A COLABORAÇÃO DA PSICOLOGIA NO PROCESSO DE EMPREENDORISMO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A COLABORAÇÃO DA PSICOLOGIA NO PROCESSO DE EMPREENDORISMO"

Transcrição

1 A COLABORAÇÃO DA PSICOLOGIA NO PROCESSO DE EMPREENDORISMO Sofia Cieslak Zimath 1 Marcelo Leandro de Borba 2 Vanessa de Oliveira Collere 3 RESUMO O Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (CERNE) é um novo modelo de atuação para as incubadoras brasileiras, foi criado por duas por duas instituições brasileiras que estimulam o movimento no Brasil. O objetivo foi desenvolver a metodologia do Termo de Referência do CERNE 1, contemplando os processos chave: Sistema de Seleção (prática chave: Avaliação) e Sistema de Planejamento (prática chave: Plano de Vida). Houve um projeto com plano operacional realizado com os empreendedores incubados no Parque de Inovação Tecnológica da Joinville INOVAPARQ. O projeto fez parte do Estágio Curricular Obrigatório de Psicologia da Universidade da Região de Joinville. Pode-se concluir em seus dois níveis que os empreendedores incubados apresentam alta capacidade empreendedora, iniciativa e dinamismo para a ação, comunicação e interação, organização, comprometimento e persistência, habilidade de correr riscos calculados e habilidades sociais dentro ou acima da média. No desenvolvimento do Plano de Vida, identificou-se que os empreendedores apresentam o desejo de se exercitar mais e se alimentar melhor (eixo saúde), além de continuar se especializando em suas devidas áreas de conhecimento (eixo qualificação e competências). Segundo os incubados, foi muito importante a realização deste trabalho, tanto para sua vida pessoal quanto para sua empresa (eixo negócio), e gostariam que este processo continuasse. Palavras chave: empreendedorismo; psicologia; incubadoras; INOVARPQ ABSTRACT The Reference Center for New Ventures Support (CERNE) is a new operating model for Brazilian incubators, it was created by two Brazilian institutions that stimulate the movement in Brazil. The goal was to develop the methodology of the Terms of Reference CERNE 1, comprising the key processes: Selection System (key practice: Assessment) and Planning 1 Psicóloga, mestre em Administração, professora do Curso de Psicologia da Universidade da Região de Joinville, rua Paulo Malschitzki, 10 - Campus Universitário - Zona Industrial - CEP , (47) , 2 Co-autor, Graduado em Direito e Administração de Empresas, mestre em Administração de Empresas, professor da Universidade da Região de Joinville, diretor do Parque de Inovação Tecnológica de Joinville e Região INOVAPARQ, rua Paulo Malschitzki, 10 - Campus Universitário - Zona Industrial - CEP , (47) , 3 Co-autora, Graduada em Informática, mestre em Engenharia da Produção, professora da Universidade da Região de Joinville, diretor do Parque de Inovação Tecnológica de Joinville e Região INOVAPARQ, rua Paulo Malschitzki, 10 - Campus Universitário - Zona Industrial - CEP , (47) ,

2 System (key practice: Life Plan). There was a project carried out with operational plan with entrepreneurs incubated in Joinville s Technological Innovation Park - INOVAPARQ. The project was part of the curricular internship of the Psychology program of Joinville s Region University - UNIVILLE. It was concluded that in its both levels incubated entrepreneurs have high entrepreneurial ability, initiative and dynamism for action, communication and interaction, organization, commitment and persistence, ability to take calculated risks and social skills at or above average. In the development of the Life Plan, it was identified that entrepreneurs have the desire to exercise more and eat better (health-axis), and to continue specializing in their proper areas of knowledge (skills and competencies axis). According to the incubated, doing this work was very important for both, their personal life and their business (business-axis), and they would like this process to continue. Keywords: entrepreneurship; psychology; incubators; INOVAPARQ INTRODUÇÃO Os fenômenos organizacionais transformam não apenas a matéria, mas também a vida psíquica, social, cultural, política e econômica; o psicólogo organizacional auxilia as pessoas a se adaptarem a condições que ultrapassem seus limites, e a desenvolver habilidades em prazos curtos ou mesmo alterar aspectos de sua identidade (MALVEZZI, 2004). Este artigo refere-se ao estágio curricular obrigatório no Parque de Inovação Tecnológica da Joinville (INOVAPARQ), junto ao campus da Universidade da Região de Joinville (Univille), possibilitando o desenvolvimento e consolidação do aprendizado sobre a Psicologia Organizacional. O problema definido foi: como desenvolver a metodologia do CERNE 1, contemplando os processos chave: Sistema de Seleção (prática chave: Avaliação) e Sistema de Planejamento (prática chave: Plano de Vida), no INOVAPARQ? FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (CERNE) de incubação resultou da necessidade em ampliar a capacidade de geração sistemática de empreendimentos de sucesso. É uma iniciativa da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (ANPROTEC) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) para disponibilizar as mais modernas práticas de gestão e garantir desempenho de boa qualidade, atuação de forma proativa no desenvolvimento sustentável baseado na inovação.

3 A incubadora é um ambiente de apoio a empreendimentos nascentes, fornecendo variedade de recursos e serviços para que sejam bem sucedidos. Segundo o Sumário Executivo do CERNE (Brasília, 2011), o movimento brasileiro de incubadoras vem crescendo expressivamente nos últimos dez anos, apresentando resultados no número de residentes e não residentes, geração de empregos diretos e aumento do faturamento. Objetiva-se reduzir a mortalidade das empresas nascentes para 40%, índice próximo dos padrões internacionais (MEDEIROS et al, 1992). O ambiente de incubação permite a formação de redes, para melhorar a competitividade das empresas, trocas de vivências, de informação e know-how, obtendo incentivos econômicos para as nascentes e especializando os empreendedores para a prática dos negócios. Para Morris et al (2001 apud PEDRO, 2003), o empreendedorismo é o resultado da interação entre inúmeras variáveis que se influenciam mutuamente. O empreendedor é a peça fundamental, ele origina a ideia e se obstina em adaptar, implementar e realizar com sucesso. O ambiente, estando além do controle do empreendedor, pode facilitar ou constranger o comportamento empreendedor. Nos estudos que tratam do perfil do empreendedor há um ponto de consenso sobre o que o distingue das outras pessoas: a maneira como este percebe a mudança e lida com as oportunidades (PAULINO e ROSSI, 2003). Estudos realizados por Greattie (2003 apud BRZOZOWSKI e SANCHES, 2012), apontam que existem relações entre as características do perfil psicológico do empreendedor e as características e condições nos empreendimentos que conduzem. Porcaro (2006), comparando o perfil psicológico de empreendedores brasileiros e portugueses, observou que este perfil é composto por características que envolvem aspectos da personalidade, da auto avaliação e sociocognitivos ou comportamentais. Boyar et al (2003, p. 176 apud LINDO et al 2007) salienta que os conflitos na família influenciam o empreendedor. DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO Reuniões, palestras, entrevistas, testes psicológicos, questionários, técnicas de grupo e um plano operacional foram as estratégias utilizadas para a realização das práticas.

