Aula 09 PALAVRA SE. VOZ PASSIVA Sujeito agente Agente da passiva. VOZ ATIVA Objeto direto Sujeito paciente

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 09 PALAVRA SE. VOZ PASSIVA Sujeito agente Agente da passiva. VOZ ATIVA Objeto direto Sujeito paciente"

Transcrição

1 Página1 Curso/Disciplina: Português para Concursos Aula: Pronomes e colocação pronominal: a palavra se 09 Professor (a): André Moraes Monitor (a): Luis Renato Ribeiro Pereira de Almeida Aula 09 PALAVRA SE 1) Pronome apassivador ou partícula apassivadora: aparece com verbos transitivos diretos (VTD) ou transitivos diretos e indiretos (VTDI), constituindo a voz passiva sintética ou pronominal. Só há voz passiva, friamente, com verbo transitivo direto, que pede complemento sem proposição obrigatória. Porém, a língua portuguesa também permite o pronome apassivador quando houver um verbo transitivo direto e indireto (bitransitivo). Na voz ativa, o sujeito pratica a ação; na voz passiva, o sujeito sofre a ação verbal. Assim, na voz ativa haverá um objeto direto (que é um complemento de um verbo transitivo direto) e o sujeito agente (que pratica a ação). Quando há uma transposição de uma voz para a outra, o objeto direto davoz ativa vira o sujeito da voz passiva (sujeito passivo ou paciente). E o sujeito agente vira o ser que pratica a ação na voz passiva, o agente da passiva. VOZ ATIVA Objeto direto Sujeito paciente VOZ PASSIVA Sujeito agente Agente da passiva Logo, só há voz passiva quando houver verbo transitivo direto (ou direto e indireto) pois é o objeto direto que vira sujeito paciente. Contudo, há exceções: os verbos obedecer e desobedecer, quando transitivos indiretos, admitem transposição para a voz passiva pois já foram verbos transitivos diretos. Exemplo: Aluga-se esta casa (voz passiva sintética ou pronominal). Esta casa é o sujeito passivo ou paciente. Para verificar se a oração está na voz passiva, deve-se transformar para a voz passiva analítica ou verbal: esta casa é alugada. A voz passiva sintética acontece com VTD/VTDI + se (partícula apassivadora). Para saber se realmente se trata de uma partícula apassivadora, a frase deve ser transformada para a voz passiva analítica, que se configura pelo verbo ser/estar/ficar + verbo no particípio.

2 Página2 VTD VOZ PASSIVA SINTÉTICA + SE (pronome apassivador) VTDI Verbo ser VOZ PASSIVA ANALÍTICA Verbo estar + Verbo no particípio Verbo ficar Obs.: Na voz passiva sintática não aparece o agente da passiva. 2) Índice ou símbolo de indeterminação do sujeito: aparece junto a verbos que não sejam transitivos diretos, indeterminando o sujeito. Ou seja, ocorre com verbos transitivos indiretos, verbos intransitivos e verbos de ligação, todos sempre na terceira pessoa do singular. VTI 3.ª PESSOA VI + SE (índice de indeterminação do sujeito) VL Verbos transitivos indiretos são aqueles que exigem complemento preposicionado. Verbos intransitivos são aqueles que normalmente possuem um sentido completo. Porém, segundo Celso Cunha, qualquer verbo pode ser intransitivo, desde que esteja acompanhado somente por uma expressão adverbial. Logo, todo verbo que só tiver uma expressão adverbial ou um advérbio é intransitivo 1. Exemplo1: Vive-se bem aqui. Segundo o professor Bechara, uma dica para verificar se estamos diante de índice de indeterminação do sujeito é suprimir o se, e acrescentar alguém ou a gente antes do verbo. Assim, no exemplo acima alguém vive bem aqui ou a gente vive bem. Exemplo2: É-se triste ( Alguém é triste ). O verbo ser é um verbo de ligação, logo o se pode ser índice de indeterminação do sujeito. Triste é um adjetivo, que só tem duas possíveis funções sintáticas: adjunto adnominal ou predicativo (do sujeito ou do objeto). Como há um verbo de ligação, o adjetivo funciona como predicativo do sujeito que está indeterminado. Exemplo3.: Precisa-se de ajudantes ( Alguém precisa de ajudantes ). Precisar é um verbo transitivo indireto. 1 Ex1.: Costuro bolsas. Costurar é um verbo transitivo direto. Ex2.: Costuro muito. Muito é um advérbio de intensidade, portanto costurar passa a ser um verbo intransitivo.

