EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem"

Transcrição

1 EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Relação de s Informação e Comunicação Aprendizagem Código Capacitação 252 Administrador de Banco de Dados 253 Administrador de Redes 1195 Cadista 1291 Desenhista de Produtos Gráficos Web 809 Desenvolvedor de Games 1267 Instalador e Reparador de Redes de Computadores 254 Montador e Reparador de Computadores 255 Operador de Computador

2 1149 Programador de Dispositivos Móveis 256 Programador de Sistemas 257 Programador WEB Código Habilitação Técnica de Nível Médio 258 Técnico em Informática 259 Operação e Manutenção de Computadores 260 Suporte e Administração de Redes 261 Desenvolvimento de Web sites 262 Desenvolvimento de Sistemas 263 Técnico em Informática para Internet 264 Web Editor

3 265 Web Design 266 Web Master 267 Web Developer 268 Web Business 269 Técnico em Manutenção e Suporte em Informática 270 Operação de Computadores 271 Auxiliar Técnico em Montagem e Manutenção de Computadores 272 Suporte de Redes 273 Técnico em Redes de Computadores 274 Física de Redes de Computadores 275 Conectividade de Redes de Computadores 276 Administração de Redes de Computadores

4 277 Segurança de Redes de Computadores 278 Técnico em Telecomunicações 279 Instalador de Telefonia Fixa 280 Instalador de Sistemas de Comunicação Celular, Rádio e TV 281 Instalador de Redes de Comunicação de Dados 1049 Técnico em Computação Gráfica Aperfeiçoamento Itinerário de Profissionalização

5 FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA APRENDIZAGEM Cursos destinados a jovens maiores de quatorze anos e menores de vinte e quatro anos (Lei nº11.180/2005), empregados no comércio de bens, serviços e turismo, encaminhados pelas empresas ao SENAC, na condição de aprendizes (Lei nº /2000), para o desenvolvimento das competências necessárias ao exercício. A duração das atividades realizadas pelo SENAC deverá ser de, no mínimo, quarenta por cento da Carga horária mínima do curso técnico correspondente ou quatrocentas horas, o que for maior e, no máximo, cinquenta por cento do total de horas do programa (Portaria MTE nº. 615/2007). Pela especificidade dos cursos de Aprendizagem, constam desse catálogo relação de títulos ofertados pelo Senac. Código 250 Aprendizagem em Help Desk 249 Aprendizagem em Informática 1048 Aprendizagem em Operador de Computador 251 Aprendizagem em Programação de Computadores

6 248 Aprendizagem em Redes

7 CAPACITAÇÃO Cursos destinados a pessoas com escolaridade variável, que objetivam desenvolver competências necessárias ao exercício de uma ocupação com identidade reconhecida pelo mercado de trabalho. A carga horária mínima, nunca inferior a 160 horas, deverá ser compatível com o desenvolvimento das competências definidas no perfil de conclusão. ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS Carga horária mínima 200h Banco de dados relacionais. Sistemas operacionais. Configuração, manutenção e administração de banco de dados. Lógica e linguagem de programação. Documentação. Inglês. Planeja, implementa e realiza manutenção em Servidores de Banco de Dados. Administra servidores de banco de dados. Implementa políticas e normas de segurança para banco de dados. Documenta todas as etapas do processo. ADMINISTRADOR DE REDES Carga horária mínima 200h Topologias e tipos de redes. Protocolo TCP/IP. Correio Eletrônico. Projetos de Redes. Cabeamento Estruturado. Segurança física e lógica. Sistemas Operacionais.

8 Manutenção. Inglês. Laboratório de Informática com acesso à internet. Laboratório de Redes com switch e Access point. Acervo bibliográfico específico Planeja, implementa e realiza manutenção em redes. Define estrutura física e sistema operacional adequado ao tipo de rede. Instala e configura Sistemas Operacionais. Gerencia e presta suporte. Administra Sistemas Operacionais. Configura roteadores. Implementa políticas e normas de segurança. MONTADOR E REPARADOR DE COMPUTADORES Carga horária mínima 160h Sistemas operacionais. Montagem, configuração e instalação de dispositivos de hardware. Meio ambiente. Inglês. Laboratório de Informática com acesso à internet. Bancadas. Multímetros. Componentes de hardware. Acervo bibliográfico específico Realiza manutenção em computadores. Monta, instala e configura dispositivos de hardware. Instala e configura sistemas operacionais e software aplicativos. OPERADOR DE COMPUTADOR Carga horária mínima 160h Sistema Operacional. Editor de texto. Planilha eletrônica. Aplicativo de Apresentação. Utilitários. Internet. Segurança. Inglês.

9 Emprega recursos dos principais aplicativos de escritório e utilitários na edição de textos, elaboração de planilhas eletrônicas, apresentação de slides e compactação de arquivos. Pesquisa e navega na internet. Usa correio eletrônico. Instala e configura sistema operacional, aplicativos de escritório e periféricos. PROGRAMADOR DE SISTEMAS Carga horária mínima 200h Lógica e linguagem de programação. Sistemas operacionais. Usabilidade. Banco de dados. Documentação. Inglês. Desenvolve e realiza a manutenção de sistemas, codificando programas, modelando banco de dados. Implementa consultas segundo as especificações do projeto e documenta todas as etapas do processo. PROGRAMADOR WEB Carga horária mínima 240h Lógica e linguagem de programação. Padrões de projeto Web Standards. Sistemas Operacionais. Usabilidade. Banco de dados. Documentação. Inglês.

10 Desenvolve e realiza a manutenção de sistemas para Web, codificando programas, modelando banco de dados. Realiza consultas ao sistema, segundo as especificações do projeto, documentando todas as etapas do processo. DESENVOLVEDOR DE GAMES Carga horária mínima 200h Lógica e linguagem de programação. Desenvolvimento, projeto e ferramentas digitais de produção. Configuração de tela. Usabilidade. Modelagem de objetos. Documentação. Inglês. Produz, implementa e publica jogos para a web, utilizando conceitos e princípios de desenho e animação vetorial. Formata e otimiza imagens vetoriais, bitmaps e animações. CADISTA Carga horária mínima 160h Desenvolvimento, projeto e ferramentas digitais de desenho. Configuração de camadas, propriedades dos objetos, estilos de textos, cotas, linhas. Usabilidade. Modelagem de objetos. Documentação. Inglês. Produz, implementa e publica plantas para a web, utilizando conceitos e princípios de desenho em 2 e 3D. Formata e otimiza imagens vetoriais, bitmaps e animações.

