PARECER DOS RECURSOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PARECER DOS RECURSOS"

Transcrição

1 Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE Concurso Público de Ingresso no Magistério Público Estadual EDITAL Nº 21/2012/SED PARECER DOS RECURSOS CARGO: Professor de Língua Portuguesa e Literatura/Língua Portuguesa 13) Assinale a alternativa correta que preenche as lacunas do texto a seguir. (Texto de Lya Luft, adaptado). Nem todos são obrigados a gostar do que escrevo ou do que afirmo em minhas palestras: dirão que maturidade e velhice doença e deterioração. Uma maturidade tranquila e uma velhice elegante são mil vezes caricatura nos tornamos na busca do paraíso perdido, que é também uma ilusão. Pois a juventude pode não ter sido a melhor época da vida, nem a única época interessante, possa ter mais brilho e efervescência. Cada fase da vida tem seu próprio encanto e, claro, suas próprias dores. A implicam em / preferíveis à / à qual / embora B implicam / preferíveis à / em que / embora C implicam em / preferíveis do que / em que/ porquanto D implicam / preferíveis do que / à qual / apesar de que O recurso procede. De fato, constamos que uma questão igual a esta, embora a ordem das alternativas não seja a mesma, fez parte de uma prova de concurso público para revisor de texto da UFSC, aplicada em DECISÃO DA BANCA ELABORADORA: Anular a questão 14) Assinale a alternativa cujo texto apresenta redação coesa e coerente. A Conforme informação prestada pela Secretaria de Gestão de Pessoas, o Departamento de Trânsito terá, assim que a greve dos servidores encerrar, uma vaga de Assistente em Administração a ser ocupada por um servidor aprovado no último concurso. De posse dessa informação, solicitamos a Vossa Senhoria a autorização para que o servidor João Rachadel de Paiva, arquiteto de formação e com experiência administrativa, atualmente lotado na Seção de Patrimônio, seja removido para o Departamento de Trânsito. Em contrapartida, a vaga inicialmente destinada ao Departamento de Trânsito poderá ser cedida à Seção de Patrimônio. B De acordo com informações extraoficiais obtidas junto à Secretaria de Gestão de Pessoas, o Departamento de Trânsito terá, assim que a greve dos servidores encerrar, uma vaga de Assistente em Administração a ser ocupada por um servidor aprovado no último concurso. De posse dessa informação, solicitamos a Vossa Senhoria a devida autorização para que o servidor João Rachadel de Paiva, arquiteto de formação e com experiência administrativa, possa vir a contribuir, logo após a publicação, com as atividades do Departamento de Trânsito, ocupando a vaga disponibilizada ao DT imediatamente. C Informações prestadas pela Secretaria de Gestão de Pessoas dão conta de que o Departamento de Trânsito terá, logo após o término da greve dos servidores, a publicação de vaga de Assistente em Administração a ser ocupada por um servidor aprovado no último concurso. De posse dessa informação, solicitamos a Vossa Senhoria que autorize o servidor João Rachadel de Paiva, arquiteto de formação e com experiência administrativa, que vão contribuir para as atividades do Departamento de Trânsito, a ocupar a vaga publicada imediatamente após a sua publicação. D Conforme contato realizado com a Secretaria de Gestão de Pessoas, o Departamento de Trânsito terá, assim que a greve dos servidores encerrar, uma vaga de Assistente em Administração a ser ocupada por um servidor aprovado no último concurso. De posse dessa informação, solicitação a Vossa Senhoria a autorização para que o servidor João Rachadel de Paiva, arquiteto de formação e com experiência administrativa que vão contribuir para as atividades do Departamento de Trânsito, ocupe a vaga disponibilizada ao DT imediatamente após a sua publicação. 57

2 Na alternativa B, verifica-se falta de coerência na última frase, onde se lê: [...] logo após a publicação [...], uma vez que tal expressão está incompleta, faltando-lhe o complemento nominal: publicação de quê? Na alternativa C, o complemento verbo terá, na primeira frase, foi preenchido pelo sintagma a publicação de vaga de Assistente em Administração a ser ocupada por um servidor aprovado no último concurso, o que é semanticamente incoerente. Além disso, na última frase, a oração adjetiva que vão contribuir para as atividades do Departamento de Trânsito, com verbo no plural, não retoma adequadamente os termos antecedentes de formação e com experiência administrativa que, sendo preposicionados, não podem ocupar a posição de sujeito do verbo vão contribuir. Nesse caso falta inserir um sujeito para o verbo, ou empregar o verbo no singular para concordar com o servidor João Rachadel de Paiva. Na alternativa D, da mesma forma, apresenta falta de coesão na última frase, onde se lê o servidor João Rachadel de Paiva, arquiteto de formação e com experiência administrativa que vão contribuir para as atividades do Departamento de Trânsito, ocupe a vaga disponibilizada ao DT imediatamente após a sua publicação. Nesse caso, falta vérgula após administrativa e o verbo vão deve ser empregado no singular, para concordar com o sujeito o servidor João Rachadel de Paiva. Sendo assim, apenas a alternativa A está redigida de forma coesa e coerente. 15) Para o processamento textual, de acordo com Koch (2003), concorrem três grandes sistemas de conhecimento, a saber: A gramatical, semântico e fatores de textualidade. B textual, informativo, acadêmico. C leitura, decodificação e interpretação. D linguístico, enciclopédico e interacional. De acordo com Koch (2003), com base em Heinemann e Viehweger, concebe que, para o processamento textual, concorrem três grandes sistemas de conhecimento: linguístico, enciclopédico e interacional (grifamos). O conhecimento linguístico compreende o conhecimento gramatical e o lexical, sendo o responsável pela articulação som-sentido. É ele o responsável, por exemplo, pela organização do material linguístico na superfície textual, pelo uso dos meios coesivos que a língua nos põe à disposição para efetuar a remissão ou a sequenciação textual, pela seleção lexical adequada ao tema e/ou aos modelos cognitivos ativados. O conhecimento enciclopédico ou conhecimento de mundo é aquele que se encontra armazenado na memória de longo termo [...]. O conhecimento sociointeracional é o conhecimento sobre as ações verbais, isto é, sobre as formas de inter-ação através da linguagem. Engloba o conhecimento do tipo ilocucional, comunicacional, metacomunicativo e superestrutural (KOCH, 2003, p. 48). 18) Texto: Ideologia Meu partido É um coração partido E as ilusões Estão todas perdidas Os meus sonhos Foram todos vendidos Tão barato Que eu nem acredito 58

