DINÂMICA DAS INFESTAÇÕES E ESTRATÉGIAS NO CONTROLE DE PRAGAS MAURO T B SILVA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DINÂMICA DAS INFESTAÇÕES E ESTRATÉGIAS NO CONTROLE DE PRAGAS MAURO T B SILVA"

Transcrição

1 DINÂMICA DAS INFESTAÇÕES E ESTRATÉGIAS NO CONTROLE DE PRAGAS MAURO T B SILVA

2 O AMBIENTE AGRÍCOLA Fatores climáticos Plantas hospedeiras Pragas Práticas culturais

3 MUDANÇA NAS PRÁTICAS CULTURAIS Plantio Convencional Plantio Direto Soja RR Milho Bt Soja Bt Fotos: MTB Silva.

4 MUDANÇA NAS PLANTAS HOSPEDEIRAS Monocultivo 1995 Policultivos 2015 Trigo Azevém Trigo Aveia Girassol Feijão Soja Nabo forrageiro Milho Buva Soja Fotos: MTB Silva.

5 MUDANÇAS NAS PRAGAS 1995 Cereais de Inverno 2015 Pulgão D. abderus P. triticophaga S. frugiperda Fotos: MTB Silva. Pseudaletia sp. R. padi virulífero D. melacanthus N. viridula

6 MUDANÇAS NAS PRAGAS 1990 Soja - pragas iniciais 2015 A. gemmatalis Lesmas Caracóis S. frugiperda Fotos: MTB Silva. N. viridula P. triticophaga D. speciosa S. subsignatus E. lignosellus

7 MUDANÇA NAS PRAGAS 1990 Soja - insetos mastigadores 2015 A. gemmatalis P. includens R. nu T. ni N. viridula H. virescens S. cosmioides S. eridania Fotos: MTB Silva.

8 MUDANÇA NAS PRAGAS 1990 Soja - insetos sugadores 2015 A. gemmatalis E. heros - adulto e ninfa Dichelops sp. Fotos: MTB Silva. N. viridula P. guildinii - adulto e ninfa Bemisia sp.

9 MUDANÇA NAS PRAGAS 1990 Soja - outras pragas 2015 A. gemmatalis Ácaro-rajado, T. urticae Ácaro-verde, M. planki Ácaro-vermelho: - T. ludeni - T. desertorum Fotos: MTB Silva. N. viridula Ácaro-branco, P. latus Tripes - adultos

10 MUDANÇA NAS PRAGAS 2007 Milho Bt - outras pragas L. suturalis A. albicosta Pseudaletia sp. S. Frugiperda e dano Fotos: MTB Silva. Larva de D. speciosa Colônia de D. melacanthus Colônia de R. maidis

11 PRAGAS NO AMBIENTE Plantas hospedeiras Práticas culturais - uso de defensivos

12 PRAGAS NO AMBIENTE Plantas hospedeiras variadas: - usadas para alimento - servem como abrigo ou refúgio - utilizadas como ponte verde - oferecem abundância de palha

13 Alimento e ponte verde PLANTAS HOSPEDEIRAS Soja na colheita Milho na fase inicial Fotos: MTB Silva.

14 PLANTAS HOSPEDEIRAS Abrigo ou refúgio Sumário de 08 ensaios Safras 2002/03 a 2009/10 Cruz Alta RS Fundacep Fecotrigo - RS, Projeto INSETOS#SOJ (%) freqüência sobre o total de percevejos coletados 52x aa / / / / / / / /10 Fonte: MTB Silva (2003 a 2010). Foto: AR Panizzi. Euschistus heros (ninfas + adultos)

15 PRAGAS NO AMBIENTE Reflexo do uso de defensivos: - Ácaros x ausência de plantas daninhas (herbicidas) - Fungos benéficos x fungicidas - Fungos benéficos x inseticidas

16 REFLEXO DO USO DE DEFENSIVOS Herbicidas (limpeza de plantas daninhas) Sumário de 01 ensaio Safra 2004/05 Santa Maria RS CCR-DDF-UFSM, Projeto de Pesquisa Curso de PÓS-GRADUAÇÃO Nº de ácaros por folha Colunas de mesma cor não diferem entre si pelo teste de Tukey (p<0,05) Ácaro-rajado, T. urticae 8,89 3,6x a 4,1x 10,09 2,43 Coodetec 214 RR - Testemunha Coodetec 214 RR - Capina Coodetec 214 RR - Glifosato Fonte: Adaptado de Roggia & Guedes (2007).

17 REFLEXO DO USO DE DEFENSIVOS Fungicidas e herbicidas (agindo sobre fungos benéficos) Sumário de vários ensaios Safra 2002/03 a 2004/05 Londrina PR Embrapa Soja, Projeto de Pesquisa na área de ENTOMOLOGIA Peso (mg) de micélios do fungo Colunas de mesma cor não diferem entre si pelo teste de Tukey (p<0,05) Doença branca, N. rileyi Controle = 95% a 97% Tebuconazole (Folicur) Epoxiconazole + Pyraclostrobin (Opera) Glyfosato (Roundap) Diflubenzuron (Dimilin) Testemunha Fonte: Adaptado de S Gomez (2005). Foto: MTB Silva.

18 REFLEXO DO USO DE DEFENSIVOS Fungicidas e herbicidas (agindo sobre fungos benéficos) Sumário de vários ensaios Safra 2002/03 a 2004/05 Londrina PR Embrapa Soja, Projeto de Pesquisa na área de ENTOMOLOGIA Micélios do fungo A Doença branca, N. rileyi B C Glyfosato (Roundap) Diflubenzuron (Dimilin) Fonte: S Gomez (2005). Foto A: MTB Silva. Fotos B e C: Juvenil.

19 REFLEXO DO USO DE DEFENSIVOS Inseticidas (agindo sobre fungos benéficos) Sumário de vários ensaios, em condições controladas - ano 2000 Compatível Moderadamente tóxico Incompatível INSETICIDAS B. bassiana B. anisopliae S. insectorum Tiametoxam Imidacloprido Fipronil Carbosulfano Acefato Deltametrina Endosulfan Fonte: Adaptado de Batista Filho et al. (2001).

20 MERCADO DE DEFENSIVOS Explosão de crescimento Mais investimento no controle

21 MERCADO DE DEFENSIVOS Explosão de crescimento: - TS inseticidas - inseticidas foliares - alvos mais visados

22 Sumário de vários anos - Brasil ADOÇÃO DE INSETICIDAS 25% aa Fonte: Painel Empresas Agroquímicos (2010).

23 ADOÇÃO DE INSETICIDAS Sumário de vários anos, em quatro Estados do Brasil: Rio Grande do Sul Santa Catarina Paraná Mato Grosso do Sul Milhões de US$ 12% aa 43% aa TS Inseticidas Inseticidas Foliares Fonte: Amis Kleffmann (2011).

24 Sumário de 2005 versus Brasil: Soja, Milho e Algodão Milhões de hectares ADOÇÃO DE INSETICIDAS Fonte I: Amis Kleffmann (2011). Fonte II. Adaptado de G Canato (2012).

