ANO III 01 a 15 de MAIO ª EDIÇÃO QUINZENAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANO III 01 a 15 de MAIO 2014 7ª EDIÇÃO QUINZENAL"

Transcrição

1 NOTICIAS EM DESTAQUE História - Por que 1º de maio virou o Dia do Trabalho? Renault investirá mais R$ 740 milhões no País Vale vai investir em nova usina e ferrovias Kärcher investe R$ 80 milhões em fábrica em SP Empresa americana investe R$ 950 mi no Porto de Açu Petrobras investe US$100 bilhões na indústria naval brasileira Alckmin sanciona lei que autoriza captação de R$ 2,29 bilhões para investir em transporte, saúde e habitação Bresco avança com plano de investir R$ 1 bi Master investirá R$ 22,5 milhões para ampliar fábrica Foton Caminhões inicia construção de sua fábrica no Brasil NOTICIAS ANTERIORES Alcoa investe R$ 100 milhões em unidade de laminação de PE Governo do Ceará estuda sociedade em fábrica de helicópteros BNDES lança programa para financiar inovação nas empresas de pequeno porte Rolls-Royce vai instalar fábrica para setor marítimo no RJ Produção industrial cresce em 7 regiões do País, diz IBGE Chinesa Zotye estreia de olho no título de carro mais barato Ford inaugura fábrica de motores em Camaçari, Bahia John Deere vai investir US$ 40 mi para expansão de fábrica em GO Worldsteel eleva projeção de consumo global de aço neste ano

2 Você sabia? História - Por que 1º de maio virou o Dia do Trabalho? A data foi estabelecida em 1889 pela Segunda Internacional Socialista, um congresso realizado em Paris que reuniu os principais partidos socialistas e sindicatos de toda Europa. Ao escolher 1º de maio como Dia do Trabalho, os participantes desse encontro prestaram uma homenagem aos operários dos Estados Unidos. É que, três anos antes, os americanos organizaram uma gigantesca campanha por melhores condições de trabalho, fazendo mais de greves em todo o país. Uma das principais reivindicações era a garantia da jornada de oito horas diárias, pois na época alguns operários trabalhavam até 14 horas por dia. Chicago se tornou um dos principais centros de protestos e uma das manifestações na cidade terminou em tragédia. "A polícia reprimiu um movimento de forma violenta, ocasionando a morte de quatro operários. Esses fatos ocorreram no dia 1º de maio de 1886, passando essa data a simbolizar a luta dos trabalhadores", afirma o juiz Pedro Paulo Teixeira Manus, professor de Direito do Trabalho da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC- SP). Após a Segunda Guerra, na União Soviética, as passeatas comemorativas e os desfiles realizados no dia 1º de maio tornaram-se importantes eventos políticos. Mas a data nunca foi reconhecida em países como Estados Unidos e Canadá, por causa de sua associação aos movimentos de esquerda. Parabéns trabalhador! Tem dias que a gente acorda, cheio de energia, e 24 horas parecem insuficientes para executarmos todas as nossas metas. Em outros momentos, reduzimos o ritmo e o desânimo toma conta. Mas, há aqueles dias em que sentimos que tudo vale à pena, e que não estamos aqui por acaso. Temos uma missão, pessoal e profissional, que nos motiva a enfrentar os desafios e pensar: ESTOU FAZENDO O MELHOR! Funcionários, dia 1º de maio, é o Dia do Trabalhador, e vocês, com certeza, são muito importantes para a Empresa que temos e na qual acreditamos. Parabéns! Uma homenagem do GRUPO MARAFON à todos os trabalhadores do Brasil. 1

3 Renault investirá mais R$ 740 milhões no País Ciclo anterior, de R$ 1,5 bi, foi concluído com antecedência de 2 anos. Por Automotive Business 18/04/2014 Na quinta-feira (17), a Renault confirmou ao governador do Paraná, Beto Richa, novo ciclo de investimento de R$ 740 milhões. Destes, R$ 500 milhões serão aplicados de 2014 a 2019 no desenvolvimento e na produção de dois novos veículos da marca. O anúncio foi feito por Carlos Ghosn, CEO da Aliança Renault-Nissan, que veio ao Brasil também para a inauguração da fábrica da Nissan em Resende. A companhia anunciou ainda a instalação de um centro de distribuição de peças no município de Quatro Barras (PR). Com 66 mil metros quadrados, a unidade ficará dentro de um condomínio industrial e terá papel estratégico para o crescimento da marca no País. Segundo a companhia, serão aplicados ali R$ 240 milhões para atender as operações dos próximos 10 anos. A inauguração está prevista para o segundo semestre de 2015, com a geração de 250 empregos. O anúncio dá continuidade ao programa anterior, de R$ 1,5 bilhão de 2010 a Segundo a Renault, o ciclo foi concluído com quase dois anos de antecedência, por isso foi necessário definir novo investimento. A organização comemora ter alcançado seus objetivos no período anterior. A estratégia foi ampliar os negócios com base em três pilares. O primeiro era o aumento da capacidade produtiva na fábrica paranaense, que passou de 280 mil veículos por ano para 380 mil. Além disso, a fabricante renovou sua gama de produtos. Só em 2013, foram renovados dois modelos, o utilitário Master e o sedã Logan. A ampliação da rede de concessionárias era o terceiro ponto do tripé estratégico da companhia e foi cumprido com a inauguração de 100 casas, totalizando 275 revendas espelhadas pelo País atualmente. Embalagens assépticas e flexíveis feitas em folhas de alumínio especiais são os mais diferenciados tipos de embalagens. O uso de embalagens assépticas é liderado por empresas de alimentos e bebidas, pois permitem maior retenção de nutrientes e sabor nos alimentos líquidos, mantendo-os prontos para o consumo por até 12 meses, mesmo sem refrigeração. As embalagens mais de 175 bilhões produzidas globalmente em são normalmente uma composição de materiais, como o papel cartão, plástico e folhas finas de alumínio. Vale vai investir em nova usina e ferrovias (20/04/2014) - A Vale anunciou na semana passada que foi aprovado pelo BNDES contrato de financiamento de R$ 6,2 bilhões para a implantação dos projetos Carajás Serra Sul S11D e CLN S11D. O prazo de financiamento é de dez anos e os recursos serão desembolsados em até três anos de acordo com o cronograma dos projetos. Nesses projetos a Vale irá investir ao longo dos próximos anos R$ 37,8 bilhões. O projeto S11D compreende o desenvolvimento da mina e planta de processamento localizadas na serra sul de Carajás, no Pará, com 2

