ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 57/2011

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 57/2011"

Transcrição

1 ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 57/2011 Aos dezoito dias do mês de janeiro do ano de dois mil e doze (18/01/2012), reuniram-se o Pregoeiro e os integrantes da Equipe de Apoio para análise das razões de recurso apresentadas, no âmbito do Pregão Eletrônico supramencionado, em 05/01/2012, pelo Licitante Plantão Serviços de Vigilância Ltda., doravante denominado Plantão Serviços, em face de decisão proferida pelo Pregoeiro, em 12/01/2012, na Sessão Pública de Licitação, em que a Licitante Afeque Serviços de Vigilância Ltda. foi habilitada e declarada vencedora do certame em referência. I. HISTÓRICO No presente pregão eletrônico, autorizado em 29/11/2011 pela Decisão Dir. nº 1213/2011, por intermédio da IP AA/DELOP/GPAT nº 090/2011, de 27/10/2011, foi autorizada a realização de procedimento licitatório para a contratação de empresa especializada em prestação de serviços de guarda e vigilância armada. Realizada pesquisa de mercado pela Unidade Demandante, apurou-se o valor global estimado de R$ ,68 (seiscentos e quarenta e três mil, setecentos e oitenta e nove reais e sessenta e oito centavos). Após a definição da modalidade Pregão, sob a forma Eletrônica, o respectivo Edital foi aprovado e o certame foi divulgado através dos meios de comunicação de praxe (site do BNDES e DOU do dia 07/12/2011, seção 03, pág. 162), tendo sido agendada a Sessão Pública Inaugural para o dia 21/12/2011, às 10:30h, no portal Comprasnet. O Instrumento Convocatório sofreu 2 (dois) questionamentos, mantendo-se, entretanto, inalterado. Na data designada, compareceram 8 (oito) Licitantes, tendo apenas a licitante UNISEG Segurança e Vigilância Ltda. sido todos desclassificada, pois, conforme o item 4.3 do Edital, é vedado ao licitante a sua identificação, de qualquer modo, nos termos do item Finda a etapa de lances, sagrou-se como melhor proposta a ofertada pela Licitante Afeque Serviços de Vigilância Ltda, pelo valor global de R$ ,30 (quinhentos e sessenta e nove mil, quinhentos e cinqüenta e seis reais e trinta centavos). Em seguida, a sessão pública foi suspensa pelo Pregoeiro até o dia , às 11h, para que a documentação apresentada pelo Licitante ofertante da melhor proposta, referente ao subitem 4.13 do Edital, fosse submetida à análise da Equipe Técnica. Em , foi confirmada pela Equipe Técnica e ratificada pelo Pregoeiro a aceitabilidade da proposta apresentada e a compatibilidade desta com os preços de mercado. Em razão da falha de conexão com o site do Comprasnet, o Pregoeiro suspendeu a sessão, conforme prevê o item 4.7 do Edital. 1

2 Reiniciada a sessão no dia , às 11h, o Pregoeiro informou que a Afeque Serviços de Vigilância Ltda. já havia enviado, por , os documentos de habilitação, nos termos do subitem 4.16 do Edital. Em seguida, comprovada a adequação aos requisitos exigidos no Edital, a Afeque Serviços de Vigilância Ltda. foi considerada habilitada e declarada vencedora do certame. Aberto o prazo para a manifestação de intenção de recurso, houve manifestação por parte da Plantão Serviços de Vigilância Ltda. e, oportunamente, apresentou suas razões recursais, as quais foram rebatidas nas contrarrazões apresentadas pela Afeque Serviços de Vigilância Ltda. II. RAZÕES RECURSAIS Em suas razões recursais, a Plantão Serviços de Vigilância Ltda. insurgiu-se contra a decisão que habilitou e declarou a vencedora do certame, alegando, em breve síntese, que: A proposta elaborada pela Recorrida contém erros insanáveis de soma, além de ser, no conjunto, completamente inexeqüível, não comportar a integralidade das despesas que advirão dos serviços que serão prestados juntos ao BNDES ; A hora noturna prorrogada não foi cotada pela Recorrida para todos os empregados que exercerão atividades na jornada 12 x 36 noturna, em total descumprimento às normas trabalhistas aplicáveis à espécie ; O preço final do serviço prestado no mês deve ser apresentado com os respectivos tributos inclusos, ou seja, calculados por dentro, sob pena de desobediência à regra aplicável na legislação tributária vigente no país ; Não teria sido prevista a cotação da verba intitulada dia do vigilante, conforme expressa previsão na cláusula 43ª da Convenção Coletiva da Categoria; A despeito da concessão do intervalo intrajornada para todos os empregados ter sido expressamente estabelecida pelo edital, a Recorrida acabou cotando a hora extra referente ao intervalo intrajornada para todos os empregados ; Não teria sido calculado corretamente o valor do vale alimentação para cada vigilante; Quanto aos atestados de capacidade técnica, a Recorrida apresentou somente 2 atestados, sendo que um deles comprova apenas prestação de serviços de vigilância desarmada, e que o outro atestado declara que a prestação de serviços teria início em 01/04/2007 e esta data seria divergente daquela constante do respectivo contrato. 2

3 Que a Recorrida não poderia somar ao salário base o adicional de risco de vida, pois o tal adicional integra a remuneração do empregado. Por fim, requereu a Recorrente que a decisão proferida pela Administração seja reformada, para declarar a inabilitação da Afeque Serviços de Vigilância Ltda., por não atender a todas as exigências legais e do Edital. III. CONTRARRAZÕES RECURSAIS Em suas contrarrazões recursais, a Licitante Afeque Serviços de Vigilância Ltda, rebateu as questões trazidas pela Licitante Plantão Serviços de Vigilância Ltda em seu recurso, alegando em sua defesa que: A hora noturna, ao contrário do que alega a Recorrente, fora calculada pela Recorrida com base no disposto na CLT; Quanto à integração do adicional de risco de vida à remuneração dos vigilantes, argumenta a Recorrida que baseou seu cálculo no disposto na própria CLT, na Súmula 60 do TST e na Cláusula 11ª da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. Sendo assim, entendeu que tal adicional não deve ser considerado como base de cálculo, mas sim como hora normal sobre o salário base. Em relação ao fato alegado pela Recorrente, de que houve irregularidade na planilha de composição de custos apresentada pela Recorrida, que não teria faturado o total dos serviços, esta declara que não houve erro nos custos cotados e apresentados na forma de planilha. Ao contrário, afirma que os cálculos apresentados pela Recorrente é que não condizem com a realidade. Quanto ao argumento da Recorrente de que não teria sido prevista a cotação da verba intitulada dia do vigilante, afirma a Recorrida que o próprio Edital e seu Anexo III Minuta de Contrato, não foram expressos quanto à exigência de previsão de hora extra referente a feriado prevista em Convenção, mas que tal dia foi observado quando do cálculo do DSR, já que foram considerados 5 (cinco) dias úteis, dos quais 4 (quatro) correspondem aos domingos do mês e 1 (um) corresponde ao feriado do dia do vigilante. Sendo assim, teria sido devidamente cotado na planilha de custos. Afirma a Recorrida ter cotado a hora extra referente ao intervalo intrajornada para todos os empregados, pelo fato de que o serviço de vigilância tem suas especificações e que, por isso, o posto não pode ficar descoberto. Quanto à cotação do valor do ticket refeição, afirma a Recorrida que este foi devidamente cotado, atendendo a média anual e estando, por isso, em consonância com o disposto no Edital. 3