25 MERCADO DE DEFENSIVOS Mais investimento no controle: - mais vigor nas plantas - dano das pragas - aumento de uso de GMO S - maior potencial produtivo das plantas - maior área plantada

26 TS INSETICIDAS - VIGOR Sumário de 01 ensaio - Safra 2008/09 Tupanciretã - RS Fundacep Fecotrigo - RS, Projeto TS INSETICIDAS#MIL Bt Efeito de vigor sobre a produtividade 9% (113,9 sc ha -1 ) (104,3 sc ha -1 ) AG 8011 YG AG 8011 YG + TS Inseticidas Fonte e Foto: MTB Silva (2009).

27 TS INSETICIDAS - VIGOR Sumário de 01 ensaio - Safra 2009/10 Cruz Alta - RS Fundacep Fecotrigo - RS, Projeto TS INSETICIDAS#SOJ Efeito de vigor sobre a produtividade 10% (105 sc ha -1 ) FUNDACEP 53 RR (116 sc ha -1 ) FUNDACEP 53 RR + TS Inseticidas Fonte e Foto: MTB Silva (2010).

28 TS INSETICIDAS - CONTROLE Sumário de 25 ensaios - Safras no período de 1987 a 2009 Cruz Alta - RS Fundacep Fecotrigo - RS, Projeto TS INSETICIDAS#MIL Efeito de controle das pragas iniciais sobre a produtividade Fonte: MTB Silva (2011). Design: G Canato (2011).

29 TS INSETICIDAS - CONTROLE Sumário de 25 ensaios - Safras no período de 1990 a 2008 Cruz Alta - RS Fundacep Fecotrigo - RS, Projeto TS INSETICIDAS#SOJ Efeito de controle das pragas iniciais sobre a produtividade Fonte: MTB Silva (2010). Design: G Canato (2011).

30 INSETICIDAS TS e FOLIAR Sumário de 01 ensaio - Safra 2009/10 Cruz Alta - RS Fundacep Fecotrigo - RS, Projeto TS INSETICIDAS#MIL Bt Efeito de controle de S. frugiperda sobre a produtividade 2% 6% B688Hx 2B688Hx (Inseticida Foliar) 2B688Hx (TS Inseticida e Inseticida Foliar) Fonte: MTB Silva (2010).

31 INSETICIDA FOLIAR Sumário de 01 ensaio - Safra 2008/09 Cruz Alta - RS Fundacep Fecotrigo - RS, Projeto TS INSETICIDAS#MIL Bt Efeito de controle de S. frugiperda sobre a produtividade 10% DKB 240 YG DKB 240 YG + Inseticida Foliar (2x) DKB 240 YG + Inseticida Foliar (4x) DKB 240 YG + Inseticida Foliar (6x) Fonte: MTB Silva (2009).

32 INSETICIDA FOLIAR Sumário de 01 ensaio - Safra 2008/09 Cruz Alta - RS Fundacep Fecotrigo - RS, Projeto TS INSETICIDAS#MIL Bt Efeito de controle de S. frugiperda sobre a produtividade 2 a 3% 6% AG 8011 YG AG 8011 YG + Inseticida Foliar (2x) AG 8011 YG + Inseticida Foliar (4x) AG 8011 YG + Inseticida Foliar (6x) Fonte: MTB Silva (2009).

33 INSETICIDA FOLIAR Sumário de 02 ensaios - Safras 2010/11 e 2011/12 Condor - RS Cotripal, Projeto INSETICIDAS#SOJ Duas aplicações: V6-R2 Efeito de controle do complexo de lagartas sobre a produtividade Colunas de mesma cor, dentro da safra e da média, não diferem entre si pelo teste de Tukey (p<0,05) % / /12 Média Testemunha Inseticida Foliar (2x) Fonte: MTB Silva & D Oerlecke (2012).

34 INSETICIDA FOLIAR Sumário de 02 ensaios - Safras 2010/11 e 2011/12 Itaara - RS Instituto Phytus, Projeto INSETICIDAS#SOJ Uma única aplicação: R1 x R7 Efeito de controle do complexo de percevejos sobre a produtividade Colunas de mesma cor, dentro da safra e da média, não diferem entre si pelo teste de Tukey (p<0,05) % / /12 Média R1 R7 Fonte: MTB Silva & C Balardin (2012).

35 INSETICIDA FOLIAR Sumário de 02 ensaios - Safras 2010/11 e 2011/12 Itaara - RS Instituto Phytus, Projeto INSETICIDAS#SOJ Duas aplicações: R1-R3 x R5-R7 Efeito de controle do complexo de percevejos sobre a produtividade Colunas de mesma cor, dentro da safra e da média, não diferem entre si pelo teste de Tukey (p<0,05) % / /12 Média R1-R3 R5-R7 Fonte: MTB Silva & C Balardin (2012).

36 INSETICIDA FOLIAR Sumário de 02 ensaios - Safras 2010/11 e 2011/12 Itaara - RS Instituto Phytus, Projeto INSETICIDAS#SOJ Três aplicações: R1-R3-R5 x R3-R5-R7 Efeito de controle do complexo de percevejos sobre a produtividade Colunas de mesma cor, dentro da safra e da média, não diferem entre si pelo teste de Tukey (p<0,05) 14% / /12 Média R1-R3-R5 R3-R5-R7 Fonte: MTB Silva & C Balardin (2012).

37 CONSIDERAÇÕES FINAIS Ambiente - O clima afeta a biologia das pragas; - O clima afeta o controle das pragas; - Também afeta o crescimento vegetal, deixando as plantas mais suscetíveis as populações de pragas. Práticas culturais - O uso de defensivos afeta a biologia das pragas e dos inimigos naturais, além da mudança das pragas para outra (s) planta (s) hospedeira (s). Melhoramento genético - A seleção de cultivares ou híbridos mais produtivos reduz a rusticidade das plantas e aumenta o dano das pragas.

38 Pragas alvos CONSIDERAÇÕES FINAIS 2012 Nas culturas de Soja, Algodão e Milho: aumento da população em soja dificuldade cada vez maior de controle Foto: MTB Silva. Mosca branca, Bemisia sp.

39 Pragas alvos 2012 CONSIDERAÇÕES FINAIS Foto: MTB Silva. Complexo de percevejos Nas culturas de soja, milho, trigo e algodão: aumenta importância pela introdução do Bt em milho, algodão e soja dificuldade crescente no controle por tolerância e por resistência

40 OBRIGADO Mauro Tadeu Braga da Silva Cruz Alta - RS Gen. Felipe portinho, 725 Centro Fone: Santa Maria - RS Duque de Caxias, º Andar Bairro Medianeira Fone:

MANEJO DE INSETOS E ÁCAROS NAS CULTURAS DA SOJA E DO MILHO. MAURO BRAGA Pesquisador

MANEJO DE INSETOS E ÁCAROS NAS CULTURAS DA SOJA E DO MILHO. MAURO BRAGA Pesquisador MANEJO DE INSETOS E ÁCAROS NAS CULTURAS DA SOJA E DO MILHO MAURO BRAGA Pesquisador Sistemas agrícolas Insetos e ácaros na soja Insetos no milho Inseticidas: manejo melhor Sistemas agrícolas Sistemas agrícolas

