GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE AMBIENTES DE TI UTILIZANDO ZENOSS. Cássio Duarte Melgaço*

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE AMBIENTES DE TI UTILIZANDO ZENOSS. Cássio Duarte Melgaço*"

Transcrição

1 GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE AMBIENTES DE TI UTILIZANDO ZENOSS Cássio Duarte Melgaço* Resumo Este artigo tem como objetivo analisar características no quesito gerenciamento e monitoramento de redes de computadores em ambientes de TI que envolvem o uso do Zenoss Core, uma ferramenta gratuita. A análise e coleta de dados são mostradas nos mais diversos aspectos, tais como, cadastramento de dispositivos, inventário, alerta e geração relatórios para auxiliar a tomada de decisões dos administradores, visando minimizar falhas, economia de custos e de investimentos, sem que se perca o objetivo de modernização, atualização e competitividade. Palavras-chave: Zenoss. Monitoramento de redes. Gerenciamento. Tecnologia da informação. 1 INTRODUÇÃO A evolução constante e a criação de novas tecnologias juntamente com a demanda cada vez maior por preço e qualidade obrigam as equipes técnicas das empresas a buscarem fornecimento de soluções mais ágeis, eficientes e baratas possíveis. Exatamente nesse contexto tem-se notado a transformação das pequenas redes em grandes infraestruturas interligadas. Assim, os profissionais da área precisam, além de obter as melhores respostas em menor tempo, assumir uma postura multidisciplinar, tendo conhecimento dos diversos aspectos do ambiente de rede e mantendo a capacidade competitiva de suas empresas no mercado. A figura 1 ilustra como exemplo, de maneira simplificada, a composição de uma estrutura de rede de computadores que pode ser monitorada, com o intuito de realizar uma gestão pró-ativa dos equipamentos e serviços. * Graduado em Ciência da Computação pela Universidade Vale do Rio Doce, atua como Analista de TI na área de redes na Prefeitura Municipal de Governador Valadares -

2 2 Figura 1 Estrutura de Rede de Computadores Conforme Black (2008) é fundamental que os administradores de redes utilizem ferramentas que os auxiliem no monitoramento dos componentes de suas infraestruturas. Com base em relatórios e/ou alertas administrativos, o administrador poderá prever futuras situações onde seja necessária a sua intervenção. Seja para uma correção de configuração incorreta ou até mesmo a substituição de algum dispositivo em mau funcionamento ou obsoleto. Dessa maneira, o estudo tenta mostrar, através de um método abrangente e uma abordagem investigativa, a lógica de planejamento e coleta de dados sobre o software Zenoss Core, auxiliar no grande desafio que os administradores têm em gerir suas redes. O Zenoss foi escolhido por ser uma ferramenta completa, de configuração intuitiva e visualmente agradável. Ainda, segundo Guimarães (2010), o Zenoss possui uma arquitetura modular, facilitando assim a incorporação de novas funcionalidades à ferramenta e sendo capaz de monitorar vários tipos de dispositivos.

3 3 2 DESENVOLVIMENTO Segundo o Zenoss Wiki (2016), o projeto Zenoss Core foi iniciado por Erik Dahl, um veterano engenheiro de redes que já havia utilizado inúmeros monitores de redes comerciais. Ele estava desapontado com a quantidade de ferramentas isoladas que eram necessárias para monitorar o status, o desempenho ou os alertas dos sistemas, entre outros. Em 2005 Erik se juntou com seu colega Bill Karpovich e fundaram a empresa Zenoss. Eles lançaram então a primeira versão do Zenoss Core sobre a licença GNU GPL Versão 2. Desde o seu lançamentos o Zenoss já foi baixando mais de 1 milhão de vezes e é utilizado por usuários em todos os continentes. O Zenoss Core é um software de monitoramento que oferece uma visibilidade completa da infraestrutura de rede, desde dispositivos até aplicações. As características incluem: descoberta automática de dispositivos, inventário, status, sofisticado sistema de alertas incluindo mensagens via e sms, gráficos de desempenho e portal web de fácil utilização entre outros. É conhecido também por não necessitar de agente instalado nos dispositivos a serem monitorados, utilizando basicamente o protocolo SNMP. Guimarães (2010) afirma que, o Zenoss suporta tecnologias de monitoramento e gerenciamento como SNMP, WMI, ping, varreduras de portas e monitoramento de portas baseado em SSH. O SNMP é o padrão para obtenção de informações e gerenciamento, sendo suportado pela grande maioria de dispositivos de rede. O Zenoss é distribuído sobre dois formatos de licenciamento: o Core e o Enterprise, sendo o Core sua versão de software gratuita e comunitária e o Enterprise que conta com um contrato de suporte e algumas configurações pré-instaladas além de plug-ins avançados. 2.1 INSTALAÇAO Para o desenvolvimento do estudo foi feita a instalação do Zenoss Core versão no sistema operacional CentOS 6 64 bits (sistema básico, sem interface gráfica), seguindose as recomendações descritas no manual de instalação disponível do site da Zenoss Community (2016). Foi utilizado como hardware um PC Intel Dual Core 2.4GHz, 4GB de memória RAM e 250GB de HD. O Zenoss Core é distribuído através de um pacote RPM précompilado com os requisitos necessários para o seu funcionamento. Finalizados os passos para instalação e a configuração inicial do usuário de administração, seguindo-se o manual, é apresentada a tela de login.

