Gerenciamento do ciclo de vida de um documento Simone de Abreu

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gerenciamento do ciclo de vida de um documento Simone de Abreu"

Transcrição

1 Gerenciamento do ciclo de vida de um documento Simone de Abreu É o gerenciamento do ciclo de vida de todos os registros, em todos os tipos de mídia, desde a criação até a destruição ou arquivo permanente. É um processo que monitora documentos tais como papéis, livros, mapas, correio eletrônico, conteúdo do website, fotografias ou mensagens durante o ciclo de vida dos mesmos, desde o momento da sua criação até o momento em que são destruídos. Gatner. Gerenciamento de documentos (Document Management) Todo o ciclo de vida de um documento pode ser gerenciado por meio de um ambiente Document Management (DM) e, não, ser gerenciado, somente, após sua conclusão. O foco principal de um DM é, justamente, o controle do número de revisão, versão, data de criação, autor, data de expiração etc.. Tais informações são relevantes, pois, nesses sistemas, a informação é mais dinâmica. Um ambiente DM, além de prover o gerenciamento de imagens, gerencia, também, arquivos de editores de texto, planilhas e outras formas de documentos. Como exemplo básico, podemos citar o gerenciamento de documentos para efeito da certificação ISO Entretanto, as grandes aplicações acontecem na área de normas técnicas, manuais e desenhos de engenharia. Nos últimos anos, com a automação do escritório, o DM é perfeitamente viável para todos os tipos de documentos de uma empresa. Hoje, essa tecnologia permite que seja feito um monitoramento do acesso e uso em cada documento contido na base de dados de um sistema de GED. Funções de um ambiente do tipo DM Reutilização Criação Alteração Roteamento Aprovação Recuperação Armazenamento Segurança Gerenciamento do ciclo de vida de um documento / Anhembi Morumbi 1 1

2 Fase Criação Alteração Roteamento Aprovação Recuperação Arquivamento Descarte Segurança Atividade Criação do documento a partir de uma aplicação (exemplo: editor de textos), captura por meio de digitalização ou importação de legado, classificação da informação por categoria ou tipo, indexação e definição do critério de segurança. Controle de versão durante o ciclo de vida documental, que deve implicar em publicar, somente, a versão mais recente, permitir o acesso às versões anteriores (apenas com devida autorização), comparar diferentes versões do mesmo documento, criar, automaticamente, novas versões com codificação própria em diversos níveis e, ainda, criar um histórico de referência para auditoria. Redirecionamento do documento a outro usuário (ou grupo) antes de publicá-lo. Disponibilização do documento para reutilização. A pesquisa do documento que permita sua reutilização é feita, geralmente, por meio de atributos (também chamados propriedades ou índices) do documento, utilizando uma linguagem de consulta. Há, ainda, outras técnicas de recuperação de documentos como Texto integral (full-text retrieval), por proximidade semântica, por fragmento de texto, por fonética e por enciclopédia. O arquivamento pode ser feito on-line, near-line, off-line e utilizando múltiplas mídias como discos óticos, CD, DVD, fitas, discos magnéticos e, até, formatos analógicos como o microfilme e o papel. Acontece quando o documento deixa de ser necessário, tornando-se acordo com uma tabela de temporalidade préestabelecida. Controle do acesso em vários níveis como leitura, edição etc.. 2 Gerenciamento do ciclo de vida de um documento / Anhembi Morumbi

3 Essa tabela reflete um ambiente, típico, de pessoas que trabalham intensivamente em computadores. Algumas funções típicas de um ambiente DM são: Controle de versões de documentos O controle de versões não é, simplesmente, guardar as diversas versões dos documentos à medida que elas vão surgindo. Esse processo implica em: Publicar somente a versão mais recente do documento em uso e não permitir que, acidentalmente, versões antigas sejam utilizadas. Permitir que somente pessoas autorizadas vejam versões anteriores. Permite acessar as versões para efetuar comparações entre elas. Criação automática de novas versões, mediante solicitação, com codificação própria em, pelo menos, dois níveis. Criar histórico de referências para auditoria. Aplicações típicas em que o controle de versões é útil: Controle de normas de qualidade. Documentação de projetos. Desenhos de manutenção de plantas instaladas. Criação de processos de compra ou outros em que documentos devem ser, a todo tempo, revisados. Documentação de sistemas de informática. Documentos de engenharia com plantas industriais ou instalações (elétricas, gás, telefonia etc.) apresentam-se como uma situação extrema, pois um documento feito há 30 anos pode ser, ainda hoje, alterado. Uso de modelos de documentos predefinidos ou formulários eletrônicos Esses modelos, conhecidos como templates, agilizam muito a criação de novos documentos facilitando a padronização do documento dentro da empresa. Por exemplo, se um usuário quiser enviar um fax, um modelo do documento correspondente à área será fornecido. Nele estarão as informações necessárias a serem preenchidas e, se for necessário criar um desenho, o mesmo será repetido. Um formato será apresentado, exatamente, como deve ser criado para que seja feito conforme as normas da empresa. Gerenciamento do ciclo de vida de um documento / Anhembi Morumbi 3 3

