Utilização do comércio eletrônico como elemento facilitador da sociedade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Utilização do comércio eletrônico como elemento facilitador da sociedade"

Transcrição

1 Utilização do comércio eletrônico como elemento facilitador da sociedade Prof. Esp. Lângesson Lopes da Silva. Professor da Faculdade José Augusto Vieira. Cleide Ane Barbosa da Cruz Graduanda do curso de Administração da Faculdade José Augusto Vieira- Fjav. RESUMO O e-commerce vem conquistando espaço na sociedade. Assim, o presente artigo tem como objetivo analisar a utilização do e-commerce como elemento facilitador da sociedade, destacando suas principais definições e contribuições. Além da pesquisa bibliográfica, foram coletados dados de alguns entrevistados facilitando a conclusão da pesquisa. A partir dos dados coletados e analisados, pode se notar que a segurança é um ponto negativo a ser melhorado em relação ao comércio eletrônico. Em relação a este trabalho, o mesmo proporcionou que fosse visualizado o que ainda precisar se investido para melhoria do comércio eletrônico. Palavras-chaves: Internet, sociedade, comércio eletrônico. ABSTRACT The e-commerce is gaining ground in society. Thus, this article aims to analyze the use of e-commerce as facilitator of society, highlighting its main concepts and contributions. In the literature, we collected data from some respondents facilitating the research. From the data collected and analyzed, it may be noted that security is a downside to be improved in relation to electronic commerce. For this work, provided that it was viewed that still need to be invested for the improvement of electronic commerce. Key-words: Internet, Society, e-commerce. 1 INTRODUÇÃO Atualmente o comércio eletrônico veem se expandindo no mercado, e com isso a facilidade da sociedade em utilizá-lo ficou maior, sendo que o mesmo proporciona que haja uma conexão com os clientes via internet, o que possibilita que haja uma retenção maior de clientes para as organizações. As três categorias do comércio eletrônico, e-commerce de empresa-a-consumidor, e-commerce de empresa-a-empresa e e-commerce de consumidor-a-consumidor,

2 facilitam a aplicação das mesmas em diferentes situações e com públicos distintos. Além do que esse tipo de comércio, varia de definição de acordo com sua forma, seja para comunicação, serviços, entre outros. As contribuições do comércio eletrônico envolvem o relacionamento, utilização da inovação através da customização dos produtos, promoção dos produtos, surgimento de novas oportunidades de negócio, entre outras, que enfatizam a importância da utilização do mesmo na atualidade. No contexto atual, o comércio eletrônico está se aperfeiçoando, e ganhando espaço no mercado global, fazendo com que as empresas criem estratégias para aumentar seus número de clientes. Além disso, tem a questão da segurança dos sites eletrônicos, que devem transmitir aos clientes confiança ao utilizá-los. Diante deste contexto surge a problematização deste artigo: O comércio eletrônico pode ser considerado um elemento facilitador das pessoas para realizar suas compras? Portanto, esta pesquisa tem como objetivo geral analisar a utilização do comércio eletrônico como forma de facilitar a vida das pessoas. Para atingir este objetivo será necessário os seguintes objetivos específicos: destacar os principais conceitos de comércio eletrônico; levantar informações sobre as principais contribuições do comércio eletrônico; verificar o contexto atual do comércio eletrônico. A metodologia utilizada para pesquisa, quanto aos fins foi a pesquisa explicativa e quanto aos meios foi a pesquisa bibliográfica e de campo. Sendo, que a Faculdade José Augusto Vieira situada na cidade de Lagarto no estado de Sergipe foi utilizada para validar a pesquisa, tendo a população envolvida na mesma, 70 alunos do curso de administração. Conclui-se que a constante busca por melhorias na utilização do comércio eletrônico pode fazer com que as organizações consigam atrair mais clientes e proporcionar que esse tipo de comércio se desenvolva. 2 COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio eletrônico vem se expandido e auxiliando as pessoas a realizarem suas compras via internet. Segundo Albertin (2004, p. 15) o comércio eletrônico é a realização de toda a cadeia de valor dos processos de negócio num ambiente eletrônico,

3 por meio da aplicação intensa das tecnologias de comunicação e de informação, atendendo aos objetivos de negócio. Hoje em dia, além das conexões com os clientes serem mais amplas, muitas empresas está conquistando vantagens com novas tecnologias que lhes permitem se conectar mais diretamente com seus clientes. Praticamente todos os produtos estão agora disponíveis sem que seja necessário ir à loja por meio de telefone, catálogos, quiosques, e comércio eletrônico. As compras business-to-business na Internet têm aumentado mais rapidamente do que as compras feitas on-line por consumidores. (KOTLER apud DANTAS; 2010, p. 10) Diante do exposto, percebe-se que muitas organizações utilizam o comércio eletrônico para atrair mais clientes, colocando seus produtos ou serviços à disposição dos mesmos através da internet. Além disso, o comércio eletrônico possui três categorias de aplicações, que O brien (2004, p. 244) define como: E-commerce de empresa-a-consumidor (BSC) as empresas precisam desenvolver praças de mercado eletrônico atraentes para seduzir seus consumidores e vender produtos e serviços a eles. E-commerce de empresa-a-empresa (B2B) envolve mercados eletrônicos e ligações diretas de mercado entre as empresas. E-commerce de consumidor-a-consumidor (C2C) são a propaganda pessoal eletrônica de produtos ou serviços para compra ou venda por consumidores em sites de jornais eletrônicos, portais de e-commerce de consumidores, ou websites pessoais. Através dessas três categorias o comércio eletrônico vem se difundido e se ampliando. Por isso, Kalakota e Whinaton (apud Luciano; Testa; Freitas, 2003, p. 2) coloca que o comércio eletrônico pode ser definido sobre várias formas, de acordo com diferentes perspectivas: comunicação: é entrega de informação, produtos, serviços ou pagamentos via linha telefônica, redes de computadores ou outros meios; processos de negócios: é a aplicação de tecnologia na direção de automação de transações de negócios e fluxos de trabalho; serviços: é a ferramenta que permite cortar custos, ao mesmo tempo em que se aumenta a qualidade e a velocidade de entrega; on-line: permite capacidade de compra e venda de produtos e informação na Internet e outros serviços on-line.

