Competitividade. Redutores Industriais. Série X na vanguarda da tecnologia de redutores industriais. Serviços SEW

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Competitividade. Redutores Industriais. Série X na vanguarda da tecnologia de redutores industriais. Serviços SEW"

Transcrição

1 Competitividade A competitividade está e vai continuar a estar na ordem do dia. Esta palavra é usada para justificar todos os esforços e sacrifícios ligados ao investimento, à produtividade e à inovação. A SEW-EURODRIVE encara como missão prioritária cooperar com os clientes para manter e reforçar as suas vantagens competitivas, fornecendo-lhes componentes, accionamentos e sistemas completos. Trabalhar para a competitividade dos clientes é algo muito concreto que se traduz em fornecer aos construtores de máquinas, aos integradores de sistemas e aos utilizadores finais as soluções de que necessitam. Para tal, são mobilizados todos os recursos que formam a competência nuclear da SEW-EURODRIVE a engenharia de accionamentos. O modus operandi da SEW pode ser ilustrado com alguns indicadores concretos: - Os componentes SEW estão disponíveis em mais de 40 milhões de combinações possíveis; - Os accionamentos que resultam da combinação desses componentes são montados em 60 fábricas espalhadas por 44 países; - A capacidade de fornecimento abrange desde o simples componente até aos sistemas completos e às soluções dedicadas e específicas para determinadas indústrias; - A parceria e cooperação com o cliente abrange todo o ciclo de vida do accionamento, desde a etapa de projecto e engenharia até aos serviços de gestão, monitorização, manutenção e reparação, que formam o conceito CDM (Complete Drive Management). Os serviços prestados pela SEW aos seus clientes são tão modulares quanto os componentes de accionamentos. A SEW-EURODRIVE, simultaneamente global e local, distingue-se pela sua flexibilidade e capacidade de cooperar com os clientes para resolver problemas e a encontrar soluções. Na SEW-EURODRIVE não se trabalha em função de um catálogo, mas em função de cada indústria, de cada aplicação e de cada cliente. O modo de estar da SEW é estar EM MOVIMENTO. Este posicionamento da SEW está bem patente em toda a gama de soluções, desde o sistema modular de redutores industriais até ao sistema completo EMS (Electrified Monorail System). A SEW-EURODRIVE está decidida a aprofundar esta estratégia, que visa aumentar os benefícios para os clientes e acrescentar valor às máquinas e às fábricas. Fernando Barroso Director Geral SEW-EURODRIVE PORTUGAL S E W - E U R O D R I V E Redutores Industriais Série X na vanguarda da tecnologia de redutores industriais Serviços SEW N. 6 Maio 2008 P O R T U G A L SEW-EURODRIVE fornece redutores industriais à indústria cimenteira Termografia e Alinhamento Laser Moto-Redutores e Variadores W37 e W47 redutores mais eficientes e sem manutenção Pág. 2 Motor DR simples e seguro Pág. 5 MOVIGEAR o accionamento mecatrónico Soluções avançadas Profinet IO a via do futuro Pág. 2 Pág. 3 Pág. 4 Pág. 6 MOVIMOT D nova geração de moto-redutores MOVIAXIS para máquinas de impressão MOVI-PLC Pág. 6 Pág. 6 Pág. 8 Pág. 8

2 2 Série X na vanguarda da tecnologia de redutores industriais Os redutores industriais da Série X estiveram em destaque no Seminário promovido pela SEW-EURODRIVE em Outubro de 2007, com a participação de técnicos de mais de uma centena de empresas dos sectores do papel e pasta de papel, portos, logística, siderurgia, indústria química, plásticos ou cerâmica, entre outros. Os trabalhos tiveram início com uma apresentação sobre o universo SEW-EURODRIVE, pelo Eng. Nuno Saraiva, Director Comercial da SEW-EURODRIVE PORTUGAL, que destacou a presença global, a estratégia de inovação e a capacidade para configurar soluções e prestar serviços aos clientes. O seminário abordou questões técnicas e preocupações comuns aos técnicos e gestores e contou com uma audiência atenta que colocou questões e contrapôs experiências, enriquecendo o debate. A partir de casos reais, o Prof. Jorge Seabra, docente da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto traçou uma análise de avarias mais comuns em caixas redutoras. A apresentação da nova geração de redutores industriais da Série X esteve a cargo do Eng. Mathias Löwen, da SEW-EURODRIVE - Alemanha. A Série X é uma das recentes apostas da empresa e um revolucionário passo em frente na tecnologia de redutores industriais onde sobressai um novo conceito modular que reduz o número de peças do redutor e que permite configurar soluções mais simples, mais económicas e com uma enorme flexibilidade. Serão 23 os diferentes tamanhos disponíveis para as mais diversas e específicas aplicações industriais, bem como uma elevada densidade de potência geradora de maior eficiência energética. Um cárter extremamente robusto, inovadores sistemas de arrefecimento, ainda mais eficientes, duas posições de montagem possíveis com um só redutor, prazos de entrega curtos para componentes standard ou flexibilidade na montagem das unidades, são outras das principais vantagens da Série X. Acresce, como foi ainda sublinhado, o serviço de assistência técnica global ou a disponibilização de uma ferramenta informática on-line para criação de desenhos 2D e 3D. O Eng. Mathias Löwen participou ainda com intervenções acerca de Sistemas de Redutores Industriais (bases, acoplamentos, sistemas de lubrificação, etc.), apresentou casos reais de Engenharia de Aplicações e esclareceu acerca de alguns princípios básicos de Manutenção de Redutores Industriais. Ao Eng. David Braga do departamento de engenharia da SEW-EURODRIVE PORTUGAL, coube explanar o Sistema de Serviços Especializados em Redutores Industriais oferecido pela empresa no âmbito da sua filosofia de acompanhamento integral das necessidades do cliente na fase pósvenda. A mesa do Seminário foi presidida pelo Eng. Altino Loureiro, representante da ordem dos Engenheiros, e contou com a presença do Director Geral da SEW-EURODRIVE PORTUGAL, Eng. Fernando Barroso. No final da tarde, os participantes visitaram as instalações da SEW-EURODRIVE PORTUGAL na Mealhada. Seminário SEW-EURODRIVE Luso, Outubro de 2007 W37 e W47 redutores mais eficientes A família de redutores da Série 7 da SEW-EURODRIVE tem dois novos membros o W37 e o W47. A eficiência desta série foi aumentada até 80%, o que permite a redução dos custos ao longo do ciclo de vida dos equipamentos. Com a sua ampla gama de relações de redução, os novos redutores cónicos oferecem velocidades elevadas e também permitem a instalação de motores com potências até 2.2 kw. As engrenagens sem desgaste minimizam as perdas por fricção e permitem um funcionamento com baixo ruído, tornando estas unidades ideais para instalações onde há pessoas a trabalhar. Como todas as unidades da Série 7, os redutores W37 e W47 podem ser montados numa extensa gama de motores e adaptadores da SEW-EURODRIVE. Em conjugação com os novos servomotores CMP, a SEW-EURODRIVE oferece um accionamento angular compacto. Os moto-redutores cónicos são virtualmente livres de manutenção e podem ser utilizados de forma muito flexível graças ao facto de a lubrificação ser independente da posição de montagem. Uma vez mais, a SEW-EURODRIVE foi bem sucedida no desenvolvimento de soluções que permitem reduzir os custos aos seus clientes. Os moto-redutores W37 e W47 estão disponíveis a preços competitivos, com reduzidos custos de manutenção e consumo de energia mínimo.