4 Isso implica em padronizar, inicialmente, um grupo de documentos e a empresa deverá criar, normalmente, novos padrões à medida que os colaboradores necessitem. Formulários eletrônicos e tecnologias como o xml permitem que, além de criar documentos de maneira muito padronizada, possamos interagir com bases de dados, permitindo a atualização automática desses documentos. Integração com programas geradores de novos documentos A integração entre o ambiente GED e programas geradores de documentos permite que o usuário cadastre dados do documento somente uma vez, ou seja, no próprio DM, pois, ao escolher o template desejado e com a integração pronta, o usuário começará o documento já cadastrado no GED e no modelo desejado (sem nenhum trabalho adicional). A questão que resta refere-se às vantagens que essa iniciativa pode trazer para a empresa. Com essa integração, a empresa ganha, conforme suas normas, maior velocidade na codificação do documento e tem, além da segurança de já possuí-lo gerenciado, a garantia de que os dados necessários à identificação do documento estão registrados. Tais integrações podem ser feitas, diretamente, na aplicação em uso no momento (Word, Excel etc.). Gerenciamento de documentos em construção Um problema corrente, que ajuda a perder o controle da documentação de trabalho do dia-a-dia, está na possibilidade do sistema não permitir que documentos, ainda em construção, sejam gerenciados, pois, se forem concluídos, poderão entrar no sistema. Por isso, é preciso fazer o documento fora do ambiente GED para, somente depois de concluído, incluí-lo no ambiente. É ideal que o repositório de documentos seja único e confiável e que, nunca, não reste dúvida sobre qual versão é válida ou onde devemos procurar um documento quando necessário. Uma forma muito interessante de resolver isso é fazer com que o DM possa, também, controlar documentos que estão em construção. Itens de controle: Permitir uma identificação clara de que o documento em referencia está em construção. Identificar quem é o responsável pela alteração naquele momento. Não permitir que outros tenham acesso a essa versão em construção para evitar que decisões sejam tomadas em função de documento incompleto. Integração com o sistema de controle de versões 4 Gerenciamento do ciclo de vida de um documento / Anhembi Morumbi

5 Fluxos documentais O fluxo eletrônico de documentos possui algumas vantagens sobre o fluxo em papel. Algumas possibilidades são: Uma notificação para verificar se um grupo de documentos pode ser enviado a várias pessoas simultaneamente, pois, dessa forma, as pessoas podem acessar, dessa maneira, o mesmo documento, sem precisar fazer várias cópias dele. Mesmo distribuindo documentos a várias pessoas, não é necessário fazer cópias eletrônicas para todas elas. Uma única cópia no ambiente DM é suficiente e todos poderão ter acesso a essa versão válida. O índice que deve ser utilizado para acessar o documento é enviado aos usuários. As notificações do ambiente DM podem ser integradas a sistemas de e- mail, permitindo que, mesmo que o usuário não acesse o ambiente DM, ele saiba que existe uma tarefa pendente a ser feita. É possível ver, pelo sistema, quem já verificou um documento, para poder dar o encaminhamento necessário. Normalmente, o ambiente DM possui regras de segurança e permite construção de fluxos documentais, impedindo que usuários não autorizados aprovem documentos fora de sua competência. Podem ser criados grupos de trabalho para fins e tarefas específicas (workareas), fazendo com que documentos desse grupo tenham tratamento diferenciado como, por exemplo, evitar que outros os manipulem enquanto ele estiver sendo trabalhado e notificar o ambiente DM sobre qual o grupo que está fazendo a alteração. Suporte a diversos tipos documentais Pela possibilidade de reaproveitar documentos contidos no DM e, também, os demais recursos de controle sobre documentos, armazenar documentos em seu formato nativo digital passa a ser uma opção muito interessante. O problema que isso gera é que, se muitos tipos documentais forem utilizados, o visualizador nativo do DM pode não ser suficiente para o acesso de toda a informação armazenada. Além dos documentos convencionais, como os digitalizados, processados em editores de texto e planilhas e em ambientes corriqueiros de trabalho, fala-se em armazenar tudo (pequenos bancos de dados, apresentações de slides, páginas HTML, cronogramas de execução de tarefas e obras, vídeos e sons digitais etc.) e, no fundo, chega-se à conclusão de que, realmente, essas informações precisam ser armazenadas. O DM permite que esses objetos sejam gerenciados com sucesso, possibilitando uma flexibilidade nunca antes experimentada. Gerenciamento do ciclo de vida de um documento / Anhembi Morumbi 5 5

6 XML (extensible Markup Language) - Linguagem extensível de formatação, o XML é definido como formato universal para dados estruturados na Web. Esses dados consistem em tabelas, desenhos, parâmetros de configuração etc.. A linguagem trata, então, de definir regras que permitem escrever documentos de forma que sejam adequadamente visíveis ao computador. Leia o texto GED: assinatura digital e validade jurídica de documentos ( cacomp/downloads/monografias/gedassinaturadigital.pdf) Bibliografia básica: BALDAM, R., VALLE, R., CAVALCANTI, M. GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos. 2.ed. São Paulo: Érica, BALDAM, R. EDMS: Gerenciamento Eletrônico de Documentos Técnicos. São Paulo: Érica, Bibliografia complementar: Centro Nacional de Desenvolvimento do Gerenciamento da Informação Gerenciamento do ciclo de vida de um documento / Anhembi Morumbi

7 Gerenciamento do ciclo de vida de um documento / Anhembi Morumbi 7 7

O Gerenciamento de Documentos Analógico/Digital

O Gerenciamento de Documentos Analógico/Digital Tipos de GED: Document imaging Document management Document Imaging / Document Management O Gerenciamento de Documentos Analógico/Digital Mundo analógico Criação Revisão Processamento Arquivo Mundo digital

Leia mais

Tecnologias de GED Simone de Abreu

Tecnologias de GED Simone de Abreu Tecnologias de GED Simone de Abreu A rapidez na localização da informação contida no documento é hoje a prioridade das empresas e organizações, já que 95% das informações relevantes para o processo de

Leia mais

Gerenciamento Eletrônico de Documentos de Engenharia. Estudo de Caso (Benefícios do GED) Demonstração Prática de Uso de GED (SAPROD)

Gerenciamento Eletrônico de Documentos de Engenharia. Estudo de Caso (Benefícios do GED) Demonstração Prática de Uso de GED (SAPROD) Gerenciamento Eletrônico de Documentos de Engenharia Estudo de Caso (Benefícios do GED) Demonstração Prática de Uso de GED (SAPROD) Gerenciamento Eletrônico de Documentos de Engenharia Estudo de Caso (Benefícios

