de ruptura) e explorar os conceitos de Demand Driven, onde os Supply Chains são orientados cada vez mais pela demanda do consumidor final. Esta Sessão Temática dará ênfase à Estratégia de Omni-Channel, bem como exemplos práticos de aplicação de conceitos Demand Driven Supply Chain. Patrocínio:

5 SESSÕES GERAIS SG.01 Custos Logísticos no Brasil Maurício Lima Sócio-Executivo responsável pela área de Capacitação do ILOS. Tem experiência como professor e consultor nas áreas de Planejamento de Demanda e de Estoques, Operações de Transporte, Logística e Supply Chain Management em grandes empresas. Desenvolve periodicamente pesquisas de Custos Logísticos no Brasil e tem diversos artigos publicados em periódicos e em revistas especializadas. É também um dos autores dos livros: Logística Empresarial: A Perspectiva Brasileira e Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. É grande o interesse das empresas por informações atualizadas sobre custos logísticos no Brasil. Nesta sessão serão apresentados os principais resultados da recente pesquisa desenvolvida pelo ILOS sobre o tema. Será dado enfoque aos impactos dos custos logísticos na economia do Brasil e na gestão empresarial. SG.02 Gestão do Transporte Rodoviário no Brasil Rodrigo Arozo Sócio Executivo responsável pela área de Bens de Consumo do ILOS. Possui mais de 13 anos de experiência em consultoria com foco em Supply Chain, com participação em mais de 70 projetos, atuando em diagnóstico de operações, plano diretor de logística, revisão de estratégia de distribuição, gestão de estoques, definição de estratégia de transportes, entre outros para indústrias de diversos segmentos. O novo ciclo econômico traz desafios significativos para as empresas brasileiras em relação à gestão de transportes, exigindo, ao mesmo tempo, redução de custos e aumento da eficiência. A pesquisa inédita que será apresentada analisa a forma das empresas se relacionarem com seus transportadores e como estas vêm planejando e colocando em prática a atividade no seu dia a dia. SG.03 Estratégias de Supply Chain: criando valor em sua empresa através da otimização do Supply Chain Design Alejandro Nieto Vice-Presidente Sênior Internacional de Vendas da LLamasoft, onde lidera as vendas das soluções da empresa internacionalmente, incluindo a América Latina e regiões como Europa, Oriente Médio e África (EMEA); e Ásia-Pacífico (APAC). Possui mais de 20 anos de experiência em vendas de soluções de TI de alto valor agregado, desenvolvimento de negócios e planejamento corporativo. Já trabalhou em empresas como JDA, Infor, EXE Technologies e Prologis Trust. É Membro Destacado do Conselho Consultivo da Tower Center of International Studies da Universidade Metodista do Sul (SMU), bem como Membro do Conselho Consultivo do Monfort College of Business da Universidade do Norte de Colorado (NCU) nos EUA. Supply Chain Design expandiu-se rapidamente se tornando uma competência essencial para as empresas globais. Estas empresas estão utilizando a tecnologia de modelagem para analisar e otimizar continuamente o Supply Chain desde o início até ao fim, melhorando os níveis de serviço, reduzindo custos e riscos e reagindo rapidamente às mudanças do mercado. Com base na experiência adquirida com o trabalho realizado com centenas de iniciativas de modelagem, esta sessão irá apresentar a prática do Supply Chain Design e explicará como os Centros de Excelência estão sendo criados para melhoria contínua e inovação do Supply Chain.

6 SESSÕES GERAIS SG.04 Desafios do Setor de Transportes na Europa Jan Willem Proper Professor de Transportes e Logística na NHTV Breda University, Holanda, onde atua desde 1976, desempenhando funções gerenciais como decano e membro do conselho de administração da universidade. Possui vasta experiência internacional em pesquisa e educação nos Estados Unidos, China, Indonésia, África do Sul, Cuba e Síria, bem como tem participado em comissões da União Europeia (EU) sobre transportes e projetos de Supply Chain. Foi o primeiro membro internacional do conselho de administração do CSCMP Council of Supply Chain Management Professionals dos EUA; Publicou diversos artigos em periódicos e conferências, capítulos de livros e relatórios sobre logística e transportes públicos. EXPO GRATUITO L O GIS TICA O retorno do crescimento econômico está no centro da estratégia da União Europeia, sendo a logística um fundamental habilitador da indústria e comércio, por conta de sua capacidade de viabilizar uma movimentação fluída de mercadorias através do continente. Por outro lado, este setor contribui significativamente à economia e ao emprego, direto e indireto. Esta sessão discorrerá sobre a importância da logística europeia, incluindo atividades de valor agregado, como fator de competitividade do continente em âmbito global, considerando os altos custos da mão-de-obra e imobiliário, assim como a diversidade em termos de eficiência entre os países membros. Ênfase será dada ao uso intenso de intermodalidade (marítimo, ferrovia, rodovia, hidrovia), sendo um benchmark para a realidade brasileira. SG.05 Evolução do Processo de Recuperação do Setor Automotivo Norte-Americano: desafios e oportunidades Steve Tripp Vice-Presidente de Estratégia Global e Execução da ICL Systems. Começou a sua carreira na área de Logística na Ford e, depois, se transferiu para a Chrysler, agora Fiat Chrysler Automobiles (FCA). Na FCA, ocupou diversos cargos de nível Sênior na área de Logística e Supply Chain, comandando departamentos como o de Controle de Produção da Linha de Montagem e de Engenharia de Movimentação de Materiais. José Roberto Ferro Presidente e fundador do Lean Institute Brasil em "Senior Advisor" do Lean Enterprise Institute dos EUA. Membro do Comitê Executivo da Lean Global Network, entidade que congrega institutos sem fins lucrativos em 16 países dedicados a disseminação da filosofia Lean. Já ministrou palestras em 28 países e apoiou diretamente a transformação Lean em mais de uma centena de empresas em vários países. Fez parte da equipe de pesquisa do MIT (Massachusetts Institute of Technology) na qual o termo Lean foi cunhado e apresentado no livro "A Máquina que mudou o mundo" em 1990, projeto de pesquisa sobre a indústria automobilística mundial. Engenheiro de Produção, Mestre e Doutor em Administração. Ex-professor universitário. Após a derrocada do Setor Automotivo nos EUA, por conta da crise econômica que se alastrou globalmente a partir do quarto trimestre de 2008, as montadoras do setor passaram por um período de mudanças drásticas, contando com injeção de recursos públicos, em suas estratégias e práticas operacionais, incluindo a adoção do conceito Lean no Supply Chain Automotivo. Esta sessão discorrerá sobre a recuperação do setor, destacando os desafios enfrentados no período considerado.

7 SESSÕES GERAIS SG.06 Panorama de Logística e Supply Chain para o Setor de Saúde no Brasil Gisela Mangabeira PESQUISA INÉDITA Sócia Executiva e Gerente Sênior de Bens de Consumo do ILOS. Já participou de diversos projetos associados à Logística e Supply Chain para grandes empresas. Tem grande experiência no tema de sustentabilidade na cadeia de suprimentos/logística reversa e em logística e supply chain para o setor de saúde. É formada em engenharia civil com especializações nacionais e internacionais na área de logística, supply chain e operações. Rodrigo Arozo Sócio Executivo responsável pela área de Bens de Consumo do ILOS. Possui mais de 13 anos de experiência em consultoria com foco em Supply Chain, com participação em mais de 70 projetos, atuando em diagnóstico de operações, plano diretor de logística, revisão de estratégia de distribuição, gestão de estoques, definição de estratégia de transportes, entre outros para indústrias de diversos segmentos. Serão apresentados os principais resultados da pesquisa inédita sobre Logística e Supply Chain realizada com indústrias, distribuidores, farmácias e hospitais. O objetivo é apresentar as principais práticas e desafios para o segmento. SG.07 15º PRÊMIO ILOS Os melhores prestadores de serviços logísticos do Brasil Monica Barros Gerente de Inteligência de Mercado do ILOS. Possui mais de 10 anos de experiência na área de Logística, atuando em empresas como Shell, Ambev e White Martins. Em consultoria, já participou de diversos tipos de projetos, incluindo Planejamento Estratégico, Desenvolvimento de Redes Logísticas, Gestão de Transporte, Identificação de Oferta e Demanda. EXPO GRATUITO L O GIS TICA PESQUISA INÉDITA I L O S O 15º Prêmio ILOS é um tradicional e reconhecido encontro de executivos de Logística e Supply Chain, que tem como objetivo apresentar os prestadores de serviços logísticos que mais se destacaram no mercado brasileiro. Os ganhadores são escolhidos pelo voto dos profissionais de Logística e Supply Chain das maiores indústrias do país. Esta sessão discorrerá sobre a metodologia adotada, assim como apresentará a lista dos melhores prestadores de serviços logísticos no Brasil. Patrocínio: Apoio:

8 SESSÕES GERAIS SG.08 Macrotendências no Supply Chain em Âmbito Global Basil Khalil Vice-presidente de Planejamento, Engenharia & Supply Chain da FedEx Express Divisão América Latina e Caribe. Khalil lidera uma equipe diversificada de mais de 300 gerentes e profissionais que dão apoio a todas as instalações, veículos, aeronaves, planejamento de voos, engenharia e serviços de supply chain multi-países em mais de 50 países e territórios da divisão. É também responsável por comandar a disseminação da cultura de Gerenciamento Voltado à Qualidade na América Latina, em linha com o sistema FedEx de gestão da qualidade, certificada pela ISO. SG.03 Será apresentada uma visão geral sobre o estágio atual do Supply Chain nos Estados Unidos, discutindo como a volatilidade do mercado e a crescente complexidade do ambiente regulatório estão impactando os clientes. Serão exploradas as abordagens para responder a esses desafios em nível mundial e na América Latina. A palestra será ilustrada com exemplos de soluções oferecidas para os setores Healthcare, E-commerce e High Tech. SG.09 Gerenciamento de Riscos no Suprimento Global Dale Rogers Professor de Logística e Supply Chain Management na Arizona State University e Líder de Práticas em Sustentabilidade, Logística Reversa e Finanças no Supply Chain do ILOS. Trabalhou em projetos de consultoria em empresas como a Ford, Coca-Cola e Motorola. Dale é Chairman do Reverse Logistics Executive Council e do Sustainable Supply Chain Council. Para a economia de muitos países, este tem sido o pior ano dos últimos tempos. A demanda tem reduzido cerca de 40% ou mais em muitas empresas. Ironicamente, o Global Supply de produtos, serviços e fluxos financeiros têm contribuído para o agravamento da recessão por falta de estratégias. Como as empresas e as economias podem utilizar princípios de gerenciamento de risco no Supply para atender melhor os clientes e manter a rentabilidade dos negócios? O que significa o novo conceito de fornecedor Nexus e como eles impactam as redes de Supply? Quais são as fontes de risco e como eles devem ser geridos? Como a sua empresa lida com risco de ruptura de estoque? Qual é o papel de gerenciamento de risco no Supply Chain sustentável? Como as empresas brasileiras podem gerir melhor os seus riscos para mitigar os impactos da atual desaceleração econômica? Buscando respostas para estas e outras perguntas relacionadas ao tema, a sessão discutirá as estratégias de gerenciamento de riscos no Global Supply. Transporte Rodoviário no Brasil Supply Chain no Setor de Saúde Lean no Setor Automotivo Tecnologias Aplicadas ao Supply Chain Análise dos Riscos em Suprimentos Demand Driven no Varejo/Bens de Consumo

9 SESSÕES GERAIS SG.10 Omni-Channel Strategy & Fulfillment: planejamento, execução e alta performance Todd Johnson Vice-presidente Global da Unidade de Negócios 3PL da JDA Software, onde é responsável pela equipe que desenvolve soluções para o setor 3PL e por estabelecer, fortalecer e manter relacionamentos com clientes prestadores de serviços de logística em todo o mundo. Há quase 20 anos na empresa, já ocupou vários cargos nas áreas de desenvolvimento e gestão de produtos e suporte ao cliente. Atuou ainda no desenvolvimento de relações estratégicas e expandiu negócios com os principais clientes da empresa. Anteriormente, formou e liderou equipes de sucesso nas Américas, Europa e na região da Ásia-Pacífico, atuando, por exemplo, na Office Depot, onde liderou a implantação de parte do sistema de TI. Reinaldo Yocida Líder de Commerce da IBM Brasil. Já atuou em diversas posições de liderança, tanto no Brasil como na América Latina, principalmente na área de Software. Liderou Software Solutions Group (Smarter Commerce, Business Analytics, ECM e Smarter Cities). Foi responsável por Soluções de Indústria, Alianças com Integradores de Sistemas e ISVs e trabalhou em projetos estratégicos. Anteriormente foi responsável por Big Data & Analytics na divisão de Software Group. Os consumidores estão cada vez mais senhores da situação, exigindo atendimento de forma personalizada, em múltiplos canais de venda e opções de acesso aos produtos adquiridos, obrigando o varejo e a indústria a se adaptarem rapidamente para que a experiência do cliente seja consistente e inovadora, alavancando a taxa de conversão no processo de compras. O principal desafio do Omni-Channel é entregar o produto certo, na hora certa com lucratividade. Isto requer a integração e sincronização dos canais digitais (internet) e canais tradicionais, considerando não apenas níveis de estoque e lead-times, mas uma análise mais complexa de uma cadeia de abastecimento integrada e custos associados. A integração dos canais de Omni-Channel irá possibilitar o aumento da eficiência, a redução de custos e a melhora nos níveis de serviço ao cliente resultando num aumento geral da lucratividade da empresa e a fidelização dos clientes. As pesquisas inéditas apresentadas pelo ILOS neste evento fazem parte da coleção Panorama ILOS Reserve seu exemplar no Stand ILOS

10 SESSÕES GERAIS SG.11 Operadores Logísticos: panorama setorial, marco regulatório e aspectos técnico-operacionais Carlos Cesar Meireles Diretor Executivo (CEO) da ABOL Associação Brasileira de Operadores Logísticos, desde a sua fundação em Possui 28 anos de experiência em logística empresarial, tendo sido executivo da Ciquine Petroquímica e Caraíba Metais (Grupo Paranapanema), superintendente do PromoBahia e diretor da Secretaria de Planejamento, Ciência e Tecnologia do Estado da Bahia. Nos últimos 15 anos vem atuando como diretor executivo em operadores logísticos de grande porte como a Columbia, Integral (Grupo Lachmann), Santos Brasil e Grupo TPC. É membro do Comitê de Logística do Deinfra Departamento de Infraestrutura e da Fiesp Federação das Indústrias do Estado de São Paulo. EXPO GRATUITO L O GIS TICA Nos últimos 25 anos, os operadores logísticos, tanto no Brasil quanto no mundo, vêm se consolidando e sendo reconhecidos como agentes estratégicos e indutores da melhoria operacional, com efetivo incremento de competitividade e, em decorrência, redução de custos ao longo de toda a cadeia de valor da economia. Sendo uma atividade econômica recente, contudo, ainda convive em ambiente de insegurança jurídica, necessitando estabelecer o marco regulatório do setor. A sessão terá como base um estudo pioneiro realizado pela ABOL Associação Brasileira de Operadores Logísticos que teve como objetivo contextualizar o setor, estabelecendo a taxonomia da atividade, cotejando-a com as existentes nos demais mercados mundiais; considerar a base legal do setor no âmbito tributário, fiscal, trabalhista, previdenciário e sindical, além de buscar as melhores referências mundiais no que concerne as boas práticas do setor, bem como os processos de certificação. SG.12 Olimpíadas Rio 2016: Desafios Logísticos de um Mega Evento Jose Furian Filho Vice-presidente de Logística dos Correios. Ingressou na ECT em 1984 pela Escola Superior de Administração Postal em Brasília e desde 1986 é gestor na ECT tendo passado por várias áreas, tais como: Vendas, Distribuição, Tratamento, Pessoal, Negócios e Logística. Desde 2011 é Vice Presidente da ECT, sendo que de 2011 a 2012 foi Vice Presidente de Negócios e desde 2013 é o Vice Presidente de Logística dos Correios. EXPO GRATUITO L O GIS TICA Pela primeira vez na história, o maior evento esportivo da humanidade é realizado na América do Sul, em nosso país Os Jogos Olímpicos. Evento esse que é considerado como sendo a maior operação logística do mundo em tempos de paz. Os números realmente impressionam. Afinal, são 30 milhões de itens adquiridos pelo Comitê Olímpico que precisam de uma operação logística com índice de erro zero. A sessão mostrará os desafios de um operador logístico na realização desse mega evento.