4 O público alvo foram os empreendedores incubados no INOVAPARQ. Todo trabalho foi acompanhado pelos gestores da incubadora, supervisora de estágio e as estagiárias de psicologia. Neste estágio, estabeleceu-se a Prática Inicial e/ou Definida do Processo Chave: Sistema de Seleção Prática Chave: Avaliação e do Processo Chave: Sistema de Planejamento Prática Chave: Plano de Vida. RESULTADOS A primeira parte foi a obtenção dos perfis empreendedores dos incubados no INOVAPARQ. Aplicando diferentes técnicas, foi possível obter dados e construir pareceres acerca do perfil dos empreendedores, reunir informações e conhecer melhor suas lacunas, propondo para a próxima fase metodologias que potencializassem competências que se mostraram menos desenvolvidas. Estudos apontam que a capacidade de interagir socialmente tornou-se fundamental para a obtenção do sucesso profissional (MENKES, 2011), sua avaliação é importante, pois está relacionada à saúde, qualidade de vida, realização e satisfação profissional. A técnica de grupo objetivou incentivar a criatividade do grupo e identificar as competências empreendedoras; foi um processo importante para conhecer como os empreendedores se relacionavam com os outros e consigo mesmos. Destacam-se as observações realizadas nas entrevistas e técnicas de grupo, que por serem procedimentos abertos, indicaram pontos importantes sobre a personalidade e como é sua relação como empreendedores no INOVAPARQ. Os participantes manifestaram mais dificuldade em interação e construção coletiva da tarefa. Eles comentaram que realizar atividades mais lúdicas, com utilização de figuras, recorte e colagem, não é algo com que estejam acostumados. Para alguns empreendedores o processo iniciado com a elaboração do perfil deve ser contínuo, sugeriram formas criativas de interação entre os incubados e professores ou acadêmicos da Univille, sendo uma delas a proposição ações para se expandir a comunicação universidade/empresas. Identificou-se possibilidades de desenvolvimento individual e grupal destes empreendedores, através de consultorias e atividades mais formais, ou através de atividades informais conforme sugerido por eles.

5 Na segunda parte do projeto houve a realização dos Planos de Vida, verificou-se que os empreendedores são muito atarefados, e deixam a maioria dos aspectos pessoais de lado. Tanto a empresa quanto o empreendedor devem possuir um planejamento estratégico alinhado entre a vida profissional e pessoal, é fundamental que estejam preparados para aprenderem a agir, executar e pensar por conta própria, com criatividade, liderança e visão do futuro, para inovar e ocupar seu espaço no mercado, tanto no presente quanto no futuro (SANTOS et al, 2012). Foram realizados três encontros para a elaboração de cada Plano de Vida. Primeiro discutiu-se a saúde e educação/equilíbrio emocional. A saúde foi mais comentada, ela parece estar em segundo plano, visto que os estilos de vida muito agitados e intensos com seu empreendimento, eles não cuidam da alimentação, nem fazem exercícios; as metas neste eixo giraram sobre esses dois aspectos. No eixo educação e equilíbrio emocional, ressaltaram a importância de trabalhos com a Psicologia, além do papel da incubadora de promover grupos para discussão ou para descontração. Segundo o CERNE (BRASIL, 2011), o homem é um ser biopsicossocial/espiritual, e em toda sua complexidade precisa manter o equilíbrio em todas essas esferas, quanto mais o homem se conhece maior a possibilidade de compreensão de seu comportamento e dos outros. Nos eixos de cidadania e qualificação/competências verificou-se que não há ação concreta de cidadania, um dos empreendedores levantou a importância deste tema e deu a ideia de fazer uma parceria com o INOVAPARQ e a UNIVILLE para atender a comunidade. Apontaram a importância de continuar se atualizando, um está terminando o segundo mestrado; mas outras atividades acabam ficando de lado. Eles começam a tomar cuidado, dedicando-se ao esporte, lazer e aprendendo idiomas. O último encontro focou o aspecto familiar/social, negócio e finanças. A família acaba sendo a mais sacrificada em relação ao empreendimento. Eles contam que hoje estão em fases boas em relação à família e dedicando mais tempo a ela, porém é a família que acaba se adaptando ao empreendimento, gerando conflitos, que atualmente são bem resolvidos. As metas giraram em torno de dedicar mais tempo à família, saber escutar e envolver mais os seus membros. Os empreendedores desejam que seu negócio cresça, um deles conta que é movido pelo desafio e entrará em depressão se seu negócio chegar a uma avaliação máxima. Quanto às finanças, desejam manter-se estáveis, um deles tem o desejo de contratar mais

6 funcionários, manter-se financeiramente e continuar as pesquisas para o desenvolvimento de produtos. Foram identificadas habilidades dos empreendedores que participaram do processo com escore médio ou baixo, sendo eles: criatividade e inovação, visão do negócio, exigência de qualidade e eficiência e independência e autoconfiança, é importante que o INOVAPARQ promova ações que fortaleçam estas habilidades nos empreendedores. Pode-se concluir, a partir dos instrumentos utilizados, que os incubados apresentam, alta capacidade empreendedora, iniciativa e dinamismo para a ação, comunicação e interação, organização, comprometimento e persistência, habilidade de correr riscos calculados e habilidades sociais dentro ou acima da média. CONCLUSÕES O estágio em Psicologia Organizacional foi um desafio, pois este foi o primeiro grupo no INOVAPARQ e por lidar com uma temática pouco abordada durante a graduação, o empreendedorismo. Foi necessário que as estagiárias aprendessem a serem inovadoras, lembrando que a prática só acontece alicerçada a uma teoria. A Psicologia precisa possibilitar, no espaço organizacional, o repensar da identificação do homem com o trabalho, promover a saúde mental, a qualidade de vida do trabalhador, valorizando o ser humano e resgatando o sujeito. A contribuição da psicologia na vida dos empreendedores é de vital importância. O empreendedor antes de mais nada é um ser humano biopsicossocial/espiritual, porém, no afã de cuidar de seu negócio acaba negligenciando aspectos relevantes em sua vida, como a família, a saúde, o trabalho em equipe e a própria individualidade. Com o trabalho realizado os empreendedores puderam tomar maior consciência de que precisam cuidar de si como cuidam de seu negócio. Através do trabalho com a psicologia, foi possível levantar as necessidades que os empreendedores apresentam em seus aspectos comportamentais, dando subsídios para proporcionar atividades que os levem a pensar sobre si mesmo de forma holística, este desenvolvimento é próximo passo a ser tomado pelo INOVAPARQ em conjunto com os psicólogos. REFERÊNCIAS

