ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL"

Transcrição

1 ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL REQUISITOS MÍNIMOS DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA DOS PROFISSIONAIS QUE DEVERÃO COMPOR AS EQUIPES TÉCNICAS PREVISTAS NESSA CONTRATAÇÃO PARA AMBOS OS LOTES.

2 QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL 1. São requisitos mínimos de qualificação e perfil profissional para a execução dos serviços técnicos de Tecnologia da Informação nas áreas de Administração de Banco de Dados, Manutenção de Sistemas, Suporte a Infraestrutura, Suporte Técnico ao Usuário e Telefonia para os Lotes 1 e 2 respectivamente: 2. LOTE 1 SUPORTE TÉCNICO E TELEFONIA 3.1 SUPORTE TÉCNICO (QP01): Obrigatório: Desejável: a) Possuir nível médio completo em Informática ou curso médio em outra área de formação mais um certificado de participação em curso de montagem e configuração de microcomputadores com, no mínimo, 20 (vinte) horas; b) Possuir experiência na utilização de ferramentas de diagnóstico e monitoração de redes; c) Possuir experiência em tecnologia de redes LAN e protocolos de comunicação TCP/IP, etc.; d) Possuir domínio na utilização de software de automação de escritórios e correio eletrônico Lotus Notes e Microsoft Exchange; a) Ter experiência em administração de redes em ambiente Windows e desejável conhecimento de Linux; b) Ter experiência em monitoramento e manutenção de ambientes de INTERNET, INTRANET e de equipamentos de conectividade tais como: Hubs, Switches, Roteadores, e outros; c) Ter experiência em prestação de serviços de atendimento técnico a usuários de recursos de redes de dados; 3.2 AUXILIAR DE SUPORTE TÉCNICO H24 - (QP02): Obrigatório: Desejável: a) Possuir nível médio completo; b) Possuir certificado de participação em curso de montagem e configuração de microcomputadores com, no mínimo, 20 (vinte) horas; a) Ter conhecimento e experiência na instalação/configuração de hardware de microcomputadores em nível software básico, aplicativos de automação de escritório e sistema operacional; b) Ter conhecimento de arquitetura de microcomputadores padrão IBM/PC; 2

3 c) Ter conhecimento e experiência na instalação e configuração de sistemas operacionais Windows (Windows 2000, Windows XP, Windows Vista e versões superiores); d) Ter conhecimento e experiência na configuração de contas de correio eletrônico nas estações de trabalho; e) Ter conhecimento e experiência na configuração de perfil de usuário nas estações de trabalho; f) Ter conhecimento e experiência na configuração de estações de trabalho e impressoras na rede corporativa; g) Ter conhecimento e experiência na configuração de acesso à internet nas estações de trabalho; h) Ter experiência em prestação de serviços de atendimento aos usuários de recursos de TI por meio de Central de Serviços (Service Desk) via atendimento telefônico, em regime de escala (6hrs). 3.3 SUPORTE TÉCNICO H24 (QP03): Obrigatório: Desejável: a) Possuir nível médio completo em Informática ou curso médio em outra área de formação mais um certificado de participação em curso de montagem e configuração de microcomputadores com, no mínimo, 20 (vinte) horas; b) Possuir domínio na utilização de software de automação de escritórios e correio eletrônico Lotus Notes e Microsoft Exchange; c) Possuir domínio das atividades de instalação, configuração e customização de softwares e/ou produtos em estações de trabalho; d) Possuir domínio das atividades de instalação, configuração e troca de insumos de impressoras, scanners, plotters, etc.; a) Ter curso superior completo na área de tecnologia da Informação; b) Conhecimentos na utilização de ferramentas de diagnóstico e monitoração de redes; c) Conhecimentos em tecnologia de LAN, WAN e protocolos de comunicação TCP/IP etc.; d) Ter conhecimento na utilização de instrumentos e ferramentas de diagnóstico, manutenção e certificação de redes de dados estruturadas; e) Ter conhecimento de manutenção de hardware de microcomputadores em nível de configuração e software básico; f) Ter conhecimento em configuração de servidores nas plataformas Windows Server e Linux; g) Ter experiência em execução e monitoração de sistemas de Backup e de software Antivírus; h) Ter conhecimento de facilidades operacionais básicas do ambiente INTERNET e INTRANET; 3

4 i) Ter conhecimentos na detecção de problemas em componentes de hardware, tais como: placas, cabos, conectores, drivers, fontes, monitores, etc.; j) Ter experiência em prestação de serviços de atendimento técnico a usuários de recursos de TI e redes de dados em regime de escala (6hrs). 3.4 SUPORTE DE TELEFONIA (QP04): Obrigatório: Desejável: a) Ter nível médio completo em Eletrônica/Telecomunicações ou outro curso de nível médio com curso técnico nas áreas de redes estruturadas, redes de telefonia e redes óticas com, no mínimo, 40 (quarenta) horas/aula. b) Ter experiência em manutenção de cabeamento estruturado, UTP e Fibra-óptica, e adaptadores de rede ou curso equivalente com, no mínimo, 40 (quarenta) horas/aula. c) Ter experiência em tecnologia de redes LAN, WAN e protocolos de comunicação TCP/IP, ISDN, E1, R2D etc.; d) Ter experiência em manutenção de redes de telecomunicações em geral; e) Ter domínio das facilidades de uso do ambiente INTERNET e INTRANET; f) Ter conhecimento operacional das atividades de operação, configuração e customização de softwares em equipamentos de medição e testes de telecomunicações, tais como: OTDR, Certificador Eletrônico de Cabeamento óptico e metálico; g) Ter domínio das atividades de instalação, configuração e troca de insumos de telefones analógicos, digitais e principalmente IP, fax, Racks de telemática, Salas Técnicas, etc.; h) Ter experiência de atendimento técnico a usuários de recursos de Telefonia. 3.5 AUXILIAR DE SUPORTE DE TELEFONIA (QP05): Obrigatório: Desejável: a) Possuir nível médio completo; b) Possuir certificado de participação em curso básico de telefonia e redes, no mínimo, 20 (vinte) horas; c) Saber manusear ferramentas elétricas como: furadeiras e parafusadeiras; a) Ter experiência em instalações de telecomunicação, cabeamento, instalação de caixas, eletrocalhas e bandejamento para cabos de telecomunicações; b) Ter conhecimento em instalação de suportes, infraestrutura de redes, racks e outras utilidades para a rede de telemática; c) Ter conhecimento operacional das facilidades do ambiente INTERNET e INTRANET; d) Ter experiência de atendimento técnico a usuários de recursos de Telefonia. e) Ter conhecimento das atividades de instalação, configuração e troca de insumos de 4