11 DESENHISTA DE PRODUTOS GRÁFICOS WEB Carga horária mínima 160h Desenvolvimento, projeto e ferramentas digitais de edição de códigos e manipulação de imagens estáticas e animadas. Configuração de camadas, propriedades dos objetos, estilos de textos, cores e formas. Usabilidade. Modelagem de objetos. Documentação. Inglês. Desenvolve e publica sites para internet, respeitando os aspectos da comunicação visual. Formata e otimiza imagens vetoriais, bitmaps e animações. INSTALADOR E REPARADOR DE REDES DE COMPUTADORES Carga horária mínima 160h Sistemas operacionais. Montagem, configuração, reparo e instalação de dispositivos de rede. Usabilidade. Sustentabilidade. Documentação. Inglês. Instala e realiza manutenção em infraestrutura física, sistemas operacionais cliente e equipamentos ativos de rede. Segue normas e procedimentos de qualidade, segurança e sustentabilidade.

12 PROGRAMADOR DE DISPOSITIVOS MÓVEIS Carga horária mínima 200h Sistemas operacionais. Linguagens e Códigos de Programação. Comunicação Visual. Usabilidade. Modelagem de objetos. Documentação. Inglês. Codifica, desenvolve e realiza manutenção de programas para dispositivos móveis. Implementa rotinas especificadas em projetos e documenta as etapas do processo. Segue normas qualidade e respeito à propriedade intelectual.

13 EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO HABILITAÇÃO TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO Cursos aprovados pelos respectivos sistemas de ensino, que objetivam a ização do Técnico de Nível Médio. Destinam-se a pessoas que estejam cursando ou sejam egressas do Ensino Médio ou equivalente, nos termos do artigo 36 da Lei nº /2008. QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA Cursos aprovados pelos respectivos Sistemas de Ensino que têm como requisito mínimo de acesso o Ensino Fundamental completo, destinados a propiciar o desenvolvimento de competências necessárias ao exercício de uma profissão reconhecida no mercado de trabalho. Integram a organização curricular de uma Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio, compondo o itinerário formativo do técnico. TÉCNICO EM INFORMÁTICA Carga horária mínima 1.000h Lógica e linguagens de programação. Sistemas operacionais. Hardware. Redes de computadores. Interpretação de especificações de sistemas computacionais. Banco de dados. Inglês.

14 bibliográfico específico Desenvolve programas de computador, incluindo aplicações para web, seguindo as especificações e paradigmas da lógica de programação e das linguagens de programação. Utiliza ambientes de desenvolvimento de sistemas, sistemas operacionais, redes de computadores e banco de dados. Realiza testes de software, mantendo registros que possibilitem análise e refinamento dos resultados. Executa manutenção de programas implantados e de computadores. Carga horária mínima OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES 220h Sistemas operacionais. Aplicativos de Escritório. Montagem, configuração e instalação de dispositivos de hardware. Inglês. Bancadas. Multímetros. Componentes de hardware (placas mãe, memória, HD, fonte ATX, placas de I/O). Instala e configura sistema operacional e aplicativos de escritório, operando-os. Monta, instala e configura dispositivos de hardware. Realiza manutenção de computadores. Configura rede ponto-a-ponto, distinguindo a funcionalidade dos componentes. SUPORTE E ADMINISTRAÇÃO DE REDES Carga horária mínima 280h

15 Arquiteturas de redes. Meios físicos, dispositivos e padrões de comunicação. Sistemas operacionais. Segurança de redes. Inglês. Switch e cabeamento de rede. Cabos UTP e conectores RJ45. Alicates para crimpagem. Testador de cabos. Sistema Operacional de Rede Implementa, administra e realiza manutenção em redes de computadores, incluindo tecnologias de cabeamento estruturado, protocolos, tecnologias de redes, serviços integrados, sistemas operacionais e segurança, identificando os meios físicos, os dispositivos e padrões de comunicação. DESENVOLVIMENTO DE WEB SITES Carga horária mínima 200h Linguagem de marcação. Usabilidade. Ferramentas de edição de imagem, animação e gerenciamento de web sites. Inglês. Planeja, desenvolve, publica e realiza manutenção de Web Sites, utilizando ferramentas específicas de gerenciamento, tratamento de imagens e animação, otimizando oportunidades de negócios adequadas ao mercado de trabalho. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Carga horária mínima 300h Lógica e linguagem de programação. Ambientes de

16 desenvolvimento. Sistemas operacionais. Testes de software. Análise de dados. Usabilidade. Banco de dados. Documentação. Inglês. bibliográfico específico Desenvolve, implanta e realiza manutenção de sistemas, utilizando lógica e linguagem de programação em ambientes de desenvolvimento e bancos de dados. Elabora documentação do sistema, a partir da coleta de informações das necessidades específicas do cliente, aplicando princípios e definições de análise de dados. TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET Carga horária mínima 1.000h Lógica e linguagens de programação. Interface homemmáquina. Protocolos de comunicação. Sistemas operacionais. Hardware. Banco de dados. Interpretação de especificação de sistemas computacionais e redes de computadores. Inglês. bibliográfico específico Desenvolve programas de computador para internet, seguindo as especificações e paradigmas da lógica de programação e das linguagens de programação. Utiliza ferramentas de desenvolvimento de sistemas, para construir soluções que auxiliam o processo de criação de interfaces e aplicativos empregados no comércio e marketing eletrônicos. Desenvolve e realiza a manutenção de sítios e portais na internet e na intranet. WEB EDITOR

17 Carga horária mínima 200h Linguagem de marcação de texto. Recursos de formatação de estilo. Web Standards, imagens e animações ilustrativas. bibliográfico específico Realiza pesquisa de mercado para web, planeja a arquitetura da informação e os elementos estruturais do site, produz e publica web sites seguindo os padrões web standards. WEB DESIGN Carga horária mínima 200h Desenvolvimento de páginas web com animações e elementos visuais. Regras de comunicação visual de navegação para web. Inglês. Elabora layout de web site. Produz, formata e otimiza imagens vetoriais, bitmaps, gráficos, animações e elementos visuais de navegação para web. Produz, configura e publica web sites. WEB MASTER Carga horária mínima 200h Lógica de programação. Tecnologias de programação cliente/servidor. Inglês.

