SUPORTE DE SUSTENTAÇÃO PARA CABOS ÓPTICOS AÉREOS TIPO FDS PRL - ACS Nº 0020 ILUSTRAÇÃO VISTA SUPERIOR SUPORTE FDS TIPO 2 PARAFUSOS'

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUPORTE DE SUSTENTAÇÃO PARA CABOS ÓPTICOS AÉREOS TIPO FDS PRL - ACS Nº 0020 ILUSTRAÇÃO VISTA SUPERIOR SUPORTE FDS TIPO 2 PARAFUSOS'"

Transcrição

1 SUPORTE DE SUSTENTAÇÃO PARA CABOS ÓPTICOS AÉREOS TIPO FDS PRL - ACS Nº 0020 ILUSTRAÇÃO VISTA SUPERIOR SUPORTE FDS TIPO 2 PARAFUSOS' ILUSTRAÇÃO VISTA LATERAL SUPORTE FDS TIPO 2 PARAFUSOS'

2 ILUSTRAÇÃO ILUSTRAÇÃO ILUSTRAÇÃO VISTA FRONTAL VISTA FRONTAL VISTA FRONTAL INSERTO DE BORRACHA INSERTO DE BORRACHA INSERTO DE BORRACHA Modelo 1 Modelo 2 Modelo 3 (Entre 5,0 e 8,0 mm;) (Entre 8,0 e 11,0 mm;) (Entre 11,0 e 18,0 mm;) ILUSTRAÇÃO VISTA FRONTAL INSERTO DE BORRACHA Modelo 4 (Entre 16,0 e 20,0 mm;) ILUSTRAÇÃO VISTA SUPERIOR SUPORTE FDS TIPO 4 PARAFUSOS'

3 ILUSTRAÇÃO VISTA LATERAL SUPORTE FDS TIPO 4 PARAFUSOS' ILUSTRAÇÃO ILUSTRAÇÃO VISTA FRONTAL VISTA FRONTAL INSERTO DE BORRACHA INSERTO DE BORRACHA Modelo 5 Modelo 6 (Entre 8,0 e 11,0 mm;) (Entre 8,0 e 11,0 mm;) (Entre 11,0 e 18,0 mm;)

4 1 - APLICAÇÃO: Material desenvolvido para aplicação em postes (com a utilização de acessórios complementares) com objetivo de realizar a sustentação de cabos ópticos aéreos, com diâmetros compreendidos em intervalos entre 5,0 e 20,0 mm; em vãos máximos de 200 metros, permanecendo exposto à ação agentes ofensores, como radiação solar, vento, chuva, agentes químicos ofensores e particulados com nível de Agressividade Ambiente de Operação Variante 1, Tração Vertical: Suporta carga > 120 Kgf sem ocorrência de danos ou deformações permanentes; Tração Transversal: Suporta carga > 120 Kgf sem ocorrência de danos/deformações permanentes; 2 - MONTAGEM E FORMAÇÃO / MATERIAL: BASE: Fabricada em material polimérico Polipropileno (PP) nas cores preta ou azul, com um dispositivo lateral, contendo uma rosca plástica interna, Tipo M12 para a introdução do parafuso de fixação pertencente ao Suporte para BAP. Projetada com uma cavidade central tipo fêmea para a fixação do Inserto de Borracha. Apresenta 2 modelos alternativo equipada com 2 porcas internas fixadas nas extremidades superiores da Base, dispostas de forma transversal, para utilização do Inserto de Borracha acesso para 1 Cabo ( Modelos de 1 à 4); equipada com 4 porcas internas, fixadas em todas as extremidades superiores da Base, para utilização dos modelos de Inserto de Borracha com acessos para 2 cabos (Modelos de 5 e 6); TAMPA: Fabricada em material Polimérico Polipropileno (PP) nas cores preta ou azul, com uma cavidade central tipo macho para fixação do Inserto de Borracha. Apresenta dois modelos: equipada com 2 orifícios dispostos de forma transversal nas extremidades laterais da Tampa, para passagem de 2 parafusos de fixação à Base. Indicada para utilização de Inserto de Borracha para 1 Cabo (Modelos de 1 à 4); equipada com 4 orifícios dispostos em todas as extremidades laterais da Tampa, para passagem de 4 parafusos de fixação à Base. Indicada para utilização de Inserto de Borracha para 2 cabos (Modelos 5 e 6); INSERTO: Fabricado em PVC Flexível na cor preta, projetado para a fixação e acomodação de cabos ópticos. Apresenta alternativamente 6 modelos, conforme descrição abaixo : MODELOS DE INSERTOS UTILIZADOS COM SUPORTE FDS 2 PARAFUSOS Modelo 1 equipado com 1 acesso para cabo, com intervalo de aplicação entre 5,0 e 8,0 mm; Modelo 2 equipado com 1 acesso para cabo, com intervalo de aplicação entre 8,0 e 11,0 mm; Modelo 3 equipado com 1 acesso para cabo, com intervalo de aplicação entre 11,0 e 18,0 mm; Modelo 4 equipado com 1 acesso para cabo, com intervalo de aplicação entre 16,0 e 20,0 mm; MODELOS DE INSERTOS UTILIZADOS COM SUPORTE FDS 4 PARAFUSOS Modelo 5 equipado com 2 acessos (horizontais) para cabos, com intervalos de aplicação entre 8,0 e 11,0 mm; e entre 11,0 e 18,0 mm; Modelo 6 equipado com 2 acessos (verticais) para cabos, com intervalos de aplicação entre 8,0 e 11,0 mm; PORCA INTERNA: Fabricada em aço ABNT 1010/1020 com tratamento zincado; 1/4 x 7/16; PARAFUSO: Fabricado em aço ABNT1010/1020 com tratamento zincado; NOTA: TAMPA E BASE PODEM SER FABRICADAS EM CORES ALTERNATIVAS 3 - DIMENSIONAL: VISTA SUPERIOR - SUPORTE FDS (BASE/TAMPA) TIPO 2 PARAFUSOS Dimensional: 74,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 84,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 50,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 17,0 + / - 1,0 mm; VISTA LATERAL - SUPORTE FDS (BASE/TAMPA) TIPO 2 PARAFUSOS Dimensional: 42,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 74,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 52,0 + / - 1,0 mm;