3 Ah! eu nem acredito (...) (Cazuza e Roberto Frejat, 1988) Nos dois primeiros versos, a palavra partido é empregada com significados diferentes. Esta repetição produz, no texto, o seguinte sentido: A expõe um sentimento de desencanto sobre a política. B projeta o nível de alienação do sujeito poético. C reafirma a influência coletiva na esfera pessoal. D incorpora elementos pessoais a um tema social. A palavra partido, no primeiro verso, é um substantivo que corresponde a organização cujos membros programam e realizam uma ação comum com fins políticos e sociais; pessoas unidas pelos mesmos interesses, de acordo com definição do Dicionário Aurélio. No verso 2, a palavra partido é um adjetivo que corresponde ao particípio do verbo partir, ou seja, meu coração está dividido, fragmentado, despedaçado.... Vê-se, pois, que o sentido de partido, no verso dois, revela desencanto em relação a uma determinada causa comum a um conjunto de pessoas. Sendo assim, ao contrário do que se afirma na alternativa B, o sujeito poético é do tipo engajado, participativo, atuante. A repetição da palavra partido, nos dois primeiros versos, também não reafirma a influência coletiva na esfera pessoal, pois o sujeito poético se refere à sua condição pessoal: meu (partido), meus (sonhos)... Tampouco a repetição da palavra partido tem a finalidade de incorporar elementos pessoais a um tema social, como se afirma na alternativa C. Não se trata de uma proposta do sujeito poético com vistas a modificar a forma de atuação de um partido político, ou de uma organização social com interesses comuns. Dessa forma, resta correta apenas a alternativa A. 19) Estudando os processos das funções superiores nas crianças, conclui que as formas superiores de comportamento aparecem em cena duas vezes durante seu desenvolvimento: primeiro numa forma coletiva (interpsicológica), ou seja, cria-se um vínculo entre a criança e os que a rodeiam a linguagem é o que melhor demonstra isto ; depois a criança transpõe a forma coletiva de comportamento para si mesma (intrapsicológico). A linguagem, inequivocamente, é um meio de compreensão dos outros e do resto do mundo, e um meio, simultaneamente, de compreender a si mesmo. Daí dizer-se, nesta perspectiva, que o sujeito, enquanto constrói o seu conhecimento, também se constrói. (Proposta curricular de Santa Catarina, 1998). A alternativa correta que preenche a lacuna no texto acima é: A Paulo Freire B Jean Piaget C Mikhail Bakhtin D Lev Vygotsky O argumento de que a questão trata de aspectos de aquisição da linguagem que não fazem parte do conhecimento específico de Língua Portuguesa/Língua Portuguesa e Literatura, pois a referida área compreende os anos finais do ensino fundamental e ensino médio não procede. A questão reproduz informações da Proposta Curricular da Rede Estadual de Santa Catarina/1998, que faz parte do programa da prova, destinada às áreas do ensino fundamental e médio. 59

4 21) Assinale a alternativa correta que preenche, na sequência, as lacunas do texto a seguir. O surge em meio ao fracasso da Revolução Francesa e de seus ideais de Liberdade, Igualdade e Fraternidade. A sociedade se dividia entre a classe operária e a. Logo mais tarde, em 1848, os comunistas Marx e Engels publicam o Manifesto que faz apologias à classe operária. Uma realidade oposta ao que a sociedade tinha vivido até aquele momento surgia com o progresso tecnológico: o avanço da energia elétrica, as novas máquinas que facilitavam a vida, como o carro, por exemplo. Entre as correntes filosóficas, destacam-se: o Positivismo, o Determinismo, o Evolucionismo e o. Contudo, o pensamento que exerce mais influência no surgimento do é o Positivismo, o qual analisa a realidade através das observações e das constatações racionais. A Naturalismo - trabalhadora - Cultismo - político - Naturalismo B Realismo - burguesia - Marxismo - filosófico - Realismo C Pré-Modernismo - escrava - Cristianismo - religioso - Pré-Modernismo D Modernismo - política - Patriarcalismo - artístico - Modernismo Não procede o argumento de que o movimento literário que surge em meio as revoluções industrial e francesa, foi o romantismo e não o realismo. Na verdade, o que se afirma no texto é que o Realismo é uma resposta ao fracasso da Revolução Francesa e que o Realismo foi fortemente influenciado pelo Positivismo. 22) Sobre a Proposta Curricular de Santa Catarina é correto afirmar, exceto: A Na relação comunicativa, o enunciado satisfaz ao seu próprio objeto, ou seja, ao conteúdo do pensamento enunciado, e ao próprio enunciador. Ou seja, o que garante a comunicação é exclusivamente o fato de que enunciador e receptor dominam o mesmo código linguístico. B Os enunciados concretos se determinam pela alternância dos sujeitos, dos locutores; suas fronteiras, assim, são aquelas que se constroem com os outros. Esse dispositivo é denominado de dialogismo, o que incorpora a ideia de que as palavras que nos servem cotidianamente vêm de outros sujeitos, de outros lugares, de outros períodos históricos. C A palavra, sempre múltipla e interindividual, precisa fazer sentido para seus usuários. Os sentidos possíveis têm sempre como moldura um horizonte social. D Dizer que o enunciado é produto significa, nesta perspectiva, levar em consideração a dinâmica de sua produção, que resulta nesta ou naquela configuração específica. Pouco se pode dizer sobre os sentidos linguísticos se não se leva em conta a enunciação, que é o processo que constitui os enunciados possíveis. A alternativa A, ao contrário do que se argumenta, não está de acordo com a Proposta Curricular de Santa Catarina, uma vez que essa proposta leva em conta muitos outros fatores, além do simples domínio do código par parte do enunciador e do receptor. Evidentemente, a Proposta Curricular de Santa Catarina, no que diz respeito ao ensino de Língua Portuguesa, não exclui, na relação comunicativa, a necessidade de os interlocutores dominarem o mesmo código. O que a proposta curricular condena é a ideia de que o enunciado satisfaz a si mesmo, ao pensamento anunciado e ao enunciador, excluindo o dialogismo, os sentidos construídos histórica e socialmente na interação, na alternância dos locutores. Conclui-se, assim, que a alternativa a é a única incorreta. 60

5 23) De acordo com Bakhtin (2000 [1953], p ), os gêneros textuais são tipos relativamente estáveis de um enunciado e que dada a riqueza e a variedade dos tipos, eles podem ser separados em dois grupos: gêneros primários - aqueles que fazem parte da esfera cotidiana da linguagem e que podem ser controlados diretamente na situação discursiva e gêneros secundários - textos, geralmente mediados pela escrita, que fazem parte de um uso mais oficializado da linguagem. Considerando o que se afirma acima, marque (P) para gênero primário e (S) para gênero secundário. A ordem correta, de cima para baixo, é: A S - P - P - P - S - P - S - P B P - S - P - P - S - S - P - S C P - P - S - S - P - S - P - P D S - P - S - P - P - S - S - P ( ) Artigo científico ( ) Relato familiar ( ) Teatro ( ) Bilhete ( ) Diálogos ( ) Romance ( ) Monografia ( ) Cartas pessoais De acordo com o gabarito, monografia e cartas pessoais fazem parte de gêneros textuais distintos: o primeiro é um gênero textual secundário (S) e o segundo é um gênero textual primário (P). 24) Sobre a hipótese sociointeracionista, que retira a reflexão sobre a língua do campo da estrutura para situá-la no campo do discurso, marque V para as afirmações verdadeiras e F para as falsas. ( ) A noção de compreensão como atividade de construção de sentido na relação de um eu e de um tu situados e mediados. ( ) A noção de fala como atividade individual que resulta integralmente de fatores externos, ou de representações, valores e atitudes sócio-histó-ricas pré-construídas. ( ) A noção de linguagem como atividade social e interativa. ( ) A noção de gênero textual como forma de ação social e não como entidade linguística formalmente constituída. ( ) A visão de texto como unidade de sentido ou unidade de interação. A sequência correta, de cima para baixo, é: A V - F - V - V - V B V - F - F - V - F C F - F - V - F - V D F - V - F - V - F De fato, numa prova relativa ao concurso realizado pela UFSC, EDITAL 01/UFSC-UFFS/2009, existe uma questão bastante semelhante à presente questão 24. Todavia, não se trata da mesma questão, uma vez que o enunciado não é o mesmo, nem o gabarito é o mesmo. Naquela prova, pedia-se para indicar a alternativa que não refletia o conceito relativo à hipótese sociointeracionista; nesta, pede-se para indicar com V as 61

