MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO"

Transcrição

1 DISCIPLINA: PROJETO FÍSICO DE REDE PROJETO: CABEAMENTO ESTRUTURADO DE REDES LOCAIS MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO OBS: O MODELO PODERÁ SER ALTERADO DE ACORDO COM A NECESSIDADE DE CADA EQUIPE E SERVE APENAS COMO GUIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES. PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 1 - RESUMO EXECUTIVO DO PROJETO Neste ponto, serão informados os aspectos mais importantes do projeto, principalmente relacionados aos objetivos do negócio do cliente, obtidos através de entrevistas e levantamento de requisitos. 2 - OBJETIVOS DO PROJETO Deve ser descrito o principal objetivo do projeto, ressaltando o motivo pelo qual a equipe de projetistas foi contratada, incluindo sempre o objetivo de negócio do cliente. 3 ESCOPO DO PROJETO Informe as dimensões do projeto. Se será extensão de uma rede existente ou criação de uma nova rede. Informe os departamentos e setores que irão ser afetados pela nova rede.

2 4 PROJETO DE REDE COM CABEAMENTO ESTRUTURADO Neste ponto, começaremos as descrições relacionadas a parte operacional do projeto. 4.1 TOPOLOGIA FÍSICA E LÓGICA TOPOLOGIA FÍSICA: Informe a topologia física utilizada na rede, fazendo referência ao desenho esquemático em anexo na documentação. Se possível, coloque um diagrama lógico nesta seção TOPOLOGIA LÓGICA: Informe a topologia lógica utilizada na rede, informando o padrão e tecnologia utilizada. 5 NORMAS E PADRÕES TECNOLÓGICOS A SEREM UTILIZADOS 6 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL Nesta seção, serão descritos os setores e as respectivas ocupações de cada setor (estações, impressoras, fax, etc.) Ex: Estações : As estações estão (serão) distribuídas de acordo com o informado a seguir: Secretaria, por exemplo: 3 estações, com configuração XYZ. Informe a localização em pavimentos, caso exista. 7 AMBIENTE DE REDE LOCAL Neste ponto será informado o tipo de projeto (por exemplo, integrado (voz, dados e imagem)), os serviços de rede que serão utilizados, o cabeamento que será utilizado (fibra óptica, cabo Par Trançado, com as características técnicas respectivas, conectores, os métodos de distribuição utilizados (eletroduto, eletrocalha) com as respectivas medidas.

3 8 DIAGRAMA DE LOCALIZAÇÃO, CABEAMENTO E OCUPAÇÃO (PLANTA BAIXA) Nesta seção, será implementada a planta baixa do prédio, se necessário de cada pavimento, com informações legendadas de identificação de componentes, distribuição de cabeamento, localização de pontos lógicos, armários de telecomunicações, etc. A seguir, um exemplo de planta baixa implementada. 9 DISTRIBUIÇÃO, LOCALIZAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS ARMÁRIOS DE TLECOMUNICAÇÕES: Nesta seção será informada a localização, a configuração e distribuição dos racks, patch panels, hubs, switch. Ex; Rack 1: Localização: Setor X Características: Componentes: Hubs, Switches, Patch Panels Distribuição:

4 10 SUBSISTEMA DE ESTAÇÕES DE TRABALHO E CABEAMENTO HORIZONTAL: De posse do cálculo do número total de estações de cada setor, será desenvolvido o cálculo para o cabeamento horizontal: Ex: Calculo do número total de estações no pavimento 1 Pavimento 1 : Área útil: 12,0m x 25m = 300m2 Total de estações do pavimento: 50 estações Setro X do Pavimento 1: Área Útil: 5m x 10m = 50m2 Total de estações: 05 estações Distribuição das estações: Entrada 02, por exemplo Calculo do cabeamento horizontal: Ex: Pavimento 1: Menor distância: 6m Maior distância: 30m Total: 36m Distância Média: 18m 10% de correção: 1,8m Compensação: 2m por ponto Patch Cord + Patch Cord (por ponto): 3m Total por ponto = 23m 1 ) Informações de Cabeamento: Cabo UTP Cat 6 2) Eletrocalha: ex: 100x100mm Pavimento 1: 45m 50 estações x 23m = 1150m 2 lances de cabo por ponto = 2.330m SetorX: 20m Total: 65m 3) Eletroduto:ex: 1

