Tratamento equivocado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tratamento equivocado"

Transcrição

1

2

3 Benito Petraglia Presidente da Associação Médica Fluminense - Niterói O Brasil é a sexta maior economia mundial. Possui um Produto Interno Bruto (PIB) extraordinário, e o governo, através dos impostos, arrecada trilhões a cada ano. Ao mesmo tempo, possui um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) muito ruim. A educação e a saúde pública estão completamente subfinanciadas, não chegando a 10% desse PIB. Tratamento equivocado O governo, de maneira proposital, tenta jogar nas costas do profissional médico, o caos instalado na saúde pública, inclusive alegando falta de médicos, o que não é verdade, já que temos 200 faculdades de Medicina e relação médico/população além do necessário. Mesmo assim querem importar médicos. É preciso que se fale, opine e analise sobre essa decisão da importação de médicos cubanos para atuar no interior do Brasil. Assim que ficou claro o conchavo para trazer esses cubanos, o governo falou, depois, em também os espanhóis e portugueses... pura falácia! Cheira a filiação ao bolivarianismo golpista, política adotada pelo Itamarati do B, com o consentimento submisso do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, um dos mais fracos que já tivemos. Por que não foram ouvidos os órgãos representativos da área, como o Conselho Federal de Medicina? Foi o titular do Ministério das Relações exteriores, Antônio Patriota (só no nome) que anunciou a abertura da porteira para os cubanos, após pedido de regime castrista. Há interesse ideológico. Registre-se que o governo está se lixando para a qualidade dos médicos importados. No ano passado, dos 884 profissionais que estudaram em faculdades cubanas, mais de 90% foram reprovados na prova REVALIDA. Alguns desses médicos que se pretendem importar, na verdade são brasileiros, que foram mandados estudar em Cuba por serem filiados ao MST e sindicatos ligados partidos políticos. Na verdade, a proposta de suprir a falta de profissionais é uma simulação para encobrir esses interesses político-partidários e mascarar o subfinanciamento da Saúde Pública. O que o governo sério deveria fazer para atender às regiões mais pobres seria investir maciçamente em infraestrutura sanitária dos locais e criar condições salariais e de carreira atraentes para os médicos brasileiros, assim como já existe para os juízes e promotores. O mesmo critério deveria valer para enfermeiros e técnicos. Saúde é coisa séria. Não vamos misturá-la com essa politica ideológica eleitoreira. O interior do Brasil não precisa de médicos estrangeiros, mas de uma politica seria de interiorização, que dê condição para esse profissional desenvolver sua atividade com segurança para si e para o paciente. Também é fundamental que se aprove no congresso a Lei do Ato Médico e se destinem mais recursos financeiros para a saúde pública, compatíveis com os impostos arrecadados da sociedade. Editorial Expediente Associação Médica Fluminense Avenida Roberto Silveira, Icaraí Niterói - RJ - CEP Tel.: (21) Diretoria da Associação Médica Fluminense Gestão: Presidente: Benito Petraglia Vice Presidente: Gilberto Garrido Junior Secretário Geral: Ilza Boeira Fellows Primeiro Secretário: Christina Thereza Machado Bittar Primeiro Tesoureiro: Gustavo Emílio Arcos Campos Segundo Tesoureiro: José Emídio Ribeiro Elias Diretor Científico: Valdenia Pereira de Souza Diretor Sócio Cultural: Zelina Maria da Rocha Caldeira Diretor de Patrimônio: Luiz Armando Rodrigues Velloso Conselho Editorial da Revista AMF Benito Petraglia Felipe Carino Gustavo Campos Heraldo Victer Conselho Deliberativo Membros Natos Alcir Vicente Visela Chacar Alkamir Issa Aloysio Decnop Martins Celso Cerqueira Dias Flávio Abramo Pies Glauco Barbieri Luiz José Carneiro de Souza Lacerda Neto Miguel Angelo D Elia Waldenir de Bragança Membros Efetivos Amaro Alexandre Neto Antonio Carlos da Silva Navega Antonio Orlando Respeita Ary Cesar Nunes Galvão Carlos Umberto Coelho de Souza Carmine Masullo Eliane Bordalo Cathalá Esberard Flávio Nogueira de Oliveira Graziella Bard de Carvalho Laurinei Muniz da Cunha Maria da Conceição Farias Stern Paulo Roberto Visela Chacar Pedro Ângelo Bittencourt Raquel Elias Cozendey Rodrigo Schwartz Pegado Membros Suplentes Alessandra Sant Anna de Miranda Ana Cristina Pereira Dantas Anadeje Maria da Silva Abunahman Andre Luiz Carvalho Vicente Carlos Alberto de Oliveira Cordeiro Carlos Roberto Ferreira Jardim Cristina Pereira Veloso Clóvis Abrahim Cavalcanti Emanuel Decnop Martins Junior Frederico de Souza Pena País rico é país sem corrupção e impunidade Jose Antonio Bernardino de Oliveira José de Moura Nascimento Paulo Cesar Santos Dias Roberto Wermelinger da Silva Washington Barbosa de Araújo Conselho Fiscal Membros Efetivos Felipe de Souza Carino Fritz Alfredo Sanchez Cardenas Nédio Mocarzel Membros Suplentes Abrahão Malbergier Kathya Elizabeth M. Teixeira Leila Rodrigues Azevedo e Silva Ano VIII - nº 55 - Abr/Mai/Jun Produzida por LL Divulgação Editora Cultural Ltda. Redação e Publicidade Rua Lemos Cunha, Icaraí - Niterói - RJ Tel/Fax: Diretor Executivo - Luthero de Azevedo Silva Diretor de Marketing - Luiz Sergio Alves Galvão Editor: Verônica Martins de Oliveira Reg. Mtb RJ JPMTE Projeto Gráfico: Luiz Fernando Motta Coordenação: Kátia Regina Silva Monteiro Gráfica: Grupo Smart Printer Fotos: Gil de Almeida e Sérgio Bastos Supervisão de Circulação: LL Divulgação Editora Cultural Ltda Os artigos publicados nesta revista são de inteira responsabilidade de seus autores, não expressando, necessariamente, a opinião da LL Divulgação e da AMF. 3

4 Matéria de Capa 4 D esde que o governo federal, através do Ministro da Saúde Alexandre Padilha, anunciou a intenção de importar 6 mil médicos, praticamente todos cubanos, para alocá-los no interior do Brasil, as entidades médicas vem se mobilizando e procurando entender qual a real intenção dessa medida. Ficou claro que existe por trás dessa decisão um forte componente político no sentido de disseminar ideologias vermelhas de interesses partidários. Muitos desses médicos que se pretendem importar, na verdade são afilhados de movimentos ligados aos sem terra e partidos políticos que não passaram pelo vestibular no Brasil. Na verdade toda essa situação foi muito benéfica, pois trouxe à tona uma conduta que estava sendo engendrada pelo atual governo PT/ PC do B, sem a devida transparência e sem o total conhecimento dos órgãos representativos da categoria médica. Foi impressionante a reação dos médicos que, através das redes sociais, fizeram um contraponto a essa política, mostrando qual é o caminho correto para a interiorização do médico. Órgãos representativos da classe médica, como CREMERJ, SINDMED e AMF estão alinhados em suas posições contrárias à do Ministério da Saúde, que pretende importar médicos do exterior para o exercício profissional no interior do país. A iniciativa tem ainda como agravante o fato de se abolir a exigência da prova do REVALIDA, uma forma de testar os conhecimentos adquiridos nas universidades cubanas e bolivianas. Preocupados com esses precedentes, organizou-se em todo o país, no dia 25 de maio, um ato público batizado como REVALIDA SIM. O objetivo é despertar a sociedade para a gravidade dessa iniciativa desnecessária que incentiva a entrada de médicos sem a adequada qualificação profissional, colocando a população brasileira à mercê de diagnósticos equivocados. A Associação Médica Fluminense, presidida pelo Dr. Benito Petraglia, condena essa medida do governo, qualificando-a como irresponsável, ainda mais sem a revalidação desses diplomas. A importação desses profissionais, em sua maioria, sem o conhecimento técnico adequado, configuram uma falsa assistência médica e caracterizam apenas programas políticos eleitorais, reflete Petraglia. Conforme ressaltou o presidente da AMF, o Brasil tem médicos além da conta. Na realidade, as diretrizes necessárias a serem adotadas pelo governo deveriam estar focadas na destinação de 10% do PIB à saúde pública, fortalecendo o SUS; plano de carreira incentivando o médico (e outros profissionais de saúde) a se fixarem na localidade, e condições adequadas ao exercício da profissão. Em entrevista à equipe de reportagem da AMF, a presidente do CREMERJ, Dra. Márcia Rosa de Araújo, apontou dados contundentes sobre o assunto: existem médicos suficientes para atender à população no país, superando, inclusive, o determinado pela Organização Mundial da Saúde OMS. Estudos do Conselho Federal de Medicina (CFM) revelam que, somente no Rio de Janeiro, o número de médicos em atividade chegou a , em outubro de A taxa é de 3,62 profissionais por habitantes, colocando o estado acima da média nacional e posicionando-o em segundo lugar em números absolutos de médicos registrados em todo o país ( ) e em termos proporcionais. O Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro, presidido pelo Dr. Clóvis Abrahim Cavalcanti, sentencia: não basta enviar médicos com contrato temporário para o interior, sem me-

