PESQUISA OPERACIONAL. UNIDADE 1 Introdução à Pesquisa Operacional. Prof. Me. Carlos Guimarães

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PESQUISA OPERACIONAL. UNIDADE 1 Introdução à Pesquisa Operacional. Prof. Me. Carlos Guimarães"

Transcrição

1 PESQUISA OPERACIONAL UNIDADE 1 Introdução à Pesquisa Operacional Prof. Me. Carlos Guimarães

2 Objetivo Introduzir o tema Pesquisa Operacional por meio da apresentação: Da sua origem; Das sociedades profissionais existentes; Da sua definição; Do seu processo de solução; Dos objetivos do seu ensino. Professor Me Carlos Guimarães

3 Professor Me Carlos Guimarães Objetivos do Ensino Melhorar as habilidades quantitativas. Melhorar o pensamento lógico.

4 Referências 4

5 Conteúdos do Capítulo Introdução a Pesquisa Operacional Tomada de Decisão Fatores Relevantes Classificação Abordagem de Management Science no processo de tomada de decisão Processo de Modelagem Modelos Matemáticos Modelagem de Problemas em Planilhas Eletrônicas Professor Me Carlos Guimarães

6 Origem da Pesquisa Operacional Professor Me Carlos Guimarães Para quê a Pesquisa Operacional (PO)? A Pesquisa Operacional (PO) como ciência surgiu para resolver, de uma forma mais eficiente, os problemas na administração das organizações, originados pelo acelerado desenvolvimento provocado pela revolução industrial.

7 Origem da Pesquisa Operacional Professor Me Carlos Guimarães Mais desenvolvimento, mais complexidade na: Produção Distribuição de recursos Utilização ótima de recursos Gestão da Organização

8 PO e Gestão A partir da Revolução Industrial aumentam os problemas na gestão das organizações: as diferentes componentes dentro duma organização são sistemas autônomos com objetivos e gestão próprios; os objetivos cruzam-se: o que pode ser melhor para uns pode ser prejudicial para outros. O Problema: Como gerir para obter uma melhor eficácia dentro de toda a organização? Professor Me Carlos Guimarães

9 Surgimento da PO Quando é que surgiu a PO? A origem da PO como ciência é atribuído à coordenação das operações militares durante a 2ª Guerra Mundial, quando os líderes militares solicitaram que cientistas estudassem problemas como posicionamento de radares, armazenamento de munições e transporte de tropa, etc... A aplicação do método científico e de ferramentas matemáticas em operações militares passou a ser chamado de Pesquisa Operacional. Professor Me Carlos Guimarães

10 Surgimento da PO Em 1947, George Dantzig e outros cientistas do Departamento da Força Aérea Americana, apresentaram um método denominado Simplex para a resolução dos problemas de Programação Linear (PL). Outros cientistas que dedicaram os seus estudos a PO ( à pesquisa do ótimo ) foram: na Antiguidade: Euclides, Newton, Lagrange,... no século XX: Leontief, Von Neumann, Kantarovich,... Professor Me Carlos Guimarães

11 Professor Me Carlos Guimarães Natureza da PO (1) O que é a Pesquisa Operacional? Pesquisa (estudo) das Operações (atividades) Pesquisa das operações (atividades) de uma organização

12 Professor Me Carlos Guimarães Natureza da PO (2) O que é a Pesquisa Operacional? Uma abordagem científica na tomada de decisões Um conjunto de métodos e modelos matemáticos aplicados à resolução de complexos problemas nas operações (atividades) de uma organização

13 Professor Me Carlos Guimarães Impacto da PO A PO tem provocado um significativo impacto na gestão e administração de empresas em diferentes organizações. Os serviços militares dos EUA continuaram a trabalhar ativamente nesta área. Com o desenvolvimento da informática nas últimas décadas, a PO tem sido estendida a numerosas organizações.

14 PO: Ciência da Administração Denominada a ciência da administração, a sua utilização e implementação tem sido estendida à: business economia industria industria militar engenharia civil governos hospitais, etc. Professor Me Carlos Guimarães

15 Os Ramos da PO Quais são os ramos mais importantes desenvolvidos na PO? PROGRAMAÇÃO MATEMÁTICA Programação Linear (LP) Problemas de distribuição de recursos. Problemas de transporte Problemas de planejamento da produção Problemas de corte de materiais, etc. Programação Não Linear Programação Dinâmica Programação Inteira Otimização Global Programação = Planejamento de Atividades Professor Me Carlos Guimarães

16 Professor Me Carlos Guimarães Outros Ramos da PO. Quais são outros ramos da PO? OUTROS RAMOS DA PO são: Análise Estatística Teoria de Jogos Teoria de Filas Organização do tráfego aéreo Construção de barragens, etc. Simulação Gestão de estoques, etc.

17 Professor Me Carlos Guimarães Exemplos de Problemas de Decisão Se tanto a Matéria Prima quanto a Mão de Obra são limitados, qual a quantidade produtos que maximiza o lucro da empresa? Se um dado combustível é obtido de uma mistura de produto de preços variados, qual a composição de menor custo com poder calorífico suficiente? Se existem vários caminhos que ligam duas cidades, qual é a que propicia o mínimo de gasto de combustível?

18 Professor Me Carlos Guimarães Exemplos de Problemas de Decisão Se em uma região existem casas que devem ser interconectados com uma rede de água, qual a que minimiza o gasto com tubulação? Se existem vários ativos financeiros, qual a combinação que melhor reflete o compromisso entre o risco e o retorno? Se o espaço para armazenamento é limitado, de quanto deve ser o pedido de material para atender a demanda de um certo período?