5 4) Conectores: Cálculo da quantidade de conectores. 11- TABELA CONTENDO INFORMAÇÕES DE LOCALIZAÇÃO, IDENTIFICAÇÃO E STATUS DE CADA PONTO. A SEGUIR EXEMPLO REPRESENTATIVO: ORIGEM CONEXÃO PORTA/ RACK 1 DESTINO IDENT. LOCALIZAÇÃO IDENT. METRAGEM STATUS CABO PONTO CONEXÃO PONTO 1 GERÊNCIA P21 PAV1 SALA1 R1/P21/S1 20m Em uso 2 P. EXTRA P32 PAV2 SALA2 R1/P32/S2 30m N usado 12 PREVISÃO DE CUSTOS ORÇAMENTO Nesta seção serão analisados os custos relacionados a equipamentos ativos, cabeamento, etc TABELA E CUSTOS DE EQUIPAMENTOS: EQUIPAMEN TO MODEL O PORTA S Switch XXX 24 Portas LOCALIZAÇ ÃO QTD V.UNITÁR IO V.TOTA L XXX 3 R$ 600,00 R$ 1.800,00 TOTAL R$ 1.800, TABELA E CUSTOS DE MATERIAL MATERIAL UNIDADE QUANTIDADE V. UNITÁRIO V. TOTAL Cabo UTP Cat Caixa 300m 2 R$ 300,00 R$ 600,00 6 Conector RJ- Peça 20 R$ 0,50 R$ 10,00 45 Patch cabel Peça 5 R$ 1,00 R$ 5,00 Cat6 RJ-45 TOTAL R$ 615, TABELA E CUSTO DE MÃO-DE-OBRA SERVIÇO PREV. DE CUSTO/HORA VALOR TOTAL HORAS EQUIPE DE 30h R$ 10,00 R$ 300,00 INSTALÇÃO EQUIPE DE 25h R$ 10,00 R$ 250,00 CERTIFICAÇÃO TOTAL R$ 550,00

6 11.4 TABELA RESUMO COM OS CUSTOS TOTAIS ÍTEM VALOR EQUIPAMENTO R$ 600,00 MATERIAL R$ 615,00 MÃO-DE-OBRA R$ 550,00 TOTAL R$ 1.765,00 12 CRONOGRAMA DE ATIVIDADES Nesta seção serão especificadas as datas previstas para cada atividade. 13 TESTES E CERTIFICAÇÕES. Neste ponto serão apresentados os resultados de testes e certificação realizados.

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações Laboratório de Redes. Cabeamento Estruturado Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações de edifícios

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO O cabeamento vertical, ou cabeamento de backbone integra todas as conexões entre o backbone do centro administrativo e os racks departamentais,

Leia mais

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção.

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção. Consiste de um conjunto de produtos de conectividade, empregados de acordo com regras específicas de engenharia; Tais produtos garantem conectividade máxima para os dispositivos existentes e preparam a

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 01 Conceitos

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento O cabeamento horizontal Compreende os segmentos de cabos que são lançados horizontalmente entre as áreas de trabalho e as salas de telecomunicações

Leia mais

NOVAS INSTALAÇÕES DA FQM BARRA.

NOVAS INSTALAÇÕES DA FQM BARRA. NOVAS INSTALAÇÕES DA FQM BARRA. A nova sede da FQM foi projetada para ocupar um andar do prédio do Condomínio O2 na Barra. Nossa missão foi adequar as necessidades do cliente ao projeto executivo elaborado

Leia mais

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 4 4. CABEAMENTO ESTRUTURADO- PARTE II Cada nível do subsistema estudado no capítulo anterior foi regulamentado por normas que visam padronizar

Leia mais

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 23/09/2015. Topologias Lógicas x Topologias Físicas. Cabeamento Não-estruturado aula 26/08

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 23/09/2015. Topologias Lógicas x Topologias Físicas. Cabeamento Não-estruturado aula 26/08 Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar um sistema em comum. PROF. FABRICIO

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA NORMAS AMERICANAS EIA/TIA EIA/TIA 568-B: Commercial Building Telecomunications Cabling Standard Essa norma de 2001 é a revisão da norma EIA/TIA 568-A de