7 BRASIL, Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos. Sumário Executivo. Brasília, v. 1, BRZOZOWSKI, R. P.; SANCHES, C. Tipo psicológico do indivíduo empreendedor: um estudo do tipo psicológico predominante nos empreendedores, segundo o MBTI. Revista Eletrônica de Administração (Online). V. 11, n. 2, ed. 21, jul/dez LINDO, M. R. et al. Vida pessoal e vida profissional: os desafios de equilíbrio para mulheres empreendedoras do Rio de Janeiro. RAC-Eletrônica. Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, art. 1, p. 1-15, jan/abr, MALVEZZI, S. (2004). Prefácio. In J. C. Zanelli, J. E. Borges-Andrade & A. V. B. Bastos (Eds.), Psicologia, organizações e trabalho (pp ). Porto Alegre, RS: Artes Médicas. MEDEIROS, J. A.; MEDEIROS, L. A.; MARTINS, T.; PERILO, S. Pólos, parques e incubadoras: a busca da modernização e competitividade. Brasília: CNPq, IBICT, SENAI, PAULINO, A. D.; ROSSI, S. M. M. Um estudo de caso sobre perfil empreendedor características e traços de personalidade empreendedora. In: EGEPE Encontro de Estudos sobre Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas. Brasília: UEM/UEL/UnB, p , PEDRO, A. M. Características comportamentais dos empreendedores no modelo de ciclo de vida das organizações de Greiner. Dissertação (Mestrado). 122 f. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, PORCARO, E. O. O empreendedor e seu perfil psicológico: um estudo comparativo entre Brasil e Portugal. Dissertação (Mestrado). 119 f. Faculdades Ibmec. Rio de Janeiro, SANTOS, L. A. et al. Um instrumento eficaz para o plano vida modelo CERNE. XXII Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de empresas e XX Workshop Anprotec Agradecimentos: às estagiárias que assumiram esse desafio Fabiana Rosa da Cruz, Gleyce Hellen da Silva Souza, Jéssica Aline Tank e Sandra Mara Demétrio Costa.

Autor: Marcelo Leandro de Borba 1 Co-Autores: Luiz Melo Romão 2, Vanessa de Oliveira Collere 3, Sandra Aparecida Furlan 4, Claiton Emílio do Amaral 5

Autor: Marcelo Leandro de Borba 1 Co-Autores: Luiz Melo Romão 2, Vanessa de Oliveira Collere 3, Sandra Aparecida Furlan 4, Claiton Emílio do Amaral 5 O Ecossistema de Empreendedorismo Inovador no Norte Catarinense a parceria operacional/científica do Parque de Inovação Tecnológica de Joinville e Região e Perini Business Park Autor: Marcelo Leandro de

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Itajubá/MG Fevereiro de 2012 Plano Anual de 2 de 11 Revisão 01 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OBJETIVO GERAL... 4 2

Leia mais

Palavras-chave: serviços qualificados, interação universidade-empresa, ecossistema inovação

Palavras-chave: serviços qualificados, interação universidade-empresa, ecossistema inovação Ampliação quantitativa e qualitativa da interação entre o ambiente da universidade e a população do Inovaparq a partir do compartilhamento de projetos e programas de extensão Vanessa de Oliveira Collere

Leia mais

DISCUSSÕES SOBRE JOVENS EMPREENDEDORES: um panorama teórico da situação atual no Brasil RESUMO

DISCUSSÕES SOBRE JOVENS EMPREENDEDORES: um panorama teórico da situação atual no Brasil RESUMO 1 DISCUSSÕES SOBRE JOVENS EMPREENDEDORES: um panorama teórico da situação atual no Brasil Willian Dela Rosa Canha FAFIJAN Jaiane Aparecida Pereira FAFIJAN/UEM RESUMO O presente estudo tem por objetivo

Leia mais

Esse projeto enfatiza duas questões principais:

Esse projeto enfatiza duas questões principais: 1 Introdução O principal objetivo desta dissertação o é contribuir para o debate sobre a internacionalização de pequenas e médias empresas, destacando um tipo peculiar de empresas desta categoria, as empresas

Leia mais

ANÁLISE DO PERFIL EMPREENDEDOR: UM ESTUDO COM OS DISCENTES DOS CURSOS DE BACHARELADO DE TURISMO BINACIONAL E HOTELARIA

ANÁLISE DO PERFIL EMPREENDEDOR: UM ESTUDO COM OS DISCENTES DOS CURSOS DE BACHARELADO DE TURISMO BINACIONAL E HOTELARIA ANÁLISE DO PERFIL EMPREENDEDOR: UM ESTUDO COM OS DISCENTES DOS CURSOS DE BACHARELADO DE TURISMO BINACIONAL E HOTELARIA Carlos Frantz dos Santos Daliane Prestes Corrêa Guilherme Amaral Mateus Pinto Amaral

Leia mais

XII Seminario Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnológica - ALTEC 2007

XII Seminario Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnológica - ALTEC 2007 XII Seminario Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnológica - ALTEC 2007 Processo de Avaliação e Acompanhamento de Empreendimentos Pré-Incubados Utilizando Balanced Scorecard Perez, Celso Roberto Instituto

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES. Inatel Competence Center. Business School. Gestão de Projetos

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES. Inatel Competence Center. Business School. Gestão de Projetos INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Inatel Competence Center Business School Gestão de Projetos Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular Aprovado no dia 15/05/2013 Pró diretoria de Desenvolvimento

Leia mais

A GESTÃO E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NA INCUBADORA TÉCNOLÓGICA UNIVAP

A GESTÃO E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NA INCUBADORA TÉCNOLÓGICA UNIVAP A GESTÃO E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NA INCUBADORA TÉCNOLÓGICA UNIVAP Feitosa, R. 1, Santos, J. 2, Lourenção, P. 3 123 Curso de Administração de Empresas, Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas. Univap

