PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA PREVISÃO REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS LTDA. pela

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA PREVISÃO REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS LTDA. pela"

Transcrição

1 PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA PREVISÃO REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS LTDA. pela BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. Datado de 15 de abril de 2011

2 O presente Protocolo e Justificação de Incorporação, celebrado em 15 de abril de 2011 ( Protocolo e Justificação de Incorporação ), é celebrado entre: a. Os administradores da BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A., companhia aberta com sede na Avenida da Américas, n.º 500, Bloco 19, sala 301 (parte), Barra da Tijuca, CEP: , cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, inscrita no CNPJ/MF sob o n.º / , com os seus atos constitutivos registrados na Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro sob o NIRE , neste ato representada na forma de seu estatuto social, doravante denominada simplesmente INCORPORADORA ; e b. Os sócios e administradores da PREVISÃO REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS LTDA., sociedade limitada, com sede na cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Rua da Quitanda, n.º 70, 6º andar (parte), Centro, CEP: , inscrita no CNPJ/MF sob o n.º / e inscrita na Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro JUCERJA sob o NIRE , neste ato representada por seu administrador, doravante denominada simplesmente INCORPORADA, e, em conjunto com a INCORPORADORA simplesmente denominadas Sociedades ; CONSIDERANDO que a INCORPORADORA é uma companhia aberta, cujas ações estão listadas no Novo Mercado da BM&FBOVESPA; CONSIDERANDO que a INCORPORADA é uma sociedade limitada, com capital social totalmente subscrito e integralizado no valor de R$ ,00 (cinqüenta mil reais), dividido, nesta data, em (cinco mil) quotas, com valor nominal de R$ 10,00 (dez reais) cada; CONSIDERANDO que, nesta data, a totalidade das quotas representativas do capital social da INCORPORADA pertence ao Sr. ERNESTO SAMUEL FLORIANO DA CRUZ CIAMPOLINI, brasileiro, casado pelo regime de comunhão parcial de bens, empresário, portador da carteira de identidade do nº , expedida pelo IFP/RJ, e inscrito no CPF/MF sob o nº /87, residente e domiciliado na Av. Delfim Moreira nº 536 1º andar Leblon Rio de Janeiro RJ CEP: (doravante simplesmente denominado Corretor ), que assina este Protocolo e Justificação de Incorporação; CONSIDERANDO que a INCORPORADA não possui dívidas e tem como único ativo relevante quotas representativas de aproximadamentre 10,2 % (dez vírgula dois por cento) do capital social da PREVISÃO EMPREENDIMENTOS E CORRETAGENS DE SEGUROS LTDA., sociedade limitada com sede na cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Rua da Quitanda n.º 70, 6º andar, Centro, CEP , inscrita no

3 CNPJ/MF sob o n.º / e inscrita na Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro JUCERJA sob o NIRE (doravante simplesmente denominada Corretora ). CONSIDERANDO que com vistas a desenvolver e expandir as atividades e negócios descritos em seu objeto social, a INCORPORADORA tem interesse adquirir participação no capital social da Corretora e o Corretor, por sua vez, tem interesse em participar do capital social da INCORPORADORA; CONSIDERANDO que a transferência da referida participação societária na Corretora pela INCORPORADORA ocorrerá mediante uma série de negócios jurídicos envolvendo: (i) a incorporação da INCORPORADA pela INCORPORADORA ( Operação ), na forma dos artigos 224, 225, 226 e 227 da Lei 6.404, de 15 de dezembro de 1976 ( LSA ), e (ii) a aquisição direta, pela INCORPORADORA, de 40,8 % (quarenta vírgula oito por cento) das quotas do capital da Corretora; CONSIDERANDO que, por meio deste Protocolo e Justificação, as administrações das Partes pretendem, na forma dos artigos 224 e 225 da LSA, estabelecer os termos e as condições da Operação; RESOLVEM os administradores das Partes firmar o presente Protocolo e Justificação de Incorporação, de acordo com os seguintes termos e condições: CLÁUSULA PRIMEIRA OPERAÇÃO E JUSTIFICAÇÃO 1.1. Operação. A Operação consiste na incorporação da INCORPORADA pela INCORPORADORA, passando o patrimônio da INCORPORADA para a INCORPORADORA, que a sucederá a título universal, na forma da lei Extinção da INCORPORADA. Os saldos das contas credora e devedora, que atualmente constituem os ativos e passivos da INCORPORADA, após a implementação da Operação, passarão para os livros contábeis da INCORPORADORA. Após a implementação da Operação, a INCORPORADA extinguir-se-á de pleno direito Motivos da Operação. A Operação é parte de um negócio jurídico maior, consistente na aquisição de 51 % (cinqüenta e um por cento) das quotas do capital social da Corretora pela INCORPORADORA, mediante (a) a implementação da Operação, passando a INCORPORADORA à condição de titular de 10,2 % (dez vírgula dois por cento) do capital da Corretora, e (b) a cessão, pelo Corretor à

4 INCORPORADORA, de 40,8 % (quarenta vírgula oito por cento) das quotas representativas do capital social da Corretora. Os administradores da INCORPORADORA e da Corretora acreditam que a incorporação da INCORPORADA e a aquisição direta de 40,8 % (quarenta vírgula oito por cento) das quotas emitidas pela Corretora pela INCORPORADORA proporcionarão o melhor aproveitamento de sinergias financeiras, operacionais, contábeis e comerciais entre a INCORPORADORA e a Corretora, consolidando de maneira definitiva a aquisição da Corretora pela INCORPORADORA. Na forma em que contratada a Operação, com a emissão de bônus de subscrição em nome do Corretor, permitindo-lhe a subscrição de novas ações da INCORPORADORA, pretende-se alinhar os interesses do Corretor em perseguir contínua expansão e melhoria da lucratividade da Corretora, comparando-a com a evolução da cotação das ações da INCORPORADORA em bolsa de valores, conforme as fórmulas estabelecidas nos itens 2.2.1, e CLÁUSULA SEGUNDA NÚMERO, ESPÉCIE, CLASSE E SÉRIES DOS VALORES MOBILIÁRIOS A SEREM ATRIBUÍDOS AO SÓCIO DA INCORPORADA 2.1 Valores Mobiliários a Serem Atribuídos ao Sócio da INCORPORADA. Em decorrência da Operação, o Corretor, na qualidade de único sócio da INCORPORADA, receberá um conjunto de valores mobiliários de emissão da INCORPORADORA, composto por: a) (três mil duzentas e quarenta e oito) ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal de emissão da INCORPORADORA ( Ações ), que serão subscritas pelo sócio da INCORPORADA e integralizadas com 70% (setenta por cento) do acervo líquido da INCORPORADA, avaliado com base no valor contábil estimado da INCORPORADA em 14 de abril de 2011, conforme definido no item 3.1 abaixo, valor este que totaliza R$ ,33 (cento e trinta mil setecentos e trinta e quatro reais e trinta três centavos). b) 2 (dois) Bônus de Subscrição (os Bônus de Subscrição ), a serem emitidos pela INCORPORADORA, ao preço de aquisição, para efeitos do artigo 182, 1º, alínea (b) da LSA, de R$100,00 (cem reais), que serão subscritos pelo sócio da INCORPORADA e pagos com os remanescentes 30% (trinta por cento) do acervo líquido da INCORPORADA avaliado com base no valor contábil da INCORPORADA, em 15 de abril de 2011, conforme definido no item 3.1 abaixo. Os Bônus de Subscrição serão emitidos em 2 (duas) séries, sendo cada série

5 composta por 1 (um) Bônus de Subscrição, e conferirão ao seu titular o direito de subscrever ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal de emissão da INCORPORADORA, de acordo com o disposto no item 2.2 abaixo e sujeito aos termos e condições estabelecidos nos Certificados de Bônus de Subscrição, na forma dos seguintes anexos: ANEXO 2.2(A) e ANEXO 2.2(B) ao presente Protocolo e Justificação de Incorporação Em caso de exercício dos Bônus de Subscrição, o corretor, como titular do Bônus de Subscrição, pagará à INCORPORADORA o preço de exercício total de R$100,00 (cem reais) por cada bônus exercido O custo total das ações da INCORPORADORA emitidas em nome do Corretor em razão da Operação e das ações que venham a ser subscritas pelo Corretor pelo exercício dos direitos decorrentes dos Bônus de Subscrição será composto pelo acervo líquido da INCORPORADA, no montante previsto no item 2.1 acima e o preço de exercício de R$100,00 (cem reais) por cada bônus exercido, atingindo o custo total de R$ ,33 (cento e oitenta e seis mil novecentos e sessenta e três reais e trinta e três centavos) 2.2 Características dos Bônus de Subscrição. Os Bônus de Subscrição serão emitidos em 2 (duas) séries, sendo cada série composta de 1 (um) único Bônus de Subscrição, com as seguintes características: Bônus Série A: (a) Número de Ações: O Bônus de Subscrição desta série ( Bônus Série A ) conferirá ao seu titular o direito de subscrever um número de ações de emissão da INCORPORADORA a ser determinado em função (i) de um múltiplo do lucro líquido recorrente da Corretora referente ao período compreendido entre 01 de janeiro de 2011 e 31 de dezembro de 2011, apurado de acordo com os critérios e práticas contábeis geralmente aceitos e auditados por uma empresa de auditoria independente, e (ii) do preço médio das ações da INCORPORADORA apurado nos últimos 90 pregões na BM&FBOVESPA, imdediatamente anteriores à realização da Reunião do Conselho de Administração da Companhia referida no item (b) abaixo, de conformidade com a seguinte fórmula: NA = (LL2011 x M x 20% x 15%) / PM Onde: NA = Quantidade de ações a serem subscritas no Bônus Série A; LL2011 Lucro líquido recorrente auditado da Corretora, relativo ao exercício social de 2011;