3 Página3 Obs.: se após o sujeito houver um termo com preposição, este não será sujeito, mas sim um complemento. No exemplo acima, complementa o verbo transitivo indireto precisar, logo, é um objeto indireto. 3) Pronome reflexivo: usado para demonstrar que a ação verbal é praticada e sofrida pelo sujeito (voz reflexiva). Pode ser substituído por: a si mesmo, a si próprio etc. Exemplo: Helena se maquiou ( maquiou a si mesma ). Porém, em alguns casos pode haver um problema de compreensão: elas se amam. É possível entender amam a si mesmas ou amam umas as outras. Logo, é possível que se trate de um pronome reflexivo ou um pronome recíproco. Outro caso seria a oração eles se abraçaram, porém é mais fácil identificar que se trata de um pronome recíproco (um abraçou o outro). Quando o se for um pronome reflexivo ou recíproco a voz verbal é a voz reflexiva. Funções sintáticas da palavra SE quando pronome reflexivo: a) Sujeito de infinitivo. Ocorre com verbo causativo, que provocam alguma coisa (mandar, deixar, fazer), ou sensitivo (ver, sentir, ouvir). Ex1.: Cristina deixou-se ficar no tálamo. Em relação ao verbo deixar, o sujeito é Cristina ; o se substitui o nome Cristina, e vira sujeito do verbo no infinitivo ficar. Ex2.: Mandei-o sair. A oração apresenta sujeito desinencial em relação ao primeiro verbo ( eu mandei ). Mandar é um verbo transitivo direto, e o que complementa esse verbo é a oração o sair, que funciona como objeto direto do verbo (logo, trata-se de uma oração subordinada substantiva objetiva direta reduzida de infinitivo). O pronome oblíquo o não é objeto direto, mas sujeito do verbo sair no infinitivo (sujeito de infinitivo). b) Objeto direto Exemplo: Angélica atirou-se na frente do carro.

4 Página4 O verbo atirar é transitivo direto, logo o se, ao complementar o verbo, exerce função de objeto direto ( atirou a si mesma ). c) Objeto indireto Exemplo: O homem se atribui muito valor. O homem é sujeito do verbo atribuir; muito valor é objeto direto; e a si objeto indireto. 4) Parte integrante do verbo: com verbos pronominais, isto é, os que são conjugados com o pronome, sem que este represente o seu complemento. O se não exerce função sintática nesse caso. Geralmente exprimem sentimentos, mudança de estado: indagar-se, ufanar-se, atraver-se, admirarse, lembrar-se, esquecer-se, orgulhar-se, arrepender-se, queixar-se, derreter-se etc. Ex1: Ele arrependeu-se da ideia ridícula. Ex2: Geraldo se queixou do trabalho. Ex3.: Raquel se debateu durante o sono. Obs.: Em alguns casos há uma mudança de construção, como se nota nos sequintes casos: Ex5.: Lembrou-se da filha. O verbo lembrar está na terceira pessoa do singular, é um verbo pronominal. Porém, suprimindo o se é necessário também suprimir a preposição de, logo: lembrou a filha. Ex6.: Lembrei-me de tudo (lembrei tudo). 5) Partícula expletiva ou de realce: trata-se de um recurso estilístico, um reforço de expressão, podendo ser retirada da oração sem prejuízo semântico ou sintático (ir-se, partir-se, chegar-se, rir-se, sorrir-se etc). O se não muda a voz verbal, não muda a semântica. Caso o se seja suprimido também não há alteração. Ex1: Acabou-se a alegria de viver. Ex2.: Vai-se a primeira pomba despertada.

5 Página5 6) Conjunção subordinativa: liga orações com dependência sintática. a) Integrante: só há duas conjunções integrantes na língua portuguesa ( que e se ). Exemplo: Não sei se o vi (Não sei isto). b) Condicional: quando o se pode ser substituído por caso, será uma conjunção subordinativa adverbial condicional. Exemplo: Se você vier, ligue-me. 7) Substantivo: quando vem precedida de um determinante (artigo, pronome etc). Exemplo: O se é uma palavra problemática.

Prof. André Moraes A PALAVRA SE

Prof. André Moraes A PALAVRA SE Prof. André Moraes A PALAVRA SE 1) Pronome apassivador ou partícula apassivadora aparece com verbos transitivos diretos ou transitivos diretos e indiretos, constituindo a voz passiva sintética ou pronominal.

Leia mais

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 Sumário Prefácio Apresentação XIII XV Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 1. Tipologia do sujeito 6 Método para identificar o sujeito 6 Sujeito simples

Leia mais

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO FRASE: todo enunciado de sentido completo capaz de estabelecer comunicação. Pode ser nominal ou verbal. Nominal: não possui verbo Exemplos:

Leia mais

Lições de Português pela análise sintática

Lições de Português pela análise sintática Evanildo Bechara Professor Titular e Emérito da Universidade do Estado do Riy'deJãneÍro;(tJERj) e da Universidade Federal Fluminense (UFF) Membro da A caciemia 'Brasileira de Letras e da Academia Brasileira

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS

LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS LÍNGUA PORTUGUESA PROFª.: THAÍS AULA 8 O VERBO E SEUS COMPLEMENTOS pág. 57 A ORAÇÃO E SUA ESTRUTURA BÁSICA Sujeito = o ser sobre o qual se declara alguma coisa. Predicado = o que se declara sobre o sujeito.

