HISTÓRICO DE EVENTOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HISTÓRICO DE EVENTOS"

Transcrição

1 HISTÓRICO DE EVENTOS

2 Objetivo Ampliar o conhecimento sobre os primeiros tipos de evento na história da humanidade e sua comunicação sobre a história do lúdico. 1. Introdução Não compete aqui analisarmos os conceitos, características e tipologias de eventos, pois estes temas com certeza serão abordados em outras disciplinas. Iremos passear pelo tempo analisando o surgimento dos primeiros eventos organizados na história da humanidade. 2. Idade Antiga Segundo Marlene Matias (2002), existem relatos sobre os primeiros eventos organizados pelo homem que surgiram muito antes do próprio turismo, o que daria origem ao Turismo de Negócios ou de eventos, muito importante em nossa reflexão também. Os homens sempre se reuniram por diversos motivos. an o 776 a.c. Ele surgiu na Idade Antiga, na Grécia, o que seria o primeiro evento organizado pelo homem e relatado em palavras e histórias: os Jogos Olímpicos. Com origem na O Parthenon, templo construído em homenagem à deusa da sabedoria, Atena. cidade de Atenas em 776 a.c., os Jogos foram inventados para apaziguar as guerras existentes entre as cidades e possuía um caráter religioso, pois se acreditava que Zeus, Deus dos Deuses, se disfarçava como um humano e convivia no meio dos mortais há época do evento. Com isso, os Gregos deixaram um grande legado a ser avaliado na evolução dos eventos: a hospitalidade. Todos se tratavam bem, pois qualquer um, inclusive os estrangeiros, poderiam ser Zeus. Cabe ressaltar dois fatos importantes neste momento. O primeiro diz respeito aos motivos que os homens declaravam para iniciar suas guerras, que eram constantes entre as cidades gregas. Muitos destes motivos talvez não justificassem tal fato (a guerra) e o que parece estar por trás de muitos deles era a própria rotina enfadon- 2

3 ha que levava os homens ao tédio e conseqüente necessidade de superação deste tédio como forma de quebra da rotina. Se pensarmos sobre as características do lúdico, temos o caráter liberatório, que funcionaria como a necessidade humana de quebra desta rotina, mas sobre estas características do lazer, abordaremos em uma outra aula. Será que podemos admitir que a falta do que fazer (grande potencial para o lazer) também poderia estar implícita nos motivos que desencadearam muitas destas guerras na idade antiga? Será que a própria população, principalmente escrava, cansada de uma rotina de servilismo, não encontraria na guerra até mesmo um momento de diversão? Outro aspecto seria em relação a própria hospitalidade, hoje tida como ciência aplicada, que para o lazer se torna um grande campo de estudo sobre o lúdico nas relações humanas. Sobre este tema, também teremos um momento a frente para estudarmos. an o 500 a.c. Outro tipo de evento surgido na idade antiga foram as festas Saturnálias (500 a.c) em homenagem ao deus Saturno, que deram origem ao nosso carnaval. Se analisarmos o próprio sentido denotativo (dicionário) da palavra "festa", teremos uma relação íntima com o lazer: "reunião alegre para o fim de divertimento" ou "conjunto das cerimônias com que celebra qualquer acontecimento; solenidade, celebração". Podemos observar uma ligação forte com o lúdico, com a necessidade da quebra da rotina cotidiana. 3

4 an o 377 a.c. Em 377 a.c. acontece o primeiro evento denominado congresso. Este congresso aconteceu na cidade de Corinto (Grécia) e reuniu todos os delegados das cidades gregas, que elegeram Felipe o Generalíssimo da Grécia nas lutas contra a Grécia. Como sabemos em relatos históricos, as grandes orgias (festas com muitas comidas, bebidas e sexo) surgiram na idade antiga. Nestes eventos como o congresso, as orgias eram constantes. an o 56 a.c. Em 56 a.c. acontece o último evento da idade antiga que foi a Conferência de Luca, realizada ao norte da Itália (cidade de Luca). Organizada por César o grande, serviu ao propósito, que era conciliar dois grandes rivais, Pompeu e Crasso, com o intuito de fortalecer o Triunvirato e derrubar o Senado. O objetivo foi conquistado e podemos nos certificar que não faltaram festas e orgias durante a conferência. Além da hospitalidade, a idade antiga deixou também dois outros fatores importantes para os eventos que se seguiram: a infra-estrutura de acesso e os primeiros espaços para eventos. 3. Idade Média Com o poderio da Igreja Católica e a atividade comercial desenvolvida ao redor dos castelos e mosteiros, a Idade Média ficou caracterizada, como vimos anteriormente, pela repressão ao lúdico e a valorização da religião e, no protestantismo, a valorização do acúmulo de riquezas. O turismo de lazer, portanto, não obteve desenvolvimento nesta época, por conta desta repressão ao lúdico e também pela falta de seguranças nas estradas. Contudo, é nesta época que surge o primeiro "guia de viagens", o Guia de Estradas de Charles Estiene (1552) que continha informações de suas viagens com detalhes e também uma publicação chamada Of Travel, de Francis Bacon (1612), com orientações para viajantes. Já para o Turismo de Eventos foi um momento importante, principalmente através dos eventos religiosos como: concílios (reuniões de membros da igreja) e representações teatrais, além dos eventos comerciais (feiras comerciais). 4

5 Os concílios Os concílios tiveram importância muito grande não apenas para a religião, mas para a política e economia da Idade Média. Diversos deles foram realizados em regiões estratégicas e com objetivos muito definidos, os quais determinavam rumos e tendências da própria sociedade. São Gregório com o objetivo de evangelizar a Armênia. O primeiro concílio foi o Concílio de Elvira em 300 d.c., convocado por Em 381 d.c., o Concílio de Constantinopla afirmou o dogma da Santíssima Trindade. Assim pelos anos seguintes, diversos concílios aconteceram. O primeiro destes eventos em que encontramos registros que identificam o local do evento e o número de participantes, foi o VI Concílio de Latrão (1563), o que demonstra uma certa preocupação com o número de pessoas que se deslocavam para participar de eventos, ativando assim uma série de outras atividades paralelas necessárias para apoiar tais organizações. As representações teatrais As representações teatrais surgiram dentro das igrejas como forma de interpretar passagens da própria Bíblia. Com o aumento da participação popular, os espaços internos das igrejas se tornaram pequenos, fazendo com que estas representações ganhassem as ruas e em seguida as praças públicas. Com esta mudança podemos dizer que estes eventos se Encenação da Paixão de Cristo em Nova Jerusalém - PE/Brasil 5