11 PAINÉS DE DEBATES P.01 Panorama do Transporte Rodoviário no Brasil: desafios e oportunidades P.03 Lean Supply Chain para máxima eficiência do setor automotivo Maurício Pimenta Lima, Sócio Executivo Capacitação, ILOS ( Líder e Moderador ) Rodrigo Arozo, Sócio Executivo Bens de Consumo, ILOS Dalmo Marchetti, Engenheiro, Depto de Transportes e Logística, BNDES Jan Willem Proper, Professor de Transportes e Logística, NHTV Breda University, Holanda Felipe Werner Brandão, Diretor de Logística, L'Oréal Valdoberto Vidal, Head of Primary Supply Chain, Souza Cruz Este Painel discutirá os fortes impactos negativos no Setor de Transportes por conta do atual cenário econômico brasileiro, na demanda, nos custos e na oferta de capacidade dos modais de transportes. Será abordada a nova lei dos motoristas, sancionada em 2015, que começa a ser entendida e avaliada operacionalmente, impulsionando embarcadores e transportadores a buscarem por sinergias e tecnologias que alavanquem a produtividade e eficiência operacional. Por fim, no plano governamental, será abordado o modelo de concessões que inspira mudanças visando suportar um novo possível ciclo econômico. P.02 Tecnologias Aplicadas à Excelência das Operações na Logística & Supply Chain: desafios e oportunidades Dale Rogers, Professor de Logística e Supply Chain Management, Arizona State University e Líder de Práticas em Sustentabilidade, Logística Reversa e Finanças no Supply Chain, ILOS (Líder e moderador) Alejandro Nieto, Vice-Presidente Sênior Internacional de Vendas, LLamasoft Roberto Xavier, Diretor de Negócios & Marketing, blive Carlos Mira, Fundador & CEO, TruckPad Todd Johnson, Vice-Presidente Global da Unidade de Negócios 3PL, JDA Software Marco Beczkowski, Diretor Executivo, Kajera Omni-Channel Solution Carlos Wagner dos Santos, Presidente, Sintel ( Líder e moderador ) José Roberto Ferro, Presidente, Lean Institute Steve Tripp, Vice-Presidente de Estratégia e Execução, ICL Systems Edson Molina, Director Material Planning & Logistics South America, Ford Motor Company Rodrigo Palmieri, Supply Chain Director/ Aftermarket Operation Director, Delphi Automotive Systems Este painel traz diferentes pontos de vista enfatizando as principais iniciativas adotadas pelo setor automotivo para aumento de eficiência e flexibilidade máxima sob as perspectivas do mercado e da operação. Contribuições da área de TI também serão discutidas sobre a perspectiva do melhor uso do fluxo eletrônico de informação. P.04 Saúde no Brasil: perspectivas para Logística e Supply Chain Rodrigo Arozo, Sócio Executivo de Bens de Consumo, ILOS ( Líder e Moderador) Carlos Kazume Oyama, Diretor de Supply Chain, Hospital Albert Einstein Jose Furian Filho, Vice-presidente de Logística, Correios Rodrigo Alponti, Diretor de Supply Chain, Sanofi Sérgio Mena Barreto, Presidente, ABRAFARMA Adriano Prado, Diretor de Logística e Comercial, Profarma Este painel reunirá altos executivos da indústria, distribuição, farmácia e hospitais para discussão sobre as principais diferenças entre as práticas do segmento de saúde e as práticas dos demais segmentos, buscando entender os mitos e oportunidades do setor. Este Painel dará ênfase às tecnologias de rupturas que estão habilitando avanços na Logística & Supply Chain das empresas, considerando o modelo que está sendo adotado pela Arizona State University, que abrange três dimensões: Omini-Channel, Sharing Economy e Internet of Things. As discussões também incluirão tecnologias maduras e disponíveis no mercado, que estão alavancando o desempenho das empresas. Transporte Rodoviário no Brasil Supply Chain no Setor de Saúde Lean no Setor Automotivo Tecnologias Aplicadas ao Supply Chain Análise dos Riscos em Suprimentos Demand Driven no Varejo/Bens de Consumo

12 PAINÉIS DE DEBATES P.05 Criando Capacidade de Análise dos Riscos em Suprimentos P.06 Panorama da Gestão de Múltiplos Canais no Supply Chain de Varejo/Bens de Consumo Ataíde Braga, Líder em Práticas de Compras e Suprimentos, ILOS ( Líder e Moderador ) Dale Rogers, Professor de Logística e Supply Chain Management, Arizona State University e Líder de Práticas em Sustentabilidade, Logística Reversa e Finanças no Supply Chain, ILOS Leonardo Rubinato, Diretor de Supply Chain, Unilever Evandro Rezende, Planning and Procurement Intelligence Manager, VALE Dario Gaspar, Sócio, A.T. Kearney Cássio Neto, Diretor de Logística, Martins Comércio e Serviços de Distribuição O risco de suprimento tem se tornado um importante componente da gestão da cadeia de suprimentos, pois contribui sobremaneira para a garantia do fluxo de produtos e serviços, principalmente diante de desafios econômicos atualmente existentes no Brasil. Questões sobre relacionamento, saúde financeira dos fornecedores, capacidade produtiva, impacto da variação do preço das commodities, impacto da variação cambial, estabilidade governamental, tarifas e regulamentações serão abordadas por executivos de suprimentos. Paulo Mendes, Diretor Sênior de Logística e Planejamento Global, Coca Cola Company ( Lider e Moderador ) Todd Johnson, Vice-Presidente Global da Unidade de Negócios 3PL, JDA Software Basil Khalil, Vice-Presidente de Planejamento, Engenharia & Supply Chain Divisão América Latina e Caribe, FedEx Express Veronica Morales Becerril, Subdiretora de Operações Logísticas, El Palacio de Hierro Reinaldo Yocida, Líder de Commerce, IBM Brasil Daniel Barbosa, Diretor de Planejamento Estratégico de Logística América Latina, Unilever Este Painel de Debates abordará o forte avanço de tecnologias e processos que estão promovendo o surgimento do Omni-Channel, o qual sincroniza múltiplos canais de atendimento no varejo, proporcionando o crescente nível de experiência dos consumidores. Aliado a integração da informação, sem interferência humana (Internet of Things), vislumbra-se, em futuro próximo, a viabilização integral dos conceitos de Demand Driven Supply Chain (DDSC). SOLUÇÕES COMERCIAIS SC.01 Suppy Chain Design e Impostos EXPO GRATUITO L O GIS TICA SC.02 Logística e Cadeia de Suprimentos para o Cone Sul: Desafios e Soluções EXPO GRATUITO L O GIS TICA LLamasoft Carlos Valderrama, Managing Director, LLamasoft Latam Paulo Nazário, Sales Director, LLamasoft Brazil Diante de um cenário econômico desafiador e com possíveis mudanças de algumas regras tributárias, surge uma pergunta Como ser capaz de reavaliar sua cadeia de suprimentos de forma sistemática? A LLamasoft mostrará nesta sessão uma abordagem do que há de mais avançado em Supply Chain Design no mundo. Serão apresentados Demos do Supply Chain Guru e uma visão prática de vários projetos de Supply Chain com abordagem tributária conduzidos no Brasil. Zonamérica/Transcargo Jaime Miller, CEO, Zonamerica Rodolfo Faccini, Diretor, Transcargo O Uruguai vem se transformando em importante hub regional para logística e distribuição. Entre as principais vantagens competitivas do país estão suas plataformas de negócio e logística construídas sobre uma moderna lei de zonas francas. Nesta Sessão, Zonamerica e TransCargo apresentarão diversas soluções aos principais desafios enfrentados por empresas multinacionais estrangeiras ou transnacionais brasileiras em suas operações de logística para a América do Sul. Venha aprofundar e compartilhar seu conhecimento em modelagem tributária no Brasil e participe de um amplo debate sobre como integrar metodologia, tecnologia, processos e pessoas em uma das mais relevantes análises em Supply Chain.

13 CASES C.01 Ganhos de Eficiência no Escoamento de Grãos e Ampliação do Universo de Tradings na Bahia Cargill / Grupo TPC / C.Port C.04 Scania Inovação do Processo de Milk Run Gustavo Perufo Guasso, Gerente de Operações Logísticas, Cargill Sérgio Fraga Santos Faria, Vice-Presidente de Infraestrutura, Grupo TPC Jorge Humberto Pessôa Lopes, Diretor de Operações, C. Port Apresentará a implementação de uma solução para o problema do escoamento de grãos produzidos no Estado da Bahia, enfatizando a contribuição estratégica do Terminal Portuário Cotegipe com ganhos reais através da redução do custo de todo o Supply Chain e ampliação do universo de tradings na Região. Serão apresentadas os principais desafios, soluções adotadas e os resultados obtidos. C.02 Tecnologias de Ponta Fazendo a Diferença num Mercado Competitivo: simulação e otimização da distribuição do canal pequeno granel da Liquigás Liquigás / Belge Consultoria Fernanda Monjardim de Carvalho, Gerente de Estudos Logísticos, Liquigás Marcelo Koiti Fugihara, Diretor Técnico, Belge Consultoria O Case mostrará um estudo de otimização de distribuição do canal pequeno granel, envolvendo a revisão da malha logística, o dimensionamento de frota e a identificação de restrições e lacunas operacionais. Neste projeto foram utilizadas ferramentas de planejamento avançado da logística, como o otimizador de Supply Chain e simulador de processos. Será apresentado como o projeto ajudou a Liquigás a reduzir seus custos logísticos, melhorar o nível de serviço e a definir as melhores estratégias de distribuição de GLP. C.03 Grupo SEB / Neolog Torre de Otimização e Controle na Logística de Eletrodomésticos Mauro Santiago, Gerente de Customer Service, Grupo SEB Mateus Braz, Gerente de Logística, Grupo SEB Danilo Campos, CEO, Neolog O Grupo SEB detém mais de 20 marcas com forte reputação, presentes em várias famílias de produtos. No Brasil, suas marcas de maior destaque são: Arno, Rochedo, Panex, Clock, T-Fal. A operação contempla três unidades fabris, três centros de distribuição, e várias lojas próprias distribuídas no país. Para otimizar o custo de fretes e gerenciar toda operação de transportes a empresa decidiu implantar o Cockpit Logístico. Com isso, decisões relativas a formação de cargas e os tipos de veículos, atribuição de transportadoras às rotas, agendamento de entregas, monitoramento de cargas e pedidos são suportados pela ferramenta. O Case apresentará os resultados alcançados e como os desafios foram superados pela Cia. Fabio Castello, Vice Presidente de Logística, Scania Latin America Este Case apresentará como a Scania conseguiu aumentar a eficiência do seu fluxo Inbound, através de inovações no balanceamento e programação de coletas baseadas no conceito Lean. C.05 Unilever Segmentação de Canais em Demand Driven Supply Chain Daniel Barbosa, Diretor de Planejamento Estratégico de Logística, Unilever América Latina Rodrigo Visentini, Diretor de Atendimento ao Cliente, Unilever Brasil Este Case apresentará o processo de mudança de mindset no modelo de servir de one size fits all para uma verdadeira segmentação de negócio. Uma busca que objetiva entregar o melhor balance entre os diferentes modelos de Supply Chain (desde a compra da matéria-prima à venda do produto final) com as necessidades específicas de cada Categorias e Canais (Balanceando Custo, Crescimento & Serviço). C.06 BD / ILOS Otimização de Custos de Transporte e Melhoria no Serviço através de Alterações no Modelo de Gestão e Contratação Luiz Carlos Rodrigues, Diretor de Supply Chain, BD Decio Cicone Junior, Gerente de Supply Chain, BD Gabriel Milhomens, Consultor Sênior Bens de Consumo, ILOS No segmento de saúde, diferentemente de Bens de Consumo, grande parte das empresas tem a operação logística centralizada em poucos PSLs. Nesse case serão apresentados o modelo de gestão de transporte escolhido, as dificuldades encontradas para mudança na estratégia de contratação de transportes e os principais ganhos associados. Transporte Rodoviário no Brasil Supply Chain no Setor de Saúde Lean no Setor Automotivo Tecnologias Aplicadas ao Supply Chain Análise dos Riscos em Suprimentos Demand Driven no Varejo/Bens de Consumo