3 SEW-EURODRIVE PORTUGAL fornece redutores industriais Série X à Indústria Cimenteira nacional A nova Série X de redutores Industriais da SEW-EURODRIVE, pelo seu elevado grau de inovação tecnológica, tem vindo a revelar-se um sucesso em todos os mercados, incluindo o mercado português. A SEW-EURODRIVE PORTUGAL tem vindo a fornecer diversos construtores de máquinas e utilizadores finais que rapidamente se aperceberam das vantagens destes novos Redutores Industriais e da capacidade da SEW passar a assegurar serviços especializados e assistência técnica a nível global. A indústria cimenteira é, naturalmente, uma das áreas de maior exigência em matéria de redutores industriais, merecendo por isso uma atenção particular por parte da SEW-EURODRIVE PORTUGAL. Na sequência do lançamento da nova Série X, em 2007, a SEW forneceu várias unidades para a indústria cimenteira, as quais incluem todas as inovações inerentes a esta série, das quais se realçam a robustez e a densidade de potência mais elevada do mercado. A reversibilidade do cárter é outra vantagem para os utilizadores na medida em que reduz o número de unidades em stock. Dadas as condições inerentes à produção cimenteira, os redutores industriais foram fornecidos com retentores labirinto, em taconite, e respiros especiais anti-sujidade. As unidades incluem anti-retorno e a sua velocidade é controlada electronicamente, permitindo arranques suaves e velocidades de funcionamento reduzidas para facilitar as acções de manutenção. Redutor Industrial X4KS200 para elevador de alcatruzes, na CIMPOR Souselas DriveAcademy 3 Redutor Industrial X4FS220 para correia de arrasto, na CIMPOR Loulé A nova Série X, desenvolvida e produzida pela SEW-EURODRIVE, está disponível em oito tamanhos, finamente espaçados, adaptando-se de forma optimizada à respectiva aplicação. Como resultado, o custo e o peso são reduzidos significativamente. Em paralelo com o desenvolvimento deste produto, está disponível um sistema electromecânico modular com componentes como bases, acoplamentos e freios. Como opcionais, estão disponíveis sondas térmicas e sensores de análise de vibração que permitem uma monitorização da condição eficaz, desde o arranque da unidade. e sem manutenção Versões: - Montagem por patas ou flange B5, B14, - Veio maciço ou oco, - Montagem directa em motor assíncrono, - Montagem directa em servomotor, - Montagem com adaptador, - MOVIMOT - MOVI-SWITCH Tipo Binário máx.[nm] Relação de transmissão [i] W W W W37 (novo) (11/2007) W47 (novo) 180 (06/2008) SEW-EURODRIVE PORTUGAL é Entidade Formadora Acreditada A SEW-EURODRIVE PORTUGAL foi acreditada pela Direcção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) como Entidade Formadora. Esta Acreditação representa o reconhecimento da capacidade da empresa nas áreas da concepção, organização, desenvolvimento e execução de programas, suportes, intervenções e actividades formativas. As actividades de formação da SEW fazem parte do conceito global DriveAcademy, concretizado em todos os países onde a empresa está implantada. A DriveAcademy é uma escola partilhada entre os colaboradores e os clientes da SEW-EURODRIVE.

4 4 SEW-EURODRIVE PORTUGAL reforça oferta de serviços especializados Com o objectivo da melhoria contínua da qualidade dos serviços técnicos especializados em accionamentos electromecânicos e electrónicos, a SEW-EURODRIVE PORTUGAL adquiriu competências técnicas e Know How para realização de análise Termográfica, Alinhamento Laser de veios e de sistemas com polias/correias e Medição da Tensão de Correias. Desta forma a SEW-EURODRIVE PORTU- GAL deu mais um importante passo para garantir a qualidade e profissionalismo no fornecimento de sistemas chave-na-mão. Isto é, substituição de moto-redutores e/ou redutores industriais existentes (em final de vida ou com problemas) incluindo, se necessário, o fornecimento de motor eléctrico, acoplamentos, variação electrónica de velocidade (para suavizar o arranque ou para garantir velocidades de funcionamento reduzidas quando em acções de manutenção), quadro eléctrico, montagem completa, comissionamento e teste, tudo da responsabilidade da SEW. Existem vários tipos de desalinhamentos em correias: desalinhamento vertical dos veios/polias, desalinhamento horizontal dos veios/polias e falta de paralelismo (ver figura abaixo). Qualquer uma destas situações deve ser evitada através de um correcto alinhamento do sistema correias/ polias. Análise Termográfica a redutor industrial A Análise Termográfica é uma ferramenta fundamental na análise do estado de accionamentos electromecânicos (motoredutores ou redutores industriais) e de quadros eléctricos. A aquisição de imagens termográficas permite identificar a existência de falhas ou, através de um seguimento periódico, identificar a evolução do estado dos equipamentos críticos. Com mais esta ferramenta ao seu dispor, a SEW-EURODRIVE PORTUGAL complementa a sua gama de serviços, oferecendo assim aos seus clientes e parceiros, análises a equipamentos críticos, identificação prematura de falhas e/ou contratos de manutenção periódica/monitorização da condição. Sistemas de accionamento com polias/correias As razões mais comuns para a ocorrência de paragens não planeadas em sistemas de accionamento que incluam correias/ polias são: (1) a existência de desalinhamentos ou (2) tensão incorrecta. A existência de demasiada tensão nas correias e/ou de desalinhamento provoca: - aumento do desgaste nas polias e correias; - aumento do atrito do sistema; - aumento do consumo de energia; - aumento do nível de vibrações e ruído. Estes factos levam a um aumento da probabilidade de falhas nas correias/polias e consequentemente da ocorrência de paragens não planeadas. Paralelamente, podem ainda ocorrer danos colaterais devido ao aumento das cargas axiais e radiais nos veios onde as polias estão aplicadas (veio do motor e do redutor). Como consequência, uma diminuição do tempo de vida dos rolamentos e um aumento da probabilidade de existência de fractura por fadiga, dos veios. Desalinhamentos de polias/correias Actualmente, a forma mais rápida, precisa e eficaz de executar o alinhamento nestes sistemas é através de equipamentos que utilizem a tecnologia laser. Desta forma consegue-se, num curto espaço de tempo, identificar com grande precisão e em 3D o tipo de desalinhamento existente. A SEW-EURODRIVE PORTUGAL adquiriu um sistema de alinhamento a laser que permite efectuar alinhamentos com distâncias de operação até 6m em polias/ correias de diferentes larguras e formatos. Para complementar os serviços efectuados a sistemas com polias/correias, foi necessário ainda munir os técnicos especializados da SEW de um outro equipamento que permite medir a velocidade e a tensão das correias. Este equipamento detecta a frequência natural de vibração do sistema e através do valor da massa e comprimento da correia (informação existente na base de dados do software que acompanha os técnicos SEW) consegue calcular a tensão do sistema em análise. Relatório de Verificação de Alinhamento Laser Com o sistema de Alinhamento Laser (modelo que já utiliza tecnologia Wireless e que permite, entre outros, o alinhamento de accionamentos que incluam, acoplamentos hidráulicos) a SEW-EURODRIVE PORTUGAL reforça a sua capacidade de apoio e supervisão à montagem de accionamentos mecânicos (moto-redutores e redutores industriais). Alinhamento de polias/correias utilizando sistema laser SERVIÇO DE EMERGÊNCIA 24/24H:

5 Mais flexibilidade na assistência técnica especializada Motor DR simples e seguro 5 Oficina Móvel para Assistência Técnica Especializada em Accionamentos Electromecânicos A SEW-EURODRIVE PORTUGAL adquiriu recentemente uma oficina móvel completamente equipada para assistência técnica, no local, a redutores industriais e moto-redutores em geral. Com este novo investimento, os serviços de assistência técnica especializada da SEW garantem maior rapidez e eficácia em: - Intervenções rápidas nas instalações do cliente para efectuar inspecções ou pequenas reparações on-site a redutores industriais e moto-redutores; - Supervisão à montagem de redutores industriais e moto-redutores incluindo: comissionamento das unidades, alinhamento a laser, termografia, análise de vibrações, verificação de alinhamento e tensão de correias/ polias; - Substituição de equipamento antigo por soluções completas SEW (redutor, motor, base de fixação e acoplamentos) em serviços do tipo chave-na-mão; - Revisões de equipamento e serviços de lubrificação; - Inventário com classificação de estado; - Serviços e contratos de manutenção; - Serviços de recolha e entrega. A SEW-EURODRIVE PORTUGAL é actualmente o Centro de Competência do Grupo SEW para a assistência técnica a redutores industriais (SEW e não SEW) na Península Ibérica. Para estarem de acordo com as normas internacionais, os motores devem ser projectados para consumir menos energia. Os utilizadores colocam ainda outras exigências: os motores devem ser adequados para cada aplicação concreta, simples de instalar e operar, seguros e compactos. Todas estas exigências e tendências encontram resposta no sistema modular que está na base dos motores DR. O novo sistema modular abrange todas as exigências internacionais relacionadas com a eficiência energética, seja qual for a classe de rendimento rendimento melhorado, alto rendimento e Premium. Os motores DR cumprem os mais exigentes requisitos que definem o nível mínimo de consumo energético dos motores assíncronos, o que significa que o investimento nestes motores é uma estratégia a longo prazo. Também foi projectado um sistema modular para freios, o que significa que, pela primeira vez, dois ou três freios de tamanhos diferentes estão disponíveis para cada motor. Os freios podem ser configurados para corresponder perfeitamente às exigências da operação, designadamente o binário de frenagem. Estão também disponíveis sistemas opcionais de monitorização do freio. Muitas aplicações com accionamentos apenas requerem funções de simples posicionamento ou re-alimentação da velocidade. Por isso, foi desenvolvido um novo encoder totalmente integrado e optimizado para o motor DR. A resolução do encoder pode ser ajustada. Os encoders podem ser montados directamente no veio e no guarda ventilador, na gama de potência 0,37 a 55 kw. Os utilizadores podem escolher entre uma vasta gama de opcionais que permitem optimizar o accionamento de acordo com as necessidades da aplicação concreta. Para além dos freios e encoders mencionados, podem ser seleccionadas uma vasta gama de opções, variantes de ventilação, conectores, protecções de motor, anti-retorno, classes térmicas, segunda ponta de veio, entre outras opções. Funcionalidades adicionais Motores mais pequenos, mais estreitos e compactos. Espaço para ligações expandido ( kw). Patas ajustáveis (0.37 9,2 kw). Chapéu de protecção permutável no caso de instalação vertical. Ligação opcional com terminais de mola em substituição dos terminais convencionais ( kw). Os sensores para detecção de temperatura dos enrolamentos do motor, fazem com que o accionamento, tenha elevado rendimento quando em operação com Conversor de Frequência. Os sistemas de transportadores áereos, com perfil C1, podem agora funcionar com motores de 1,1 kw. Gama de potência para o conector IS alargada até 7.5 kw.