18 Desenvolve algoritmos, produz e implementa web sites com acesso a banco de dados. Utiliza tecnologias de rogramação cliente/servidor para otimizar a estrutura de visualização, uncionamento e manutenção do sistema. WEB DEVELOPER Carga horária mínima 200h Programação orientada a objeto. Modelagem de dados. Arquivos de padrão intercambiável. Inglês. Desenvolve, documenta e implementa aplicações web estruturadas voltadas para jogos. Carga horária mínima 200h WEB BUSINESS Linguagem de programação web. Banco de dados. Protocolos de Internet. Empreendedorismo. Inglês. Desenvolve plataforma de comércio eletrônico. Identifica oportunidades de negócio e define diretrizes estratégicas do empreendimento. Planeja a abertura de uma empresa a partir da elaboração de um plano de negócio.

19 TÉCNICO EM MANUTENÇÃO E SUPORTE EM INFORMÁTICA Carga horária mínima 1.000h Arquitetura de Computadores. Sistemas Operacionais. de informática. Redes de computadores. Aplicativos comerciais. Inglês. Laboratório de arquitetura de computadores. Laboratório de informática com programas específicos. Biblioteca com acervo específico e atualizado. Realiza manutenção preventiva e corretiva de equipamentos de informática, identificando os principais componentes de um computador e suas funcionalidades. Identifica as arquiteturas de rede e meios físicos, dispositivos e padrões de comunicação. Avalia a necessidade de substituição ou mesmo atualização tecnológica dos componentes de redes. Instala, configura e desinstala programas e software básicos, utilitários e aplicativos. Realiza procedimentos de backup e recuperação de dados. OPERAÇÃO DE COMPUTADORES Carga horária mínima 200h Sistemas Operacionais. Utilitários. Editor de Texto. Planilha Eletrônica. Gráficos. Internet. Banco de Dados. Inglês. Laboratório de arquitetura de computadores. Laboratório de informática com programas específicos. Biblioteca com acervo específico e atualizado. Implementa soluções informatizadas, empregando os aplicativos mais utilizados na criação de rotinas voltadas para a administração como planilha eletrônica, editor de texto, apresentação de slides, ferramenta para construção de banco de dados, ilustração e tratamento de imagem, além de pesquisa e comunicação na Internet. Instala e configura

20 sistema operacional, aplicativos de escritório e periféricos. AUXILIAR TÉCNICO EM MONTAGEM E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES Carga horária mínima 400h Sistemas Operacionais. Hardware. Manutenção. Eletricidade. Elétrica. Segurança. Ferramentas de diagnose, detecção e correção de falhas. Inglês. Laboratório de arquitetura de computadores. Componentes de hardware. Laboratório de informática com programas específicos. Biblioteca com acervo específico e atualizado Monta, instala e configura computadores. Emite diagnóstico, realiza manutenção preventiva e corretiva de hardware e software. Especifica requisitos e particionamento. Detecta e elimina vírus, spywares e software maliciosos, utilizando ferramentas de diagnóstico e segurança. SUPORTE DE REDES Carga horária mínima 400h Arquitetura de Redes. Meios Físicos. Hardware. Sistemas Operacionais. Segurança. Protocolos. Ferramentas de diagnóstico. Inglês. Laboratório de informática com programas específicos. Laboratório de Redes. Biblioteca com acervo específico e atualizado. Implementa e realiza manutenção em redes de computadores.

21 Define hardware e configura endereçamento TCP/IP. Realiza diagnóstico na estrutura da rede. Compartilha recursos. Implementa roteamento e gateway. TÉCNICO EM COMPUTAÇÃO GRÁFICA Carga horária mínima 1.000h Desenho Digital. Técnicas de Animação 3D. Pós-produção digital. Projetos Gráficos. Ferramentas de Edição de Imagens. Arquivos bitmap e vetoriais. Maquetes Digitais. Técnicas de manuseio de arquivos audiovisuais digitais. Técnicas de composição. Aplicativos comerciais. Inglês. Laboratório de computação gráfica. Biblioteca com acervo específico e atualizado. Participa do desenvolvimento de projetos gráficos nas áreas de CAD, 3D e Vídeo. Cria plantas, maquetes e projetos em 3D a partir de técnicas de modelagem, ilustração e animação, edição de áudio e vídeo. Instala, configura e desinstala programas e software básicos, utilitários e aplicativos. Realiza procedimentos de backup e recuperação de dados. TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES Carga horária mínima 1.000h Sistemas operacionais. Protocolos de comunicação. Equipamentos e arquitetura de redes. Dispositivos de comunicação de dados. Segurança de redes. Inglês. Laboratório de informática com acesso à internet. Laboratório de Redes com switch, roteador, patch panel, Access point e placa USB Wireless. Acervo Instala e configura dispositivos de comunicação digital e software em equipamentos de rede. Executa diagnóstico e

22 corrige falhas em redes de computadores. Prepara, instala e mantém cabeamentos de redes. Configura acessos de usuários em redes de computadores. Configura serviços de rede, tais como firewall, servidores web, correio eletrônico, servidores de notícias. Implementa recursos de segurança em redes de computadores. INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Carga horária mínima 200h Arquitetura de computadores. Sistemas operacionais. Equipamentos e topologias de redes, meios físicos e links de comunicação. Inglês. Laboratório de informática com acesso à internet. Laboratório de Redes com switch, roteador, patch panel, Access point e placa USB Wireless. Acervo bibliográfico específico Monta e configura computadores e equipamentos de rede para implementação de redes de computadores. Configura sistemas operacionais com base na arquitetura lógica previamente definida, visando ao compartilhamento eficaz e eficiente de serviços de rede. CONECTIVIDADE DE REDES DE COMPUTADORES Carga horária mínima 240h Protocolos de comunicação. Sistemas operacionais. Topologia física e lógica. Links de comunicação. Inglês. Laboratório de informática com acesso à internet. Laboratório de Redes com switch, roteador, patch panel, Access point e

23 placa USB Wireless. Acervo bibliográfico específico Configura protocolos de comunicação de dados, considerando as especificidades do modelo OSI com serviços de rede definidos em camadas. Define e implementa sistemas de controle de tráfego em diferentes linhas de comunicação e segmentos de redes locais. Configura sistemas operacionais e equipamentos de rede, aplicando algoritmos e protocolos específicos de roteamento, para implementação da topologia lógica da rede. ADMINISTRAÇÃO DE REDES DE COMPUTADORES Carga horária mínima 240h Sistemas operacionais. Ferramentas de controle e monitoração. Inventários de rede. Planejamento e administração de recursos de rede. Inglês. Laboratório de informática com acesso à internet. Laboratório de Redes com switch, roteador, patch panel, Access point e placa USB Wireless. Acervo Administra e controla recursos de rede e sistemas operacionais. Define e divulga políticas de administração de redes e configura sistemas operacionais em diferentes ambientes computacionais. Instala, configura e administra software de monitoração de tráfego de rede. Elabora inventários de rede, criando registros e controlando a configuração de equipamentos, dispositivos e cabos, para suporte à manutenção, controle de incidentes e suporte ao planejamento da capacidade de rede. SEGURANÇA DE REDES DE COMPUTADORES Carga horária mínima 320h

