AUXILIAR ADMINISTRATIVO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AUXILIAR ADMINISTRATIVO"

Transcrição

1 01 PSP N o 1/ Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 50 (cinquenta) questões objetivas, sem repetição ou falha, com a seguinte distribuição: Conhecimentos Básicos Língua Portuguesa I Matemática I Raciocínio Lógico I Conhecimentos Específicos Questões Pontuação Questões Pontuação Questões Pontuação Questões Pontuação 1 a 10 1,5 cada 11 a 20 1,5 cada 21 a 25 2,0 cada 26 a 50 2,4 cada Total: 40, 0 pontos Total: 60, 0 pontos Total: 100, 0 pontos b) CARTÃO-RESPOSTA destinado às marcações das respostas das questões objetivas formuladas nas provas Verifique se este material está em ordem e se o seu nome e número de inscrição conferem com os que aparecem no CARTÃO-RESPOSTA. Caso contrário, notifique o fato IMEDIATAMENTE ao fiscal Após a conferência, o candidato deverá assinar, no espaço próprio do CARTÃO-RESPOSTA, a caneta esferográfica transparente de tinta na cor preta No CARTÃO-RESPOSTA, a marcação das letras correspondentes às respostas certas deve ser feita cobrindo a letra e preenchendo todo o espaço compreendido pelos círculos, a caneta esferográfica transparente de tinta na cor preta, de forma contínua e densa. A LEITORA ÓTICA é sensível a marcas escuras, portanto, preencha os campos de marcação completamente, sem deixar claros. Exemplo: 05 - Tenha muito cuidado com o CARTÃO-RESPOSTA, para não o DOBRAR, AMASSAR ou MANCHAR. O CARTÃO- -RESPOSTA SOMENTE poderá ser substituído se, no ato da entrega ao candidato, já estiver danificado Para cada uma das questões objetivas, são apresentadas 5 alternativas classificadas com as letras (A), (B), (C), (D) e (E); só uma responde adequadamente ao quesito proposto. Você só deve assinalar UMA RESPOSTA: a marcação em mais de uma alternativa anula a questão, MESMO QUE UMA DAS RESPOSTAS ESTEJA CORRETA As questões objetivas são identificadas pelo número que se situa acima de seu enunciado SERÁ ELIMINADO do Processo Seletivo Público o candidato que: a) se utilizar, durante a realização das provas, de máquinas e/ou relógios de calcular, bem como de rádios gravadores, headphones, telefones celulares ou fontes de consulta de qualquer espécie; b) se ausentar da sala em que se realizam as provas levando consigo o CADERNO DE QUESTÕES e/ou o CARTÃO- -RESPOSTA. Obs.: O candidato só poderá se ausentar do recinto das provas após 1 (uma) hora contada a partir do efetivo início das mesmas. Por motivos de segurança, o candidato NÃO PODERÁ LEVAR O CADERNO DE QUESTÕES, a qualquer momento Reserve os 30 (trinta) minutos finais para marcar seu CARTÃO-RESPOSTA. Os rascunhos e as marcações assinaladas no CADERNO DE QUESTÕES NÃO SERÃO LEVADOS EM CONTA Quando terminar, entregue ao fiscal o CADERNO DE QUESTÕES, o CARTÃO-RESPOSTA e ASSINE a LISTA DE PRESENÇA O TEMPO DISPONÍVEL PARA ESTAS PROVAS DE QUESTÕES OBJETIVAS É DE 3 (TRÊS) HORAS E 30 (TRINTA) MINUTOS, incluído o tempo para a marcação do seu CARTÃO-RESPOSTA As questões e os gabaritos das Provas Objetivas serão divulgados no primeiro dia útil após a realização das mesmas, no endereço eletrônico da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (http://www.cesgranrio.org.br). 1

2 TEXTO I LÍNGUA PORTUGUESA I O escuro queima Vou sair de noite com o meu filho pequeno e ele pede que eu passe bronzeador. Explico que não há sol. Ele insiste, e entendo: o escuro queima. Atravessar uma noite em claro, com medo das dívidas, queima. O salário nunca será suficiente para cima ou para baixo é apenas um adiantamento. Quem mais tem mais gasta, quem nada tem mais tenta gastar. Ambos enrolam saldos bancários como terços de papel. Jogo na Mega-Sena e invento destinos para a bolada. É uma diversão garantida imaginar fiado sobre o que faria com milhões em minha conta. Poderia viver só com os juros. Sou previsível até fora dos hábitos. Não é o dinheiro que manda na vida. É a falta de dinheiro. Tanto que ter crédito é mais importante do que ter grana. Muitos colegas usam o negativo como saldo positivo. Mudam apenas a fonte do empréstimo para pagar um antigo empréstimo. E não conseguem relaxar, descansar, oprimidos por uma generosidade ao contrário: de dar o que nem sequer desfrutam. Gastam o que não sentiram sequer o cheiro. Gastam o cheiro de sentir. O homem se consome em segredo, como uma úlcera, como uma gastrite, ácido que estoura pelo acúmulo. Entendo quem bebe para esquecer, quem finge que é uma criança para ser levado pela mão. O desespero é uma ciência. Não importa o grau de instrução, na dívida se é um iletrado. Um inconsequente. Um irresponsável. O devedor pede desculpa já no café da manhã. Nada mais implacável do que perder a casa por falta de pagamento e baixar o olhar, impotente, aos filhos, enquanto o oficial de justiça e os policiais empurram tudo para fora. No despejo, a única honra possível é recolher suas coisas antes dos estranhos. Nada mais implacável do que recuar produtos na esteira no mercado, escolher entre o essencial e o essencial, para chegar a um valor suportável. Dívida segrega, é pior do que isolamento. É dor do cansaço muscular, sem diagnóstico. E aquilo que é quitado não dura mais do que uma semana. O mês deveria ser semanal para diminuir o desastre. O escuro queima. Apavora. É como se o ladrão estivesse, em movimento inverso, dentro de casa procurando sair para a rua. CARPINEJAR, Fabrício. O escuro queima. In: Canalha!: retrato poético do homem contemporâneo: crônicas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, p Adaptado. 1 No Texto I, o trecho Nada mais implacável do que recuar produtos na esteira no mercado, escolher entre o essencial e o essencial, para chegar a um valor suportável. (l ) mostra que (A) a compra dos produtos essenciais constitui uma tarefa simples. (B) a escolha em questão é bastante difícil, ou mesmo, impossível. (C) o valor dos itens importados vendidos em supermercados é alto demais. (D) as compras à vista, feitas em supermercados, podem ser causa de grande arrependimento. (E) os produtos da cesta básica devem ser negligenciados nas compras feitas em supermercados. 2 No Texto I, da afirmação de que Não importa o grau de instrução, na dívida se é um iletrado. (l ), depreende-se que (A) a situação de inadimplência iguala os indivíduos. (B) as dívidas atingem apenas pessoas de alta instrução. (C) o grau de instrução do sujeito influencia o seu nível de endividamento. (D) os indivíduos instruídos não contraem dívidas. (E) os devedores são pessoas iletradas. 3 A regra de acentuação gráfica que se aplica à palavra em destaque no trecho Atravessar uma noite em claro, com medo das dívidas, queima (l. 4-5), retirado do Texto I, é a mesma que se encontra na palavra destacada na seguinte frase: (A) Explico que não há sol. (l. 2-3) (B) Tanto que ter crédito é mais importante do que ter grana. (l ) (C) Um irresponsável. (l. 30) (D) O devedor pede desculpa já no café da manhã. (l ) (E) O mês deveria ser semanal para diminuir o desastre. (l ) 4 No título do Texto I, a palavra queima apresenta sentido (A) literal (B) figurado (C) denotativo (D) indeterminado (E) gramatical 5 No trecho Ambos enrolam saldos bancários como terços de papel. (l. 9-10), a palavra destacada apresenta como referente uma expressão que (A) tem sentido possessivo no texto. (B) tem sentido indefinido no texto. (C) aparece antes dela no texto. (D) aparece depois dela no texto. (E) não pode ser identificada no texto. 2