6 tornaram um grande momento de entrete-nimento para a população e também um atrativo turístico para muitas cidades do mundo inteiro. Como exemplos podemos citar a encenação da Paixão de Cristo, que acontece na cidade alemã de Oberammergan, desde 1631 em praça pública e hoje chega a receber cerca de 300 mil turistas durante a temporada. Milhares de pessoas também se reúnem para assistir tal encenação aqui no Brasil em cidades que muitas vezes recebem a presença de atores profissionais famosos em suas interpretações. No Brasil, o Círio de Nazaré, seria outro exemplo famoso de representação teatral e que atrai milhares de turistas para a cidade de Belém no estado do Pará. Os eventos comerciais: as feiras comerciais As feiras foram os eventos mais importantes para o comércio da Idade Média. Surgiram pela necessidade que as pessoas possuíam de se vestir, de comer e de se armar. Durante as realizações das feiras também existia um processo de suspensão das hostilidades (prática da hospitalidade), uma certa liberdade de organizar alguns jogos proibidos e outras liberdades para garantir as trocas. Com isso, podemos dizer que o lúdico se torna presente, mesmo com a repressão da Igreja, mas com o consentimento da mesma. Isso reforça a idéia que já discutimos sobre o instinto ludens que o homem possui e que tem necessidade de ser suprido. Mesmo debaixo de resistências (repressão) sempre se busca uma saída para garantir sua contemplação. As primeiras feiras comerciais começam a ocorrer com regularidade na região de Champagne, na França, por volta de 427. Além de Champagne, outras regiões da França também se tornaram famosas por suas feiras comercias como Paris, Lyon e Reims. Outros países também tinham relevância em suas feiras comerciais. É o caso da Alemanha (Colônia e Frankfurt, Leipzig e Lübeck) e da Itália (Ferrara e Parma). Em 1211, a Inglaterra inicia a feira comercial de Stourbridge. 6

7 A França sempre foi a pioneira no mercado de feiras. Apenas passou por um período de recesso durante o reinado de Felipe IV ( ), pois o Rei resolveu regulamentá-las cobrando taxas muito altas e causando assim uma decadência deste evento. Após este período, as feiras comerciais voltam a crescer. Em 1628, com a Feira de Lipzig, na Alemanha, as feiras realizadas nesta época começam a tomar um rumo internacional, onde algumas delas existem até hoje e atraem milhares de turistas. As feiras contribuíram para o desenvolvimento comercial internacional, além de diminuir os choques culturais diante as novidades de mercado encontradas durante os eventos, desde a idade média até os dias de hoje. Eventos científicos e técnicos: o surgimento do turismo e do turismo de eventos Devido à inexistência de registros, não podemos relacionar os diversos eventos técnicos e científicos ocorridos ao longo da idade média. O primeiro evento científico, de cunho não religioso, data de 1681 em Roma, na Itália. Foi um congresso de medicina geral. O primeiro evento técnico foi o Congresso de Viena em 1815, após a derrota de Napoleão. Este congresso reuniu as potências européias para elaborar um acordo de paz e definir a redistribuição dos territórios conquistados por Napoleão. Se compararmos tais eventos com os que acontecem nos dias de hoje, poderemos encontrar um grande número de pessoas se deslocando pelo mundo com o intuito de se divertir, mas utilizando o pretexto de ter que participar de um evento internacional como um congresso ou simpósio. Trata-se de uma maneira de unir o útil ao agradável, pois se tem a oportunidade de praticar turismo, que apesar de muitos chamarem de negócios, concilia-se muito o próprio lazer. 7

8 4. Idade Moderna Com o declínio da idade média, o ser humano volta a aflorar o seu espírito investigativo o que estimulou os deslocamentos: artistas, artesãos, músicos e poetas. Surgiu nesta época um movimento chamado Gran Tour - viagens de jovens da nobreza para estudos e experiências profissionais em outras cidades Também surgem os primeiros meios de hospedagem: albergues e estalagens com mais segurança e conforto para os viajantes. A contribuição para o Turismo de Lazer foram as viagens mais agradáveis. Com o advento da Revolução Industrial, houve uma grande mudança econômica e social, além da revolução nos meios de transporte e comunicação. Surgem os primeiros eventos Técnicos (área de exatas e sociais) e Científicos (ciências naturais e biológicas) = mesas redondas, simpósios, seminários, conferências, cursos, painéis, congressos ou encontros. O Turismo e o Turismo de Eventos como atividade organizada, surgiram no séc XIX. O inglês Tomas Cook organizou a ida de um grupo para um congresso. O Turismo de Eventos teve sua origem na Idade Média e consolidou-se com os eventos esportivos, feira de amostras e principalmente com as exposições universais. 8

9 No século XX, com a invenção do automóvel, ocorreu um grande impulso ao Turismo. Em seguida o avião encurtou as distâncias (viagens com rapidez, segurança e conforto). Ou seja, as facilidades surgidas através do desenvolvimento tecnológico em termos de transporte, comunicação e comercialização de bens e serviços do Turismo, foram responsáveis pelo desenvolvimento do próprio Turismo e do Turismo de Eventos. Espaços para eventos Com a consolidação do Turismo de Eventos no séc XVIII através da Revolução Industrial, do impulso da atividade comercial desde a idade média (feiras), passa a surgir uma organização comercial mais planejada e com isso a necessidade de espaços mais estruturados. Acompanhe abaixo os principais espaços de eventos nas suas respectivas datas históricas: Ano Local Acontecimento 1754 O primeiro espaço que se conhece foi a Society of Arts. No início aconteciam concursos artísticos e em seguida tornou-se o 1º museu Surge o Castelo de Cloud, onde ocorrem exposições de porcelanas e tapetes 1851 O Palácio de Cristal foi o primeiro pavilhão de feiras que surgiu na Inglaterra 1930 A Copa do Mundo de Futebol em 1930 no Uruguai também foi importante para o crescimento de eventos esportivos e de espaços específicos. 9

10 Turismo de eventos no Brasil Antes mesmo da chegada da Família Real de Portugal (séc XVII), já existiam, no Brasil, feiras comerciais semelhantes às da Idade Média que ocorriam na Europa. Tais feiras comercializavam produtos, eram realizadas aos Domingos e feriados santos (paralelo aos festejos religiosos) e possuíam personagens marcantes como: o cego cantador, o tirador de quadras (repentista), o poeta popular, o contador de histórias, entre outros. A feira mais famosa nesta época era a do Largo da Glória, no Rio de Janeiro. O primeiro registro de um evento organizado em espaço adequado no Brasil, data de 07 de Fevereiro de Foi realizado o Baile de Carnaval no Hotel Itália, no Rio de Janeiro. Você sabia que este evento - Baile de Carnaval no Hotel Itália - ocorreu logo após a proibição por parte da igreja, e é a festa precursora do carnaval dos dias de hoje? Nesta época aconteciam os bailes no Café Neville no Rio de Janeiro também. O Brasil não tinha experiência em organização de eventos, então começou a participar de feiras internacionais para adquiri-la. Vamos conhecer algumas feiras internacionais que o Brasil participou: 10

