EXCEL NA ANÁLISE DE REGRESSÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXCEL NA ANÁLISE DE REGRESSÃO"

Transcrição

1 EXCEL NA ANÁLISE DE REGRESSÃO _2010_03_Exercicio _Regressão_exemplo O gerente de uma loja de artigos escolares, cada semana, deve decidir quanto gastar com propaganda e que atrativo (por exemplo preços mais baixos) deve introduzir para melhorar a receita total. Ele tem um interesse especial em conhecer quanto a receita total varia em função do nível de despesas com propaganda. Em particular gostaria de saber se o aumento da receita é suficiente para justificar o incremento das despesas com propaganda. O gerente tem interesse também na estratégia de preço. Uma redução de preço conduz a um aumento ou a uma redução da receita total? Se a demanda for inelástica com relação ao preço, uma redução de preço implica apenas um pequeno aumento da quantidade vendida, a receita total cairá. Se a demanda for elástica, uma redução do preço produzirá um incremento na receita total. Para responder a estas perguntas é necessário construir primeiro um modelo econômico: (1) RT = f(p, A) Onde: RT = Receita total P = preço A = despesa com anúncios/ propaganda, etc. No arquivo Regressão_1_dados.xls encontram-se as observações semanais sobre receita total, preço médio e despesas com propaganda desta loja. Com estes dados vamos usar Excel para estimar o seguinte modelo econométrico: (2) RT = β 0 + β 1 P + β 2 A + e Usando Excel na análise de regressão 1) Abrir o arquivo com os dados. No nosso exemplo, abrir o arquivo 02_Exercicio_Regressão_dados.xls 2) Posicionar o mouse numa célula vazia. 3) Escolher no menu Ferramentas a opção Análise de dados. 1

2 3.1) Se não encontrar esta opção no seu Excel, escolher no menu Ferramentas a opção Suplementos. Na caixa dos Suplementos disponíveis selecionar Ferramentas de análise e OK. Agora no menu Ferramentas vai aparecer a opção Análise de dados. 4) Na janela Análise de dados escolher Regressão e depois OK. 5) Na nova janela Regressão vamos inserir os nossos dados. 2

3 5.1) Na área Intervalo Y de entrada vamos inserir os dados da nossa variável y (ou variável dependente que no nosso exemplo é RT). Para fazer isso é necessário selecionar a área com os dados na nossa planilha do Excel. NOTA: É melhor selecionar também a célula com o nome da variável para facilitar a leitura do resultado da análise de regressão. 5.2) Na área Intervalo X de entrada vamos inserir os dados das nossas variáveis explicativas selecionando a respectiva área na planilha de dados, incluindo sempre o nome das variáveis (P e A). NOTA: No caso de regressão múltipla é necessário manter os dados relativos as variáveis explicativas em colunas adjacentes. 5.3) Escolher a opção Rótulos, pois o nosso intervalo de dados inclui as células com os nomes das variáveis. 5.4) Não vamos escolher a opção Constante é zero pois isso eliminaria o intercepto (a estimativa de β 0 ). 5.5) A opção Nível de confiança permite definir o valor usado para calcular os intervalos de confiança dos coeficientes estimados. O default é 95%. 5.6) Na área das Opções de saída podemos escolher onde vão aparecer os resultados da regressão. a) Se quiser manter os resultados na mesma planilha dos dados, escolher a opção Intervalo de saída e selecionar a célula onde vai aparecer o resultado. b) Se quiser salvar os resultados numa nova planilha, escolher a opção Nova planilha e inserir o nome da mesma. No nosso exemplo vamos escolher esta opção e inserir o nome resultados. c) Se quiser o resultado num novo arquivo do Excel, escolher a opção Nova pasta de trabalho. 5.7) Por enquanto não vamos escolher nada na área Resíduos pois não estamos interessados em conhecer, para cada observação, a diferença entre o valor de y i e o valor estimado ŷ i (e i = y i - ŷ i ). 3

4 Em síntese: 5.8) Clicando em OK, Excel calcula as várias estimativas usando o método dos Mínimos Quadrados Ordinários. INTERPRETANDO A SÁIDA DO EXCEL RESUMO DOS RESULTADOS Estatística de regressão R múltiplo 0, = raiz quadrada de R 2 R-Quadrado 0, = coeficiente de determinação R 2 =1-(SQE/SQT) R-quadrado ajustado 0, = 1-(1- R 2 )*((T-1)/(T-K)), onde T=dimensão amostra, K=n. de regressores Erro padrão 6, = erro padrão da regressão = raiz quadrada da variância estimada Observações 52 = dimensão da amostra ANOVA (Análise de Variância) gl Regressão (fonte de variação explicada) (graus de liberdade) 2 (graus de liberdade do numerador no teste F) 49 (graus de liberdade do denominador no teste F) SQ (soma de quadrados) 11776,18388 (SQR) Resíduo (variação não explicada) 1805,16843 (SQE) Total ,35231 (SQT) MQ (média de quadrados) 5888, (MQR=SQR/2) 36, (MQE=SQE/49) (variância estimada) F 159, (MQR/MQE) F de significação 3,36962E-22 (Prob(F crítico >F) Coeficientes Erro padrão (dos coeficientes) Stat t (teste t calculado ) valor-p (Prob (t crítico >t)) 95% inferiores (limites intervalo 95% superiores de confiança) Interseção ( βˆ 0 ) 104, , , ,83516E-21 91, , P ( βˆ 1 ) -6, , , , , ,