4 Quanto aos atestados de capacidade técnica, afirma a Recorrida que, por ter apresentado um atestado devidamente registrado no CRA, já está cumprindo com a exigência trazida no item editalício. Por fim, requereu a improcedência do recurso interposto por Plantão Serviços de Vigilância Ltda, mantendo-se in totum o decisum, a fim de prosseguir com o regular andamento do processo licitatório. IV. ANÁLISE DAS RAZÕES E DAS CONTRARRAZÕES RECURSAIS a) Foi calculado corretamente o adicional noturno Em suas razões recursais, o Recorrente alegou que a hora noturna prorrogada não foi cotada pela Recorrida para todos os empregados que exercerão atividades na jornada 12 x 36 noturna, em total descumprimento às normas trabalhistas aplicáveis à espécie. Conforme o art. 73, 2º, da CLT, considera-se noturno o trabalho executado entre as 22 horas de um dia e às 5 horas do dia seguinte. Já a Cláusula 23ª da Convenção Coletiva da categoria em questão prevê o regramento da jornada de trabalho em escala de revezamento de 12x36. Ao proceder a análise das razões recursais, o Pregoeiro e a Equipe de Apoio efetuaram nova análise da planilha de composição de custos e da proposta da licitante vencedora e constataram que foi devidamente computada a hora noturna prorrogada no adicional de hora noturna. Logo, a hora noturna prorrogada foi cotada pela Recorrida para todos os empregados que exercerão atividades na jornada 12 x 36 noturna. Ainda que não se tivesse cotado adequadamente o adicional de hora noturna o que não ocorreu no presente caso, relembre-se o Tribunal de Contas da União já possui consolidado entendimento de que incorreções e a própria ausência de adicional noturno não devem ensejar a desclassificação de licitantes. Confira-se: Abstenha-se de promover a desclassificação de licitantes em decorrência da constatação de falhas em suas propostas, provocadas por eventuais incorreções ou omissões nos instrumentos convocatórios publicados pelo órgão, quando duas licitantes foram desclassificadas em razão da não cotação do item adicional noturno para o serviço de operador, quando a Planilha de Custos e Formação de Preços do instrumento convocatório não apresentava campo especifico para cotação desse encargo Acórdão 2619/2008 Plenário b) Não deve haver cálculo por dentro dos tributos 4

5 Alegou a recorrente que o preço final do serviço prestado no mês deve ser apresentado com os respectivos tributos inclusos, ou seja, calculados por dentro, sob pena de desobediência à regra aplicável na legislação tributária vigente no país. No entanto, a Recorrente apresentou fundamentos de fato ou jurídicos que imponham essa tributação por dentro, segundo a qual o valor do tributo deve integrar sua base de cálculo. Além disso, o preenchimento da planilha de proposta pela Recorrida foi efetuada de acordo com as orientações de preenchimento constante do Anexo II do Edital. Observe-se que o próprio Manual para Preenchimento de Planilha de Custo 1, editado pelo Ministério do Planejamento, em seu Módulo 5, fixa orientações muito semelhantes àquelas inseridas no Anexo II do Edital, sem fazer exigência alguma quanto ao cálculo por dentro de tributos. A Recorrente, caso não concordasse com as prescrições do Anexo II do Edital, deveria impugná-lo ou apresentar questionamento. Sobre a impossibilidade de questionamentos e impugnações ao Edital após o momento propício para tanto já se manifestou o Superior Tribunal de Justiça: A impetrante, outrossim, não impugnou as exigências do edital e acatou, sem qualquer protesto, a habilitação de todas as concorrentes. 5. Impossível, pelo efeito da preclusão, insurgir-se após o julgamento das propostas, contra as regras da licitação (Resp. nº /SP, rel. Min. José Delgado, j. em ). (Grifou-se). I O edital é elemento fundamental do procedimento licitatório. Ele é que fixa as condições de realização da licitação, determina o seu objeto, discrimina as garantias e os deveres de ambas as partes, regulando todo o certame público. II Se o Recorrente, ciente das normas editalícias, não apresentou em época oportuna qualquer impugnação, ao deixar de atendê-las incorreu no risco e na possibilidade de sua desclassificação, como de fato aconteceu. (RMS nº /MA, 2ª T., rel. Min. Laurita Vaz, j. em , DJ de ). (Grifou-se). c) Foi previsto o benefício do dia do vigilante. Acrescente-se que o Recorrente, alegou genericamente que não teria sido prevista a cotação da verba intitulada dia do vigilante, conforme expressa previsão na cláusula 43ª da Convenção Coletiva da Categoria. Porém, esse dia de benefício foi observado quando do cálculo do Descanso Semanal Remunerado (DSR) pela Recorrida em sua proposta, uma vez que foram considerados 5 1 _ pdf 5