6 alternativas verdadeiras e com F as falsas. Conclui-se, pois, que o conteúdo é o mesmo, mas a questão não é a mesma. 25) Assinale a frase coerente e escrita de acordo com as normas da língua portuguesa padrão. A Políticos e empresários fazem seus interesses prevalecer sobre as reais necessidades da nação, como a fome, a violência e o desemprego. B Como as pessoas aprenderam, durante muitos anos, as nomenclaturas gramaticais e pouco se interessaram pela funcionalidade de orações subordinadas adverbiais, por exemplo, percebe-se por que há tantos erros nos textos de muitos universitários e pós-universitários. C Foram observadas as "primeiras propagações" do vírus na população de países situados fora do continente americano, assinalou o diretor-geral adjunto da OMS, citando o Reino Unido, o Japão e a Austrália, além do Chile, na América do Sul. D Foi surpreendente a quantidade de estudantes que vieram participar, aprender na prática e conhecer esses projetos que vai facilitar o acesso da população ao transporte barato e a transparência de todas as a- ções. O uso de por que na alternativa B está correto. No caso, não se trata de conjunção subordinativa causal, mas de preposição seguida de pronome, equivalente a motivo, ou por qual motivo. Na alternativa B, a conjunção inicial como equivale à conjunção conforme. Essa conjunção inicia a oração adverbial conformativa, que se subordina à oração principal percebe-se por que, isto é, percebe-se o motivo de haver tantos erros... A conjunção e, na alternativa B, conecta duas orações coordenadas, a saber: [Como as pessoas aprenderam, durante muitos anos, as nomenclaturas gramaticais] e [(como) pouco se interessaram pela funcionalidade de orações subordinadas adverbiais]. Ou seja, não há erro no emprego dessa conjunção e. Na mesma alternativa B, o termo pouco, ao contrário do que se afirma, não deve ser pluralizado, pois se trata de um advérbio e, como tal, é invariável. Em relação às duas primeiras vírgulas, embora não sejam obrigatórias, elas se prestam para separar a expressão adverbial intercalda durante muitos anos. A alternativa C é incoerente, pois o Chile não é um país situado fora do continente americano. 26) Numere os períodos de modo a constituírem um texto coeso e coerente e, depois, indique a sequência numérica correta. ( ) Por isso concordamos que o Brasil possa gastar mais na educação, talvez até dobrar", disse a presidente. ( ) "Considero que seria oportuno que o Congresso aprovasse os royalties e uma parte do fundo social para que esses recursos existam (...) ( ) A presidente disse que aprovar a proposição sem apontar a receita seria "uma imperdoável demagogia" sobre um tema importante, que é a educação. ( ) A presidente sugeriu que o PNE fosse financiado com recursos dos royalties do petróleo. ( ) "Nenhum País desenvolvido chegou a ser desenvolvido sem educação em tempo integral e isso custa dinheiro", afirmou. ( ) Às vésperas da votação do Plano Nacional de Educação (PNE), a presidente Dilma Rousseff deu o recado ao Congresso Nacional de que se for estabelecido um percentual do Produtor Interno Bruto (PIB - soma de todas as riquezas produzidas no País) sem indicação de origem dos gastos, pode haver geração de novos impostos. ( ) Dilma defendeu a implementação de escolas de horário integral como passo para o desenvolvimento da economia. ( ) "O governo brasileiro é sempre a favor de investimento na educação e somos a fazer de investimentos que tenham fonte de recursos. ( ) Hoje a proposta no Congresso estabelece investimento obrigatório na educação da ordem de 10% do PIB até 62

7 2022, contra os atuais 5%. ( ) Senão, seria pela geração de impostos" Disponível em: <http://www.jb.com.br/economia/noticias/2012/08/30/dilma-aprovar-o-pib-sem-indicacao-de-origem-prejudica-aeducacao/>. Acesso. 31/08/2012. A B C D A alternativa A não pode ser a correta, entre outras razões, porque o texto iniciaria da seguinte forma: "O governo brasileiro é sempre a favor de investimento na educação e somos a fazer de investimentos que tenham fonte de recursos. Às vésperas da votação do Plano Nacional de Educação (PNE), a presidente Dilma Rousseff deu o recado ao Congresso Nacional de que se for estabelecido um percentual do Produtor Interno Bruto (PIB - soma de todas as riquezas produzidas no País) sem indicação de origem dos gastos, pode haver geração de novos impostos. Ou seja, o inicia com uma citação de fala (ver aspa início da frase) que não se conclui. O fragmento seguinte é narrativo. Também a alternativa B não pode ser considerada correta, pois, além de diversos outros aspectos de ordem textual, verifica-se que a segunda frase (Senão, seria pela geração de impostos") termina com aspas sem que tais aspas aparecem no início da citação. Ou seja, isso indica que a segunda frase não está, nesse caso, no lugar correto. Da mesma forma, a alternativa C está incorreta, pois a frase 5 inicia uma citação que não se encerra (tem aspas no início e não tem no fim da citação), e a frase seguinte, nesse caso, é uma narrativa do autor. Além desses argumentos, outros podem ser invocados para negar provimento aos recursos, tanto os relacionados à coesão e progressão textual, quanto os relacionados ao sentido. Conclui-se, assim, que apenas a alternativa D está correta, como, aliás, pode ser atestado consultando a fonte indicada na questão. 27) Leia o texto a seguir e responda a questão proposta. Ao contrário das sociedades indígenas, cuja cultura respeitava a natureza, o homem moderno só começou a perceber a necessidade de combater a poluição quando os efeitos dela lhe caíram sobre a cabeça. Considerando o texto acima, é correto afirmar que o: A pronome lhe é adjunto adnominal de cabeça, o que equivale a caíram sobre sua cabeça. B pronome lhe é anafórico do item lexical efeitos, substituindo-o para evitar a repetição. C termo dela retoma de forma anafórica a palavra necessidade. D elemento anafórico cuja serve para evitar ambiguidade temporal com o elemento coesivo quando. No texto Ao contrário das sociedades indígenas, cuja cultura respeitava a natureza, o homem moderno só começou a perceber a necessidade de combater a poluição quando os efeitos dela lhe caíram sobre a cabeça (grifamos), o pronome lhe equivale a sua (cabeça). Fica evidente, nesse caso, que o pronome lhe é um pronome adjetivo, subordinado ao substantivo cabeça e, como tal, é um adjunto adnominal. Ou dito de outra forma, o pronome lhe não exerce, na mencionada frase, a função de complemento verbal de um verbo transitivo indireto (objeto indireto). Na mesma frase, o pronome lhe não retoma efeitos; retoma o homem moderno (caíram sobre a cabeça do homem moderno). Também não é correto dizer que o termo dela retoma necessidade, uma vez que retoma poluição (quando os efeitos da poluição). 63

