PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA"

Transcrição

1 PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: Telefone: (71) Site:

2 SUMÁRIO 1. Controle de Versão Objetivo Licença de Uso Introdução Projeto Premissas Escopo Descrição do Projeto Meio Físico Diagrama Lógico Geral Caixas de Distribuição Rack de Servidores Rack de Rede Diagrama da Topologia Infraestrutura Adicional Definição de Equipamentos Considerações finais... 8 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: Telefone: (71) Site:

3 1. Controle de Versão Data Versão Descrição Autor 01/06/ Criação do documento Humberto A. Santiago Junior 07/06/ Alteração no documento André Luiz Rezende 13/06/ Alteração no documento Humberto A. Santiago Junior 19/07/ Revisão do documento André Luiz A. Rezende 2. Objetivo Este documento tem por objetivo definir o projeto lógico da rede local de computadores (LAN) da Reitoria. 3. Licença de Uso Este trabalho está licenciado sob a Licença Creative Commons: Atribuição- Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil. Para ver uma cópia, visite (em português) ou envie uma carta para Creative Commons, 559 Nathan Abbott Way, Stanford, California 94305, USA. Projeto disponível em 4. Introdução A rede lógica é responsável pela transmissão de dados digitais entre os computadores (desktops, laptops, telefones entre outros) e servidores na Intranet (locais) e/ou Internet (externos). Assim sendo, é possível identificar inúmeros benefícios relacionados a utilização de uma rede local, dentre eles: Compartilhamento de recursos; Centralização de informações; Controle de acesso centralizado; Facilidade nas rotinas de backup; Facilidade nas rotinas de contingência; Facilidade nas rotinas de integração e consolidação de informações.

4 5. Projeto Este projeto deverá ser utilizado como padrão para unidades a serem construídas, bem como no redimensionamento das existentes. Entretanto, ressaltamos que devem ser consideradas, semelhanças na infraestrutura civil do local onde pretende-se aplicar o referido modelo Premissas Este projeto prevê a criação de um modelo de rede, que possibilite a comunicação de dados entre os diversos setores organizacionais de uma unidade. A conectividade dar-se-á, por meio de padrões tecnológicos de mercado, considerando a relação custo-benefício, segurança e as boas práticas definidas pelo Governo Federal, através do SISP 1 em Para implantação deste projeto, os seguintes itens devem ser atendidos. São eles: Instalações elétricas adequadas (tomadas, aterramento entre outros); Instalação de canaleta p/ passagem de cabeamento respeitando as distâncias entre cabos elétricos e de dados; Existência das plantas baixas dos andares, com layout de implantação dos pontos de rede e o traçado dos cabos em cada andar e entre andares Escopo Contempla-se neste projeto, a topologia completa, contendo os ativos de rede necessários à interligação dos computadores. Não está prevista nesta proposta a configuração de equipamentos internos da unidade (servidores e computadores). Presume-se que a configuração dos computadores será realizada internamente pelo administrador de rede. Não estão previstos também, os custos da implantação da rede, a distribuição física dos cabos e o local de implantação dos ativos. 1 O Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática - SISP foi instituído em 1990, com o objetivo de organizar a operação, controle, supervisão e coordenação dos recursos de informação e informática da administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo Federal.

5 Neste documento, não contempla a instalação de firewall, Proxy ou softwares tais como antivírus, backup dentre outros. Existe na DGTI/COTEC documentação específica para instalação dos serviços básicos e avançados de redes Descrição do Projeto Meio Físico Serão utilizados cabo UTP: Categoria 6 (CAT6), para conexão entre os periféricos e concentradores, todo o equipamento da rede será compatível com o padrão CAT6; Diagrama Lógico Geral O diagrama lógico geral é composto por um concentrador local de rede (CLR) por andar. Estes estão conectados ao concentrador geral de rede (CGR) no Data Center, localizado no primeiro piso. Conforme apresentado na figura 01. Figura 01. Diagrama lógico geral de conectividade Neste diagrama as caixas brancas, representam o cabeamento horizontal de cada pavimento e a caixa vermelha o Data Center que concentra o cabeamento do prédio Caixas de distribuição Em cada andar deverá existir uma caixa de distribuição (mini-rack suspenso), essa caixa receberá a conexão vertical e fará a distribuição horizontal dos cabos. A recepção dos cabos será feita