5 Dimensional: 13,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 40,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 50,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 17,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 65,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 70,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: Porca ¼ x 7/16; Dimensional: 20,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: Parafuso ¼ x 1/½; equipado com cabeça sextavada 10,0 mm; VISTA SUPERIOR - SUPORTE FDS (BASE/TAMPA) TIPO 4 PARAFUSOS Dimensional: 74,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 84,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 50,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 17,0 + / - 1,0 mm; VISTA LATERAL - SUPORTE FDS (BASE/TAMPA) TIPO 4 PARAFUSOS Dimensional: 42,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 74,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 52,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 13,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 40,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 50,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 17,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 65,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: 70,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: Porca: ¼ x 7/ Dimensional: 20,0 + / - 1,0 mm; Dimensional: Parafuso ¼ x 1/½, equipado com cabeça sextavada 10,0 mm; 4 - ACABAMENTO: Todos os materiais poliméricos que compõe o produto, se apresentam isentos de rebarbas, trincas rachaduras, fissuras, empenos ou quaisquer outras imperfeições que comprometam a sua aplicação na planta; Todos os materiais metálicos que compõe o produto, se apresentam livres de corrosão, empenos, amassamentos ou quaisquer outras imperfeições que comprometam a sua utilização na planta; 5 - IDENTIFICAÇÃO Sobre a superfície da TAMPA do produto, se encontram gravados, de forma legível e indelével, os dados abaixo: Fabricante: Presley / PRL; Data / Lote de Fabricação: 6 - EMBALAGEM: Produto acondicionado em caixa de papelão, de forma à proporcionar resistência mecânica ao mesmo, em condições de transporte e armazenamento, contendo 25 unidades, e identificado com etiqueta adesiva externa, contendo os dados abaixo: Fabricante: Presley; Cliente / Destinatário: Descrição do Produto: Código do Material: Data ou Lote de Fabricação:

6 Número do Pedido de Compra; Quantidade; Número da Nota Fiscal / Data da Emissão; Empilhamento Máximo; 7 - REFERÊNCIAS: Especificação Técnica OI ESP 032 Revisão 26/11/2009 Suporte de Sustentação para Cabo Óptico Aéreo SSCOA ; Relatório Ensaio CPqD. PD.12.AT.ENS.3200A.RE.01.AA - Fornecedor Presley Light - 09/2010 Suporte de Sustentação para Cabo Óptico Aéreo SSCOA Qualificação OI Telecom; Relatório de Ensaio SP.RQ.0126,104 (DT.DTX-BR) Em. 01 Janeiro 2002 Suporte para Cabo Óptico Aéreo Modelo FDS-P Fornecedor Presley Light - Qualificação Técnica Telefônica; GERÊNCIA DE PRODUTOS E ADEQUAÇÕES DE MATERIAIS - PRESLEY Desenho: PRL - ACS Elaborado: Roberto Mansur 0020/11 Emissão: 05/04/2011 Aprovado: Rubens Alvarez Garcia

7

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CAPACETE DE SEGURANÇA E.P.I. ACS Nº 0056 VISTA LATERAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA INTERNA DO CAPACETE DE SEGURANÇA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CAPACETE DE SEGURANÇA E.P.I. ACS Nº 0056 VISTA LATERAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA INTERNA DO CAPACETE DE SEGURANÇA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CAPACETE DE SEGURANÇA E.P.I. ACS Nº 0056 VISTA LATERAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA INTERNA DO CAPACETE DE SEGURANÇA VISTA FRONTAL DO CAPACETE DE SEGURANÇA 1 - APLICAÇÃO: 1.1 -

Leia mais

Ferragem de rede aérea que se fixa numa superfície, em geral a face superior de uma cruzeta, na qual, por sua vez, é fixado um isolador de pino.

Ferragem de rede aérea que se fixa numa superfície, em geral a face superior de uma cruzeta, na qual, por sua vez, é fixado um isolador de pino. 26 / 07 / 2011 1 de 10 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do pino de isolador para utilização nas Redes de Distribuição da CEMAR. 2 CAMPO

Leia mais

3 REFERÊNCIAS 4 DISPOSIÇÕES GERAIS

3 REFERÊNCIAS 4 DISPOSIÇÕES GERAIS Elaborador: Mário Sérgio de Medeiros Damascena ET - 05.117.01 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de pino de isolador para utilização

Leia mais

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0049 ISOLADORES 1/19 1. FINALIDADE

Leia mais

Nas exigências de um determinado material deve prevalecer, respectivamente, o exigido:

Nas exigências de um determinado material deve prevalecer, respectivamente, o exigido: MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0048 EQUIPAMENTOS 1/16 1. FINALIDADE

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 01 / 04 / 2013 1 de 8 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para parafuso de cabeça quadrada utilizado nas Redes e Linhas de Distribuição da

Leia mais

Dispositivo metálico que exerce função mecânica e/ou elétrica em uma linha aérea.

Dispositivo metálico que exerce função mecânica e/ou elétrica em uma linha aérea. 11 / 05 / 2011 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de engate concha garfo para utilização nas subestações de energia da CEMAR. 2 CAMPO

Leia mais

DIRETORIA FINANCEIRA CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO

DIRETORIA FINANCEIRA CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01 CARRETEL DE MADEIRA PARA EXPORTAÇÃO FICAP OPTEL CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO ÁREA SIGLA DATA DISTRIBUIÇÃO Suprimentos Tecnologia Cabos Ópticos Fs Tto GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 1/18

Leia mais

Especificação Técnica para Abraçadeiras de Fixação em Aço Inox

Especificação Técnica para Abraçadeiras de Fixação em Aço Inox Especificação Técnica para Abraçadeiras de Fixação em Aço Inox Abril - 2009 Índice 1 Introdução...... 03 2 Descrição... 03 3 Configurações...03/04 4 Dimensional... 05 5 Ferramenta de Aplicação...06 6 Unidade

Leia mais

Especificação Técnica para. Abraçadeiras de Fixação em Aço Inox.

