OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7"

Transcrição

1

2

3

4 ÍNDICES OBJETIVOS 1 JUSTIFICATIVAS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 SEGURANÇA - INTERNET 1 SISTEMA OPERACIONAL 2 PROTOCOLO TCP/IP 2 INTRANET 2 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 ESTAÇÕES 2 MICROS 3 IMPRESSORAS 3 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7 RACK1: 7 RACK2: 7 RACK3: 7 RACK4: 7 RACK5: 8 RACK6: 8 LAYOUT DA DISTRIBUIÇÃO DOS NÓS ENTRE OS DOIS ANDARES 9 TOPOLOGIA DA REDE 10 FÍSICA 10 LÓGICA 10 NORMAS TÉCNICAS 10 CABEAMENTO 10 CONECTIVIDADE 10

5 REDE ELÉTRICA 11 SERVIDORES 11 SERVIDOR DE FIREWALL 11 DESCRIÇÃO DOS SOFTWARES 11 SERVIDOR DE 12 DESCRIÇÃO DOS SOFTWARES 12 SERVIDOR DE BANCO DE DADOS 13 DESCRIÇÃO DOS SOFTWARES 13 SERVIDOR DE ARQUIVOS 14 DESCRIÇÃO DOS SOFTWARES 14 SERVIDOR DO LABORATÓRIO 14 DESCRIÇÃO DOS SOFTWARES 15 ESTAÇÕES DE TRABALHO 16 SOFTWARES: 16 EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS 16 EQUIPAMENTOS DE REDE 16 MATERIAL PARA CABEAMENTO LÓGICO 17 MATERIAL PARA CABEAMENTO ELÉTRICO 17 CONCLUSÃO 18 BIBLIOGRAFIA 18 REVISTAS: 18 SITES: 18

6 OBJETIVOS Através de uma rede de computadores se provem conectividade entre os mesmos, permitindo o intercâmbio entre os diversos setores de um estabelecimento, no intuito de centralizar a informação de forma rápida. As sugestões dadas neste projeto, têm como objetivo a implementação de um ambiente estável, possibilitando seu crescimento a curto e longo prazo. JUSTIFICATIVAS Por este motivo, fizemos a opção por um estabelecimento de ensino, pois consideramos uma área interessante por ser voltada à educação. Consideramos fundamental informatizar um estabelecimento de Ensino, onde os educando serão preparados para o convívio na sociedade e buscar o mercado de trabalho, numa postura moderna de acordo com as necessidades e realidades atuais. A agilidade nos serviços internos e administrativos, resultarão em melhor atendimento aos alunos, oferecendo-lhes maiores possibilidades de integração e até mesmo a execução de cursos, trabalhos e treinamentos. INFORMAÇÕES ADICIONAIS Segurança - Internet Sendo disponibilizada a Internet para uso geral, haverá necessidade da proteção através do Firewall, que garantirá seu acesso seguro e também o controle de acesso nas conexões das redes e a devida proteção frente aos perigos da rede externa, aplicando a política de segurança da empresa. Porém, para haver maior segurança na empresa, os dados e arquivos serão mantidos em um servidor centralizado, através de backups, assim como os aplicativos e periféricos serão compartilhados de forma segura e criteriosa. 1

7 Sistema Operacional O Sistema operacional utilizado será o MS Windows NT Server 2003, próprio para configurações em rede, por possuir alto nível de segurança e ser o mais utilizado no mercado, com aplicativos e utilitários compatíveis. Nas estações de trabalho serão utilizados o Sistema Operacional MS Windows XP, por estar sendo o mais indicado para interagir com o NT Server. Protocolo TCP/IP Projetado para ser utilizado na Internet por possuir a disponibilidade de comunicação entre redes de diversos tipos, além de fornecer os protocolos de comunicação, definem também uma série de aplicações eficientes em sua arquitetura. O DHCP (Dinamic Host Configuration Protocol) possibilita a distribuição automática dos endereços de IP de forma manual, dinâmica ou automática para as máquinas na rede. Intranet Com todos esses artefatos implantados no sistema, nada impedirá que este Estabelecimento de Ensino desenvolva também um sistema de intranet, usufruindo de todas as suas vantagens e benefícios: Vídeoconferência, Audioconferência, Ensino à Distância e outros. DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL Os setores administrativos do Estabelecimento, estão localizados no primeiro e segundo andar do prédio, onde ficará concentrado o projeto da rede. Estações A distribuição das estações de trabalho entre os departamentos, serão da seguinte forma: 2

8 Micros Primeiro Andar: - Secretaria 3 micros - Protocolo 3 micros - Sala de Professores 1 3 micros - Sala de Professores 2-3 micros - Sala de Professores 3 3 micros - Laboratório 1 20 micros - Biblioteca 2 micros Segundo Andar: - Tesouraria 3 micros - Coordenadoria 2 micros - Diretoria 3 micros - CPD 02 micros - Sala de Reunião 1 1 micro - Sala de Reunião 2 1 micro - Laboratório 2 20 micros - Sala de Vídeo 1 micro Impressoras Primeiro Andar: - Protocolo: 01 Multifuncional Sharp Disponível na rede através do Rack6 Segundo Andar: - Tesouraria: 01 Multifuncional Sharp Disponível na rede através do Rack3 Primeiro Andar: - Secretaria : 01 Impressora HP LaserJet - Protocolo: 01 Impressora HP LaserJet 3

9 Segundo Andar: - Tesouraria: 01 Impressora HP LaserJet - CPD - 01 Impressora HP LaserJet - Coordenadoria - 01 Impressora HP LaserJet Primeiro Andar: - Sala de Professores 1 01 Impressora HP DeskJet Sala de Professores 2 01 Impressora HP DeskJet Sala de Professores 3 01 Impressora HP DeskJet Laboratório - 02 Impressora HP DeskJet Biblioteca 01 Impressora HP DeskJet 3845 Segundo Andar: - Sala de Reunião 1 01 Impressora HP DeskJet Sala de Reunião 2 01 Impressora HP DeskJet Laboratório 2-02 Impressora HP DeskJet Sala de Vídeo - 01 Impressora HP DeskJet