19 Professor Me Carlos Guimarães Exercício 1: Uma fábrica produz dois produtos, A e B. Cada um deles deve ser processado por duas máquinas, M 1 e M 2. Devido à programação de outros produtos, que também utilizam essas máquinas, a máquina M 1 tem 24 horas de tempo disponível para os produtos A e B, enquanto a máquina M 2 tem 16 horas de tempo disponível. Para produzir uma unidade do produto A, gastam-se 4 horas em cada uma das máquinas M 1 e M2. Para produzir uma unidade do produto B, gastam-se 6 horas na máquina M 1 e 2 horas na máquina M 2. Será produzida, no mínimo, uma unidade de A e de B. Cada unidade vendida do produto A gera um lucro de R$ 80 e cada unidade do produto B, um lucro de R$ 60. Existe uma previsão máxima de demanda para o produto B de 3 unidades, não havendo restrições quanto à demanda do produto A. Deseja-se saber quantas unidades de A e de B devem ser produzidas, de forma a maximizar o lucro e, ao mesmo tempo, obedecer a todas as restrições desse enunciado.

20 Professor Me Carlos Guimarães Tomada de Decisão O que é tomar decisão? É o processo de identificar um problema E Selecionar uma linha de ação para resolve-lo

21 Professor Me Carlos Guimarães Tomada de Decisão Um Problema ocorre quando o estado atual de uma situação é diferente do estado desejado. Uma Oportunidade ocorre quando as circunstâncias oferecem a chance do indivíduo/organização ultrapassar seus objetivos e/ou metas.

22 Professor Me Carlos Guimarães Tomada de Decisão Fatores Relevantes Tempo disponível para a tomada de decisão A importância da decisão O ambiente Certeza / Incerteza e Risco Agentes decisores Conflito de interesses

23 Tomada de Decisão Classificação - Nº de Decisores Tomada de Decisão Individual ( são menos complexas de serem tomadas) Autoritária Participativa Professor Me Carlos Guimarães

24 Tomada de Decisão Individual Modelo Racional Decisor Consistente Racional Maximizador de utilidade Método de Resolução do Problema Identificar o problema Gerar alternativas Escolher a melhor alternativa Professor Me Carlos Guimarães

25 Professor Me Carlos Guimarães Tomada de Decisão Classificação - Nº de Decisores Tomada de Decisão em Grupo Maior Complexidade Comunicação Conflito Convencimento Diferenças culturais

26 Professor Me Carlos Guimarães Tomada de Decisão Estágios do Processo Identificação do Problema Criação de Alternativas Seleção de Alternativa Implementação e Monitoração

27 Professor Me Carlos Guimarães Abordagem de Management Science no processo de tomada de decisão Management Sciences área de estudos que utiliza computadores, estatística e matemática para resolver problemas de negócios. Três objetivos inter-relacionados: Converter dados em informações significativas. (através do armazenamento de forma organizada utilizando sistemas de informações gerenciais SIG) Apoiar a tomada de decisão transferíveis e independentes. Os SIG dão suporte para que as decisões sejam independentes do decisor, tornando o processo claro e transparente. Criar sistemas computacionais úteis para usuários não técnicos.

28 Abordagem da Management Science Conversão de Dados em Informações Professor Me Carlos Guimarães Processamento de Dados Sist.de Informação Gerencial Sistemas de Apoio à Decisão Sistemas Especialistas Números e Fatos Dados Informações Conhecimento Decisões

29 Processo de Solução Situação- Problema NÃO Dados Estrutura dos? SIM Formular um Modelo Quantitativo Empreender Análises Qualitativas e Julgamento da Situação Professor Me Carlos Guimarães Utilizar Modelagem Matemática para Partes Específicas Implementar a Solução PARCIALMENTE Encontrar a Solução Considerar os Fatores Imponderáveis

Cap. 2 Pesquisa Operacional na Tomada de Decisão

Cap. 2 Pesquisa Operacional na Tomada de Decisão FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DO SUL DE MINAS Cap. Pesquisa Operacional na Tomada de Decisão 5/3/00 Prof. Antonio Marcos Goulart. PESQUISA OPERACIONAL NA TOMADA DE DECISÃO Origem da Pesquisa

Leia mais

Pesquisa Operacional. Introdução à Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional. Introdução à Pesquisa Operacional Pesquisa Operacional Introdução à Pesquisa Operacional 1 PESQUISA OPERACIONAL PO Sumário Origens A natureza O impacto Principais sociedades profissionais ligadas à PO Algumas publicações científicas ligadas

Leia mais

Faculdade de Engenharia Optimização. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu

Faculdade de Engenharia Optimização. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu 1 Aula 1 Introdução: Os principais passos na Optimização para a resolução dum problema: Formulação; Modelação; Resolução; Avaliação; Decisão; Implementação. Esquema Geral. 2 I. Introdução A Investigação

Leia mais

Pesquisa Operacional Introdução. Profa. Alessandra Martins Coelho

Pesquisa Operacional Introdução. Profa. Alessandra Martins Coelho Pesquisa Operacional Introdução Profa. Alessandra Martins Coelho julho/2014 Operational Research Pesquisa Operacional - (Investigação operacional, investigación operativa) Termo ligado à invenção do radar

Leia mais

Pesquisa Operacional. Definição. Sumário 2/23/2016

Pesquisa Operacional. Definição. Sumário 2/23/2016 Pesquisa Operacional Prof. Adriano Maranhão Apresentação (Professor) Site: www.resenhadevalor.com.br Graduado em Ciências da Computação UVA/2009 Pós-graduado em Engenharia de Software INTA/2010 DTI/Sobral

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL APLICADA A LOGÍSTICA

PESQUISA OPERACIONAL APLICADA A LOGÍSTICA PESQUISA OPERACIONAL APLICADA A LOGÍSTICA Pós-Graduação em Logística e Supply Chain Valdick Sales 1 APRESENTAÇÃO Valdick sales Graduado em Ciência da Computação pela UFPE. Pós-Graduado em Redes e Banco

