derrota: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra Ele admitiu a derrota.

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "derrota: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra Ele admitiu a derrota."

Transcrição

1

2 Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra derrota: Ele admitiu a derrota. suj VTD função: núcleo do objeto direto classe: substantivo Trocando o termo a derrota pela oração que foi derrotado, teremos o período composto equivalente: Ele admitiu que foi derrotado. suj VTD função: objeto direto equivale: substantivo derrota

3 Observe, então, que a oração que foi derrotado, ao mesmo tempo que exerce a função de objeto direto, ocupa o lugar de um substantivo. Por isso ela recebe o nome de substantiva. Portanto, que foi derrotado é uma oração subordinada substantiva objetiva direta. Para sintetizar os conceitos acima, complete o seguinte quadro.

4 É oração porque tem verbo. É subordinada porque Que foi derrotado É substantiva porque É objetiva direta porque

5 Classificação das Subordinadas Substantivas Classificar uma oração subordinada substantiva significa indicar a função sintática que ela exerce no período. No quadro ao lado estão os nomes que uma oração subordinada substantiva pode receber, dependendo da função sintática que ela exerce no período. Oração subordinada substantiva 1. subjetiva 2. objetiva direta 3. objetiva indireta 4. Predicativa 5. Completiva nominal 6. Apositiva Função no período composto sujeito da oração principal objeto direto do verbo da oração principal objeto indireto do verbo da oração principal predicativo do sujeito da oração principal complemento nominal de um nome da oração principal aposto de um nome da oração principal

6 As estruturas do período simples (PS) e do período composto (PC) são equivalentes. A classificação de uma oração subordinada substantiva depende de determinadas estruturas básicas (sujeito + verbo transitivo direto; verbo de ligação + predicativo etc.) presentes na oração principal. A oração subordinada substantiva exerce sempre função de um termo que falta na oração principal. (vide quadro de classificação das subordinadas substantivas)

7 Subordinada substantiva subjetiva da oração principal. função de sujeito Estruturas básicas: Verbo de ligação + predicativo or. subord. Subst. subjetiva Você deve ler a estrutura básica acima assim: toda vez que a oração principal apresentar verbo de ligação + predicativo, a oração subordinada substantiva será subjetiva. Essa orientação vale também para todas as estruturas que seguem. Oração principal PS VL pred. do suj suj. É conveniente seu regresso. PC É conveniente or. principal que você regresse. or. subord. subst. subjetiva

8 Verbo unipessoal or. subord. Subst. subjetiva Oração principal PS suj. No relatório não consta a presença dele. PC No relatório não consta or. principal que ele esteja presente. or. subord. subst. subjetiva Observação: Verbos que mais comumente são usados como unipessoal (isto é, na 3ª pessoa): constar, convir, parecer, importar, interessar, suceder, acontecer.

9 Verbo na voz passiva or. subord. Subst. subjetiva Oração principal PS verbo impessoal Foi divulgado suj. o seu retorno. PC Foi divulgado or. principal que você retornaria. or. subord. subst. subjetiva No exemplo acima, o verbo da oração principal está na voz passiva analítica, mas ele pode estar também na voz passiva sintética. Divulgou-se que você retornaria. or. principal or. subord. subst. subjetiva

10 Observações: Veja, portanto, que existem três estruturas de oração principal que exige oração subordinada substantiva subjetiva. verbo de ligação + predicativo verbo unipessoal + verbo na voz passiva or. subord subst. subjetiva 2) Como a subordinada substantiva subjetiva funciona como sujeito da oração principal, é claro que, dentro da oração principal, não poderá haver sujeito.

11 Subordinada substantiva objetiva direta função de de objeto direto do verbo da oração principal. Estruturas básicas: (sujeito) + VTD or. subord. Subst. Objetiva direta Oração principal PS suj. VTD OD A prefeitura exigiu o pagamento das despesas. PC A prefeitura exigiu or. principal que as despesas fossem pagas. or. subord. subst. objetiva direta

12 Observação: Na estrutura básica desse caso e dos próximos, o termo que está entre parênteses pode, às vezes, não aparecer (o sujeito pode estar oculto ou indeterminado). Dizem VTD que ele sumiu. or. sub. subst. objetiva direta

13 Subordinada substantiva objetiva indireta de objeto indireto do verbo da oração principal. função Estruturas básicas: (sujeito) + VTI or. subord. Subst.Obj. indireta Oração principal PS suj. VTI OI Seus amigos confiam em sua vitória PC Seus amigos confiam or. principal em que você vença. or. subord. subst. objetiva indireta

14 Observação: Note que, da mesma forma que o objeto indireto, a oração objetiva indireta também se inicia por preposição, que pode, às vezes, estar oculta. Ninguém se lembrava que ele havia voltado. VTI or. subord. subst. objetiva indireta (de)