24 Sistemas operacionais. Política de segurança de redes. Ferramentas de segurança de redes. Criptografia. Inglês. Laboratório de informática com acesso à internet. Laboratório de Redes com switch, roteador, patch panel, Access point e placa USB Wireless. Acervo bibliográfico específico Aplica recursos de segurança de redes, configurando sistemas computacionais incluindo firewalls, identificadores de intrusos e criptografia. Define e dissemina políticas de segurança de rede. Administra sistemas de chaves públicas e privadas. TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES Carga horária mínima 1.200h Eletricidade. Eletrônica. Protocolos de comunicação. Redes de comunicação. Comunicações analógicas. Comunicações digitais. Meios de transmissão. Sistemas telefônicos fixos e móveis. Inglês. Laboratório de informática com acesso à internet. Laboratório de antenas. Laboratório de eletricidade e eletrônica. Laboratório de redes de comunicação. Laboratório de sistemas ópticos. Laboratório de telecomunicações. Laboratório de telefonia. Acervo bibliográfico específico Participa da elaboração de projetos de telecomunicação. Atua na instalação, operação e manutenção de sistemas de telecomunicações e de telemática. Supervisiona os procedimentos adotados nos serviços de comunicações atendendo a regulamentação específica.

25 INSTALADOR DE TELEFONIA FIXA Carga horária mínima 460h Eletricidade. Eletrônica. Centrais de comutação. Redes de telefonia. Arquitetura de Telecom. Sinalização. Laboratório de informática com acesso à internet. Laboratório de eletricidade e eletrônica. Laboratório de sistemas ópticos. Laboratório de telecomunicações. Laboratório de telefonia. Acervo bibliográfico específico Implementa projeto de telefonia fixa, utilizando tecnologias de centrais de comutação telefônica, redes de telefonia externas e internas. Opera e monitora equipamentos e sistemas de telecomunicações de telefonia fixa. INSTALADOR DE SISTEMAS DE COMUNICAÇÃO CELULAR, RÁDIO E TV Carga horária mínima 400h Sistemas de rádio freqüência. Serviços de comunicação. Testes. Equipamentos de transmissão e recepção. Propagação de sinais. Antenas. Rádio enlace. Sistemas de comunicação móvel. TV broadcast. TV a cabo. Inglês. Laboratório de informática com acesso à internet. Laboratório de antenas. Laboratório de eletricidade e eletrônica. Laboratório de redes de comunicação. Laboratório de sistemas ópticos. Laboratório de telecomunicações. Laboratório de telefonia. Acervo bibliográfico específico Instala tecnologias de sistemas de rádio freqüência e serviços de comunicação. Realiza testes e manutenção em equipamentos de transmissão/recepção de telecomunicações.

26 INSTALADOR DE REDES DE COMUNICAÇÃO DE DADOS Carga horária mínima 340h Redes de comunicação de dados. Testes. Manutenção de equipamentos. Ferramentas de configuração. Monitoramento. Inglês. Laboratório de informática com acesso à internet. Laboratório de antenas. Laboratório de eletricidade e eletrônica. Laboratório de redes de comunicação. Laboratório de sistemas ópticos. Laboratório de telecomunicações. Laboratório de telefonia. Acervo APERFEIÇOAMENTO Cursos e programas com características variadas, destinados exclusivamente a profissionais, para complementação, atualização ou aprofundamento de competências que visam ao seu desenvolvimento frente às mudanças em curso no mundo do trabalho. Em função da diversidade de títulos decorrente de sua natureza, foi utilizada metodologia diferenciada para catalogação do aperfeiçoamento. Sendo assim, constam desse catálogo apenas grandes categorias, que deverão abrigar os diferentes títulos desse tipo de curso.

27 Código Categorias 282 COMPUTAÇÃO GRÁFICA 283 DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS 284 GESTÃO DE TI 285 INTERNET 286 REDES E INFRAESTRUTURA DE TI

EDIFICAÇÕES ELETROMECÂNICA

EDIFICAÇÕES ELETROMECÂNICA É importante que todo aluno tenha acesso às informações sobre os cursos e faça sua escolha para não haver dúvida no ato da inscrição para o concurso de 2012/2013: EDIFICAÇÕES O Técnico em Edificações é

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: APOIO EDUCACIONAL

EIXO TECNOLÓGICO: APOIO EDUCACIONAL EIXO TECNOLÓGICO: APOIO EDUCACIONAL Relação de s Apoio Educacional Código Capacitação 808 Auxiliar Administrativo de Secretaria Escolar 896 Auxiliar de Biblioteca Código Habilitação Técnica de Nível Médio

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: APOIO EDUCACIONAL FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CAPACITAÇÃO

EIXO TECNOLÓGICO: APOIO EDUCACIONAL FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CAPACITAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: APOIO EDUCACIONAL FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA CAPACITAÇÃO Cursos destinados a pessoas com escolaridade variável, que objetivam desenvolver competências necessárias ao exercício de uma

Leia mais

Plano de Curso Não Regulamentado - Qualificação Profissional

Plano de Curso Não Regulamentado - Qualificação Profissional PERFIL PROFISSIONAL / IDENTIFICAÇÃO DA OCUPAÇÃO: Ocupação: Educação Profissional: Nível da Qualificação: Área Tecnológica: Competência Geral: Requisitos de Acesso: MONTADOR E REPARADOR DE COMPUTADORES

Leia mais

Diretoria Acadêmica de Gestão e Tecnologia da Informação

Diretoria Acadêmica de Gestão e Tecnologia da Informação Diretoria Acadêmica de Gestão e Tecnologia da Informação Campus Natal-Central Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte DIATINF / CNAT / IFRN Agosto de 2014 O IFRN O IFRN

Leia mais

1353/ADMINISTRADOR DE REDES Informática/Redes-2012

1353/ADMINISTRADOR DE REDES Informática/Redes-2012 ESTRUTURA CURRICULAR DO PLANO Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial 1353/ADMINISTRADOR DE REDES Informática/Redes-2012 Módulo: MÓDULO I - CONSTRUÇÃO SOCIAL E O MUNDO DO TRABALHO Bloco(s) Temático(S):

Leia mais

Curso Técnico em Agroecologia

Curso Técnico em Agroecologia Curso Técnico em Agroecologia Nível/Grau/Forma: Médio/Técnico/Integrado Vagas: 25 Turno: Integral Duração: 3 anos + estágio Perfil do Egresso O Técnico em Agroecologia deverá ser um profissional com formação

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet - TDS 2005/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido

Leia mais

Integralização: A) TEMPO TOTAL MÍNIMO = 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÁXIMO = 05 (CINCO) ANOS LETIVOS B) TEMPO ÚTIL (Carga Horária) = 2.

