Rejoignez les clubs Edhec/Espeme Alumni! Inscrivez-vous au club de votre choix directement sur le site edhecalumni.com, rubrique "People : networker?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rejoignez les clubs Edhec/Espeme Alumni! Inscrivez-vous au club de votre choix directement sur le site edhecalumni.com, rubrique "People : networker?"

Transcrição

1 Rejoignez les clubs Edhec/Espeme Alumni! Inscrivez-vous au club de votre choix directement sur le site edhecalumni.com, rubrique "People : networker? LISTE DES CLUBS ET AMBASSADEURS EDHEC/ESPEME ALUMNI Clubs internationaux ARGENTINA BUENOS AIRES VINCENT CHEVALIER GE 1988 AUSTRALIA SYDNEY JEAN-BAPTISTE VINCENT GE 2002 MARIE DUMAS GE 2014 CEDRIC AUDIBERT GE 2006 JEAN-PHILIPPE GILBERT GE 2012 BELGIUM BRUSSELS JEROME DESOMBRE GE 1994 PHILIPPE LABROT GE 1998 PHILIPPE LOUCHET GE 2005 BRAZIL RIO DE JANEIRO MARTIN LOUVEL GE 2009 BRASILIA MARK-KIM MULLER ESPEME 2002 SAO PAULO ANTOINE ROY GE 2008 CANADA TORONTO MATHIEU CHRETIEN GE 2001 MONTREAL SOPHIE DUDOT GE 2008 ALEXANDRE LANGLOIS GE 2003 CHILI SANTIAGO ANDRES AGUILA MSC 2012 CHINA SHANGHAI FREDERIC BRUN ESPEME 2006 JUN CAO MBA 2003 NICOLAS FROISSART GE 2002 CAMILLE DE GUILLEBON GE 1998 JIE HU MSC 2005 LINIAN LI GE 2010 BEIJING CHARLENE MOUREU GE 2010 BAOMING CATHY GUO MBA 2003 FANNY TON GE 2011 COLOMBIA MEDELLIN PAUL DARRIBERE GE 2005 DANEMARK COPENHAGEN MATTHIEU JAMME GE 2006 EGYPT CAIRO JEROME AKEL GE 1999 FINLAND HELSINKI JEROME CHAPPERT GE 2001 FRENCH POLYNESIA PIRAE JEAN-CHRISTOPHE LAU GE 2007

2 GERMANY MUNCHEN DENIS JEANSON GE 1988 HONG KONG Entrepreneurship & Fashion CEDRIC DELZENNE GE 2006 Espeme BASTIEN GAUTHIER ESPEME 2005 Consumer Goods & Luxury JULIEN MAMEAUX GE 2003 Finance & Banking ROMAIN RAPNOUIL GE 2009 INDIA CHENNAI NICOLAS ANDRE GE 2009 NEW DEHLI JEROME DESQUIENS GE 2003 BHUVAN MATHUR MSC 2010 BANGALORE HARSHIT NIGAM MBA 2011 IRAN SHIRAZ ANOOSHIRAVAN MERAT MSC 2008 ITALY FIRENZE FRANCESCO MARRA EMBA 2007 MILAN VINCENT RAOUL GE 1998 PAOLO VIGHI EMBA 2009 JAPAN TOKYO CLAIRE-LISE BAE GE 1990 STEPHANE LAGUT GE 1990 LUXEMBOURG LUXEMBOURG MICHAËL BENITAH ESPEME 2007 CINDY FIHEY GE 2000 YANN FIHEY GE 2000 PASCAL MARTINO GE 2001 BENOIT PHILIPPE GE 1999 SEBASTIEN PRAT ESPEME 2004 GEORGES REUTER GE 2001 MOROCCO EL MENZEH BADR EL KETTANI GE 2014 CASABLANCA OMAR BENABDALLAH GE 1994 AHMED AMINE MEZDANI MSC 2008 MEXICO MEXICO CITY CLAIRE FONTANA GE 1998 MONACO MONACO JULIEN EMONNOT GE 2004 PIERRE FERMANIAN ESPEME 2005 NETHERLANDS AMSTERDAM MANUEL SCHREURS MBA 2009 NEW CALEDONIA NOUMEA GUY-OLIVIER CUENOT GE 1990 DAVID GUYENNE GE 1996 BEATRICE HUC GE 2002 NORWAY OSLO THIERRY LETESSIER GE 1972 PHILIPPINES MANILA EMMANUELLE FALLOURD GE 2002 POLAND WARSAW BORIS FOURNIER ESPEME 2007 HERVE MONTRADE GE 1999 FRANCK PETAIN GE 1996 RUSSIA MOSCOW MARTIAL SEKELY GE 1991 SINGAPORE SINGAPORE JULIEN QUACH GE 2012

3 JOHAN MARTINO MSC 2009 SOUTH AFRICA CAPE TOWN CHRISTOPHE VIARNAUD GE 1994 SOUTH KOREA SEOUL EVE LAW THIME GE 1999 SPAIN BARCELONA DANIEL ORTEGA GE 1993 SEBASTIEN MIRABEL GE 2000 MADRID PIERRE ALBAN WATERS GE 2009 SWEDEN STOCKHOLM JEROME CHAPPERT GE 2001 CHRISTINE SEGARD GE 1978 SWITZERLAND ZURICH EMILIE BEJEAN GE 2005 EDOUARD PROU GE 2004 GENEVA NICOLAS BOUCAULT GE 1997 CHRISTOPHE LECOEUR ESPEME 2004 STEPHANE LURY GE 1996 VINCENT PINGET GE 2004 TAIWAN TAIPEI CHIAU-FEI LO GE 2010 UNITED ARAB EMIRATES DUBAI MATHIEU PHILIPPE GE 1999 AUDREY VOISIN ESPEME 2003 UNITED KINGDOM LONDON MATTHIEU DELANNOY ESPEME 2006 JULIEN JARMOSZKO GE 2004 UNITED STATES NEW YORK PIERRE-ANTOINE BOLLET MSC 2007 AGATHE COURTOT GE 2007 YANNICK MICHALLET GE 2005 MARC-ALBERT MICHAUD GE 1991 LOS ANGELES ARNAUD ROCHETTE ESPEME 2008 SAN FRANCISCO ARNAUD ROCHETTE ESPEME 2008 BRIAN STARR MBA 2010 Entrepreneurship US FABIEN BERTAULT GE 1996 VIETNAM HO CHI MINH CITY JEREMY ODOUX ESPEME 2003 Clubs régionaux BORDEAUX BORDEAUX CELINE DIGNAC GE 2003 MARION BLANCHET GE 2006 MICHEL GRILLON GE 1973 JEAN-LUC SOUBIE GE 1991 THOMAS VEDRINE GE 2006 CHAMPAGNE PICARDIE REIMS PASCAL CHOQUET GE 1981 COTE D'AZUR NICE JOAN DOSSETTO MSC 2008 JULIEN MAGNENET-RHEINART ESPEME 2006 MARSEILLE MARSEILLE PIERRE CHAUVET GE 1995

