UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO"

Transcrição

1 UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA SEMESTRE 2011/2 Nome da disciplina ODT 7111 Terapêutica Medicamentosa I Departamento ODT ODONTOLOGIA Carga horária semestral prática 00 Carga horária total semestral 02h/a/semana 36h/a/semestre Identificação da Oferta: a disciplina será oferecida apenas para alunos do Curso de Graduação em Odontologia da 5ª fase Pré-requisitos CFS 7102 Fisiologia Humana I; FMC 7001 Farmacologia Aplicada a Odontologia; MIP 7103 Microbiologia Oral; PTL 7002 Patologia Geral OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA Permitir ao aluno à aplicação adequada da terapêutica medicamentosa na Odontologia. Local CCS sala 901 EMENTA Introdução à farmacologia clínica. Conceitos básicos. Formas farmacêuticas. Processos farmacocinéticos e farmacodinâmicos. Prescrição medicamentosa (receituário e receita). Farmacologia da dor e inflamação (fisiopatologia). Vias de administração (enterais e parenterais). Anestésicos locais. Princípios gerais do uso dos analgésicos, antiinflamatórios e antibióticos: Aplicação dos analgésicos não opióides, antiinflamatórios não esteroidais e antibióticos em clínicas odontológicas. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Objetivos Por Unidade Conteúdos Carga Horária Unidade I Introdução à farmacologia clínica Unidade II Conceitos básicos Unidade III Formas farmacêuticas Apresentação da Disciplina e Detalhamento do Plano de Ensino Introdução à Terapêutica Medicamentosa - Importância do estudo Conceituar dose, índice terapêutico, latência, pico de efeito, droga, medicamento, especialidade farmacêutica, placebo e relacionar com a clínica odontológica Sólidas: principais características dos comprimidos, cápsulas e drágeas Líquidas: emulsões, soluções e suspensões Vantagens e desvantagens das soluções injetáveis 1 h 1 h 1 h

2 Unidade IV Prescrição medicamentosa (receituário e receita). Unidade V Vias de administração (enterais e parenterais) Unidade VI- Processos farmacocinéticos e farmacodinâmicos Unidade VII Anestésicos locais Unidade VIII Farmacologia da dor e da inflamação (fisiopatologia) Unidade IX Noções da utilização terapêutica dos analgésicos não-opióides Unidade X Antiinflamatórios não esteroidais Unidade XI Antibióticos em clínicas odontológicas Normas gerais da prescrição de medicamentos não controlados; receituário e receita; partes de uma prescrição; exercícios de como prescrever. Vias enterais (oral, bucal, sublingual e retal): vantagens e desvantagens do uso, principais características de cada via, importância na clínica odontológica Vias parenterais (intramuscular, endovenosa): vantagens e desvantagens do uso, principais características de cada via, importância na clínica odontológica Farmacocinética: Absorção, biodisponibilidade, distribuição e excreção de drogas e a sua importância na clínica odontológica Farmacodinâmica: Relação dose efeito; reações anômalas e efeitos adversos dos medicamentos Composição da solução anestésica; estrutura dos anestésicos locais; classificação; tipos de soluções disponíveis no mercado (nomes genéricos e comerciais); características das soluções anestésicas; fatores que influenciam as soluções anestéicas locais; seleção da solução anestésica; vasoconstritores, doses dos anestésicos locais; metabolização e excreção das soluções anestésicas; efeitos sobre os sistemas nervoso e cardiovascular. Caracterizar dor superficial e profunda; como combater o fenômeno doloroso; controle do fenômeno inflamatório; mecanismo de ação dos antiinflamatórios. Princípios gerais do uso dos analgésicos; classificação; seleção; prescrição; efeitos adversos; especialidades farmacêuticas; aplicação clínica Princípios gerais do uso dos antiinflamatórios; classificação; seleção; prescrição; efeitos adversos; especialidades farmacêuticas; aplicação clínica Conceito; princípios gerais do uso correto; classificação dos antimicrobianos Principais grupos: penicilinas; cefalosporinas; macrolídeos; tetraciclinas, lincosaminas; metronidazol Em cada grupo será estudado: a seleção; tipos; efeitos adversos; especialidades farmacêuticas; aplicação clínica REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 1- HARVEY, R. A.; CHAMPE, P. C. Farmacologia Ilustrada. Porto Alegre: Artmed, 2 a ed. 1998, 478 p. 2- WANNMACHER, L.; FERREIRA, M. B. C. Farmacologia Clínica para Dentistas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S.A., 2 a ed., 1999, 349 p. 4 hs 2 h 2 hs 4 hs 1 h 4 hs 4 hs 4hs

3 3- ARMONIA, P.L.; TORTAMANO, N. Como Prescrever em Odontologia. Santos, 6 a ed., 2004, 167p. 4- ANDRADE, E.D. Terapêutica Medicamentosa em Odontologia, Artes Médicas, 2006, 2ª ed. 216p. 5- ANSEL, H.C.; PRINCE, S.J. Manual de Cálculos Farmacêuticos, Artmed, 2005, 300p. 6- APPEL, G.; REUS, M. Formulações Aplicadas à Odontologia. RCN, 2 a ed., 6007 p GOLAN, D.E. et al. Princípios de Farmacologia A base Fisiopatológica da Farmacoterapia, Guanabara/Koogan, 2 a ed., 952 p CRAIG, C.R. and STITZEL, R.E. Farmacologia Moderna com Aplicações Clínicas, Guanabara/Koogan, 6 a ed., 815 p GRAHAME-SMITH, D.G. and ARONSON, J.K. Tratado de Farmacologia Clínica e Farmacoterapia, Guanabara/Koogan, 3 a ed., 617 p SONIS, S.T. et al. Princípios e Prática de Medicina Oral, Guanabara/Koogan, 2 a ed., 491p Professor Responsável pela Disciplina de Terapêutica I: Prof, Rubens Rodrigues Filho de contato: Chefe do Departamento: Alfredo Meyer Filho de contato:

4 Programa de Terapêutica I (2011-2) Unidade 1: Introdução à Farmacologia clínica - Importância do estudo Unidade 2: Conceitos básicos a) Dose b) Indice terapêutico c) Medicamento d) Droga e) Especialidades farmacêuticas f) Latência g) Pico de efeito Unidade 3: Prescrição medicamentosa (receituário e receita) a) Normas gerais b) Partes de uma prescrição c) Exercícios de como prescrever Unidade 4: Vias de administração a) Administração enteral (oral, bucal e sublingual) b) Administração parenteral b.1- intramuscular b.2- intravenosa

5 Unidade 5: Processos farmacocinéticos e farmacodinâmicos a) Absorção de drogas b) Biodisponibilidade das drogas c) Distribuição das drogas d) Excreção das drogas e) Relação dose-efeito f) Reações anômalas e efeitos adversos Unidade 6: Farmacologia da dor e da inflamação a) Fisiopatologia da dor b) Fisiopatologia da inflamação Unidade 7: Anestésicos locais a) Definição b) Estrutura química c) Composição d) Classificação e) Mecanismo de ação f) Seleção do anestésico g) Prescrição do anestésico h) Efeitos farmacológicos i) Efeitos sobre o sistema nervoso central e cardiovascular j) Vasoconstritores k) Especialidades farmacêuticas Unidade 8: Analgésicos a) Princípios gerais do uso dos analgésicos b) Classificação c) Analgésicos não-opióides c.1- Classificação

6 c.2- Seleção c.3- Prescrição c.4- Efeitos adversos c.5- Especialidades farmacêuticas Unidade 9: Antiinflamatórios a) Princípios gerais do uso dos antiinflamatórios b) Classificação c) Antiinflamatórios não esteroidais c.1- Classificação c.2- Seleção c.3- Prescrição c.4- Efeitos adversos c.5- Especialidades farmacêuticas Unidade 10: Antimicrobianos a) Conceito b) Princípios gerais do uso correto c) Classificação dos antimicrobianos c.1- Inibidores metabólicos c.2- Inibidores de síntese de parede celular c.3- Inibidores de síntese de proteínas c.4- Inibidores da função ou da síntese de ácidos nucleícos d) Considerações terapêuticas sobre os principais antimicrobianos d.1- Penicilinas d.1.1- Seleção d.1.2- Prescrição d.1.3- Efeitos adversos d.1.4- Tipos

7 d.1.5- Especialidades farmacêuticas d.2- Macrolídeos d.2.1- Seleção d.2.2- Prescrição d.2.3- Efeitos adversos d.2.4- Tipos d.2.5- Especialidades farmacêuticas d.3- Tetraciclinas d.3.1- Seleção d.3.2- Prescrição d.3.3- Efeitos adversos d.3.4- Especialidades farmacêuticas d.4- Cefalosporinas d.4.1- Seleção d.4.2- Prescrição d.4.3- Efeitos adversos d.4.4- Tipos d.4.5- Especialidades farmacêuticas d.5- Metronidazol d.5.1- Seleção d.5.2- Prescrição d.5.3- Efeitos adversos d.5.4- Especialidades farmacêuticas Obs: O estudo das diferentes classes de drogas acima mencionadas será baseado em situações clínicas comuns às diferentes especialidades, que podem ocorrer no consultório, e que necessitarão de prescrição medicamentosa.

8 Florianópolis, 18 de julho de 2011 Prof. Dr. Rubens Rodrigues Filho

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: FARMACOLOGIA BÁSICA Código: ODO-015 CH Total: 60 horas Pré-requisito:

Leia mais

P L A N O D E E N S I N O

P L A N O D E E N S I N O UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE PATOLOGIA P L A N O D E E N S I N O DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Semestre: 2015/1 Nome da disciplina RMP110014

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CCS ODT - CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA P L A N O D E E N S I N O

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CCS ODT - CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA P L A N O D E E N S I N O UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CCS ODT - CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA P L A N O D E E N S I N O DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Semestre: 2011/2 Nome da disciplina Departamentos: ODT

Leia mais

ANEXO III CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ANEXO III CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO III CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO COMUM PARA TODAS AS CATEGORIAS PROFISSIONAIS SAÚDE PÚBLICA E SAÚDE COLETIVA SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS 1. História do sistema de saúde no Brasil; 2. A saúde na

Leia mais

Farmacologia Formas farmacêuticas e administração

Farmacologia Formas farmacêuticas e administração PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação Departamento de Biologia Farmacologia Formas farmacêuticas e administração Prof. Raimundo Jr, M.Sc Desenvolvimentos dos fármacos 1. Síntese

Leia mais

DELIBERAÇÃO nº 717/2008

DELIBERAÇÃO nº 717/2008 DELIBERAÇÃO nº 717/2008 Dispõe sobre carga horária e assistência farmacêutica em estabelecimentos hospitalares e similares. O Presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná CRF- PR, no

Leia mais

Matriz Curricular. 1º Período Nome da disciplina

Matriz Curricular. 1º Período Nome da disciplina Matriz Curricular A grade curricular proposta para o Curso de Farmácia abrange três modalidades de disciplinas: disciplinas básicas, que serão comuns aos cursos de Bioquímica, Enfermagem e Medicina, disciplinas