5 telefones analógicos, digitais e IP, fax, Racks de telemática, Salas Técnicas, etc.; 3.6 ESPECIALISTA DE SUPORTE AO CLIENTE (QP06): Obrigatório: a) Possuir nível superior completo na área específica de Informática ou Tecnologia da Informação. b) Possuir certificação ITIL v2 no mínimo; c) Possuir experiência comprovada em suporte técnico, configuração e manutenção de microcomputadores nas plataformas Windows e Linux; Desejável: a) Ter experiência em instalações, configuração e suporte a softwares, pacote Office entre outros; b) Ter experiência em tecnologia de redes LAN e WAN; c) Ter experiência na supervisão de equipes de suporte e atendimento a clientes local e remoto; d) Ter experiência em suporte de redes em ambiente Windows Server, Linux, Unix e protocolos de comunicação TCP/IP e Ethernet, etc.; e) Ter experiência em suporte a INTERNET, INTRANET, Sistemas Corporativos diversos e equipamentos de conectividade tais como: Hubs, Switches, Routers e outros; f) Ter experiência em prestação de serviços de atendimento técnico a usuários de recursos de redes de dados; g) Ter experiência em suporte a ferramentas de correio eletrônico Lotus Notes e Microsoft Exchange; h) Ter experiência em instalações e configuração de softwares diversos como: software Antivírus, pacotes de escritório e outros; i) Ter capacidade de organização e liderança de equipes. j) Ter capacidade de expressar-se com clareza e objetividade, tanto na linguagem escrita quanto na falada. 3.7 ESPECIALISTA DE SUPORTE À TELEFONIA (QP07): Obrigatório: Desejável: a) Possuir formação de Curso Superior completo em Sistemas de Telecomunicações ou em Engenharia com ênfase telecomunicações; a) Ter experiência em instalações, configurações e manutenção de sistemas de telefonia convencional e IP; b) Ter conhecimento em programação de centrais telefônicas do tipo CPA com codificação PCM / TDM / IP; 5

6 c) Ter experiência e atuação em atividades de execução e implementação de redes de dados (LAN e WAN) e infraestrutura de rede de dados e voz; d) Ter experiência no trato com modems, placas de redes, cabeamento estruturado, topologia de redes locais (fibra óptica e cabeamento estruturado) e linhas de comunicação; e) Ter conhecimento em suporte de redes em ambiente Windows e protocolos de comunicação TCP/IP, ISDN, MPLS, R2D, etc.; f) Ter experiência em protocolos de multimídias, RTP, RSTP, RTCP, H323, SIP; g) Ter conhecimento em manutenção de equipamentos de conectividade tais como: Hubs, Switches, Routers e outros; h) Ter conhecimento em análise técnica de projetos de telemática; i) Ter experiência em arquiteturas com Gateway, Híbrida e PC a PC; j) Ter experiência na supervisão de equipes de suporte e atendimento a clientes local e remoto; k) Ter conhecimento de operação de máquinas de fusão de fibras ópticas, testes de redes ativas e passivas; l) Ter capacidade de organização e liderança de equipes; m) Ter capacidade de expressar-se com clareza e objetividade, tanto na linguagem escrita quanto na falada; 3. LOTE 2 MANUTENÇÃO DE SISTEMAS, BANCO DE DADOS E SUPORTE A INFRAESTRUTURA 3.8 ESPECIALISTA DE SUPORTE A INFRAESTRUTURA (QP08): Obrigatório: Desejável: a) Possuir formação de nível superior completo na área específica de Informática ou Tecnologia da Informação, preferencialmente na área de redes; b) Certificação ITIL v2 no mínimo; a) Ter experiência em manutenção e configuração de ativos de rede de dados ENTERASYS/3COM, Firewall JUNIPER e Proxy; b) Ter experiência no trato com modems, placas de redes, cabeamento estruturado, topologia de redes locais (fibra óptica e cabeamento UTP) e linhas de comunicação; c) Ter experiência em tecnologia de LAN e WAN; d) Ter experiência em análise e elaboração de procedimentos de segurança física e implantação e gerenciamento de ferramentas de segurança de rede de dados convergentes (dados, voz e imagem); e) Ter experiência em dimensionamento, análise de projetos e instalação de redes utilizando canais de baixa e alta velocidade, em plataforma INTEL; f) Ter experiência em administração de redes em ambiente Windows Server, Linux, Unix 6