Leia mais

O BRINCAR E SUAS IMPLICAÇÕES NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL DENTRO DO PROCESSO GRUPAL (2012) 1

O BRINCAR E SUAS IMPLICAÇÕES NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL DENTRO DO PROCESSO GRUPAL (2012) 1 O BRINCAR E SUAS IMPLICAÇÕES NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL DENTRO DO PROCESSO GRUPAL (2012) 1 FERREIRA, Marilise 2 ; GRASSI, Marilia G. 3 ; OLIVEIRA, Vânia F. 4 1 Trabalho de Pesquisa _UNIFRA 2 Curso de

Leia mais

Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação

Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação Mário Rafael Bendlin Calzavara RESUMO A Incubadora Senai Centro Internacional

Leia mais

Gestão Estratégica de Negócios

Gestão Estratégica de Negócios INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Inatel Competence Center Business School Gestão Estratégica de Negócios Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular Santa Rita do Sapucaí MG Setembro de 2013

Leia mais

FACULDADE DE CALDAS NOVAS UNICALDAS SANDRA REGINA SILVA MARTINS NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO CALDAS NOVAS 2013

FACULDADE DE CALDAS NOVAS UNICALDAS SANDRA REGINA SILVA MARTINS NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO CALDAS NOVAS 2013 1 FACULDADE DE CALDAS NOVAS UNICALDAS SANDRA REGINA SILVA MARTINS NÚCLEO DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO CALDAS NOVAS 2013 2 FACULDADE DE CALDAS NOVAS UNICALDAS SANDRA REGINA SILVA MARTINS NÚCLEO DE ATENDIMENTO

Leia mais

NOVOS LÍDERES EVOLUEM. SEMPRE.

NOVOS LÍDERES EVOLUEM. SEMPRE. NOVOS LÍDERES EVOLUEM. SEMPRE. CONHEÇA TODOS OS CURSOS DE MBA E PÓS-GRADUAÇÃO DA ESPM. 540h MBA EXECUTIVO INTERNACIONAL O MBA Executivo Internacional forma líderes com visão estratégica e atitudes adequadas

Leia mais

O PORTFÓLIO ENQUANTO INSTRUMENTO DE REFLEXÃO DA PRÁTICA DOCENTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O PORTFÓLIO ENQUANTO INSTRUMENTO DE REFLEXÃO DA PRÁTICA DOCENTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL O PORTFÓLIO ENQUANTO INSTRUMENTO DE REFLEXÃO DA PRÁTICA DOCENTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL Telma Maria Pereira dos Santos Graduada em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia UNEB e Pós-graduada em Educação

Leia mais

Programa de Gestão Estratégica da chapa 1

Programa de Gestão Estratégica da chapa 1 Programa de Gestão Estratégica da chapa 1 Apresentamos a primeira versão do programa de gestão estratégica da chapa Construindo Juntos um ICT de Excelência. Esse documento é fruto de uma construção coletiva,

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 432 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

Ainda na visão dos entrevistados, as razões para profissionalização envolvem benefícios esperados, como a otimização da utilização de recursos, e

Ainda na visão dos entrevistados, as razões para profissionalização envolvem benefícios esperados, como a otimização da utilização de recursos, e 7 Conclusão No mundo de negócios, as organizações constantemente buscam melhorias e aperfeiçoamento de suas gestões para sobreviver e crescer em face de um mercado competitivo. Nesse movimento, percebe-se

Leia mais

O PERFIL DO ENGENHEIRO SEGUNDO AS EMPRESAS

O PERFIL DO ENGENHEIRO SEGUNDO AS EMPRESAS O PERFIL DO ENGENHEIRO SEGUNDO AS EMPRESAS Michelle Mike Nose 1, Daisy Aparecida do Nascimento Rebelatto 2 Universidade de São Paulo 1 Escola de Engenharia de São Carlos Av. Trabalhador São Carlense, 400

Leia mais

O Empreendedor Fabiano Marques

O Empreendedor Fabiano Marques O Empreendedor Fabiano Marques O interesse pelo empreendedorismo no mundo é algo recente. Neste sentido, podese dizer que houve um crescimento acentuado da atividade empreendedora a partir de 1990. Com

Leia mais

Empreenda (Quase) Sem Dinheiro

Empreenda (Quase) Sem Dinheiro Empreenda (Quase) Sem Dinheiro Prof. Dr. José Dornelas www.planodenegocios.com.br Bem-vindoà versão de demonstração do curso Empreenda (Quase) Sem Dinheiro! Vocêpoderá conferir alguns vídeos do curso antes

Leia mais

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas 14.1. Treinamento é investimento O subsistema de desenvolver pessoas é uma das áreas estratégicas do Gerenciamento de Pessoas, entretanto em algumas organizações

Leia mais

PERFIL DOS PARTICIPANTES DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO BOM NEGÓCIO PARANÁ NA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ

PERFIL DOS PARTICIPANTES DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO BOM NEGÓCIO PARANÁ NA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ 1 PERFIL DOS PARTICIPANTES DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO BOM NEGÓCIO PARANÁ NA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ Marta Paiz 1 Márcia Bonifácio Stooc 2 Adriana Picagevicz Mellk 3 Jaime Antonio Stoffel 4 Nelson Alpini

Leia mais

(MAPAS VIVOS DA UFCG) PPA-UFCG RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES

(MAPAS VIVOS DA UFCG) PPA-UFCG RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES 1 PPA-UFCG PROGRAMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES (MAPAS VIVOS DA UFCG) 2 DIMENSÃO MISSÃO E PDI MAPAS VIVOS DE

Leia mais

FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA INCUBADORA DE EMPRESAS: Um Estudo nas Incubadoras do Estado do Tocantins.

FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA INCUBADORA DE EMPRESAS: Um Estudo nas Incubadoras do Estado do Tocantins. FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO DE UMA INCUBADORA DE EMPRESAS: Um Estudo nas Incubadoras do Estado do Tocantins. Maria das Graças Bastos de Sousa 1, Vilma da Silva Santos 2, Edson Aparecida de Araújo Querido

Leia mais

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Ana Maria Bueno (CEFETPR/PG) ana@pg.cefetpr.br Dr ª. Magda L.G. Leite (CEFETPR/PG) magda@pg.cefetpr.br

Leia mais

Gestão em Sistemas de Saúde

Gestão em Sistemas de Saúde INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Inatel Competence Center Business School Gestão em Sistemas de Saúde Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular Aprovado no dia XX/XX/2013 Pró diretoria de

Leia mais

Ajudando você a fazer a diferença!

Ajudando você a fazer a diferença! Diretores da Lannes Consulting Luciano Lannes Consultor Organizacional e Palestrante com foco no Trabalho em Equipe e o processo de aprendizagem organizacional, visa o desenvolvimento empresarial e a educação

Leia mais

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS.

