Lista de exercícios de Língua Portuguesa

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lista de exercícios de Língua Portuguesa"

Transcrição

1 CORREÇÃO DA LISTA DE EXERCÍCIOS 1. A importância do estudo da língua Observe esse trecho retirado de uma redação nota zero. O autor tinha boas ideias, mas infelizmente, foi incapaz de expressá-las com coesão, clareza e de utilizar a norma culta da língua portuguesa. O tema foi: Caso Geisy Arruda: exibicionismo, machismo, intolerância ou má-educação? (...) O nível de sensualidade que apresenta em um singelo pano decotado, traz a intolerância e o ciúme de algumas pessoas, acarretando discriminação e revoltas. Assim, basta saber usar em certos tipos de ambientes e locais apropriados. Note: a) qual é o sujeito do verbo "apresentar"? b) "Singelo pano decotado" é outra expressão metafórica descabida e despropositada. c) a vírgula antes de "traz" separa sujeito de predicado, o que é expressamente proibido pela gramática normativa. d) "Basta saber usar" o quê? Falta o complemento do verbo. O "singelo pano decotado"? Faltam às orações os elementos essenciais ou integrantes, de modo que elas não fazem sentido. Ao escrever, sempre observe se suas orações possuem os elementos essenciais sujeito e predicado e os elementos integrantes complemento verbal (objeto direto/objeto indireto) ou predicativo do sujeito*; complemento nominal ou agente da passiva. Do contrário, provavelmente o sentido ficará comprometido. Além disso, a coesão entre as orações e frases deve estar bem estabelecida. De preferência, as frases devem ser curtas. Observe: A cobertura da mídia sobre candidatos atrasados, que acha graça na desgraça alheia, debochando dos estudantes que perderam a prova, é um péssimo exemplo para a sociedade. Muitas vezes o atraso ocorre devido às condições precárias de transporte ou falta de acesso a um centro de aplicação da prova. A autora utilizou frases curtas e é fácil identificar sujeito, verbo e o complemento dos verbos ou predicativo do sujeito.

2 Tendo em mente, então, que saber os elementos que compõem as frases e orações é importante para a boa escrita, vamos ao estudo da gramática normativa! 7) Relembrando conceitos: Período Simples. Identifique nas frases a seguir o sujeito, o verbo (e sua transitividade), os complementos (OD, OI, ou predicativo), adj. Adverbial e complemento nominal. Exemplo: 1) Verbo Transitivo Direto COMPLEMENTO Objeto Direto ou objeto direto preposicionado (raro). 2) Verbo Transitivo Indireto ---- COMPLEMENTO ---- Objeto Indireto (tem preposição). 3) Verbo Transitivo Direto e Indireto --- COMPLEMENTO ---- Objeto Direto e Objeto Indireto. (Esse mora na Arábia...) 4) Verbo Intransitivo Não tem Objetos. Os adjuntos adverbias podem complementar o significado do verbo. 5) Verbo de Ligação COMPLEMENTO Predicativo do Sujeito. (Naquele dia), (a palavra do médico) (deu), (ao doente), (uma esperança de cura). Adj. Adverbial sujeito VTDI OI OD (A) (A garota) (virou) (a cabeça) (assustada.) Sujeito VTD OD adj. Adv. de modo/ pred. do sujeito. Podemos, também, classificar assustada como predicativo do sujeito, já que a frase : A garota estava assustada está implícita. (B) (O pai) (emprestou) (o carro) (ao filho.) sujeito VTDI OD OI - preposição a, ligada ao artigo o = ao. (C) (Aos vencedores) (daremos) (prêmios valiosos.) OI VTDI OD Sujeito oculto: Nós (D) (O professor) (pediu)-(lhe) (o caderno.) sujeito VTDI OI OD

3 compl.nominal (E) (O mestre) (entregou)-(me) (um maço de provas.) sujeito VTDI OI OD de provas é o complemento nominal de maço - núcleo do OD. (F) (O anfitrião) (ofertou) (um presente) (a cada visita.) sujeito VTDI OD OI (G) (Aquela estrada) (parecia) (sem fim.) sujeito VL predicativo do sujeito. (H) (A partir daquele dia,) (Amanda) (tornou-se) (minha melhor amiga). adj. adver. de tempo sujeito VL predicativo do sujeito (I) (A Juíza) (nomeou) (Eliza) (primeira bailarina.) sujeito VTD OD predicativo do objeto 8) Quanto às orações subordinadas substantivas, a diferença é que agora os períodos são compostos (2 ou + verbos na frase) e as funções sujeito, OD, OI, predicativo, complemento nominal e aposto são exercidas por orações inteiras. Com relação às frases (ou períodos compostos) a seguir faça o que se pede: 1) Sublinhe os verbos e numere-os (assim, estará numerando as orações). 2) Separe as orações. 3) Analise cada verbo: 3.1) Encontre o sujeito. 3.2) Encontre o(s) complemento(s) do verbo OD, OI, OD/OI ou Predicativo do Sujeito. Se houver adjunto adverbial, identifique-o também. 3.3) Indique a transitividade do verbo (VTD, VTI, VTDI, VL, VI). 4) Classifique as orações em subordinadas substantivas e oração matriz. Utilize a nomenclatura: 1) Oração subordinada substantiva subjetiva (tem função de sujeito)