4 4 Figura 2 Tela de Login Depois de instalado, o servidor do Zenoss foi colocado em um ambiente de produção para que o desenvolvimento do trabalho e a coleta de dados correspondessem o mais próximo possível de uma real utilização Configuração do protocolo SNMP nos Servidores Uma das vantagens do Zenoss, como foi abordada, é não necessitar de agente para monitorar os dispositivos, utilizando-se basicamente o protocolo SNMP. Com o intuito de monitorar os dispositivos via SNMP é necessária a ativação deste, caso já não esteja ativado. Figura 3 Ativação do SNMP no Windows

5 Para ativar o serviço SNMP no Windows Server 2008, deve-se ir ao Gerenciamento de Recursos do Servidor e ativar os serviços destacados na figura 3. 5 Figura 4 Configuração do SNMP no Windows A configuração do serviço é feita pelo console de serviços no painel de controle, clicando com o botão direito em Serviço SNMP e depois em configurações. Deve-se preencher os campos marcados na figura 4 com as informações relevantes, como contato responsável pelo servidor e local de instalação, na outra guia deve-se preencher o nome da comunidade SNMP e o endereço IP do servidor onde está instalado o Zenoss e reiniciar o serviço. Para a ativação nos sistemas operacionais Linux como Debian 8 e CentOS 6, primeiro instala-se o pacote do serviço SNMP através do gerenciador. Para Debian: apt-get install snmp snmpd Para CentOS: yum install snmp snmpd Após cria-se um novo arquivo em /etc/snmp/snmpd.conf com o seguinte conteúdo, alterando as informações relevantes e reinicia-se o serviço: rocommunity public <IP DO SERVIDOR ZENOSS> sysadmin <FULANO> syslocation <LOCAL DO SERVIDOR>

6 6 2.2 ZENOSS CORE VISÃO GERAL Dashboard Figura 5 Dashboard A primeira tela vista depois de feito o login é a Dashboard, ela pode ser considerada como uma central de informações sobre todos os acontecimentos no Zenoss. É composta por portlets que são as janelas com as informações que são personalizáveis quanto à disposição, tamanho, quais ficam visíveis e quais não. Um portlet que se destaca nesse ponto é o de geo localização que faz integração com a API do Google Mapas, e mostra os dispositivos como pontos no mapa quando são cadastrados no Zenoss com a informação de localização onde se encontram. Também é possível visualizar no mapa informação de alertas, caso os dispositivos mostrados apresentem algum Infrastructure A guia Infrastructure é a mais importante do Zenoss. É nela onde é possível cadastrar novos dispositivos e onde pode ser visualizada a lista de todos os dispositivos já cadastrados com suas respectivas classes, também é possível visualizar a contagem de alertas na parte superior caso haja algum, como destacados na figura 6. As classes de dispositivos são usadas pelo Zenoss para identificar quais informações ele deve buscar de cada dispositivo para coleta.

7 7 Figura 6 Infrastructure Para inserir um novo dispositivo deve-se selecionar no lado esquerdo a classe do dispositivo e clicar no ícone de monitor na parte superior, será então mostrada a janela da figura 7. Figura 7 Adicionar Dispositivo Na janela que se abre é necessário informar o IP do dispositivo, um nome, confirmar se a classe do mesmo está correta e clicar em ADD. Se ocorrer tudo bem o mesmo deve aparecer na lista de dispositivos cadastrados, caso contrário, dados adicionais como senhas de acesso, podem ser necessários para que o cadastro seja efetivado.

8 8 Figura 8 Informações do dispositivo Se o dispositivo foi cadastrado corretamente e apareceu na lista, clicando-se no nome do mesmo abre-se a guia do dispositivo com as informações que o Zenoss coletou, como em destaque na figura 8. As figuras 9 e 10 mostram servidores Windows e Linux, respectivamente, monitorados pelo Zenoss e as informações coletadas dos mesmos, como também gráficos de desempenho gerados a partir das informações. A visualização de dados a partir de gráficos torna mais fácil a análise e o entendimento das informações coletadas, bem como a familiarização com a interface do ambiente em geral. Figura 9 Servidor Windows monitorado pelo Zenoss

9 9 Figura 10 Servidor Linux monitorado pelo Zenoss Algumas funções sendo monitoradas pelo Zenoss nos dispositivos e servidores: Figura 11 Bancos de dados com espaço ocupado e número de transações Figura 12 Ocupação de Disco

10 10 Figura 13 Tráfego de dados nas interfaces do roteador e qualidade do link VPN Figura 14 Serviços em execução Figura 15 Auditoria de softwares instalados Events Na guia Events estão agrupados os eventos dos dispositivos que apresentam algum alerta, não necessariamente sendo algum erro ou parada crítica. Clicando-se no nome do dispositivo o administrador é levado à guia de informações do mesmo. Também é possível visualizar mais informações sobre o evento clicando-se duas vezes sobre o mesmo em qualquer guia do Zenoss onde os alertas aparecem.

11 11 Figura 16 - Eventos Figura 17 Detalhes do Evento Reports É através da guia Reports que podem ser gerados os relatórios dos componentes monitorados pelo Zenoss. Estão disponíveis vários tipos prontos de relatórios consolidados, mas é possível também customizar algum tipo determinado com dados de interesse dos administradores.