6 por um Patch Panel de 48 portas, todas conectadas ao Rack de Rede no Data Center, a distribuição dos cabos será feita por outro Patch Panel de 48 portas, posicionado acima do anterior, os cabos deste Patch Panel de distribuição serão conectadas às tomadas de rede do andar de acordo com a necessidade de cada pavimento, listada a seguir. Andar Computadores Telefones Total Data Center Subsolo Térreo º Pavimento º Pavimento º Pavimento º Pavimento º Pavimento TOTAL Tabela 01. Distribuição de pontos por andar Todas as portas da frente dos 2 Patch Panels de cada caixa de distribuição serão interligados por Patch Cords de 0,5 metro Rack de Servidores No Rack de Servidores há um Patch Panel de 48 portas, todas conectadas ao Rack de Rede, os servidores localizados neste rack estarão conectados ao Patch Panel por Patch Cords de 2,5 metros, abaixo a descrição do Rack de Servidores com o consumo de portas RJ 45 e o consumo de espaço em altura no Rack. Conforme tabela a seguir: Rack Servidores Portas RJ45 Unidades de altura no Rack 3 servidores com placas 12 6 quad 1 Robô de backup Central Telefônica IP Storage de 0 3 armazenamento DAS 1 Bandeja Teclado/monitor 0 1

7 Rack de Rede No Rack de Rede existem 8 Patch Panels para receber a conexão das 7 caixas de distribuição e do Rack de Servidores, para cada Patch Panel há um switch de 48 portas Gigabit Ethernet com suporte à PoE (Power over Ethernet), cada Patch Panels é conectado a um switch por Patch Cords de 0,5m. No topo do Rack de Rede está hospedado o DIO (Dispositivo Interno Ótico) a bandeja de fibra e o Switch da ReMeSSA. Além disso, está presente o Switch Wireless, que controlará os 14 Acess Points (AP) da Reitoria e fará a gerência do APs nos campi do Instituto remotamente Diagrama da Topologia Na ilustração abaixo estão representados os racks do Data Center na Reitoria. Figura 02. Racks de Ativos e Servidores

8 Infraestrutura Adicional Para que não exista interrupção da rede, é necessário: 2 No-Breaks de 6KVA para cada Rack do Data Center para cobrir quedas momentâneas ou oscilação de energia; 1 Gerador de energia de 50 KVA, para cobrir falta de energia por problemas no fornecimento em períodos prolongados Definição de Equipamentos Os equipamentos/materiais necessários à implantação da rede são descritos a seguir: Rack Servidores QTD Switch de rede empilhável POE Gigabit com Switch Wireless Controller 01 Acess Point Gerenciável 14 Patch-panel para 48 portas gigabit 23 Guia de Cabos com tampa para alta densidade 37 Patch Cord de 0,5m 720 Patch Cord de 2,5m 48 No-Break de 6KVA para os racks 04 Gerador de energia 24 KVA 01 Rack de chão para datacenter com 42U 02 Mini-rack de parede com chave Considerações finais Os casos omissos serão tratados pela Coordenação de Tecnologia (COTEC). As dúvidas relacionadas a este guia poderão ser enviadas para o endereço eletrônico:

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO O cabeamento vertical, ou cabeamento de backbone integra todas as conexões entre o backbone do centro administrativo e os racks departamentais,

Leia mais

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10 AS BUILT Documentação Técnica Documentação Técnica serviço de cabeamento lógico, realizado na Empresa SA. Serviço realizado após aprovação da proposta PR049_10, sendo todo projeto acompanhado pelo Sr.

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ESTUDO TÉCNICO PRELIMINAR DA CONTRATAÇÃO 1. DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Aquisição de equipamentos para infraestrutura de redes de todo o IFRO 2. DEFINIÇÃO E ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS

Leia mais

Meios Físicos de Comunicação

Meios Físicos de Comunicação Meios Físicos de Comunicação Aula 3 Equipamentos de Conectividade e Organização Meios Físicos de Comunicação - Equipamentos de Conectividade e Organização 1 Conteúdo Elementos de Infraestrutura Estrutura

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento O cabeamento horizontal Compreende os segmentos de cabos que são lançados horizontalmente entre as áreas de trabalho e as salas de telecomunicações