3 6 No trecho Ele insiste, e entendo: o escuro queima. (l. 3), o uso da vírgula se justifica pelo(a) (A) fato de haver sujeitos diferentes para as orações que compõem o período. (B) fato de o sujeito da primeira oração ser um pronome pessoal. (C) destaque que se quer dar ao sujeito da primeira oração. (D) desejo do autor de expressar ênfase. (E) ideia de indeterminação contida na segunda oração. 7 No Texto I, se os verbos destacados em Jogo na Mega- -Sena e invento destinos para a bolada. (l ) forem passados para o futuro do pretérito do indicativo, o resultado será o seguinte período: (A) Jogarei na Mega-Sena e inventarei destinos para a bolada. (B) Jogaria na Mega-Sena e inventaria destinos para a bolada. (C) Joguei na Mega-Sena e inventei destinos para a bolada. (D) Jogara na Mega-Sena e inventara destinos para a bolada. (E) Jogasse na Mega-Sena e inventasse destinos para a bolada. TEXTO II 8 Considere o emprego das palavras destacadas, no trecho a seguir, retirado do Texto II: Ele revela a capacidade de tirar cloro da água, deter partículas sólidas e matar bactérias. (l ). As palavras destacadas são, quanto à classe gramatical, respectivamente, (A) substantivo e adjetivo (B) substantivo e substantivo (C) adjetivo e adjetivo (D) substantivo e advérbio (E) adjetivo e advérbio 9 O Inmetro unificou parâmetros de avaliação e obrigou os fabricantes a estamparem o resultado dos testes num selo que acompanha o produto. (l ). A que classe gramatical pertence a palavra destacada do Texto II? (A) Pronome relativo (B) Pronome indefinido (C) Pronome oblíquo (D) Conjunção integrante (E) Conjunção aditiva 10 Uma importante função do pronome é auxiliar na coesão do texto. A esse respeito, considere o emprego do pronome destacado em: Ele revela a capacidade de tirar cloro da água, deter partículas sólidas e matar bactérias. (l ) As novas maneiras de filtrar a água A função de filtrar a água parece ter-se tornado um mero detalhe diante das inovações dos novos filtros e purificadores de água. Há modelos com amplo ajuste de temperatura (de pouco mais de 6 graus Celsius até cerca de 100 graus Celsius), que adicionam sais minerais como cálcio e potássio e até tornam a água gaseificada antes de sair pela torneira. Com tanta variedade (são mais de 200 modelos), está cada vez mais difícil escolher um filtro. O que pode ajudar na escolha é o selo do Inmetro, o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial. O Inmetro unificou parâmetros de avaliação e obrigou os fabricantes a estamparem o resultado dos testes num selo que acompanha o produto. Ele revela a capacidade de tirar cloro da água, deter partículas sólidas e matar bactérias. [...] VIDA ÚTIL. As novas maneiras de filtrar a água. Época. n maio p.127. Adaptado. O referente do pronome destacado, nesse contexto, é (A) Inmetro (B) parâmetros (C) cloro (D) selo (E) produto RASCUNHO 3

4 MATEMÁTICA I 11 Quando em pleno funcionamento, a unidade de PET da PetroquímicaSuape terá capacidade para produzir 450 mil toneladas de resina PET por ano. Em média, quantos milhares de toneladas de resina PET serão produzidos por mês? (A) 37,5 (B) 39,0 (C) 42,5 (D) 43,5 (E) 45, Uma praça retangular tem 60 m de comprimento por 45 m de largura. Uma calçada de 2 m de largura será construída em todo o contorno da praça, como mostra o modelo acima. Qual será, em m 2, a área ocupada pela calçada? (A) 360 (B) 404 (C) 420 (D) 456 (E) No modelo acima, as distâncias representadas pelas letras M, N e P são, respectivamente, iguais a 8,4 m, 1,5 m e 4,1 m, e as distâncias correspondentes às letras Q e R são iguais. Qual é, em metros, a medida da distância R? (A) 1,2 (B) 1,3 (C) 1,4 (D) 1,5 (E) 1,6 13 O Complexo de Suape estrutura um crescimento em bases sólidas [...]. Adota, desde sua criação [...], uma política preventiva, construtiva e de compensação ambiental. Dos seus 13,5 mil hectares, 45% são destinados à preservação do meio ambiente. Disponível em: <http://www.suape.pe.gov.br/sustainability/environment.php>. Acesso em: 10 set Adaptado. De acordo com o texto, quantos hectares do Complexo de Suape são destinados à preservação do meio ambiente? (A) 607 (B) 725 (C) (D) (E) Em um almoxarifado, há duas pilhas, uma com quatro caixas e a outra, com três, como mostra a figura. As caixas são todas iguais. Se o volume da pilha 1 é 4,8 m 3, qual o volume, em m 3, da pilha 2? (A) 1,2 (B) 2,4 (C) 3,2 (D) 3,6 (E) 4,2 4

5 16 Em um porto, agentes de navegação pagam uma taxa de utilização da infraestrutura marítima de R$ 17,35 por contêiner, tanto na importação quanto na exportação. O valor, em reais, pago por um agente de navegação para embarcar 320 contêineres é de (A) 555,20 (B) 867,50 (C) 2.145,00 (D) 5.552,00 (E) 8.675,00 17 Em uma caixa, há 12 pacotes, e, em cada pacote, há 6 saquinhos de balas. O dono de uma venda comprou 4 dessas caixas. Quantos saquinhos de balas ele comprou? (A) 24 (B) 72 (C) 120 (D) 216 (E) Dona Maria foi ao banco pagar as contas de luz e de telefone. Pagou as duas contas com uma nota de 100 reais e recebeu R$ 32,50 de troco. Se o valor da conta de luz era R$ 35,80, qual era, em reais, o valor da conta de telefone? (A) 26,50 (B) 28,60 (C) 31,70 (D) 35,80 (E) 43,30 19 Para encerar uma área de 40 m 2, são gastos 500 ml de cera. Mantendo a mesma proporção, quantos ml de cera serão gastos para encerar uma área de 140 m 2? (A) (B) (C) (D) (E) RASCUNHO 20 Em uma loja de eletrodomésticos, um televisor que custava R$ 450,00 estava sendo vendido com 20% de desconto em uma promoção. Como as vendas não aumentaram, o gerente da loja resolveu oferecer 10% de abatimento sobre o preço da promoção. Qual passou a ser, após o segundo desconto, o preço desse televisor? (A) R$ 315,00 (B) R$ 324,00 (C) R$ 350,00 (D) R$ 372,00 (E) R$ 420,00 5