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: CLÍNICA ODONTOLÓGICA I Código: ODO-021 Pré-requisito: FARMACOLOGIA

Leia mais

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome da disciplina ODT 7121 - Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial I Departamento

Leia mais

Antibióticos e Quimioterápicos

Antibióticos e Quimioterápicos Antibióticos e Quimioterápicos Introdução Os antibióticos são produtos de enorme importância não apenas na área de saúde, como também na economia, visto que apenas nos Estados Unidos, cerca de 100.000

Leia mais

Plano de Ensino. Objetivos

Plano de Ensino. Objetivos Plano de Ensino Disciplina: FUNDAMENTAÇÃO BÁSICA EM ENFERMAGEM Código: Série: 3º Obrigatória ( X ) Optativa ( ) CH Teórica: CH Prática: CH Total: 160h Obs: Objetivos Objetivo Geral: Proporcionar ao aluno

Leia mais

PLANO DE CURSO 6º PERÍODO ANO: 2013.2

PLANO DE CURSO 6º PERÍODO ANO: 2013.2 PLANO DE CURSO 6º PERÍODO ANO: 2013.2 CURSO: MEDICINA DISCIPLINA: Farmacologia Aplicada à Clínica Médica CARGA HORÁRIA: 36 horas PROFESSOR TITULAR: Miguel de Lemos Neto PROFESSORES: EMENTA: Compreender

Leia mais

PLANO DE ENSINO. CURSO: Medicina Veterinária PERÍODO: 1º Semestre DISCIPLINA: Bioquímica CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 horas CARGA HORARIA SEMESTRAL: 60 h

PLANO DE ENSINO. CURSO: Medicina Veterinária PERÍODO: 1º Semestre DISCIPLINA: Bioquímica CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 horas CARGA HORARIA SEMESTRAL: 60 h PLANO DE ENSINO CURSO: Medicina Veterinária PERÍODO: 1º Semestre DISCIPLINA: Bioquímica CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 horas CARGA HORARIA SEMESTRAL: 60 h I EMENTA A disciplina fornecerá subsídios para o reconhecimento

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR Página 1/3 CURSO: FARMÁCIA - GRADUAÇÃO - BACHAREL GRADE: INGRESSANTES 2015/1

MATRIZ CURRICULAR Página 1/3 CURSO: FARMÁCIA - GRADUAÇÃO - BACHAREL GRADE: INGRESSANTES 2015/1 Página 1/3 Período: 1 ANATOMIA HUMANA I 72 BIOLOGIA CELULAR 36 BIOSSEGURANÇA 36 CIÊNCIAS SOCIAIS 36 ENADE INGRESSANTE 0 GENÉTICA HUMANA 72 PSICOLOGIA APLICADA A SAÚDE 36 QUÍMICA GERAL E ORGÂNICA 72 Período:

Leia mais

PLANO DE CURSO 4 PERÍODO ANO: 2013.2

PLANO DE CURSO 4 PERÍODO ANO: 2013.2 PLANO DE CURSO 4 PERÍODO ANO: 2013.2 CURSO: MEDICINA DISCIPLINA: Farmacologia I CARGA HORÁRIA: 144 horas PROFESSOR TITULAR: Miguel de Lemos Neto PROFESSORES: EMENTA: Princípios Gerais. Farmacocinética.

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Saúde Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico em Enfermagem

Leia mais

ESTUDO DA FARMACOLOGIA Introdução - Parte II

ESTUDO DA FARMACOLOGIA Introdução - Parte II NESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA "JÚLIO DE MESQUITA FILHO UNESP ESTUDO DA FARMACOLOGIA Introdução - Parte II A Terapêutica é um torrencial de Drogas das quais não se sabe nada em um paciente de que

Leia mais

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal FARMACOLOGIA. Professor Bruno Aleixo Venturi

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal FARMACOLOGIA. Professor Bruno Aleixo Venturi Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal FARMACOLOGIA Professor Bruno Aleixo Venturi Farmacologia fármacon: drogas lógos: estudo É a ciência que estuda como os medicamentos

Leia mais

União de Ensino Superior de Campina Grande Curso Fisoterapia Disciplina: Farmacologia Vias de Administração de Fármacos

União de Ensino Superior de Campina Grande Curso Fisoterapia Disciplina: Farmacologia Vias de Administração de Fármacos União de Ensino Superior de Campina Grande Curso Fisoterapia Disciplina: Farmacologia Vias de Administração de Fármacos Yanna C. F. Teles yannateles@gmail.com FARMACOCINÉTICA Estuda o caminho que os fármacos

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Departamento. Carga horária ODONTOPEDIATRIA - ODT 7013. Odontologia

PLANO DE ENSINO. Departamento. Carga horária ODONTOPEDIATRIA - ODT 7013. Odontologia PLANO DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Semestre: 2011/2 Nome da disciplina Departamento Fase Carga horária ODONTOPEDIATRIA - ODT 7013 Odontologia 8a 4 horas-aula/semana 72 horas-aula/semestre

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág.

CURSO DE ENFERMAGEM Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág. CURSO DE ENFERMAGEM Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág. Componente Curricular: MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA Código: ENF - 104 Pré-requisito: ENF

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO EM EMERGÊNCIAS MÉDICAS

CURSO DE CAPACITAÇÃO EM EMERGÊNCIAS MÉDICAS CURSO DE CAPACITAÇÃO EM EMERGÊNCIAS MÉDICAS 1- Introdução 2- As emergências médicas no consultório odontológico 3- O curso de emergências médicas 4- Conteúdo programático 1- Introdução: Com o avanço da

Leia mais

Uso de Toxina Botulínica em Odontologia

Uso de Toxina Botulínica em Odontologia Uso de Toxina Botulínica em Odontologia A presença toxina botulínica em odontologia é uma realidade que os profissionais não podem mais ignorar, logo precisam se preparar para o seu uso correto e racional.