4 Portanto, percebe-se que essas formas auxiliam que o comércio eletrônico seja difundido entre as pessoas, por isso, a internet vem como um meio facilitador dessa ligação entre consumidor e empresa. 2.1 Contribuições do comércio eletrônico O comércio eletrônico também chamado de e-commerce contribui de forma abrangente na sociedade. Por isso, Albertin (2004, p ) aborda que as contribuições do comércio eletrônico são as seguintes: Relacionamento: permite que as companhias melhorem a coleta de informações sobre seu ambiente de além fronteira, que estabeleçam parcerias baseadas em meios eletrônicos com seus clientes e fornecedores, que compartilhem plataformas e mercados eletrônicos com seus concorrentes, entre outros. Inovação e customização de produtos: uma das oportunidades para a customização em massa é ter o cliente tomando parte do projeto do próprio produto ou serviço. Além disso, com base em sua natureza instantânea, os sistemas de comércio eletrônico permitem reduzir o ciclo de vida de produzir e entregar produtos e serviços aos clientes. Novos canais de venda/distribuição: o comércio eletrônico representa um novo canal de vendas e distribuição, pelo fato do seu alcance direto e sua natureza bidirecional na comunicação de informações. Promoções de produtos: por meio de um contato direto, rico em informações e interativo com os clientes, o comércio eletrônico pode melhorar a promoção dos produtos e serviços. Novas oportunidades de negócio: através da alteração das estruturas dos setores, o comércio eletrônico permite que surjam novos modelos de negócios, como disponibilidade de informações, distribuição direta aos clientes e fornecedores. Estratégia competitiva: o comércio eletrônico proporciona vantagens de custos, permite a diferenciação de produtos ou serviços, possibilita melhor relacionamento com clientes, entre outros.

5 Economia direta: através da utilização de infra-estrutura digital pública e compartilhada, como a internet, o comércio eletrônico pode reduzir os custos com comercialização, distribuição e serviços a clientes. Infra-estrutura pública: a criação de uma infra-estrutura pública, que seja composta de equipamentos de acesso, estruturas de acesso local e rede globais de informações que rião facilitar o livre acesso ao comércio eletrônico. Essas diversas contribuições mostram que o comércio eletrônico pode trazer grandes vantagens aos consumidores e as organizações, influenciando de forma positiva à comercialização de bens ou serviços. 2.2 Cenário atual do comércio eletrônico No cenário atual, o comércio eletrônico veem se expandindo no mercado, atraindo tanto empresas quanto consumidores, devido a sua praticidade e baixo custo. Por esse motivo Kalakota e Robinson (apud Alves, 2010, p. 5) afirma que: Hoje, o comércio eletrônico está entrando na terceira fase ( ) com o foco em como a Internet pode influenciar a lucratividade..., chamando essa fase de negócios eletrônicos, incluindo todas as aplicações e os processos que permitem a uma empresa realizar uma transação de negócios. Complementam que os negócios eletrônicos não tratam apenas de transações de comércio eletrônico ou de compras e vendas pela Internet. É uma estratégia global de redefinição dos antigos modelos de negócios, com auxílio da tecnologia, para maximizar o valor do cliente e os lucros. E também cada vez mais alcança novos adeptos em razão do desenvolvimento tecnológico e do crescimento da oferta e do acesso às tecnologias. Isso tanto em termos de conceito como de aplicação. É um tipo de comércio que se desenvolve com rapidez, conforme a transferência eletrônica de dados e as informações evoluem na internet. A nova fase do comércio eletrônico está se aperfeiçoando, devido ao surgimento de novas tecnologias cada vez mais inovadoras. Para (Gangwani et al. apud Dalfovo e Souza 2008, p. 9) a maior vantagem comercial de se estar on-line é a capacidade de comercializar produtos de modo local e global. Já O brien (2004, p. 246) coloca que a estrutura do processo de e-commerce está na base das iniciativas de algumas empresas atuais. Essa comercialização global através do comércio eletrônico está aumentando, e isso influencia e facilita a vida dos consumidores. Contudo, ainda há a questão da

6 segurança dos sites de empresas que utilizam o comércio virtual. Por isso, segundo O brien (2004, p. 247) os processos devem estabelecer confiança mútua e acesso seguro entre as partes numa transação de e-commerce, reconhecendo os usuários, autorizando o acesso e reforçando características de segurança. Portanto, atualmente o comércio eletrônico está atraindo mais adeptos, e com isso mais funcionalidades tanto para comercialização de bens quanto para de serviços, o que proporciona que as organizações reduzam custos com espaço físico. 3 ANÁLISE DOS RESULTADOS DA PESQUISA Os dados para análise dos resultados foram obtidos através da aplicação de questionários a 70 alunos do curso de Bacharelado de Administração da Faculdade José Augusto Vieira, situada na cidade de Lagarto, tendo como objetivo analisar a utilização do comércio eletrônico como forma de facilitar a vida das pessoas. Identificação do sexo dos alunos 44% 56% Feminino Masculino Gráfico 1: Identificação do sexo dos alunos Fonte: Pesquisa realizada na Faculdade José Augusto Vieira em Lagarto, O gráfico 1 demonstra em porcentagem a identificação do sexo dos alunos pesquisados, sendo que 56% são do sexo feminino e 44% são do sexo masculino, mostrando que há uma quantidade maior de mulheres nesta pesquisa, estudando o curso de Administração. Identificação da Idade dos alunos

7 1% 12% 7% 16% 64% De 18 a 25 anos De 26 a 30 anos De 31 a 35 anos De 36 a 40 anos Mais de 40 anos Gráfico 2: Identificação do sexo dos alunos Fonte: Pesquisa realizada na Faculdade José Augusto Vieira em Lagarto, Com relação à idade dos alunos pesquisados, notou-se através da pesquisa que a 64% apresenta idade compreendida entre 18 a 25 anos, 16% apresenta idade entre 26 a 30 anos, 12% apresenta idade entre 31 a 35 anos, 7% apresenta idade de 36 a 40 anos, e apenas 15% apresenta mais de 40 anos. Foi possível analisar através deste gráfico que o curso de Administração da Faculdade José Augusto Vieira possui uma diversidade de alunos com idades diferentes, mas que possuem o mesmo objetivo à conquista do ensino superior. Utilização da internet para realizar compras 44% 56% Sim Não Gráfico 3: Utilização da internet para realizar compras Fonte: Pesquisa realizada na Faculdade José Augusto Vieira em Lagarto, 2012.