4 2) Oração subordinada substantiva objetiva direta (tem função de objeto direto) 3) Oração subordinada substantiva objetiva indireta (tem função de objeto direto) 4) Oração subordinada substantiva predicativa (tem função de predicativo do sujeito) 5) Oração subordinada substantiva completiva nominal (tem função de complemento nominal) 6) Oração subordinada substantiva apositiva (tem função de aposto.) Usaremos o termo Matriz ao invés de oração principal visto que, em orações subordinadas substantivas, principal não significa ser mais importante! Exemplo: 1 2 [A mãe não sabe] [se a criança fugiu de casa.(2)] Sujeito Adj.adv. VTD sujeito VI Adj Adv. (1) Oração Matriz de 2. (2) Oração (porque tem 1 verbo) subordinada (porque existe dependência sintática entre as orações 1 e 2) substantiva (porque tem valor de substantivo) objetiva direta de 1 (porque exerce a função de objeto direto do verbo sabe, na oração 1). Podem escrever a justificativa apenas da última parte da classificação: Oração subordinada substantiva objetiva direta de 1 porque exerce a função de objeto direto do verbo sabe, na oração 1. Agora, faça conforme explicado acima. Siga o exemplo. (A) [(O melhor) (era)(1)] [que (ela) (falasse) (a verdade)(2)]. Pred. sujeito VL suj. VTD OD Oração Matriz de 2 O.S.S. subjetiva de 1 (B) [Saibas(1)] [que (estudei) (muito) (para esta prova)(2)]. VTD VI adj. Adv. Adj. Adv. O. Matriz de 2 O.S.S objetiva direta de 1. Sujeito oculto de saibas : Tu Sujeito oculto de estudei : Eu

5 (C) [(O soldado) (insistia)(1)] [em que (a prisão) (fosse feita)(2).] sujeito VTI sujeito VI Oração matriz de 2 O. S. S. objetiva indireta de 1 1º verbo - insistia. Insisitia em quê? em quê? é uma pergunta de objeto indireto, note a preposição em. O objeto indireto é toda a oração a seguir. (D) [(A mãe) só (deseja) (isso):(1)] [que (você) (seja) (forte)(2).] Sujeito VTD OD sujeito VL predicativo do sujeito Oração Matriz de 2 O.S. S. apositiva de 1 (E) [(O tio) (está) (certo)(1)] [de que (a prima) (virá)(2).] Sujeito VL predicativo sujeito VI Oração Matriz de 2 O.S.S completiva nominal de 1 (F) [(É) (provável)(1)] [que (vocês) não (tenham) (aula) (hoje)(2).] VL predicativo do suj. sujeito VTD OD adj. Adv. Oração atriz de 2 O.S.S. subjetiva de 1. (G) [(É) (imprescindível)(1)] [que (todos) (se) (conscientizem)(2)]. VL predi. do sujeito suj. OD VTD Oração Matriz de 2 O.S.S. subjetiva de 1 Se = objeto direto. Note que a pergunta para o verbo foi conscientizem (quem?), sem preposição. (H) [(Nós) Seremos julgados)(1)] [por (quem) (nos) (criou)(2)]. Loc. Verbal suj. OD VTD Oração Matriz de 2 Agente da Passiva Oracional.

6 Oração Subordinada Substantiva Agente da Passiva funciona como agente da passiva da oração matriz. Aqui também se torna inviável a substituição da oração pela palavra ISSO. A Nomenclatura Gramatical Brasileira não prevê esta oração. Contudo, vários gramáticos dentre eles, Celso Cunha reconhecem a sua existência. (A) [(É) (fundamental)(1)] [que (o) (contratem)(2).] VL predicativo OD VTD Oração Matriz de 2 O.S.S. subjetiva de 1 Sujeito oculto de contratem = eles (B) [(Levo) (a impressão)(1)] [de que (já) (vou) (tarde)(2).] VTD OD adj. Adv. VI Adj. Adv. Oração Matriz de 2 O. S. S. completiva nominal de 1 (Completa o substantivo impressão ) Sujeito oculto de levo = Eu Sujeito oculto de vou = Eu (C) [Só (me) (resta) (uma alternativa:)(1)] [(encontrar) (o remédio)(2)]. OI VTI sujeito VTD OD Oração matriz de 2. O.S.S apositiva reduzida de infinitivo de 1 Encontrar verbo no infinitivo não tem sujeito. (Existem exceções) (D) [(O justo) (é)(1)] [que (amparemos) (nossos pais)(2).] Sujeito VL VTD OD O. Matriz de 2 O.S.S predicativa de 1 Sujeito oculto de amparemos = Nós (E) [(Eles) (agora) (se) (convenceram)(1)] [de que (erraram)(2).] Suj. Ad.adv OD VTDI VI Oração Matriz de 2. O.S.S objetiva indireta de 1.

7 Sujeito oculto de erraram = eles (F) [(Eles) (agora) (estão) (convencidos)(1)] [de que (erraram)(2).] Neste há 2 possib. Suj. Adv. VL predicativo VI Oração Matriz de 2 O.S.S completiva nominal de 1 Sujeito oculto de erraram = eles (G) [(Foi decidido)(1)] [que (não) (haveria) (discursos no jantar). VI Adv. VTD OD O. Matriz de 2 O. S. S. subjetiva de 1. Lembre-se: sempre procure o sujeito primeiro quem pratica a ação de ser decidido? Verbo haver no sentido de existir não possui sujeito. Por isso escrever haveriam discursos no jantar está errado. Os verbos não concordam com o objeto, somente com o sujeito. (H) [(Tenho) (medo)(1)] [de que (essa calúnia) (se) (espalhe)(2).] VTD OD Sujeito OD VTD O.Matriz de 2. O.S.S completiva nominal de 1. (Completa o sentido do substantivo medo ) (I) [(É) (importante)(1)] [que (você) (tenha) (juízo)(2).] VL predicativo suj. VTD OD O. Matriz de 2 O.S.S subjetiva de 1. (J) [(O médico) (declarou)(1)] [que (o paciente) (está) (bem)(2).] Sujeito VTD sujeito VL pred.suj. O. Matriz de 2 O.S.S. objetiva direta de 1.