6 (cinco) dias úteis como DSR, dos quais 4 (quatro) correspondem aos domingos do mês e 1 (um) corresponde ao feriado do dia do vigilante. d) Hora referente ao intervalo intrajornada devidamente computada como indenização. A Recorrente também alega que, a despeito da concessão do intervalo intrajornada para todos os empregados ter sido expressamente estabelecida pelo edital, a Recorrida acabou cotando a hora extra referente ao intervalo intrajornada para todos os empregados. Conforme a própria Recorrente, a hora referente ao intervalo intrajornada foi devidamente computada como indenização como hora extra. Desse modo, a planilha de composição de preços da Recorrida se mostra plenamente exequível. Anote-se que o mencionado Manual para Preenchimento de Planilha de Custo, editado pelo Ministério do Planejamento, prevê expressamente a possibilidade de o intervalo intrajornada não gozado ser indenizado: Intervalo Intrajornada: Intervalo para repouso ou alimentação em qualquer trabalho contínuo, superior a 6 horas. A não concessão do intervalo obriga o empregador a remunerar por esse período nos termos da lei, acordo, convenção coletiva, ou sentença normativa em dissídio coletivo. Sendo assim, é possível concluir que a Recorrida, ao cotar como hora extra o intervalo intrajornada por ela não concedido, agiu em conformidade com o ordenamento, que prevê, no caso de não concessão do intervalo intrajornada, o dever de se indenizar o empregado. Ressalte-se que a não concessão de intervalo intrajornada aos empregados, conforme confirma a própria doutrina especializada, é comum quando a categoria de empregados em questão é a de vigilantes, em razão das características próprias da atividade, que exigem a prestação contínua do serviço para sua segurança e eficiência. Nesse sentido, confira-se o seguinte ensinamento: A lei obriga a concessão de intervalos ao empregado, com vistas a que esse possa se alimentar, descansar, restaurando as energias do corpo. Apenas excepcionalmente, em consideração às características próprias da atividade, admite-se a jornada sem intervalos para descanso, como no caso dos vigilantes. Os intervalos devem ser pré-assinalados no registro de horário do empregado, e caso o empregador venha a não os conceder, conforme previsto em lei, o empregado terá direito à remuneração dos períodos trabalhados, em que deveria estar em intervalo, como horas extras, acrescidas do adicional de, no mínimo, 50% (CLT, art. 71, parágrafo 4 ). (ALEXANDRINO, Marcelo e PAULO,Vicente. Manual de Direito do Trabalho. 14.ed. São Paulo: Método, p. 183 e 185.) 6

7 e) Vale Alimentação cotado de acordo com a escala de revezamento Também alega a Recorrente que não teria sido calculado corretamente o valor do vale alimentação para cada vigilante. A Recorrida, por outro lado, contra-argumenta que o ticket refeição foi devidamente cotado, atendendo a média anual e estando, por isso, em consonância com o disposto no Edital. O parâmetro para análise de exequibilidade do vale-alimentação deverá ser obtido na convenção ou acordo coletivo de trabalho para a categoria profissional, pois se trata de um benefício do trabalhador. No caso ora em exame, a Convenção Coletiva aplicável prevê, em sua cláusula 13ª, 2ª, que os empregados receberão os tíquetes alimentação para os dias trabalhados. Desse modo, o cálculo dos dias trabalhados efetuado pela Recorrida apresenta-se compatível com a escala de revezamento de 12x36, segundo a qual um dia trabalhado corresponde a um dias de descanso do empregado. f) Adequação dos atestados apresentados A Recorrente mostrou-se insatisfeita com a decisão que considerou adequados às prescrições do Edital os atestados de capacidade técnica apresentados pela Recorrida. Alega a Recorrente que foram apresentados somente 2 atestados, sendo que um deles comprova apenas prestação de serviços de vigilância desarmada, e que o outro atestado declara que a prestação de serviços teria início em 01/04/2007 e esta data seria divergente daquela constante do respectivo contrato. Quanto aos atestados de capacidade técnica, afirma a Recorrida que, por ter apresentado um atestado devidamente registrado no CRA, já está cumprindo com a exigência trazida no edital. Os atestados apresentados estão de acordo com o que exige o item 8.2 do Anexo I do Edital. O atestado emitido pelo Ministério da Fazenda atesta a regular prestação de serviço de vigilância e, ao contrário do que alega a Recorrente, o fato do serviço de vigilância ser desarmada não o descaracteriza com similar ao serviço contratado. Conforme entendimento consolidado do TCU: é necessária a exigência pela Administração de atestado que demonstre haver o licitante executado objeto com características similares ao da licitação. Acórdão 607/2008 Plenário (Sumário) Além do atestado mencionado acima, a Recorrida ainda apresentou atestado emitido pela Mills Estruturas e serviços de Engenharia Ltda., com o qual se comprova a prestação de serviços de vigilância armada. Não procede o questionamento da Recorrente acerca de eventual divergência entre a data de expedição do atestado e da vigência do respectivo contrato. Por sinal, segundo o 5o do art. 30 Lei nº /1993 É vedada a exigência de comprovação de atividade ou de aptidão com limitações de tempo ou de época ou ainda em locais específicos, ou quaisquer outras não previstas nesta Lei, que inibam a participação na licitação. Acrescente-se que o entendimento do TCU não permite a limitação de quantidade de atestados para hipóteses semelhantes a do presente caso: 7

8 É vedada a imposição de limite para a quantidade de atestados ou de certidões de execução de serviços para fins de comprovação de qualificação técnica dos licitantes quando o seu objetivo for, tão-somente, verificar se os empreendimentos anteriormente realizados pela licitante tem dimensão semelhante a do objeto do certame, excetuada a hipótese em que tal limitação tenha por finalidade única e exclusiva garantir que a empresa contratada detenha o conhecimento técnico e a capacidade operacional inerentes a metodologia construtiva a ser aplicada. (Acórdão 1240/2008 Plenário (Sumário) g) Adicional de Risco de Vida tem como base cálculo o salário. Alega-se no recurso que a Recorrida não poderia ter calculado, com base no salário, o adicional de risco de vida, pois o tal adicional integra a remuneração do empregado. Porém, realmente o adicional de risco de vida integra a remuneração do empregado, mas sua base de cálculo é a apenas o salário-base, e não toda a remuneração do empregado. Nesse sentido a própria Convenção Coletiva, em sua Cláusula 12ª, prevê que o adicional de risco de vida incide sobre o salário normativo e, portanto, passa a integrar a remuneração ( 3º) do empregado. Integrar a remuneração não significa que sua base de cálculo é o total da remuneração. Logo, o adicional em questão é calculado sobre o salário, não sobre o total da remuneração. Nesse sentido, confira-se o seguinte acórdão do TRT da 4ª Região: ADICIONAL DE RISCO DE VIDA. BASE DE CÁLCULO. Considerando que o adicional de risco de vida foi implementado através de norma coletiva, havendo disposição expressa acerca da base de cálculo a ser utilizada, bem como da não consideração da parcela para fins de reflexos em outras verbas, há que ser respeitada a vontade coletiva, na medida em que se trata de liberalidade livremente ajustada, sob pena de afronta ao artigo 7º, inciso XXVI da Constituição Federal. Assim, correta a sentença ao indeferir a pretensão obreira, no sentido de que o adicional em questão fosse calculado com base no total de seus vencimentos, na medida em que a norma coletiva estabelece o salário normativo como base de cálculo da vantagem. Recurso ao qual se nega provimento. (Nº processo: , Recurso Ordinário - 21/09/2011) Desta feita, as alegações da Recorrente quanto a qualquer violação às normas licitatórias restaram insustentáveis. V. CONCLUSÃO Pelas razões acima expostas, decide-se por negar provimento ao recurso apresentado pela sociedade Plantão Serviços de Vigilância Ltda., mantendo-se a decisão do Sr. Pregoeiro 8