6 M = Fator multiplicador = 10 (dez); PM = Preço médio das ações da INCORPORADORA, apurado nos últimos 90 pregões na BM&FBOVESPA imediatamente anteriores à Reunião do Conselho de Administração da Companhia referida no item (b) abaixo. O Certificado do Bônus de Subscrição Série A estabelecerá que a quantidade máxima de ações ordinárias de emissão da Companhia a que o titular deste Bônus de Subscrição terá direito a subscrever está limitada a (hum mil e sessenta e duas) ações, ainda que o resultado da fórmula contida no item (a) acima venha a significar um número de ações superior ao limite aqui estabelecido; (b) Prazo de Exercício: O prazo para exercício do Bônus Série A é de 30 (trinta) dias a contar da data em que o titular do bônus receber notificação da Companhia para tal efeito, como descrito no Anexo 2.2 (A). Ao final desse prazo, sem o exercício dos direitos conferidos pelo Bônus Série A, esse ficará extinto de pleno direito, independentemente de qualquer aviso ou comunicação. O procedimento para exercício dos Bônus Série A está descrito no ANEXO 2.2(A). A Companhia deverá, no prazo máximo de 60 (sessenta) dias a contar do exercício do Bônus de Subscrição, promover a Reunião do Conselho de Administração que aprovará o aumento do capital social da Companhia e promoverá a emissão das ações decorrentes do exercício do Bônus de Subscrição; (c) Preço de Aquisição: O preço de aquisição do Bônus Série A é de R$100,00 (cem reais), que será integralmente realizado e quitado mediante a aprovação da Operação e versão do acervo líquido da INCORPORADA para a INCORPORADORA; e (d) Preço de Exercício: Em caso de exercício do Bônus Série A o seu titular deverá pagar à INCORPORADORA o preço de exercício global de R$100,00 (cem reais), independente do número de ações a serem emitidas Bônus Série B: (a) Número de Ações: O Bônus de Subscrição desta série ( Bônus Série B ) conferirá ao seu titular o direito de subscrever um número de ações de emissão da INCORPORADORA a ser determinado em função (i) de um múltiplo do lucro líquido recorrente da Corretora referente ao período compreendido entre 01 de janeiro de 2012 e 31 de dezembro de 2012, apurado de acordo com os critérios e práticas contábeis geralmente aceitos e auditados por uma empresa de auditoria independente, e (ii) do preço médio das ações da INCORPORADORA apurado nos últimos 90 pregões na BM&FBOVESPA imediatamente anteriores à realização da

7 Reunião do Conselho de Administração da Companhia referida no item (b) abaixo, de conformidade com a seguinte fórmula: NB = (LL2012 x M x 20% x 15%) / PM Onde: NB = Quantidade de ações a serem subscritas no Bônus Série B; LL2012 Lucro líquido recorrente auditado da Corretora, relativo ao exercício social de M = Fator multiplicador = 10 (dez) PM = Preço médio das ações da INCORPORADORA, apurado nos últimos 90 pregões na BM&FBOVESPA imediatamente anteriores à Reunião do Conselho de Administração da Companhia referida no item (b) abaixo O Certificado do Bônus de Subscrição Série B estabelecerá que a quantidade máxima de ações ordinárias de emissão da Companhia a que o titular deste Bônus de Subscrição terá direito a subscrever está limitada a (hum mil e quinhentas) ações, ainda que o resultado da fórmula contida no item (a) acima venha a apresentar um número de ações superior ao limite aqui estabelecido; (b) Prazo de Exercício: O prazo para exercício do Bônus Série B é de 30 (trinta) dias a contar da data em que o titular do bônus receber notificação da Companhia para tal efeito, como descrito no Anexo 2.2 (B). Ao final desse prazo, sem o exercício dos direitos conferidos pelo Bônus Série B, esse ficará extinto de pleno direito, independentemente de qualquer aviso ou comunicação. O procedimento para exercício dos Bônus Série B está descrito no ANEXO 2.2(B). A Companhia deverá, no prazo máximo de 60 (sessenta) dias a contar do exercício do Bônus de Subscrição, promover a Reunião do Conselho de Administração que aprovará o aumento do capital social da Companhia e promoverá a emissão das ações decorrentes do exercício do Bônus de Subscrição; (c) Preço de Aquisição: O preço de aquisição do Bônus Série B é de R$ 100,00 (cem reais), que será integralmente realizado e quitado mediante a aprovação da Operação e versão do acervo líquido da INCORPORADA para a INCORPORADORA; e (d) Preço de Exercício: Em caso de exercício do Bônus Série B o seu titular deverá pagar à INCORPORADORA o preço de exercício global de R$100,00 (cem reais), independente do número de ações a serem emitidas. 2.3 Critério da Relação de Troca. A relação de substituição das quotas da INCORPORADA pelas Ações e pelos Bônus de Subscrição emitidos pela

8 INCORPORADORA, foi acordada entre as Partes, tendo como parâmetro o valor de mercado da INCORPORADORA e a rentabilidade futura da Corretora. 2.4 Para fins de apuração do número de ações previsto no item 2.2 acima, o resultado da Corretora relativo a cada um dos períodos referentes ao bônus em questão será auditado por auditor independente e o lucro líquido recorrente auditado apurado de acordo com os resultados dessa auditoria, diminuído do valor de R$ ,00 (um milhão oitocentos e quarenta e oito mil), servirá de base o cálculo do número de ações de cada bônus. 2.5 Tratamento da Participação Societária entre as Partes. A INCORPORADA não detém qualquer participação no capital social da INCORPORADORA e a INCORPORADORA não detém qualquer participação no capital social da INCORPORADA. 2.6 Tratamento aos Acionistas Preferencialistas. Não há acionistas preferenciais na INCORPORADORA. CLÁUSULA TERCEIRA AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DA INCORPORADA 3.1 Critério de Avaliação. Para fins da incorporação da INCORPORADA pela INCORPORADORA, o patrimônio líquido da INCORPORADA foi avaliado por seu valor contábil, conforme os elementos constantes do Balanço Patrimonial da INCORPORADA em 14 de abril de 2011 ( Data-Base ), elaborado com base nas normas contábeis geralmente aceitas e nos critérios previstos na LSA para elaboração de demonstrações financeiras. A participação acionária detida pela INCORPORADA na Corretora foi escriturada pelo seu valor patrimonial proporcional correspondente na Data-Base. 3.2 Empresa Especializada. A administração de cada uma das Partes, a seu próprio custo, promoveu a contratação da empresa especializada TRAMIT ASSESSORIA EMPRESARIAL E CONTÁBIL LTDA., sociedade limitda com sede na cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, à Rua Coronel Xavier de Toledo, n.º210, conjunto 63, República, CEP: , inscrita no Cnpj/MF sob o n.º / ( Empresa Especializada ), como responsável pela elaboração do laudo de avaliação, a valor contábil, do patrimônio líquido da INCORPORADA a ser integralmente vertido para a INCORPORADORA ( Laudo de Avaliação ), cuja indicação será submetida à ratificação da Assembléia Geral de Acionistas da INCORPORADORA e da Reunião de Sócios da INCORPORADA, nos termos da lei.