8 O gráfico 3 representa a porcentagem de pesquisados que utilizam a internet para realizar compras, sendo que 56% colocaram que sim e 44% colocaram que não. A maioria colocou que sim, pois considerada a internet um meio prático que um indivíduo pode utilizar para realizar suas compras, com a comodidade de não precisar sair de casa, o restante colocou que não, devido à falta de segurança que alguns sites proporcionam e pela questão de muitos dos pesquisados preferirem tocar nos objetos que estão comprando. Utilizar o comércio eletrônico facilita a vida, em relação às compras 31% Sim Não 69% Gráfico 4: Utilizar o comércio eletrônico facilita a vida, em relação às compras Fonte: Pesquisa realizada na Faculdade José Augusto Vieira em Lagarto, O gráfico 4 representa a porcentagem de pesquisados que consideram que ao utilizar o comércio eletrônico, o mesmo facilita a vida, em relação as compras, sendo que 69% dos pesquisados colocaram que sim e 31% dos pesquisados colocaram que não. Notou-se a partir dos dados pesquisados que a maioria que colocou sim nunca comprou pela internet, porém acha que a mesma facilita a vida, por ser um meio que uma grande diversidade de pessoas utiliza e pelo fato de muitas empresas estarem divulgando seus produtos na internet.

9 Produtos comprados frequentemente na internet 35% 17% 11% 12% 14% 6% 5% Celular Livros Computador Roupas Eletrodomésticos Outros Não compra via internet Gráfico 5: Produtos comprados frequentemente na internet Fonte: Pesquisa realizada na Faculdade José Augusto Vieira em Lagarto, O gráfico 5 representa a porcentagem de produtos que são comprados frequentemente na internet, sendo que 35% dos pesquisados colocou que não compra via internet, devido ao fator risco, ou seja, a falta de segurança que determinados sites tem em relação a chegada do produto correto ao consumidor. Porém, notam-se através da pesquisa que objetos como celulares, livros e eletrodomésticos são ainda os mais comprados na internet. Melhorias na utilização do comércio eletrônico 12% 14% Segurança Qualidade de Conteúdo Estruturação do site 74% Gráfico 6: Melhorias na utilização do comércio eletrônico Fonte: Pesquisa realizada na Faculdade José Augusto Vieira em Lagarto, 2012.

10 O gráfico 6 representa em porcentagens o que os pesquisados acham que precisa ser melhorado em relação a utilização do comércio eletrônico, sendo que a grande maioria, de 74% dos pesquisados colocou que a segurança desse meio de comércio online ainda precisa melhorar muito. No caso da qualidade de conteúdo e estruturação dos sites, a porcentagem se equiparou pelo fato desses serem alguns dos problemas que afetam o desenvolvimento do comércio eletrônico. Conteúdos mais interessantes na Internet 2% 8% 4% 26% 40% Pesquisa Redes Sociais Notícias Jogos Músicas e Vídeos Outros 20% Gráfico 7: Conteúdos mais interessantes na internet Fonte: Pesquisa realizada na Faculdade José Augusto Vieira em Lagarto, O gráfico 7 representa a porcentagem dos conteúdos considerados mais interessantes na internet, sendo que 40% dos pesquisados optou pela pesquisa como sendo um conteúdo interessante, pelo fato dos mesmos serem alunos de ensino superior e necessitarem da pesquisa para realizarem seus trabalhos. No caso das redes sociais e as notícias as porcentagens se equipararam, pois são conteúdos bastante utilizados por diversas pessoas atualmente. Em relação aos jogos, músicas e vídeos, os mesmos obtiveram as menores porcentagens pelo fato desses conteúdos estarem disponíveis através de outros meios e não só pela internet.

11 4 CONCLUSÃO No contexto atual, o comércio eletrônico está se expandido de forma acelerada, sendo que isso mostra que o mesmo está facilitando a vida da sociedade, em relação à praticidade que a internet proporciona para a realização de compras. A utilização do comércio eletrônico contribui para que haja inovação, ou seja, desenvolvimento de novos produtos e até melhorias dos já existentes, além de contribuir para que haja uma melhoria da relação entre organizações, clientes e fornecedores. Sendo que essas contribuições mostram o quanto o comércio eletrônico está se expandido e o quanto o mesmo está contribuindo para a vida das pessoas. Após analisar os dados da pesquisa, notou-se que o comércio eletrônico é um meio considerado rápido para realização de compras, porém muitos não o utilização pela questão da segurança, sendo que é um fator a ser melhorado. Porém, essa realidade pode ser transformada num ponto positivo, através da melhoria da segurança dos sites oferecidos por diversas organizações, além da questão de que as empresas devem utilizar um marketing que mostre ao cliente o quanto seu site é seguro para realizar compras, assim as organizações podem promover segurança aos clientes e ter como retorno a atração e retenção dos mesmos. Portanto, pode-se concluir que o comércio eletrônico está crescendo de forma acelerada, porém alguns fatores o impedem de atrair mais clientes, sendo um deles a segurança, mas através da busca por melhorias as organizações podem reverter essa situação, fazendo com que esse tipo de comércio se desenvolva cada vez mais para melhor. REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO ALBERTIN, Alberto Luiz. Comércio eletrônico: modelo, aspectos e contribuições de sua aplicação. 5. Ed. São Paulo: Atlas, ALVES, Juliano Nunes, et al. Estudos sobre comércio eletrônico no Brasil: estado da arte dos últimos anos Disponível em: < Acesso em 20 abr

