SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO"

Transcrição

1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 52/ 2013 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação de Letras em Língua Inglesa Licenciatura do Centro de Ciências Aplicadas e Educação na modalidade Semipresencial, Campus IV, desta Universidade. O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão, da Universidade Federal da Paraíba, no uso de suas atribuições e tendo em vista o que deliberou em reunião realizada em 02/04/2013, (Processo nº /13-93). CONSIDERANDO: a necessidade de um Projeto Pedagógico dinâmico que estará em constante processo de avaliação; a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área; os critérios e os padrões de qualidade estabelecidos pela UFPB para formação de profissionais; as diretrizes fixadas pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei 9.394/96, que orientam a elaboração curricular; a Portaria MEC nº 1369, de 07 de setembro de 2010 que credencia instituições públicas de Educação Superior, vinculadas ao Sistema Universidade Aberta do Brasil para oferta de cursos superiores na modalidade a distância; a Resolução do CONSEPE/UFPB nº. 07/2010 que estabelece normas para a elaboração e de reformulação do Projeto Pedagógico dos Cursos de Graduação da UFPB; a Resolução do CONSEPE/UFPB nº. 46/2012 que Altera a Resolução nº. 04/2004 do CONSEPE, que estabelece a Base Curricular para a Formação Pedagógica dos Cursos de Licenciatura da UFPB. o Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005 Que regulamenta o art. 80 da Lei n o 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.

2 a Resolução CNE/CP 2, DE 19 de fevereiro de 2002 que institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior. R E S O L V E: Art. 1 o Aprovar o Projeto Pedagógico do Projeto Pedagógico do Curso de Graduação de Letras em Língua Inglesa Licenciatura do Centro de Ciências Aplicadas e Educação na modalidade Semipresencial, Campus IV, desta Universidade. 1 o - Compreende-se o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação de Letras em Língua Inglesa Licenciatura do Centro de Ciências Aplicadas e Educação na modalidade Semipresencial, Campus IV, desta Universidade., como sendo o conjunto de ações sócio-políticas e técnico-pedagógicas relativas à formação profissional que se destinam a orientar a concretização curricular do referido Curso. 2 o As definições relativas aos objetivos do Curso, perfil profissional, competências, atitudes e habilidades, e campo de atuação dos formandos encontram-se relacionadas no Anexo I. Art. 2 o O Curso de Graduação em Letras Língua Inglesa, Licenciatura, na Modalidade a distância, do Campus IV, da UFPB,tem como finalidade conferir o grau de licenciado em letras língua inglesa, aos alunos que cumprirem as determinações constantes da presente Resolução. Art. 3 o Curso de Graduação de Letras em Língua Inglesa Licenciatura do Centro de Ciências Aplicadas e Educação na modalidade Semipresencial, Campus IV, desta Universidade, com um total de 3000 ( três mil) horas, equivalentes a 200 ( duzentos) créditos, com duração mínima de 09 (oito) períodos letivos e máxima de 12 (doze) períodos letivos. Parágrafo único - Será permitida a matrícula em no máximo 32 (trinta e dois) e no mínimo 26 (vinte e seis) créditos por período letivo. Art. 4 o A composição curricular, integrante do Projeto Pedagógico do Curso, resulta de conteúdos fixados de acordo com as especificações abaixo, sendo desdobrados conforme especificado no Anexo II.

3 COMPOSIÇÃO CURRICULAR CONTEÚDOS CURRICULARES CARGA HOR. CRÉDITOS % 1. Conteúdos Básicos Profissionais ,0% CConteúdos Básicos Profissionais ,0% FFormação Pedagógica ,0% ,0% EEstágio Supervisionado 2. CConteúdos Complementares ,0% 2.1. CConteúdos Complementares Obrigatórios % 2.2. CConteúdos Complementares Optativos ,0% CConteúdos Gerais ,0% CConteúdos da Formação Pedagógica ,0% 2.3. CConteúdos Complementares Flexíveis TOTAL % Art. 5 o As modalidades de componentes curriculares serão as seguintes: I Disciplinas, II atividades: a) atividades acadêmicas articuladas ao ensino: práticas de pesquisa e extensão, atividades aproveitadas como conteúydos complementares flexíveis; b) seminários - discussões temáticas; III estágios. 1 o - As modalidades de componentes previstas nos Incisos II e III deste artigo serão regulamentadas pelo Colegiado do Curso para fins de integralização curricular. Art. 6 - O Estágio Supervisionado terá duração de 420 ( quatrocentas e vinte) horas equivalentes a 28 ( vinte e oito) créditos. Art. 7 - O curso adotará o regime de créditos. Parágrafo único A estruturação curricular, resultante da lógica de organização do conhecimento, em períodos letivos, será feita conforme especificado no Anexo III. Art. 8 o Serão vedadas alterações, num prazo inferior a 09 (nove) períodos letivos, ressalvados os casos de adaptação às normas emanadas pelo CNE e pelo CONSEPE, considerando também as emergências sócio-político-educativas. Parágrafo Único - Alterações emergenciais serão aprovadas pela Coordenação do curso, Conselho de Centro e encaminhadas ao CONSEPE após análise e parecer da Pró- Reitoria de Graduação. Art. 9 o Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