12 12 Figura 18 Relatórios Zenpacks No menu Zenpacks da guia Advanced, podem ser adicionados os ZenPacks, que facilitam a incorporação de novas funcionalidades à ferramenta. Os Zenpacks em sua maioria são desenvolvidos pela comunidade, podendo ser encontrados na internet e no próprio site Zenoss Wiki (2016) e expandem a capacidade do Zenoss quanto ao monitoramento de novos dispositivos, sistemas, banco de dados, software e hardware em geral. Vale ressaltar que o Zenoss possui pré-instalados vários Zenpacks em sua configuração básica. Figura 19 ZenPacks

13 13 3 CONSIDERAÇÕES FINAIS Ao analisar fatos relevantes durante a implantação e utilização do Zenoss, durante a pesquisa, alguns pontos se revestem de significativa importância. A instalação foi considerada simples e eficiente através de pacote RPM pré-compilado já com os requisitos necessários para o funcionamento e a configuração sendo fácil tanto para usuários iniciantes como avançados. Do ponto de vista da usabilidade, a navegação através das guias, menus e gráficos do Zenoss é bastante intuitiva, bastando pouco tempo para familiarizar-se com o funcionamento do mesmo, tendo assim uma curva de aprendizado pequena. As funcionalidades de tratamento de logs e alertas são bem sofisticadas, inclusive com envio de alertas por e sms, fornecendo informações concisas para o tratamento dos eventos. O Zenoss Core é open-source, sendo gratuito, nesse segmento o enfoque que mais chama a atenção é a economia de recursos e consequentemente a possibilidade de aplicação desses recursos em melhoria de equipamentos e treinamentos. Por outro lado pode existir uma lacuna quanto ao suporte, resolução de problemas, possíveis correções de bugs e atualizações, pois a comunidade fica a par do desenvolvimento do software. Considerando que, os objetivos principais das ferramentas de gerenciamento e monitoramento são ajudar a manter o bom funcionamento das redes melhorando a confiabilidade e segurança dos dados e recursos disponível, auxiliar na modernização da infraestrutura para que o ambiente não se torne obsoleto e ao mesmo tempo facilitando o trabalho dos administradores de rede, foi possível comprovar através do estudo e da análise dos dados que o Zenoss Core cumpre o seu papel.

14 14 REFERÊNCIAS AMARAL, Marcos Prado. FARIA, Thiago de Freitas. Estudo Comparativo entre as Ferramentas Cacti E Mrtg no Gerenciamento de uma Rede Computacional com Tráfego Heterogêneo. Novembro/2013. Disponível em: <http://blog.newtonpaiva.br/pos/e8- info19/>. Acesso em: Fevereiro/2016 BLACK, Tomas Lovis. Comparação de Ferramentas de Gerenciamento de Redes. Dezembro/2008. Disponível em: < /handle/10183/15986/ pdf>. Acesso em: Fevereiro/2016 GUIMARÃES, Matuzalém. Monitoramento de Redes com o Zenoss. Junho/2010. Disponível em: < https://www.vivaolinux.com.br/artigo/monitoramento-de-redes-com-o- Zenoss>. Acesso em: Março/2016 ZENOSS COMMUNITY. Disponível em: <http://www.zenoss.org>. Acesso em: Março/2016 ZENOSS CORE ADMINISTRATION. Disponível em: <https://www.zenoss.com /sites/default/files/documentation/zenoss_core_administration_ v08.pdf>. Acesso em: Março/2016 ZENOSS CORE INSTALLATION AND UPGRADE. Disponível em: <https://www. zenoss.com/documentation/core_docs/zenoss_core_installation_upgrade_ v20.pdf>. Acesso em: Fevereiro/2016 ZENOSS WIKI. Disponível em: <http://wiki.zenoss.org>. Acesso em: Fevereiro/2016.

Funcionalidades da ferramenta zabbix

Funcionalidades da ferramenta zabbix Funcionalidades da ferramenta zabbix Jordan S. Romano¹, Eduardo M. Monks¹ ¹Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS (FATEC PELOTAS) Rua Gonçalves Chaves,

Leia mais

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Uma poderosa ferramenta de monitoramento Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Abril de 2008 O que é? Características Requisitos Componentes Visual O que é?

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Microsoft Windows R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2016 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações

Leia mais

Manual de Instalação do Sistema Audatex Servidor/ Estação Nova Plataforma

Manual de Instalação do Sistema Audatex Servidor/ Estação Nova Plataforma Manual de Instalação do Sistema Audatex Servidor/ Estação Nova Plataforma 1 P á g i n a SUMÁRIO 1. Informações Gerais... 3 1.1. Pré-Requisitos... 3 1.2. Liberações Necessárias... 3 1.3. Perfil Administrador...