10 Planta A 5

11 Planta B 6

12 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS Rack1: - Afixado na sala do CPD - Montagem de um Hub/Switch de 16 portas - Colocação de um Patch Panel de 24 portas UTP RJ45 - Fixação de 8 pontos de Rede na sala do CPD ao Patch Panel - Passagem de 2 cabos UTP para ligação aos Racks 2 e 3 no 2º andar. Rack2: - Instalado no Laboratório 2 - Colocação de 2 Patch Panel de 24 portas UTP RJ45 - Montagem de um Hub/Switch de 24 portas - Montagem de um Hub/Switch de 16 portas - Passagem de 2 cabos UTP e fixação de tomadas no interior do Laboratório - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas na Sala de Vídeo. Rack3: - Instalado na Tesouraria - Colocação de 1 Patch Panel de 24 portas UTP RJ45 - Montagem de um Hub/Switch de 24 portas - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas no interior da sala - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas na Sala de Reunião 1. - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas na Sala de Reunião 2. - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas na Coordenadoria - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas na Diretoria. Rack4: - Localizado na Sala de Professores 3 - Montagem de um Hub/Switch de 16 portas - Colocação de 1 Patch Panel de 24 portas UTP RJ45 - Passagem de 4 pontos UTP na Sala dos Professores ao Patch Panel - Passagem de 2 cabos UTP para ligarem aos Racks5 e 6 no 1º andar - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas na Sala de Reunião 2. - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas na Coordenadoria 7

13 - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas na Diretoria. Rack5: - Localizado no Laboratório 1 - Colocação de 1 Patch Panel de 24 portas UTP RJ45 - Montagem de um Hub/Switch de 24 portas - Passagem de 22 cabos UTP e fixação de tomadas no Laboratório 1 - Passagem de 2 cabos UTP e fixação de tomadas na Biblioteca. Rack6: - Localizado na Sala de Professores 1 - Colocação de 1 Patch Panel de 24 portas UTP RJ45 - Montagem de um Hub/Switch de 24 portas - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas na Sala de Professores 1 - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas na Sala de Professores 2 - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas no Setor de Protocolo - Passagem de 4 cabos UTP e fixação de tomadas na Secretaria. 8

14 Layout da distribuição dos nós entre os dois andares 9

15 TOPOLOGIA DA REDE Física O padrão utilizado será Ethernet (Sistema de Cabeamento de Par Trançado Conectores RJ45) por ser o mais utilizado nas redes atualmente. E das especificações utilizadas em uma topologia física em estrela, pois esta oferece maior flexibilidade, onde os equipamentos são dispostos com a figura do HUB ou concentrador, permitindo assim o segmento da rede em outras sub-redes, possibilitando maior performance e facilidade de manutenção no caso de falha de algum terminal. Lógica Utilizaremos o Barramento como topologia lógica, pois através de seu link físico poderemos detectar supostos problemas que venham a ocorrer e a solução dos mesmos. NORMAS TÉCNICAS Cabeamento Esta rede se encontrará dentro das normas de cabeamento estruturado, seguindo o Padrão EIA/TIA CABO UTP CAT 5 568A : Serão utilizados os cabos de par trançado da Marca Furukawa de 08 fios (04 pares) que atinge uma distância de até 100mts (100Mbps). Conectividade As tomadas modulares de 8 vias (RJ45) serão adotadas para conexão segundo o Padrão 568B. Entre os equipamentos, a metragem dos cabos terão comprimento máximo de 3 metros e de 7 metros, entre os painéis e equipamentos distribuidores. 10

16 Rede Elétrica Recomendamos que a rede elétrica esteja devidamente revisada e estabilizada, para proteção dos equipamentos contra variação de tensão. As canaletas para passagem do cabo de elétrica deverá ter um afastamento de no mínimo 30cm em relação às canaletas do cabo lógico. SERVIDORES Servidor de Firewall Internet Este servidor terá como finalidade, filtrar os pacotes que trafegam entre a rede interna e externa. Nele serão validados todos os servidores e contas da rede. Servidor Dell Poweredge 5C 420 Gabinete com 4 Baias com capacidade para até 06 HD s 01 Processador Intel Pentium IV 530Mhz com 3Ghz expansível até 3,6Ghz c/ 1MB Cachê FSB 533Mhz 256MB (DDR 533Mhz) HD 80Gb / RPM CDROM 52x Floppy 1.44MB Monitor de vídeo colorido Placa Rede Integrada Intel Trilhos para montagem em Rack Gabinete Rack-Mountable 2U Kit para montagem em Rack Fonte redundante hot-pluggable VALOR TOTAL DAS PEÇAS -) R$ 6.500,00 Descrição dos Softwares Windows NT Server 2003 MacAfee VirusScan versão 7.0 Raptor Firewall 11

17 ArcServer VALOR TOTAL DOS SOFTWARES -) R$ 2.792,00 TOTAL GERAL -) R$ 9.292,00 Servidor de Este servidor ficará fora da rede principal conectado ao servidor do firewall através de um hub. Servidor Dell Poweredge 5C 420 Gabinete com 4 Baias com capacidade para até 06 HD s 01 Processador Intel Pentium IV 530Mhz com 3Ghz expansível até 3,6Ghz c/ 1MB Cachê FSB 533Mhz 256MB (DDR 533Mhz) HD 80Gb / RPM CDROM 52x Floppy 1.44MB Monitor de vídeo colorido Placa Rede Integrada Intel Trilhos para montagem em Rack Gabinete Rack-Mountable 2U Kit para montagem em Rack Fonte redundante hot-pluggable VALOR TOTAL DAS PEÇAS -) R$ 6.500,00 Descrição dos Softwares Windows NT Server 2003 MacAfee VirusScan versão 7.0 VALOR TOTAL DOS SOFTWARES -) R$ 1.305,00 12