Leia mais

Versão 1.0 2013 Todos os direitos reservados. www.jordaoengenharia.com.br

Versão 1.0 2013 Todos os direitos reservados. www.jordaoengenharia.com.br Versão 1.0 2013 Todos os direitos reservados. www.jordaoengenharia.com.br O Programa de P&D da Aneel foi instituído pela Aneel em 1999, e posteriormente foi regulamentado pela Lei 9.991 de 2000, tendo

Leia mais

Manual de Rotinas para Usuários. Advogados da União. Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS. Sistema da AGU de Inteligência Jurídica

Manual de Rotinas para Usuários. Advogados da União. Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS. Sistema da AGU de Inteligência Jurídica Manual de Rotinas para Usuários Advogados da União Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS Sistema da AGU de Inteligência Jurídica Versão 1.0 2015 1 INTRODUÇÃO 3 1.1 O QUE É O SAPIENS? 3

Leia mais

Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD

Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD Para acessar sua senha: 1. Entrar no portal Metodista online Acesse o site www.bennett.br. No lado superior direito aparecerá a janela da área de login,

Leia mais

Sociedade do Conhecimento

Sociedade do Conhecimento Gerenciamento (Gestão) Eletrônico de Documentos GED Introdução Gerenciamento Eletrônico de Documentos - GED Sociedade do Conhecimento Nunca se produziu tanto documento e se precisou de tanta velocidade

Leia mais

Índice. Índice... 1. Apresentando o Nextsite... 3. Recursos... 4. Recursos Opcionais... 6. Componentes externos... 7. Gerenciando sua conta...

Índice. Índice... 1. Apresentando o Nextsite... 3. Recursos... 4. Recursos Opcionais... 6. Componentes externos... 7. Gerenciando sua conta... Índice Índice... 1 Apresentando o Nextsite... 3 Recursos... 4 Recursos Opcionais... 6 Componentes externos... 7 Gerenciando sua conta... 8 Visualização Geral... 9 Central de mensagens... 12 Minha conta...

Leia mais

Aplicações de GED. Aplicações de GED. Document imaging. Document imaging

Aplicações de GED. Aplicações de GED. Document imaging. Document imaging Aplicações de GED Processamento, arquivamento e recuperação de documentos (Document Imaging) Gerenciamento de documentos (Document Management) Sistema de Gerenciamento de documentos técnicos (engineering

Leia mais

Introdução ao GED Simone de Abreu

Introdução ao GED Simone de Abreu Introdução ao GED Simone de Abreu GED O que é isso? O conhecimento teve, ao longo da história, diferentes significados e funções. No tempo das cavernas nossos antepassados transmitiam aos seus descendentes

Leia mais

DESENVOLVIMENTODE APLICAÇÕESPARAINTERNET:PHP. VitorFariasCoreia

DESENVOLVIMENTODE APLICAÇÕESPARAINTERNET:PHP. VitorFariasCoreia DESENVOLVIMENTODE APLICAÇÕESPARAINTERNET:PHP VitorFariasCoreia INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Vitor Farias Correia Graduado em Sistemas de Informação pela FACITEC e especialista em desenvolvimento de jogos

Leia mais

Diretor Técnico 01/10/2009 Dr. Jose Carlos dos Santos. Diretor Executivo 01/10/2009

Diretor Técnico 01/10/2009 Dr. Jose Carlos dos Santos. Diretor Executivo 01/10/2009 Versão: 2 Pg: 1/5 ELABORADO POR DE ACORDO APROVADO POR NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA Dr. Ivo Gerente da Fernandes Qualidade 01/10/2009 Dr. Renato de Lacerda Diretor Técnico 01/10/2009 Dr. Jose Carlos dos

Leia mais

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier isupplier Revisão 01 Setembro 2011 Sumário 1 Acesso ao portal isupplier... 03 2 Home Funções da Tela Inicial... 05 3 Ordens de Compra Consultar Ordens de Compra... 07 4 Entregas Consultar Entregas... 13

Leia mais

GESTORES/FISCAIS INSTITUCIONAIS. Módulo Monitoramento Obras 2.0 - FNDE

GESTORES/FISCAIS INSTITUCIONAIS. Módulo Monitoramento Obras 2.0 - FNDE VERSÃO PRELIMINAR ESTA VERSÃO ESTÁ EM CONSTANTE ATUALIZAÇÃO, PODENDO SOFRE ALTERAÇÃO NAS TELAS E INSTRUÇÕES Atualizado até a inserção de vistorias GESTORES/FISCAIS INSTITUCIONAIS Módulo Monitoramento Obras

Leia mais

GOOGLE.COM.BR - PRIVACY POLICY

GOOGLE.COM.BR - PRIVACY POLICY Última modificação: 27 de julho de 2012 ( visualizar versões arquivadas) Existem muitas maneiras diferentes pelas quais você pode usar nossos serviços pesquisar e compartilhar informações, comunicar-se

Leia mais

Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL

Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Superintendência de Gestão Técnica da Informação SGI Superintendência de Fiscalização Econômica e Financeira SFF MANUAL DE INSTRUÇÃO PARA ELABORAÇÃO E ENVIO DE

Leia mais

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS SANTA MARIA FATECIENS 2008 Este manual tem por finalidade apresentar as especificações detalhadas da aplicação de Cadastro de Funcionários,

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

POLÍTICA DE PRIVACIDADE POLÍTICA DE PRIVACIDADE Veja como protegemos suas informações. 1. DA ABRANGÊNCIA DESTA POLÍTICA DE PRIVACIDADE a. Como a Advisenet usa informações pessoais? Este documento explicita a forma pela qual a

Leia mais

Portais corporativos: evolução, aplicação, tendências e casos. de implantação. Fernando Silva Parreiras

Portais corporativos: evolução, aplicação, tendências e casos. de implantação. Fernando Silva Parreiras Portais corporativos: evolução, aplicação, tendências e casos de implantação Fernando Silva Parreiras Fernando Silva Parreiras Mestrando em ciência da informação pela ECI UFMG Especialista em gestão financeira

Leia mais

COMO COMEÇAR 2016 se organizando?