Leia mais

Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.6

Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.6 Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.6 2006-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedida por escrito, nenhuma licença será

Leia mais

INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE

INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE A Microsoft disponibilizou em seu site, o link para download da versão Preview do Windows Server 2012 R2. A licença do produto irá expirar somente

Leia mais

Especificação Técnica Sistema ABS TEM+

Especificação Técnica Sistema ABS TEM+ Especificação Técnica Sistema ABS TEM+ A solução ABS TEM+ desenvolvida pela Vergence é baseada no conceito de TEM (Telecom Expenses Management), o qual visa a aplicação de melhoras em relação à tecnologia,

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

GTI-2 Logs. Documento Visão. Versão <1.0>

GTI-2 Logs. <Gerador de Logs> Documento Visão. Versão <1.0> GTI-2 Logs Documento Visão Versão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 01/12/2014 1.0 Desenvolvimento do documento visão. Matheus, Romero, Douglas. 2/6 Índice Analítico

Leia mais

Estudo da Ferramenta Cacti, para análise de desempenho de rede

Estudo da Ferramenta Cacti, para análise de desempenho de rede Estudo da Ferramenta Cacti, para análise de desempenho de rede Eduardo Perez Pereira 1, Rodrigo Costa de Moura 1 1 Centro Politécnico Universidade Católica de Pelotas (UCPel) Félix da Cunha, 412 - Pelotas

Leia mais

GUIA RÁPIDO - Bulletino Administrador -

GUIA RÁPIDO - Bulletino Administrador - GUIA RÁPIDO - - versão 1.0 Introdução A Dzign-e orgulhosamente apresenta o Bulletino, um sistema desenvolvido com o objetivo de facilitar a comunicação entre Organização e seus membros. O Sistema Bulletino

Leia mais

LABORATÓRIO 3 (parte 1)

LABORATÓRIO 3 (parte 1) FACULDADE PITÁGORAS Tecnólogo em Redes de Computadores Desempenho de Redes Prof. Ulisses Cotta Cavalca LABORATÓRIO 3 (parte 1) OBJETIVOS Verificar e manipular ferramentas de desempenho

Leia mais

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation GMP Corporation Gerenciador de Multi-Projetos Manual do Usuário 2000 GMP Corporation Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 24/08/2004 1.0 Versão inicial do documento Bárbara Siqueira Equipe

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE Introdução O administrador de redes geovanegriesang@ifsul.edu.br www.geovanegriesang.com Gerenciamento de redes Gerenciamento de rede é o ato de iniciar, monitorar e modificar

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-client MSI Versão: 4.2.3 Versão do Doc.: 1.0 Autor: Aline Della Justina Data: 19/11/2010 Documento destinado à: Clientes e Parceiros Alterado por: Release Note: Detalhamento

Leia mais

Guia do Usuário. idocs Content Server v.2.0-1 -

Guia do Usuário. idocs Content Server v.2.0-1 - Guia do Usuário idocs Content Server v.2.0-1 - 2013 BBPaper_Ds - 2 - Sumário Introdução... 4 Inicializando a aplicação... 6 Ambiente... 7 Alterando o ambiente... 8 Senhas... 10 Alterando senhas... 10 Elementos

Leia mais

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário Manual do Usuário Produto: EmiteNF-e Versão: 1.2 Índice 1. Introdução... 2 2. Acesso ao EmiteNF-e... 2 3. Configurações Gerais... 4 3.1 Gerenciamento de Usuários... 4 3.2 Verificação de Disponibilidade

Leia mais

Figura 1: Interface 3G Identech

Figura 1: Interface 3G Identech Sumário 1 INTRODUÇÃO...3 2 INSTALAÇÃO NO WINDOWS XP...5 3 INSTALAÇÃO NO WINDOWS VISTA...12 4 INSTALAÇÃO NO WINDOWS 7...18 5 CADASTRANDO OPERADORA...25 6 CONECTANDO NA INTERNET...27 7 SERVIÇO DE SMS...29

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014.

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores : Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Professor: Marissol Martins Alunos: Edy Laus,

Leia mais

Manual do Usuário Publicador

Manual do Usuário Publicador Manual do Usuário Publicador Portal STN SERPRO Superintendência de Desenvolvimento SUPDE Setor de Desenvolvimento de Sítios e Portais DEDS2 Versão 1.1 Fevereiro 2014 Sumário Sobre o Manual... 3 Objetivo...

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Conhecendo o seu E173

Conhecendo o seu E173 Obrigado por escolher o Modem USB Huawei E173 (aqui denominado E173). Com o E173, você pode acessar a Internet por meio da rede sem fio em alta velocidade. Observação: Este manual fornece os atributos

Leia mais

Desenvolvimento de Software para Avaliação Técnica-Econômica das Alternativas de Investimento propostas em Projetos de Diagnóstico Energético

Desenvolvimento de Software para Avaliação Técnica-Econômica das Alternativas de Investimento propostas em Projetos de Diagnóstico Energético Desenvolvimento de Software para Avaliação Técnica-Econômica das Alternativas de Investimento propostas em Projetos de Diagnóstico Energético C. Penna, A. P. C. Paraguassu, C. M. Matos ENERSUL; I. S. Escobar

Leia mais

Guia de instalação UEG Linux 14.04 LTS

Guia de instalação UEG Linux 14.04 LTS 1. Apresentação O UEG Linux 14.04 LTS é um sistema operacional baseado em Linux e derivado do Ubuntu, customizado pela Gerência de Núcleo de Inovação Tecnológica da Universidade Estadual de Goiás para

Leia mais

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 01 Revisores: Aprovado em: setembro de 2013. Nota de copyright Copyright 2013 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados. Manual

Leia mais

Seu manual do usuário KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3741343

Seu manual do usuário KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3741343 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas

Leia mais

Tutorial de Instalação

Tutorial de Instalação Tutorial de Instalação Reserva Legal Todos os produtos, logotipos e marcas aqui referidos são marcas registradas de seus proprietários legais. A W PC Software ao elaborar este tutorial de instalação dos

Leia mais

Rua Minas Gerais, 190 Higienópolis 01244-010 São Paulo/SP Brasil Fone (11) 3017.3600 Fax: (11) 3017.3633 www.abnt.org.br

Rua Minas Gerais, 190 Higienópolis 01244-010 São Paulo/SP Brasil Fone (11) 3017.3600 Fax: (11) 3017.3633 www.abnt.org.br GUIA DO VISUALIZADOR SUA EMPRESA ONLINE NO MUNDO DA NORMALIZAÇÃO SUMÁRIO 1 O QUE É ABNTCOLEÇÃO...3 1.1 CONFIGURAÇÕES MINIMAS DESEJAVEL...3 1.1.2 SEGURANÇADE REDE...3 2 COMO ACESSAR A SUA COLEÇÃO...4 2.1

Leia mais

INSTALAÇÃO DO FIREFOX E JAVA PORTÁVEL CUSTOMIZADO PELO TRT DA 13ª REGIÃO

INSTALAÇÃO DO FIREFOX E JAVA PORTÁVEL CUSTOMIZADO PELO TRT DA 13ª REGIÃO Poder Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região INSTALAÇÃO DO FIREFOX E JAVA PORTÁVEL CUSTOMIZADO PELO TRT DA 13ª REGIÃO Por Ericson Benjamim Secretaria de Tecnologia da

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 Versão Preliminar 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...4 1.1 Apresentação...4 1.2 Organização e uso do manual...4 1.3 Dúvidas e canais de atendimento...4 2 VISÃO GERAL

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Data Responsável Versão Doc. Observação 23/11/2012 Camilo Ribeiro da Silva 2 Revisão Conteúdo Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 Níveis de Compatibilidade

Leia mais

LABORATÓRIO 3 (parte 2)

LABORATÓRIO 3 (parte 2) FACULDADE PITÁGORAS Tecnólogo em Redes de Computadores Desempenho de Redes Prof. Ulisses Cotta Cavalca LABORATÓRIO 3 (parte 2) OBJETIVOS Verificar e manipular ferramentas de desempenho

Leia mais

FileMaker. Guia de instalação e novos recursos. do FileMaker Pro 15 e FileMaker Pro 15 Advanced

FileMaker. Guia de instalação e novos recursos. do FileMaker Pro 15 e FileMaker Pro 15 Advanced FileMaker Guia de instalação e novos recursos do FileMaker Pro 15 e FileMaker Pro 15 Advanced 2007-2016 FileMaker, Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara,

Leia mais

MANUAL VOIP VOIP. Coordenação Tecnológica. Manual de Instalação de Softphones. Voice Over Internet Protocolo

MANUAL VOIP VOIP. Coordenação Tecnológica. Manual de Instalação de Softphones. Voice Over Internet Protocolo MANUAL o Este documento definirá como é feita a instalação e utilização de clientes VoIP na plataforma PC, operando sobre Windows e Linux, e em dispositivos móveis funcionando sobre a plataforma Android

Leia mais

Motorola Phone Tools. Início Rápido

Motorola Phone Tools. Início Rápido Motorola Phone Tools Início Rápido Conteúdo Requisitos mínimos...2 Antes da instalação Motorola Phone Tools...3 Instalar Motorola Phone Tools...4 Instalação e configuração do dispositivo móvel...6 Registro

Leia mais

Infracontrol versão 1.0

Infracontrol versão 1.0 Infracontrol versão 1.0 ¹Rafael Victória Chevarria ¹Tecnologia em Redes de Computadores - Faculdade de Tecnologia SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) Rua Gonçalves Chaves 602-A Centro 96015-560

Leia mais

Librix. A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC Guia de referência

Librix. A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC Guia de referência Librix A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC Guia de referência índice Librix Introdução Librix...03 Manual Eletrônico...03 Opções de Suporte...03 Dicas para a Instalação Configurações Regionais...05

Leia mais

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX. SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraujo

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX. SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraujo ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraujo INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Salvador Alves de Melo Júnior Mestre na área de Automação e Robótica UnB. Especialista em

Leia mais

TRBOnet ENTERPRISE. Guia de Instalação. NEOCOM Ltd

TRBOnet ENTERPRISE. Guia de Instalação. NEOCOM Ltd TRBOnet ENTERPRISE Guia de Instalação 1. Visão Geral A arquitetura do TRBOnet Enterprise é composto de 3 componentes lógicos: O software servidor (TRBOnet Radio Server), que implementa o protocolo MOTOTRBO

Leia mais

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença.