9 3.2.1 O Laudo de Avaliação, elaborado pela Empresa Especializada, constitui o ANEXO ao presente Protocolo e Justificação de Incorporação, ficando os valores nele especificados subordinados à análise e aprovação pelos acionistas e sócios da INCORPORADORA e da INCORPORADA, nos termos da lei O Laudo de Avaliação apurou o valor contábil do patrimônio líquido da INCORPORADA na Data-Base em R$ ,33 (cento e oitenta e seis mil setecentos e sessenta e três reais e trinta e três centavos). Desse montante, R$ ,00 (cinquenta e seis mil e vinte nove reais) serão utilizados para aquisição dos 2 (dois) Bônus de Subscrição e R$ ,33 (cento e trinta mil setecentos e trinta e quatro reais e trinta três centavos) para integralização do aumento de capital social a ser subscrito em razão da Operação, conforme os itens 2.1 acima e 4.1 abaixo. O montante de R$ ,00 (cinquenta e seis mil e vinte nove reais), correspondente à aquisição dos Bônus de Subscrição, será contabilizado em conta de reserva de capital, em atendimento ao disposto no artigo 182, parágrafo 1, alínea (b) da LSA. 3.3 Variações Patrimoniais. As variações patrimoniais da INCORPORADA apuradas após a Data-Base da Operação serão apropriadas pela INCORPORADORA, passando-se para seus livros contábeis e efetuando-se as necessárias alterações, independentemente do fato de que a INCORPORADA possa continuar, provisoriamente, a conduzir as operações em seu nome até que tenham sido formalizados todos os registros e obtidas todas as autorizações requeridas pela legislação aplicável. CLÁUSULA QUARTA DISPOSIÇÕES GERAIS E REFLEXOS DA OPERAÇÃO NO CAPITAL SOCIAL DA INCORPORADORA 4.1 Aumento do Capital Social da INCORPORADORA. Em decorrência da Operação, o capital social da INCORPORADORA será aumentado em R$ ,33 (cento e trinta mil setecentos e trinta e quatro reais e trinta três centavos), mediante a emissão de (três mil duzentas e quarenta e oito) novas ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal, com preço de emissão unitário de R$ 40,25 (quarenta reais e vinte e cinco centavos), a serem atribuídas ao Corretor, na qualidade de único sócio da INCORPORADA, conforme relação de substituição fixada no item 2.1 (a) acima, participando as novas ações ordinárias emitidas na forma deste item integralmente dos resultados do exercício social em curso, a partir da data de sua emissão. Adicionalmente, em decorrência da Operação, o Corretor, na qualidade de único sócio da INCORPORADA, receberá 2 (dois) Bônus de

10 Subscrição, que lhe conferirão o direito de subscrever ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal de emissão da INCORPORADORA, de acordo com o disposto no item 2.2 acima e sujeito aos termos e condições estabelecidos nos respectivos Certificados de Bônus de Subscrição, na forma dos anexos: ANEXO 2.2(A) e ANEXO 2.2(B) ao presente Protocolo e Justificação de Incorporação. O preço de exercício global de cada Bônus de Subscrição será de R$ 100,00 (cem reais). CLÁUSULA QUINTA RESTRIÇÕES APLICÁVEIS ÀS AÇÕES A SEREM EMITIDAS PELA INCOPORADORA 5.1. As ações ordinárias nominativas do capital da INCORPORADORA a serem atribuídas ao Corretor, na qualidade de único sócio da INCORPORADA, como previsto neste Protocolo, e aquelas que venham a ser emitidas pela INCORPORADORA pelo exercício dos Bônus de Subscrição, estarão sujeitas às restrições listadas nos itens desta Cláusula Quinta. A INCORPORADORA, a INCORPORADA e o Corretor, na qualidade de único sócio dessa última, reconhecem expressamente que as restrições abaixo previstas são elementos essenciais do negócio aqui ajustado, sem os quais a Operação não teria se concluído na forma e nos termos aqui ajustados e que por tal motivo deverão, uma vez implementada a Operação, ser observados pelas Sociedades e pelo Corretor Lock-Up. Uma vez atribuídas ao Corretor, as ações de emissão da INCORPORADORA a ele atribuídas em decorrência da Operação ( Saldo Inicial ) não poderão ser por qualquer modo alienadas pelo Corretor (seja por venda, doação, conferência ao capital de outras sociedades ou quaisquer outros modos), salvo como a seguir ( Lock-Up ): (a) O Corretor poderá vender (em Bolsa de Valores ou fora de Bolsa de Valores) até 10% (dez por cento) do Saldo Inicial de suas ações após o 1º aniversário da aprovação da Operação pela assembléia geral da INCORPORADORA, podendo ser tal venda realizada a qualquer momento, após o 1º aniversário da aprovação da Operação pela assembléia geral da INCORPORADORA, ficando de pleno direito extinto o Lock-Up com relação a até 10% (dez por cento) do Saldo Inicial das ações atribuídas ao Corretor; (b) O Corretor poderá vender (em Bolsa de Valores ou fora de Bolsa de Valores) até 20% (vinte por cento) do Saldo Inicial de ações após o 2º aniversário da aprovação da Operação pela assembléia geral da INCORPORADORA, acrescido do eventual saldo da percentagem do Saldo Inicial de ações referida na alínea (a) acima

11 e que não tenha sido vendida, podendo ser tal venda realizada a qualquer momento, após o 2º aniversário da aprovação da Operação pela assembléia geral da INCORPORADORA, ficando de pleno direito extinto o Lock-Up com relação a essa quantidade adicional de até 20% (vinte por cento) do Saldo Inicial das ações atribuídas ao Corretor; (c) O Corretor poderá vender (em Bolsa de Valores ou fora de Bolsa de Valores) até 25% (vinte e cinco por cento) do Saldo Inicial de suas ações após o 3º aniversário da aprovação da Operação pela assembléia geral da INCORPORADORA, acrescido do eventual saldo da percentagem do Saldo Inicial referida nas alíneas (a) e (b) acima e que não tenha sido vendida, podendo ser tal venda realizada a qualquer momento, após o 3º aniversário da aprovação da Operação pela assembléia geral da INCORPORADORA, ficando de pleno direito extinto o Lock-Up com relação a esses outros 25% (vinte e cinco por cento) do Saldo Inicial das ações atribuídas ao Corretor; (d) O Corretor poderá vender (em Bolsa de Valores ou fora de Bolsa de Valores) até 25% (vinte e cinco por cento) do Saldo Inicial de suas ações após o 4º aniversário da aprovação da Operação pela assembléia geral da INCORPORADORA, acrescido do eventual saldo da percentagem do Saldo Inicial referida nas alíneas (a), (b) e (c) acima e que não tenha sido vendida, podendo ser tal venda realizada a qualquer momento, após o 4º aniversário da aprovação da Operação pela assembléia geral da INCORPORADORA, ficando de pleno direito extinto o Lock-Up com relação a esses outros 25% (vinte e cinco por cento) do Saldo Inicial das ações atribuídas ao Corretor; e (e) O Corretor poderá vender (em Bolsa de Valores ou fora de Bolsa de Valores) o restante do Saldo Inicial de suas Ações após o 5º aniversário da aprovação da Operação pela assembléia geral da INCORPORADORA, ficando de pleno direito extinto o Lock-Up com relação ao total do Saldo Inicial das ações atribuídas ao Corretor Sem prejuízo do estipulado nos itens acima e nas normas aplicáveis, fica acordado que, para o fim de promover a alienação das ações do Saldo Inicial por ocasião dos 1º, 2º, 3º, 4º e 5º aniversários da aprovação da Operação pela assembléia geral da INCORPORADORA, o Corretor deverá informar à administração da INCORPORADORA, com antecedência mínima de 10 (dez) dias do término de cada bimestre do ano civil, acerca de sua intenção de alienar ações do Saldo Inicial de sua propriedade em Bolsa de Valores, indicando a quantidade dessas ações do Saldo Inicial que pretende alienar. Na hipótese em que o Corretor pretenda vender em Bolsa de Valores uma quantidade de ações do Saldo Inicial que represente um percentual igual ou superior a 25% (vinte cinco por cento) do volume de negócios médio mensal das ações da INCORPORADORA na Bolsa de Valores dos 2 (dois) meses anteriores, ou, ainda, na hipótese em que o lote de ações do Saldo Inicial que o Corrretor pretenda alienar represente uma quantidade de ações superior a 2,5% (dois vírgula cinco por cento) do total das ações da

12 INCORPORADORA, compromete-se o Corretor a confiar o processo de venda de suas ações do Saldo Inicial a uma instituição financeira de primeira linha que para tal venha a ser contratada pela INCORPORADORA, com o fim evitar ou minimizar a desestabilização da cotação das ações de emissão da INCORPORADORA na Bolsa de Valores As ações de emissão da INCORPORADORA que venham a ser emitidas em nome do Corretor em razão do exercício dos direitos conferidos pelos Bônus de Subscrição também estarão sujeitas ao Lock-Up, aplicando-se os prazos previstos nas letras (a) a (e) do item 5.2 àquelas ações decorrentes dos Bônus de Subscrição, mas contando-se os prazos anuais referidos nas letras (a) a (e) do item 5.2 a partir das datas de emissão das ações correspondentes Direito de Preferência. Encerrado o período do Lock-Up, caso o Corretor pretenda alienar, no todo ou em parte, direta ou indiretamente, o Saldo Inicial de suas ações e aquelas ações que venham a ser emitidas pela INCORPORADORA pelo exercício dos Bônus de Subscrição, em negociação privada (isto é, fora do ambiente da Bolsa de Valores), a INCORPORADORA terá o direito de preferência para adquirí-las ( Direito de Preferência ). Caso o Corretor pretenda alienar parte ou a totalidade de suas ações da INCORPORADORA ( Ações Ofertadas ) e para tal receba uma proposta ( Proposta ) de outro Acionista, o Corretor deverá notificar a INCORPORADORA, informando-lhe de sua intenção em alienar as Ações Ofertadas e: (i) o número de Ações Ofertadas; e (ii) o preço mínimo e condições de pagamento ofertados em que tal Acionista Ofertante pretende alienar as Ações Ofertadas, devendo o preço necessariamente ser fixado em moeda corrente nacional, não sendo aceita a fixação do preço em qualquer outra moeda e/ou em bens e direitos; (iii) o prazo de pagamento; (iv) o nome do Proponente; (v) todas as demais condições e informações da alienação em questão. Cópia da Proposta deverá ser anexada à notificação do Corretor A INCORPORADORA terá o prazo máximo de 30 (trinta) dias para exercer ou não seu Direito de Preferência na aquisição de Ações Ofertadas, sendo-lhe vedado exercer o Direito de Preferência para aquisição de parcela das Ações Ofertadas Decorrido o prazo estabelecido no item acima sem a efetivação da alienação, o Acionista Ofertante, caso tenha a intenção de renovar a venda de suas ações, deverá se submeter novamente ao procedimento previsto nesta Cláusula, concedendo novamente o Direito de Preferência à INCORPORADORA O exercício do Direito de Preferência pela INCORPORADORA estará condicionado ao atendimento pela INCORPORADORA das normas pertinentes à aquisição e negociação das ações do seu próprio capital.