5 A ( βˆ 2 ) 2, , , ,11139E-23 2, , Comentário: 1) ANOVA F = 159,828 é o valor da estatística F associada ao teste de significância do modelo. Lembrando que o teste de significância do nosso exemplo é: H 0 : β 1 = β 2 = 0 H 1 : β 1 0 e/ou β 2 0 SQR / 2 F = = 159,828 SQE / 49 Para saber se o modelo é significativo teremos que comparar este valor com o valor do F crítico ou F da tabela. No nosso exemplo teremos 2 graus de liberdade do numerador e 49 graus de liberdade do denominador. Segundo a tabela F crítico = 3,1866. Dado que F>F crítico rejeitamos H 0 e podemos afirmar, com 95% de confiança, que o modelo é significativo. Podemos chegar a este mesmo resultado observando o valor do F de significação. Agora é só comparar o valor aqui calculado com o valor do nosso α =0,05. Se F de significação é menor (<) que α podemos rejeitar H 0 e afirmar que o modelo é significativo. 2) COEFICIENTES ESTIMADOS e TESTES DE SIGNIFICÂNCIA Para cada coeficiente estimado, Excel calcula o erro padrão e a estatística t do teste de significância do parâmetro. Lembrando que o teste de significância de um parâmetro é: H 0 : β i = 0 H 1 : β i 0 bi 0 t βi = ep(bi) No nosso exemplo, com α =0,05 e 49 graus de liberdade o valor de t crítico é = ± 2,01. Considerando β 1, a estatística t = -2, Em valor absoluto t > t crítico por isso rejeitamos H 0. É possível obter o mesmo resultado considerando o valor da coluna a direita (valor-p). O valor da prob(t crítico >t) = 0, Isso é menor de α =0,05. De novo, rejeitamos H 0, ou seja o nosso coeficiente é estatisticamente significativo. 3) INTERVALO DE CONFIANÇA Excel calcula como default, para cada coeficiente, o limite inferior e superior do intervalo de confiança de 95%. Se for escolhido um nível diferente, calcula também estes limites adicionais. TESTE DE HIPÓTESE TESTE de hipótese com α =0,05 para um coeficiente teste bilateral H 0 : β 1 = - 5 H 1 : β 1-5 5

6 βˆ ( 5) 6,6419 ( 5) t 1 β1 = = = -0,5145 ep( βˆ 1 ) 3,1912 Regra de rejeição: Rejeitar H 0 se t t crítico. Com Excel podemos calcular os valores críticos de t usando a função INVT. Lembrando que, no nosso exemplo, α =0,05 e a dimensão da amostra é 49. Em Excel - Selecionar Inserir e depois Função ou clicar em f x. - Escolher a função INVT na categoria Estatística. - Na área Probabilidade inserir o valor de α (0,05). - Na área Graus de liberdade inserir 49. 6

7 - Clicando OK vamos obter o valor 2, O valor crítico de t neste teste bilateral é = ± 2, Conclusão do teste: aceitamos H 0 porque t β2 = -0,51452 > t crítico = -2,0096. TESTE de hipótese com α =0,05 para um coeficiente teste unilateral H 0 : β 1 0 (uma redução no preço acarreta uma redução na receita total demanda inelástica ao preço) H 1 : β 1 < 0 (uma redução no preço acarreta um aumento na receita total demanda elástica ao preço) βˆ 0 6,6419 t 1 β1 = = = -2,08133 ep( βˆ ) 3, Regra de rejeição: Rejeitar H 0 se t -t crítico Vamos calcular o valor crítico seguindo a mesmo procedimento do teste bilateral. A única diferença está no valor a ser inserido na área de Probabilidade. Por default, Excel calcula o valor de t por um teste bilateral. Por isso, no nosso exemplo, agora teremos que inserir o valor 0,10. O resultado será t crítico = 1,67655 (por simetria t crítico = -1,67655). Comparando o valor absoluto de t β1 com este t crítico vamos rejeitar H 0. A evidência da nossa amostra apóia a hipótese que uma redução de preço provoca um aumento na receita total. Ou, em outras palavras, a demanda é elástica ao preço. 7

8 TESTE de hipótese com α =0,05 para mais de um coeficiente teste F Calcular os valores críticos com Excel função INVF Para calcular o valor crítico de F escolher a função INVF na categoria Estatística. Agora teremos que inserir os graus de liberdade para o numerador na área Graus_liberdade_1 (que é igual ao número de hipóteses testadas em H 0 ) e os graus de liberdade para o denominador na área Graus_liberdade_2 (que é igual a dimensão da amostra menos o número de coeficientes estimados). PREVISÃO Com Excel podemos calcular o valor pontual da previsão, associado à nossa regressão estimada. A regressão estimada é: Tˆ = βˆ + βˆ P βˆ A R RTˆ = 104,785-6,642*P + 2,984*A Para fazer isso, numa célula livre abaixo da saída da regressão, vamos escrever: - os valores de P e A da simulação - a fórmula da nossa previsão 8

9 9

Contabilometria. Aula 10 Grau de Ajustamento e Verificação das Premissas MQO

Contabilometria. Aula 10 Grau de Ajustamento e Verificação das Premissas MQO Contabilometria Aula 10 Grau de Ajustamento e Verificação das Premissas MQO Ferramentas -------- Análise de Dados -------- Regressão Regressão Linear - Exemplo Usando o Excel Regressão Linear Output do

Leia mais

Aula 4 Estatística Conceitos básicos

Aula 4 Estatística Conceitos básicos Aula 4 Estatística Conceitos básicos Plano de Aula Amostra e universo Média Variância / desvio-padrão / erro-padrão Intervalo de confiança Teste de hipótese Amostra e Universo A estatística nos ajuda a

Leia mais

Sumário. 1. Propósito 1 2. Tabela de Ferragem 1 3. Criar Tabela de Ferragem 1 4. Conector de Ferragens 7

Sumário. 1. Propósito 1 2. Tabela de Ferragem 1 3. Criar Tabela de Ferragem 1 4. Conector de Ferragens 7 Ferragens Sumário 1. Propósito 1 2. Tabela de Ferragem 1 3. Criar Tabela de Ferragem 1 4. Conector de Ferragens 7 1. Propósito Para definirmos todos os materiais que devem compor uma estrutura de ferragem,

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS ESTATÍSTICOS AVANÇADOS DO EXCEL PREVISÃO

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS ESTATÍSTICOS AVANÇADOS DO EXCEL PREVISÃO UTILIZAÇÃO DE RECURSOS ESTATÍSTICOS AVANÇADOS DO EXCEL PREVISÃO! Fazendo regressão linear! Relacionando variáveis e criando uma equação para explicá-las! Como checar se as variáveis estão relacionadas!