Leia mais

Aula 4b Elementos da Infraestrutura

Aula 4b Elementos da Infraestrutura Aula 4b Elementos da Infraestrutura Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Elementos de Infra-estrutura São utilizados em projetos de sistemas de cabeamento para estabelecer o tráfego de voz, dados e imagens,

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Line Cords e Patch Cables.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO OBRA: ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONALIZANTE PROJETO PADRÃO PROPRIETÁRIO: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Aula 4a - Sistemas de Cabeamento

Aula 4a - Sistemas de Cabeamento Aula 4a - Sistemas de Cabeamento Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Sistemas de Cabeamento Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar

Leia mais

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO ÍNDICE 1 Informativos gerais 2 Especificações e Tabelas

Leia mais

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10 AS BUILT Documentação Técnica Documentação Técnica serviço de cabeamento lógico, realizado na Empresa SA. Serviço realizado após aprovação da proposta PR049_10, sendo todo projeto acompanhado pelo Sr.

Leia mais

A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos:

A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos: COP-148/2009 Processo nº 000578-14.89/09-2 Assunto: Esclarecimento A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos: Questionamento 1: CABEAMENTO ESTRUTURADO: Utilizando os diagramas

Leia mais

PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA

PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

Redes de Computadores. Cabeamento Estruturado

Redes de Computadores. Cabeamento Estruturado Redes de Computadores Ano 2002 Profª. Vívian Bastos Dias Aula 4 Propriedades desejadas de um sistema de cabeamento estruturado: Máxima independência na tecnologia de acessos a redes. Maior adequação à

Leia mais

Cabeamento Estruturado e Projeto de Redes. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 52p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Cabeamento Estruturado e Projeto de Redes. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 52p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor Thálisson de Oliveira Lopes Graduação em Tecnologia em Processamento de Dados (2007), Especialista em Gestão de Tecnologia da Informação (2008 e 2010) e Mestre em Gestão do Conhecimento e Tecnologia

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

Cabeamento estruturado. Norma Padrão 568B e 569A

Cabeamento estruturado. Norma Padrão 568B e 569A Cabeamento estruturado Norma Padrão 568B e 569A Cabeamento Estruturado O padrão 568B O objetivo desta norma é: especificar um sistema de cabeamento genérico para edificios comerciais que suporte um ambiente

Leia mais

Meios Físicos de Comunicação

Meios Físicos de Comunicação Meios Físicos de Comunicação Aula 3 Equipamentos de Conectividade e Organização Meios Físicos de Comunicação - Equipamentos de Conectividade e Organização 1 Conteúdo Elementos de Infraestrutura Estrutura

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS: 1.1. Este roteiro serve como base às obras de Contratação de empresa especializada para o fornecimento de material e mão de obra para execução de rede

Leia mais

Cabeamento Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo

Cabeamento Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo Para debater... O que vimos na aula anterior? Montar uma rede doméstica é diferente de montar uma rede local de uns 100 PCs? Na aula anterior trabalhamos com a combinação

Leia mais

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC FIBRAS ÓPTICAS E ACESSÓRIOS LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA B5NX-CNC PRODUTOS INJETADOS Catálogo de MARCAS DISTRIBUÍDAS Produtos R A Division of Cisco Systems, Inc. RACKS E ACESSÓRIOS Linha

Leia mais

GERSON PORCIÚNCULA SIQUEIRA

GERSON PORCIÚNCULA SIQUEIRA Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores GERSON PORCIÚNCULA SIQUEIRA Applied Science IOWA STATE UNIVERSITY,

Leia mais

Anexo V: Solução de Pontos de rede local

Anexo V: Solução de Pontos de rede local Anexo V: Solução de Pontos de rede local 1. Objetivo: 1.1. Contratação de solução de Pontos de Rede de telecomunicação para conexão de diversos tipos de equipamentos eletrônicos como computadores, impressoras,

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Norma 568

Cabeamento Estruturado. Norma 568 Cabeamento Estruturado Norma 568 1 Resumo Evolução da Norma; Onde e como utilizar a norma; Conhecer como a norma ANSI/EIA/TIA 568B está dividida em subsistemas; D e s c r e v e r a s c a r a c t e r í