COMO COMEÇAR 2016 se organizando? COMO COMEÇAR 2016 se organizando? Como começar 2016 se organizando? Conheça estratégias simples para iniciar o novo ano com o pé direito Você sabia que, de acordo com o Sebrae, os principais motivos que

Leia mais

Pró-Reitoria de Educação a Distância. Manual do Ambiente Virtual de Aprendizagem para alunos

Pró-Reitoria de Educação a Distância. Manual do Ambiente Virtual de Aprendizagem para alunos Pró-Reitoria de Educação a Distância Manual do Ambiente Virtual de Aprendizagem para alunos Como acessar o ambiente 1. Entre no Ambiente Virtual de Aprendizagem localizado na página principal do Portal

Leia mais

Como usar HTML em seus anúncios no MercadoLivre. MercadoLivre Brasil

Como usar HTML em seus anúncios no MercadoLivre. MercadoLivre Brasil Como usar HTML em seus anúncios no MercadoLivre 1 Conteúdo Apresentação Como editar os novos templates O que é necessário para editar os novos templates sem usar o Mercado Livre. Como salvar uma imagem

Leia mais

Índice. 1. Os desafios das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs)...3. Grupo 7.3 - Módulo 17

Índice. 1. Os desafios das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs)...3. Grupo 7.3 - Módulo 17 GRUPO 7.3 MÓDULO 17 Índice 1. Os desafios das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs)...3 2 1. OS DESAFIOS DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (NTICS) Chamam-se Novas Tecnologias

Leia mais

Treinamento de Administrador. Zoho CRM

Treinamento de Administrador. Zoho CRM Treinamento de Administrador Zoho CRM Objetivos Apresentar os principais recursos do CRM a fim de propiciar ao administrador do sistema autonomia para: Criar e alterar campos; Acrescentar, renomear e customizar

Leia mais

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia LGTi Tecnologia Soluções Inteligentes Manual - Outlook Web App Siner Engenharia Sumário Acessando o Outlook Web App (Webmail)... 3 Email no Outlook Web App... 5 Criar uma nova mensagem... 6 Trabalhando

Leia mais

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CONCEITOS BÁSICOS... 2 3. SAGE ALERTA NCM... 3 4. NCM PORTAL DE RELACIONAMENTO... 12 1.1. O que é NCM... 2 2.1.

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CONCEITOS BÁSICOS... 2 3. SAGE ALERTA NCM... 3 4. NCM PORTAL DE RELACIONAMENTO... 12 1.1. O que é NCM... 2 2.1. Sage Alerta NCM Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CONCEITOS BÁSICOS... 2 1.1. O que é NCM... 2 3. SAGE ALERTA NCM... 3 2.1. 2.2. 2.3. 2.4. Cadastro NCM... 3 Destino NCM... 5 NCMs Monitoradas... 6 Painel de

Leia mais

GED: Gestão Eletrônica de Documentos

GED: Gestão Eletrônica de Documentos GED: Gestão Eletrônica de Documentos Profº Yogui,R YOGUI,R - MIPS - 2012 Direito Autoral YOGUI,R - MIPS - 2012 Direito Autoral Consideração Inicial O objetivo desta sessão é prover conhecimento básico

Leia mais

Do Word 2007 para o Office 365 para empresas

Do Word 2007 para o Office 365 para empresas Do Word 2007 para o Office 365 para empresas Faça a migração O Microsoft Word 2013 para área de trabalho está diferente das versões anteriores. Assim, veja a seguir uma visão geral dos novos recursos e

Leia mais

Montagem e Manutenção. Luís Guilherme A. Pontes

Montagem e Manutenção. Luís Guilherme A. Pontes Montagem e Manutenção Luís Guilherme A. Pontes Introdução Qual é a importância da Montagem e Manutenção de Computadores? Sistema Binário Sistema Binário Existem duas maneiras de se trabalhar e armazenar

Leia mais

PEDIDO ON-LINE DE SUBSÍDIO GLOBAL

PEDIDO ON-LINE DE SUBSÍDIO GLOBAL Portuguese (PT) PEDIDO ON-LINE DE SUBSÍDIO GLOBAL As imagens a seguir mostram como navegar pelo nosso site para fazer um pedido de Subsídio Global. Para mais informações, visite www.rotary.org/pt/grants.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Sete Lagoas Secretaria de Planejamento Orçamento e Tecnologia Subsecretaria de Tecnologia da Informação

Prefeitura Municipal de Sete Lagoas Secretaria de Planejamento Orçamento e Tecnologia Subsecretaria de Tecnologia da Informação Tutorial para abertura de chamado Este sistema foi personalizado, instalado e configurado pela equipe da. O objetivo desta implantação é informatizar os registros de atendimento de suporte técnico para

Leia mais

Apostila de. WordPress. Gustavo Teixeira da Cunha Coelho Henrique Gemignani Passos Lima. 13 de maio de 2013. Primeira Edição RC2

Apostila de. WordPress. Gustavo Teixeira da Cunha Coelho Henrique Gemignani Passos Lima. 13 de maio de 2013. Primeira Edição RC2 Apostila de WordPress Gustavo Teixeira da Cunha Coelho Henrique Gemignani Passos Lima 13 de maio de 2013 Primeira Edição RC2 Copyright (C) 2013 USPGameDev A edição mais recente pode ser encontrada em:

Leia mais

Manual de Atendimento do Chat Casa do Corretor. Página 1

Manual de Atendimento do Chat Casa do Corretor. Página 1 Manual de Atendimento do Chat Casa do Corretor Página 1 Página 2 Índice: Acessando o Sistema... 03 Escala de Atendimento... 06 Painel de Atendimento... 07 Home... 08 Respostas Prontas... 09 Comandos Prontos...