4 PASCAL CREPY GE 1982 SOPHIE GIUDICELLI GE 1982 AUDREY JOVER MEB 2003 MONTPELLIER MONTPELLIER OLIVIER KOSZUL GE 1983 VERONIQUE CARRE GE 1987 NORD PAS-DE-CALAIS LILLE NICOLAS DESLANDRE GE 2009 REMI DHALLUIN ESPEME 2006 LAURENT DUSAUSOY EMBA 2013 ISABELLE FAGGIONI ESPEME 2006 VICTORIA MASUREL ESPEME 2008 ADRIEN RINGARD GE 2002 OUEST NANTES NICOLAS CHAUSSEPIED GE 1995 YVES MELANTOIS GE 1986 ELENA PENNARUN GE 1999 RENNES BAPTISTE ROSA (DI) GE 1999 ALIX JOUVIN GE 2007 PARIS BDE MARINE CREPIN GE 2013 PARIS ARNAUD LAVIZZARI ESPEME 1998 BENJAMIN MOUGIN GE 2007 GREGORY OLLIER ESPEME 2006 AURELIE PROY ESPEME 2004 PROVENCE AIX EN PROVENCE ERIC MICHEL DE TRETAIGNE ESPEME 2009 LAURE PAOLINI ESPEME 2010 RHONE ALPES LYON JACQUES BERNIGAUD MBA 1986 ALEXANDRE COTRAUD GE 1991 FREDERIC HERITIER GE 2005 OLIVIER HERMELLIN ESPEME 2006 GERALD IMBURCHIA GE 1994 JEAN-LOUIS LEYNAUD-KIEFFER GE 1981 XAVIER SEUX BAVEREZ GE 1990 STRASBOURG STRASBOURG PIERRE EVRARD GE 1972 BENOIT BASS GE 2005 BRICE WERNERT EMBA 2014 TOULOUSE TOULOUSE LAURE MERCIER EMBA 2011 DENIS OULION GE 2007 PIERRE PONTIER GE 1997 Clubs professionnels ACHAT LAURENCE BELLICAUD GE 1995

5 LAURENT DEVEMY GE 1992 BRUNO FONTAINE GE 1985 BENOIT SERONDE GE 1995 STEPHANIE THUROTTE - OLIVIER GE 2004 AUTOMOBILE OLIVIER GAUTIER GE 1997 BUSINESS JEAN-BAPTISTE DUQUESNE GE 1994 & TECHNOLOGIE LUC DAVALLE MS INGENIEUR AFFAIRES INTERNATIONALES 1991 THIBAUD FAYARD GE 1999 ALEXANDRA GRASSET GE 2004 VINCENT ROCARD GE 2000 CONSEIL WAYNE LOCKHART GE 2008 BRUNO SAINT FLORENT (DE) GE 1988 CULTURE & MEDIA ESTELLE DIVET GE 2000 CAMILLE GODEBERGE GE 2009 PIERRE-YVES LENOIR GE 1993 MATHIEU MERCIECCA GE 2003 MARIE RENIER GE 2004 EDHEC'ELLES BEATRICE HERBOMEZ (D') GE 1977 ENTREPRENDRE TUNA BAS GE 2008 Entrepreneurship US FABIEN BERTAULT GE 1996 ALEXANDRE BESOMBES GE 2003 XAVIER BOULEZ GE 2003 DAVID FRANZONI ESPEME 1995 FRANCK LEFEUVRE GE 2008 MELODY MOTTE ESPEME 2004 JEAN PAGEZY GE 2003 FINANCE FABIENNE BRANDT GE 1985 THIBAULT CHEVALIER GE 2008 SARAH HUET ESPEME 2006 SYLVAIN LAVIOLETTE ESPEME 1995 VINCENT REVILLON GE 2005 CYRIL THERET ESPEME 2000 GESTION (LILLE) AXEL MOTTE ESPEME 2005 SEBASTIEN YSEBAERT ESPEME 2005 IMMOBILIER ALINE LE FLOC'H GE 2010 ADRIEN MOREAU GE 2009 MARTIN SAULNIER-ARRIGHI GE 2009 LEGIS'SPHERE WALID AMMAR GE 2008 ANNE BACHELLERIE GE 2003

6 PHILIPPE ROSSIGNOL GE 2008 LUXE & ART DE VIVRE HOCINE BOUGUELANE GE 2001 CATHERINE CHAMPEYROL GE 1987 INGRID MONSENEGO GE 2001 MARKETING CAROLE BESNARD LAVILLONNIERE GE 2003 CAROLINE HOTTOT GE 1999 EMMANUEL KATZ GE 1989 VALERIE MARCH GE 1986 CLAIRE MORBIDELLI GE 2003 VIRGINIE MUSELET GE 2002 CAROLINE NOBILE GE 1998 DOMINIQUE PALACCI GE 1986 MATHILDE TEDESCHI GE 1988 GAELLE VERNET GE 2010 RETAIL & E-COMMERCE BAPTISTE DI ROSA GE 1999 MARIE-ANNE AMBROSI GE 1999 RH & MANAGEMENT GREGOIRE BEAURAIN GE 1996 DOMINIQUE BERTRAND GE 1979 SUSANNE OHN GE 1980 GEORGES TOURRENC GE 1980 RISQUES MATHIEU SAVEUSE Filière Apprentissage 2013 & ASSURANCES JEAN BAYON DE COLOMB DE LA TOUR Filière Apprentissage 2009 EMMANUEL GREGOIRE Filière Apprentissage 2012 TRIBU DEVELOPPEMENT CELINE BOULAY GE 1997 MARION CESSELIN GE 2008 OLIVIER CLASSIOT GE 1996 JULIE MOUSSELON PERFUS GE 2011 ADELE PEREZ GE 2006 ANNA-GAELLE SALAUN GE 2007 Rejoignez les clubs Edhec/Espeme Alumni! Inscrivez-vous au club de votre choix directement sur le site edhecalumni.com, rubrique "People : networker? LISTE DES CLUBS ET AMBASSADEURS EDHEC/ESPEME ALUMNI Clubs internationaux