18 TOTAL GERAL -) R$ 7.805,00 Servidor de Banco de Dados Serão utilizados 02 sevidores. Neles ficarão todas as informações pertinentes a Empresa. Servidor Dell Poweredge 5C 420 Gabinete com 4 Baias com capacidade para até 06 HD s 01 Processador Intel Pentium IV 530Mhz com 3Ghz expansível até 3,6Ghz c/ 1MB Cachê FSB 533Mhz 256MB (DDR 533Mhz) HD 80Gb / RPM CDROM 52x Floppy 1.44MB Monitor de vídeo colorido Placa Rede Integrada Intel Trilhos para montagem em Rack Gabinete Rack-Mountable 2U Kit para montagem em Rack Fonte redundante hot-pluggable VALOR TOTAL DAS PEÇAS -) R$ ,00 Descrição dos Softwares Windows NT Server 2003 MacAfee VirusScan versão 7.0 SQL Server VALOR TOTAL DOS SOFTWARES -) R$ 2.705,00 TOTAL GERAL -) R$15.705,00 13

19 Servidor de Arquivos Estes dois servidores terão como finalidade o acesso através de mapeamento dos arquivos de cada estação de trabalho, eliminando a possibilidade de congestionamento na rede. Servidor Dell Poweredge 5C 420 Gabinete com 4 Baias com capacidade para até 06 HD s 01 Processador Intel Pentium IV 530Mhz com 3Ghz expansível até 3,6Ghz c/ 1MB Cachê FSB 533Mhz 256MB (DDR 533Mhz) HD 80Gb / RPM CDROM 52x Floppy 1.44MB Monitor de vídeo colorido Placa Rede Integrada Intel Trilhos para montagem em Rack Gabinete Rack-Mountable 2U Kit para montagem em Rack Fonte redundante hot-pluggable VALOR TOTAL DAS PEÇAS -) R$ ,00 Descrição dos Softwares Windows NT Server 2003 MacAfee VirusScan versão 7.0 SQL Server VALOR TOTAL DOS SOFTWARES -) R$ 2.705,00 TOTAL GERAL -) R$ ,00 Servidor do Laboratório Servidor destinado aos cursos e treinamentos de alunos. 14

20 Servidor Dell Poweredge 5C 420 Gabinete com 4 Baias com capacidade para até 06 HD s 01 Processador Intel Pentium IV 530Mhz com 3Ghz expansível até 3,6Ghz c/ 1MB Cachê FSB 533Mhz 256MB (DDR 533Mhz) HD 80Gb / RPM CDROM 52x Floppy 1.44MB Monitor de vídeo colorido Placa Rede Integrada Intel Trilhos para montagem em Rack Gabinete Rack-Mountable 2U Kit para montagem em Rack Fonte redundante hot-pluggable VALOR TOTAL DAS PEÇAS -) R$ 6.500,00 Descrição dos Softwares Windows NT Server 2003 MacAfee VirusScan versão 7.0 VALOR TOTAL DOS SOFTWARES -) R$ 1.305,00 TOTAL GERAL -) R$ 7.805,00 02 Servidor de Impressão Surecom Printer Server 01 porta RJ45 / 01 porta DB25 / 02 portas USB Estes servidores são destinados a atender a demanda de impressão da rede, podendo ser acessado de qualquer estação de trabalho. TOTAL GERAL -) R$ 5.000,00 15

21 Estações de Trabalho As estações terão as seguintes configurações e serão utilizadas na maior parte dentro do Estabelecimento: AMD Semprom MB DDR HD 40GB Placa de Vídeo AGP 32MB Kit Teclado / Mouse / Caixa de Som Monitor SVGA 15 Placa de Rede Realtech VALOR TOTAL DAS PEÇAS -) R$ ,00 Softwares: Windows XP (Pré-Instalado) MacAfee VirusScan versão 7.0 VALOR TOTAL DOS SOFTWARES -) R$ 550,00 TOTAL GERAL -) R$ 2.310,00 EQUIPAMENTOS PERIFÉRICOS 05 Impressora HP LaserJet 1300 R$ ,00 02 Multifuncional Sharp AL-1641CS R$ 9.000,00 11 Impressora HP Desk Jet 3845 R$ 5.940,00 VALOR TOTAL DAS PEÇAS -) R$ ,00 EQUIPAMENTOS DE REDE 04 Hub/Switch 24potas 3COM 10/100Mbps 04 Hub/Switch 24potas 3COM 10/100Mbps 16

22 01 Roteador Cisco 805 com 01 porta LAN Ethernet 10/100Mbps e 01 porta WAN Serial VALOR TOTAL DAS PEÇAS -) R$ ,00 MATERIAL PARA CABEAMENTO LÓGICO 06 Rack de Metal com porta de acrílico 06 Patch Panel para conector RJ45 Categoria 5 com 24 portas 12 Organizador de Cabos 03 Caixas de Cabo de Rede 4 pares Furukawa Cx. c/ 300mts 300 Conector RJ Caixa com 2 tomadas para RJ45 p/ condução de cabos 70 Canaleta 30X30 VALOR TOTAL DAS PEÇAS -) R$ 9.590,00 MATERIAL PARA CABEAMENTO ELÉTRICO 70 Canaleta 30X30 300m Cabo flexível 2,5m )Preto, azul e branco) 02 Caixa de alumínio 25x25 para aterramento 01 Disjuntor de n Amperes 100 Tomada elétrica Pial 2P+T com caixa 03 Aste do fio terra 50m Cabo Flexível 8mm (Branco) VALOR TOTAL DAS PEÇAS -) R$ 1.822,00 CUSTO COM PROVEDOR DE ACESSO À Internet (LINK 128Kbps) Valor Taxas -) R$ 17