Leia mais

Desafios fitossanitários do cultivo da soja no Mercosul: INSETOS PRAGAS Desafios para o Brasil

Desafios fitossanitários do cultivo da soja no Mercosul: INSETOS PRAGAS Desafios para o Brasil Desafios fitossanitários do cultivo da soja no Mercosul: INSETOS PRAGAS Desafios para o Brasil Edson Hirose Embrapa Soja 1 As principais pragas Da Soja? 2 Principais pragas x fase de desenvolvimento da

Leia mais

ManeJo de Insetos na soja Intacta RR2 PRo SEMEANDO O FUTURO

ManeJo de Insetos na soja Intacta RR2 PRo SEMEANDO O FUTURO ManeJo de Insetos na soja Intacta RR2 PRo A cultura da soja está exposta, durante gemmatalis (lagarta todo o seu ciclo, ao ataque de diferentes Pseudoplusia includens espécies de insetos. Esses insetos

Leia mais

Injúria causada por percevejos fitófagos na fase inicial de desenvolvimento de plantas de milho e trigo

Injúria causada por percevejos fitófagos na fase inicial de desenvolvimento de plantas de milho e trigo Injúria causada por percevejos fitófagos na fase inicial de desenvolvimento de plantas de milho e trigo CANTONE, W. ; PISOLATO, R. 2 ; MARTINS, G.V. 2 ; HUTH, C. 3 ; CORRÊA-FERREIRA, B.S. 4 ; ROGGIA, S.

Leia mais

Manejo Inicial de Pragas na Cultura do Milho Verão. Eng. Agro. Fabricio Bona Passini Gerente de Agronomia Unidade Comercial Sul

Manejo Inicial de Pragas na Cultura do Milho Verão. Eng. Agro. Fabricio Bona Passini Gerente de Agronomia Unidade Comercial Sul Manejo Inicial de Pragas na Cultura do Milho Verão Eng. Agro. Fabricio Bona Passini Gerente de Agronomia Unidade Comercial Sul Agenda Porque estamos tendo problemas com alta pressão inicial de pragas na

Leia mais

Novos problemas de pragas

Novos problemas de pragas Novos problemas de pragas Pragas da parte aérea José Ednilson Miranda Embrapa Algodão Núcleo do Cerrado Sistema de Produção Novos problemas de pragas Cochonilha do algodoeiro Phenacoccus solenopsis Fotos:

Leia mais

Márcio Santos Diretor Estratégia & Produtos Brasilia/DF, 08/08/2013

Márcio Santos Diretor Estratégia & Produtos Brasilia/DF, 08/08/2013 Márcio Santos Diretor Estratégia & Produtos Brasilia/DF, 08/08/2013 A Evolução do Mercado de Soja no Brasil Avanços da genética, mais e melhores opções de insumos (sementes, máquinas, fertilizantes e defensivos)

Leia mais

P a n o r a m a dos insetos pragas das culturas de soja, milho e algodão na Defesa Sanitária Vegetal para Mato Grosso do Sul

P a n o r a m a dos insetos pragas das culturas de soja, milho e algodão na Defesa Sanitária Vegetal para Mato Grosso do Sul P a n o r a m a dos insetos pragas das culturas de soja, milho e algodão na Defesa Sanitária Vegetal para Mato Grosso do Sul PAULO E. DEGRANDE Universidade Federal da Grande Dourados O CONVITE versus FALAR

Leia mais

Resultados de Experimentação e Campos Demonstrativos de Milho Safra 2010/2011

Resultados de Experimentação e Campos Demonstrativos de Milho Safra 2010/2011 3 Resultados de Experimentação e Campos Demonstrativos de Milho Safra 200/20 André Luis F. Lourenção 3.. Introdução Analisando o oitavo levantamento da Conab (20), observase que a área semeada com milho

Leia mais

PRAGAS E INSETOS BENÉFICOS DA SOJA

PRAGAS E INSETOS BENÉFICOS DA SOJA guia de campo de PRAGAS E INSETOS BENÉFICOS DA SOJA 2008 Alexandre de Sene Pinto José Roberto Postali Parra Heraldo Negri de Oliveira Patrocínio: Monsanto do Brasil Ltda. CP 2 1 Copyright, CP 2, 2008 aspinn@uol.com.br

Leia mais

Manejo Integrado de Pragas de Grandes Culturas

Manejo Integrado de Pragas de Grandes Culturas Manejo Integrado de Pragas de Grandes Culturas Marcelo C. Picanço Prof. de Entomologia Universidade Federal de Viçosa Telefone: (31)38994009 E-mail: picanco@ufv.br Situação do Controle de Pragas de Grandes

Leia mais

Mas que negócio é esse de resistência de insetos?

Mas que negócio é esse de resistência de insetos? O milho Bt é obtido por meio da transformação genética de plantas de milho com genes da bactéria Bacillus thuringiensis, os quais promovem a expressão de proteínas com ação inseticida. Um trabalho que

Leia mais

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR 1 DELAI, Lucas da Silva; 1 ALVES Victor Michelon; 1 GREJIANIN, Gustavo; 1 PIRANHA, Michelle Marques

Leia mais

Relatório mensal, por Núcleo Regional, referente ao desenvolvimento das lavouras de Goiás safra 2011/2012 levantamento divulgado em Abril/2012

Relatório mensal, por Núcleo Regional, referente ao desenvolvimento das lavouras de Goiás safra 2011/2012 levantamento divulgado em Abril/2012 Relatório mensal, por Núcleo Regional, referente ao desenvolvimento das lavouras de Goiás safra 2011/2012 levantamento divulgado em Abril/2012 Núcleo 1 Matrinchã, Jussara e região. Os trabalhos estão concentrados

Leia mais

da Embrapa no campo da pesquisa e transferência de tecnologias alternativas ao uso de agrotóxicos

da Embrapa no campo da pesquisa e transferência de tecnologias alternativas ao uso de agrotóxicos Atuação da Embrapa no campo da pesquisa e transferência de tecnologias alternativas ao uso de agrotóxicos Rose Monnerat Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia Núcleo de Controle Biológico Autores Dra.

Leia mais

Canola. Informação sobre a. Reunião Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Oleaginosas e Biodiesel DF 03.07.2013

Canola. Informação sobre a. Reunião Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Oleaginosas e Biodiesel DF 03.07.2013 Produção de mel Informação sobre a Produção de Canola Raízes profundas Reunião Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Oleaginosas e Biodiesel Brasília DF 03.07.2013 Engº Agrº Msc Valdir Zonin SEAPA Coordenador

Leia mais

Manejo Integrado de Pragas

Manejo Integrado de Pragas Universidade Federal de Viçosa Departamento de Biologia Animal BAN 160 Entomologia Geral Manejo Integrado de Pragas Prof. Eliseu José G. Pereira eliseu.pereira@ufv.br O que é? Exemplos Organismo Praga

Leia mais

Relato da situação da ferrugem e do vazio sanitário na região Sul (PR, SC e RS) e Sudeste (MG, SP)

Relato da situação da ferrugem e do vazio sanitário na região Sul (PR, SC e RS) e Sudeste (MG, SP) Reunião do Consórcio Antiferrugem 26 de junho de 2008. Londrina, PR. Relato da situação da ferrugem e do vazio sanitário na região Sul (PR, SC e RS) e Sudeste (MG, SP) Dulândula S. M. Wruck - Epamig Leila