8 Por fim, o elemento anafórico cuja, que retoma sociedades indígenas (a culta da sociedades indígenas) não serve para o que se afirma em D, pois tem função distinta da conjunção temporal quando. 28) Analise as afirmações abaixo, considerando a pontuação como elemento de coesão e coerência textuais. l Entre orações coordenadas alternativas, principalmente quando denotam retificação, não se deve colar vírgulas. ll Na escrita, os sinais de pontuação procuram assegurar a solidariedade sintática e semântica que, nos textos o- rais, é assegurada pela melodia e pelo ritmo. lll A sentença a seguir está convenientemente pontuada: A economia brasileira já está numa gradual recuperação. Porém, ainda é preciso continuar dando estímulo para os investimentos e para o consumo, disse o ministro que também anunciou linhas de financiamento e redução de juros, para aquisição de máquinas, equipamentos e caminhões. lv A ênfase sobre orações intercaladas, escritas, pode ser mostrada através da inserção de virgulas ou travessões. V Em Não, matem o animal antes que ele adoeça! e Não matem o animal antes que ele adoeça!, a vírgula inserida na primeira frase não altera em nada as ordens dadas por escrito. Todas as afirmações corretas estão em: A I - III - IV B I - II - V C II - IV D III - V O questionamento sobre o uso da palavra colar no sentido de colocar não procede. Não se trata, no caso, de erro de digitação. Apesar de as gramáticas normativas usarem predominantemente o termo colocar vírgulas, nada impede que se use o termo colar, com o mesmo objetivo e sentido. O texto III está incorreto quanto à pontuação, uma vez que falta uma vírgula após ministro. Essa vírgula é necessária, não só para fechar a expressão intercalada disse o ministro, mas também para separar a oração adjetiva explicativa que vem a seguir (que também anunciou linhas de financiamento e redução de juros, para aquisição de máquinas, equipamentos e caminhões). No texto V, é indiscutível que a presença ou ausência da vírgula modifica o sentido da frase. 29) Leia os texto a seguir e responda à questão proposta: O ATUM ESPIÃO O atum é um peixe que se move com agilidade. Ao observarem essa qualidade do animal marinho, cientistas do laboratório de Draper, em Massachusetts (EUA), resolveram desenvolver um atum-robô. O equipamento fará o trabalho de um submarino espião no fundo do mar, levantando dados sobre as defesas inimigas. O robô também deverá ajudar nas pesquisas sobre biologia marinha. O protótipo tem 2,5 metros e move-se com a rapidez do atum. Os pesquisadores a- creditam que em cinco anos ele poderá substituir os submarinos convencionais. (Isto É, 2 a 8 de agosto de 1998). Em todas as alternativas cita-se um anafórico de atum-robô, exceto na: A protótipo B equipamento C animal marinho D ele 64

9 A expressão animal marinho, da alternativa C, é anafórico de atum (o peixe). Os demais anafóricos citados em A, B e D retomam atum-robô, desenvolvido pelos cientistas do laboratório de Draper, em Massachusetts (EUA). Conclui-se que a alternativa incorreta é a C. 30) Leia o texto a seguir e responda a questão proposta. A Comissão de Sindicância, composta por professores e funcionários, após apurar as gravações das câmeras de segurança no dia do furto, coletar entrevistas e informações, apresentou em seu relatório as fragilidades do prédio da FEUFF que teriam facilitado o acesso dos criminosos. De acordo com a Comissão, problemas de ordem administrativa como a imprecisão do número de pessoas que possuem a chave da porta de acesso ao prédio da faculdade de Educação e o precário esquema de monitoramento interno denotam as falhas da segurança na unidade. A diretora da FEUFF, professora Márcia Pessanha rebateu as acusações de omissão: Sensores de movimento e câmeras foram requeridos, mas a instalação depende de outras pessoas e não apenas de nós. Disponível em: <http://www.uff.br/observatoriojovem/taxonomy/term/35%206%205>. Acesso em 01/09/2012. Sobre o texto acima, é correto afirmar que: A há um claro conflito entre o que afirma o enunciador e o que diz a professora Márcia Pessanha. B o enunciador busca legitimar o seu discurso a partir de outras vozes, representadas pelo relatório da Comissão de Sindicância e pelo depoimento da diretora da FEUFF. C os argumentos que dão sustentação ao relatório da Comissão de Sindicância são de ordem subjetiva. D a citação de outros discursos tem a finalidade de dar legitimidade à tese defendida pelo narrador, isto é, o acesso ao prédio da FEUFF foi facilitado pela omissão dos administradores. No texto não ocorre o que se afirma em A. O conflito não está entre o que afirma o enunciador e o que diz a professora Márcia Pessanha, mas entre o que se afirma no relatório da Comissão de Sindicância e o que afirma a Diretora da FEUFF, professora Márcia Pessanha. Também não é correto o que se afirma em C, pois a Comissão de Sindicância baseia seu relatório em entrevistas e em informações, ou seja, o relatório baseia-se em fatos concretos, objetivos. Do mesmo modo, não é correto o que se afirma em D, pois a citação de outros discursos visa a dar legitimidade ao relatório da Comissão de Sindicância, não à tese do narrador. No texto, o narrador mantém-se imparcial, limitando-se a apresentar a versão da Comissão de sindicância e da Diretora da FEUFF. Por fim, a alternativa B é correta, uma vez que o enunciador transfere a responsabilidade do que afirma a outras vozes. Faz isso usando o recurso do discurso reportado, isto é, afirma ou informa algo por meio da reprodução do discurso dos envolvidos na questão. 65

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR RESENHA Neste capítulo, vamos falar acerca do gênero textual denominado resenha. Talvez você já tenha lido ou elaborado resenhas de diferentes tipos de textos, nas mais diversas situações de produção.

Leia mais

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e escritos à maneira adequada do padrão da língua materna;

Leia mais

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano Departamento de Línguas Currículo de Português - Domínio: Oralidade Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, tratar e reter a informação. Participar oportuna

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa ENSINO FUNDAMENTAL O processo de sondagem Colégio Sion busca detectar, no aluno, pré-requisitos que possibilitem inseri-lo adequadamente no ano pretendido. As disciplinas de Língua Portuguesa e são os

Leia mais

EXPRESSÃO ESCRITA. O Sumário aqui presente é a continuação do que desenvolvemos na aula anterior: 1. Introdução. 2.

EXPRESSÃO ESCRITA. O Sumário aqui presente é a continuação do que desenvolvemos na aula anterior: 1. Introdução. 2. EXPRESSÃO ESCRITA Sejam bem-vindos à segunda videoaula de Expressão Escrita. Sou a Maj Anna Luiza professora de Português da Seção de Idiomas da ECEME. Esta aula se destina a você, aluno do CP/ECEME e

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS S DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Leitura e compreensão de textos. Gêneros textuais. Linguagem verbal e não verbal. Linguagem

Leia mais

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades.