14 CASES C.07 El Palacio de Hierro Plataforma WMS para Ampliação de Centro Logístico e Ganhos em Produtividade Veronica Morales Becerril, Subdiretora de Operações Logísticas, El Palacio de Hierro A El Palacio de Hierro Loja de departamento de Luxo no México opera uma cadeia de lojas em rápido crescimento. Utilizando uma solução Warehouse Management, juntamente com serviços de consultoria, educação e suporte da empresa NetLogistik, a El Palacio de Hierro melhorou substancialmente os seus tempos de resposta, aumentando as entregas para as lojas em 25%, e as entregas para os clientes em 30%. Também aumentou em 59% a capacidade de recepção de seu centro de distribuição e reduziu erros de inventário em 75%. Além de melhorar os seus níveis de visibilidade e de capacidade, a empresa realiza agora uma economia anual de US$ 580 mil devido ao aumento da produtividade. C.10 Natura / Quendian Otimização na Operação de Deployment Nestor Felpi, Diretor de Planejamento, Natura Francisco Zorzo, Gerente de Projetos, Natura Tiago Lopes, Consultor SCM Senior, Quendian Consultoria O Case apresentará como a Natura líder em Cosméticos e Perfumaria no Brasil utiliza um otimizador para a sua operação de Deployment. O objetivo é maximizar o nível de serviço através do abastecimento diário dos oitos CDs, priorizando diferentes tipos de demanda e mantendo o fair-share de estoques, em cadeia multi-origem com skus. Os resultados mostram redução dos estoques, maior produtividade do time de planejamento e economias nas transferências, com restrições dos modais utilizados. Fatores de sucesso do projeto e da implantação também serão abordados. C.08 Navegando nas Complexidades Tributárias do Mercado Brasileiro com Software de Otimização C.11 Suprimento de Petróleo para Refinarias: avaliação de capacidades LLamasoft / Grupo Boticário Jonas Batista de Oliveira, Gerente de S&OP, Grupo Boticário Paulo Nazário, Diretor de Vendas Brasil, LLamasoft Depois de um projeto de longo prazo de network design, o Grupo Boticário maior franquia de cosméticos do mundo implementou um processo recorrente de otimização de rede a nível tático considerando os impactos fiscais para minimizar o custo total operacional. Para isso, integrou upwards com planos estratégicos de negócios e downwards com S&OP, validou requisitos de infraestrutura operacionais de curto e médio prazo e identificou possíveis oportunidades de negócios para maximizar ganhos. Petrobras / ILOS Eduardo Ávila, Gerente de Soluções Logísticas e Análise de Viabilidade, Petrobras Fabricio Jannuzzi, Consultor, ILOS O Case apresentará uma avaliação das capacidades da cadeia suprimento de petróleo para as refinarias de São Paulo, realizada a partir de um modelo de simulação. O estudo engloba as operações do terminal marítimo, dutos, terminais terrestres e refinarias em um cenário de incremento de demanda das refinarias. C.09 Descentralização de Estoque para Mitigar Riscos de Abastecimento Martins Comércio e Serviços de Distribuição Cássio Macedo Neto, Diretor de Logística, Martins Comércio e Serviços de Distribuição Com o objetivo de agilizar o abastecimento e estar mais próximo de seus clientes, o Case mostrará a estratégia adotada pela Martins para a descentralização de estoque, mitigando riscos de abastecimento sem aumentar o capital de giro. A empresa passou de 3 para 9 Centrais de armazenagem e distribuição. O planejamento de demanda junto às Indústrias teve um papel fundamental no sucesso dessa descentralização. C.12 CRH Brasil / blive Otimização de Performance das Operações em Pátios Utilizando YMS Yard Management Systems Luciano Oliveira, Gerente de Logística, CRH Brasil Roberto Xavier, Diretor de Negócios & Marketing, blive A CRH grupo irlandês de material de construção, a maior do setor no mundo após fazer várias aquisições no Brasil de unidade já em operação, contou com a inteligência do YMS para análise de performance operacional. O Case mostrará como a transparência dos dados captados via RFID pela solução possibilitou novas estratégias de otimização, impactando imediatamente nas medições da operação logística em toda a cadeia. A facilidade de utilização do YMS ofereceu um caminho mais curto para a compreensão do processo e perpetuidade de controles logísticos nos pátios das unidades recém-adquiridas.

15 CASES C.13 Natura Ativação da Cadeia dos Fornecedores para Mitigação do Risco de Abastecimento Vitor Cayuela, Gerente de Compras Globais em Embalagens, Natura Visando a mitigação do risco de abastecimento, a Natura apostou na ativação da cadeia de fornecedores, através duas iniciativas estratégicas: Workshops, onde cada uma das tecnologias de embalagem é trabalhada em conjunto com os fornecedores na busca de alternativas para redução de lead time, double sourcing, reduções de custo e otimizações da cadeia; e Inovação de Mercado, a partir da definição de uma agenda construída conjuntamente com os fornecedores, ao longo do ano, para que os projetos nasçam com a participação de seus líderes, em condições logísticas corretas, visando a introdução de novidades ao mercado. C.14 Implantação de RFid para Rastreabilidade de OPMEs Hospital Moinhos de Vento - Porto Alegre Evandro Moraes, Head of Supply Chain Management, Hospital Moinhos de Vento Porto Alegre Rafael Lopes, Farmacêutico, Hospital Moinhos de Vento Porto Alegre Joana Heydrich, Farmacêutica, Hospital Moinhos de Vento Porto Alegre Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPMEs) são utilizados em procedimentos cirúrgicos específicos. Possuem alto custo e grande dificuldade no acompanhamento, pois demandam conhecimento específico para identificação. Praticamente todo o estoque fica consignado ao Hospital pelos fornecedores e processos frágeis de acompanhamento versus uma forte demanda de uso nas cirurgias levam a riscos para o processo, pacientes e perdas financeiras ao hospital ou fornecedor. Para gerenciar o controle de estoque, foi implantada a tecnologia RFid para os OPMEs consignados, possibilitando a rastreabilidade total do processo e segurança para os pacientes. Este case abordará os desafios, as restrições e os potenciais ganhos num segmento de grande importância para as instituições hospitalares. C.16 A Transformação da Gestão Push/Pull em Operações de Distribuição no Segmento de Moda Lojas Marisa / KNAPP Sudamérica Marco Antonio Tenani, Gerente Geral de Divisão Logística, Lojas Marisa Mario Ziouva, Gerente de Planejamento e Engenharia Logística, Lojas Marisa Marcelo Bueno, Diretor de Novos Negócios, KNAPP Sudamérica A dinâmica do segmento de moda aliada a agressividade do seu crescimento, fez com que a Marisa desenvolvesse um modelo próprio de transformação da logística de suas lojas. Baseado nos conceitos de abastecimento Push&Pull, este novo modelo trouxe evolução em diversos pilares tais como em processos, sistemas, tecnologia embarcada e estrutura de pessoas. C.17 Kibon / JSL C.18 Soluções Tecnológicas para Gestão de Entregas de Produtos Congelados Manoel Carlos Martin, Gerente Nacional de Distribuição, Kibon Paulo Tirapelli, Gerente Comercial, JSL Diorwilton Heusser, Gerente de Inovação e Meios de Pagamentos, JSL A estratégia de pulverizar os pontos de vendas para aproximar mais os produtos ao mercado de varejo, tornou a logística mais complexa e difícil de ser monitorada principalmente para produtos com temperatura controlada. Esta complexidade é potencializada pela restrição de circulação em grandes centros, a dificuldade na gestão do comprovante de entrega e pelas avarias de produtos causados por problemas de temperatura. O Case abordará as soluções adotadas para esses problemas, que incluem o controle da entrega por GPS e captura por imagem do comprovante de entrega que são enviados on-line via web para a Central de Monitoramento que faz a Gestão Operacional. Longevidade do Redesenho de Malhas Logísticas: Riscos e Oportunidades C.15 Desafios da Logística Reversa no Mercado de Pagamentos Eletrônicos Sephora / Cebralog Fábio Ishikawa, Supply Chain Manager, Sephora Alexandre Oliveira, Diretor-Geral, Cebralog Cielo / Integration Carlos Cesar Righetti, Diretor de Operações, Cielo Gilberto Sarian, Sócio, Integration A Cielo é uma empresa líder de Soluções em pagamento com cartões de crédito e débito. Mensalmente, sua logística acarreta em cerca de movimentações, das quais mais de são reversas, dando a empresa o título de maior logística reversa do país. Este Case explorará os desafios deste setor. Apoiado por um modelo de governança com equipes multidisciplinares, é possível reunir conhecimentos complementares, gerar o melhor entendimento do ambiente de negócios, mitigar riscos e aproveitar oportunidades. Como alcançar resultados através do faseamento e monitoramento da implantação de forma a reduzir os vales de ruptura no ciclo de vida da estratégia, adiar a obsolescência da solução, e integrar de custos logísticos, impacto fical-tributário e gestão descentralizada de estoques.