Leia mais

EDI Definição, funcionamento Benefícios Categorias de EDI Pontos chaves (EDI/ XML) XML (Extensible Markup Language) HTML e XML

EDI Definição, funcionamento Benefícios Categorias de EDI Pontos chaves (EDI/ XML) XML (Extensible Markup Language) HTML e XML Tecnologia da Administração O que veremos? EDI Definição, funcionamento Benefícios Categorias de EDI Pontos chaves (EDI/ XML) XML (Extensible Markup Language) HTML e XML Sintaxe Edifact (ONU) EDI For Administration

Leia mais

Manual do usuário do Portal Gemas da Terra

Manual do usuário do Portal Gemas da Terra Rede Gemas da Terra de Telecentros Rurais Manual do usuário do Portal Gemas da Terra Versão 1.0 Agosto de 2006. Rede Gemas da Terra de Telecentros Rurais Transferindo Poder para as Comunidades Rurais Através

Leia mais

Engenharia. Principal Gerenc. Eletrônico de Doc. de Engenharia Digitalização de Doc. Técnica Manuais e relatórios pesquisáveis

Engenharia. Principal Gerenc. Eletrônico de Doc. de Engenharia Digitalização de Doc. Técnica Manuais e relatórios pesquisáveis Índice Engenharia Principal Gerenc. Eletrônico de Doc. de Engenharia Digitalização de Doc. Técnica Manuais e relatórios pesquisáveis Migração de Base de Dados IntelliCAD Customização e rotinas para AutoCAD

Leia mais

CentralSul de Notícias: A Rotina Produtiva de uma Agência Experimental Online 1

CentralSul de Notícias: A Rotina Produtiva de uma Agência Experimental Online 1 CentralSul de Notícias: A Rotina Produtiva de uma Agência Experimental Online 1 COSTA 2 Daiane dos Santos; FONSECA 3 Aurea Evelise dos Santos; ZUCOLO 4 Rosana Cabral 1 Trabalho submetido ao SEPE 2011 Simpósio

Leia mais

Metadados. 1. Introdução. 2. O que são Metadados? 3. O Valor dos Metadados

Metadados. 1. Introdução. 2. O que são Metadados? 3. O Valor dos Metadados 1. Introdução O governo é um dos maiores detentores de recursos da informação. Consequentemente, tem sido o responsável por assegurar que tais recursos estejam agregando valor para os cidadãos, as empresas,

Leia mais

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores Conceitos Básicos de Rede Um manual para empresas com até 75 computadores 1 Conceitos Básicos de Rede Conceitos Básicos de Rede... 1 A Função de Uma Rede... 1 Introdução às Redes... 2 Mais Conceitos Básicos

Leia mais

O Sistema mais completo. de Captura e GED. do Mercado. MegaGED

O Sistema mais completo. de Captura e GED. do Mercado. MegaGED O Sistema mais completo de Captura e GED do Mercado AutoStore O AutoStore é um software de captura e distribuição de documentos (Texto, Imagens e Arquivos Eletrônicos) Com o AutoStore é possível automatizar

Leia mais

APERFEIÇOAMENTO DE PROCEDIMENTOS ESTATÍSTICOS PARA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL ONLINE: IMPLANTAÇÃO DE RELATÓRIOS ARMAZENÁVEIS

APERFEIÇOAMENTO DE PROCEDIMENTOS ESTATÍSTICOS PARA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL ONLINE: IMPLANTAÇÃO DE RELATÓRIOS ARMAZENÁVEIS APERFEIÇOAMENTO DE PROCEDIMENTOS ESTATÍSTICOS PARA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL ONLINE: IMPLANTAÇÃO DE RELATÓRIOS ARMAZENÁVEIS Marina Pasquali Marconato Mancini CER, DEs, UFSCar 1 2 Anderson Luiz Ara-Souza

Leia mais

FEMA Fundação Educacional Machado de Assis INFORMÁTICA Técnico em Segurança do Trabalho P OW ERPOI NT. Escola Técnica Machado de Assis Imprensa

FEMA Fundação Educacional Machado de Assis INFORMÁTICA Técnico em Segurança do Trabalho P OW ERPOI NT. Escola Técnica Machado de Assis Imprensa P OW ERPOI NT 1 INTRODUÇÃO... 3 1. Iniciando o PowerPoint... 3 2. Assistente de AutoConteúdo... 4 3. Modelo... 5 4. Iniciar uma apresentação em branco... 6 5. Modo de Exibição... 6 6. Slide Mestre... 7

Leia mais

Apresentação do Banco de Dados Mundial sobre Fortificações

Apresentação do Banco de Dados Mundial sobre Fortificações Apresentação do Banco de Dados Mundial sobre Fortificações Roberto Tonera Projeto Fortalezas Multimídia - Universidade Federal de Santa Catarina Brasil projeto@fortalezasmultimidia.com.br artonera@hotmail.com

Leia mais

EMPREENDIMENTOS HIDRELÉTRICOS INSTRUÇÕES PARA CADASTRAMENTO E HABILITAÇÃO TÉCNICA COM VISTAS À PARTICIPAÇÃO NOS LEILÕES DE ENERGIA

EMPREENDIMENTOS HIDRELÉTRICOS INSTRUÇÕES PARA CADASTRAMENTO E HABILITAÇÃO TÉCNICA COM VISTAS À PARTICIPAÇÃO NOS LEILÕES DE ENERGIA EMPREENDIMENTOS HIDRELÉTRICOS INSTRUÇÕES PARA CADASTRAMENTO E HABILITAÇÃO TÉCNICA COM VISTAS À PARTICIPAÇÃO NOS LEILÕES DE ENERGIA Governo Federal Ministério de Minas e Energia Ministro Silas Rondeau Cavalcante

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Diretor do Departamento de Tecnologia de Informação e Comunicação (DETEC) Analisado por: Assessor da Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET) Aprovado por: Secretário da Secretaria-Geral