13 5.4. Vedação à Constituição de ônus e Gravames. O Corretor se obriga, ainda, a não constituir penhor, alienação fiduciária ou qualquer outro direito real de garantia, ou usufruto ou qualquer outro direito real de fruição sobre ações do Saldo Inicial ou sobre as ações decorrentes dos Bônus de Subscrição, sem a prévia e expressa aprovação da INCORPORADORA, enquanto tais ações estiverem vinculadas ao Lock-up previsto acima As restrições listadas nos itens desta Cláusula Quinta constituir-se-ão, quando da emissão das ações da INCORPORADORA, em ônus que gravarão as ações para efeitos dos art. 40 da LSA e como tal, serão averbados pelo nos livros da instituição financeira responsável pelo serviço de escrituração das ações da INCORPORADORA, que os anotará no extrato da conta de depósito mantida em nome do Corretor e os fará constar dos extratos a ele fornecidos. CLÁUSULA SEXTA CONDIÇÕES ESPECIAIS 6.1 A Operação proposta neste Protocolo e Justificação será submetida aos acionistas da INCORPORADORA, reunidos em Assembleia Geral, e a deliberação do único sócio da INCORPORADA, que desde já se compromete a aprová-la A aquisição, pela INCORPORADORA, das quotas da Corretora pertencentes ao Corretor, como referido no item 1.3 (b) foi contratada simultaneamente à assinatura deste Protocolo e Justificação de Incorporação, e está sujeita à condição suspensiva consistente na aprovação, pelos acionistas da INCORPORADORA, da Operação. 6.3 A Operação não foi nem será submetida à aprovação das autoridades reguladoras ou de defesa da concorrência brasileiras ou estrangeiras. 6.4 A aprovação da Operação não assegura direito retirada aos sócios da INCORPORADA. 6.5 A Operação, caso venha a ser aprovada pelos sócios e acionistas das sociedades envolvidas, assegurará direito retirada aos acionistas dissidentes da INCORPORADORA, devendo a INCORPORADORA, na forma da lei, prestar todas as informações e comunicações necessárias para que os seus acionistas possam exercer seus respectivos direitos de retirada.

14 6.6 Competirá à administração da INCORPORADORA praticar todos os atos necessários para a implementação da Operação, correndo por sua conta todos os custos e despesas oriundos de tal implementação. 6.7 O Corretor prestará à INCORPORADORA no âmbito do negócio de alienação das suas quotas da Corretora, garantia pignoratícia por todas as superveniências passivas e insificiências ativas da Corretora cujo fato gerador tenha ocorrido anteriormente à data da Operação. CLÁUSULA SÉTIMA DISPOSIÇÕES FINAIS 7.1.Este Protocolo e Justificação de Incorporação não poderá ser alterado a menos que a alteração seja por escrito e aprovada pelas Partes Este Protocolo e Justificação de Incorporação é celebrado em caráter irrevogável e irretratável, obrigando as Partes e seus sucessores, a qualquer título Fica eleito o foro central da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro para dirimir todas as questões oriundas do presente Protocolo e Justificação de Incorporação, com a renúncia de qualquer outro, por mais privilegiado que seja ou venha a ser.

15 (Página de Assinaturas do Protocolo e Justificação da operação de incorporação da Previsão Representações Comerciais Ltda. pela Brasil Insurance Participações e Administração S.A.) E, por estarem justas e contratadas, assinam este Protocolo e Justificação de Incorporação em 02 (duas) vias de igual teor e forma e para um só efeito, juntamente com duas testemunhas abaixo identificadas. Rio de Janeiro, 15 de abril de BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. Nome: Cargo: Nome: Cargo: PREVISÃO REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS LTDA. Nome: Cargo: Testemunhas: 1. Nome: R.G: CPF/MF 2. Nome: R.G: CPF/MF

16 ANEXO 2.1 AO PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA PREVISÃO REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS LTDA. PELA BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. Valores Mobiliários de Emissão da Incorpordora % do Patrimônio Líquido da Incorporada Ações 70% Bônus Serie A, Certificado nº 1 15% Bônus Serie B, Certificado nº 1 15% Total 100%

17 ANEXO 2.2(A) AO PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA PREVISÃO REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS LTDA. PELA BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. [Certificado do Bônus de Subscrição Série A]

18 ANEXO 2.2(B) AO PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA PREVISÃO REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS LTDA. PELA BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. [Certificado do Bônus de Subscrição Série B]

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, A Administração da Brasil Insurance Participações e Administração S.A., nos termos do que dispõem a legislação pertinente e o Estatuto Social, e objetivando

Leia mais

Pelo presente instrumento particular, e na melhor forma de direito, os administradores das sociedades abaixo nomeadas e qualificadas:

Pelo presente instrumento particular, e na melhor forma de direito, os administradores das sociedades abaixo nomeadas e qualificadas: PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA ANDRADINA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA. PELA CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Pelo presente instrumento particular, e na

Leia mais

Celebrado em [---] de junho de 2008

Celebrado em [---] de junho de 2008 Instrumento de Justificação e Protocolo de Incorporação da Softway Contact Center Serviços de Teleatendimento a Clientes S.A. pela Tivit Atendimentos Telefônicos S.A. Celebrado em [---] de junho de 2008

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 33.014.556/0001-96. SUBMARINO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 02.930.076/0001-41 FATO RELEVANTE

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 33.014.556/0001-96. SUBMARINO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 02.930.076/0001-41 FATO RELEVANTE LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 33.014.556/0001-96 SUBMARINO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 02.930.076/0001-41 FATO RELEVANTE LOJAS AMERICANAS S.A. ( Lojas Americanas ) e SUBMARINO

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TERRACE SP PARTICIPAÇÕES LTDA. pela BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TERRACE SP PARTICIPAÇÕES LTDA. pela BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TERRACE SP PARTICIPAÇÕES LTDA. pela BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. Datado de 7 de novembro de 2011 1 O presente Protocolo e

Leia mais

ANEXO 16 Protocolo de Justificação da Incorporação da Localiza Cuiabá

ANEXO 16 Protocolo de Justificação da Incorporação da Localiza Cuiabá ANEXO 16 Protocolo de Justificação da Incorporação da Localiza Cuiabá PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOCALIZA CUIABÁ ALUGUEL DE CARROS LTDA. PELA LOCALIZA RENT A CAR S.A. (a) LOCALIZA RENT

Leia mais

O presente instrumento particular é firmado pelos Diretores das sociedades abaixo:

O presente instrumento particular é firmado pelos Diretores das sociedades abaixo: PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA S.R.J.S.P.E. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA.; CARE PLUS DENTAL LTDA.; e BIODENT ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA S.A. PELA ODONTOPREV S.A. O presente instrumento

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO CYRELA COMERCIAL PROPERTIES INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.,

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO CYRELA COMERCIAL PROPERTIES INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A., PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA CYRELA COMERCIAL PROPERTIES INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. PELA CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Pelo presente instrumento

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL - CINAL, sociedade por ações de capital fechado,

Leia mais

Gemini, Primus e Banco doravante também denominados, em conjunto, como Partes e, individualmente como Parte ;

Gemini, Primus e Banco doravante também denominados, em conjunto, como Partes e, individualmente como Parte ; PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DE GEMINI HOLDING S.A. E PRIMUS HOLDING S.A. PELO BANCO INDUSTRIAL E COMERCIAL S.A. Pelo presente instrumento particular: (A) GEMINI HOLDING S.A., sociedade por

Leia mais

ODONTOPREV S.A. Companhia Aberta. N.I.R.E.: 35.300.339.436 C.N.P.J./M.F. n. : 04.821.041/0001-08 FATO RELEVANTE

ODONTOPREV S.A. Companhia Aberta. N.I.R.E.: 35.300.339.436 C.N.P.J./M.F. n. : 04.821.041/0001-08 FATO RELEVANTE ODONTOPREV S.A. Companhia Aberta N.I.R.E.: 35.300.339.436 C.N.P.J./M.F. n. : 04.821.041/0001-08 FATO RELEVANTE A Odontoprev S.A. ( Companhia ), em cumprimento ao disposto nas Instruções CVM n os. 319/99