Leia mais

Anexo V: Solução de Pontos de rede local

Anexo V: Solução de Pontos de rede local Anexo V: Solução de Pontos de rede local 1. Objetivo: 1.1. Contratação de solução de Pontos de Rede de telecomunicação para conexão de diversos tipos de equipamentos eletrônicos como computadores, impressoras,

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010 PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO DO SERVIÇO DE CONECTIVIDADE COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) MAIO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO

MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO DISCIPLINA: PROJETO FÍSICO DE REDE PROJETO: CABEAMENTO ESTRUTURADO DE REDES LOCAIS MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO OBS: O MODELO PODERÁ SER ALTERADO DE ACORDO COM A NECESSIDADE DE CADA

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 8

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 8 REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 8 Índice 1. Cabeamento estruturado...3 2 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Montar uma rede doméstica é bem diferente de montar uma rede local de 100 pontos em uma

Leia mais

GERSON PORCIÚNCULA SIQUEIRA

GERSON PORCIÚNCULA SIQUEIRA Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores GERSON PORCIÚNCULA SIQUEIRA Applied Science IOWA STATE UNIVERSITY,

Leia mais

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE Versão 1.0 Data: 09/12/2013 Desenvolvido por: - TI Unimed Rio Verde 1 ÍNDICE 1. Objetivo... 4 2. Requsitos de Infraestrutura

Leia mais

Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado

Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 44 Roteiro Cabeamento Planejamento para o Cabeamento Estruturado Cabeamento Horizontal Cabeamento

Leia mais

Cabeamento Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo

Cabeamento Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo Para debater... O que vimos na aula anterior? Montar uma rede doméstica é diferente de montar uma rede local de uns 100 PCs? Na aula anterior trabalhamos com a combinação

Leia mais

GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI

GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI Ambiente Windows Small Business Rev 10501 DATA : 5 / 07/ 2007 Pag : 1 de7 1) Servidores a) Hardware o Servidor Alocado em Rack Fechado em ambiente reservado e refrigerado

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Cabeamento Estruturado Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Definição Entende-se por rede interna estruturada aquela que é projetada de modo a prover uma infra-estrutura

Leia mais

Tiago Pasa 14-06-2015 Projeto Rede Wireless Indoor Thielen Health Center

Tiago Pasa 14-06-2015 Projeto Rede Wireless Indoor Thielen Health Center Tiago Pasa 14-06-2015 Projeto Rede Wireless Indoor Thielen Health Center Este prédio possui quatro pavimentos, sendo que o primeiro é o subsolo com apenas duas salas, o segundo e o terceiro possuem salas

Leia mais

WebZine Manager. Documento de Projeto Lógico de Rede

WebZine Manager. Documento de Projeto Lógico de Rede WebZine Manager Documento de Projeto Lógico de Rede Versão:1.0 Data: 10 de Setembro de 2012 Identificador do documento: WebZine Manager Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0 Localização: SoftSolut,

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6. PERGUNTA 1: Os itens 15 e 16 do termo de referência, referentes aos treinamentos, trazem as seguintes determinações:

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6. PERGUNTA 1: Os itens 15 e 16 do termo de referência, referentes aos treinamentos, trazem as seguintes determinações: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 PROCESSO Nº 04300.003546/2014-01

Leia mais

Laudo de Viabilidade Técnica e Econômica para Rede Wireless do CDT

Laudo de Viabilidade Técnica e Econômica para Rede Wireless do CDT Laudo de Viabilidade Técnica e Econômica para Rede Wireless do CDT 1. Pré Requisitos Com base no que foi proposta, a rede wireless do Bloco K da Colina deve atender aos seguintes requisitos: Padrão IEEE

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. 3 Módulo e cabo stack para switch de borda 12

TERMO DE REFERÊNCIA. implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. 3 Módulo e cabo stack para switch de borda 12 TERMO DE REFERÊNCIA I DEFINIÇÃO DO OBJETO O presente Projeto Básico tem por objeto a aquisição de equipamentos para implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. ITEM DESCRIÇÃO QUANTIDADE 1 Switch

Leia mais

Camada Física Camada Física Camada Física Função: A camada Física OSI fornece os requisitos para transportar pelo meio físico de rede os bits que formam o quadro da camada de Enlace de Dados. O objetivo