7 e protocolos de comunicação TCP/IP e Ethernet, etc.; g) Ter conhecimento na avaliação e detecção de problemas de segurança em redes LAN e WAN; h) Ter experiência em Administração de INTERNET, INTRANET, Firewall/Proxy e equipamentos de conectividade tais como: Hubs, Switches, Routers e outros; i) Ter experiência na análise e detecção de vulnerabilidades dos ativos da rede e das instalações físicas; j) Ter experiência em prestação de atendimento técnico a usuários de recursos de redes de dados; k) Experiência em administração em ferramenta de correio eletrônico Microsoft Exchange; l) Experiência em execução e gerenciamento de software Antivírus; 3.9 ESPECIALISTA DE SUPORTE A INFRAESTRUTURA DE TELEFONIA (QP09): Obrigatório: Desejável: a) Possuir formação de curso superior completo em sistemas de telecomunicações ou formação de nível superior em engenharia com ênfase telecomunicações; a) Ter experiência em instalações, configurações e manutenção de sistemas de telefonia convencional e IP; b) Ter conhecimento em programação de centrais telefônicas do tipo CPA com codificação PCM / TDM / IP; c) Ter experiência e atuação em atividades de execução e implementação de redes de dados (LAN e WAN) e infraestrutura de rede de dados e voz; d) Ter experiência no trato com modems, placas de redes, cabeamento estruturado, topologia de redes locais (fibra óptica e cabeamento estruturado) e linhas de comunicação; e) Ter conhecimento em administração de redes em ambiente Windows e protocolos de comunicação TCP/IP, ATM, ISDN, MPLS etc.; f) Ter experiência em protocolos de multimídias, RTP, RSTP, RTCP, H323, SIP; g) Ter conhecimento em administração de equipamentos de conectividade tais como: Hubs, Switches, Routers e outros; h) Ter conhecimento em análise técnica de projetos de telemática; i) Ter experiência em arquiteturas com Gateway, Híbrida e PC a PC ESPECIALISTA DE MANUTENÇÃO DE SISTEMAS (QP10): Obrigatório: a) Possuir formação de nível superior completo na área específica de Informática ou Tecnologia da Informação, ou qualquer outro curso superior desde que portador de 7

8 Desejável: especialização em Informática ou Tecnologia da Informação com carga horária mínima de 360 horas, comprovada através de diploma e/ou certificado de conclusão; b) Certificação ITIL v2 no mínimo; a) Ter experiência no desenvolvimento de atividades em equipes de operação e manutenção de recursos de suporte de TI; b) Ter domínio de ferramentas de gerenciamento de controle de acesso de usuários Active Directory; c) Ter conhecimento em ambiente tecnológico de LAN e WAN; d) Ter experiência em administração e manutenção de servidores nas plataformas Windows Server, Linux e Unix; h) Ter experiência em administração de estações de trabalho Windows 2000 Professional, XP, Vista e Windows 7; i) Ter conhecimento de operacionalidade de hardware e software inerentes a serviços integrados de dados, voz e imagem; j) Ter experiência em gerenciamento de Unidades de armazenamento de massa de dados (Storages) e Backup; k) Ter experiência em prestação de atendimento técnico a usuários de recursos computacionais; l) Ter conhecimentos de linguagem de programação PHP, DOT NET e JAVA, com os frameworks aplicados às respectivas linguagens mencionadas neste item; m) Ter conhecimento em Orientação a Objetos; n) Ter conhecimento da metodologia Rational Unified Process (RUP); o) Ter conhecimento dos padrões Unified Modeling Language (UML); p) Ter conhecimento de ferramentas de desenvolvimento WEB, HTML, CSS; q) Ter conhecimento em ferramentas de geração de relatórios; r) Ter experiência em programação utilizando produtos/linguagens ASP, HTML. ASP.NET, UML e Crystal Reports, acessando banco de dados MS-SQL Server ou Oracle; j) Ter conhecimento de utilização de ferramentas Oracle (SQL, Report, Forms) ESPECIALISTA EM MANUTENÇÃO DE BANCO DE DADOS - DBA (QP11): Obrigatório: Desejável: a) Possuir formação de nível superior completo na área específica de informática; b) Possuir amplos conhecimentos de administração de Banco de Dados Oracle e MS-SQL; a) Ter a certificação Microsoft Certified Data Base Administrator ; b) Ter a certificação Oracle Certified Professional ; c) Ter a certificação ITIL v2 no mínimo; 8

9 d) Ter domínio na instalação, administração, adequação e manutenção de SGBDS Relacionais Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados; e) Ter experiência em administração do Banco de Dados ORACLE, em ambientes UNIX e Windows NT/2000, e Banco de Dados MS-SQL Server, bem como na linguagem SQL; f) Ter experiência em técnicas de modelagem de dados, projeto de banco de dados, implementação, monitoramento, tuning de banco de dados e auditoria de dados com base na técnica relacional; 4. CARTA DE REFERENCIA a) Para todos os perfis acima indicados para os Lotes 1 e 2 deverá ser apresentado pela CONTRATADA, no mínimo uma Carta de Apresentação de cada um dos profissionais contratados que comprove e demonstre a prestação de bons serviços a terceiros, não podendo esse documento ter sido fornecido pela própria contratada. b) Casos de exceções: a. Caso a atual contratada seja a futura contratada nesse pleito; b. Manutenção de membros técnicos da atual equipe prestadora dos serviços; c. Recontratação de membros técnicos que prestaram bons serviços a Infraero e se enquadram nos respectivos perfis profissionais. 9

Sumário. Especificações de experiência e conhecimento para as equipes de profissionais... 2. Perfi s Profissionais... 2

Sumário. Especificações de experiência e conhecimento para as equipes de profissionais... 2. Perfi s Profissionais... 2 ANEXO 5 - DO PROJETO BÁSICO Especificações de experiência e conhecimento para as equipes de profissionais disponibilizadas para a execução dos serviços Sumário Especificações de experiência e conhecimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ASSESSORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ASSESSORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANALISE DA PROPOSTA TÉCNICA DOS PARA EDITAL 0001/010 Profissional: Administrador de Sistemas Alcançada Classificação Habilidades e capacitação Num. De Certificados Pontos a) Descrição do cargo: Atuar como

Leia mais

Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior. Arquiteto de Projeto PL. Analista de Operações Técnicas. Analista Field Service

Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior. Arquiteto de Projeto PL. Analista de Operações Técnicas. Analista Field Service Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior - Superior completo ou cursando Tecnologia da Informação, Engenharia da Computação, Ciência da Computação ou áreas correlatas. - Conhecimento das funções

Leia mais

INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br

INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br Vagas Holden TI: Analista de Desenvolvimento Java Sênior Consultor SAP FI DBA SQL Server DBA Oracle

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS 1.1. PERFIL DE TÉCNICO EM INFORMÁTICA: 1.1.1.DESCRIÇÃO DO PERFIL: O profissional desempenhará

Leia mais

INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO NO SITE www.superato.com.br. TÉCNICO EM INFORMÁTICA

INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO NO SITE www.superato.com.br. TÉCNICO EM INFORMÁTICA INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO NO SITE www.superato.com.br. TÉCNICO EM INFORMÁTICA Estamos selecionando para CECRED - Cooperativa de Crédito de Blumenau. Cursando Sistemas da Informação ou Ciências

Leia mais

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades Subáreas Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos Design Área: Inovação Perfil Profissional: Instrutor/Consultor Competências Implantação de incubadoras de empresas; Processo de seleção de

Leia mais

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados;

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados; PLANO DE CURSO Disciplina Competências Habilidades Bases Tecnológicas INGLÊS TÉCNICO Aumentar e consolidar o seu vocabulário ativo e passivo, através da fixação de novas palavras e expressões contidas

Leia mais

Interessados favor enviar currículo para ti@holdenrh.com.br especificando no campo assunto o código da vaga.

Interessados favor enviar currículo para ti@holdenrh.com.br especificando no campo assunto o código da vaga. OPORTUNIDADES HOLDEN CONSULTORIA & RH Interessados favor enviar currículo para ti@holdenrh.com.br especificando no campo assunto o código da vaga. Se possível cadastrem-se também no site: WWW.holdenrh.com.br

Leia mais

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Apresentação Portfólio de Serviços e Produtos da WebMaster Soluções. Com ele colocamos à sua disposição a Tecnologia que podemos implementar em sua empresa.

Leia mais

Secretaria Municipal de Fazenda

Secretaria Municipal de Fazenda ANEXO VI TERMO DE REFERENCIA 1. Justificativa A Secretaria Municipal de Fazenda, no cumprimento de sua missão institucional é responsável por garantir a arrecadação dos tributos municipais e de outras

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS:

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS: PREGÃO PRESENCIAL Nº 001/2009 1 ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS: 1.1. FORMAÇÃO ACADÊMICA EXIGIDA PARA TODOS OS PERFIS

Leia mais

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014 Realização: FRAMINAS - http://www.gestaoconcurso.com.br - comunicacao@gestaoconcurso.com.br

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014 Realização: FRAMINAS - http://www.gestaoconcurso.com.br - comunicacao@gestaoconcurso.com.br RETIFICAÇÃO 01 DO EDITAL 01/2014 A Cemig Telecomunicações S.A. - CEMIGTelecom, no uso de suas atribuições constitucionais, torna público as alterações abaixo especificadas relativas ao do Edital 01/2014

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1. CARGO: ANALISTA DE GESTÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AGCT- ÁREA CONTABILIDADE

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1. CARGO: ANALISTA DE GESTÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AGCT- ÁREA CONTABILIDADE ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1. CARGO: ANALISTA DE GESTÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AGCT- ÁREA CONTABILIDADE LÍNGUA PORTUGUESA: NOÇÕES DE INFORMÁTICA Conceitos básicos de operação de microcomputadores.

Leia mais

INFORMAÇÕES DA PROVA. Matéria N Questões Pontos por Questão Duração Conhecimentos Gerais 20 1 Conhecimentos Específicos 40 3

INFORMAÇÕES DA PROVA. Matéria N Questões Pontos por Questão Duração Conhecimentos Gerais 20 1 Conhecimentos Específicos 40 3 EDITAL COMPILADO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 5 REGIÃO Banca Organizadora: FCC Cargo: Analista Judiciário Área Apoio Especializado Especialidade Tecnologia da Informação Remuneração Inicial: R$ 7.566,42

Leia mais

Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com

Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com Conceito, características e classificação das Redes de Computadores; Topologias; Meios físicos de transmissão; Equipamentos de Rede; Segurança;

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS TERMO DE REFERÊNCIA Serviços de informática Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS 1 I VISITA IN LOCO No dia 24 de junho de 2014 na sede da Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS realizamos

Leia mais

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores ÍNDICE Capítulo 1: Introdução às redes de computadores Redes domésticas... 3 Redes corporativas... 5 Servidor... 5 Cliente... 7 Estação de trabalho... 8 As pequenas redes... 10 Redes ponto-a-ponto x redes

Leia mais

PREFEITURA DE GUARULHOS SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 05/2008-SAM01

PREFEITURA DE GUARULHOS SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 05/2008-SAM01 PREFEITURA DE GUARULHOS SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 05/2008-SAM01 A PRESIDENTE DA COMISSÃO ORGANIZADORA do Concurso Público para

Leia mais

O relacionamento direto com o cliente, respeito mútuo, responsabilidade, flexibilidade e adaptabilidade são os principais valores da Infolux.

O relacionamento direto com o cliente, respeito mútuo, responsabilidade, flexibilidade e adaptabilidade são os principais valores da Infolux. A NOSSA HISTÓRIA A Infolux Informática possui seu foco de atuação voltado para o mercado corporativo, auxiliando micro, pequenas e médias empresas na tarefa de extrair o máximo de benefícios com investimentos

Leia mais

RESPOSTA Nº 02 DO EDITAL ADG 002/2015 - Contratação de prestação dos serviços de Service Desk.

RESPOSTA Nº 02 DO EDITAL ADG 002/2015 - Contratação de prestação dos serviços de Service Desk. RESPOSTA Nº 02 DO EDITAL ADG 002/2015 - Contratação de prestação dos serviços de Service Desk. PERGUNTA 1: Sobre o Item Minuta Contratual: CONSIDERANDO QUE O ONS É UMA PESSOA JURÍDICA DE DIREITO PRIVADO

Leia mais

Material 5 Administração de Recursos de HW e SW. Prof. Edson Ceroni

Material 5 Administração de Recursos de HW e SW. Prof. Edson Ceroni Material 5 Administração de Recursos de HW e SW Prof. Edson Ceroni Desafios para a Administração Centralização X Descentralização Operação interna x Outsourcing Hardware Hardware de um Computador Armazenamento

Leia mais

Empresa tem 1,5 mil vagas de emprego em TI

Empresa tem 1,5 mil vagas de emprego em TI Empresa tem 1,5 mil vagas de emprego em TI Rogerio Jovaneli, de INFO Online Segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011-15h51 SÃO PAULO - A Cast, fornecedora de soluções e serviços em TI, revela dispor de 1,5

Leia mais

SUPERÀTO DIVULGA: ANALISTA DE SISTEMAS / LÍDER DE PROJETOS

SUPERÀTO DIVULGA: ANALISTA DE SISTEMAS / LÍDER DE PROJETOS SUPERÀTO DIVULGA: ANALISTA DE SISTEMAS Superior completo em Sistemas de Informação, Ciências da Computação ou áreas afins; CONHECIMENTOS: OO (Orientação Objeto) UML ASP.Net (Framework 2.0 e/ou superior)

Leia mais

Marcelo V. de Freitas Casado, 40 anos, não fumante.