7 ARGENTINA BUENOS AIRES VINCENT CHEVALIER GE 1998 AUSTRALIA SYDNEY JEAN-BAPTISTE VINCENT GE 1998 MARIE DUMAS GE 1998 CEDRIC AUDIBERT GE 1998 JEAN-PHILIPPE GILBERT GE 1998 BELGIUM BRUSSELS JEROME DESOMBRE GE 1998 PHILIPPE LABROT GE 1998 PHILIPPE LOUCHET GE 1998 BRAZIL RIO DE JANEIRO MARTIN LOUVEL GE 1998 BRASILIA MARK-KIM MULLER ESPEME 1998 SAO PAULO ANTOINE ROY GE 1998 CANADA TORONTO MATHIEU CHRETIEN GE 1998 MONTREAL SOPHIE DUDOT GE 1998 ALEXANDRE LANGLOIS GE 1998

Artemis7. Portfolio and Project Management Solutions. Better decisions. Better results

Artemis7. Portfolio and Project Management Solutions. Better decisions. Better results Artemis7 Portfolio and Project Management Solutions Better decisions. Better results ESCRITÓÓÓORIO BRASIL Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1410 6o. andar - Morumbi - 05640-003 55 11 3773-9009 REGIONAL

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL 50 40 30 20 10 0-10 -20-30 -40-50 Fev 2009 Jul 2009 SENTIMENT NÍVEL GLOBAL Jan 2010 % DE RESPOSTAS POR

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL % DE RESPOSTAS POR REGIÃO INTRODUÇÃO Américas 19% Ásia 31% A pesquisa global de opinião sobre o mercado

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL INTRODUÇÃO Europe 43% % DE RESPOSTAS POR REGIÃO Americas 9% Asia 48% A pesquisa global de opinião sobre

Leia mais

Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007

Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007 Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007 1. Visitações Diárias ( Y ) Visitas ( X ) Dia do mês 1.1) Janeiro 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15

Leia mais

ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras

ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras Existem muitas empresas e investimentos espanhóis no Brasil. É a hora de ter investimentos brasileiros na Espanha Presidente Lula da Silva,

Leia mais

EDUCAÇÃO. Base do Desenvolvimento Sustentável

EDUCAÇÃO. Base do Desenvolvimento Sustentável EDUCAÇÃO Base do Desenvolvimento Sustentável 1 Por que investir em educação? 2 Por que investir em educação? 1. Acesso à cidadania. 2. Aumento da renda pessoal (prêmio salarial): 10% por um ano a mais

Leia mais

CREBi Media Kit. Site CREBI Conforme relatórios de visitas emtidos em dezembro de 2008, temos os seguintes dados médios:

CREBi Media Kit. Site CREBI Conforme relatórios de visitas emtidos em dezembro de 2008, temos os seguintes dados médios: CREBi Media Kit Atualmente, somos a mais representativa mídia eletrônica do setor de jóias e afins e também já superamos em muito as maiores médias de outras categorias de mídia. O CREBi oferece três canais

Leia mais

A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos

A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos Realidade Operacional e Gerencial do Poder Judiciário de Mato Grosso Na estrutura organizacional, existe a COPLAN que apoia administrativamente e oferece

Leia mais

A importância e desafios da agricultura na economia regional. Assessoria Econômica

A importância e desafios da agricultura na economia regional. Assessoria Econômica A importância e desafios da agricultura na economia regional Assessoria Econômica A Agricultura é importante para o crescimento e desenvolvimento econômico ou é apenas fornecedora de alimentos? Taxa Média

Leia mais

EDUCAÇÃO. Base para o desenvolvimento

EDUCAÇÃO. Base para o desenvolvimento EDUCAÇÃO Base para o desenvolvimento 1 Por que investir em educação? 2 Por que investir em educação? 1. Acesso à cidadania. 2. Aumento da renda pessoal (prêmio salarial): 10% por um ano a mais de escolaridade.

Leia mais

Q: Preciso contratar um numero de empregados para solicitar o visto E2? R: Não, o Visto E2 não requer um numero de empregados como o Visto Eb5.

Q: Preciso contratar um numero de empregados para solicitar o visto E2? R: Não, o Visto E2 não requer um numero de empregados como o Visto Eb5. RE: Visto E1 O E2 Visto E1 O E2 Q :Preciso contratar um advogado para solicitar o Visto E2? R: Sim, o visto E2 requer o conhecimento especializado da legislacao migratória e a experiência de um advogado

Leia mais

Setor de Incorporadoras no Brasil. Junho, 2012

Setor de Incorporadoras no Brasil. Junho, 2012 Setor de Incorporadoras no Brasil Junho, 2012 Agenda Mercado Imobiliário Brasileiro - 2011 Desempenho das Incorporadoras Listadas Fundamentos do Setor 2 Mercado Imobiliário Brasileiro - 2011 VGV Lançado

Leia mais

MVNO Operadoras Virtuais no Brasil. Conhecendo o usuário brasileiro. Valter Wolf 18 de Novembro de 2010

MVNO Operadoras Virtuais no Brasil. Conhecendo o usuário brasileiro. Valter Wolf 18 de Novembro de 2010 MVNO Operadoras Virtuais no Brasil Conhecendo o usuário brasileiro Valter Wolf 18 de Novembro de 2010 O estudo A&R contempla 17 países com mais de 20 mil entrevistas, agrupadas em 3 categorias: Mature,

Leia mais

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006 Curso e Learning Sistema de Gestão de Segurança da Informação Interpretação da norma NBR ISO/IEC 2700:2006 Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste

Leia mais

PROJETO SERIALIZAÇÃO. Projeto Serialização DHL

PROJETO SERIALIZAÇÃO. Projeto Serialização DHL PROJETO SERIALIZAÇÃO Projeto Serialização DHL 1 Serialização SETRM 2015 DEUTSCHE POST DHL DHL Supply Chain é parte do Grupo Deutsche Post com presença global e extensivo portifólio em serviços Logísticos

Leia mais

CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA

CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA OVERVIEW CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA A solução Ethernet para a Fábrica (EttF) da Cisco é um componente da visão Rede Inteligente para Manufatura (INM) da Cisco. Ela elimina a distância entre o escritório

Leia mais

SciELO e o aperfeiçoamento da qualidade dos periódicos científicos brasileiros

SciELO e o aperfeiçoamento da qualidade dos periódicos científicos brasileiros SciELO e o aperfeiçoamento da qualidade dos periódicos científicos brasileiros Fabiana Montanari Lapido Projeto SciELO FAPESP, CNPq, BIREME, FapUNIFESP Informação Conhecimento científico pesquisa científica

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007. João Amador Seminário de Economia Europeia. Economia Portuguesa e Europeia. Exame de 1 a época

Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007. João Amador Seminário de Economia Europeia. Economia Portuguesa e Europeia. Exame de 1 a época Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007 FaculdadedeEconomia João Salgueiro João Amador Seminário de Economia Europeia Economia Portuguesa e Europeia Exame de 1 a época 5 de Janeiro de 2007 Atenção:

Leia mais

Políticas para Inovação no Brasil

Políticas para Inovação no Brasil Políticas para Inovação no Brasil Naercio Menezes Filho Centro de Políticas Públicas do Insper Baixa Produtividade do trabalho no Brazil Relative Labor Productivity (GDP per Worker) - 2010 USA France UK

Leia mais

Competências para Carreiras de Sucesso

Competências para Carreiras de Sucesso Competências para Carreiras de Sucesso Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa 26 de Setembro de 2007 Apresentado por: Luís Alves Monteiro - Managing Partner Setembro 2007 Página 1 Uma Carreira

Leia mais

Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil

Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil Impacto Positivo de uma Redução de Tributos para Empresas e Consumidores Rio de Janeiro, 27 de maio de 2009 Em 2008, o mercado brasileiro de CDs e DVDs

Leia mais

Projeto GeoCONVIAS abril 2009

Projeto GeoCONVIAS abril 2009 Projeto GeoCONVIAS abril 2009 Logica 2008. All rights reserved Agenda 1 2 3 4 5 6 7 8 Instituições Participantes Objetivo do Projeto Fluxo de Trabalho de CONVIAS Benefícios Escopo do Projeto Arquitetura

Leia mais

GLOBAL GROUND TRANSPORTATION. Conheça-nos

GLOBAL GROUND TRANSPORTATION. Conheça-nos GLOBAL GROUND TRANSPORTATION Conheça-nos O que é DotTransfers? DotTransfers é uma plataforma inovadora que permite planejar, recrutar e gerenciar todos os serviços de terra ao redor do mundo, com alguns

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES Eduardo Augusto Guimarães Maio 2012 Competitividade Brasil 2010: Comparação com Países Selecionados. Uma chamada para a ação África

Leia mais

e-freight Apresentação Sindicomis IATA 13 de Junho de 2011

e-freight Apresentação Sindicomis IATA 13 de Junho de 2011 e-freight Apresentação Sindicomis IATA 13 de Junho de 2011 Agenda Sobre a IATA O que é e-freight Mensagens Padronizadas Requerimentos básicos para a Aduana Conhecimento Aéreo Eletrônico (e-awb) 2 IATA

Leia mais

CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO

CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO International Coffee Organization Organización Internacional del Café Organização Internacional do Café Organisation Internationale du Café P CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO RELATÓRIO SOBRE O MERCADO CAFEEIRO

Leia mais

BRASIL. 2º Trimestre 2015 Escritórios Corporativos Classe A e A+ Economia & Mercado

BRASIL. 2º Trimestre 2015 Escritórios Corporativos Classe A e A+ Economia & Mercado Evolução do Emprego Formal (%) Taxa de Vacância (%) 2º Trimestre 215 Economia & Mercado O aumento da desaprovação do governo pelos eleitores e a crise política continuam afetando a confiança dos empresários

Leia mais

A Governança da Internet no Brasil e os padrões para Web

A Governança da Internet no Brasil e os padrões para Web A Governança da Internet no Brasil e os padrões para Web ALGUNS EVENTOS E DADOS IMPORTANTES DA INTERNET NO BRASIL E NO MUNDO NO BRASIL Primeira conexão à redes (Bitnet) => Outubro 88 Domínio.br foi registrado

Leia mais

Maximizando os Incentivos à Inovação

Maximizando os Incentivos à Inovação TAX CIESP Maximizando os Incentivos à Inovação R&D Tax Incentives Proposta para prestação de serviços profissionais Agosto de 2014 Agenda Ambiente de Inovação e Incentivos Incentivos Fiscais à Inovação

Leia mais

Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional

Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional Antonio Delfim Netto 25/03/2009 São Paulo, SP I. A Economia de Mercado A. O que ela produziu 1. Melhoria nas condições de vida 2. Tecnologia e crescimento

Leia mais

BRASIL. 2º Semestre 2014 Escritórios Corporativos. Economia & Mercado. Oferta e Demanda. Tendências de Mercado

BRASIL. 2º Semestre 2014 Escritórios Corporativos. Economia & Mercado. Oferta e Demanda. Tendências de Mercado . m² Variação do preço pedido (%) 2º Semestre 214 Economia & Mercado Depois da definição das eleições no segundo semestre de 214, a redução das expectativas do mercado com relação ao resultado do crescimento

Leia mais

Associação KNX Portugal

Associação KNX Portugal Associação KNX Portugal Organização KNX e rede de parceiros KNX Association International Page No. 3 Associações Nacionais: Membros Membros KNX Nacionais: Fabricantes: Empresas fabricantes ou representantes

Leia mais

FAQ Obrigatoriedade do GTIN

FAQ Obrigatoriedade do GTIN FAQ Obrigatoriedade do GTIN 1. O que é o GTIN? GTIN, acrônimo para Global Trade Item Number é um identificador para itens comerciais desenvolvido e controlado pela GS1, antiga EAN/UCC. GTINs, anteriormente

Leia mais

http://www.amoportugal.org/

http://www.amoportugal.org/ OBJETIVOS A promoção de eventos de âmbito nacional com recurso à mobilização de Voluntários e ao envolvimento de parcerias públicas e privadas gratuitas. O desenvolvimento da cooperação e da solidariedade

Leia mais

Serviços de telefonia. condições de prestação

Serviços de telefonia. condições de prestação Serviços de telefonia móvel: preços e condições de prestação Audiência pública na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal Ercio Alberto Zilli Presidente Executivo

Leia mais

Estratégias Kodak para Brasil e Região. Emerson Stein

Estratégias Kodak para Brasil e Região. Emerson Stein Estratégias Kodak para Brasil e Região Emerson Stein Agenda Um pouco sobre a Kodak Mercado Gráfico Brasileiro Estratégias Kodak Planos de Crescimento no Brasil O mercado gráfico tem percebido uma maior

Leia mais

BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro

BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro 2 Conteúdo Introdução... 3 Campos de Aplicação... 4 Principais Vantagens... 4 Descrição do Sistema... 4 Componentes do Sistema... 4

Leia mais

SISTEMAS DYWIDAG ST 85/105

SISTEMAS DYWIDAG ST 85/105 Sistemas DYWIDAG SISTEMAS DYWIDAG ST 85/105 As barras e componentes DYWIDAG excedem os limites requeridos pelas normas brasileiras. Sua rosca robusta proporciona máxima aderência aço/concreto, única no

Leia mais

useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior

useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior Headquarters: Rua Senhor da Paciência, 39 6200-158 Covilhã Portugal Telephone: +351 275 319 530 Fax: +351 275

Leia mais

PESQUISA GLOBAL Job:11521

PESQUISA GLOBAL Job:11521 PESQUISA GLOBAL Job:11521 1 2 GLOBAL BAROMETER ON NUCLEAR ENERGY After Japan Earthquake Global WIN Survey Amostra global de 34,122 respondentes Homens e mulheres de todas as classes sociais Entrevistas

Leia mais

Horton International Brasil Al. dos Maracatins, 992-A 11º andar, conj. 111 e 112 04089-001 São Paulo SP Tel: (+55 11) 5533-0322 www.horton.com.