12 DALFOVO, Oscar; SOUZA, André Rodrigo de. Sistemas de Informação: Ambiente Second Life Um Sistema Como Ferramenta de Marketing. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, Blumenau, v. 2, n. 3, p , Sem II Edição Temática TCC s II. Disponível em: <http://unimestre.unibes.com.br/rica/index.php/rica/article/viewfile/184/177>. Acesso em: 20 abr DANTAS, Mirella Marupunga Benevides. Marketing na internet e comportamento do consumidor: Um estudo de caso nas transações bancárias pela internet. Fortaleza: Faculdade sete de setembro, Disponível em: <http://www.fa7.edu.br/recursos/imagens/file/administracao/ic/vi_encontro/mirella_ma PURUNGA_BENEVIDES_DANTAS_MARKETING_NA_INTERNET_E_COMPORTAMEN TO_DO_CONSUMIDOR.pdf>. Acesso em: 18 abr LUCIANO, Edimara Mezzomo; TESTA, Maurício Gregianin; FREITAS, Henrique. As tendências em comércio eletrônico com base em recentes congressos. XXXVIII CLADEA, Lima/Peru, Disponível em: <http://www.ea.ufrgs.br/professores/hfreitas/files/artigos/2003/2003_127_cladea.pdf>. Acesso em: 16 abr O BRIEN, James A. Sistemas de informação e as decisões gerenciais na era da internet. 2.ed. São Paulo: Saraiva, 2004.

13 ANEXO Questionário Solicito sua cooperação para analisar cada questão e responde apenas uma alternativa que melhor expresse sua opinião. Suas respostas serão totalmente mantidas em sigilo, portanto, não precisa identificação. 01)Sexo: ( ) Feminino ( ) Masculino 02)Idade: ( ) De 18 a 25 anos ( ) De 26 a 30 anos ( ) De 31 a 35 anos ( ) De 36 a 40 anos ( ) Mais de 40 anos 03)Você faz compras via internet? ( ) Sim ( )Não 04) Você acha que o uso do comércio eletrônico facilita sua vida, em relação às compras? ( ) Sim ( )Não 05) Assinale o que você compra frequentemente na internet? ( ) Celular ( )Computador ( )Eletrodomésticos ( ) Não compra via internet ( ) Livros ( ) Roupas ( ) Outros 06) O que você acha que precisa ser melhorado em relação à utilização do comércio eletrônico? ( ) segurança ( ) qualidade de conteúdo ( ) estruturação do site

14 07)Assinale conteúdos que você considera mais interessante na internet? ( ) Pesquisa ( )Jogos ( ) Redes sociais ( )Música e vídeos ( ) Notícias ( )Outros

Apostila. Comércio Eletrônico. e-commerce. Professor: Edson Almeida Junior. Comércio Eletrônico

Apostila. Comércio Eletrônico. e-commerce. Professor: Edson Almeida Junior. Comércio Eletrônico Apostila Comércio Eletrônico e-commerce Professor: Edson Almeida Junior Material compilado por Edson Almeida Junior Disponível em http://www.edsonalmeidajunior.com.br MSN: eajr@hotmail.com E-Mail: eajr@hotmail.com

Leia mais

FOZ$DO$IGUAÇU,$2015$!

FOZ$DO$IGUAÇU,$2015$! FOZDOIGUAÇU,2015 XXVIENANGRAD ESTUDO DO PERFIL DE ESTUDANTES EM ADMINISTRAÇÃO E SUA FAMILIARIDADE COM O E-COMMERCE. Osmar Meira de Souza Junior José Mauro de Sousa Balbino Rafaela Módolo de Pinho 1" ESTUDODOPERFILDEESTUDANTESEMADMINISTRAÇÃOESUAFAMILIARIDADECOMO

Leia mais

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO.

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. São Paulo - SP 2016 RENAN ROCHA ALVES - RA: 6448758 E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE COMO FERRAMENTA DE PROMOÇÃO DE VENDAS: um estudo na Drogaria Helofarma

ATENDIMENTO AO CLIENTE COMO FERRAMENTA DE PROMOÇÃO DE VENDAS: um estudo na Drogaria Helofarma ATENDIMENTO AO CLIENTE COMO FERRAMENTA DE PROMOÇÃO DE VENDAS: um estudo na Drogaria Helofarma RESUMO Lorendana Alves Bispo Nunes 1 Elen Dayse Oliveira Santana 2 Késia Pereira Brito 3 Cleide Ane Barbosa

Leia mais

Fundamentos do Comércio Eletrônico

Fundamentos do Comércio Eletrônico Administração e Finanças Uniban Notas de Aula Comércio (e-commerce) Prof. Amorim Fundamentos do Comércio Comércio Mais do que a mera compra e venda de produtos on-line. Engloba o processo on-line inteiro:

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL (Estudo de Caso: Rede Eletrosom Ltda em Pires do Rio - GO) MÁRCIO FERNANDES 1, DÉBORA DE AMORIM VIEIRA 2, JOSIANE SILVÉRIA CALAÇA MATOS

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO E - COMMERCE UM ESTUDO DE CASO NA LOJASMEL

A IMPORTÂNCIA DO E - COMMERCE UM ESTUDO DE CASO NA LOJASMEL 1 A IMPORTÂNCIA DO E - COMMERCE UM ESTUDO DE CASO NA LOJASMEL Jaqueline Kelly Stipp 1 Jéssica Galindo de Souza 2 Luana Alves dos Santos Lemos 3 Edson Leite Lopes Gimenez 4 RESUMO Esse artigo tem como objetivo

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

Comércio Eletrônico AULA 18. Sistemas para Internet. Professora Ms Karen Reis

Comércio Eletrônico AULA 18. Sistemas para Internet. Professora Ms Karen Reis Comércio Eletrônico AULA 18 Professora Ms Karen Reis 2011 Sistemas para Internet 1 REFLEXÃO Faça uma busca na internet por certificados digitais. Escreva quatro ou cinco parágrafos sobre como usar os certificados

Leia mais

PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA

PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA PERFIL DOS USUÁRIOS DE E-COMMERCE EM GUAÍBA João Antonio Jardim Silveira 1 Amilto Muller ¹ Luciano Fagundes da Silva ¹ Luis Rodrigo Freitas ¹ Marines Costa ¹ RESUMO O presente artigo apresenta os resultados

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA SILVA, FERNANDO TEIXEIRA CARVALHO, RENAN GUSTAVO MOLINA

AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA SILVA, FERNANDO TEIXEIRA CARVALHO, RENAN GUSTAVO MOLINA TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DO E-COMMERCE NAS PEQUENAS EMPRESAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE JAGUARIÚNA AUTOR(ES): MAITHÊ CORSI DA

Leia mais

O que é comércio eletrônico?