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. FIBRIA CELULOSE S.A. (nova denominação social de Votorantim Celulose

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A. Pelo presente instrumento particular, (A) TOTVS S.A., sociedade por ações de capital aberto, com sede na Cidade de São

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO. Pelo presente instrumento particular,

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO. Pelo presente instrumento particular, PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOOK INFORMÁTICA S.A. PELA TOTVS S.A. Pelo presente instrumento particular, (A) TOTVS S.A., sociedade por ações de capital aberto, com sede na Cidade de São

Leia mais

COSAN LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF nº 17.346.997/0001-39 NIRE 35.300.447.581 COMPANHIA ABERTA AVISO AOS ACIONISTAS

COSAN LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF nº 17.346.997/0001-39 NIRE 35.300.447.581 COMPANHIA ABERTA AVISO AOS ACIONISTAS COSAN LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF nº 17.346.997/0001-39 NIRE 35.300.447.581 COMPANHIA ABERTA AVISO AOS ACIONISTAS COSAN LOGÍSTICA S.A. ( Companhia ), em continuidade ao Fato Relevante de 28 de abril de 2016

Leia mais

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, as partes:

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, as partes: PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE CISÃO PARCIAL DESPROPORCIONAL DA LF TEL S.A., E INCORPORAÇÃO DO ACERVO CINDIDO PELA DRONTEN RJ PARTICIPAÇÕES S.A. CELEBRADO EM 5 DE MAIO DE 2014 Pelo presente instrumento particular

Leia mais

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os administradores das companhias abaixo qualificadas,

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os administradores das companhias abaixo qualificadas, INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DO BANCO ABN AMRO REAL S.A. PELO BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A. (NOVA DENOMINAÇÃO SOCIAL DO BANCO SANTANDER S.A., EM FASE DE HOMOLOGAÇÃO

Leia mais

PEDIDO DE RESERVA PARA AS QUOTAS DE EMISSÃO DO EUROPAR II BANIF FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII. CNPJ nº 13.720.522.0001-00

PEDIDO DE RESERVA PARA AS QUOTAS DE EMISSÃO DO EUROPAR II BANIF FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII. CNPJ nº 13.720.522.0001-00 PEDIDO DE RESERVA PARA AS QUOTAS DE EMISSÃO DO EUROPAR II BANIF FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ nº 13.720.522.0001-00 Código ISIN: BREURDCTF006 Nº [ ] CARACTERÍSTICAS DA OFERTA Pedido de reserva

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES NET CAMPO GRANDE LTDA., NET SÃO JOSÉ

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES NET CAMPO GRANDE LTDA., NET SÃO JOSÉ PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES NET CAMPO GRANDE LTDA., NET SÃO JOSÉ DO RIO PRETO LTDA., NET SUL COMUNICAÇÕES LTDA., NET SÃO CARLOS LTDA. E DR-EMPRESA DE DISTRIBUIÇÃO DE RECEPÇÃO

Leia mais

ESTILO COMÉRCIO, TRANSPORTES E SERVIÇOS LTDA. NIRE 42.204.672.508 CNPJ/MF 13.591.644/0001-43 4ª ALTERAÇÃO DE CONTRATO SOCIAL

ESTILO COMÉRCIO, TRANSPORTES E SERVIÇOS LTDA. NIRE 42.204.672.508 CNPJ/MF 13.591.644/0001-43 4ª ALTERAÇÃO DE CONTRATO SOCIAL ESTILO COMÉRCIO, TRANSPORTES E SERVIÇOS LTDA. NIRE 42.204.672.508 CNPJ/MF 13.591.644/0001-43 4ª ALTERAÇÃO DE CONTRATO SOCIAL Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os abaixo

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DE AÇÕES DE EMISSÃO DA ELEVA ALIMENTOS S.A. PELA PERDIGÃO S.A. ELEVA ALIMENTOS S.A. PERDIGÃO S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DE AÇÕES DE EMISSÃO DA ELEVA ALIMENTOS S.A. PELA PERDIGÃO S.A. ELEVA ALIMENTOS S.A. PERDIGÃO S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DE AÇÕES DE EMISSÃO DA ELEVA ALIMENTOS S.A. PELA PERDIGÃO S.A. ENTRE ELEVA ALIMENTOS S.A. E PERDIGÃO S.A. _ DATADO DE 13 DE NOVEMBRO DE 2007 _ PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A. 25 DE FEVEREIRO DE 2010 PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA HFF

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A. Por este instrumento, OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A., companhia aberta

Leia mais

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A.

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DE CYTOLAB LABORATÓRIO DE ANATOMIA PATOLÓGICA, CITOLOGIA DIAGNÓSTICA E ANÁLISES CLÍNICAS LTDA POR DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. Pelo presente instrumento particular,

Leia mais

PEDIDO DE RESERVA CÓDIGO ISIN Nº BRVRTACTF008

PEDIDO DE RESERVA CÓDIGO ISIN Nº BRVRTACTF008 PEDIDO DE RESERVA CÓDIGO ISIN Nº BRVRTACTF008 Condicionado Não Condicionado Pedido de Reserva ( Pedido de Reserva ou Pedido ) relativo à oferta pública de distribuição de até 434.783 (quatrocentas e trinta

Leia mais

Instrumento de Protocolo e Justificação de Incorporação de Ações dos Acionistas da Ibi Participações S.A. firmado com o Banco Bradesco S.A.

Instrumento de Protocolo e Justificação de Incorporação de Ações dos Acionistas da Ibi Participações S.A. firmado com o Banco Bradesco S.A. Bradesco S.A. Banco Bradesco S.A., com sede na Cidade de Deus, Prédio Vermelho, 4 o andar, Vila Yara, Osasco, SP, CEP 06029-900, CNPJ n o 60.746.948/0001-12, com seus atos constitutivos arquivados na Junta

Leia mais

BRASKEM S.A. POLIALDEN PETROQUÍMICA S.A. FATO RELEVANTE

BRASKEM S.A. POLIALDEN PETROQUÍMICA S.A. FATO RELEVANTE BRASKEM S.A. POLIALDEN PETROQUÍMICA S.A. FATO RELEVANTE BRASKEM S.A. ( Braskem ) e POLIALDEN PETROQUÍMICA S.A. ( Polialden ), em atendimento ao disposto nas Instruções CVM nºs 319/99 e 358/02, vêm informar

Leia mais

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE nº. 35.300.333.578

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE nº. 35.300.333.578 JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE nº. 35.300.333.578 ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 30 DE DEZEMBRO DE 2009 DATA, HORA E LOCAL: 30 (trinta)

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA INCORPORAÇÃO DA UNIPAR RESINAS S.A. PELA UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA INCORPORAÇÃO DA UNIPAR RESINAS S.A. PELA UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA INCORPORAÇÃO DA UNIPAR RESINAS S.A. PELA UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A. Reunidos, neste ato, os representantes da administração das seguintes sociedades: UNIPAR

Leia mais

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. CNPJ/MF n.º 64.571.414/0001-64 NIRE 35.300.338.421 AVISO AOS ACIONISTAS

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. CNPJ/MF n.º 64.571.414/0001-64 NIRE 35.300.338.421 AVISO AOS ACIONISTAS VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. CNPJ/MF n.º 64.571.414/0001-64 NIRE 35.300.338.421 AVISO AOS ACIONISTAS Nos termos do artigo 157, parágrafo 4º da Lei n.º 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme

Leia mais

CSHG REAL ESTATE FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ/MF n 09.072.017/0001-29 Código Cadastro CVM 122-8 AVISO AO MERCADO

CSHG REAL ESTATE FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ/MF n 09.072.017/0001-29 Código Cadastro CVM 122-8 AVISO AO MERCADO CSHG REAL ESTATE FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ/MF n 09.072.017/0001-29 Código Cadastro CVM 122-8 AVISO AO MERCADO CREDIT SUISSE HEDGING-GRIFFO CORRETORA DE VALORES S.A., sociedade por ações

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E JUSTIFICAÇÃO

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E JUSTIFICAÇÃO 1 PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E JUSTIFICAÇÃO O presente protocolo firmado entre: - COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO, sociedade com sede na Capital do Estado de São Paulo, na Av. Brigadeiro Luiz Antonio

Leia mais

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 9 de março de 2009 1. Data, Hora e Local. Realizada, em primeira

Leia mais

COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO CNPJ nº 50.746.577/0001-15 NIRE 35.300.177.045 Companhia Aberta

COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO CNPJ nº 50.746.577/0001-15 NIRE 35.300.177.045 Companhia Aberta COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO CNPJ nº 50.746.577/0001-15 NIRE 35.300.177.045 Companhia Aberta COSAN LOGISTICA S.A. CNPJ/MF 17.346.997/0001-39 NIRE 35.300.447.581 Companhia Aberta FATO RELEVANTE A COSAN