9 no sentido de julgar habilitado e declarado vencedora do certame a Afeque Serviços de Vigilância Ltda. Por oportuno, é submetido o presente procedimento licitatório ao Sr. Superintendente da Área de Administração, nos termos do inciso IV, do artigo 8º do Decreto nº 5.450/2005, para julgamento. Thiago Tourinho Pregoeiro 9

Management Company TMC) para prestação de serviços de viagens executados por

Management Company TMC) para prestação de serviços de viagens executados por ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 11/2011 Ao primeiro dia do mês de abril de 2011, reuniram-se a Pregoeira e os integrantes da Equipe de Apoio para análise e julgamento

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 11/2011

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 11/2011 ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 11/2011 Aos 29 dias do mês de julho de 2011, reuniram-se a Pregoeira e os integrantes da Equipe Técnica de Apoio para análise das razões de recurso

Leia mais

PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO Nº 55000.000886/2012-25 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2012 RESPOSTA À RECURSO ELETRÔNICO

PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO Nº 55000.000886/2012-25 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2012 RESPOSTA À RECURSO ELETRÔNICO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO

Leia mais

RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO Trata-se de resposta a pedido de impugnação apresentado pela sociedade empresária INCORP TECHNOLOGY INFORMÁTICA LTDA EPP, referente ao Edital de Pregão Eletrônico n.º 21/2014.

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO PREGÃO ELETRÔNICO AA 22/2014 - BNDES

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO PREGÃO ELETRÔNICO AA 22/2014 - BNDES ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO PREGÃO ELETRÔNICO AA 22/2014 - BNDES Aos 11 (onze) dias do mês de julho de 2014, reuniram-se pregoeiro e equipe de apoio, indicados por intermédio do Ato de Designação

Leia mais

JUSTIÇA DO TRABALHO DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

JUSTIÇA DO TRABALHO DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA Objeto: Contratação de empresa para prestação do serviço de agenciamento de viagens (emissão, remarcação e cancelamento de passagens aéreas nacionais

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A Processo: TOMADA DE PREÇOS N.º 004/2007 Assunto: Recorrente: JOY ENGENHARIA COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA. JULGAMENTO RECURSO ADMINISTRATIVO PROPOSTA COMERCIAL Os membros da Comissão Permanente de Licitação

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 Aos treze dias do mês de fevereiro de 2012, reuniram-se a Pregoeira e a integrante da Equipe de Apoio para análise das razões de recurso apresentadas,

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA 43/2012

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA 43/2012 ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA 43/2012 Aos 05 dias do mês de fevereiro de 2013, reuniram-se o Pregoeiro e os integrantes da Equipe Técnica de Apoio para análise das razões de recurso

Leia mais

Pregão Eletrônico nº 04/2013-CGTI/DPF Processo administrativo nº 08206.000881/2012-14 JULGAMENTO DE RECURSO

Pregão Eletrônico nº 04/2013-CGTI/DPF Processo administrativo nº 08206.000881/2012-14 JULGAMENTO DE RECURSO Pregão Eletrônico nº 04/2013-CGTI/DPF Processo administrativo nº 08206.000881/2012-14 JULGAMENTO DE RECURSO Trata-se do Pregão Eletrônico para Formação de Registro de Preços para futura contratação de

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO Por este instrumento, de um lado, representando os empregados, o SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE CUIABÁ e VARZEA GRANDE, e do outro lado, representando os empregadores

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000566/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/12/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR070788/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.014471/2010-70 DATA DO

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DOS RECURSOS

ATA DE JULGAMENTO DOS RECURSOS ATA DE JULGAMENTO DOS RECURSOS REFERENTE AO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS N.º 1119/2013 CPL 04, pelo regime de menor preço por lote. Cujo objeto é Contratação de empresa para prestação de serviços

Leia mais

INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO DE LICITAÇÃO SENAC/SESC/PR/CC/12/2014

INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO DE LICITAÇÃO SENAC/SESC/PR/CC/12/2014 SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC/PARANÁ SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO SESC/PARANÁ INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO DE LICITAÇÃO SENAC/SESC/PR/CC/12/2014 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA 16/2012

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA 16/2012 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA 16/2012 Aos 09 (nove) dias do mês de abril de 2012, reuniram-se o Pregoeiro e os integrantes da Equipe Técnica de Apoio, designados pelo

Leia mais

ADITIVO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 47/2012.

ADITIVO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 47/2012. ADITIVO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 47/2012. TÍTULO: Prestação de serviços de monitoramento eletrônico e vigilância patrimonial humana da Sede do SAMAE, localizada na Rua: Barão do Rio Branco, nº 500

Leia mais

Av. Presidente Vargas nº 3.215 Vila Maria CEP: 75901-970 RIO VERDE/GOIÁS FONE: (0xx64) 3602-8070/8021 www.rioverde.go.gov.br

Av. Presidente Vargas nº 3.215 Vila Maria CEP: 75901-970 RIO VERDE/GOIÁS FONE: (0xx64) 3602-8070/8021 www.rioverde.go.gov.br CUIDA-SE DO JULGAMENTO DO RECURSO INTERPOSTO PELA EMPRESA NEW LINE VIGILANCIA E SEGURANÇA LTDA, E DAS CONTRARRAZÕES RECURSAIS DA EMPRESA PRUDENCIA VIGILANCIA & SEGURANÇA LTDA, REFERENTE AO PREGÃO PRESENCIAL

Leia mais

Em razão da impugnação apresentada, informo:

Em razão da impugnação apresentada, informo: Proc. nº. 892/2010-GO Pregão Eletrônico nº. 27/2014 Prezado Licitante, Em razão da impugnação apresentada, informo: A empresa BRILHANTE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO LTDA-EPP apresentou, em 30/09/2014, pedido

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO RECIFE

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO RECIFE PROC. Nº TRT 0002288-94.2012.5.06.0231 Órgão Julgador : 2ª Turma Relator : Desembargador Ivanildo da Cunha Andrade Recorrente : KLABIN S. A. Recorrido : CLÁUDIO GOMES DA SILVA Advogados : Tarcízio Chaves

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2013

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2013 ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2013 Aos vinte e um dias do mês de agosto de 2013, reuniram-se a Pregoeira e a integrante da Equipe de Apoio para análise das razões de recurso apresentadas,

Leia mais

CONTRATO Nº 082/2013 DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SITE INTERATIVO

CONTRATO Nº 082/2013 DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SITE INTERATIVO CONTRATO Nº 082/2013 DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SITE INTERATIVO Pelo presente instrumento e na melhor forma de direito, a. de um lado, PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO XINGU, pessoa jurídica de direito público

