Servidor de Inventário de Software e Hardware para Redes de Pequeno e Grande Porte

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Servidor de Inventário de Software e Hardware para Redes de Pequeno e Grande Porte"

Transcrição

1 Servidor de Inventário de Software e Hardware para Redes de Pequeno e Grande Porte Paulo Roberto Carvalho da Silva 1, André Moraes 1 1 Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas (FATEC) Faculdade de Tecnólogo de Redes de Computadores Rua Gonçalves Chaves, Centro - Pelotas RS Brazil Resumo. O artigo esse tem por finalidade o estudo de três ferramentas de Inventário de Software e Hardware para um melhor controle de bens de um parque de TI de uma empresa tanto de pequeno a grande porte é também para auxiliar no controle de patrimônio, o estudo de tais ferramentas, tem como finalidade a escolha de uma ferramenta, a que possuir funcionalidades úteis para ser utilizado em um ambiente real. Palavras chaves: Inventário, CACIC, Open-Audit, OCS. Abstract. The article that aims at the study of three tools Inventory Software and Hardware for better control of property of an IT park of a business both small to large is also to assist in asset tracking, the study of such tools, aims at selecting a tool, useful features that have to be used in a real environment. Keywords: Inventory, CACIC, Open-Audit, OCS. 1. Introdução Um administrador de redes possui inúmeras atribuições e, embora a grande maioria seja de ordem técnica, existem outras que até pouco tempo eram apenas burocráticas, como controle de localização inventário de equipamentos programas instalados. Manter disponível e atualizado o inventário dos microcomputadores localizados na empresa é papel fundamental do setor de informática. E quando tal tarefa automatizada, a chance de melhorar tomada de decisão aumenta e muito, pois os passos direcionados referentes aos investimentos, upgrades e migrações de plataformas passam a ser mais pontuais. Isto significa dizer que não é apenas uma questão de controle, e sim de planejamento também, uma vez que o inventário do parque de TI traz consigo informações de extrema relevância. Tanto no processo de migração entre plataformas de softwares, como no controle de recursos computacionais da empresa, é o inventário que indica o que fazer, bem como uma ajuda fundamental no total controle do patrimônio de uma empresa. Hoje, felizmente existem diversas ferramentas que automatizam essa tarefa e permitem ter sempre um inventário atualizado, além de possibilitar pesquisas e a geração de relatórios, entre outros recursos. 2. Fundamentação Teórica Nesta seção expõem os principais conceitos envolvidos com o tema do artigo, sendo abordados os aspectos necessários para o funcionamento dos sistemas de inventário de hardware e software. As ferramentas de inventário, pelo menos as estudadas nesse artigo, as

2 mesmas são baseadas em software livre. Portanto para usufruir das mesmas, possui certos requisitos mínimos para funcionamento, bem como um servidor baseado no sistema operacional Linux [Linux 2012], um servidor de páginas, Apache [Apache 2012a], banco de dados Mysql [Mysql 2012], e PHP [PHP 2012]. Essa combinação de recursos para poder usar e acessar a ferramenta de inventário é conhecida popularmente de LAMP (Linux + Apache + Mysql + PHP) O que é Inventário? Conforme [Aurelio 2001], é uma relação de bens ou relação ou rol de mercadorias, bens, etc. No contexto da área de informática a funcionalidade principal é facilitar e conhecer o parque de TI que está sendo gerenciado na instituição. Principais vantagens de se usar uma ferramenta de inventário são inúmeras: Pesquisa rápida para encontrar detalhes de equipamentos e softwares; Verificar alterações de software e hardware; Relatórios personalizados; Informações centralizadas; Identificação de ativos através de redes e subredes; Instalação de pacotes remotamente Linux Linux é o termo geralmente usado para designar qualquer sistema operacional que utilize o núcleo (kernel) Linux.Foi desenvolvido pelo finlandês Linus Torvalds, inspirado no sistema Minix [Minix3 2012]. O seu código fonte está disponivel sob licença GPL(Licença Publica Geral) para qualquer pessoa que queira utilizar, estudar, modificar e distribuir de acordo com os termos da licença Apache Apache é um software utilizado para disponibilizar páginas web, é um programa que recebe pedidos HTTP (Hyper-Text Transfer Protocol), o protocolo padrão da Web. Foi criado em 1995 por Rob McCool, de acordo com o levantamento feito pela [Netcraft 2012], o Apache representa cerca de 57,23% dos servidores Web ativos na Internet. É a principal tecnologia da Apache Software Foundation [Apache 2012b], responsável por mais de uma dezena de projetos envolvendo tecnologias de transmissão via Web, processamento de dados e execução de aplicativos distribuidos Mysql O banco de dados Mysql é extremamente versátil, usado para os mais diversos fins, que utiliza a linguagem SQL(Linguagem de Consulta Estruturada) como interface.o MySQL foi criado na Suécia por dois suecos e um finlandês: David Axmark, Allan Larsson e Michael Monty Widenius, que têm trabalhado juntos desde a década de Hoje seu desenvolvimento e manutenção empregam aproximadamente 400 profissionais no mundo inteiro, e mais de mil contribuem testando o software, integrando-o a outros produtos, e escrevendo a respeito do mesmo.

3 2.5. PHP A linguagem de programação PHP(Hypertext Preprocessor), originalmente Personal Home Page é uma linguagem interpretada livre, usada originalmente apenas para o desenvolvimento de aplicações presentes e atuantes no lado do servidor, capazes de gerar conteúdo dinâmico na World Wide Web ou Internet. O código é interpretado no lado do servidor pelo módulo PHP, que também gera a página web a ser visualizada no lado do cliente. A linguagem evoluiu, passou a oferecer funcionalidades em linha de comando, e além disso, ganhou características adicionais, que possibilitaram usos adicionais do PHP, não relacionados a web sites. É possível instalar o PHP na maioria dos sistemas operacionais, gratuitamente. Concorrente direto a tecnologia ASP pertencente à Microsoft [Microsoft 2012], o PHP é utilizado em aplicações como o MediaWiki, Facebook, Drupal, Joomla, WordPress e o Magento FTP O File Transfer Protocol (FTP) [RFC ], é um protocolo utilizado para transferir arquivos de uma máquina para outra em uma rede de computadores. Já o servidor FTP é um software desenvolvido para gerenciar o FTP. A diferença de um servidor FTP para FTP é que o servidor é um software produzido para promover o gerenciamento FTP e o FTP já é um protocolo de transporte adquirido através do servidor para acesso a certos dados. 3. Ferramentas No atual mercado competitivo existem várias soluções de ferramentas corporativas com funcionalidade de inventário de hardware e software tanto versões gratuitas como pagas, só que os custos são proibitivos. Por este motivo, optou-se por ferramentas gratuitas tão boas quanto as versões pagas. Nesse quesito foram escolhidas três ferramentas gratuitas para serem analisadas para que uma delas seja selecionada conforme numero de funcionalidades úteis, bem como uma funcão especifica de aviso por como alerta de troca de hardware ou adicionar um software proibido nas máquinas auditadas. As ferramentas selecionadas para análise foram o Ocs Inventory-NG [Ocs 2012], Cacic(Coletor automático de informações computacionais) [Cacic 2012] e a ferramenta Open-Audit [Open 2012]. Para análise dos protocolos de troca entre servidor e cliente foi escolhido a ferramenta gratuita Wireshark [Wireshark 2012], ferramenta essa vai fazer a captura da trocas de informações para análise OCS Inventory-NG A ferramenta OCS, (Open Computer and Software Inventory Next), é um software gratuito, possui o código fonte aberto sobre a licença GNU/GPL. Trabalha utilizando um gerente que pode ser instalado em computadores servidores com sistema operacional podendo ser Windows ou Linux. Os clientes devem possuir um serviço denominado agente para coleta de informações sobre hardware e software pela rede. Esse agente pode ser instalado através do Active Directory quando houver um servidor Windows com esta função instalada. Este agente pode ser configurado para enviar informações de hardware e software todas vez que um usuário do domínio acessar o computador ou pode ser coletado de