4 capacidade nominal estimada de 90 milhões de toneladas por ano (Mtpa) de minério de ferro. Já o projeto CLN S11D contempla investimentos na ferrovia e porto, aumentando a capacidade nominal logística estimada da Estrada de Ferro Carajás e do terminal marítimo de Ponta da Madeira para aproximadamente 230 Mtpa. O programa da Vale - de expansão da produção de minério de ferro e de sua rede de distribuição, com operação integrada mina-planta-ferrovia-porto - tem início previsto das operações em A Vale iniciará a exploração das reservas de Serra Sul, uma das três regiões que compõe o Sistema Norte de mineração, em Carajás, juntamente com as reservas de Serra Norte e Serra Leste. O Sistema Norte, que contém um dos maiores depósitos de minério de ferro do mundo, produziu 115 milhões de toneladas em 2013, de alta qualidade, alto teor de ferro e baixa concentração de impurezas. Ferrovia - O projeto financiado pelo BNDES compreende a construção de um ramal ferroviário com 101 quilômetros de extensão e duplicação de 42 trechos da Estrada de Ferro Carajás. A construção do ramal e a ampliação da capacidade da Estrada de Ferro Carajás são parte do projeto de expansão da capacidade de transporte do Complexo Logístico Norte - composto também pelo terminal marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís (MA) - de 150 milhões de toneladas por ano para 230 milhões de toneladas por ano. Após o processo de beneficiamento, o minério é transportado através da Estrada de Ferro Carajás até o terminal marítimo de Ponta da Madeira. Fonte: Kärcher investe R$ 80 milhões em fábrica em SP (20/04/2014) - A alemã Kärcher, fabricante de soluções em limpeza doméstica, profissional e industrial, inaugurou na semana passada fábrica em Vinhedo (SP). A planta entra em operação com capacidade produtiva de 600 mil equipamentos por ano, 30% maior que a da antiga unidade de Paulínia, desativada por não possibilitar ampliações, pois é vizinha a uma área de preservação ambiental. Segundo o diretor-geral da Kärcher para o Brasil, Abilio Cêpera, a capacidade do novo site pode ser ampliada para até um milhão de equipamentos por ano. O investimento totaliza R$ 80 milhões e gera 150 empregos, que se somam a 400 postos transferidos de Paulínia. Em Vinhedo serão produzidas as linhas de equipamentos de limpeza doméstica, profissional e industrial. Esta última inclui produtos para varejo, mineração, indústria automotiva, de alimentos e indústrias em geral. Cêpera informa que o setor tem buscado apoio no desenvolvimento de processos de limpeza customizados e de alta produtividade. Hoje, esses equipamentos respondem por 30% das vendas da Kärcher. A mineradora Vale, por exemplo, encomendou um processo para recolher e reaproveitar resíduos minerais, que utiliza varredeiras customizadas por projetistas da filial brasileira. Fonte: 3

5 Empresa americana investe R$ 950 mi no Porto de Açu Investimentos da Edison Chouest Offshore deverá criar uma base de apoio offshore no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ) Por Monica Ciarelli e Mariana Durão / Exame.com 23/04/2014 A americana Edison Chouest Offshore (ECO) vai investir R$ 950 milhões para criar uma base de apoio offshore no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ). Assinado nesta quarta-feira, 09, pela Prumo Logística Global, antiga LLX, o contrato será o maior já fechado pelo porto. O negócio pode ser a porta de entrada para a Petrobras no Açu, já que o grupo presta serviços para a estatal. A empresa americana é forte candidata à licitação prestes a ser aberta pela petroleira para contratar seis berços de atracação de embarcações de apoio na Bacia de Campos. A ECO chegou a vencer uma concorrência recente para operar outros dois berços, mas desistiu porque ainda não tinha um contrato firme com o Açu para montar sua base. A expectativa é que a base offshore comece a operar no início de O contrato prevê um arrendamento da área por 15 anos, prorrogáveis por mais três períodos de cinco anos. A unidade poderá receber 12 embarcações de início, mas tem a possibilidade de ampliar a capacidade a 18 com uma futura expansão. Ao todo a companhia ocupará 255 mil metros quadrados no complexo e deve gerar 900 empregos. O projeto ocupará 440 metros de cais no Terminal 2 do Açu, com opção de duplicação. O canal de navegação usado pela ECO tem metros e também será utilizado por outras empresas instaladas no T2, como Wartsila, Technip, NOV e Intermoor. A Prumo aguarda apenas o sinal verde da Marinha para dar início às operações no canal, o que deve ocorrer em até dois meses. Fornecedor global Fundada na década de 60 na Louisiana, a ECO é um dos principais fornecedores globais de transporte marítimo offshore. O grupo opera uma frota de mais de 230 navios no mundo, com uma receita anual de US$ 8 bilhões. No Brasil são 70 embarcações de apoio offshore em operação para Petrobras, Shell, Queiroz Galvão, Total, Repsol e Statoil, dez Veículos de Operação Remota (ROVs) e um estaleiro em Navegantes (SC), onde constrói seis embarcações por ano e hoje tem em carteira 19 navios em construção. Petrobras investe US$100 bilhões na indústria naval brasileira O total de encomendas no período será de 28 sondas, 49 navios e 146 barcos de apoio. Por Petrobras 23/04/2014 Com a perspectiva de dobrar a produção de petróleo até 2020, investiremos US$100 bilhões na indústria naval brasileira entre 2012 e 4

6 2020. O total de encomendas no período será de 28 sondas, 49 navios e 146 barcos de apoio, 61 destes já estão em construção e 26 já entregues. A previsão é de contratação dos restantes 59 barcos de apoio até outubro, o que totalizará as 146 novas embarcações. Além dessas encomendas, serão contratadas também 38 plataformas de produção, que contribuirão para elevar a nossa produção de petróleo para 4,2 milhões barris por dia em O reaquecimento da indústria naval alavanca também outros segmentos da indústria, como os de máquinas, equipamentos pesados, caldeiraria, elétrica e automação. O conteúdo nacional dessas obras varia de 55 a 75%, índice relevante para uma indústria que retomou sua capacidade de realização a partir de Desde a construção no país das plataformas P-51 e P-52, há dez anos, nossas demandas foram responsáveis pelo grande avanço da indústria naval nacional e pelo desenvolvimento econômico de diferentes regiões do país. Em 2003, o setor empregava pessoas no Brasil e hoje emprega mais de 75 mil, reflexo do aumento da produção de petróleo e investimento em logística e distribuição. Até 2017, serão gerados mais 25 mil novos empregos, segundo estimativa do SINAVAL (Sindicato Nacional da Indústria de Construção e Reparação Naval e Offshore). Alckmin sanciona lei que autoriza captação de R$ 2,29 bilhões para investir em transporte, saúde e habitação Valor será contratado junto a instituições financeiras nacionais e destinado para projetos de habitação, complexos hospitalares, obras rodoviárias e metroviárias Secretaria da Fazenda 23/04/14 19h00 O governador Geraldo Alckmin sancionou a Lei nº /2014, que autoriza o Governo do Estado de São Paulo a realizar operações de crédito no valor total de R$ 2,29 bilhões para financiamento de projetos de habitação popular, complexos hospitalares, obras rodoviárias e metroviárias. Os recursos serão utilizados em investimentos diretos ou como aporte de contratos de parcerias público-privadas. A sanção foi publicada nesta quartafeira, 23, no Diário Oficial do Estado. De acordo com o projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa serão destinados R$ 200 milhões para o Programa de Fomento à Habitação de Interesse Social; R$ 475,98 milhões para a implementação de complexos hospitalares; R$ 500 milhões para o Programa de Transportes do Estado de São Paulo - Etapa II, cujas obras estão sendo realizadas pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER); R$ 428 milhões para as obras da Linha 18-Bronze e R$ 690 milhões para a Linha 6-Laranja do Metrô. Programa Habitacional da Área Central da Cidade de São Paulo: o programa da Secretaria da Habitação recebeu autorização para obter financiamento de até R$ 200 milhões, destinados a financiar a aquisição de terrenos na forma admitida em lei. Complexos Hospitalares: o Governo poderá realizar operação de crédito de R$ 475,98 milhões para acrescentar mais 626 leitos e ampliar em mais de atendimentos ambulatoriais/dia no Centro de Referência em Saúde da Mulher Nova Luz, Hospital Estadual de Sorocaba e Hospital Estadual de São José dos Campos. 5