Horton International Brasil Al. dos Maracatins, 992-A 11º andar, conj. 111 e 112 04089-001 São Paulo SP Tel: (+55 11) 5533-0322 www.horton.com. HORTON INTERNATIONAL EXECUTIVE SEARCH MANAGEMENT CONSULTANTS Horton International Brasil Al. dos Maracatins, 992-A 11º andar, conj. 111 e 112 04089-001 São Paulo SP Tel: (+55 11) 5533-0322 www.horton.com.br

Leia mais

Paris. Saídas de: Paris CDG / Avignon Centre

Paris. Saídas de: Paris CDG / Avignon Centre Saídas de: Paris Paris CDG / Aix en Provence TGV 1ª classe EUR 148,00 2ª classe EUR 107,00 Horários: 06:54/10:33, 08:21/12:10, 11:43/15:02, 13:01/16:33, 14:28/18:12, 17:01/20:33. Duração: Aproximadamente

Leia mais

Tecnologia Conectividade

Tecnologia Conectividade Funcionalidade de Alimentos como Ferramenta de Marketing Mª Engª Alexia Hoppe I Mostra de Ciência e Tecnologia TecnoDohms Porto Alegre, Maio 2012 Tecnologia Conectividade Geração Y: valores e atitudes

Leia mais

Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação

Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação André Portela Souza EESP/FGV Rio de Janeiro 13 de maio de 2011 Estrutura da Apresentação 1. Porque Educação? Educação e Crescimento 2. Educação

Leia mais

Global leader in hospitality consulting Serviço de Avaliação

Global leader in hospitality consulting Serviço de Avaliação Global leader in hospitality consulting Serviço de Avaliação A maior rede mundial de consultoria especializada em hotelaria e turismo oferece um portfólio de serviços diversificado e focado em colaborar

Leia mais

Hotel, Tourism and Leisure. Special Market Reports Issue 8 - BRAZIL. September 2014

Hotel, Tourism and Leisure. Special Market Reports Issue 8 - BRAZIL. September 2014 Hotel, Tourism and Leisure Special Market Reports Issue 8 - BRAZIL September 2014 O impacto da Copa da FIFA Brasil 2014 na demanda hoteleira apresentou resultados diversos em função da perspectiva aplicada

Leia mais

A CR C IS I E S E MU M N U DI D A I L D O D S ALIM I E M N E TO T S: S O qu q e o B r B asi s l p o p de d f a f ze z r?

A CR C IS I E S E MU M N U DI D A I L D O D S ALIM I E M N E TO T S: S O qu q e o B r B asi s l p o p de d f a f ze z r? A CRISE MUNDIAL DOS ALIMENTOS: O que o Brasil pode fazer? Geraldo Barros USA: Inflation, Interest Rates, GDP Int rates Infl 12 14 16 18 6% 8% 1% GDP -4-2 2 4 6 8 1 198 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987

Leia mais

O Impacto da Copa na Indústria Hoteleira no Brasil. Brasil 2014: Sucessos e Limites O Impacto na Indústria Hoteleira durante a Copa

O Impacto da Copa na Indústria Hoteleira no Brasil. Brasil 2014: Sucessos e Limites O Impacto na Indústria Hoteleira durante a Copa Brasil 2014: Sucessos e Limites O na Indústria Hoteleira durante a Copa O impacto da Copa da FIFA Brasil 2014 na demanda hoteleira apresentou resultados diversos em função da perspectiva aplicada para

Leia mais

www.dalecarnegie.com. Programa de Treinamentos De Alta Performance

www.dalecarnegie.com. Programa de Treinamentos De Alta Performance www.dalecarnegie.com. Programa de Treinamentos De Alta Performance Copyright 2007 Dale Carnegie & Associates, Inc. 290 Motor Parkway Hauppauge, New York 11788 All rights reserved. Tabela de Conteúdos 1.

Leia mais

http://www.puc-rio.br/ensinopesq/ccci/ Novembro de 2014

http://www.puc-rio.br/ensinopesq/ccci/ Novembro de 2014 a http://www.puc-rio.br/ensinopesq/ccci/ Novembro de 2014 Metas e Desafios da Internacionalização na PUC-Rio A Internacionalização na PUC-Rio Estrutura acadêmico-administrativa Coordenação Central de Internacionalização:

Leia mais

NAF NAF moda desde 1973

NAF NAF moda desde 1973 PAR I S NAF naf moda desde 1973 NAF naf UMA MARCA COM PRESTíGIO: o CHIque FRANCES Ao SERVIçO DA MODA A nossa história: 1973 1983 1984 1987 NAF NAF já tem mais de 100 lojas. 1992 1997 2003 2006 2007 2009

Leia mais

Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado

Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado Patrícia Jardim da Palma Professora Universitária no ISCSP Coordenadora do Hélios Directora do INTEC ppalma@iscsp.utl.pt Agenda O empreendedorismo

Leia mais

PERSPECTIVAS DE AMPLIAÇÃO DA MALHA FERROVIÁRIA DO CENTRO-OESTE

PERSPECTIVAS DE AMPLIAÇÃO DA MALHA FERROVIÁRIA DO CENTRO-OESTE PERSPECTIVAS DE AMPLIAÇÃO DA MALHA FERROVIÁRIA DO CENTRO-OESTE . Em 1956, o Governo Juscelino Kubitscheck (1956-1961), tendo em vista a urgência do seu Programa de Metas, solicitou e obteve a aprovação

Leia mais

Carta Mensal. do Governador. Entrega da Carta Constitucional ao Rotary Club de Beja Cidade. Símbolos Rotários Nº 12 JUNHO2014. pág. 7. pág.