4 tempos em tempos. O OCS usa o XML para a formatação de dados, após coleta, os dados podem ser acessados através de uma interface web. Essa ferramenta deve ser instalada em um servidor LAMP, mas nada impede de ser instalado em outro sistema, pois o OCS e multiplataforma. O Ocs possui suporte em português e na figura 1 é da tela inicial da ferramenta. O Ocs pode ser integrado a outro aplicativo chamado GLPI [GLPI 2012] que adiciona algumas funcionalidades e tem um controle maior sobre os dados auditados. Figura 1. Tela Inicial do OCS 3.2. Cacic - (Configurador Automático e Coletor de Informações Computacionais) O CACIC foi desenvolvido pela Dataprev[Dataprev 2012],(Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social), segundo a mesma o CACIC e o primeiro software público do Governo Federal. Segundo o portal do software público brasileiro, o software CACIC é um software gratuito de código fonte aberto disponível para alterações, ou seja, esta ferramenta é livre sobre a licença GNU/GPL. Ele é capaz de fornecer informações precisas de todo parque computacional disponibilizando informações como numero de equipamentos os softwares instalados as licenças dos software propietários. Fornece também informações sobre o hardware e a localização física de cada equipamento. O CACIC gera relatórios em html, CSV e PDF. O software CACIC é utilizado pela Dataprev para auditoria de seu parque de TI, a Serpro [Serpro 2012] conforme o Sr.Daniel de Souza Sant Ana do departamento de Suporte de Operações, responsável pela parte de desenvolvimento de software da sede regional da Serpro localizada em Porto Alegre os mesmos usam o CACIC para sua auditoria interna, mas com algumas modificações como a troca do banco de dados Mysql pelo Postgresql, desativação notificação de , forma da amostragem de relatório e algumas outras mudanças sem valor significativo que tenham alterado alguma funcionalidade. O CACIC faz a sua coleta de dados através de agentes que podem ser executados em plataforma Windows sob versões 9X/Me/NT/2000/XP/Vista/Windows 7 e GNU/Linux. O agente Windows é desenvolvido em Delphi, apenas utilizando bibliotecas livres ou gratuitas, o agente GNU/Linux é desenvolvido em PERL e Python. Na figura 2 é mostrada a tela inicial da ferramenta CACIC. A configuração do servidor para uso do CACIC é bem modesta, não exigindo grande poder de processamento e memória, conforme o Portal do Software Livre a configuração mínima de hardware e demonstrado na tabela 1.

5 Processador Memória HD Tabela 1. Configuração mínima do hardware AMD ou Intel com 500Mhz 512MB(2GB recomendável dependendo do tamanho da rede) 15GB (50GB recomendável dependendo do tamanho da rede) Figura 2. Tela Inicio do CACIC 3.3. Open-Audit O Open-Audit é mais uma ferramenta de inventário 100% gratuita que também utiliza licença GNU General Public License versão 2. O Open-audit é uma aplicação de auditoria que baseia-se nas linguagens de script de PHP, Bash e VbScript, tal como o OCS e o Cacic, usa a mesma estrutura para funcionamento usando Mysql, PHP e Apache. A versão já dá suporte ao português, das três ferramentas estudadas é a mais simples. Essa ferramenta é bem interessante pois em vez de usar agentes para coleta de dados usa scripts. Como não usa agentes, não precisa de instalação dos mesmos, então baixa-se o script e executa o mesmo, qualquer tipo de auditoria que for realizada por exemplo, rastreamento de portas abertas, softwares instalados, configuração geral da máquina, todas usam scripts. A ferramenta gera relatórios em PDF, CSV e HTML, na figura 3 observa-se uma tela do Open-Audit. Figura 3. Tela Inicial do Open-Audit

6 3.4. Wireshark O Wireshark é uma ferramenta de análise de tráfego de rede, e o organiza por protocolos para analises, ferramenta essa anteriormente conhecida como Ethereal, como os softwares de inventário o Wireshark também possui licença GNU/GPL, totalmente gratuita. O funcionamento do Wireshark basea-se em captura do tráfego da rede e pode ser instalado em várias plataformas como Windows, Linux, Mac OS X, Solaris e outros Como as Tecnologias Envolvidas são usadas pelas Ferramentas de Inventário Todas as ferramentas analisadas usam os softwares descritos nos tópicos anteriores com exceção do protocolo FTP que é de uso exclusivo do CACIC, e o Wireshark que somente é uma ferramenta de análise de protocolo. Todas as ferramentas envolvidas usam banco de dados Mysql para guardar os dados coletados dos equipamentos inventariados, como quantidade de memória, marca da placa-mãe, sistema operacional utilizado entre outros, o Apache têm a função de disponibilizar as informações coletadas, essa exibição é mostrada em uma página Web. O software PHP, que também e outra ferramenta de uso comum entre as três ferramentas serve para criação da página dinâmicas, quando o mesmo acessa o banco de dados monta uma página, que o servidor Apache se encarrega de exibir o conteúdo desse banco de dados. Motivo esse as ferramentas são dependentes dessas tenologias para que faça seu papel de auditoria e criação de relatórios que possam mais tarde serem analisados. 4. Cenário Proposto Para Aplicação do Trabalho O cenário atual possui somente um aplicativo de patrimônio pago mas o mesmo possui somente a função de cadastro e geração de etiquetas ou placas com o n o do patrimônio, não informando características dos equipamentos bem como sua localização. Atualmente a prefeitura possui um total aproximado de 300 computadores, contando com os netbooks do projeto UCA [UCA 2012]( um computador por aluno), para ser mais exato 200 netbooks e 100 micros computadores para tarefas adminitrativas dos orgãos municipais todos aqui mencionados como Prefeitura e suas secretarias. A ferramenta de inventário tem que ser baseada em software livre foi uma das premissas exigidas, pois a mesma vai ser utilizada em ambiente real. Será instalado em um servidor dedicado para essa função e o ambiente proposto para implantação será a Prefeitura Municipal do Arroio do Padre. Desta forma, vai servir para ter um controle melhor sobre o parque de TI, bem como vai ser útil para ajudar o patrimônio Detalhes das Ferramentas Ocs Inventory - Ferramenta bem interessante possui as principais funções de um software de auditoria, usa agentes para coletar dados, como coleta de quantidade de memória, CPU, modelo placa-mãe, softwares instalados, de uso fácil possuindo uma interface intuitiva, possui inúmeras funções relativo a forma de coleta dos dados, essa ferramenta pode aumentar suas funcionalidades agregando o software GLPI, mas peca por não gerar relatórios em certas extensões como PDF, CSV, consegue gerar somente relatório em html, também não possui suporte nativo para aviso ou alerta caso algum software ou hardware sejá alterado.