Marcelo V. de Freitas Casado, 40 anos, não fumante. Marcelo V. de Freitas Casado, 40 anos, não fumante. R. Joaquim Manhães, 120 apto. 104 B. Boa Vista Tel. (31) 3243-5749 Belo Horizonte / MG Cel. (31) 8465-0766 CEP 31.060-200 marcelovfreitas@yahoo.com.br

Leia mais

Fundamentos do uso de tecnologia da informação F U P A C V R B P R O F. C H R I S T I E N L. R A C H I D

Fundamentos do uso de tecnologia da informação F U P A C V R B P R O F. C H R I S T I E N L. R A C H I D Fundamentos do uso de tecnologia da informação O USO CONSCIENTE DA TECNOLOGIA PARA O GERENCIAMENTO F U P A C V R B P R O F. C H R I S T I E N L. R A C H I D Organização 1. Vínculo Administração-Tecnologia

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GOIÁS CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF.

REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GOIÁS CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. 1 REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GOIÁS CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. MARCIO BALIAN E L A B O R A Ç Ã O : M Á R C I O B A L I A N / T I A G O M A

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

Processo Seletivo Instrutor nº 03/2011

Processo Seletivo Instrutor nº 03/2011 l CRONOGRAMAS E TEMAS DAS Verifique o dia, o horário e o local das aulas práticas no quadro-resumo e nas tabelas seguintes de acordo com o seu número de inscrição e o seu cargo. QUADRO-RESUMO CARGO DESCRIÇÃO

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS:

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS: ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS: 1.1 CARACTERÍSTICA DO ATUAL AMBIENTE CORPORATIVO MULTIPLATAFORMA DO BRB:

Leia mais

COMUNICADO DE ABERTURA

COMUNICADO DE ABERTURA COMUNICADO DE ABERTURA Processo Seletivo - Prazo Determinado nº 002/2013, de 27/01/2013 1. VAGAS OFERECIDAS Item Cargo Formação Exigida CARGO I CARGO II ADI NS Sênior - Governança de TI ADI NS Sênior -

Leia mais

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC-008/2008 1 ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO 1. INFORMAÇÕES GERAIS E CARACTERÍSTICA DO ATUAL AMBIENTE CORPORATIVO

Leia mais

PLANO DIRETOR DE INFORMÁTICA Outubro de 2014

PLANO DIRETOR DE INFORMÁTICA Outubro de 2014 PLANO DIRETOR DE INFORMÁTICA Outubro de 2014 DIVISÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - DTI PLANO DIRETOR DE INFORMÁTICA - 1 SUMÁRIO 1. OBJETIVOS 2. CENÁRIO ATUAL DE TI 2.1. AVALIAÇÃO E DIAGNÓSTICO DO CENÁRIO

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA GERENCIAMENTO DE PROJETOS PRONIM, IMPLANTAÇÃO SQL SERVER GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA Cliente GOVBR, UEM-MARINGA / Prefeitura Municipal de PEROLA Data 10/09/2015 Versão 1.0 Objeto:

Leia mais

PAULO GONÇALVES DA SILVA

PAULO GONÇALVES DA SILVA PAULO GONÇALVES DA SILVA Brasileiro, casado. Rua Serranópolis, 286 Vila Barros Guarulhos SP Telefone: (11) 95552-8586/2358-7807 E-mail: paulo.instalacao@gmail.com. OBJETIVO TECNOLOGO EM REDES REDES TECNICO

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Relação de s Informação e Comunicação Aprendizagem Código Capacitação 252 Administrador de Banco de Dados 253 Administrador de Redes 1195 Cadista 1291 Desenhista

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry REDES DE COMPUTADORES DISCIPLINA: Fundamentos em Informática Mundo Globalizado Acelerado desenvolvimento tecnológico

Leia mais

Serviços Técnicos de Campo

Serviços Técnicos de Campo Serviços Técnicos de Campo Advanta possui um amplo portfólio de serviços técnicos de campo disponível em todo o território nacional por meio de seu corpo técnico especializado. As competências multi-vendor

Leia mais

Aula 2 Conceitos de Tecnologia da Informação

Aula 2 Conceitos de Tecnologia da Informação Informática 0 Aula 2 Prof. Leonardo R. de Oliveira Leonardo@Unicamp.br Roteiro: Hardware Software Organização de Dados Telecomunicações TI Exercício Bibliografia: STAIR, Ralph. Princípios de Sistemas de

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Componentes dos sistemas computadorizados Aula 04 FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE

Componentes dos sistemas computadorizados Aula 04 FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Componentes dos sistemas computadorizados Aula 04 FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Componentes da infraestrutura Hardware Software Tecnologia de gerenciamento de dados Tecnologia

Leia mais

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR PEDAGOGICO; A-02 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR

Leia mais

ANALISTA JUDICIÁRIO - ESPECIALIDADE EM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

ANALISTA JUDICIÁRIO - ESPECIALIDADE EM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ANALISTA JUDICIÁRIO - ESPECIALIDADE EM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS I - Introdução a informática: linguagens de programação, compiladores e interpretadores, sistemas de numeração e representação de dados,

Leia mais

Anexo IV PLANILHA DESCRITIVA DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Anexo IV PLANILHA DESCRITIVA DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Anexo IV PLANILHA DESCRITIVA DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Requisito Descrição 6.1 - Produtos de Hardware 6.1.1. GRUPO 1 - IMPRESSORA TIPO I (MONOCROMÁTICA 20PPM - A4) 6.1.1.1. TECNOLOGIA DE IMPRESSÃO 6.1.1.1.1.