Leia mais

RELATÓRIO DE JULGAMENTO

RELATÓRIO DE JULGAMENTO RELATÓRIO DE JULGAMENTO PROCESSO Nº 51402.028474/2012-76 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 009/2014 PROPOSTA ANALISADA: IMPERIAL SERVIÇOS EMPRESARIAIS LTDA - EPP. CNPJ: 15.715.620/0001-84 VALOR DO ÚLTIMO LANCE OFERTADO:

Leia mais

Superintendência de Licitações e Contratos 1ª ERRATA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 07/2015

Superintendência de Licitações e Contratos 1ª ERRATA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 07/2015 1 No Preâmbulo, onde se lê: 1ª ERRATA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 07/2015 : VALOR REFERÊNCIAL: I R$ 1.484.331,60 II R$ 571.452,72 IV R$ 940.001,04 V R$ 222.257,76 TOTAL R$ 3.704.922,96 VALOR REFERÊNCIAL: : I

Leia mais

Julgamento de Recurso Administrativo (Propostas de Preços)

Julgamento de Recurso Administrativo (Propostas de Preços) Processo nº PRO 4.323.219/2015 Tomada de Preços nº 04/2015 Objeto: Execução de Sistema de Cabeamento Estruturado, da Rede Elétrica Estabilizada e Rede Geral de Baixa Tensão do CREA/RN. Julgamento de Recurso

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo

Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAL COORDENADORIA DE LICITAÇÕES E CONTRATOS SEÇÃO DE ELABORAÇÃO DE EDITAIS E CONTRATOS ATA DA SESSÃO PÚBLICA DA LICITAÇÃO NA

Leia mais

GERÊNCIA DE FILIAL DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES GILIC/RJ

GERÊNCIA DE FILIAL DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES GILIC/RJ GERÊNCIA DE FILIAL DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES GILIC/RJ ATA PARA FINS DE JULGAMENTO DE RECURSO INTERPOSTO CONTRA O RESULTADO DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 053/7031-2006, PARA A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 41, DE 28 DE SETEMBRO DE 2010

ATO NORMATIVO Nº 41, DE 28 DE SETEMBRO DE 2010 ATO NORMATIVO Nº 41, DE 28 DE SETEMBRO DE 2010 Institui o Normativo de Pessoal JORNADA DE TRABALHO do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio Grande do Norte Crea-RN. O Presidente

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 12/2012

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 12/2012 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 12/2012 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 20/2012 Aos vinte e cinco dias do mês de abril do ano de 2012, no Departamento de Compras, localizado no Serviço Autônomo Municipal de Água e

Leia mais

JULGAMENTO DA REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA

JULGAMENTO DA REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA JULGAMENTO DA REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA FEITO: REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA REFERÊNCIA: EDITAL DA CONCORRÊNCIA Nº 001/2014 - COMPEL RAZÕES: JULGAMENTO DA PROPOSTA DE PREÇOS OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA

Leia mais

REGULAMENTO PARA A MODALIDADE DE LICITAÇÃO DENOMINADA PREGÃO ELETRÔNICO

REGULAMENTO PARA A MODALIDADE DE LICITAÇÃO DENOMINADA PREGÃO ELETRÔNICO REGULAMENTO PARA A MODALIDADE DE LICITAÇÃO DENOMINADA PREGÃO ELETRÔNICO Página 1 de 20 Este Regulamento, aprovado pela Diretoria da CESP Companhia Energética de São Paulo e publicado no Diário Oficial

Leia mais

Contratação de Empresa Especializada para Fornecimento e Instalação de Piso Elevado, Rede Elétrica e Rede Estrutural para o CPD 3º Andar.

Contratação de Empresa Especializada para Fornecimento e Instalação de Piso Elevado, Rede Elétrica e Rede Estrutural para o CPD 3º Andar. 0Processo: A 06/334 Interessado: Assunto: Gerência Administrativa Contratação de Empresa Especializada para Fornecimento e Instalação de Piso Elevado, Rede Elétrica e Rede Estrutural para o CPD 3º Andar.

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - DNIT JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO RAZÕES: JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Nº.

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - DNIT JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO RAZÕES: JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Nº. SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - DNIT JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO FEITO: IMPUGNAÇÃO ADMINISTRATIVA REFERÊNCIA: EDITAL Nº. 0026/2014 RAZÕES: JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Nº. 0026/2014

Leia mais

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, QUE ENTRE SI FAZEM, DE UM LADO O SINDICATO DOS CONDUTORES DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS E TRABALHADORES EM TRANSPORTES DE CARGAS EM GERAL E PASSAGEIROS NO MUNICÍPIO DO RIO DE

Leia mais

SUPLEMENTO Nº 01. Leia-se: Descrição das atividades desenvolvidas no Projeto Básico, nas áreas: Civil, Elétrica e Mecânica.

SUPLEMENTO Nº 01. Leia-se: Descrição das atividades desenvolvidas no Projeto Básico, nas áreas: Civil, Elétrica e Mecânica. CO.GCM.A.00004.2015 1/19 SUPLEMENTO Nº 01 1. O presente suplemento tem como finalidade, como segue : 1.1. Alterar na QUALIFICAÇÃO TÉCNICA a descrição das atividades no Projeto Básico relacionada em um

Leia mais

Atualizações Jurisprudenciais 2012 Professoras Ana Paula Alvares e Simone Belfort

Atualizações Jurisprudenciais 2012 Professoras Ana Paula Alvares e Simone Belfort Na 2ª Semana do TST realizada no início do mês de setembro de 2012, algumas súmulas e orientações jurisprudências sofreram alterações e cancelamentos. Abaixo as alterações separadas por assunto em direito

Leia mais

ATA Nº 140/2011 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 041/7062-2011 PROCESSO 7062.01.3107.0/2011

ATA Nº 140/2011 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 041/7062-2011 PROCESSO 7062.01.3107.0/2011 ATA Nº 140/2011 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 041/7062-2011 PROCESSO 7062.01.3107.0/2011 Aos vinte e TRÊS dias do mês de agosto de dois mil e onze, às 09:00 horas, o Pregoeiro Tadeu Landin de Castro e o(s) membro(s)

Leia mais

a) Relação explícita do pessoal técnico especializado, adequado e disponível para a realização do

a) Relação explícita do pessoal técnico especializado, adequado e disponível para a realização do 2. CONDIÇÕES PARA CREDENCIAMENTO 2.1. Poderão participar deste Credenciamento, as empresas que: 2.1.1 Atendam a todas as exigências deste Edital, inclusive quanto à documentação constante deste instrumento

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2013

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2013 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2013 Aos 13 dias do mês de setembro de 2013, reuniram-se a Pregoeira e a integrante da Equipe de Apoio para análise e julgamento

Leia mais

PORTARIA Nº 1 DE 25 DE MAIO DE 2006.