Integralização: A) TEMPO TOTAL MÍNIMO = 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÁXIMO = 05 (CINCO) ANOS LETIVOS B) TEMPO ÚTIL (Carga Horária) = 2. Curso: Graduação: Regime: Duração: MATRIZ CURRICULAR ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação) TECNOLÓGICA SERIADO ANUAL - NOTURNO 3 (TRÊS) ANOS LETIVOS Integralização:

Leia mais

Ementas Disciplinas Eletivas

Ementas Disciplinas Eletivas Ementas Disciplinas Eletivas INFORMÁTICA Administração de Redes CH: 60 h Créditos: 2.1.0 Pré-requisito(s): Redes de Computadores II Conceitos e políticas de administração de redes. Gerência de redes e

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h Unidade Curricular C/H Semestral Pré-Requisito Matemática

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Curso: CST em ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Curso: CST em ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: CST em ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Missão Formar profissionais na área de Análise e Desenvolvimento de Sistemas cônscios de sua responsabilidade social, ética

Leia mais

Guia de cursos ifma2012

Guia de cursos ifma2012 20 12 a ifm sos cur Guia de Prezado(a) candidato(a), O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) preparou um guia dos cursos técnicos que serão oferecidos pela instituição em 2012. A escolha da carreira profissional

Leia mais

Curso Técnico em Informática Organização Curricular. A carga horária total dos módulos é oferecida conforme quadro síntese abaixo:

Curso Técnico em Informática Organização Curricular. A carga horária total dos módulos é oferecida conforme quadro síntese abaixo: FEDERAÇÃO DOS CÍRCULOS OPERÁRIOS DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA TÉCNICA SANTO INÁCIO Estrada Costa Gama, nº 1009 Belém Velho - Porto Alegre RS Fone: (51) 3374-2858 escola@stoinacio.com.br www.stoinacio.com.br

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Ministério da Educação Diretoria do Campus Curitiba Gerência de Ensino e Pesquisa Departamento Acadêmico de Eletrônica CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2009.1A Atualizado em 10 de junho BRUSQUE de 2013 pela Assessoria (SC) de Desenvolvimento 2013 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ADMINISTRAÇÃO GERAL...

Leia mais

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/lista-de-cursos.html

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/lista-de-cursos.html www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/lista-de-cursos.html Lista de cursos Atualmente, do total de cursos a distância ofertados

Leia mais

PLANO DE CURSO SIMPLIFICADO

PLANO DE CURSO SIMPLIFICADO PLANO DE CURSO SIMPLIFICADO CURSO: Montador de Equipamentos Eletroeletrônicos 200 horas ÁREA: ELETROELTRÔNICA MODALIDADE: QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL UNIDADE(S) HABILITADA(S): CETEC - Araguaina Plano de

Leia mais

Auditoria de Sistemas de Informação. Everson Santos Araujo <everson@por.com.br>

Auditoria de Sistemas de Informação. Everson Santos Araujo <everson@por.com.br> Auditoria de Sistemas de Informação Everson Santos Araujo 2 Abordagens Ao redor do computador Através do computador Com o computador 3 Ao redor do computador Auditoria de documento-fonte

Leia mais

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades Subáreas Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos Design Área: Inovação Perfil Profissional: Instrutor/Consultor Competências Implantação de incubadoras de empresas; Processo de seleção de

Leia mais

O SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO, no uso da atribuição que lhe é conferida pelo Decreto n 15.348, de 06 de agosto de 2014, resolve expedir a seguinte,

O SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO, no uso da atribuição que lhe é conferida pelo Decreto n 15.348, de 06 de agosto de 2014, resolve expedir a seguinte, INSTRUÇÃO Nº 011/2015 Orienta os órgãos e entidades da Pública do Poder Executivo Estadual sobre os procedimentos referentes às contratações de serviços da Companhia de Processamento de Dados do Estado

Leia mais

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados;

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados; PLANO DE CURSO Disciplina Competências Habilidades Bases Tecnológicas INGLÊS TÉCNICO Aumentar e consolidar o seu vocabulário ativo e passivo, através da fixação de novas palavras e expressões contidas

Leia mais

Perfil Profissional do Módulo de Especialização Técnica em Java com Websphere e Rational

Perfil Profissional do Módulo de Especialização Técnica em Java com Websphere e Rational Perfil Profissional do Módulo de Especialização Técnica em Java com Websphere e Rational Perfil: Desenvolvem e operam sistemas em Linguagem de Programação Java (JEE); configuram servidores de aplicação;

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

Conceito de Rede e seus Elementos. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Conceito de Rede e seus Elementos. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceito de Rede e seus Elementos Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceito de Rede e seus Elementos O conceito de rede segundo Tanenbaum é: um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações

Leia mais

ÍNDICE. Esta é uma previsão trimestral de cursos a serem realizados nos Centros de Educação Profissional de Assú. Nossa Missão...

ÍNDICE. Esta é uma previsão trimestral de cursos a serem realizados nos Centros de Educação Profissional de Assú. Nossa Missão... Esta é uma previsão trimestral de cursos a serem realizados nos Centros de Educação Profissional de Assú. O Senac reserva-se o direito de não realizar o curso cujas matrículas não atinjam o mínimo requerido

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.061, DE 30 DE SETEMBRO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.061, DE 30 DE SETEMBRO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E ETENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.061, DE 30 DE SETEMBRO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em

Leia mais

Anexo 1 DESCRIÇÃO SUMÁRIA DE ATIVIDADES DO CARGO

Anexo 1 DESCRIÇÃO SUMÁRIA DE ATIVIDADES DO CARGO Anexo 1 DESCRIÇÃO SUMÁRIA DE ATIVIDADES DO CARGO Cargos Classe B Auxiliar de Laboratório: desenvolver atividades auxiliares gerais de laboratório bem como, de áreas específicas, de acordo com as especialidades,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO A disciplina aborda o estudo da área de Informática como um todo, e dos conceitos fundamentais,

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 11.581, DE 05 DE JANEIRO DE 2001. (publicada no DOE nº 05, de 08 de janeiro de 2001) Cria cargos nos Quadros

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1. CARGO: ANALISTA DE GESTÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AGCT- ÁREA CONTABILIDADE

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1. CARGO: ANALISTA DE GESTÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AGCT- ÁREA CONTABILIDADE ANEXO III CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1. CARGO: ANALISTA DE GESTÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA AGCT- ÁREA CONTABILIDADE LÍNGUA PORTUGUESA: NOÇÕES DE INFORMÁTICA Conceitos básicos de operação de microcomputadores.