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades. ANEXO I - PROGRAMA DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE REDAÇÃO Prova (Todos os Cursos) Trabalhando em consonância com as diretrizes curriculares nacionais, o UNIFEMM entende que as avaliações do processo

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul NÚMERO DA VAGA: 22 venho por meio deste pedir a anulação

Leia mais

OS MECANISMOS DE COESÃO EM CAMPANHAS DE SAÚDE

OS MECANISMOS DE COESÃO EM CAMPANHAS DE SAÚDE OS MECANISMOS DE COESÃO EM CAMPANHAS DE SAÚDE Kleiton Cassemiro do Nascimento¹ DLLEM / UFRN Kleitoncass@gmail.com RESUMO Este trabalho tem como objetivo fazer uma análise dos mecanismos de coesão adotados

Leia mais

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adverbiais. 2. Apresentação das conjunções adverbiais mais comuns. 3. Orações Reduzidas. As orações subordinadas

Leia mais

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo Letras Prof a. Dr a. Leda Szabo Aspectos das Conexões Sintáticas Objetivo Diferenciar o objeto de estudo da análise de base sintática do objeto de estudo da análise do discurso. Compreender a diferença

Leia mais

Professora Verônica Ferreira

Professora Verônica Ferreira Professora Verônica Ferreira 1- Prova: ESAF - 2013 - DNIT - Técnico Administrativo (questão nº 1) Disciplina: Português Assuntos: Crase; Assinale a opção que completa corretamente a sequência de lacunas

Leia mais

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das Um pouco de teoria... Observe: Estudo das classes de palavras Conjunções A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das I- João saiu, Maria chegou. II- João saiu, quando

Leia mais

OS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO para a REDAÇÃO do ENEM

OS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO para a REDAÇÃO do ENEM Disciplina Curso Profª Série REDACÃO Ensino Médio Silvia Zanutto 3º Lembre-se: ESTUDO APROVAÇÃO SUCESSO OS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO para a REDAÇÃO do ENEM Aluno,LEIA COM ATENÇÃO! Na redação, o ENEM avalia

Leia mais

EXAME DE PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA PORTUGUESA CURSO DE DIREITO - 2014 EDITAL N.º

EXAME DE PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA PORTUGUESA CURSO DE DIREITO - 2014 EDITAL N.º EXAME DE PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA PORTUGUESA CURSO DE DIREITO - 2014 EDITAL N.º /2013 O Reitor do Centro Universitário de Ensino Superior do Amazonas, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE Comunicação Oral e Escrita Unidade 11 Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 2 Aviso importante! Este material foi produzido

Leia mais

22/6/2014 - das 14h às 18h. Número de identidade Órgão expedidor Número da inscrição LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

22/6/2014 - das 14h às 18h. Número de identidade Órgão expedidor Número da inscrição LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. UNITINS CONCURSO PÚBLICO N 001/2014 NÍVEL SUPERIOR COMISSÃO DE CONCURSO E SELEÇÃO REDAÇÃO 22/6/2014 - das 14h às 18h Número de identidade Órgão expedidor Número da inscrição LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS 6.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS 6.º ANO DE PORTUGUÊS 6.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No final do 6.º ano de escolaridade, o aluno deve ser capaz de: interpretar e produzir textos orais com diferentes finalidades e coerência, apresentando

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15

Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15 C U R S O D E E N G E N H A R I A C I V I L Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15 Componente Curricular: PORTUGUÊS INSTRUMENTAL Código: ENG. 000 Pré-requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

VÍRGULA. A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do

VÍRGULA. A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do PONTUAÇÃO VÍRGULA A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do enunciado, indicando que os termos por ela separados não formam uma unidade sintática, embora participem da mesma frase ou oração.

Leia mais

PROGRAMAS PARA OS CANDIDATOS A VAGAS 2016 3 o Ano Ensino Fundamental

PROGRAMAS PARA OS CANDIDATOS A VAGAS 2016 3 o Ano Ensino Fundamental 3 o Ano Textos Ler, entender e interpretar contos infantis e textos informativos. Gramática Será dada ênfase à aplicação, pois ela é entendida como instrumento para que o aluno se expresse de maneira adequada

Leia mais

ATIVIDADES DISCURSIVAS 2 E POSSIBILIDADES DE RESPOSTAS

ATIVIDADES DISCURSIVAS 2 E POSSIBILIDADES DE RESPOSTAS ATIVIDADES DISCURSIVAS 2 E NED Núcleo de Estudos Dirigidos ED 2/ED Comunicação e Expressão /2012/2 Prof. Cleuber Cristiano de Sousa ATIVIDADE DISCURSIVA 2 Habilidade: ED 2: Compreender e expressar Temáticas

Leia mais

Prova de Português Comentada NCE

Prova de Português Comentada NCE Estado de Mato Grosso (MT) Auditoria Geral do Estado (AGE) - 2005 Nível Superior Prova de Português Comentada NCE Texto: EDUCAÇÃO: O FUTURO ESTÁ EM NOSSAS MÃOS José Henrique Vilhena Folha de São Paulo

Leia mais

COESÃO COERÊNCIA. É um dos meios que garante a unidade semântica e a organização de um enunciado.

COESÃO COERÊNCIA. É um dos meios que garante a unidade semântica e a organização de um enunciado. 1. COESÃO 1.1. O que é? É um dos meios que garante a unidade semântica e a organização de um enunciado. Dito de forma mais simples: a coesão textual tem a ver com a maneira como se processa a ligação entre

Leia mais

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE Escolas João de Araújo Correia EB 2.3PESO DA RÉGUA Disciplina de Português 6º Ano Ano Letivo 2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE 0 Ponto de partida Reportagem televisiva

Leia mais

ANEXO II Conteúdo Programático da Prova

ANEXO II Conteúdo Programático da Prova ANEXO II Conteúdo Programático da Prova CONHECIMENTOS GERAIS: ATUALIDADES Assuntos de interesse geral nas esferas: Municipal, Estadual e Nacional, Internacional, amplamente veiculados na imprensa escrita

Leia mais

PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO)

PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO) PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO) Processo Avaliativo Unidade Didática PRIMEIRA UNIDADE Competências e Habilidades Aperfeiçoar a escuta de textos orais - Reconhecer

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO DE ESTUDANTES SURDOS: UMA ANÁLISE DE ATIVIDADES DO ENSINO REGULAR

ALFABETIZAÇÃO DE ESTUDANTES SURDOS: UMA ANÁLISE DE ATIVIDADES DO ENSINO REGULAR ALFABETIZAÇÃO DE ESTUDANTES SURDOS: UMA ANÁLISE DE ATIVIDADES DO ENSINO REGULAR INTRODUÇÃO Raquel de Oliveira Nascimento Susana Gakyia Caliatto Universidade do Vale do Sapucaí (UNIVÁS). E-mail: raquel.libras@hotmail.com

Leia mais

VI Seminário de Iniciação Científica SóLetras - 2009 ISSN 1808-9216

VI Seminário de Iniciação Científica SóLetras - 2009 ISSN 1808-9216 O EMPREGO GRAMATICAL NO LIVRO DIDÁTICO Desiree Bueno TIBÚRCIO (G-UENP/campus Jac.) desiree_skotbu@hotmail.com Marilúcia dos Santos Domingos Striquer (orientadora-uenp/campus Jac.) marilucia.ss@uol.com.br

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão : 08 19 25 A questão 08 do código 07, que corresponde à questão 19 do código 08 e à questão 25 do código 09 Assinale a alternativa incorreta em relação à regência nominal. a) São poucos os cargos

Leia mais

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso.