Leia mais

Sistema de Cabeamento Estruturado Norma EIA/TIA - 606

Sistema de Cabeamento Estruturado Norma EIA/TIA - 606 Sistema de Cabeamento Estruturado Norma EIA/TIA - 606 EIA/TIA Órgão de normatização para infra-estrutura de telecomunicações. Norma para Administração da infra-estrutura de telecomunicações em edifícios

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 29 de julho de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1. Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio GETS, sendo

Leia mais

NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B. Projeto Físico de Rede

NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B. Projeto Físico de Rede NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B O PADRÃO BASEIA-SE NOS SEIS PRINCIPAIS COMPONENTES DE UM SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO, QUE SÃO: 1 FACILIDADE DE ENTRADA (Entrance Facility) : É COMPOSTA POR HARDWARE DE

Leia mais

Infraestrutura de Redes

Infraestrutura de Redes Infraestrutura de Redes Apresentação 01: Conceitos de Cabeamento Estruturado Prof. João Paulo Just - http://just.pro.br 1 Conceitos de Cabeamento Porque? Anteriormente: serviços como sistemas de alarmes,

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações

Redes de Dados e Comunicações Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Cabo Par Trançado Conector-RJ 45 A norma EIA/TIA padronizou o conector RJ-45 para a conectorização de cabos UTP. Para a conectorização do cabo UTP,

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Cabeamento Estruturado Prof. Marciano dos Santos Dionizio Norma ANSI/EIA/TIA 568B Divide um sistema de cabeamento em subsistemas: 1. Facilidades de Entrada (pela NBR14565: Sala de Entrada de Telecomunicações

Leia mais

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 3 3. CABEAMENTO ESTRUTURADO-PARTE 1 Os primeiros projetos de cabeamento estruturado foram desenvolvidos para sistemas telefônicos comerciais,

Leia mais

CABEAMENTO E INFRAESTRUTURA

CABEAMENTO E INFRAESTRUTURA CABEAMENTO E INFRAESTRUTURA CONHEÇA NOSSA EMPRESA Ao longo de 10 anos de trabalho, nós da Allcomnet adquirimos experiência na área de telecomunicações, visando formas de integrar tecnologias que facilitam

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 21 de maio de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1 Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio MAC- IBIRAPUERA

Leia mais

É um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos.

É um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. REDES DE COMPUTADORES CABO COAXIAL É um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. Topologias de rede A topologia de uma rede é um diagrama que descreve como

Leia mais

FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012. Projetos de Redes II. Tecnologia em Redes de Computadores

FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012. Projetos de Redes II. Tecnologia em Redes de Computadores FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012 Projetos de Redes II Tecnologia em Redes de Computadores Dias e horários Segundas-feiras 19:00 às 22:30 horas Valor das Avaliações PO1 Prova Oficial 1 PO1 (matéria somente

Leia mais

Faculdades SENAC Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores. Orçamentos de Redes de Computadores. Nome: Vilson Tages Turma: Redes Noite

Faculdades SENAC Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores. Orçamentos de Redes de Computadores. Nome: Vilson Tages Turma: Redes Noite Faculdades SENAC Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Orçamentos de Redes de Computadores Nome: Vilson Tages Turma: Redes Noite Orçamento 1 Ademar de Barros Jr. Justificativas Os cabos

Leia mais

Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado

Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 44 Roteiro Cabeamento Planejamento para o Cabeamento Estruturado Cabeamento Horizontal Cabeamento

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SERVIÇOS PARA INFRAESTRUTURA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO E DE TELEFONIA DA SALA TÉCNICA (D) E NOVA SALA DO CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIA

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Administração Euber

Leia mais

Projeto de Cabeamento Estruturado

Projeto de Cabeamento Estruturado Projeto de Cabeamento Estruturado Sistema de Cabeamento Estruturado Subsistemas 1 Subsistema Cabeamento Horizontal 2 Subsistema Cabeamento Vertical 3 - Área de Trabalho - ATR 4 - Armário de Telecomunicações

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS Tipo: Gabinete Rack do tipo bastidor com porta e ventilação forçada 24U x 19"x 670mm, com porta de

Leia mais

Introdução aos sistemas de cabeamento estruturado

Introdução aos sistemas de cabeamento estruturado Introdução aos sistemas de cabeamento estruturado Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Histórico No início da década de 80 os sistemas Mainframe dominavam o mercado. Surgem os conceitos de "Networking"

Leia mais

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

Leia mais

Plano de Reestruturaça o CEU-II

Plano de Reestruturaça o CEU-II Plano de Reestruturaça o CEU-II Sumário Sumário... 1 Objetivos... 1 Objetivos específicos... 1 Instalação de infraestrutura para rede lógica... 1 Descritivo da solução... 2 Limitações... 2 Orçamento...