6 RACIOCÍNIO LÓGICO I 21 A figura mostra uma sequência de quadrados. Percorrendo essa sequência, da esquerda para a direita, é possível notar um padrão na evolução dos quadrados: fora o primeiro, que foi dado inicialmente, cada quadrado é obtido a partir do quadrado anterior, por meio de uma rotação de 90 graus, feita no sentido horário. Se o padrão apresentado for mantido, quais serão, respectivamente, os quadrados da sequência quando n = 87 e n = 97? (A) (D) (B) (E) (C) 22 João tornou-se sócio do Clube do Saber. Por isso, ele adquiriu o direito de cursar 7 minicursos sobre diferentes assuntos, cada um com duração de uma semana. Todos os minicursos são oferecidos em todas as semanas do ano, e João pode cursar até, no máximo, dois minicursos em uma mesma semana, exceto no mês de julho durante o qual, excepcionalmente, pode fazer até 3 minicursos em uma mesma semana. Para poder ficar mais com sua família, João fará o maior número possível de minicursos a cada semana. Entretanto, ele não abre mão de fazer todos os 7 minicursos aos quais tem direito. João decidiu cursar todos os 7 minicursos em julho, uma vez que o tempo que ele permanecerá no Clube do Saber, nesse caso, será, comparado ao tempo que ele permaneceria se iniciasse em setembro, menor em (A) 25% (B) 27,5% (C) 50% (D) 66,7% (E) 75% 6

7 23 A figura mostra uma sala na qual há 16 cadeiras dispostas em 4 colunas e 4 linhas. As linhas e as colunas foram numeradas, de 1 até 4. A cadeira que está na linha i e coluna j é representada por c ij. Na sala, as pessoas que ocupam as cadeiras c ij e c ji usam camisas da mesma cor. A figura também destaca quatro pessoas que estão sentadas em uma das diagonais da sala. Se as pessoas que estão sentadas nas cadeiras c 23 e c 14 usam camisas da mesma cor, então tem-se que (A) as pessoas sentadas nas cadeiras c 32 e c 41 possuem camisas com cores diferentes. (B) as pessoas sentadas nas cadeiras c 23 e c 41 possuem camisas com cores diferentes. (C) as quatro pessoas destacadas na figura estão usando camisas da mesma cor. (D) apenas duas pessoas estão usando camisas com uma mesma cor. (E) as quatro pessoas sentadas nas cadeiras c 11, c 22, c 33 e c 44 usam camisas de mesma cor. 24 Em uma cidade, todos os carros econômicos possuem motores com baixa potência. Alguns carros econômicos dessa cidade são confortáveis. Portanto, nessa cidade, (A) todo carro com motor de alta potência é confortável. (B) todo carro com motor de baixa potência é confortável. (C) apenas os carros confortáveis são econômicos. (D) apenas carros confortáveis podem ter motor com baixa potência. (E) alguns carros confortáveis possuem motor com baixa potência. 25 Na cidade de Maria, as cigarras cantam em uma terça-feira toda vez que, e apenas quando, chove no final de semana anterior. Toda vez que as cigarras cantam em um dia de chuva, Maria se lembra de sua avó. Se, ao final de uma terça-feira, Maria não se lembrou de sua avó, então (A) não choveu naquela terça-feira. (B) não choveu no final de semana anterior àquela terça-feira. (C) não choveu naquela terça-feira, nem no final de semana anterior a ela. (D) não choveu naquela terça-feira, ou não choveu no final de semana anterior a ela. (E) não choveu naquela terça-feira porque choveu no final de semana anterior a ela. 7

8 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 26 As práticas motivacionais compreendem todos os tipos de incentivos e recompensas que as organizações oferecem aos seus colaboradores. Quando um gestor decide pelo enriquecimento de cargos, significa que ele está (A) aumentando o salário dos que ocupam determinados cargos. (B) promovendo o recrutamento interno a cargos mais sofisticados. (C) oferecendo, como incentivo, viagens aos cargos de linha gerencial. (D) atraindo pessoas de outras empresas que se interessem pelo novo salário do cargo. (E) atribuindo poderes e maior responsabilidade aos cargos existentes na empresa, o que cria condições de desafio e de satisfação. 27 Liderança carismática, inspiradora ou transformadora são nomes de estilo usados pelos líderes que oferecem como recompensa a própria realização da tarefa, oferecendo recompensas que afetam as emoções de seus seguidores. É recompensa que tem fundo carismático a(o) (A) dispensa por hora extra trabalhada (B) satisfação intrínseca por participação em processo decisório (C) promessa de participação em novas oportunidades mais bem remuneradas (D) aumento salarial (E) prêmio por desempenho 28 Todo cuidado deve ser dedicado para que não ocorra perda de informações entre componentes de uma equipe. Quando uma informação não chega a um receptor que possa avaliá-la, trata-se do fator crítico de desempenho de grupo de (A) sinergia (B) confiança (C) organização (D) comunicação (E) clareza de objetivos 29 Todas as formas de comunicação estão sujeitas a dificuldades que comprometem a transmissão, recepção e interpretação. Do lado do receptor, configura-se como dificuldade mais comum a (A) falta de disposição para falar (B) desatenção por falta de concentração (C) preparação de mensagem com codificação incorreta (D) sobrecarga de conteúdo a ser incluído na mensagem (E) sensação de inferioridade em relação ao destinatário da mensagem 30 O processo de controle aplica-se a toda a organização. Todos os aspectos do desempenho de uma organização devem ser monitorados e avaliados. Por exemplo, na execução de um orçamento, é importante saber quanto foi gasto e quanto ainda está disponível. Esse processo de controle é uma ação associada à característica de (A) rapidez (B) precisão (C) recompensa (D) ênfase na exceção (E) desempenho global de seus recursos humanos 31 O documento que tem a função de emitir orientação, informando e possibilitando o controle de serviços a serem executados, é a (A) ata (B) circular (C) ordem de serviço (D) nota promissória (E) lista de produção 32 Um livro de registro da correspondência de uma empresa que registra a saída ou entrada de objetos é um tipo de (A) protocolo (B) comunicado (C) livro de atas (D) livro de encomendas (E) caderno de assinaturas 33 As comunicações do Poder Público seguem as premissas da Redação Oficial, principalmente quanto à qualidade textual. Em uma comunicação, uma pessoa redigiu: O gerente do analista financeiro que viajou ontem desconhece os problemas técnicos da empresa. Nessa passagem, não ficou claro quem viajou. A passagem apresenta o problema da (A) ambiguidade (B) cacofonia (C) prolixidade (D) redundância (E) eco 34 A corrente que reconhece o princípio da responsabilidade social revela o pensamento de que (A) a responsabilidade pelos problemas da sociedade é do governo e dos cidadãos. (B) o objetivo das organizações é maximizar o lucro dos acionistas. (C) o papel da empresa é preservar e aumentar a riqueza da sociedade. (D) as organizações são responsáveis perante seus acionistas apenas. (E) as empresas têm pouca ou até mesmo nenhuma responsabilidade perante os problemas da sociedade. 8