7 Open-Audit - Uma ferramenta também fácil de usar, como ferramenta de inventário possui nas suas funções opções de coleta de quantidade de memória, tamanho do disco rigido, espaço ocupado, CPU, como as outras ferramentas ela não usa agentes instalados no micro a ser auditado, ela usa scripts baixados para o microcomputador e executados. Apos ser executado e enviado para o servidor Open-Audit os dados pertinentes a máquina auditada, o Open-Audit e o Ocs não possui controle de patrimônio e localização de bens, também não envia alerta de alteração de alguma configuração. CACIC - Possui as mesmas funcionalidades básicas das outras ferramentas, porém possui controle de patrimônio e localização de bens, e o interessante possui, envio de alerta quando algum software e hardware for alterado. Como o Ocs, o CACIC usa um agente que é instalado na máquina a ser auditada, a interface dessa ferramenta e um pouco confusa mas nada que um pouco de uso da mesma, já se acostuma, como todas as ferramentas aqui estudadas todas dão suporte ao português. 5. Testes e Resultados Nesse artigo vai ser demonstrado somente um breve procedimento de instalação da ferramenta de auditoria escolhida para a implantação, para as demais ferramentas toda informação de instalar e configurar pode ser consultado diretamente do site dos desenvolvedores. As ferramentas estudadas foram instaladas usando o material fornecido pelos seus desenvolvidores. As versões das ferramentas estão descritas na tabela 2. Tabela 2. Ferramentas e suas Versões Ferramentas Versão Servidor OCS Inventory-NG Stable Agente OCS Windows Servidor CACIC Beta 2 Agente CACIC Servidor Open-Audit Release Candidate Wireshark Bits As ferramentas foram instaladas em máquinas virtuais, para testes e comparações, sendo que a ferramenta escolhida para a implantação real posteriormente vai ser instalado em um servidor real para ser posta em produção. Na tabela 3 observa-se a configuração utilizada nas máquinas virtuais para os testes e análises. Todas as máquinas virtuais criadas foram usadas uma configuração bastante simples, até porque nos sites das ferramentas estudadas as configurações dos micros não exigia grande poder de processamento e armazenamento para o uso da auditoria, mas dependendo do tamanho da rede a ser auditada, e a quantidade de máquinas, pode exigir uma configuração maior, como e o caso do OCS. As três ferramentas foram analisadas na troca de informações entre o micro cliente e servidor para a coleta dessas informações. Foi utilizada a ferramenta Wireshark. Tal procedimento para descobrir que tipo de protocolo e portas TCP ou UDP as ferramentas usam para trocas de informações. Para a coleta dos dados o procedimento foi instalar o agente ou script quando for o caso em cada máquina a ser auditada, pois quaisquer das

8 Tabela 3. Configuração das Vms Utilizadas nos Testes OCS Inventory CACIC Open-Audit Sistema Operacional CentOS 6.2 Ubuntu Server CentOS 5.8 Disco Rígido 8GB 8GB 8GB Memória 512Mb 512Mb 512Mb Processador 2.10Ghz 2.10Ghz 2.10Ghz ferramentas no ato da instalação ou execução do agente ou script já iniciava-se a primeira coleta nesse tempo o aplicativo wireshark já estava coletando dados para posterior análise. O que se constatou em todas as capturas efetuadas todas as ferramentas utilizaram porta TCP 80 e o protocolo HTTP. Para a escolha da ferramenta para uso em um ambiente real foi usado o critério da quantidade de funcionalidades que sejam úteis para a instituição, por exemplo notificação de alteração de hardware ou instalação de aplicativo não autorizado a ser usado na instituição, que tenha alguma função relativa ao patrimônio, por exemplo localização do bem, pois algumas ferramentas não possui essa função. Na tabela 4 mostra a comparação das principais características das ferramentas que foram usadas para escolha do software de inventário, bem como na figura 4 mostra a tela de uma captura do feita pelo Wireshark na ferramenta CACIC. Observa-se na figura 4 onde mostra o IP e o servidor CACIC e o IP é a máquina auditada. Na figura está marcado com um circulo mostrando a troca se dá pela porta 80 TCP, usando o protocolo HTTP. Figura 4. Tela captura CACIC Fazendo uma análise na figura 5 mostra a funcionalidade Follow TCP Strem da ferramenta Wireshark, mostrando que as informações passando e coletadas pelo agente Cacic usa o formato XML para organizar as informações de forma hierárquica para o banco de dados, ou seja, o texto vai formatado. Portanto no estudo das ferramentas de inventário a que melhor apresentou funcionalidades, foi o software CACIC essa ferramenta possui controle de patrimônio, bem como sua localização, envia mensagens de correio quando alguma característica de hardware e software for alterada em uma máquina que foi auditada anteriormente. O CA- CIC possui uma função interessante relativo a dispositivos USB, como pendrives, caso a

9 Tabela 4. Tabela Comparativa Entre as Ferramentas Sistema/Características OCS Inventory CACIC Open-Audit Usabilidade Ótima Boa Boa Licença Gratuito(GNU/GPL) Gratuito (GNU/GPL) Gratuito (GNU/GPL) Plataforma Windows e Linux Windows e Linux Windows e Linux Requisitos Mínimos Apache, Mysql, PHP Apache, Mysql, PHP Apache, Mysql, PHP Idioma Português/outros Português Português/outros Instalação Fácil Difícil Fácil Interface Web Sim Sim Sim Relatórios Html Html,CSV, PDF Html,CSV,PDF Alerta de Alteração de Sim com GLPI Sim Não de Software e Hardware Controle de Patrimonio Sim com GLPI Sim Não Localização do Patrimonio Não Sim Não instituição possua a política de não usar pendrives em sua máquinas essa função pode ser habilitada, notificando o uso indevido via . Figura 5. Tela Wireshark Função Follow TCP Strem catputa do CACIC 5.1. Instalação do CACIC Nesta seção será demonstrado um breve procedimento da instalação da ferramenta CACIC bem como suas dependências para seu funcionamento, a instalação aqui demonstrada foi realizada no Ubuntu Server Logo abaixo mostra- se o comando de instalação na respectiva distribuição: # apt-get install mysql-server proftpd apache2 php5-dev php5 php5-mysql php5- gd php5-mcrypt libapache2-mod-php5 -y Como observa-se em uma linha instala-se todas as dependências para o uso do cacic, o -y no final da linha é a confirmação da instalação dos arquivos, após instalação das dependências deve ser feito o download do instalador do CACIC e descompactar o instalador no local /var/www. Algumas configurações devem ser realizados para o uso