PORTARIA Nº 1 DE 25 DE MAIO DE 2006. PORTARIA Nº 1 DE 25 DE MAIO DE 2006. (Publicada no DOU, 26 de maio de 2006, Seção 1, pág. 101) Aprova Ementas Normativas da Secretaria de Relações do Trabalho. O SECRETÁRIO DE RELAÇÕES DO TRABALHO DO MINISTÉRIO

Leia mais

RELATÓRIO. Recurso Administrativo interposto pela SIGMA DATASERV INFORMÁTICA S/A PREGÃO nº 24/2011-TB.

RELATÓRIO. Recurso Administrativo interposto pela SIGMA DATASERV INFORMÁTICA S/A PREGÃO nº 24/2011-TB. RELATÓRIO Assunto: Recurso Administrativo interposto pela SIGMA DATASERV INFORMÁTICA S/A PREGÃO nº 24/2011-TB. INTRODUÇÃO 01. Trata-se de Recurso Administrativo interposto pela empresa SIGMA DATASERV INFORMÁTICA

Leia mais

EDITAL Nº 409/14 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO

EDITAL Nº 409/14 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas EDITAL Nº 409/14 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO Por delegação de competência do Magnífico Reitor da Universidade Federal

Leia mais

DECRETO Nº 034/2013. O Prefeito do Município de Sertanópolis, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e considerando:

DECRETO Nº 034/2013. O Prefeito do Município de Sertanópolis, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e considerando: DECRETO Nº 034/2013 SÚMULA: Dispõe sobre a jornada de trabalho em Regime de Trabalho em Turnos RTT e Regime de Trabalho de Sobreaviso RPS no âmbito da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009. Enfermeiros

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009. Enfermeiros CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007 / 2008 2008 / 2009 Enfermeiros O SINDICATO DOS ENFERMEIROS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ nº 21.854.005/0001-51, portador de Carta Sindical expedida pelo MTb (cópia

Leia mais

2) ESCLARECIMENTOS: Esclarecimentos e respostas aos questionamentos constam no sistema COMPRASNET, bem como na ata gerada pelo referido sistema.

2) ESCLARECIMENTOS: Esclarecimentos e respostas aos questionamentos constam no sistema COMPRASNET, bem como na ata gerada pelo referido sistema. RELATÓRIO DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4-011-13. Em cumprimento às determinações previstas na Lei n 10.520, de 17 de Julho de 2002, Lei Complementar nº 123/2006, dos Decretos n 3.555, de 08 de agosto de 2000,

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 1 SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ 1. DA CONVOCAÇÃO: CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO

Leia mais

Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO

Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO Janeiro de 2014 Versão 1.3 1. INTRODUÇÃO O presente Regulamento é fundamental para reger as operações-chave do programa de Certificação Profissional FEBRABAN.

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003231/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046809/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.009204/2014-25 DATA DO

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010

PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010 INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE PORTARIA NORMATIVA N 119, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2010 Dispõe sobre o horário de funcionamento do Instituto Chico Mendes, jornada de trabalho e controle

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 031/2011 (Procedimento Administrativo nº 116/2011 SADP nº 17833/2011)

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 031/2011 (Procedimento Administrativo nº 116/2011 SADP nº 17833/2011) PREGÃO ELETRÔNICO Nº 031/2011 (Procedimento Administrativo nº 116/2011 SADP nº 17833/2011) ASSUNTO: IMPUGNAÇÃO AO EDITAL I - RELATÓRIO A empresa INFORMASTER COMERCIO DE PRODUTOS DE INFORMATICA LTDA, inscrita

Leia mais

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO Licitação para execução do serviço de transporte por táxi do município de Belo Horizonte sob o regime jurídico de permissão delegada a pessoa jurídica. PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 374/2012 CONCORRÊNCIA

Leia mais

Estimativa de valor da contratação

Estimativa de valor da contratação Estimativa de valor da contratação A As contratações públicas somente poderão ser efetivadas após estimativa prévia do seu valor, que deve obrigatoriamente ser juntada ao processo de contratação e, quando

Leia mais

. ATA DE APRECIAÇÃO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA - 25/2009 - BNDES

. ATA DE APRECIAÇÃO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA - 25/2009 - BNDES . ATA DE APRECIAÇÃO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA - 25/2009 - BNDES MARDEN DIVISÓRIAS E CONSTRUÇÕES LTDA apresentou, tempestivamente, RECURSO contra a decisão que declarou vencedora a empresa CONSTRUTORA

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP005258/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022823/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.010185/2011-77

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº: 21218.000183/2011-59

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº: 21218.000183/2011-59 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº: 21218.000183/2011-59 1. DA JUSTIFICATIVA 1.1 Dotar de melhores condições de trabalho a sala 12, da SUREG/AM, na qual atuam os empregados designados para compor

Leia mais

I CLÁUSULAS ECONÔMICAS

I CLÁUSULAS ECONÔMICAS PAUTA PARA RENOVAÇÃO DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CLÁUSULAS ECONÔMICAS - ENTRE O SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS E O SINDICATO NACIONAL DA EMPRESAS AEROVIÁRIAS SNEA 2011-2012 01 ABRANGÊNCIA O SINDICATO

Leia mais

MINUTA-PARÂMETRO DE CONTRATO PARA AQUISIÇÃO DE BENS DE INFORMÁTICA E AUTOMAÇÃO, DECORRENTE DE PREGÃO ELETRÔNICO. Anexo nº...

MINUTA-PARÂMETRO DE CONTRATO PARA AQUISIÇÃO DE BENS DE INFORMÁTICA E AUTOMAÇÃO, DECORRENTE DE PREGÃO ELETRÔNICO. Anexo nº... MINUTA-PARÂMETRO DE CONTRATO PARA AQUISIÇÃO DE BENS DE INFORMÁTICA E AUTOMAÇÃO, DECORRENTE DE PREGÃO ELETRÔNICO. Anexo nº... Minuta Contratual CONTRATO Nº.../... QUE FIRMAM A UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS

Leia mais

RELATÓRIO DE JULGAMENTO

RELATÓRIO DE JULGAMENTO RELATÓRIO DE JULGAMENTO Pregão nº 012/2011 Trata-se o presente Relatório de Julgamento relativo à licitação na modalidade de Pregão Eletrônico, Tipo Menor Preço para a contratação de especializada para

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas EDITAL Nº 424/15 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas EDITAL Nº 424/15 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 424/15 -PROGEPE CONCURSO PÚBLICO Por delegação de competência do Magnífico Reitor da Universidade Federal do Paraná, conforme Portaria n.º 2.590 de 26/09/97, e considerando o disposto no Decreto

Leia mais

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO EMENTA: Edital 0259/2013-08, seleção de empresa especializada para prestação de serviços na área de condução de veículos oficiais da frota da Superintendência Regional

Leia mais

ATA Nº. 237/2008 PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 067/7086-2087 PROCESSO 7086.01.0192.0/2008.