11 Ano Local Evento 1862 Londres Exposição Internacional de Londres 1867 Paris Exposição Internacional de Paris 1873 Viena Exposição Internacional de Viena 1886 Antuérpia 1893 Brasil - RJ 1908 Brasil - RJ 1922 Brasil - RJ 1923 Brasil - RJ Exposição Internacional de Antuérpia Antes do Brasil participar da Feira Colombiana de Chicago (EUA) em 1893, foi realizado, no Rio de Janeiro, uma exposição preparatória no Museu Nacional. Em 1908, o Brasil organiza a Feira Nacional no Pavilhão de Feiras da Praia Vermelha (RJ). Realizou-se a Exposição Internacional do Centenário da Independência do Brasil no Palácio das Festas (RJ). O evento aconteceu no período de 07 de Setembro de 1922 a 02 de Julho de 1923, contou com a participação de vários países e tiveram um público de cerca de 3 milhões de pessoas (cerca de 12 mil / dia em média). Em 1923, surgiu o Copacabana Palace Hotel no Rio de Janeiro com seus salões para eventos que acontecem até hoje Brasil Em 1928 acontece a Convenção Internacional de Turismo, organizada pela Sociedade Brasileira de Turismo (hoje Touring Clube do Brasil) Brasil Na década de 30, início dos anos 40, o advento da 2ª Guerra Mundial causou uma diminuição dos eventos mas a área de hospedagem cresceu, pois foram inaugurados Hotéis Cassino. Dentre eles: 1950 Brasil - RJ - Parque Balneário Santos - Atlântico Hotel Santos - Quitanda Hotel Petrópolis/RJ - Grande Hotel Araxá Araxá/MG - Quississana Hotel Poços de Caldas/MG - Icaraí Hotel Niterói/RJ - Grande Hotel Campos do Jordão/SP É inaugurado o Estádio do Maracanã no Rio de Janeiro, palco da realização da Copa do Mundo de Futebol no Brasil Brasil Surge a Associação Brasileira das Agências de Viagens ABAV Brasil Acontece o IV Centenário da Fundação da Cidade de São Paulo que culminou com a inauguração do Parque do Ibirapuera, projeto arquitetônico de Osmar Niemeyer e paisagismo de Burle Marx. No parque, locais para eventos como: pavilhões de feiras, museus, áreas de esportes, lagos, Feira do Automóvel, Feira das Crianças, etc Brasil Acontece o primeiro evento de Turismo: I Encontro Brasileiro das Agências de Viagens com a ABAV, mesmo sem a existência de um centro de convenções apropriado Brasil Surge a Empresa Brasileira de Turismo EMBRATUR 1970 Brasil - SP Surge um famoso espaço para eventos em São Paulo, o Palácio de Convenções do Anhembi Brasil Acontece o 1º Encontro Brasileiro de Turismo EMBETUR, denominado, a partir de 1999, de Congresso Brasileiro de Turismo CBTUR 11

12 Outras entidades e espaços (Turismo e Turismo de Eventos) No século XIX surge em São Paulo o primeiro escritório de eventos: o Convention Bureau. Veja outras importantes entidades que surgiram neste período: Ano 1910 Exposição Internacional de Londres Turismo de Eventos no Contexto Internacional O Turismo de Eventos sempre foi e ainda é um componente importante para o urismo e a economia mundial. Evento 1914 Association of Convention and Visitors Bureau IACVB União de Feiras Internacionais UFI 1967 No Brasil, surge a famosa empresa organizadora de eventos, a Alcântara Machado Feiras e Promoções Associação Brasileira de Eventos e Empresas Operadoras em Congressos e Convenções ABEOC, que se tornou mais tarde a Associação Brasileira das Empresas de Eventos Em São Paulo, surge a Fundação 24 de Janeiro ou a São Paulo Convention and Visitors Bureau SPCVB, com o trabalho de captação de eventos para São Paulo Associação Brasileira de Centros de Convenções, Exposições e Feiras ABRAC- CEF. O International Congress and Convention Association - ICCA, contribui para o desenvolvimento, no âmbito mundial, de todos os tipos de eventos internacionais. Veja o ranking de eventos levantado pela ICCA: Os continentes que mais se destacaram na realização de eventos foram: No período entre 1996 e 1997, os países que mais se destacaram na realização de eventos foram Entre os países do continente americano, os que mais se destacaram foram: Dentre os locais mais utilizados para eventos, destacam-se: RANKING 1º 2º 3º 4º 21º Europa Ásia América do Norte EUA Reino Unido - - Austrália Alemanha Brasil EUA Canadá Brasil - - Centros de Convenções Hotéis Universidades

13 Além do ranking que você acabou de conhecer, veja outros dados importantes levantados pelo ICCA: * Entre 1996 e 1997, foram realizados 4856 eventos, ou seja, um decréscimo de 5,6% em relação ao período de 1994 a 1995, * Na década de 90, houve um acréscimo de 10% no nº de eventos em relação à década de 80, * Nos últimos anos, houve uma queda no nº de eventos devido ao reflexo da situação econômica mundial; * No Brasil, os principais pontos de entrada de turistas são: São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul; * Em 1997, U$ 7,62 milhões foram faturados com gastos de participantes em eventos internacionais; * Nos últimos anos, São Paulo lidera está na liderança de entrada de Turistas nacionais e internacionais. Motivo principal: negócios e eventos; * Em 1999, os motivos que mais atraíram turistas estrangeiros ao Brasil foram: - Lazer - 77% - Negócios - 18,5% - Congressos e convenções - 3,17% - cerca de U$ 64 milhões - Outros motivos - 1,17% 13

14 MATIAS, Marlene. Organização de eventos: procedimentos e técnicas. 2ª edição - São Paulo: Manole,

15 15

Turismo do Rio em números

Turismo do Rio em números 1 2 APRESENTAÇÃO A indústria do turismo tanto no Brasil como no Rio de Janeiro enfrenta um grande carência de indicadores estatísticos e econômicos, que possibilitem mensurar de maneira confiável e precisa

Leia mais

1. O que é Convention Bureau? 2. Desenvolvimento da estrutura de Porto Alegre no turismo de eventos

1. O que é Convention Bureau? 2. Desenvolvimento da estrutura de Porto Alegre no turismo de eventos 1. O que é Convention Bureau? 2. Desenvolvimento da estrutura de Porto Alegre no turismo de eventos 3. Planos e Perspectivas do POACVB para a Copa do Mundo no RS. Quem Somos O Porto Alegre & Região Metropolitana

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 214 vai movimentar o Turismo Brasileiro 9 dias O estudo As empresas Principais conclusões a 9 dias da Copa 1 principais emissores 1 Desempenho das cidades-sede Chegadas internacionais

Leia mais

Desafíos y Gestión de la Hotelería Hospitalaria

Desafíos y Gestión de la Hotelería Hospitalaria Desafíos y Gestión de la Hotelería Hospitalaria Merielle Barbosa Lobo Pró-Saúde Hospital Materno Infantil Tia Dedé Tocantins Brasil merielle.hmitd@prosaude.org.br A ORIGEM DA ATIVIDADE HOTELEIRA O hotel

Leia mais

SLCVB participa de feiras internacionais

SLCVB participa de feiras internacionais SLCVB participa de feiras internacionais O superintendente do São Luís Convention & Visitors Bureau, Liviomar Macatrão, e o presidente do São Luís Convention & Visitors Bureau, Nan Souza, embarcaram nesta

Leia mais

São Paulo. O Brasil como Pólo Internacional de Investimentos e Negócios. tsando@visitesaopaulo.com

São Paulo. O Brasil como Pólo Internacional de Investimentos e Negócios. tsando@visitesaopaulo.com São Paulo O Brasil como Pólo Internacional de Investimentos e Negócios São Paulo Convention & Visitors Bureau Fundação 25 de Janeiro Entidade estadual, mantida pela iniciativa privada. Captação e apoio

Leia mais

Adventure Sport Fair

Adventure Sport Fair Universidade de Brasília Centro de Excelência em Turismo Curso de Especialização Formação de Consultores em Turismo Adventure Sport Fair Estudo de Caso - Análise de um evento que tornou-se referencial