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. COMENTÁRIO QUESTÕES DE PORTUGUÊS PROFESSORA: FABYANA MUNIZ As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. 1. (FCC)...estima-se que sejam 20 línguas. (2º parágrafo) O verbo flexionado nos mesmos

Leia mais

COMANDOS DE PRODUÇÃO TEXTUAL: ANÁLISE DOS DADOS DE UMA PESQUISA-AÇÃO

COMANDOS DE PRODUÇÃO TEXTUAL: ANÁLISE DOS DADOS DE UMA PESQUISA-AÇÃO 2686 COMANDOS DE PRODUÇÃO TEXTUAL: ANÁLISE DOS DADOS DE UMA PESQUISA-AÇÃO Contexto da Pesquisa Nagely Beatriz Hütner - ESAP O presente artigo versa sobre o relato de uma pesquisa de mestrado que teve como

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Médio Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Área de conhecimento: Linguagem, Códigos e suas tecnologias Componente Curricular: LPL Série:2ºB,C

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 01/2011 RESPOSTA AOS RECURSOS DA PROVA DE REDAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO 01/2011 RESPOSTA AOS RECURSOS DA PROVA DE REDAÇÃO CONCURSO PÚBLICO 01/2011 RESPOSTA AOS RECURSOS DA PROVA DE REDAÇÃO Inscrição: 15602625057-3 (Liminar) - MANTIDA de dissertação, cujos critérios de análise estavam descritos no edital de abertura que rege

Leia mais

Alfabetizar e promover o ensino da linguagem oral e escrita por meio de textos.

Alfabetizar e promover o ensino da linguagem oral e escrita por meio de textos. Alfabetizar e promover o ensino da linguagem oral e escrita por meio de textos. Daiane Pacheco-USC pedagogia - daiaspacheco@gmail.com; Carla Viviana-USC pedagogia- vivianamaximino@hotmail.com; Kelly Rios-USC

Leia mais

DICAS DE PORTUGUÊS. Sidney Patrézio Reinaldo Campos Graduando em Ciência da Computação

DICAS DE PORTUGUÊS. Sidney Patrézio Reinaldo Campos Graduando em Ciência da Computação DICAS DE PORTUGUÊS Sidney Patrézio Reinaldo Campos Graduando em Ciência da Computação CONCORDÂNCIA NOMINAL Concordância nominal é o princípio de acordo com o qual toda palavra variável referente ao substantivo

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS: 1 ano Levar o estudante a realizar a escrita do próprio nome e outros nomes. Promover a escrita das letras do alfabeto. Utilizar a linguagem oral para conversar,

Leia mais

O REAL DO DISCURSO NA REPRESENTAÇÃO DA SOCIEDADE BRASILEIRA NA ESCRITA DA CIÊNCIA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS.

O REAL DO DISCURSO NA REPRESENTAÇÃO DA SOCIEDADE BRASILEIRA NA ESCRITA DA CIÊNCIA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS. O REAL DO DISCURSO NA REPRESENTAÇÃO DA SOCIEDADE BRASILEIRA NA ESCRITA DA CIÊNCIA DAS CIÊNCIAS SOCIAIS. Carolina de Paula Machado 1 A análise semântica de uma palavra, que não se paute por uma visão formal,

Leia mais

EXPERIÊNCIAS DE UM PROJETO DE APOIO ESCOLAR COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIAL Extensão em andamento

EXPERIÊNCIAS DE UM PROJETO DE APOIO ESCOLAR COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIAL Extensão em andamento EXPERIÊNCIAS DE UM PROJETO DE APOIO ESCOLAR COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIAL Extensão em andamento Jéssica Albino 1 ; Sônia Regina de Souza Fernandes 2 RESUMO O trabalho

Leia mais

Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio

Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio 1. Substitua as palavras destacadas e copie as frases, tornando os fragmentos abaixo mais elegantes, além de mais próximos à língua padrão e à proposta

Leia mais

Planejamento didático para o ensino de Surdos na perspectiva bilíngue. Vinicius Martins Flores Universidade Luterana do Brasil ULBRA

Planejamento didático para o ensino de Surdos na perspectiva bilíngue. Vinicius Martins Flores Universidade Luterana do Brasil ULBRA Planejamento didático para o ensino de Surdos na perspectiva bilíngue. Vinicius Martins Flores Universidade Luterana do Brasil ULBRA Resumo: O presente trabalho apresenta uma análise, que se originou a

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BASSANO/RS CONCURSO PÚBLICO 01/2015 JUSTIFICATIVAS PARA MANUTENÇÃO OU ALTERAÇÃO DE GABARITOS PRELIMINARES

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BASSANO/RS CONCURSO PÚBLICO 01/2015 JUSTIFICATIVAS PARA MANUTENÇÃO OU ALTERAÇÃO DE GABARITOS PRELIMINARES PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BASSANO/RS CONCURSO PÚBLICO 01/2015 JUSTIFICATIVAS PARA MANUTENÇÃO OU ALTERAÇÃO DE GABARITOS PRELIMINARES De acordo com o Edital de Abertura nº 01/2014 que rege este Concurso

Leia mais

1 Introdução. 1.1 Apresentação do tema

1 Introdução. 1.1 Apresentação do tema 1 Introdução 1.1 Apresentação do tema Segundo Basílio (1987), as principais funções do léxico são a representação conceitual e o fornecimento de unidades básicas para a construção dos enunciados. Para

Leia mais

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais:

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais: DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 9º ANO C Ano Letivo: 204 /205. Introdução / Metas Curriculares Na disciplina de Português o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas Curriculares cuja definição

Leia mais

TEXTO 1964, PASSADO E PRESENTE

TEXTO 1964, PASSADO E PRESENTE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO 1964, PASSADO E PRESENTE Mundo, maio/2014 O golpe de 1964, que completou meio século, é passado e presente simultaneamente. Passado: o golpe se inscreve na geopolítica da Guerra

Leia mais

Concurso Público para provimento de cargo efetivo de Docentes. Edital 13/2015 LETRAS/PEDAGOGIA/LIBRAS Campus São João del-rei

Concurso Público para provimento de cargo efetivo de Docentes. Edital 13/2015 LETRAS/PEDAGOGIA/LIBRAS Campus São João del-rei Questão 01 O reconhecimento oficial da Língua Brasileira de Sinais como meio legal de comunicação se deu a partir: a) da publicação da Lei n o 10.436, em 2002. b) da elaboração do Dicionário de Língua

Leia mais

Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público. Profa. Msc. Leila Márcia Elias

Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público. Profa. Msc. Leila Márcia Elias Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público O que é Relato de Experiência? Faz parte dos gêneros pertencentes ao domínio social da memorização

Leia mais

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DE NÍVEL MÉDIO PARA AGENTE ADMINSITRATIVO AUXILIAR PORTO ALEGRE DO CONCURSO DA FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTEÇÃO E PESQUISA EM SAÚDE FEPS PROVA REALIZADA

Leia mais

CONTEÚDO DA 1ª AVALIAÇÃO BIMESTRAL 2014. Disciplina: Redação Poema(forma e estrutura) Narrativa em prosa poética (momentos e elementos)