10 do CACIC, são eles: Adicione as entradas abaixo no fim um em cada linha do arquivo /etc/proftpd/proftpd.conf: No Apache deve-se configurar a utilização de ISO como charset default, para abilitação de acentuação. Edite o arquivo /etc/apache2/apache2.conf e altere e/ou verifique a variável a seguir: Em um sistema debian, com php deverá ser editado o arquivo /etc/php5/apache2/php.ini e alteradas e/ou verificadas as seguintes variáveis logo abaixo, deve-se habilitar algumas funções no PHP e configurar para que warnings não sejam mostrados como erros. Depois de todas as referidas configurações serem realizadas a instalação do CA- CIC segue via web. Na figura 6 mostra tela do instalador CACIC via web. Ao proseguir a instalação via Web, o próximo passo era aceitar o contrato e avançar e na tela seguinte o instalador faz uma verificação se todos os requisitos para a instalação estavam presentes, após confirmação avance a tela, para configurar o banco de dados e logo após a configuração, há o preenchimento dos dados da instituição que vai utilizar o CACIC, em seguida são exibidas a tela de teste e configuração do servidor de FTP, depois de tudo feito aceitar a criação do arquivo config.php, e está pronta a instalação do CACIC CACIC sua Arquitetura o CACIC possui dois módulos o gerente que tem função de administração no sistema, e o módulo agente é responsável pelo controle do CACIC. O módulo gerente é constituído por algumas tecnologias já vistas nesse artigo que são instaladas em um servidor Web e que devem trabalhar integradas com o objetivo de administrar os módulos agentes que estão instalados nas estações de trabalho. Os dados coletados pelos agentes são enviados para o módulo gerente, onde são organizados, tratados e guardados e disponibilizados em forma de relatórios e consulta através de uma interface Web. O gerente também é responsável pela configuração de algumas características de comportamento dos agentes, como frequência do tempo de coleta de dados que pode váriar de 2 a 10 horas de intervalo entre elas.

11 Figura 6. Instalador CACIC via WEB O módulo agente é composto por um pequeno programa compilado que fica em constante operação na máquina que está sendo monitorada. Esse programa e responsável por coletar os dados de hardware e software e rede, mantendo o servidor sempre atualizado. O agente é instalado na máquina a ser auditada através de um servidor de FTP que trabalha em conjunto com o gerente, na realidade o servidor FTP sé e usado para instalação dos agentes e suas atualizações. Na figura 7 mostra a tela do agente sendo instalado numa máquina para ser auditada. Figura 7. Instalador do agente CACIC via FTP Após instalação do agente a primeira coleta é feita, esse comportamento é configurado no módulo gerente, bem como a do para aviso de alteração de hardware, essa opção pode ser usada para os softwares caso seja criado um perfil, por exemplo caso instale um software não permitido ou desinstale algum. Na figura 8 tela da configuração do gerente. O CACIC gera relatórios em html, apesar da documentação informar a geração de relatórios em PDF e ODT, os mesmos não funcionam perfeitamente, pois a versão utilizada e uma versão Beta 2, das todas funcionalidades, seria, as únicas funções que não estão funcionais. Dentre tantas funcionalidades a ferramenta consta também recurso de

12 Figura 8. Tela configuração do gerente detalhe de alerta cadastro de patrimônio e sua localização. No anexo encontram-se outras telas da ferramenta como a tela de relatório do CACIC, tela da configuração do agente e configuração padrão da ferramenta. 6. Dificuldades Encontradas O projeto sofreu alguns problemas como desconfiança dos usuários, alegando que o programa que seria instalado era espião, nesse quesito foi superado ocultando o ícone do agente pois nas configurações padrão possui a opção de deixar mostrando o aplicativo ou não, o problema maior era no momento da instalação dependendo do antivírus pode bloquear a instalação alegando que um cavalo de tróia, o procedimento para contornar esse problema e só colocar nas exceções, os arquivos, para evitar um falso positivo informando que esses arquivos que o CACIC usa para o agente são pragas virtuais. 7. Considerações Finais Não só por se tratar de software livre, mas sim por suas funcionalidades que tornam eficientes e funcionais, todas as ferramentas aqui estudadas, fazem o que prometem, ou seja, o controle e inventário, algumas com certas limitações, mas podem ser usadas em outro ambiente como uma empresa que não necessita de tantas funcionalidades. O trabalho poderia ter sido realizado por softwares corporativos, porém existiria o custo de uma licença considerável, além da necessidade de uma configuração de hardware mais exigente do que a utilizada para a implantação das ferramentas aqui estudadas. Portanto dentre as ferramentas analisadas a que preencheu os requisitos para ser escolhida para implementação foi a ferramenta CACIC que atende perfeitamente daqueles que precisam dispor de um sistema automático de inventário, mantendo histórico dos inventários e também possuindo funcionalidade de agregar a localização do patrimônio, e também possibilitando a impressão de relatórios e estatísticas. Referências Apache (2012a). Página do apache. Disponível em: < em: nov 2012.

13 Apache (2012b). Site da fundação apache. Disponível em:< Acesso em: agos Aurelio, B. d. H. F. (2001). Mini Aurélio,O minidicionário da lingua portuguesa. Editora Nova Fronteira, 4 a edition. Cacic (2012). Portal do software público. Disponível em:< Acesso em: agos Dataprev (2012). Empresa de tecnologia e informações da previdência social. Disponível em: < em:agos GLPI (2012). Site da glpi. Disponível em:< Acesso em: nov Linux (2012). Página fundação linux. Disponível em:< >.Acesso em: agos Microsoft (2012). Site microsoft brasil. Disponível em: < em: agos Minix3 (2012). Página do minix3. Disponível em: < em: nov Mysql (2012). Página do mysql. Disponível em: < em: nov Netcraft (2012). Pesquisa na internet, anti-phishing e pci security services. Disponível em:< Acesso em: agos Ocs (2012). Página do ocs inventory. Disponível em: < em: agos Open (2012). Open-audit.org. Disponível em:< em agos PHP (2012). Página do php.net. Disponível em: < Acesso em: nov RFC959 (2012). Site da rfc. Disponível em:< Acesso em: nov Serpro (2012). Serviço federal de processamento de dados. Disponível em: < do serpro/porto alegre>.acesso em :agos UCA (2012). Site uca um computador por aluno. Disponível em:< Acesso em: nov Wireshark (2012). Site wireshark. Disponível em:< em agos 2012.