9 35 Quando um gerente pede a todas as pessoas em níveis inferiores de seu departamento que enviem diretamente a ele sugestões a respeito de determinado assunto, tem-se o seguinte fluxo de direção de comunicação: (A) para baixo, depois para cima (B) para baixo, depois lateral (C) para cima, depois para baixo (D) lateral, depois para cima (E) lateral, depois para baixo 36 Para elaborar um formulário, são necessários conhecimentos técnicos e informações referentes a conteúdo. A representação visual da marca que identifica a empresa, colocada no canto superior esquerdo, é o (A) título (B) layout (C) logotipo (D) margeamento (E) mapa do documento 37 Formulário é um documento no qual são preenchidos dados e informações, e que permite a formalização das comunicações, o registro e o controle das atividades das empresas. A esse respeito, considere as afirmativas abaixo. I - Formulários planos são aqueles destinados ao registro de dados analíticos e, geralmente, são produzidos pelo sistema offset. II - Formulários contínuos, que são confeccionados para serem utilizados em impressoras, possuem serrilha e furos de tração. III - Formulários eletrônicos são disponibilizados pelas empresas na internet para facilitar a comunicação entre elas e seus clientes. IV - O papel autocopiativo é um papel utilizado na capa de formulários, geralmente visto em embalagem de presentes. Estão corretas as afirmativas: (A) I e II, apenas. (B) I e III, apenas. (C) II e IV, apenas. (D) I, II e III, apenas. (E) I, II, III e IV. 38 O manual administrativo, que detalha todas as funções de determinado grupo funcional de uma empresa, descrevendo as tarefas e a forma como devem ser realizadas, é o manual (A) de organização (B) de políticas e diretrizes (C) de normas e procedimentos (D) de instruções especializadas (E) do empregado 39 Fluxograma é uma técnica de representação gráfica, em que são utilizados símbolos que permitem a descrição clara e precisa da sequência de um processo. Considere-se o seguinte símbolo: No fluxograma vertical, esse símbolo se refere a (A) espera (B) arquivo (C) controle (D) operação (E) transporte 40 O fluxograma tem como principal objetivo padronizar a representação dos métodos e dos procedimentos administrativos, possibilitando a proposição de modificações visando à melhoria do processo. Os principais tipos de fluxograma são o vertical, o descritivo e o global ou de colunas. A esse respeito, considere as afirmativas abaixo. I - O fl uxograma vertical, como o próprio nome indica, é formado de colunas verticais; em cada coluna, são colocados os símbolos convencionais de operação, transporte, arquivamento, demora e inspeção. II - A elaboração do fl uxograma descritivo é feita como se estivesse escrevendo, mas utilizando também símbolos que permitem a descrição do fl uxo do processo de maneira mais clara e precisa, bem como são capazes de representar as áreas e atividades envolvidas no processo. III - O fl uxograma global ou de colunas possibilita uma melhor visão da interdependência de todas as atividades executadas pelas áreas envolvidas no processo em estudo, pois os órgãos aparecerem no topo das colunas, na sequência do processo. É correto APENAS o que se afirma em (A) I (B) II (C) III (D) I e II (E) I, II e III 41 O plano em níveis mais baixos da organização, que especifica atividades e recursos necessários para a realização de qualquer espécie de objetivos, é chamado de plano (A) tático (B) funcional (C) estratégico (D) operacional (E) organizacional 9

10 42 A abordagem da administração de materiais pode ser estudada sob a ótica de três áreas igualmente importantes, que são: (A) gestão de compras, parcerias estratégicas, gestão de recursos humanos (B) gestão de compras, gestão de estoques, gestão dos centros de distribuição (C) gestão de estoques, gestão de recursos humanos, parcerias estratégicas (D) gestão de centros de distribuição, gestão de recursos humanos, parcerias estratégicas (E) parcerias estratégicas, gestão de compras, gestão de estoques 43 Uma ação é moralmente correta para uma pessoa em determinada situação, se e somente se a razão dessa pessoa para tal ação for a razão que essa mesma pessoa desejaria que outras tivessem ao agir em qualquer situação semelhante. A avaliação do comportamento de pessoas e empresas se prende a que campo de conhecimento? (A) Ética (B) Logística (C) Formalidade (D) Organização (E) Mercadologia 44 Investimento no complexo de Suape Investimento na planta situada no Complexo de Suape será de R$ 65 milhões. A primeira etapa já vai receber R$ 35 milhões e será responsável por dobrar a produção. O vice-presidente executivo da Impsa, José Luis Menghini, adianta que o investimento será realizado com recursos próprios. Hoje produzimos uma média de oito aerogeradores por semana e, depois da expansão, teremos condição de fazer de dez a doze por semana, compara. Com isso, a produção anualizada poderá passar de 300 para 500 unidades. O aporte na unidade pernambucana está alinhado com o crescimento do mercado de energia eólica no Brasil. JORNAL DO COMMERCIO, Rio de Janeiro: Diários Associados, 20 ago Adaptado. O investimento citado acima possibilitará a aquisição de equipamentos sofisticados que garantem uma maior (A) logística (B) fluxogramação (C) produtividade (D) divisão do trabalho (E) amplitude de controle 45 Na Administração Moderna, os termos eficiência e eficácia vêm ganhando importância nas decisões das empresas, pois ajudam no controle de metas e produtividade. Os quadros abaixo mostram os resultados de 2 anos auferidos por uma empresa de pequeno porte. ANO 2010 Empresa Funcionários Produção realizada Produção planejada X Y ANO 2011 Empresa Funcionários Produção realizada Produção planejada X Y Considerando-se os resultados apresentados, tem-se que, no ano de (A) 2010, a empresa X foi mais eficiente do que a empresa Y. (B) 2010, a empresa Y foi mais eficiente do que ela mesma foi, no ano posterior. (C) 2010, ambas empresas foram eficazes em suas metas. (D) 2011, a empresa Y foi eficaz quanto às suas metas. (E) 2011, a empresa Y foi mais eficiente do que ela mesma foi, no ano anterior. 46 Na suíte Microsoft Office 2003, a opção Tabela é inclusa como padrão no menu dos seguintes aplicativos: (A) Access, Excel e PowerPoint (B) InfoPath, Publisher e Word (C) PowerPoint, Excel e Word (D) Publisher, Excel e Access (E) Word, PowerPoint e Publisher 47 Disponível para configuração na pasta Painel de controle do sistema operacional Windows XP, a ferramenta que ajuda a proteger o PC (Personal Computer) de invasões durante as conexões à internet é denominada (A) Firewall do Windows (B) Conexões de rede (C) Configuração de Rede (D) Opções de acessibilidade (E) Opções da Internet 10