Leia mais

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29 SUMÁRIO CAPÍTULO I ORTOGRAFIA... 29 1. Ditongo... 31 2. Formas variantes... 35 3. Homônimos e parônimos... 36 4. Porque, por que, por quê, porquê... 44 5. Hífen... 45 6. Questões desafio... 50 CAPÍTULO

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 15 Palavras QUE e SE

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 15 Palavras QUE e SE LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 15 Palavras QUE e SE AS PALAVRAS QUE E SE É acentuado e substituível por alguma coisa, qualquer coisa etc.; vem precedido de artigo ou numeral. Este professor

Leia mais

Funções do que e do se

Funções do que e do se Funções do que e do se Há muitas dúvidas quanto ao emprego do que e do se, pois podem ser empregados em várias funções morfossintáticas. Portanto, iremos analisar cada termo individualmente, a fim de que

Leia mais

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto Professora Melina 9º. Ano Relembrando... ORAÇÃO Enunciado organizado em torno de um verbo. Você abre a janela. PERÍODO SIMPLES frase formada por uma só oração.

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 55 Classificação do sujeito

Bárbara da Silva. Português. Aula 55 Classificação do sujeito Bárbara da Silva Português Aula 55 Classificação do sujeito Classificação do Sujeito O sujeito das orações da língua portuguesa pode ser determinado ou indeterminado. Existem ainda as orações sem sujeito.

Leia mais

TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO

TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO: são aqueles que não podem faltar, pois caso contrário, a oração deixa de existir. São eles: o SUJEITO e o PREDICADO. a) SUJEITO:

Leia mais

Prof.ª Cristiana Ferreira Nunes

Prof.ª Cristiana Ferreira Nunes Prof.ª Cristiana Ferreira Nunes 2012 São Subordinadas Substantivas as orações equivalentes a substantivos dos períodos simples. Exemplos: Período simples: Substantivo (núcleo do OD) Quero a sua presença

Leia mais

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14 Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética... 2 Fonemas...2 Letra...2 Sílaba...2 Número de sílabas...3 Tonicidade...3 Posição da sílaba tônica...3 Dígrafos...3 Encontros consonantais...3 Encontros vocálicos...4

Leia mais

02/03/2014 MORFOLOGIA X SINTAXE

02/03/2014 MORFOLOGIA X SINTAXE MORFOLOGIA X SINTAXE 1 TRANSITIVIDADE VERBAL OU PREDICAÇÃO VERBAL 1- VERBOS NOCIONAIS (significativos) ação, fenômeno e movimento VI, VTD, VTI ou VTDI 2- VERBOS RELACIONAIS (não-significativos) estado,

Leia mais

Português. Profa. Flávia Rita

Português. Profa. Flávia Rita Português Profa. Flávia Rita Pergunta da Aluna: Mariana Antunes Pereira Unidade:Conselheiro lafaiete Falar sobre completo e adjunto adnominal, as diferenças e particularidades de cada um. Resposta : Complemento

Leia mais

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é uma forma verbal. Existem também o sintagma adjetival

Leia mais

Vozes Verbais 1. Voz ativa 2. Voz passiva

Vozes Verbais 1. Voz ativa 2. Voz passiva Vozes Verbais No que se refere à voz, o verbo pode ser ativo, passivo, reflexivo. 1. Voz ativa O verbo de uma oração está na voz ativa quando a ação é praticada pelo sujeito, ou seja, o sujeito é o agente

Leia mais

A PARTÍCULA SE pode ser:

A PARTÍCULA SE pode ser: A PARTÍCULA SE pode ser: 1. Pronome reflexivo 2. Pronome recíproco 3. Pronome apassivador 4. Índice de indeterminação do sujeito 5. Parte integrante do verbo 6. Conjunção condicional 7. Palavra expletiva

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 22 Concordância verbal IV

Bárbara da Silva. Português. Aula 22 Concordância verbal IV Bárbara da Silva Português Aula 22 Concordância verbal IV Outros Casos 1) O Verbo e a Palavra "SE" Dentre as diversas funções exercidas pelo "se", há duas de particular interesse para a concordância verbal:

Leia mais

Noções de Morfossintaxe

Noções de Morfossintaxe Noções de Morfossintaxe Orações Substantivas É introduzida pelas conjunções QUE ou SE Aprenda a analisar a oração principal Oração Completiva Nominal Há a orientação de que Há a esperança de que Há o estudo

Leia mais

Aula 01 CONCORDÂNCIA VERBAL TEORIA (PARTE 1).