7 Programa de Transportes do Estado de São Paulo - Etapa II: o valor de R$ 500 milhões será destinado para a reabilitação e ampliação da capacidade de aproximadamente 250 km de rodovias, a cargo do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Linha 18-Bronze (Tamanduateí - Djalma Dutra): o valor de R$ 428 milhões será destinado à implantação da linha de metrô leve ligando a região sudeste da Região Metropolitana de São Paulo (ABCD) com o sistema metroviário em São Paulo, a cargo da Companhia do Metropolitano de São Paulo - Metrô SP. Linha 6-Laranja do Metrô de São Paulo: o governo estadual foi autorizado a captar R$ 690 milhões para obras da Linha 6-Laranja do Metrô de São Paulo, com extensão de 13,5 km entre Brasilândia e São Joaquim. Fonte: Bresco avança com plano de investir R$ 1 bi Valor Econômico 23/04/14 15h10 A empresa de propriedades comerciais para renda Bresco - fundada há dois anos e meio por Carlos Betancourt, pelos controladores da Natura, Guilherme Leal, Pedro Passos e Antônio Luiz Seabra, além de outros sócios -, pretende chegar ao início de 2016 com mais de R$ 1 bilhão em investimentos. O maior projeto da Bresco é um centro empresarial em fase de desenvolvimento em Campinas (SP), próximo do aeroporto de Viracopos, com previsão de aportes totais de R$ 850 milhões. Parte do empreendimento já está em operação, e a Bresco obteve as licenças que faltavam para o restante. O centro empresarial terá prédios de escritórios, alguns construídos sob medida ("build to suit"), centros de treinamento, centros de distribuição e dois hotéis. Betancourt não informa que bandeira vai operar os hotéis, mas informa que se trata de "grande rede internacional" e que um deles terá perfil de três estrelas e o outro, de quatro estrelas, no total de 400 quartos. No fim do ano passado, a Bresco entregou centro de treinamento para a companhia aérea Azul, no local. O imóvel foi construído sob medida e tem quatro simuladores de voo. O complexo da Bresco em Campinas inclui um centro de distribuição da John Deere, que será duplicado. A Bresco vai desenvolver no empreendimento tanto centros de distribuição no formato "build to suit", quanto galpões especulativos. Quando a empresa foi constituída, em outubro de 2011, a previsão era investir R$ 1 bilhão em três anos. O prazo mais longo que o inicialmente estimado deveu-se ao ritmo de obtenção de licenças e à desaceleração do crescimento econômico do país, de acordo com Betancourt. Além do centro empresarial de Campinas, a Bresco tem outros três investimentos, entre eles um prédio de escritórios no bairro paulistano da Liberdade, "fora das regiões de mais oferta de São Paulo", segundo o executivo. A empresa 6

8 entregou, recentemente, um centro de distribuição em Itupeva (SP) e está começando a desenvolver outro empreendimento do mesmo segmento também nesse município do interior do Estado de São Paulo. "A estrutura de capital da Bresco é, predominantemente, brasileira. Na Bracor, predominava o capital internacional", diz Betancourt. A Bracor, empresa de propriedades comerciais para renda que concluiu seu ciclo de investimentos em 2011, tinha como sócios Betancourt, a Equity (do megainvestidor americano Sam Zell), a família real de Abu Dhabi, a família real saudita, o Morgan Stanley, a Berkley e o Itaú BBA. Fonte: Master investirá R$ 22,5 milhões para ampliar fábrica Novos negócios impulsionam expansão da fábrica de freios em Caxias do Sul Por Automotive Business 24/04/2014 Na véspera de completar 28 anos de atividades, em 24 de abril, a Master, uma das Empresas Randon e fabricante de freios para veículos comerciais pesados, anuncia o investimento de R$ 22,5 milhões para a expansão sua fábrica situada no complexo industrial em Caxias do Sul (RS), que incluirá ampliação de área construída em mais 3 mil metros quadrados e compra de equipamentos. Em comunicado divulgado na quarta-feira, 23, a empresa informa que o aumento se deve especificamente à absorção de novos negócios. Com conclusão prevista pra este ano, as obras trarão como ganho principal o aumento da capacidade produtiva e a melhoria de processos com a revisão de layout e fluxo produtivo. Novos projetos e legislações no País têm proporcionado a introdução de tecnologias que aumentam o controle de movimentos e a segurança na frenagem. A Master, com sua vocação em oferecer soluções em sistemas de freios, segue investindo em qualidade e tecnologia inovadoras, diz em nota o diretor corporativo da divisão de Autopeças das Empresas Randon, Alexandre Gazzi. O executivo ressalta que a Master fornece para a maioria das montadoras de caminhões, ônibus e implementos rodoviários instaladas no Brasil, segmentos que respondem por mais de 80% do faturamento da empresa, além de destinar parte de sua produção para os mercados externos e de reposição. A Master, que em 2014 também comemora a marca de 10 milhões de freios produzidos, é fruto de uma joint-venture da Randon Participações com a empresa americana Meritor. 7

9 Foton Caminhões inicia construção de sua fábrica no Brasil Planta gaúcha, a primeira do grupo fora da China, produzirá caminhões a partir de 2016 Por Automotive Business 25/04/2014 Em terreno terraplanado de 1,5 milhão de metros quadrados, na cidade de Guaíba, vizinha da capital Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, a Foton Aumark começou a construir na quinta-feira, 24, a primeira fábrica dos caminhões do Grupo Beiqi Foton Motors fora da China. Em cerimônia que reuniu o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e o vice-presidente da Foton Motors, Jiang Jian, o presidente da Foton Aumark do Brasil, Luiz Carlos Mendonça de Barros, prometeu produzir até 21 mil veículos por ano na unidade a partir do primeiro semestre de 2016 e com qualidade superior aos caminhões que têm sido feitos atualmente na China. Em 2010, a empresa Foton Aumark foi criada para representar a empresa chinesa no Brasil. O grupo asiático não irá colocar dinheiro no País, mas trará a expertise de sua engenharia de produto e de manufatura para a operação. O investimento, de R$ 320 milhões, como salientou Mendonça de Barros, é brasileiro. Serão injetados inicialmente R$ 250 milhões para a construção da fábrica, sendo 50% de recursos próprios e 50% financiados pelo BNDES. O terreno foi cedido pelo Rio Grande do Sul para a empresa. E mais R$ 70 milhões serão destinados às operações de logística, distribuição de peças e desenvolvimento de rede de concessionárias, que deverão totalizar 90 lojas até A expectativa da Foton Aumark é montar inicialmente, com 150 empregados diretos e 900 indiretos, em um turno de trabalho, caminhões de 3,5, 6,5, 8,5 e 10 toneladas, com preços mais baixos do que os praticados pela concorrência, mas com itens a mais de série (ar-condicionado, freios ABS, cd player, vidros e travas elétricas, acelerador automático), e já com 65% de nacionalização para atender a linha de financiamento BNDES/Finame. Para tanto, os modelos terão motor Cummins e transmissão ZF feitos aqui. Outros itens do chassis também serão nacionais, de parceiros como a Eaton e Dana. A cabine virá pronta da China por causa do alto custo de investimento para a produção local. EXPECTATIVAS A previsão de Mendonça de Barros para o mercado brasileiro é bastante otimista. O executivo, ex-presidente do BNDES, acredita que o País passará por um período de acentuado crescimento econômico e, como grande parte de tudo o que se produz por aqui é escoado por caminhões, estima que o volume destes veículos a ser comercializado no Brasil possa chegar a 240 mil unidades até o fim desta década, considerando-se todos os segmentos a partir de 2,8 toneladas. Avaliando este cenário, mesmo com uma projeção conservadora, e levando-se em conta a qualidade técnica de nossos produtos, podemos vislumbrar um volume de aproximadamente 90 mil caminhões da marca no País em um ciclo de 12 anos. Enquanto a planta não começa a produzir, a Foton Aumark aproveita para formar a rede de concessionárias, hoje apenas com 23 lojas, com produtos importados. Habilitada como investidora no Inovar-Auto, a empresa pode trazer da China até 8,5 mil caminhões dos mesmos modelos que serão feitos aqui, volume que considera mais do que suficiente para cobrir as necessidades do mercado até