Leia mais

Danilo Scacalossi Pedrazzoli Diretor Industrial Koppert Biological Systems

Danilo Scacalossi Pedrazzoli Diretor Industrial Koppert Biological Systems Danilo Scacalossi Pedrazzoli Diretor Industrial Koppert Biological Systems ABCBio (Associação Brasileira das empresas de Controle Biológico) foi fundada em 2007, com a missão de congregar as empresas de

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ÁREA DE REFÚGIO SEMEANDO O FUTURO

A IMPORTÂNCIA DA ÁREA DE REFÚGIO SEMEANDO O FUTURO A IMPORTÂNCIA DA ÁREA DE REFÚGIO INTRODUÇÃO Desde o início da atividade agrícola e da domesticação das plantas há cerca de 9 mil anos, o homem realiza o melhoramento genético das plantas cultivadas com

Leia mais

Rondonópolis: Londrina: Brasília: Ponta Grossa: Cruz Alta: P. guildinii: 48% E. heros: 41% N. viridula: 6%

Rondonópolis: Londrina: Brasília: Ponta Grossa: Cruz Alta: P. guildinii: 48% E. heros: 41% N. viridula: 6% Percevejos e a qualidade da semente de soja - série sementes 3 Balsas: E. heros Boa Vista: E. heros P. guildinii N. viridula Barreiras: E. heros Uberaba: E. heros Campo Novo do Parecis: E. heros T. perditor

Leia mais

L A T I N A M E R I C A

L A T I N A M E R I C A SAFRA 2008 2009: TENDÊNCIAS E DESAFIOS DEFENSIVOS AGRÍCOLAS Engº Agrº José Otavio Menten Diretor Executivo ANDEF Associação Nacional de Defesa Vegetal 01/10/2008 ABMR / SP SAFRA 2008 2009 TENDÊNCIAS E

Leia mais

As matérias-primas do biodiesel em 2020. Manoel Teixeira Souza Júnior, Ph.D. Chefe Geral da Embrapa Agroenergia

As matérias-primas do biodiesel em 2020. Manoel Teixeira Souza Júnior, Ph.D. Chefe Geral da Embrapa Agroenergia As matérias-primas do biodiesel em 2020 Manoel Teixeira Souza Júnior, Ph.D. Chefe Geral da Embrapa Agroenergia As matérias-primas do biodiesel em 2020 Produção mundial de óleo das principais oleaginosas

Leia mais

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DE MATO GROSSO DO SUL RELATÓRIO SEMANAL DE 27 DE JANEIRO A 03 DE FEVEREIRO DE 2014

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DE MATO GROSSO DO SUL RELATÓRIO SEMANAL DE 27 DE JANEIRO A 03 DE FEVEREIRO DE 2014 ANO III / Nº 73 PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DE MATO GROSSO DO SUL RELATÓRIO SEMANAL DE 27 DE JANEIRO A 03 DE FEVEREIRO DE 2014 Núcleo 1 Chapadão do Sul Eng. Agr. Danilo Suniga de Moraes O plantio de algodão

Leia mais

Manejo inicial de pragas na cultura da soja. Eng. Agr. Marden A. de Oliveira Coordenador de Agronomia DuPont Pioneer

Manejo inicial de pragas na cultura da soja. Eng. Agr. Marden A. de Oliveira Coordenador de Agronomia DuPont Pioneer Manejo inicial de pragas na cultura da soja Eng. Agr. Marden A. de Oliveira Coordenador de Agronomia DuPont Pioneer Objetivo Apresentar as principais pragas da cultura da soja, discutindo a biologia e

Leia mais

Contexto e importância da diversificação de culturas em sistemas de produção de soja no Brasil

Contexto e importância da diversificação de culturas em sistemas de produção de soja no Brasil Contexto e importância da diversificação de culturas em sistemas de produção de soja no Brasil Eng. Agr. Dr. Henrique Debiasi Eng. Agr. Dr. Julio C. Franchini Eng. Agr. Dr. Alvadi A. Balbinot Jr. VII Congresso

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO. Avaliação do comportamento de HÍBRIDOS DE MILHO semeados em 3 épocas na região Parecis de Mato Grosso.

RELATÓRIO TÉCNICO. Avaliação do comportamento de HÍBRIDOS DE MILHO semeados em 3 épocas na região Parecis de Mato Grosso. RELATÓRIO TÉCNICO Avaliação do comportamento de HÍBRIDOS DE MILHO semeados em 3 épocas na região Parecis de Mato Grosso. Executora: P.A. Av. Nilo Torres, n 913 W, Parque Leblon, Tangará da Serra-MT CEP:

Leia mais

Palavras-chaves: Algodão, controle biológico, levantamento de pragas.

Palavras-chaves: Algodão, controle biológico, levantamento de pragas. FLUTUAÇÃO POPULACIONAL DE PRAGAS DO ALGODOEIRO COLORIDO BRS VERDE EM CATALÃO - GO. Nilton Cezar Bellizzi 2,4 ; David Hudson lopes Junior 1,4 ; Roberli Ribeiro Guimarães 3,4 ; Juliana Costa Biscaia 3,4

Leia mais

& ' ( ( ) * +,-./ & 0* * 0 * 12-3 $""4

& ' ( ( ) * +,-./ & 0* * 0 * 12-3 $4 ! "#$""$% & ' ( ( ) * +,-./ & 0* * 0 * 12-3 $""4 1. INTRODUÇÃO As vespinhas pertencentes ao gênero Trichogramma são insetos diminutos (tamanho médio entre 0,2 a 1,5 mm) pertencentes à ordem Hymenoptera

Leia mais

Mesorregião MT-RO Mato Grosso - Rondônia. Catálogo Soja

Mesorregião MT-RO Mato Grosso - Rondônia. Catálogo Soja Mesorregião MT-RO Mato Grosso - Rondônia Catálogo Soja 2013 Cultivares de Soja Marca Pionee r Mesorregião MT-RO Diversidade genética e qualidade A DuPont Pioneer, com mais de 85 anos de melhoramento, é

Leia mais

Controle Biológico. Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@.embrapa.br. Postura no coleto. Posturas nas folhas

Controle Biológico. Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@.embrapa.br. Postura no coleto. Posturas nas folhas Controle Biológico Postura no coleto Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@.embrapa.br Posturas nas folhas Proteção Ambiental: Controle Biológico Agrotóxicos Produtividade x Saúde do Trabalhador Rural Fonte:

Leia mais

EFEITO DO ATAQUE DE Dichelops melacanthus (HEMIPTERA: PENTATOMIDAE) EM HÍBRIDOS CONVENCIONAIS E TRANSGÊNICOS DE MILHO

EFEITO DO ATAQUE DE Dichelops melacanthus (HEMIPTERA: PENTATOMIDAE) EM HÍBRIDOS CONVENCIONAIS E TRANSGÊNICOS DE MILHO EFEITO DO ATAQUE DE Dichelops melacanthus (HEMIPTERA: PENTATOMIDAE) EM HÍBRIDOS CONVENCIONAIS E TRANSGÊNICOS DE MILHO Jonas Henrique Gatti 1a, Jacob Crosariol Netto 2c, Tamiris Marion de Souza 3c, Melina