Leia mais

Rua Minas Gerais, 190 Higienópolis 01244-010 São Paulo/SP Brasil Fone (11) 3017.3600 Fax: (11) 3017.3633 www.abnt.org.br

Rua Minas Gerais, 190 Higienópolis 01244-010 São Paulo/SP Brasil Fone (11) 3017.3600 Fax: (11) 3017.3633 www.abnt.org.br GUIA DO VISUALIZADOR SUA EMPRESA ONLINE NO MUNDO DA NORMALIZAÇÃO SUMÁRIO 1 O QUE É ABNTCOLEÇÃO...3 1.1 CONFIGURAÇÕES MINIMAS DESEJAVEL...3 1.1.2 SEGURANÇADE REDE...3 2 COMO ACESSAR A SUA COLEÇÃO...4 2.1

Leia mais

CONVERJ Administração

CONVERJ Administração 1 CONVERJ Administração Concedente Versão 1.0 Outubro/2013 2 Sumário 1 Módulo Administração... 3 1.1 Como incluir um novo usuário?... 3 1.1.1 Perfis... 4 1.2 Como excluir um usuário?... 6 1.3 Como Nomear

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO EAD (Educação a Distância) ÍNDICE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO EAD (Educação a Distância) ÍNDICE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO EAD (Educação a Distância) ÍNDICE FORMAS DE ACESSO AO AMBIENTE EAD... 2 O AMBIENTE EAD... 3 TERMO DE COMPROMISSO... 4 CONHECENDO A HOME PAGE DO TREINAMENTO EAD... 4

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO E-MAIL 12-2008 EQUIPA TIC

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO E-MAIL 12-2008 EQUIPA TIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO E-MAIL 12-2008 EQUIPA TIC OPÇÕES DE ACESSO Passo 1 Abrir o browser (Internet Explorer, Firefox ou outro) e escrever na barra de endereços mail.esmcastilho.pt ou email.esmcastilho.pt.

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE EAD (Educação a Distância) ÍNDICE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE EAD (Educação a Distância) ÍNDICE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE EAD (Educação a Distância) ÍNDICE FORMAS DE ACESSO AO AMBIENTE EAD... 2 O AMBIENTE EAD... 2 TERMO DE COMPROMISSO... 3 CONHECENDO A HOME PAGE DO TREINAMENTO EAD... 3 ETAPAS

Leia mais

Capítulo 1. Guia de Início Rápido. Você vai aprender a programar a sua primeira reunião em 5 passos fáceis.

Capítulo 1. Guia de Início Rápido. Você vai aprender a programar a sua primeira reunião em 5 passos fáceis. Capítulo 1 Guia de Início Rápido Você vai aprender a programar a sua primeira reunião em 5 passos fáceis. PRIMEIRO PASSO: Entrando no ClaireMeeting Use o seu navegador e acesse: http://www.clairemeeting4.com.br

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Manual do Moodle- Sala virtual UNIFAP MACAPÁ-AP 2012 S U M Á R I O 1 Tela de Login...3 2 Tela Meus

Leia mais

1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e?

1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e? 1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e? Podemos conceituar a Nota Fiscal Eletrônica como sendo um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar,

Leia mais

Equipe OC- Olimpíadas Científicas

Equipe OC- Olimpíadas Científicas Equipe OC- Olimpíadas Científicas Ivan Tadeu Ferreira Antunes Filho 1 de outubro de 2012 Resumo Bem vindo a equipe do OC! Aqui está o resumo de todas as regras que temos no site até o presente momento.

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

UNIDADE III Sistemas Operacionais WINDOWS

UNIDADE III Sistemas Operacionais WINDOWS UNIDADE III Sistemas Operacionais WINDOWS Objetivo da unidade Objetivo Geral Apontar as noções básicas do Windows Praticar o aprendizado sobre o Sistema Operacional Objetivos Específicos Entender como

Leia mais

Guia de utilização da notação BPMN

Guia de utilização da notação BPMN 1 Guia de utilização da notação BPMN Agosto 2011 2 Sumário de Informações do Documento Documento: Guia_de_utilização_da_notação_BPMN.odt Número de páginas: 31 Versão Data Mudanças Autor 1.0 15/09/11 Criação

Leia mais

PowerPoint 2010 para o Office 365 para empresas

PowerPoint 2010 para o Office 365 para empresas PowerPoint 2010 para o Office 365 para empresas Faça a migração O Microsoft PowerPoint 2013 tem uma aparência diferente das versões anteriores. Assim, veja a seguir uma visão geral dos novos recursos e

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL RESOLUÇÃO CUNI Nº 054, DE 5 DE JULHO DE 2011. Dispõe sobre a Política de Segurança da Informação e Comunicações da Universidade Federal de Lavras. O Conselho Universitário da Universidade

Leia mais

Coisas. negócio. que se você NÃO estiver fazendo na nuvem, provavelmente está perdendo. por Maurício Cascão, CEO Mandic.

Coisas. negócio. que se você NÃO estiver fazendo na nuvem, provavelmente está perdendo. por Maurício Cascão, CEO Mandic. 5 Coisas que se você NÃO estiver fazendo na nuvem, provavelmente está perdendo negócio. por Maurício Cascão, CEO Mandic. CLOUD SOLUTIONS 5 { / } Coisas { / } que se você NÃO estiver fazendo na nuvem, provavelmente

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Acesso ao Sistema - Pessoa Física Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 37 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 1.2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA NFS-E... 4 1.3. CONTRIBUINTES IMPEDIDOS DA EMISSÃO

Leia mais

Sumário. Sobre este livro 1. Direto ao assunto 7

Sumário. Sobre este livro 1. Direto ao assunto 7 Sumário 1 2 Sobre este livro 1 Sem informatiquês!........................................................... 1 Uma breve visão geral.......................................................... 2 O que há