23 Mão De Obra Para Execução Do Serviço Nos 02 Andadres -) R$ ,00 Período de Execução da obra: 07 dias corridos VALOR TOTAL DO PROJETO -) R$ CONCLUSÃO Este projeto sugere a utilização de tecnologia de ponta, adequadas às necessidades da instituição, oferecendo um melhor atendimento aos alunos e melhor agilidade nos serviços internos e administrativos. BIBLIOGRAFIA Revistas: - Info Exame Maio e Junho/ PCs Rede (Várias Edições de Lucano) - Hardware PC (Várias Edições) - RTI: Redes, Telecom e Instalações Abril, Maio e Junho/2005 Sites:

www.projetoderedes.kit.net 4

www.projetoderedes.kit.net 4 www.projetoderedes.kit.net 4 INTRODUÇÃO A empresa ComaBem Ltda, é uma distribuidora de alimentos localizada no bairro de São Cristovão na cidade do Rio de Janeiro, fundada em 1967. Esta distribuidora tem

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Sumário Pré-Requisitos de Instalação Física e Lógica do SISLOC...3 Servidores de Dados...3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)...3 Estações

Leia mais

OBJETIVOS DO PROJETO OILBRAS

OBJETIVOS DO PROJETO OILBRAS OBJETIVOS DO PROJETO OILBRAS O objetivo deste projeto é de desenvolver uma rede lógica e estruturada para interconexão dos diversos setores da empresa através de comutadores. Dentro deste contexto procurou-se

Leia mais

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE Versão 1.0 Data: 09/12/2013 Desenvolvido por: - TI Unimed Rio Verde 1 ÍNDICE 1. Objetivo... 4 2. Requsitos de Infraestrutura

Leia mais

SANTOS, BRUNA VIANA, ISMAEL SPITZER RELATÓRIO FINAL DE PROJETO

SANTOS, BRUNA VIANA, ISMAEL SPITZER RELATÓRIO FINAL DE PROJETO Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática ANDRESSA SANTOS, BRUNA VIANA, ISMAEL

Leia mais

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores ÍNDICE Capítulo 1: Introdução às redes de computadores Redes domésticas... 3 Redes corporativas... 5 Servidor... 5 Cliente... 7 Estação de trabalho... 8 As pequenas redes... 10 Redes ponto-a-ponto x redes

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES. Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) Redes de computadores. 1 Apresentação

REDE DE COMPUTADORES. Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) Redes de computadores. 1 Apresentação REDE DE COMPUTADORES Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) 1 Apresentação Conhecendo os alunos Conceitos básicos de redes O que é uma rede local Porque usar uma rede local 2 Como surgiram

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Rafael Freitas Reale Aluno: Data / / Prova Final de Redes Teoria Base 1) Qual o tipo de ligação e a topologia respectivamente

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Sumário: 1. Pré-requisitos de instalação física e lógica do Sisloc... 3 Servidores de Dados... 3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)... 3

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO)

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) Par Trançado UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) O cabo UTP é composto por pares de fios, sendo que cada par é isolado um do outro e todos são trançados juntos dentro de uma cobertura externa, que não possui

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO FOLHAS DE DADOS Todas as folhas de dados para os equipamentos mencionados deverão ser devidamente preenchidas conforme determinado a seguir. Deverá ser preenchida uma folha de dados para cada tipo de equipamento

Leia mais

GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI

GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI Ambiente Windows Small Business Rev 10501 DATA : 5 / 07/ 2007 Pag : 1 de7 1) Servidores a) Hardware o Servidor Alocado em Rack Fechado em ambiente reservado e refrigerado

Leia mais

CARDOZO, FELIPE BLANCO, THAIS COSTA RELATÓRIO FINAL DE PROJETO PROJETO INTERDISCIPLINAR

CARDOZO, FELIPE BLANCO, THAIS COSTA RELATÓRIO FINAL DE PROJETO PROJETO INTERDISCIPLINAR Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática ALÉCIO CARDOZO, FELIPE BLANCO, THAIS

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 ÍNDICE Capítulo 1: Iniciando em redes Redes domésticas...3 Redes corporativas...5 Servidor...5 Cliente...6 Estação de

Leia mais

ANEXO V Concorrência Pública nº 001/05 TABELAS DE HARDWARE E SOFTWARE

ANEXO V Concorrência Pública nº 001/05 TABELAS DE HARDWARE E SOFTWARE ANEXO V Concorrência Pública nº 001/05 TABELAS DE HARDWARE E SOFTWARE CONFIGURAÇÃO MÍNIMA DE HARDWARE PARA MONTAGEM DE POSTOS DE PROVA ELETRÔNICA NAS CIRETRANS TIPO 1 TIPO 2 TIPO 3 TIPO 4 TIPO 5 TIPO 6

Leia mais

Redes 1º Semestre. Prof: Eduardo Monks Alunos: André Barbieri Diego Costa

Redes 1º Semestre. Prof: Eduardo Monks Alunos: André Barbieri Diego Costa Redes 1º Semestre Prof: Eduardo Monks Alunos: André Barbieri Diego Costa DATA: 18/04/2011 Contratante: Ademar de Barros Jr. Dispositivos e infraestrutura Equipamento Unidade Valor Unitário Total Placa

Leia mais

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1 Equipamentos de Rede Repetidor (Regenerador do sinal transmitido)* Mais usados nas topologias estrela e barramento Permite aumentar a extensão do cabo Atua na camada física da rede (modelo OSI) Não desempenha

Leia mais

Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows 2000

Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows 2000 Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows 2000 O Express First Net Internet Kit da D-Link permitirá que você conecte seu escritório com o mundo, compartilhe o acesso à Internet com grande

Leia mais

ANEXO 3 FOLHA DE DADOS

ANEXO 3 FOLHA DE DADOS PROJETO BÁSICO DOF 001 / 2010 ANEXO 3 FOLHA DE DADOS EQUIPAMENTO: Medidores de Faturamento SE ABUNÃ - FOLHA DE DADOS Quantidade: 8 (oito) Fabricante Modelo FUNCIONAIS Compatibilidade com IEC 687 Classe