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA DIREÇÃO PROCESSAMENTO DE DADOS LTDA. PELA LINX SISTEMAS E CONSULTORIA LTDA.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA DIREÇÃO PROCESSAMENTO DE DADOS LTDA. PELA LINX SISTEMAS E CONSULTORIA LTDA. LINX S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ: 06.948.969/0001-75 NIRE: 35.300.316.584 PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA DIREÇÃO PROCESSAMENTO DE DADOS LTDA. PELA LINX SISTEMAS E CONSULTORIA

Leia mais

BANCO ABC BRASIL S.A. CNPJ/MF nº 28.195.667/0001-06 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL MEDIANTE SUBSCRIÇÃO PARTICULAR DE AÇÕES

BANCO ABC BRASIL S.A. CNPJ/MF nº 28.195.667/0001-06 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL MEDIANTE SUBSCRIÇÃO PARTICULAR DE AÇÕES BANCO ABC BRASIL S.A. CNPJ/MF nº 28.195.667/0001-06 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL MEDIANTE SUBSCRIÇÃO PARTICULAR DE AÇÕES Banco ABC Brasil S.A. ( Companhia ), vem a público comunicar

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. SH RECIFE COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. por LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES VIVAX LTDA., NET INDAIATUBA LTDA., NET

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES VIVAX LTDA., NET INDAIATUBA LTDA., NET PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES VIVAX LTDA., NET INDAIATUBA LTDA., NET FRANCA LTDA., NET ANÁPOLIS LTDA., TV JACARANDÁ LTDA., TV A CABO GUARAPUAVA LTDA. E TV A CABO CASCAVEL LTDA.

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE ESCRITURA DA QUARTA EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA ESPÉCIE SUBORDINADA, DA AUTOPISTA

INSTRUMENTO PARTICULAR DE ESCRITURA DA QUARTA EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA ESPÉCIE SUBORDINADA, DA AUTOPISTA INSTRUMENTO PARTICULAR DE ESCRITURA DA QUARTA EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA ESPÉCIE SUBORDINADA, DA AUTOPISTA FLUMINENSE S.A. 19 de outubro de 2015 INSTRUMENTO PARTICULAR

Leia mais

Embratel Participações S.A. CNPJ/MF 02.558.124/0001-12 N.I.R.E. 3330026237-7 Companhia Aberta

Embratel Participações S.A. CNPJ/MF 02.558.124/0001-12 N.I.R.E. 3330026237-7 Companhia Aberta Embratel Participações S.A. CNPJ/MF 02.558.124/0001-12 N.I.R.E. 3330026237-7 Companhia Aberta NET Serviços de Comunicação S.A. CNPJ/MF nº 00.108.786/0001-65 N.I.RE nº 35.300.177.240 Companhia Aberta FATO

Leia mais

LMPG Auditores e Consultores

LMPG Auditores e Consultores LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PARA FINS DE SUPORTAR PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL GALVÃO PARTICIPAÇÕES S.A. Em 29 de maio de 2015 MAIO DE 2015 Rua México, nº 11 13º andar Rio de Janeiro RJ Brasil

Leia mais

BANCO CENTRAL DO BRASIL MANUAL DE OFERTA AOS EMPREGADOS

BANCO CENTRAL DO BRASIL MANUAL DE OFERTA AOS EMPREGADOS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DEFINIÇÕES E ABREVIAÇÕES... 3 3. QUEM PODE ADQUIRIR AÇÕES DO BEP?... 4 4. COMO O BEP SERÁ VENDIDO?... 4 5. QUE VANTAGENS OS EMPREGADOS PODEM TER AO ADQUIRIR AÇÕES DA EMPRESA?...

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DE AÇÕES E SOCIEDADE E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO ENTRE TRACTEBEL ENERGIA S.A. COMPANHIA ENERGÉTICA MERIDIONAL CEM

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DE AÇÕES E SOCIEDADE E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO ENTRE TRACTEBEL ENERGIA S.A. COMPANHIA ENERGÉTICA MERIDIONAL CEM PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DE AÇÕES E SOCIEDADE E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO ENTRE TRACTEBEL ENERGIA S.A. E COMPANHIA ENERGÉTICA MERIDIONAL CEM Pelo presente instrumento particular, as Partes abaixo qualificadas,

Leia mais

I. como emissora das debêntures objeto da Escritura de Emissão (conforme definido abaixo) ( Debêntures ):

I. como emissora das debêntures objeto da Escritura de Emissão (conforme definido abaixo) ( Debêntures ): SÉTIMO ADITAMENTO À ESCRITURA PARTICULAR DE EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA ESPÉCIE COM GARANTIA REAL, COM GARANTIA ADICIONAL FIDEJUSSÓRIA, DA QUINTA EMISSÃO DA COMPANHIA

Leia mais

PDG REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.950.811/0001-89 NIRE 33.300.285.199

PDG REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.950.811/0001-89 NIRE 33.300.285.199 PDG REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.950.811/0001-89 NIRE 33.300.285.199 ATA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM 08 DE MAIO DE 2012 1. DATA, HORA E LOCAL:

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MOENA PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. Que entre si celebram

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MOENA PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. Que entre si celebram PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MOENA PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. Que entre si celebram ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A., sociedade anônima com sede na Cidade do

Leia mais

CPFL ENERGIA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.429.144/0001-93. COMPANHIA PAULISTA DE FORÇA E LUZ Companhia Aberta CNPJ/MF nº 33.050.

CPFL ENERGIA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.429.144/0001-93. COMPANHIA PAULISTA DE FORÇA E LUZ Companhia Aberta CNPJ/MF nº 33.050. CPFL ENERGIA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.429.144/0001-93 COMPANHIA PAULISTA DE FORÇA E LUZ Companhia Aberta CNPJ/MF nº 33.050.196/0001-88 COMPANHIA PIRATININGA DE FORÇA E LUZ Companhia Aberta CNPJ/MF

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. Que celebram: ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A., companhia aberta, com sede na

Leia mais

PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES DA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF: 17.314.329/0001-20 NIRE: 3530048875-0

PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES DA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF: 17.314.329/0001-20 NIRE: 3530048875-0 PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES DA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF: 17.314.329/0001-20 NIRE: 3530048875-0 CLÁUSULA 1. OBJETIVO DA OUTORGA DE OPÇÕES 1.1 O objetivo do Plano de Opção

Leia mais

CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES. CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE

CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES. CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE Em cumprimento ao disposto nas Instruções CVM nºs 319/99 e 358/02, a Cyrela Commercial Properties

Leia mais

TELE NORDESTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A.

TELE NORDESTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. TELE NORDESTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF n 02.558.156/0001-18 NIRE n 2630001109-3 TELPE CELULAR S.A. CNPJ/MF n 02.336.993/0001-00 NIRE n 2630001043-7 TELASA CELULAR S.A. CNPJ/MF n 02.328.592/0001-09

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL. Parágrafo 3 Poderão ser emitidas ações preferenciais até 2/3 (dois terços) do total de ações.

ESTATUTO SOCIAL. Parágrafo 3 Poderão ser emitidas ações preferenciais até 2/3 (dois terços) do total de ações. ESTATUTO SOCIAL Pettenati S/A Indústria Têxtil Atualizado até 29/10/2010 ESTATUTO SOCIAL I Denominação, sede, objeto e duração da sociedade Art. 1º - A sociedade terá por denominação social Pettenati S/A

Leia mais

REDE ENERGIA S.A. CNPJ/MF nº 61.584.140/0001-49 NIRE 35.300.029.780 Companhia Aberta PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

REDE ENERGIA S.A. CNPJ/MF nº 61.584.140/0001-49 NIRE 35.300.029.780 Companhia Aberta PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO REDE ENERGIA S.A. CNPJ/MF nº 61.584.140/0001-49 NIRE 35.300.029.780 Companhia Aberta São Paulo, 15 de junho de 2011. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Assembléia Geral Extraordinária a realizar-se em 30/06/2011

Leia mais

SEGUNDO TERMO ADITIVO AO ACORDO DE ACIONISTAS DA RENAR MAÇÃS S.A.