14 8. ANEXOS Figura 9. Tela de Configuração Padrão do CACIC Figura 10. Tela Configuração agente

15 Figura 11. Relatório CACIC Figura 12. Micro Auditado

Funcionalidades da ferramenta zabbix

Funcionalidades da ferramenta zabbix Funcionalidades da ferramenta zabbix Jordan S. Romano¹, Eduardo M. Monks¹ ¹Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS (FATEC PELOTAS) Rua Gonçalves Chaves,

Leia mais

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo Prefeitura de Belo Horizonte Sistema de Controle de Protocolo Relatório apresentado para concorrer ao 2º Prêmio Inovar BH conforme Edital SMARH nº 001/2014 Belo Horizonte Julho de 2014 Resumo Sendo grande

Leia mais

Estudo da Ferramenta Cacti, para análise de desempenho de rede

Estudo da Ferramenta Cacti, para análise de desempenho de rede Estudo da Ferramenta Cacti, para análise de desempenho de rede Eduardo Perez Pereira 1, Rodrigo Costa de Moura 1 1 Centro Politécnico Universidade Católica de Pelotas (UCPel) Félix da Cunha, 412 - Pelotas

Leia mais

Estudo de caso para realização de inventário do parque de equipamentos de uma rede corporativa.

Estudo de caso para realização de inventário do parque de equipamentos de uma rede corporativa. Estudo de caso para realização de inventário do parque de equipamentos de uma rede corporativa. Jones Bunilha Radtke 1 Faculdade de Tecnologia SENAC Rua Gonçalves Chaves, 602 Pelotas RS Brasil Caixa Postal

Leia mais

SERVIDORES REDES E SR1

SERVIDORES REDES E SR1 SERVIDORES REDES E SR1 Rio de Janeiro - RJ HARDWARE Você pode instalar um sistema operacional para servidores em qualquer computador, ao menos na teoria tudo irá funcionar sem grandes dificuldades. Só

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Microsoft Windows R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2016 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações

Leia mais

Treinamento em PHP com MySQL - Fundamental

Treinamento em PHP com MySQL - Fundamental Treinamento em PHP com MySQL - Fundamental Sobre PHP PHP é uma linguagem interpretada livre, usada originalmente apenas para o desenvolvimento de aplicações presentes e atuantes no lado do servidor, capazes

Leia mais

CACIC. Inventário de Hardware e Software para o Governo Federal

CACIC. Inventário de Hardware e Software para o Governo Federal CACIC Inventário de Hardware e Software para o Governo Federal Origem Software originário do escritório da DATAPREV ( Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social) no Espírito Santo. Desenvolvido

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014.

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores : Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Professor: Marissol Martins Alunos: Edy Laus,

Leia mais

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 Guia de Introdução do Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 10.2 27 de maio de 2009 www.novell.com Guia de Introdução do ZENworks 10 Asset Management Informações Legais A Novell, Inc. não faz representações

Leia mais

* Técnicas Avançadas. Desenvolvimento de SOFTWARES. Sistemas de Gerenciamento de Conteúdo com Joomla e Magento

* Técnicas Avançadas. Desenvolvimento de SOFTWARES. Sistemas de Gerenciamento de Conteúdo com Joomla e Magento * Técnicas Avançadas Desenvolvimento de SOFTWARES Sistemas de Gerenciamento de Conteúdo com Joomla e Magento * Tópicos Sistema de Gerenciamento de Conteúdo CMS. Fron-end Back-end Instalando Site e Lojas

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO NComputing Brasil - #110502 Instalando o Oracle Virtualbox 4.0.2 e Criando uma VM Windows Server 2008 no Virtualbox O que é virtualbox? O virtualbox é um aplicativo de virtualização multi-plataforma

Leia mais

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC Configurador Automático e Coletor de Informações Computacionais GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO software livre desenvolvido pela Dataprev Sistema de Administração

Leia mais

GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE AMBIENTES DE TI UTILIZANDO ZENOSS. Cássio Duarte Melgaço*

GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE AMBIENTES DE TI UTILIZANDO ZENOSS. Cássio Duarte Melgaço* GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE AMBIENTES DE TI UTILIZANDO ZENOSS Cássio Duarte Melgaço* Resumo Este artigo tem como objetivo analisar características no quesito gerenciamento e monitoramento de redes

Leia mais

Realizando inventário e gestão de hardware e software utilizando o OCS Inventory NG. Dario Kuceki Knopfholz

Realizando inventário e gestão de hardware e software utilizando o OCS Inventory NG. Dario Kuceki Knopfholz Realizando inventário e gestão de hardware e software utilizando o OCS Inventory NG Dario Kuceki Knopfholz Open Computer and Software Inventory Next Generation Objetivo Tecnologia Propiciar que o administrador

Leia mais

Sistema Operacional. História Sistema Operacional 1. QI Escolas e Faculdades Apostila de Linux

Sistema Operacional. História Sistema Operacional 1. QI Escolas e Faculdades Apostila de Linux 4 Capítulo 1 Sistema Operacional É uma coleção de programas que inicializa hardwares, fornece rotinas básicas para controle de dispositivos, mantém a integridade de um sistema. Um sistema operacional de

Leia mais

Open - audit Ferramenta para gerenc iamento de rede

Open - audit Ferramenta para gerenc iamento de rede Faculdade de Tecnologia SENAC GO Ges t ã o de T ecnologia de Informaç ão M ód ulo IV - Matutin o Open - audit Ferramenta para gerenc iamento de rede Alunos : Gab riel da Silva, Matheus Pereira, Rome ro

Leia mais

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Uma poderosa ferramenta de monitoramento Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Abril de 2008 O que é? Características Requisitos Componentes Visual O que é?

Leia mais

APRESENTAÇÃO. questões que constantemente chegam ao Suporte de Informática do Órgão Central.