CONTEÚDO DA 1ª AVALIAÇÃO BIMESTRAL 2014. Disciplina: Redação Poema(forma e estrutura) Narrativa em prosa poética (momentos e elementos) Série: 6º Ano CESEP- CENTRO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS DO PARÁ COORDENAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTLA/2º CICLO CONTEÚDO DA 1ª AVALIAÇÃO BIMESTRAL 2014 Disciplina: Português Variedades linguísticas(formal e informal)

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

6 O SignificadO do LucrO

6 O SignificadO do LucrO 6 O Significado do Lucro Para que haja uma compreensão total e absoluta do processo de apuração de resultados econômicos Lucro ou Prejuízo é mister que entendamos porque a apuração de resultados é tão

Leia mais

RESPOSTA A RECURSO CONTRA QUESTÃO DE PROVA

RESPOSTA A RECURSO CONTRA QUESTÃO DE PROVA 1 LÍNGUA PORTUGUESA Improcedente. Não se julgam as edições d Os Lusíadas, mas somente as formas variantes. _ 2 LÍNGUA PORTUGUESA NÃO PROCEDE ( ) PROCEDE ( X ) Por proceder o pleito de recorrente, a questão

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

04. Sem perder de vista a sua relação com o texto, alguns vocábulos em destaque aparecem nos 5 trechos abaixo, seguidos de uma análise gramatical:

04. Sem perder de vista a sua relação com o texto, alguns vocábulos em destaque aparecem nos 5 trechos abaixo, seguidos de uma análise gramatical: CONHECIMENTOS BÁSICOS 2 NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 01 A 10, ASSINALE A ÚNICA ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO. LÍNGUA PORTUGUESA LEIA O TEXTO A SEGUIR PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES NUMERADAS

Leia mais

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino O bom professor é o que consegue, enquanto fala trazer o aluno até a intimidade do movimento de seu pensamento. Paulo Freire INTRODUÇÃO A importância

Leia mais

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO-AM Nº 001 DE 02 DE MARÇO DE 2015.

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO-AM Nº 001 DE 02 DE MARÇO DE 2015. RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO-AM Nº 001 DE 02 DE MARÇO DE 2015. A Prefeitura Municipal de Presidente Figueiredo-AM torna Público, para conhecimento dos interessados que o EDITAL 001/2015,

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Língua Portuguesa Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de Língua Portuguesa COMENTÁRIO GERAL: a prova compôs-se de três textos dois breves ensaios (artigo cuja temática é universal) e uma crônica. O conhecimento solicitado

Leia mais

coleção Conversas #22 - maio 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #22 - maio 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #22 - maio 2015 - assistente social. agora? Sou E Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

MUNICÍPIO DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE AVARÉ ESTADO DE SÃO PAULO DECISÃO DOS RECURSOS I DOS RECURSOS

MUNICÍPIO DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE AVARÉ ESTADO DE SÃO PAULO DECISÃO DOS RECURSOS I DOS RECURSOS MUNICÍPIO DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE AVARÉ ESTADO DE SÃO PAULO DECISÃO DOS RECURSOS (INFRARRELACIONADOS) I DOS RECURSOS Trata-se de recursos interpostos pelos candidatos infrarrelacionados concorrentes ao

Leia mais

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA AULA 11 PG 1 Este material é parte integrante da disciplina Linguagem e Argumentação Jurídica oferecido pela UNINOVE. O acesso às atividades, as leituras interativas, os exercícios, chats, fóruns de discussão

Leia mais

Período composto por subordinação

Período composto por subordinação Período composto por subordinação GRAMÁTICA MAIO 2015 Na aula anterior Período composto por coordenação: conjunto de orações independentes Período composto por subordinação: conjunto no qual um oração

Leia mais

PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS

PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS Prezado aluno, O maior diferencial deste projeto pedagógico é o desenvolvimento da autonomia do estudante durante sua formação. O currículo acadêmico do seu

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE Ivaiporã - PR Faculdades Integradas do Vale do Ivaí - UNIVALE COMISSÃO DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR 2016 MATRÍCULA DOS APROVADOS NO VESTIBULAR A matrícula

Leia mais

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos Pessoais Do caso reto Oblíquo Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos Os pronomes is indicam diretamente as s do discurso. Quem fala ou escreve, assume os pronomes eu ou nós, emprega

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DOS CAMPOS EDITAL DE RETIFICAÇÃO- II

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DOS CAMPOS EDITAL DE RETIFICAÇÃO- II PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DOS CAMPOS EDITAL DE RETIFICAÇÃO- II O Prefeito do Município de São Gonçalo dos Campos, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições legais, retifica o Edital 001/2014

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA OS GRUPOS QUE ESTÃO PRODUZINDO UMA: REPORTAGEM Tipos de Textos Características

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Modo: indicativo O modo indicativo expressa um fato de maneira definida, real, no presente, passado ou futuro, na frase afirmativa, negativa ou interrogativa. Presente Presente Passado (=Pretérito) Pretérito

Leia mais

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br Professor Jailton www.professorjailton.com.br Regra Geral O artigo, a adjetivo, o pronome adjetivo e o numeral concordam em gênero e número com o nome a que se referem: Aqueles dois meninos estudiosos

Leia mais

Códigos e linguagens. Remissão textual e pronomes

Códigos e linguagens. Remissão textual e pronomes Códigos e linguagens Remissão textual e pronomes Remissão textual Outro dia, decidi entrar no Orkut mesmo sabendo que há tempos ele não passa de um grande deserto virtual. Ao visitar comunidades e ler

Leia mais

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 06

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 06 Levantamento, Análise e Gestão Requisitos Aula 06 Agenda Técnicas de Levantamento de Requisitos: Entrevista Workshop, Brainstorming, Storyboarding e Roleplaying Prototipação JAD Joint Application Design

Leia mais

Cadernos do CNLF, Vol. XIII, Nº 04

Cadernos do CNLF, Vol. XIII, Nº 04 A INTERCULTURALIDADE E SEUS REFLEXOS NA PRODUÇÃO DE TEXTOS DE ALUNOS DESCENDENTES DE POMERANOS Tatiani Ramos (UFES) tateletras@yahoo.com.br INTRODUÇÃO Segundo Costa Val (1997), o texto é uma unidade de

Leia mais

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL 1) PARA O ENSINO MÉDIO REDAÇÃO Do 1º ano ao 3º ano do ensino médio, a prova discursiva será composta

Leia mais

PARECER DOS RECURSOS

PARECER DOS RECURSOS Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE Concurso Público de Ingresso no Magistério Público Estadual EDITAL Nº 21/2012/SED PARECER DOS RECURSOS CARGO: Professor de Ensino Religioso 12) Em

Leia mais

PRODUÇÃO TEXTUAL VIRTUAL: CONTRIBUIÇÕES E IMPLICAÇÕES DOS VERIFICADORES E EDITORES DE TEXTOS

PRODUÇÃO TEXTUAL VIRTUAL: CONTRIBUIÇÕES E IMPLICAÇÕES DOS VERIFICADORES E EDITORES DE TEXTOS PRODUÇÃO TEXTUAL VIRTUAL: CONTRIBUIÇÕES E IMPLICAÇÕES DOS VERIFICADORES E EDITORES DE TEXTOS Autor Júnior Alves Feitosa Faculdades Integradas de Patos Alvesjunior338@gmail.com coutora Prof.ª Ms.Maria do