Leia mais

Fam Tours Press Trips. Cliente Oculto

Fam Tours Press Trips. Cliente Oculto Embarque na Viagem Seu portal de Turismo, Lazer, Entretenimento e Gastronomia. Media Kit 2013 Notícias Fam Tours Press Trips Redes Sociais Publicidade Difenciada Projetos Especiais Perfil Cliente Oculto

Leia mais

Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional

Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional Tribunal de Contas da União, 17 de agosto de 2011 Plano Aquarela Desde 2005 é a base metodológica

Leia mais

Estudo da Demanda Turística Internacional

Estudo da Demanda Turística Internacional Estudo da Demanda Turística Internacional Brasil 2012 Resultados do Turismo Receptivo Pontos de Coleta de Dados Locais de entrevistas - 25 Entrevistados - 31.039 15 aeroportos internacionais, que representam

Leia mais

Legado da Copa do Mundo e das Olimpiadas - Rio AMCHAM - Rio. Rio de Janeiro setembro 2013

Legado da Copa do Mundo e das Olimpiadas - Rio AMCHAM - Rio. Rio de Janeiro setembro 2013 Legado da Copa do Mundo e das Olimpiadas - Rio AMCHAM - Rio Rio de Janeiro setembro 2013 Sistema Brasileiro de CVBx Confederação Brasileira Federação de CVBx do RJ CVBx do RJ Federados a FCVB-RJ Convention

Leia mais

Refletir sobre a evolução do Lazer na sociedade ocidental, de uma perspectiva do tempo e atividades.

Refletir sobre a evolução do Lazer na sociedade ocidental, de uma perspectiva do tempo e atividades. HISTÓRICO DO LAZER Objetivo Refletir sobre a evolução do Lazer na sociedade ocidental, de uma perspectiva do tempo e atividades. 1. Da Grécia Antiga aos dias de hoje Os humanos sempre brincaram em toda

Leia mais

Funcionamento do mercado MICE e seus principais sub segmentos

Funcionamento do mercado MICE e seus principais sub segmentos Funcionamento do mercado MICE e seus principais sub segmentos Curitiba, 28 de maio de 2015 ARISTIDES DE LA PLATA CURY PESSOA FÍSICA SEGMENTAÇÃO DO TURISMO QUEM DECIDE? Sol e Praia Cultural Arqueologia

Leia mais

XXIV ENCONTRO DE VOLUNTÁRIOS CONSESP Agosto 2015. Rio de Janeiro e Espírito Santo

XXIV ENCONTRO DE VOLUNTÁRIOS CONSESP Agosto 2015. Rio de Janeiro e Espírito Santo XXIV ENCONTRO DE VOLUNTÁRIOS CONSESP Agosto 2015 Rio de Janeiro e Espírito Santo Vôos Ida: 23/08/2015 Vôo JJ3334 (Curitiba) 06:00 06:55 (Guarulhos) Vôo JJ3684 (Guarulhos) 08:05 09:05 (Galeão) Volta: 30/08/2015

Leia mais

HOTELARIA CLÁSSICA X HOTELARIA HOSPITALAR

HOTELARIA CLÁSSICA X HOTELARIA HOSPITALAR HOTELARIA CLÁSSICA X HOTELARIA HOSPITALAR Palestrante: Marilia Mills CONCEITOS Hotelaria Clássica é a reunião de serviços com características próprias e que tem por finalidade oferecer hospedagem, alimentação,

Leia mais

PROGRAMA PARANÁ MICE PROJETO DE PESQUISAS DE DEMANDA

PROGRAMA PARANÁ MICE PROJETO DE PESQUISAS DE DEMANDA PROGRAMA PARANÁ MICE PROJETO DE PESQUISAS DE DEMANDA PROMOTORES DE EVENTOS ASSOCIATIVOS ESTADUAIS ASSOCIATIVOS LOCAIS CORPORATIVOS TURISTAS NEGÓCIOS ( 2016) EVENTOS FEIRAS CONGRESSOS 2 SEMINÁRIO PARANÁ

Leia mais

Turismo de Negócios, Congressos e Eventos. 1º. Encontro de Secretários de Turismo da Rede Mercocidades. Mercodestinos Capitais Gauchas Rotas Tchê

Turismo de Negócios, Congressos e Eventos. 1º. Encontro de Secretários de Turismo da Rede Mercocidades. Mercodestinos Capitais Gauchas Rotas Tchê Turismo de Negócios, Congressos e Eventos 1º. Encontro de Secretários de Turismo da Rede Mercocidades Mercodestinos Capitais Gauchas Rotas Tchê Visão, Acordos, Compromissos, Estratégias e Ações Porto Alegre,

Leia mais

Atividades sociais pre -congresso (20 a 23/06/2015) e po s-congresso (28/06 a 01/07/2015):

Atividades sociais pre -congresso (20 a 23/06/2015) e po s-congresso (28/06 a 01/07/2015): Atividades sociais pre -congresso (20 a 23/06/2015) e po s-congresso (28/06 a 01/07/2015): Viagens de 20 a 23/06/2015 ou 28/06 a 01/07/2015 (4 dias) Viagem ao Rio de Janeiro Essa é a oportunidade de conhecer

Leia mais

PARCEIROS BONS. Mercado

PARCEIROS BONS. Mercado Mercado BONS PARCEIROS por Fabio Steinberg Saiba quem são e como funcionam os Conventions & Visitors Bureaus, que divulgam o destino, sendo fundamentais para a captação de visitantes e eventos. Há milhares

Leia mais

Turismo de (bons) negócios. 26 KPMG Business Magazine

Turismo de (bons) negócios. 26 KPMG Business Magazine Turismo de (bons) negócios 26 KPMG Business Magazine Segmento ganha impulso com eventos internacionais e aumento da demanda interna Eventos mobilizaram mais de R$ 20,6 bilhões em 2011 A contagem regressiva

Leia mais

São Paulo. o perfil dos. cada ano esticam mais a estadia e começam a agregar, cada vez mais, o lazer ao trabalho. cidade. anuário 2012 CRIATIVA

São Paulo. o perfil dos. cada ano esticam mais a estadia e começam a agregar, cada vez mais, o lazer ao trabalho. cidade. anuário 2012 CRIATIVA São Paulo anuário 2012 o perfil dos visitantes Os turistas que visitam a capital paulista, a cada ano esticam mais a estadia e começam a agregar, cada vez mais, o lazer ao trabalho Turistas conheça o perfil

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2013

Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Volume 40 Ano base 2012 Guia de leitura Guia de leitura O Guia de Leitura tem o propósito de orientar

Leia mais

Prof. Osiris Marques

Prof. Osiris Marques Prof. Osiris Marques Um pouco sobre o Observatório do Turismo FTH UFF O Observatório do Turismo da Universidade Federal Fluminense é um grupo de pesquisa ligado à Faculdade de Turismo e Hotelaria (FTH)

Leia mais

Panorama dos pré-socráticos ao helenismo

Panorama dos pré-socráticos ao helenismo Panorama dos pré-socráticos ao helenismo Heidi Strecker* A filosofia é um saber específico e tem uma história que já dura mais de 2.500 anos. A filosofia nasceu na Grécia antiga - costumamos dizer - com

Leia mais

Empresa de gestão do destino (DMC) Rússia ao seu alcance!