15 Subordinada substantiva predicativa predicativo do sujeito da oração principal. função de Estruturas básicas: (sujeito) + verbo de ligação or. subord. subst. predicativa Oração principal PS suj. Verbo de ligação predicativo Nossa preocupação era a chuva. PC Nossa preocupação era or. principal que chovesse. or. subord. subst. predicativa

16 Subordinada substantiva completiva nominal função de complemento nominal de um nome de sentido incompleto da oração principal. Estruturas básicas: (sujeito) + verbo + nome incompleto or. sub. subst. comp. nominal Oração principal PS suj. verbo nome incompleto Complemento nominal Seu irmão estava certo de sua volta. PC Seu irmão estava certo or. principal de que você voltaria. or. subord. subst. completiva nominal

17 Observação: A oração subordinada substantiva completiva nominal, da mesma forma que o complemento nominal, inicia-se por preposição, que pode estar subentendida no texto. Ela tem receio que você não aceite o convite. Nome incompleto (de) or. subord. subst. completiva nominal

18 Subordinada substantiva apositiva de um nome da oração principal. função de aposto Estruturas básicas: (sujeito) + verbo + nome or. subord. subst. apositiva Oração principal PS suj. verbo nome oposto Nos defendemos uma idéia: a invasão da casa. PC Nós defendemos uma idéia: que a casa seja invadida. or. principal or. subord. subst. apositiva

19 Em geral, a oração apositiva vem após dois ponto, ou, mais raramente, entre vírgulas. Seu grande plano, que o time vencesse, não deu certo. Observações: 1ª) É claro que, para analisar uma oração subordinada substantiva, você não precisa comparar o período composto com o período simples correspondente. Isso porque, além de desnecessária, essa comparação nem sempre é possível. Nos exemplos acima, a comparação foi feita para que você compreendesse melhor a estrutura do período composto. Na prática, basta que você analise a estrutura da oração principal e verifique que termo falta nela; a oração subordinada substantiva terá o nome do termo que estiver faltando na principal. 2ª) Em geral, as orações subordinadas substantivas são iniciada pelas conjunções que e se, chamadas conjunções integrantes. Mais raramente, essas orações vêm iniciadas por outras palavras. Exemplos: Ninguém perguntou quando você voltaria. suj. VTD or. subord. subst. objetiva direta oração principal advérbio Eu nunca soube onde encontrá-los. suj. VTD oração principal Pronome relativo

20 Oração subordinada substantiva Subjetiva:(função: sujeito) SÍNTESE DA UNIDADE Estrutura da oração principal Verbo de ligação + predicativo É bom que voltes. Verbo unipessoal Convém que nos ajudem. Verbo na voz passiva Será divulgado que ele virá. Objetiva direta: (função: objeto direto) Objetiva indireta: (função: objeto indireto) Predicativa: (função: predicativo) Completiva nominal: (função: complemento nominal) Apositiva (sujeito) + VTD Ela disse que viria cedo. (sujeito) + VTI Não concordo com que ele jogue sujo conosco. Sujeito + verbo de ligação O certo é que ele sumiu. (sujeito) + verbo + nome incompleto Ele está certo de que venceu. (sujeito) + verbo + nome + aposto Só lhe peço isso: que me ajude. Observações: 1ª) Os termos que estão entre parênteses podem, ocasionalmente, não aparecer na estrutura da oração principal. 2ª) As conjunções que iniciam subordinadas substantivas chamam-se conjunções subordinativas integrantes (em geral, que e se)

21 Para facilitar o reconhecimento de uma oração subordinada substantiva, você poderá substituí-la pelo pronome substantivo ISTO. Veja: a) Ela disse o que o viu. OU Oração subordinada substantiva Objetiva direta Ela disse isto. Pronome substantivo b) O melhor é que venhas. OU Oração Subordinada substantiva Predicativa O melhor é isto. Pronome substantivo

o erro: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra

o erro: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra o erro: Neymar não admitiu o erro do juiz. suj VTD função: núcleo do direto classe: substantivo

Leia mais

Prof.ª Cristiana Ferreira Nunes

Prof.ª Cristiana Ferreira Nunes Prof.ª Cristiana Ferreira Nunes 2012 São Subordinadas Substantivas as orações equivalentes a substantivos dos períodos simples. Exemplos: Período simples: Substantivo (núcleo do OD) Quero a sua presença

Leia mais

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto Professora Melina 9º. Ano Relembrando... ORAÇÃO Enunciado organizado em torno de um verbo. Você abre a janela. PERÍODO SIMPLES frase formada por uma só oração.