Leia mais

O Uso do EXCEL para Análises Estatísticas HEP58000

O Uso do EXCEL para Análises Estatísticas HEP58000 O Uso do EXCEL para Análises Estatísticas EP58 Curso de Bioestatística Regina Bernal Nilza Nunes da Silva Março de Índice I. Sobre o Excel... 4 II. Planilha Eletrônica... 5 II.. Pasta de trabalho... 5

Leia mais

Contabilometria. Aula 11 Regressão Linear Múltipla e Variáveis Dummy

Contabilometria. Aula 11 Regressão Linear Múltipla e Variáveis Dummy Contailometria Aula Regressão Linear Múltipla e Variáveis Dummy O Modelo de Regressão Múltipla Ideia: Examinar a relação linear entre variável dependente (Y) & ou mais variáveis independentes (X i ). Modelo

Leia mais

AULAS 14, 15 E 16 Análise de Regressão Múltipla: Problemas Adicionais

AULAS 14, 15 E 16 Análise de Regressão Múltipla: Problemas Adicionais 1 AULAS 14, 15 E 16 Análise de Regressão Múltipla: Problemas Adicionais Ernesto F. L. Amaral 20 e 22 de abril e 04 de maio de 2010 Métodos Quantitativos de Avaliação de Políticas Públicas (DCP 030D) Fonte:

Leia mais

Aula 4 Conceitos Básicos de Estatística. Aula 4 Conceitos básicos de estatística

Aula 4 Conceitos Básicos de Estatística. Aula 4 Conceitos básicos de estatística Aula 4 Conceitos Básicos de Estatística Aula 4 Conceitos básicos de estatística A Estatística é a ciência de aprendizagem a partir de dados. Trata-se de uma disciplina estratégica, que coleta, analisa

Leia mais

Aula 5 Metodologias de avaliação de impacto

Aula 5 Metodologias de avaliação de impacto Aula 5 Metodologias de avaliação de impacto Metodologias de Avaliação de Impacto Objetiva quantificar as mudanças que o projeto causou na vida dos beneficiários. Plano de Aula Método experimental: regressão

Leia mais

Aula 5 Técnicas para Estimação do Impacto

Aula 5 Técnicas para Estimação do Impacto Aula 5 Técnicas para Estimação do Impacto A econometria é o laboratório dos economistas, que busca reproduzir o funcionamento do mundo de forma experimental, como se faz nas ciências naturais. Os modelos

Leia mais

Manual Coletor SIAPWEB / Importação e Exportação de Dados

Manual Coletor SIAPWEB / Importação e Exportação de Dados Manual Coletor SIAPWEB / Importação e Exportação de Dados INDICE 1. Coletando Dados... 2 1.1 Exportando para o Coletor.... 3 1.2 Importando do Coletor... 6 1. Coletando Dados. Para que o usuário possa

Leia mais

Microsoft Excel. Formulários PARTE 8 SUMÁRIO

Microsoft Excel. Formulários PARTE 8 SUMÁRIO Microsoft Excel Formulários PARTE 8 SUMÁRIO 1-) Formulários Personalizados no Excel... 2 1.1-) Botão Caixa de combinação.... 4 1.2-) Botão Caixa de opção.... 8 1.3-) Caixa de Grupo.... 11 1-) Formulários

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE II): ATINGIR META E SOLVER

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE II): ATINGIR META E SOLVER UTILIZAÇÃO DE RECURSOS AVANÇADOS DO EXCEL EM FINANÇAS (PARTE II): ATINGIR META E SOLVER! Planilha entregue para a resolução de exercícios! Quando usar o Atingir Meta e quando usar o Solver Autor: Francisco

Leia mais

TUTORIAL PARA PREPARAÇÃO E IMPORTAÇÃO DE DADOS PARA. Os dados de suas coletas devem ser organizados em uma planilha eletrônica, de modo

TUTORIAL PARA PREPARAÇÃO E IMPORTAÇÃO DE DADOS PARA. Os dados de suas coletas devem ser organizados em uma planilha eletrônica, de modo TUTORIAL PARA PREPARAÇÃO E IMPORTAÇÃO DE DADOS PARA ESTIMATIVAS DE RIQUEZA DE ESPÉCIES Softwares utilizados: Excel, EstimateS e Statistica. Preparação dos dados Os dados de suas coletas devem ser organizados

Leia mais

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica Em certa época, a planilha era um pedaço de papel que os contadores e planejadores de empresas utilizavam para colocar

Leia mais

XVIII CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 19 a 23 de outubro de 2009

XVIII CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 19 a 23 de outubro de 2009 REGRESSÃO MÚLTIPLA APLICADA AOS DADOS DE VENDAS DE UMA REDE DE LOJAS DE ELETRODOMÉSTICOS VANESSA SIQUEIRA PERES 1 RESUMO: Esse trabalho foi realizado com o objetivo de ajustar os dados de vendas de uma

Leia mais

APOIO À ATIVIDADE DE ANÁLISE DESCRITIVA DESENVOLVIDA NA OFICINA ESTATÍSTICA PARA TODOS"

APOIO À ATIVIDADE DE ANÁLISE DESCRITIVA DESENVOLVIDA NA OFICINA ESTATÍSTICA PARA TODOS APOIO À ATIVIDADE DE ANÁLISE DESCRITIVA DESENVOLVIDA NA OFICINA ESTATÍSTICA PARA TODOS" ANÁLISE DOS DADOS COLETADOS usando o RCOMMANDER (associado ao R) Lisbeth K. Cordani& Ângela Tavares Paes (2013) A

Leia mais

Anova Univariada e Multivariada

Anova Univariada e Multivariada UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS FACULDADE DE ESTATÍSTICA Anova Univariada e Multivariada Curso: Bacharelado em Estatística Disciplina: Estatística Aplicada Nome: Denis

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS I (GEO 01007) AULA 10

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS I (GEO 01007) AULA 10 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS I (GEO 01007) AULA 10 ASSUNTO: Atualização de tabelas dos atributos municipais As malhas municipais disponibilizadas pelo IBGE quando são importadas para uma Categoria

Leia mais

ANÁLISE DE DADOS ESTATÍSTICOS COM O MICROSOFT OFFICE EXCEL 2007

ANÁLISE DE DADOS ESTATÍSTICOS COM O MICROSOFT OFFICE EXCEL 2007 ANÁLISE DE DADOS ESTATÍSTICOS COM O MICROSOFT OFFICE EXCEL 2007 2 Professor Claodomir Antonio Martinazzo Sumário 1 Introdução... 03 2 Instalação da ferramenta Análise de Dados... 04 3 Estatística Descritiva...