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Cabeamento Estruturado www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução Cabeamento Estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada

Leia mais

REGRAS PARA SEGMENTAÇÃO

REGRAS PARA SEGMENTAÇÃO REGRAS PARA SEGMENTAÇÃO Professor Victor Sotero 1 Domínio de Colisão A conexão de vários computadores a um único meio de acesso compartilhado que não possui nenhum outro dispositivo de rede conectado cria

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Introdução ao cabeamento

Leia mais

Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG

Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG Diretoria de Suporte à Informática Local: Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão NUTEG Endereço: Av. BPS, 1303

Leia mais

Normas e Padrões. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Normas e Padrões. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Normas e Padrões Prof. Marciano dos Santos Dionizio Devido à falta de padronização para cabeamento de redes, em 1991 a EIA (Electronics Industries Alliance) e a TIA (Telecomunications Industry Association)

Leia mais

Planejamento e Projeto de Redes de Computadores. Eduardo Barrére

Planejamento e Projeto de Redes de Computadores. Eduardo Barrére Planejamento e Projeto de Redes de Computadores Eduardo Barrére Aula Presencial Projeto Físico Eduardo Barrére eduardo.barrere@ice.ufjf.br O projeto deve considerar Seleção de tecnologias (conforme o projeto

Leia mais

Planilha Estimativa de Orçamento

Planilha Estimativa de Orçamento Item 1. INFRAESTRUTURA COMUM Planilha Estimativa de Orçamento Descrição do Material Qtde. Unid. 1. 1. ELETRODUTOS/PERFILADOS/ELETROCALHAS/CANALETAS 1. 1. 1. SEAL TUBE.1 ELETRODUTO FLEXIVEL DE ACO ZINCADO

Leia mais

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA APRESENTAÇÃO As especificações contidas neste memorial são referentes às instalações de cabeamento estruturado do prédio sede do Tribunal Regional do Trabalho 12ª Região TRT, localizado na Av. Jorn.Rubens

Leia mais

INDICE PARTE I - MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO LÓGICO PARTE II - MEMORIAL DESCRITIVO PARA ELÉTRICA E ESTABILIZADA

INDICE PARTE I - MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO LÓGICO PARTE II - MEMORIAL DESCRITIVO PARA ELÉTRICA E ESTABILIZADA INDICE 1 - INTRODUÇÃO PG. 2 2 - PARTES COMPONENTES DO PROJETO PG. 2 3 FIGURAS ILUSTRATIVAS E PLANTAS PG. 2 4 - METODOLOGIA PG. 2 PARTE I - MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO LÓGICO 1 - OBJETIVO PG. 4 2 - ESTRUTURA

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 04 Sistemas

Leia mais

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA PROJETO TELECOMUNICAÇÕES

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA PROJETO TELECOMUNICAÇÕES REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO TELECOMUNICAÇÕES Responsabilidade e Compromisso com o Meio Ambiente MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO TELECOMUNICAÇÕES OBRA: Reforma Sala do Núcleo

Leia mais

"TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS "TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS I - OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em serviços de Infraestrutura com manutenção corretiva, manutenção preventiva, instalações, desinstalações,

Leia mais

COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007

COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007 COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007 OBJETO: Fornecimento, instalação, testes, certificação e assistência técnica, durante o período de garantia, de infra-estruturas físicas internas de ótico e metálico, para

Leia mais

BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA

BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO RUA JOÃO POLITI, 1589 ITAJUBÁ MG BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA Responsável Técnico: Airton Leandro Seidel 1 INDICE GERAL DO MEMORIAL DESCRITIVO 1. OBJETIVO DO PROJETO 03 2. ESCOPO

Leia mais

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Roteiro Parâmetros elétricos Cuidados com cabos metálicos Normas 568 / 606 Elementos do cabeamento estruturado Cabeamento Embora pareça uma questão simples, um