5 dicamentos, equipamentos, laboratórios e o que mais for necessário para o diagnóstico e tratamento. Além da flexibilização na revalidação dos diplomas, proporcionando a entrada de profissionais sem estarem totalmente capacitados e qualificados, ainda existem outros fatores decisivos, como as questões intrínsecas a cada região. Além das enfermidades próprias do país, o pouco domínio do idioma e as variações regionais da língua podem dificultar e até complicar o relacionamento com os pacientes. Dr. Clóvis Cavalcanti cita o caso de médicos que mesmo cientes desses fatos, ao orientar seus pacientes sobre a falta de saneamento básico como a principal causa de suas doenças, foram aconselhados a deixar o município. Se com o domínio do português e do regionalismo está difícil exercer a medicina no nosso país, como será para os médicos formados no exterior que não foram avaliados de forma plena e total pelo REVALIDA?, sentenciou. Salários dignos e carreiras de Estado são a solução A solução para por fim ao caos em que se encontra a saúde pública no país, defendida por órgãos de classe, como a AMF, CREMERJ e SINDMED, é a adoção de concursos públicos com salários dignos e carreiras de Estado. No entanto, as condições oferecidas pelo governo para interiorizar o médico não são atrativas, sobretudo, pela ausência de uma estrutura digna para que este atenda à população. Quanto à questão salarial, a Dra. Márcia cita que existem propostas na faixa salarial de R$ 15 mil para o médico atuar no interior. Entretanto, em muitos casos, a proposta não é cumprida, se refletindo em meses de salários não pagos. Por esse motivo, o CREMERJ defende que a melhor contratação é através do concurso, com remuneração digna, vínculos e planos de carreira. No entanto, em prefeituras do interior os salários são irrisórios, como o de Miracema, por exemplo, que abriu recentemente concurso, oferecendo salários de R$ 1.634,14. Em Volta Redonda e Itaperuna, por exemplo, a faixa salarial oferecida é, respectivamente, R$ 868,03 e RS 636,30. Baixa aprovação revela importância do revalida O Revalida é um conjunto de três provas (uma objetiva com 110 questões, uma discursiva com cinco questões e a prova prática) realizado anualmente com o objetivo de nivelar o aprendizado dos médicos formados no exterior em relação aos graduados no país. A edição da prova de 2011 demonstrou a sua relevância em aferir resultados, pois, dos 677 inscritos, apenas 65 obtiveram a aprovação no teste. Os demais não apresentavam condições mínimas para o exercício profissional no país. Em 2010, o resultado foi ainda pior: com 507 inscritos e apenas dois aprovados. Isso porque o Revalida é uma prova muito básica que tem por função testar conhecimentos necessários ao médico, entre eles, o da capacidade do médico em diagnosticar uma pneumonia e o tratamento de uma diarreia. Em abril de 2012, diversas entidades, como o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) e a Associação Paulista de Medicina (APM), percebendo a intenção do governo federal em flexibilizar a entrada de médicos estrangeiros no país, assinou uma carta favorável ao Revalida. Na realidade, a dispensa do candidato em fazer o exame tem como condição o cumprimento de dois anos de trabalho no SUS. Com isso, o Ministério da Saúde acredita que estará suprindo a carência de profissionais nos mais distantes rincões do país. Entretanto, as autoridades médicas consideram uma temeridade por que, a julgar os resultados das últimas provas do Revalida, isso representa colocar médicos inexperientes para o atendimento da população carente nessas regiões. Medicina no exterior: uma opção mais em conta A mensalidade de um curso de Medicina na Bolívia pode custar entre R$ 250,00 e R$300,00. Isso sem falar que não há necessidade de prestar vestibular para avaliar a capacidade do candidato em frequentar o curso. Enquanto isso, no Brasil, o valor médio desse curso ultrapassa os R$ 4 mil mensais, além de ser necessário disputar uma vaga nas universidades com inúmeros outros candidatos. Em busca dessas possíveis facilidades em conquistar um diploma de médico é que os brasileiros têm rumado para as faculdades da América Latina, como Ucebol, em Santa Cruz de la Sierra, e Upal, em Cochabamba, ambas na Bolívia. A procura é tamanha que já existem no país inúmeros sites na internet oferecendo orientação àqueles que desejam ingressar em uma dessas instituições de ensino. De acordo com o Cremesp, em 2011, existiam 25 mil brasileiros na Bolívia em busca de um diploma. Outra universidade bastante procurada no circuito é a de Cuba, onde entram apenas aqueles com indicação política. Na época, o presidente do Cremesp, Renato Azevedo Júnior, denunciou ainda que muitas instituições de ensino funcionam mais como caça-níqueis, tendo em suas turmas mais de 500 alunos e nenhum hospital escola para a prática profissional. Em Cuba, as indicações estão vinculadas à militância partidária e não à possível aptidão daquele que se tornará um futuro médico. 5

6 ACAMERJ Alcir Chacar: Ex presidente da Associação Médica Fluminense Ex presidente Academia de Medicina do Estado do Rio de Janeiro Importar médicos? Por quê? Por que não dirigentes ou gestores de saúde também para administrar o caos que vive a Saúde no Brasil? Não é possível existir falta de médicos em um país com cerca de 200 faculdades de medicina. A segunda em números no mundo, só ficando atrás da Índia com uma população de, aproximadamente, um bilhão e meio de habitantes. O que existe de fato é uma má Importar médicos? distribuição, com certeza, pela ausência de uma política de saúde saudável. A OMS (Organização Mundial de Saúde) estabelece a relação de um médico para cada 1000 habitantes como o ideal. Segundo o CFM e o CREMESP, de 1980 a 2012, houve um aumento 74% na razão de médicos por habitantes, cerca de 7000 médicos a mais no mercado de trabalho. O Maranhão com 0,71; Pará, com 0,84, e Amapá,com 0,95, estão na pior situação. Na outra extremidade acima de 2,00 médicos por mil habitantes estão: DF 4,09; RJ 3,62; SP 2,64; RS 2,17; ES 2,04 e os demais Estados abaixo de 1,98 médicos. Antes de decisões apressadas e incoerentes, devemos buscar saber as razões deste desequilíbrio. Uma das justificativas apresentadas seria a inexistência de um plano de carreira e concurso público que desse segurança a esses profissionais para viverem em lugares distantes, mantendo sua família e criando filhos sem o risco de, no futuro, serem despedidos do cargo de médicos pela política clientelista interiorana. E ainda terem que começar tudo de novo e com o agravo da falta de estrutura hospitalar e de saúde pública do interior destes Estados. Comparam, ainda: se não existe uma política de saúde nos grandes centros e os dirigentes jogam a culpa nos médicos, o que seria deles distantes dos meios de comunicação? Seriam crucificados. Se importarmos médicos para os pobres, desprotegidos e carentes municípios do nosso país não estaríamos desprotegendo-os mais ainda? Se tal acontecer, pobre de um país de futuros guerrilheiros. 6