Leia mais

TUTORIAL DO ACCESS PASSO A PASSO. I. Criar um Novo Banco de Dados. Passos: 1. Abrir o Access 2. Clicar em Criar um novo arquivo

TUTORIAL DO ACCESS PASSO A PASSO. I. Criar um Novo Banco de Dados. Passos: 1. Abrir o Access 2. Clicar em Criar um novo arquivo TUTORIAL DO ACCESS PASSO A PASSO I. Criar um Novo Banco de Dados Passos: 1. Abrir o Access 2. Clicar em Criar um novo arquivo 3. Clicar em Banco de Dados em Branco 4. Escrever um nome na caixa de diálogo

Leia mais

Estatística II. Aula 7. Prof. Patricia Maria Bortolon, D. Sc.

Estatística II. Aula 7. Prof. Patricia Maria Bortolon, D. Sc. Estatística II Aula 7 Prof. Patricia Maria Bortolon, D. Sc. Análise da Variância Objetivos do Aprendizado Nesta aula você aprenderá: A utilizar a análise de variância de fator único para testar diferenças

Leia mais

RESUMO DA AULA PRÁTICA DE EXCEL

RESUMO DA AULA PRÁTICA DE EXCEL PARA CONSTRUIR TABELAS: RESUMO DA AULA PRÁTICA DE EXCEL Vai em ; Em seguida irá abrir a janela: Na parte Selecione os dados ou somente a variável que deseja analisar, por exemplo: Em seguida marque a opção

Leia mais

Ajuste de Curvas. Ajuste de Curvas

Ajuste de Curvas. Ajuste de Curvas Ajuste de Curvas 2 AJUSTE DE CURVAS Em matemática e estatística aplicada existem muitas situações em que conhecemos uma tabela de pontos (x; y). Nessa tabela os valores de y são obtidos experimentalmente

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Aula 10 FAZENDO BI NO EXCEL USANDO AS FUNÇÕES PGTO, NPER E FERRAMENTA ATINGIR META COM EXCEL PARA TOMADA DE DECISÕES

Leia mais

Estatística no EXCEL

Estatística no EXCEL Estatística no EXCEL Prof. Ms. Osorio Moreira Couto Junior 1. Ferramentas... 2 2. Planilha de dados... 3 2.1. Introdução... 3 2.2. Formatação de células... 4 2.3. Inserir ou Excluir Linhas e Colunas...

Leia mais

VPL do Projeto. Parte 3. O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel

VPL do Projeto. Parte 3. O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel 2008 VPL do Projeto Parte 3 O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel Bertolo INVENT 21/05/2008 2 VPL do Projeto ORÇAMENTO DE CAPITAL 10 VPL Projetado 1. Básico Problema. Suponha uma empresa considerando

Leia mais

AULAS 02 E 03 Modelo de Regressão Simples

AULAS 02 E 03 Modelo de Regressão Simples 1 AULAS 02 E 03 Modelo de Regressão Simples Ernesto F. L. Amaral 04 e 09 de março de 2010 Métodos Quantitativos de Avaliação de Políticas Públicas (DCP 030D) Fonte: Wooldridge, Jeffrey M. Introdução à

Leia mais

A p o s t i l a M i c r o s o f t A c c e s s 97

A p o s t i l a M i c r o s o f t A c c e s s 97 A p o s t i l a M i c r o s o f t A c c e s s 97 Índice a) Access 97 b) Iniciando o Access c) Passo- a- passo d) Tabelas e) Exercício f) Consultas g) Passo- a- passo h) Formulários i) Passo- a- passo j)

Leia mais

O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão.

O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão. ESTATÍSTICA INDUTIVA 1. CORRELAÇÃO LINEAR 1.1 Diagrama de dispersão O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão.

Leia mais

APOSTILA ZELIO SOFT 2

APOSTILA ZELIO SOFT 2 APOSTILA ZELIO SOFT 2 Prof. Maycon Max Kopelvski Fev/2010 rev.01 Página 1 de 20 1) Clique no ícone para abrir o programa Zelio Soft 2 2) Abrirá a tela inicial do Programa: Clique em Criar um novo programa.

Leia mais

CURSO: MICROSOFT EXCEL 2000 E 2003 SUMÁRIO

CURSO: MICROSOFT EXCEL 2000 E 2003 SUMÁRIO CURSO: MICROSOFT EXCEL 2000 E 2003 SUMÁRIO AULA 1 Conhecendo o Microsoft Excel 2000 e 2003 Introdução ao Excel 2000 e 2003 O que o Excel faz Apresentação da tela do Excel Definição de células AULA 2 Trabalhando

Leia mais

Aula 01 Conceitos Iniciais sobre Excel 2010

Aula 01 Conceitos Iniciais sobre Excel 2010 Aula 01 Conceitos Iniciais sobre Excel 2010 Professor: Bruno Gomes Disciplina: Informática Básica Curso: Gestão de Turismo Sumário da aula: 1. Abrindo o Excel; 2. Conhecendo a Tela do Excel. 3. Inserindo

Leia mais

Primeiros passos das Planilhas de Obra v2.6

Primeiros passos das Planilhas de Obra v2.6 Primeiros passos das Planilhas de Obra v2.6 Instalação, configuração e primeiros passos para uso das planilhas de obra Elaborado pela Equipe Planilhas de Obra.com Conteúdo 1. Preparar inicialização das