6 6 MOVIGEAR SNI o accionamento mecatrónico O Accionamento Mecatrónico MOVIGEAR é uma solução inovadora que integra o redutor, o motor e a electrónica de potência numa só unidade compacta. É um accionamento de elevada eficiência, resultado da sua concepção e características dos seus componentes. As unidades de accionamento MOVIGEAR - SNI Single Line Network Installation instalação em rede de linha única - permitem ser controladas através de uma das fases do sistema de alimentação trifásico. O Accionamento Mecatrónico MOVIGEAR - SNI é a solução ideal para aplicações com binários de paragem e de arranque elevados, para sistemas de transporte que necessitam de funcionar a velocidades variáveis, para aplicações que requerem arranques suaves e/ou configuráveis e para grupos de accionamentos com marcha sincronizada. A alimentação trifásica, e respectivo controlo, é distribuída pelo MOVIFIT SNI (Mestre - SNI) até um máximo de 10 unidades MOVIGEAR - SNI. O MOVIFIT - SNI (mestre SNI) estabelece o interface entre o PLC e as unidades de accionamento MOVIGEAR - SNI instaladas. A comunicação entre o MOVIFIT - SNI e o PLC é criada através do bus de campo EtherNet, sendo que o PLC comanda e recolhe as informações de estado das unidades MOVIGEAR - SNI através do MOVIFIT - SNI. A concepção SNI permite o controlo individual de cada accionamento MOVIGEAR - SNI, a redução do número de componentes do sistema, a ausência da necessidade de instalar cabos de bus no campo, a eliminação do perigo de eventuais erros nas ligações dos cabos de bus, a redução do tempo de colocação em funcionamento, e consequentemente, do tempo e dos custos de elaboração do projecto. MOVIMOT D nova geração de moto-redutores com conversor de frequência integrado Em paralelo com a nova série DR de motores, a SEW-EURODRIVE desenvolveu uma nova geração do moto-redutor com conversor de frequência integrado, o MOVIMOT D. Deste modo a SEW, com provas dadas e reconhecidas em todas as indústrias, complementa a série MOVIMOT C com novas funções e abre novas oportunidades de aplicação para os accionamentos descentralizados. O novo MOVIMOT D tem já incorporado o interface RS485 (Ficha RJ11) o que permite ao utilizador efectuar a parametrização, diagnóstico ou comando manual, com a consola DBG60B ou com o software de engenharia MOVITOOLS MotionStudio. No processo de parametrização da unidade podem ser inibidos os 3 potencióme- Com utilização crescente nos sectores da construção e mobiliário, os painéis de madeira resultam de um apurado processo de transformação para obter as características adequadas. Para recuperar o aspecto visual da madeira, uma das técnicas utilizadas é a impressão dos painéis. No processo de impressão, a tinta passa de um cilindro metálico para um cilindro de borracha e deste para o painel de madeira. Isto significa que, para cada cor, são necessários três accionamentos (dois cilindros e um transportador), perfeitamente sincronizados. Numa máquina de impressão de três cores, é necessário que os nove accionamentos operem em sincronismo rigoroso para garantir a qualidade da impressão. Um construtor de máquinas alemão especializado neste tipo de máquinas recorre à tecnologia MOVIAXIS para optimizar o processo. A sincronização perfeita dos servo-accionamentos da Série CM permite impressões de alta qualidade (o desvio máximo entre cores é de 0,25 mm). Os programas de operação, configuração, visualização e diagnóstico, desenvolvidos com o software MOVITOOLS e Motion- Studio, são armazenados em cartões de memória SD, reduzindo ao mínimo os tempos de paragem quando é necessário substituir um módulo mestre ou um eixo. tros e os 16 micro-interruptores incorporados, passando a unidade a assumir os valores parametrizados pelo utilizador, através de consola ou do software de engenharia MOVITOOLS MotionStudio. Em termos de capacidade, o MOVIMOT D pode ser fornecido até à potência máxima de 4 Kw e gama de velocidades de 1:10 (ligação em estrela) e 1:20 (ligação em triângulo). Em termos de intermutabilidade o MOVIMOT D substitui integralmente o MOVIMOT C e pode mesmo ser instalado em qualquer série de motores SEW. E, para além de integrado no motor, pode ainda ser instalado na sua vizinhança ou mesmo no distribuidor de campo. O MOVIMOT D permite, igualmente o funcionamento com o MOVIFIT MC. MOVIAXIS solução para máquinas de impressão O programa de automação baseia-se em linguagens de programação IEC e foi implementado num controlador MOVI- PLC Advanced. MOVIAXIS premiado A nova solução MOVIAXIS da SEW-EURODRIVE foi distinguida com o terceiro prémio do concurso Melhor Produto de Automação e Accionamentos 2006, atribuído pela revista especializada Automation & Drive. Os dois primeiros prémios incidiram sobre motores, o que significa que o MOVIAXIS foi o primeiro produto na área dos conversores de frequência/ servo-controladores.

7 7 SEW-EURODRIVE PORTUGAL substitui accionamentos de corrente contínua por modernos servo-accionamentos em sistema de corte de chapa metálica A Crown Cork & Seal, localizada em Alcochete, fabrica embalagens metálicas para produtos alimentares. Na linha de corte de chapa metálica, cujo sistema data dos anos 80, todos os accionamentos eram de corrente contínua, abrangendo 5 estruturas: desbobinador, calandra, corte lateral, rolo alimentador e tesoura. O desbobinador tinha como função travar o filme de chapa que era puxado pela calandra. O corte lateral era utilizado para corrigir as laterais da folha de chapa. E, por sua vez, o rolo alimentador era responsável por alimentar a tesoura com o comprimento de chapa especificado. A tesoura operava em contínio, o que obrigava à sincronização de todas as estruturas. A empresa decidiu melhorar o sistema para resolver os problemas relacionados com a manutenção dos accionamentos de corrente contínua, das paragens indesejáveis e também para obter uma maior precisão de corte e controlo da tensão de desenrolamento, mantendo, no entanto, a estrutura do sistema. O desafio foi lançado à EINAUS, uma empresa de automação sedeada em Lisboa e com forte experiência na reconversão de Motores ATEX Todos os motores de quatro pólos da SEW-EURODRIVE classificados para a categoria 2 da Directiva 94/9/EU (ATEX 95) são agora livremente combináveis com conversor de frequência. Obtiveram a certificação europeia para motores edt e edv. Em 2006, a SEW-EURODRIVE foi a primeira empresa a obter a certificação europeia para a operação de um motor AC (com protecção contra explosão), via conversor de frequência. A certificação máquinas e sistemas. A EINAUS assumiu a responsabilidade do projecto em parceria com a SEW-EURODRIVE a quem foi cometida a tarefa de selecção e fornecimento dos accionamentos de última geração: servomotores assíncronos e síncronos das séries CT/CV e CM respectivamente, controlados em posição, velocidade ou binário por modernos Variadores Tecnológicos MOVIDRIVE B, dotados de comunicação via PROFIBUS DP V1. No caso específico do desbobinador, exigia-se um controlo de tensão eficaz, simples e auto-ajustável. Estes são exactamente alguns dos pré-requisitos para a utilização do módulo de aplicação Enrolador/Desenrolador disponibilizado pela SEW-EURODRIVE nos Variadores Tecnológicos MOVIDRIVE B, versão de Aplicação. Na situação em causa, deve usar-se o modo automático de tensão constante (valor da tensão ajustado automaticamente em função do diâmetro actual da bobina). Seleccionados os accionamentos, passou- -se à fase seguinte: definição da comunicação entre os Variadores Tecnológicos estendeu-se recentemente aos restantes motores de quatro pólos da categoria 2 em conformidade com as normas de protecção contra explosão para gás (EN ; EN ) e poeira (EN ; EN ). Isto significa que não é necessária a dupla aprovação para motores e conversores de frequência. Os motores certificados são agora livremente combináveis com conversor de frequência. Adicionalmente, são mais económicos e pesam menos que os MOVIDRIVE B e o PLC de nível superior. Optou-se por comunicação digital via PROFIBUS DP V1. A fase da implementação foi claramente balizada pela Crown Cork: todos os trabalhos tinham que ser realizados na paragem de Natal. Em duas semanas, foram implementadas todas as actividades mecânicas (remoção dos accionamentos de corrente contínua e respectivos quadros eléctricos e instalação dos novos accionamentos, sendo que em alguns casos foi necessário fazer adaptações mecânicas) eléctricas e de automação. Foram introduzidas optimizações no processo, destacando-se a implementação de controlo PI no loop que serve de pulmão para a tesoura. No final, foram obtidos ganhos significativos em termos de velocidade de linha (cerca de 15 %), precisão de corte (da ordem de uma décima de milímetro, sendo anteriormente de 0,5 milímetros) e fiabilidade do sistema. Todas as estruturas funcionam de forma integrada e harmoniosa. Tudo isto em tempo record e fazendo uso da mais recente tecnologia de accionamentos SEW-EURODRIVE. motores AC assíncronos antideflagrantes. Estes motores já estão disponíveis e são adequados para bombas e ventiladores.