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. Fernando Toledo Ferraz - ferraz@cybernet.com.br Departamento de Engenharia de Produção Myriam Eugênia R.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PÓS-INCUBAÇÃO DE EMPRESAS Conceituação e Estudos de Caso BRENO BASTOS MIGUEZ 15653 FERNANDA HELENA COSTA

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS CAICÓ

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS CAICÓ INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS CAICÓ CLUBE DE FÍSICA, MINI ESPAÇO CIÊNCIA E FEIRA DE CIÊNCIA: PROPOSTAS DO PIBID IFRN CAMPUS CAICÓ PARTICIPANTES: ERIJACKSON

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT 1 PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO POT 2 ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO Todos os Direitos Reservados 3 1 Origem da Psicologia Organizacional e do Trabalho 4 ORIGEM Desde os

Leia mais

NEGOCIANDO MELHOR & VENDENDO MAIS

NEGOCIANDO MELHOR & VENDENDO MAIS O mundo NEGOCIANDO MELHOR & VENDENDO MAIS 1 O - TREINAMENTO INTERATIVO DO BRASIL corporativo vem se transformando de uma forma acelerada e contínua, fazendo com que executivos, gestores e empresários se

Leia mais

GESTÃO ESCOLAR: Motivação para melhorar

GESTÃO ESCOLAR: Motivação para melhorar GESTÃO ESCOLAR: Motivação para melhorar Betina Waihrich Teixeira 1 Sandra Maria do Nascimento de Oliveira 2 Resumo: O gestor escolar deve ter uma boa liderança de comunicação, sabendo interagir com sua

Leia mais

20 Anos de Tradição Carinho, Amor e Educação.

20 Anos de Tradição Carinho, Amor e Educação. Colégio Tutto Amore Colégio Sapience Carinho, Amor e Educação. Trabalhamos com meio-período e integral em todos os níveis de ensino. www.tuttoamore.com.br Nossa História No ano de 1993 deu-se o ponto de

Leia mais

Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012

Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012 Symposium on Sustainable Development: New Dimensions for Society & Business Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 18 June 2012 UMA EXPERIÊNCIA DE PARCERIA SOCIAL PÚBLICO PRIVADA APLICADA À

Leia mais

4 Contextualização da pesquisa

4 Contextualização da pesquisa 4 Contextualização da pesquisa 4.1. Cenário de pequenas empresas e medias empresas no Brasil A abreviação para pequena e média empresa PME (em inglês SME) tornou-se um padrão internacional quando se refere

Leia mais

VALORIZAÇÃO DO CONHECIMENTO ADQUIRIDO E DESENVOLVIDO NO RAMO DE CONFECÇÕES EM JARAGUÁ

VALORIZAÇÃO DO CONHECIMENTO ADQUIRIDO E DESENVOLVIDO NO RAMO DE CONFECÇÕES EM JARAGUÁ VALORIZAÇÃO DO CONHECIMENTO ADQUIRIDO E DESENVOLVIDO NO RAMO DE CONFECÇÕES EM JARAGUÁ Verônica Cordeiro Rocha Agente Local de Inovação atuante na região do interior da cidade de Jaraguá e Ceres do Programa

Leia mais

GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO ATRAVÉS DA METODOLOGIA DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO ATRAVÉS DA METODOLOGIA DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS ISSN 2177-9139 GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO ATRAVÉS DA METODOLOGIA DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Jeruza Quintana Petrarca de Freitas jeruza.quintana@gmail.com Fundação Universidade Federal do Pampa,

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES. Inatel Competence Center. Business School. Gestão de TIC. Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES. Inatel Competence Center. Business School. Gestão de TIC. Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Inatel Competence Center Business School Gestão de TIC Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular Pró diretoria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação;

Leia mais

RASGUEM O PLANO DE NEGÓCIO

RASGUEM O PLANO DE NEGÓCIO Roseli Morena Porto RASGUEM O PLANO DE NEGÓCIO O desenvolvimento do espírito empreendedor, o entendimento da diversidade e a experiência intercultural adicionam muito valor ao aprendizado de um empresário

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

COMPARAÇÃO ENTRE O ENSINO REGULAR E O ESPECIALIZADO PARA OS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO MUNICÍPIO DE ALEGRE-ES.

COMPARAÇÃO ENTRE O ENSINO REGULAR E O ESPECIALIZADO PARA OS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO MUNICÍPIO DE ALEGRE-ES. COMPARAÇÃO ENTRE O ENSINO REGULAR E O ESPECIALIZADO PARA OS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO MUNICÍPIO DE ALEGRE-ES. Iasmini Nicoli Galter 1, Mayla Gava ¹, Henrique Tabelini ¹, Elias Terra Werner².

Leia mais

Planejamento e Gestão das disciplinas na modalidade a distância em Cursos de Graduação Presencial: Conteúdo, Aprendizagem e Construção do Conhecimento

Planejamento e Gestão das disciplinas na modalidade a distância em Cursos de Graduação Presencial: Conteúdo, Aprendizagem e Construção do Conhecimento Planejamento e Gestão das disciplinas na modalidade a distância em Cursos de Graduação Presencial: Conteúdo, Aprendizagem e Construção do Conhecimento Maio/2010 AMARAL, Rita de Cássia Borges de Magalhães

Leia mais

Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas

Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas Evolução PMC têm atuação diferenciada na gestão de pessoas e clima organizacional, gerando na equipe mais agilidade para a mudança e maior capacidade

Leia mais

Programa SEBRAE de Excelência em Gestão

Programa SEBRAE de Excelência em Gestão Programa SEBRAE de Excelência em Gestão Junho de 2013 Fundação Nacional da Qualidade FNQ - Projeto PSEG 2012 - slide 2 Direitos Reservados Objetivo Implantar o Modelo de Excelência da Gestão da FNQ em

Leia mais

Como sobreviver e crescer em tempos de crise? Como tornar sua empresa mais produtiva?

Como sobreviver e crescer em tempos de crise? Como tornar sua empresa mais produtiva? Portfólio 2015 IP Como sobreviver e crescer em tempos de crise? Como tornar sua empresa mais produtiva? Como fazer com que as pessoas trabalhem mais e felizes? Como implantar um modelo de gestão de vanguarda?