Leia mais

Banco de Dados. Microsoft Access. Índice

Banco de Dados. Microsoft Access. Índice Banco de Dados Microsoft Access PARTE 03 edição 2007 Índice 19-) Consulta... 27 20) Criando uma consulta... 27 21) Salvando a consulta... 28 22) Selecionando os campos das tabelas para a consulta... 29

Leia mais

AULAS 24 E 25 Análise de Regressão Múltipla: Inferência

AULAS 24 E 25 Análise de Regressão Múltipla: Inferência 1 AULAS 24 E 25 Análise de Regressão Múltipla: Inferência Ernesto F. L. Amaral 23 e 25 de novembro de 2010 Metodologia de Pesquisa (DCP 854B) Fonte: Wooldridge, Jeffrey M. Introdução à econometria: uma

Leia mais

Criando uma Agenda de Reuniões

Criando uma Agenda de Reuniões Criando uma Agenda de Reuniões A Agenda de Reuniões permite ao professor agendar compromissos com seus alunos, especificando os períodos em que estará disponível para ver os alunos e a duração de cada

Leia mais

Amostra OpenOffice.org 2.0 Writer SUMÁRIO

Amostra OpenOffice.org 2.0 Writer SUMÁRIO Amostra OpenOffice.org 2.0 Writer SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. INSERIR TEXTO 3. SALVAR UM DOCUMENTO 4. FECHAR UM DOCUMENTO 5. INICIAR UM NOVO DOCUMENTO 6. ABRIR UM DOCUMENTO 7. SELECIONAR TEXTO 8. RECORTAR,

Leia mais

Guia do Usuário. idocs Content Server v.2.0-1 -

Guia do Usuário. idocs Content Server v.2.0-1 - Guia do Usuário idocs Content Server v.2.0-1 - 2013 BBPaper_Ds - 2 - Sumário Introdução... 4 Inicializando a aplicação... 6 Ambiente... 7 Alterando o ambiente... 8 Senhas... 10 Alterando senhas... 10 Elementos

Leia mais

Bem-vindo ao tópico sobre administração de listas de preços.

Bem-vindo ao tópico sobre administração de listas de preços. Bem-vindo ao tópico sobre administração de listas de preços. Nesse tópico, você aprenderá a administrar listas de preços no SAP Business One. Sua empresa atualiza múltiplas listas de preços para fornecer

Leia mais

Índice de Exercícios. Exercício 1.

Índice de Exercícios. Exercício 1. Índice de Exercícios Exercício 1...1 Exercício 2...2 Exercício 3...4 Exercício 4...7 Exercício 5. (Ficha de trabalho de Metrologia e Qualidade módulo 4)...8 Exercício 6. (Ficha de trabalho de Metrologia

Leia mais

ESTUDANDO ESTATÍSTICA DESCRITIVA COM AUXÍLIO DO SOFTWARE CALC

ESTUDANDO ESTATÍSTICA DESCRITIVA COM AUXÍLIO DO SOFTWARE CALC DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO/GERÊNCIA DE PESQUISA PROJETO: TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA ESTUDANDO ESTATÍSTICA DESCRITIVA COM AUXÍLIO

Leia mais

Capítulo 8 - Testes de hipóteses. 8.1 Introdução

Capítulo 8 - Testes de hipóteses. 8.1 Introdução Capítulo 8 - Testes de hipóteses 8.1 Introdução Nos capítulos anteriores vimos como estimar um parâmetro desconhecido a partir de uma amostra (obtendo estimativas pontuais e intervalos de confiança para

Leia mais

Como colocar uma notícia no site internet da UMMSP?

Como colocar uma notícia no site internet da UMMSP? Como colocar uma notícia no site internet da UMMSP? 1) Acessar ao frontend www.sp.unmp.org.br/administrator Colocar o nome de utilizador e a senha para entrar Depois clicar no autenticar e você vai acessar

Leia mais

PLANILHA ELETRÔNICA EXCEL AULA 1. INTRODUÇÃO E FORMATAÇÃO PEDIDOS DO EXERCÍCIO 1

PLANILHA ELETRÔNICA EXCEL AULA 1. INTRODUÇÃO E FORMATAÇÃO PEDIDOS DO EXERCÍCIO 1 PLANILHA ELETRÔNICA EXCEL 1 AULA 1. INTRODUÇÃO E FORMATAÇÃO PEDIDOS DO EXERCÍCIO 1 1) Clique no link do arquivo EXCEL_EXERCÍCIO_1.XLS Escolha a opção Salvar e coloque no nome do arquivo a sua MATRÍCULA.XLS

Leia mais

Certificação Digital CETIP. Cartilha de Segurança Digital

Certificação Digital CETIP. Cartilha de Segurança Digital CETIP Cartilha de Segurança Digital Versão: 18/12/2009 Conteúdo Certificação Digital... 1 Introdução...2 Certificação CETIP...3 iii 1 Introdução Atualmente os computadores e a Internet são imprescindíveis

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Manual do Moodle- Sala virtual UNIFAP MACAPÁ-AP 2012 S U M Á R I O 1 Tela de Login...3 2 Tela Meus

Leia mais

I- EMISSÕES DE CO 2 E O FUTURO DO MUNDO

I- EMISSÕES DE CO 2 E O FUTURO DO MUNDO I- EMISSÕES DE CO 2 E O FUTURO DO MUNDO Começa por abrir o ficheiro TOP 20 CO2_PIB. Para além de uma página introdutória, encontrarás na página 2.1 os valores de emissão de dióxido de carbono (CO 2 ),

Leia mais

12.1 - Inserção de Ponto de Entrada. Autoenge Módulo Automação Página 1

12.1 - Inserção de Ponto de Entrada. Autoenge Módulo Automação Página 1 12 - Módulo Automação Residencial - Autopower Manual de utilização Módulo Automação Residencial Para maiores informações, acesse www.autoenge.com.br ou por email suporte@autoenge.com.br 12.1 - Inserção