7

8 ACAMERJ Academias de medicina. E os jovens?? Acadêmico Renato Luiz Nahoum Curi: Presidente da Academia de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (ACAMERJ) ACADEMIA: Jardim de Atenas doado por Academus ao povo ateniense, no qual Platão reunia seus discípulos. Escola de nossos alunos nas Universidades não Se, por um lado, a discussão de temas onde Platão ensinava. Escola de ciências conseguem pensar ou descrever o que complexos, políticos, de interesse institu- e artes. Escola superior; corporação de seja uma Academia. Parece algo impen- cional ou governamental é de grande im- cientistas, escritores e artistas. sável, inatingível, desconhecido. portância, por outro lado a busca de um Segundo este simples conceito, a aca- caminho de aproximação do jovem médi- demia é o padrão ouro para a complemen- E o futuro? co destes eventos nos parece fundamen- tação do conhecimento em qualquer área. Seguindo este rumo, as academias se- tal. No entanto, é também importante se E, durante séculos, a formação de acade- rão cada vez mais fechadas, quase secretas. ajustar a temática das reuniões ao conhe- mias mantém grupos de especialistas em cimento de graduandos e pós-graduandos cada área do conhecimento. As academias E a tal imortalidade do acadêmico? para que, ao comparecerem, tomem co- de medicina não fogem à regra. Geral- É outro ponto a ser esclarecido, dis- nhecimento dos valores das academias e mente elas são compostas de membros, cutido e informado aos médicos que, não passem a ansiar por um dia fazerem parte baluartes da profissão, cientistas, pes- tendo conhecimento dos objetivos das de suas fileiras. quisadores, professores, enfim médicos Academias, o termo lhes parece inopor- Promoção sequencial de eventos de diferenciados no exercício de sua profis- tuno e incoerente. É necessário que en- ensino no nível dos seus conhecimentos, são. tendam que uma das funções primordiais ministrado por nossos acadêmicos, sempre Discussão de temas de alto nível das Academias é a preservação da História de alto gabarito é um caminho a ser bus- acadêmico, com consequências nem Médica e Científica de seus membros, da cado, trazendo os novos médicos às Aca- sempre alcançáveis, alto grau de politi- Medicina das cidades e seus profissionais e demias, onde padrões médicos, técnicos, zação, falta de divulgação parece ainda tudo o mais que lhes disser respeito, sendo históricos e éticos podem ser discutidos, mais afastar os jovens profissionais mé- esta História armazenada para a imortali- orientando-os em sua formação humanís- dicos, que, em geral, não sabem o que é dade do profissional médico e da Medicina tica, hoje muito pouco considerada. 8 e para que serve uma Academia. Alguns Nacional. Cabe-nos esta tarefa.

9

10 Evento Iº Simpósio de Oncologia da Oncomed / AMF Dr. Benito Petraglia - Presidente da AMF Módulo de Câncer de Mama 10 Dr. Alexandre Coury - Diretor Médico da Oncomed Homenagem ao Dr. Leandro Oliveira Módulo de Câncer de Próstata O Iº Simpósio de Oncologia da Oncomed / AMF foi realizado no dia 25 de maio de 2013, das 8h às 13h:30. O objetivo principal do evento foi compartilhar conhecimento de forma bastante dinâmica, apoiando-se em um formato multidisciplinar de temas de interesse prático, dentro de um universo científico que engloba avanços crescentes, especialmente no campo do diagnóstico e do tratamento. Com o intuito de dividir estes cenários com a nossa comunidade, convidamos especialistas de reconhecido valor. O evento teve como tema central a oncologia, especificamente, Câncer de Mama, Pulmão, Colorretal, Próstata e Ginecologia. Contou também com duas palestras para- Dr. Thereza Cypreste e Dr. Alexandre Coury Módulo de Câncer de Pulmão Módulo de Ginecologia Oncológica

11 Palestra de Abertura - Prof. Mário Sérgio Cortella Palestra - Cenários e Tendências para Saúde no Brasil Prof. Cortella e Comissão Organizadora Participação da ADAMA Participação da ADAMA no Simpósio Sala Vip - Palestrantes, Debatedores e Coordenadores lelas, sobre os Cenários e Tendências para Saúde no Brasil e Novos Modelos de Remuneração. Com isso, o público do evento contou com ginecologistas, mastologistas, urologistas, cirurgiões, clínicos gerais, pneumologistas, coloproctologistas, gastroenterologistas e geriatras. O público ultrapassou 300 pessoas, divido entre as especialidades informadas. A palestra de abertura foi do Professor Mário Sérgio Cortella. Foi grande a participação no Simpósio de Oncologia Oncomed-AMF 11

12 Artigo O exercício da Medicina é repleto de desafios e dúvidas. O desafio da Ciência Médica espera, com contínua dedicação dos pesquisadores médicos, ser capaz de responder dúvidas, direcionando os profissionais médicos para os tratamentos mais efetivos dos seus pacientes. As revisões sistemáticas da literatura, os Congressos Médicos da especialidade, definem-se como uma síntese de estudos que contêm objetivos materiais e métodos claros e produtivos. É o que se deseja. A pesquisa, com dedicação e estudo na Ciência Médica exige sempre um bom planejamento e documentação específica. Intencionam, estes estudos- -pesquisas, efetivar um possível diagnóstico e tratamento etiológico. Por este motivo, a revisão contínua coloca a Ciência Médica no mais alto padrão da evidência científica. Os ditames das pesquisas médicas aplicadas à experiência clínica indicam que os melhores pacientes para o tratamento do Zumbido (Acúfenos), seriam aqueles com diagnóstico há menos de 12 (doze) meses, com poucas ou nenhuma tentativa de medicamentos prévios para Zumbidos, sem o diagnóstico possível. Entendemos que é importante ter em mente que a multiplicidade de fatores envolvendo a etiologia do Zumbido e a sua repercussão na vida de cada paciente, obriga-nos a uma escolha, não única, do tipo de tratamento para os portadores de zumbido. Como titulei este trabalho, afirmo, Zumbidos (Acúfenos) Um desafio à ciência médica Josemar da Silveira Reis* após recém-chegar de um Congresso Médico de ORL (que frequento anualmente), que vários pesquisadores, mundialmente trabalham com muita dedicação e interesse para estipular critérios diagnósticos e otimização no tratamento deste mal que muito incomoda um grande número de pacientes. Isso nos obriga a concluir que não devemos desistir, e que vale a pena ser tentado o diagnóstico e tratamento desta patologia. PERSISTIR, e não desistir! Bibliografia: Característica do Zumbido em indivíduos normo ouvintes Uman D. Tocheto Arg. ORL 2011 Experiência Clínica no Tratamento do Zumbido Sanches T.G. et AL. *Dr.Josemar da Silveira Reis: Otorrinolaringologia e Otoneurologia 12

13 Grupo de Corrida Pique UNIMED Unimed Resultados Corrida 9km - Feminino 1 Aparecida dos Anjos de Andrade - Equipe Oncomed 2 Raimunda Maria da Fonseca - Equipe Chão do Aterro 3 Ana Cristina da Silva Pimenta - Equipe Oncomed Corrida 9km - Masculino 1 Auderi Moreira Duarte - Equipe Oncomed 2 Manoel Raimundo da Silva - Equipe Sul Carioca 3 Denivaldo da Francisco da Fonseca - Equipe Oncomed Caminhada 3km - Feminino 1 Viviane da Silva Campos 2 Josiane dos Santos Santana Tavares 3 Juliana Sá de Oliveira Caminhada 3km - Masculino 1 Felipe Fontes Bianch 2 Daniel Leiria de Carvalho 3 Marcus Vieira da Costa 13

14 Unimed O uso da bomba de infusão contínua de insulina foi o assunto mais debatido durante o encontro Unimed Leste Fluminense patrocinou evento sobre Diabetes A Unimed Leste Fluminense patrocinou, no dia 19 de maio, o II Workshop sobre SICI para tratamento do diabetes insulino dependente, organizado pela médica endocrinologista pediátrica, Susana Chen. O encontro reuniu, aproximadamente, 40 famílias em um sítio na cidade de Niterói, se informar, sobre como funciona a bomba de infusão de insulina e os avanços tecnológicos para o tratamento do diabetes. - Gostaria de agradecer à Unimed Leste Fluminense por acreditar e fazer parte deste projeto. O nosso encontro tem por objetivo passar um pouco mais de informação, além do que é dito nos consultórios. Proporcionar uma troca de experiências e ideias entre os pais e fazer com que vocês compartilhem de informações sobre a doença e, assim, não se sintam tão sós no tratamento do diabetes, afirmou a Dra. Susana. O dia começou com uma apresentação sobre a história do Diabetes, desde a descoberta da insulina até os tratamentos disponíveis atualmente, passando pelas tec- nologias em monitorização da glicose e os avanços tecnológicos em insulinoterapia. Outras informações importantes como, por exemplo, o conceito de que a insulina é o agente mais potente para controle do diabetes, que quando adaptada de forma adequada às necessidades individuais, os pacientes conseguem manter glicemias próximas ao normal, sempre associadas à contagem de CHO e ao estilo de vida adequado. Depoimentos No final foram apresentados relatos de crianças que fazem uso da bomba de infusão contínua de insulina, destacando assim as principais vantagens deste tipo de tratamento, que segundo as mesmas são: maior flexibilidade no horário das refeições, melhora do controle glicêmico e de níveis de hemoglobina glicada, liberdade e praticidade para praticar exercícios, além do fato de não precisar fazer múltiplas aplicações diárias. 14