Leia mais

Julgue os itens a seguir, referentes a programas de navegação, programas de correio eletrônico e sítios de busca e pesquisa na Internet.

Julgue os itens a seguir, referentes a programas de navegação, programas de correio eletrônico e sítios de busca e pesquisa na Internet. 01 Q360880 Noções de Informática Internet Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: MDICProva: Agente Administrativo BETA Julgue os itens a seguir, referentes a programas de navegação, programas de correio eletrônico

Leia mais

Juventude: O nosso compromisso!

Juventude: O nosso compromisso! Juventude: O nosso compromisso! QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS E DE TELECOMUNICAÇÕES TIC 003_3 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS PLANO DE ESTUDOS

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS PLANO DE ESTUDOS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS PLANO DE ESTUDOS Componentes de Formação Componente de Formação Sociocultural Português (b) Língua Estrangeira I ou II (c) Área de Integração

Leia mais

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30) UNIP Brasília - Coordenação CG/CW/GR/AD Senhores Alunos, Seguem informações importantes sobre o PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Projeto Integrado Multidisciplinar) são projetos obrigatórios realizados elos

Leia mais

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao.

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000053 - ENGENHARIA DA COMPUTACAO Nivel: Superior Area Profissional: INFORMATICA Area de Atuacao: BANCO DE DADOS/INFORMATICA Planejar, administrar,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA Art. 1º. A Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação SETIC é um Órgão Suplementar Superior

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS TÉCNICOS SUBSEQUENTES, ENSINO TÉCNICO INTEGRADO AO MÉDIO E CURSOS PROEJA RETIFICAÇÃO Nº. 01, DE 03 DE SETEMBRO 2014.

PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS TÉCNICOS SUBSEQUENTES, ENSINO TÉCNICO INTEGRADO AO MÉDIO E CURSOS PROEJA RETIFICAÇÃO Nº. 01, DE 03 DE SETEMBRO 2014. ENTRADA / SEMESTRE PESSOA COM DEFICIÊNCIA (A) AMPLA CONCORRÊNCIA(B) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS TÉCNICOS SUBSEQUENTES, ENSINO TÉCNICO INTEGRADO AO MÉDIO E CURSOS PROEJA Edital

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

Edital n.º 001/2015. 2. Do quadro de vagas 2.1 Serão disponibilizadas 168 vagas, conforme Quadro 01 Quadro de Vagas abaixo:

Edital n.º 001/2015. 2. Do quadro de vagas 2.1 Serão disponibilizadas 168 vagas, conforme Quadro 01 Quadro de Vagas abaixo: Edital n.º 001/2015 Processo Seletivo para Ingresso no Curso Técnico de Nível Médio em Logística, Informática para Internet, Química e Redes de Computadores. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico,

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada (Decreto Federal nº 5154/04 e Lei Federal nº 11741/08) PLANO DE CURSO Área Tecnológica: Tecnologia

Leia mais

UNIESP Ribeirão Preto Curso de Sistemas de Informação

UNIESP Ribeirão Preto Curso de Sistemas de Informação UNIESP Ribeirão Preto Curso de Sistemas de Informação Áreas Temáticas para Trabalho de Conclusão de Curso ( o estudante poderá optar por uma das áreas temáticas sugeridas ou ainda optar por área não contemplada

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA

SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA Documento elaborado no encontro realizado de 10 a 12 de agosto de 2004. Curitiba, PR Perfil do Profissional Ao final de cada

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM REDES DE COMPUTADORES. RECONHECIDO conforme PORTARIA n 64, de 04 de Fevereiro de 2011.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM REDES DE COMPUTADORES. RECONHECIDO conforme PORTARIA n 64, de 04 de Fevereiro de 2011. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM REDES DE COMPUTADORES RECONHECIDO conforme PORTARIA n 64, de 04 de Fevereiro de 2011. Título: Tecnólogo em Redes de Computadores Turno: Noturno Carga horária total: 2.000

Leia mais

Atualização do Curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática, eixo tecnológico Informação e Comunicação na forma integrada ao Ensino Médio

Atualização do Curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática, eixo tecnológico Informação e Comunicação na forma integrada ao Ensino Médio ESTADO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Educação Básica e Profissional Gerência de Ensino Médio Atualização do Curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática, eixo

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 2, DE 27 DE SETEMBRO DE

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 2, DE 27 DE SETEMBRO DE Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 2, DE 27 DE SETEMBRO DE 2013 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em Relações

Leia mais

SUPLEMENTO Nº 02. O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações:

SUPLEMENTO Nº 02. O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações: SUPLEMENTO Nº 02 O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações: 1. A data limite de acolhimento de propostas fica alterada para 19.02.2008. 2. A CLÁUSULA

Leia mais

ANEXO II REQUISITOS, ATRIBUIÇÕES E REMUNERAÇÕES DOS CARGOS

ANEXO II REQUISITOS, ATRIBUIÇÕES E REMUNERAÇÕES DOS CARGOS CARGO/GRUPO Analista Informática Sistemas ANEXO II REQUISITOS, ATRIBUIÇÕES E REMUNERAÇÕES DOS CARGOS ATRIBUIÇÕES Codificar e manter aplicações e classes Executar análise, diagnóstico e correção problemas

Leia mais

Informática Básica 80 - Montagem e Manutenção de Computadores Administração Empreendedorismo Introdução a Lógica de Programação. Inglês Técnico 80 -

Informática Básica 80 - Montagem e Manutenção de Computadores Administração Empreendedorismo Introdução a Lógica de Programação. Inglês Técnico 80 - Curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática CÂMPUS CANOINHAS MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h Informática Básica Montagem e Manutenção de Computadores Administração

Leia mais

Ler e interpretar simbologias elétricas. Elaborar diagramas elétricos em planta baixa. Ler e interpretar Planta Baixa.