GERALDO ALCKMIN 18/10/2011

GERALDO ALCKMIN 18/10/2011 GERALDO ALCKMIN 18/10/2011 AÇÕES E PROJETOS HABITAÇÃO - 150 mil novas moradias nos próximos quatro anos, para atender a famílias que ganham até 5 salários mínimos, triplicando a produção de moradias no

Leia mais

ANO III 16 a 30 de ABRIL 2014 6ª EDIÇÃO QUINZENAL

ANO III 16 a 30 de ABRIL 2014 6ª EDIÇÃO QUINZENAL NOTICIAS EM DESTAQUE Alcoa investe R$ 100 milhões em unidade de laminação de PE Governo do Ceará estuda sociedade em fábrica de helicópteros BNDES lança programa para financiar inovação nas empresas de

Leia mais

Encontro para fomento da Micro e Pequena Empresa no entorno do EEP SICM Salvador - 04/06/2013

Encontro para fomento da Micro e Pequena Empresa no entorno do EEP SICM Salvador - 04/06/2013 Encontro para fomento da Micro e Pequena Empresa no entorno do EEP SICM Salvador - 04/06/2013 Gerente de Relações Institucionais Marcio Mendonça Cruz Revitalização Revitalização da da indústria indústria

Leia mais

A Vale no Maranhão. A Vale no Maranhão

A Vale no Maranhão. A Vale no Maranhão A Vale no Maranhão A Vale no Maranhão Estamos presentes em mais de 38 países Geramos mais de 174 mil empregos no mundo Além de minérios, atuamos na área de fertilizantes e nos segmentos de logística, energia

Leia mais

OBRAS DE INFRAESTRUTURA NO BRASIL

OBRAS DE INFRAESTRUTURA NO BRASIL OBRAS DE INFRAESTRUTURA NO BRASIL Estudo realizado com 259 empresas; Faturamento das empresas pesquisadas representando mais de 30% do PIB brasileiro; O objetivo principal é mapear e avaliar a importância

Leia mais

Apresentação Corporativa. Dezembro 2014

Apresentação Corporativa. Dezembro 2014 Apresentação Corporativa Dezembro 2014 O Açu é uma solução estruturante para diversas indústrias Exemplo: evolução da indústria do petróleo nos próximos anos Crescimento esperado de 13% ao ano Crescimento

Leia mais

4278866 - O ESTADO DE S. PAULO - NOTAS E INFORMAÇÕES - SÃO PAULO - SP - 16/04/2014 - Pág A3

4278866 - O ESTADO DE S. PAULO - NOTAS E INFORMAÇÕES - SÃO PAULO - SP - 16/04/2014 - Pág A3 Investimentos em queda 4278866 - O ESTADO DE S. PAULO - NOTAS E INFORMAÇÕES - SÃO PAULO - SP - 16/04/2014 - Pág A3 As mudanças de atitude do governo em relação ao novo Código de Mineração tornaram mais

Leia mais

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas Perguntas e Respostas Índice 1. Qual é a participação de mercado da ALL no mercado de contêineres? Quantos contêineres ela transporta por ano?... 4 2. Transportar por ferrovia não é mais barato do que

Leia mais

A nova onda de inovação Novas projetos e tecnologias para o Brasil

A nova onda de inovação Novas projetos e tecnologias para o Brasil A nova onda de inovação Novas projetos e tecnologias para o Brasil Stephan Keese, Sócio São Paulo, 22 de agosto de 2011 1 O Brasil Brasil oferece oferece forte forte perspectiva perspectiva de de crescimento

Leia mais

1º Workshop Tecnológico PLATEC Sondas de Perfuração Marítima Vitoria/ES

1º Workshop Tecnológico PLATEC Sondas de Perfuração Marítima Vitoria/ES 1º Workshop Tecnológico PLATEC Sondas de Perfuração Marítima Vitoria/ES FEV - 2013 Mercado de atuação do EEP descobertas do pré-sal: o Brasil se transformou no grande mercado para diversos equipamentos

Leia mais

Acompanhe as principais notícias da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro

Acompanhe as principais notícias da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro Ano 5 / Nº 46 / Outubro/2015 Acompanhe as principais notícias da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro GE Aviation anuncia investimento de US$ 55 milhões na GE Celma, unidade

Leia mais

Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil

Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil PATROCINADOR INICIATIVA REALIZAÇÃO SUBCAPA O trabalho e a pesquisa O TRABALHO E A PESQUISA A 4ª edição do relatório principais investimentos

Leia mais

Índice da apresentação

Índice da apresentação Cenário da reparação de veículos 2013 Índice da apresentação 1. Indicadores 2. Ameaças e oportunidades 3. Cenário futuro Indicadores Total 5.565 Municípios NORTE 449 Amazonas 62 Pará 143 Rondônia 52 Acre

Leia mais

A LOCAMERICA SEMINOVOS

A LOCAMERICA SEMINOVOS A LOCAMERICA A Locamerica é uma companhia especializada em locação de frotas customizadas para empresas. Desde 13 no mercado, a locadora ocupa o segundo lugar no ranking das maiores do setor em número

Leia mais

INVESTIMENTOS NO ESPÍRITO SANTO OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DO CIMENTO Encontro Nacional da Indústria de Produtos de Cimento

INVESTIMENTOS NO ESPÍRITO SANTO OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DO CIMENTO Encontro Nacional da Indústria de Produtos de Cimento INVESTIMENTOS NO ESPÍRITO SANTO OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DO CIMENTO Encontro Nacional da Indústria de Produtos de Cimento Márcio Félix Secretário de Estado de Desenvolvimento Vitória, 04 de outubro

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

Segue abaixo demonstrativo gráfico da evolução dos recursos já integralizados, e do patrimônio imobiliário sob gestão da TRX Realty:

Segue abaixo demonstrativo gráfico da evolução dos recursos já integralizados, e do patrimônio imobiliário sob gestão da TRX Realty: Comentários Iniciais Passado o primeiro semestre do ano, é o momento para realizarmos um balanço dos principais acontecimentos deste período e apresentar nossas expectativas para o 2º semestre. Nas sessões

Leia mais

Logística e Infra-estrutura

Logística e Infra-estrutura Siderurgia Mineração Cimento Logística e Infra-estrutura CSN apresenta Plataforma Logística CSN em Itaguaí Plataforma Logística CSN em Itaguaí Um projeto alinhado às necessidades do Brasil Plataforma Logística

Leia mais

PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1

PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1 EXECUÇÃO GLOBAL DO PAC 2 ATÉ OUTUBRO DE 2014 R$ 1,009 trilhão 91,3% do previsto até 2014 ATÉ DEZEMBRO DE 2014 R$ 1,066 trilhão 96,5% do previsto até 2014 PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1

Leia mais

AGENDA. A Vale. O Maior Projeto de Logística da America Latina. - Exportação de Minério. - Logística da Vale de Carga Geral