11 48 Nos incêndios em líquidos combustíveis e/ou inflamáveis, tais como gasolina, álcool, óleos, nafta, dentre outros, o agente extintor de incêndio mais apropriado para combate ao fogo é a(o) (A) água (B) areia (C) espuma (D) pó químico seco (E) dióxido de carbono 49 Devem ser adotadas cores para a segurança em estabelecimentos ou locais de trabalho, a fim de indicar e advertir acerca dos riscos existentes. A cor que caracteriza a segurança é o (A) amarelo (B) azul (C) preto (D) verde (E) vermelho 50 Em uma determinada empresa, o supervisor de produção Antônio chama o operador Carlos para realizar uma determinada tarefa. Nessa tarefa, existe a possibilidade de acidente nas mãos, pois a máquina em que será realizada a tarefa não dispõe de proteção para a serra. Antônio instrui Carlos sobre como realizar a tarefa de forma segura para evitar acidente. Ao iniciar a realização da tarefa, Carlos segue a orientação do seu supervisor, mas, com o passar do tempo, começa a fazer de sua própria maneira, não mais seguindo as instruções recebidas. Em um determinado momento, acidenta-se gravemente, tendo dois de seus dedos arrancados (amputados) pela serra da máquina. Carlos é socorrido por seus colegas de trabalho que o levam para o hospital, onde é atendido e operado. A respeito do caso descrito, considere as afirmativas abaixo. RASCUNHO I - Carlos cometeu um ato inseguro, pois não seguiu corretamente as orientações de seu supervisor. II - A lesão é considerada como incapacidade permanente parcial. III - Existia uma condição insegura que contribuiu diretamente para o acidente (serra desprotegida). IV - Este acidente não deve ser considerado como um acidente do trabalho, pois Carlos não seguiu as orientações de seu supervisor. São corretas as afirmações (A) I e II, apenas. (B) III e IV, apenas. (C) I, II e III, apenas. (D) II, III e IV, apenas. (E) I, II, III e IV. 11

TÉCNICO(A) DE CONTABILIDADE

TÉCNICO(A) DE CONTABILIDADE 03 PSP N o 1/2012 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 50 (cinquenta) questões objetivas, sem repetição ou falha,

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO. (FORMAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL) 2 a FASE

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO. (FORMAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL) 2 a FASE 10 EDITAL N o 02/2011 (FORMAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL) 2 a FASE 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ARQUIVOLOGIA) 2 a FASE

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ARQUIVOLOGIA) 2 a FASE 18 BNDES EDITAL N o N 02/2011 o 01/2012 - () 2 a FASE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 5 (cinco)

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO) 2 a FASE

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO) 2 a FASE 14 BNDES EDITAL N o N 02/2011 o 01/2012 - () 2 a FASE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 5 (cinco)

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO. FORMAÇÃO: ANÁLISE DE SISTEMAS - SUPORTE (2 a FASE)

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO. FORMAÇÃO: ANÁLISE DE SISTEMAS - SUPORTE (2 a FASE) 02 TARDE SETEMBRO / 2010 FORMAÇÃO: ANÁLISE DE SISTEMAS - SUPORTE (2 a FASE) LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este Caderno, com o enunciado das

Leia mais

O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - CIÊNCIAS CONTÁBEIS LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - CIÊNCIAS CONTÁBEIS LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 04 NOVEMBRO / 2009 O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - CIÊNCIAS CONTÁBEIS (2 a FASE) LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material:

Leia mais

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Caderno de Provas MATEMÁTICA Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Use apenas caneta esferográfica azul ou preta. Escreva o seu nome completo e o número do seu

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO. (FORMAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO) 2 a FASE

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO. (FORMAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO) 2 a FASE 7 EDITAL N o 02/2011 (FORMAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO) 2 a FASE 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 5 (cinco)

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ANÁLISE DE SISTEMAS - SUPORTE) 2 a FASE

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ANÁLISE DE SISTEMAS - SUPORTE) 2 a FASE 16 BNDES EDITAL N o N 02/2011 o 01/2012 - () 2 a FASE 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 5 (cinco)

Leia mais

PUC - Rio - 2012 Rio VESTIBULAR 2012 PROVAS DISCURSIVAS DE HISTÓRIA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

PUC - Rio - 2012 Rio VESTIBULAR 2012 PROVAS DISCURSIVAS DE HISTÓRIA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. PUC - Rio - 2012 Rio VESTIBULAR 2012 PROVAS DISCURSIVAS DE HISTÓRIA 2 o DIA MANHÃ GRUPO 2 Novembro / 2011 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este

Leia mais

Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I SISTEMA FINANCEIRO LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I SISTEMA FINANCEIRO LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 9 EDITAL N o 04/2013 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - O candidato recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 8 (oito) questões discursivas, sem

Leia mais

ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO

ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO 3 CEFET LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - O candidato recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com o enunciado das 40 (quarenta) questões objetivas, sem repetição ou

Leia mais

E P E ADVOGADO ÁREA JURÍDICA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

E P E ADVOGADO ÁREA JURÍDICA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 E P E ADVOGADO ÁREA JURÍDICA EDITAL N o 001/2012 - EPE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este caderno, com os enunciados das 50 (cinquenta) questões

Leia mais

Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I GESTÃO DA QUALIDADE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I GESTÃO DA QUALIDADE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 7 EDITAL N o 04/2013 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - O candidato recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 8 (oito) questões discursivas, sem

Leia mais

LIQUIGÁS LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

LIQUIGÁS LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 13 LIQUIGÁS EDITAL N o 1, LIQUIGÁS PSP - 01/2013 Conhecimentos Básicos para oa Cargos 4 a 13 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES,

Leia mais

Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA

Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA Processo Seletivo 2015-1 RV Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES 1 - A duração da prova é de 3 horas, já incluído o tempo de preenchimento do cartão de respostas e

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO REMUNERADO EM CIÊNCIAS

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO - EDITAL 01/2008

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO - EDITAL 01/2008 JUNHO/2008 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO - EDITAL 01/2008 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das Provas

Leia mais

AJUDANTE DE CARGA / DESCARGA I

AJUDANTE DE CARGA / DESCARGA I 01 LIQUIGÁS EDITAL N o 1, LIQUIGÁS PSP - 02/12 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este caderno, com o enunciado das 30 (trinta) questões objetivas,

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 -

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 - CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 - ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AOS SEGUINTES CARGOS: Auxiliar de Mecânico

Leia mais

UNIOESTE -Universidade Estadual do Oeste do Paraná 2º PSS - PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO NÍVEL SUPERIOR

UNIOESTE -Universidade Estadual do Oeste do Paraná 2º PSS - PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO NÍVEL SUPERIOR UNIOESTE -Universidade Estadual do Oeste do Paraná 2º PSS - PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO NÍVEL SUPERIOR Candidato: inscrição - nome do candidato Opção: código - nome / turno - cidade Local de Prova:

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL GABARITO 4 PROVA ROSA SETEMBRO 2005 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE UBAÍ EDITAL 1/2013

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE UBAÍ EDITAL 1/2013 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE UBAÍ EDITAL 1/2013 ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AO SEGUINTE CARGO: Auxiliar de Serviços Gerais I PROVAS DE

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL SETEMBRO 005 ALMOXARIFE e CONTROLADOR OLADOR DE PRODUÇÃO 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado

Leia mais

CARGOS DE CLASSE D TÉCNICO DE ELETRÔNICA E TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA: ELETRÔNICA

CARGOS DE CLASSE D TÉCNICO DE ELETRÔNICA E TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA: ELETRÔNICA 7 CEFET CARGOS DE CLASSE D TÉCNICO DE ELETRÔNICA E TÉCNICO DE LABORATÓRIO LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - O candidato recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com