Ler e interpretar simbologias elétricas. Elaborar diagramas elétricos em planta baixa. Ler e interpretar Planta Baixa. : Técnico em Informática Descrição do Perfil Profissional: O profissional com habilitação Técnica em Microinformática, certificado pelo SENAI-MG, deverá ser capaz de: preparar ambientes para a instalação

Leia mais

Plano de Curso de Montador e Reparador Computadores

Plano de Curso de Montador e Reparador Computadores Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia Fundação de Apoio a Escola Técnica Plano de Curso de Montador e Reparador Computadores Título do Curso Montador e Reparador

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 ÍNDICE Capítulo 1: Iniciando em redes Redes domésticas...3 Redes corporativas...5 Servidor...5 Cliente...6 Estação de

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: DR. JÚLIO CARDOSO Código: 78 Município: Franca - SP Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Eletrônica

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC Código: NO01 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Comissão de Segurança da Informação Núcleo de Governança Corporativa de TIC Setor de Segurança da Informação Revisão: 1.1 Vigência: 12/02/2016 Classificação:

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS PLANO DE ESTUDOS Componentes de Formação Total de Horas (a) (Ciclo de Formação) Componente de Formação Sociocultural Português

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARÁ MPCM CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARÁ MPCM CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015 DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO 1 / 5 ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS 1. CARGOS DE NÍVEL MÉDIO Cargo 01 Técnico em Administração Realizar atividades que envolvam a aplicação das

Leia mais

PLANIFICAÇÕES ATIVIDADES E ESTRATÉGIAS

PLANIFICAÇÕES ATIVIDADES E ESTRATÉGIAS PLANIFICAÇÕES CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO MULTIMÉDIA PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 10º ANO DE ESCOLARIDADE CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS M1 Redes e protocolos Introdução às Redes Informáticas

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2011 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 2015.1 Banco de Dados I Estudo dos aspectos de modelagem

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares:

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares: ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais Inteligência Artificial Aplicada a Jogos, com 6 Paradigmas de Programação I, com 9 Paradigmas de

Leia mais

Sumário. Especificações de experiência e conhecimento para as equipes de profissionais... 2. Perfi s Profissionais... 2

Sumário. Especificações de experiência e conhecimento para as equipes de profissionais... 2. Perfi s Profissionais... 2 ANEXO 5 - DO PROJETO BÁSICO Especificações de experiência e conhecimento para as equipes de profissionais disponibilizadas para a execução dos serviços Sumário Especificações de experiência e conhecimento

Leia mais

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html Novos Cursos O SENAI criou 40 novos cursos a distância, sendo 10 cursos

Leia mais

Funcionalidade Escalabilidade Adaptabilidade Gerenciabilidade

Funcionalidade Escalabilidade Adaptabilidade Gerenciabilidade Projeto de Redes Requisitos Funcionalidade -- A rede precisa funcionar. A rede precisa permitir que os usuários desempenhem os seus deveres profissionais. A rede precisa oferecer conectividade de usuário-para-usuário

Leia mais

Buscamos sempre a solução mais eficaz, de acordo com o avanço tecnológico dos sistemas de Telecomunicações e Tecnologia da Informação.

Buscamos sempre a solução mais eficaz, de acordo com o avanço tecnológico dos sistemas de Telecomunicações e Tecnologia da Informação. A T7 Solutions Informática e Telecomunicações atua como prestadora de serviços de Infraestrutura de TI e Telecom, com foco no desenvolvimento e implementação de soluções de Infraestrutura, Dados e Voz.

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 30/2005

RESOLUÇÃO CONSEPE 30/2005 RESOLUÇÃO CONSEPE 30/2005 APROVA O CURRÍCULO E O PERFIL PROFISSIOGRÁFICO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM INFORMÁTICA, DO CÂMPUS DE ITATIBA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho de Ensino,

Leia mais

DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS

DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS Art. 1º A Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação da Universidade Federal

Leia mais

Plano de Segurança da Informação

Plano de Segurança da Informação Faculdade de Tecnologia Plano de Segurança da Informação Alunos: Anderson Mota, André Luiz Misael Bezerra Rodrigo Damasceno. GTI 5 Noturno Governança de tecnologia da informação Prof. Marcelo Faustino

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Monsenhor Antônio Magliano. Código: 088 Município: Garça. Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais. Habilitação Profissional: Técnica

Leia mais

Área das Engenharias

Área das Engenharias Engenharia de Alimentos Área das Engenharias Unidade: Escola Agronomia e Engenharia Alimentos - (EAEA) www.agro.ufg.br Duração: 10 semestres O Engenheiro de Alimentos é, atualmente, um dos profissionais

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry REDES DE COMPUTADORES DISCIPLINA: Fundamentos em Informática Mundo Globalizado Acelerado desenvolvimento tecnológico

Leia mais

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza Nome da Instituição CNPJ 62823257/0001-09 Data 12-09-2012 Número do Plano 210 Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza Plano de curso atualizado de acordo com a matriz curricular homologada

Leia mais

DADOS DOS CURSOS TÉCNICOS NA FORMA CONCOMITANTE. 1500 (1200 horas das disciplinas + 300 horas de estágio)

DADOS DOS CURSOS TÉCNICOS NA FORMA CONCOMITANTE. 1500 (1200 horas das disciplinas + 300 horas de estágio) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO COMITE GESTOR CENTRAL DO PRONATEC DADOS DOS CURSOS TÉCNICOS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO PRETO PATRIMÔNIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO PRETO PATRIMÔNIO Praça Barão do Rio Branco, 12 Pilar Ouro Preto MG 35400 000 Cria a Superintendência de Tecnologia da Informação dentro da estrutura administrativa do Executivo Municipal. O povo do Município de Ouro Preto,

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 14.145, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2012. (publicada no DOE n.º 241, de 17 de dezembro de 2012) Extingue e cria cargos

Leia mais

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para:

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: INSTITUIÇÃO: IFRS CAMPUS BENTO GONÇALVES CNPJ: 94728821000192 ENDEREÇO: Avenida Osvaldo Aranha, 540. Bairro Juventude. CEP: 95700-000 TELEFONE: (0xx54) 34553200 FAX: (0xx54) 34553246 Curso de Educação

Leia mais

Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação

Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação Marcio Mario Correa da Silva TRT 14ª REGIÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRT-14ª Região 2013 Sumário 1. Descrição: Acesso à Internet... 3 2. Descrição: Acesso