Leia mais

Redes de computadores. Cabeamento Estruturado

Redes de computadores. Cabeamento Estruturado Redes de computadores Cabeamento Estruturado Cabeamento Não-estruturado Dutos super-lotados Cabos dobrados Dificuldade de Manutenção Foto: Rodrigo Cabelo CABEAMENTO NÃO-ESTRUTURADO Mais exemplos... Outros

Leia mais

Experiência 06: MONTAGEM DE UM RACK E USO DE IDENTIFICADORES

Experiência 06: MONTAGEM DE UM RACK E USO DE IDENTIFICADORES ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais

Projeto de Redes Metálicas e Ópticas

Projeto de Redes Metálicas e Ópticas Projeto de Redes Metálicas e Ópticas Aluno 1 Aluno 2 Aluno 3 São José, mês e ano Simbologia Figura 1 descrição do símbolo 1 Figura 2 descrição do símbolo 2 Simbologia Pág. 1 Diagrama de Distribuição 6

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15 ITEM CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15 Encargos Sociais de 123,93% (HORA) Encargos Sociais de 81,69% (MENSALISTA) Aplicado

Leia mais

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO O MUNICÍPIO DE MARINGÁ informa aos interessados em participar do procedimento licitatório denominado PROCESSO nº. 2310/14-PMM, cujo objeto é o REGISTRO DE PREÇOS para futuras

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Contrato Didático-Pedagógico: Semana Aulas Programação 1. 04 2. 04 3. 04 4. 04

PLANO DE ENSINO. Contrato Didático-Pedagógico: Semana Aulas Programação 1. 04 2. 04 3. 04 4. 04 PLANO DE ENSINO Curso: REDES DE COMPUTADORES Disciplina: PRÁTICAS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO Professor: FRANCISCO TESIFOM MUNHOZ Período: NOTURNO Carga Horária: 80h Ano Letivo: 2008 Período: 1º semestre

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B

MEMORIAL DESCRITIVO DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B Goiânia, 30 de Setembro de 2014. OBRA: IFRS- POA- Porto Alegre Laboratório Bloco B LOCAL: Rua Coronel Vicente, 281, Bairro Centro, Porto

Leia mais

Redes 1º Semestre. Prof: Eduardo Monks Alunos: André Barbieri Diego Costa

Redes 1º Semestre. Prof: Eduardo Monks Alunos: André Barbieri Diego Costa Redes 1º Semestre Prof: Eduardo Monks Alunos: André Barbieri Diego Costa DATA: 18/04/2011 Contratante: Ademar de Barros Jr. Dispositivos e infraestrutura Equipamento Unidade Valor Unitário Total Placa

Leia mais

INMETRO - Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade. DG Distribuidor Geral (Quadro de Entrada da Empresa de Telecom);

INMETRO - Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade. DG Distribuidor Geral (Quadro de Entrada da Empresa de Telecom); ABREVIATURAS ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas; ANSI American National Standards Institute; CSA Canadian Standards Association; ISO - International Standard Organization; ITU International

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Cabeamento Estruturado Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Definição Entende-se por rede interna estruturada aquela que é projetada de modo a prover uma infra-estrutura

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Rafael Freitas Reale Aluno: Data / / Prova Final de Redes Teoria Base 1) Qual o tipo de ligação e a topologia respectivamente

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 6 Cabeamento Residencial

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 6 Cabeamento Residencial APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 6 Cabeamento Residencial Cabeamento residencial Sistema que integra os serviços de telecomunicações em uma residência: Rede local de computadores, acesso à internet, controle

Leia mais

Patch Panel & Keystone Jack (Cat5e)

Patch Panel & Keystone Jack (Cat5e) Este manual descreve como instalar os Patch Panels (modelos: 51.024) e Keystone Jacks (modelos: 31.090-WH, 31.090-BK e 31.090-IV) Categoria 5e da Gts Telecom. Apresenta como realizar a crimpagem, testes

Leia mais

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Cabo coaxial Cabo par trançado Fibra óptica IFPB/Patos - Prof. Claudivan 2 Foi um dos primeiros tipos de cabo utilizados nas redes de computadores Malha de cobre