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA. 1. Identificação: 2. Ementa: 3. Objetivo Geral:

PLANO DE DISCIPLINA. 1. Identificação: 2. Ementa: 3. Objetivo Geral: PLANO DE DISCIPLINA 1. Identificação: Departamento: Ciências Básicas (FCB) Disciplina: Fisiologia Humana Cód.: FCB00006 Período Ministrado / Semestre / Ano / Turma: 2 0 / 1ºS/2010/F1 Responsável: Prof.

Leia mais

guia prático volume I saúde

guia prático volume I saúde guia prático volume I saúde Manter-se bem informado para gerenciar seu consultório ou clínica da melhor maneira possível é fundamental para o sucesso. Dessa forma, além de obter um resultado final mais

Leia mais

Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001.

Faculdade Independente do Nordeste Credenciada pela Portaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada no D.O.U. de 09/07/2001. CURSO ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: PATOLOGIA BUCO-DENTAL Código: ODO-017 Pré-requisito: - Período

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM UEL/CCS CURSO DE ODONTOLOGIA

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM UEL/CCS CURSO DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM UEL/CCS CURSO DE ODONTOLOGIA 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Docentes: Lucimar Aparecida Britto Codato (coordenadora) Maria Celeste Morita Maria Luiza Hiromi Iwakura Kasai Maura Sassahara

Leia mais

CIENCIAS MOLECULARES E CELULARES

CIENCIAS MOLECULARES E CELULARES CIENCIAS MOLECULARES E CELULARES Profa. Ms Solange A O Neves Curso: Enfermagem 1 Apresentação do docente Professora Ms Solange Aparecida de Oliveira Neves 2 Curso: Enfermagem Disciplina: Ciências Moleculares

Leia mais

A APLICAÇÃO DO USO DE ANSIOLÍTICO EM PACIENTES ODONTOLÓGICOS Anxiolytic therapy for odontologic patients

A APLICAÇÃO DO USO DE ANSIOLÍTICO EM PACIENTES ODONTOLÓGICOS Anxiolytic therapy for odontologic patients A APLICAÇÃO DO USO DE ANSIOLÍTICO EM PACIENTES ODONTOLÓGICOS Anxiolytic therapy for odontologic patients AILA R. CRUVINEL Trabalho realizado no Curso de Odontologia da Universidade José do Rosário Vellano

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 2012.2 NOVO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) OBRIGATÓRIAS: 264 CREDITOS OPTATIVAS: 14 CRÉDITOS TOTAL: 278 CRÉDITOS

MATRIZ CURRICULAR 2012.2 NOVO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) OBRIGATÓRIAS: 264 CREDITOS OPTATIVAS: 14 CRÉDITOS TOTAL: 278 CRÉDITOS MATRIZ CURRICULAR 2012.2 NOVO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) TOTAL DE CRÉDITOS: 278 TOTAL DE HORAS: 4448 HORAS OBRIGATÓRIAS: 2 CREDITOS OPTATIVAS: 14 CRÉDITOS TOTAL: 278 CRÉDITOS SEMESTRE 01 Módulo

Leia mais

PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia. fernandabrito@vm.uff.br

PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia. fernandabrito@vm.uff.br PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia fernandabrito@vm.uff.br CONCEITOS ABSORÇÃO Passagem da droga do local de administração p/ a corrente sangüínea FÍGADO TGI METABOLISMO PLASMA PULMÃO RIM METABOLISMO

Leia mais

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PLANO DE ENSINO

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PLANO DE ENSINO UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PLANO DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Semestre: 2011/2 Nome da disciplina ODT 7000 Biossegurança Aplicada a Odontologia

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA. PRIMEIRO PERÍODO 2º SEMESTRE / 2008 CARGA HORÁRIA Disciplina

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA. PRIMEIRO PERÍODO 2º SEMESTRE / 2008 CARGA HORÁRIA Disciplina PRIMEIRO PERÍODO 2º SEMESTRE / 08 - (Português Instrumental) - 02 - Filosofia da Ciência 02 - - - Introdução e História da Farmácia 02 - - - Metodologia Científica 02 - - - Morfologia I 100 03 02 - - Morfologia

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Profº. Massuyuki kawano Código: 136 Município: Tupã Eixo tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional: Técnico em Enfermagem Qualificação:

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA MATRÍCULAS ESPECIAS 2014/II ANEXO II DO EDITAL Nº. 027/2014 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CURSO DE DIREITO 1 E 2 PERÍODOS: INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO MEDICAMENTOSA: VANTAGENS E DESVANTAGENS DAS DIFERENTES VIAS DRUG ADMINISTRATION: ADVANTAGES AND DISADVANTAGES OF DIFFERENT WAYS

ADMINISTRAÇÃO MEDICAMENTOSA: VANTAGENS E DESVANTAGENS DAS DIFERENTES VIAS DRUG ADMINISTRATION: ADVANTAGES AND DISADVANTAGES OF DIFFERENT WAYS ADMINISTRAÇÃO MEDICAMENTOSA: VANTAGENS E DESVANTAGENS DAS DIFERENTES VIAS DRUG ADMINISTRATION: ADVANTAGES AND DISADVANTAGES OF DIFFERENT WAYS MONTANHA, Francisco Pizzolato Docente do curso de Medicina