Especificação Técnica para. Abraçadeiras de Fixação em Aço Inox. Especificação Técnica para Abraçadeiras de Fixação em Aço Inox. Dezembro - 2007 Índice 1 Introdução...03 2 Descrição...03 2.1 Abraçadeira de fixação...03 3 Configurações...04 4 Dimensional...05 5 Ferramenta

Leia mais

Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para cabo de aço utilizado nas Redes de Distribuição da CEMAR.

Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para cabo de aço utilizado nas Redes de Distribuição da CEMAR. 12 / 11 / 2012 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para cabo de aço utilizado nas Redes de Distribuição da CEMAR. 2 CAMPO DE APLICAÇÃO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SINALIZAÇÃO VERTICAL Página 1 de 5 1. OBJETIVO Esta especificação técnica fixa condições exigíveis para o fornecimento de placas de regulamentação, advertência ou indicativas para sinalização vertical

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DISTRIBUIÇÃO

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DISTRIBUIÇÃO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DISTRIBUIÇÃO ETD - 07 CRUZETA DE CONCRETO ARMADO PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO ESPECIFICAÇÃO E PADRONIZAÇÃO EMISSÃO: julho/2003 REVISÃO: janeiro/2004 FOLHA : 1 / 7 OBS : 1 Dimensões

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 28/06/2005 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para manilhasapatilha utilizada nas Redes de Distribuição da Companhia Energética do

Leia mais

Dispositivo metálico que exerce função mecânica e/ou elétrica em uma linha aérea.

Dispositivo metálico que exerce função mecânica e/ou elétrica em uma linha aérea. 10 / 05 / 2011 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do engate concha olhal 90º para utilização nas Subestações da CEMAR. 2 CAMPO DE

Leia mais

MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável em altura pelo comprimento dos pés)

MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável em altura pelo comprimento dos pés) UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE MECÂNICA TECNOLOGIA ASSISTIVA (http://www.damec.ct.utfpr.edu.br/assistiva/) MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE APOIO MA ERG-01 REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-492/2 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE APOIO MA ERG-01 REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-492/2 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE APOIO MA ERG-01 NÚMERO: 122003 DESENHO: DT-492/3 EMISSÃO: JAN/2012 VALIDADE: JAN/2017 REVOGA: 082116 REVOGA DESENHO: DT-492/2

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 24/09/ 2013 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para o gancho olhal utilizadas nas Redes de Distribuição Aéreas da Companhia Energética

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 18 / 02 / 2014 1 de 8 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padronizam as dimensões e as características mínimas exigíveis para a haste de aterramento e acessórios utilizados nas Redes de Distribuição,

Leia mais

CABO ÓPTICO SPEED STAR DROP FIGURA 8

CABO ÓPTICO SPEED STAR DROP FIGURA 8 ILUSTRAÇÃO Elemento de Sustentação Capa Externa Loose Tube Geléia Fio de Rasgamento (Rip Cord) Elemento de tração Fibra Óptica - Sem escala - Figura Ilustrativa - ELEMENTOS DO CABO Capa de Proteção Externa:

Leia mais

MESA DE ATIVIDADES MANUAL DE CONFECÇÃO

MESA DE ATIVIDADES MANUAL DE CONFECÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE MECÂNICA TECNOLOGIA ASSISTIVA (http://www.damec.ct.utfpr.edu.br/assistiva/) MESA DE ATIVIDADES MANUAL DE CONFECÇÃO PROJETO ELABORADO

Leia mais

Ligação Domiciliar de Água

Ligação Domiciliar de Água NORMA TÉCNICA NTC/Número/Produto/versão/ano NTC/003/ÁGUA/00/05 Data de aprovação Doc. de aprovação Ligação Domiciliar de Água Especificações Técnicas da Caixa de Proteção do Hidrômetro Construída em Material

Leia mais

Acessório acoplado às extremidades da mangueira para conexão desta.

Acessório acoplado às extremidades da mangueira para conexão desta. 1 ESPECIFICAÇÃO / SEMPLA/ COBES/ DGSS-3 CÓD.SUPRI: 51.105.001.001. 105.001.001.- ( ) CATMAT / BEC VER TABELA UN. MOVIMENTAÇÃO: UNIDADE MANGUEIRA DE INCÊNDIO ( 1 E 2) - ESPECIFICAÇÃO CONFORME NBR 11861/98

Leia mais

COMPANHIA ESPÍRITO SANTENSE DE SANEAMENTO CESAN

COMPANHIA ESPÍRITO SANTENSE DE SANEAMENTO CESAN COMPANHIA ESPÍRITO SANTENSE DE SANEAMENTO CESAN UNIDADE DE MEDIÇÃO PADRÃO INSTALAÇÃO DO HIDRÔMETRO COM.008.03.2015 Revisão: 03 Proposta: R-DSC Processo: 119-2014-00126 Aprovação: Deliberação 4155/2015

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 24/09/2013 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para porcaolhal utilizada nas Redes de Distribuição da Companhia Energética do Maranhão

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA BALCÃO POLIVALENTE BP ERG-01 REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-486/6 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA BALCÃO POLIVALENTE BP ERG-01 REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-486/6 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA BALCÃO POLIVALENTE NÚMERO: 152001 DESENHO: EMISSÃO: JULHO/2015 VALIDADE: JULHO/2020 REVOGA: 112048 REVOGA DESENHO: DT-486/6 CÓDIGO ERP: 10050463-9 ORGÃO DEMANDANTE: DERAT APLICAÇÃO:

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO COBERTURA TIPO MANTA PARA REPARO DE CONDUTORES COBERTOS CLASSE TENSÃO 15 e 35 kv

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO COBERTURA TIPO MANTA PARA REPARO DE CONDUTORES COBERTOS CLASSE TENSÃO 15 e 35 kv EMD-.014 1/06 DESENHO MANTA COBERTURA- CLASSE 15 kv Código Tensão Dimensões (mm) CEB (kv) Largura Comprimento 92020176 13,8 140 200 92020174 13,8 200 400 DESENHO MANTA COBERTURA CLASSE 35 kv Código Tensão

Leia mais

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado.