Leia mais

SEVERIDADE DE DOENÇAS EM CULTIVARES DE MILHO

SEVERIDADE DE DOENÇAS EM CULTIVARES DE MILHO SEVERIDADE DE DOENÇAS EM CULTIVARES DE MILHO Christina Dudienas Instituto Agronômico (IAC) ESTADO DE SÃO PAULO Safra 2011/2012 DOENÇAS Ferrugem comum Manchas Foliares Phaeophaeria Diplódia Cercospora Turcicum

Leia mais

ESTRATÉGIAS MAIS EFICIENTES PARA O MANEJO DE LEPIDÓPTEROS NOS SISTEMAS DO CERRADO. Walter Jorge dos Santos YEHOSHUA HAMASHIACH

ESTRATÉGIAS MAIS EFICIENTES PARA O MANEJO DE LEPIDÓPTEROS NOS SISTEMAS DO CERRADO. Walter Jorge dos Santos YEHOSHUA HAMASHIACH ESTRATÉGIAS MAIS EFICIENTES PARA O MANEJO DE LEPIDÓPTEROS NOS SISTEMAS DO CERRADO. Walter Jorge dos Santos CERRADO BRASILEIRO & CENÁRIOS > oportunidades e desafios! HOSPEDEIROS CULTIVADOS SIMULTANEOS E/OU

Leia mais

Dow Sementes POWERCORE. UMA NOVA ERA NAS LAVOURAS DE MILHO. 0800 772 2492 www.dowagro.com.br. Soluções para um Mundo em Crescimento

Dow Sementes POWERCORE. UMA NOVA ERA NAS LAVOURAS DE MILHO. 0800 772 2492 www.dowagro.com.br. Soluções para um Mundo em Crescimento Dow Sementes POWERCORE. UMA NOVA ERA NAS LAVOURAS DE MILHO 0800 772 2492 www.dowagro.com.br Marcas registradas de The Dow Chemical Company ou companhias afiliadas. POWERCORE é uma tecnologia desenvolvida

Leia mais

POPULAÇÃO DE PERCEVEJOS PENTATOMÍDEOS EM PLANTAS HOSPEDEIRAS EM LAVOURAS DE SEQUEIRO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

POPULAÇÃO DE PERCEVEJOS PENTATOMÍDEOS EM PLANTAS HOSPEDEIRAS EM LAVOURAS DE SEQUEIRO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL POPULAÇÃO DE PERCEVEJOS PENTATOMÍDEOS EM PLANTAS HOSPEDEIRAS EM LAVOURAS DE SEQUEIRO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PASINI, Mauricio Paulo Batistella Pasini 1 ; LINK, Dionisio 1, SCAICH,

Leia mais

NUTRIÇÃO FOLIAR (FATOS E REALIDADES) Prof. Dr. Tadeu T. Inoue Solos e Nutrição de Plantas Universidade Estadual de Maringá Departamento de Agronomia

NUTRIÇÃO FOLIAR (FATOS E REALIDADES) Prof. Dr. Tadeu T. Inoue Solos e Nutrição de Plantas Universidade Estadual de Maringá Departamento de Agronomia NUTRIÇÃO FOLIAR (FATOS E REALIDADES) Prof. Dr. Tadeu T. Inoue Solos e Nutrição de Plantas Universidade Estadual de Maringá Departamento de Agronomia FATOS 80.000 70.000 60.000 ÁREA CULTIVADA (milhões/ha)

Leia mais

Culturas anuais para produção de volumoso em áreas de sequeiro

Culturas anuais para produção de volumoso em áreas de sequeiro Culturas anuais para produção de volumoso em áreas de sequeiro Henrique Antunes de Souza Fernando Lisboa Guedes Equipe: Roberto Cláudio Fernandes Franco Pompeu Leandro Oliveira Silva Rafael Gonçalves Tonucci

Leia mais

O azevém e a sanidade das lavouras de cereais de inverno: uma planta do bem ou do mal?

O azevém e a sanidade das lavouras de cereais de inverno: uma planta do bem ou do mal? Plantas Daninhas O azevém e a sanidade das lavouras de cereais de inverno: uma planta do bem ou do mal? Erlei Melo Reis 1 e Anderson Luiz Durante Danelli 1 Figura 1. Pastagem de azevém como forrageira

Leia mais

9.5 PRINCIPAIS PRAGAS E DOENÇAS DO FEIJOEIRO

9.5 PRINCIPAIS PRAGAS E DOENÇAS DO FEIJOEIRO 9.5 PRINCIPAIS PRAGAS E DOENÇAS DO FEIJOEIRO 9.5.1 Controle de Pragas PRINCIPAIS PRAGAS -Lagarta elasmo -Vaquinhas - Mosca branca -Ácaro branco -Carunchos LAGARTA ELASMO Feijão da seca aumento da população

Leia mais

Guia de Produtos 2014. Região Sul

Guia de Produtos 2014. Região Sul Guia de Produtos 2014 Sul Eleita em 2013 a melhor empresa brasileira de sementes * *Revista Globo Rural Supervisores regionais Índice Mato Grosso do Sul Nicolas Alves Cornacioni (67) 8118 6043 nicolas.cornacioni@coodetec.com.br

Leia mais

Biotecnologias no algodoeiro: eficiência, custos, problemas e perspectivas

Biotecnologias no algodoeiro: eficiência, custos, problemas e perspectivas Biotecnologias no algodoeiro: eficiência, custos, problemas e perspectivas Gestão operacional de lavouras transgênicas nas fazendas: Eficiência e Custos Aurelio Pavinato CEO SLC Agrícola S.A. Agenda 1

Leia mais

Localização. O Centro Nacional de Pesquisa de Trigo está localizado em Passo Fundo, estado do Rio Grande do Sul, Brasil.

Localização. O Centro Nacional de Pesquisa de Trigo está localizado em Passo Fundo, estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Localização Peru Chile Bolívia Paraguai Uruguai Argentina Passo Fundo, RS O Centro Nacional de Pesquisa de Trigo está localizado em Passo Fundo, estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Embrapa Trigo Rodovia

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL E TEMPORAL DE LAGARTAS DESFOLHADORAS NA CULTURA DA SOJA (Glycine max (L.) Merrill) EM SANTA MARIA 1

DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL E TEMPORAL DE LAGARTAS DESFOLHADORAS NA CULTURA DA SOJA (Glycine max (L.) Merrill) EM SANTA MARIA 1 DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL E TEMPORAL DE LAGARTAS DESFOLHADORAS NA CULTURA DA SOJA (Glycine max (L.) Merrill) EM SANTA MARIA 1 STÜRMER, Glauber Renato 2 ; GUEDES, Jerson V. Carús 3 ; CARGNELUTTI FILHO, Alberto

Leia mais

Pragas ocasionais em lavouras de soja no Rio Grande do Sul

Pragas ocasionais em lavouras de soja no Rio Grande do Sul Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ISSN 1518-6512 Dezembro, 2007 91 Pragas ocasionais em lavouras de soja no Rio Grande do Sul José Roberto Salvadori1 Paulo Roberto Valle da Silva Pereira¹