AGENDA. A Vale. O Maior Projeto de Logística da America Latina. - Exportação de Minério. - Logística da Vale de Carga Geral Vale no Maranhão AGENDA A Vale O Maior Projeto de Logística da America Latina - Exportação de Minério - Logística da Vale de Carga Geral A Vale no Mundo A Vale tem operações mineradoras, laboratórios de

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA Inovação é o que distingue um líder de um seguidor. Steven Paul Jobs Grandes ideias mudam o mundo. Missão

Leia mais

EDISON CHOUEST OFFSHORE ESPÍRITO SANTO BRASIL 2012

EDISON CHOUEST OFFSHORE ESPÍRITO SANTO BRASIL 2012 EDISON CHOUEST OFFSHORE ESPÍRITO SANTO BRASIL 2012 EDISON CHOUEST OFFSHORE BASE DE APOIO LOGÍSTICO OFFSHORE ITAPEMIRIM - ES Sumário Quem Somos Presença no Brasil O Projeto Itapemirim, ES O Projeto Conceitual

Leia mais

Conselho de Administração do EEP e acionistas em dois momentos. No alto, em encontro com o Sr. Norberto Odebrecht durante a oficialização de parceria

Conselho de Administração do EEP e acionistas em dois momentos. No alto, em encontro com o Sr. Norberto Odebrecht durante a oficialização de parceria Conselho de Administração do EEP e acionistas em dois momentos. No alto, em encontro com o Sr. Norberto Odebrecht durante a oficialização de parceria tecnológica com a Kawasaki na sede da Odebrecht S.A.

Leia mais

A INDÚSTRIA DE PETRÓLEO & GÁS NO ESTADO DO RJ. CAMPUS 2014 Brésil Internacional

A INDÚSTRIA DE PETRÓLEO & GÁS NO ESTADO DO RJ. CAMPUS 2014 Brésil Internacional A INDÚSTRIA DE PETRÓLEO & GÁS NO ESTADO DO RJ CAMPUS 2014 Brésil Internacional Agenda PetróleoeGásNaturalnoBrasileRiodeJaneiro Situação da Indústria Naval Sistema FIRJAN: Soluções para Indústria de P&G

Leia mais

El desarrollo del galvanizado general em Brasil em los últimos 5 años. Ulysses Nunes, Mangels - Brasil

El desarrollo del galvanizado general em Brasil em los últimos 5 años. Ulysses Nunes, Mangels - Brasil El desarrollo del galvanizado general em Brasil em los últimos 5 años Ulysses Nunes, Mangels - Brasil Mercado Galvanização Mercado Galvanização Mercado Galvanização Mercado Galvanização Desenvolvimento

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços

Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços Sumário Rio de Janeiro em números Energia Petróleo Carteira de Investimentos Rio de Janeiro em números Comércio Exterior Rio bate

Leia mais

Projetos Atuais e Futuros da CAIXA RS junto ao mercado Naval e Portuário. Porto Alegre, agosto de 2010.

Projetos Atuais e Futuros da CAIXA RS junto ao mercado Naval e Portuário. Porto Alegre, agosto de 2010. Projetos Atuais e Futuros da CAIXA RS junto ao mercado Naval e Portuário Porto Alegre, agosto de 2010. APOIO AO Polo Naval - Rio Grande Atuação integrada do Governo, por meio da SEINFRA e SEDAI, voltada

Leia mais

Resumo Técnico: Avaliação técnica e econômica do mercado potencial de co-geração a Gás Natural no Estado de São Paulo

Resumo Técnico: Avaliação técnica e econômica do mercado potencial de co-geração a Gás Natural no Estado de São Paulo Resumo Técnico: Avaliação técnica e econômica do mercado potencial de co-geração a Gás Natural no Estado de São Paulo São Paulo 2008 1. Introdução. Este estudo tem como finalidade demonstrar a capacidade

Leia mais

INDÚSTRIA NAVAL NO BRASIL

INDÚSTRIA NAVAL NO BRASIL INDÚSTRIA NAVAL NO BRASIL DÉCADA DE 70 E 80 O BRASIL CHEGOU A SER O 2º PRODUTOR MUNDIAL DE EMBARCAÇÕES EMPREGAVA 40 MIL TRABALHADORES DIRETOS E CERCA DE 160 MIL INDIRETOS DÉCADA DE 90 Abertura indiscriminada

Leia mais

A Indústria naval e offshore no Estado do Rio De Janeiro

A Indústria naval e offshore no Estado do Rio De Janeiro A Indústria naval e offshore no Estado do Rio De Janeiro Rio de Janeiro Localização Sudeste do Brasil (56% do PIB nacional) Área 43.90 km 2 (0,5% do território brasileiro) População 5,4 Mi (8,4% do total)

Leia mais

INFORME MINERAL DNPM JULHO DE 2012

INFORME MINERAL DNPM JULHO DE 2012 INFORME MINERAL DNPM JULHO DE 2012 A mineração nacional sentiu de forma mais contundente no primeiro semestre de 2012 os efeitos danosos da crise mundial. Diminuição do consumo chinês, estagnação do consumo

Leia mais

CLIPPING DE NOTÍCIAS

CLIPPING DE NOTÍCIAS EDITORIAL: Caros Leitores, Os destaques desta edição! TRIBUNAL MARÍTIMO TM Justiça e Segurança para Navegação 80 Anos a Serviço da Comunidade Marítima Brasileira Biblioteca Almirante Adalberto Nunes Centro

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL

A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL 04/05/2011 Senado Federal - Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo O BRASIL EM NÚMEROS BASE PARA O CRESCIMENTO Os investimentos nas áreas

Leia mais

Principais Fatos e Números

Principais Fatos e Números Principais Fatos e Números BRAZIL Brasil Minas Gerais Região Metropolitana de Classificado como a 6ª maior economia em 2011, esperando chegar à 5ª posição até 2016. 3 ª maior economia dentre os 27 Estados

Leia mais

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras Diretoria de Engenharia - DE Cidades candidatas e seus aeroportos Aeroportos da INFRAERO primeira e última imagem que o turista estrangeiro

Leia mais

Números e curiosidades

Números e curiosidades Números e curiosidades - O leilão 004/2008 é o maior leilão realizado pela Aneel desde 98, com uma extensão total de quase 3 mil quilômetros de novas linhas. É o equivalente a metade da extensão do Rio

Leia mais

5 Case Stara. Cristiano Buss *

5 Case Stara. Cristiano Buss * Cristiano Buss * Fundada em 1960, a Stara é uma fabricante de máquinas agrícolas. De origem familiar, está instalada em Não-Me-Toque, no norte do Estado; Em seis anos, cresceu 11 vezes, com baixo nível

Leia mais

Indústria de pneus recua 3,4% no 1º bimestre. Folha de S. Paulo Online - São Paulo/SP - OPINIÃO - 17/03/2015-03:34:00

Indústria de pneus recua 3,4% no 1º bimestre. Folha de S. Paulo Online - São Paulo/SP - OPINIÃO - 17/03/2015-03:34:00 Indústria de pneus recua 3,4% no 1º bimestre Folha de S. Paulo Online - São Paulo/SP - OPINIÃO - 17/03/2015-03:34:00 Apos ter registrado um leve crescimento (0,8%) no volume de vendas de pneus no ano passado,

Leia mais

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T14

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T14 Caxias do Sul, 12 de maio de 2014 - A Marcopolo S.A. (BM&FBOVESPA: POMO3; POMO4), divulga os resultados do primeiro trimestre de 2014 (1T14). As demonstrações financeiras são apresentadas de acordo com

Leia mais

A CRISE INTERNACIONAL E A REPERCUSSÃO NO BRASIL

A CRISE INTERNACIONAL E A REPERCUSSÃO NO BRASIL A CRISE INTERNACIONAL E A REPERCUSSÃO NO BRASIL ANÁLISE ECONÔMICA DA CSN DE SETEMBRO DE 2011 Cenário Internacional 2011 foi marcado por um ambiente econômico de instabilidade, agravamento da crise européia.