Leia mais

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica 1. Arquitetura da Aplicação 1.1. O Banco Postal utiliza uma arquitetura cliente/servidor WEB em n camadas: 1.1.1. Camada de Apresentação estações de atendimento, nas

Leia mais

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes Tecnologia e Infraestrutura Conceitos de Redes Agenda Introdução às Tecnologias de Redes: a) Conceitos de redes (LAN, MAN e WAN); b) Dispositivos (Hub, Switch e Roteador). Conceitos e tipos de Mídias de

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 ÍNDICE Capítulo 1: Iniciando em redes Redes domésticas...3 Redes corporativas...5 Servidor...5 Cliente...6 Estação de

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES. Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) Redes de computadores. 1 Apresentação

REDE DE COMPUTADORES. Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) Redes de computadores. 1 Apresentação REDE DE COMPUTADORES Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) 1 Apresentação Conhecendo os alunos Conceitos básicos de redes O que é uma rede local Porque usar uma rede local 2 Como surgiram

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Capítulo 4 Infra-Estrutura de TI: Hardware e Software 2 1 OBJETIVOS

Leia mais

A EMPRESA. www.ngrnetwork.com.br

A EMPRESA. www.ngrnetwork.com.br A EMPRESA Desde a sua função, em 2003, a NGR Network vem desenvolvendo e implantando projeto de automação de escritórios em ambientes Multi plataforma integrando servidores, e soluções abertas nos ambientes

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR GERENCIA DE REDES DE COMPUTADORES 4º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação Alunos: Erik de Oliveira, Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João

Leia mais

Intermicro. Soluções avançadas em Engenharia e TI.

Intermicro. Soluções avançadas em Engenharia e TI. Intermicro Soluções avançadas em Engenharia e TI. A EMPRESA A Intermicro é uma empresa que desde 1990 atua no mercado de TI prestando consultoria, assessoria, planejamento e implementação de soluções,

Leia mais

Redes de Computadores. Ciências Contábeis e

Redes de Computadores. Ciências Contábeis e Redes de Computadores Ciências Contábeis e Economia 2 Período Emmanuel Larré elarre@gmail.com 2007 Apresentação O primeiro experimento conhecido de conexão de computadores em rede foi feito em 1965, nos

Leia mais

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia P ORTFÓ FÓLIO Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia versão 1.1 ÍNDICE 1. A EMPRESA... 3 2. BI (BUSINESS INTELLIGENCE)... 5 3. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS... 6 3.1. PRODUTOS

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 03 Telecomunicações Sistemas de Telecomunicações 1 Sistemas de Telecomunicações Consiste de Hardware e Software transmitindo informação (texto,

Leia mais

PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA. Profa. Reane Franco Goulart

PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA. Profa. Reane Franco Goulart PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA Profa. Reane Franco Goulart Administrador de banco de dados O Administrador de banco de dados (DBA - DataBase Administrator) é responsável por manter e gerenciar bancos

Leia mais

Capítulo VI Telecomunicações: Redes e Aplicativos

Capítulo VI Telecomunicações: Redes e Aplicativos Capítulo VI Telecomunicações: Redes e Aplicativos Uma rede nada mais é do que máquinas que se comunicam. Estas máquinas podem ser computadores, impressoras, telefones, aparelhos de fax, etc. Se interligarmos

Leia mais

VANTAGENS E DIFERENCIAIS

VANTAGENS E DIFERENCIAIS A Treinar é uma escola com tradição na área de cursos de Informática, Tecnologia, Desenvolvimento Profissional e Educação à Distância. Oferece cursos do nível básico ao avançado, visando à formação completa

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CTS DE REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a história e a evolução

Leia mais

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO VI Programação de Sistemas de Comunicação Duração: 30 tempos Conteúdos 2 Construção

Leia mais

o desenvolvimento, o crescimento e a disseminação moral, honestidade e cooperação real transparência, alta qualidade e preços justos

o desenvolvimento, o crescimento e a disseminação moral, honestidade e cooperação real transparência, alta qualidade e preços justos Desde Junho do ano 2000, trabalhamos muito e buscamos crescer, em nossa sede e em capital. Mas todo nosso crescimento só foi e é possível porque nunca deixamos de lado o desenvolvimento, o crescimento

Leia mais

PLANO DE ENSINO/AULA

PLANO DE ENSINO/AULA GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO PEDAGÓGICA E INCLUSÃO EDUCACIONAL COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ESCOLA TÉCNICA DE BRASÍLA PLANO DE ENSINO/AULA

Leia mais

XIV Fórum de SI/TI dos Banco Centrais de Países da CPLP

XIV Fórum de SI/TI dos Banco Centrais de Países da CPLP XIV Fórum de SI/TI dos Banco Centrais de Países da CPLP QUESTIONÁRIO As tecnologias de Informação nos Bancos Centrais dos Países da CPLP Modelo aprovado no XIII Fórum 1 Informações Gerais sobre a área

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA ARQUIVO NACIONAL. Edital N.º 02/2015

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA ARQUIVO NACIONAL. Edital N.º 02/2015 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA ARQUIVO NACIONAL Edital N.º 02/2015 Processo Seletivo Simplificado n.º 02, de 15 de abril de 2015, para concessão de Gratificação Temporária das Unidades dos Sistemas Estruturadores

Leia mais

É PARA VOCÊ QUE FAZEMOS O MELHOR. Somos feitos de gente + serviços + tecnologia Existimos para te servir.