Empresa de gestão do destino (DMC) Rússia ao seu alcance! Empresa de gestão do destino (DMC) Rússia ao seu alcance! A GrandRus tours é uma agência de viagens fundada em 2006 com a missão de promover as cidades de Moscou e São Petersburgo como portais turísticos

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org De 27 de janeiro a 1º fevereiro de 2009 Belém Pará Brasil Pan-Amazônia O que é o Fórum Social Mundial?

Leia mais

ATENAS, OLÍMPIA, SANTORINI E CRETA-10 dias/9 noites

ATENAS, OLÍMPIA, SANTORINI E CRETA-10 dias/9 noites ATENAS, OLÍMPIA, SANTORINI E CRETA-10 dias/9 noites Roteiro dia a dia proposta 1º Dia ATENAS Chegada ao aeroporto, recepção e transfer ao hotel. Depois do almoço, sairemos para o passeio panorâmico pela

Leia mais

Caderno de dados do Turismo

Caderno de dados do Turismo EDIÇÃO 5 CADERNO D E DAD OS Caderno de dados do Turismo Maio - 2013 Apresentação Mineirão - Fotógrafo Alberto Andrich e Ilustrador digital Felipe Coutinho Nesta edição 1 Apresentação 1 Metodologia 2 Mensagem

Leia mais

Israel Operadora. Autoridade no Turismo Religioso. Peregrinações Religiosas no Brasil

Israel Operadora. Autoridade no Turismo Religioso. Peregrinações Religiosas no Brasil Israel Operadora Autoridade no Turismo Religioso Peregrinações Religiosas no Brasil Nossa Especialidade A Israel Operadora, empresa do Grupo Skill Supertravel é especializada em turismo religioso. Com

Leia mais

Não residentes foram cruciais para o crescimento da atividade turística em 2013

Não residentes foram cruciais para o crescimento da atividade turística em 2013 Estatísticas do Turismo 2013 24 de junho de 2014 Não residentes foram cruciais para o crescimento da atividade turística em 2013 Em 2013, de acordo com os dados provisórios da Organização Mundial de Turismo,

Leia mais

Centro Cultural e de Exposições de Maceió

Centro Cultural e de Exposições de Maceió Centro Cultural e de Exposições de Maceió Descrição Administrar, explorar comercialmente e desenvolver eventos culturais, de lazer e de negócios no Centro Cultural e de Exposições de Maceió, localizado

Leia mais

PANORAMA DO MERCADO Asiático

PANORAMA DO MERCADO Asiático Boletim PANORAMA DO MERCADO Asiático Edição nº 1 Julho/2015 Coordenação Geral de Mercados Americanos/Asiático - CGMA Diretoria de Mercados Internacionais - DMINT Apresentação A série Boletim Panorama dos

Leia mais

ROSEMARY OLIVEIRA DE LIMA

ROSEMARY OLIVEIRA DE LIMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UECE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - CCT CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS APLICADOS - CESA MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO DE NEGÓCIOS TURÍSTICOS MPGNT ROSEMARY OLIVEIRA DE LIMA

Leia mais

ANEXO II CONCENTRAÇÕES PÚBLICAS E OCORRÊNCIAS ESPECIAIS

ANEXO II CONCENTRAÇÕES PÚBLICAS E OCORRÊNCIAS ESPECIAIS 10000 Feiras, Exposições, Congressos, Mostras, Desfiles de Moda, Solenidades ou outros s similares realizados em centros de exposição, casas de espetáculo ou locais similares em recinto fechado, público

Leia mais

Dados Gerais Negócios e Eventos Brasil

Dados Gerais Negócios e Eventos Brasil Dados Gerais Negócios e Eventos Brasil INFORMAÇÕES BÁSICAS DO MUNICÍPIO Meios de Acesso Sistema de Segurança Sistema de Comunicação Sistema de Saúde Sistema de Educação Serviços e Equipamentos de Agências

Leia mais

http://www.hoteliernews.com.br/hoteliernews/hn.site.4/noticiasconteudo.aspx?noticia...

http://www.hoteliernews.com.br/hoteliernews/hn.site.4/noticiasconteudo.aspx?noticia... Página 1 de 7 terça-feira, 6 de julho de 2010 Busca Notícias Home Sobre nós Notícias RH Hotel Hotel Solution Hotel Gourmet Hôtelier Club Eventos Parceiros Blogs favoritos Twitter Notícia de Magazine SPCVB

Leia mais

Dispomos de filiais em Natal/RN, bairro de Ponta Negra.

Dispomos de filiais em Natal/RN, bairro de Ponta Negra. Quem Somos? Atua há 22 anos firmada no mercado como agência especializada na negociação, planejamento, divulgação e execução das atividades turísticas. Empresa esta, devidamente cadastrada pelos órgãos

Leia mais

Professores: Marcelo Vale / Marcelo Bentes / Rosylane Gomes Disciplina: Matemática Aluno(a): Série: 6º ano EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA O II SIMULADO

Professores: Marcelo Vale / Marcelo Bentes / Rosylane Gomes Disciplina: Matemática Aluno(a): Série: 6º ano EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA O II SIMULADO Professores: Marcelo Vale / Marcelo Bentes / Rosylane Gomes Disciplina: Matemática Aluno(a): Série: 6º ano EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA O II SIMULADO 1) Os primeiros cinco múltiplos de 6 são: a) 1, 7, 13,

Leia mais

EUROPA NO SÉCULO XIX. http://historiaonline.com.br

EUROPA NO SÉCULO XIX. http://historiaonline.com.br EUROPA NO SÉCULO XIX A INGLATERRA NO SÉCULO XIX: Era Vitoriana (1837-1901): Hegemonia marítima inglesa. Fortalecimento do poder político da burguesia. Expansão da economia industrial 2ª Revolução Industrial.

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE HISTÓRIA 8º ANO PROFESSOR: MÁRCIO AUGUSTO

Leia mais

ATENAS, OLÍMPIA, SANTORINI E CRETA 8 dias/7 noites

ATENAS, OLÍMPIA, SANTORINI E CRETA 8 dias/7 noites ATENAS, OLÍMPIA, SANTORINI E CRETA 8 dias/7 noites Roteiro dia a dia proposta 1º Dia ATENAS Chegada ao aeroporto, recepção e traslado ao hotel. Depois do almoço, sairemos para o passeio panorâmico pela

Leia mais

* Respectivamente, gerente, administradora e engenheiro da Gerência Setorial 4 do BNDES.