Leia mais

Conteúdo. Introdução. Notas. Programação Linear Inteira, Introdução. Notas. Notas

Conteúdo. Introdução. Notas. Programação Linear Inteira, Introdução. Notas. Notas Programação Linear Inteira Introdução Haroldo Gambini Santos Universidade Federal de Ouro Preto 30 de agosto de 2011 1 / 26 Conteúdo 1 Otimização 2 Pesquisa Operacional 3 Prob. da Dieta 4 Método Gráco

Leia mais

Sistemas de Informação e Decisão. Douglas Farias Cordeiro

Sistemas de Informação e Decisão. Douglas Farias Cordeiro Sistemas de Informação e Decisão Douglas Farias Cordeiro Decisão Tomamos decisões a todo momento! O que é uma decisão? Uma decisão consiste na escolha de um modo de agir, entre diversas alternativas possíveis,

Leia mais

Pesquisa Operacional. Evanivaldo Castro Silva Júnior

Pesquisa Operacional. Evanivaldo Castro Silva Júnior Evanivaldo Castro Silva Júnior Conteúdo Fundamentos da Pesquisa Operacional. Modelos Lineares. Métodos de solução gráfica e algoritmo simplex. Aplicações de Programação Linear. Análise de Sensibilidade.

Leia mais

* O que originou a designação Operational Research no Reino Unido, A origem da Investigação Operacional (IO)?

* O que originou a designação Operational Research no Reino Unido, A origem da Investigação Operacional (IO)? A origem da Investigação Operacional (IO)? A IO surgiu no final da II Guerra Mundial quando os Aliados se viram confrontados com problemas (relativamente aos recursos logísticos e às operações* das forças

Leia mais

MODELAGEM E SIMULAÇÃO

MODELAGEM E SIMULAÇÃO MODELAGEM E SIMULAÇÃO Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza edwin@engenharia-puro.com.br www.engenharia-puro.com.br/edwin Análise da Decisão Pela própria natureza da vida, todos nós devemos continuamente

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL I

PESQUISA OPERACIONAL I PESQUISA OPERACIONAL I Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza edwin.professor@gmail.com www.engenharia-puro.com.br/edwin Objetivos A disciplina busca possibilitar ao Aluno: Fornecer conhecimentos de Pesquisa

Leia mais

TP052-PESQUISA OPERACIONAL I Introdução. Prof. Volmir Wilhelm Curitiba, Paraná, Brasil

TP052-PESQUISA OPERACIONAL I Introdução. Prof. Volmir Wilhelm Curitiba, Paraná, Brasil TP052-PESQUISA OPERACIONAL I Introdução Prof. Volmir Wilhelm Curitiba, Paraná, Brasil TP052-PESQUISA OPERACIONAL I Ementa Revisão de Álgebra Linear. Modelos de Programação Linear. O Método Simplex. O Problema

Leia mais

Unidade: Pesquisa Operacional e a Tomada de

Unidade: Pesquisa Operacional e a Tomada de Unidade: Pesquisa Operacional e a Tomada de Unidade I: Decisão 0 Unidade: Pesquisa Operacional e a Tomada de Decisão Pesquisa Operacional é um ramo da ciência administrativa que fornece instrumentos para

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL. Fabiano F. T. dos Santos. Instituto de Matemática e Estatística

PESQUISA OPERACIONAL. Fabiano F. T. dos Santos. Instituto de Matemática e Estatística PESQUISA OPERACIONAL Fabiano F. T. dos Santos Instituto de Matemática e Estatística Dualidade em Programação Linear Todo problema de programação linear, que chamaremos de primal, traz consigo um segundo

Leia mais

Disciplinas Fundamentais Curso de Especialização em Administração Industrial (CEAI)

Disciplinas Fundamentais Curso de Especialização em Administração Industrial (CEAI) Disciplinas Fundamentais - 2007 Curso de Especialização em Administração Industrial (CEAI) Administração da Produtividade Produção X Produtividade Indicadores de produtividade: globais e parciais Balanced

Leia mais

Conceitos Básicos INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES

Conceitos Básicos INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES FACULDADE DOS GUARARAPES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES Conceitos Básicos Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com romulocesar@faculdadeguararapes.edu.br www.romulocesar.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

Catalogo de requisitos - Processo Seletivo

Catalogo de requisitos - Processo Seletivo Catalogo de requisitos - Processo Seletivo 006-01-2016 HABILITAÇÃO COMPONENTE TITULAÇÃO Informática Redes de Comunicação de Dados Administração de Sistemas de Informação Análise de Sistemas Análise de

Leia mais

SSC546 Avaliação de Sistemas Computacionais Parte 1 -Aula 3 Sarita Mazzini Bruschi

SSC546 Avaliação de Sistemas Computacionais Parte 1 -Aula 3 Sarita Mazzini Bruschi Universidade de São Paulo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Departamento de Sistemas de Computação SSC546 Avaliação de Sistemas Computacionais Parte 1 -Aula 3 Sarita Mazzini Bruschi Material

Leia mais

Tendências em Sistemas de Informação

Tendências em Sistemas de Informação Prof. Glauco Ruiz Tendências em Sistemas de Informação Os papéis atribuídos à função dos SI têm sido significativamente ampliados no curso dos anos. De 1950 a 1960 Processamento de Dados Sistemas de processamento

Leia mais

CAPÍTULO 2 Visão Geral da Abordagem de Modelagem da Pesquisa Operacional 7

CAPÍTULO 2 Visão Geral da Abordagem de Modelagem da Pesquisa Operacional 7 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 Introdução 1 1.1 A origem da pesquisa operacional 1 1.2 A natureza da pesquisa operacional 2 1.3 O impacto da pesquisa operacional 3 1.4 Algoritmos e/ou courseware 3 Referências selecionadas