O que é comércio eletrônico? COMÉRCIO ELETRÔNICO O que é comércio eletrônico? O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos

Leia mais

Comparativo entre os meios de comunicação para atingir 50 milhões de usuários

Comparativo entre os meios de comunicação para atingir 50 milhões de usuários Comparativo entre os meios de comunicação para atingir 50 milhões de usuários Fonte: TAKAHASHI, 2000; VEJA ONLINE, 2006 Definições de comércio eletrônico/e-business E - BUSINESS, acrônimo do termo em

Leia mais

Ilmara de Jesus Oliveira 1, Cleide Ane Barbosa da Cruz 2

Ilmara de Jesus Oliveira 1, Cleide Ane Barbosa da Cruz 2 A IMPORTÂNCIA DA APLICAÇÃO DO TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES Ilmara de Jesus Oliveira 1, Cleide Ane Barbosa da Cruz 2. O presente artigo apresenta os conhecimentos teóricos acerca da importância

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof. Odilon Zappe Jr Vantagens e Desvantagens do Comércio Eletrônico Vantagens Aumento do número de contatos da empresa com fornecedores e com outras empresas do mesmo ramo, e

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Comércio Eletrônico Um breve histórico Comércio compra, venda, troca de produtos e serviços; Incrementado pelos Fenícios, Árabes, Assírios e Babilônios uso

Leia mais

Americanas.com x Lojas Americanas 1

Americanas.com x Lojas Americanas 1 Americanas.com x Lojas Americanas 1 Rayra Costa da SILVA 2 Gabriela Lima RIBEIRO 3 Hugo Osvaldo ACOSTA REINALDO 4 Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE RESUMO Mesmo que no site Americanas.com haja

Leia mais

MARKETING NA INTERNET

MARKETING NA INTERNET MARKETING NA INTERNET HUGO HOCH CONSULTOR DE MARKETING ER. BAURU SEBRAE-SP hugoh@sebraesp.com.br Marketing na Internet O que é? o Marketing na Internet, também referido como: i-marketing, web marketing,

Leia mais

O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet.

O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet. E-commerce Prof Marcus Regenold Disciplina Negócios pela Internet O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet.

Leia mais

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico.

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. TENDÊNCIAS NO COMÉRCIO ELETRÔNICO Atualmente, muitos negócios são realizados de forma eletrônica não sendo necessário sair de casa para fazer compras

Leia mais

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce).

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). A natureza global da tecnologia, a oportunidade de atingir

Leia mais

Operações de Merchandising estratégias competitivas para o aumento da vendas em supermercados do pequeno varejo de secos e molhados

Operações de Merchandising estratégias competitivas para o aumento da vendas em supermercados do pequeno varejo de secos e molhados Operações de Merchandising estratégias competitivas para o aumento da vendas em supermercados do pequeno varejo de secos e molhados Fabiano Akiyoshi Nagamatsu Everton Lansoni Astolfi Eduardo Eufrasio De

Leia mais

Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce

Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce 3.1 Fundamentos do Comércio Eletrônico Introdução O comércio eletrônico é mais do que a mera compra e venda de produtos online. Em lugar disso, ele engloba o processo

Leia mais

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 06 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5 Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Introdução Mudança no ambiente empresarial; Ligação com o desenvolvimento de tecnologia da informação. Características

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem Capítulo 6 1 Telecomunicações e redes 2 Objectivos de aprendizagem ƒ Identificar as principais tendências e os grandes desenvolvimentos nas empresas, nas tecnologias e nas aplicações de negócio, das telecomunicações

Leia mais

MAC5743 - Computação Móvel

MAC5743 - Computação Móvel Departamento de Ciência da Computação IME/USP MAC5743 - Computação Móvel Cássio Alexandre Paixão Silva Alkmin {cassiop@ime.usp.br} Tema da Monografia: Mobile Commerce 1 Introdução O constante aumento nas

Leia mais

E um dia, quem sabe, poderemos despertar para o ser empreendedor. E ganhar dinheiro com esta história toda.

E um dia, quem sabe, poderemos despertar para o ser empreendedor. E ganhar dinheiro com esta história toda. COMÉRCIO ELETRÔNICO Introdução O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos e formas de

Leia mais

Consultoria em Marketing Online

Consultoria em Marketing Online Consultoria em Marketing Online Objetivo Hoje com a Internet muitos de nossos clientes, usuários, interessados e outros acessam nosso website, nossas rede sociais ao invés de ligar, mandar um e-mail ou

Leia mais

Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS².

Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS². Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS². ¹Estudante do curso Análise e Desenvolvimento de sistemas. Instituto Federal de Minas Gerais campus Bambuí. Rod. Bambuí

Leia mais

VISÃO GERAL DO CAPÍTULO

VISÃO GERAL DO CAPÍTULO CAPÍTULO 8.I Sistemas de e-commerce VISÃO GERAL DO CAPÍTULO O propósito deste capítulo é descrever e apresentar os componentes básicos do processo de sistemas de e-commerce, e explicar importantes tendências,

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 13 E-commerce Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob licença Creative Commons 15 de Outubro

Leia mais

A INTERNET COMO SUPORTE TECNOLÓGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO RESUMO

A INTERNET COMO SUPORTE TECNOLÓGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO RESUMO A INTERNET COMO SUPORTE TECNOLÓGICO PARA O DESENVOLVIMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO RESUMO PATRÍCIA DA SILVA MORENO 1 CARLOS FERNANDES RETEK 2 AIRTON ALTHMAN PINHEIRO 3 O objetivo deste trabalho é apresentar

Leia mais

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce;

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce; Objetivos Administração Profª Natacha Pouget Módulo: Gestão de Inovação e Ativos Intangíveis Tema da Aula: E-Business e Tecnologia da Informação I Entender as definições de e-business e e- commerce; Conhecer

Leia mais

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS www.espm.br/centraldecases Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Preparado pelo Prof. Vicente Martin Mastrocola, da ESPM SP. Disciplinas

Leia mais

Comércio Eletrônico. Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com. Comércio Eletrônico 1

Comércio Eletrônico. Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com. Comércio Eletrônico 1 Comércio Eletrônico Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com Comércio Eletrônico 1 31/03/2014 Introdução Por proporcionar uma série de vantagens,

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

E-COMMERCE: DIFERENCIAL NO MERCADO

E-COMMERCE: DIFERENCIAL NO MERCADO E-COMMERCE: DIFERENCIAL NO MERCADO Antonio Donizete Lemes (Docente das Faculdades Integradas de Três Lagoas-AEMS) e-mail: lemesad@ig.com.br Desireé de Castro Perecin (Discente do 4º ano do curso de Administração

Leia mais

F-COMMERCE A REVOLUÇÃO DAS LOJAS VIRTUAIS NO FACEBOOK

F-COMMERCE A REVOLUÇÃO DAS LOJAS VIRTUAIS NO FACEBOOK F-COMMERCE A REVOLUÇÃO DAS LOJAS VIRTUAIS NO FACEBOOK Com o crescimento das mídias sociais, uma modalidade de vendas online que vem ganhando força é o F-commerce, termo usado para definir o comércio eletrônico

Leia mais

Sistema de E-Commerce, gerenciado por um Eis

Sistema de E-Commerce, gerenciado por um Eis Sistema de E-Commerce, gerenciado por um Eis Jordan Laus¹, Ricardo Alencar de Azambuja², Oscar Dalfovo², Paulo Roberto Dias² ¹ Curso de Ciências da Computação - Universidade Regional de Blumenau (Furb).

Leia mais

A compra de TI e as redes sociais

A compra de TI e as redes sociais Solicitada por A compra de TI e as redes sociais Como as redes sociais transformaram o processo de compras B2B e as melhores práticas para adaptar as suas estratégias de marketing à nova realidade BRASIL

Leia mais

Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente. Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente.

Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente. Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente. Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente Uma experiência mais sincronizada, automatizada e rentável em cada fase da jornada do cliente. As interações com os clientes vão além de vários produtos, tecnologias

Leia mais

E-COMMERCE E COMÉRCIO FÍSICO 1 *

E-COMMERCE E COMÉRCIO FÍSICO 1 * E-COMMERCE E COMÉRCIO FÍSICO 1 * Antonio Wilson Nogueira Filgueiras UEMG Unidade Carangola Henrique Santos Pinheiro UEMG Unidade Carangola Márcio Ferreira dos Passos UEMG Unidade Carangola Rogério de Oliveira

Leia mais

Nas áreas urbanas, 44% da população está conectada à internet. 97% das empresas e 23,8% dos domicílios brasileiros estão conectados à internet.

Nas áreas urbanas, 44% da população está conectada à internet. 97% das empresas e 23,8% dos domicílios brasileiros estão conectados à internet. Algumas pesquisa realizada recentemente, revelaram resultados surpreendentes sobre o uso da Internet nas empresas no Brasil. Neste artigo interpreta alguns dados e lhe revela as soluções que podem ajudar

Leia mais

DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DO COMÉRCIO ELETRÔNICO AULA 2. MBA Gestão de TI. Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com

DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DO COMÉRCIO ELETRÔNICO AULA 2. MBA Gestão de TI. Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DO COMÉRCIO ELETRÔNICO AULA 2 MBA Gestão de TI Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com 2 3 Um otimista vê uma oportunidade em cada calamidade; um pessimista vê uma calamidade em

Leia mais

MARKETING NAS REDES SOCIAIS. Carlos Henrique Cangussu (Discente do 2º ano do curso de Administração das Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS)

MARKETING NAS REDES SOCIAIS. Carlos Henrique Cangussu (Discente do 2º ano do curso de Administração das Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS) 1 MARKETING NAS REDES SOCIAIS Angela de Souza Brasil (Docente Esp. Faculdades Integradas de Três Carlos Henrique Cangussu Daniel Barbosa Maia Elisandra Inês Peirot Schneider Marcelo Da Silva Sivestre Tiago

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

MARKETING DE RELACIONAMENTO: UM ESTUDO DE CASO NO COMÉRCIO DE TRÊS LAGOAS

MARKETING DE RELACIONAMENTO: UM ESTUDO DE CASO NO COMÉRCIO DE TRÊS LAGOAS MARKETING DE RELACIONAMENTO: UM ESTUDO DE CASO NO COMÉRCIO DE TRÊS LAGOAS ADRIELI DA COSTA FERNANDES Aluna da Pós-Graduação em Administração Estratégica: Marketing e Recursos Humanos da AEMS PATRICIA LUCIANA

Leia mais

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): EBERSON EVANDRO DA SILVA GUNDIN, PAULO

Leia mais

Comércio Eletrônico AULA 06. Sistemas para Internet. Professora Ms Karen Reis

Comércio Eletrônico AULA 06. Sistemas para Internet. Professora Ms Karen Reis Comércio Eletrônico AULA 06 Professora Ms Karen Reis 2011 Sistemas para Internet 1 APRESENTAÇÃO ESTUDOS DE ESTUDOS DE CASOS B2B B2C B2G G2C G2G C2C 2 Os emarketplaces podem ser classificados em verticais

Leia mais

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E ELETRÔNICOS

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E ELETRÔNICOS Capítulo 4 A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS 4.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios? O que é comércio eletrônico?