Leia mais

EFICIÊNCIA DO INSETICIDA ACTARA MIX 110 + 220 CE (THIAMETHOXAM + CIPERMETRINA) NO CONTROLE DE PERCEVEJOS-PRAGAS DA SOJA

EFICIÊNCIA DO INSETICIDA ACTARA MIX 110 + 220 CE (THIAMETHOXAM + CIPERMETRINA) NO CONTROLE DE PERCEVEJOS-PRAGAS DA SOJA 239 EFICIÊNCIA DO INSETICIDA ACTARA MIX 110 + 220 CE (THIAMETHOXAM + CIPERMETRINA) NO CONTROLE DE PERCEVEJOS-PRAGAS DA SOJA Z.A. Ramiro, A. Batista Filho, E.R.R. Cintra Instituto Biológico, Centro Experimental

Leia mais

José Geraldo Eugênio de França Diretor-Executivo Brasília - DF Junho/2008

José Geraldo Eugênio de França Diretor-Executivo Brasília - DF Junho/2008 UMA AGENDA PARA O DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA José Geraldo Eugênio de França Diretor-Executivo Brasília - DF Junho/2008 ALGUMAS CONSEQÜÊNCIAS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS RECURSOS HÍDRICOS: A MODIFICAÇÃO

Leia mais

08/04/2013 PRAGAS DO FEIJOEIRO. Broca do caule (Elasmopalpus legnosellus) Lagarta rosca (Agrotis ipsilon)

08/04/2013 PRAGAS DO FEIJOEIRO. Broca do caule (Elasmopalpus legnosellus) Lagarta rosca (Agrotis ipsilon) Pragas que atacam as plântulas PRAGAS DO FEIJOEIRO Pragas que atacam as folhas Lagarta enroladeira (Omiodes indicata) Pragas que atacam as vargens Lagarta elasmo (ataca também a soja, algodão, milho, arroz,

Leia mais

ENTOMOFAUNA ASSOCIADA Á SOJA RESISTENTE AO HERBICIDA GLIFOSATO (RR ) EM CONVIVÊNCIA COM PLANTAS DANINHAS NO PERIODO REPRODUTIVO DA CULTURA 1

ENTOMOFAUNA ASSOCIADA Á SOJA RESISTENTE AO HERBICIDA GLIFOSATO (RR ) EM CONVIVÊNCIA COM PLANTAS DANINHAS NO PERIODO REPRODUTIVO DA CULTURA 1 ENTOMOFAUNA ASSOCIADA Á SOJA RESISTENTE AO HERBICIDA GLIFOSATO (RR ) EM CONVIVÊNCIA COM PLANTAS DANINHAS NO PERIODO REPRODUTIVO DA CULTURA 1 CECHIN, Joanei 2 ; PICCININI, Fernando 2, BABINOT, Andrisa 2,

Leia mais

Ferrugem de Soja: Estimativas de Custo de Controle, em Passo Fundo, RS. Cláudia De Mori Leila Maria Costamilan

Ferrugem de Soja: Estimativas de Custo de Controle, em Passo Fundo, RS. Cláudia De Mori Leila Maria Costamilan Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ISSN 1518-6512 Dezembro, 2004 32 Ferrugem de Soja: Estimativas de Custo de Controle, em Passo Fundo, RS Cláudia De Mori Leila Maria Costamilan Foto:

Leia mais

Docente do Curso de Agronomia da Universidade Estadual de Goiás, Rua S7, s/n, Setor Sul, Palmeiras de Goiás GO. E-mail.: nilton.cezar@ueg.br.

Docente do Curso de Agronomia da Universidade Estadual de Goiás, Rua S7, s/n, Setor Sul, Palmeiras de Goiás GO. E-mail.: nilton.cezar@ueg.br. Avaliação de Pragas em uma Cultura de Milho para Produção de Sementes. BELLIZZI, N. C. 1, WINDER, A. R. S. 2, PEREIRA JUNIOR, R. D. 2 e BARROS, H. A. V. 2. 1 Docente do Curso de Agronomia da Universidade

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Época de Aplicação de N em Cobertura no Milho em Sucessão ao Consórcio Ervilhaca/Aveia Preta Laís Corrêa Miozzo 1,

Leia mais

Ocorrênciaecontrole de pragas na safrinha de milho nas regiões NorteeOeste doparaná

Ocorrênciaecontrole de pragas na safrinha de milho nas regiões NorteeOeste doparaná ISSN1518-4269 Ocorrênciaecontrole de pragas na safrinha de milho nas regiões NorteeOeste doparaná 45 Dezembro,2004 Introdução Atualmente, tem-seobservado, naculturado milho, aumento na incidência edensidade

Leia mais

Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes de Milho

Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes de Milho Milho e Sorgo Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes de Milho Sete Lagoas Março 2012 Economia do Uso de Novas Tecnologias A escolha racional do agricultor: Aumento da produtividade dos

Leia mais

Manual de identificação de percevejos da soja

Manual de identificação de percevejos da soja Manual de identificação de percevejos da soja Autor: Paulo Edimar Saran Paulo Edimar Saran Manual de identificação de percevejos da soja Paulo Edimar Saran Suas atividades profissionais tiveram início

Leia mais

CAMPO DE PROVA DA FUNDAÇÃO CHAPADÃO

CAMPO DE PROVA DA FUNDAÇÃO CHAPADÃO CAMPO DE PROVA DA FUNDAÇÃO CHAPADÃO TECNOAGRO Rodovia BR 060, km 11 - Condominio Rural Fundação Chapadão Casas 4, 5 e 6 - Caixa postal 39 - CEP 79.560-000 Chapadão do Sul, MS - www fundacaochapadao.com.br

Leia mais

WORKSHOP DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DE PESQUISAS SAFRA 2014/2015

WORKSHOP DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DE PESQUISAS SAFRA 2014/2015 DESAFIOS FITOSSANITÁRIOS NO MANEJO DE LAVOURAS WORKSHOP APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS - FBA Engº Agrº EZELINO CARVALHO INTRODUÇÃO O objetivo desta apresentação é dialogar sobre os problemas fitossanitários

Leia mais

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DE MATO GROSSO DO SUL RELATÓRIO SEMANAL DE 24 A 31 DE MARÇO DE 2014

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DE MATO GROSSO DO SUL RELATÓRIO SEMANAL DE 24 A 31 DE MARÇO DE 2014 ANO III / Nº 80 PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DE MATO GROSSO DO SUL RELATÓRIO SEMANAL DE 24 A 31 DE MARÇO DE 2014 ALERTA PARA O CONTROLE DO BICUDO DO ALGODOEIRO A presença do bicudo foi relatada e identificada

Leia mais

Documentos ISSN 1516-781X Abril, 2014 269

Documentos ISSN 1516-781X Abril, 2014 269 Documentos ISSN 1516-781X Abril, 2014 269 Manual de identificação de insetos e outros invertebrados da cultura da soja 3ª edição Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Soja Ministério da Agricultura,

Leia mais

VANTAGENS ECOLÓGICAS E ECONÔMICAS DE REFLORESTAMENTOS EM PROPRIEDADES RURAIS NO SUL DO BRASIL RESUMO

VANTAGENS ECOLÓGICAS E ECONÔMICAS DE REFLORESTAMENTOS EM PROPRIEDADES RURAIS NO SUL DO BRASIL RESUMO VANTAGENS ECOLÓGICAS E ECONÔMICAS DE REFLORESTAMENTOS EM PROPRIEDADES RURAIS NO SUL DO BRASIL RESUMO Honorino Roque Rodigheri * Este estudo tem o objetivo de comparar os indicadores ecológicos (uso de

Leia mais

MANUAL DE PRAGAS DO MILHO, SOJA E ALGODÃO.