Leia mais

Autor: Débora Saraiva de Melo Anversa 1 Co-Autores: Teresinha Rita Boufleuer 2 Franciele Pastre 3 Andreici Daiani Vedovatto 4 Ademar Tibola 5

Autor: Débora Saraiva de Melo Anversa 1 Co-Autores: Teresinha Rita Boufleuer 2 Franciele Pastre 3 Andreici Daiani Vedovatto 4 Ademar Tibola 5 Proposta de Desenvolvimento do Empreendedor na INCTECh: adequação à prática chave segundo a metodologia CERNE 1. Proposal for Entrepreneurial Development at INCTECh: suitability to practice key according

Leia mais

PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO

PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO 1 PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO Aline Silva SANTOS 1 RGM 088607 Andressa Faustino da SILVA¹ RGM 089712 Diego Dias dos SANTOS¹ RGM 087266 Tatiane Gomes dos SANTOS¹ RGM 089204 Viviane Regina

Leia mais

S A N T A M A R I A PRINCIPAIS PREOCUPAÇÕES

S A N T A M A R I A PRINCIPAIS PREOCUPAÇÕES 2005 Iniciativas voluntárias Pessoas empreendedoras e inovadoras S A N T A M A R I A PRINCIPAIS PREOCUPAÇÕES PIB e PIB per capita abaixo da média do RS e do Brasil Economia excessivamente dependente do

Leia mais

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015

Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 Dados sobre a Feira do Empreendedor 2015 1 Feira do Empreendedor 2015 O sucesso é grande. Há pessoas que demostram o interesse em adquirir até 10 máquinas de uma só vez. Alexandre Ronconi, diretor da Hot

Leia mais

Revista Perspectiva. 2 Como o artigo que aqui se apresente é decorrente de uma pesquisa em andamento, foi possível trazer os

Revista Perspectiva. 2 Como o artigo que aqui se apresente é decorrente de uma pesquisa em andamento, foi possível trazer os OS SABERES CIENTÍFICOS SOBRE A EDUCAÇÃO INFANTIL: continuidades e descontinuidades na produção acadêmica recente. CAMPOS, Mariê Luise Campos UFSC mariecampos10@gmail.com eixo: Educação e Infância / n.

Leia mais

MBA em Design Estratégico

MBA em Design Estratégico Design Estratégico MBA em Design Estratégico Aula Inaugural - 29 de abril de 2015 Aulas as terças e quintas, das 7h às 9h30 Valor do curso: R$ 21.600,00 À vista com desconto: R$ 20.520,00 Consultar planos

Leia mais

COMO FOMENTAR MAIS E MELHOR NAS EMPRESAS?

COMO FOMENTAR MAIS E MELHOR NAS EMPRESAS? UM OLHAR DA INVENTTA: COMO FOMENTAR MAIS E MELHOR NAS EMPRESAS? Rafael Augusto, Marina Loures e Vitor Bohnenberger 1. INTRODUÇÃO As empresas sempre nos perguntam Como obter recursos para desenvolver projetos

Leia mais

Orientações para elaborar um. Plano de Negócios

Orientações para elaborar um. Plano de Negócios Orientações para elaborar um Plano de Negócios Maio de 2010 www.nascente.cefetmg.br Página 1 Apresentação Este documento contém um roteiro básico de Plano de Negócios. O objetivo é permitir que o futuro

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE CULTURA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS"

PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE CULTURA - A SANTA MARIA QUE QUEREMOS Elaborar o projeto do Plano Municipal de Projeto do Plano Projeto realizado Cultura com ampla participação dos setores da sociedade Conferência Municipal de Cultura Conferência realizada PLANILHA DE OBJETIVOS

Leia mais

10º ENCONTRO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO RODOVIÁRIA

10º ENCONTRO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO RODOVIÁRIA 10º ENCONTRO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO RODOVIÁRIA JOINVILLE/SC - BRASIL - 4 a 7 de outubro de 2005 Local: Centreventos Cau Hansen PADRÕES INTERNACIONAIS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS APLICADOS À CONSERVAÇÃO

Leia mais

PERUINCUBA 2008 Semana del Emprendimiento y la Incubacion "De la Idea a la Realidad

PERUINCUBA 2008 Semana del Emprendimiento y la Incubacion De la Idea a la Realidad P rograma SEBRAE SP de Incubadoras de Empresas PERUINCUBA 2008 Semana del Emprendimiento y la Incubacion "De la Idea a la Realidad O que as MPE s representam para a economia brasileira? Número de Empresas...98

Leia mais

1 POR QUE EMPRESA JÚNIOR?

1 POR QUE EMPRESA JÚNIOR? Título: SOLUÇÃO ESTATÍSTICA JÚNIOR- PRIMEIRA DO GÊNERO NO RJ Autores:Regina Serrão Lanzillotti - lanzillotti@uol.com.br Aline Moraes da Silva alineuerj@zipmail.com.br Anna Paula Leite de Mattos anna.mattos@zipmail.com.br

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE O INTERESSE DOS COLABORADORES EM SEGUIR CARREIRA PROFISSIONAL NAS LOJAS AMERICANAS EM MARINGÁ/PR

UM ESTUDO SOBRE O INTERESSE DOS COLABORADORES EM SEGUIR CARREIRA PROFISSIONAL NAS LOJAS AMERICANAS EM MARINGÁ/PR 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 UM ESTUDO SOBRE O INTERESSE DOS COLABORADORES EM SEGUIR CARREIRA PROFISSIONAL NAS LOJAS AMERICANAS EM MARINGÁ/PR Marcelo Cristian Vieira 1, Carolina Zavadzki

Leia mais

BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas

BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas Maria Clara Fonteque Scacchetti 1 Aparecido Rudnick 2 Washington Fernando Silva 3 Lucia Braga Sousa 4 Resumo: Este artigo tem o objetivo

Leia mais

...estas abordagens contribuem para uma ação do nível operacional do design.

...estas abordagens contribuem para uma ação do nível operacional do design. Projetar, foi a tradução mais usada no Brasil para design, quando este se refere ao processo de design. Maldonado definiu que design é uma atividade de projeto que consiste em determinar as propriedades

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING (Extrato do Projeto Pedagógico)

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING (Extrato do Projeto Pedagógico) CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING (Extrato do Projeto Pedagógico) PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO São habilidades e competências gerais trabalhadas no projeto pedagógico: Visão Holística e Cultural:

Leia mais

PROPOSIÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO AMBIENTAL: APLICAÇÃO NA FACULDADE DE HORIZONTINA - FAHOR

PROPOSIÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO AMBIENTAL: APLICAÇÃO NA FACULDADE DE HORIZONTINA - FAHOR PROPOSIÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO AMBIENTAL: APLICAÇÃO NA FACULDADE DE HORIZONTINA - FAHOR Joel Tauchen (1); Luciana Londero Brandli (2); Marcos Antonio Leite Frandoloso (3) Felipe de Brito Rodrigues (4)