16 CASES C.19 Controle de Materiais numa Rede Logística de Operações Terceirizadas do Setor Elétrico C.20 Competitividade em Terminais de Container ENEL / MRO Logistics Viviane Coutinho, Gerente, ENEL (Ampla e Coelce) Carlos Matta, Gerente, MRO Logistics O controle de materiais de prestadores de serviços que realizam as manutenções nas redes elétricas urbanas e rurais de duas grandes empresas de distribuição elétrica tem como principais desafios a garantia da disponibilidade das peças, a visibilidade do estoque e a correta aplicação dos materiais. O projeto teve como objetivo estruturar essas 3 frentes para todas as empresas terceiras. O escopo envolveu a operação de 42 armazéns tanto centrais quanto satélites. Porto Itapoá / ILOS Cassio José Schreiner, CFO, Porto de Itapoá Marcos Valentini, Sócio Executivo, ILOS O porto de Itapoá, juntamente com um dos seus acionistas a Hamburg Süd, são um case da aplicação de um conceito de concentração de escalas de navios com capacidade cada vez maior em um único ponto na costa. O objetivo é consolidar e desconsolidar containers (feeders) para cabotagem tanto na costa brasileira quanto na bacia do Rio da Prata. Esta estratégia tem implicações de competitividade não só no seu cluster de atuação como também nos concorrentes. TUTORIAIS Transporte Rodoviário no Brasil Supply Chain no Setor de Saúde Lean no Setor Automotivo Tecnologias Aplicadas ao Supply Chain Análise dos Riscos em Suprimentos Demand Driven no Varejo/Bens de Consumo T.01 Condomínios Logísticos e suas Vantagens em um Mercado Incerto T.03 Alternativa para a Redução de Custos na Importação Almi / SGO Construções Christian Wagner, Diretor Comercial, Almi Frederico Monteiro, Diretor Comercial, SGO Construções O tutorial transcorrerá sobre os Condomínios Logísticos, desde o projeto à comercialização, detalhando aspectos técnicos, vantagens que os mesmos trazem ao Supply Chain e como podem facilitar a adequação dos operadores logísticos em momentos de incerteza, considerando a realidade do mercado atual. T.02 Plannera Soluções para a Ruptura na Cadeia Farmacêutica Diego Souza, Diretor Geral, Plannera A disponibilidade do produto na gôndola tem tido um foco cada vez maior entre os laboratórios farmacêuticos, mas o desafio de eliminar o stock-out nos pontos de venda não depende só da indústria: passa necessariamente pela colaboração com os distribuidores. O objetivo deste tutorial é apresentar uma proposta de processo de planejamento colaborativo para o setor, e discorrer sobre os desafios e oportunidades envolvidos. Comdesp Comércio Exterior / Wilson Sons Hugo Paulo Ehrentreich, Diretor Financeiro, Comdesp Comércio Exterior José Carlos Rodrigues, Gerente Aduaneiro, Wilson Sons O tutorial irá explorar alternativas para redução de custos e ganhos de eficiência através da utilização de terminais alfandegados da zona secundária, tendo em vista os frequentes gargalos da zona primária, para empresas que dependem de suprimentos importados em seus processos de produção. Serão apresentados os principais diferenciais de serviços prestados e ganhos financeiros. T.04 Infor Alternativa para a Redução de Custos na Importação André Miyajima, S&OP and SCM Solutions, Infor O tutorial mostrará como as aplicações de software, do nível estratégico ao operacional, têm ajudado as empresas no Brasil a alcançarem resultados expressivos em seu Supply Chain. Exemplos serão citados para ilustrar este tutorial.

17 TUTORIAIS T.05 Gestão de Risco do Mercado Fornecedor como Parte Integral do Processo de Gestão de Categorias T.08 Marketplace de Embarcadores e Caminhoneiros on-line via aplicativo para smartphones A.T. Kearney Dario Gaspar, Sócio, A.T. Kearney Fabio Domenech, Diretor de Procurement e Soluções Analíticas, A.T. Kearney Em um ambiente de negócios cada vez mais dinâmico e com Supply Chain interconectados, os mercados de suprimentos estão evoluindo rapidamente e trazendo inúmeras oportunidades para geração de valor. No entanto, o mesmo dinamismo e interconexão podem se transformar em problemas quando ocorrem rupturas no fornecimento devido aos riscos econômicos, geopolíticos ou mesmo dos fornecedores envolvidos. Os efeitos podem se espalhar rapidamente por todo o Supply Chain e causar danos significativos para as empresas. Neste contexto, a adoção de um processo de análise abrangente e contínua dos mercados de suprimentos, em conjunto com a gestão de risco, como parte dos processos robustos de gerenciamento de categoria, podem se tornar um diferencial competitivo crítico de mercado. Este tutorial apresentará como as empresas podem mensurar riscos e se preparar para responder positivamente a tais desafios. T.06 Sintel Operação Enxuta: como extrair o máximo da tecnologia para ser mais competitivo Wanderlei Rosa, Diretor de Supply Chain, Sintel Com base em uma leitura do setor automotivo, o tutorial abordará como criar diferencial competitivo para o negócio não parar e evoluir sempre, por meio de processos bem definidos e totalmente integrados à estratégia de tecnologia da informação. T.07 ANFAVEA Sinergias para uma Cadeia mais Lean Gustavo Bonini, Coordenador/Presidente da Comissão de Logística (CLOG), ANFAVEA Infraestrutura e entraves de processos agridem a competitividade da indústria brasileira. É preciso ser bem criativo e unir forças para romper com estas limitações. O comitê de logística da ANFAVEA tem executado diversos projetos voltados para a logística Lean para reduzir os desperdícios da operação, sem contudo afetar a competição entre as empresas. Transporte multimodal, otimização de processos e de operações são alguns exemplos que serão abordados na apresentação. TruckPad Carlos Mira, Fundador e CEO, TruckPad A convergência tecnológica, que atualmente vivenciamos, tem desafiado os modelos tradicionais. O termo Sharing Economy tem sido utilizado em situações em que ativos são compartilhados oportunamente, com base em plataforma virtual. Assim, deparamos com o surgimento dos consagrados Airbnb e Uber, que têm tido um crescimento vertiginoso, muito por conta da comodidade e qualidade dos seus serviços aos clientes finais. Este Tutorial irá discorrer sobre as vantagens e desafios de um marketplace entre embarcadores e caminhoneiros, por meio de smartphone. T.09 Brado Logística Redução de Custos Logísticos com Melhoria do Nível de Serviço: um paradoxo possível Angelo Baptista, Diretor Comercial, Brado Logística No cenário atual da economia brasileira, soluções robustas que otimizem a cadeia de valor na logística das empresas ganham cada vez mais importância. Crises geram oportunidades. Agregando inteligência ao processo, ferramentas tecnológicas, pessoal qualificado e foco no cliente, provedores de serviços logísticos de vanguarda podem ganhar espaço e até mesmo criar novos mercados, num aparente paradoxo, que combina redução de custo com melhoria no nível de serviço. T.10 Legislação, Regulação e Investimentos no Setor Portuário Brasileiro SPA Soluções Portuárias Aplicadas Sérgio Aquino, Diretor, SPA Soluções Portuárias Aplicadas O Brasil vivencia um momento crítico para o seu desenvolvimento. O país necessita de fortes investimentos no setor portuário que se desenvolveu nos segmentos privados, porém tem enfrentado sérios problemas nas atividades de responsabilidade do Poder Público. Em pleno período de desafios o Governo Federal implementou um novo marco regulatório portuário, por meio de uma medida provisória. Analisar as realidades da logística de comércio exterior, com enfoque especial sobre o sistema portuário, e ainda avaliar o novo marco regulatório portuário brasileiro serão os pontos centrais deste tutorial. Tais diálogos também envolverão informações sobre os atuais planos para a expansão do sistema portuário brasileiro, nos Portos Organizados e nas possibilidades para as implantações de Portos Privados.