MANUAL DE PRAGAS DO MILHO, SOJA E ALGODÃO. MANUAL DE PRAGAS DO MILHO, SOJA E ALGODÃO. Nota Este documento técnico tem por finalidade difundir o conhecimento entre influenciadores, revendas e produtores, sem finalidade comercial. Foram compiladas

Leia mais

Silvio André Biasuz - 2 -

Silvio André Biasuz - 2 - Silvio André Biasuz Formação Engenheiro Agrônomo UPF - 1997 Pós Graduação Gestão Empresarial FGV - 2000 MBA Gestão de Pessoas e Negócios ESPM - 2006 MBA Gestão de Negócios Corporativos FIA USP - 2008 Vivência

Leia mais

A contribuição dos Engenheiros para o Moderno Agronegócio Brasileiro

A contribuição dos Engenheiros para o Moderno Agronegócio Brasileiro A contribuição dos Engenheiros para o Moderno Agronegócio Brasileiro Robson Mafioletti Eng. Agr., MSc. Economia Aplicada - Diretor da AEAPR-Curitiba, Conselheiro Titular do CREA/PR Atua na Getec/Ocepar

Leia mais

A SOJA NO BRASIL. Engº Agrº Amélio Dall Agnol Embrapa Soja, Londrina, PR

A SOJA NO BRASIL. Engº Agrº Amélio Dall Agnol Embrapa Soja, Londrina, PR A SOJA NO BRASIL Engº Agrº Amélio Dall Agnol Embrapa Soja, Londrina, PR O que vamos abordar nesta apresentação 1. Desenvolvimento da soja no Brasil. 2. Razões do deu rápido desenvolvimento. 3. Importância

Leia mais

POPULAÇÃO DE PERCEVEJOS PENTATOMÍDEOS EM PLANTAS HOSPEDEIRAS EM LAVOURAS DE ARROZ IRRIGADO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

POPULAÇÃO DE PERCEVEJOS PENTATOMÍDEOS EM PLANTAS HOSPEDEIRAS EM LAVOURAS DE ARROZ IRRIGADO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL POPULAÇÃO DE PERCEVEJOS PENTATOMÍDEOS EM PLANTAS HOSPEDEIRAS EM LAVOURAS DE ARROZ IRRIGADO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PASINI, Mauricio Paulo Batistella Pasini 1 ; LINK, Dionisio 1, SCHAICH, Gabriel

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR Foi realizado no dia 12 de julho de 2012 em Londrina (PR), o painel de custos de produção de grãos. A pesquisa faz parte do Projeto Campo Futuro da Confederação

Leia mais

RELATÓRIO TÈCNICO. Técnico: João Adolfo Kasper. Período de Viagem:19/06/2005 á 25/06/2005

RELATÓRIO TÈCNICO. Técnico: João Adolfo Kasper. Período de Viagem:19/06/2005 á 25/06/2005 RELATÓRIO TÈCNICO Técnico: João Adolfo Kasper Período de Viagem:19/06/2005 á 25/06/2005 Objetivo: Realizar o 5º Levantamento da Safra 2004/2005 sendo a 3ª avaliação para as culturas, Arroz Sequeiro, Milho

Leia mais

Canola. Brasília, Setembro de 2010.

Canola. Brasília, Setembro de 2010. Canola Brasília, Setembro de 2010. Canola: A canola ocupa o terceiro lugar entre as oleogionosas cultivadas no mundo. A internação no Brasil ocorreu em 1974 procedente do México, país criador da canola.

Leia mais

Controle Microbiano de Fernanda Goes Mendes Marina Chamon Abreu Seminário de Microbiologia do Solo 2014/1 O controle de na agricultura é um fator limitante e resulta no aumento do custo de produção; O

Leia mais

Impactos da Adoção da Tecnologia Intacta. Monsanto

Impactos da Adoção da Tecnologia Intacta. Monsanto Impactos da Adoção da Tecnologia Intacta Monsanto 11 de junho de 2013 1 Objetivo do trabalho 2 Objetivo do presente trabalho é demonstrar a importância econômica da utilização da tecnologia no aumento

Leia mais

Referências Bibliográficas

Referências Bibliográficas Considerações Finais Todos os tratamentos testados apresentaram teores foliares de N inferiores ao recomendado para a cultura da soja. As aplicações isoladas de BIOMOL (0,3 L/ha), KALIBRE (1,5 L/ha) e

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Controle Químico de Pragas Via Tratamento de Sementes na Cultura do Milho Antonio Luiz Viegas Neto 1, Rafael Heinz

Leia mais

REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA

REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA - ISSN 1678-3867 PUBLICAÇÃO CI ENTÍFICA DA FACULDADE DE AGRONOMIA E ENGENHARIA FLORESTAL DE GARÇA/FAEF ANO V, NÚMERO, 09, JUNHO DE 2006. PERIODICIDADE: SEMESTRAL

Leia mais

Novas tecnologias para o desenvolvimento produtivo baseado na experiência do desenvolvimento do Cerrado Brasileiro

Novas tecnologias para o desenvolvimento produtivo baseado na experiência do desenvolvimento do Cerrado Brasileiro Novas tecnologias para o desenvolvimento produtivo baseado na experiência do desenvolvimento do Cerrado Brasileiro Cláudio Takao Karia Chefe Adjunto de P&D Embrapa Cerrados VI Foro por el desarrollo de

Leia mais

INTEGRAÇÃO LAVOURA/ PECUÁRIA. Wilson José Rosa Coordenador Técnico Estadual de Culturas DEPARTAMENTO TÉCNICO - EMATER-MG

INTEGRAÇÃO LAVOURA/ PECUÁRIA. Wilson José Rosa Coordenador Técnico Estadual de Culturas DEPARTAMENTO TÉCNICO - EMATER-MG INTEGRAÇÃO LAVOURA/ PECUÁRIA Wilson José Rosa Coordenador Técnico Estadual de Culturas DEPARTAMENTO TÉCNICO - EMATER-MG - No Brasil o Sistema de Integração Lavoura Pecuária, sempre foi bastante utilizado,

Leia mais

SEMENTES Cenário Atual e Desafios para o Futuro. Eng. Agr. Ivan Paghi Diretor Técnico Abrange

SEMENTES Cenário Atual e Desafios para o Futuro. Eng. Agr. Ivan Paghi Diretor Técnico Abrange SEMENTES Cenário Atual e Desafios para o Futuro Eng. Agr. Ivan Paghi Diretor Técnico Abrange Eng. Agr. Ivan Paghi Diretor Técnico AGREGANDO VALOR À SOJA E MILHO CIA S ASSOCIADAS Produtores Rurais - NGMO