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Tutorial Report Express Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Índice Apresentação Pág. 3 Passo 1 Pág. 4 Instalação do MasterDirect Integrações Passo 2 Pág. 8 Exportar clientes Linha Contábil

Leia mais

NAPNE / SIEP. Softwares Educativos MANUAL GCOMPRIS

NAPNE / SIEP. Softwares Educativos MANUAL GCOMPRIS NAPNE / SIEP Softwares Educativos MANUAL GCOMPRIS Janeiro de 2009 1 ÍNDICE Introdução 3 Requisitos básicos 3 Instalação 3 Interface do usuário 4 Janela principal 4 Administração de GCompris 5 Seleção de

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP. MANUAL DO USUÁRIO - SIGA Extranet GRD e Projetos. MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET GRD e Projetos

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP. MANUAL DO USUÁRIO - SIGA Extranet GRD e Projetos. MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET GRD e Projetos Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO - SIGA Extranet GRD e Projetos MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET GRD e Projetos Versão: 1.5 Fevereiro/2014 Versão: 1.5 Novembro 2008 Versão: 1.5

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-control Versão: 4.3.1 Versão do Doc.: 1.2 Autor: Wagner Petri Data: 27/08/2010 Aplica-se à: Equipes internas NDDigital, Clientes e Revendas Alterado por: Release Note: Detalhamento

Leia mais

Dell SupportAssist para PCs e Tablets Guia de implementação

Dell SupportAssist para PCs e Tablets Guia de implementação Dell SupportAssist para PCs e Tablets Guia de implementação Notas, avisos e advertências NOTA: Uma NOTA indica informações importantes que ajudam você a usar melhor os recursos do computador. CUIDADO:

Leia mais

Guia do Usuário da Matriz Virtual do Avigilon Control Center. Versão 5.6

Guia do Usuário da Matriz Virtual do Avigilon Control Center. Versão 5.6 Guia do Usuário da Matriz Virtual do Avigilon Control Center Versão 5.6 2006-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedida por escrito, nenhuma licença

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SOFTWARE NETCONTROL

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SOFTWARE NETCONTROL MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SOFTWARE NETCONTROL (PACOTE 48) VERSÃO DO MANUAL 2.1. de 11/02/2014 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Configurações Mínimas Recomendada do Servidor... 3 3. Compatibilidade com Sistemas

Leia mais

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR 1 - Integra Services Atenção: o Integra Services está disponível a partir da versão 2.0 do software Urano Integra. O Integra Services é um aplicativo que faz parte

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Um serviço de diretório, como o Active Directory, fornece os métodos para armazenar os dados de diretório (informações sobre objetos

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com Site: www.veniciopaulo.com

Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com Site: www.veniciopaulo.com Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com Site: www.veniciopaulo.com Formação: Graduando em Analises e Desenvolvimento de Sistemas (8º Período) Pregoeiro / Bolsa de Valores

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Máquinas Virtuais: Windows 2008 Server

Máquinas Virtuais: Windows 2008 Server Máquinas Virtuais: Windows 2008 Server André Luiz Silva de Moraes chameandre@gmail.com Faculdade Senac http://www.senacrs.com.br Feira das Oportunidades 04 de Maio de 2011 1 / 11 1 Conceitos Básicos Definições

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital Funcionários Página 1 de 12 O cadastro de funcionários permite cadastrar o usuário que vai utilizar o SIGLA Digital e também seus dados pessoais.

Leia mais

Tutorial de uso do Subversion com RapidSVN

Tutorial de uso do Subversion com RapidSVN Universidade Federal de São Carlos Departamento de Computação Tutorial de uso do Subversion com RapidSVN João Celso Santos de Oliveira Orientação: Prof.ª Dra. Marilde T. P. Santos - São Carlos - Agosto

Leia mais

INTRODUÇÃO AO SISTEMA

INTRODUÇÃO AO SISTEMA MANUAL DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO Nome do Software: Guarux Versão do Software: Guarux Educacional 4.0 INTRODUÇÃO AO SISTEMA O Guarux Educacional 4.0 é uma distribuição idealizada pela

Leia mais

Manual de Rotinas para Usuários. Advogados da União. Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS. Sistema da AGU de Inteligência Jurídica

Manual de Rotinas para Usuários. Advogados da União. Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS. Sistema da AGU de Inteligência Jurídica Manual de Rotinas para Usuários Advogados da União Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS Sistema da AGU de Inteligência Jurídica Versão 1.0 2015 1 INTRODUÇÃO 3 1.1 O QUE É O SAPIENS? 3

Leia mais

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Fevereiro/2011 Este documento se destina a instalação do Orion Phoenix na sua rede Versão 1.01 C ONTE ÚDO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. VISÃO GERAL... 3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Guia de Atualização Release FoccoERP 3.16

Guia de Atualização Release FoccoERP 3.16 Guia de Atualização Release FoccoERP 3.16 04/05/2016 Índice ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 FIQUE LIGADO... 3 PROCESSO DE ATUALIZAÇÃO... 4 PRÉ-REQUISITOS PARA ATUALIZAÇÃO DO MENU WEB... 10 Página 2 de 12 Introdução

Leia mais

PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO. Novo Site da Minas Comunica

PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO. Novo Site da Minas Comunica PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO Novo Site da Minas Comunica ESCOPO DO PROJETO Reformular o site da Minas Comunica (estrutura e visual) Criar sistema de área Logada, que contenha estrutura para comportar:

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Microsoft Windows R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2015 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações

Leia mais

Virtual Box. Guia. Instalação E Utilização. Criado por Wancleber Vieira wancleber.vieira@ibest.com.br

Virtual Box. Guia. Instalação E Utilização. Criado por Wancleber Vieira wancleber.vieira@ibest.com.br Virtual Box Guia De Instalação E Utilização 1 Sumário Instalação do Linux Ubuntu através de um gerenciador de Máquinas Virtuais 1.1 Introdução, 3 1.2 Instalação do Virtual Box, 3 1.3 Configuração do Virtual