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado. 1 OBJETIVO Esta Norma padroniza as dimensões e estabelece as condições gerais e específicas da caixa de medição a ser utilizada para alojar TCs e TPs empregados na medição de unidades consumidoras do Grupo

Leia mais

2.1. DESCRIÇÃO (VER DESENHOS Nº 15w1 e15w2 e/ou 16w1 e 16w2)

2.1. DESCRIÇÃO (VER DESENHOS Nº 15w1 e15w2 e/ou 16w1 e 16w2) 1 PRODUTO: MESAS PARA SALA DE ESPERA - Portaria nº 69/SMG-G/2009 de 03/07/2009 1. DESTINAÇÃO Para uso em salas de espera. 2. REQUISITOS GERAIS 2.1. DESCRIÇÃO (VER DESENHOS Nº 15w1 e15w2 e/ou 16w1 e 16w2)

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA ATAS DE REGISTRO DE PREÇO ATIVAS (PRÓPRIAS E ADERIDAS) JUNHO/2016

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA ATAS DE REGISTRO DE PREÇO ATIVAS (PRÓPRIAS E ADERIDAS) JUNHO/2016 MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA ATAS DE REGISTRO DE PREÇO ATIVAS (PRÓPRIAS E ADERIDAS) JUNHO/16 Nº Órgão Gerenciador da Ata Objeto Data da Publicação Nº do Edital do Processo Vigência Item Registrado

Leia mais

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos Especificação Sucinta de Caixa Modelo F5 Uso Externo Processo Planejamento, Ampliação e Melhoria da Rede Elétrica Atividade Planeja o Desenvolvimento da Rede Código Edição Data VR.-00.198 2ª Folha 1 DE

Leia mais

Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Itapira (ISO 9001 Em Processo de Implantação) ANEXO II TERMO DE REFERÊCIA E LAUDO DE INSPEÇÃO

Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Itapira (ISO 9001 Em Processo de Implantação) ANEXO II TERMO DE REFERÊCIA E LAUDO DE INSPEÇÃO (ISO Em Processo de Implantação) ANEXO II TERMO DE REFERÊCIA E LAUDO DE INSPEÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA FORNECIMENTO DE CAIXAS DE ABRIGO PARA HIDRÔMETRO E KIT CAVALETE REFERÊNCIA NORMATIVA: NBR5688/

Leia mais

Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões

Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões REPRODUÇÃO LIVRE NBR 8964 JUL 1985 Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões Origem: Projeto 01:022.05-004/1985 CB-01 - Comitê Brasileiro de Mineração e Metalurgia CE-01:022.05 - Comissão

Leia mais

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DE LTs. Prof. Dr. Alexandre Rasi Aoki

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DE LTs. Prof. Dr. Alexandre Rasi Aoki CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DE LTs Prof. Dr. Alexandre Rasi Aoki AGENDA Cabos condutores Isoladores e ferragens Estruturas das LTs Cabos para-raios Prof. Dr. Alexandre Rasi Aoki TE-140 2 CABOS CONDUTORES Prof.

Leia mais

Manual de Instalação Adelift Light com Divisória de Lona

Manual de Instalação Adelift Light com Divisória de Lona Página 1 de 13 Objetivo: O objetivo desse manual é ajudar na identificação dos componentes e orientar os procedimentos para instalação do sistema Adelift Light, e sua divisória, no implemento rodoviário.

Leia mais

CD-08. Cadeira de uso múltilplo. Mobiliário. Atenção. Revisão Data Página 1/14 29/01/16

CD-08. Cadeira de uso múltilplo. Mobiliário. Atenção. Revisão Data Página 1/14 29/01/16 uso múltilplo 1/14 uso múltiplo 2/14 uso múltilplo 3/14 uso múltiplo 4/14 uso múltilplo Ø 5/14 uso múltiplo 6/14 uso múltilplo 7/14 DETALHE - ENCOSTO EM POLIPROPILENO INJETADO A uso múltiplo A 8/14 B B

Leia mais

Número: EMP Rev.: 3 Fl. 1/11

Número: EMP Rev.: 3 Fl. 1/11 Número: EMP-81650 Rev.: 3 Fl. 1/11 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO 0 11/06/2013 Emissão inicial, em substituição ao documento EMP81650 revisão 62. Felippe Aguiar Tec. De Materiais Álvaro

Leia mais

Cabo Óptico Aéreo Totalmente Seco - AS-S TS ABNT

Cabo Óptico Aéreo Totalmente Seco - AS-S TS ABNT Cabo Óptico Aéreo Totalmente Seco - AS-S TS ABNT Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção ROHS Compliant Dielétrico Núcleo totalmente seco Tubos Loose SM Descrição Cabos óptico dielétricos auto sustentados

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO STRINGUETO & CIA LTDA. FONES: (11) / site:

CATÁLOGO TÉCNICO STRINGUETO & CIA LTDA. FONES: (11) / site: CATÁLOGO TÉCNICO STRINGUETO & CIA LTDA. FONES: () 4606-3663 / 4606-3673 site: www.stringueto.com.br e-mail: stringueto@stringueto.com.br APRESENTAÇÃO Página 1 A STRINGUETO & Cia Ltda. foi fundada em julho

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO LINHA DURS

BOLETIM TÉCNICO LINHA DURS BT 0003 BOLETIM TÉCNICO LINHA DURS LINHA DURS Fixadores autoperfurantes em aço carbono. Descrição Fixador autoperfurante com design exclusivo em aço carbono e marca H na cabeça. Tem como acessório uma

Leia mais

ANEXO I LOTES / ESPECIFICAÇÕES E QUANTITATIVOS LOTE 01 CADEIRAS

ANEXO I LOTES / ESPECIFICAÇÕES E QUANTITATIVOS LOTE 01 CADEIRAS Página de 5 ANEXO I LOTES / ESPECIFICAÇÕES E QUANTITATIVOS LOTE 0 CADEIRAS 5 Cadeira ergonômica giratória para uso industrial, com regulagem vertical do assento e horizontal do encosto (em polipropileno).