8 8 Profinet IO a via do futuro Os sistemas de accionamentos devem ter capacidade de comunicação e de integração nas diversas redes de automação (bus de campo). Este factor tem uma importância crescente porque em breve essas capacidades serão mais importantes para as decisões de investimento que os aspectos relacionados com as especificações técnicas de controlo. Sistemas como o PROFIBUS, INTERBUS ou DeviceNet consolidaram desde há muito a sua posição ao nível do campo. No entanto, as exigências já ultrapassaram a comunicação horizontal (dispositivos de campo e de controlo), passando a abranger também a comunicação vertical entre os níveis de campo e os níveis superiores de automação e gestão, tais como os MES (Manufacturing Execution Systems). As máquinas e sistemas de produção tornaram-se mais funcionais e flexíveis e, em função disso, o diagnóstico e a engenharia ganharam importância. O que se exige à tecnologia de accionamentos já não é apenas o arranque rápido e a eficiência é também a máxima disponibilidade. Existe uma tendência clara para a prevenção e para a manutenção preventiva. A Ethernet estabeleceu-se como meio de comunicação para a transferência de dados de diagnóstico. As diferenças de funcionalidades entre as versões foram atenuadas. O utilizador conta com a capacidade do sistema de bus de campo baseado na Ethernet para suportar a comunicação TCP/IP. No entanto, quando sistemas como PROFIBUS e INTERBUS são suportados virtualmente a 100% por todos os componentes de automação, o mesmo ainda não sucede para as versões da Ethernet. No sector da tecnologia de accionamentos, os utilizadores podem escolher entre mais de sete versões de sistema: Ethernet/IP, MODBUS TCP, PROFINET IO, EtherCAT, Ethernet Powerlink, SERCOS III, etc.. Actualmente, a versão MODBUS TCP é a mais comum. No entanto, e pelo menos para a Europa, o futuro pertence à versão PROFINET IO, que é escalável e permite tempos de ciclo de 1 10 ms com RT e IRT. A gama de produtos com comunicação PROFINET IO vai continuar a aumentar porque a Organização de Utilizadores PROFIBUS continua a induzir o desenvolvimento de novos dispositivos de campo. A SEW-EURODRIVE está envolvida em vários grupos de trabalho dedicados à implementação de perfis baseados em PROFINET IO. Também é possível adaptar tecnologias PROFIsafe para operar com Ethernet. A SEW-EURODRIVE é um dos primeiros fabricantes a lançar equipamentos com PROFIsafe em interfaces PROFINET (ex: séries MOVIDRIVE B e MOVIFIT ). Conceitos proxy similares aos da Internet são usados para integrar os sistemas de bus de campo de forma a torná-los seguros e estáveis. A imagem de processo das estações de bus de campo é transferida para a imagem de processo do controlador via PROFINET IO. Isto significa que o PROFINET IO responde a todas as exigências para as normas futuras da Ethernet industrial. Foram estabelecidas diversas soluções para aplicações de controlo do movimento na área da Ethernet em tempo real (CIPsync, EPSG, EtherCAT, etc.). Sistemas como EtherCAT ou PROFINET IRT estão na linha da frente como conceitos de comunicação capazes de suportar quer a operação como bus de sistema quer as aplicações de controlo do movimento. As séries MOVIDRIVE B, MOVITRAC B e MOVIAXIS da SEW-EURODRIVE já dispõem de conexões para EtherCAT. Por tudo isto, vai ser interessante acompanhar a evolução dos sistemas de controlo do movimento. Sistema flexível de expansão de Entradas e Saídas para o Controlador MOVI-PLC O novo sistema modular de expansão de entradas e saídas complementa a gama de interfaces do Controlador MOVI-PLC da SEW-EURODRIVE. Está disponível um vasto conjunto de módulos de expansão de E/S digitais e analógicas, permitindo combinações flexíveis adaptadas às aplicações. Os módulos são facilmente montados em calha de 35 mm, não necessitando de qualquer espaçamento lateral entre si. A comunicação entre os módulos de expansão e o Controlador MOVI-PLC é feita através do rápido Bus de Sistema fornecido de série e de Acopladores de Bus. Por Controlador MOVI-PLC, podem ser ligados até 126 Acopladores de Bus, podendo ser instalados até 32 módulos de expansão por acoplador. Desta forma, o MOVI-PLC pode aceder automaticamente a um grande número de E/S provenientes do sistema de expansão, integradas directamente no MOVI-PLC ou integradas nos conversores/variadores Tecnológicos controlados. Destaca-se a ligação de alto desempenho ao MOVI-PLC através do Bus de Sistema, a integração optimizada no software de programação PLC-Editor do MOVITOOLS MotionStudio e ainda a redução de espaço no armário eléctrico graças à configuração modular e compacta. A instalação e substituição podem ser executadas com rapidez. EN Ap MEALHADA Tel Fax SERVIÇO DE EMERGÊNCIA 24/24H:

SEW-EURODRIVE PORTUGAL. Programas de Formação Técnica

SEW-EURODRIVE PORTUGAL. Programas de Formação Técnica SEW-EURODRIVE PORTUGAL Programas de Formação Técnica ÍNDICE Curso Página Accionamentos Electromecânicos 3 Accionamentos ATEX 6 Conversor de Frequência MOVITRAC 31C 9 Conversor de Frequência MOVITRAC 07

Leia mais

SEW-EURODRIVE PORTUGAL

SEW-EURODRIVE PORTUGAL SEW-EURODRIVE PORTUGAL Programas de Formação Técnica Edição Julho 2015 2 Acionamentos Eletromecânicos 3 Acionamentos ATEX 6 Conversor de Frequência MOVITRAC 31C 9 Conversor de Frequência MOVITRAC 07 12

Leia mais

Engenharia de Accionamentos \ Accionamentos Electrónicos \ Integração de Sistemas \ Serviços. CDS Complete Drive Service A gama modular de serviços

Engenharia de Accionamentos \ Accionamentos Electrónicos \ Integração de Sistemas \ Serviços. CDS Complete Drive Service A gama modular de serviços Engenharia de Accionamentos \ Accionamentos Electrónicos \ Integração de Sistemas \ Serviços CDS Complete Drive Service A gama modular de serviços 2 Overline CDS Complete Drive Service A estratégia de

Leia mais

Sistema de Tensionamento de Correias SKF. A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo

Sistema de Tensionamento de Correias SKF. A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo Sistema de Tensionamento de Correias SKF A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo Sistema de Tensionamento de Correias SKF Uma solução inovadora para as transmissões por correias É sabido

Leia mais

Motores Lineares Industriais

Motores Lineares Industriais Motores Lineares Industriais Sistema de accionamento puramente eléctrico Controlo de posição livre ao longo de todo o curso Para tarefas de posicionamento precisas e dinâmicas Vida útil maior com a tecnologia

Leia mais

Economia de Energia através de Accionamentos Eficientes

Economia de Energia através de Accionamentos Eficientes Engenharia Accionamentos \ Drive Automation \ Integração Sistemas \ Serviços 1 Economia Energia através Accionamentos Eficientes Rui Costa SEW-EURODRIVE EURODRIVE PORTUGAL Departamento Engenharia SEW-EURODRIVE

Leia mais

Economia de Energia com Eficiência nos Accionamentos Eficientes

Economia de Energia com Eficiência nos Accionamentos Eficientes Economia de Energia com Eficiência nos Accionamentos Eficientes 1 João Pratas SEW-EURODRIVE EURODRIVE PORTUGAL Departamento de Engenharia Apresentação da SEW-EURODRIVE Portugal Introdução 2 Sistemas de

Leia mais

A hora das Bicicletas

A hora das Bicicletas N. 11 Novembro 2012 S E W - E U R O D R I V E P O R T U G A L Novo recorde de produção em Graben Pág. 2 Redutor Industrial para torres de arrefecimento Pág. 2 A hora das Bicicletas Pág. 3 Apps SEW no seu

Leia mais

Seleção de acionamentos

Seleção de acionamentos ESPECIAL Seleção de acionamentos Augusto Ottoboni Os servo-acionamentos ainda são uma incógnita para muitos profissionais de diferentes segmentos do mercado, trazendo a estes profissionais que se deparam

Leia mais

Por algum motivo nos encontra em todo o lado!