Leia mais

Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows XP

Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows XP Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows XP O Express First Net Internet Kit da D-Link permitirá que você conecte seu escritório com o mundo, compartilhe o acesso à Internet com grande

Leia mais

MICROCOMPUTADOR TIPO I

MICROCOMPUTADOR TIPO I MICROCOMPUTADOR TIPO I Processador...: Processador com memória cache mínima de 1 MB; Tipo...: 1)Intel Pentium IV Prescott com freqüência de 3.0 Ghz ou Superior Memória...: Memória RAM instalada de 512

Leia mais

Equipamentos de Rede

Equipamentos de Rede Equipamentos de Rede Professor Carlos Gouvêa SENAIPR - Pinhais 2 Introdução Objetivos Finalidade dos equipamentos Equipamentos e descrição Nomenclatura de desenho técnico para redes Exercício de orientação

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

Faculdade Escritor Osman da Costa Lins

Faculdade Escritor Osman da Costa Lins Faculdade Escritor Osman da Costa Lins Sistemas de Informação Projeto Redes de Computadores Professor: Hugo Souza 6º Período Alunos: Gleybson Farias Valmir Santos Sumário Sumário Introdução... 3 Lista

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência Santa Maria, 11 de março de 2014. RETIFICAÇÃO DE EDITAL CONCORRENCIA Nº 2015/5040001- A Comissão de Licitações, no uso de suas atribuições legais, torna publico a seguinte retificação ao edital supracitado,

Leia mais

EEP SENAC PELOTAS CENTRO HISTORICO-RS TÉCNICO EM INFORMÁTICA, MODULO 2

EEP SENAC PELOTAS CENTRO HISTORICO-RS TÉCNICO EM INFORMÁTICA, MODULO 2 EEP SENAC PELOTAS CENTRO HISTORICO-RS TÉCNICO EM INFORMÁTICA, MODULO 2 Andiara da Silva, Andressa Santos, Andrew Miranda, Barbara Tim, Éderson Farias. PROJETO INTERDICIPLINAR Pelotas, 2013 Andiara da Silva,

Leia mais

Tecnologia em redes de computadores. Estudos de casos. Nome: Felipe santos do santos Disciplina: Redes I Professor: Eduardo Maroñas Monks

Tecnologia em redes de computadores. Estudos de casos. Nome: Felipe santos do santos Disciplina: Redes I Professor: Eduardo Maroñas Monks Tecnologia em redes de computadores Estudos de casos Nome: Felipe santos do santos Disciplina: Redes I Professor: Eduardo Maroñas Monks Contratante: Ademar de Barros Jr. (pessoa física) Exigências do cliente

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 LIGANDO MICROS EM REDE Copyright 2007, Laércio Vasconcelos Computação LTDA DIREITOS AUTORAIS Este livro possui registro

Leia mais

O Impacto dos Aceleradores Expand no Consumo de Banda do Citrix Metraframe

O Impacto dos Aceleradores Expand no Consumo de Banda do Citrix Metraframe O Impacto dos Aceleradores Expand no Consumo de Banda do Citrix Metraframe Teste de Desempenho Expand Networks, abril de 24 O líder atual de mercado em sistemas de computação baseados em servidores é a

Leia mais

ANEXO I. Pará Pag.: 1 Governo Municipal de Tomé-Açu. Preço Unit (R$) Código

ANEXO I. Pará Pag.: 1 Governo Municipal de Tomé-Açu. Preço Unit (R$) Código Pará Pag.: 1 003489 Mouse USB 436,0000 UNIDADE Especificação: Optico com 3 botoes 003496 Bateria p/nobreak 12v 744,0000 UNIDADE Especificação: 7,2 amperes. altura c/ terminal 10cm.altura s/ terminal 9,5cm

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO)

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) Há vários tipos de sistemas de gravações digitais. Os mais baratos consistem de uma placa para captura de vídeo, que

Leia mais

1. Considerações...3. 2. Introdução...3. 3. Arquitetura...3. 3.1. Topologia Básica...4. 3.2. Hardware mínimo recomendado...5

1. Considerações...3. 2. Introdução...3. 3. Arquitetura...3. 3.1. Topologia Básica...4. 3.2. Hardware mínimo recomendado...5 ÍNDICE 1. Considerações...3 2. Introdução...3 3. Arquitetura...3 3.1. Topologia Básica...4 3.2. Hardware mínimo recomendado...5 3.3. Sistemas Operacionais...5 4. Configurações Necessárias...6 4.1. Nas

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR GERENCIA DE REDES DE COMPUTADORES 4º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação Alunos: Erik de Oliveira, Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João

Leia mais

guia do usuário instalação do aparelho configuração do computador ativação do serviço efetuando ligações

guia do usuário instalação do aparelho configuração do computador ativação do serviço efetuando ligações guia do usuário instalação do aparelho ativação do serviço efetuando ligações instalação do aparelho montagem inicial 1. Retire o cabo da internet ligado ao seu computador e ligue à porta WAN do aparelho

Leia mais

Configuração de Microcomputadores 2 Documento de Padronização

Configuração de Microcomputadores 2 Documento de Padronização Configuração de Microcomputadores 2 Documento de Padronização COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 07/2011 Sumário 3 1 Configuração padrão Marca e modelo do equipamento deverão constar da HCL - Lista

Leia mais

JOSÉ LUIS ALDRIGHI, LEONARDO BARROS, THOMAS FERNANDES

JOSÉ LUIS ALDRIGHI, LEONARDO BARROS, THOMAS FERNANDES Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática JOSÉ LUIS ALDRIGHI, LEONARDO BARROS,

Leia mais

Faculdade de Tecnologia do Senac Pelotas - RS. Curso Tecnologia de Redes. 1 Semestre 2011. Prof. Eduardo Maronas Moncks. Dispositivos de Rede