Leia mais

Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8893)

Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções Termossifão pressurizado (EA8893) Índice 1. Parâmetros... 3 2. Precauções... 4 3. Informação técnica... 5 3.1. Componentes... 5 3.2. Informação técnica... 5 4. Componentes e dimensões...

Leia mais

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA PADRONIZAÇÃO APROVAÇÃO ELABORAÇÃO VISTO

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA PADRONIZAÇÃO APROVAÇÃO ELABORAÇÃO VISTO MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0071 FUSÍVEIS TIPO NH DE BAIXA TENSÃO

Leia mais

Padrões de Entradas de Serviço para Atendimento à Resolução ANEEL 384/2009 e Programa Luz Legal

Padrões de Entradas de Serviço para Atendimento à Resolução ANEEL 384/2009 e Programa Luz Legal Padrões de Entradas de Serviço para Atendimento à Resolução ANEEL 384/2009 e Programa Luz Legal DDI/SCD/SED Maio/2010 Notas sobre esta revisão (maio/2010) Este manual, originalmente desenvolvido para Entrada

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 12 / 04 / 2013 1 de 1 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do poste de aço, com seção transversal quadrada, para utilização em padrões de entrada

Leia mais

Equipamentos Industriais Perfis em Alumínio

Equipamentos Industriais  Perfis em Alumínio Equipamentos Industriais www.obr.com.br Os Perfis de Alumínio OBR oferecem uma grande quantidade de seções com elementos de conexão e acessórios adequados à sua necessidade. Os Perfis de Alumímio são extrudados

Leia mais

Caixa de passagem e ligação

Caixa de passagem e ligação Caixa de passagem e ligação AR14 A prova de tempo e jatos potentes d água Características Construtivas Caixa de passagem e ligação fabricada em liga de alumínio fundido copper free de alta resistência

Leia mais

REMANEJAMENTO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA

REMANEJAMENTO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA REMANEJAMENTO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA Redes de Distribuição de Baixa e Média Tensão CANOAS- RS MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO 1. OBJETIVO: Fornecer informações necessárias sobre os

Leia mais

CADEIRA COM ADUTOR MANUAL DE CONFECÇÃO

CADEIRA COM ADUTOR MANUAL DE CONFECÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE MECÂNICA TECNOLOGIA ASSISTIVA (http://www.damec.ct.utfpr.edu.br/assistiva/) CADEIRA COM ADUTOR MANUAL DE CONFECÇÃO PROJETO ELABORADO

Leia mais

CT Caixas de Policarbonato para Padrão de Entrada de Baixa Tensão com Leitura Voltada para a Via Pública. Comunicado Técnico

CT Caixas de Policarbonato para Padrão de Entrada de Baixa Tensão com Leitura Voltada para a Via Pública. Comunicado Técnico CT - 67 Caixas de Policarbonato para Padrão de Entrada de Baixa Tensão com Leitura Voltada para a Via Pública Comunicado Técnico Diretoria de Engenharia Gerência de Serviços Técnicos Página 2 de 24 FOLHA

Leia mais

ANEXO XIII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS UNIFORMES OPERAÇÕES. Camisa Polo Sulgás Operação

ANEXO XIII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS UNIFORMES OPERAÇÕES. Camisa Polo Sulgás Operação ANEXO XIII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS UNIFORMES OPERAÇÕES Camisa Polo Sulgás Operação Tecido: Malha Piquê 50x50 Referência Cor Azul: Azul Hawaii (Aradefe) Referência Cor azul Marinho: Detalhes (manga, gola,

Leia mais

RETIFICAÇÃO nº 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS TACHAS E TACHÕES

RETIFICAÇÃO nº 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS TACHAS E TACHÕES PROCESSO CPL N 761/2009 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 001/2010 DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA O FORNECIMENTO DE TACHAS E TACHÕES, A SEREM UTILIZADOS NA SINALIZAÇÃO HORIZONTAL EM VIAS PÚBLICAS NO MUNICIPIO

Leia mais

MATERIAIS DE INSTALAÇÃO DE TELECOMUNICAÇÔES - SNSG

MATERIAIS DE INSTALAÇÃO DE TELECOMUNICAÇÔES - SNSG DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO GERÊNCIA REGIONAL NORTE GRN SERVIÇO NORTE DE TELECOMUNICAÇÕES SNTL ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET-SNTL-001/2012 MATERIAIS DE INSTALAÇÃO DE TELECOMUNICAÇÔES - SNSG COMPANHIA HIDRO ELÉTRICA

Leia mais

T-802XXX. Carga Minima (Kg) Deflexão / mm

T-802XXX. Carga Minima (Kg) Deflexão / mm 10.17 APOIOS ANTIVIBRÁTEIS T-802XXX Suportes de teto tg & tm geral: As séries TG e TM são concebidas para evitar a transmissão de vibrações de unidades de ar condicionado e de qualquer outro equipamento

Leia mais

CATÁLOGO Network, Datacom e Telecom

CATÁLOGO Network, Datacom e Telecom CATÁLOGO Network, Datacom e Telecom ACESSÓRIOS EF Porta de aço standard / bipartida adicional avulsa Bipartida adicional avulsa SS 3160 SS 3180 SS 3860 SS 3880 SS 3060 SS 3080 SS 3260 SS 3280 SS 3160 A