Leia mais

ANEXO 3 PROGRAMA CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE

ANEXO 3 PROGRAMA CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE ANEXO 3 PROGRAMA CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE 1. Conhecimentos sobre o SUS - Legislação da Saúde: Constituição Federal de 1988(Título VIII - capítulo II - Seção II); Lei 8.080/90 e Lei 8.142/90; Norma

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina MED222 Mecanismos Básicos do Processo Saúde-Doença II

Programa Analítico de Disciplina MED222 Mecanismos Básicos do Processo Saúde-Doença II Programa Analítico de Disciplina Departamento de Medicina e Enfermagem - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: 10 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

2ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01, DE 14 DE FEVEREIRO DE 2014

2ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01, DE 14 DE FEVEREIRO DE 2014 2ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01, DE 14 DE FEVEREIRO DE 2014 A SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO AMAZONAS SUSAM, no uso de suas atribuições legais, em conformidade com os dispositivos da Lei nº 3.469, de

Leia mais

Semiotécnica- Prof: Renato de Oliveira Capitulo 03. (Vias de administração medicamentosa)

Semiotécnica- Prof: Renato de Oliveira Capitulo 03. (Vias de administração medicamentosa) Semiotécnica- Prof: Renato de Oliveira Capitulo 03 (Vias de administração medicamentosa) Conceito: organismo. Chama-se via de administração o local onde o fármaco entra em contato com o Classificação:

Leia mais

UNIDADE II UNIDADE III

UNIDADE II UNIDADE III MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 P R O G R A M A D E E N S I N O

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ENFERMAGEM GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM ANO ACADÊMICO 2016 1º SEMESTRE PROGRAMA DA DISCIPLINA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ENFERMAGEM GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM ANO ACADÊMICO 2016 1º SEMESTRE PROGRAMA DA DISCIPLINA UNICAMP UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ENFERMAGEM GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM ANO ACADÊMICO 2016 1º SEMESTRE PROGRAMA DA DISCIPLINA CÓDIGO: EN322 NOME: ASPECTOS FUNDAMENTAIS DO PROCESSO DE

Leia mais

15 Drogas Simpaticomiméticas 16 Drogas Antagonistas dos Receptores Adrenérgicos 17 FÁRMACOS CARDIOVASCULARES E RENAIS 18 Fármacos Antiarritimicos 19

15 Drogas Simpaticomiméticas 16 Drogas Antagonistas dos Receptores Adrenérgicos 17 FÁRMACOS CARDIOVASCULARES E RENAIS 18 Fármacos Antiarritimicos 19 SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesu@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

PLANO DE ENSINO - 1º/2014

PLANO DE ENSINO - 1º/2014 PLANO DE ENSINO - 1º/2014 1. IDENTIFICAÇÃO: Curso: Odontologia Disciplina: Endodontia Carga Horária: 60h/a Professora: Dra. Patrícia Alvarez Ruiz Spyere do Nascimento E-mail: patriciaruizspyere@hotmail.com

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA. Curso de Licenciatura em Análises Clínicas e Saúde Pública. Ano Letivo 2014/15-1º Semestre

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA. Curso de Licenciatura em Análises Clínicas e Saúde Pública. Ano Letivo 2014/15-1º Semestre ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA Curso de Licenciatura em Análises Clínicas e Saúde Pública Dia Início Fim Sala Obs. Higiene e Segurança terça-feira 01-set 11:00 12:40 S 1.2 Biologia Celular

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional: Auxiliar de Enfermagem Qualificação: Sem

Leia mais

I. DOS PRÉ-REQUISITOS.

I. DOS PRÉ-REQUISITOS. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE ALUNOS DO CURSO DE CAPACITAÇÃO EM CLÍNICA ODONTOLÓGICA INTEGRADA

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Campus CEDETEG ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO. Setor de Ciências da Saúde FARMÁCIA 2014

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Campus CEDETEG ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO. Setor de Ciências da Saúde FARMÁCIA 2014 Setor de Ciências da Saúde 1ª SÉRIE 2 SEMESTRE MANHÃ 7h30min Fisiologia Humana I - TB SALA 7 BLOCO 1 Anatomia Humana II - PB DE ANATOMIA HUMANA Agentes Biológicos I - PA Anatomia Humana II - PA DE ANATOMIA

Leia mais

Apresentação do novo currículo do Curso de Graduação em Enfermagem. Implantação a partir de 2010

Apresentação do novo currículo do Curso de Graduação em Enfermagem. Implantação a partir de 2010 Apresentação do novo currículo do Curso de Graduação em Enfermagem Implantação a partir de 2010 Matriz Curricular Currículo Novo 1º SEMESTRE Créditos Anatomia Humana I Citologia 02 Embriologia, Genética

Leia mais

PROJETO DE SOLICITAÇÃO DE DISCIPLINA NO PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PID/2016

PROJETO DE SOLICITAÇÃO DE DISCIPLINA NO PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PID/2016 1 PROJETO DE SOLICITAÇÃO DE DISCIPLINA NO PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PID/2016 I. Professor orientador: Ronaldo Martins Ferreira II. Disciplina de atuação: Farmacologia I III. Justificativa A inserção

Leia mais

ANEXO I UNIDADES DE ENSINO DE NITERÓI CLASSE A: ADJUNTO A - REGIME: 40H DE

ANEXO I UNIDADES DE ENSINO DE NITERÓI CLASSE A: ADJUNTO A - REGIME: 40H DE ANEXO I UNIDADES DE ENSINO DE NITERÓI CLASSE A: ADJUNTO A - REGIME: 40H DE 1- Escola de Arquitetura e Urbanismo Departamento de Arquitetura Área de Conhecimento: TEORIA E HISTÓRIA DA ARQUITETURA (uma vaga).