Leia mais

Unidade 4: Planilhas eletrônicas

Unidade 4: Planilhas eletrônicas Unidade 4: Planilhas eletrônicas 4.3. Primeiros passos No programa BrOffice.org Calc as células podem assumir diferentes categorias (formatos). Para ilustrar melhor, recomendamos que o usuário selecione

Leia mais

Plano de Aula. 1 - Como abrir o programa KmPlot

Plano de Aula. 1 - Como abrir o programa KmPlot Plano de Aula Aluno(a):PIBID MATEMÁTICA Escola: Escola Estadual de Ensino Médio Mestre Santa Bárbara Disciplina: Matemática Conteúdo: Função quadrática Assunto: Gráficos, coeficientes da função Público

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

O tratamento de informação através de planilha eletrônica, aplicada ao software Excel

O tratamento de informação através de planilha eletrônica, aplicada ao software Excel Instituto Federal Catarinense Campus Avançado Sombrio Educação Matemática e Tecnologias O tratamento de informação através de planilha eletrônica, aplicada ao software Excel Letícia Fontana Paulo Malu

Leia mais

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS SANTA MARIA FATECIENS 2008 Este manual tem por finalidade apresentar as especificações detalhadas da aplicação de Cadastro de Funcionários,

Leia mais

APOSTILA DE EXCEL 2007

APOSTILA DE EXCEL 2007 APOSTILA DE EXCEL 2007 1. Introdução Quando você cria uma planilha nova, a tela do computador é dividida em linhas e colunas, formando uma grade. A interseção de uma linha e de uma coluna é chamada de

Leia mais

Resolvendo problemas de conexão de rede wireless no pregão 83/2008

Resolvendo problemas de conexão de rede wireless no pregão 83/2008 Resolvendo problemas de conexão de rede wireless no pregão 83/2008 Recentemente forma instalados em minha cidade novos laboratórios do pregão 83/2008 mas em nenhum deles os terminais acessavam a rede.

Leia mais

Figura 1 - Planilha para teste do recurso Auto Filtro

Figura 1 - Planilha para teste do recurso Auto Filtro Microsoft Excel Aula 5 Objetivos Apresentar o uso de filtros Trabalhar com validação de dados Apresentar o recurso Auditoria do Microsoft Excel Exercício 01 - AutoFiltro Construa uma planilha de acordo

Leia mais

Prefeitura de Volta Redonda Secretaria Municipal de Educação Departamento Pedagógico Núcleo de Tecnologia Educacional Volta Redonda NTM

Prefeitura de Volta Redonda Secretaria Municipal de Educação Departamento Pedagógico Núcleo de Tecnologia Educacional Volta Redonda NTM Prefeitura de Volta Redonda Departamento Pedagógico NTM Planilha Eletrônica Prefeitura de Volta Redonda Departamento Pedagógico NTM Prefeitura de Volta Redonda Departamento Pedagógico NTM Coloque seus

Leia mais

Tecnologia da Informação Prof. Mário Henrique de Souza Pardo Resumo Aula 4

Tecnologia da Informação Prof. Mário Henrique de Souza Pardo Resumo Aula 4 Tecnologia da Informação Prof. Mário Henrique de Souza Pardo Resumo Aula 4 1 MS-Excel Aplicando funções às suas fórmulas de Excel (continuação) Serão vistas, nesta aula as funções de busca e referência

Leia mais

OpenOffice Calc Aula 4

OpenOffice Calc Aula 4 OpenOffice Calc Aula 4 Objetivos: Apresentar a criação de um gráfico no CALC, a partir dos dados em uma planilha Apresentar os diversos tipos de gráficos e suas aplicações (gráfico de coluna, de linha,

Leia mais

Esta aplicação permite desempenhar tarefas relacionadas com o cálculo, análise e apresentação gráfica de dados, de uma forma rápida e eficaz.

Esta aplicação permite desempenhar tarefas relacionadas com o cálculo, análise e apresentação gráfica de dados, de uma forma rápida e eficaz. Apresentação do programa A folha de cálculo Excel é um componente do pacote Office. Esta aplicação permite desempenhar tarefas relacionadas com o cálculo, análise e apresentação gráfica de dados, de uma

Leia mais

Questão - 01. Essência do Excel 2003...

Questão - 01. Essência do Excel 2003... Valdir Questão - 01 Como deve proceder o usuário do Microsoft para que sejam atualizados os cálculos das funções ou fórmulas utilizadas nas planilhas? a) Pressionar a tecla F9 no teclado b) Pressionar

Leia mais

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Pós-Graduação em Gestão de Negócios CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD EMENTA

Leia mais

MICROSOFT OFFICE EXCEL 2007

MICROSOFT OFFICE EXCEL 2007 LEIAME Nenhuma informação da APOSTILA - MICROSOFT OFFICE EXCEL 2007 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do autor. MICROSOFT OFFICE EXCEL 2007 Efetue cálculos, analise

Leia mais

Estatística II Antonio Roque Aula 9. Testes de Hipóteses

Estatística II Antonio Roque Aula 9. Testes de Hipóteses Testes de Hipóteses Os problemas de inferência estatística tratados nas aulas anteriores podem ser enfocados de um ponto de vista um pouco diferente: ao invés de se construir intervalos de confiança para

Leia mais

Montar planilhas de uma forma organizada e clara.