Leia mais

CRIANDO A NOVA GERAÇÃO DE EMPREENDEDORES BRASILEIROS

CRIANDO A NOVA GERAÇÃO DE EMPREENDEDORES BRASILEIROS CRIANDO A NOVA GERAÇÃO DE EMPREENDEDORES BRASILEIROS ONDE ESTÃO OS FUTUROS EMPREENDEDORES QUE TRANSFORMARÃO O BRASIL? PROVAVELMENTE, NA SALA AO LADO. DOS UNIVERSITÁRIOS PENSAM EM ABRIR UM NOVO NEGÓCIO

Leia mais

Universidade Presidente Antônio Carlos UNIPAC Pró-reitoria de Pesquisa, Extensão, Pós-graduação e Cultura Assessoria de Extensão PROGRAMA DE EXTENSÃO

Universidade Presidente Antônio Carlos UNIPAC Pró-reitoria de Pesquisa, Extensão, Pós-graduação e Cultura Assessoria de Extensão PROGRAMA DE EXTENSÃO Universidade Presidente Antônio Carlos UNIPAC Pró-reitoria de Pesquisa, Extensão, Pós-graduação e Cultura Assessoria de Extensão PROGRAMA DE EXTENSÃO EDITAL 01/2010 O Pró-reitor de Pesquisa, Extensão,

Leia mais

OS PROJETOS DE TRABALHO E SUA PRODUÇÃO ACADÊMICA NOS GT07 E GT12 DA ANPED ENTRE OS ANOS 2000/2013

OS PROJETOS DE TRABALHO E SUA PRODUÇÃO ACADÊMICA NOS GT07 E GT12 DA ANPED ENTRE OS ANOS 2000/2013 OS PROJETOS DE TRABALHO E SUA PRODUÇÃO ACADÊMICA NOS GT07 E GT12 DA ANPED ENTRE OS ANOS 2000/2013 Resumo Indira Aparecida Santana Aragão 1 - FCT/UNESP Grupo de Trabalho Educação da Infância Agência Financiadora:

Leia mais

MULHER EMPREENDEDORA

MULHER EMPREENDEDORA MULHER EMPREENDEDORA Mara Angélica Schutze Voigt 1 Albertina de Souza Prust 2 Centro Universitário Leonardo da Vinci UNIASSELVI Curso Gestão Comercial (GCO 0070) Prática do Módulo II 13/05/2013 RESUMO

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSA ACADÊMICA DE EXTENSÃO PBAEX / EDIÇÃO 2016 CAMPUS BOA VISTA/ CENTRO ANEXO III

PROGRAMA DE BOLSA ACADÊMICA DE EXTENSÃO PBAEX / EDIÇÃO 2016 CAMPUS BOA VISTA/ CENTRO ANEXO III PROGRAMA DE BOLSA ACADÊMICA DE ETENSÃO PBAE / EDIÇÃO 2016 CAMPUS BOA VISTA/ CENTRO ANEO III FORMULÁRIO DA VERSÃO ELETRÔNICA DO PROJETO / DA ATIVIDADE DE ETENSÃO PBAE 2016 01. Título do Projeto (Re) Educação

Leia mais

Como escolher a pós-graduação que vai turbinar a sua carreira

Como escolher a pós-graduação que vai turbinar a sua carreira Como escolher a pós-graduação que vai turbinar a sua carreira Dicas fundamentais para você decidir pelo curso ideal para a sua qualificação profissional 2 ÍNDICE >> Introdução... 3 >> A importância da

Leia mais

Desenvolvimento e Capacitação de Servidores Públicos

Desenvolvimento e Capacitação de Servidores Públicos Desenvolvimento e Capacitação de Servidores Públicos I-Organização da Administração Pública A vida da sociedade organizada pressupõe uma organização racional do trabalho, constituída de uma hierarquia

Leia mais

O gerenciamento de pessoas e processos para cursos de engenharia: uma experiência de ensino em sala de aula

O gerenciamento de pessoas e processos para cursos de engenharia: uma experiência de ensino em sala de aula O gerenciamento de pessoas e processos para cursos de engenharia: uma experiência de ensino em sala de aula Edimar Alves Barbosa (UFCG) - eab@cct.ufcg.edu.br Luciano Gomes de Azevedo (UFCG) - azevedo@dec.ufcg.edu.br

Leia mais

VOCÊ EM CONEXÃO COM O MERCADO DE TRABALHO. Claudia Veras Jordana Feltrin

VOCÊ EM CONEXÃO COM O MERCADO DE TRABALHO. Claudia Veras Jordana Feltrin VOCÊ EM CONEXÃO COM O MERCADO DE TRABALHO Claudia Veras Jordana Feltrin Nossa busca é construir uma empresa onde trabalho e qualidade de vida andem juntos. HISTÓRICO Fundada em setembro de 1993 Matriz:

Leia mais

MINDSHIFT. Novos conceitos, novas habilidades, novas capacidades

MINDSHIFT. Novos conceitos, novas habilidades, novas capacidades Novos conceitos, novas habilidades, novas capacidades Um diálogo de alto nível, com facilitadores especialistas que utilizam técnicas e ferramentas de Psicologia, Programação Neurolinguística, Coaching

Leia mais

ESPAÇO INCLUSIVO Coordenação Geral Profa. Dra. Roberta Puccetti Coordenação Do Projeto Profa. Espa. Susy Mary Vieira Ferraz RESUMO

ESPAÇO INCLUSIVO Coordenação Geral Profa. Dra. Roberta Puccetti Coordenação Do Projeto Profa. Espa. Susy Mary Vieira Ferraz RESUMO ESPAÇO INCLUSIVO Coordenação Geral Profa. Dra. Roberta Puccetti Coordenação Do Projeto Profa. Espa. Susy Mary Vieira Ferraz RESUMO A inclusão é uma realidade mundial. Desde a Declaração de Salamanca em

Leia mais

TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE

TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE Apresentação A Academia de Lideranças tem foco prático no desenvolvimento das competências essenciais dos líderes de pessoas, processos e metas. As competências técnicas e

Leia mais

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas Perfil... Atuando há 20 anos em vendas Jean Oliveira já viveu na pele cada experiência que essa profissão promove, é especialista com MBA em Estratégias de Negócios e graduado em Tecnologia de Processamento

Leia mais

PESQUISA DE MERCADO. Prof. Líslei Rosa de Freitas

PESQUISA DE MERCADO. Prof. Líslei Rosa de Freitas PESQUISA DE MERCADO Prof. Líslei Rosa de Freitas Pontos importantes Todas as decisões sobre novos empreendimentos contêm um certo grau de incerteza, tanto em relação à informação nas quais estão baseadas,