Por algum motivo nos encontra em todo o lado! Por algum motivo nos encontra Novidades de produto 2010 Janitza. Sempre um passo à frente! A Janitza investe cerca de 8% da facturação anual em investigação e desenvolvimento de novos produtos. Ao introdzir

Leia mais

PROFINET R e d e d e c o m u n i c a ç õ e s p r e p a r a d a p a r a o f u t u r o

PROFINET R e d e d e c o m u n i c a ç õ e s p r e p a r a d a p a r a o f u t u r o PROFINET R e d e d e c o m u n i c a ç õ e s p r e p a r a d a p a r a o f u t u r o» Redundância de meio» R e d e a b e r t a» C o n f i g u ra ç ã o f á c i l PROFINET Ethernet Industrial aberta para

Leia mais

Adenda ao Manual do Sistema. MOVIGEAR -SNI Parametrização avançada / diagnóstico com MOVITOOLS MotionStudio. Edição 01/2009 16641256 / PT

Adenda ao Manual do Sistema. MOVIGEAR -SNI Parametrização avançada / diagnóstico com MOVITOOLS MotionStudio. Edição 01/2009 16641256 / PT Engenharia de Accionamentos \ Drive Automation \ Integração de Sistemas \ Serviços MOVIGEAR -SNI Parametrização avançada / diagnóstico com Edição 01/2009 16641256 / PT Adenda ao Manual do Sistema SEW-EURODRIVE

Leia mais

Conhecer as necessidades dos clientes

Conhecer as necessidades dos clientes Conhecer as necessidades dos clientes A SEW-EURODRIVE PORTUGAL, enquanto empresa líder tecnológica e orientada para a resolução de problemas, tem de estar sintonizada, hoje mais do que nunca, com as necessidades

Leia mais

Edifícios. Variação de Velocidade com o PumpDrive. Eficiência em Acção.

Edifícios. Variação de Velocidade com o PumpDrive. Eficiência em Acção. Edifícios Variação de Velocidade com o PumpDrive. Eficiência em Acção. 2 Vantagens Bombas controladas - planeamento controlado. Com o PumpDrive da KSB. Nos anos mais recentes as exigências profissionais

Leia mais

HARTING News. Junho, 2003. Do controlo centralizado até à inteligência distribuída. arquitectura de instalação com inteligência distribuída.

HARTING News. Junho, 2003. Do controlo centralizado até à inteligência distribuída. arquitectura de instalação com inteligência distribuída. Neste número: Novos desenvolvimentos HARTING para Industrial Ethernet e PROFInet Durante a passada edição da feira de Hannover, o grupo tecnológico HARTING apresentou diversos desenvolvimentos para o ambiente

Leia mais

Escola Secundária/3 da Maia Cursos em funcionamento 2009-2010. Técnico de Electrónica, Automação e Comando

Escola Secundária/3 da Maia Cursos em funcionamento 2009-2010. Técnico de Electrónica, Automação e Comando Ensino Secundário Diurno Cursos Profissionais Técnico de Electrónica, Automação e Comando PERFIL DE DESEMPENHO À SAÍDA DO CURSO O Técnico de Electrónica, Automação e Comando é o profissional qualificado

Leia mais

Sistemas de Accionamento Electromecânico

Sistemas de Accionamento Electromecânico Sistemas de Accionamento Electromecânico Comando e protecção de motores Introdução SISTEMAS de ACCIONAMENTO ELECTROMECÂNICO, O que são? Sistemas capazes de converter energia eléctrica em energia mecânica

Leia mais

Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas

Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas White Paper Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas Válvulas avulsas ou terminal de válvulas para controle de equipamentos automatizados pneumáticos?

Leia mais

Curso Automação Industrial Aula 3 Robôs e Seus Periféricos. Prof. Giuliano Gozzi Disciplina: CNC - Robótica

Curso Automação Industrial Aula 3 Robôs e Seus Periféricos. Prof. Giuliano Gozzi Disciplina: CNC - Robótica Curso Automação Industrial Aula 3 Robôs e Seus Periféricos Prof. Giuliano Gozzi Disciplina: CNC - Robótica Cronograma Introdução a Robótica Estrutura e Características Gerais dos Robôs Robôs e seus Periféricos

Leia mais

Tesouras demolidoras CC. Ferramentas de Demolição Silenciosas

Tesouras demolidoras CC. Ferramentas de Demolição Silenciosas Tesouras demolidoras CC Ferramentas de Demolição Silenciosas Essencial para demolição e reciclagem: Ferramentas de Demolição Silenciosas da Atlas Copco Os desenvolvimentos em termos de maquinaria e equipamentos

Leia mais

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Redutores industriais DRIVESYSTEMS. Sistema modular para maior flexibilidade

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Redutores industriais DRIVESYSTEMS. Sistema modular para maior flexibilidade Intelligent Drivesystems, Worldwide Services BR PT Sistema modular para maior flexibilidade NORD Intelligent Drivesystems, Worldwide Services As vantagens dos redutores industriais NORD n Maior precisão

Leia mais

Comunicado à Imprensa

Comunicado à Imprensa Interpack 2014 Página 1 de 6 Beckhoff na feira Interpack 2014, em Düsseldorf: ao ar livre FG 15-1 Fórum de Soluções Beckhoff: embalagem com economia de recursos com controle baseado em PC A Beckhoff está

Leia mais

HYDAC KineSys Sistemas de acionamento

HYDAC KineSys Sistemas de acionamento HYDAC KineSys Sistemas de acionamento Veículos de manuseio de materiais Usinas termelétricas Máquinas injetoras de plástico Seu parceiro profissional para soluções de acionamento Todas as condições para

Leia mais

Tecnologia Eletromecânica. Atuadores eletromecânicos

Tecnologia Eletromecânica. Atuadores eletromecânicos Tecnologia Eletromecânica Atuadores eletromecânicos 3 de junho de 2014 Parker Eletromecânica Entendendo as necessidades do cliente Gerenciamento do Projeto Analise do Sistema Aceite dos Parametros de teste

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO. 1 Alimentador

DESCRITIVO TÉCNICO. 1 Alimentador DESCRITIVO TÉCNICO Nome Equipamento: Máquina automática para corte de silício 45º e perna central até 400 mm largura Código: MQ-0039-NEP Código Finame: *** Classificação Fiscal: 8462.39.0101 1 Alimentador

Leia mais

Gestão. e Organização Industrial. Ficha Técnica PRONACI

Gestão. e Organização Industrial. Ficha Técnica PRONACI Gestão e Organização Industrial Ficha Técnica PRONACI Ficha Técnica PRONACI Gestão e Organização Industrial João Augusto de Sousa Bastos PRONACI - Programa Nacional de Formação de Chefias Intermédias AEP

Leia mais

PT SOLUÇÕES EM ACIONAMENTOS PARA TRANSPORTADORES DE BAGAGENS

PT SOLUÇÕES EM ACIONAMENTOS PARA TRANSPORTADORES DE BAGAGENS INTELLIGENT DRIVESYSTEMS, WORLDWIDE SERVICES BR PT SOLUÇÕES EM ACIONAMENTOS PARA TRANSPORTADORES DE BAGAGENS NORD DRIVESYSTEMS Intelligent Drivesystems, Worldwide Services SOLUÇÕES EM ACIONAMENTOS NORD

Leia mais

CONTROLE INTELIGENTE DE MOTOR

CONTROLE INTELIGENTE DE MOTOR CONTROLE INTELIGENTE DE MOTOR SATISFAÇA HOJE AS NECESSIDADES DE PRODUÇÃO DO FUTURO CONTROLE INTELIGEN PARTE INTEGRAL DE SUA ARQUITETURA INTEGRADA Sabemos que você precisa controlar o rendimento, reduzir

Leia mais

CAPÍTULO 2 - TIPOS DE MÁQUINAS ASSÍNCRONAS TRIFÁSICAS

CAPÍTULO 2 - TIPOS DE MÁQUINAS ASSÍNCRONAS TRIFÁSICAS CAPÍTULO 2 - TIPOS DE MÁQUINAS ASSÍNCRONAS TRIFÁSICAS 2.1 INTRODUÇÃO O objetivo do presente trabalho é estudar o funcionamento em regime permanente e em regime dinâmico da Máquina Assíncrona Trifásica

Leia mais

A importância da marca

A importância da marca A importância da marca Vantagens dos compressores BOGE Eficiência energética, optimização de custos e fiabilidade Todos os compressores e acessórios BOGE são desenhados para obter a melhor relação qualidade

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES 1 / 6

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES 1 / 6 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A DE ELECTRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES Publicação e actualizações Publicado no Despacho n.º13456/2008, de 14 de Maio, que aprova a versão inicial do Catálogo Nacional de