ATA Nº. 237/2008 PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 067/7086-2087 PROCESSO 7086.01.0192.0/2008. ATA Nº. 237/2008 PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 067/7086-2087 PROCESSO 7086.01.0192.0/2008. Aos vinte e seis dias do mês de novembro de dois mil e oito, às dez horas, o Tadeu Landin de Castro, constante(s) da portaria

Leia mais

http://www.profmarcelomoura.blogspot.com EXAME DE ORDEM ( CESPE/UnB ) 2009.2

http://www.profmarcelomoura.blogspot.com EXAME DE ORDEM ( CESPE/UnB ) 2009.2 EXAME DE ORDEM ( CESPE/UnB ) 2009.2 OBSERVAÇÃO O gabarito pretende abranger diversos aspectos do tema abordado. Assim, o fato do candidato não ter abordado todos os temas referidos neste comentário não

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, de um lado: ÂNGULO EQUIPAMENTOS LTDA., devidamente inscrita no CNPJ/MF sob n º 74.305.616/0001-07

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012 1 EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012 1. PREÂMBULO 1.1 A FACULDADE ESTADUAL DE CIENCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO - FECILCAM, por seu diretor Antônio Carlos Aleixo, nomeado pelo

Leia mais

CONTRATO Nº 006/2015 DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SITE INTERATIVO

CONTRATO Nº 006/2015 DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SITE INTERATIVO CONTRATO Nº 006/2015 DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SITE INTERATIVO Pelo presente instrumento e na melhor forma de direito, de um lado, PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO XINGU, pessoa jurídica de direito público

Leia mais

Parágrafo 3º - O benefício previsto na presente cláusula é limitado a um curso de graduação, por beneficiário.

Parágrafo 3º - O benefício previsto na presente cláusula é limitado a um curso de graduação, por beneficiário. P R O P O S T A Acordo Coletivo de Trabalho que entre si fazem o Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar do Estado do Rio de Janeiro, com sede a Rua dos Andradas, nº 96, grupos 802/803, Centro,

Leia mais

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO LICITAÇÃO

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO LICITAÇÃO JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO Nº 011/2016 PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2016 Trata-se de julgamento de recurso de licitação que tem por objeto a aquisição parcelada de

Leia mais

Comissão Permanente de Licitação

Comissão Permanente de Licitação RELATÓRIO N.º 005.2014..808680.2013.46166 RELATÓRIO CIRCUNSTANCIADO REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO N.º 4.001/2014-/MP/PGJ. PROCEDIMENTO INTERNO N.º 767896/2013 Excelentíssimo Senhora Subprocuradora-Geral

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 21ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 21ª REGIÃO PROCESSO Nº 009.707/2015 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 016/2013 OBJETO: Registro de preços para eventual contratação de empresa especializada na prestação de serviços de controle sanitário integrado no combate

Leia mais

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 32/2012 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece:

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 32/2012 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 32/2012 - BNDES Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: 1. Antes de adentrarmos ao questionamento é imprescindível esclarecer

Leia mais

EDITAL 001/2015 PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PMI

EDITAL 001/2015 PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PMI EDITAL 001/2015 PROCEDIMENTO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PMI PROCEDIMENTO DE SOLICITAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO/MT PMI Nº 001/2015, PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 33, DE 27 DE AGOSTO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 33, DE 27 DE AGOSTO DE 2010 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 33, DE 27 DE AGOSTO DE 2010 Dispõe

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008 ATA DO REGISTRO DE PREÇOS CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DO RAMO DE PRESTAÇÃO DE

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 04/2009 - BNDES ATA DE APRECIAÇÃO DE RECURSO - JULGAMENTO DAS PROPOSTAS DE PREÇO

CONCORRÊNCIA AA Nº 04/2009 - BNDES ATA DE APRECIAÇÃO DE RECURSO - JULGAMENTO DAS PROPOSTAS DE PREÇO CONCORRÊNCIA AA Nº 04/2009 - BNDES ATA DE APRECIAÇÃO DE RECURSO - JULGAMENTO DAS PROPOSTAS DE PREÇO Aos vinte e cinco dias do mês de janeiro do ano de dois mil e dez (25/01/2010), reuniram-se os membros

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 001/2010 BNDES ATA DA REUNIÃO DE JULGAMENTO DOS RECURSOS

CONCORRÊNCIA AA Nº 001/2010 BNDES ATA DA REUNIÃO DE JULGAMENTO DOS RECURSOS CONCORRÊNCIA AA Nº 001/2010 BNDES ATA DA REUNIÃO DE JULGAMENTO DOS RECURSOS Aos 15 dias do mês de junho do ano de dois mil e dez, reuniram-se os membros da Comissão Especial de Licitação do BNDES, designados

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCL SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES E CONTRATOS Nº 001/2015.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCL SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES E CONTRATOS Nº 001/2015. INSTRUÇÃO NORMATIVA SCL SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES E CONTRATOS Nº 001/2015. DISPÕE SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS MEDIANTE LICITAÇÃO, INCLUSIVE DISPENSA E INEXIGIBILIDADE,

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA TOMADA DE PREÇOS N 003/2013 PROCESSO Nº 013/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA I DO OBJETO 1.1 Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de reserva, emissão, marcação, remarcação, endosso

Leia mais

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO Página 1 de 5 Visualização de Recursos, Contra-Razões e Decisões CONTRA RAZÃO : ILMO. SENHOR PREGOEIRO DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC Pregão Eletrônico nº 40/2011

Leia mais

Aquisição de 500 (quinhentos) cartuchos de fita LTO4 em mídia regravável, conforme especificação constante do Anexo I: Memorial Descritivo.

Aquisição de 500 (quinhentos) cartuchos de fita LTO4 em mídia regravável, conforme especificação constante do Anexo I: Memorial Descritivo. Processo: A 09/078 Interessado: Assunto: Gerência Administrativa Aquisição de 500 (quinhentos) cartuchos de fita LTO4 em mídia regravável, conforme especificação constante do Anexo I: Memorial Descritivo.