Leia mais

Teste de Habilidade Específica - THE

Teste de Habilidade Específica - THE LEIA COM ATENÇÃO 1. Só abra este caderno após ler todas as instruções e quando for autorizado pelos fiscais da sala. 2. Preencha os dados pessoais. 3. Autorizado o inicio da prova, verifique se este caderno

Leia mais

CURSO de CIÊNCIAS CONTÁBEIS - Gabarito

CURSO de CIÊNCIAS CONTÁBEIS - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2006 e 1 o semestre letivo de 2007 CURSO de CIÊNCIAS CONTÁBEIS - Gabarito INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Verifique se este caderno contém:

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO REPARTIMENTO CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 09 de fevereiro de 2014 NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO AGENTE FISCAL, CONTÍNUO, ELETRICISTA DE PRÉDIOS E DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO,

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 12014

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 12014 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 12014 ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AOS SEGUINTES CARGOS: Auxiliar de Serviços

Leia mais

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES O BANCO DO DESENVOLVIMENTO DE TODOS OS BRASILEIROS BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES JANEIRO / 2008 PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL Cargo: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

NÍVEL FUNDAMENTAL Cargo: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ESTADO DO PARÁ MUNICÍPIO DE CURUÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ - CONCURSO PÚBLICO - Edital N.º 001/2009 REALIZAÇÃO DA PROVA OBJETIVA: 23 de Agosto de 2009 NÍVEL FUNDAMENTAL Cargo: AGENTE COMUNITÁRIO DE

Leia mais

Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas. Nível Fundamental Incompleto. Águas e Esgoto. 22.01.2012 - Tarde

Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas. Nível Fundamental Incompleto. Águas e Esgoto. 22.01.2012 - Tarde Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas Nível Fundamental Incompleto Águas e Esgoto 22.01.2012 - Tarde LÍNGUA PORTUGUESA AJUDANTE / AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS / OPERADOR DE BOMBAS 22.01

Leia mais

Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto

Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto 15.01.2012 - TARDE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO FALTA PEDREIRO Superinteressante São Paulo, Abril, n. 280 Falta pedreiro, estão reclamando os mestres

Leia mais

Mensagem do Administrador

Mensagem do Administrador Educação Financeira Índice 1. Mensagem do administrador... 01 2. O Cartão de crédito... 02 3. Conhecendo sua fatura... 03 4. Até quanto gastar com seu cartão... 07 5. Educação financeira... 08 6. Dicas

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 739 /1.ª Chamada 1.ª Fase / 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Recupere a saúde financeira e garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Objetivo geral Disseminar conhecimento financeiro e previdenciário dentro e fora da SP-PREVCOM buscando contribuir

Leia mais

TÉCNICO(A) DE CONTABILIDADE JÚNIOR

TÉCNICO(A) DE CONTABILIDADE JÚNIOR 34 EDITAL N o 1 PETROBRAS / PSP RH - 1/2012 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 60 (sessenta) questões objetivas,

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL 17 CASA DA MOEDA DO BRASIL TÉCNICO INDUSTRIAL PROJETOS MECÂNICOS LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N o 01/2012 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este caderno,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: MONITOR DE INCLUSÃO DIGITAL CADERNO DE PROVAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: MONITOR DE INCLUSÃO DIGITAL CADERNO DE PROVAS CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

GRUPO A CATEGORIAS: NÍVEL BÁSICO I

GRUPO A CATEGORIAS: NÍVEL BÁSICO I GRUPO A CATEGORIAS: NÍVEL BÁSICO I 01 MAIO / 2008 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este caderno, com o enunciado das 40 questões das Provas Objetivas,

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 12014

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 12014 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE FRUTA DE LEITE / MG - EDITAL 1014 ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AOS SEGUINTES CARGOS: Agente Comunitário

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE PSICOLOGIA) 2 a FASE

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE PSICOLOGIA) 2 a FASE 25 BNDES EDITAL EDITAL N N o 02/2011 o 01/2012 - () 2 a FASE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 5

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S C ONCURSO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE SETE LAGOAS MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 1 CARGO: AUX. SERVIÇOS/ARMADOR AUX. SERVIÇOS/LAVADOR DE AUTOS AUXILIAR DE SERVIÇOS AUX. OPERACIONAL

Leia mais

O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - ADMINISTRAÇÃO LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - ADMINISTRAÇÃO LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 NOVEMBRO / 2009 O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - ADMINISTRAÇÃO (2 a FASE) LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a)

Leia mais

PROCESSO SELETIVO CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE 2013. Nome do candidato: RG

PROCESSO SELETIVO CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE 2013. Nome do candidato: RG UNIDADE SENAI PROCESSO SELETIVO CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE 2013 Nome do candidato: RG LEIA ATENTAMENTE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES: 1. Você receberá do fiscal o material abaixo: a) Este CADERNO DE QUESTÕES,

Leia mais

A Estação da Evolução

A Estação da Evolução Microsoft Excel 2010, o que é isto? Micorsoft Excel é um programa do tipo planilha eletrônica. As planilhas eletrônicas são utilizadas pelas empresas pra a construção e controle onde a função principal

Leia mais

PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL

PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL Ordem dos Advogados do Brasil VI EXAME DE ORDEM UNIFICADO DIREITO TRIBUTÁRIO PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL Leia com atenção as instruções a seguir: Você está recebendo do fiscal de sala, além deste caderno

Leia mais

AJUDANTE DE MOTORISTA GRANEL I

AJUDANTE DE MOTORISTA GRANEL I 06 LIQUIGÁS EDITAL N o 1, LIQUIGÁS PSP - 02/2012 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este caderno, com o enunciado das 30 (trinta) questões objetivas,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SENAI 02/2013 INTERNO

PROCESSO SELETIVO SENAI 02/2013 INTERNO PROCESSO SELETIVO 02/2013 INTERNO O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional da Paraíba, torna pública a realização do Processo Seletivo Nº 02/2013 INTERNO destinado a selecionar

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO PREFEITURA MUNICIPAL DE CANAÃ DOS CARAJÁS CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 13 de abril de 2014 NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO AGENTE DE SERVIÇOS DE ARTÍFICE DE MANUTENÇÃO, AGENTE DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA

Leia mais

Ajudante Geral TIPO 2 VERDE. Prefeitura do Município de Osasco. Concurso Público 2014. Prova escrita objetiva Nível Fundamental incompleto

Ajudante Geral TIPO 2 VERDE. Prefeitura do Município de Osasco. Concurso Público 2014. Prova escrita objetiva Nível Fundamental incompleto Prefeitura do Município de Osasco Concurso Público 04 Prova escrita objetiva Nível Fundamental incompleto Ajudante Geral TIPO VERDE Informações Gerais. Você receberá do fiscal de sala: a) este caderno

Leia mais

PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL

PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL Ordem dos Advogados do Brasil V EXAME DE ORDEM UNIFICADO DIREITO EMPRESARIAL PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL Leia com atenção as instruções a seguir: Você está recebendo do fiscal de sala, além deste caderno

Leia mais

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 Caderno de Provas GESTÃO DE COOPERATIVAS E AGRONEGÓCIOS Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Use apenas caneta esferográfica azul ou preta. Escreva o