É PARA VOCÊ QUE FAZEMOS O MELHOR. Somos feitos de gente + serviços + tecnologia Existimos para te servir. É PARA VOCÊ QUE FAZEMOS O MELHOR Somos feitos de gente + serviços + tecnologia Existimos para te servir. 03 GENESES TI QUEM SOMOS QUEREMOS FALAR UM POUCO DE NÓS PARA VOCÊ. Temos a qualidade para garantir

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU ESTADO DO PARANÁ

CÂMARA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU ESTADO DO PARANÁ CÂMARA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU ESTADO DO PARANÁ A N E X O I I E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O N º 0 1 / 0 1 / 2 0 1 2 D O S C O N T E Ú D O S P R O G R A M Á T I C O S - R E T I F I C

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof. Esp. Lucas Cruz

Tecnologia da Informação. Prof. Esp. Lucas Cruz Tecnologia da Informação Prof. Esp. Lucas Cruz Software A utilização comercial da informática nas empresas iniciou-se por volta dos anos 1960. O software era um item menos dispendioso que o hardware, e

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 27/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Válida para os acadêmicos

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

Fundamentos de Administração de Sistemas

Fundamentos de Administração de Sistemas Fundamentos de Administração de Sistemas Este curso tem como objetivo ensinar aos alunos conceitos de administração de um sistema Linux. Isto inclui o gerenciamento de contas de usuários, automação de

Leia mais

Buscamos sempre a solução mais eficaz, de acordo com o avanço tecnológico dos sistemas de Telecomunicações e Tecnologia da Informação.

Buscamos sempre a solução mais eficaz, de acordo com o avanço tecnológico dos sistemas de Telecomunicações e Tecnologia da Informação. A T7 Solutions Informática e Telecomunicações atua como prestadora de serviços de Infraestrutura de TI e Telecom, com foco no desenvolvimento e implementação de soluções de Infraestrutura, Dados e Voz.

Leia mais

GRUPO DISICPLINAR - Informática

GRUPO DISICPLINAR - Informática Curso: Tecnológico de Informática ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/8 1ª UNIDADE DE ENSINO-APRENDIZAGEM: Fundamentos de Transmissão CARGA HORÁRIA: 10 UNIDADES LECTIVAS 1º PERÍODO Noções Básicas de Transmissão

Leia mais

PORTARIA N Nº 189 Rio de Janeiro, 17 de Abril de 2013.

PORTARIA N Nº 189 Rio de Janeiro, 17 de Abril de 2013. PORTARIA N Nº 189 Rio de Janeiro, 17 de Abril de 2013. ACRESCENTA À ARQUITETURA DE PADRÕES TECNOLÓGICOS DE INTEROPERABILIDADE -, NO SEGMENTO DISPOSITIVOS DE ACESSO, O PADRÃO TECNOLÓGICO CONFIGURAÇÃO MÍNIMA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 06/2014, DE 29 DE SETEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO IV RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Administração

Leia mais

Projetos de Infraestrutura e Soluções Tecnológicas www.msitelecom.com.br

Projetos de Infraestrutura e Soluções Tecnológicas www.msitelecom.com.br Projetos de Infraestrutura e Soluções Tecnológicas www.msitelecom.com.br Índice 1. MSI Telecom 2. Soluções e Serviços 3. Parceiros 4. Principais Clientes 5. Alguns de nossos Projetos A MSI Telecom A MSI

Leia mais

www.american-nc.com.br AMERICAN NETWORK COMPUTERS Tecnologia a sua disposição

www.american-nc.com.br AMERICAN NETWORK COMPUTERS Tecnologia a sua disposição www.american-nc.com.br AMERICAN NETWORK COMPUTERS Tecnologia a sua disposição A Empresa Iniciamos as operações em 1994 com foco no fornecimento de produtos e serviços de informática. Com o decorrer dos

Leia mais

UNIESP Ribeirão Preto Curso de Sistemas de Informação

UNIESP Ribeirão Preto Curso de Sistemas de Informação UNIESP Ribeirão Preto Curso de Sistemas de Informação Áreas Temáticas para Trabalho de Conclusão de Curso ( o estudante poderá optar por uma das áreas temáticas sugeridas ou ainda optar por área não contemplada

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

SOLUÇÕES EMPRESARIAS SERVIDORES TERMINAL SERVER SERVIDOR PROXY INSTALAÇÃO DE CAMERAS PARA EMPRESAS

SOLUÇÕES EMPRESARIAS SERVIDORES TERMINAL SERVER SERVIDOR PROXY INSTALAÇÃO DE CAMERAS PARA EMPRESAS feedbackari.com SOLUÇÕES EMPRESARIAS SERVIDORES TERMINAL SERVER SERVIDOR PROXY INSTALAÇÃO DE CAMERAS PARA EMPRESAS MANUTENÇÃO EM COMPUTADORES CONFIRA NOSSOS PRINCIPAIS SERVIÇOS PARA O SEU MICROCOMPUTADOR

Leia mais

REDES. A Evolução do Cabeamento

REDES. A Evolução do Cabeamento REDES A Evolução do Cabeamento Até o final dos anos 80, todos os sistemas de cabeamento serviam apenas a uma aplicação, isto é, eram sistemas dedicados. Estes sistemas eram sempre associados à um grande

Leia mais

Rede Corporativa. Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro. Introdução

Rede Corporativa. Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro. Introdução Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro Rede Corporativa Introdução Rede corporativa é um sistema de transmissão de dados que transfere informações entre diversos equipamentos de uma mesma corporação, tais

Leia mais

Redes de Computadores. Professor MSc Wylliams Barbosa Santos wylliams.wordpress.com wylliamss@gmail.com

Redes de Computadores. Professor MSc Wylliams Barbosa Santos wylliams.wordpress.com wylliamss@gmail.com Redes de Computadores Professor MSc Wylliams Barbosa Santos wylliams.wordpress.com wylliamss@gmail.com Agenda Introdução a Rede de Computadores Classificação Tipos de Redes Componentes de Rede Internet,

Leia mais

Por Érica Barcelos Fevereiro, 2012

Por Érica Barcelos Fevereiro, 2012 Por Érica Barcelos Fevereiro, 2012 2 INTRODUÇÃO Com a informatização dos sistemas nas empresas veio também o aumento da competitividade e isso fez com que a qualidade dos serviços fosse questionada. O

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS CÓDIGO: EXA803 DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO CARGA HORÁRIA: 60h EMENTA:

Leia mais

EMPRESA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PRODAM/SP S.A. CNPJ Nº 43.076.702/0001-61 SELEÇÃO PÚBLICA N.