Leia mais

Introdução a Sistemas de Informação

Introdução a Sistemas de Informação Introdução a Sistemas de Informação Orivaldo Santana Jr A partir de slides elaborados por Ivan G. Costa Filho, Fernando Fonseca & Ana Carolina Salgado Graduação 1 Introdução Sistema de Informação (SI)

Leia mais

DECISÕES ESTRATÉGICAS DE CURTO PRAZO: Programação Linear

DECISÕES ESTRATÉGICAS DE CURTO PRAZO: Programação Linear DECISÕES ESTRATÉGICAS DE CURTO PRAZO:! O que é?! Como a pode ajudar na maximização da lucratividade?! Como a pode ajudar na minimização dos custos?! Como determinar um mix de produção através da Programação

Leia mais

Terminologia encontrada para PO

Terminologia encontrada para PO Universidade Federal de Itajubá Instituto de Engenharia de Produção e Gestão Pesquisa Operacional Aula 01 Introdução sobre PO Prof. Dr. José Arnaldo Barra Montevechi Terminologia encontrada para PO Operational

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ IFAP CÂMPUS MACAPÁ

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ IFAP CÂMPUS MACAPÁ 13 específica, de segunda-feira a sexta-feira e aos sábados, caso seja necessário para complementação do período letivo e/ou carga horária curricular. Cada aula tem durafao de 50min (cinquenta minutos),

Leia mais

GESTÃO DE PROCESSOS E OPERAÇÕES

GESTÃO DE PROCESSOS E OPERAÇÕES GESTÃO DE PROCESSOS E OPERAÇÕES Guia da Disciplina Informações sobre a Disciplina A Administração de Operações ou Administração da Produção é a função administrativa responsável pelo estudo e pelo desenvolvimento

Leia mais

CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS º PERÍODO

CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS º PERÍODO CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO CÁLCULO DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE FÍSICA DISCIPLINA: REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DISCIPLINA:

Leia mais

Listagem de UC por curso

Listagem de UC por curso Listagem de UC por curso Semestre * 2015-16 Escola Superior de Tecnologia e Gestão Administração Pública Direito Administrativo Contabilidade Financeira Introdução aos Estudos das Organizações Fundamentos

Leia mais

FACULDADE CAMARA CASCUDO DIREÇÃO ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO PESQUISA OPERACIONAL COMO FERRAMENTA DE GESTÃO

FACULDADE CAMARA CASCUDO DIREÇÃO ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO PESQUISA OPERACIONAL COMO FERRAMENTA DE GESTÃO FACULDADE CAMARA CASCUDO DIREÇÃO ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO PESQUISA OPERACIONAL COMO FERRAMENTA DE GESTÃO NATAL 2009 PEDRO CORREIA PÔRTO PESQUISA OPERACIONAL COMO FERRAMENTA DE GESTÃO NATAL

Leia mais

Programação Linear: Profa. Silvana Bocanegra UFRPE - DEINFO

Programação Linear: Profa. Silvana Bocanegra UFRPE - DEINFO Programação Linear: Profa. Silvana Bocanegra UFRPE - DEINFO Tipos de Problemas 1. Dada uma variedade de alimentos, escolher uma dieta de menor custo que atenda as necessidades nutricionais de um indivíduo?

Leia mais

ESTRUTURA E ANÁLISE DE CUSTOS. Princípios da Contabilidade de Custos Finalidade; Objetivos e enfoque (gerencial, formal e aspectos legais) 18/02/2016

ESTRUTURA E ANÁLISE DE CUSTOS. Princípios da Contabilidade de Custos Finalidade; Objetivos e enfoque (gerencial, formal e aspectos legais) 18/02/2016 ESTRUTURA E ANÁLISE DE CUSTOS Princípios da Contabilidade de Custos Finalidade; Objetivos e enfoque (gerencial, formal e aspectos legais) 18/02/2016 CONTABILIDADE X CUSTOS Contabilidade é a ciência que

Leia mais

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Formulação de problemas de programação linear e resolução gráfica

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Formulação de problemas de programação linear e resolução gráfica PROGRAMAÇÃO LINEAR Formulação de problemas de programação linear e resolução gráfica A programação linear surge pela primeira vez, nos novos programas de Matemática A no 11º ano de escolaridade. Contudo

Leia mais

TEMA. As Tecnologias da Informação e Comunicação nas Organizações do Conhecimento OBJECTIVO DEFINIÇÃO

TEMA. As Tecnologias da Informação e Comunicação nas Organizações do Conhecimento OBJECTIVO DEFINIÇÃO Instituto Superior de Línguas e Administração GAIA TEMA Nuno José Rodrigues (252) António Tomás Madureira (261) 5 de Junho de 2008 Sistemas de Informação e Multimédia 1 5 de Junho de 2008 Sistemas de Informação

Leia mais

Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I

Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais I Recursos e PRP (Processo de Realização do Produto) Prof. Marcos César Bottaro Os Recursos RECURSOS: é tudo que gera ou tem a capacidade de gerar riqueza

Leia mais

DISCIPLINA: Administração de Sistemas de Informação

DISCIPLINA: Administração de Sistemas de Informação DISCIPLINA: Administração de Sistemas de Informação Profa. Msc. Cláudia Brazil Marques PLANO DE AULA 5 01.01. PROBLEMA Identificar as tendências em SI 01.02. CONHECIMENTOS (DCN, artigo 5º) Os papéis atribuídos

Leia mais

Faculdade de Engenharia Investigação Operacional. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu

Faculdade de Engenharia Investigação Operacional. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu 1 Aula 2 Definição de Problemas de Investigação Operacional Construção de um modelo matemático de PL. Programação Matemática(PM) e Programação Linear(PL). Exemplos clássicos de PL. 2 Problemas de Investigação