Aula 01 CONCORDÂNCIA VERBAL TEORIA (PARTE 1). Curso/Disciplina: Português para Concursos (Concordância Verbal) Aula: Português para Concursos (Concordância Verbal) - 01 Professor : André Moraes Monitor : Virgilio Frederich Aula 01 CONCORDÂNCIA VERBAL

Leia mais

PORTUGUÊS. aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo

PORTUGUÊS. aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo PORTUGUÊS aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo Agente da passiva NA VOZ PASSIVA, É QUEM AGE, EXECUTA OU PRATICA A AÇÃO VERBAL. QUANDO A ORAÇÃO É COLOCADA NA VOZ ATIVA, PASSA A SER

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira ORAÇÕES SUBORDINADAS Exercem função sintática sobre as outras. Oração principal, orações desenvolvidas ou reduzidas. ORAÇÕES SUBORDINADAS

Leia mais

Noções de Morfossintaxe

Noções de Morfossintaxe Noções de Morfossintaxe Orações Substantivas É introduzida pelas conjunções QUE ou SE Aprenda a analisar a oração principal Oração Completiva Nominal Há a orientação de que Há a esperança de que Há o estudo

Leia mais

Aula 08 QUESTÕES OBJETIVAS

Aula 08 QUESTÕES OBJETIVAS Página1 Curso/Disciplina: Português para Concursos Aula: Pronomes e colocação pronominal: questões 08 Professor (a): André Moraes Monitor (a): Luis Renato Ribeiro Pereira de Almeida Aula 08 QUESTÕES OBJETIVAS

Leia mais

2º ANO RESOLUÇÃO PARA PROVA DE 26/06/2014 GRAMÁTICA PROF. FASCINA

2º ANO RESOLUÇÃO PARA PROVA DE 26/06/2014 GRAMÁTICA PROF. FASCINA 2º ANO RESOLUÇÃO PARA PROVA DE 26/06/2014 GRAMÁTICA PROF. FASCINA MÓDULO 34 Olá, fiotes e fiotas rsrsrsrs (ok... sem graça...). Eu acho que dei essa matéria umas três vezes em aula... Então aqui há um

Leia mais

MARIA TEREZA E ZAMBELI

MARIA TEREZA E ZAMBELI MARIA TEREZA E ZAMBELI TRANSITIVIDADE VERBAL VERBOS Intransitivos Transitivos sem complemento A gente sabe viver Conviver, tanto prazer Anoitecer, amanhecer Eu e você, eu e você com complemento VTI com

Leia mais

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima.

Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Obs: *Predicativo do sujeito Ex.: A situação parece perfeita. * Predicativo do objeto Ex.: Os presos acharam a comida péssima. Termos essenciais 1) Sujeito: é o termo a respeito do qual se declara alguma

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 10 Sintaxe III A SUBORDINAÇÃO No período composto por subordinação, há uma que traz presa a si, como dependente, outra ou outras. Dependentes porque cada

Leia mais

Sumário PARTE 1. MORFOLOGIA Pronomes demonstrativos Pronomes relativos O relativo que O relativo qual O relativo quem...

Sumário PARTE 1. MORFOLOGIA Pronomes demonstrativos Pronomes relativos O relativo que O relativo qual O relativo quem... Sumário Edital sistematizado... 15 Apresentação da Coleção... 17 Apresentação... 19 Sobre português...... 23 PARTE 1 Capítulo 1 MORFOLOGIA 1... 27 Substantivo Adjetivo Advérbio (Pré-requisitos para a concordância

Leia mais

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL VERBO DE LIGAÇÃO; VERBO TRANSITIVO; VERBO INTRANSITIVO. Indica estado; VERBO DE LIGAÇÃO (VL) Liga uma característica do sujeito (predicativo

Leia mais

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA No que se refere às ideias e aos aspectos linguísticos do texto acima, julgue os itens subsequentes. 1) Não haveria prejuízo à correção gramatical ou alteração o sentido

Leia mais

Sumário. Edital sistematizado Apresentação da Coleção Apresentação Sobre português PARTE 1

Sumário. Edital sistematizado Apresentação da Coleção Apresentação Sobre português PARTE 1 Sumário Edital sistematizado... 15 Apresentação da Coleção... 17 Apresentação... 19 Sobre português... 23 PARTE 1 Capítulo 1 MORFOLOGIA 1... 27 Substantivo Adjetivo Advérbio (Pré-requisitos para a concordância

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Sintaxe do período composto: parte I Conceitos

Leia mais

PLANEJAMENTO DE ESTUDOS Você merece se preparar com os melhores! Resolução de Provas 002 Português Essencial para Concurso PROFESSOR: Alexandre Amorim Leia o texto abaixo para responder aos itens de 1

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 54 Predicado II

Bárbara da Silva. Português. Aula 54 Predicado II Bárbara da Silva Português Aula 54 Predicado II Predicado Nominal Apresenta as seguintes características: a) Possui um nome (substantivo ou adjetivo) como núcleo; b) É formado por um verbo de ligação mais

Leia mais

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas.