Leia mais

Manual das planilhas de Obras v2.5

Manual das planilhas de Obras v2.5 Manual das planilhas de Obras v2.5 Detalhamento dos principais tópicos para uso das planilhas de obra Elaborado pela Equipe Planilhas de Obra.com Conteúdo 1. Gerando previsão de custos da obra (Módulo

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO I - Aspectos Gerais... 2 II - Proteção da Informação... 2 III - Responsabilidades... 3 IV - Informações Confidenciais... 3 V - Informações Privilegiadas... 4

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATANTE: Aqui designado apenas como a empresa que fez o cadastro pelo sistema de vendas online no site www.netflexfidelidade.com.br CONTRATADA: Openhaus Soluções Tecnológicas

Leia mais

Guia para Utilização do Site. Apoio Integrado à Gestão Descentralizada do SUS

Guia para Utilização do Site. Apoio Integrado à Gestão Descentralizada do SUS Guia para Utilização do Site Apoio Integrado à Gestão Descentralizada do SUS Endereço: http://www.saude.gov.br/apoio Abaixo é apresentada a tela de entrada do Site de Apoio Integrado à Gestão Descentralizada

Leia mais

Manual do Moodle. Manual do Moodle para alunos. 29/Junho/2009. (Versão 1.0) Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1

Manual do Moodle. Manual do Moodle para alunos. 29/Junho/2009. (Versão 1.0) Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1 Manual do Moodle para alunos (Versão 1.0) 29/Junho/2009 Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1 O que é?... 3 Acesso... 4 Atualizando suas informações... 4 Enviando Mensagens... 5 Acessando os seus cursos...

Leia mais

CED. Manual do Usuário

CED. Manual do Usuário CED Manual do Usuário Definições Este documento possui alguns termos específicos, por isso faremos uma breve descrição dos conceitos atribuídos a eles: Usuário Administrador: usuário responsável pelo gerenciamento

Leia mais

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema

Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe. Manual de acesso e utilização do sistema PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO Nota Fiscal de Serviço eletrônica NFSe Manual de acesso e utilização do sistema Versão: 1.0.30 Maio/2011 SUMÁRIO 1. TELA INICIAL... 3 2. CADASTRO DO PRESTADOR... 4

Leia mais

MANUAL MOODLE - PROFESSORES

MANUAL MOODLE - PROFESSORES MANUAL MOODLE - PROFESSORES VERSÃO 2.5 Faculdades Projeção FACULDADE PROJEÇÃO Prof. Oswaldo Luiz Saenger Presidente Prof.ª Catarina Fontoura Costa Diretora Geral das Unidades Educacionais Prof. José Sérgio

Leia mais

APRESENTAÇÃO. questões que constantemente chegam ao Suporte de Informática do Órgão Central.

APRESENTAÇÃO. questões que constantemente chegam ao Suporte de Informática do Órgão Central. APRESENTAÇÃO O presente documento Aplicativos de E-mail / Webmail Nível Básico Perguntas e Respostas tem como principal objetivo disponibilizar aos servidores das Escolas Estaduais do Estado de Minas Gerais

Leia mais

Núcleo de Telessaúde do Amazonas

Núcleo de Telessaúde do Amazonas Pólo de Telemedicina da Amazônia CONFIGURAÇÃO PADRÃO IP.TV TELESSAÚDE /AMAZONAS Estamos apresentando neste manual os passos necessários para instalar a configuração padrão do Pólo de Telemedicina da Amazônia

Leia mais

O que é GED GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS (GED)

O que é GED GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS (GED) Automação em Arquivos GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS (GED) O que é GED GED é a tecnologia que provê um meio de facilmente armazenar, localizar e recuperar informações existentes em documentos e

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AOS PÓLOS DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

PROGRAMA DE APOIO AOS PÓLOS DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA 1 O presente relatório refere-se as atividades de pesquisa desenvolvidas no período de abril de 2005 a abril de 2006. Neste período foi desenvolvido, entre outras atividades constantes

Leia mais

INSTRUMENTO NORMATIVO 004 IN004

INSTRUMENTO NORMATIVO 004 IN004 1. Objetivo Definir um conjunto de critérios e procedimentos para o uso do Portal Eletrônico de Turismo da Região disponibilizado pela Mauatur na Internet. Aplica-se a todos os associados, empregados,

Leia mais

PROCEDIMENTO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DO CLIENTE Título: Manual da Loja Virtual. Objetivo: Como anunciar produtos e acompanhar as vendas. Onde: Empresa Quem: Cliente Quando: Início Através deste manual, veremos como anunciar e

Leia mais

Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005.

Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005. Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005. Cadastro de recursos dos sistemas de informação e mapa de saldos. Gustavo Dias - CEINF Marcos de Almeida - DECON Sumário Introdução Regulamentação Atividades

Leia mais

Softpress NFe E-mail. Guia do Usuário

Softpress NFe E-mail. Guia do Usuário Softpress NFe E-mail Guia do Usuário Conteúdo deste Guia 1. Introdução 2. Considerações Gerais 3. Instalação do NFe E-mail 4. Ativação do Produto 5. Página Inicial 6. Clientes 7. Localizar 8. Atendimento

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

Aquisição. Manual APC

Aquisição. Manual APC Sumário 1. ORÇAMENTO... 1 1.1 CADASTRO DAS VERBAS...3 1.2 UNIDADE ORGANIZACIONAL...4 1.1.1 Orçamento...6 2. SUGESTÕES DE COMPRA... 1 1.3 ITENS...3 2.1.1 VISUALIZAÇÃO...7 1.4 CONSULTA GERAL E GERAÇÃO DE

Leia mais

SAÚDE SEM PAPEL ADRIANO DUARTE CEO

SAÚDE SEM PAPEL ADRIANO DUARTE CEO SAÚDE SEM PAPEL ADRIANO DUARTE CEO SAÚDE SEM PAPEL ADRIANO DUARTE CEO A GREEN é uma empresa de Alta Tecnologia especializada em Automação de Processos e Gestão de Conteúdo focada na substituição de Documentos

Leia mais

Curso de Informática Básica

Curso de Informática Básica Curso de Informática Básica A Web Descomplique 1 Curso de Informática Básica Índice Introdução...3 Organizando os favoritos...3 Localizando Informações na página...5 Histórico de Navegação...7 Capturando

Leia mais

INTRODUÇÃO. O conteúdo programático foi pensado em concursos, assim simularemos algumas questões mais usadas em vestibular e provas de concursos.