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Introdução Aula 03: Pacote Microsoft Office 2007 O Pacote Microsoft Office é um conjunto de aplicativos composto, principalmente, pelos

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL GABARITO 1 PROVA AMARELA SETEMBRO 2005 AJUDANTE, ANTE, AUXILIAR DE PRODUÇÃO/ARMAZEN ODUÇÃO/ARMAZENAGEM, OPERADOR DE 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE

Leia mais

AGENTE DE SEGURANÇA - FEMININO AGENTE DE SEGURANÇA - MASCULINO

AGENTE DE SEGURANÇA - FEMININO AGENTE DE SEGURANÇA - MASCULINO 01 DEZEMBRO / 2009 AGENTE DE SEGURANÇA - FEMININO AGENTE DE SEGURANÇA - MASCULINO BOMBEIRO O DE INCÊNDIO OPERADOR DE UTILIDADES / CALDEIRA OPERADOR DE UTILIDADES / HIDRÁULICA 01 - Você recebeu do fiscal

Leia mais

Concurso Público IFSULDEMINAS 2015. Prova Prática. Tecnólogo / Área Informática. NãO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova

Concurso Público IFSULDEMINAS 2015. Prova Prática. Tecnólogo / Área Informática. NãO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova Concurso Público IFSULDEMINAS 2015 Prova Prática Tecnólogo / Área Informática NãO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova PROVA PRÁTICA - TECNÓLOGO / ÁREA INFORMÁTICA INSTRUÇÕES 1- Utilize

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ANÁLISE DE SISTEMAS - DESENVOLVIMENTO) 2 a FASE

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ANÁLISE DE SISTEMAS - DESENVOLVIMENTO) 2 a FASE 15 BNDES EDITAL EDITAL N N o 02/2011 o 01/2012 - () 2 a FASE 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 5

Leia mais

física EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014

física EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014 EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014 física Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Física. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Leia mais

Manual Prático do Usuário

Manual Prático do Usuário Página 12 Saiba mais Em quanto tempo seu cliente recebe o produto Como é emitida a Nota fiscal e recolhido os impostos Pergunte ao Suporte Todos os pedidos serão enviados em até 24 horas úteis, após a

Leia mais

Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos ENGEMHARIA CADERNO: 2 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES AGENDA

Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos ENGEMHARIA CADERNO: 2 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES AGENDA ENGEMHARIA Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES CADERNO: 2 AGENDA 1 - A duração da prova é de 3 (três) horas, já incluído o tempo de preenchimento do

Leia mais

SUPERENDIVIDAMENTO. Saiba planejar seus gastos e evite dívidas.

SUPERENDIVIDAMENTO. Saiba planejar seus gastos e evite dívidas. SUPERENDIVIDAMENTO Saiba planejar seus gastos e evite dívidas. Nos últimos anos, houve um crescimento significativo de endividados no Brasil. A expansão da oferta de crédito e a falta de controle do orçamento

Leia mais

Bom Crédito. Lembre-se de que crédito é dinheiro. Passos

Bom Crédito. Lembre-se de que crédito é dinheiro. Passos Bom Crédito Lembre-se de que crédito é dinheiro É. Benjamin Franklin, Político Americano e inventor quase impossível passar a vida sem pedir dinheiro emprestado. Seja algo básico como usar um cartão de

Leia mais

Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA CADERNO: 1 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES AGENDA

Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos ENGENHARIA CADERNO: 1 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES AGENDA ENGENHARIA Processo Seletivo 2016-1 Vestibular de Acesso aos Cursos LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES CADERNO: 1 AGENDA 1 - A duração da prova é de 3 (três) horas, já incluído o tempo de preenchimento do

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S C ONCURSO PÚBLICO 03 / JUNHO / 2012 CÂMARA MUNICIPAL DE ITURAMA MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 7 CARGOS: AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS RECEPCIONISTA E TELEFONISTA PROVAS: PORTUGUÊS MATEMÁTICA

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL SETEMBRO 2005 ANALIST ALISTA A DE NÍVEL SUPERIOR/SUPRIMENTOS OS 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL SETEMBRO 200 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das Provas Objetivas, sem repetição

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO 2016.2 UNICE - ENSINO SUPERIOR

MANUAL DO CANDIDATO 2016.2 UNICE - ENSINO SUPERIOR MANUAL DO CANDIDATO 2016.2 UNICE - ENSINO SUPERIOR 1. DA VALIDADE O Vestibular, anunciado neste Manual, é válido para admissão nos cursos de Graduação da Faculdade de Ciências Tecnológicas de Fortaleza

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ MANUAL DO CANDIDATO Concurso Público n.º 01/2015 Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ Orientações e Instruções para a Realização das Provas 1. Do horário de comparecimento para a realização das

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL SETEMBRO 2005 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das Provas Objetivas, sem

Leia mais

REDE DE ENSINO LFG. Leia com atenção as instruções a seguir: A força do Direito deve superar o direito da força

REDE DE ENSINO LFG. Leia com atenção as instruções a seguir: A força do Direito deve superar o direito da força REDE DE ENSINO LFG Simulado Exame de Ordem 2010.3 Coordenação Pedagógica OAB Marco Antonio Araujo Junior Darlan Barroso Leia com atenção as instruções a seguir: 1. Você está recebendo do fiscal de sala,

Leia mais

UNIVERSIDADE POSITIVO (UP) DEPARTAMENTO DE PROCESSOS SELETIVOS (DPS) EDITAL N o 372 de 07/10/2015 Vagas remanescentes

UNIVERSIDADE POSITIVO (UP) DEPARTAMENTO DE PROCESSOS SELETIVOS (DPS) EDITAL N o 372 de 07/10/2015 Vagas remanescentes UNIVERSIDADE POSITIVO (UP) DEPARTAMENTO DE PROCESSOS SELETIVOS (DPS) COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO CPS VESTIBULAR 2016 DIA FIXO 21/11/2015 (P4a) MODALIDADE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA FORMATO DE OFERTA: SEMIPRESENCIAL

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL 24 CASA DA MOEDA DO BRASIL ANALISTA DA CMB ECONOMIA E FINANÇAS PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N o 01/2012 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este caderno,

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul GESTÃO FINANCEIRA para ficar no azul índice 03 Introdução 04 Capítulo 1 O que é gestão financeira? 06 Capítulo 2 Gestão financeira e tomada de decisões 11 13 18 Capítulo 3 Como projetar seu fluxo financeiro

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL GABARITO 1 PROVA AMARELA SETEMBRO 2005 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das

Leia mais

Antes da compra, defina a marca, o modelo e faça uma pesquisa de preços.