8 (S) [(Ele) (não) (fala) (a ninguém)] [(quando a filha chega.] Oração subordinada adverbial temporal estudaremos depois. IMPORTANTE: 1) Os pronomes oblíquos o, a, os, as (e as variantes lo, la, los, las, no, na, nos, nas) são sempre objeto direto. 2) Os pronomes lhe, lhes são sempre objeto indireto. 3) Os pronomes oblíquos me, te, se, nos, vos podem ser objeto direto ou indireto. Para determinar sua função sintática, podemos perguntar ao verbo. Se a pergunta tiver preposição, o pronome será Objeto Indireto. Se não tiver, será Objeto Direto. OU podemos substituir esses pronomes por um substantivo: se o uso da preposição for obrigatório, então se trata de um objeto indireto; caso contrário, de objeto direto. Por Exemplo: Roberto me viu na escola.(od) Roberto viu (quem?) pergunta SEM preposição ---- Objeto Direto OU Substituindo-se "me" por um substantivo qualquer (amigo, por exemplo), tem-se: "Roberto viu o amigo na escola." Veja que a preposição não foi usada. Portanto, "me" é objeto direto. Observe o próximo exemplo: João me telefonou.(oi) João telefonou (a quem?) pergunta COM preposição --- Objeto Indireto OU Substituindo-se "me" por um substantivo qualquer (amigo, por exemplo), tem-se: "João telefonou ao amigo". A preposição foi usada. Portanto, "me" é objeto indireto. 9) Observando regularidades:

9 As orações subordinadas substantivas: O.S.S. objetiva direta. O.S.S subjetiva. O.S.S predicativa. O.S.S apositiva Sem preposição obrigatória. O.S.S objetiva indireta. O.S.S completiva nominal Com preposição obrigatória. 10) Elabore uma frase com cada dos tempos do modo indicativo. MODO INDICATIVO: É o modo da certeza, da grande possibilidade de acontecer. 1) Eu canto música pop. - presente do indicativo 2) Ontem, eu cantei música pop. Perceba, aconteceu uma vez e pronto. Pretérito perfeito do indicativo. 3) Toda sexta-feira, eu cantava música pop. Perceba, acontecia repetidamente, então: Pretérito imperfeito do indicativo 4) Eu cantara música pop uma vez. Aconteceu uma vez e dá a entender que não ocorrerá nunca mais Pretérito mais-que-perfeito do indicativo. 5) Eu cantarei música pop no festival de agosto. Futuro do presente. 6) Eu cantaria música pop no festival se isso impressionasse a Carla, mas ela só gosta de MPB. Futuro do pretérito (eu teria cantado no passado). MODO SUBJUNTIVO: Ao contrário do indicativo, é o modo que expressa a dúvida, a incerteza. 1) Talvez, eu cante música pop. presente do subjuntivo. 2) Seria mais divertido se eu cantasse música pop. pretérito imperfeito do subjuntivo.

10 3) Quando eu cantar música, ficarei mais calma. futuro do subjuntivo. Cantar está no infinitivo, mas tem sujeito = eu. MODO IMPERATIVO: Apresenta-se na forma afirmativa e na forma negativa. Com ele nos dirigimos diretamente a alguém, em segunda pessoa, expressando o que queremos que esta(s) pessoa(s) faça(m). Pode indicar uma ordem, um pedido, um conselho etc., dependendo da entonação e do contexto em que é aplicado. Imperativo afirmativo: Ouve a música! Imperativo negativo: Não ouças a música! FORMAS NOMINAIS: INFINITIVO, PARTICÍPIO E GERÚNDIO Embora as formas nominais não façam parte de nenhum tempo ou modo, elas são importantes na conjugação verbal. As formas nominais são o infinitivo pessoal, o infinitivo impessoal, o particípio e o gerúndio.

Lista de exercícios de Língua Portuguesa

Lista de exercícios de Língua Portuguesa VALOR: 5 VISTOS. DATA EM QUE VISTAREI: QUARTA-FEIRA 28/03. CADERNO DE LÍNGUA PORTUGUESA. A importância do estudo da língua Observe esse trecho retirado de uma redação nota zero. O autor tinha boas ideias,

Leia mais

Lista de exercícios de Língua Portuguesa

Lista de exercícios de Língua Portuguesa VALOR: 5 VISTOS. DATA EM QUE VISTAREI: QUARTA-FEIRA 28/03. CADERNO DE LÍNGUA PORTUGUESA. A importância do estudo da língua Observe esse trecho retirado de uma redação nota zero. O autor tinha boas ideias,

Leia mais

Prof.ª Cristiana Ferreira Nunes

Prof.ª Cristiana Ferreira Nunes Prof.ª Cristiana Ferreira Nunes 2012 São Subordinadas Substantivas as orações equivalentes a substantivos dos períodos simples. Exemplos: Período simples: Substantivo (núcleo do OD) Quero a sua presença

Leia mais

o erro: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra

o erro: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra o erro: Neymar não admitiu o erro do juiz. suj VTD função: núcleo do direto classe: substantivo

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS

LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS AULA 8 O VERBO E SEUS COMPLEMENTOS pág. 57 A ORAÇÃO E SUA ESTRUTURA BÁSICA Sujeito = o ser sobre o qual se declara alguma coisa. Predicado = o que se declara sobre o sujeito.