* Respectivamente, gerente, administradora e engenheiro da Gerência Setorial 4 do BNDES. HOTEL DE NEGÓCIOS Mary Lessa Alvim Ayres Ilka Gonçalves Daemon Paulo Cesar Siruffo Fernandes* Resumo Muito têm-se falado de hotéis de negócios: oportunidades de investimentos, grupos estrangeiros alardeando

Leia mais

Quem será o campeão? Dinâmica 2. Aluno Primeira Etapa Compartilhar Ideias. 9º Ano 4º Bimestre

Quem será o campeão? Dinâmica 2. Aluno Primeira Etapa Compartilhar Ideias. 9º Ano 4º Bimestre Reforço escolar M ate mática Quem será o campeão? Dinâmica 2 9º Ano 4º Bimestre DISCIPLINA Ano CAMPO CONCEITO Matemática Ensino Fundamental 9º Tratamento da Informação. Análise de gráficos e tabelas. Aluno

Leia mais

São Paulo Convention & Visitors Bureau

São Paulo Convention & Visitors Bureau Página 1 de 5 CURSO DE EECIALIZAÇÃO EM GESTÃO MERCADOLÓGICA EM TURISMO E HOTELARIA COM DESCONTO A Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo está oferecendo bolsas de estudos nos cursos

Leia mais

GUIA DE INFORMAÇÕES PARA ENCONTROS PRESENCIAL

GUIA DE INFORMAÇÕES PARA ENCONTROS PRESENCIAL GUIA DE INFORMAÇÕES PARA ENCONTROS PRESENCIAL - TURMAS ESPECIAIS - Prezado aluno(a), Com a finalidade de ajudar nossos alunos das turmas especiais, para programar sua viagem para o encontro presencial,

Leia mais

PANORAMA DOS MERCADOS Sul-Americanos

PANORAMA DOS MERCADOS Sul-Americanos Boletim PANORAMA DOS MERCADOS Sul-Americanos Edição nº 1 Julho/2015 Coordenação Geral de Mercados Americanos/Asiático - CGMA Diretoria de Mercados Internacionais - DMINT Apresentação A série Boletim Panorama

Leia mais

2. A OFERTA E A PROCURA TURÍSTICA NO NORTE DE PORTUGAL

2. A OFERTA E A PROCURA TURÍSTICA NO NORTE DE PORTUGAL 2. A OFERTA E A PROCURA TURÍSTICA NO NORTE DE PORTUGAL A análise realizada tem como base principal as estatísticas oficiais e alguns dados quantitativos de elaboração própria. Focamos a atenção nas mudanças

Leia mais

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como:

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: 1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: a) incapacidade dos Braganças de resistirem à pressão

Leia mais

ARGÉLIA ALEMANHA ARGENTINA AUSTRÁLIA. África. Europa. Capital. Argel. Berlim. Capital. árabe. Idioma. Idioma. alemão. Extensão territorial

ARGÉLIA ALEMANHA ARGENTINA AUSTRÁLIA. África. Europa. Capital. Argel. Berlim. Capital. árabe. Idioma. Idioma. alemão. Extensão territorial ALEMANHA ARGÉLIA Berlim Argel alemão árabe cerca de 8 milhões de habitantes cerca de 6 milhões de habitantes 17 Curiosidade: Existem mais de 1.5 Curiosidade: A seleção de futebol da Argélia é conhecida

Leia mais

Norte Nordeste Centro-Oeste Sudeste Sul INTERNACIONAL

Norte Nordeste Centro-Oeste Sudeste Sul INTERNACIONAL 3.11 Perfil do turista Os documentos utilizados para a análise do perfil do turista que visita o Ceará são: Relatório de Pesquisa da Demanda Turística via Fortaleza 1999 foram aplicados 4.032 questionários

Leia mais

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ (A) Teresina; (B) Cajueiro da Praia; (C) Luis Correia; (D) Parnaíba; (E) Ilha Grande Rota das Emoções: Jericoacoara (CE) - Delta (PI) - Lençóis Maranhenses (MA) Figura

Leia mais

Nome: nº. Recuperação Final de História Profª Patrícia

Nome: nº. Recuperação Final de História Profª Patrícia 1 Conteúdos selecionados: Nome: nº Recuperação Final de História Profª Patrícia Lista de atividades 8º ano Apostila 1: O Absolutismo; Revoluções Inglesas e colonização da América do Norte Apostila 2: Revolução

Leia mais

Reforma, revitalização e modernização do prédio, instalações e equipamentos e restauração de detalhes arquitetônicos e obras de arte.

Reforma, revitalização e modernização do prédio, instalações e equipamentos e restauração de detalhes arquitetônicos e obras de arte. RETRO, do latim: movimentar-se para trás; FIT, do inglês: adaptação, ajuste. Valorização de velhos edifícios, a fim de aumentar sua vida útil, através da incorporação de avançadas tecnologias em sistemas

Leia mais

PROJETO: 8 - AMPLIAÇÃO DA REDE HOTELEIRA PARA COPA DO MUNDO 2014.

PROJETO: 8 - AMPLIAÇÃO DA REDE HOTELEIRA PARA COPA DO MUNDO 2014. PROJETO: 8 - AMPLIAÇÃO DA REDE HOTELEIRA PARA COPA DO MUNDO 2014. Objetivo: Acompanhar trabalhos de ampliação do número de leitos na rede hoteleira na cidade de Curitiba. Justificativa: A cidade de Curitiba

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro O estudo Destaques Os 10 principais emissores 10 Chegadas internacionais Viagens domésticas Cidades sedes Viagens dos brasileiros ao exterior

Leia mais

PLATUM Realizado Plano Municipal de Turismo 2003

PLATUM Realizado Plano Municipal de Turismo 2003 PLATUM Realizado Plano Municipal de Turismo 2003 Janeiro/2004 1 Gerência de Turismo O Plano Municipal de Turismo PLATUM 2003, elaborado pelo Conselho Municipal de Turismo - COMTUR, contêm ações que são

Leia mais

Observatório do Turismo

Observatório do Turismo USUS 2012 Observatório do Turismo Cidade de São Paulo Brasil Turismo no Mundo 9,0% Representatividade no PIB Mundial em 2011 US$ 6,3 TRILHÕES Movimentação Financeira em 2011 980 MILHÕES Viagens no Mundo,

Leia mais

Revoluções Liberais do Século XIX

Revoluções Liberais do Século XIX Revoluções Liberais do Século XIX Revoluções Liberais do Século XIX Após a queda de Napoleão, os países absolutistas buscaram retomar o Antigo Regime com o Congresso de Viena. As diretrizes básicas do

Leia mais

TURISMO DE EVENTOS NA HOTELARIA DO LITORAL DO PARANÁ

TURISMO DE EVENTOS NA HOTELARIA DO LITORAL DO PARANÁ Universidade Federal do Paraná Setor Litoral GABRIEL KISPERGUEL MEDEIROS ALBUQUERQUE TURISMO DE EVENTOS NA HOTELARIA DO LITORAL DO PARANÁ Matinhos 2014 GABRIEL KISPERGUEL MEDEIROS ALBUQUERQUE TURISMO DE

Leia mais

Neoclássico. França: Panteão de Paris (Soufflot) Brasil: Casa França (Montigny) Bruno Maxwel 5715682 Franciele Santana 5935510 Lucas Calixto 5847264

Neoclássico. França: Panteão de Paris (Soufflot) Brasil: Casa França (Montigny) Bruno Maxwel 5715682 Franciele Santana 5935510 Lucas Calixto 5847264 Neoclássico França: Panteão de Paris (Soufflot) Brasil: Casa França (Montigny) Bruno Maxwel 5715682 Franciele Santana 5935510 Lucas Calixto 5847264 Definição Neoclássico Movimento cultural dado no século

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.902

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.902 ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.902 O TURISMO DE EVENTOS ENQUANTO MECANISMO DE PRESERVAÇÃO E PROPAGAÇÃO DE IDENTIDADES CULTURAIS

Leia mais

PORTIFOLIO DE PASSEIOS

PORTIFOLIO DE PASSEIOS GOIÂNIA GO Embora com uma história recente, oferece uma diversidade de atrativos que encantam seus moradores e visitantes. Cidade aberta, ecumênica, bela, multicultural, de gente bonita e empreendedora,

Leia mais

www.pwc.pt Room to grow European cities hotel forecast 2014 César Gonçalves Susana Benjamim 19 março 2014

www.pwc.pt Room to grow European cities hotel forecast 2014 César Gonçalves Susana Benjamim 19 março 2014 www.pwc.pt Room to grow European cities hotel forecast 2014 César Gonçalves Susana Benjamim 19 março 2014 Introdução 3ª edição do European cities hotel forecast; enquadrada pela 2ª vez; Colaboração da

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 6 o ano 3 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : 1. A fundação de Roma é contada de duas formas: a lendária e a histórica. Na explicação lendária, Rômulo matou Remo e tornou- -se

Leia mais

Programa de Imersão em Arquitetura

Programa de Imersão em Arquitetura Programa de Imersão em Arquitetura Viagem à Espanha (Barcelona, Valência, Madrid e Bilbao) 2012 1) Informações sobre o programa Para estudantes e profissionais de arquitetura, ou interessados no assunto.