Leia mais

Funções do substantivo. Sujeito Objeto direto Objeto indireto Complemento nominal Predicativo Aposto

Funções do substantivo. Sujeito Objeto direto Objeto indireto Complemento nominal Predicativo Aposto Funções do substantivo Sujeito Objeto direto Objeto indireto Complemento nominal Predicativo Aposto Orações desenvolvidas São introduzidas por uma conjunção integrante (que,se); ou introduzidas por pronome

Leia mais

Prof. Eduardo Pereira Machado

Prof. Eduardo Pereira Machado Prof. Eduardo Pereira Machado Período Simples Todos esperam sua volta. Período Composto Todos esperam que você volte. A comparação entre ambas permite concluir que: 1. No período simples, a função de objeto

Leia mais

Orações Subordinadas. Apostila 3, Capítulo 8 Unidades 35 a 38 (pág. 313 a 321)

Orações Subordinadas. Apostila 3, Capítulo 8 Unidades 35 a 38 (pág. 313 a 321) Orações Subordinadas d Apostila 3, Capítulo 8 Unidades 35 a 38 (pág. 313 a 321) Professora Simone 2 Período Composto por Subordinação É aquele formado por uma oração principal e uma ou mais orações subordinadas;

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO O período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Chamamos oração coordenada por não exercer nenhuma função sintática em outra oração, daí ser chamada

Leia mais

DICAS ÚTEIS PARA ORAÇÕES

DICAS ÚTEIS PARA ORAÇÕES DICAS ÚTEIS PARA ORAÇÕES SUBSTANTIVAS ORAÇÃO PRINCIPAL Nome da oração que não possui a conjunção. ORAÇÃO SUBORDINADA Nome da oração que tem no seu início a conjunção; completa uma oração principal. CONJUNÇÃO

Leia mais

Professor Jailton. www. professorjailton.com.br

Professor Jailton. www. professorjailton.com.br Professor Jailton www. professorjailton.com.br Período Composto por Subordinação Oração Subordinada Substantiva Oração Subordinada Adjetiva Oração Subordinada Adverbial Funções do substantivo Sujeito Objeto

Leia mais

REVISÃO DE CONTEÚDO PERÍODO COMPOSTO. Profª.: Célia Trindade de Araújo e Silva

REVISÃO DE CONTEÚDO PERÍODO COMPOSTO. Profª.: Célia Trindade de Araújo e Silva REVISÃO DE CONTEÚDO PERÍODO COMPOSTO Profª.: Célia Trindade de Araújo e Silva ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS Para compreender como a oração subordinada substantiva desempenha a função própria de um

Leia mais

As orações subordinadas substantivas exercem funções próprias dos substantivos (sujeito, objeto direto, objeto indireto, predicativo, complemento

As orações subordinadas substantivas exercem funções próprias dos substantivos (sujeito, objeto direto, objeto indireto, predicativo, complemento As orações subordinadas substantivas exercem funções próprias dos substantivos (sujeito, objeto direto, objeto indireto, predicativo, complemento nominal, aposto) (CEGALLA, 2008, p.379) SUBJETIVAS: Exercem

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Sintaxe do período composto: parte I Conceitos

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS As ORAÇÕES SUBORDINADAS funcionam sempre como um termo essencial, integrante e acessório da oração principal.

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves PERÍODO COMPOSTO As orações podem ser constituídas da seguinte forma: Períodos simples» são aqueles formados por uma só oração. Exemplo: O mar estava calmo. (Aparece apenas um verbo: estava. Logo, período

Leia mais

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 Sumário Prefácio Apresentação XIII XV Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 1. Tipologia do sujeito 6 Método para identificar o sujeito 6 Sujeito simples

Leia mais

Lista 3 - Língua Portuguesa 1

Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Frase, oração e período; sujeito e predicado LISTA 3 - LP 1 - FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO; SUJEITO E PREDICADO Frase, oração e período; sujeito e predicado Na fala ou na escrita,

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira ORAÇÕES SUBORDINADAS Exercem função sintática sobre as outras. Oração principal, orações desenvolvidas ou reduzidas. ORAÇÕES SUBORDINADAS

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

02/03/2014 MORFOLOGIA X SINTAXE

02/03/2014 MORFOLOGIA X SINTAXE MORFOLOGIA X SINTAXE 1 TRANSITIVIDADE VERBAL OU PREDICAÇÃO VERBAL 1- VERBOS NOCIONAIS (significativos) ação, fenômeno e movimento VI, VTD, VTI ou VTDI 2- VERBOS RELACIONAIS (não-significativos) estado,

Leia mais

Noções de Morfossintaxe

Noções de Morfossintaxe Noções de Morfossintaxe Orações Substantivas É introduzida pelas conjunções QUE ou SE Aprenda a analisar a oração principal Oração Completiva Nominal Há a orientação de que Há a esperança de que Há o estudo

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES SUBSTANTIVAS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES SUBSTANTIVAS LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES SUBSTANTIVAS Profª. Raquel Freitas Sampaio Prof. Raquel Sampaio PERÍODOS COMPOSTOS POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÃO PRINCIPAL Aquela que rege

Leia mais

Orações subordinadas substantivas: objetiva direta, objetiva indireta e predicativa

Orações subordinadas substantivas: objetiva direta, objetiva indireta e predicativa Orações subordinadas substantivas: objetiva direta, objetiva indireta e predicativa Objetivos Compreender a relação sintática na construção do texto: orações subordinadas substantivas Conteúdos Oração

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES SUBSTANTIVAS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES SUBSTANTIVAS PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES SUBSTANTIVAS Profª Raquel Sampaio LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES SUBSTANTIVAS Profª. Raquel

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 10 Sintaxe III A SUBORDINAÇÃO No período composto por subordinação, há uma que traz presa a si, como dependente, outra ou outras. Dependentes porque cada

Leia mais

O verbo apresenta-se no plural, concordando com o sujeito que está no plural. Ex.: As nossas duas amigas italianas nos visitarão em julho.