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL VERBO DE LIGAÇÃO; VERBO TRANSITIVO; VERBO INTRANSITIVO. Indica estado; VERBO DE LIGAÇÃO (VL) Liga uma característica do sujeito (predicativo

Leia mais

02/03/2014 MORFOLOGIA X SINTAXE

02/03/2014 MORFOLOGIA X SINTAXE MORFOLOGIA X SINTAXE 1 TRANSITIVIDADE VERBAL OU PREDICAÇÃO VERBAL 1- VERBOS NOCIONAIS (significativos) ação, fenômeno e movimento VI, VTD, VTI ou VTDI 2- VERBOS RELACIONAIS (não-significativos) estado,

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional.

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional. Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia divide

Leia mais

Lista 3 - Língua Portuguesa 1

Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Frase, oração e período; sujeito e predicado LISTA 3 - LP 1 - FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO; SUJEITO E PREDICADO Frase, oração e período; sujeito e predicado Na fala ou na escrita,

Leia mais

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 Sumário Prefácio Apresentação XIII XV Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 1. Tipologia do sujeito 6 Método para identificar o sujeito 6 Sujeito simples

Leia mais

Aula 09 PALAVRA SE. VOZ PASSIVA Sujeito agente Agente da passiva. VOZ ATIVA Objeto direto Sujeito paciente

Aula 09 PALAVRA SE. VOZ PASSIVA Sujeito agente Agente da passiva. VOZ ATIVA Objeto direto Sujeito paciente Página1 Curso/Disciplina: Português para Concursos Aula: Pronomes e colocação pronominal: a palavra se 09 Professor (a): André Moraes Monitor (a): Luis Renato Ribeiro Pereira de Almeida Aula 09 PALAVRA

Leia mais

TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO

TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO: são aqueles que não podem faltar, pois caso contrário, a oração deixa de existir. São eles: o SUJEITO e o PREDICADO. a) SUJEITO:

Leia mais

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto Professora Melina 9º. Ano Relembrando... ORAÇÃO Enunciado organizado em torno de um verbo. Você abre a janela. PERÍODO SIMPLES frase formada por uma só oração.

Leia mais

Português. Profa. Flávia Rita

Português. Profa. Flávia Rita Português Profa. Flávia Rita Pergunta da Aluna: Mariana Antunes Pereira Unidade:Conselheiro lafaiete Falar sobre completo e adjunto adnominal, as diferenças e particularidades de cada um. Resposta : Complemento

Leia mais

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL VERBO DE LIGAÇÃO; VERBO TRANSITIVO; VERBO INTRANSITIVO. VERBO DE LIGAÇÃO (VL) Indica estado; Liga uma característica do sujeito (predicativo

Leia mais

Língua Portuguesa Professora: Juliana Prado

Língua Portuguesa Professora: Juliana Prado Língua Portuguesa Professora: Juliana Prado Definição São palavras que indicam acontecimentos representados no tempo, como uma ação, um estado, um processo ou um fenômeno. Flexionam-se em número, pessoa,

Leia mais

PORTUGUESA 1- JULGUE OS ITENS ABAIXO E JUSTIFIQUE OS ERRADOS.

PORTUGUESA 1- JULGUE OS ITENS ABAIXO E JUSTIFIQUE OS ERRADOS. NOME : SÉRIE: TURMA: MATRÍCULA : EXERCÍCIOS DE GRAMÁTICA ENSINO: MÉDIO PORTUGUESA 1- JULGUE OS ITENS ABAIXO E JUSTIFIQUE OS ERRADOS. a) Temos verbo de ligação em Marta não estava no shopping. b) O verbo

Leia mais

Lições de Português pela análise sintática

Lições de Português pela análise sintática Evanildo Bechara Professor Titular e Emérito da Universidade do Estado do Riy'deJãneÍro;(tJERj) e da Universidade Federal Fluminense (UFF) Membro da A caciemia 'Brasileira de Letras e da Academia Brasileira

Leia mais

Aula 18 Termos essenciais da oração II. Professor Guga Valente

Aula 18 Termos essenciais da oração II. Professor Guga Valente Aula 18 Termos essenciais da oração II Professor Guga Valente O meu tempo O meu tempo O meu tempo não é o seu tempo. O meu tempo é só meu. O seu tempo é seu e de qualquer pessoa, até eu. O seu tempo é

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves EMPREGO DO VERBO Para que possamos iniciar a segunda parte do tutorial Emprego do verbo, vamos relembrar alguns aspectos do tutorial passado: MODO INDICATIVO É o modo verbal que expressa um fato real,

Leia mais

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO FRASE: todo enunciado de sentido completo capaz de estabelecer comunicação. Pode ser nominal ou verbal. Nominal: não possui verbo Exemplos:

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Sintaxe do período composto: parte I Conceitos

Leia mais

As orações subordinadas substantivas exercem funções próprias dos substantivos (sujeito, objeto direto, objeto indireto, predicativo, complemento

As orações subordinadas substantivas exercem funções próprias dos substantivos (sujeito, objeto direto, objeto indireto, predicativo, complemento As orações subordinadas substantivas exercem funções próprias dos substantivos (sujeito, objeto direto, objeto indireto, predicativo, complemento nominal, aposto) (CEGALLA, 2008, p.379) SUBJETIVAS: Exercem