Leia mais

TAW Tópicos de Ambiente Web

TAW Tópicos de Ambiente Web TAW Tópicos de Ambiente Web Comércio Eletrônico rveras@unip.br Aula - 04 Agenda Comércio Eletrônico 2 Comércio Eletrônico Comércio Eletrônico 3 O que é o comércio eletrônico Evolução Transações convencionais

Leia mais

E-commerce: a transformação do internauta em consumidor

E-commerce: a transformação do internauta em consumidor E-commerce: a transformação do internauta em consumidor Keyti Tamyris Simões Leite (FATEB) keyti.tamyris@gmail.com Camila Lopes Ferreira (FATEB/UTFPR) cmilalf@bol.com.br Resumo: Muitas empresas estão optando

Leia mais

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras Por Marcelo Bandeira Leite Santos 13/07/2009 Resumo: Este artigo tem como tema o Customer Relationship Management (CRM) e sua importância como

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Internet promoveu: Transformação Novos padrões de funcionamento Novas formas de comercialização. O maior exemplo desta transformação é o E- Business

Leia mais

Estratégia e Regras do Negócio: E-Commerce. O que é e-commerce?

Estratégia e Regras do Negócio: E-Commerce. O que é e-commerce? E-Commerce O que é e-commerce? Comércio electrónico ou e-commerce é um conceito aplicável a qualquer tipo de negócio ou transação comercial que implique a transferência de informação através da Internet.

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre

COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre COMÉRCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) Disciplina: DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO Prof. Afonso Celso M. Madeira 8º semestre E-COMMERCE x E-BUSINESS E-COMMERCE processos pelos quais consumidores, fornecedores e

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

SISTEMAS PARA INTERNET

SISTEMAS PARA INTERNET Unidade II SISTEMAS PARA INTERNET E SOFTWARE LIVRE Prof. Emanuel Matos Sumário Unidade II Comércio Eletrônico Tecnologia de Comércio Eletrônico Categorias do Comércio Eletrônico M-commerce Comércio eletrônico

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1 4 OBJETIVOS OBJETIVOS A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios

Leia mais

Visão Geral dos Sistemas de Informação

Visão Geral dos Sistemas de Informação Visão Geral dos Sistemas de Informação Existem muitos tipos de sistemas de informação no mundo real. Todos eles utilizam recursos de hardware, software, rede e pessoas para transformar os recursos de dados

Leia mais

E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1. Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3.

E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1. Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3. E-COMMERCE COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR FRENTE ÀS TRANSAÇÕES ON-LINE 1 Tahinan Pattat 2, Luciano Zamberlan 3. 1 Trabalho de conclusão de curso de Administração da Unijuí 2 Aluno do Curso de Administração

Leia mais

Sistemas. ções Gerenciais

Sistemas. ções Gerenciais Sistemas Como elaborar seu currículo? de Informaçõ 04/2006 ções Gerenciais Um currículo bem feito não garante sua contratação mas um currículo mal elaborado elimina-o do processo seletivo. Novas Tecnologias...

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TÉCNICO JURÍDICO

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TÉCNICO JURÍDICO CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO ETEC JORGE STREET TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TÉCNICO JURÍDICO COMÉRCIO ELETRÔNICO - TRANSAÇÕES VIRTUAIS Daniela Firmino

Leia mais

Como sua empresa pode

Como sua empresa pode Como sua empresa pode [ O guia de segmentação por IP ] Tecnologia de Inteligência de IP e de geolocalização O método de encontrar a localização física e geográfica de um usuário com base unicamente em

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 9 Telecomunicações e Rede Interconectando a Empresa Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob

Leia mais

E-COMMERCE: O PERFIL DO E-CONSUMER - Região de Piracicaba SP

E-COMMERCE: O PERFIL DO E-CONSUMER - Região de Piracicaba SP E-COMMERCE: O PERFIL DO E-CONSUMER - Região de Piracicaba SP Alberto Martins Júnior Prof. Escola de Engenharia de Piracicaba Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba amartins@eep.br Aline de Fátima Tietz

Leia mais

Sistemas web e comércio eletrônico. Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico

Sistemas web e comércio eletrônico. Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico Sistemas web e comércio eletrônico Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico Tópicos abordados Arquitetura do e-commerce Aspectos importantes do e-commerce Modelos de negócios Identificação do modelo

Leia mais

Sociedade e Tecnologia

Sociedade e Tecnologia Unidade de Aprendizagem 15 Empresas em Rede Ao final desta aula você será capaz de inovações influenciam na competitividade das organizações, assim como compreender o papel da Inteligência Competitiva

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

Implementando Lojas Virtuais com oscommerce

Implementando Lojas Virtuais com oscommerce Implementando Lojas Virtuais com oscommerce Cristiane Schmitt, Francisco Assis do Nascimento FIT- Faculdade de Informática de Taquara Av. Oscar Martins Rangel 4500 (RS115)-95600-000 Taquara-RS cristiane,assis@nidus.org.br

Leia mais

O novo desafio das marcas: uma visão global dos hábitos dos clientes em dispositivos móveis e redes sociais

O novo desafio das marcas: uma visão global dos hábitos dos clientes em dispositivos móveis e redes sociais O novo desafio das marcas: uma visão global dos hábitos dos clientes em dispositivos móveis e redes sociais SDL Campaign Management & Analytics Introdução Prezado profissional de marketing, A ideia de

Leia mais

Ádrian da Silva Barbosa Raimunda Mônica Oliveira Correia Rosiney Costa Bezerra Silvia Leticia Tavares Suelen Castillo Coelho EMPREENDEDORISMO

Ádrian da Silva Barbosa Raimunda Mônica Oliveira Correia Rosiney Costa Bezerra Silvia Leticia Tavares Suelen Castillo Coelho EMPREENDEDORISMO Ádrian da Silva Barbosa Raimunda Mônica Oliveira Correia Rosiney Costa Bezerra Silvia Leticia Tavares Suelen Castillo Coelho EMPREENDEDORISMO MACAPÁ-AP, 04/09/13 Ádrian da Silva Barbosa Raimunda Mônica

Leia mais

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes?