Faculdade de Tecnologia do Senac Pelotas - RS. Curso Tecnologia de Redes. 1 Semestre 2011. Prof. Eduardo Maronas Moncks. Dispositivos de Rede Faculdade de Tecnologia do Senac Pelotas - RS Curso Tecnologia de Redes 1 Semestre 2011 Prof. Eduardo Maronas Moncks Dispositivos de Rede Alessandro Morales Ebersol Maio de 2011 Sumário Contratante 1:

Leia mais

2 computadores de mesa (desktop):

2 computadores de mesa (desktop): Levantamento dos ativos de infraestrutura de TI utilizados em uma empresa. Especificação técnica e localização dos equipamentos que podem ser patrimoniados. As empresas dependem da infraestrutura de TI

Leia mais

1. Descrição Física. O tampo deverá ser vazado para passagem dos cabos, para cada computador.

1. Descrição Física. O tampo deverá ser vazado para passagem dos cabos, para cada computador. LABORATÓRIO DE REDES DE COMPUTADORES (REDE FÍSICA E REDE LÓGICA) 1. Descrição Física Este laboratório é o ambiente ideal para aulas práticas e teóricas visando capacitar o aluno para o planejamento de

Leia mais

SYSLOG - Sistema de Logística

SYSLOG - Sistema de Logística Integrantes (Grupo 3) Douglas Antony (Gerente) Bruno Sout Erika Nascimento Horácio Grangeiro Isaque Jerônimo Paulo Roriz Rodrigo Lima Versão:01.00 Data:18/05/2011 Identificador do documento:lr Versão do

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula Complementar - EQUIPAMENTOS DE REDE 1. Repetidor (Regenerador do sinal transmitido) É mais usado nas topologias estrela e barramento. Permite aumentar a extensão do cabo e atua na camada física

Leia mais

COMUNICADO PREGÃO Nº 048/2007

COMUNICADO PREGÃO Nº 048/2007 COMUNICADO PREGÃO Nº 048/2007 OBJETO: Fornecimento, configuração, testes e assistência técnica, durante período de garantia, de 28 (vinte e oito) microcomputadores portáteis (notebooks) de alta mobilidade,

Leia mais

Projeto Infra-Estrutura de rede Coordenadores: DIEGO MIRANDA. Projeto Integrador

Projeto Infra-Estrutura de rede Coordenadores: DIEGO MIRANDA. Projeto Integrador Projeto Infra-Estrutura de rede Coordenadores: DIEGO MIRANDA Projeto Integrador 1. Estrutura de Rede 2. Visão do Rack 3. Planta Baixa TI 4. Planta Baixa Geral 5. Tabela de Endereço 6. Tabela Router 7.

Leia mais

Estimativa. Unioeste 30809/2010 Cod. Fornecedor ClassificaçãoVlr.Un. Total. Setor Processo Item edital

Estimativa. Unioeste 30809/2010 Cod. Fornecedor ClassificaçãoVlr.Un. Total. Setor Processo Item edital Filtrado por ( : = '' ) E ( em haver: >= 1 ) E (Imprimir quantidades por setor de consumo = Sim) 06/05/2014:17:06 Página 1 de 1 Fornecedor ClassificaçãoVlr.Un. 23 7023 Backup - Agente Aplicação Exchange

Leia mais

Equipamentos de Redes. Placas de Rede, Repetidores, Hubs, Pontes,, Switches, Roteadores, Gateways

Equipamentos de Redes. Placas de Rede, Repetidores, Hubs, Pontes,, Switches, Roteadores, Gateways Equipamentos de Redes Placas de Rede, Repetidores, Hubs, Pontes,, Switches, Roteadores, Gateways Placas de Rede Placas de Rede Preparação dos quadros para que possam ser enviados pelos cabos. A placa de

Leia mais

Visite o endereço abaixo para obter mais apostilas, dicas, notícias, tutoriais e simuladores.

Visite o endereço abaixo para obter mais apostilas, dicas, notícias, tutoriais e simuladores. Visite o endereço abaixo para obter mais apostilas, dicas, notícias, tutoriais e simuladores. http://www.btinformatica.com.br http://www.btinf.hpg.ig.com.br Esta apostila foi escrita em Março/04 Todas

Leia mais

manual do usuário ATA Version 2.3 ATA 024001

manual do usuário ATA Version 2.3 ATA 024001 Version 2.3 024001 INDEX KIT FLIP ESPECIFICAÇÃO DO TERMINAL COMO INSTALAR O TERMINAL ANEXO I 5 5 6 9 3 KIT FLIP (Adaptador de Analógico) Fonte de energia elétrica AC/DC Cabo de Cabo de Rede Manual do

Leia mais

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br TI Aplicada Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Conceitos Básicos Equipamentos, Modelos OSI e TCP/IP O que são redes? Conjunto de

Leia mais

Guia DIE-100 para ADSL e sistema operacional Windows 98

Guia DIE-100 para ADSL e sistema operacional Windows 98 Guia DIE-100 para ADSL e sistema operacional Windows 98 O Express First Net Internet Kit da D-Link permitirá que você conecte seu escritório com o mundo, compartilhe o acesso à Internet com grande velocidade

Leia mais

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações Laboratório de Redes. Cabeamento Estruturado Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações de edifícios

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES LAN e WAN: Topologias e Equipamentos

REDES DE COMPUTADORES LAN e WAN: Topologias e Equipamentos Administração de Empresas 2º Período Informática Aplicada REDES DE COMPUTADORES LAN e WAN: Topologias e Equipamentos Prof. Sérgio Rodrigues 1 INTRODUÇÃO Introdução Este trabalho tem como objetivos: definir