Leia mais

Título: A IMPORTÂNCIA DA NORMATIZAÇÃO DO PROCESSO DE PRÉ- INCUBAÇÃO NA UTFPR CÂMPUS CURITIBA

Título: A IMPORTÂNCIA DA NORMATIZAÇÃO DO PROCESSO DE PRÉ- INCUBAÇÃO NA UTFPR CÂMPUS CURITIBA Título: A IMPORTÂNCIA DA NORMATIZAÇÃO DO PROCESSO DE PRÉ- INCUBAÇÃO NA UTFPR CÂMPUS CURITIBA Autor: Paulo Roberto Bueno Co-autores: Sebastião Dambroski; Haniel Kaiser Ribeiro Resumo estruturado Este artigo

Leia mais

Uso da Telefonia Móvel: Uma Ferramenta de Interação para a Aprendizagem a Distância

Uso da Telefonia Móvel: Uma Ferramenta de Interação para a Aprendizagem a Distância 1 Uso da Telefonia Móvel: Uma Ferramenta de Interação para a Aprendizagem a Distância 05/2008 Maria de Fátima Rodrigues de Lemos Núcleo de Educação a Distância - NEAD / Unidade Estratégica de Desenvolvimento

Leia mais

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ÍNDICE em ordem alfabética: Artigo 1 - ENDOMARKETING: UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA DESENVOLVER O COMPROMETIMENTO... pág. 2 Artigo 2 - MOTIVANDO-SE... pág. 4 Artigo 3 - RECURSOS

Leia mais

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação

Leia mais

Núcleo Regional de Piên

Núcleo Regional de Piên Núcleo Regional de Piên Municípios participantes Lapa Mandirituba Quitandinha Tijucas do Sul Agudos do Sul Campo do Tenente Piên Rio Negro Ações prioritárias para a região Objetivo 1: Erradicar a extrema

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2017 COOPERATIVISMO: QUEM MOVIMENTA SÃO AS PESSOAS MENSAGEM DO PRESIDENTE O cooperativismo vive seu momento de maior evidência. O Ano Internacional das Cooperativas, instituído

Leia mais

O GERENTE DE PROJETOS

O GERENTE DE PROJETOS O GERENTE DE PROJETOS INTRODUÇÃO Autor: Danubio Borba, PMP Vamos discutir a importância das pessoas envolvidas em um projeto. São elas, e não os procedimentos ou técnicas, as peças fundamentais para se

Leia mais

3ª EDIÇÃO. Agenda. 22 de Setembro 2015. Hotel Grand Mercure São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br

3ª EDIÇÃO. Agenda. 22 de Setembro 2015. Hotel Grand Mercure São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br Agenda 3ª EDIÇÃO 22 de Setembro 2015 Hotel Grand Mercure São Paulo, SP Realização: www.corpbusiness.com.br Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO O E-LEARNING COMO FERRAMENTA

Leia mais

O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos

O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos Texto adotado pela Cúpula Mundial de Educação Dakar, Senegal - 26 a 28 de abril de 2000. 1. Reunidos em Dakar em Abril

Leia mais

Desenvolve Minas. Modelo de Excelência da Gestão

Desenvolve Minas. Modelo de Excelência da Gestão Desenvolve Minas Modelo de Excelência da Gestão O que é o MEG? O Modelo de Excelência da Gestão (MEG) possibilita a avaliação do grau de maturidade da gestão, pontuando processos gerenciais e resultados

Leia mais

O PERFIL DO TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO E A SUA JORNADA LABORAL

O PERFIL DO TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO E A SUA JORNADA LABORAL O PERFIL DO TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO E A SUA JORNADA LABORAL Acimarney Correia Silva Freitas¹, Ana Paula dos Santos Dias², Ana Paula Ferreira Barbosa³, Cristina Coelho 4, Flávia Araújo Conceição

Leia mais

Inclusão Social da Pessoa com Deficiência Intelectual:

Inclusão Social da Pessoa com Deficiência Intelectual: Inclusão Social da Pessoa com Deficiência Intelectual: Educação Especial no Espaço da Escola Especial Trabalho, Emprego e Renda Autogestão, Autodefesa e Família APAE : INTEGRALIDADE DAS AÇÕES NO CICLO

Leia mais

Contexto. Educação para o mundo do trabalho. Por Mozart Neves Ramos - Todos Pela Educação em 01/03/2013

Contexto. Educação para o mundo do trabalho. Por Mozart Neves Ramos - Todos Pela Educação em 01/03/2013 META NACIONAL 11 - Educação Profissional- Triplicar as matrículas da Educação Profissional Técnica de nível médio, assegurando a qualidade da oferta e pelo menos 50% da expansão no segmento público. Contexto

Leia mais

Partindo do Zero Agradecimentos

Partindo do Zero Agradecimentos Partindo do ZeroZ Partindo do Zero Agradecimentos SEBRAE SC MCE FNQ OIS Brasil (Consultoria Parceira da A2C em Gestão da Qualidade) Íntegra Consultoria (Incentivo e Apoio) Partindo do Zero Linha do Tempo

Leia mais

PROGRAMA DE COACHING & VOCÊ

PROGRAMA DE COACHING & VOCÊ LAIS SILVA Profissional coach &Leader Coach Analista comportamental & 360 graus Coach, Consultora, Palestrante. Especialista em Recursos Humanos e Gestão Auditoria em Serviços de Saúde. Atua há mais de

Leia mais

Inteligência emocional ajuda a conquistar vagas de liderança

Inteligência emocional ajuda a conquistar vagas de liderança Inteligência emocional ajuda a conquistar vagas de liderança Tempo de Mulher Arieta Arruda 14 horas atrás Houve um tempo em que as pessoas queriam mostrar sua face mais racional no mercado de trabalho,

Leia mais

RESUMO. Palavras-chave: Empreendedorismo. Estratégia de negócios. Perfil empreendedor. Oportunidades. ABSTRACT

RESUMO. Palavras-chave: Empreendedorismo. Estratégia de negócios. Perfil empreendedor. Oportunidades. ABSTRACT EMPREENDEDORISMO: UM ESTUDO SOBRE A IMPORTÂNCIA DO EMPREENDEDORISMO COMO ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS NA EMPRESA FÊNIX LOCAÇÕES E EVENTOS Telma Padilha Custódio thelmapadiha006@hotmail.com Prof. Eduardo Teraoka

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS Educação Matemática na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (EMEIAIEF) GT 09 RESUMO

Leia mais

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br 03 a 05 Agosto 2015 São Paulo Brasil connectedsmartcities.com.br Por que Connected Smart Cities? As grandes e modernas cidades são, talvez, as mais importantes realizações do homem, por serem responsáveis,

Leia mais