Leia mais

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29 SUMÁRIO CAPÍTULO I ORTOGRAFIA... 29 1. Ditongo... 31 2. Formas variantes... 35 3. Homônimos e parônimos... 36 4. Porque, por que, por quê, porquê... 44 5. Hífen... 45 6. Questões desafio... 50 CAPÍTULO

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PEDRO HENRIQUE (PH)

LÍNGUA PORTUGUESA PEDRO HENRIQUE (PH) LÍNGUA PORTUGUESA PEDRO HENRIQUE (PH) Introdução ao Estudo do Predicado... PREDICADO Aquilo que é dito em relação ao sujeito*; tudo na oração, exceto o sujeito. Exemplos Paulo comprou um livro. A aluna

Leia mais

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL VERBO DE LIGAÇÃO; VERBO TRANSITIVO; VERBO INTRANSITIVO. VERBO DE LIGAÇÃO (VL) Indica estado; Liga uma característica do sujeito (predicativo

Leia mais

Funções do substantivo. Sujeito Objeto direto Objeto indireto Complemento nominal Predicativo Aposto

Funções do substantivo. Sujeito Objeto direto Objeto indireto Complemento nominal Predicativo Aposto Funções do substantivo Sujeito Objeto direto Objeto indireto Complemento nominal Predicativo Aposto Orações desenvolvidas São introduzidas por uma conjunção integrante (que,se); ou introduzidas por pronome

Leia mais

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL VERBO DE LIGAÇÃO; VERBO TRANSITIVO; VERBO INTRANSITIVO. Indica estado; VERBO DE LIGAÇÃO (VL) Liga uma característica do sujeito (predicativo

Leia mais

Noções de Morfossintaxe

Noções de Morfossintaxe Noções de Morfossintaxe Orações Substantivas É introduzida pelas conjunções QUE ou SE Aprenda a analisar a oração principal Oração Completiva Nominal Há a orientação de que Há a esperança de que Há o estudo

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira ORAÇÕES SUBORDINADAS Exercem função sintática sobre as outras. Oração principal, orações desenvolvidas ou reduzidas. ORAÇÕES SUBORDINADAS

Leia mais

Integrado Aulas 33 e 35 Apostila 5; pág. 81 Pontuação. Prof. Eloy Gustavo

Integrado Aulas 33 e 35 Apostila 5; pág. 81 Pontuação. Prof. Eloy Gustavo Integrado Aulas 33 e 35 Apostila 5; pág. 81 Pontuação 1 Virgulação na Oração Casos Gerais 2 1ª Regra termos naturalmente ligados Termos naturalmente ligados não se separam por qualquer sinal de pausa.

Leia mais

Concurseiro. Sinta-se a vontade para estudar conosco. Português Prof. Joaquim Bispo. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Sinta-se a vontade para estudar conosco. Português Prof. Joaquim Bispo. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos 1 SINTAXE DA ORAÇÃO Aula 2 Sintaxe: é a parte da gramática

Leia mais

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima.

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Termos essenciais 1) Sujeito: é o termo a respeito do qual se declara alguma

Leia mais

É possível transformar a expressão "a profundidade das palavras dele", objeto direto, em oração. Observe:

É possível transformar a expressão a profundidade das palavras dele, objeto direto, em oração. Observe: PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Classificação das Orações Subordinadas As orações subordinadas dividem-se em três grupos, de acordo com a função sintática que desempenham e a classe de palavras a que

Leia mais

REVISÃO DE SINTAXE Predicação e Tipos de Predicado

REVISÃO DE SINTAXE Predicação e Tipos de Predicado Sintaxe Aula 3 (Língua Portuguesa / Redação / Hermenêutica / Teologia Patrística / Teologia de Missões) Tel: 8566.8968 REVISÃO DE SINTAXE Predicação e Tipos de Predicado (Língua Portuguesa / Redação /

Leia mais

LUCAS GONÇALVES GRAMÁTICA

LUCAS GONÇALVES GRAMÁTICA LUCAS GONÇALVES GRAMÁTICA 1. Observe o seguinte excerto retirado do texto: Quando os pais usam sanções que não sejam físicas ou humilhantes (...) e assinale a alternativa correta com relação à formação

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves VERBO É a palavra que indica ação, fato ou fenômeno da natureza, situados no tempo. Exemplo: Nosso time jogou bem. Ação A sobremesa ficou deliciosa. Estado Está chovendo bastante em Recife. Fenômeno CONJUGAÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS GRAMÁTICA EM EXERCÍCIOS (FCC) A FCC tem, por hábito, a elaboração de questões extremamente semelhantes. É muito comum em provas da FCC encontrar questões muito próximas as que foram

Leia mais

PLANEJAMENTO DE ESTUDOS Você merece se preparar com os melhores! Resolução de Provas 002 Português Essencial para Concurso PROFESSOR: Alexandre Amorim Leia o texto abaixo para responder aos itens de 1

Leia mais

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é uma forma verbal. Existem também o sintagma adjetival

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B SINTAXE

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B SINTAXE LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B SINTAXE 1 Profª. Raquel Freitas Sampaio É a parte da gramática que estuda as relações entre as palavras dentro de uma frase. Identifica e reconhece os constituintes

Leia mais

PREDICADO. Profª Fernanda Colcerniani

PREDICADO. Profª Fernanda Colcerniani PREDICADO Profª Fernanda Colcerniani PREDICADO É o termo que expressa aquilo que se afirma a respeito do sujeito: 1. Jardineiros diplomados regam flores [...] sujeito predicado 2. A luz da tua poesia é

Leia mais

Conteúdos para o teste de ingresso MATEMÁTICA agosto 2018 (Ingresso em 2019) INGRESSO DE 6ª PARA 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL

Conteúdos para o teste de ingresso MATEMÁTICA agosto 2018 (Ingresso em 2019) INGRESSO DE 6ª PARA 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL Conteúdos para o teste de ingresso MATEMÁTICA agosto 2018 (Ingresso em 2019) INGRESSO DE 6ª PARA 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL Operações com números naturais: adição, subtração, multiplicação, divisão,

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves PERÍODO COMPOSTO As orações podem ser constituídas da seguinte forma: Períodos simples» são aqueles formados por uma só oração. Exemplo: O mar estava calmo. (Aparece apenas um verbo: estava. Logo, período

Leia mais

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Termos Integrantes

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Termos Integrantes Prof. Valber Freitas Língua Portuguesa Sintaxe Termos Integrantes Sintaxe Termos Integrantes Termos integrantes Objeto Direto Objeto Indireto Complemento Nominal Agente da Passiva Predicativo do Sujeito

Leia mais

Orações Subordinadas. Apostila 3, Capítulo 8 Unidades 35 a 38 (pág. 313 a 321)

Orações Subordinadas. Apostila 3, Capítulo 8 Unidades 35 a 38 (pág. 313 a 321) Orações Subordinadas d Apostila 3, Capítulo 8 Unidades 35 a 38 (pág. 313 a 321) Professora Simone 2 Período Composto por Subordinação É aquele formado por uma oração principal e uma ou mais orações subordinadas;

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CAUSAIS Principais conjunções causais: porque, visto que, já que, uma vez que, como (= porque). Exemplos: - Não pude comprar o CD porque estava em falta. - Ele

Leia mais

Português. Profa. Flávia Rita

Português. Profa. Flávia Rita Português Profa. Flávia Rita Pergunta da Aluna: Danny Unidade: Para de minas 1- você mencionou em uma de suas aulas sobre pronome que o SE (sendo pronome apassivador) segue a regra dos demais pronomes

Leia mais

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO Observe os exemplos... Marisa comprou um carro. São termos essenciais da oração: Sujeito É o termo da oração sobre quem se declara alguma coisa Predicado É tudo aquilo

Leia mais

Noções de Morfossintaxe

Noções de Morfossintaxe Noções de Morfossintaxe Orações Substantivas É introduzida pelas conjunções QUE ou SE Aprenda a analisar a oração principal Oração Completiva Nominal Há a orientação de que Há a esperança de que Há o estudo

Leia mais

Português. Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli.

Português. Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli. Português Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português SINTAXE DA ORAÇÃO (ANÁLISE SINTÁTICA) Frase: é o enunciado com sentido completo, capaz

Leia mais

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE. Professora: Caliana Medeiros.

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE. Professora: Caliana Medeiros. COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE Professora: Caliana Medeiros. PREDICAÇÃO VERBAL Em função da relação que os verbos estabelecem com outras palavras, podemos dividi-los de duas maneiras: verbos de ligação verbos

Leia mais

PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular SINTAXE 2. Profª Raquel Sampaio

PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular SINTAXE 2. Profª Raquel Sampaio PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular SINTAXE 2 Profª Raquel Sampaio LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA SINTAXE 2 Profª. Raquel Freitas Sampaio PREDICAÇÃO VERBAL VERBO NOCIONAL INDICA AÇÃO OU FATO de LIGAÇÃO INDICA

Leia mais

PREDICATIVO DO OBJETO. A vitória tornou eleito o vereador.

PREDICATIVO DO OBJETO. A vitória tornou eleito o vereador. PREDICATIVO DO OBJETO A vitória tornou eleito o vereador. Façamos, pois, a análise sintática: SUJEITO = A vitória PREDICADO = tornou eleito o vereador OBJETO DIRETO = o vereador PREDICATIVO DO OBJETO=

Leia mais

PERÍODO SIMPLES. Observe alguns exemplos de períodos simples e compostos e veja a diferença entre eles:

PERÍODO SIMPLES. Observe alguns exemplos de períodos simples e compostos e veja a diferença entre eles: PERÍODO SIMPLES Período simples é um enunciado de sentido completo construído com uma oração absoluta, ou seja, apenas um verbo. O período é um enunciado de sentido completo formado por duas ou mais orações.

Leia mais

Termos ligados ao nome. adnominal e aposto) e o vocativo. Apostila 2, Capítulo 4 Unidades 21 a 24 (pág. 407 a 417) Professora Simone

Termos ligados ao nome. adnominal e aposto) e o vocativo. Apostila 2, Capítulo 4 Unidades 21 a 24 (pág. 407 a 417) Professora Simone Termos ligados ao nome (complemento nominal, adjunto adnominal e aposto) e o vocativo Apostila 2, Capítulo 4 Unidades 21 a 24 (pág. 407 a 417) Professora Simone 2 Regência Nominal Designa a relação existente

Leia mais

O predicado é o termo da oração que contém o verbo. Apesar de sujeito e predicado serem termos essenciais da oração, há situações (com verbos

O predicado é o termo da oração que contém o verbo. Apesar de sujeito e predicado serem termos essenciais da oração, há situações (com verbos O predicado é o termo da oração que contém o verbo. Apesar de sujeito e predicado serem termos essenciais da oração, há situações (com verbos impessoais) em que a oração não possui sujeito. Porém, não

Leia mais

2018_CLDF_Técnico Legislativo Comentário e Gabarito Extraoficiais Prof. Albert Iglésia

2018_CLDF_Técnico Legislativo Comentário e Gabarito Extraoficiais Prof. Albert Iglésia 1. Gabarito: A. O terceiro parágrafo já se inicia com um conectivo que corrobora o valor semântico de finalidade. No 10º parágrafo, o autor diz o contrário. O Brasil se desdobra em planos individuais.