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA INTA ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOMEDICINA 1º SEMESTRE

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA INTA ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOMEDICINA 1º SEMESTRE 1º SEMESTRE 1.1 Anatomia Humana I 30 15 45 03-1.2 Antropologia Teológica 30-30 02-1.3 Biologia Celular e Molecular 45 15 60 04-1.4 Biossegurança 30-30 02-1.5 Ética, Bioética e Legislação 30-30 02-1.6 Informática

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL 1 º PERÍODO 1) História da Terapia Ocupacional (30 hs) EMENTA: Marcos históricos que antecederam o surgimento formal da profissão de

Leia mais

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA. DOCENTE RESPONSÁVEL : Dr. Claudio de Oliveira

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA. DOCENTE RESPONSÁVEL : Dr. Claudio de Oliveira PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO CURSO: Nutrição MODALIDADE: DISCIPLINA: Citologia/Histologia/Embriologia ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DEPARTAMENTO: Morfologia DOCENTE RESPONSÁVEL : Dr. Claudio de Oliveira

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS ROLIM DE MOURA CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS ROLIM DE MOURA CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA PLANO DE AULA 01. DADOS PROFESSOR: ÁREA/DISCIPLINA: SEMIOLOGIA VETERINÁRIA (VET30037) UNIDADE: ROLIM DE MOURA CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 100 HORAS CARGA HORÁRIA SEMANAL: 05 HORAS TURMA: 5º PERÍODO 02. PRÉ-REQUISITO:

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE NUTRIÇÃO GRADE (2009).

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE NUTRIÇÃO GRADE (2009). EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE NUTRIÇÃO GRADE (2009). ABASTECIMENTO E CUSTOS EM NUTRIÇÃO 1593 C/H 68 Conceito, processo e classificação de custos. Custos de mão-de-obra. Custos diversos. Política,

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária:CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: Farmácia Disciplina: Fisiologia I Professor(es): Patricia Fiorino DRT: 1128080 Código da Disciplina: 020.1286.3 Etapa: 2 Carga horária:

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso:Farmácia Núcleo Temático Disciplina:FARMÁCIA HOSPITALAR Código Disciplina: 061.1501.2 Professor(es): :Solange Ap. P. de Carvalho Bricola:

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA MANUAL DO ALUNO

CURSO DE ODONTOLOGIA MANUAL DO ALUNO Trata-se de admissão solicitada por pessoas já graduadas para ingresso em novo curso, cujo deferimento depende da existência de vagas no curso pretendido e de processo seletivo. CURSO DE ODONTOLOGIA MANUAL

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLÓGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11

CURSO SUPERIOR DE TECNOLÓGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 CURSO SUPERIOR DE TECNOLÓGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 Componente Curricular: Microbiologia e Imunologia Código: --- Pré-requisito: -- Período

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: SAÚDE DO ADULTO I Código: ENF - 206 CH Total: 90h Pré-Requisito: Nenhum Período

Leia mais

Fármacos. PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com

Fármacos. PDF created with pdffactory Pro trial version www.pdffactory.com Fármacos ANTI-HIPERTENSIVOS EPIDEMIOLOGIA DA HAS Atinge - 20 a 30% dos adultos 68,4% tem conhecimento Apenas 27,4% são controladas satisfatoriamente Aumento da incidência de complicações com aumento dos

Leia mais

E D I T A L Nº 10/2015

E D I T A L Nº 10/2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E FARMACOLOGIA E D I T A L Nº 10/2015 A Chefia do Departamento de Fisiologia e Farmacologia da Faculdade de Medicina da Universidade

Leia mais

P L A N O D E E N S I N O. Eixo Temático Odontologia/Multidisciplinar Local Serviço de Odontologia Hospitalar, HU/UFSC

P L A N O D E E N S I N O. Eixo Temático Odontologia/Multidisciplinar Local Serviço de Odontologia Hospitalar, HU/UFSC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE PATOLOGIA P L A N O D E E N S I N O DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Semestre: 2015/1 Nome da disciplina RMP110027

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: METODOLOGIA DO PROCESSO DE CUIDAR II Código: ENF 204 Pré-requisito: ENF 202

Leia mais

GRADE E CORPO DOCENTE CURSO: Medicina Veterinária

GRADE E CORPO DOCENTE CURSO: Medicina Veterinária GRADE E CORPO DOCENTE CURSO: Medicina Período: 2016-01 1- ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO Componente Curricular Disciplinas Disciplina Período Requisitos Docente (s) Titulação Link para Lattes Anatomia dos

Leia mais

ÁREA DE CLÍNICA E CIRURGIA DE GRANDES ANIMAIS:

ÁREA DE CLÍNICA E CIRURGIA DE GRANDES ANIMAIS: CONTEÚDO PRGRAMÁTICO PARA O CONCURSO DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA DO HOSPITAL VETERINÁRIO DE UBERABA EDITAL 001/2004 ÁREA DE CLÍNICA E CIRURGIA DE GRANDES ANIMAIS: 1. ANESTESIOLOGIA 1.1. Técnicas

Leia mais

PROGRAMA ANALÍTICO DISCIPLINA INSTITUTO DE BIOLOGIA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS OBJETIVO DA DISCIPLINA

PROGRAMA ANALÍTICO DISCIPLINA INSTITUTO DE BIOLOGIA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS OBJETIVO DA DISCIPLINA PROGRAMA ANALÍTICO DISCIPLINA CÓDIGO: IB 304 CRÉDITOS: 04 (T01,T02,P01,P02,P03,P04) FARMACOLOGIA II Cada Crédito corresponde à 15h/ aula INSTITUTO DE BIOLOGIA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS OBJETIVO

Leia mais

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Enfermagem

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Enfermagem PLANO DE ENSINO(PRÁTICA) 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Enfermagem Professores: Maria Aparecida Tavares Patricia de Lima Ribeiro cidaapartavares@hotmail.com.