18 TUTORIAIS T.11 O Primeiro Chinês Brasileiro T.13 Port Community System Brasil Chery Orlando Morais, Diretor de Operações, Chery Este case abordará a estratégia de entrada da Chery no Brasil, bem como o processo de adaptação ao atual cenário de crise, que inclui sinergias e redução de custos com ganhos de qualidade. A implementação do Sistema Chery de produção será apresentada, incluindo a terceirização da intralogística, o programa de nacionalização, o futuro planejamento de Milk Run e a criação de Cluster de fornecedores no entorno da fábrica. T.12 Construindo Uma Plataforma de Varejo Omni-Channel para Hoje e Amanhã Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados (ABTRA) Matheus Miller, Secretário Executivo, ABTRA A Janela Única Portuária (JUP/ABTRA) é um sistema tecnológico integrado que permite a comunicação de dados operacionais entre os terminais alfandegados e os órgãos públicos anuentes do comércio exterior nos portos e, com isso, o rastreamento da movimentação das cargas de importação e exportação. Desenvolvido pela comunidade portuária de Santos, o sistema concentra informações de todas as etapas percorridas pelos diversos tipos de carga, desde a previsão de entrada no canal de acesso ao porto até a saída do recinto alfandegado, a caminho do destinatário, como também da movimentação de pessoas e veículos nas áreas alfandegadas. Manhattan Associates / Kajera Oscar Valero, Diretor para a America Latina, Manhattan Associates Marco Beczkowski, Diretor de Soluções Logísticas, Kajera O varejo está passando por uma grande transformação e inovação, dirigido pelo comércio digital. Ao mesmo tempo, consumidores demandam uma experiência transparente através dos diversos canais. Nesta sessão, você irá ouvir como os líderes estão construindo plataformas de venda e fulfillment omni-channel. Order Management Systems - OMSs ajudam a endereçar desafios operacionais dos varejistas procurando de forma mais efetiva competir neste mercado. Aprenda como uma solução de order management robusta pode lhe ajudar a completar o ciclo de vida do pedido num mundo omni-channel. AGRADECIMENTOS Instituições que contribuiram para o desenvolvimento do programa 2015: WORKSHOP W.01 Beer Game Ferramenta de Aprendizado e Sensibilização W.02 S&OP para Iniciantes ILOS Plannera Fernanda Monteiro, Consultora de Capacitação, ILOS Novas tecnologias permitem a aplicação de jogos empresariais de forma mais dinâmica e eficaz, trabalhando mais conteúdo em menos tempo. Os participantes serão convidados a vivenciar uma versão desenvolvida pelo ILOS do Beer Game, tradicional dinâmica do MIT, utilizando smartphones. Será possível experimentar, em menos de 2 horas, a importância do Supply Chain Management para a redução de custos e melhoria do nível de serviço. Diego Souza, Diretor Geral, Plannera Abordará os fundamentos do planejamento integrado de operações e vendas, explicando de maneira sucinta os principais conceitos e motivadores para implantar o processo. O tema será aprofundado também com perguntas e casos das empresas dos participantes. Público alvo: Empresas que estão com a intenção de implantar, ou no começo da implantação de um processo de S&OP

19 W.03 Plannera S&OP Avançado W.05 Desafios e Oportunidades para Implantação de Práticas de Logística Sustentável no Brasil Universidade Técnica de Berlim Diego Souza, Diretor Geral, Plannera Leonardo Julianelli, Gerente de Capacitação, ILOS Os participantes escolherão, no processo de inscrição a este Workshop, um tema do S&OP que desejam explorar, sendo que os dois temas mais votados terão 35 minutos de discussão, direcionada pelos membros da mesa e enriquecida pelas experiências dos participantes. Público alvo: Empresas com processo já implantado, buscando maiores níveis de maturidade. W.04 Capacitação Empresarial Online Juliana Kucht Campos, Pesquisadora convidada e Gestora de Projetos Departamento de Logística, Universidade Técnica de Berlim Alemanha A crescente demanda por sustentabilidade, gerada principalmente por clientes e órgãos reguladores, tem proporcionado grandes desafios para empresas por todo o mundo. Entretanto, empresas consideradas benchmarks têm identificado oportunidades de novas soluções e de melhor utilização de custos e investimentos, com fins de proporcionar resultados positivos para seus negócios, meio ambiente e sociedade. Neste workshop serão apresentadas práticas europeias e norte-americanas e serão discutidas alternativas para superação de obstáculos para implantação conforme a realidade brasileira. ILOS Beatris Huber, Consultora Sênior, ILOS Como garantir a qualificação técnica da equipe em um contexto de baixo orçamento, dispersão geográfica, alto turnover e desafios cada vez mais complexos? A capacitação empresarial online pode trazer flexibilidade e comodidade para o participante, com certificação e controle para a empresa. Nesta sessão, o ILOS vai compartilhar sua experiência no desenvolvimento e aplicação de programas online com uso de ferramentas como youtube, moodle e fóruns de debate, pontuando os principais desafios e oportunidades dessa metodologia. PATROCÍNIO HOSPITALITY Almoço - 22/09 (terça-feira) Almoço - 23/09 (quarta-feira) O Aplicativo que Conecta o Caminhoneiro à Carga Happy Hour - 23/09 (quarta-feira) APOIO

20 MISSÃO INTERNACIONAL DE LOGÍSTICA CHINA (XANGAI E PEQUIM) 15 a 21.Novembro.2015 Programa direcionado a altos executivos com o objetivo de expandir seu conhecimento de negócios em termos globais e explorar práticas de mercado adotadas. 11 VISITAS TÉCNICAS 6 SESSÕES EXPOSITIVAS Informações e Inscrições: (21) (21) (21)

22 a 24.Setembro. Hotel Royal Tulip - Rio de janeiro

22 a 24.Setembro. Hotel Royal Tulip - Rio de janeiro 22 a 24.Setembro Hotel Royal Tulip - Rio de janeiro Patrocínio: BOAS VINDAS Desejamos boas-vindas à 21ª edição do mais tradicional e conceituado evento de Logística & Supply Chain do Brasil! O evento inclui

Leia mais

O Supply Chain Evoluiu?

O Supply Chain Evoluiu? O Supply Chain Evoluiu? Apresentação - 24º Simpósio de Supply Chain & Logística 0 A percepção de estagnação do Supply Chain influenciada pela volatilidade do ambiente econômico nos motivou a entender sua

Leia mais

LOGÍSTICA EMPRESARIAL. Rodolfo Cola Santolin 2009

LOGÍSTICA EMPRESARIAL. Rodolfo Cola Santolin 2009 LOGÍSTICA EMPRESARIAL Rodolfo Cola Santolin 2009 Conteúdo Cadeia de suprimentos Custos Logísticos Administração de Compras e Suprimentos Logística Reversa CADEIA DE SUPRIMENTOS Logística Logística Fornecedor

Leia mais

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC FORMAÇÃO Analista de Logística em Comércio Exterior - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC Objetivo: Habilitar o participante para trabalhar com as rotinas da logística

Leia mais

DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT Artigo para a Revista Global Fevereiro de 2007 DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT O conceito de Supply Chain Management (SCM), denominado Administração da Cadeia de Abastecimento

Leia mais

Brochura - Panorama ILOS

Brochura - Panorama ILOS Brochura - Panorama ILOS Planejamento no Supply Chain - 2015 - Apresentação As empresas devem garantir que suas cadeias de suprimento estejam preparadas para um mercado em constante modificação. Planejar

Leia mais

Brochura - Panorama ILOS. Supply Chain Finance Como o Supply Chain pode contribuir no planejamento financeiro das empresas - 2015 -

Brochura - Panorama ILOS. Supply Chain Finance Como o Supply Chain pode contribuir no planejamento financeiro das empresas - 2015 - Brochura - Panorama ILOS Supply Chain Finance Como o Supply Chain pode contribuir no planejamento financeiro das empresas - 2015 - Por que adquirir este Panorama ILOS? O Supply Chain Finance é a forma

Leia mais

Brochura - Panorama ILOS

Brochura - Panorama ILOS Brochura - Panorama ILOS c Custos Logísticos no Brasil - 2014 - Apresentação O tema custos é uma preocupação recorrente dos executivos de logística no Brasil. Por isso, de dois em dois anos, o ILOS vai

Leia mais

Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013

Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013 Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013 www.brazilpanels.com.br www.abcomm.com.br www.ecommerceschool.com.br Apoio: INTRODUÇÃO A Logística foi escolhida para ser o tema do primeiro estudo

Leia mais

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 141 A LOGÍSTICA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Douglas Fernandes 1, Josélia Galiciano Pedro 1 Docente do Curso Superior

Leia mais

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE 20-21 Maio de 2013 Tivoli São Paulo Mofarrej São Paulo, Brasil ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE Fernando Cotrim Supply Chain Director, Rio 2016 Perguntas: Quais são os desafios de gerenciar o Supply