Leia mais

Conheça melhor os equipamentos de Rede de Computadores

Conheça melhor os equipamentos de Rede de Computadores Conheça melhor os equipamentos de Rede de Computadores Organização Diego M. Rodrigues (diego@drsolutions.com.br) 1. Introdução Com o intuito de auxiliar clientes da drsolutions na compra de equipamentos

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES PQWS-5817M

MANUAL DE INSTRUÇÕES PQWS-5817M MANUAL DE INSTRUÇÕES PQWS-5817M Parabéns, você acaba de fazer uma excelente escolha adquirindo um produto com a qualidade e a garantia PROELETRONIC. Esta CPE emprega tecnologia de ponta em hardware e software

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES

REDE DE COMPUTADORES SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL REDE DE COMPUTADORES Tecnologias de Rede Topologias Tipos de Arquitetura Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com 1 REDES LOCAIS LAN -

Leia mais

ONDE LEIA SE: LOTE 01

ONDE LEIA SE: LOTE 01 Divinolândia, 21 de Setembro de 2011 Prezados senhores interessados, Esta comissão de Julgamento de Licitação do Conderg Hospital Regional de Divinolândia, esclarece através deste, alteração feita no Edital

Leia mais

BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética SisGSE. Documento de Projeto Lógico e Físico de Rede

BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética SisGSE. Documento de Projeto Lógico e Físico de Rede BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética SisGSE Documento de Projeto Lógico e Físico Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição Localização 1.0 20/OUT/2010

Leia mais

WinGate - Passo a passo

WinGate - Passo a passo WinGate - Passo a passo Configurando os Computadores de sua rede Nesta etapa, mostraremos como preparar os computadores de sua rede para a instalação do WinGate. 1ª Parte É necessário que os computadores

Leia mais

É um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos.

É um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. REDES DE COMPUTADORES CABO COAXIAL É um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. Topologias de rede A topologia de uma rede é um diagrama que descreve como

Leia mais

Um guia para soluções de rede CLARiSUITE TM

Um guia para soluções de rede CLARiSUITE TM Perguntas Técnicas Frequentes Segurança do Código CLARiSUITE Um guia para soluções de rede CLARiSUITE TM Visão geral Segurança, integridade e estabilidade da infraestrutura de TI são as principais preocupações

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES

REDE DE COMPUTADORES UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO ÊNFASE EM ENGENHARIA DE SOFTWARE ARTHUR HENRIQUE DO PRADO FRANQUELO ALLAN ESTEVAM DE SOUZA CARLOS

Leia mais

A plac a a c a de e re r d e e

A plac a a c a de e re r d e e Placa de rede A placa de rede Este é o primeiro requisito para um PC poder operar em rede. Essas placas têm hoje preços bastante acessíveis. As genéricas funcionam muito bem, e custam abaixo de 50 reais.

Leia mais

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Apresentação Portfólio de Serviços e Produtos da WebMaster Soluções. Com ele colocamos à sua disposição a Tecnologia que podemos implementar em sua empresa.

Leia mais

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO ÍNDICE 1 Informativos gerais 2 Especificações e Tabelas

Leia mais

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes Tecnologia e Infraestrutura Conceitos de Redes Agenda Introdução às Tecnologias de Redes: a) Conceitos de redes (LAN, MAN e WAN); b) Dispositivos (Hub, Switch e Roteador). Conceitos e tipos de Mídias de

Leia mais

Microcomputadores. Documento de Padronizac a o GRUPO TE CNICO DE INFORMA TICA

Microcomputadores. Documento de Padronizac a o GRUPO TE CNICO DE INFORMA TICA Configurac a o de Microcomputadores Documento de Padronizac a o GRUPO TE CNICO DE INFORMA TICA Atualizado em 08/2010 Sumário 1 Configuração padrão p. 3 1.1 Processador............................. p. 3

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973 ANEXO III ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973 - Porto Alegre (RS) PROPRIETÁRIO: EPHAC TENSÃO PRIMÁRIA DE ABASTECIMENTO:

Leia mais

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana Rede de Computadores Parte 01 Prof. André Cardia Email: andre@andrecardia.pro.br MSN: andre.cardia@gmail.com Placa de Rede Uma placa de rede (NIC), ou adaptador de rede, oferece capacidades de comunicações

Leia mais

Aquisição de equipamentos de informática

Aquisição de equipamentos de informática CONVITE 010/2008 ANEXO I Aquisição de equipamentos de informática ITEM 1 Nome: Estação de trabalho Quantidade: 1 unidades Processador: (mínimo) Intel core 2 duo E7200 2.53Ghz FSB 1333Mhz 4Mb Cache, 65

Leia mais

Introdução às Redes de Computadores. Por José Luís Carneiro

Introdução às Redes de Computadores. Por José Luís Carneiro Introdução às Redes de Computadores Por José Luís Carneiro Portes de computadores Grande Porte Super Computadores e Mainframes Médio Porte Super Minicomputadores e Minicomputadores Pequeno Porte Super

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acerca das características da arquitetura dos computadores que Julgue os itens a seguir, acerca de sistemas operacionais. devem ser consideradas no projeto e na implantação de

Leia mais

MODULO II - HARDWARE

MODULO II - HARDWARE MODULO II - HARDWARE AULA 01 O Bit e o Byte Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. Aplicações: Byte 1 0 1 0 0

Leia mais

PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA

PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

RETIFICAÇÃO À CARTA CONVITE Nº 01/2010

RETIFICAÇÃO À CARTA CONVITE Nº 01/2010 RETIFICAÇÃO À CARTA CONVITE Nº 01/2010 A Comissão Permanente de Licitação, no uso de suas atribuições legais, resolve RETIFICAR os ANEXOS I e II da Carta Convite nº 01/2010, passando a integrar o referido

Leia mais

PIM. Tecnologia em Redes de Computadores. Projeto Integrado Multidisciplinar 2009/02 2º SEM UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO

PIM. Tecnologia em Redes de Computadores. Projeto Integrado Multidisciplinar 2009/02 2º SEM UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO Tecnologia em Redes de Computadores PIM Projeto Integrado Multidisciplinar 2009/02 2º SEM PIM - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR 1. Produto: A partir das informações fornecidas

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

Re R d e e d s e Ygor Colen Morato

Re R d e e d s e Ygor Colen Morato Redes Ygor Colen Morato Histórico : Década 50 primeiros computadores, chamados de Mainframes. Processamento em lote ou batch. Década 60 primeiros terminais interativos. Porém sem capacidade de processamento.