Leia mais

JUGEND CONTROLE PREDIAL. PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado. Obra: Barra Shopping - Expansão VII

JUGEND CONTROLE PREDIAL. PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado. Obra: Barra Shopping - Expansão VII PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado CLIENTE: Multiplan Empreendimentos Imobiliários Pasta: multiplan_barra_shopping-pro-ec-2-0-2012.doc DATA: 07/09/2012 0 Emissão do Memorial

Leia mais

JUGEND CONTROLE PREDIAL. PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado. Obra: Shopping Metropolitano

JUGEND CONTROLE PREDIAL. PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado. Obra: Shopping Metropolitano PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES Pasta: cyrella_metropolitano-pro-ec-2-1-2012.doc DATA: 05/04/2012 1 Revisão de Escopo Devido Compatibilização

Leia mais

INSTALAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA PARA CABEAMENTO LÓGICO

INSTALAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA PARA CABEAMENTO LÓGICO INSTALAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA PARA CABEAMENTO LÓGICO ELETROCALHAS A instalação das eletrocalhas em uma infra-estrutura para suportar os cabos lógicos e elétricos devem seguir algumas normas para que não

Leia mais

JUGEND CONTROLE PREDIAL. Sistema de Cabeamento Estruturado Resumo de Funções. OBRA: Shopping Metropolitano

JUGEND CONTROLE PREDIAL. Sistema de Cabeamento Estruturado Resumo de Funções. OBRA: Shopping Metropolitano Sistema de Cabeamento Estruturado Resumo de Funções OBRA: CLIENTE: Cyrela Commercial Properties Camargo Correa Desenvolvimento Imobiliário Pasta: cyrella_metropolitano-pro-rf-2-2-2011.doc DATA: 24/10/2011

Leia mais

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160 Padronização O presente documento tem o intuito de definir a padronização utilizada para a infra-estrutura de rede de dados e voz, em sites da GVT. Deverá ser usado como base para execução dos projetos

Leia mais

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO)

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) Par Trançado UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) O cabo UTP é composto por pares de fios, sendo que cada par é isolado um do outro e todos são trançados juntos dentro de uma cobertura externa, que não possui

Leia mais

26. Dentre as dimensões a seguir, núcleo/casca, quais representam tipicamente fibras monomodo e fibras multimodos, respectivamente?

26. Dentre as dimensões a seguir, núcleo/casca, quais representam tipicamente fibras monomodo e fibras multimodos, respectivamente? CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CÓDIGO 05 UCs de Eletrônica e/ou de Telecomunicações 26. Dentre as dimensões a seguir, núcleo/casca, quais representam tipicamente fibras monomodo e fibras multimodos, respectivamente?

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SERVIÇOS NECESSÁRIOS À READEQUAÇÃO DE INFRAESTRUTURA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO E METÁLICO DE VOZ DO AEROPORTO DE BAGÉ TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

4. Página 20 item 2.8-c. Conforme indicado, a única norma ABNT a ser seguida é a ABNT-NBR-5410:1997?

4. Página 20 item 2.8-c. Conforme indicado, a única norma ABNT a ser seguida é a ABNT-NBR-5410:1997? MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA - INEP COORDENAÇÃO-GERAL DE LICITAÇÕES, CONTRATOS E CONVÊNIOS. Esplanada dos Ministérios Bloco L Anexo I 4º

Leia mais

Redes de Computadores Aula 01

Redes de Computadores Aula 01 No Caderno Responda as Questões abaixo 1 O que significa o termo Rede? 2 Porque utilizar um Ambiente de Rede? 3 Defina LAN. 4 Defina WAN. 5 O que eu preciso para Montar uma Rede? 6 - O que eu posso compartilhar

Leia mais

Redes de Computadores I - Projeto Final

Redes de Computadores I - Projeto Final Redes de Computadores I - Projeto Final por Helcio Wagner da Silva Sumário Introdução... 3 1. Primeira fase: projeto e implementação da Chamada Eletrônica... 3 2. Segunda fase: projeto das Sub-redes...