15

16 Alerta O má remuneração nos serviços públicos e valor irrisório pago pelos planos de saúde aos pediatras é preocupante, pois está acarretando o fechamento de muitos consultórios dessa especialidade. Ao mesmo tempo, a privados de saúde faz com que, cada vez mais, o número de pediatras diminua assustadoramente, acarretando uma grande insegurança aos pais. Esses pequenos brasileiros estão passando longo e precioso tempo nas filas dos hospitais, aguardando por um atendimento, muitas vezes agravando seu quadro clínico com a espera, aumentando a angústia dos pais, que sofrem pelos filhos e pela demora no atendimento nos hospitais. Ainda temos precariedade de medicamentos e equipamentos para que o pediatra possa dar um pleno atendimento ao pequeno paciente. Nos plantões médicos, onde devem ficar no mínimo três pediatras, encontramos apenas dois e, inúmeras vezes, somente um, estressado, sobrecarregado e pensando em trocar de Crise da pediatria afeta pais e filhos Nossas crianças não choram à toa! Clóvis Abrahim Cavalcanti* especialidade. Nas últimas semanas, uma avalanche de reclamações e denúncias chegou ao Sindicato dos Médicos, por conta desse grave problema. Alertamos, portanto, aos políticos, gestores e à população, a fim de que soluções sejam tomadas. Com ou sem plano de saúde, o risco iminente é para todos, crianças e pais! *Clóvis Abrahim Cavalcanti Presidente do Sindicato dos Médicos de Niterói, São Gonçalo e Região 16

17

18 Alerta Modismo e alerta Bebidas isotônicas(bi) & Bebidas energéticas(be) 18 Conhecendo as diferenças: BI são soluções de mesma osmolaridade dos líquidos do corpo humano, com baixo teor de carboidratos. Não devem ser gaseificadas para não distenderem o estômago e ou intestino. A principal finalidade das BI é repor as perdas líquidas e eletrólitos, causadas pela sudorese e respiração após exercícios físicos intensos. Ao reporem água, eletrólitos, sais minerais, mantém o devido equilíbrio hidro eletrolítico. Portanto são bebidas reidratantes, que devem ser ingeridas frias, mas não são refrigerantes. Fundamentalmente estão indicadas para os atletas ou quem realiza intensa atividade física, com grande perda líquida. Segundo ANVISA, as BI contém além de água, sais minerais, e vitaminas, eletrólitos cujas concentração deva ser de: sódio (Na) mg/l - potássio (K) 700 mg/l - carbohidratos 8%. As BI não devem ser consumidas por crianças, gestantes, idosos, cardiopatas, renais, pois é uma bebida essencialmente para atletas. BE são refrigerantes não alcoólicos, que prometem oferecer energia extra quando ingeridas, estimulando o estado de vigília, provocando aumento da resistência física com sensação de bem estar. Tem 75% de carbohidratos e na sua composição incluem: cafeína, taurina, glucoronolactona, podendo ainda conter: guaraná, açaí, carnitina, creatina, arginina, e outros. Quais as indicações das BE? NÃO TEM QUALQUER INDICAÇÃO MÉDICA. Por possuírem doses elevadas de cafeína, podem tirar o sono e oferecer uma sensação de menor fadiga, contudo com possibilidade de ocorrer taquicardia, induzindo arritmia cardíaca. Um estado artificial. Taurina é um aminoácido útil ao organismo, mas seu consumo exagerado pode causar maior agregação plaquetária, condição patológica básica para iniciar o processo de trombose. Quando associadas às bebidas alcoólicas geram efeitos indesejáveis, desde alteração comportamental até distúrbio do ritmo cardíaco. Fat Burns são estimulantes erroneamente chamados de suplementos têm objetivo de energizar e emagrecer. Alguns possuem também em sua composição derivados da anfetamina, que favorecem e podem precipitar o aparecimento de arritmia cardíaca, mesmo em pessoas jovens saudáveis. A classe médica deve ficar em estado de alerta para este preocupante modismo da juventude. Referência: Rev DERC 2013;19(1):11-12 Rio de Janeiro.

19

20 Viagem Inesquecível Q ue tarefa difícil! Sou do tipo que adora viajar. Portanto, escolher uma viagem inesquecível é especialmente difícil para mim. É justamente por isso e para não cometer injustiça com os outros lugares, que escolhi como inesquecível a primeira viagem ao velho mundo que fiz. Pela forma de escrever, a Europa como velho mundo já se revela em uma característica principal no gosto das minhas viagens, adoro história. Aliás, conheço alguns amigos médicos que também adoram o assunto e talvez algum estudioso possa esclarecer essa conexão existente entre medicina e a história. Saímos do Galeão no dia 30 de dezembro, pronta para inaugurar em uma noite não muito fria e sem chuva um Novo Ano em pleno Champs Elysées, com direito a champagne comprada minutos antes. As taças???? Estas levamos do Brasil. Jamais esquecerei a visão da saída do Metrô, quando pude observar a avenida iluminada e as pessoas passeando. Se compararmos com a multidão das praias brasileiras, os fogos eram discretos e a multidão comportada. Interessante foi observar na volta a partida do último trem do Metrô, enquanto o guarda fechava as portas quase no meu nariz. Tivemos que voltar ao hotel a pé, em um percurso de quase duas horas de caminhada pelas principais ruas de Paris. O detalhe que poderia estragar a noite de algumas pessoas, não me incomodou; pois, em função do ocorrido pude observar cada detalhe dos prédios e sua iluminação. Foi ali que eu definitivamente me apaixonei por aquela cidade. No dia seguinte, começamos o nosso tour tradicional de turista: Tour Eiffel, Brasserie, Cafeterias, Notre Dame e longos passeios por suas largas avenidas. Compramos a Carte de Musée, o que nos possibilitou a visita aos museus do Louvre, D orsay e Rodin. Neste último, lembro que influenciei meus outros amigos não médicos, que puderam expiar o meu olhar maravilhado diante da anatomia do corpo humano, colocada com esmero nas esculturas de Rodin. Olhar maravilhado fiquei também em Sacré Coeur, com o cântico do coral e o silêncio das pessoas ao redor, assim como a feira no domingo e o crepe de limão, que cismei de experimentar. Outro local que visitei foi a Place des Vosges, Avenue des Champs-Élysées Minhas férias inesquecíveis em Paris Monte Saint-Michel Por: Valdenia Pereira de Souza* no bairro de Marais, onde está a Maison do Victor Hugo e parte do palácio real. Alguns músicos tocavam por ali e eu me senti escolhida por Deus, por estar naquele lugar escutando Vivaldi e tomando um sorvete a despeito do frio danado. Em outro dia de descobertas, fomos a dois lugares próximos, um deles foi Giverny e o outro le Mont Saint Michel. Giverny, onde Monet morou, é famoso pelos jardins, lagos e por suas ninféias. Espetacular! Era como se estivesse dentro dos famosos quadros. E não pense que foi difícil chegar lá; fomos com uma excursão de um dia que contratamos lá mesmo. O Monte São Michel não dá para explicar, cena de cartão postal, localizado entre a Normandia e a Bretanha. Enfim, viajar por perto ou para mais longe, é acabar com preconceitos, é aumentar a cultura, é viver. Por isso, não vejo a hora de viajar de novo... * Diretora Científica da AMF 20

Fiscalização do Cremesp aponta falhas e irregularidades no Programa Mais Médicos na capital

Fiscalização do Cremesp aponta falhas e irregularidades no Programa Mais Médicos na capital Fiscalização do Cremesp aponta falhas e irregularidades no Programa Mais Médicos na capital Mais de um terço dos intercambistas do Programa Mais Médicos ou 35,7% deles - nunca teve contato com seu tutor,

Leia mais

Mais Fatos e Menos Propaganda A verdade sobre os Médicos no Brasil. Uma tentativa de breve texto para elucidar a realidade dos Médicos no Brasil.