Leia mais

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal.

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal. CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE É uma enunciado (uma mensagem) de sentido completo que estabelece comunicação. Toda frase deve ser pontuada. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução

Leia mais

Morfologia, Sintaxe e Morfossintaxe substantivo, verbo, Morfologia. Morfologia classes gramaticais

Morfologia, Sintaxe e Morfossintaxe substantivo, verbo, Morfologia. Morfologia classes gramaticais Língua Portuguesa Nesta bimestral você aprendeu sobre diversos conceitos como Morfologia, Sintaxe e Morfossintaxe, e partir desses conceitos vamos revisar os principais assuntos estudados. Quando falamos

Leia mais

PREDICAÇÃO VEBAL. Professor Guilherme Medeiros Honorato

PREDICAÇÃO VEBAL. Professor Guilherme Medeiros Honorato PREDICAÇÃO VEBAL Professor Guilherme Medeiros Honorato Predicação Verbal É a parte da Gramática responsável pela verificação da necessidade da complementação de palavras ou expressões que possam dar sentido

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves Termos Integrantes da Oração Introdução São termos que servem para complementar o sentido de certos verbos ou nomes, pois seu significado só se completa com a presença de tais termos. Os termos integrantes

Leia mais

MARIA TEREZA E ZAMBELI

MARIA TEREZA E ZAMBELI MARIA TEREZA E ZAMBELI TRANSITIVIDADE VERBAL VERBOS Intransitivos Transitivos sem complemento A gente sabe viver Conviver, tanto prazer Anoitecer, amanhecer Eu e você, eu e você com complemento VTI com

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 10 Sintaxe III A SUBORDINAÇÃO No período composto por subordinação, há uma que traz presa a si, como dependente, outra ou outras. Dependentes porque cada

Leia mais

Aluna: Lyvia Andrade Dantas Professora: Inglith Conceição Disciplina: Gramática / Série: 7ª (8º ano)

Aluna: Lyvia Andrade Dantas Professora: Inglith Conceição Disciplina: Gramática / Série: 7ª (8º ano) Aluna: Lyvia Andrade Dantas Professora: Inglith Conceição Disciplina: Gramática / Série: 7ª (8º ano) Observe as palavras nas frases: 1. Dois terços dos eleitores votaram nos partidos de oposição. votaram

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves Termos essenciais da oração Introdução Chamamos de termos essenciais da oração aqueles compõem a estrutura básica da oração, ou seja, que são necessários para que a oração tenha significado. São eles:

Leia mais

CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS

CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Índice CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS LIÇÃO 1 FONÉTICA...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 4 1.4. Encontro vocálico... 5 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

ATIVIDADES PARA RECUPERAÇÃO PARALELA LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR (A): Juliana B. Stoll TURMA: 8º ANO

ATIVIDADES PARA RECUPERAÇÃO PARALELA LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR (A): Juliana B. Stoll TURMA: 8º ANO ATIVIDADES PARA RECUPERAÇÃO PARALELA LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR (A): Juliana B. Stoll TURMA: 8º ANO REVISÃO Leia: PERDENDO A CIVILIDADE Tenho por hábito parar em sinais vermelhos à noite. Mas infelizmente

Leia mais

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética 1.1. Fonema e letra 1.2. Divisão dos fonemas 1.3. Classificação dos fonemas 1.4. Encontro vocálico 1.5.

Leia mais

APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM

APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM GRAMÁTICA TRADICIONAL SINTAXE II: TERMOS INTEGRANTES E TERMOS ACESSÓRIOS Tutora: Ariana de Carvalho TERMOS INTEGRANTES A nomenclatura está relacionada com a função dos

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA Súmario Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 PARTE I FONÉTICA CAPÍTULO 1 ORTOGRAFIA... 21 1. Introdução... 21 2. O alfabeto...21 3. Emprego das letras

Leia mais

Oração subordinada: substantiva relativa e adjetiva relativa

Oração subordinada: substantiva relativa e adjetiva relativa Oração subordinada: substantiva relativa e adjetiva relativa Relação entre um elemento subordinante (palavra, constituinte ou oração) e uma oração subordinada. As orações subordinadas podem ser: adverbiais

Leia mais

I. Sujeito e predicado: termos essenciais?

I. Sujeito e predicado: termos essenciais? Nome Nº Ano Turma Ensino Gabarito 8º Fund. II Disciplina Professora Natureza Código / Tipo Data Português Claudia Material de Apoio 5 MA5 2º / 2012 24/04/2012 Tema Estudos linguísticos: termos essenciais

Leia mais

Centro Your logo Educacional Adventista do Gama. Verbos. Professora Eliene Lacerda

Centro Your logo Educacional Adventista do Gama. Verbos. Professora Eliene Lacerda Centro Your logo Educacional Adventista do Gama Verbos Professora Eliene Lacerda Significação Quanto ao significado, o verbo é uma palavra que comunica: 1. Uma ação: Cláudio plantou uma árvore. 2. Um estado:

Leia mais

Prof. Eduardo Pereira Machado

Prof. Eduardo Pereira Machado Prof. Eduardo Pereira Machado Período Simples Todos esperam sua volta. Período Composto Todos esperam que você volte. A comparação entre ambas permite concluir que: 1. No período simples, a função de objeto