Leia mais

R$ 95,00 por pessoa DESTINATION MANAGEMENT COMPANY PASSEIO DE JEEP PELA FLORESTA DA TIJUCA

R$ 95,00 por pessoa DESTINATION MANAGEMENT COMPANY PASSEIO DE JEEP PELA FLORESTA DA TIJUCA PASSEIO DE JEEP PELA FLORESTA DA TIJUCA Floresta da Tijuca é a maior Floresta urbana do mundo localizada em região de Mata Atlântica que fica a 10 minutos do centro do Rio de Janeiro. Nosso passeio inclui

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014)

RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014) RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014) Os resultados a seguir são baseados em 2.257 entrevistas realizadas com turistas no período de 14 de junho a

Leia mais

Room to grow VII conferência anual do Turismo Cidades

Room to grow VII conferência anual do Turismo Cidades www.pwc.pt Room to grow VII conferência anual do Turismo Cidades A dinâmica das cidades europeias César Gonçalves Funchal 4 abril 2014 Quaisquer que tenham sido as razões que nos colocaram neste lugar

Leia mais

O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP)

O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP) O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP) e o Aeroporto Sá Carneiro, realizou o estudo do perfil

Leia mais

MUSEU DA CIDADE OCA RECEBE A MAIOR EXPOSIÇÃO JÁ REALIZADA SOBRE A CIVILIZAÇÃO MAIA

MUSEU DA CIDADE OCA RECEBE A MAIOR EXPOSIÇÃO JÁ REALIZADA SOBRE A CIVILIZAÇÃO MAIA MUSEU DA CIDADE OCA RECEBE A MAIOR EXPOSIÇÃO JÁ REALIZADA SOBRE A CIVILIZAÇÃO MAIA Mayas: revelação de um tempo sem fim reúne pela primeira vez mais de 380 objetos e homenageia esta civilização em todo

Leia mais

Convention and Visitor Bureau - Mais de um Século de Sucesso!

Convention and Visitor Bureau - Mais de um Século de Sucesso! Convention and Visitor Bureau - Mais de um Século de Sucesso! A história da origem dos CVB s é tão antiga quanto curiosa! Pelo que se sabe, no final do século XIX, antes mesmo da linha de montagem criada

Leia mais

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 06.02.15 EDITORIA: CAPA E CIDADES

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 06.02.15 EDITORIA: CAPA E CIDADES FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 06.02.15 EDITORIA: CAPA E CIDADES Classificação: Positiva VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 06.02.15 EDITORIA: ECONOMIA Classificação: Positiva VEÍCULO: TRIBUNA DO

Leia mais

RENEX SOUTH AMERICA 2014

RENEX SOUTH AMERICA 2014 RENEX SOUTH AMERICA 2014 O mercado sul-americano de energia renovável em um só lugar 26a 28 Novembro 2014 Porto Alegre - 14h às 20h no Centro de Eventos FIERGS Entre em contato e acompanhe a RENEX pelas

Leia mais

PORTO ALEGRE A cidade que tem alegria até no nome vai surpreender você! Conheça os diferenciais que podem fazer de seu evento um enorme SUCESSO!

PORTO ALEGRE A cidade que tem alegria até no nome vai surpreender você! Conheça os diferenciais que podem fazer de seu evento um enorme SUCESSO! PORTO ALEGRE A cidade que tem alegria até no nome vai surpreender você! Conheça os diferenciais que podem fazer de seu evento um enorme SUCESSO! Congresso Brasileiro de Mastologia 2017 Porto Alegre Candidata

Leia mais

PERFIL DOS TURISTAS DO PORTO E NORTE DE PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2012

PERFIL DOS TURISTAS DO PORTO E NORTE DE PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2012 PERFIL DOS TURISTAS DO PORTO E NORTE DE PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2012 1 O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de

Leia mais

3.14 Demanda atual e potencial

3.14 Demanda atual e potencial 3.14 Demanda atual e potencial O Estado do Ceará vem adquirindo, no cenário nacional, uma importância turística crescente. Em 1998, por exemplo, ocupou o terceiro lugar dentre os destinos mais visitados

Leia mais

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão.

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão. CRISE DO ESCRAVISMO A Dinamarca foi o primeiro país Europeu a abolir o tráfico de escravos em 1792. A Grã-Bretanha veio a seguir, abolindo em 1807 e os Estados Unidos em 1808. O Brasil foi o último país

Leia mais

Impulsionando o Turismo na Cidade de São Paulo. Anhembi Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo Julho, 2003 Assessoria: HVS International

Impulsionando o Turismo na Cidade de São Paulo. Anhembi Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo Julho, 2003 Assessoria: HVS International Plano Municipal de Turismo Platum 2004/2006 Impulsionando o Turismo na Cidade de São Paulo Anhembi Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo Julho, 2003 Assessoria: HVS International 1 Platum 2004-2006

Leia mais

Um Estudo do Turismo de Eventos e Negócios em Caxias do Sul

Um Estudo do Turismo de Eventos e Negócios em Caxias do Sul Um Estudo do Turismo de Eventos e Negócios em Caxias do Sul Aline Angra dos Reis* Discente do Bacharelado em Turismo da Faculdade Anglo-Americano de Caxias do Sul Anaize Spada** Docente do Bacharelado

Leia mais

REVITALIZAÇÕES PORTUÁRIAS NO MUNDO A TRANSFORMAÇÃO DAS CIDADES E A INCORPORAÇÃO DE NOVOS CONCEITOS

REVITALIZAÇÕES PORTUÁRIAS NO MUNDO A TRANSFORMAÇÃO DAS CIDADES E A INCORPORAÇÃO DE NOVOS CONCEITOS REVITALIZAÇÕES PORTUÁRIAS NO MUNDO A TRANSFORMAÇÃO DAS CIDADES E A INCORPORAÇÃO DE NOVOS CONCEITOS FRENTE MARÍTIMA ALGUMAS DAS CIDADES MAIS FASCINANTES DO MUNDO, COMO GÊNOVA, LISBOA, LONDRES, BARCELONA,

Leia mais

O legado e os megaeventos. Erich Beting 24/10/2012

O legado e os megaeventos. Erich Beting 24/10/2012 O legado e os megaeventos Erich Beting 24/10/2012 O que é legado? Pelo dicionário, a definição mais exata que se pode ter, quando aplicado a um megaevento esportivo, é a seguinte: Legado: o que é transmitido