Carta Mensal. do Governador. Entrega da Carta Constitucional ao Rotary Club de Beja Cidade. Símbolos Rotários Nº 12 JUNHO2014. pág. 7. pág. Nº 12 JUNHO2014 Carta Mensal do Governador Presidente RI RON D. BURTON Governador FERNANDO MARTINS Entrega da Carta Constitucional ao Rotary Club de Beja Cidade pág. 7 Símbolos Rotários pág. 8 rotary internacional

Leia mais

Bolsas de Valores. (Nível I) (Nível II) Deutsche Börse (Indices & ETFs) 1 5,5 EUR Apenas nível I. New York Stock Exchange 1 50 USD Apenas nível I

Bolsas de Valores. (Nível I) (Nível II) Deutsche Börse (Indices & ETFs) 1 5,5 EUR Apenas nível I. New York Stock Exchange 1 50 USD Apenas nível I Espanha BME Spanish Exchanges 4,5 23 14,5 47 EUR Deutsche Börse (XETRA) 15 56 20 68 EUR Deutsche Börse (XETRA Stars) 15 56 20 68 EUR Deutsche Börse (Indices & ETFs) 1 5,5 EUR Apenas nível I Deutsche Borse

Leia mais

Cabo Composto Antifurto

Cabo Composto Antifurto Cabo Antifurto Title Cabo Antifurto O Cabo Antifurto é um condutor concêntrico nu ou isolado formado por uma coroa externa de fios de aço galvanizados, que protegem e ocultam os fios internos de cobre

Leia mais

ICC 111 8. 15 agosto 2013 Original: francês. Conselho Internacional do Café 111. a sessão 9 12 setembro 2013 Belo Horizonte, Brasil.

ICC 111 8. 15 agosto 2013 Original: francês. Conselho Internacional do Café 111. a sessão 9 12 setembro 2013 Belo Horizonte, Brasil. ICC 111 8 15 agosto 2013 Original: francês P Conselho Internacional do Café 111. a sessão 9 12 setembro 2013 Belo Horizonte, Brasil O café na China Antecedentes Consoante os objetivos do Acordo Internacional

Leia mais

Cenário e Oportunidade de vendas nas óticas

Cenário e Oportunidade de vendas nas óticas Cenário e Oportunidade de vendas nas óticas Claudia Bindo Gerente de Novos Negócios GfK 2013 1 Empresas de Ótica & Eyewear Pesquisa do Mercado Global feita para você TM Apresentação corporativa GfK 2013

Leia mais

ThyssenKrupp GfT do Brasil. Tirantes DYWIDAG para Estruturas Marítimas

ThyssenKrupp GfT do Brasil. Tirantes DYWIDAG para Estruturas Marítimas ThyssenKrupp GfT do Brasil Tirantes DYWIDAG para Estruturas Marítimas Tirantes DYWIDAG para Estruturas Marítimas Tirantes de barra de aço GEWI e DYWIDAG podem ser utilizados para uma variedade de aplicações

Leia mais

Recursos Integrados SERVICES AND SOLUTIONS

Recursos Integrados SERVICES AND SOLUTIONS SERVICES AND SOLUTIONS Recursos Integrados Gerenciamento e Otimização de Bens Serviços Técnicos e Engenharia Educação e Treinamento Peças Sobressalentes e Serviços de Pós-Venda Experience In Motion SERVIÇOS

Leia mais

Bolsas de Valores. (Nivel II) (Nivel I) NYSE MKT (American Stock Exchange) 1,5 23 USD Apenas nível I

Bolsas de Valores. (Nivel II) (Nivel I) NYSE MKT (American Stock Exchange) 1,5 23 USD Apenas nível I Espanha Spanish Equities 4,5 23 14,5 47 EUR New York Stock Exchange 1,5 45 25 60 USD NASDAQ 1,5 23 15 76 USD Deverá estar subscrito ao nível I New York Stock Exchange (ARCA) 1,5 23 10 40 USD NYSE MKT (American

Leia mais

FACULDADE DE ECONOMIA, UNIVERSIDADE DO PORTO - ANO LECTIVO 2010/2011 1G203: ECONOMIA INTERNACIONAL

FACULDADE DE ECONOMIA, UNIVERSIDADE DO PORTO - ANO LECTIVO 2010/2011 1G203: ECONOMIA INTERNACIONAL FACULDADE DE ECONOMIA, UNIVERSIDADE DO PORTO - ANO LECTIVO 2010/2011 1 1G203: ECONOMIA INTERNACIONAL 1.2 -A evolução da economia mundial: globalização dos mercados e globalização da produção comércio internacional

Leia mais

O MUNDO EM 2050 E OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO. Antônio da Luz Economista

O MUNDO EM 2050 E OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO. Antônio da Luz Economista O MUNDO EM 2050 E OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Antônio da Luz Economista EVOLUÇÃO E PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO MUNDIAL - 2050 POPULAÇÃO MUNDIAL RURAL X URBANA (%) HÁ50 ANOS, TÍNHAMOS

Leia mais

Desafios das Megacidades frente às Mudanças Climáticas

Desafios das Megacidades frente às Mudanças Climáticas Desafios das Megacidades frente às Mudanças Climáticas Oswaldo Massambani Professor Titular do IAG-USP Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano Prefeitura da Cidade de São Paulo 23 de Setembro de

Leia mais

Conversores de frequência componentes ABB ACS150, 0,37 a 4 kw / 0,5 a 5 hp

Conversores de frequência componentes ABB ACS150, 0,37 a 4 kw / 0,5 a 5 hp Conversores de frequência componentes ABB ACS150, 0,7 a 4 kw / 0,5 a 5 hp Catálogo técnico PERFIL INDUSTRIAS PRODUTOS APLICAÇÕES EXPERIÊNCIA PARCEIROS SERVIÇOS Conversores de frequência componentes ABB

Leia mais

Exportar para Crescer. Novos Caminhos para o Mercado Externo

Exportar para Crescer. Novos Caminhos para o Mercado Externo Exportar para Crescer Novos Caminhos para o Mercado Externo Panorama Coface 30 06 2011 Denise Cortez Grupo Coface Visão Global Empresa de Origem francesa especializada no Gerenciamento de Risco de Crédito:

Leia mais

Um avançado tratamento do câncer começa aqui.

Um avançado tratamento do câncer começa aqui. Um avançado tratamento do câncer começa aqui. Acelerador Linear Clinac CX C L I N A C C X 2 Acelerador Linear Clinac CX Acesso Expansão Transformação Um alto nível de tratamento do câncer está ao seu alcance.