APRESENTAÇÃO. questões que constantemente chegam ao Suporte de Informática do Órgão Central. APRESENTAÇÃO O presente documento Aplicativos de E-mail / Webmail Nível Básico Perguntas e Respostas tem como principal objetivo disponibilizar aos servidores das Escolas Estaduais do Estado de Minas Gerais

Leia mais

DESENVOLVIMENTODE APLICAÇÕESPARAINTERNET:PHP. VitorFariasCoreia

DESENVOLVIMENTODE APLICAÇÕESPARAINTERNET:PHP. VitorFariasCoreia DESENVOLVIMENTODE APLICAÇÕESPARAINTERNET:PHP VitorFariasCoreia INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Vitor Farias Correia Graduado em Sistemas de Informação pela FACITEC e especialista em desenvolvimento de jogos

Leia mais

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX. SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraujo

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX. SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraujo ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraujo INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Salvador Alves de Melo Júnior Mestre na área de Automação e Robótica UnB. Especialista em

Leia mais

4 Desenvolvimento da ferramenta

4 Desenvolvimento da ferramenta direcionados por comportamento 38 4 Desenvolvimento da ferramenta Visando facilitar a tarefa de documentar requisitos funcionais e de gerar testes automáticos em uma única ferramenta para proporcionar

Leia mais

Seu manual do usuário KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3741343

Seu manual do usuário KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3741343 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.6

Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.6 Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.6 2006-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedida por escrito, nenhuma licença será

Leia mais

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation GMP Corporation Gerenciador de Multi-Projetos Manual do Usuário 2000 GMP Corporation Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 24/08/2004 1.0 Versão inicial do documento Bárbara Siqueira Equipe

Leia mais

Endpoint Security Platform

Endpoint Security Platform AKER Endpoint Security Platform Proteção de endpoints dentro e fora da empresa Ataques virtuais a redes corporativas têm se tornado cada vez mais comuns. Sob constante ameaça, as empresas passaram a utilizar

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Tabela de endereçamento da rede IP da rede: Mascara Broadcast 192.168.1.0 255.255.255.192 192.168.1.63 Distribuição de IP S na rede Hosts IP Configuração

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE Introdução O administrador de redes geovanegriesang@ifsul.edu.br www.geovanegriesang.com Gerenciamento de redes Gerenciamento de rede é o ato de iniciar, monitorar e modificar

Leia mais

Virtual Box. Guia. Instalação E Utilização. Criado por Wancleber Vieira wancleber.vieira@ibest.com.br

Virtual Box. Guia. Instalação E Utilização. Criado por Wancleber Vieira wancleber.vieira@ibest.com.br Virtual Box Guia De Instalação E Utilização 1 Sumário Instalação do Linux Ubuntu através de um gerenciador de Máquinas Virtuais 1.1 Introdução, 3 1.2 Instalação do Virtual Box, 3 1.3 Configuração do Virtual

Leia mais

Manual do Aluno para o Curso do SEER à Distância

Manual do Aluno para o Curso do SEER à Distância Manual do Aluno para o Curso do SEER à Distância Elaborado por: Alexandre Faria de Oliveira Consultor TI / Monitor Colaborador: Dr.Miguel Ángel Márdero Arellano Coordenador SEER - IBICT Brasília, 2011

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO Utilitário ConfigXpress no CA IdentityMinder a minha solução de gerenciamento de identidades pode se adaptar rapidamente aos requisitos e processos de negócio em constante mudança? agility

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML

Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML 1. Conceitos e termos importantes XML Empresarial: é um sistema web (roda em um servidor remoto) de armazenamento e distribuição de documentos

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA Constitui objeto da presente licitação o registro de preços para implantação de sistema de telefonia digital (PABX) baseado em servidor IP, com fornecimento

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Microsoft Windows R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2015 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações

Leia mais

PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA. Profa. Reane Franco Goulart

PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA. Profa. Reane Franco Goulart PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA Profa. Reane Franco Goulart Administrador de banco de dados O Administrador de banco de dados (DBA - DataBase Administrator) é responsável por manter e gerenciar bancos

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Modelo Cliente- Servidor Modelo de Aplicação Cliente-servidor Os

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor.

UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor. UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor. Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES Fortaleza - CE Apresentação. O mais famoso tipo de arquitetura utilizada em redes de computadores

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS

SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS MANUAL PROTECT Versão R15 SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS Copyright GVT 2015 www.gvtprotect.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 GVT PROTECT... 3 2.1 REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA... 3 2.2 SISTEMAS OPERACIONAIS

Leia mais

TELEFONIA E SOLUÇÕES CLOUD

TELEFONIA E SOLUÇÕES CLOUD PROPOSTA: TELEFONIA E SOLUÇÕES CLOUD EMPRESA: SCRIBE INFORMÁTICA LTDA DATA: 21 de Janeiro de 2014 A/C SRº JEAN 1 / 10 SOLUÇÃO DE TELEFONIA INTEGRADA O objetivo dessa proposta é apresentar os diferenciais

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI - Tecnologia da informação SI - Tecnologia da informação Com a evolução tecnológica surgiram vários setores onde se tem informatização,

Leia mais

Implantação do Sistema de Controle de Tempos Nas Agências de Atendimento - TMA

Implantação do Sistema de Controle de Tempos Nas Agências de Atendimento - TMA Implantação do Sistema de Controle de Tempos Nas Agências de Atendimento - TMA Projeto Nº 318 Tema: Atendimento a Clientes José César do Nascimento CELPE Sistema de Controle do Tempo Médio de Atendimento

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião

Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião Versão 1.2.3 27 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação

Leia mais

Uso de Software Livre na Universidade

Uso de Software Livre na Universidade Uso de Software Livre na Universidade Diego Starling Fonseca Guilherme da Silva Nascimento Gustavo Henrique do Nascimento Pereira Luiz Henrique Bueno Byrro Marcelo Luiz Lacerda Esteves Rodrigo Alvaro da

Leia mais

TUTORIAL DE IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE PONTO CORPORATIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA VERSÃO LINUX

TUTORIAL DE IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE PONTO CORPORATIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA VERSÃO LINUX TUTORIAL DE IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE PONTO CORPORATIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA VERSÃO LINUX Fortaleza - CE 1 HISTÓRICO DE MUDANÇAS Data de criação Descrição Responsável Revisão Aprovado Versão

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0 CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0 2011 1 1. APRESENTAÇÃO No momento de sua concepção não haviam informações detalhadas e organizadas sobre os serviços de Tecnologia da

Leia mais

Visando atender as diferentes realidades de seus jurisdicionados, o sistema LicitaCon contará com dois módulos para o recebimento das informações.

Visando atender as diferentes realidades de seus jurisdicionados, o sistema LicitaCon contará com dois módulos para o recebimento das informações. Manual e Validador De TCERS WIKI Conteúdo 1 Apresentação 1.1 Informações Gerais 1.2 Requisitos mínimos de hardware e software 1.3 Leiaute dos Arquivos 2 Instalação do Aplicativo 2.1 Instalação do Java

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Sistemas Operacionais Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Estruturas de Sistemas Operacionais Um sistema operacional fornece o ambiente no qual os programas são executados. Internamente,

Leia mais

PLASAC POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET Versão 1.0

PLASAC POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET Versão 1.0 PLASAC - POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET PLASAC POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET Versão 1.0 Tecnologia da Informação. Índice: 1. Introdução 2. Objetivos da política 3. Princípios da política 4.