Leia mais

Introdução aos sistemas de informação

Introdução aos sistemas de informação Introdução aos sistemas de informação Sistemas de Informação Sistemas de Informação Um conjunto de informações relacionadas que coletam, manipulam e disseminam dados e informações e fornecem realimentação

Leia mais

Ferramenta de Suporte à Tomada de Decisão na Indústria Têxtil

Ferramenta de Suporte à Tomada de Decisão na Indústria Têxtil Fabrício Bueno Borges dos Santos fabriciob@cefetsc.edu.br Ferramenta de Suporte à Tomada de Decisão na Indústria Têxtil Trabalho ilustrativo da disciplina Informática Aplicada Araranguá, 2008 Sumário 1Introdução...1

Leia mais

CURSO: ADMINISTRAÇÃO

CURSO: ADMINISTRAÇÃO CURSO: ADMINISTRAÇÃO EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: MATEMÁTICA APLICADA A ADMINISTRAÇÃO Equações do primeiro e segundo graus com problemas. Problemas aplicando sistemas; sistemas com três incógnitas

Leia mais

AULA: Introdução à Informática I

AULA: Introdução à Informática I Campus Muriaé Professor: Luciano Gonçalves Moreir Disciplina: Informática Aplicada I AULA: Introdução à Informática I O que é Informática? Pode dizer-se que informática é ciência que estuda o processamento

Leia mais

Tomada de Decisão Estratégica

Tomada de Decisão Estratégica EXERCÍCIO N N Tópico Tópico 1 2 Sistemas Tomada de de Informação Decisão Estratégica nos negócios DCC133 Introdução a Sistemas de Informação TÓPICO 2 Tomada de Decisão Estratégica Prof. Tarcísio de Souza

Leia mais

Introdução à Computação

Introdução à Computação Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Introdução à Computação EXERCÍCIOS

Leia mais

Catálogo de Requisitos de Titulação. Habilitação: Segurança do Trabalho

Catálogo de Requisitos de Titulação. Habilitação: Segurança do Trabalho Habilitação: Segurança do Trabalho Aviso: Este catálogo pode ter sofrido alterações. A versão oficial encontra-se para consulta na Unidade Escolar. Gerado em 24/06/2016 Pág. 2/6 Segurança do Trabalho Análise

Leia mais

Sumário. Parte II Mensuração do desempenho gerencial 31. Parte I Gestão 1. Gestão rural no século XXI 3

Sumário. Parte II Mensuração do desempenho gerencial 31. Parte I Gestão 1. Gestão rural no século XXI 3 Parte I Gestão 1 CAPÍTULO 1 Gestão rural no século XXI 3 Estrutura do estabelecimento agropecuário 4 Novas tecnologias 7 A era da informação 8 Controle de ativos 9 Recursos humanos 10 Produção para atender

Leia mais

JOGOS MASSIVOS PELA INTERNET

JOGOS MASSIVOS PELA INTERNET Jogos Massivos pela Internet Aula 5 Segurança Ao conectar um computador a uma rede, é necessário que tome as providencias para se certificar que esta nova máquina conectada possa não vir a ser um portão

Leia mais

1 - Aplicativos de Design (Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio);

1 - Aplicativos de Design (Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio); 1 - Aplicativos de Design (Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio); Análise de e Tecnologia da Informação e Tecnologia da Informação - Bacharel com habilitação em e Tecnologias e Tecnologia

Leia mais

Currículo do Curso de Engenharia de Produção

Currículo do Curso de Engenharia de Produção Currículo do Curso de Engenharia de Engenheiro de ATUAÇÃO O Curso de Engenharia de da UFV visa preparar profissionais que, integrando equipes interdisciplinares e articulando fatores de diferentes naturezas

Leia mais

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Tipo de problemas: cálculo do plano óptimo de distribuição de mercadorias; minimiação de desperdícios no corte de materiais;

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Tipo de problemas: cálculo do plano óptimo de distribuição de mercadorias; minimiação de desperdícios no corte de materiais; PROGRAMAÇÃO LINEAR Atribuição de recursos limitados a actividades concorrentes de modo a atingir-se um objectivo. Tipo de problemas: estrutura ideal das fabricações atendendo ao equipamento, mão de obra,

Leia mais

Sistemas de informação aula 03

Sistemas de informação aula 03 Sistemas de informação aula 03 Sistemas? Informação ou conhecimento Informação Conjunto de procedimentos organizados que quando executados provem informação de suporte a organização [amaral-1994] Conhecimento

Leia mais

Teoria Geral da Administração II. Teoria Matemática

Teoria Geral da Administração II. Teoria Matemática Teoria Geral da Administração II Teoria Matemática : Teoria Matemática A TGA recebeu muitas contribuições da Matemática sob a forma de modelos matemáticos para proporcionar soluções de problemas empresariais.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM MÓDULO DE PROGRAMAÇÃO LINEAR NO PROGRAMA OPTIMI

DESENVOLVIMENTO DE UM MÓDULO DE PROGRAMAÇÃO LINEAR NO PROGRAMA OPTIMI DESENVOLVIMENTO DE UM MÓDULO DE PROGRAMAÇÃO LINEAR NO PROGRAMA OPTIMI BIONDI C. O.¹, VIANNA S. S. V. 2, RODRIGUES M. T. M.³ 1 Universidade Estadual de Campinas, Departamento de Engenharia de Sistemas Químicos

Leia mais

1ª ETAPA - TURMA D e K

1ª ETAPA - TURMA D e K CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I PF 3 CIÊNCIAS DO AMBIENTE PF 3 ÉTICA E CIDADANIA I PF 3 FÍSICA GERAL I PF 3 GEOMETRIA ANALÍTICA E VETORES PF 3 FÍSICA EXPERIMENTAL I COMPUTAÇÃO, ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO

Leia mais

Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional Pesquisa Operacional Apresentação da disciplina Profa. Sheila Morais de Almeida DAINF-UTFPR-PG março - 2016 Identificação da Disciplina Disciplina: Docente: Pesquisa Operacional. Sheila Morais de Almeida

Leia mais

Conceituação Entende-se por estoque quaisquer quantidades de bens físicos que sejam conservados, de forma improdutiva, por algum intervalo de tempo.