Leia mais

CARDOZO, FELIPE BLANCO, THAIS COSTA RELATÓRIO FINAL DE PROJETO PROJETO INTERDISCIPLINAR

CARDOZO, FELIPE BLANCO, THAIS COSTA RELATÓRIO FINAL DE PROJETO PROJETO INTERDISCIPLINAR Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática ALÉCIO CARDOZO, FELIPE BLANCO, THAIS

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 PROCESSO Nº 04300.003546/2014-01

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 21 de maio de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1 Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio MAC- IBIRAPUERA

Leia mais

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 23/09/2015. Topologias Lógicas x Topologias Físicas. Cabeamento Não-estruturado aula 26/08

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 23/09/2015. Topologias Lógicas x Topologias Físicas. Cabeamento Não-estruturado aula 26/08 Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar um sistema em comum. PROF. FABRICIO

Leia mais

Aula 4a - Sistemas de Cabeamento

Aula 4a - Sistemas de Cabeamento Aula 4a - Sistemas de Cabeamento Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Sistemas de Cabeamento Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar

Leia mais

Equipamentos de Rede

Equipamentos de Rede Equipamentos de Rede Professor Carlos Gouvêa SENAIPR - Pinhais 2 Introdução Objetivos Finalidade dos equipamentos Equipamentos e descrição Nomenclatura de desenho técnico para redes Exercício de orientação

Leia mais

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações Laboratório de Redes. Cabeamento Estruturado Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações de edifícios

Leia mais

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP 26430 - INST.FED.DE EDUC.,CIENC.E TEC.S.PERNAMBUCANO 158149 - INST.FED.EDUC.CIENC.E TEC.SERTãO PERNAMBUCANO RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP 1 - Itens da Licitação 1 - EQUIPAMENTO

Leia mais

Aula 4b Elementos da Infraestrutura

Aula 4b Elementos da Infraestrutura Aula 4b Elementos da Infraestrutura Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Elementos de Infra-estrutura São utilizados em projetos de sistemas de cabeamento para estabelecer o tráfego de voz, dados e imagens,

Leia mais

Redes de Computadores Aula 01

Redes de Computadores Aula 01 No Caderno Responda as Questões abaixo 1 O que significa o termo Rede? 2 Porque utilizar um Ambiente de Rede? 3 Defina LAN. 4 Defina WAN. 5 O que eu preciso para Montar uma Rede? 6 - O que eu posso compartilhar

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac-RS FATEC Senac Pelotas Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática

Faculdade de Tecnologia Senac-RS FATEC Senac Pelotas Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática Faculdade de Tecnologia Senac-RS FATEC Senac Pelotas Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática EMILENE RIBEIRO CARDOSO SILVEIRA, SABRINE IEPSEN WESTPHAL, GUILHERME

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Line Cords e Patch Cables.

Leia mais

OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7

OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7 ÍNDICES OBJETIVOS 1 JUSTIFICATIVAS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 SEGURANÇA - INTERNET 1 SISTEMA OPERACIONAL 2 PROTOCOLO TCP/IP 2 INTRANET 2 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 ESTAÇÕES 2 MICROS 3 IMPRESSORAS 3 PLANTA

Leia mais

1 de 6 25/08/2015 10:22

1 de 6 25/08/2015 10:22 1 de 6 25/08/2015 10:22 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria Executiva Subsecretaria de Planejamento e Orçamento Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano Termo de Adjudicação

Leia mais

JUGEND CONTROLE PREDIAL. PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado. Obra: Shopping Metropolitano

JUGEND CONTROLE PREDIAL. PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado. Obra: Shopping Metropolitano PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES Pasta: cyrella_metropolitano-pro-ec-2-1-2012.doc DATA: 05/04/2012 1 Revisão de Escopo Devido Compatibilização

Leia mais

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160 Padronização O presente documento tem o intuito de definir a padronização utilizada para a infra-estrutura de rede de dados e voz, em sites da GVT. Deverá ser usado como base para execução dos projetos

Leia mais

Projeto de Rede Local

Projeto de Rede Local Projeto de Rede Local Introdução Inúmeros benefícios podem ser verificados na utilização de uma rede local, dentre eles :- ompartilhamento de Recursos entralização de Informações ontrole de Acesso entralizado

Leia mais

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO)