Leia mais

Instalação do software e de opções da Série Polycom RealPresence Group e acessórios. Visão geral

Instalação do software e de opções da Série Polycom RealPresence Group e acessórios. Visão geral Instalação do software e de opções da Série Polycom RealPresence Group e acessórios Visão geral Quando você atualiza o software Polycom ou adquire opções adicionais do sistema, sua organização pode continuar

Leia mais

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Fabrício Viero de Araújo, Gilse A. Morgental Falkembach Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção - PPGEP Universidade

Leia mais

Orientador Informal. Co-orientador(es) Informal(is)

Orientador Informal. Co-orientador(es) Informal(is) RELATÓRIO FINAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Discente: Luís Gustavo Spern Barreto Curso: Análise e Desenvolvimento de Sistemas E-mail: gustavosbarreto@gmail.com Endereço: Rua Três, 490 - Pestano -

Leia mais

O melhor do PHP. Por que PHP? CAPÍTULO 1. Uma Pequena História do PHP

O melhor do PHP. Por que PHP? CAPÍTULO 1. Uma Pequena História do PHP CAPÍTULO 1 O melhor do PHP Este livro levou bastante tempo para ser feito. Venho usando agora o PHP por muitos anos e o meu amor por ele aumenta cada vez mais por sua abordagem simplista, sua flexibilidade

Leia mais

Ref.: Consulta Pública Solução Educacional

Ref.: Consulta Pública Solução Educacional Belo Horizonte, 11 de junho de 2013 À Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais Rod. Pref. Américo Gianetti, Serra Verde - Prédio Minas, 11º andar 31.630-900 Belo Horizonte Minas Gerais Ref.: Consulta

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES HISTÓRICO E CONCEITOS

REDES DE COMPUTADORES HISTÓRICO E CONCEITOS REDES DE COMPUTADORES HISTÓRICO E CONCEITOS BREVE HISTÓRICO A década de 60 Surgiram os primeiros terminais interativos, e os usuários podiam acessar o computador central através de linhas de comunicação.

Leia mais

TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ²

TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ² 295 TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ² Resumo: O Linux Terminal Server Project (LTSP) é um conjunto de serviços que proporcionam

Leia mais

26/09/2015. Windows Linux Mac OS/X IBM OS/2 Sun Solaris Google Android. MS-DOS Outros... O QUE É? SISTEMAS OPERACIONAIS

26/09/2015. Windows Linux Mac OS/X IBM OS/2 Sun Solaris Google Android. MS-DOS Outros... O QUE É? SISTEMAS OPERACIONAIS O QUE É? SISTEMAS OPERACIONAIS Um programa que vai gerenciar os recursos do seu computador, memória, processador, agenda de tarefas, segurança das transações, autenticação de usuários. Prof. André Aparecido

Leia mais

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA NÚCLEO DE EMPREENDIMENTOS EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ARTES NECTAR.

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA NÚCLEO DE EMPREENDIMENTOS EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ARTES NECTAR. ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA NÚCLEO DE EMPREENDIMENTOS EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ARTES NECTAR. OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA CONSTRUÇÃO DO PORTAL E AQUISIÇÃO DE SOFTWARE DE GESTÃO DE

Leia mais

Descrição do Serviço Serviços Dell System Track

Descrição do Serviço Serviços Dell System Track Visão geral dos Termos e Condições Descrição do Serviço Serviços Dell System Track Este contrato ( Contrato ou Descrição do Serviço ) é firmado entre o cliente ( você ou Cliente ) e a entidade Dell identificada

Leia mais

Como criar uma máquina virtual para instalar o Windows XP ou outro?

Como criar uma máquina virtual para instalar o Windows XP ou outro? Como criar uma máquina virtual para instalar o Windows XP ou outro? Existem vários programas para isso, entre eles o Parallels que é pago, o VMWare, o Virtual Box e outros. Hoje vamos abordar o Virtual

Leia mais

NORMAS PARA O USO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO FIREWALL DE PERÍMETRO NO ÂMBITO DA REDE INFOVIA-MT

NORMAS PARA O USO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO FIREWALL DE PERÍMETRO NO ÂMBITO DA REDE INFOVIA-MT CONSELHO SUPERIOR DO SISTEMA ESTADUAL DE E TECNOLOGIA DA NORMAS PARA O USO DE SISTEMA DE PROTEÇÃO FIREWALL DE PERÍMETRO NO ÂMBITO DA REDE INFOVIA-MT 1/10 CONSELHO SUPERIOR DO SISTEMA ESTADUAL DE E TECNOLOGIA

Leia mais

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem 1 de 20 Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem Resolvi documentar uma solução que encontrei para fazer minhas cópias de segurança. Utilizo um software gratuito chamado Cobian Backup

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO O melhor sistema de Gestão Financeira para micro e pequenas empresas.

MANUAL DE INSTALAÇÃO O melhor sistema de Gestão Financeira para micro e pequenas empresas. MANUAL DE INSTALAÇÃO O melhor sistema de Gestão Financeira para micro e pequenas empresas. INDÍCE 1. Características gerais 2. Guia rápido de instalação 3. Processo de instalação 4. Opções avançadas de

Leia mais

INSTALAÇÃO DO FIREFOX E JAVA PORTÁVEL CUSTOMIZADO PELO TRT DA 13ª REGIÃO

INSTALAÇÃO DO FIREFOX E JAVA PORTÁVEL CUSTOMIZADO PELO TRT DA 13ª REGIÃO Poder Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região INSTALAÇÃO DO FIREFOX E JAVA PORTÁVEL CUSTOMIZADO PELO TRT DA 13ª REGIÃO Por Ericson Benjamim Secretaria de Tecnologia da

Leia mais

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3 REFLEXÃO 3 Módulos 0771, 0773, 0774 e 0775 1/5 18-02-2013 Esta reflexão tem como objectivo partilhar e dar a conhecer o que aprendi nos módulos 0771 - Conexões de rede, 0773 - Rede local - instalação,

Leia mais

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br SCE-557 Técnicas de Programação para WEB Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br 1 Cronograma Fundamentos sobre servidores e clientes Linguagens Server e Client side

Leia mais

HP Quality Center. Preparar materiais de treinamento e observações para a nova versão 16 Suporte pós-atualização 16 Suporte 17 Chamada à ação 17

HP Quality Center. Preparar materiais de treinamento e observações para a nova versão 16 Suporte pós-atualização 16 Suporte 17 Chamada à ação 17 Documento técnico HP Quality Center Atualize o desempenho Índice Sobre a atualização do HP Quality Center 2 Introdução 2 Público-alvo 2 Definição 3 Determine a necessidade de uma atualização do HP Quality

Leia mais

INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE

INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE A Microsoft disponibilizou em seu site, o link para download da versão Preview do Windows Server 2012 R2. A licença do produto irá expirar somente

Leia mais

Portofólio das Representações. Apresentação Monitorização e Alarmistica

Portofólio das Representações. Apresentação Monitorização e Alarmistica Portofólio das Representações Apresentação Monitorização e Alarmistica 1 Monitorização de Infra-Estrutura A Data Systems disponibiliza um pacote de Serviços dedicados à gestão e Monitorização de redes