Leia mais

O letramento a partir da oralidade e do uso de gêneros textuais no Ensino Fundamental

O letramento a partir da oralidade e do uso de gêneros textuais no Ensino Fundamental O letramento a partir da oralidade e do uso de gêneros textuais no Ensino Fundamental Rosangela Balmant; Universidade do Sagrado Coração de Jesus- Bauru-SP. rosangelabalmant@hotmail.com Gislaine Rossler

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 05/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 05/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 05/2014 CARGO E UNIDADES: Professor de Educação Infantil e Fundamental (MACAÍBA) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova:

Leia mais

Elaboração de projetos

Elaboração de projetos Ano: 2013 CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ARLINDO RIBEIRO Professor: ELIANE STAVINSKI PORTUGUÊS Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA / LITERATURA Série: 2ª A e B CONTEÚDO ESTRUTURANTE: DISCURSO COMO

Leia mais

RESENHA DE COHESION IN ENGLISH,

RESENHA DE COHESION IN ENGLISH, BORBA, Valquíria C. Machado. Resenha de Cohesion in English, de Halliday & Hassan. Revista Virtual de Estudos da Linguagem ReVEL. V. 4, n. 6, março de 2006. ISSN 1678-8931 [www.revel.inf.br]. RESENHA DE

Leia mais

coleção Conversas #14 - outubro 2014 - e r r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #14 - outubro 2014 - e r r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. não Eu Não r que o f existe coleção Conversas #14 - outubro 2014 - a z fu e r tu r uma fa o para c ul m d im ad? e. Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção

Leia mais

Dissertar é expor determinada opinião em relação a um tema e defendê-la através de argumentos coerentes com a realidade.

Dissertar é expor determinada opinião em relação a um tema e defendê-la através de argumentos coerentes com a realidade. PROF. BRUNO AUGUSTO Dissertar é expor determinada opinião em relação a um tema e defendê-la através de argumentos coerentes com a realidade. Deve apresentar uma linguagem clara e condizente aopúblicoemqueotextoserádestinado.

Leia mais

Concordância Nominal

Concordância Nominal Concordância Nominal Concordância Nominal Regra Geral O artigo, o pronome, o numeral e o adjetivo devem concordar em gênero e número com o substantivo ao qual se referem. Ex.: Os nossos dois brinquedos

Leia mais

A ESCOLA: espaço para a profissionalização do Professor

A ESCOLA: espaço para a profissionalização do Professor Palestra para os acadêmicos da disciplina de Estagio Curricular Supervisionado (3ª e 4ª série) 20/06/2013 A ESCOLA: espaço para a profissionalização do Professor Prof. José Felice Doutor em Educação, Professor

Leia mais

MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015

MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015 MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015 AEDS Autarquia Educacional de Salgueiro Fone: (87) 3871 6040 FACHUSC Faculdade de Ciência Humanas do Sertão Central Rua Antônio Filgueira Sampaio, 134 - Salgueiro -

Leia mais

PARSER: UM ANALISADOR SINTÁTICO E SEMÂNTICO PARA SENTENÇAS DO PORTUGUÊS

PARSER: UM ANALISADOR SINTÁTICO E SEMÂNTICO PARA SENTENÇAS DO PORTUGUÊS Estudos Lingüísticos XXVI (Anais de Seminários do GEL) Trabalho apresentado no XLIV Seminário do GEL na UNITAU - Taubaté, em 1996 UNICAMP-IEL Campinas (1997), 352-357 PARSER: UM ANALISADOR SINTÁTICO E

Leia mais

1.º CEB. Clara Amorim

1.º CEB. Clara Amorim 1.º CEB Metas Curriculares de Português Documento de referência para o ensino e a aprendizagem e para a avaliação interna e externa, de progressiva utilização obrigatória. Contém os conteúdos do programa

Leia mais

ENSINO DE GRAMÁTICA OU ANÁLISE LINGUÍSTICA? SERÁ QUE ESSA ESCOLHA É NECESSÁRIA?

ENSINO DE GRAMÁTICA OU ANÁLISE LINGUÍSTICA? SERÁ QUE ESSA ESCOLHA É NECESSÁRIA? 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( x ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA ENSINO DE

Leia mais

O Intérprete de Libras no Contexto da Sala de Aula na Cidade de Pelotas-RS

O Intérprete de Libras no Contexto da Sala de Aula na Cidade de Pelotas-RS INTRODUÇÃO Tecnicamente a diferença que existe entre tradutor e tradutor-intérprete é que o tradutor envolve pelo menos uma língua escrita entre as envolvidas e seu processo é consecutivo, ou seja, há

Leia mais

Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software

Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Curso Técnico em Informática ENGENHARIA DE SOFTWARE Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Clayton Maciel Costa

Leia mais

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP Singular-Anglo Vestibulares Professora Natália Sanches Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. Retirado do site oficial do vestibular. FUVEST e UNESP Na correção, três

Leia mais

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos PORTUGUÊS 7º ano Ano letivo 2015 2016 ORALIDADE LEITURA / EDUCAÇÃO LITERÁRIA 1º PERÍODO CONTEÚDOS

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos PORTUGUÊS 7º ano Ano letivo 2015 2016 ORALIDADE LEITURA / EDUCAÇÃO LITERÁRIA 1º PERÍODO CONTEÚDOS Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos PORTUGUÊS 7º ano Ano letivo 2015 2016 1º PERÍODO CONTEÚDOS ORALIDADE Elementos constitutivos do texto publicitário. Ouvinte. Informação. Princípios reguladores

Leia mais

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural.

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural. Concordância Verbal a) O verbo vai para a 3ª pessoa do plural caso o sujeito seja composto e anteposto ao verbo. Se o sujeito composto é posposto ao verbo, este irá para o plural ou concordará com o substantivo

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO APOLÔNIO SALLES

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO APOLÔNIO SALLES NÍVEL: FUNDAMENTAL TURNO: MANHÃ GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO APOLÔNIO SALLES SUPLETIVO 2013 QUADRO DE PROVAS PORTUGUÊS PRÉDIO: SALA: NOME COMPLETO: RG: Nº DE INSCRIÇÃO:

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul NÚMERO DA VAGA: 22 MOTIVO ALEGADO PELO CANDIDATO: alternativa

Leia mais

Guia do professor. Introdução

Guia do professor. Introdução Guia do professor Introdução Essa atividade oferece aos professores do Ensino Fundamental II, de Língua Espanhola e de Língua Portuguesa, novos recursos didáticos em forma de módulos, pois eles podem vir

Leia mais

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES Silvia Eula Muñoz¹ RESUMO Neste artigo pretendo compartilhar os diversos estudos e pesquisas que realizei com orientação do Prof. Me. Erion

Leia mais

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 2.ª chamada

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 2.ª chamada INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE LISBOA 2015 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 2.ª chamada CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO I. Leitura (80 )

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência

Informação Prova de Equivalência à Frequência Ano letivo 2014/2015 Ensino Secundário - 1ª e 2ª Fase Disciplina de ESPANHOL (INICIAÇÃO BIENAL) - 375 Informação Prova de Equivalência à Frequência 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO. META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico.

DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO. META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico. DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO Aula 3 META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno(a) deverá: ler

Leia mais