Leia mais

Software Web para: Empresas, Governo, Organizações, Entidades de Classe, Sindicatos, ONG's e Profissionais Liberais

Software Web para: Empresas, Governo, Organizações, Entidades de Classe, Sindicatos, ONG's e Profissionais Liberais MANUAL DO USUÁRIO BITÁVEL GERENCIADOR ONLINE DE NEWSLETTERS (GOLNEWS) Software Web para: Empresas, Governo, Organizações, Entidades de Classe, Sindicatos, ONG's e Profissionais Liberais Versão 1.0 1 Índice

Leia mais

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015 Monitor de Comercialização Ofertante MT 43-1-00015-0 Última Atualização 12/11/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Como inserir subitens V Emissão de Relatórios VI

Leia mais

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 1 UML Introdução Fases de Desenvolvimento Notação Visões Análise de Requisitos Casos de Uso StarUML Criando Casos de Uso Orientação a Objetos Diagrama de Classes

Leia mais

Integração da Digitação de Eventos

Integração da Digitação de Eventos Integração da Digitação de Eventos Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 1 1.2. Conhecendo a Plataforma... 3 1.2.1. Seleção da Empresa... 3 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações...

Leia mais

Manual do Usuário. Nucleo Media Console

Manual do Usuário. Nucleo Media Console Manual do Usuário Nucleo Media Console Versão 1.0.6.26 Copyright 2013 BroadNeeds Rev. 2013-04-25 Página 1 de 24 1 - INTRODUÇÃO... 3 1.1 TOPOLOGIA... 4 1.2 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS... 4 1.3 CONFIGURANDO

Leia mais

FACULDADE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS

FACULDADE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS FACULDADE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GERÊNCIA DE REDES Professor: Fernando Tsukahara Alunos: André de Oliveira Silva Lucas Rodrigues Sena Trabalho da disciplina de Gerência de Redes para complementar o projeto

Leia mais

P.I.C. Procedimento de Instalação e Configuração

P.I.C. Procedimento de Instalação e Configuração P.I.C. Procedimento de Instalação e Configuração Versão - 1.0J 2013 Software Express Informática Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução ou divulgação deste documento, por qualquer processo,

Leia mais

TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ²

TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ² 295 TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ² Resumo: O Linux Terminal Server Project (LTSP) é um conjunto de serviços que proporcionam

Leia mais

Endereço de acesso: https://suporte.ufopa.edu.br

Endereço de acesso: https://suporte.ufopa.edu.br Manual Do Usuário O GLPI é o sistema de chamados de suporte técnico utilizado pelo CTIC da UFOPA. Através dele serão atendidos os chamados de suporte a equipamentos de informática, redes de computadores

Leia mais

4 Desenvolvimento da ferramenta

4 Desenvolvimento da ferramenta direcionados por comportamento 38 4 Desenvolvimento da ferramenta Visando facilitar a tarefa de documentar requisitos funcionais e de gerar testes automáticos em uma única ferramenta para proporcionar

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML

Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML 1. Conceitos e termos importantes XML Empresarial: é um sistema web (roda em um servidor remoto) de armazenamento e distribuição de documentos

Leia mais

Descomplicando Tecnologia

Descomplicando Tecnologia Descomplicando Tecnologia PROPÓSITO DESTE EBOOK Notamos que muitas pessoas tem sofrido com situações de fácil solução, envolvendo a lentidão e segurança de seus computadores e smartphones, a idéia deste

Leia mais

Soluções via.net para otimização de processos paramétricos com Autodesk Inventor.

Soluções via.net para otimização de processos paramétricos com Autodesk Inventor. Soluções via.net para otimização de processos paramétricos com Autodesk Inventor. Michel Brites dos Santos MAPData A parametrização quando possível já é uma forma de otimizar o processo de criação na engenharia.

Leia mais

Manual Rápido de Registro e Configuração do DJPDV

Manual Rápido de Registro e Configuração do DJPDV Página 1 Manual Rápido de Registro e Configuração do DJPDV Juliana Rodrigues Prado Tamizou www.djsystem.com.br (15) 3324-3333 Rua Coronel Aureliano de Camargo,973 Centro - Tatuí SP - 18270-170 Revisado

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA Constitui objeto da presente licitação o registro de preços para implantação de sistema de telefonia digital (PABX) baseado em servidor IP, com fornecimento

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Versão 1.2 Histórico de revisões Revisão Data Descrição da alteração 1.0 18/09/2015 Criação deste manual 1.1 22/09/2015 Executando a instalação

Leia mais

Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração

Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração 1) Faça o download do Medica Office através do nosso site www.medicaloffice.com.br opção do Download; 2) Após realizado o download do arquivo

Leia mais

MRS. Monitoramento de Redes e Sistemas

MRS. Monitoramento de Redes e Sistemas MRS Monitoramento de Redes e Sistemas Origem Crescimento rede REGIN de 16 para 293 municípios. Diversidade de tipos de erros. Minimizar esforço e tempo humano gastos na detecção e eliminação de problemas.