Leia mais

UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO PROPOSTA COM ORÇAMENTO PARA AQUISIÇÃO DE COMPUTADORES TIPO PC PARA APLICAÇÕES EM RH E SETOR FINANCEIRO POR

UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO PROPOSTA COM ORÇAMENTO PARA AQUISIÇÃO DE COMPUTADORES TIPO PC PARA APLICAÇÕES EM RH E SETOR FINANCEIRO POR UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO PROPOSTA COM ORÇAMENTO PARA AQUISIÇÃO DE COMPUTADORES TIPO PC PARA APLICAÇÕES EM RH E SETOR FINANCEIRO POR ELIAS JOSÉ DE ARAÚJO LEONARDO EVANS LETÍCIA MARIA VIEIRA

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Line Cords e Patch Cables.

Leia mais

Técnico em Redes de Computadores. Equipamentos e Acessórios

Técnico em Redes de Computadores. Equipamentos e Acessórios Técnico em Redes de Computadores Equipamentos e Acessórios Componentes de uma Rede Uma rede é um sistema composto de um arranjo de componentes: Cabeamento Hardware Software Cabeamento Componentes de uma

Leia mais

O relacionamento direto com o cliente, respeito mútuo, responsabilidade, flexibilidade e adaptabilidade são os principais valores da Infolux.

O relacionamento direto com o cliente, respeito mútuo, responsabilidade, flexibilidade e adaptabilidade são os principais valores da Infolux. A NOSSA HISTÓRIA A Infolux Informática possui seu foco de atuação voltado para o mercado corporativo, auxiliando micro, pequenas e médias empresas na tarefa de extrair o máximo de benefícios com investimentos

Leia mais

REDES. A Evolução do Cabeamento

REDES. A Evolução do Cabeamento REDES A Evolução do Cabeamento Até o final dos anos 80, todos os sistemas de cabeamento serviam apenas a uma aplicação, isto é, eram sistemas dedicados. Estes sistemas eram sempre associados à um grande

Leia mais

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Magistério Superior Especialista em Docência para Educação

Leia mais

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Repetidores e hubs Pontes e switches Roteadores Outros equipamentos IFPB/Patos - Prof. Claudivan 2 Um repetidor é um equipamento usado para ampliar o comprimento

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS Tipo: Gabinete Rack do tipo bastidor com porta e ventilação forçada 24U x 19"x 670mm, com porta de

Leia mais

Dispositivos de Interconexão

Dispositivos de Interconexão Dispositivos de Interconexão Esta aula tem por objetivo a apresentação dos diversos dispositivos de interconexão utilizados pelas redes de comunicação. Interconexão de Redes Internetworking, ou mais simplesmente

Leia mais

Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica

Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica Catálogo de Produtos - Gestão Gráfica Flexibilidade, confiabilidade e segurança na detecção de incêndios. Sistemas Endereçáveis Analógicos Módulos e Cartões de Comunicação Dispositivo de Análise de Laço

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Lote 1 item 3. MICROCOMPUTADOR:

TERMO DE REFERÊNCIA Lote 1 item 3. MICROCOMPUTADOR: TERMO DE REFERÊNCIA Lote 1 item 3. MICROCOMPUTADOR: 1.0 PROCESSADOR 1.1 Um processador Intel com arquitetura 64 Bits compatível com o equipamento ofertado e tecnologia de 65nm e núcleo duplo E4500; 1.2

Leia mais

Hardware 2. O Gabinete. Unidades Derivadas do BYTE. 1 KB = Kilobyte = 1024B = 2 10 B. 1 MB = Megabyte = 1024KB = 2 20 B

Hardware 2. O Gabinete. Unidades Derivadas do BYTE. 1 KB = Kilobyte = 1024B = 2 10 B. 1 MB = Megabyte = 1024KB = 2 20 B 1 2 MODULO II - HARDWARE AULA 01 OBiteoByte Byte 3 Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. 4 Aplicações: Byte 1

Leia mais

MONTAGEM E MANUTENÇÃO

MONTAGEM E MANUTENÇÃO MONTAGEM E MANUTENÇÃO 1 Introdução: Chamada para conferência. Apresentação do professor e da equipe de coordenação, explanação do funcionamento do curso incluindo carga horária e conteúdo seguindo o esclarecimento

Leia mais

GERSON PORCIÚNCULA SIQUEIRA

GERSON PORCIÚNCULA SIQUEIRA Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores GERSON PORCIÚNCULA SIQUEIRA Applied Science IOWA STATE UNIVERSITY,

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Redes I Fundamentos - 1º Período Professor: José Maurício S. Pinheiro Material de Apoio III DISPOSITIVOS

Leia mais

BEMATECH LOJA LIVE. Requerimento de Infra-instrutura (servidores no cliente)

BEMATECH LOJA LIVE. Requerimento de Infra-instrutura (servidores no cliente) BEMATECH LOJA LIVE Requerimento de Infra-instrutura (servidores no cliente) Versão 1.0 03 de março de 2011 DESCRIÇÃO Este documento oferece uma visão geral dos requerimentos e necessidades de infra-estrutura

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA KIT TELESSAÚDE

TERMO DE REFERÊNCIA KIT TELESSAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA KIT TELESSAÚDE Quantidade Especificação Técnica Valor Estimado 01 Microcomputador multimídia R$ 2.200,00 Core I5, memória de 4Gb, disco rígido de 500GB SATA, gravador e leitor de DVD,

Leia mais