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) Par Trançado UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) O cabo UTP é composto por pares de fios, sendo que cada par é isolado um do outro e todos são trançados juntos dentro de uma cobertura externa, que não possui

Leia mais

Redes de Computadores. Cabeamento Estruturado

Redes de Computadores. Cabeamento Estruturado Redes de Computadores Ano 2002 Profª. Vívian Bastos Dias Aula 4 Propriedades desejadas de um sistema de cabeamento estruturado: Máxima independência na tecnologia de acessos a redes. Maior adequação à

Leia mais

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC FIBRAS ÓPTICAS E ACESSÓRIOS LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA B5NX-CNC PRODUTOS INJETADOS Catálogo de MARCAS DISTRIBUÍDAS Produtos R A Division of Cisco Systems, Inc. RACKS E ACESSÓRIOS Linha

Leia mais

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO ÍNDICE 1 Informativos gerais 2 Especificações e Tabelas

Leia mais

ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL SENAC CENTRO HISTÓRIOCO PRONATEC RELATÓRIO TÉCNICO PROJETO DE INFRAESTRUTURA

ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL SENAC CENTRO HISTÓRIOCO PRONATEC RELATÓRIO TÉCNICO PROJETO DE INFRAESTRUTURA ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL SENAC CENTRO HISTÓRIOCO PRONATEC RELATÓRIO TÉCNICO PROJETO DE INFRAESTRUTURA Ana Castilhos Fabrício Raquel Shaiane Pelotas, 2013 1 Ana Castilhos Fabrício Raquel Shaiane PROJETO

Leia mais

A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos:

A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos: COP-148/2009 Processo nº 000578-14.89/09-2 Assunto: Esclarecimento A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos: Questionamento 1: CABEAMENTO ESTRUTURADO: Utilizando os diagramas

Leia mais

Apresentação Institucional:

Apresentação Institucional: Apresentação Institucional: 1. Quem Somos 2. Matriz de Soluções 3. Topologia de Soluções 4. Experiências 5. Imagens de Projetos 6. Parceiros e Clientes 1. Quem Somos: A Brumon é uma Integradora de TI focada

Leia mais

Parte II: Projeto Executivo de Implantação

Parte II: Projeto Executivo de Implantação Parte II: Projeto Executivo de Implantação IMPLANTAÇÃO DE CLUSTER PARA ATENDIMENTO À REDE INTELIG COM SOLUÇÃO MOTOROLA/CANOPY REVISÃO DO DOCUMENTO: DATA DA REVISÃO RESPONSÁVEL REVISÃO 7/02/ Gleice Guimarães

Leia mais

Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG

Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG Diretoria de Suporte à Informática Local: Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão NUTEG Endereço: Av. BPS, 1303

Leia mais

REDES. A Evolução do Cabeamento

REDES. A Evolução do Cabeamento REDES A Evolução do Cabeamento Até o final dos anos 80, todos os sistemas de cabeamento serviam apenas a uma aplicação, isto é, eram sistemas dedicados. Estes sistemas eram sempre associados à um grande

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

Sistemas de Informação Tópicos Avançados em informática I Cabeamento Lógico Estruturado. 7º Período / Carga Horária: 72 horas

Sistemas de Informação Tópicos Avançados em informática I Cabeamento Lógico Estruturado. 7º Período / Carga Horária: 72 horas Sistemas de Informação Tópicos Avançados em informática I Cabeamento Lógico Estruturado 7º Período / Carga Horária: 72 horas EMENTA: Componentes e equipamentos de um sistema de cabeamento. Normas internacionais

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 01 Conceitos

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Administração Euber

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Magistério Superior Especialista em Docência para Educação

Leia mais

PROJETO DE ATUALIZAÇÃO DAS SALAS DE AULA DOS ATs PARA ACESSO À WWW (Inclui Implantação de Rede Sem Fio nos ATs, Área de Eventos da BCo, Reitoria e

PROJETO DE ATUALIZAÇÃO DAS SALAS DE AULA DOS ATs PARA ACESSO À WWW (Inclui Implantação de Rede Sem Fio nos ATs, Área de Eventos da BCo, Reitoria e PROJETO DE ATUALIZAÇÃO DAS SALAS DE AULA DOS ATs PARA ACESSO À WWW (Inclui Implantação de Rede Sem Fio nos ATs, Área de Eventos da BCo, Reitoria e SIn) SIn/Junho-2005 PROJETO DE ATUALIZAÇÃO DAS SALAS DE

Leia mais

Plano de Reestruturaça o CEU-II

Plano de Reestruturaça o CEU-II Plano de Reestruturaça o CEU-II Sumário Sumário... 1 Objetivos... 1 Objetivos específicos... 1 Instalação de infraestrutura para rede lógica... 1 Descritivo da solução... 2 Limitações... 2 Orçamento...