Leia mais

MONTEPIO TRADER. Swiss Exchange - Blue Chip (VX) 0,10% (mínimo: 18 CHF) 0,11% (mínimo: 20 CHF)

MONTEPIO TRADER. Swiss Exchange - Blue Chip (VX) 0,10% (mínimo: 18 CHF) 0,11% (mínimo: 20 CHF) 1 CFDs MARKET MAKING MERCADO Budapest Stock Exchange (BUX) 0,25% (mínimo: 7000 HUF) 0,28% (mínimo: 7700 HUF) Euronext Amsterdam (AMS) 0,10% (mínimo: 12 EUR) 0,11% (mínimo: 1 EUR) Euronext Brussels (BRU)

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA

INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA Embaixada do Brasil em Atenas Setor Comercial secomgre@embratenas.gr Tel: 30 210 72 444 34 Fax: 30 210 724 47 31 http://atenas.itamaraty.gov.br MAR

Leia mais

ED 2068/09. 16 junho 2009 Original: inglês. Obstáculos ao consumo

ED 2068/09. 16 junho 2009 Original: inglês. Obstáculos ao consumo ED 2068/09 16 junho 2009 Original: inglês P Obstáculos ao consumo 1. Cumprimentando os Membros, o Diretor-Executivo recorda-lhes que, de acordo com o Artigo 33 do Convênio Internacional do Café de 2001

Leia mais

Bem-vindos à Conferência de Imprensa da EMO. Dr. Wolfram von Fritsch Presidente do Conselho de Administração. 24 de Maio de 2011 no Porto.

Bem-vindos à Conferência de Imprensa da EMO. Dr. Wolfram von Fritsch Presidente do Conselho de Administração. 24 de Maio de 2011 no Porto. Bem-vindos à Conferência de Imprensa da EMO Dr. Wolfram von Fritsch Presidente do Conselho de Administração 24 de Maio de 2011 no Porto Seite 1 Feiras no mix dos meios de comunicação Global Fairs Global

Leia mais

Cenário Global do Mercado de Carne Bovina

Cenário Global do Mercado de Carne Bovina Rabobank Cenário Global do Mercado de Carne Bovina Guilherme Melo, Food & Agribusiness Research, Rabobank Brasil Guilherme.Melo@Rabobank.com Grupo Rabobank foi criado à partir da união de duas cooperativas

Leia mais

Segurança Rodoviária: Lições resultantes do trabalho do International Transport Forum

Segurança Rodoviária: Lições resultantes do trabalho do International Transport Forum Segurança Rodoviária: Lições resultantes do trabalho do International Transport Forum José Viegas Secretário Geral International Transport Forum 19º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito, Brasília,

Leia mais

NOVOS FATORES DE RISCO PARA DIRETORES E CONSELHEIROS

NOVOS FATORES DE RISCO PARA DIRETORES E CONSELHEIROS NOVOS FATORES DE RISCO PARA DIRETORES E CONSELHEIROS Gustavo Galrão Head of Professional Lines Brazil XL Group Insurance ABGR, Sao Paulo, Brazil 23 de Outubro de 2013 1 Agenda 1) Responsabilidade de Administradores

Leia mais

Original page: VISTO E1 (comerciantes do tratado) e E2 (investidores do tratado)

Original page: VISTO E1 (comerciantes do tratado) e E2 (investidores do tratado) PDF Acrobat www.drmoises.com 1 Original page: VISTO E1 (comerciantes do tratado) e E2 (investidores do tratado) Os comerciantes do tratado são Vistos E-1, investidores do tratado são Vistos E-2. Estes

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Luis Barrinha - Gestor de Ambiente e Segurança SGS ICS - International Certification Services Funchal, 28 de Novembro de 2002 SOCIÉTÉ

Leia mais

Máquinas. Placas Vibratórias com Direção Única 54 110 kg APF 1033/1240/1250/1850. www.ammann-group.com

Máquinas. Placas Vibratórias com Direção Única 54 110 kg APF 1033/1240/1250/1850. www.ammann-group.com Máquinas Placas Vibratórias com Direção Única 54 110 kg APF 1033/1240/1250/1850 www.ammann-group.com Fácil Transporte Trabalho sem esforço O modelo APF 1033 é a unidade mais leve dentro desta gama, sendo

Leia mais

WORLD CUP BRAZIL 2014

WORLD CUP BRAZIL 2014 WORLD CUP BRAZIL 2014 Match Date Match Stadium City Cat 1 Cat 2 Cat 3/4 VIP 1 12 jun Brazil vs. Croatia Arena De São Paulo Sao Paulo $2,900 $2,500 $1,800 2 13 jun Mexico vs. Cameroon Estadio Das Dunas

Leia mais

Colaboração na Nuvem Rafael O. Lamari Jr. rafael.lamari@vbofficeware.com.br Tel. 11-3254.6200

Colaboração na Nuvem Rafael O. Lamari Jr. rafael.lamari@vbofficeware.com.br Tel. 11-3254.6200 Colaboração na Nuvem Rafael O. Lamari Jr. IBM WebSphere Portal Family Sales Mastery Lotus Solution Sales Professional rafael.lamari@vbofficeware.com.br Tel. 11-3254.6200 Agenda Introdução Computação em

Leia mais

Qualidade de Software nas MPEs

Qualidade de Software nas MPEs Qualidade de Software nas MPEs Projeto VSE CE 21.007-24 ISO/IEC 29110 Very Small Entities JTC 1/ SC 7 / WG24 ISO/IEC 29110 Engenharia de Software Perfis de Ciclo de Vida para Micro-organizações ISO/IEC

Leia mais

Certificação de Sistemas de Gestão. ACIF_SGS Funchal, 4 de Junho de 2008

Certificação de Sistemas de Gestão. ACIF_SGS Funchal, 4 de Junho de 2008 Certificação de Sistemas de Gestão ACIF_SGS Funchal, 4 de Junho de 2008 Sumário 1. Certificação de Sistemas de Gestão Qualidade (ISO 9001:2000); 2. Certificação de Sistemas de Gestão Ambiental (ISO 14001:2004);

Leia mais

Cirurgia Robótica. Enfermeiro Rodrigo Pinheiro Clinical Sales Manager

Cirurgia Robótica. Enfermeiro Rodrigo Pinheiro Clinical Sales Manager Cirurgia Robótica Enfermeiro Rodrigo Pinheiro Clinical Sales Manager Décadas de mudanças na formação cirúrgica 1950 1960 1970 1980 1990 2000 Anfiteatros Cirúrgicos Cirurgia Experimental Indústria de pesquisa

Leia mais

Relação entre emendas parlamentares e corrupção municipal no Brasil, aplicados à educação