Conceituação Entende-se por estoque quaisquer quantidades de bens físicos que sejam conservados, de forma improdutiva, por algum intervalo de tempo. Conceituação Entende-se por estoque quaisquer quantidades de bens físicos que sejam conservados, de forma improdutiva, por algum intervalo de tempo. Moreira, 2008 Por que os estoques são necessários? Disponibilizar

Leia mais

1ª ETAPA - TURMA D e K

1ª ETAPA - TURMA D e K CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I PAIE 3 CIÊNCIAS DO AMBIENTE PAIE 3 ÉTICA E CIDADANIA I PAIE 3 FÍSICA GERAL I PAIE 3 GEOMETRIA ANALÍTICA E VETORES PAIE 3 FÍSICA EXPERIMENTAL I PAIE 3 COMPUTAÇÃO, ALGORITMOS

Leia mais

Extração de Conhecimento & Mineração de Dados

Extração de Conhecimento & Mineração de Dados Extração de Conhecimento & Mineração de Dados Nesta apresentação é dada uma breve introdução à Extração de Conhecimento e Mineração de Dados José Augusto Baranauskas Departamento de Física e Matemática

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA Programa de Disciplina PROGRAMA DE DISCIPLINA NOME COLEGIADO CÓDIGO SEMESTRE PESQUISA OPERACIONAL I ENGENHARIA DE PROD 0039 2016.1 PRODUÇÃO TEÓR: 45H PRÁT: 15 H HORÁRIO: 2ª.f 08h00 às 10h00 e 4ª.f 08:00h00

Leia mais

APLICAÇÃO DE META-HEURÍSTICAS À ENGENHARIA DE PRODUÇÃ O

APLICAÇÃO DE META-HEURÍSTICAS À ENGENHARIA DE PRODUÇÃ O APLICAÇÃO DE META-HEURÍSTICAS À ENGENHARIA DE PRODUÇÃ O João Carlos Zayatz Universidade Estadual de Maringá jcarloszay@gmail.com Gislaine Camila Lapasini Leal Universidade Estadual de Maringá gclleal@uem.br

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE LOUSADA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE LOUSADA ESCOLA SECUNDÁRIA DE LOUSADA 2012 2013 PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA Curso Profissional de Técnico de Multimédia ELENCO MODULAR A7 Probabilidades 28 A6 Taxa de variação 36 A9 Funções de crescimento

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho EE Esterina Placo (Extensão) Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional:

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO E RESOLUÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL

IMPLEMENTAÇÃO E RESOLUÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL IMPLEMENTAÇÃO E RESOLUÇÃO DE MODELOS MATEMÁTICOS UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL 1. INTRODUÇÃO Este tutorial apresenta, passo-a-passo, o processo de implementação e resolução de modelos matemáticos na planilha

Leia mais

Introdução à Pesquisa Operacional

Introdução à Pesquisa Operacional Introdução à Pesquisa Operacional 1 Pesquisa Operacional na tomada de decisões 1.1 Introdução à Pesquisa Operacional 1.2 Processo de modelagem 1.3 Processo de resolução 1.4 Modelos de programação matemática

Leia mais

Escola Politécnica de Pernambuco Departamento de Engenharia Mecânica PROGRAMA. Número de Créditos: TEÓRICOS: 04; PRÁTICOS: 0 ; TOTAL: 4

Escola Politécnica de Pernambuco Departamento de Engenharia Mecânica PROGRAMA. Número de Créditos: TEÓRICOS: 04; PRÁTICOS: 0 ; TOTAL: 4 PROGRAMA Disciplina: INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Código: MECN0030 Carga Horária Semestral: 0 Horas Obrigatória: Eletiva : sim Número de Créditos: TEÓRICOS: 04; PRÁTICOS: 0 ; TOTAL: 4 Pré-Requisito:

Leia mais

Conteúdo programático

Conteúdo programático Parte I - Processo Decisório Unidade 1 Introdução Conteúdo programático Unidade 2 - O que é o processo decisório? 2.1 - O que significa decidir 2.2 - Decisões programadas e não programadas 2.3 - Certeza,

Leia mais

Fundamentos de sistemas de informação. Plano de ensino

Fundamentos de sistemas de informação. Plano de ensino Fundamentos de sistemas de informação Plano de ensino 1 Ementa Conceitos básicos de sistemas de informação e tecnologia de informação; Componentes de um sistema de informação (SI); Recursos de um SI; As

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EVER SANTORO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EVER SANTORO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EVER SANTORO EVER SANTORO DBA Oracle e desenvolvedor Java Processamento de dados MBA em Gestão Empresarial Mestre em Engenharia da Produção DBA Oracle desde 2001 Sun Certified

Leia mais

Tópicos em Otimização. Modelagem Slides disponibilizados pelo Prof. Fernando Gomide - Unicamp

Tópicos em Otimização. Modelagem Slides disponibilizados pelo Prof. Fernando Gomide - Unicamp Tópicos em Otimização Modelagem Slides disponibilizados pelo Prof. Fernando Gomide - Unicamp Fundamentos de Modelagem Introdução à modelagem e decisão Definição de modelos Modelagem e dados Ciclos na construção

Leia mais

Grade Curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Computação

Grade Curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Computação Grade Curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Computação Currículo 6 Aprovado pelo CDI em 30/05/16 - Carga Horária - Carga Horária Núcleo Básico 1.280h Carga Horária Núcleo Profissionalizante

Leia mais

FAMEBLU Engenharia Civil

FAMEBLU Engenharia Civil Disciplina LOGÍSTICA EMPRESARIAL FAMEBLU Engenharia Civil Aula 6: Cadeia de Abastecimento Logística Interna na Construção Civil Supply Chain Management Professor: Eng. Daniel Funchal, Esp. Cadeia de Abastecimento

Leia mais

Inteligência Artificial. Prof. Ilaim Costa Jr.