EMPRESA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PRODAM/SP S.A. CNPJ Nº 43.076.702/0001-61 SELEÇÃO PÚBLICA N. EMPRESA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PRODAM/SP S.A. CNPJ Nº 43.076.702/0001-61 SELEÇÃO PÚBLICA N.º 001/2010 NORMAS ESPECÍFICAS A EMPRESA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis

Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis 1. Pré-requisitos para Servidores - até 2 licenças: 1.1 Plano Básico: Processador: 3.0 GHz ou superior. Recomenda-se 3.2 GHz Dual-Core.

Leia mais

PLANO DE ENSINO CARGA HORÁRIA TOTAL: 72 TEORIA: 50 PRÁTICA: 22

PLANO DE ENSINO CARGA HORÁRIA TOTAL: 72 TEORIA: 50 PRÁTICA: 22 DEPARTAMENTO: Sistemas de Informação PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Redes de Computadores I PROFESSOR: SERGIO ROBERTO VILLARREAL SIGLA: RED I E-MAIL: sergio.villarreal@udesc.br CARGA HORÁRIA TOTAL: 72 TEORIA:

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Sumário Pré-Requisitos de Instalação Física e Lógica do SISLOC...3 Servidores de Dados...3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)...3 Estações

Leia mais

Técnico em Redes de Computadores. Equipamentos e Acessórios

Técnico em Redes de Computadores. Equipamentos e Acessórios Técnico em Redes de Computadores Equipamentos e Acessórios Componentes de uma Rede Uma rede é um sistema composto de um arranjo de componentes: Cabeamento Hardware Software Cabeamento Componentes de uma

Leia mais

Priscila Santos. educações. experiências. Analista de Sistemas Pleno. Vila da Oportunidade - Carapicuíba, SP

Priscila Santos. educações. experiências. Analista de Sistemas Pleno. Vila da Oportunidade - Carapicuíba, SP Priscila Santos Analista de Sistemas Pleno Vila da Oportunidade - Carapicuíba, SP Atuante na área de TI há 8 anos, como analista de Sistemas, em projetos de Implantação e integração de sistemas, desde

Leia mais

REDES DE 16/02/2010 COMPUTADORES

REDES DE 16/02/2010 COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Delfa M. HuatucoZuasnábar 2010 2 A década de 50 - Uso de máquinas complexas de grande porte operadas por pessoas altamente especializadas e o enfileiramento de usuários para submeter

Leia mais

Francisco José da Silva e Silva. fssilva@deinf.ufma.br Depto. de Informática, UFMA

Francisco José da Silva e Silva. fssilva@deinf.ufma.br Depto. de Informática, UFMA O Profissional de Informática e as Novas Exigências do Mercado de Trabalho Francisco José da Silva e Silva fssilva@deinf.ufma.br Depto. de Informática, UFMA Agenda Profissionais de informática: funções

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES MEMÓRIAS DE AULA AULA 1 APRESENTAÇÃO DO CURSO, HISTÓRIA, EQUIPAMENTOS E TIPOS DE REDES Prof. José Wagner Bungart CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Definição de Redes de Computadores e Conceitos

Leia mais

O DATA CENTER ONDE VOCÊ ENCONTRA A CONFIANÇA QUE EXIGE E A FLEXIBILIDADE QUE PRECISA

O DATA CENTER ONDE VOCÊ ENCONTRA A CONFIANÇA QUE EXIGE E A FLEXIBILIDADE QUE PRECISA O DATA CENTER ONDE VOCÊ ENCONTRA A CONFIANÇA QUE EXIGE E A FLEXIBILIDADE QUE PRECISA A ALOG A ALOG provê e gerencia ambientes de colocation, hosting e cloud computing de alta complexidade e é o primeiro

Leia mais

Desenvolvimento da ReMAV-Curitiba Perspectivas Novos parceiros e alianças Institucionalização

Desenvolvimento da ReMAV-Curitiba Perspectivas Novos parceiros e alianças Institucionalização ,,:RUNVKRS :RUNVKRSGD513 %HOR+RUL]RQWHGHPDLRGH 5(0$9&XULWLED ([SHULPHQWRVGH*HVWmRH$SOLFDo}HV HP5HGHVGH$OWD9HORFLGDGH &HQWUR,QWHUQDFLRQDOGH7HFQRORJLDGH6RIWZDUH &HQWUR)HGHUDOGH(GXFDomR7HFQROyJLFDGR3DUDQi,QVWLWXWRGH7HFQRORJLDGR3DUDQi

Leia mais

Módulo de Gestão aplicada à TIC Curso Técnico de Informática Aulas 05 e 06. Prof. Amadeu Campos

Módulo de Gestão aplicada à TIC Curso Técnico de Informática Aulas 05 e 06. Prof. Amadeu Campos Módulo de Gestão aplicada à TIC Curso Técnico de Informática Aulas 05 e 06 Prof. Amadeu Campos FTIN FORMAÇÃO TÉCNICA EM INFORMÁTICA GESTÃO DA INFORMATIZAÇÃO EMPRESARIAL Competências a serem trabalhadas

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA

TERMOS DE REFERÊNCIA 1. INTRODUÇÃO A Agência Nacional de Telecomunicações Anatel utiliza-se de sistemas informatizados para o desenvolvimento de suas atividades técnicas e administrativas, por meio de sua rede corporativa,

Leia mais

gladiador INTERNET CONTROLADA

gladiador INTERNET CONTROLADA gladiador INTERNET CONTROLADA funcionalidades do sistema gladiador sistema Gerenciamento de usuários, gerenciamento de discos, data e hora do sistema, backup gladiador. Estações de Trabalho Mapeamento

Leia mais