Montar planilhas de uma forma organizada e clara. 1 Treinamento do Office 2007 EXCEL Objetivos Após concluir este curso você poderá: Montar planilhas de uma forma organizada e clara. Layout da planilha Inserir gráficos Realizar operações matemáticas 2

Leia mais

COMO USAR O EXCEL PARA PROJETAR AS ENTRADAS DO FLUXO DE CAIXA DIÁRIO

COMO USAR O EXCEL PARA PROJETAR AS ENTRADAS DO FLUXO DE CAIXA DIÁRIO COMO USAR O EXCEL PARA PROJETAR AS ENTRADAS DO FLUXO DE CAIXA DIÁRIO! Como projetar uma linha de tendência no Excel?! Como escolher a curva que melhor se ajusta a uma determinada origem de dados?! Como

Leia mais

3 Resumo de dados com Tabelas e Gráficos dinâmicos

3 Resumo de dados com Tabelas e Gráficos dinâmicos 3 Resumo de dados com Tabelas e Gráficos dinâmicos Vinicius A. de Souza va.vinicius@gmail.com São José dos Campos, 2011. 1 Sumário Tópicos em Microsoft Excel 2007 Tabela dinâmica...3 Processo de construção...3

Leia mais

Produção de tutoriais. Patrícia Osório Pereira

Produção de tutoriais. Patrícia Osório Pereira Prefeitura de Volta Redonda Secretaria Municipal de Educação Implementação de Informática Aplicada à Educação Produção de tutoriais Patrícia Osório Pereira Audacity Criando áudio para Rádio Oficina de

Leia mais

REGRESSÃO LINEAR SIMPLES PARTE III

REGRESSÃO LINEAR SIMPLES PARTE III REGRESSÃO LINEAR SIMPLES PARTE III Instalando e usando a opção Regressão do Excel. Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br) Administrador de Empresas graduado pela EAESP/FGV. É Sócio-Diretor da Cavalcante

Leia mais

DATAGEOSIS EDUCACIONAL 2005

DATAGEOSIS EDUCACIONAL 2005 DATAGEOSIS EDUCACIONAL 2005 GUIA DE USO Aula 2 1. Abra o aplicativo clicando no atalho na área de trabalho. 2. Clique no botão Novo projeto ou clique o comando - (ctrl + N). 3. NA janela DADOS DO PROJETO,

Leia mais

Tabela e Gráficos Dinâmicos Como estruturar dinamicamente dados no Excel

Tabela e Gráficos Dinâmicos Como estruturar dinamicamente dados no Excel Tabela e Gráficos Dinâmicos Como estruturar! Para que serve a Tabela e o Gráfico Dinâmico?! Como criar uma Tabela Dinâmica?! Como criar um Gráfico Dinâmico?! Como podemos atualizar dos dados da Tabela

Leia mais

PROGRAMA VIV_STOCK - Versão 1.0 MANUAL DO USUÁRIO. Junho de 2011

PROGRAMA VIV_STOCK - Versão 1.0 MANUAL DO USUÁRIO. Junho de 2011 PROGRAMA VIV_STOCK - Versão 1.0 MANUAL DO USUÁRIO Junho de 2011 Página 1 de 19 ÍNDICE 1. VISÃO GERAL DO PROGRAMA VIV STOCK...3 2. ESTRUTURA DO PROGRAMA VIV STOCK...3 3. ENTRADA DE DADOS...4 3.1. DADOS

Leia mais

MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25

MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25 MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25 1 Sumário 1.Objetivo...03 2.Suporte...03 3.Como instalar...03 4.Usando o PEP...09 2 1. Objetivo:

Leia mais

MICROSOFT EXCEL AVANÇADO

MICROSOFT EXCEL AVANÇADO MICROSOFT EXCEL AVANÇADO SE Retorna um valor se teste_lógico avaliar como VERDADEIRO e um outro valor se for avaliado como FALSO. Use SE para conduzir testes condicionais sobre valores e fórmulas e para

Leia mais

2 Pesquisa de valores em uma lista de dados

2 Pesquisa de valores em uma lista de dados 2 Pesquisa de valores em uma lista de dados Vinicius A. de Souza va.vinicius@gmail.com São José dos Campos, 2011. 1 Sumário Tópicos em Microsoft Excel 2007 Introdução...3 Funções PROCV e PROCH...3 PROCV...3

Leia mais

Excel Avançado 2007 Excel Avançado 2007 1

Excel Avançado 2007 Excel Avançado 2007 1 1 Sumário: 1. Introdução...3 2. Funções...3 2.1 Função SE...4 2.2 Botão Inserir...7 2.3 Novas Funções Condicionais...8 2.4 Aninhando Funções...8 3. Análise de Dados Alternativos...9 3.1 Cenários...9 3.2

Leia mais

Tabelas vista de estrutura

Tabelas vista de estrutura Tabelas vista de estrutura A vista de estrutura permite definir a configuração dos dados Vamos adicionar os restantes campos à tabela carros, de acordo com o modelo de dados feito no papel 47 Tabelas vista

Leia mais

NOTIFICANDO USUÁRIOS SOBRE UMA NOVA EDIÇÃO

NOTIFICANDO USUÁRIOS SOBRE UMA NOVA EDIÇÃO EDITOR NOTIFICANDO USUÁRIOS SOBRE UMA NOVA EDIÇÃO Em Edições Clicar em Notificar Usuários A página inicial do Editor exibe as submissões em diversas fases do processo editorial, como no caso deste exemplo:

Leia mais

CRUZAMENTO DE VARIÁVEIS, ANÁLISE BIVARIADA E GRÁFICOS

CRUZAMENTO DE VARIÁVEIS, ANÁLISE BIVARIADA E GRÁFICOS Sphinx APRENDIZ - p.201 8 ANÁLISES CRUZADAS E MÚLTIPLAS CRUZAMENTO DE VARIÁVEIS, ANÁLISE BIVARIADA E GRÁFICOS O sistema permite que sejam feitos cruzamentos dos mais diversos tipos de variáveis. Os cruzamentos,

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

Microsoft Excel XP. Módulo I I

Microsoft Excel XP. Módulo I I FUNCICI MG ESCOLA TÉCNICA DE FORMAÇÃO GERENCIAL DE CONTAGEM CURSO TÉCNICO AMBIENTAL E DE SEGURANÇA APOSTILA: Microsoft Excel XP Módulo I I Elaborada por: Walter Santos 2006 1 S U M Á R I O 1. Introdução:...