Leia mais

ODT 7005 - ENDODONTIA PRÉ - CLINICA - PLANO DE ENSINO 2011-2

ODT 7005 - ENDODONTIA PRÉ - CLINICA - PLANO DE ENSINO 2011-2 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA COORDENADORIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Campus Prof. João David Ferreira Lima CEP 8800-900 Trindade

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENFERMAGEM (Currículo iniciado em 2010)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENFERMAGEM (Currículo iniciado em 2010) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENFERMAGEM (Currículo iniciado em 2010) ANATOMIA HUMANA CH 102 (2372) Estudo morfológico dos órgãos e sistemas que constituem o organismo humano, com ênfase para os

Leia mais

1. Das vagas de monitoria: 02 (duas) vagas para monitor-bolsista e 02 (duas) vagas para monitor-voluntário (não remunerado).

1. Das vagas de monitoria: 02 (duas) vagas para monitor-bolsista e 02 (duas) vagas para monitor-voluntário (não remunerado). EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO DE MONITORES DE ENSINO DOS CURSOS DE FARMÁCIA E MEDICINA VETERINÁRIA, PARA VAGA NA DISCIPLINA DE FARMÁCIA HOSPITALAR ANO LETIVO DE 2016/1. Os Coordenadores dos Cursos de Farmácia,

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Período/ Fase: 3º Semestre: 1º Ano: 2013 Disciplina: Introdução à Enfermagem

PLANO DE ENSINO. Período/ Fase: 3º Semestre: 1º Ano: 2013 Disciplina: Introdução à Enfermagem PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Enfermagem Professorer: Dayane Borille Dborille@hotmail.com Período/ Fase: 3º Semestre: 1º Ano: 2013

Leia mais

Preferência na Utilização de Preparações Anestésicas Injetáveis pelos Cirurgiões-Dentistas inscritos no Portal Farmaconline

Preferência na Utilização de Preparações Anestésicas Injetáveis pelos Cirurgiões-Dentistas inscritos no Portal Farmaconline Preferência na Utilização de Preparações Anestésicas Injetáveis pelos Cirurgiões-Dentistas inscritos no Portal Farmaconline Autores: ALMEIDA, Fernando Mendes de; DIAS, Francine, DIAS, Andréia Dias, FERREIRA,

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher) Enfoque: ( ) Obrigatória ( ) Optativa ( X ) Eletiva ( ) PDCI

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher) Enfoque: ( ) Obrigatória ( ) Optativa ( X ) Eletiva ( ) PDCI CURSO DE GRADUAÇÃO: Informática Biomédica, Física Médica, oxicologia Analítica, Biomedicina Diurno e Noturno SÉRIE: odas SEMESRE LEIVO DO ANO: ( X ) 1º SEMESRE ( ) 2º SEMESRE ( ) 1º e 2ª SEMESRES PLANO

Leia mais

CURSO: MEDICINA. INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Bases Biológicas da Prática Médica I. Carga Horária Prática 55

CURSO: MEDICINA. INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Bases Biológicas da Prática Médica I. Carga Horária Prática 55 Turno: INTEGRAL Currículo 2009 CURSO: MEDICINA INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Bases Biológicas da Prática Médica I Departamento CCO Período 1 Teórica 125 Carga Horária Prática 55 Total 180 Código

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Período/ Fase: 1ª. Semestre: 1º Ano: 2011

PLANO DE ENSINO. Período/ Fase: 1ª. Semestre: 1º Ano: 2011 PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Engenharia Ambiental Professora: Andréa Tozzo Marafon andreamarafon@uniarp.edu.br Período/ Fase: 1ª.

Leia mais

ANEXO I ÁREA DE FORMAÇÃO E TITULAÇÃO MÍNIMA

ANEXO I ÁREA DE FORMAÇÃO E TITULAÇÃO MÍNIMA 1 CURSO DE MEDICINA CÓD. DISCIPLINAS 001 Inglês 1 I 12 Curso formação completo em língua Inglesa ou título proficiência em língua inglesa. 002 Interação à Saú Comunitária I 2 I 12 ou Saú Coletiva ou Graduação

Leia mais

P R O G R A M A PRIMEIRA FASE

P R O G R A M A PRIMEIRA FASE UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE - CEFID DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - DEF CURSO: LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA CURRÍCULO: 2008/2 P R O G

Leia mais

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período Matriz Curricular Período 1º Unidades Acadêmicas UAI: Introdução ao Estudo da Odontologia Conhecer a estrutura do indivíduo nas suas bases biomoleculares e celulares quanto às propriedades e interrelações

Leia mais

Administração de medicamentos em enfermagem. Prof Giselle

Administração de medicamentos em enfermagem. Prof Giselle Administração de medicamentos em enfermagem Prof Giselle Administração de medicamentos È uma atividade séria que envolve muita responsabilidade. Neste contexto o enfermeiro deve agir com segurança responsabilidade

Leia mais

Componente Curricular: Toxicologia Clínica Código: FAR - 109 60h Pré-requisito: Farmacologia II Período Letivo: 2013.1

Componente Curricular: Toxicologia Clínica Código: FAR - 109 60h Pré-requisito: Farmacologia II Período Letivo: 2013.1 CURSO DE FARMÁCIA Autorizado pela Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 Componente Curricular: Toxicologia Clínica Código: FAR - 109 60h Pré-requisito: Farmacologia II Período