Inteligência Artificial. Prof. Ilaim Costa Jr. Inteligência Artificial Prof. Ilaim Costa Jr. 4) Ciência da Computação 4) Ciência da Computação Exemplos de Aplicação da IA Matemática: demonstração

Leia mais

Estratégias para as Compras Públicas Sustentáveis. Paula Trindade LNEG

Estratégias para as Compras Públicas Sustentáveis. Paula Trindade LNEG Estratégias para as Compras Públicas Sustentáveis Paula Trindade LNEG Conferência Compras Públicas Sustentáveis LNEG, 25 Março 2010 Muitas organizações têm experiências em compras sustentáveis! Mas sem

Leia mais

S12 - Software e Engenharia de Software

S12 - Software e Engenharia de Software S12 - Software e Engenharia de Software ENGENHARIA DE SOFTWARE PRESSMAN, 2011 Gilberto Wolff UTFPR Introdução Introdução Introdução Introdução Busquem respostas para: 1. Há diferença entre Software e Programa?

Leia mais

TECNÓLOGO EM AGROINDÚSTRIA ITINERÁRIO FORMATIVO

TECNÓLOGO EM AGROINDÚSTRIA ITINERÁRIO FORMATIVO TECNÓLOGO EM AGROINDÚSTRIA Módulo Básico I 3 Módulo Específico II 365 h Beneficiamento e Industrialização de Grãos Toxicologia dos Alimentos Sistemas Agroindustriais Alimentares Sistemas de Armazenamento

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 246 aprovado pela portaria Cetec nº 181 de 26/09/2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação

Leia mais

Professor: Rodrigo A. Scarpel

Professor: Rodrigo A. Scarpel Professor: Rodrigo A. Scarpel rodrigo@ita.br www.mec.ita.br/~rodrigo Programa do curso: Semana 1: Apresentação da disciplina Introdução à Programação Linear Resolução de problemas de PL pelo Método Gráfico

Leia mais

TABELA DE PRÉ-REQUISITOS ENGENHARIA MECÂNICA INTEGRAL ALTERADA CONGREGAÇÃO DE

TABELA DE PRÉ-REQUISITOS ENGENHARIA MECÂNICA INTEGRAL ALTERADA CONGREGAÇÃO DE TABELA DE PRÉ-REQUISITOS ENGENHARIA MECÂNICA INTEGRAL ALTERADA CONGREGAÇÃO DE 21-12-2011 Tabela 5 Seqüência aconselhada para o curso de Engenharia (período integral). U.U.: Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá

Leia mais

FAMEBLU Engenharia Civil

FAMEBLU Engenharia Civil Disciplina LOGÍSTICA EMPRESARIAL FAMEBLU Engenharia Civil Aula 5: Revisão Geral Professor: Eng. Daniel Funchal, Esp. Estratégia Corporativa Estratégia corporativa é o processo essencial dentro das organizações,

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA ELÉTRICA. COORDENADOR Leonardo Bonato Félix

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA ELÉTRICA. COORDENADOR Leonardo Bonato Félix 264 ENGENHARIA ELÉTRICA COORDENADOR Leonardo Bonato Félix leobonato@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 265 Engenheiro Eletricista ATUAÇÃO O curso de Engenharia Elétrica da UFV oferece a seus estudantes

Leia mais

Introdução aos Números Pseudo-aleatórios. Profa. Dra. Soraia Raupp Musse

Introdução aos Números Pseudo-aleatórios. Profa. Dra. Soraia Raupp Musse Introdução aos Números Pseudo-aleatórios Profa. Dra. Soraia Raupp Musse Conceito: Um gerador de número pseudo-aleatório é um algoritmo que gera uma seqüência de números, os quais são aproximadamente independentes

Leia mais

1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação Administração) (Administração); Administração Administração (EII) Administração - Ênfase em

1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação Administração) (Administração); Administração Administração (EII) Administração - Ênfase em 1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação ) (); (EII) - Ênfase em Análise de Sistemas - Habilitação em de Empresas - Habilitação em de Negócios - Habilitação em Hoteleira - Habilitação em Análise

Leia mais

Introdução à Pesquisa Operacional - Otimização Linear

Introdução à Pesquisa Operacional - Otimização Linear Introdução à Pesquisa Operacional - Otimização Linear Professora: Maristela Oliveira dos Santos - mari@icmc.usp.br Auxilio 2009: Victor C.B. Camargo Auxilio 2010 - PAE: Marcos Mansano Furlan - L-1007 Instituto

Leia mais

PESQUISA CIENTÍFICA -Aula 4-

PESQUISA CIENTÍFICA -Aula 4- PESQUISA CIENTÍFICA -Aula 4- Prof. Alexandre Paiva da Silva Pombal PB SUMÁRIO Pesquisa Conceitos Características Objetivos Finalidades Requisitos Qualidades do pesquisador Tipos de pesquisa científica

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Objetivos Ao final desta apostila,

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGOCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM

Leia mais

Gestão de sistemas em energia:

Gestão de sistemas em energia: MESTRADO EM ENERGIA Gestão de sistemas em energia: - Planejamento da Operação - Projeto de sistemas de energia Prof. Manuel Jarufe manueljarufe@ceunes.ufes.br Disciplina: Gestão de sistemas em energia