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas. Obs.: Se o verbo haver, com o sentido de existir, for o principal de uma locução verbal, seu auxiliar também ficará no singular. Ex.: Deve haver reclamações. (Devem existir reclamações) Obs.: Essa regra

Leia mais

TIPOS DE SUJEITO GRAMÁTICA

TIPOS DE SUJEITO GRAMÁTICA TIPOS DE SUJEITO GRAMÁTICA TIPOS DE SUJEITO SUJEITO SIMPLES As regras do sujeito simples e do composto são bem parecidas, mas não iguais! Possui apenas 1 núcleo; O núcleo do sujeito simples SÓ PODE SER:

Leia mais

Aula 18 Termos essenciais da oração II. Professor Guga Valente

Aula 18 Termos essenciais da oração II. Professor Guga Valente Aula 18 Termos essenciais da oração II Professor Guga Valente O meu tempo O meu tempo O meu tempo não é o seu tempo. O meu tempo é só meu. O seu tempo é seu e de qualquer pessoa, até eu. O seu tempo é

Leia mais

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE FUNÇÕES DO QUE? Aqui estudaremos todas as classes gramaticais a que a palavra que pertence. SUBSTANTIVO A palavra que será substantivo, quando tiver o sentido de qualquer coisa ou alguma coisa, é sempre

Leia mais

VERBO Verbo ação fato estado qualidade fenômeno da natureza

VERBO Verbo ação fato estado qualidade fenômeno da natureza VERBO Verbo é a palavra que indica ação, praticada ou sofrida pelo sujeito, fato, de que o sujeito participa ativamente, estado ou qualidade do sujeito, ou fenômeno da natureza. ESTRUTURA E FLEXÃO É importante

Leia mais

PORTUGUÊS III Semestre

PORTUGUÊS III Semestre Universidad Nacional Autónoma de México Facultad de Filosofía y Letras Colegio de Letras Modernas Letras Portuguesas PORTUGUÊS III Semestre 2019-1 Profa. Cristina Díaz Padilla Horário: segunda a sexta

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves Termos essenciais da oração Introdução Chamamos de termos essenciais da oração aqueles compõem a estrutura básica da oração, ou seja, que são necessários para que a oração tenha significado. São eles:

Leia mais

Orações Subordinadas Substantivas Objetivas. Izabela da Cunha Bataglioli & Yuli Thamires Magalhães

Orações Subordinadas Substantivas Objetivas. Izabela da Cunha Bataglioli & Yuli Thamires Magalhães Orações Subordinadas Substantivas Objetivas Izabela da Cunha Bataglioli & Yuli Thamires Magalhães Orações Objetivas Diretas A oração subordinada substantiva objetiva direta exerce função de objeto direto

Leia mais

Sumário PARTE 1. Apresentação da Coleção Apresentação Sobre português... 23

Sumário PARTE 1. Apresentação da Coleção Apresentação Sobre português... 23 Sumário... 15 Apresentação da Coleção... 17 Apresentação... 19 Sobre português...... 23 PARTE 1 Capítulo 1 MORFOLOGIA 1... 27 Substantivo Adjetivo Advérbio (Pré-requisitos para a concordância nominal)

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA Súmario Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 PARTE I FONÉTICA CAPÍTULO 1 ORTOGRAFIA... 21 1. Introdução... 21 2. O alfabeto...21 3. Emprego das letras

Leia mais

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21 sumário CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO...14 1.1.TIPOS DE TEXTO... 15 1.2.GÊNERO DE TEXTO... 20 1.3.TIPOS DE DISCURSO... 21 1.3.1. DISCURSO DIRETO... 22 1.3.2. DISCURSO INDIRETO... 22 1.3.3. DISCURSO

Leia mais

Prof. Jorge Viana de Moraes

Prof. Jorge Viana de Moraes Prof. Jorge Viana de Moraes Regência É a relação sintática que se estabelece entre um termo regente ou subordinante (que exige outro) e o termo regido ou subordinado (termo regido pelo primeiro) A regência

Leia mais

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº DATA 14/06/2016 DISCIPLINA Português - Gramática PROFESSOR Ricardo Erse MONITOR Paula Moura AULA 01/07 Ementa 1 Concordância... 2 a) Concordância nominal:...

Leia mais

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE 8º ano Professora: Allana Rauana Almeida Cortez. Dá-se o nome de VOZ à forma assumida pelo verbo para indicar se o sujeito gramatical é AGENTE ou PACIENTE da ação. As vozes

Leia mais

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética 1.1. Fonema e letra 1.2. Divisão dos fonemas 1.3. Classificação dos fonemas 1.4. Encontro vocálico 1.5.