O verbo apresenta-se no plural, concordando com o sujeito que está no plural. Ex.: As nossas duas amigas italianas nos visitarão em julho. CONCORDÂNCIA VERBAL CONCORDÂNCIA Concordância é a igualdade de gênero e número entre o substantivo e adjetivo, artigo, numeral, pronome e igualdade de número e pessoa entre o verbo e o sujeito. Ex.: Dois

Leia mais

TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO

TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO: são aqueles que não podem faltar, pois caso contrário, a oração deixa de existir. São eles: o SUJEITO e o PREDICADO. a) SUJEITO:

Leia mais

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO FRASE: todo enunciado de sentido completo capaz de estabelecer comunicação. Pode ser nominal ou verbal. Nominal: não possui verbo Exemplos:

Leia mais

Aula 09 PALAVRA SE. VOZ PASSIVA Sujeito agente Agente da passiva. VOZ ATIVA Objeto direto Sujeito paciente

Aula 09 PALAVRA SE. VOZ PASSIVA Sujeito agente Agente da passiva. VOZ ATIVA Objeto direto Sujeito paciente Página1 Curso/Disciplina: Português para Concursos Aula: Pronomes e colocação pronominal: a palavra se 09 Professor (a): André Moraes Monitor (a): Luis Renato Ribeiro Pereira de Almeida Aula 09 PALAVRA

Leia mais

Lista de exercícios de Língua Portuguesa

Lista de exercícios de Língua Portuguesa CORREÇÃO DA LISTA DE EXERCÍCIOS 1. A importância do estudo da língua Observe esse trecho retirado de uma redação nota zero. O autor tinha boas ideias, mas infelizmente, foi incapaz de expressá-las com

Leia mais

Período composto por coordenação

Período composto por coordenação Período composto por coordenação É o período composto por duas ou mais orações independentes. Estas orações podem ser assindéticas ou sindéticas. Orações coordenadas assindéticas Não apresentam conectivos

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

Noções de Morfossintaxe

Noções de Morfossintaxe Noções de Morfossintaxe Orações Substantivas É introduzida pelas conjunções QUE ou SE Aprenda a analisar a oração principal Oração Completiva Nominal Há a orientação de que Há a esperança de que Há o estudo

Leia mais

Prof. José Antônio Sansevero Martins (Zé Laranja)

Prof. José Antônio Sansevero Martins (Zé Laranja) Prof. José Antônio Sansevero Martins (Zé Laranja) PERÍODO COMPOSTO 1. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS Oração principal (incompleta) Oração subordinada substantiva (aquilo que falta na or. Principal)

Leia mais

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Termos Integrantes

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Termos Integrantes Prof. Valber Freitas Língua Portuguesa Sintaxe Termos Integrantes Sintaxe Termos Integrantes Termos integrantes Objeto Direto Objeto Indireto Complemento Nominal Agente da Passiva Predicativo do Sujeito

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS

LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS AULA 8 O VERBO E SEUS COMPLEMENTOS pág. 57 A ORAÇÃO E SUA ESTRUTURA BÁSICA Sujeito = o ser sobre o qual se declara alguma coisa. Predicado = o que se declara sobre o sujeito.

Leia mais

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional.

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional. Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia divide

Leia mais

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é uma forma verbal. Existem também o sintagma adjetival

Leia mais

Oração subordinada: substantiva relativa e adjetiva relativa

Oração subordinada: substantiva relativa e adjetiva relativa Oração subordinada: substantiva relativa e adjetiva relativa Relação entre um elemento subordinante (palavra, constituinte ou oração) e uma oração subordinada. As orações subordinadas podem ser: adverbiais

Leia mais

Língua Portuguesa. Professor Valber Freitas

Língua Portuguesa. Professor Valber Freitas Língua Portuguesa Professor Valber Freitas Conteúdo Programático Ementa: Banca: FGV LÍNGUA PORTUGUESA: Interpretação de textos argumentativos, com destaque para métodos de raciocínio e tipologia argumentativa;

Leia mais

É possível transformar a expressão "a profundidade das palavras dele", objeto direto, em oração. Observe:

É possível transformar a expressão a profundidade das palavras dele, objeto direto, em oração. Observe: PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Classificação das Orações Subordinadas As orações subordinadas dividem-se em três grupos, de acordo com a função sintática que desempenham e a classe de palavras a que

Leia mais

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE FUNÇÕES DO QUE? Aqui estudaremos todas as classes gramaticais a que a palavra que pertence. SUBSTANTIVO A palavra que será substantivo, quando tiver o sentido de qualquer coisa ou alguma coisa, é sempre

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M.