Leia mais

UTP Unshielded Twisted Pair - UTP ou Par Trançado sem Blindagem: é o mais usado atualmente tanto em redes domésticas quanto em grandes redes

UTP Unshielded Twisted Pair - UTP ou Par Trançado sem Blindagem: é o mais usado atualmente tanto em redes domésticas quanto em grandes redes Definição Cabeamento para uso integrado em comunicações de voz, dados e imagem preparado de maneira a atender diversos layouts de instalações, por um longo período de tempo, sem exigir modificações físicas

Leia mais

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br TI Aplicada Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Conceitos Básicos Equipamentos, Modelos OSI e TCP/IP O que são redes? Conjunto de

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 06 CONCORRÊNCIA PÚBLICA NACIONAL Nº 20140001/METROFOR/CCC

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 06 CONCORRÊNCIA PÚBLICA NACIONAL Nº 20140001/METROFOR/CCC NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 06 CONCORRÊNCIA PÚBLICA NACIONAL Nº 20140001/METROFOR/CCC OBJETO: LICITAÇÃO DO TIPO TÉCNICA E PREÇO PARA CONTRATAÇÃO DE FORNECIMENTO E SERVIÇOS DE PROJETO, INSTALAÇÃO E MONTAGEM

Leia mais

Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas

Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas ESCOLA PROFISSIONAL VASCONCELLOS LEBRE Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas FICHA DE TRABALHO Nº3 José Vitor Nogueira Santos Topologia de Redes Fibra Óptica e Wireless - 0830 Mealhada, 2009

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Profa. M.Sc. Enga. Maria Cristina Fischer de Toledo cristinaft@osite.com.br 1/2011

Cabeamento Estruturado. Profa. M.Sc. Enga. Maria Cristina Fischer de Toledo cristinaft@osite.com.br 1/2011 Cabeamento Estruturado Profa. M.Sc. Enga. Maria Cristina Fischer de Toledo cristinaft@osite.com.br 1/2011 1 Roteiro da Apresentação Cabeamento Estruturado Evolução Histórico da Padronização Definição Projeto

Leia mais

RDC PRESENCIAL 2014/07383 (4905) Respostas aos Questionamentos 18 a 21.

RDC PRESENCIAL 2014/07383 (4905) Respostas aos Questionamentos 18 a 21. RDC PRESENCIAL 2014/07383 (4905) Respostas aos Questionamentos 18 a 21. Questionamento 18: Nos itens lógicos tipo Patch Panel, organizador de cabo, régua de tomada e outros como no projeto de cabeamento

Leia mais

Projeto de Rede de Computadores Condominio Ed. Califórnia

Projeto de Rede de Computadores Condominio Ed. Califórnia Universidade Federal de Juiz de Fora Departamento de Ciência da Computação Pós Graduação em Redes de Computadores Projeto de Rede de Computadores Condominio Ed. Califórnia Net Planejamento e Consultoria

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO Arquitetura - Padrão Ethernet IEEE 802.3

CABEAMENTO ESTRUTURADO Arquitetura - Padrão Ethernet IEEE 802.3 CABEAMENTO ESTRUTURADO Arquitetura - Padrão Ethernet IEEE 802.3 1 2 Cabeamento Estruturado Padrão Ethernet - Evolução O padrão ETHERNET surgiu com 1972 nos laboratórios da Xerox com Robert Metcalfe. Com

Leia mais

REESTRUTURAÇÃO DA FÁBRICA NO JACARÉ - FQM.

REESTRUTURAÇÃO DA FÁBRICA NO JACARÉ - FQM. REESTRUTURAÇÃO DA FÁBRICA NO JACARÉ - FQM. A fábrica da FQM do Jacaré, composta por 09 (nove) prédios, sofria com os vários gargalos de comunicação existentes. Praticamente não havia uma infraestrutura

Leia mais

OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7

OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7 ÍNDICES OBJETIVOS 1 JUSTIFICATIVAS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 SEGURANÇA - INTERNET 1 SISTEMA OPERACIONAL 2 PROTOCOLO TCP/IP 2 INTRANET 2 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 ESTAÇÕES 2 MICROS 3 IMPRESSORAS 3 PLANTA

Leia mais

Redes de Computadores. Sistemas de cablagem

Redes de Computadores. Sistemas de cablagem Redes de Computadores Sistemas de cablagem Sumário! Sistemas de cablagem: Normalização Estrutura Tipos de cablagem e comprimentos Dimensionamento Componentes 2 Sistemas de cablagem! Devem ser instalados

Leia mais