Leia mais

Funções do substantivo. Sujeito Objeto direto Objeto indireto Complemento nominal Predicativo Aposto

Funções do substantivo. Sujeito Objeto direto Objeto indireto Complemento nominal Predicativo Aposto Funções do substantivo Sujeito Objeto direto Objeto indireto Complemento nominal Predicativo Aposto Orações desenvolvidas São introduzidas por uma conjunção integrante (que,se); ou introduzidas por pronome

Leia mais

Lista 3 - Língua Portuguesa 1

Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Frase, oração e período; sujeito e predicado LISTA 3 - LP 1 - FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO; SUJEITO E PREDICADO Frase, oração e período; sujeito e predicado Na fala ou na escrita,

Leia mais

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO Observe os exemplos... Marisa comprou um carro. São termos essenciais da oração: Sujeito É o termo da oração sobre quem se declara alguma coisa Predicado É tudo aquilo

Leia mais

Estudo do Predicado e Predicativo do Sujeito

Estudo do Predicado e Predicativo do Sujeito Estudo do Predicado e Predicativo do Sujeito O estudo do predicado O predicado, como já vimos, é o termo da oração que contém o verbo. Apesar de sujeito e predicado serem termos essenciais da oração, há

Leia mais

CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS

CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Índice CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS LIÇÃO 1 FONÉTICA...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 4 1.4. Encontro vocálico... 5 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV. Evento: Concurso Público para Provimento de Cargos Técnico-Administrativos em Educação

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV. Evento: Concurso Público para Provimento de Cargos Técnico-Administrativos em Educação Língua Portuguesa Questão 01 A questão 01 trata de sinonímia, item 4.1 do Programa. É correta a alternativa D. A palavra "intermitente" (linha 07), conforme Houaiss, significa descontínuo, ou seja, algo

Leia mais

Português. Flexão de Voz (Ativa, Passiva, Reflexiva) Professor Arthur Scandelari.

Português. Flexão de Voz (Ativa, Passiva, Reflexiva) Professor Arthur Scandelari. Português Flexão de Voz (Ativa, Passiva, Reflexiva) Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português FLEXÃO DE VOZ (ATIVA, PASSIVA, REFLEXIVA) Vozes verbais 1. (CESPE Pref. de São Paulo-SP

Leia mais

Português. Profa. Flávia Rita

Português. Profa. Flávia Rita Português Profa. Flávia Rita Pergunta da Aluna: Danny Unidade: Para de minas 1- você mencionou em uma de suas aulas sobre pronome que o SE (sendo pronome apassivador) segue a regra dos demais pronomes

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B SINTAXE

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B SINTAXE LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B SINTAXE 1 Profª. Raquel Freitas Sampaio É a parte da gramática que estuda as relações entre as palavras dentro de uma frase. Identifica e reconhece os constituintes

Leia mais

Apresentação 11 Lista de abreviações 13. Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM

Apresentação 11 Lista de abreviações 13. Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM Sumário Apresentação 11 Lista de abreviações 13 Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM O homem, a linguagem e o conhecimento ( 1-6) O processo da comunicação humana ( 7-11) Funções da

Leia mais

Minicurso Pronomes Clíticos

Minicurso Pronomes Clíticos 1 Minicurso Pronomes Clíticos Tabela Pronomes Pessoais, extraído de < https://portugues.uol.com.br/gramatica/pronomes-pessoais-obliquos.ht ml >. Acesso em 25 set. 2018. Pronome: classe gramatical que desempenha

Leia mais

APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM GRAMÁTICA TRADICIONAL AULA 3: SINTAXE TERMOS ESSENCIAIS. Tutora: Ariana de Carvalho

APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM GRAMÁTICA TRADICIONAL AULA 3: SINTAXE TERMOS ESSENCIAIS. Tutora: Ariana de Carvalho APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM GRAMÁTICA TRADICIONAL AULA 3: SINTAXE TERMOS ESSENCIAIS Tutora: Ariana de Carvalho O QUE É SINTAXE? É a parte da gramática que estuda as relações entre as palavras dentro

Leia mais

I. Sujeito e predicado: termos essenciais?

I. Sujeito e predicado: termos essenciais? Nome Nº Ano Turma Ensino Gabarito 8º Fund. II Disciplina Professora Natureza Código / Tipo Data Português Claudia Material de Apoio 5 MA5 2º / 2012 24/04/2012 Tema Estudos linguísticos: termos essenciais

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 11 Sintaxe IV

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 11 Sintaxe IV LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 11 Sintaxe IV CONCORDÂNCIA VERBAL REGRA GERAL O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito. Com sujeito simples e singular ou substantivo coletivo,

Leia mais

Concurseiro. Sinta-se a vontade para estudar conosco. Português Prof. Joaquim Bispo. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Sinta-se a vontade para estudar conosco. Português Prof. Joaquim Bispo. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos 1 SINTAXE DA ORAÇÃO Aula 2 Sintaxe: é a parte da gramática

Leia mais

VERBOS. Profª Giovana Uggioni Silveira

VERBOS. Profª Giovana Uggioni Silveira VERBOS Profª Giovana Uggioni Silveira AÇÃO ESTADO FENÔMENOS DA NATUREZA FORMAS NOMINAIS DO VERBO Infinitivo (amar, fazer, partir, comemorar, por, ser, ir) terminados em AR - 1ª conjugação terminados em

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

Aula 16 Termos essenciais da oração. Professor Guga Valente

Aula 16 Termos essenciais da oração. Professor Guga Valente Aula 16 Termos essenciais da oração Professor Guga Valente Termos essenciais 1. Termos essenciais: aqueles que são indispensáveis, isto é, não podem faltar. São eles: sujeito e predicado. 2. Termos integrantes:

Leia mais

Português. Funções do Que e do Se. Professor Carlos Zambeli.