Leia mais

MILHO TRANSCÊNICO: CADA VEZ MAIS PRESE

MILHO TRANSCÊNICO: CADA VEZ MAIS PRESE MILHO TRANSCÊNICO: CADA VEZ MAIS PRESE A Fundação Pró-Sementes aponta que um dos grandes problemas encontrados nos arrozais é a forte atuação de plantas invasoras, que são de difícil controle, prejudicando

Leia mais

Campeão de Produtividade de Soja Região Sudeste. ANTONIO LUIZ FANCELLI Fundador do CESB e Docente da ESALQ/USP SAFRA 2011/2112

Campeão de Produtividade de Soja Região Sudeste. ANTONIO LUIZ FANCELLI Fundador do CESB e Docente da ESALQ/USP SAFRA 2011/2112 Campeão de Produtividade de Soja Região Sudeste ANTONIO LUIZ FANCELLI Fundador do CESB e Docente da ESALQ/USP SAFRA 2011/2112 Dados do Participante (Campeão) PRODUTOR: FREDERIK JAKOBUS WOLTERS CONSULTOR

Leia mais

INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA

INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA TEL +55 34 3229 1313 FAX +55 34 3229 4949 celeres@celeres.com.br celeres.com.br IB14.01 9 de abril de 2014 INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA Conteúdo Análise Geral... 2 Tabelas... 6 Figuras Figura 1. Adoção da

Leia mais

SISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETAL AGROECOLÓGICA

SISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETAL AGROECOLÓGICA SISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETAL AGROECOLÓGICA III Ciclo de Palestras Produção Animal, Meio Ambiente e Desenvolvimento - UFPR Julio Carlos B.V.Silva Instituto Emater juliosilva@emater.pr.gov.br A produção

Leia mais

OUTROS BESOUROS Sternechus subsignatus e outras

OUTROS BESOUROS Sternechus subsignatus e outras OUTROS BESOUROS Sternechus subsignatus e outras Outras espécies de besouros causam problemas à soja no Brasil. São de ocorrência regional ou secundárias e por causarem prejuízos à cultura devem ser conhecidos.

Leia mais

Missão. Visão. Quem Somos

Missão. Visão. Quem Somos Quem Somos A Monsanto foi fundada em 1901 em Saint Louis, Missouri, nos Estados Unidos, e hoje possui 404 unidades em 67 países do mundo. Estamos no Brasil desde 1963 e contamos com o trabalho e a colaboração

Leia mais

Manejo das principais pragas de trigo. Paulo Roberto V. da S. Pereira

Manejo das principais pragas de trigo. Paulo Roberto V. da S. Pereira Manejo das principais pragas de trigo Paulo Roberto V. da S. Pereira Insetos-praga na cultura do trigo Insetos-praga na cultura do trigo Corós (Coleoptera: Scarabaeidae) Corós Insetos-praga na cultura

Leia mais

O que é uma empresa rural?

O que é uma empresa rural? Contabilidade Rural Prof. João Marcelo O que é uma empresa rural? É aquela que explora a capacidade produtiva do solo por meio do cultivo da terra, da criação de animais e da transformação de determinados

Leia mais

E-mail:waldir.dias@embrapa.br

E-mail:waldir.dias@embrapa.br NEMATOIDE DE CISTO DA SOJA (NCS) (Heterodera glycines): IDENTIFICAÇÃO E MANEJO Waldir Pereira Dias Embrapa Soja, Cx. Postal 231, 86001-970- Londrina, PR E-mail:waldir.dias@embrapa.br Tel.: (43) 3371-6276

Leia mais

INSETOS CAUSADORES DA PEGAJOSIDADE NO ALGODOEIRO. Carlos Alberto Domingues da Silva 2011

INSETOS CAUSADORES DA PEGAJOSIDADE NO ALGODOEIRO. Carlos Alberto Domingues da Silva 2011 INSETOS CAUSADORES DA PEGAJOSIDADE NO ALGODOEIRO Carlos Alberto Domingues da Silva 2011 INSETOS CAUSADORES DA PEGAJOSIDADE NO ALGODOEIRO PRODUÇÃO DE HONEYDEW POR INSETOS E SUAS RELAÇÕES COM A PEGAJOSIDADE

Leia mais

Helicoverpa armigera. Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@embrapa.br

Helicoverpa armigera. Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@embrapa.br Helicoverpa armigera Ivan Cruz, entomologista ivan.cruz@embrapa.br Controle Biológico com ênfase a Trichogramma Postura no coleto Posturas nas folhas Trichogramma Manejo Integrado de Pragas com ênfase

Leia mais

Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra

Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra Ano 8 Edição 15 - Setembro de 2015 Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra A forte valorização do dólar frente ao Real no decorrer deste ano apenas no período de

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias Insetário G.W.G. de Moraes

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias Insetário G.W.G. de Moraes Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias Insetário G.W.G. de Moraes PRAGAS DO ALGODOEIRO Germano Leão Demolin Leite Vinicius Matheus Cerqueira Bom dia pessoal! Hoje vamos falar

Leia mais

Rendimento de Grãos de Híbridos Comerciais de Milho nas Regiões Sul, Centro-Sul e Leste Maranhense

Rendimento de Grãos de Híbridos Comerciais de Milho nas Regiões Sul, Centro-Sul e Leste Maranhense 228 ISSN 0104-7647 Dezembro, 2011 Teresina, PI Foto: Milton José Cardoso Rendimento de Grãos de Híbridos Comerciais de Milho nas Regiões Sul, Centro-Sul e Leste Maranhense Milton José Cardoso 1 Hélio Wilson

Leia mais

Evolução da Produção Regional dos Principais Grãos (2010-2015)

Evolução da Produção Regional dos Principais Grãos (2010-2015) Evolução da Produção Regional dos Principais Grãos (2010-2015) Gráfico 1 Evolução da produção de grãos (Em milhões de toneladas) A produção brasileira de cereais, leguminosas e oleaginosas cresceu, em

Leia mais

AGROTÓXICOS USO E CONSUMO NO BRASIL GERÊNCIA GERAL DE TOXICOLOGIA

AGROTÓXICOS USO E CONSUMO NO BRASIL GERÊNCIA GERAL DE TOXICOLOGIA AGROTÓXICOS USO E CONSUMO NO BRASIL GERÊNCIA GERAL DE TOXICOLOGIA AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA Abril de 2014 AGROTÓXICOS Definição legal Substância ou mistura de substâncias que atua sobre

Leia mais

Ações de manejo da. Helicoverpa armigera. Realização:

Ações de manejo da. Helicoverpa armigera. Realização: Ações de manejo da Helicoverpa armigera Realização: Quem é a praga? A Helicoverpa armigera é uma praga exótica, polífaga, que se alimenta de várias culturas agrícolas e plantas daninhas. Na fase de larva

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Desempenho de Híbridos Simples de Milho no Estado do Maranhão na Safra de 2010 1 Cinthia Souza Rodrigues 1, Hélio

Leia mais