Leia mais

III CONSTRUÇÃO DOS SUPORTES DAS BOBINAS

III CONSTRUÇÃO DOS SUPORTES DAS BOBINAS III CONSTRUÇÃO DOS SUPORTES DAS BOBINAS Serão construídos dois suportes, um para a bobina transmissora, o qual será fixado na barra do detector de metal em posição vertical e outro, para a bobina receptora

Leia mais

Número: EMP Rev.: 1 Fl. 1/10

Número: EMP Rev.: 1 Fl. 1/10 Número: EMP-81193 Rev.: 1 Fl. 1/10 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO Emissão inicial, em substituição ao 0 28/10/2015 documento EMP-81193 Rev.34. Alteração do modelo do documento e Sebastião

Leia mais

BT 0031 BOLETIM TÉCNICO - LINHA WOODTITE

BT 0031 BOLETIM TÉCNICO - LINHA WOODTITE BT 0031 BOLETIM TÉCNICO - LINHA WOODTITE Elaborador: Verificadores: Aprovador: LINHA WOODTITE Fixadores para telhas simples em estruturas em madeira. Descrição

Leia mais

Hahn KT-SV / KT-SN. Dobradiças universais para portas de PVC

Hahn KT-SV / KT-SN. Dobradiças universais para portas de PVC Hahn KT-SV / KT-SN Dobradiças universais para portas de PVC Classes de uso Capacidade de função contínua Medidas da porta de ensaio Resistência ao fogo Segurança Resistência à corrosão Anti-arrombamento

Leia mais

DE TETO PARA PLASMA/LCD

DE TETO PARA PLASMA/LCD SUPORTE ARTICULÁVEL DE TETO PARA PLASMA/LCD MANUAL DE UTILIZAÇÃO 1 Características: - Fixação no teto. - Articulações que permitem diversas combinações de movimentos laterais e angulares para baixo. -

Leia mais

PLP BRASIL. Seção 1 Fixações de Estais e Cross Rope

PLP BRASIL. Seção 1 Fixações de Estais e Cross Rope Transmissão: Seção PLP BRSIL Seção ixações de Estais e Índice Página Conjunto de ixação de Estais VRI-GRIP VG - Grampo V ssimétrico GRV -4 Conectores de terramento -5-7 Transmissão: Seção PLP BRSIL Seção

Leia mais

Condições Comerciais Gerais para Venda de pedras trabalhadas Technistone

Condições Comerciais Gerais para Venda de pedras trabalhadas Technistone Termos Comerciais Gerais para Technistone, a.s. Parte I: Condições Comerciais Gerais para Venda Parte II: Regras para Reclamações Parte III / 1: Manual Técnico Geral Parte III / 2: Manual Técnico para

Leia mais

FIBER-LAN INDOOR (CFOI-EO) - ABNT

FIBER-LAN INDOOR (CFOI-EO) - ABNT FIBER-LAN INDOOR (CFOI-EO) - ABNT Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção ROHS Compliant Dielétrico Tight buffer Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas

Leia mais

FIXADORES PARA ESTRUTURAS METÁLICAS

FIXADORES PARA ESTRUTURAS METÁLICAS FIXADORES PARA ESTRUTURAS METÁLICAS LINHA ASTM A325 TIPO 1 São fixadores específicos de alta resistência, empregados em ligações parafusadas estruturais e indicados em montagens de maior responsabilidade.

Leia mais

uso externo Nº 2117 1

uso externo Nº 2117 1 Nº Data Revisões Aprov.: Vanderlei Robadey Página 1 de 12 DESENHO 2 - CORPO DA CAIXA DISPOSITIVO PARA LACRE DE SEGURANÇA A B ROSCA M6 x 1 TORRE DE FIXAÇÃO ROSCA M10 x 1,5 C TORRE DE FIXAÇÃO ROSCA M10 x

Leia mais

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE COMPACTA AMARRAÇÕES, DERIVAÇÕES E ATERRAMENTO

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE COMPACTA AMARRAÇÕES, DERIVAÇÕES E ATERRAMENTO Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Amarrações e Ancoragens 6.1. Amarrações para Isoladores 6.2. Amarrações para Espaçadores

Leia mais

VT600C MANUAL DE MONTAGEM MOTO HONDA DA AMAZÔNIA LTDA

VT600C MANUAL DE MONTAGEM MOTO HONDA DA AMAZÔNIA LTDA VT600C MANUAL DE MONTAGEM MOTO HONDA DA AMAZÔNIA LTDA.- 1997 VT600C MANUAL DE MONTAGEM INSTRUÇÕES PARA MONTAGEM... 1 MONTAGEM DA MOTOCICLETA... 3 PASSAGENS DE CABOS E FIAÇÃO... 6 REVISÃO DE ENTREGA...

Leia mais

PROJETO INTERNO TELHA FRANCESA PICSL

PROJETO INTERNO TELHA FRANCESA PICSL Pág. 1 de 6 1 OBJETÍVO Este projeto fixa as condições exigíveis para a aceitação de telhas planas de encaixes, modelo Telhas Francesas, destinadas à execução de telhados de edificações. 2 APLICAÇÃO DE

Leia mais

Manual do Usuário. Antena Parabólica Vazada 806 a 960MHz - 18,5dBi. Este manual aplica- se somente ao produto que o acompanha

Manual do Usuário. Antena Parabólica Vazada 806 a 960MHz - 18,5dBi. Este manual aplica- se somente ao produto que o acompanha ANTENA PARABÓLICA Manual do Usuário Cód: ANT060002 Antena Parabólica Vazada 806 a 960MHz - 18,5dBi Este manual aplica- se somente ao produto que o acompanha VHT Fab. e Com. de Equip. de Telecomunicação

Leia mais

PRODUTO: MESAS PARA REUNIÃO Portaria nº 69/SMG-G/2009 de 03/07/ REQUISITOS GERAIS (VER DESENHOS Nº 17w1 e 17w2 e/ou 26w1 e 26w2 )