SEGUNDO TERMO ADITIVO AO ACORDO DE ACIONISTAS DA RENAR MAÇÃS S.A. SEGUNDO TERMO ADITIVO AO ACORDO DE ACIONISTAS DA RENAR MAÇÃS S.A. O presente instrumento é celebrado entre: (a) EFC PARTICIPAÇÕES S.A., sociedade por ações com sede na Cidade e Estado de São Paulo, na

Leia mais

Documento II da Ata da Assembléia Geral Extraordinária realizada em 13 de junho de 2008. PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES

Documento II da Ata da Assembléia Geral Extraordinária realizada em 13 de junho de 2008. PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES Documento II da Ata da Assembléia Geral Extraordinária realizada em 13 de junho de 2008. PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES 1. Objetivo do Plano 1.1. O objetivo do Plano de Opção de Compra de Ações da ESTÁCIO

Leia mais

GÁVEA FUNDO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CNPJ/MF nº 16.875.388/0001-04 PROPOSTA DO ADMINISTRADOR PARA A 2ª EMISSÃO DE COTAS DO FUNDO

GÁVEA FUNDO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CNPJ/MF nº 16.875.388/0001-04 PROPOSTA DO ADMINISTRADOR PARA A 2ª EMISSÃO DE COTAS DO FUNDO GÁVEA FUNDO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CNPJ/MF nº 16.875.388/0001-04 PROPOSTA DO ADMINISTRADOR PARA A 2ª EMISSÃO DE COTAS DO FUNDO Aos Quotistas do Fundo Prezado(a)(s) Senhor(a)(es), BEM

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO "NOVO LEBLON"

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO NOVO LEBLON ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO "NOVO LEBLON" I - Denominação e Objetivo ARTIGO 1º - O Clube de Investimento Novo Leblon, doravante designado Clube é constituído por número limitado de membros

Leia mais

MULTIPLUS S.A. CNPJ/MF n.º 11.094.546/0001-75 NIRE 35.300.371.658. Ata da Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 15 de janeiro de 2010

MULTIPLUS S.A. CNPJ/MF n.º 11.094.546/0001-75 NIRE 35.300.371.658. Ata da Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 15 de janeiro de 2010 MULTIPLUS S.A. CNPJ/MF n.º 11.094.546/0001-75 NIRE 35.300.371.658 Ata da Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 15 de janeiro de 2010 DATA, LOCAL E HORÁRIO DA ASSEMBLÉIA: Realizada em 15 de janeiro

Leia mais

GENERAL SHOPPING BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado (Categoria A ) CNPJ/MF nº 08.764.621/0001-53 NIRE 35.300.340.

GENERAL SHOPPING BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado (Categoria A ) CNPJ/MF nº 08.764.621/0001-53 NIRE 35.300.340. GENERAL SHOPPING BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado (Categoria A ) CNPJ/MF nº 08.764.621/0001-53 NIRE 35.300.340.833 FATO RELEVANTE GENERAL SHOPPING BRASIL S.A. ( Companhia ), em atendimento

Leia mais

Data da publicação: 02/07/03 no DOE e Folha de S Paulo Registro JUCESP: 126.460/03-6 em 27/06/03

Data da publicação: 02/07/03 no DOE e Folha de S Paulo Registro JUCESP: 126.460/03-6 em 27/06/03 Data da publicação: 02/07/03 no DOE e Folha de S Paulo Registro JUCESP: 126.460/03-6 em 27/06/03 BRAZIL REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Companhia Aberta CNPJ/MF nº 73.178.600/0001-18 NIRE 35.300.137.728

Leia mais

1.. Data, Hora e Local;

1.. Data, Hora e Local; AMIL PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ n.o 36.461.242/0001-20 NIRE n.o33.3.0028203-3 Ata da Assembléia Geral Extraordinária realizada em 18 de abril de 2007 1.. Data, Hora e Local; No dia 18 de abril de 2007, às

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DA SOCIEDADE LIMITADA Ltda.

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DA SOCIEDADE LIMITADA <nome> Ltda. INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DA SOCIEDADE LIMITADA Ltda. Pelo presente instrumento particular, atendendo as formalidades legais, XXX, brasileiro, solteiro/casado/divorciado, natural de

Leia mais

MATERIAL PUBLICITÁRIO

MATERIAL PUBLICITÁRIO OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA ESPÉCIE QUIROGRAFÁRIA, EM ATÉ QUATRO SÉRIES, DA QUARTA EMISSÃO DA EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. EDP ENERGIAS DO BRASIL

Leia mais

MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA

MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DE 2015 DO MAGAZINE LUIZA S.A. DATA: 27 DE

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACEQUI Estado do Rio Grande do Sul

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACEQUI Estado do Rio Grande do Sul CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 004/2015 DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICO DE CONSULTORIA DE INVESTIMENTO. Contrato celebrado entre o MUNICÍPIO DE CACEQUI RS, pessoa jurídica de direito público interno, com

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O CENTRO DE INTEGRAÇÃO EMPRESA-ESCOLA DO RIO GRANDE DO SUL CIEE/RS 091/2007- SEF O MUNICIPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica de

Leia mais

LMPG Auditores e Consultores

LMPG Auditores e Consultores LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PARA FINS DE SUPORTAR PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL GALVÃO ENGENHARIA S.A. Em 29 de maio de 2015 MAIO DE 2015 Rua México, nº 11 13º andar Rio de Janeiro RJ Brasil

Leia mais

Invitel, Solpart, Copart 1 e BrT Part, conjuntamente, denominadas simplesmente como Partes ;

Invitel, Solpart, Copart 1 e BrT Part, conjuntamente, denominadas simplesmente como Partes ; PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÕES DA INVITEL S.A. PELA SOLPART PARTICIPAÇÕES S.A., DA SOLPART PARTICIPAÇÕES S.A. PELA COPART 1 PARTICIPAÇÕES S.A., E DA COPART 1 PARTICIPAÇÕES S.A. PELA BRASIL TELECOM

Leia mais

Telecomunicações de São Paulo S/A

Telecomunicações de São Paulo S/A INSTRUMENTO PARTICULAR DE LICENÇA ONEROSA DE USO DA RELAÇÃO DE ASSINANTES No. Telecomunicações de São Paulo S/A - TELESP, com sede na Capital do Estado de São Paulo, na Rua Martiniano de Carvalho, n.º

Leia mais

ALTERAÇÃO DA DENOMINAÇÃO SOCIAL

ALTERAÇÃO DA DENOMINAÇÃO SOCIAL ALTERAÇÃO CONTRATUAL Instrumento Particular de Alteração de Contrato de Sociedade de Advogados, consubstanciado nas cláusulas e condições abaixo discriminadas. NOME DO ADVOGADO, brasileiro, casado, advogado,

Leia mais

MODELO DE MINUTA CONTRATO SOCIAL DE SOCIEDADE DE ADVOGADOS (RAZÃO SOCIAL ADOTADA)

MODELO DE MINUTA CONTRATO SOCIAL DE SOCIEDADE DE ADVOGADOS (RAZÃO SOCIAL ADOTADA) MODELO DE MINUTA CONTRATO SOCIAL DE SOCIEDADE DE ADVOGADOS (RAZÃO SOCIAL ADOTADA) Pelo presente instrumento particular de constituição de sociedade de advogados comparecem as partes a seguir denominadas:

Leia mais

Pelo presente instrumento, são partes, de um lado

Pelo presente instrumento, são partes, de um lado CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA, CONSULTORIA E INTERMEDIAÇÃO Pelo presente instrumento, são partes, de um lado SUA LOCADORA, pessoa jurídica de direito privado, com sede na Rua, inscrita

Leia mais

MERCANTIL DO BRASIL FINANCEIRA S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTOS Sede: Belo Horizonte Minas Gerais E S T A T U T O

MERCANTIL DO BRASIL FINANCEIRA S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTOS Sede: Belo Horizonte Minas Gerais E S T A T U T O MERCANTIL DO BRASIL FINANCEIRA S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTOS Sede: Belo Horizonte Minas Gerais CAPÍTULO I Denominação, Sede, Objeto e Prazo E S T A T U T O Art. 1º - A Mercantil do Brasil

Leia mais

ACORDO DE ACIONISTAS ENTRE ALEXANDRE G. BARTELLE PARTICIPAÇÕES S.A. VERONA NEGÓCIOS E PARTICIPAÇÕES S.A. GRENDENE NEGÓCIOS S.A. GRENDENE S.A.

ACORDO DE ACIONISTAS ENTRE ALEXANDRE G. BARTELLE PARTICIPAÇÕES S.A. VERONA NEGÓCIOS E PARTICIPAÇÕES S.A. GRENDENE NEGÓCIOS S.A. GRENDENE S.A. ACORDO DE ACIONISTAS ENTRE ALEXANDRE G. BARTELLE PARTICIPAÇÕES S.A. VERONA NEGÓCIOS E PARTICIPAÇÕES S.A. GRENDENE NEGÓCIOS S.A. GRENDENE S.A. E DETERMINADOS INTERVENIENTES ACORDO DE ACIONISTAS Pelo presente

Leia mais

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. CNPJ/MF N.º 67.571.414/0001-41 NIRE 35.300.338.421 (Companhia Aberta)

VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. CNPJ/MF N.º 67.571.414/0001-41 NIRE 35.300.338.421 (Companhia Aberta) VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. CNPJ/MF N.º 67.571.414/0001-41 NIRE 35.300.338.421 (Companhia Aberta) ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 19 DE MAIO DE 2011 1. DATA, HORA E

Leia mais

AREZZO INDÚSTRIA E COMÉRCIO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 16.590.234/0001-76 NIRE: 31.300.025.91-8

AREZZO INDÚSTRIA E COMÉRCIO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 16.590.234/0001-76 NIRE: 31.300.025.91-8 AREZZO INDÚSTRIA E COMÉRCIO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 16.590.234/0001-76 NIRE: 31.300.025.91-8 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 21 DE DEZEMBRO DE 2011 1. DATA, HORA E LOCAL:

Leia mais

CAPÍTULO III - DA COMPOSIÇÃO E DIVERSIFICAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO

CAPÍTULO III - DA COMPOSIÇÃO E DIVERSIFICAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO CAPÍTULO I - DO FUNDO Artigo 1º O CAIXA FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS PETROBRAS IV CAIXA FMP FGTS PETROBRAS IV, doravante designado, abreviadamente, FUNDO, é uma comunhão de recursos, constituído sob

Leia mais

NOSSA FAMÍLIA Escola de Educação Infantil Ltda.