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE Manual de Utilização do MSDN-AA Software Center Aracaju/SE 2009 Sumário Apresentação... 3 1. Solicitando ativação no MSDN-AA... 3 2. Acessando o Portal

Leia mais

Manual do usuário. Viewer

Manual do usuário. Viewer Manual do usuário Viewer Outubro / 2010 Manual do Heron Viewer Índice Heron Viewer... 2 Instalação... 2 Configuração... 5 Configurando o servidor (Computador que acompanha o aparelho Heron)... 5 Configurando

Leia mais

Manual do Aluno para o Curso do SEER à Distância

Manual do Aluno para o Curso do SEER à Distância Manual do Aluno para o Curso do SEER à Distância Elaborado por: Alexandre Faria de Oliveira Consultor TI / Monitor Colaborador: Dr.Miguel Ángel Márdero Arellano Coordenador SEER - IBICT Brasília, 2011

Leia mais

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X A primeira coisa a analisarmos é onde ficará posicionado o servidor de Raio-x na rede do cliente, abaixo será colocado três situações básicas e comuns

Leia mais

Descrição da UnB Wireless

Descrição da UnB Wireless Descrição da UnB Wireless Descrição A rede UNB Wireless é um serviço da UnB que disponibiliza rede sem fio corporativa utilizando as melhores técnicas de segurança e privacidade aos usuários de Matricula

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA AQUISIÇÃO DE DADOS E GERAÇÃO DE ÍNDICES AMBIENTAIS. Rafael Ferreira de Paula Paiva.

DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA AQUISIÇÃO DE DADOS E GERAÇÃO DE ÍNDICES AMBIENTAIS. Rafael Ferreira de Paula Paiva. DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA AQUISIÇÃO DE DADOS E GERAÇÃO DE ÍNDICES AMBIENTAIS Rafael Ferreira de Paula Paiva Felipe Cavalaro Universidade São Francisco rafaelferreirad@hotmail.com Resumo:

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE DOCENTE PROFESSOR CELSO CANDIDO QUALIDADE DE SOFTWARE Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Conhecimentos: o Web Designer; o Arquitetura

Leia mais

Por: Rafael Nink de Carvalho www.linuxeducacional.com www.rafaelnink.com

Por: Rafael Nink de Carvalho www.linuxeducacional.com www.rafaelnink.com L I N2 U0 X0 9 Manual de Instalação do Linux Educacional 3.0 Por: Rafael Nink de Carvalho ü Configurando o SETUP do computador ü Rodando a versão Live CD ü Instalando o Linux www.linuxeducacional.com Educacional

Leia mais

Manual de Usuário INDICE

Manual de Usuário INDICE Manual de Usuário INDICE Características do Sistema... 02 Características Operacionais... 03 Realizando o Login... 04 Menu Tarifador... 05 Menu Relatórios... 06 Menu Ferramentas... 27 Menu Monitor... 30

Leia mais

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 Guia de Introdução do Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 10.2 27 de maio de 2009 www.novell.com Guia de Introdução do ZENworks 10 Asset Management Informações Legais A Novell, Inc. não faz representações

Leia mais

SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR

SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR SAW SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL Versão 1.0 ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR 2015 Este miniguia

Leia mais

Guia de Instalação: TOTVS SERVICE SPED - TSS

Guia de Instalação: TOTVS SERVICE SPED - TSS Guia de Instalação: TOTVS SERVICE SPED - TSS Rev.05 - Setembro/2012 Sumário 1. REQUISITOS DO PROCESSO...3 2. RECOMENDAÇÕES DO PROCESSO...4 3. EXECUTANDO O PROCESSO DE INSTALAÇÃO...5 3. 1 CONFIGURANDO A

Leia mais

Packet Tracer v3.2 1. APRESENTAÇÃO

Packet Tracer v3.2 1. APRESENTAÇÃO Caio Marcio Packet Tracer v3.2 1. APRESENTAÇÃO Packet Tracer v3.2 é um simulador de ambiente de redes desenvolvido pela Cisco Systems para projetar, diagnosticar, configurar e sanar dúvidas em relação

Leia mais

APRESENTAÇÃO GRAVITYZONE BUSINESS SECURITY

APRESENTAÇÃO GRAVITYZONE BUSINESS SECURITY APRESENTAÇÃO GRAVITYZONE BUSINESS SECURITY 1 A solução GravityZone Business Security O Bitdefender GravityZone Business Security é um serviço desenvolvido pela Bitdefender dedicado à simplicidade e flexibilidade

Leia mais

1 Instalando o LimerSoft SisVendas em computadores Mac/Apple

1 Instalando o LimerSoft SisVendas em computadores Mac/Apple 1 Instalando o LimerSoft SisVendas em computadores Mac/Apple Requisitos mínimos: Conhecimentos intermediários de informática, uma cópia genuína do Microsoft Windows. 1. Certifique-se de que seu sistema

Leia mais

Soluções em CFTV e Controle Acesso. Manual do usuário. Software Access Control WEB

Soluções em CFTV e Controle Acesso. Manual do usuário. Software Access Control WEB Manual do usuário 1 Manual do usuário Instalação 3 Login 5 Elementos da interface 6 Menu de opções 7 Menu de atalhos 8 Logs 9 Úl mos acessos 9 Abrir porta pelo so ware 9 Alertas 9 Cadastrando uma controladora

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 8 4.1. Tela Principal... 8 4.2. Tela de Pesquisa... 12

Leia mais