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 29 de julho de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1. Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio GETS, sendo

Leia mais

Escola de Educação Profissional SENAC-PELOTAS Centro Histórico PRONATEC. Jonathan Silveira Leandro Stein RELATÓRIO TÉCNICO PROJETO INTERDICIPLINAR

Escola de Educação Profissional SENAC-PELOTAS Centro Histórico PRONATEC. Jonathan Silveira Leandro Stein RELATÓRIO TÉCNICO PROJETO INTERDICIPLINAR Escola de Educação Profissional SENAC-PELOTAS Centro Histórico PRONATEC Jonathan Silveira Leandro Stein RELATÓRIO TÉCNICO PROJETO INTERDICIPLINAR PELOTAS/RS 2013 1 Jonathan Silveira, Leandro Stein Relatório

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Cabeamento Estruturado Prof. Marciano dos Santos Dionizio Norma ANSI/EIA/TIA 568B Divide um sistema de cabeamento em subsistemas: 1. Facilidades de Entrada (pela NBR14565: Sala de Entrada de Telecomunicações

Leia mais

É um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos.

É um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. REDES DE COMPUTADORES CABO COAXIAL É um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. Topologias de rede A topologia de uma rede é um diagrama que descreve como

Leia mais

Infra-estrutura tecnológica

Infra-estrutura tecnológica Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação ATTI Supervisão de Infra-estrutura Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Infra-estrutura tecnológica Rede Lógica

Leia mais

PIM. Tecnologia em Redes de Computadores. Projeto Integrado Multidisciplinar 2009/02 2º SEM UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO

PIM. Tecnologia em Redes de Computadores. Projeto Integrado Multidisciplinar 2009/02 2º SEM UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO Tecnologia em Redes de Computadores PIM Projeto Integrado Multidisciplinar 2009/02 2º SEM PIM - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR 1. Produto: A partir das informações fornecidas

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011 SERVIÇOS BÁSICOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

ANEXO I CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO I CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1 ANEXO I CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS EDITAL DO PREGÃO AMPLO Nº 008/2010-ER05-Anatel PROCESSO Nº 53528.001004/2010 Projeto Executivo e Estudos de Adequação da nova Sala de Servidores da rede de

Leia mais

BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Projeto de Rede. Proposta de Projeto. Vitória - PE

BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Projeto de Rede. Proposta de Projeto. Vitória - PE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Projeto de Rede Proposta de Projeto Vitória - PE 2013 Projeto de Redes de Computadores Curso: Bacharelado em Sistemas de Informação Diciplina: Redes de Computadores

Leia mais

Projeto de Rede de Computadores Condominio Ed. Califórnia

Projeto de Rede de Computadores Condominio Ed. Califórnia Universidade Federal de Juiz de Fora Departamento de Ciência da Computação Pós Graduação em Redes de Computadores Projeto de Rede de Computadores Condominio Ed. Califórnia Net Planejamento e Consultoria

Leia mais

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer)

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer) RELATÓRIO Relatório das atividades realizadas período 2014 do Setor de Suporte e Informática. Equipe de Edição: Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira

Leia mais

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção.