Leia mais

Soluções em Sensores e Sistemas

Soluções em Sensores e Sistemas Soluções em Sensores e Sistemas Balluff 30 anos no Brasil Com uma história de sucesso de mais de 90 anos, iniciada em 1921, em Neuhausen, Alemanha, a Balluff é especializada na fabricação de sensores e

Leia mais

Inversores de Frequência Praxi

Inversores de Frequência Praxi Inversores de Frequência Praxi Safe solutions for your industry PRAXI Praticidade para atender às várias PRAXI 10 Potências de 0,25 kw (0,33 CV) a 5,5 kw (7,5 CV) Tensão de alimentação 220 VCA a 440 VCA

Leia mais

DPT - SEW EURODRIVE PORTUGAL - 2001. Armazém Automático

DPT - SEW EURODRIVE PORTUGAL - 2001. Armazém Automático Armazém Automático Quartas-feiras com a Indústria - Dep. Engª Mecânica 17 Out. 2001 1 Armazém Automático - Índice Grupo SEW - Eurodrive SEW - Eurodrive Portugal Armazém Automático - Definição e Vantagens

Leia mais

Regulador Digital de Tensão DIGUREG

Regulador Digital de Tensão DIGUREG Regulador Digital de Tensão DIGUREG Totalmente digital. Software para parametrização e diagnósticos extremamente amigável. Operação simples e confiável. Ideal para máquinas de pequena a média potência.

Leia mais

Electrico 4 rodas 2 MODELOS PARA ESCOLHA DE 2500 KG A 3000 KG TECNOLOGIA AC ASSISTÊNCIA MANITOU ELECTRICO 4 RODAS

Electrico 4 rodas 2 MODELOS PARA ESCOLHA DE 2500 KG A 3000 KG TECNOLOGIA AC ASSISTÊNCIA MANITOU ELECTRICO 4 RODAS Electrico 4 rodas 2 MODELOS PARA ESCOLHA DE 2500 KG A 3000 KG TECNOLOGIA AC ASSISTÊNCIA MANITOU ELECTRICO 4 RODAS UMA GAMA COMPLETA DE EMPILHADORES INDUSTRIAIS 2 Modelos de 2,5 T a 3,0T MANITOU apresenta

Leia mais

Totally Integrated Automation (TIA) Portal Siemens AG 2015. All Rights Reserved. siemens.com/tia-portal

Totally Integrated Automation (TIA) Portal Siemens AG 2015. All Rights Reserved. siemens.com/tia-portal 20 Maio 2015 Totally Integrated Automation (TIA) Portal siemens.com/tia-portal Indústria - Tendências Tendências Comunicação de campo baseada em Ethernet Funcionalidades IT Aumento de capacidade e flexibilidade

Leia mais

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br Série Connect Switches e Conversores Industriais www.altus.com.br Conectividade e simplicidade Compacto: design robusto e eficiente para qualquer aplicação Intuitivo: instalação simplificada que possibilita

Leia mais

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria.

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria. Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro Respostas para a indústria. Percepção, previsão, visão ampliada: SIMOCODE pro integrado no SIMATIC PCS7 O sistema flexível de gerenciamento de motores

Leia mais

Aplicações eficientes com motores eléctricos de Elevado Rendimento

Aplicações eficientes com motores eléctricos de Elevado Rendimento Colégio de Engenharia Geológica e de Minas LISBOA 23-03-2011 0 Aplicações eficientes com motores eléctricos de Elevado Rendimento Carlos Ribeiro da Costa Gestor de Projectos carloscosta@weg.net Tel: 229

Leia mais

Atividades da Empresa

Atividades da Empresa Atividades da Empresa A ELsolutions atua no mercado oferecendo soluções de engenharia e montagem em equipamentos de acesso para execução de grandes obras na construção civil e manutenção de fábrica. Temos

Leia mais

PORTA-PALETES PARA APLICAÇÕES ESPECÍFICAS

PORTA-PALETES PARA APLICAÇÕES ESPECÍFICAS Porta-Paletes Manuais Porta-Paletes Elétricos Porta-Paletes de Tesoura Porta-Paletes em Inox Porta-Paletes com Balança Porta-Paletes TODO-O-TERRENO Porta-Paletes Aplicações Específicas Compre Produtos

Leia mais

Catálogo de Serviços de Assistência. Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos

Catálogo de Serviços de Assistência. Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos Catálogo de Serviços de Assistência Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos ABB em Portugal A nossa organização Power Products Power Systems Discrete Automation & Motion Low Voltage Products

Leia mais

www.keelautomacao.com.br Linha KSDX Solução em processamento CNC

www.keelautomacao.com.br Linha KSDX Solução em processamento CNC Linha KSDX Solução em processamento CNC Automatize a produção de sua empresa Instalada em Tubarão, SC, a KEEL atua na fabricação de equipamentos para Corte, Solda e Sistemas (CNC). Fundada em 2002, a empresa

Leia mais

Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1

Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1 Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1 Partidas para motores SIRIUS 3RM1 Multifuncionais e com apenas 22,5 mm de largura siemens.com/motorstarter/3rm1 Answers for industry. Acionamento de motores

Leia mais

I. INTRODUÇÃO. SEINON Sistema Energético INtegral ONline. A melhor energia é a que não se consome

I. INTRODUÇÃO. SEINON Sistema Energético INtegral ONline. A melhor energia é a que não se consome I. INTRODUÇÃO SEINON Sistema Energético INtegral ONline A melhor energia é a que não se consome O sistema SEINON é uma ferramenta de gestão de consumo de energia que permite de forma simples e automática

Leia mais

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104 UMG 104 UMG 104-Mais do que um ples Multímetro O UMG 104 equipado com um DSP de 500 MHz (processador de sinal digital) é um analisador de tensão muito rápido e potente. A varredura contínua dos 8 canais

Leia mais

BI 1-7. Sistemas de aceleração (testes de disparo)

BI 1-7. Sistemas de aceleração (testes de disparo) Testes de aceleração de componentes rotativos até seu ponto de explosão Cobertura de proteção a prova de explosão de alto grau de proteção Acionamento através de motor de corrente contínua com frenagem

Leia mais

Como posso gerir todas as funções do software de automação num único ambiente de engenharia?

Como posso gerir todas as funções do software de automação num único ambiente de engenharia? Como posso gerir todas as funções do software de automação num único ambiente de engenharia? Para obter mais informações, consulte-nos: www.siemens.com/tia-portal Catálogo online: www.siemens.com/industrymall/pt

Leia mais

Atlas Copco. Compressores de ar para fins médicos GA 5-22 MED / GA 5-15 VSD MED (5-22 kw / 7,5-30 hp)

Atlas Copco. Compressores de ar para fins médicos GA 5-22 MED / GA 5-15 VSD MED (5-22 kw / 7,5-30 hp) Atlas Copco Compressores de ar para fins médicos (5-22 kw / 7,5-30 hp) Ar para fins médicos: pureza e precisão em ambientes de cuidados de saúde críticos A área crítica da assistência a doentes requer

Leia mais

Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência

Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência 2 Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência A Família PS 6000 é o mais recente sistema de solda por resistência

Leia mais

Rexroth Sytronix. Eficiência Energética na Hidráulica. Veja o vídeo

Rexroth Sytronix. Eficiência Energética na Hidráulica. Veja o vídeo Rexroth Sytronix Eficiência Energética na Hidráulica Veja o vídeo 2 Sytronix Eficiência energética na hidráulica Rexroth Sytronix Potência com eficiência energética e redução de custos Investindo agora

Leia mais

Sistemas de Força Motriz

Sistemas de Força Motriz Sistemas de Força Motriz Introdução; Os Dados de Placa; Rendimentos e Perdas; Motor de Alto Rendimento; Partidas de Motores; Técnicas de Variação de Velocidade; Exemplos; Dicas CONSUMO DE ENERGIA POR RAMO

Leia mais

ÁREAS DE ACTUAÇÃO MISSÃO VISÃO VALORES. Packaging. Logística. Produtos e Soluções Industriais. Cerâmica

ÁREAS DE ACTUAÇÃO MISSÃO VISÃO VALORES. Packaging. Logística. Produtos e Soluções Industriais. Cerâmica www.gesticer.pt A Gesticer SA Industrial Technologies, está sedeada no centro de Portugal e tem como core business a importação, exportação, comercialização, concepção e fabrico de equipamentos e soluções

Leia mais

HARTING News. A tecnologia HARAX tem sido aplicada a sistemas de interconexão do tipo:

HARTING News. A tecnologia HARAX tem sido aplicada a sistemas de interconexão do tipo: Neste número: Novidades HARAX Novos HARAX M8-S e M12-S Novos HARAX M12-L blindados para Profibus, PROFINet e Ethernet IP. Novidades Han-Snap Novo suporte articulado Desde o lançamento da terminação rápida

Leia mais

Regular a tensão com conforto. REGSys. com funções adicionais inteligentes: Nós efectuamos a regulação.