Leia mais

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Maximize o desempenho das suas instalações Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Sua empresa oferece um ambiente de trabalho com instalações eficientes e de qualidade? Como você consegue otimizar

Leia mais

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial Sumário executivo À medida que as organizações competem e crescem em uma economia global dinâmica, um novo conjunto de pontos cruciais

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais

Recursos Humanos Prof. Angelo Polizzi. Logística Empresarial e Sistema Integrado. Objetivos do Tema. Logística

Recursos Humanos Prof. Angelo Polizzi. Logística Empresarial e Sistema Integrado. Objetivos do Tema. Logística Recursos Humanos Prof. Angelo Polizzi e Sistema Integrado Objetivos do Tema Apresentar: Uma visão da logística e seu desenvolvimento com o marketing. A participação da logística como elemento agregador

Leia mais

a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes.

a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes. EMPRESA CRIADA EM 2007, a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes. Além de fazer um diagnóstico e sugerir recomendações, a WZ acredita

Leia mais

MBA Executivo em Logística e Supply Chain Management

MBA Executivo em Logística e Supply Chain Management ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Logística e Supply Chain Management www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX:

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN MANAGEMENT CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN MANAGEMENT Coordenação Acadêmica: Prof. Jamil Moysés Filho OBJETIVO: Ao final do Curso, o aluno será capaz de: Conhecer

Leia mais

PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES

PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES A Prima Consultoria A Prima Consultoria é uma empresa regional de consultoria em gestão, fundamentada no princípio de entregar produtos de valor para empresas, governo

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS BUSINESS GAME UGB VERSÃO 2 Luís Cláudio Duarte Graduação em Administração de Empresas APRESENTAÇÃO (DADOS DE IDENTIFICAÇÃO) O Business Game do Centro Universitário Geraldo Di Biase (BG_UGB) é um jogo virtual

Leia mais

MBA em Gestão Logística

MBA em Gestão Logística Pág. 1/5 MBA em Gestão Logística Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados das 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas de R$ 380,00* * Valor

Leia mais

Logística Empresarial. Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II. Aula 6. Conceitos Importantes.

Logística Empresarial. Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II. Aula 6. Conceitos Importantes. Logística Empresarial Aula 6 Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II Prof. Me. John Jackson Buettgen Contextualização Conceitos Importantes Fluxos logísticos É o movimento ou

Leia mais

Otimizada para Crescimento:

Otimizada para Crescimento: Quinta Pesquisa Anual de Mudança na Cadeia de Suprimentos RESUMO REGIONAL: AMÉRICA LATINA Otimizada para Crescimento: Executivos de alta tecnologia se adaptam para se adequar às demandas mundiais INTRODUÇÃO

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

FEA. Desenvolvimento de Profissionais de Logística com Foco nos Resultados dos Negócios. Sergio Rodrigues Bio

FEA. Desenvolvimento de Profissionais de Logística com Foco nos Resultados dos Negócios. Sergio Rodrigues Bio FEA Desenvolvimento de Profissionais de Logística com Foco nos Resultados dos Negócios Sergio Rodrigues Bio Centro Breve Apresentação USP 6 campi, 5.000 profs. 60.000 alunos Cerca de 30% da produção científica

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

CPM Braxis Capgemini reduz custos em 18% com CA Business Service Insight

CPM Braxis Capgemini reduz custos em 18% com CA Business Service Insight CUSTOMER SUCCESS STORY CPM Braxis Capgemini reduz custos em 18% com CA Business Service Insight PERFIL DO CLIENTE Indústria: Serviços de TI Companhia: CPM Braxis Capgemini Empregados: 6500+ Faturamento:

Leia mais

Operadores Logísticos : uma tendência nos sistemas de distribuição das empresas brasileiras?

Operadores Logísticos : uma tendência nos sistemas de distribuição das empresas brasileiras? Operadores Logísticos : uma tendência nos sistemas de distribuição das empresas brasileiras? Introdução O Contexto econômico do mundo globalizado vem sinalizando para as empresas que suas estratégias de

Leia mais

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 A GSMA representa os interesses da indústria mundial de comunicações móveis. Presente em mais de 220 países, a GSMA

Leia mais

Artigo publicado. na edição 17. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. julho e agosto de 2010

Artigo publicado. na edição 17. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. julho e agosto de 2010 Artigo publicado na edição 17 Assine a revista através do nosso site julho e agosto de 2010 www.revistamundologistica.com.br :: artigo 2010 Práticas Logísticas Um olhar sobre as principais práticas logísticas

Leia mais

Adapte. Envolva. Capacite.

Adapte. Envolva. Capacite. Adapte. Envolva. Capacite. Ganhe produtividade em um Ambiente de trabalho digital #DigitalMeetsWork Os benefícios de um ambiente de trabalho digital têm impacto na competitividade do negócio. Empresas

Leia mais

APLICATIVOS CORPORATIVOS

APLICATIVOS CORPORATIVOS Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 3 APLICATIVOS CORPORATIVOS PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas

Leia mais

Transportes Diamante. Resumo. Uma nova forma de pensar e agir

Transportes Diamante. Resumo. Uma nova forma de pensar e agir Transportes Diamante Uma nova forma de pensar e agir por Wagner Rodrigo Weber e Jacir Adolfo Erthal Wagner Rodrigo Weber Mestre em Organizações e Desenvolvimento pela UNIFAE - Centro Universitário; Administrador,

Leia mais

EMC Consulting. Estratégia visionária, resultados práticos. Quando a informação se reúne, seu mundo avança.

EMC Consulting. Estratégia visionária, resultados práticos. Quando a informação se reúne, seu mundo avança. EMC Consulting Estratégia visionária, resultados práticos Quando a informação se reúne, seu mundo avança. Alinhando TI aos objetivos de negócios. As decisões de TI de hoje devem basear-se em critérios

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão da Produção e Logística tem por objetivo fornecer

Leia mais

17 e 18 de Março de 2009 São Paulo SP. 1 A Profissionalização da Gestão das IES para Impulsionar Resultados para a Instituição

17 e 18 de Março de 2009 São Paulo SP. 1 A Profissionalização da Gestão das IES para Impulsionar Resultados para a Instituição 4ª Conferência Anual Estratégias e Tendências do Mercado em Gestão para IES Privadas Garanta Excelência Através de Alternativas para Conciliar as Visões Acadêmica, Financeira e Administrativa 17 e 18 de

Leia mais

A sua operação de mina faz uso de uma solução de software de planejamento integrado ou utiliza aplicações de software isoladas?

A sua operação de mina faz uso de uma solução de software de planejamento integrado ou utiliza aplicações de software isoladas? XACT FOR ENTERPRISE A ênfase na produtividade é fundamental na mineração à medida que as minas se tornam mais profundas, as operações se tornam cada vez mais complexas. Empresas de reconhecimento mundial

Leia mais

Adicionando valor na produção

Adicionando valor na produção Adicionando valor na produção Em um mercado global altamente competitivo e em constantes transformações, a otimização do resultado dos processos de produção é fundamental. Pressões ambientais e de custo,

Leia mais

Vamos nos conhecer. Avaliações 23/08/2015. Módulo I Introdução à Logistica Empresarial Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc.

Vamos nos conhecer. Avaliações 23/08/2015. Módulo I Introdução à Logistica Empresarial Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. Módulo I Introdução à Logistica Empresarial Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. Vamos nos conhecer Danillo Tourinho Sancho da Silva, M.Sc Bacharel em Administração, UNEB Especialista em Gestão da Produção

Leia mais

A WZ É UMA EMPRESA EMPRESA

A WZ É UMA EMPRESA EMPRESA EMPRESA A WZ É UMA EMPRESA de consultoria em logística formada por profissionais com ampla experiência de mercado e oriundos de empresas dos setores varejista, atacadista, distribuidores e industrias.