Leia mais

AR PDV SOLUÇÕES AR CONSULTORIA EM INFORMÁTICA

AR PDV SOLUÇÕES AR CONSULTORIA EM INFORMÁTICA 1 Sumário: 1. AR PDV...02 2. Registro / Login...03 3. Configuração...03 4. Abertura de Caixa...03 5. Registro de Vendas...04 a. Passos para Emissão do Cupom Fiscal...05 b. Inserindo Produtos...06 c. Formas

Leia mais

Como criar pastas personalizadas e novas peças no Toolbox

Como criar pastas personalizadas e novas peças no Toolbox Como criar pastas personalizadas e novas peças no Toolbox Neste tutorial apreenderemos como inserir uma nova pasta no toolbox, inserir novas peças na biblioteca do toolbox e criar propriedades personalizadas

Leia mais

WINDOWS EXPLORER. O organizador

WINDOWS EXPLORER. O organizador O organizador No Windows XP, tudo o que há dentro do computador como programas, documentos, arquivos de dados e unidades de disco, torna-se acessível em: Windows Explorer (Iniciar / Todos os Programas

Leia mais

Neste tópico, veremos como selecionar e copiar informações entre bancos de dados de empresa no SAP Business One.

Neste tópico, veremos como selecionar e copiar informações entre bancos de dados de empresa no SAP Business One. Neste tópico, veremos como selecionar e copiar informações entre bancos de dados de empresa no SAP Business One. 1 Neste tópico, você aprenderá a usar a ferramenta Quick Copy durante um projeto de implementação.

Leia mais

Relatórios. Manual. Pergamum

Relatórios. Manual. Pergamum Relatórios Manual Pergamum Manual PER-MAN-005 Estatísticas Circulação de Materiais - Geral Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 1-4 1.1 PESQUISANDO ESTATÍSITICAS E RELATÓRIOS... 1-10 1.2 UTILIZANDO O MÓDULO RELATÓRIOS...

Leia mais

Regressão Logística. Propriedades

Regressão Logística. Propriedades Regressão Logística Propriedades Geralmente a grande questão a ser respondida nos estudos epidemiológicos é saber qual a relação entre uma ou mais variáveis que refletem a exposição e a doença (efeito).

Leia mais

Curvas em coordenadas polares

Curvas em coordenadas polares 1 Curvas em coordenadas polares As coordenadas polares nos dão uma maneira alternativa de localizar pontos no plano e são especialmente adequadas para expressar certas situações, como veremos a seguir.

Leia mais

Prof. Dr. Iron Macêdo Dantas

Prof. Dr. Iron Macêdo Dantas Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado da Educação e da Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN MESTRADO EM CIÊNCIAS NATURAIS Prof. Dr. Iron Macêdo Dantas

Leia mais

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DA BAHIA

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DA BAHIA CALC para Windows OpenOffice.org 3.0: Manual do usuário A sua Planilha de Cálculos SUMÁRIO Introdução...3 Apresentando o OpenOffice.org Calc 3.0...4 Iniciando o Calc 3.0...4 Componentes Básicos da janela

Leia mais

Manual das planilhas de Obras v2.5

Manual das planilhas de Obras v2.5 Manual das planilhas de Obras v2.5 Detalhamento dos principais tópicos para uso das planilhas de obra Elaborado pela Equipe Planilhas de Obra.com Conteúdo 1. Gerando previsão de custos da obra (Módulo

Leia mais

Microsoft Office Excel 2007

Microsoft Office Excel 2007 1 Microsoft Office Excel 2007 O Excel é um programa dedicado a criação de planilhas de cálculos, além de fornecer gráficos, função de banco de dados e outros. 1. Layout do Excel 2007 O Microsoft Excel

Leia mais

Início Rápido. Nero BackItUp. Ahead Software AG

Início Rápido. Nero BackItUp. Ahead Software AG Início Rápido Nero BackItUp Ahead Software AG Informações sobre copyright e marcas comerciais O manual do utilizador Nero BackItUp e a totalidade do respectivo conteúdo estão protegidos por copyright e

Leia mais

HOW TO Como criar e liberar/bloquear categorias personalizadas no AWCA

HOW TO Como criar e liberar/bloquear categorias personalizadas no AWCA Página: 1 de 5 Introdução Este documento ensina a maneira correta para criar e liberar/bloquear categorias personalizadas no. Solução Pressupondo que a base de URLs do está atualizada, expandimos a lista

Leia mais

Unidade 3: Personalizando o Excel *

Unidade 3: Personalizando o Excel * Unidade 3: Personalizando o Excel * material do 2010* 3.0 Introdução Visto que você está fazendo este curso, você provavelmente passa ou espera passar muito tempo trabalhando com o Excel. Assim, você precisa

Leia mais

FSP/USP. HEP5800 Bioestatística_2011 Denise Pimentel Bergamaschi

FSP/USP. HEP5800 Bioestatística_2011 Denise Pimentel Bergamaschi Aula 1 - Excel Assuntos que serão vistos no Excel 1- Cálculo de porcentagem simples e acumulada; construção de tabelas 2- Construção de gráficos 2.1 Diagrama de barras (uma variável) 2.2 Diagrama linear

Leia mais

Exemplos de Testes de Hipóteses para Médias Populacionais

Exemplos de Testes de Hipóteses para Médias Populacionais Exemplos de Testes de Hipóteses para Médias Populacionais Vamos considerar exemplos de testes de hipóteses para a média de uma população para os dois casos mais importantes na prática: O tamanho da amostra

Leia mais

Treinamento de Administrador. Zoho CRM

Treinamento de Administrador. Zoho CRM Treinamento de Administrador Zoho CRM Objetivos Apresentar os principais recursos do CRM a fim de propiciar ao administrador do sistema autonomia para: Criar e alterar campos; Acrescentar, renomear e customizar

Leia mais

INE 7001 - Procedimentos de Análise Bidimensional de variáveis QUANTITATIVAS utilizando o Microsoft Excel. Professor Marcelo Menezes Reis

INE 7001 - Procedimentos de Análise Bidimensional de variáveis QUANTITATIVAS utilizando o Microsoft Excel. Professor Marcelo Menezes Reis INE 7001 - Procedimentos de Análise Bidimensional de variáveis QUANTITATIVAS utilizando o Microsoft Excel. Professor Marcelo Menezes Reis O objetivo deste texto é apresentar os principais procedimentos

Leia mais