Mais Fatos e Menos Propaganda A verdade sobre os Médicos no Brasil. Uma tentativa de breve texto para elucidar a realidade dos Médicos no Brasil. Por João Paulo Gonzaga de Faria* - 24 Ago 2013 Mais Fatos e Menos Propaganda A verdade sobre os Médicos no Brasil Uma tentativa de breve texto para elucidar a realidade dos Médicos no Brasil. No dia 06

Leia mais

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL Tenho lido e ouvido muitos comentários nos últimos dias sobre o trabalho de formação no Brasil. Algumas pessoas, alguns profissionais

Leia mais

O que é Ética? Uma pessoa que não segue a ética da sociedade a qual pertence é chamado de antiético, assim como o ato praticado.

O que é Ética? Uma pessoa que não segue a ética da sociedade a qual pertence é chamado de antiético, assim como o ato praticado. 1 O que é Ética? Definição de Ética O termo ética, deriva do grego ethos (caráter, modo de ser de uma pessoa). Ética é um conjunto de valores morais e princípios que norteiam a conduta humana na sociedade.

Leia mais

MÉDICOS ESTRANGEIROS EM FOZ DO IGUAÇU: UM ESTUDO SOBRE O PROGRAMA MAIS MÉDICOS E OS IMPACTOS NA VIDA DAS POPULAÇÕES PERIFÉRICAS.

MÉDICOS ESTRANGEIROS EM FOZ DO IGUAÇU: UM ESTUDO SOBRE O PROGRAMA MAIS MÉDICOS E OS IMPACTOS NA VIDA DAS POPULAÇÕES PERIFÉRICAS. MÉDICOS ESTRANGEIROS EM FOZ DO IGUAÇU: UM ESTUDO SOBRE O PROGRAMA MAIS MÉDICOS E OS IMPACTOS NA VIDA DAS POPULAÇÕES PERIFÉRICAS. Linha Temática: Democracia, movimentos sociais e cidadanias. MONALIZA KARINA

Leia mais

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS Tendo como argumento aperfeiçoar ainda mais a prestação de serviços de saúde à população, o Executivo traz a esta Casa o Projeto de Lei 64/2014, que

Leia mais

Grasiela - Bom à gente pode começar a nossa conversa, você contando para a gente como funciona o sistema de saúde na Inglaterra?

Grasiela - Bom à gente pode começar a nossa conversa, você contando para a gente como funciona o sistema de saúde na Inglaterra? Rádio Web Saúde dos estudantes de Saúde Coletiva da UnB em parceria com Rádio Web Saúde da UFRGS em entrevista com: Sarah Donetto pesquisadora Inglesa falando sobre o NHS - National Health Service, Sistema

Leia mais

Pesquisa Clínica. Orientações aos pacientes

Pesquisa Clínica. Orientações aos pacientes Pesquisa Clínica Orientações aos pacientes 2009 Ministério da Saúde. É permitida a reprodução total ou parcial desta obra, desde que citada a fonte. Tiragem: 1000 exemplares Criação, Informação e Distribuição

Leia mais

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga?

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga? Abdias Aires 2º Ano EM Arthur Marques 2º Ano EM Luiz Gabriel 3º Ano EM Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam

Leia mais

Maria Angela Alves do Nascimento 2 Marluce Maria Araújo Assis 3

Maria Angela Alves do Nascimento 2 Marluce Maria Araújo Assis 3 Universidade Estadual de Feira de Santana Departamento de saúde Núcleo de Pesquisa Integrada em Saúde Coletiva - NUPISC NUPISC NÚCLEO DE PESQUISA INTEGRADA EM SAÚDE COLETIVA PRÁTICAS DO PROGRAMA SAÚDE

Leia mais

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR INTRODUÇÃO Você está cansado de falsas promessas uma atrás da outra, dizendo

Leia mais

?- Período em que participavam das aulas.

?- Período em que participavam das aulas. Iniciativa Apoio como foi a campanha HISTÓRIAS EX ALUNOS 1997 2013 as perguntas eram relacionadas ao:?- Período em que participavam das aulas. - Impacto que o esporte teve na vida deles. - Que têm feito

Leia mais

ESTUDOS DE CASO SOBRE TUTORIA

ESTUDOS DE CASO SOBRE TUTORIA Instituto Federal do Espírito Santo - Ifes Centro de Educação a Distância - CEAD ESTUDOS DE CASO SOBRE TUTORIA Profª. Vanessa Battestin Nunes Fevereiro/2010 1 ESTUDOS DE CASO SOBRE TUTORIA Objetivo: Discutir

Leia mais

O valor da educação Um aprendizado para a vida. Relatório do Brasil

O valor da educação Um aprendizado para a vida. Relatório do Brasil O valor da educação Um aprendizado para a vida Relatório do Brasil A pesquisa O valor da educação é uma pesquisa do consumidor independente sobre tendências globais de educação realizada para o HSBC. O

Leia mais

www.montehorebe.com.br curso@ensinovirtual.com.br

www.montehorebe.com.br curso@ensinovirtual.com.br www.montehorebe.com.br curso@ensinovirtual.com.br MANUAL DO ALUNO DO INSTITUTO MONTE HOREBE 2 ÍNDICE Quem somos... 4 Qual o objetivo deste Manual... 5 O que é aprender... 6 Educação a Distância... 7 Nossos

Leia mais

Relatório da Pré Conferência Municipal de Saúde de Barra Mansa Região Leste (Distrito Sanitário III) INTRODUÇÃO

Relatório da Pré Conferência Municipal de Saúde de Barra Mansa Região Leste (Distrito Sanitário III) INTRODUÇÃO Relatório da Pré Conferência Municipal de Saúde de Barra Mansa Região Leste (Distrito Sanitário III) INTRODUÇÃO Aos trinta e um dias do mês de maio de dois mil e onze, nas dependências do Colégio Municipal

Leia mais

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR Introdução: Aqui nesse pequeno e-book nós vamos relacionar cinco super dicas que vão deixar você bem mais perto de realizar o seu sonho

Leia mais

MAIS MÉDICOS MP 621 Uma visão jurídica

MAIS MÉDICOS MP 621 Uma visão jurídica MAIS MÉDICOS MP 621 Uma visão jurídica Em 8 de julho de 2013, entrou em vigor no sistema jurídico posto a Medida Provisória 621 Mais Médicos - com a finalidade de formar recursos humanos na área médica

Leia mais

TEM QUE MELHORAR MUITO

TEM QUE MELHORAR MUITO Confira gráficos, tabelas, críticas e sugestões sobre o convênio médico na ZF revelados em levantamento feito pelo Sindicato Comprovado: convênio médico na ZF TEM QUE MELHORAR MUITO Um levantamento feito

Leia mais

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual Por: Rosana Rodrigues Quando comecei a escrever esse artigo, inevitavelmente fiz uma viagem ao meu passado. Lembrei-me do meu processo de escolha de carreira e me dei conta de que minha trajetória foi

Leia mais

TRANQUILIDADE FAMILIAR. www.viveresaber.com.br

TRANQUILIDADE FAMILIAR. www.viveresaber.com.br TRANQUILIDADE FAMILIAR www.viveresaber.com.br OFERECIDO POR: www.viveresaber.com.br Desenvolvido por: ADELINO CRUZ Consultor, Palestrante e Diretor da Viver e Saber; Bacharel em Comunicação Social; Foi

Leia mais

Amam e AMMP realizam ato público pela garantia da independência do Judiciário e MP

Amam e AMMP realizam ato público pela garantia da independência do Judiciário e MP ANO II - EDIÇÃO I - DE DEZEMBRO de 2015 A ABRIL DE 2016 AMAMINFORMA Amam e AMMP realizam ato público pela garantia da independência do Judiciário e MP DESTAQUES Amam e CRM-MT realizam seminário de Judicialização

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 ALUNOS DA LICENCIATURA QUE NÃO QUEREM SER PROFESSORES TRAÇOS DO PERFIL DOS ESTUDANTES DO CURSO DE MATEMÁTICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI Marcilia Bruna dos Reis Teixeira Universidade Federal

Leia mais

Uma vida dedicada. do ensino médico?

Uma vida dedicada. do ensino médico? E ntrevista Gilson Soares Feitosa O entrevistado desta edição é o cardiologista e professr Gilson Feitosa, que é coordenador da Residência em Cardiologia e diretor de Ensino e Pesquisa do Hospital do Hospital

Leia mais

Módulo 6 Parte 4.2 A aula que queremos dar Redação

Módulo 6 Parte 4.2 A aula que queremos dar Redação Módulo 6 Parte 4.2 A aula que queremos dar Redação Redação 1 o ou 2 o ano médio Tema: Corrigir uma redação Aula:! Olá, seja bem-vindo a Educare, meu nome é Professor Roberto e estou aqui para ajudá-lo.