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M. LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M. FRASE NOMINAL: enunciado sem verbo. Pois não, senhor... ; senhoras e senhores,... FRASE VERBAL/ORAÇÃO: enunciado COM verbo. Ivo viu a uva.... O

Leia mais

PERÍODO SIMPLES. Observe alguns exemplos de períodos simples e compostos e veja a diferença entre eles:

PERÍODO SIMPLES. Observe alguns exemplos de períodos simples e compostos e veja a diferença entre eles: PERÍODO SIMPLES Período simples é um enunciado de sentido completo construído com uma oração absoluta, ou seja, apenas um verbo. O período é um enunciado de sentido completo formado por duas ou mais orações.

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 13 Período composto por subordinação

Bárbara da Silva. Português. Aula 13 Período composto por subordinação Bárbara da Silva Português Aula 13 Período composto por subordinação No período composto por subordinação existe pelo menos uma oração principal e uma subordinada. A oração principal é sempre incompleta,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA TERMOS DA ORAÇÃO

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA TERMOS DA ORAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA TERMOS DA ORAÇÃO 3 Profª. Raquel Freitas Sampaio TERMOS INTEGRANTES DA ORAÇÃO Alguns verbos ou nomes presentes numa oração não possuem sentido completo em si mesmos. Sua significação

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves Termos Integrantes da Oração Introdução São termos que servem para complementar o sentido de certos verbos ou nomes, pois seu significado só se completa com a presença de tais termos. Os termos integrantes

Leia mais

Lista 6 - Língua Portuguesa 1

Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Períodos compostos LISTA 6 - LP 1 - PERÍODOS COMPOSTOS Períodos compostos Em listas anteriores, vimos alguns conceitos sintáticos importantes para o domínio da norma culta

Leia mais

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal.

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal. CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE É uma enunciado (uma mensagem) de sentido completo que estabelece comunicação. Toda frase deve ser pontuada. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução

Leia mais

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima.

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Termos essenciais 1) Sujeito: é o termo a respeito do qual se declara alguma

Leia mais

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL VERBO DE LIGAÇÃO; VERBO TRANSITIVO; VERBO INTRANSITIVO. Indica estado; VERBO DE LIGAÇÃO (VL) Liga uma característica do sujeito (predicativo

Leia mais

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29 SUMÁRIO CAPÍTULO I ORTOGRAFIA... 29 1. Ditongo... 31 2. Formas variantes... 35 3. Homônimos e parônimos... 36 4. Porque, por que, por quê, porquê... 44 5. Hífen... 45 6. Questões desafio... 50 CAPÍTULO

Leia mais

Aula 08 QUESTÕES OBJETIVAS

Aula 08 QUESTÕES OBJETIVAS Página1 Curso/Disciplina: Português para Concursos Aula: Pronomes e colocação pronominal: questões 08 Professor (a): André Moraes Monitor (a): Luis Renato Ribeiro Pereira de Almeida Aula 08 QUESTÕES OBJETIVAS

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Prof. Albert Iglésia

LÍNGUA PORTUGUESA. Prof. Albert Iglésia LÍNGUA PORTUGUESA Prof. Albert Iglésia 1 - Sujeito 2 - Predicado Essenciais 1 Complemento verbal 2 Complemento nominal 3 Agente da passiva Integrantes 1 Adjunto adverbial 2 Adjunto adnominal 3 Aposto Acessórios

Leia mais

Aula 7: Período composto por coordenação e período composto por subordinação

Aula 7: Período composto por coordenação e período composto por subordinação APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM Aula 7: Período composto por coordenação e período composto por subordinação Tutora: Ariana de Carvalho Orações coordenadas As luzes apagam-se, abrem-se as cortinas e começa

Leia mais

Sujeito determinado: ocorre quando a terminação do verbo e o contexto permitem: - reconhecer que existe um elemento ao qual o predicado se refere;

Sujeito determinado: ocorre quando a terminação do verbo e o contexto permitem: - reconhecer que existe um elemento ao qual o predicado se refere; Tipos de sujeito Sujeito determinado: ocorre quando a terminação do verbo e o contexto permitem: - reconhecer que existe um elemento ao qual o predicado se refere; - indicar quem é esse elemento. Exemplo:

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 55 Classificação do sujeito

Bárbara da Silva. Português. Aula 55 Classificação do sujeito Bárbara da Silva Português Aula 55 Classificação do sujeito Classificação do Sujeito O sujeito das orações da língua portuguesa pode ser determinado ou indeterminado. Existem ainda as orações sem sujeito.