Leia mais

PARECER TÉCNICO DE ANÁLISE DA EXEQUIBILIDADE DA PROPOSTA PREGÃO PRESENCIAL AA Nº 01/2015 BNDES

PARECER TÉCNICO DE ANÁLISE DA EXEQUIBILIDADE DA PROPOSTA PREGÃO PRESENCIAL AA Nº 01/2015 BNDES PARECER TÉCNICO DE ANÁLISE DA EXEQUIBILIDADE DA PROPOSTA PREGÃO PRESENCIAL AA Nº 01/2015 BNDES Aos 29 (vinte e nove) dias do mês de julho de 2015, reuniram-se os membros da Equipe Técnica de Apoio ao Pregoeiro

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração ESCLARECIMENTO V

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração ESCLARECIMENTO V MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2015 PROCESSO Nº 03110.001068/2015-41 OBJETO: Contratação de empresa prestadora de

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO TOCANTINS SENTENÇA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO TOCANTINS SENTENÇA Classe 2100 : MANDADO DE SEGURANÇA Impetrante : CONSTRUMIL CONSTRUTORA E TERRAPLANAGEM LTDA Impetrado : SUPERINTENDENTE REGIONAL DO DNIT Sentença tipo A SENTENÇA I RELATÓRIO Trata-se de MANDADO DE SEGURANÇA

Leia mais

MI ISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE SERGIPE ASSESSORIA ESPECIAL PARECER

MI ISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE SERGIPE ASSESSORIA ESPECIAL PARECER MI ISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE SERGIPE ASSESSORIA ESPECIAL Proc. 0. 1.35.000.000335/2011-18 Assunto: Obra de construção do edifício-sede desta Procuradoria. PARECER Retomam

Leia mais

Instituto de Engenharias e Desenvolvimento Sustentável Quadro 1 - Quadro de especificação das vagas

Instituto de Engenharias e Desenvolvimento Sustentável Quadro 1 - Quadro de especificação das vagas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA (UNILAB) EDITAL Nº 004/2014 CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO EFETIVO DE VAGAS DA CARREIRA

Leia mais

MANUAL DOS PRAZOS PROCESSUAIS: A CONTAGEM DOS PRAZOS NO NOVO CPC 1. MUDANÇAS GERAIS APLICÁVEIS A TODOS OS PRAZOS PROCESSUAIS:

MANUAL DOS PRAZOS PROCESSUAIS: A CONTAGEM DOS PRAZOS NO NOVO CPC 1. MUDANÇAS GERAIS APLICÁVEIS A TODOS OS PRAZOS PROCESSUAIS: MANUAL DOS PRAZOS PROCESSUAIS: A CONTAGEM DOS PRAZOS NO NOVO CPC 1. MUDANÇAS GERAIS APLICÁVEIS A TODOS OS PRAZOS PROCESSUAIS: Mudança no modo de contagem dos prazos: A partir do novo CPC, os prazos processuais

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011 Aos treze dias do mês de julho de 2011, reuniram-se a Pregoeira e os membros integrantes da Equipe de Apoio para análise e julgamento

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014.

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. Emissão: 09/12/2014. Abertura: 29/12/2014. Horário: 10:00 H. O Fundo de Previdência dos Servidores Municipais

Leia mais

COMPRA - FASE INTERNA DA LICITAÇÃO PREGÃO, CONVITE, TOMADA DE PREÇOS E CONCORRÊNCIA

COMPRA - FASE INTERNA DA LICITAÇÃO PREGÃO, CONVITE, TOMADA DE PREÇOS E CONCORRÊNCIA SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO - SCI FOLHA DE VERIFICAÇÃO - DALC COMPRA - FASE INTERNA DA LICITAÇÃO PREGÃO, CONVITE, TOMADA DE PREÇOS E CONCORRÊNCIA Processo: TRT/SOF nº Volumes: Exercício: Subelemento:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1.1. Gestões a serem auditadas: Contábil, Financeira, Patrimonial, Administrativa.

TERMO DE REFERÊNCIA. 1.1. Gestões a serem auditadas: Contábil, Financeira, Patrimonial, Administrativa. GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TERMO DE REFERÊNCIA 1 DO OBJETO 1.1. Contratação de empresa

Leia mais

Trata-se de Reclamação Trabalhista onde postula o Autor o pagamento dos consectários legais alinhados às fls. 03/04 dos autos.

Trata-se de Reclamação Trabalhista onde postula o Autor o pagamento dos consectários legais alinhados às fls. 03/04 dos autos. PROCESSO Nº 0000779-86.2011.5.19.0010 (RECLAMAÇÃO TRABALHISTA) SENTENÇA VISTOS, ETC. I - RELATÓRIO: Trata-se de Reclamação Trabalhista onde postula o Autor o pagamento dos consectários legais alinhados

Leia mais

Empregado Doméstico Normatização da Profissão

Empregado Doméstico Normatização da Profissão Empregado Doméstico Normatização da Profissão 3 DE JUNHO DE 2015 CONTSUL A Lei complementar nº150, publicada no DOU de 02.06.2015, dispôs sobre o trabalho doméstico no que tange ao contrato de trabalho,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Nota Técnica SUBEX/CPL n.º 058/2012. Ref.: Pregão Eletrônico p/ Registro de Preços PESRP nº 002/2012. Assunto: Impugnação aos Termos do Edital PLANEJAR TERCEIRIZAÇÃO E SERVIÇOS EIRELI Ao Exmo. Sr. Subsecretário

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000224/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016542/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.000650/2013-11 DATA

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

ILMO. SR. PREGOEIRO DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO.

ILMO. SR. PREGOEIRO DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO. ILMO. SR. PREGOEIRO DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO. PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS N.º 003/2012. PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º E-03/012.746/2011. UNIRIO MANUTENÇÃO E SERVIÇOS

Leia mais

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda:

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda: 1 DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009 Regulamenta, no âmbito da Administração pública municipal, o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº. 8.666, de 21 de junho de 1993, e

Leia mais

Management Company TMC) para prestação de serviços de viagens executados por

Management Company TMC) para prestação de serviços de viagens executados por ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 05/2010 MASTER TURISMO LTDA. apresentou, tempestivamente, RECURSO contra a decisão que desclassificou sua proposta, após a fase de lances do Pregão

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2011

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2011 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2011 Aos 04 dias do mês de maio de 2011, reuniram-se o Pregoeiro e os membros integrantes da Equipe de Apoio, designados pela ADE

Leia mais

RESPOSTA A IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA A IMPUGNAÇÃO RESPOSTA A IMPUGNAÇÃO Recebida impugnação da Empresa VIVO, a mesma foi submetida a Coordenadoria Jurídica desta Companhia Docas do Ceará, que manifestou-se mediante Parecer nº 152/2012, nos seguintes termos:

Leia mais

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO EDITAL Nº 0519/2010-16 PROCESSO Nº 50616.000794/2010-21 JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO TERMO: FEITO: DECISÓRIO RECURSO ADMINISTRATIVO COM EFEITO SUSPENSIVO REFERÊNCIA: EDITAL nº: 0519/2010-16 RAZÕES:

Leia mais