Leia mais

NAPNE / SIEP. Softwares Educativos MANUAL GCOMPRIS

NAPNE / SIEP. Softwares Educativos MANUAL GCOMPRIS NAPNE / SIEP Softwares Educativos MANUAL GCOMPRIS Janeiro de 2009 1 ÍNDICE Introdução 3 Requisitos básicos 3 Instalação 3 Interface do usuário 4 Janela principal 4 Administração de GCompris 5 Seleção de

Leia mais

Programação para Web

Programação para Web Programação para Web Introdução Professor: Harlley Lima E-mail:harlley@decom.cefetmg.br Departamento de Computação Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Belo Horizonte, 17 de Fevereiro

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Data Responsável Versão Doc. Observação 23/11/2012 Camilo Ribeiro da Silva 2 Revisão Conteúdo Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 Níveis de Compatibilidade

Leia mais

O Sistema foi inteiramente desenvolvido em PHP+Javascript com banco de dados em MySQL.

O Sistema foi inteiramente desenvolvido em PHP+Javascript com banco de dados em MySQL. Nome do Software: Gerenciador de Projetos Versão do Software: Gerenciador de Projetos 1.0.0 1. Visão Geral Este Manual de Utilização do Programa Gerenciador de Projetos via Web, tem por finalidade facilitar

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos FTIN Formação Técnica em Informática Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos Aula 01 SISTEMA OPERACIONAL PROPRIETÁRIO WINDOWS Competências do Módulo Instalação e configuração do

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Mac

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Mac Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Mac Abril de 2015 Inicialização rápida O Novell Filr permite que você acesse facilmente todos os seus arquivos e pastas do desktop, browser

Leia mais

Guia de Instalação TOTVS Segurança e Acesso 11.6.7

Guia de Instalação TOTVS Segurança e Acesso 11.6.7 10/2013 Sumário 1. Prefácio... 3 1.1. Finalidade... 3 1.2. Público Alvo... 3 1.3. Organização deste Guia... 3 1.4. Documentações Importantes... 4 2. Introdução... 5 2.1. Arquitetura Distribuída do Produto...

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

POLÍTICA DE PRIVACIDADE POLÍTICA DE PRIVACIDADE Veja como protegemos suas informações. 1. DA ABRANGÊNCIA DESTA POLÍTICA DE PRIVACIDADE a. Como a Advisenet usa informações pessoais? Este documento explicita a forma pela qual a

Leia mais

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL CSI IT Solutions 2.5 solução CSI PrintManager G e s t ã o d e A m b i e n t e d e I m p r e s s ã o O CSI dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº 08/2013 ORIGEM: COTAÇÃO DE PREÇOS

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº 08/2013 ORIGEM: COTAÇÃO DE PREÇOS CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº 08/2013 ORIGEM: COTAÇÃO DE PREÇOS Pelo presente Contrato, de um lado a Câmara Municipal de Unaí, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 19.783.570/0001-23, com sede à Avenida Governador

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

SOLUÇÃO EM DISPOSITIVO MÓVEL PARA ATENDIMENTO DE RESTAURANTES E LANCHONETES EM VIÇOSA-MG 1

SOLUÇÃO EM DISPOSITIVO MÓVEL PARA ATENDIMENTO DE RESTAURANTES E LANCHONETES EM VIÇOSA-MG 1 615 SOLUÇÃO EM DISPOSITIVO MÓVEL PARA ATENDIMENTO DE RESTAURANTES E LANCHONETES EM VIÇOSA-MG 1 Guilherme Paulo de Barros 2, Arthur Lemos 3, Heber Fernandes Amaral 4 Resumo: Nos dias atuais, com a popularização

Leia mais

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Windows

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Windows Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Windows Abril de 2015 Inicialização rápida O Novell Filr permite que você acesse facilmente todos os seus arquivos e pastas do desktop,

Leia mais

7 Mudanças Realizadas

7 Mudanças Realizadas 7 Mudanças Realizadas Este capítulo tem o objetivo de detalhar as mudanças realizadas no ambiente de trabalho da equipe estudada. Ele cita as alterações no produto de software utilizado pela equipe, que

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 Versão Preliminar 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...4 1.1 Apresentação...4 1.2 Organização e uso do manual...4 1.3 Dúvidas e canais de atendimento...4 2 VISÃO GERAL

Leia mais

SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COORDENADORIA DE SUPORTE TÉCNICO AOS USUÁRIOS MANUAL DE ACESSO AO PORTAL DE APLICAÇÕES DO GABINETE VIRTUAL

SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COORDENADORIA DE SUPORTE TÉCNICO AOS USUÁRIOS MANUAL DE ACESSO AO PORTAL DE APLICAÇÕES DO GABINETE VIRTUAL SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COORDENADORIA DE SUPORTE TÉCNICO AOS USUÁRIOS MANUAL DE ACESSO AO PORTAL DE APLICAÇÕES DO GABINETE VIRTUAL 16 DE ABRIL DE 2013 SUMÁRIO 1 OBJETIVO DO MÓDULO... 3 2

Leia mais

Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES. Manual de Procedimentos

Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES. Manual de Procedimentos Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES Manual de Procedimentos 2004 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. OBJETIVOS...3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO...3

Leia mais

Mandriva Pulse - Especificações e recursos

Mandriva Pulse - Especificações e recursos Mandriva Pulse - Especificações e recursos Mandriva Brasil 2 de abril de 2015 Lista de Tabelas 1 Tabela resumo dos diferenciais do Pulse....................... 9 Lista de Figuras 1 Interface web do Mandriva

Leia mais

Programas de Monitoramento e Inventário.

Programas de Monitoramento e Inventário. 88343-698 SITE: Programas de Monitoramento e Inventário. Os serviços prestados pela MW I.T. Soluções em TI são baseados em técnicos certificados pelos principais fabricantes de produtos de TI do mercado.

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC- Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DERUS- Departamento de Relacionamento com o

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC- Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DERUS- Departamento de Relacionamento com o DERUS- Departamento de Relacionamento com o Usuário DERUS- Departamento de Relacionamento com o Usuário Sumário: Gerando um arquivo PDF 3 Como assinar digitalmente um documento PDF 17 O Assinador Livre

Leia mais

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo Tópicos abordados Surgimento da internet Expansão x Popularização da internet A World Wide Web e a Internet Funcionamento e personagens da

Leia mais

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores Conceitos Básicos de Rede Um manual para empresas com até 75 computadores 1 Conceitos Básicos de Rede Conceitos Básicos de Rede... 1 A Função de Uma Rede... 1 Introdução às Redes... 2 Mais Conceitos Básicos

Leia mais

Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho

Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho Obs: Não há necessidade de entregar a lista Questões do livro base (Kurose) Questões Problemas

Leia mais