INTRODUÇÃO. O conteúdo programático foi pensado em concursos, assim simularemos algumas questões mais usadas em vestibular e provas de concursos. INTRODUÇÃO Essa apostila foi idealizada como suporte as aulas de Informática Educativa do professor Haroldo do Carmo. O conteúdo tem como objetivo a inclusão digital as ferramentas de pesquisas on-line

Leia mais

Manual SAGe Versão 1.0

Manual SAGe Versão 1.0 Manual SAGe Versão 1.0 Emissão de Parecer de Assessoria (após a versão 12.14.00) Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Recebimento do e-mail de solicitação de parecer... 3 3. Operações no sistema SAGe... 4 3.1

Leia mais

Manual do Aluno Moodle

Manual do Aluno Moodle Manual do Aluno Moodle Site: Moodle PUCRS Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Curso: Moodle PUCRS Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Livro: Manual do Aluno Moodle Impresso

Leia mais

Especificação Técnica Sistema ABS TEM+

Especificação Técnica Sistema ABS TEM+ Especificação Técnica Sistema ABS TEM+ A solução ABS TEM+ desenvolvida pela Vergence é baseada no conceito de TEM (Telecom Expenses Management), o qual visa a aplicação de melhoras em relação à tecnologia,

Leia mais

Treinamento Outlook Express

Treinamento Outlook Express Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS Treinamento Outlook Express Série A. Normas e Manuais Técnicos Brasília DF 2003 1 2003. Ministério da Saúde. É permitida a reprodução

Leia mais

SERVIÇO DE CORREIO ELETRÔNICO PADRÃO DO HUWC

SERVIÇO DE CORREIO ELETRÔNICO PADRÃO DO HUWC SERVIÇO DE CORREIO ELETRÔNICO PADRÃO DO HUWC Sumário Apresentação 3 Serviços oferecidos 3 1. Entrar 4 2. Enviar mensagem 5 3. Leitura das mensagens 6 4. Mensagens com arquivos anexados 6 5. Gerenciamento

Leia mais

ARQUIVOLOGIA - TIPOLOGIAS DOCUMENTAIS E SUPORTES FÍSICOS. Prof. Antonio Victor Botão

ARQUIVOLOGIA - TIPOLOGIAS DOCUMENTAIS E SUPORTES FÍSICOS. Prof. Antonio Victor Botão ARQUIVOLOGIA - TIPOLOGIAS DOCUMENTAIS E SUPORTES FÍSICOS Prof. Antonio Victor Botão TÉCNICAS MODERNAS DE ARQUIVAMENTO Anteriormente tratamento somente de suporte papel em arquivos, os materiais especiais

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Apresentação no Power Point

Apresentação no Power Point PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE SUBPROJETO GEOGRAFIA/CERES PROJETO TECNOLOGIAS DIGITAIS E GEOGRAFIA Apresentação no Power Point

Leia mais

Uso da ferramenta de mailing

Uso da ferramenta de mailing Uso da ferramenta de mailing A ferramenta e mailing integrada na plataforma SphinxnaWeb permite enviar rapidamente centenas ou milhares de e mails a diversos correspondentes, especialmente para obter respostas

Leia mais

BroadNeeds Content Partner

BroadNeeds Content Partner BroadNeeds Content Partner BroadNeeds Content Partner - BCP 1) SOBRE O PROGRAMA O Programa BroadNeeds Content Partner, tem como objetivo oferecer uma parceria comercial para produtores de conteúdo, que

Leia mais

MANUAL WEBDRIVE. webdrive.whirlpool.com.br

MANUAL WEBDRIVE. webdrive.whirlpool.com.br MANUAL WEBDRIVE webdrive.whirlpool.com.br 1 Sumário 1. O Webdrive p. 04 2. Acessando o sistema p. 04 2.1 Esqueci minha senha 2.2 Página principal 2.3 Efetuar logoff 2.4 Criar e alterar Usuários 2.5 Criar

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Compartilhamento de Arquivos no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução...

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Introdução as redes de comunicação e redes de computadores Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza

Sistemas de Informações Gerenciais Introdução as redes de comunicação e redes de computadores Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Sistemas de Informações Gerenciais Introdução as redes de comunicação e redes de computadores Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão reservados

Leia mais

Autoria Multimídia: o uso de ferramentas multimídia no campo educacional

Autoria Multimídia: o uso de ferramentas multimídia no campo educacional Autoria Multimídia: o uso de ferramentas multimídia no campo educacional Douglas Vaz, Suelen Silva de Andrade Faculdade Cenecista de Osório (FACOS) Rua 24 de maio, 141 95520-000 Osório RS Brasil {doug.vaz,

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA GERENCIADOR DE DOCUMENTOS SGD VERSÃO 1.7

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA GERENCIADOR DE DOCUMENTOS SGD VERSÃO 1.7 MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA GERENCIADOR DE DOCUMENTOS SGD VERSÃO 1.7 Comissão Intergestores Bipartite 4ª Avenida, 400, Plataforma 6, Lado B, 1º Andar, Sala 103 - Centro Administrativo da Bahia Salvador-Ba

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO E ENTREGA DE DOCUMENTOS NOVOS

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO E ENTREGA DE DOCUMENTOS NOVOS PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO E ENTREGA DE DOCUMENTOS NOVOS Este manual foi elaborado para orientar o Cliente, Órgão/Entidade, sobre os procedimentos necessários a serem seguidos com relação à preparação

Leia mais