Português. Funções do Que e do Se. Professor Carlos Zambeli. Português Funções do Que e do Se Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português FUNÇÕES DO QUE E DO SE A palavra QUE Pronome Relativo refere-se a um nome (substantivo, pronome pessoal,

Leia mais

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal.

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal. CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE É uma enunciado (uma mensagem) de sentido completo que estabelece comunicação. Toda frase deve ser pontuada. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução

Leia mais

O ESTUDO DAS PALAVRAS

O ESTUDO DAS PALAVRAS Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro vocálico... 6 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular TERMOS DA ORAÇÃO 3. Profª Raquel Sampaio

PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular TERMOS DA ORAÇÃO 3. Profª Raquel Sampaio PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular TERMOS DA ORAÇÃO 3 Profª Raquel Sampaio LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA TERMOS DA ORAÇÃO 3 Profª. Raquel Freitas Sampaio TERMOS INTEGRANTES DA ORAÇÃO Alguns verbos ou nomes

Leia mais

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário PORTUGUÊS Gabarito do departamento de português sem resposta. a) Incorreta. As orações iniciadas pela partícula se são subordinadas substantivas objetivas diretas do verbo discutir. b) Correta. Todas as

Leia mais

Português Prof.ª Paula Barreto. Aula 6: Emprego de tempos e modos verbais

Português Prof.ª Paula Barreto. Aula 6: Emprego de tempos e modos verbais Português Prof.ª Paula Barreto Aula 6: Emprego de tempos e modos verbais EMENTA PORTUGUÊS 1. Acentuação gráfica. 2. Pontuação. 3. Estrutura e Formação de Palavras. 4. Classes de Palavras. 5. Frase, Oração

Leia mais

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira

PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL Profª Giovana Uggioni Silveira PREDICAÇÃO VERBAL VERBO DE LIGAÇÃO; VERBO TRANSITIVO; VERBO INTRANSITIVO. Indica estado; VERBO DE LIGAÇÃO (VL) Liga uma característica do sujeito (predicativo

Leia mais

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional.

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional. Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia divide

Leia mais

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e Letra... 3 1.2. Divisão dos Fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro Vocálico... 7 1.5. Encontro Consonantal...

Leia mais

É possível transformar a expressão "a profundidade das palavras dele", objeto direto, em oração. Observe:

É possível transformar a expressão a profundidade das palavras dele, objeto direto, em oração. Observe: PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Classificação das Orações Subordinadas As orações subordinadas dividem-se em três grupos, de acordo com a função sintática que desempenham e a classe de palavras a que

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

AULA 11. Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 11. Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 11 Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso Frase, período e oração Frase é todo enunciado suficiente por si mesmo para estabelecer comunicação. Expressa juízo,

Leia mais

O verbo apresenta-se no plural, concordando com o sujeito que está no plural. Ex.: As nossas duas amigas italianas nos visitarão em julho.

O verbo apresenta-se no plural, concordando com o sujeito que está no plural. Ex.: As nossas duas amigas italianas nos visitarão em julho. CONCORDÂNCIA VERBAL CONCORDÂNCIA Concordância é a igualdade de gênero e número entre o substantivo e adjetivo, artigo, numeral, pronome e igualdade de número e pessoa entre o verbo e o sujeito. Ex.: Dois

Leia mais

Processo Seletivo Estudantes/2018 Conteúdo Programático

Processo Seletivo Estudantes/2018 Conteúdo Programático Processo Seletivo Estudantes/2018 Conteúdo Programático 2º ano do Ensino Fundamental Componente Curricular Conteúdo Leitura e interpretação textual; Ordem alfabética; Bilhete; Carta; Convenções gráficas.