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 70/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Matemática Computacional, Bacharelado

Leia mais

Técnico de MULTIMÉDI@ Perfil de desempenho:

Técnico de MULTIMÉDI@ Perfil de desempenho: Curso Profissional Técnico de MULTIMÉDI@ Perfil de desempenho: Conhece e coloca em prática técnicas avançadas de captação Certificação: DIPLOMA DE 12ºANO; CERTIFICADO DE QUAL. PROF. DE NÍVEL 4 DA UE (Técnico

Leia mais

PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA. Profa. Reane Franco Goulart

PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA. Profa. Reane Franco Goulart PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA Profa. Reane Franco Goulart Administrador de banco de dados O Administrador de banco de dados (DBA - DataBase Administrator) é responsável por manter e gerenciar bancos

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO - CGI

ATRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO - CGI ATRIBUIÇÕES DA COORDENAÇÃO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO - CGI MISSÃO Executar a gestão das informações e coordenar a política de comunicação da PROEXT. Atribuições Gerais: 1. Atender clientes internos e externos;

Leia mais

PLANO DA SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM CURSOS TÉCNICOS. 2. Tipo Estudo de Caso X Situação Problema Pesquisa Projeto

PLANO DA SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM CURSOS TÉCNICOS. 2. Tipo Estudo de Caso X Situação Problema Pesquisa Projeto PLANO DA SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM CURSOS TÉCNICOS 1. Identificação Curso Técnico em Informática Unidade São José Coordenador da S.A Walter André de Almeida Pires Unidade(s) Curricular(es) Envolvida(s)

Leia mais

EDITAL N.º 41/2013 SELEÇÃO CANDIDATO AO PROGRAMA DE ESTÁGIO

EDITAL N.º 41/2013 SELEÇÃO CANDIDATO AO PROGRAMA DE ESTÁGIO EDITAL N.º 41/2013 SELEÇÃO CANDIDATO AO PROGRAMA DE ESTÁGIO A REITORA DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA - UNIPAMPA, no uso da competência, divulga a abertura de inscrições para a seleção de candidatos

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 LIGANDO MICROS EM REDE Copyright 2007, Laércio Vasconcelos Computação LTDA DIREITOS AUTORAIS Este livro possui registro

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE Introdução O administrador de redes geovanegriesang@ifsul.edu.br www.geovanegriesang.com Gerenciamento de redes Gerenciamento de rede é o ato de iniciar, monitorar e modificar

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI - Tecnologia da informação SI - Tecnologia da informação Com a evolução tecnológica surgiram vários setores onde se tem informatização,

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 16/07/2014 11:10:14 Endereço IP: 200.139.16.10 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

2006 ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. 1. Justificativa. 2. Objetivos. 3. Formato do Curso. 4. Corpo Docente

2006 ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. 1. Justificativa. 2. Objetivos. 3. Formato do Curso. 4. Corpo Docente 2006 ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1. Justificativa A evolução tecnológica e a conseqüente diminuição do custo dos equipamentos possibilitaram a expansão dos sistemas computacionais. Atualmente,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec: Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de

Leia mais

XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE

XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE O Futuro da Educação a Distância na Educação Básica Francisco Aparecido Cordão facordao@uol.com.br Dispositivos da LDB e DECRETOS

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Etec Dr. José Luiz Viana Coutinho Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Etec Dr. José Luiz Viana Coutinho Código: 073 Município: Jales Eixo Tecnológico: Recursos Naturais Componente

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO 1 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: DSI Sistemas de Informação DISCIPLINA: Redes I PROFESSOR: Ademar

Leia mais

DESCRIÇÃO DOS EIXOS TECNOLÓGICOS EIXO TECNOLÓGICO: AMBIENTE SAÚDE

DESCRIÇÃO DOS EIXOS TECNOLÓGICOS EIXO TECNOLÓGICO: AMBIENTE SAÚDE DESCRIÇÃO DOS EIXOS TECNOLÓGICOS EIXO TECNOLÓGICO: AMBIENTE SAÚDE Curso Técnico em Análises Clínicas Atua auxiliando e executando atividades padronizadas de laboratório - automatizadas ou técnicas clássicas

Leia mais

Sistema Firjan Diretoria de Educação. Aprendizagem SENAI - RJ

Sistema Firjan Diretoria de Educação. Aprendizagem SENAI - RJ Aprendizagem SENAI - RJ O Caráter Estratégico da Aprendizagem no Contexto Atual Missão institucional e contrapartida do compulsório Crescimento Industrial, desenvolvimento e inclusão Retorno para as empresas

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL PROGRAMADOR(A) DE INFORMÁTICA. PERFIL PROFISSIONAL Programador/a de Informática Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5

PERFIL PROFISSIONAL PROGRAMADOR(A) DE INFORMÁTICA. PERFIL PROFISSIONAL Programador/a de Informática Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 PERFIL PROFISSIONAL PROGRAMADOR(A) DE INFORMÁTICA PERFIL PROFISSIONAL Programador/a de Informática Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO GLOBAL SAÍDA(S) PROFISSIONAL(IS)

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada (Decreto Federal nº 5.154/04 e Lei Federal nº 11.741/2008) PLANO DE CURSO Área: Manutenção Mecânica

Leia mais

Curso Técnico Integrado em Comunicação Visual CÂMPUS PALHOÇA BILÍNGUE MATRIZ CURRICULAR. Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h

Curso Técnico Integrado em Comunicação Visual CÂMPUS PALHOÇA BILÍNGUE MATRIZ CURRICULAR. Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h Curso Técnico Integrado em Comunicação Visual CÂMPUS PALHOÇA BILÍNGUE MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h Introdução à Comunicação Visual 40 horas Não tem Desenho I 40 horas Não

Leia mais

Infra-Estrutura de TI: Hardware e Software

Infra-Estrutura de TI: Hardware e Software Capítulo 4 Infra-Estrutura de TI: Hardware e Software 4.1 2007 by Prentice Hall Infra-Estrutura de TI: Hardware Componentes da Infra-Estrutura Hardware Software Tecnologia de gerenciamento de dados Tecnologia

Leia mais

Estrutura do PDI 2014-2018

Estrutura do PDI 2014-2018 APRESENTAÇÃO O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) além de constituir um requisito legal, tal como previsto no Artigo

Leia mais

PARECER CEE N 298/2010

PARECER CEE N 298/2010 Governo do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Educação CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO COMISSÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PROCESSO N : E-03/100.134/2010 INTERESSADO: CTA - CENTRO DE TECNOLOGIA

Leia mais