Leia mais

onda Logistics powered by Quantum

onda Logistics powered by Quantum onda Logistics powered by Quantum Sonda IT Fundada no Chile em 1974, a Sonda é a maior companhia latino-americana de soluções e serviços de TI. Presente em 10 países, tais como Argentina, Brasil, Chile,

Leia mais

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo III.1 GESTÃO DE TRANSPORTES 1.1. O desenvolvimento econômico e o transporte. 1.2. A geografia brasileira, a infraestrutura dos estados, municípios

Leia mais

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica Ementários Disciplina: Gestão Estratégica Ementa: Os níveis e tipos de estratégias e sua formulação. O planejamento estratégico e a competitividade empresarial. Métodos de análise estratégica do ambiente

Leia mais

Vantagens competitivas e estratégicas no uso de operadores logísticos. Prof. Paulo Medeiros

Vantagens competitivas e estratégicas no uso de operadores logísticos. Prof. Paulo Medeiros Vantagens competitivas e estratégicas no uso de operadores logísticos Prof. Paulo Medeiros Introdução nos EUA surgiram 100 novos operadores logísticos entre 1990 e 1995. O mercado para estas empresas que

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

TOTVS COLABORAÇÃO 2.0 FISCAL powered by NeoGrid

TOTVS COLABORAÇÃO 2.0 FISCAL powered by NeoGrid TOTVS COLABORAÇÃO 2.0 FISCAL powered by NeoGrid Recebimento de NF-e e CT-e Emissão de NF-e, CT-e, MDF-e e NFS-e Integração nativa com o seu ERP Exija a solução que é o melhor investimento para a gestão

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos:

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos: Varejo e-commerce A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores competências e

Leia mais

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA Habilidades Computacionais 32 h/a Oferece ao administrador uma visão sobre as potencialidades da tecnologia

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

Como alcançar os objetivos estratégicos de sua organização

Como alcançar os objetivos estratégicos de sua organização Como alcançar os objetivos estratégicos de sua organização 15 DE MAIO DE 2014 Hotel Staybridge - Sao Paulo PATROCÍNIO GOLD PATROCÍNIO BRONZE APOIO REALIZAÇÃO Desafios para a Implementação por Processos

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação Gestão da Tecnologia da Informação A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores

Leia mais

Janeiro 2009. ELO Group www.elogroup.com.br Página 2

Janeiro 2009. ELO Group www.elogroup.com.br Página 2 de um Escritório - O Escritório como mecanismo para gerar excelência operacional, aumentar a visibilidade gerencial e fomentar a inovação - Introdução...2 Visão Geral dos Papéis Estratégicos... 3 Papel

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais

Nossa atuação no setor financeiro

Nossa atuação no setor financeiro Nossa atuação no setor financeiro No mundo No Brasil O porte da equipe de Global Financial Services Industry (GFSI) da Deloitte A força da equipe do GFSI da Deloitte no Brasil 9.300 profissionais;.850

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 1 OBJETIVOS 1. Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? 2. Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

LOGÍSTICA & BRASIL Artigo

LOGÍSTICA & BRASIL Artigo O artigo aborda relações entre logística, formação profissional e infra-estrutura do país. São debatidas questões sobre a evolução da logística no Brasil, a preparação educacional do profissional de logística

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

2 A 4 ABRIL 2013 Transamerica Expo Center São Paulo Brasil

2 A 4 ABRIL 2013 Transamerica Expo Center São Paulo Brasil SOBRE O EVENTO QUEM VISITA QUEM EXPÕE DEPOIMENTOS COMO PARTICIPAR FEIRA INTERNACIONAL DE LOGÍSTICA, TRANSPORTE DE CARGAS E COMÉRCIO EXTERIOR 2 A 4 ABRIL 2013 Transamerica Expo Center São Paulo Brasil ONDE

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

SCM Supply Chain Management Desafio na Integração de clientes e fornecedores

SCM Supply Chain Management Desafio na Integração de clientes e fornecedores SCM Supply Chain Management Desafio na Integração de clientes e fornecedores OBJETIVOS Principais desafios de Supply Chain enfrentados pelas indústrias Premissas para criação de valor na comunicação interempresas

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Profª Caroline Pauletto Spanhol Cadeia de Abastecimento Conceitos e Definições Elementos Principais Entendendo a Cadeia de Abastecimento Integrada Importância

Leia mais

PACOTE DE ACELERAÇÃO BRASIL

PACOTE DE ACELERAÇÃO BRASIL PACOTE DE ACELERAÇÃO BRASIL Entendemos que, quando você entrar no complexo ambiente legal e tributário brasileiro, você precisa de um suporte confiável e do conselho dos melhores especialistas em cada

Leia mais

Logística Reversa de Materiais

Logística Reversa de Materiais Logística Reversa de Materiais Aplicação de ferramentas de gestão e operação da Cadeia de Abastecimento na Logística Reversa Apresentador: João Paulo Lopez Outubro / 2.008 Objetivos: Conceituar Logística

Leia mais

O termo logística tem sua origem no meio militar, estando relacionado a atividade de abastecimento de tropas.

O termo logística tem sua origem no meio militar, estando relacionado a atividade de abastecimento de tropas. Logística e Distribuição Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT Histórico O termo logística tem sua origem no meio militar, estando relacionado a atividade de abastecimento de tropas. A história mostra que

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

Logistica e Distribuição. Conceito. Nomenclatura dos Operadores Logísticos

Logistica e Distribuição. Conceito. Nomenclatura dos Operadores Logísticos A terceirização de serviços logísticos se constitui uma das Logística e Distribuição novas tendências da prática empresarial moderna, principalmente dentro dos conceitos da Gestão da Cadeia de Suprimentos

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting Soluções personalizadas para acelerar o crescimento do seu negócio Estratégia Operacional Projeto e Otimização de Redes Processos de Integração Eficácia

Leia mais

CFO Estrategista Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

CFO Estrategista Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

CS&OP-P Certified S&OP Professional

CS&OP-P Certified S&OP Professional A achain é uma empresa especializada nas áreas de Supply Chain, Value Chain e Demand Chain Management, com atuação nas modalidades de serviços de treinamento e apoio administrativo. Missão achain: Proporcionar

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Vantagens da consolidação de embarque nos processos de importação de cargas fracionadas.

Vantagens da consolidação de embarque nos processos de importação de cargas fracionadas. Logística para aprender Vantagens da consolidação de embarque nos processos de importação de cargas fracionadas. Divulgação Maria Gabriela Frata Rodrigues Liboni Analista de Importação. Especialista em

Leia mais

Conferência Internacional de Lean Management. 6 e 7 de Outubro 2015. Quality Resort & Convention Center, Itupeva-SP

Conferência Internacional de Lean Management. 6 e 7 de Outubro 2015. Quality Resort & Convention Center, Itupeva-SP Conferência Internacional de Lean Management Dr. Jeffrey Liker Professor e autor Universidade de Michigan Hubertus Koehne VP MFG e Supply Chain AGCO América do Sul Matthew Lovejoy CEO ACME Alliance 6 e

Leia mais

Gestão estratégica em finanças

Gestão estratégica em finanças Gestão estratégica em finanças Resulta Consultoria Empresarial Gestão de custos e maximização de resultados A nova realidade do mercado tem feito com que as empresas contratem serviços especializados pelo

Leia mais

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL DAS AMÉRICAS Washington D. C - março 2014 NOME CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA TEMA PALAVRAS-CHAVE REDE SOCIAL EMPRESARIAL : CONNECT AMERICAS PRÁTICA INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP

Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em Gestão por Processos SAP Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: Agosto de 2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

LINHA DE APRENDIZADO. Departamento de Compras. Modelo de Negócio. Central de Compras. Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar

LINHA DE APRENDIZADO. Departamento de Compras. Modelo de Negócio. Central de Compras. Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar AGOSTO/2015 LINHA DE APRENDIZADO Departamento de Compras Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar Central de Compras Modelo de Negócio Fundada há 120 anos. Atendimento de média e alta

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA:

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA: Prof. Jean Cavaleiro Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA: PRODUÇÃO E COMÉRCIO Introdução Entender a integração logística. A relação produção e demanda. Distribuição e demanda. Desenvolver visão sistêmica para

Leia mais

Curso Intensivo. Logística Farmacêutica

Curso Intensivo. Logística Farmacêutica Curso Intensivo Logística Farmacêutica O EaDPLUS é um dos melhores portais de cursos à distância do Brasil e conta com um ambiente virtual de aprendizagem que visa a capacitação profissional objetivando

Leia mais

Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP

Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em Gestão por Processos SAP Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP Inscrições Abertas: Início das aulas: 25/05/2015 Término das aulas: Maio de 2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

Gestão do Desempenho Forecasting. Tomada de decisão. Profissional. Professional. Previsão. A qualificação de negócios profissionais.

Gestão do Desempenho Forecasting. Tomada de decisão. Profissional. Professional. Previsão. A qualificação de negócios profissionais. Professional Profissional Tomada de decisão Gestão do Desempenho Forecasting Previsão A qualificação de negócios profissionais globais O CIMA é a escolha dos empregadores no recrutamento de líderes de

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM. O WMS Ampliado

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM. O WMS Ampliado O WMS Ampliado O propósito deste artigo é analisar soluções em Tecnologia da Informação que têm propósito de ampliar o alcance e potencializar os resultados de Sistemas de Gerenciamento de Armazém. Iuri

Leia mais

Especialistas em impostos indiretos

Especialistas em impostos indiretos Impostos indiretos IMPOSTOS INDIRETOS Especialistas em impostos indiretos POR MEIO DE UM CONJUNTO ABRANGENTE DE SERVIÇOS DE SUPORTE CONTÍNUOS QUE OFERECEM RESPOSTAS IMEDIATAS ÀS DÚVIDAS SOBRE IMPOSTOS,

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Aula 2º bim. GEBD dia16/10

Aula 2º bim. GEBD dia16/10 Aula 2º bim. GEBD dia16/10 Compras e Manufatura (produção) O ciclo de compras liga uma organização a seus fornecedores. O ciclo de manufatura envolve a logística de apoio à produção. O ciclo de atendimento

Leia mais

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza Prova 1 09 de Maio de 2013 Nome: 1ª QUESTÃO (1,0) Segundo os dados divulgados pela ood and Agriculture Organization (AO, 2011) sobre as exportações brasileiras, em

Leia mais