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes? Escola Superior de Gestão e Tecnologia Comércio eletrônico Mercados digitais, mercadorias digitais Prof. Marcelo Mar3ns da Silva Objetivos de estudo Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 09 Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

O CRM e a TI como diferencial competitivo

O CRM e a TI como diferencial competitivo O CRM e a TI como diferencial competitivo Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr.br Profº Dr. Luciano Scandelari (UTFPR) luciano@cefetpr.br

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Sistemas Colaborativos Empresariais (ECS) Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar

Leia mais

e-business Novas Tendências Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH

e-business Novas Tendências Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH e-rh / Recursos Humanos Virtual Novas Tendências Como já foi visto com o advento da globalização e do crescimento da tecnologia e a difusão da Internet,

Leia mais

Prof. Cláudio Conceitos e-commerce PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Prof. Cláudio Conceitos e-commerce PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Cláudio Conceitos e-commerce PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Intranet e Extranet Rede privada baseada na mesma tecnologia utilizada na internet, sendo sua única diferença o objetivo por trás

Leia mais

Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE

Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Definição Toda atividade de compra e venda realizada com recursos eletrônicos; Uso de mecanismos eletrônicos para a

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

Evolução e Gerenciamento do Comércio Eletrônico

Evolução e Gerenciamento do Comércio Eletrônico Evolução e Gerenciamento do Comércio Eletrônico Ana Carolina de Almeida anacarolina@snt.com.br UBM Djavan Wallace Almeida Dias djavandias@gmail.com UBM Jonas de Souza Carvalho jonass_carvalho@hotmail.com

Leia mais

SISTEMA GERENCIADOR DE PET SHOP

SISTEMA GERENCIADOR DE PET SHOP SISTEMA GERENCIADOR DE PET SHOP JUNIOR, J.A.S.; MODESTO, L.R. Resumo Este artigo aborda aspectos referentes ao SGPS (Sistema Gerenciador de Pet Shop), feito especificamente para o setor comercial. Apresentando

Leia mais

Resumo. Palavras-chave: twitter; ferramenta; planejamento; Greenpeace.

Resumo. Palavras-chave: twitter; ferramenta; planejamento; Greenpeace. O Twitter Como Ferramenta de Divulgação Para As Empresas: Um Estudo De Caso do GREENPEACE 1 Jonathan Emerson SANTANA 2 Gustavo Guilherme da Matta Caetano LOPES 3 Faculdade Internacional de Curitiba - FACINTER

Leia mais

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr,br Profº Dr. Luciano

Leia mais

O que é ERP e suas vantagens

O que é ERP e suas vantagens Sistema 8Box ERP O que é ERP e suas vantagens Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e

Leia mais

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Identificar as diversas estratégias competitivas básicas e explicar como elas podem utilizar a tecnologia da informação para fazer frente às forças competitivas que as empresas enfrentam.

Leia mais

com seu consumidores e seu fornecedores. Trazemos para aqui 40 dicas que vão ajudar no amadurecimento, crescimento e no sucesso da sua loja.

com seu consumidores e seu fornecedores. Trazemos para aqui 40 dicas que vão ajudar no amadurecimento, crescimento e no sucesso da sua loja. Com a consolidação do comércio eletrônico no Brasil e mundo, fica cada vez mais claro e a necessidade de estar participando, e mais a oportunidade de poder aumentar suas vendas. Mas é claro que para entrar

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento. Fonte dos dados: ASI - Emerson de Oliveira Batista - Editora Saraiva

O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento. Fonte dos dados: ASI - Emerson de Oliveira Batista - Editora Saraiva Sistemas de Informação O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento Fonte dos dados: ASI - Emerson de Oliveira Batista - Editora Saraiva o ponto de venda fixo loja, agência bancária, hospital móvel

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital

Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 7 Desafios para a Administração Comercio eletrônico e negócios eletrônicos

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

Comércio Eletrônico NEGÓCIOS NA INTERNET. Oséias Gomes Komunike EmpresaClick / LojistaOnline

Comércio Eletrônico NEGÓCIOS NA INTERNET. Oséias Gomes Komunike EmpresaClick / LojistaOnline Comércio Eletrônico NEGÓCIOS NA INTERNET Oséias Gomes Komunike EmpresaClick / LojistaOnline OPORTUNIDADES Divulgar, vender e lucrar na internet O QUE SIGNIFICA TER UM COMÉRCIO ELETRÔNICO? VANTAGENS DO

Leia mais

Prof: Carlos Alberto

Prof: Carlos Alberto AULA 1 Marketing Prof: Carlos Alberto Bacharel em Administração Bacharel em Comunicação Social Jornalismo Tecnólogo em Gestão Financeira MBA em Gestão de Negócios Mestrado em Administração de Empresas

Leia mais

Perspectivas do E-Commerce Brasileiro

Perspectivas do E-Commerce Brasileiro Perspectivas do E-Commerce Brasileiro Perspectivas do E-Commerce Brasileiro 78 Milhões de usuários de internet no Brasil Tíquete médio de compras pela web em 2011 foi de R$ 350,00 São mais de 3.000 de

Leia mais

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente A Importância do Marketing nos Serviços da Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente Hellen Souza¹ Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS RESUMO Este artigo aborda a importância

Leia mais

Atividade Capitulo 6 - GABARITO

Atividade Capitulo 6 - GABARITO Atividade Capitulo 6 - GABARITO 1. A Internet é uma força motriz subjacente aos progressos em telecomunicações, redes e outras tecnologias da informação. Você concorda ou discorda? Por quê? Por todos os

Leia mais

www.portaldoaluno.info GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton

www.portaldoaluno.info GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton GERENCIAMENTO EM TI Professor: André Dutton 1 BASES TECNOLÓGICAS Direcionadores do uso de tecnologia da informação. Uso de Tecnologia da Informação nas organizações. Benefícios do uso de Tecnologia de

Leia mais