Regular a tensão com conforto. REGSys. com funções adicionais inteligentes: Nós efectuamos a regulação. Nós efectuamos a regulação. REGSys Regular a tensão com conforto com funções adicionais inteligentes: Registador Logbook Modo conversor Estatiscista Monitorização do transformador ParaGramer Programação

Leia mais

O importante: o ser humano Consultadoria e Engenharia de Segurança

O importante: o ser humano Consultadoria e Engenharia de Segurança O importante: o ser humano Consultadoria e Engenharia de Segurança Soluções seguras para a sua indústria Soluções seguras para a indústria. Referências Legais e Standards Técnicos. Assumimos responsabilidades

Leia mais

Conjunto de motor de relutância síncrono de potência aumentada e conversor de frequência Custo de propriedade otimizado para aplicações de bombagem e

Conjunto de motor de relutância síncrono de potência aumentada e conversor de frequência Custo de propriedade otimizado para aplicações de bombagem e Conjunto de de relutância síncrono de potência aumentada e conversor de frequência Custo de propriedade otimizado para aplicações de bombagem e ventilação Po Novo conjunto de de relutância síncrono e conversor

Leia mais

SOLUÇÕES DATA CENTER GROUP

SOLUÇÕES DATA CENTER GROUP SOLUÇÕES DATA CENTER SOLUÇÕES EFICIENTES - PROJECTOS COMPETITIVOS Na SENSYS todos os esforços estão concentrados num elevado grau de qualidade e especialização. Aliada a vários parceiros tecnológicos,

Leia mais

SSW-05 Micro Soft-starter

SSW-05 Micro Soft-starter Motores Automação Energia Tintas Micro Soft-starter g Compacto g Digital - DSP g Fácil operação g Elevado rendimento g By-pass incorporado REPLACE ME BY A PICTURE! Soft-Starters são chaves de partida estática,

Leia mais

Série R RTAC 500-1500 kw Valor incomparável entre os chillers arrefecidos a ar com eficiência de classe A

Série R RTAC 500-1500 kw Valor incomparável entre os chillers arrefecidos a ar com eficiência de classe A Série R RTAC 500-1500 kw Valor incomparável entre os chillers arrefecidos a ar com eficiência de classe A Chillers de condensação por ar RTAC da Volte-se para a gama Trane de chillers arrefecidos a ar

Leia mais

HARTING News IP 65/67. Julho, 2004. Flexibilidade e facilidade de instalação mediante o repetidor PROFIBUS PRC 67-10

HARTING News IP 65/67. Julho, 2004. Flexibilidade e facilidade de instalação mediante o repetidor PROFIBUS PRC 67-10 Neste número: Novos Dispositivos para PROFIBUS HARTING amplia a sua gama de dispositivos para PROFIBUS, Repetidores e Conversores RS-485, para oferecer maiores possibilidades de instalação de uma rede

Leia mais

ESQUENTADORES SENSOR GREEN

ESQUENTADORES SENSOR GREEN ESQUENTADORES SENSOR GREEN SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice A eficiência na produção de água quente em grandes quantidades 03 Aplicações e Utilizações 05 Benefícios para o Instalador 06 Líder em Tecnologia

Leia mais

HARTING News. Fevereiro 2006. Introdução

HARTING News. Fevereiro 2006. Introdução Fevereiro 2006 Neste número: - Switches Ethernet IP30 - Switches para rack de 19 - Outlets metálicos e plásticos - Isolante Han 3A SC - Conectores RJ Industrial Introdução: Para ampliar a gama de soluções

Leia mais

Soluções para ventilação e desenfumagem F400-120 (400º/2H) > caixas de ventilação

Soluções para ventilação e desenfumagem F400-120 (400º/2H) > caixas de ventilação Soluções para ventilação e desenfumagem F400-120 ventilação Défumair XTA caixa de desenfumagem à transmissão F400-120 vantagens Desempenhos optimizados. Modularidade: 4 versões possíveis. Construção monobloco.

Leia mais

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Soluções em acionamentos para a indústria cimenteira DRIVESYSTEMS

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Soluções em acionamentos para a indústria cimenteira DRIVESYSTEMS Intelligent Drivesystems, Worldwide Services BR PT Soluções em acionamentos para a indústria cimenteira NORD Intelligent Drivesystems, Worldwide Services Parceiros em movimento Matéria-prima 2 Desmontagem

Leia mais

SUBESTAÇÕES. Comando de controle e Scada local

SUBESTAÇÕES. Comando de controle e Scada local SUBESTAÇÕES Comando de controle e Scada local COMANDO DE CONTROLE E SCADA LOCAL A solução fornecida pela Sécheron para o controle local e para o monitoramento das subestações de tração é um passo importante

Leia mais

Explicação, Vantagens e Comparação com Sistemas de Prova Tradicionais

Explicação, Vantagens e Comparação com Sistemas de Prova Tradicionais Livro branco: PROVA DIGITAL Explicação, Vantagens e Comparação com Sistemas de Prova Tradicionais O presente livro branco introduz a prova digital e explica o seu valor para a obtenção de cores consistentes

Leia mais

Eficiência Energética

Eficiência Energética Ricardo Figueiredo - ABB ISEP 29 de Abril de 2010 Eficiência Energética May 4, 2010 Slide 1 Eficiência Energética ISEP ABB Gama de Variação de velocidade Novidades Variação de velocidade Vantagens na aplicação

Leia mais

Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES

Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES Prof. Roberto Leal Sensores Dispositivo capaz de detectar sinais ou de receber estímulos de natureza física (tais como calor, pressão, vibração, velocidade, etc.),

Leia mais

Rexroth Indradrive Evolução em Acionamentos e Controles. Completo, inteligente e seguro

Rexroth Indradrive Evolução em Acionamentos e Controles. Completo, inteligente e seguro Rexroth Indradrive Evolução em Acionamentos e Controles Completo, inteligente e seguro Rexroth IndraDrive A Solução Completa em Acionamentos Este novo projeto está redefinindo os padrões em servoacionamento.

Leia mais

Automação Hidráulica

Automação Hidráulica Automação Hidráulica Definição de Sistema hidráulico Conjunto de elementos físicos associados que, utilizando um fluido como meio de transferência de energia, permite a transmissão e o controle de força

Leia mais

Prof. Daniel Hasse. Robótica Industrial

Prof. Daniel Hasse. Robótica Industrial Prof. Daniel Hasse Robótica Industrial Aula 02 - Robôs e seus Periféricos Tipos de Sistemas de Controle Volume de Trabalho Dinâmica e Precisão dos Movimentos Sistemas de Acionamentos Garras Tipos de Sistemas

Leia mais

Automação Sem Limites

Automação Sem Limites representado por: Automação Sem Limites Você espera mais do seu sistema HMI/SCADA do que uma simples ferramenta tecnológica? Você procura soluções inovadoras e seguras? Então é hora de conhecer o zenon

Leia mais

Central Hidroeléctrica da Calheta de Inverno

Central Hidroeléctrica da Calheta de Inverno Central Hidroeléctrica da Calheta de Inverno Descrição Geral A Central da Calheta de Inverno foi construída em 1992, com o objectivo de aproveitar os caudais excedentários ao abastecimento público e garantidos

Leia mais

Dispositivo ZigBee. Desta forma obtêm-se redes maiores, mais robustas e com alto rendimento por ponto de leitura.

Dispositivo ZigBee. Desta forma obtêm-se redes maiores, mais robustas e com alto rendimento por ponto de leitura. Dado que o planeta onde vivemos tem como principal característica a abundância de água, fomos ao longo dos anos explorando esse recurso essencial à nossa vida. Por outro lado, este elemento de qualidade

Leia mais

Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença.

Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença. Porquê NEXT Vision Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença.... Poder de adaptação Porque cabe a si decidir como pretende

Leia mais

Apresentação PowerPoint. Optimização e Integração de métodos de produção. Bruno Lameiro 2005/2006

Apresentação PowerPoint. Optimização e Integração de métodos de produção. Bruno Lameiro 2005/2006 Apresentação PowerPoint Optimização e Integração de métodos de produção Bruno Lameiro 2005/2006 NOTA: Imprimir a cores 1 Texto a preto Títulos informativos do conteúdo no slide Texto a azul Texto para

Leia mais

Soluções em sistemas de segurança, automação e comunicação industrial

Soluções em sistemas de segurança, automação e comunicação industrial Soluções em sistemas de segurança, automação e comunicação industrial Segurança de máquinas e processos Comando e sinalização industrial Sensores e sistema de visão Controladores programáveis e interfaces

Leia mais

Motivos para ligar as suas ferramentas

Motivos para ligar as suas ferramentas 7 Motivos para ligar as suas ferramentas Porque é que as ferramentas de teste e medição são melhores quando utilizadas em conjunto com o Fluke Connect TM 1 Trabalhe de forma mais rápida A aplicação Fluke

Leia mais

TÉCNICOS. CURSO de TÉCNICAS DE GESTÃO DE ENERGIA

TÉCNICOS. CURSO de TÉCNICAS DE GESTÃO DE ENERGIA TÉCNICOS CURSO de TÉCNICAS DE GESTÃO DE ENERGIA A utilização racional de energia (URE) visa proporcionar o mesmo nível de produção de bens, serviços e níveis de conforto através de tecnologias que reduzem

Leia mais

AUTOMATION. Soluções em sensoriamento industrial. Sensores fotoelétricos e laser, digitais e analógicos

AUTOMATION. Soluções em sensoriamento industrial. Sensores fotoelétricos e laser, digitais e analógicos Sensores fotoelétricos e laser, digitais e analógicos Sensores Indutivos, capacitivos e ultrassônicos Sistemas de medição laser e visão industrial Cabos e conectores de campo AUTOMATION. Soluções em sensoriamento

Leia mais

DIRECÇÃO-GERAL DE GEOLOGIA E ENERGIA PERFIL PROFISSIONAL DE TÉCNICO INSTALADOR DE SISTEMAS SOLARES TÉRMICOS

DIRECÇÃO-GERAL DE GEOLOGIA E ENERGIA PERFIL PROFISSIONAL DE TÉCNICO INSTALADOR DE SISTEMAS SOLARES TÉRMICOS DIRECÇÃO-GERAL DE GEOLOGIA E ENERGIA PERFIL PROFISSIONAL DE TÉCNICO INSTALADOR DE SISTEMAS SOLARES TÉRMICOS CÓDIGO - ERG-OO4 ÁREA DE ACTIVIDADE ENERGIA OBJECTIVO GLOBAL - Programar, organizar, coordenar

Leia mais

SIMATIC Sistemas de visão Produtividade e qualidade asseguradas. integrador certificado: SOLUCOES INTELIGENTES

SIMATIC Sistemas de visão Produtividade e qualidade asseguradas. integrador certificado: SOLUCOES INTELIGENTES SIMATIC Sistemas de visão Produtividade e qualidade asseguradas integrador certificado: SOLUCOES INTELIGENTES Sistemas de visão Visão geral da linha de produtos Série SIMATIC VS720A - As câmeras inteligentes

Leia mais

Experiência e confiabilidade são fundamentais. corrente contínua. Conversores CA/CC e Motores CC

Experiência e confiabilidade são fundamentais. corrente contínua. Conversores CA/CC e Motores CC Experiência e confiabilidade são fundamentais corrente contínua Conversores CA/CC e Motores CC 1 04 Introdução 06 Motores de Corrente Contínua 08 Simoreg DC Master 10 Simoreg CM 11 Atenção ao Cliente Acionamento

Leia mais

O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal.

O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal. VISÃO & MISSÃO VISÃO O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal. MISSÃO Actuar junto de empresas industriais, de serviços, estabelecimentos de ensino, empresas

Leia mais

Inovação TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES

Inovação TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES Inovação EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES DOSSIER 13 JORGE LIZARDO NEVES O futuro é sem dúvida eléctrico Vem aí a Era de motores menos poluentes e mais eficientes. Quem o diz é o Jorge Lizardo Neves,

Leia mais

Manual. MOVIMOT MM..D Segurança funcional. Edição 03/2009 16743652 / PT

Manual. MOVIMOT MM..D Segurança funcional. Edição 03/2009 16743652 / PT Engenharia de Accionamentos \ Drive Automation \ Integração de Sistemas \ Serviços MOVIMOT MM..D Segurança funcional Edição 03/2009 16743652 / PT Manual SEW-EURODRIVE Driving the world Índice 1 Informações

Leia mais

DETEÇÃO LOCAL DETEÇÃO LOCAL DE TROVOADAS

DETEÇÃO LOCAL DETEÇÃO LOCAL DE TROVOADAS DETEÇÃO LOCAL 32 1 DE TROVOADAS > Deteção de trovoadas, a quem diz respeito? > Normas, fases das trovoadas e classificação dos detetores > ATSTORM Detetor local de trovoadas por medição do campo electrostático

Leia mais

Capítulo VII. Sistema de manutenção planejada e em motores elétricos. Manutenção elétrica industrial. Características. Conceitos. Organização do SMP

Capítulo VII. Sistema de manutenção planejada e em motores elétricos. Manutenção elétrica industrial. Características. Conceitos. Organização do SMP 50 Capítulo VII Sistema de manutenção planejada e em motores elétricos Por Igor Mateus de Araújo e João Maria Câmara* O Sistema de Manutenção Planejada (SMP) é formado por instruções, listas e detalhamento

Leia mais

Cerca de 30% do consumo elétrico no Comércio e Serviços

Cerca de 30% do consumo elétrico no Comércio e Serviços Os motores elétricos apresentam um papel fundamental nas empresas, o que se reflete igualmente num peso elevado nos custos energéticos associados ao seu funcionamento. Cerca de 70% do consumo elétrico

Leia mais

www.siemens.com.br/acionamentos SINAMICS V60 A solução perfeita para aplicações básicas de servo.

www.siemens.com.br/acionamentos SINAMICS V60 A solução perfeita para aplicações básicas de servo. www.siemens.com.br/acionamentos SINAMICS V60 A solução perfeita para aplicações básicas de servo. SINAMICS V60 com servomotores 1FL5 A solução para aplicações básicas de servo A tecnologia servo-drive

Leia mais

A excelência ao serviço do cliente

A excelência ao serviço do cliente A ENGIMAGNE A excelência ao serviço do cliente A ENGIMAGNE é uma resposta de excelência para as necessidades de empresas, instituições e particulares em tecnologias e soluções de engenharia, energia e

Leia mais

Soft Starters SIRIUS A proteção inteligente para motores, cargas e rede

Soft Starters SIRIUS A proteção inteligente para motores, cargas e rede Linha Solution Linha Plus Linha Master www.siemens.com.br/softstarters Soft Starters SIRIUS A proteção inteligente para motores, cargas e rede As soft starters Siemens protegem sua máquina e instalação

Leia mais

OSCILOSCÓPIO DIGITAIS COMPACTOS PORTÁTEIS DE 2 CANAIS ISOLADOS MODELOS OX 5022 E OX 5042

OSCILOSCÓPIO DIGITAIS COMPACTOS PORTÁTEIS DE 2 CANAIS ISOLADOS MODELOS OX 5022 E OX 5042 OSCILOSCÓPIO DIGITAIS COMPACTOS PORTÁTEIS DE 2 CANAIS ISOLADOS MODELOS OX 5022 E OX 5042 Pontos-chave: 2 Canais isolados; Três instrumentos num só: osciloscópio de 20 ou 40 MHz, multímetro TRMS / analisador

Leia mais

AS DIFERENTES TECNOLOGIAS

AS DIFERENTES TECNOLOGIAS Temática Energias Renováveis Capítulo Energia Eólica Secção AS DIFERENTES TECNOLOGIAS INTRODUÇÃO Nesta secção apresentam-se as diferentes tecnologias usadas nos sistemas eólicos, nomeadamente, na exploração

Leia mais

EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA

EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA CENTRAL TÉRMICA DA VITÓRIA EEM/DSP 1 117 MWe Central Térmica da Vitória 1 Descrição Geral A Central Térmica da Vitória entrou em funcionamento em 1979, para fazer

Leia mais

FAdC Frauscher Advanced Counter

FAdC Frauscher Advanced Counter FAdC Frauscher Advanced Counter PT FAdC FRAUSCHER Advanced Counter A detecção de via livre do futuro O Frauscher Advanced Counter (FAdC) é a mais nova geração de sistemas de contagem de eixos com base

Leia mais

Manual 04/2003. Sistema de accionamento para instalações descentralizadas Interfaces e distribuidores de bus de campo PROFIBUS P R O F I B U S

Manual 04/2003. Sistema de accionamento para instalações descentralizadas Interfaces e distribuidores de bus de campo PROFIBUS P R O F I B U S Sistema de accionamento para instalações descentralizadas Interfaces e distribuidores de bus de campo PROFIBUS Edição 04/2003 P R O F I PROCESS FIELD BUS B U S Manual 10564543 / PT SEW-EURODRIVE Índice

Leia mais

Elevador para Cabinas Elevador para Cabinas / Montacarga Elevador para Paletes Elevador Contínuo / Elevador para Pequenos Volumes

Elevador para Cabinas Elevador para Cabinas / Montacarga Elevador para Paletes Elevador Contínuo / Elevador para Pequenos Volumes Forma Construtiva dos Transelevadores Modo de Funcionamento dos Transelevadores Sistemas de Transferência Transelevadores para Armazém Autoportante Transelevadores para Armazém Autoportante Climatizado

Leia mais