Leia mais

Planificação a médio e longo prazo. Matemática B. 11º Ano de escolaridade. Total de aulas previstas: 193. Ano letivo 2015/2016

Planificação a médio e longo prazo. Matemática B. 11º Ano de escolaridade. Total de aulas previstas: 193. Ano letivo 2015/2016 Planificação a médio e longo prazo Matemática B 11º Ano de escolaridade. Total de aulas previstas: 193 Ano letivo 2015/2016 Professor responsável: Paulo Sousa I O programa Matemática B do 11º Ano - Página

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA ELÉTRICA. COORDENADOR Leonardo Bonato Felix

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA ELÉTRICA. COORDENADOR Leonardo Bonato Felix 134 ENGENHARIA ELÉTRICA COORDENADOR Leonardo Bonato Felix leobonato@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 135 Engenheiro Eletricista ATUAÇÃO O curso de Engenharia Elétrica da UFV oferece a seus estudantes

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL -PROGRAMAÇÃO LINEAR. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

PESQUISA OPERACIONAL -PROGRAMAÇÃO LINEAR. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PESQUISA OPERACIONAL -PROGRAMAÇÃO LINEAR Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. ROTEIRO Esta aula tem por base o Capítulo 2 do livro de Taha (2008): Introdução O modelo de PL de duas variáveis Propriedades

Leia mais

Marcelo Henrique dos Santos

Marcelo Henrique dos Santos Marcelo Henrique dos Santos Mestrado em Educação (em andamento) MBA em Marketing e Vendas (em andamento) Especialista em games Bacharel em Sistema de Informação Email: marcelosantos@outlook.com TECNOLOGIA

Leia mais

QUADRO DE DISCIPLINAS

QUADRO DE DISCIPLINAS QUADRO DE DISCIPLINAS Disciplinas 1 Horas- Aula 2 1. Fundamentos do Gerenciamento de Projetos 24 2. Gerenciamento do Escopo em Projetos 24 3. Gerenciamento da Qualidade em Projetos 12 4. Gerenciamento

Leia mais

ANEXO B INFORMAÇÕES PESSOAIS

ANEXO B INFORMAÇÕES PESSOAIS ANEXO B INFORMAÇÕES PESSOAIS Nome: Telefone: e-mail: 1. Sexo: a.( ) Masculino b. ( ) Feminino 2. Idade: a. ( ) 21 30 anos b. ( ) 31 40 anos c. ( ) 41 50 anos d. ( ) Mais de 50 anos FORMAÇÃO. Obs.: Caso

Leia mais

ANÁLISE ESTRATÉGICA. Análise SWOT

ANÁLISE ESTRATÉGICA. Análise SWOT ANÁLISE ESTRATÉGICA Análise SWOT 1 SWOT Integra o planejamento estratégico. Ferramenta utilizada pós definição da visão, missão e valores da organização. Pode ser feita por indivíduos ou por equipes. Inicia-se

Leia mais

CURSO: CST EM SEGURANÇA DO TRABALHO

CURSO: CST EM SEGURANÇA DO TRABALHO CURSO: CST EM SEGURANÇA DO TRABALHO OBJETIVOS DO CURSO Objetivos Gerais Formar profissionais com conhecimentos teóricos e práticos, críticos e reflexivos capazes de desenvolver e implementar projetos de

Leia mais

Lista das Disciplinas e Perfis Disciplinas a Tempo Parcial

Lista das Disciplinas e Perfis Disciplinas a Tempo Parcial Disciplinas a Tempo Parcial Departamento de Ciência e Tecnologia - Praia Crítica de Produtos Multimédia Comunicação e Multimédia 5 Geofísica Geociência e Ambiente 4 Geologia e Geotecnia Ambientais Geociência

Leia mais

Sistema de Gestão de Banco de Dados SGBD. David Fernandes França

Sistema de Gestão de Banco de Dados SGBD. David Fernandes França Sistema de Gestão de Banco de Dados SGBD David Fernandes França dffranca@gmail.com Desenvolvimento Bancos de Dados Através de Projeto de Dados O projeto de dados é o processo de identificar e formalizar

Leia mais

Universidade Regional de Blumenau

Universidade Regional de Blumenau Universidade Regional de Blumenau Curso de Bacharel em Ciências da Computação Protótipo de um Sistema de Informações Estratégicas para Consultórios Médicos utilizando Genexus Protótipo desenvolvido como

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES SISTEMAS DE INFORMAÇÕES INTRODUÇÃO Prof. Ms.Fulvio Cristofoli www.fulviocristofoli.com.br fulviocristofoli@uol.com.br Conceitos O QUE É UM DADO? MATÉRIA PRIMA? Fluxo de fatos brutos Elemento ou quantidade

Leia mais

FACULDADE SUMARÉ PLANO DE ENSINO

FACULDADE SUMARÉ PLANO DE ENSINO FACULDADE SUMARÉ PLANO DE ENSINO Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Contabilidade de Custos Carga Horária: (horas/semestre) 50 aulas Semestre Letivo / Turno: 3º semestre Professor: Período: Ementa da

Leia mais

Algoritmo e Introdução a Programação. Prof. Josino Rodrigues

Algoritmo e Introdução a Programação. Prof. Josino Rodrigues Algoritmo e Introdução a Programação Prof. Josino Rodrigues Um algoritmo é qualquer procedimento computacional bem definido que toma algum valor ou conjunto de valores como entrada e produz algum valor

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º CINF0012- FUNDAMENTOS DA GESTÃO DA INFORMAÇÃO OBRIG 60 0 60 4.0 CONCEITOS FUNDAMENTAIS EM GESTÃO DA INFORMAÇÃO. CINF0013- INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO OBRIG 60 0 60 4.0 FUNDAMENTOS

Leia mais