Antes da compra, defina a marca, o modelo e faça uma pesquisa de preços. Antes da compra, defina a marca, o modelo e faça uma pesquisa de preços. Considere também a qualidade do produto e as reais necessidades da pessoa que será presenteada. Nem sempre aparelhos mais sofisticados

Leia mais

Matemática Financeira II

Matemática Financeira II Módulo 3 Matemática Financeira II Para início de conversa... Notícias como essas são encontradas em jornais com bastante frequência atualmente. Essas situações de aumentos e outras como financiamentos

Leia mais

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO As Empresas e os Sistemas Problemas locais - impacto no sistema total. Empresas como subsistemas de um sistema maior. Uma empresa excede a soma de

Leia mais

EXAME DISCURSIVO 2ª fase

EXAME DISCURSIVO 2ª fase EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014 MATEMÁTICA Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Matemática. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais, Auxiliar de Serviços Urbanos e Vigia

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais, Auxiliar de Serviços Urbanos e Vigia CONCURSO PÚBLICO - EDITAL N.º 002/2011 PREFEITURA MUNICIPAL DE BREVES PROVA OBJETIVA: 15 de janeiro de 2012 NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais, Auxiliar de Serviços Urbanos

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL SETEMBRO 2005 ANALIST ALISTA A DE NÍVEL SUPERIOR/TREINAMENT AMENTO 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o

Leia mais

Prova Final de Matemática

Prova Final de Matemática PROVA FINAL DO 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO Matemática/Prova 62/2.ª Chamada/2013 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ESTUDANTE Nome completo Documento de identificação CC n.º ou BI n.º

Leia mais

ARMADOR DE FERRO, CARPINTEIRO DE FORMAS, ENCANADOR, PEDREIRO E PINTOR PREDIAL

ARMADOR DE FERRO, CARPINTEIRO DE FORMAS, ENCANADOR, PEDREIRO E PINTOR PREDIAL JULHO/2007 ARMADOR DE FERRO, CARPINTEIRO DE FORMAS, ENCANADOR, LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ CONCURSO PÚBLICO. PROVA OBJETIVA: 22 de setembro de 2013 NÍVEL ALFABETIZADO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ CONCURSO PÚBLICO. PROVA OBJETIVA: 22 de setembro de 2013 NÍVEL ALFABETIZADO PREFEITURA MUNICIPAL DE CURUÁ CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 22 de setembro de 2013 NÍVEL ALFABETIZADO CARGO: AGENTE DE LIMPEZAS PÚBLICAS, OPERADOR DE MÁQUINA, SERVENTE, VIGIA Nome do Candidato: Nº de

Leia mais

Word e Excel. Marque Certo ou Errado

Word e Excel. Marque Certo ou Errado A figura acima mostra uma janela do Word 2002, com um texto em processo de edição. Nesse texto, a expressão União Européia é o único trecho formatado como negrito e a palavra continente está selecionada.

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA Armando Leite Ferreira Carlos Alberto Würth Teixeira CATALOGAÇÃO NA FONTE DO DEPARTAMENTO NACIONAL DO LIVRO F383m Ferreira, Armando Leite, Matemática financeira / Armando Leite Ferreira,

Leia mais

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM Caderno de Questões PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM realização S25 - Médico Veterinário AT E N Ç Ã O 1. O caderno de questões contém 40 questões de múltipla-escolha, conforme distribuição abaixo,

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL SETEMBRO 200 ANALIST ALISTA A DE NÍVEL SUPERIOR/VENDAS 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das

Leia mais

Aviso Legal...6. Sobre o autor... 7. Prefácio... 8. 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11. 2. Importação Seus Mistérios...

Aviso Legal...6. Sobre o autor... 7. Prefácio... 8. 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11. 2. Importação Seus Mistérios... Conteúdo Aviso Legal...6 Sobre o autor... 7 Prefácio... 8 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11 2. Importação Seus Mistérios... 14 2.1 Importar é Legal?... 15 2.2 Por Que Importar?... 15 2.3

Leia mais

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO. PROVA ESCRITA OBJETIVA CARGO: PROFESSOR CLASSE SL (MATEMÁTICA) DATA: 20/01/2013 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí)

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO. PROVA ESCRITA OBJETIVA CARGO: PROFESSOR CLASSE SL (MATEMÁTICA) DATA: 20/01/2013 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí) NÚCLEO DE CONCURSOS E PROMOÇÃO DE EVENTOS NUCEPE PROCESSO SELETIVO SEDUC/PI - 2012 FOLHA DE ANOTAÇÃO DO GABARITO - ATENÇÃO: Esta parte somente deverá ser destacada pelo fiscal da sala, após o término da

Leia mais

E P E ANALISTA DE PESQUISA ENERGÉTICA MEIO AMBIENTE / RECURSOS HÍDRICOS LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

E P E ANALISTA DE PESQUISA ENERGÉTICA MEIO AMBIENTE / RECURSOS HÍDRICOS LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 13 E P E MEIO AMBIENTE / RECURSOS HÍDRICOS EDITAL N o 001/2012 - EPE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este caderno, com os enunciados das 50 (cinquenta)

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S CONCURSO PÚBLICO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 3 ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMAS/ÁREA III (SUPORTE TÉCNICO) PROVA: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Leia mais

Oficina Porcentagem e Juros

Oficina Porcentagem e Juros Oficina Porcentagem e Juros Esta oficina está dividida em duas partes. A primeira consiste em uma revisão do conceito de porcentagem. Na segunda parte, os alunos deverão aplicar os conceitos vistos na

Leia mais

Caderno de Prova MARQUE ASSIM NÃO MARQUE ASSIM. Pedofilia é crime, denuncie.

Caderno de Prova MARQUE ASSIM NÃO MARQUE ASSIM. Pedofilia é crime, denuncie. Edital de Abertura do Concurso Público Caema - MA n o 01/2014 Auxiliar de Serviços e Obras de Saneamento Caderno de Prova LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO Prezado(a) Candidato(a), 1. Ao receber este

Leia mais

Use bem o seu dinheiro

Use bem o seu dinheiro 1016323-6 - abr/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

Controle e uso de EPI s e Uniformes NIK 026

Controle e uso de EPI s e Uniformes NIK 026 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ESCOPO... 2 3. DEFINIÇÕES... 2 3.1. EPI S... 2 3.2 UNIFORMES... 2 3.3 FICHA DE CONTROLE DE EPI S E UNIFORMES... 2 3.4 GESTORES... 2 3.5 ASSOCIADOS... 2 4. RESPONSABILIDADES...

Leia mais

SIMULADO 2ª FASE EXAME DE ORDEM DIREITO EMPRESARIAL CADERNO DE RASCUNHO

SIMULADO 2ª FASE EXAME DE ORDEM DIREITO EMPRESARIAL CADERNO DE RASCUNHO SIMULADO 2ª FASE EXAME DE ORDEM DIREITO EMPRESARIAL CADERNO DE RASCUNHO Leia com atenção as instruções a seguir: Você está recebendo do fiscal de sala, além deste caderno de rascunho contendo o enunciado

Leia mais

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA PROVA OBJETIVA PROCESSO SELETIVO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE Prezado candidato(a), você recebeu o seguinte material: - um caderno de questões contendo 30 (trinta) questões

Leia mais

Como ter mais dinheiro e mais tempo, segundo Gustavo Cerbasi e Christian Barbosa

Como ter mais dinheiro e mais tempo, segundo Gustavo Cerbasi e Christian Barbosa Seu Dinheiro Como ter mais dinheiro e mais tempo, segundo Gustavo Cerbasi e Christian Barbosa Mais do que garantir uma boa poupança ou otimizar a agenda, aprenda a juntar as duas coisas e fazer seu tempo

Leia mais