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FUNÇÃO SINTÁTICA DOS PRONOMES RELATIVOS

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FUNÇÃO SINTÁTICA DOS PRONOMES RELATIVOS LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FUNÇÃO SINTÁTICA DOS PRONOMES RELATIVOS Profª. Raquel Freitas Sampaio PARA QUE SABER Os pronomes relativos exercem um papel fundamental nas relações de vínculo e coesão entre

Leia mais

O predicado é o termo da oração que contém o verbo. Apesar de sujeito e predicado serem termos essenciais da oração, há situações (com verbos

O predicado é o termo da oração que contém o verbo. Apesar de sujeito e predicado serem termos essenciais da oração, há situações (com verbos O predicado é o termo da oração que contém o verbo. Apesar de sujeito e predicado serem termos essenciais da oração, há situações (com verbos impessoais) em que a oração não possui sujeito. Porém, não

Leia mais

Orações Subordinadas d Adjetivas. Apostila 3, Capítulo 9 Unidades 39 e 40 (pág. 322 a 329)

Orações Subordinadas d Adjetivas. Apostila 3, Capítulo 9 Unidades 39 e 40 (pág. 322 a 329) Orações Subordinadas d Adjetivas Apostila 3, Capítulo 9 Unidades 39 e 40 (pág. 322 a 329) Professora Simone 2 Orações Subordinadas Adjetivas A sua história assustadora será contada para todos assustadora

Leia mais

Análise sintática do período composto por subordinação: uma viagem pelas relações sintático-semânticas.

Análise sintática do período composto por subordinação: uma viagem pelas relações sintático-semânticas. Análise sintática do período composto por subordinação: uma viagem pelas relações sintático-semânticas. As orações subordinadas podem ser: 1. Substantivas exercem na principal uma função própria do substantivo.

Leia mais

Funções morfológicas do FUNÇÕES DO QUE QUE

Funções morfológicas do FUNÇÕES DO QUE QUE Funções morfológicas do FUNÇÕES DO QUE QUE 1. Substantivo Notei um quê estranho em sua voz. Sofia tinha aquele quê sedutor de algumas mulheres. Havia somente dois quês empregados no texto. 2. Advérbio

Leia mais

Aula 18 Termos essenciais da oração II. Professor Guga Valente

Aula 18 Termos essenciais da oração II. Professor Guga Valente Aula 18 Termos essenciais da oração II Professor Guga Valente O meu tempo O meu tempo O meu tempo não é o seu tempo. O meu tempo é só meu. O seu tempo é seu e de qualquer pessoa, até eu. O seu tempo é

Leia mais

Termos ligados ao nome. adnominal e aposto) e o vocativo. Apostila 2, Capítulo 4 Unidades 21 a 24 (pág. 407 a 417) Professora Simone

Termos ligados ao nome. adnominal e aposto) e o vocativo. Apostila 2, Capítulo 4 Unidades 21 a 24 (pág. 407 a 417) Professora Simone Termos ligados ao nome (complemento nominal, adjunto adnominal e aposto) e o vocativo Apostila 2, Capítulo 4 Unidades 21 a 24 (pág. 407 a 417) Professora Simone 2 Regência Nominal Designa a relação existente

Leia mais

: é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito.

: é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito. feita através do predicado. : é o termo da oração que funciona como suporte de uma afirmação : é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito. A pequena criança

Leia mais

Complexo de Ensino Renato Saraiva (081) Profª Junia Andrade MPU 2010 Isolada Português PORTUGUÊS

Complexo de Ensino Renato Saraiva  (081) Profª Junia Andrade MPU 2010 Isolada Português PORTUGUÊS MPU técnicos e analistas JÚNIA ANDRADE Exemplos Cespe - Abin Mudado seu modo de pensar, o pesquisador já não concebe aquele tema da mesma forma e, assim, já não é capaz de estabelecer um relação exatamente

Leia mais

Aula 16 Termos essenciais da oração. Professor Guga Valente

Aula 16 Termos essenciais da oração. Professor Guga Valente Aula 16 Termos essenciais da oração Professor Guga Valente Termos essenciais 1. Termos essenciais: aqueles que são indispensáveis, isto é, não podem faltar. São eles: sujeito e predicado. 2. Termos integrantes:

Leia mais

Orações Subordinadas Substantivas Objetivas. Izabela da Cunha Bataglioli & Yuli Thamires Magalhães

Orações Subordinadas Substantivas Objetivas. Izabela da Cunha Bataglioli & Yuli Thamires Magalhães Orações Subordinadas Substantivas Objetivas Izabela da Cunha Bataglioli & Yuli Thamires Magalhães Orações Objetivas Diretas A oração subordinada substantiva objetiva direta exerce função de objeto direto

Leia mais

TIPOS DE SUJEITO GRAMÁTICA

TIPOS DE SUJEITO GRAMÁTICA TIPOS DE SUJEITO GRAMÁTICA TIPOS DE SUJEITO SUJEITO SIMPLES As regras do sujeito simples e do composto são bem parecidas, mas não iguais! Possui apenas 1 núcleo; O núcleo do sujeito simples SÓ PODE SER:

Leia mais

PREDICADO. Profª Fernanda Colcerniani

PREDICADO. Profª Fernanda Colcerniani PREDICADO Profª Fernanda Colcerniani PREDICADO É o termo que expressa aquilo que se afirma a respeito do sujeito: 1. Jardineiros diplomados regam flores [...] sujeito predicado 2. A luz da tua poesia é

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 54 Predicado II

Bárbara da Silva. Português. Aula 54 Predicado II Bárbara da Silva Português Aula 54 Predicado II Predicado Nominal Apresenta as seguintes características: a) Possui um nome (substantivo ou adjetivo) como núcleo; b) É formado por um verbo de ligação mais

Leia mais

Exercícios de múltipla escolha

Exercícios de múltipla escolha Exercícios de múltipla escolha 1-A classe gramatical da palavra alegria é: a-substantivo b-adjetivo c-advérbio d-pronome e-sujeito 2-A função sintática da palavra alegria é: a-predicado b-predicativo do

Leia mais

Lições de Português pela análise sintática

Lições de Português pela análise sintática Evanildo Bechara Professor Titular e Emérito da Universidade do Estado do Riy'deJãneÍro;(tJERj) e da Universidade Federal Fluminense (UFF) Membro da A caciemia 'Brasileira de Letras e da Academia Brasileira

Leia mais

Preparatório - Concurso Bombeiro Militar do Pará Língua Portuguesa

Preparatório - Concurso Bombeiro Militar do Pará Língua Portuguesa Preparatório - Concurso Bombeiro Militar do Pará Língua Portuguesa Aula IV Conhecimentos Linguísticos: Período Composto por Coordenação Período Composto por Subordinação PERÍODO COMPOSTO O período composto

Leia mais

PLANEJAMENTO DE ESTUDOS Você merece se preparar com os melhores! Resolução de Provas 002 Português Essencial para Concurso PROFESSOR: Alexandre Amorim Leia o texto abaixo para responder aos itens de 1

Leia mais

PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular TERMOS DA ORAÇÃO 3. Profª Raquel Sampaio

PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular TERMOS DA ORAÇÃO 3. Profª Raquel Sampaio PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular TERMOS DA ORAÇÃO 3 Profª Raquel Sampaio LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA TERMOS DA ORAÇÃO 3 Profª. Raquel Freitas Sampaio TERMOS INTEGRANTES DA ORAÇÃO Alguns verbos ou nomes

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CAUSAIS Principais conjunções causais: porque, visto que, já que, uma vez que, como (= porque). Exemplos: - Não pude comprar o CD porque estava em falta. - Ele

Leia mais

PORTUGUÊS. aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo

PORTUGUÊS. aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo PORTUGUÊS aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo Agente da passiva NA VOZ PASSIVA, É QUEM AGE, EXECUTA OU PRATICA A AÇÃO VERBAL. QUANDO A ORAÇÃO É COLOCADA NA VOZ ATIVA, PASSA A SER

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS DISCIPLINA: QUÍMICA RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2º EM DATA DA PROVA: /12/2016 CONTEÚDO:

ROTEIRO DE ESTUDOS DISCIPLINA: QUÍMICA RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2º EM DATA DA PROVA: /12/2016 CONTEÚDO: DISCIPLINA: QUÍMICA RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2º EM 1) Balanceamento pelo método das tentativas; 2) Leis de Lavoisier e Proust; 3) Cálculo estequiométrico; 4) Estudo dos gases; 5) Soluções Estudo das concentrações;

Leia mais

Questão 01 Os hobbits

Questão 01 Os hobbits Educador: Angela Régia C. Curricular: Língua Portuguesa Data: / /2013 Estudante: 7º Ano Questão 01 Os hobbits Os hobbits são um povo discreto, mas muito antigo, que já foi mais numeroso do que é hoje.

Leia mais

Português. Profa. Flávia Rita

Português. Profa. Flávia Rita Português Profa. Flávia Rita Pergunta da Aluna: Mariana Antunes Pereira Unidade:Conselheiro lafaiete Falar sobre completo e adjunto adnominal, as diferenças e particularidades de cada um. Resposta : Complemento

Leia mais

Estude a revisão do 1º simulado mais as orações subordinadas substantivas

Estude a revisão do 1º simulado mais as orações subordinadas substantivas Revisão para o Simulado da 2ª bimestral Estude a revisão do 1º simulado mais as orações subordinadas substantivas 1) ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS A oração subordinada substantiva tem valor de substantivo

Leia mais

4) Entre o verbo e o predicativo. Ex.: Eu já fui professor. Professor eu já fui.

4) Entre o verbo e o predicativo. Ex.: Eu já fui professor. Professor eu já fui. 4) Entre o verbo e o predicativo. Ex.: Eu já fui professor. Professor eu já fui. Obs.: Na inversão, aparecerá a vírgula se houver predicativo pleonástico. Ex.: Professor, eu já o fui. predicativo: professor.