Leia mais

CENTRAIS DE INFORMAÇÕES TURÍSTICAS PARANAGUÁ / ILHA DO MEL

CENTRAIS DE INFORMAÇÕES TURÍSTICAS PARANAGUÁ / ILHA DO MEL CENTRAIS DE INFORMAÇÕES TURÍSTICAS PARANAGUÁ / ILHA DO MEL Observatório do Turismo de Paranaguá Destino Indutor do Paraná ATENDIMENTOS POR CENTRAIS DE INFORMAÇÕES JANEIRO A DEZEMBRO 2014 RODOVIÁRIA - PRAÇA

Leia mais

Ações com profissionais de turismo (Blogueiros e Agentes de Viagem) Fam Tours Press Trips Notícias

Ações com profissionais de turismo (Blogueiros e Agentes de Viagem) Fam Tours Press Trips Notícias Embarque na Viagem Seu portal de Turismo, Lazer, Entretenimento e Gastronomia. Media Kit Redes Sociais Palestras Viagens de inspeção Publicidade Difenciada Ações com profissionais de turismo (Blogueiros

Leia mais

DADOS ECONÔMICOS DO TURISMO DE EVENTOS 2002 (base de cálculos pesquisa do Fóruns dos CVB)

DADOS ECONÔMICOS DO TURISMO DE EVENTOS 2002 (base de cálculos pesquisa do Fóruns dos CVB) DADOS ECONÔMICOS DO TURISMO DE EVENTOS 2002 (base de cálculos pesquisa do Fóruns dos CVB) CEARÁ BRASIL Fortaleza Convention Bureau 1 Principais Impactos - 2002 102 eventos (200 a 5000 pax) realizados totalizando

Leia mais

Dados Gerais Negócios e Eventos Brasil

Dados Gerais Negócios e Eventos Brasil Dados Gerais Negócios e Eventos Brasil INFORMAÇÕES BÁSICAS DO MUNICÍPIO Meios de Acesso Sistema de Segurança Sistema de Comunicação Sistema de Saúde Sistema de Educação Serviços e Equipamentos de Agências

Leia mais

368 municípios visitados

368 municípios visitados TURISTAS INTERNACIONAIS 60,3% visitaram o Brasil pela primeira vez 91,4 % Copa como o principal motivo da viagem 83% o Brasil atendeu plenamente ou superou suas expectativas 95% tem intenção de retornar

Leia mais

DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul. DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul SUPLEMENTO ESPECIAL

DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul. DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul SUPLEMENTO ESPECIAL SEXTA-FEIRA, 01/04/2011 DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul www.aquies.com.br»» @folhadocaparao»» facebook.com/grupofolhadocaparao QUARTA-FEIRA, 15/02/2012 DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro

Leia mais

Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH. Roberto Luciano Fagundes Presidente do BHC&VB

Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH. Roberto Luciano Fagundes Presidente do BHC&VB Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH Roberto Luciano Fagundes Presidente do BHC&VB Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH O que é Belo Horizonte Convention & Vistors Bureau

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2005-2011

Estudo da demanda turística internacional 2005-2011 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2005-2011 Brasília, outubro de 2012 Sumário 1 Perfil da demanda

Leia mais

Seminário Internacional do Museu Histórico Nacional

Seminário Internacional do Museu Histórico Nacional Seminário Internacional do Museu Histórico Nacional Ponta do Calabouço e adjacências: história, memória e patrimônio nos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro CHAMADA PÚBLICA DE TRABALHOS A faixa de terra

Leia mais

(base de cálculos pesquisa do Fóruns dos CVB) CEARÁ BRASIL. 20/07/2009 Fortaleza Convention Bureau 1

(base de cálculos pesquisa do Fóruns dos CVB) CEARÁ BRASIL. 20/07/2009 Fortaleza Convention Bureau 1 DADOS ECONÔMICOS DO TURISMO DE EVENTOS 2005 (base de cálculos pesquisa do Fóruns dos CVB) CEARÁ BRASIL Fortaleza Convention Bureau 1 Principais Impactos - 2005 118 eventos (200 a 5.000 pax) realizados

Leia mais

TOUR FÁTIMA 13 DE OUTUBRO PEREGRINAÇÃO FÁTIMA PORTUGAL. Partidas dos locais de origem 09 de Outubro de 2015

TOUR FÁTIMA 13 DE OUTUBRO PEREGRINAÇÃO FÁTIMA PORTUGAL. Partidas dos locais de origem 09 de Outubro de 2015 TOUR FÁTIMA 13 DE OUTUBRO PEREGRINAÇÃO FÁTIMA PORTUGAL Partidas dos locais de origem 09 de Outubro de 2015 Partidas para os locais de origem 16 de Outubro de 2015 ITINERÁRIO PROGRAMA 8 DIAS DESTAQUE PORTUGAL

Leia mais

A ABRESI fomenta o desenvolvimento econômico do setor. A CNTur é a representante oficial do setor do Turismo no Brasil QUEM SOMOS

A ABRESI fomenta o desenvolvimento econômico do setor. A CNTur é a representante oficial do setor do Turismo no Brasil QUEM SOMOS A CNTur é a representante oficial do setor do Turismo no Brasil A Confederação Nacional do Turismo é entidade sindical patronal, de grau máximo, que congrega em todo território nacional 7 federações e

Leia mais

7.1.6 Origem/Motivação: Pessoas da comunidade fizeram um curso sobre culinária à base de peixe, com

7.1.6 Origem/Motivação: Pessoas da comunidade fizeram um curso sobre culinária à base de peixe, com 7 Missões: Recursos de Interesse Patrimonial FESTAS E CELEBRAÇÕES São Pedro do Butiá 7.1 Aspectos Gerais 7.1.1 Identificação: Fish Fest 7.1.2 Denominação mais freqüente: Jantar do Peixe 7.1.3 Localização:

Leia mais

Oportunidade: efeitos socioeconômicos 2006-2014. Preparativos: sorteio final e venda de ingressos

Oportunidade: efeitos socioeconômicos 2006-2014. Preparativos: sorteio final e venda de ingressos Introdução: função do COL Oportunidade: efeitos socioeconômicos 2006-2014 Preparativos: sorteio final e venda de ingressos O legado já começou Conclusão Introdução: função do COL Oportunidade: efeitos

Leia mais

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO.

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO. APRESENTAÇÃO Aula 08 3B REVOLUÇÃO FRANCESA Prof. Alexandre Cardoso REVOLUÇÃO FRANCESA Marco inicial da Idade Contemporânea ( de 1789 até os dias atuais) 1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra

Leia mais

DADOS DE MERCADO 2010/2011 HOLANDA + BÉLGICA

DADOS DE MERCADO 2010/2011 HOLANDA + BÉLGICA DADOS DE MERCADO 2010/2011 HOLANDA + BÉLGICA HÓSPEDES HOTELARIA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA (NUTSII) (Fonte: INE, PORTUGAL) HOLANDA Hóspedes hotelaria - AM Lisboa 82.600 78.557 75.546 76.601 75.636 74.305

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951 ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951 A ATIVIDADE TURÍSTICA E O SEGMENTO DE EVENTOS. PERSPECTIVAS DE CRESCIMENTO GRAÇAS À COPA

Leia mais