Leia mais

Administração de Medicamentos. Professora Daniele Domingues dani.dominguess@gmail.com

Administração de Medicamentos. Professora Daniele Domingues dani.dominguess@gmail.com Professora Daniele Domingues dani.dominguess@gmail.com FATORES QUE DETERMINAM A ESCOLHA VIA Tipo de ação desejada Rapidez de ação desejada Natureza do medicamento CLASSIFICAÇÃO Enterais Parenterais Tópica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA PLANO DE ENSINO DO MÓDULO Introdução ao estudo da medicina II área do conhecimento Clínica Médica/ Cardiologia (2013/semestre

Leia mais

Microbiologia: fungos causadores de micoses superficiais e. Microbiologia: fungos causadores de micoses superficiais e

Microbiologia: fungos causadores de micoses superficiais e. Microbiologia: fungos causadores de micoses superficiais e PLANILHA GERAL - BASES BIOLÓGICAS DA PRÁTICA MÉDICA VI- 1º 2013 Dia Data Hora Professor Sala Conteúdo Módulo 08:00 Marina 204 D Histologia da pele e anexos QUARTA 8/5/2013 Marina 204 D Histologia da pele

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Professor Massuyuki kawano Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação profissional: Técnico em Enfermagem Qualificação:

Leia mais

Foliron. Marjan Indústria e Comércio Ltda. Comprimidos revestidos Ácido fólico (5,0 mg/comp) + bisglicinato quelato ferroso (150,00 mg/comp)

Foliron. Marjan Indústria e Comércio Ltda. Comprimidos revestidos Ácido fólico (5,0 mg/comp) + bisglicinato quelato ferroso (150,00 mg/comp) Foliron Marjan Indústria e Comércio Ltda. Comprimidos revestidos Ácido fólico (5,0 mg/comp) + bisglicinato quelato ferroso (150,00 mg/comp) Foliron Ácido fólico + bisglicinato quelato ferroso APRESENTAÇÃO

Leia mais

ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. Ortografia (escrita correta das palavras). Divisão silábica. Pontuação. Acentuação Gráfica. Flexão do substantivo

ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. Ortografia (escrita correta das palavras). Divisão silábica. Pontuação. Acentuação Gráfica. Flexão do substantivo ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO EMPREGO: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE Ortografia (escrita correta das palavras). Divisão silábica. Pontuação. Acentuação Gráfica. Flexão do substantivo (gênero masculino e

Leia mais

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO ANEXO I RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Velactis 1,12 mg/ml solução injetável para bovinos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada ml contém: Substância

Leia mais

DRT: 113.507-7 113.021-9

DRT: 113.507-7 113.021-9 Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: NUTRIÇÃO Disciplina: TÓPICOS AVANÇADOS EM NUTRIÇÃO Professor(es): Ana Carolina Almada Colucci Paternez Mônica Glória Neumann Spinelli

Leia mais

1.1 QUADRO: PERÍODOS, VAGAS E TURNOS

1.1 QUADRO: PERÍODOS, VAGAS E TURNOS ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DO PARÁ ACEPA CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESTADO DO PARÁ CESUPA PROCESSO SELETIVO PARA MATRÍCULAS ESPECIAIS 2015/II CURSO DE ODONTOLOGIA EDITAL Nº 025/2015 1. O Reitor do

Leia mais

1ª Série. 5EST222 ESTÁGIO INTEGRATIVO DE BIOMEDICINA I Atividades práticas e de pesquisa nas várias disciplinas da área de biomedicina.

1ª Série. 5EST222 ESTÁGIO INTEGRATIVO DE BIOMEDICINA I Atividades práticas e de pesquisa nas várias disciplinas da área de biomedicina. 1ª Série 5MOR018 ANATOMIA DOS ANIMAIS DE LABORATÓRIO Estudo da anatomia de alguns animais utilizados em laboratório e considerados de grande importância para o futuro profissional biomédico, utilizando-se,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI www.ufvjm.edu.br

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI www.ufvjm.edu.br EDITAL Nº 02/2015 SELEÇÃO MONITORES REMUNERADOS E VOLUNTÁRIOS DO DEPARTAMENTO DE FARMÁCIA, DA UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI, CAMPUS JK O Departamento de Farmácia, torna público

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE CUNHA PORÃ

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE CUNHA PORÃ ANEXO I CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÍNIMO SUGERIDO PARA A REALIZAÇÃO DAS PROVAS OBJETIVAS CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CARGOS: TODOS OS CARGOS CONHECIMENTOS GERAIS História do Município: colonização, espaço geográfico,

Leia mais

ROTEIROS E ORIENTAÇÕES PARA OS RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA ÁREA DE:

ROTEIROS E ORIENTAÇÕES PARA OS RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA ÁREA DE: CURSO DE NUTRIÇÃO ROTEIROS E ORIENTAÇÕES PARA OS RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA ÁREA DE: MANUAL DO ESTAGIÁRIO NUTRIÇÃO CLÍNICA PROFESSORA SUPERVISORA Valéria Cristina Schneider São Carlos 2013 A - Estágio Supervisionado

Leia mais

PLANO DE CURSO 1ª SÉRIE ANO: 2008

PLANO DE CURSO 1ª SÉRIE ANO: 2008 PLANO DE CURSO 1ª SÉRIE ANO: 2008 CURSO: MEDICINA DEPARTAMENTO: SAÚDE COLETIVA DISCIPLINA: IMUNOLOGIA BÁSICA CARGA HORÁRIA: 72h/a PROFESSORES: Prof. Dr. Valmir Laurentino Silva Prof a. Dr a. Maria das

Leia mais