Leia mais

1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19

1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19 1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19 Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim 17% não 83% 2. O que achou da transformação do Largo de Pinheiros? Diferente, muito

Leia mais

A INFLUÊNCIA DO SALÁRIO NA ESCOLHA DA PROFISSÃO Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br

A INFLUÊNCIA DO SALÁRIO NA ESCOLHA DA PROFISSÃO Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br A INFLUÊNCIA DO SALÁRIO NA ESCOLHA DA PROFISSÃO Professor Romulo Bolivar www.proenem.com.br INSTRUÇÃO A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo

Leia mais

Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia

Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia Emanuel Amaral CIÊNCiA - Reconhecido internacionalmente, Miguel Nicolelis tem planos ambiciosos para o RN 05/08/2007 - Tribuna do Norte Anna Ruth

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

Enquete. Dia dos Professores

Enquete. Dia dos Professores Enquete Dia dos Professores No dia 15 de outubro será comemorado o dia do professor. Muito se fala que a profissão, apesar de muito importante, perdeu seu glamour e prestígio, sendo incapaz de atrair a

Leia mais

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e Sexta Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e mudou o rumo da vida profissional FOLHA DA SEXTA

Leia mais

Estrada Real é Nossa vai dar descontos em restaurantes. Passaporte ER chega ao Caminho do Sabarabuçu. Programa do IER treina condutores dos parques

Estrada Real é Nossa vai dar descontos em restaurantes. Passaporte ER chega ao Caminho do Sabarabuçu. Programa do IER treina condutores dos parques Ano 1 Nº 3 Informativo Estrada Real é Nossa vai dar descontos em restaurantes Pág. 02 Novo portal do Instituto Estrada Real é lançado Pág. 03 Passaporte ER chega ao Caminho do Sabarabuçu Pág. 05 Programa

Leia mais

OS 3 PASSOAS PARA O SUCESSO NA SEGURANÇA PATRIMONIAL

OS 3 PASSOAS PARA O SUCESSO NA SEGURANÇA PATRIMONIAL WWW.SUPERVISORPATRIMONIAL.COM.BR SUPERVISOR PATRIMONIAL ELITE 1 OS 3 PASSOS PARA O SUCESSO NA CARREIRA DA SEGURANÇA PATRIMONIAL Olá, companheiro(a) QAP TOTAL. Muito prazer, meu nome e Vinicius Balbino,

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Histórias de Comunidade de Aprendizagem Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Introdução O projeto Comunidade de Aprendizagem é baseado em um conjunto de atuações de êxito voltadas para a transformação

Leia mais

Dicas. do professor. Eliseu Gabriel. Como estudar? Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano

Dicas. do professor. Eliseu Gabriel. Como estudar? Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano Incentivar a leitura e o estudo é um ato de amor e respeito ao ser humano Eliseu Gabriel O vereador e professor Eliseu Gabriel conseguiu aprovar uma Lei para ajudar a despertar o gosto pelo estudo e a

Leia mais

GRUPO OPERATIVO: ADOLESCENTES EM FASE DE PRÉ- VESTIBULAR¹ RESUMO

GRUPO OPERATIVO: ADOLESCENTES EM FASE DE PRÉ- VESTIBULAR¹ RESUMO GRUPO OPERATIVO: ADOLESCENTES EM FASE DE PRÉ- VESTIBULAR¹ MOREIRA, Andressa Becker²; VISENTINI, Danielle Machado ²; GONÇALVES, Camila dos Santos³ 1 Trabalho sobre relato de experiência de estágio _UNIFRA

Leia mais

o pensar e fazer educação em saúde 12

o pensar e fazer educação em saúde 12 SUMÁRIO l' Carta às educadoras e aos educadores.................5 Que história é essa de saúde na escola................ 6 Uma outra realidade é possível....... 7 Uma escola comprometida com a realidade...

Leia mais

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 1 Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 2013 Índice 2 OBJETIVO E PÚBLICO ALVO METODOLOGIA PLANO DE SAÚDE O MERCADO DE PLANO DE SAÚDE PERFIL

Leia mais

Medicina Preventiva na Central Nacional Unimed

Medicina Preventiva na Central Nacional Unimed Medicina Preventiva na Central Nacional Unimed A Central Nacional Unimed é a operadora nacional dos planos de saúde Unimed. Comercializa planos para empresas que tenham filiais em três ou mais estados

Leia mais

O PROJETO. Exercícios físicos, boa alimentação, cuidados com o corpo e a mente. A busca. por um estilo de vida saudável é o atual

O PROJETO. Exercícios físicos, boa alimentação, cuidados com o corpo e a mente. A busca. por um estilo de vida saudável é o atual Exercícios físicos, boa alimentação, O PROJETO cuidados com o corpo e a mente. A busca por um estilo de vida saudável é o atual desafio da humanidade, que vive um cotidiano cada vez mais caótico. Na correria

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 17 Discurso no encerramento do Fórum

Leia mais

Setembro foi um mês marcante para a. Fim de Ciclo. Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral

Setembro foi um mês marcante para a. Fim de Ciclo. Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral Setembro 2013 São Paulo. Brasil www.vidajovem.org Fim de Ciclo Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral Setembro foi um mês marcante para a associação. Depois de um

Leia mais

O SR. RAUL CUTAIT - Ministro Gilmar Mendes, estimado. caro Ministro Gilmar Mendes que seu convite, para mim, foi

O SR. RAUL CUTAIT - Ministro Gilmar Mendes, estimado. caro Ministro Gilmar Mendes que seu convite, para mim, foi O SR. RAUL CUTAIT - Ministro Gilmar Mendes, estimado Ministro Cezar Peluso, senhoras e senhores. Inicialmente, quero dizer ao meu caro Ministro Gilmar Mendes que seu convite, para mim, foi uma convocação.

Leia mais

Mauricio, eles dizem que querem continuar a fazer outros Módulos e o proximo será fruticultura

Mauricio, eles dizem que querem continuar a fazer outros Módulos e o proximo será fruticultura ELES QUEREM MAIS... Sarandi é uma cidade situada no Norte do Paraná e petence a Região metropolitana de Maringá. È uma cidade que cresceu rápido e apresenta uma vunerabilidade social muito grande! É comum

Leia mais

O LABORATÓRIO DE PESQUISA DA UNICARIOCA

O LABORATÓRIO DE PESQUISA DA UNICARIOCA Ingressar em um emprego mediante concurso público é ambição para muitas pessoas, isso se deve ao fato de que o salário oferecido, a estabilidade, os benefícios na maioria dos cargos é bastante superior

Leia mais

Amamentar é vida. e também seu direito!

Amamentar é vida. e também seu direito! Amamentar é vida e também seu direito! Amamentarseéu direito Esta cartilha sobre amamentação foi criada exclusivamente para você, gestante ou futura mamãe aeroviária de Guarulhos. Essa publicação fala

Leia mais

Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 02/09/2015. Semsa anuncia estratégias para diminuir filas nas UBSs, em Manaus

Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 02/09/2015. Semsa anuncia estratégias para diminuir filas nas UBSs, em Manaus Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 02/09/2015 Portal D24 AM Saúde 03 de Setembro de 2015. Fonte: http://new.d24am.com/noticias/saude/semsa-anuncia-estrategias-paradiminuir-filas-ubss-manaus/139451 Semsa

Leia mais

PESQUISA DIAGNÓSTICA - SISTEMATIZAÇÃO. - Sim, estou gostando dessa organização sim, porque a gente aprende mais com organização das aulas.