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção. Consiste de um conjunto de produtos de conectividade, empregados de acordo com regras específicas de engenharia; Tais produtos garantem conectividade máxima para os dispositivos existentes e preparam a

Leia mais

Introdução às Redes de Computadores. Por José Luís Carneiro

Introdução às Redes de Computadores. Por José Luís Carneiro Introdução às Redes de Computadores Por José Luís Carneiro Portes de computadores Grande Porte Super Computadores e Mainframes Médio Porte Super Minicomputadores e Minicomputadores Pequeno Porte Super

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Rafael Freitas Reale Aluno: Data / / Prova Final de Redes Teoria Base 1) Qual o tipo de ligação e a topologia respectivamente

Leia mais

Anexo I. Projeto: Infraestrutura de sistema integrado IP de Dados, Voz e Imagens para Parque Aquático da Cidade da Criança

Anexo I. Projeto: Infraestrutura de sistema integrado IP de Dados, Voz e Imagens para Parque Aquático da Cidade da Criança Anexo I Projeto: Infraestrutura de sistema integrado IP de Dados, Voz e Imagens para Parque Aquático da Cidade da Criança Cabeamento Óptico Cabeamento de telecomunicações na área de implantação do Parque

Leia mais

RCO2. LANs, MANs e WANs Visão geral

RCO2. LANs, MANs e WANs Visão geral RCO2 LANs, MANs e WANs Visão geral 1 LAN, MAN e WAN Classificação quanto a alcance, aplicação e tecnologias Distâncias: WAN: : distâncias arbitrariamente longas MAN: : distâncias médias (urbanas) LAN:

Leia mais

Buscamos sempre a solução mais eficaz, de acordo com o avanço tecnológico dos sistemas de Telecomunicações e Tecnologia da Informação.

Buscamos sempre a solução mais eficaz, de acordo com o avanço tecnológico dos sistemas de Telecomunicações e Tecnologia da Informação. A T7 Solutions Informática e Telecomunicações atua como prestadora de serviços de Infraestrutura de TI e Telecom, com foco no desenvolvimento e implementação de soluções de Infraestrutura, Dados e Voz.

Leia mais

"TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS "TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS I - OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em serviços de Infraestrutura com manutenção corretiva, manutenção preventiva, instalações, desinstalações,

Leia mais

JUGEND CONTROLE PREDIAL. Sistema de Cabeamento Estruturado Resumo de Funções. OBRA: Shopping Metropolitano

JUGEND CONTROLE PREDIAL. Sistema de Cabeamento Estruturado Resumo de Funções. OBRA: Shopping Metropolitano Sistema de Cabeamento Estruturado Resumo de Funções OBRA: CLIENTE: Cyrela Commercial Properties Camargo Correa Desenvolvimento Imobiliário Pasta: cyrella_metropolitano-pro-rf-2-2-2011.doc DATA: 24/10/2011

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA NORMAS AMERICANAS EIA/TIA EIA/TIA 568-B: Commercial Building Telecomunications Cabling Standard Essa norma de 2001 é a revisão da norma EIA/TIA 568-A de

Leia mais

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer)

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer) RELATÓRIO Relatório das atividades realizadas período 2014 do Setor de Suporte e Informática. Equipe de Edição: Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira

Leia mais

INDICE PARTE I - MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO LÓGICO PARTE II - MEMORIAL DESCRITIVO PARA ELÉTRICA E ESTABILIZADA

INDICE PARTE I - MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO LÓGICO PARTE II - MEMORIAL DESCRITIVO PARA ELÉTRICA E ESTABILIZADA INDICE 1 - INTRODUÇÃO PG. 2 2 - PARTES COMPONENTES DO PROJETO PG. 2 3 FIGURAS ILUSTRATIVAS E PLANTAS PG. 2 4 - METODOLOGIA PG. 2 PARTE I - MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO LÓGICO 1 - OBJETIVO PG. 4 2 - ESTRUTURA

Leia mais

Cabeamento estruturado. Norma Padrão 568B e 569A

Cabeamento estruturado. Norma Padrão 568B e 569A Cabeamento estruturado Norma Padrão 568B e 569A Cabeamento Estruturado O padrão 568B O objetivo desta norma é: especificar um sistema de cabeamento genérico para edificios comerciais que suporte um ambiente

Leia mais

diagrama de ligações, relatórios emitidos pelo Analisador de Cabos

diagrama de ligações, relatórios emitidos pelo Analisador de Cabos ESPECIFICAÇÔES TÉCNICAS 1 CABEAMENTO HORIZONTAL Instalação da rede para padrão T568B constituída de 466 (quatrocentos e sessenta e seis) pontos, devidamente identificados, conforme localização definida

Leia mais

Normas e Padrões. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Normas e Padrões. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Normas e Padrões Prof. Marciano dos Santos Dionizio Devido à falta de padronização para cabeamento de redes, em 1991 a EIA (Electronics Industries Alliance) e a TIA (Telecomunications Industry Association)