NOSSA FAMÍLIA Escola de Educação Infantil Ltda. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS Pelo presente instrumento particular de CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, de uma lado, a NOSSA FAMÍLIA ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL LTDA, com sede na Avenida

Leia mais

Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ

Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ CONTRATO n /2007 Contrato de Prestação de Serviços de Consultoria / Instrutoria, que entre si celebram o SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

Hypermarcas S.A. Laudo de Avaliação Contábil de Acervo Patrimonial Líquido da Hypermarcas S.A. em 30 de setembro de 2013 para fins da Cisão Parcial

Hypermarcas S.A. Laudo de Avaliação Contábil de Acervo Patrimonial Líquido da Hypermarcas S.A. em 30 de setembro de 2013 para fins da Cisão Parcial Hypermarcas S.A. Laudo de Avaliação Contábil de Acervo Patrimonial Líquido da Hypermarcas S.A. em 30 de setembro de 2013 para fins da Cisão Parcial e Laudo de Avaliação Pró-Forma Contábil do Patrimônio

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A. PELA CLARO S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A. PELA CLARO S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A. PELA CLARO S.A. Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os órgãos de administração das partes abaixo indicadas,

Leia mais

PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES DE EMISSÃO DA VIA VAREJO S.A.

PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES DE EMISSÃO DA VIA VAREJO S.A. PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES DE EMISSÃO DA VIA VAREJO S.A. 1 ÍNDICE 1 OBJETIVOS... 3 2 PARTICIPANTES... 3 3 ADMINISTRAÇÃO DO PLANO... 3 4 AÇÕES OBJETO DESTE PLANO... 5 5 OUTORGA DA OPÇÃO... 5 6 EXERCÍCIO

Leia mais

CONTRATO DE MÚTUO. Assistido é o Participante ou seus beneficiários em gozo de Benefício de prestação continuada.

CONTRATO DE MÚTUO. Assistido é o Participante ou seus beneficiários em gozo de Benefício de prestação continuada. Página 1 de 7 CONTRATO DE MÚTUO Cláusulas e Condições Gerais do Contrato de Mútuo que entre si fazem a Fundação Vale do Rio Doce de Seguridade Social - VALIA e seus Participantes. Fundação Vale do Rio

Leia mais

MANUAL DOS ACIONISTAS

MANUAL DOS ACIONISTAS CIELO S.A. CNPJ/MF nº 01.425.787/0001-04 NIRE 35.300.147.073 Companhia Aberta de Capital Autorizado MANUAL DOS ACIONISTAS PROPOSTA DE DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO (ANEXO 9-11-II DA INST. CVM 481) PROPOSTA

Leia mais

BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. ESTATUTO SOCIAL

BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. ESTATUTO SOCIAL BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I Da Denominação, Sede, Foro, Prazo De Duração e Objeto Artigo 1º A BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. é uma sociedade anônima de capital autorizado, que se

Leia mais

CNPJ/MF 92.692.979/0001-24. por conta e ordem do BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A - BANRISUL CNPJ/MF 92.702.067.0001/96

CNPJ/MF 92.692.979/0001-24. por conta e ordem do BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A - BANRISUL CNPJ/MF 92.702.067.0001/96 Edital de Oferta Pública para aquisição de ações ordinárias para cancelamento de registro de Companhia Aberta de BANRISUL S/A ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS CNPJ/MF 92.692.979/0001-24 por conta e ordem do

Leia mais

OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL LTDA. CNPJ/MF nº 02.919.555/0001-67 NIRE 35.215.439.553 34ª ALTERAÇÃO CONTRATUAL PARA TRANSFORMAÇÃO DE SOCIEDADE

OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL LTDA. CNPJ/MF nº 02.919.555/0001-67 NIRE 35.215.439.553 34ª ALTERAÇÃO CONTRATUAL PARA TRANSFORMAÇÃO DE SOCIEDADE OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL LTDA. CNPJ/MF nº 02.919.555/0001-67 NIRE 35.215.439.553 34ª ALTERAÇÃO CONTRATUAL PARA TRANSFORMAÇÃO DE SOCIEDADE OHL CONCESIONES S.L., UNIPERSONAL, sociedade devidamente constituída

Leia mais

ALPARGATAS S.A. Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E OBJETO

ALPARGATAS S.A. Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E OBJETO ALPARGATAS S.A. Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E OBJETO Artigo 1º - A ALPARGATAS S.A., constituída em 3 de abril de 1907, é uma sociedade anônima que se rege pelo

Leia mais

BR MALLS PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ nº 06.977.745/0001-91 PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES

BR MALLS PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ nº 06.977.745/0001-91 PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES 1. OBJETIVOS DO PLANO BR MALLS PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ nº 06.977.745/0001-91 PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES 1.1. Os objetivos do Plano de Opção de Compra de Ações da BR Malls Participações S.A. ( Companhia

Leia mais

BRESSER AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES

BRESSER AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES BRESSER AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES REGULAMENTO DO FUNDO O BRESSER AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES, regido pelas disposições do presente Regulamento, e regulado pelas Instruções CVM nº 302

Leia mais

Prefeitura Municipal São João da Boa Vista

Prefeitura Municipal São João da Boa Vista CONTRATO N.º 290/10 CONTRATO N.º. 290/10 QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA, E A EMPRESA ELETRO-NET ELETROCARDIOGRAMA DIGITAL LTDA ME. Pelo presente instrumento contratual, o Município

Leia mais

ACORDO DE ACIONISTAS DA ABRIL EDUCAÇÃO S.A. entre ABRILPAR PARTICIPAÇÕES LTDA. GIANCARLO FRANCESCO CIVITA VICTOR CIVITA ROBERTA ANAMARIA CIVITA

ACORDO DE ACIONISTAS DA ABRIL EDUCAÇÃO S.A. entre ABRILPAR PARTICIPAÇÕES LTDA. GIANCARLO FRANCESCO CIVITA VICTOR CIVITA ROBERTA ANAMARIA CIVITA ACORDO DE ACIONISTAS DA ABRIL EDUCAÇÃO S.A. entre ABRILPAR PARTICIPAÇÕES LTDA. GIANCARLO FRANCESCO CIVITA VICTOR CIVITA ROBERTA ANAMARIA CIVITA e THUNNUS PARTICIPAÇÕES S.A. com interveniência e anuência

Leia mais

TORRES E MOCCHETTI SOCIEDADE MEDICAS SS

TORRES E MOCCHETTI SOCIEDADE MEDICAS SS CONTRATO 235/2013 CREDOR VALOR 81.000,00 DATA 04/11/2013 VENCIMENTO 04/05/2014 TORRES E MOCCHETTI SOCIEDADE MEDICAS SS A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MEDICO-HOSPITALAR NA ESPECIALIZAÇÃO DE ORTOPEDIA ENTRE

Leia mais

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CONTRATADA: Universidade

Leia mais

CONTRATO DE ABERTURA DE CONTA RODOCRED BÁSICA

CONTRATO DE ABERTURA DE CONTA RODOCRED BÁSICA CONTRATO DE ABERTURA DE CONTA RODOCRED BÁSICA Por este instrumento, o Contratado do serviço de transporte qualificado no respectivo TERMO DE ADESÃO ao Sistema RODOCRED, o qual é parte integrante deste

Leia mais

Cédula de Crédito Bancário Abertura de Crédito Pessoa Física

Cédula de Crédito Bancário Abertura de Crédito Pessoa Física Cédula nº: Valor: Data da emissão: Data do vencimento: 1. EMITENTE(S): 1.1 Nome: 1.2 RG: 1.3 CPF/MF - CNPJ/MF: E os coemitentes, demais titulares da conta corrente ao final nomeados, todos qualificados

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A.

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO ENTRE EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. E ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. Pelo presente instrumento particular, as partes abaixo

Leia mais

II. MESA: Presidente: Paulo Roberto Lopes Ricci Secretário: Luiz Cláudio Ligabue

II. MESA: Presidente: Paulo Roberto Lopes Ricci Secretário: Luiz Cláudio Ligabue BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A. (subsidiária integral do Banco do Brasil S.A.) ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 I. DATA, HORA E LOCAL: Em 31 de dezembro de 2012

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO nº 002/2010

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO nº 002/2010 Fundação Diamantinense de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO nº 002/2010 A Fundação Diamantinense de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão FUNDAEPE torna pública a abertura

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 017/2.013

PREGÃO PRESENCIAL Nº 017/2.013 PREGÃO PRESENCIAL Nº 017/2.013 ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 003/2.013 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS QUE CELEBRAM A PREFEITURA MUNICIPAL DE BROTAS e as EMPRESAS CONCREBAND TECNOLOGIA EM CONCRETOS LTDA, EMAM

Leia mais