Leia mais

REVISÃO DE SINTAXE Predicação e Tipos de Predicado

REVISÃO DE SINTAXE Predicação e Tipos de Predicado Sintaxe Aula 3 (Língua Portuguesa / Redação / Hermenêutica / Teologia Patrística / Teologia de Missões) Tel: 8566.8968 REVISÃO DE SINTAXE Predicação e Tipos de Predicado (Língua Portuguesa / Redação /

Leia mais

Concurseiro. Sinta-se a vontade para estudar conosco. Português Prof. Joaquim Bispo. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Sinta-se a vontade para estudar conosco. Português Prof. Joaquim Bispo. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos 1 SINTAXE DA ORAÇÃO Aula 2 Sintaxe: é a parte da gramática

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 52 Adjunto adnominal

Bárbara da Silva. Português. Aula 52 Adjunto adnominal Bárbara da Silva Português Aula 52 Adjunto adnominal Adjunto Adnominal É o termo que determina, especifica ou explica um substantivo. O adjunto adnominal possui função adjetiva na oração, a qual pode ser

Leia mais

PREDICATIVO DO OBJETO. A vitória tornou eleito o vereador.

PREDICATIVO DO OBJETO. A vitória tornou eleito o vereador. PREDICATIVO DO OBJETO A vitória tornou eleito o vereador. Façamos, pois, a análise sintática: SUJEITO = A vitória PREDICADO = tornou eleito o vereador OBJETO DIRETO = o vereador PREDICATIVO DO OBJETO=

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 11 Sintaxe IV

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 11 Sintaxe IV LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 11 Sintaxe IV CONCORDÂNCIA VERBAL REGRA GERAL O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito. Com sujeito simples e singular ou substantivo coletivo,

Leia mais

I. Sujeito e predicado: termos essenciais?

I. Sujeito e predicado: termos essenciais? Nome Nº Ano Turma Ensino Gabarito 8º Fund. II Disciplina Professora Natureza Código / Tipo Data Português Claudia Material de Apoio 5 MA5 2º / 2012 24/04/2012 Tema Estudos linguísticos: termos essenciais

Leia mais

FACULDADE GUANAMBI - FG EDITAL Nº. 09, DE 17 DE SETEMBRO DE 2014 OFICINAS DE APERFEIÇOAMENTO FG

FACULDADE GUANAMBI - FG EDITAL Nº. 09, DE 17 DE SETEMBRO DE 2014 OFICINAS DE APERFEIÇOAMENTO FG FACULDADE GUANAMBI - FG EDITAL Nº. 09, DE 17 DE SETEMBRO DE 2014 OFICINAS DE APERFEIÇOAMENTO FG O DIRETOR ACADÊMICO ADMINISTRATIVO DA FACULDADE GUANAMBI, no uso de suas atribuições legais, e entendendo

Leia mais

ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO

ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO S V C ADJ. ADV. Simples Composto Oculto Indeterm. * oração sem sujeito VI VTD VTI VTDI VL *LV (verbo ser/estar + verbo no particípio) Ø OD OI OD + OI PS AG. da PASSIVA

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA Súmario Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 PARTE I FONÉTICA CAPÍTULO 1 ORTOGRAFIA... 21 1. Introdução... 21 2. O alfabeto...21 3. Emprego das letras

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 3º ANO. Professora: Juliana Prado

LÍNGUA PORTUGUESA 3º ANO. Professora: Juliana Prado LÍNGUA PORTUGUESA 3º ANO Professora: Juliana Prado Verbo de Ligação: é o verbo que não expressa ação, mas sim um estado (uma característica) ou então uma mudança de estado. Exemplos: ser, estar, continuar,

Leia mais

LUCAS GONÇALVES GRAMÁTICA

LUCAS GONÇALVES GRAMÁTICA LUCAS GONÇALVES GRAMÁTICA 1. Observe o seguinte excerto retirado do texto: Quando os pais usam sanções que não sejam físicas ou humilhantes (...) e assinale a alternativa correta com relação à formação

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 15 Palavras QUE e SE

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 15 Palavras QUE e SE LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 15 Palavras QUE e SE AS PALAVRAS QUE E SE É acentuado e substituível por alguma coisa, qualquer coisa etc.; vem precedido de artigo ou numeral. Este professor

Leia mais

FUNÇÕES SINTÁTICAS. Ficha 2 FUNÇÕES SINTÁTICAS A NÍVEL DA FRASE. 1. Sujeito. Classificação do sujeito

FUNÇÕES SINTÁTICAS. Ficha 2 FUNÇÕES SINTÁTICAS A NÍVEL DA FRASE. 1. Sujeito. Classificação do sujeito FUNÇÕES SINTÁTICAS FUNÇÕES SINTÁTICAS A NÍVEL DA FRASE Caderno de atividades e avaliação contínua ficha 2 1. Sujeito A função sintática de sujeito é desempenhada pelo constituinte da frase que controla

Leia mais