Relação entre emendas parlamentares e corrupção municipal no Brasil, aplicados à educação Relação entre emendas parlamentares e corrupção municipal no Brasil, aplicados à educação Aluno: Julia Wrobel Folescu Orientadores: Sérgio Firpo Introdução Foi feito um estudo de forma a determinar o aumento

Leia mais

Evolução da renda no Governo Lula: Cinco conclusões definitivas. Reinaldo Gonçalves 1 4 março 2011

Evolução da renda no Governo Lula: Cinco conclusões definitivas. Reinaldo Gonçalves 1 4 março 2011 Evolução da renda no Governo Lula: Cinco conclusões definitivas Reinaldo Gonçalves 1 4 março 2011 A divulgação dos dados de evolução da renda do Brasil pelo IBGE e a base de dados do FMI permitem algumas

Leia mais

Regiões e Blocos Multinacionais de Mercado

Regiões e Blocos Multinacionais de Mercado Regiões e Blocos Multinacionais de Mercado Cateora e Graham, 2006, Cap. 10 Prof.ª. Fernanda Ilhéu McGraw-Hill/Irwin 2005 The McGraw-Hill Companies, Inc. All rights reserved. Regiões e Blocos Multinacionais

Leia mais

Indicadores da Internet no Brasil

Indicadores da Internet no Brasil Indicadores da Internet no Brasil Estatísticas sobre o uso das TIC para o monitoramento da Sociedade do conhecimento Juliano Cappi Itupeva, 22 de outubro de 2012 CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil

Leia mais

Terceiro Sector, Contratualização para ganhos em saúde

Terceiro Sector, Contratualização para ganhos em saúde Terceiro Sector, Contratualização para ganhos em saúde 1º Encontro Nacional - Desafios do presente e do futuro Alexandre Lourenço www.acss.min-saude.pt Sumário Organizações do Terceiro Sector Necessidade

Leia mais

Bra Top: BT 3331 Color: 160 Short: SH 4069 Color: 160

Bra Top: BT 3331 Color: 160 Short: SH 4069 Color: 160 Rio Collection 1 2 3 4 Bra Top: BT 3331 Color: 160 Short: SH 4069 Color: 160 5 6 Tank Top: TT 4286 Color: 477 Bra Top: BT 3331 Color: 160 Legging: LE 4069 Color: 160 Rio Collection Bra Top: BT 3331 Color:

Leia mais

Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo

Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo Portugal na União Europeia 1986-2010 Faculdade de Economia, Universidade do Porto - 21 Janeiro 2011 Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo Pedro Teixeira (CEF.UP/UP e CIPES);

Leia mais

Com base nesse diagnóstico, a consultoria analisou uma série de determinantes para evidenciar as possibilidades de sucesso no torneio:

Com base nesse diagnóstico, a consultoria analisou uma série de determinantes para evidenciar as possibilidades de sucesso no torneio: Press release Data: 11 de Junho de 2014 Contato: Marta Telles Tel: (11) 3526-4508 marta.telles@imagemcorporativa.com.br Marcia Avruch Tel: (11) 3674-3762 marcia.avruch@br.pwc.com Brasil tem vantagem na

Leia mais

LISTAGEM DE CURSOS POR PAÍS:

LISTAGEM DE CURSOS POR PAÍS: LISTAGEM DE CURSOS POR PAÍS: A L E M A N H A FH Schmalkalden Hochschule Furtwangen University Katholische Universitat Eichstatt-Ingolstadt Regensburg University of Applied Sciences University of Cologne

Leia mais

TomFordInternational

TomFordInternational TomFordInternational Tom Ford International Tom Ford International é a grande aposta de Amorim no sector da moda e de luxo nos mercados internacionais. A marca Tom Ford, criada por um dos estilistas mais

Leia mais

A Logística Brasileira e seus Gargalos: Quanto custa e quais projetos podem aliviar esse custo? Gabriel Feriancic Diretor gferiancic@sistransp.com.

A Logística Brasileira e seus Gargalos: Quanto custa e quais projetos podem aliviar esse custo? Gabriel Feriancic Diretor gferiancic@sistransp.com. A Logística Brasileira e seus Gargalos: Quanto custa e quais projetos podem aliviar esse custo? Gabriel Feriancic Diretor gferiancic@sistransp.com.br 1 Apresentação e Agenda A Logística Brasileira e seus

Leia mais

Aliança do Pacífico: integração e crescimento

Aliança do Pacífico: integração e crescimento Aliança do Pacífico: integração e crescimento Juan Ruiz BBVA Research Economista chefe para América do Sul Ciclo de Conferências DE / BBVA - Alianza del Pacífico Lisboa, 1 de Outubro de 213 Índice 1 Um

Leia mais

IDE Boas práticas. August 2011. Abu Dhabi Beijing Berlin Brussels Dallas/Fort Worth Dubai Frankfurt Hong Kong Johannesburg

IDE Boas práticas. August 2011. Abu Dhabi Beijing Berlin Brussels Dallas/Fort Worth Dubai Frankfurt Hong Kong Johannesburg IDE Boas práticas August 2011 Abu Dhabi Beijing Berlin Brussels Dallas/Fort Worth Dubai Frankfurt Hong Kong Johannesburg London Milan Munich New York Paris San Francisco Stockholm Vienna Washington, D.C.

Leia mais

Longevidade e Impactos na Previdência Social Desenvolvimentos Recentes

Longevidade e Impactos na Previdência Social Desenvolvimentos Recentes Longevidade e Impactos na Previdência Social Desenvolvimentos Recentes Seminário Valor Econômico: O Futuro do Mercado de Previdência, Seguros e Resseguros Rio de Janeiro, 28 de maio de 2014 Por: Helmut

Leia mais

Qualidade de Software nas MPE ISO/IEC 29110

Qualidade de Software nas MPE ISO/IEC 29110 Qualidade de Software nas MPE ISO/IEC 29110 A Hipótese em 2004 Uso de normas de ES nas PMEs A indústria de Software Austrália Reunião Plenária (2004) Reconhecimento das Necessidades e Problemas + 90% das

Leia mais

Você tem a organização de TI certa para suportar sua estratégia de negócio?

Você tem a organização de TI certa para suportar sua estratégia de negócio? Você tem a organização de TI certa para suportar sua estratégia de negócio? Jean-Claude Ramirez Vice-Presidente Gabriele Zuccarelli Manager A habilidade de uma empresa de alavancar o potencial da tecnologia

Leia mais

DTW International Traveler Demographics

DTW International Traveler Demographics DTW International Traveler Demographics Making the World Available August 2015 Background DTW traveler demographics are compiled from the following sources Airport Service Quality (ASQ) survey U.S. Department

Leia mais