Leia mais

Língua Portuguesa A MORFOSSINTAXE. Profª. Fernanda Machado

Língua Portuguesa A MORFOSSINTAXE. Profª. Fernanda Machado Língua Portuguesa A MORFOSSINTAXE Profª. Fernanda Machado Nesta bimestral você está aprendendo sobre diversos conceitos como Morfologia e Sintaxe, e partir desses conceitos vamos revisar os principais

Leia mais

ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO

ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO S V C ADJ. ADV. Simples Composto Oculto Indeterm. * oração sem sujeito VI VTD VTI VTDI VL *LV (verbo ser/estar + verbo no particípio) Ø OD OI OD + OI PS AG. da PASSIVA

Leia mais

Língua. Portuguesa. Sintaxe da Oração

Língua. Portuguesa. Sintaxe da Oração Língua Portuguesa Sintaxe da Oração Frase Oração Período Frase: Bom dia! Ele resolveu a questão. Oração: Ele resolveu a questão. Espero que ele resolva a questão. Frase Oração Período Período Simples:

Leia mais

Exercícios sobre tipos de predicado

Exercícios sobre tipos de predicado Exercícios sobre tipos de predicado Exercício 1: Identifique a alternativa em que aparece um predicado verbo-nominal: Os viajantes chegaram cedo ao destino. Demitiram o secretário da instituição. Nomearam

Leia mais

Orações Subordinadas Substantivas

Orações Subordinadas Substantivas Orações Subordinadas Substantivas As Orações Subordinadas exercem uma função sintática em relação a uma outra oração, chamada oração principal e que pede complemento. Existem diversos tipos de Orações

Leia mais

AULA 11. Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 11. Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 11 Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso Frase, período e oração Frase é todo enunciado suficiente por si mesmo para estabelecer comunicação. Expressa juízo,

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL 2 ª FASE

ENSINO FUNDAMENTAL 2 ª FASE ENSINO FUNDAMENTAL 2 ª FASE CONTEÚDO 6 º ANO Língua Portuguesa 1) Produção de texto: Narração. Foco narrativo: narrador-observador. Estrutura do texto narrativo. Elementos narrativos. Uso do diálogo. Paragrafação.

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 3º TRIMESTRE 1 ANO DISCIPLINA: Gramática

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 3º TRIMESTRE 1 ANO DISCIPLINA: Gramática ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 3º TRIMESTRE 1 ANO DISCIPLINA: Gramática Observações: 1- Antes de responder às atividades, releia o material entregue sobre Sugestão de Como Estudar. 2 - Os exercícios

Leia mais

Lista 6 - Língua Portuguesa 1

Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Períodos compostos LISTA 6 - LP 1 - PERÍODOS COMPOSTOS Períodos compostos Em listas anteriores, vimos alguns conceitos sintáticos importantes para o domínio da norma culta

Leia mais

Orações subordinadas substantivas: objetiva direta, objetiva indireta e predicativa

Orações subordinadas substantivas: objetiva direta, objetiva indireta e predicativa Orações subordinadas substantivas: objetiva direta, objetiva indireta e predicativa Objetivos Compreender a relação sintática na construção do texto: orações subordinadas substantivas Conteúdos Oração

Leia mais

O ESTUDO DAS PALAVRAS

O ESTUDO DAS PALAVRAS Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro vocálico... 6 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS: 6º ano Usar a Língua Portuguesa como língua materna, para integrar e organizar o mundo e a própria identidade com visão empreendedora e como pensador capaz de

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO O período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Chamamos oração coordenada por não exercer nenhuma função sintática em outra oração, daí ser chamada

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 52 Adjunto adnominal

Bárbara da Silva. Português. Aula 52 Adjunto adnominal Bárbara da Silva Português Aula 52 Adjunto adnominal Adjunto Adnominal É o termo que determina, especifica ou explica um substantivo. O adjunto adnominal possui função adjetiva na oração, a qual pode ser

Leia mais

Exercícios de múltipla escolha

Exercícios de múltipla escolha Exercícios de múltipla escolha 1-A classe gramatical da palavra alegria é: a-substantivo b-adjetivo c-advérbio d-pronome e-sujeito 2-A função sintática da palavra alegria é: a-predicado b-predicativo do

Leia mais

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SEMESTRAL

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SEMESTRAL Lista de exercícios Aluno (a): Turma: 8 ano Professor: Daniel Disciplina: Português No Anhanguera você é + Enem TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SEMESTRAL 01. Liste os tempos verbais do modo indicativo e do modo

Leia mais

Funções morfológicas do FUNÇÕES DO QUE QUE

Funções morfológicas do FUNÇÕES DO QUE QUE Funções morfológicas do FUNÇÕES DO QUE QUE 1. Substantivo Notei um quê estranho em sua voz. Sofia tinha aquele quê sedutor de algumas mulheres. Havia somente dois quês empregados no texto. 2. Advérbio

Leia mais

Questão 01 Os hobbits

Questão 01 Os hobbits Educador: Angela Régia C. Curricular: Língua Portuguesa Data: / /2013 Estudante: 7º Ano Questão 01 Os hobbits Os hobbits são um povo discreto, mas muito antigo, que já foi mais numeroso do que é hoje.

Leia mais

DICAS ÚTEIS PARA ORAÇÕES

DICAS ÚTEIS PARA ORAÇÕES DICAS ÚTEIS PARA ORAÇÕES SUBSTANTIVAS ORAÇÃO PRINCIPAL Nome da oração que não possui a conjunção. ORAÇÃO SUBORDINADA Nome da oração que tem no seu início a conjunção; completa uma oração principal. CONJUNÇÃO

Leia mais