PRODUTO: MESAS PARA REUNIÃO Portaria nº 69/SMG-G/2009 de 03/07/ REQUISITOS GERAIS (VER DESENHOS Nº 17w1 e 17w2 e/ou 26w1 e 26w2 ) PRODUTO: MESAS PARA REUNIÃO Portaria nº 69/SMG-G/2009 de 03/07/2009 1 1. DESTINAÇÃO Para uso em escritórios, em reuniões de trabalho. 2. REQUISITOS GERAIS (VER DESENHOS Nº 17w1 e 17w2 e/ou 26w1 e 26w2

Leia mais

ET-SE -030 TRAVESSIAS COM LUMINÁRIAS À LED

ET-SE -030 TRAVESSIAS COM LUMINÁRIAS À LED Sumário 1 OBJETIVO 2 2 DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 2 3 DEFINIÇÃO 3 4 REQUISITOS ESPECÍFICOS 5 5 DOCUMENTAÇÃO 9 6 GARANTIA 11 Superintendência de Engenharia de Sinalização - SSI Página 1 1 OBJETIVO Estabelecer

Leia mais

Termómetro bimetálico de leitura directa, para uso industrial

Termómetro bimetálico de leitura directa, para uso industrial Ficha de tipo 60.8002 página 1/6 Termómetro bimetálico de leitura directa, para uso industrial Particularidades Caixa de aço inoxidável Classe 1 Margem de indicação de -50 C a +500 C Grau de protecção

Leia mais

Caleiras em PVC para o encaminhamento de águas nas habitações.

Caleiras em PVC para o encaminhamento de águas nas habitações. Caleira Caleiras em PVC para o encaminhamento de águas nas habitações. Especificações técnicas do produto Caleiras 102 E 150 Condução de águas pluviais Tubo em PVC rígido Cor: cinza (existe ainda a possibilidade

Leia mais

CABO ÓPTICO SPEED STAR AS80

CABO ÓPTICO SPEED STAR AS80 ILUSTRAÇÃO Capa Externa Fibra Óptica Loose Tube Fio de rasgamento (Rip Cord) Fita bloqueadora de água Elemento central de força Elemento de tração (Fios) Geléia - Sem escala - Figura Ilustrativa - ELEMENTOS

Leia mais

Gerência de Compra GERÊNCIA DN

Gerência de Compra GERÊNCIA DN 1 1 16/01529 MESA RETA DE 1800X800X740MM (L X P X H) - (CHEFIA) UND 1 MESA RETANGULAR COM ESTRUTURA METÁLICA E TAMPO AMADEIRADO. A ESTRUTURA É AUTOPORTANTE PRODUZIDA EM CHAPA DE AÇO, COMPOSTA POR 2 QUADROS

Leia mais

CABO OPTICO CFOA-DD - PADRÃO ABNT

CABO OPTICO CFOA-DD - PADRÃO ABNT CABO OPTICO CFOA-DD - PADRÃO ABNT Tipo do Produto Cabos Ópticos ROHS Compliant Dielétrico Núcleo Seco ou Geleado Tubos Loose SM, MM e NZD Descrição Cabo óptico totalmente dielétrico de 02 (dois) a 288

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 11 / 04 / 2013 1 de 1 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para Arruela Presilha, utilizados nas Redes de Distribuição da Companhia Energética

Leia mais

Normativas Gerais da NR-18

Normativas Gerais da NR-18 Normativas Gerais da NR-18 18.12 - ESCADAS, RAMPAS E PASSARELAS 2 ESCADAS, RAMPAS E PASSARELAS - A transposição de pisos com diferença de nível superior a 40cm deve ser feita por meio de escadas ou rampas.

Leia mais

Tecnologia da Construção Civil - I Estruturas de concreto. Roberto dos Santos Monteiro

Tecnologia da Construção Civil - I Estruturas de concreto. Roberto dos Santos Monteiro Tecnologia da Construção Civil - I Estruturas de concreto Estruturas de concreto As estruturas das edificações, sejam eles de um ou vários pavimentos, são constituídas por diversos elementos cuja finalidade

Leia mais

ESPUMA PARA TELHAS. Data: 13/01/12 Pág. 1 de 7

ESPUMA PARA TELHAS. Data: 13/01/12 Pág. 1 de 7 Data: 13/01/12 Pág. 1 de 7 Dados técnicos: Base Poliuretano Consistência Espuma estável Sistema de endurecimento Polimerização pela humidade do ar Formação de pele Ca. 8 min. (20 C/65% H.R.) Tempo de secagem

Leia mais

FOLHA DE CAPA CONTROLE DE REVISÃO DAS FOLHAS

FOLHA DE CAPA CONTROLE DE REVISÃO DAS FOLHAS FOLHA DE CAPA TÍTULO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA VÁLVULAS DE BLOQUEIO - REDE DE AÇO CARBONO VÁLVULA ESFERA E TOP-ENTRY NÚMERO ORIGINAL NÚMERO COMPAGAS FOLHA ET-6000-6520-200-TME-005 ET-65-200-CPG-005 1 / 5 CONTROLE

Leia mais

PRODUTO: MESA PARA MÁQUINA DE ESCREVER Portaria nº 69/SMG-G/2009 de 03/07/2009

PRODUTO: MESA PARA MÁQUINA DE ESCREVER Portaria nº 69/SMG-G/2009 de 03/07/2009 1 CÓDIGO SUPRI: 71.654.002.002.0035-0 PRODUTO: MESA PARA MÁQUINA DE ESCREVER Portaria nº 69/SMG-G/2009 de 03/07/2009 1. DESTINAÇÃO Para uso em escritórios, em serviços de datilografia. 2. REQUISITOS GERAIS

Leia mais

Linha de Quadros BELBOX. Apresentação

Linha de Quadros BELBOX. Apresentação Apresentação A Linha de Quadros Belbox possui ampla aplicação em projetos para os segmentos industrial, comercial e predial. Sua versatilidade possibilita a utilização como quadros para distribuição, comandos

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LAGES ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO EXECUTIVO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS RERRATIFICAÇÃO II

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LAGES ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO EXECUTIVO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS RERRATIFICAÇÃO II 1 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LAGES ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO EXECUTIVO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS RERRATIFICAÇÃO II Lages, 26 de fevereiro de 2015. ASSUNTO: EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL

Leia mais

NORMA TÉCNICA NTC 015

NORMA TÉCNICA NTC 015 COMPANHIA CAMPOLARGUENSE DE ENERGIA COCEL NORMA TÉCNICA 015 POSTE DE DIVISA Divisão de medição e fiscalização Emissão: 2015 Versão : 01/2015 1 2 Sumário 1. OBJETIVO... 4 2. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES...