Leia mais

Brasil. 1º Congresso de Engenheiros da Língua Portuguesa

Brasil. 1º Congresso de Engenheiros da Língua Portuguesa Brasil 1º Congresso de Engenheiros da Língua Portuguesa Maurício Muniz Secretário do Programa de Aceleração do Crescimento SEPAC Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão PAC PROGRAMA DE ACELERAÇÃO

Leia mais

Usina Hidrelétrica de Belo Monte

Usina Hidrelétrica de Belo Monte Usina Hidrelétrica de Belo Monte PA Ao dar continuidade ao maior programa de infraestrutura do Brasil desde a redemocratização, o Governo Federal assumiu o compromisso de implantar um novo modelo de desenvolvimento

Leia mais

Como a ferrovia pode contribuir com as operações no Porto de Santos

Como a ferrovia pode contribuir com as operações no Porto de Santos Como a ferrovia pode contribuir com as operações no Porto de Santos Câmara de Comércio Brasil-Argentina Julho de 2015 Guilherme Alvisi Gerente Geral de Negócios Carga Geral GUILHERME ALVISI Gerente Geral

Leia mais

Perspectivas para o Setor de petróleo e gás natural no Brasil

Perspectivas para o Setor de petróleo e gás natural no Brasil Perspectivas para o Setor de petróleo e gás natural no Brasil Comissão de Minas e Energia Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio Câmara dos Deputados João Carlos de Luca Presidente

Leia mais

QUESTÕES FUNDAMENTAIS DA LOGÍSTICA NO BRASIL. Agosto de 2013

QUESTÕES FUNDAMENTAIS DA LOGÍSTICA NO BRASIL. Agosto de 2013 QUESTÕES FUNDAMENTAIS DA LOGÍSTICA NO BRASIL Agosto de 2013 PRINCIPAIS CADEIAS PRODUTIVAS Soja, milho e bovinos AGROPECUÁRIA AÇÚCAR E ÁLCOOL Soja, milho e bovinos Cana de açúcar MINERAÇÃO E SIDERURGIA

Leia mais

Janeiro 2016. PORTO DO AÇU Soluções de Infraestrutura para o Brasil

Janeiro 2016. PORTO DO AÇU Soluções de Infraestrutura para o Brasil Janeiro 2016 PORTO DO AÇU Soluções de Infraestrutura para o Brasil Estrutura Societária 74,3% 6,7% Outros Minoritários 19% FERROPORT PORTO DO AÇU GNA AÇU PETROLEO T-MULT BP-PRUMO 100% 100% 100% 50% 20%

Leia mais

SEMINÁRIO FERROVIÁRIO E DE MOBILIDADE URBANA

SEMINÁRIO FERROVIÁRIO E DE MOBILIDADE URBANA SEMINÁRIO FERROVIÁRIO E DE MOBILIDADE URBANA Claude Domingues Padilha Gerente Divisão Ferroviária Brasília DF 31/07/2013 EMPRESAS RANDON SEGMENTOS DE ATUAÇÃO As Empresas Randon são provedoras de soluções

Leia mais

OPORTUNIDADES NO ESPÍRITO SANTO

OPORTUNIDADES NO ESPÍRITO SANTO OPORTUNIDADES NO ESPÍRITO SANTO Seminário A competitividade do comércio exterior capixaba: infraestrutura logística e controle aduaneiro Cristina Vellozo Santos Subsecretária de Estado de Desenvolvimento

Leia mais

Desenvolvimento de Fornecedores para o Setor Petróleo e Gás

Desenvolvimento de Fornecedores para o Setor Petróleo e Gás Desenvolvimento de Fornecedores para o Setor Petróleo e Gás Santos Offshore Alfredo Renault Santos, 10 de abril de 2014. Sumário I PERSPECTIVAS E INVESTIMENTOS DO SETOR II A CADEIA DE FORNECEDORES III

Leia mais

QUESTÕES FUNDAMENTAIS DA LOGÍSTICA NO BRASIL. 31 de julho de 2013

QUESTÕES FUNDAMENTAIS DA LOGÍSTICA NO BRASIL. 31 de julho de 2013 QUESTÕES FUNDAMENTAIS DA LOGÍSTICA NO BRASIL 31 de julho de 2013 PRINCIPAIS CADEIAS PRODUTIVAS Soja, milho e bovinos AGROPECUÁRIA AÇÚCAR E ÁLCOOL Soja, milho e bovinos Cana de açúcar MINERAÇÃO E SIDERURGIA

Leia mais

Clipping, Quinta-feira, 01 de Abril de 2010. Tribuna da Bahia. Publicada: 01/04/2010 00:09 Atualizada: 31/03/2010 23:44 Hélio Rocha

Clipping, Quinta-feira, 01 de Abril de 2010. Tribuna da Bahia. Publicada: 01/04/2010 00:09 Atualizada: 31/03/2010 23:44 Hélio Rocha Clipping, Quinta-feira, 01 de Abril de 2010 Tribuna da Bahia Publicada: 01/04/2010 00:09 Atualizada: 31/03/2010 23:44 Hélio Rocha Assistência médica e mecânica nas rodovias Os motoristas que trafegam pelas

Leia mais

CDA COMUNICAÇÃO INTEGRADA

CDA COMUNICAÇÃO INTEGRADA Central de Cases CDA COMUNICAÇÃO INTEGRADA www.espm.br/centraldecases Central de Cases CDA COMUNICAÇÃO INTEGRADA Preparado pelo Prof. Marcus S. Piaskowy, da ESPM SP. Recomendado para a área de Administração

Leia mais

REVISÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS DA MMX

REVISÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS DA MMX REVISÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS DA MMX Histórico Recente O primeiro semestre de 2008 foi marcado por novas aquisições e eventos societários recentes que modificaram significativamente o conjunto de ativos

Leia mais

Cadeia logística segura aplicada a portos e petróleo (mobilidade e rastreabilidade) Prof. Dr. Paulo Roberto Schroeder de Souza

Cadeia logística segura aplicada a portos e petróleo (mobilidade e rastreabilidade) Prof. Dr. Paulo Roberto Schroeder de Souza Cadeia logística segura aplicada a portos e petróleo (mobilidade e rastreabilidade) Prof. Dr. Paulo Roberto Schroeder de Souza Petrobras fará verdadeira revolução na Logística da Indústria do Petróleo

Leia mais

Concessão Rodoviária Estadual Trecho Litoral Norte

Concessão Rodoviária Estadual Trecho Litoral Norte Concessão Rodoviária Estadual Trecho Litoral Norte Descrição Concessão à iniciativa privada dos principais eixos rodoviários de acesso ao litoral norte de Alagoas, visando a melhoria operacional, manutenção,

Leia mais

Cogumelo presente na Usina Hidrometalúrgica de Carajás, da CVRD

Cogumelo presente na Usina Hidrometalúrgica de Carajás, da CVRD ARA NEWS CLIPPING (nº 61) Você acaba de receber mais uma edição do ARA NEWS CLIPPING, informativo que reúne as últimas notícias sobre o mercado brasileiro de compósitos e temas inerentes ao próprio setor,