Leia mais

Projeto de Cabeamento Estruturado

Projeto de Cabeamento Estruturado Projeto de Cabeamento Estruturado Sistema de Cabeamento Estruturado Subsistemas 1 Subsistema Cabeamento Horizontal 2 Subsistema Cabeamento Vertical 3 - Área de Trabalho - ATR 4 - Armário de Telecomunicações

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Norma 568

Cabeamento Estruturado. Norma 568 Cabeamento Estruturado Norma 568 1 Resumo Evolução da Norma; Onde e como utilizar a norma; Conhecer como a norma ANSI/EIA/TIA 568B está dividida em subsistemas; D e s c r e v e r a s c a r a c t e r í

Leia mais

Como Montar uma Rede Wireless Passo-a-Passo

Como Montar uma Rede Wireless Passo-a-Passo Outras apostilas em: www.projetoderedes.com.br Como Montar uma Rede Wireless Passo-a-Passo Redes Wireless estão em franco crescimento. Novas redes são implementadas, com soluções mais rápidas, abrangentes

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES

REDE DE COMPUTADORES UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO ÊNFASE EM ENGENHARIA DE SOFTWARE ARTHUR HENRIQUE DO PRADO FRANQUELO ALLAN ESTEVAM DE SOUZA CARLOS

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

APÊNDICE 7.1 DO CONTRATO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DAS UNIDADES DE SAÚDE

APÊNDICE 7.1 DO CONTRATO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DAS UNIDADES DE SAÚDE APÊNDICE 7.1 DO CONTRATO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DAS UNIDADES DE SAÚDE SUMÁRIO 1. Introdução... 1 2. Objetivos... 1 3. Elaboração

Leia mais

Infraestrutura de Redes

Infraestrutura de Redes Infraestrutura de Redes Apresentação 01: Conceitos de Cabeamento Estruturado Prof. João Paulo Just - http://just.pro.br 1 Conceitos de Cabeamento Porque? Anteriormente: serviços como sistemas de alarmes,

Leia mais

Faculdade Escritor Osman da Costa Lins

Faculdade Escritor Osman da Costa Lins Faculdade Escritor Osman da Costa Lins Sistemas de Informação Projeto Redes de Computadores Professor: Hugo Souza 6º Período Alunos: Gleybson Farias Valmir Santos Sumário Sumário Introdução... 3 Lista

Leia mais

Organização de arquivos e pastas

Organização de arquivos e pastas Organização de arquivos e pastas Pasta compara-se a uma gaveta de arquivo. É um contêiner no qual é possível armazenar arquivos. As pastas podem conter diversas subpastas. Definir a melhor forma de armazenamento

Leia mais

Projeto de consultoria na área de. Tecnologia da Informação

Projeto de consultoria na área de. Tecnologia da Informação Projeto de consultoria na área de Tecnologia da Informação 1 2 3 Grupo: Empresa: Integrantes do Grupo Número Função TCM 2013 Professor William Andrey Índice 1. Objetivo... 2 2. Nomes e Abreviaturas...

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Design de Rede Local Design Hierárquico Este design envolve a divisão da rede em camadas discretas. Cada camada fornece funções específicas que definem sua função dentro da rede

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Ø Computador Ø Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Ø Arquiteturas físicas e lógicas de redes de

Leia mais

Projeto de consultoria na área de. Tecnologia da Informação

Projeto de consultoria na área de. Tecnologia da Informação Projeto de consultoria na área de Tecnologia da Informação 1 2 3 Grupo: Empresa: Integrantes do Grupo Número Função TCM 2014 Professor William Andrey Índice 1. Objetivo... 2 2. Nomes e Abreviaturas...

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Cabeamento Estruturado www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução Cabeamento Estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada

Leia mais

Fundamentos em Informática

Fundamentos em Informática Fundamentos em Informática Aula 06 Redes de Computadores francielsamorim@yahoo.com.br 1- Introdução As redes de computadores atualmente constituem uma infraestrutura de comunicação indispensável. Estão

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JANEIRO/2011

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JANEIRO/2011 PROCEDIMENTOS DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO SERVIDOR DE BANCO DE DADOS DO PERGAMUM COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JANEIRO/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71)

Leia mais