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Regional do Trabalho da 17ª Região / ES

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Regional do Trabalho da 17ª Região / ES MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Regional do Trabalho da 17ª Região / ES OBRA: ANEXO VII ORÇAMENTO ESTIMATIVO Serviços de instalação de cabeamento estruturado e infraestrutura

Leia mais

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Versão 1.0 XXX.YY 22 a 25 Novembro de 2009 Recife - PE GRUPO III GRUPO DE ESTUDO DE LINHAS DE TRANSMISSÃO - GLT VALIDAÇÃO DE ENSAIOS

Leia mais

AMPLIFICADOR DE PICK-UP XF-100

AMPLIFICADOR DE PICK-UP XF-100 AMPLIFICADOR DE PICK-UP XF-100 Manual do usuário Série: D MAN-DE-XF-100 Rev.: 2.00-08 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso XF-100. Para garantir o uso correto e eficiente do XF-100, leia este manual

Leia mais

TRENAS. As trenas Lufkin. Embalagens

TRENAS. As trenas Lufkin. Embalagens TRENAS As trenas Lufkin As trenas Lufkin possuem alta qualidade e precisão dimensional e são projetadas para atender todas asnecessidades do mercado, desde o mais simples serviço caseiro até as mais complexas

Leia mais

Perfilados e Ferragens

Perfilados e Ferragens Telefones: (11) 2126-3333, (11) 5641-5090 Perfilados e Ferragens Perfil estrutural conformado em chapas de aço carbono SE 1008/1010, conforme normas NBR 11888-2 e NBR 7013. Dimensões padrões que podem

Leia mais

Código SIORG: Biblioteca, Gadir e Depog

Código SIORG: Biblioteca, Gadir e Depog Item 1: ARMÁRIO 2 PORTAS DE 1,60X0,90X0,45 EM POST FORMING C/ TAMPO DE 25MM E ESTRUTURA EM MDF 18MM NA COR MAPLE INTERNO E EXTERNO, C/ 3 PRATELEIRAS REGULÁVEIS DE MDF 18MMC/ FUNDO EM MDF 6MM, C/ CHAVE

Leia mais

Especificação Técnica de Projeto Nº 008

Especificação Técnica de Projeto Nº 008 SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE SOROCABA ETP 008 Especificação Técnica de Projeto Nº 008 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 2 3. CARACTERÍSTICAS GERAIS... 2 4. CAMPO DE APLICAÇÃO...

Leia mais

fitas de borda perfis Lapex Porta Prática

fitas de borda perfis Lapex Porta Prática BordoPlast fitas de borda perfis Lapex Porta Prática acabamento perfeito A Bordo Plast é uma empresa 100% nacional, criada em 1994 para atender o mercado moveleiro através da criação e produção de fitas

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC ENSAIO

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC ENSAIO ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 16 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL INSTITUTO

Leia mais

SISTEMAS DE LUBRIFICAÇÃO LTDA-ME L IN H A P R O F I S S I O N A L

SISTEMAS DE LUBRIFICAÇÃO LTDA-ME L IN H A P R O F I S S I O N A L SISTEMAS DE LUBRIFICAÇÃO LTDA-ME L IN H A P R O F I S S I O N A L ÍNDICE Linha de Escovas Página Escovas Circulares de arames Ondulados 03 ref. 7000 Escovas Circulares de arames Trançados 04 ref. 7010

Leia mais

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO COMPRASNET O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO Página 1 de 7 PODER LEGISLATIVO Senado Federal Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00113/2014 (SRP) Às 20:31 horas do dia 16 de dezembro de 2014, após constatada

Leia mais

TELEFONE - FAX: (11) (11)

TELEFONE - FAX: (11) (11) TELEFONE - FAX: (11) 2089-0725 (11) 2089-0724 EMAIL: nelson@kriptonlab.com.br elcio@kriptonlab.com.br kriptonlab@terra.com.br VISITE: www.kriptonlab.com.br PRODUTO ANEL DE AÇO CARBONO SIMPLES, ETC - FABRICADO

Leia mais

1. Mobiliário de Uso Geral - G

1. Mobiliário de Uso Geral - G 1. Mobiliário de Uso Geral - G 1.4 Mesas - M 1.4.1 Mesa de centro quadrada em vidro - I 27 MESA G-M-I Fornecimento e montagem de mesa de centro. Características gerais: Mesa de centro quadrada; Tampo de

Leia mais

companhia de saneamento básico do estado de são paulo - sabesp

companhia de saneamento básico do estado de são paulo - sabesp 1 07.0069.0011.0 ADESIVO TUBOS/CONEXOES PVC RIGIDO BISNAGA COM 90 CM3 (SOLDA RAPIDA) UTILIZACAO: INSTALACOES PREDIAIS DE AGUA FRIA NORMA: NBR 5648 APLICACAO: EXECUCAO DE JTA SOLDAVEL DE TUBOS/CONEXOES

Leia mais

ITEN - INSTITUTO TECNOLÓGICO DE ENSAIOS LTDA.

ITEN - INSTITUTO TECNOLÓGICO DE ENSAIOS LTDA. ITEN - INSTITUTO TECNOLÓGICO DE ENSAIOS LTDA. Laboratório pertencente à RBLE. Relatório de Ensaios de Produtos (REP): n. 1403054-2/01 Emissão: 25.06.2014 Solicitante: Endereço: Fabricante: Eletrocal Indústria

Leia mais