Leia mais

INDÚSTRIA NAVAL BRASILEIRA

INDÚSTRIA NAVAL BRASILEIRA UM NOVO MOMENTO DA INDÚSTRIA NAVAL BRASILEIRA ENSEADA. A QUALIDADE, A PRODUTIVIDADE E A TECNOLOGIA DOS MELHORES ESTALEIROS DO MUNDO AGORA NO BRASIL Resultado da associação entre Odebrecht, OAS, UTC e Kawasaki,

Leia mais

crescimento nos últimos cinco anos. Desde 1995, as vendas cresceram num total de 85%. A maior parte das vendas da GE no ano 2000 ocorreram em seu

crescimento nos últimos cinco anos. Desde 1995, as vendas cresceram num total de 85%. A maior parte das vendas da GE no ano 2000 ocorreram em seu GENERAL ELECTRIC A General Electric Company é uma empresa diversificada, atuando em vários segmentos, sempre com o compromisso declarado de alcançar liderança mundial em cada um de seus negócios. Atualmente,

Leia mais

Energias Renováveis. Seguros de Infraestrutura. Gerson CMS Raymundo. São Paulo, Junho 2013

Energias Renováveis. Seguros de Infraestrutura. Gerson CMS Raymundo. São Paulo, Junho 2013 Energias Renováveis Seguros de Infraestrutura Gerson CMS Raymundo São Paulo, Junho 2013 Contato Grandes Riscos Gerson CMS Raymundo (11) 3171-6637 (11) 9.9912-6944 gerson.raymundo@allianz.com.br Agenda

Leia mais

Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países?

Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países? Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países? Marcos Mendes 1 O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem financiado a construção de infraestrutura

Leia mais

CUSTOS LOGÍSTICOS NO BRASIL 2014. Logística, Supply Chain e Infraestrutura. Núcleo de Logística, Supply Chain e Infraestrutura

CUSTOS LOGÍSTICOS NO BRASIL 2014. Logística, Supply Chain e Infraestrutura. Núcleo de Logística, Supply Chain e Infraestrutura CUSTOS LOGÍSTICOS NO BRASIL 2014 Logística, Supply Chain e Infraestrutura Núcleo de Logística, Supply Chain e Infraestrutura Paulo Tarso Vilela de Resende Paulo Renato de Sousa Bolsistas Fapemig Gustavo

Leia mais

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS ESTATAIS

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS ESTATAIS ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS ESTATAIS Agência de Fomento e Desenvolvimento do Estado do Piauí S.A PIAUÍ FOMENTO Águas e Esgotos do Piauí S/A AGESPISA Companhia Administradora da Zona de Processamento

Leia mais

EIXO INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA

EIXO INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA EIXO INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA EIXO INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA O eixo de infraestrutura logística do PAC tem como objetivo ampliar a qualidade dos serviços de transporte, para aumentar a competitividade da

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

OPORTUNIDADES NO ESPÍRITO SANTO Fórum de Desenvolvimento do Turismo Náutico

OPORTUNIDADES NO ESPÍRITO SANTO Fórum de Desenvolvimento do Turismo Náutico OPORTUNIDADES NO ESPÍRITO SANTO Fórum de Desenvolvimento do Turismo Náutico Duarte Aquino Secretaria de Desenvolvimento do Estado do Espírito Santo Vitória, 22/09/2011 POR QUE INVESTIR NO ESPÍRITO SANTO?

Leia mais

Financiamento a Investimentos BNDES PROMINP/Angra dos Reis 7 a 8 de agosto de 2003 Nova Estrutura Organizacional Conselho de Administração Auditoria Presidente Carlos Lessa Vice-Presidente Darc Costa Gabinete

Leia mais

NAGI PG. As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho Sorocaba 27/02/2014

NAGI PG. As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho Sorocaba 27/02/2014 NAGI PG NÚCLEO DE APOIO À GESTÃO DA INOVAÇÃO NA CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado Eng. Virgilio Calças Filho Sorocaba 27/02/2014 Em

Leia mais

CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA

CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA 1 CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA Secretaria de Fazenda Prefeitura de Sorocaba A Cidade 2 No próximo ano de 2014 Sorocaba completará 360 anos de sua fundação; A história

Leia mais

Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 25 de novembro de 2014

Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 25 de novembro de 2014 Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Informe Semanal de Investimentos Setoriais Anunciados 2 de novembro de 14 A ThyssenKrupp planeja investir R$ 2 bilhões até 19 A ThyssenKrupp, grupo industrial

Leia mais

3879136 - FOLHA DE S.PAULO - IMÓVEIS - SÃO PAULO - SP - 21/07/2013 - Pág 6

3879136 - FOLHA DE S.PAULO - IMÓVEIS - SÃO PAULO - SP - 21/07/2013 - Pág 6 Imóveis deverão ter qualidade mínima 3879136 - FOLHA DE S.PAULO - IMÓVEIS - SÃO PAULO - SP - 21/07/2013 - Pág 6 Documento que fixa níveis mínimos de qualidade para habitações em diversos quesitos, como

Leia mais

MonteCarmo Shopping. Uma grande oportunidade de negócio esperando por você

MonteCarmo Shopping. Uma grande oportunidade de negócio esperando por você MonteCarmo Shopping Uma grande oportunidade de negócio esperando por você Localização privilegiada, identidade com o público local, arquitetura diferenciada e exclusivo conceito lifestyle, que integra

Leia mais

4097610 - O ESTADO DE S. PAULO - ESPORTES - SÃO PAULO - SP - 04/12/2013 - Pág A 27

4097610 - O ESTADO DE S. PAULO - ESPORTES - SÃO PAULO - SP - 04/12/2013 - Pág A 27 Morumbi vai ter cobertura 4097610 - O ESTADO DE S. PAULO - ESPORTES - SÃO PAULO - SP - 04/12/2013 - Pág A 27 O São Paulo assinará no próximo dia 17 o contrato com a Andrade e Gutierrez para viabilizar

Leia mais

Jean Rodrigues Benevides

Jean Rodrigues Benevides AÇÕES DE INCENTIVO E FINANCIAMENTO A PROJETOS DE SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA Jean Rodrigues Benevides Gerente Nacional Gerência Nacional de Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental 153 67 mil

Leia mais

Empresas buscam soluções logísticas para reduzir custos

Empresas buscam soluções logísticas para reduzir custos Notícia da edição impressa de 18/02/2010 Empresas buscam soluções logísticas para reduzir custos Várias companhias começam a perceber que as instalações de softwares e de estruturas bem planejadas melhoram

Leia mais

Tecle ENTER para iniciar.