PESQUISA DIAGNÓSTICA - SISTEMATIZAÇÃO. - Sim, estou gostando dessa organização sim, porque a gente aprende mais com organização das aulas. ESCOLA MUNICIPAL BUENA VISTA Goiânia, 19 de junho de 2013. - Turma: Mestre de Obras e Operador de computador - 62 alunos 33 responderam ao questionário Orientador-formador: Marilurdes Santos de Oliveira

Leia mais

LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006)

LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006) 11. AUTORES: LILIAN DA SILVA ALVES LÍVIA SANCHEZ PONTES DA FONSECA TÍTULO: LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006) Orientador : Silvio Montes Pereira Dias Co-orientadora : Sônia Maria de Barros

Leia mais

SAÚDE E TRATAMENTOS MÉDICOS

SAÚDE E TRATAMENTOS MÉDICOS SAÚDE E TRATAMENTOS MÉDICOS CENTRO DE PROMOÇÃO À SAÚDE Iwata-shi Kounodai 57-1 É um órgão da prefeitura que tem como objetivo principal: promover serviços visando o bem-estar e a saúde dos cidadãos e a

Leia mais

VOCÊ SABE O QUE É E-MAIL MARKETING? [[ ][ Aprenda como funciona e quais resultados você pode obter

VOCÊ SABE O QUE É E-MAIL MARKETING? [[ ][ Aprenda como funciona e quais resultados você pode obter VOCÊ SABE O QUE É E-MAIL MARKETING? [[ ][ Aprenda como funciona e quais resultados você pode obter Vivemos a era do conteúdo na Internet. Um e-mail com o conteúdo certo, distribuído às pessoas certas é

Leia mais

CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS

CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS Desânimo total Acho que minhas forças estão indo abaixo, ando meio desmotivado!!!! Não quero desanimar, mas os fatores externos estão superando minha motivação... cobrança

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO ABRIL / MAIO / JUNHO

RELATÓRIO TÉCNICO ABRIL / MAIO / JUNHO RELATÓRIO TÉCNICO BANCO DO LIVRO SA - CURVELO / MG ABRIL / MAIO / JUNHO 2005 INTRODUÇÃO O Banco do Livro tem sua marca registrada pela dialogia. Nossos usuários gostam que seus nomes sejam lembrados nas

Leia mais

A INSERÇÃO DA SAÚDE NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA ESCOLA

A INSERÇÃO DA SAÚDE NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA ESCOLA A INSERÇÃO DA SAÚDE NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DA ESCOLA Carlos Silva 1 Objetivo: Favorecer o desenvolvimento de ações pedagógicas em saúde a partir da inserção das questões de saúde no Projeto Político

Leia mais

Boletim Informativo. O ano de 2013. Informe RH - Redução da Jornada de Trabalho. Próxima edição C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I

Boletim Informativo. O ano de 2013. Informe RH - Redução da Jornada de Trabalho. Próxima edição C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I Boletim Informativo Nossa Missão: Promover assistência segura à saúde, com respeito e ética aos usuários, desenvolvendo o ensino e pesquisa na busca

Leia mais

- GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins

- GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins - GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins Planeta Contábil 2008 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/5 Lucros Bons e Lucros Ruins Podemos pensar que lucrar é sempre bom,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 ATA DE REUNIÃO ORDINÁRIA DO COLEGIADO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO, REALIZADA

Leia mais

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências boletim Jovem de Futuro ed. 04-13 de dezembro de 2013 Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências O Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013 aconteceu de 26 a 28 de novembro.

Leia mais

Análise Institucional do Banco de Leite Humano. do Hospital Universitário Antônio Pedro

Análise Institucional do Banco de Leite Humano. do Hospital Universitário Antônio Pedro Análise Institucional do Banco de Leite Humano do Hospital Universitário Antônio Pedro Alunos: Aisha, Alice, Cícero, Wésley e Wil Disciplina de Planejamento e Gerência em Saúde 2 Medicina UFF 5 Período

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

RODA DE CONVERSA SOBRE PROFISSÕES

RODA DE CONVERSA SOBRE PROFISSÕES RODA DE CONVERSA SOBRE PROFISSÕES Kátia Hatsue Endo Unesp hatsueendo@yahoo.com.br Daniela Bittencourt Blum - UNIP danibittenc@bol.com.br Catarina Maria de Souza Thimóteo CEETEPS - catarinamst@netonne.com.br

Leia mais

Créateur d échanges. Dossiê de Patrocínio

Créateur d échanges. Dossiê de Patrocínio Créateur d échanges + Dossiê de Patrocínio Apresentação Rio Accueil: Integração Rio Accueil é uma associação sem fins lucrativos cujo principal objetivo é acolher os recém-chegados de língua francesa no

Leia mais

SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO ORIENTAÇÃO ESCOLAR E VOCACIONAL A conclusão do 9.º ano de escolaridade, reveste-se de muitas dúvidas e incertezas, nomeadamente na escolha de uma área de estudos ou num

Leia mais

CAPÍTULO 5 AS PERSPECTIVAS

CAPÍTULO 5 AS PERSPECTIVAS CAPÍTULO 5 AS PERSPECTIVAS DA INFECTOLOGIA Entre os principais desafios da especialidade, questões como o uso racional dos antimicrobianos, a melhoria da infra-estrutura para diagnóstico etiológico e o

Leia mais

RESPONSABILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL COMO TECNOLOGIAS LEVES EM ENFERMAGEM

RESPONSABILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL COMO TECNOLOGIAS LEVES EM ENFERMAGEM RESPONSABILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL COMO TECNOLOGIAS LEVES EM ENFERMAGEM Leonardo Rodrigues Piovesan 1 Bárbara Andres 2 A enfermagem de saúde pública por caracterizar-se pelo grande contato e vínculo com

Leia mais

Eu me encontro aqui numa

Eu me encontro aqui numa Debate Fundações na áreas universitárias e da saúde Professor Dr. Vicente Amato Neto - USP Transcrição da palestra do Dr. Amato no Debate promovido pela Aduel no dia 27/ 08/02, no auditório do HU. Eu me

Leia mais

Educação Integral Relatório em Junho/2013

Educação Integral Relatório em Junho/2013 Comunidade Escola Família Educação Integral Relatório em Junho/2013 Objetivo 3 O principal objetivo desta pesquisa é avaliar o conhecimento da população brasileira sobre educação integral. Metodologia

Leia mais

EXERCÍCIOS ALIMENTOS. As novidades em nutrição. Eles ajudam você a ter uma vida melhor VIVER MAIS. Como amadurecer sem perder o otimismo

EXERCÍCIOS ALIMENTOS. As novidades em nutrição. Eles ajudam você a ter uma vida melhor VIVER MAIS. Como amadurecer sem perder o otimismo EXERCÍCIOS Eles ajudam você a ter uma vida melhor ALIMENTOS As novidades em nutrição VIVER MAIS Como amadurecer sem perder o otimismo Alto padrão em saúde Eles se destacam pela qualidade das instalações,

Leia mais

Aconselhamento. Real. Um modelo eficaz de. restauração de vidas. Luiz Henrique de Paula

Aconselhamento. Real. Um modelo eficaz de. restauração de vidas. Luiz Henrique de Paula Aconselhamento Real Um modelo eficaz de restauração de vidas Luiz Henrique de Paula 2010 Luiz Henrique de Paula Direitos desta edição reservados à Paco Editorial. Nenhuma parte desta obra pode ser apropriada

Leia mais

Quem vou ser daqui a 20 anos Público. Privado. Assistencial Acadêmica Gestão. Assistencial Acadêmico Gestão Autônomo

Quem vou ser daqui a 20 anos Público. Privado. Assistencial Acadêmica Gestão. Assistencial Acadêmico Gestão Autônomo Dr Milton Glezer Quem vou ser daqui a 20 anos Público Assistencial Acadêmica Gestão Privado Assistencial Acadêmico Gestão Autônomo Mudanças nos planos de saúde- melhorar cada vez mais o funcionamento dos

Leia mais

Análise do Edital ISS Salvador 2014

Análise do Edital ISS Salvador 2014 Análise do Edital ISS Salvador 2014 Olá amigos concurseiros, É com um carinho mais que especial que divulgo que no dia 15/09/2014) saiu uma BOMBA NORDESTINA, ou seja, o concurso para Auditor Fiscal do

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Ivo Barcelos Assumpção, nasci dia 13 do doze de 1954 em Rezende, Estado do Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu estudei engenharia química na UFRJ, entrei

Leia mais

GOIANIA - HOSPITAL JARDIM AMERICA

GOIANIA - HOSPITAL JARDIM AMERICA GOIANIA - HOSPITAL JARDIM AMERICA CARDIOLOGIA DR. ADRIANO GONÇALVES DE ARAÚJO HOSPITAL E MATERNIDADE JARDIM AMÉRICA RUA C-148 N. 854 ESQ. C/ T-63 - JD. AMERICA 3269-7900 / 7984 Comercial DR. ALOÍSIO DIAS

Leia mais

Era o que você esperava? Não, superou todas as minhas expectativas. Ficou lindo. SIRONA.COM.BR

Era o que você esperava? Não, superou todas as minhas expectativas. Ficou lindo. SIRONA.COM.BR É o sonho de consumo de qualquer pessoa ter uma máquina dessa, inclusive o meu. Com o equipamento vou poder ajudar as pessoas a terem o sorriso como o meu e a praticidade também. O que você achou de ser

Leia mais

SinMed/RJ Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro

SinMed/RJ Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro SinMed/RJ Hospital Lourenço Jorge acaba de perder cirurgiões vasculares. Unidade já não tinha especialistas em tórax e cérebro Superlotação na emergência do Hospital Lourenço Jorge Foto: Emanuel Alencar

Leia mais

COMPROMISSO DE FAMÍLIAS

COMPROMISSO DE FAMÍLIAS COMPROMISSO DE FAMÍLIAS AO ROTARY INTERNACIONAL DISTRITO 4410 Nós, abaixo identificados e assinados, na condição de Pais e/ou Responsáveis por portador(a) da cédula de identidade nº. (RG) nosso(a) filho(a),

Leia mais

Saiba como conciliar gravidez com o trabalho

Saiba como conciliar gravidez com o trabalho Page 1 of 8 06/05/2010 13h00 - Atualizado em 06/05/2010 19h09 Saiba como conciliar gravidez com o trabalho Grávidas podem trabalhar até último mês da gestação; veja dicas. Gestantes têm estabilidade a

Leia mais

Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil!

Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil! Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil! Implemente esses 3 passos para obter resultados fantásticos no Inglês! The Meridian, 4 Copthall House, Station Square, Coventry, Este material pode ser redistribuído,

Leia mais

A experiência dos usuários - um depoimento 1

A experiência dos usuários - um depoimento 1 1 A experiência dos usuários - um depoimento 1 Mário César Scheffer Jornalista Apresentação In: Carneiro, F. (Org.). A Moralidade dos Atos Cientificos questões emergentes dos Comitês de Ética em Pesquisa,

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Hospital Universitário Programa de Avaliação de Desempenho (PROADES) Segunda Fase

Universidade Federal de Juiz de Fora Hospital Universitário Programa de Avaliação de Desempenho (PROADES) Segunda Fase Universidade Federal de Juiz de Fora Hospital Universitário Programa de Avaliação de Desempenho (PROADES) Segunda Fase Registro de reuniões setoriais Setor: Serviço Social Unidade Dom Bosco Data: 29.05.2009

Leia mais

AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog

AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog DICAS PARA UTILIZAÇÃO DESTA CARTILHA 1. Você pode distribuí-la para todos os

Leia mais

ESCOLA SEMIPROFISSIONALIZANTE GRALHA AZUL DE SÃO JOÃO- PARANÁ O MEU JEITO DE MUDAR O MUNDO

ESCOLA SEMIPROFISSIONALIZANTE GRALHA AZUL DE SÃO JOÃO- PARANÁ O MEU JEITO DE MUDAR O MUNDO ESCOLA SEMIPROFISSIONALIZANTE GRALHA AZUL DE SÃO JOÃO- Vemos que o mundo está sofrendo e as pessoas e nós poluímos o Planeta Terra e nós temos que ajudar e não poluir os rios os lagos as ruas e as encostas

Leia mais

Ressocialização de jovens carentes Um sonho possível

Ressocialização de jovens carentes Um sonho possível Ressocialização de jovens carentes Um sonho possível A Microlins tem a convicção de que um mundo melhor depende de as empresas assumirem o papel de instrumento de transformações sociais. Essa postura é

Leia mais

Casal viaja pelo mundo na carona de Deus

Casal viaja pelo mundo na carona de Deus Casal viaja pelo mundo na carona de Deus Fábio Aguiar Lisboa Era o ano de 1873 e o escritor francês Júlio Verne lançou um livro que mexeu com a imaginação e o sonhos de inúmeras gerações de leitores de

Leia mais

Há algo de estranho com a saúde Antônio Carlos Mariz de Oliveira

Há algo de estranho com a saúde Antônio Carlos Mariz de Oliveira Espaço Aberto/Artigo Há algo de estranho com a saúde Antônio Carlos Mariz de Oliveira Atualmente, mudanças tecnológicas, comportamentos e hábitos, preferências, maneiras de agir e de pensar sofrem constantes

Leia mais

COMPROMISSO COM O FUTURO

COMPROMISSO COM O FUTURO Editora Artecétera apresenta: COMPROMISSO COM O FUTURO Papel Reciclado com a Família Qualidade Família Qualidade em: toda forma de vida no planeta obedece às leis naturais, agindo no meio ambiente e sendo

Leia mais

Relatório Gestão do Projeto 2013

Relatório Gestão do Projeto 2013 Relatório Gestão do Projeto 2013 Fundação Aperam Acesita e Junior Achievement Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO SUMÁRIO Resultados 2013... 6 Resultados dos Programas... 7 Programa Vamos Falar de Ética...

Leia mais

Conselho protesta contra prefeitura

Conselho protesta contra prefeitura Informativo Eletrônico da SE/CNS para os conselheiros nacionais Ano VI, Brasília, 08/04/2009. Prezado (a) conselheiro (a), Estamos encaminhando um clipping de notícias do CNS na mídia. A intenção é socializar

Leia mais

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 7

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 7 ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 7 Índice 1. Ética empresarial...3 2 1. ÉTICA EMPRESARIAL É neste contexto, e com o objetivo de o mundo empresarial recuperar a confiança, que vai surgindo a ética Empresarial.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAURO DE FREITAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE CONCURSO PÚBLICO EDITAL N 002/2007-CONVOCAÇÃO 1ª CONVOCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAURO DE FREITAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE CONCURSO PÚBLICO EDITAL N 002/2007-CONVOCAÇÃO 1ª CONVOCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE LAURO DE FREITAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE CONCURSO PÚBLICO EDITAL N 002/2007-CONVOCAÇÃO 1ª CONVOCAÇÃO A PREFEITA DO MUNÍCIPIO DE LAURO DE FREITAS, Estado da Bahia, no uso de

Leia mais

DICAS DE OURO O que você precisa saber para aproveitar cada momento dos Jogos Rio 2016

DICAS DE OURO O que você precisa saber para aproveitar cada momento dos Jogos Rio 2016 LEGENDA ACESSÍVEL: ILUSTRAÇÃO DO PICTOGRAMA ESPORTIVO COM MARCA E IDENTIDADE VISUAL DOS JOGOS OLÍMPICOS BEM-VINDO! Você agora faz parte do maior evento esportivo do mundo. O Guia do Espectador dos Jogos

Leia mais

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes All You Zombies Wendel Coelho Mendes Versão Portuguesa, Brasil Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959 Esse conto é minha versão sobre a verdadeira história de All You Zombies,

Leia mais

XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO

XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO EPB0178 QUEBRA DO SIGILO PROFISSIONAL EM CASOS DE PEDOFILIA GABRIELE

Leia mais

Guia das Ligas Acadêmicas do Curso de Medicina da USFCar

Guia das Ligas Acadêmicas do Curso de Medicina da USFCar Guia das Ligas Acadêmicas do Curso de Medicina da USFCar Organizado e escrito pelo Grupo de Trabalho das Ligas Acadêmicas do Curso de Medicina da UFSCar em Setembro de 2010 sendo baseado no Guia para Construção

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre

PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre A Diretora Acadêmica do Centro Universitário Hermínio da Silveira - IBMR, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, na conformidade do que dispõe a Legislação

Leia mais

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO HU/UFJF SERVIÇO SOCIAL. Anna Cláudia Rodrigues Alves. Chefe do Serviço Social HU/UFJF Mestre em Saúde Coletiva / UFJF

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO HU/UFJF SERVIÇO SOCIAL. Anna Cláudia Rodrigues Alves. Chefe do Serviço Social HU/UFJF Mestre em Saúde Coletiva / UFJF HOSPITAL UNIVERSITÁRIO HU/UFJF SERVIÇO SOCIAL Anna Cláudia Rodrigues Alves Chefe do Serviço Social HU/UFJF Mestre em Saúde Coletiva / UFJF FALSO VERDADES E INVERDADES SOBRE O SERVIÇO SOCIAL VERDADEIRO

Leia mais

Diálogo de Lama Lhundrup com os pacientes a um Hospital em Brasília (2005)

Diálogo de Lama Lhundrup com os pacientes a um Hospital em Brasília (2005) Diálogo de Lama Lhundrup com os pacientes a um Hospital em Brasília (2005) Lhundrup: Sou um monge budista. Estou muito contente em encontrar vocês. Vocês já encontraram um monge budista antes? Uma paciente:

Leia mais