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 52 Adjunto adnominal

Bárbara da Silva. Português. Aula 52 Adjunto adnominal Bárbara da Silva Português Aula 52 Adjunto adnominal Adjunto Adnominal É o termo que determina, especifica ou explica um substantivo. O adjunto adnominal possui função adjetiva na oração, a qual pode ser

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA TERMOS DA ORAÇÃO

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA TERMOS DA ORAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA TERMOS DA ORAÇÃO 3 Profª. Raquel Freitas Sampaio TERMOS INTEGRANTES DA ORAÇÃO Alguns verbos ou nomes presentes numa oração não possuem sentido completo em si mesmos. Sua significação

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCEB 003/2008

PROCESSO SELETIVO FUNCEB 003/2008 PROCESSO SELETIVO FUNCEB 003/2008 PARECERES REFERENTES A RECURSOS: NÍVEL MÉDIO Português Nível Médio A Aux. Administrativo; Ascensorista; Assistente Contábil-Financeiro; Agente de Portaria; Bilheteiro;

Leia mais

CONTEÚDOS DA RECUPERAÇÃO FINAL - 6º ANO

CONTEÚDOS DA RECUPERAÇÃO FINAL - 6º ANO CONTEÚDOS DA RECUPERAÇÃO FINAL - 6º ANO - 2018 Prezados pais e/ou responsáveis pelos alunos do 6º ano A, Com o objetivo de obter um melhor desempenho na Recuperação Final, encaminhamos o calendário de

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 46 Transitividade verbal I

Bárbara da Silva. Português. Aula 46 Transitividade verbal I Bárbara da Silva Português Aula 46 Transitividade verbal I Verbos Intransitivos Os verbos intransitivos não possuem complemento. É importante, no entanto, destacar alguns detalhes relativos aos adjuntos

Leia mais

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Termos Integrantes

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Termos Integrantes Prof. Valber Freitas Língua Portuguesa Sintaxe Termos Integrantes Sintaxe Termos Integrantes Termos integrantes Objeto Direto Objeto Indireto Complemento Nominal Agente da Passiva Predicativo do Sujeito

Leia mais

APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM

APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM GRAMÁTICA TRADICIONAL SINTAXE II: TERMOS INTEGRANTES E TERMOS ACESSÓRIOS Tutora: Ariana de Carvalho TERMOS INTEGRANTES A nomenclatura está relacionada com a função dos

Leia mais

PORTUGUÊS EXERCÍCIO DE REVISÃO FICHA 1. Canção da América

PORTUGUÊS EXERCÍCIO DE REVISÃO FICHA 1. Canção da América PROFESSOR(A): FERNANDA MACHADO ALUNO(A): Nº SÉRIE: 7º ANO TURMA: TURNO: MANHÃ / /2018 EXERCÍCIO DE REVISÃO FICHA 1 Canção da América PORTUGUÊS Amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete chaves, dentro

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO VERBAL

INTRODUÇÃO AO ESTUDO VERBAL INTRODUÇÃO AO ESTUDO VERBAL Prof. Dr. Antônio Jackson de Souza Brandão Verbo é a classe de palavra que possui a maior quantidade de flexões: tempo, modo, pessoa e número. Isso nos ajuda a identificá lo,

Leia mais

Regência Verbal. É a relação de um verbo sobre seus complementos (OD, OI) e adjuntos adverbiais.

Regência Verbal. É a relação de um verbo sobre seus complementos (OD, OI) e adjuntos adverbiais. REGÊNCIA VERBAL Regência Verbal É a relação de um verbo sobre seus complementos (OD, OI) e adjuntos adverbiais. Em alguns casos, a variação de regência provoca uma alteração de sentido do verbo. A seguir,

Leia mais

Professor Jailton. www. professorjailton.com.br

Professor Jailton. www. professorjailton.com.br Professor Jailton www. professorjailton.com.br Período Composto por Subordinação Oração Subordinada Substantiva Oração Subordinada Adjetiva Oração Subordinada Adverbial Funções do substantivo Sujeito Objeto

Leia mais

DICAS ÚTEIS PARA ORAÇÕES

DICAS ÚTEIS PARA ORAÇÕES DICAS ÚTEIS PARA ORAÇÕES SUBSTANTIVAS ORAÇÃO PRINCIPAL Nome da oração que não possui a conjunção. ORAÇÃO SUBORDINADA Nome da oração que tem no seu início a conjunção; completa uma oração principal. CONJUNÇÃO

Leia mais

ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO

ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO S V C ADJ. ADV. Simples Composto Oculto Indeterm. * oração sem sujeito VI VTD VTI VTDI VL *LV (verbo ser/estar + verbo no particípio) Ø OD OI OD + OI PS AG. da PASSIVA

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II

LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II Prof. Francisco Platão Savioli ESTRUTURA SINTÁTICA DO PERÍODO SIMPLES (1) (TEMA 3) SUJEITO E PREDICADO Constituintes básicos da oração As chuvas sujeito provocaram

Leia mais

Conteúdos para o teste de ingresso MATEMÁTICA agosto 2018 (Ingresso em 2019) INGRESSO DE 6ª PARA 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL

Conteúdos para o teste de ingresso MATEMÁTICA agosto 2018 (Ingresso em 2019) INGRESSO DE 6ª PARA 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL Conteúdos para o teste de ingresso MATEMÁTICA agosto 2018 (Ingresso em 2019) INGRESSO DE 6ª PARA 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL Operações com números naturais: adição, subtração, multiplicação, divisão,

Leia mais