Tecle ENTER para iniciar. Tecle ENTER para iniciar. Energia Energias Renováveis Um mercado em ascensão Gerson CMS Raymundo São Paulo, Nov 2013 Agenda Allianz Investimentos e Seguros Informações necessárias para a contratação O

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T10

Apresentação de Resultados 4T10 Apresentação de Resultados 4T10 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Companhia sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações

Leia mais

Investimentos da AES Brasil chegam a R$ 1,1 bi em 2010 e meta é R$ 1,2 bi para 2011

Investimentos da AES Brasil chegam a R$ 1,1 bi em 2010 e meta é R$ 1,2 bi para 2011 Investimentos da AES Brasil chegam a R$ 1,1 bi em 2010 e meta é R$ 1,2 bi para 2011 Grupo aumentou quadro de colaboradores próprios em 29%. Juntas, AES Eletropaulo e AES Sul distribuíram energia para mais

Leia mais

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008 Resultados do 1T08 14 de maio de 2008 Destaques do Trimestre Desenvolvimento dos Negócios Início dos desembolsos das operações de FINAME e BNDES Automático Bim Promotora de Vendas fase piloto das operações

Leia mais

As perspectivas da. Murilo Ferreira Diretor-presidente Belo Horizonte, 24 de setembro de 2013

As perspectivas da. Murilo Ferreira Diretor-presidente Belo Horizonte, 24 de setembro de 2013 As perspectivas da mineração no Brasil Murilo Ferreira Diretor-presidente Belo Horizonte, 24 de setembro de 2013 Agenda Carajás, Brazil 1 A mineração no Brasil 2 A d d l b l minérios e metais A demanda

Leia mais

INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS E FINANCEIROS

INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS E FINANCEIROS DIRETORIA DE GESTÃO DE FUNDOS E INCENTIVOS E DE ATRAÇÃO DE INVESTIMENTOS Coordenação-Geral de Incentivos e Benefícios Fiscais e Financeiros INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS E FINANCEIROS 1º DE JANEIRO DE

Leia mais

BRASIL UM PANORAMA DO FUTURO. Os Desafios do Administrador pós-crise financeira: Empreendedorismo e Empregabilidade Adm.

BRASIL UM PANORAMA DO FUTURO. Os Desafios do Administrador pós-crise financeira: Empreendedorismo e Empregabilidade Adm. BRASIL UM PANORAMA DO FUTURO Os Desafios do Administrador pós-crise financeira: Empreendedorismo e Empregabilidade Adm. Armando Romero CENÁRIO ECONÔMICO Brasil no mundo Pais PIB (US$) População (MI) USA

Leia mais

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história Desafio Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história de recuperação, tradição e sucesso no varejo de material de construção mineiro. O único caminho a seguir,

Leia mais

. 3. Indicadores de Execução do Plano de Negócios

. 3. Indicadores de Execução do Plano de Negócios APIMEC MPX 2011 Aviso Legal Esta apresentação contém algumas afirmações e informações prospectivas relacionadas a Companhia que refletem a atual visão e/ou expectativas da Companhia e de sua administração

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho 2009 Apoio Corporativo Áreas de Atuação Companhias Abertas 65,5% Incorporação 5,8% Aço 28,4% Energia Geração & Distribuição 68 anos de operação; Liderança em diversos mercados;

Leia mais

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM Matriz de Transporte Brasil Estado de São Paulo Modal Participação Modal Participação Rodoviário 61,20% Ferroviário 20,70% Hidroviário 13,60% Dutoviário 4,20% Aéreo 0,40% Rodoviário 93,10% Ferroviário

Leia mais

Agenda. Conhecendo a Mills. Segmentos de negócios da Mills. Plano de crescimento

Agenda. Conhecendo a Mills. Segmentos de negócios da Mills. Plano de crescimento Apresentação Mills Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Companhia sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações quando baseadas

Leia mais

Reunião Pública Prumo. 25 de Novembro de 2015

Reunião Pública Prumo. 25 de Novembro de 2015 Reunião Pública Prumo 25 de Novembro de 2015 Estrutura Societária 74,3% 6,7% Outros Minoritários 19% FERROPORT PORTO DO AÇU GNA AÇU PETROLEO BP-PRUMO 100% 100% 50% 20% 50% 2 Porto do Açu Características:

Leia mais

A experiência da EMTU no emprego do pavimento de concreto

A experiência da EMTU no emprego do pavimento de concreto Seminário Pavimentos Urbanos Pavimentos de Concreto nas Cidades: A solução para as vias de tráfego intenso, em especial os corredores de ônibus A experiência da EMTU no emprego do pavimento de concreto

Leia mais

SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E REPARAÇÃO NAVAL E OFFSHORE

SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E REPARAÇÃO NAVAL E OFFSHORE 1 A demanda por plataformas de produção de petróleo Abril 2010 A demanda por plataformas de produção de diversos tipos é estimada em cerca de 150 unidades até 2020. A demanda estimada da Petrobras é de

Leia mais

ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030

ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030 ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030 Um relatório para o Governo do Estado do Rio Grande Sul (AGDI) e

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores grupos de bebidas do mundo, a japonesa Kirin Holdings

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 BrKirin_RAS2014_Compacta.indd 1 02/06/15 13:03 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste Urban View Urban Reports Fielzão e seu impacto na zona Leste Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão ESPN Itaquera acordou com caminhões e tratores

Leia mais

Pesquisa CNT de Ferrovias 2011

Pesquisa CNT de Ferrovias 2011 Cresce o transporte de cargas nas ferrovias brasileiras As ferrovias brasileiras se consolidaram como uma alternativa eficiente e segura para o transporte de cargas. A, que traçou um panorama do transporte

Leia mais

O Desenvolvimento do Transporte de Contêineres na Cabotagem Brasileira

O Desenvolvimento do Transporte de Contêineres na Cabotagem Brasileira O Desenvolvimento do Transporte de Contêineres na Cabotagem Brasileira Mauro Dias Diretor-Presidente 1 Seminário Cabotagem Brasileira Agosto 2009 Mercado de Cabotagem de Contêineres O mercado de contêineres

Leia mais

Estudo de Caso: A maior aposta da Ford. Uma fábrica e um carro novos são as armas da montadora para crescer no Brasil. Por: Denise Ramiro, de

Estudo de Caso: A maior aposta da Ford. Uma fábrica e um carro novos são as armas da montadora para crescer no Brasil. Por: Denise Ramiro, de 1 Estudo de Caso: A maior aposta da Ford. Uma fábrica e um carro novos são as armas da montadora para crescer no Brasil. Por: Denise Ramiro, de Camaçari (Veja on-line) A aposta da Ford para continuar brigando

Leia mais

ENGENHARIA CIVIL. São Paulo - 2012 BRUNO HENRIQUE CESAR ALBUQUERQUE GUILHERME CAVALHEIRO GUILHERME FERREIRA VINICIUS LIMA

ENGENHARIA CIVIL. São Paulo - 2012 BRUNO HENRIQUE CESAR ALBUQUERQUE GUILHERME CAVALHEIRO GUILHERME FERREIRA VINICIUS LIMA ENGENHARIA CIVIL São Paulo - 2012 BRUNO HENRIQUE CESAR ALBUQUERQUE GUILHERME CAVALHEIRO GUILHERME FERREIRA VINICIUS LIMA Sumário Como escolher sua carreira?...3 Bases disciplinares...4 O mar está para

Leia mais

5.662. postos de serviços. A Ipiranga manteve em 2010 sua trajetória de crescimento sólido de resultados.

5.662. postos de serviços. A Ipiranga manteve em 2010 sua trajetória de crescimento sólido de resultados. ipiranga 35 A Ipiranga manteve em 2010 sua trajetória de crescimento sólido de resultados. 5.662 postos de serviços Este crescimento é fruto dos benefícios da expansão do mercado de combustíveis, dos investimentos

Leia mais

On Point. Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 1º sem. 2014. Pesquisa imobiliária 1S 2014

On Point. Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 1º sem. 2014. Pesquisa imobiliária 1S 2014 On Point Pesquisa imobiliária 1S 2014 Brasil Industrial Galpões de alto padrão Perspectiva 2017 1º sem. 2014 Estoque total Brasil 24,1 milhões de m² Novo estoque entregue Brasil 1,1 milhão de m² Previsão

Leia mais