4 Art. 10 o Revogam-se as disposições em contrário. Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal da Paraíba, em João Pessoa, 10 de junho de MARGARETH DE FÁTIMA FORMIGA MELO DINIZ Presidente ANEXO I à Resolução n o XXXXX do CONSEP, que aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação de Letras em Língua Inglesa Licenciatura do Centro de Ciências Aplicadas e Educação na modalidade Semipresencial, Campus IV, desta Universidade. CARACTERIZAÇÃO GERAL DO CURSO 1. HISTÓRIA DO CURSO O Curso de Letras da Universidade Federal da Paraíba - Campus I teve sua autorização de funcionamento publicada no Diário Oficial de 29/05/1952 e o seu reconhecimento através do Decreto nº , em 25 de outubro de 1955, publicado no D.O. de 07/11/1955. Em 06 de março de 2007, foi criado o Curso de Letras, modalidade

5 Licenciatura a distância, do Centro de Ciências Letras e Artes, do Campus I, da UFPB. Já o Curso de Licenciatura em Letras do Centro de Ciências Aplicadas e Educação, Campus IV da UFPB foi criado pela Resolução nº 29/ 2011, de 26 de maio de A proposta ora apresentada, de criação do Curso Licenciatura em Letras Língua Inglesa (com funcionamento semipresencial) do Campus IV da UFPB, insere-se na perspectiva de melhoria da qualidade do ensino da Educação Básica. Além da valorização profissional dos educadores estar no rol das preocupações das universidades públicas, a formação de licenciados que sejam capazes de pensar, decidir, planejar e executar com qualidade as atividades educacionais nas mais diversas áreas do conhecimento é um grande desafio para o atual contexto educacional. 2. JUSTIFICATIVA As ações pedagógicas previstas neste projeto visam corroborar com a proposta defendida pelo MEC de criar uma rede articulada entre os vários setores responsáveis pelas melhorias na qualidade da Educação Básica entre eles, os Governos Estaduais e Municipais e suas Secretarias de Educação, as Instituições de Ensino Fundamental, Médio e Superior, outras organizações de vários setores sociais, assim como o próprio MEC.Conforme informações do MEC, 52,2 % dos docentes do Ensino Fundamental (anos iniciais) possuíam curso superior no Estado da Paraíba em Nos anos finais do Ensino Fundamental, a porcentagem era de 70,6% e no Ensino Médio, de 80,7 %. A defasagem de profissionais sem a formação legal exigida era de 47,8 %, 29,4% e 19,3% %, respectivamente.outro dado preocupante fornecido pelo MEC/INEP/DTDIE revela que, em 2010, o Ensino Fundamental (anos finais) teve uma taxa de distorção idadesérie de 42,3%, e o Ensino Médio, de 41,7%. Em relação à taxa de distorção idadeconclusão, os dados de 2005 da Paraíba apontam para a alarmante porcentagem de 73,0% para o Ensino Fundamental e 56,8% no Ensino Médio. Com base nessa realidade, torna-se necessária a realização de um Curso de Licenciatura em Letras Língua Inglesa, a distância, que forme e qualifique professores que não possuam esta titulação. Além disso, uma formação superior voltada para uma prática pedagógica reflexiva e crítica, a exemplo do PPC aqui proposto, será capaz de dirimir as distorções idade-série e idade-conclusão, entre outras encontradas no Ensino Fundamental e Médio do Estado da Paraíba. A articulação entre as Instituições de Ensino Superior e os polos a distância de ensino garante o compromisso das políticas públicas educacionais com a constante melhoria da qualidade do conhecimento formal ofertado. Além disso, essa articulação coaduna-se com Projeto Pedagógico Institucional da UFPB ao possibilitar que alunos portadores do diploma do Ensino Médio e que de outra forma teriam dificuldade de ter acesso ao Ensino Superior tenham garantida a qualificação para o trabalho, assim como a ampliação dos direitos de cidadania. O Curso de Licenciatura em Letras Língua Inglesa proposto neste projeto visa, portanto, possibilitar a ampliação do acesso efetivo, qualitativo e quantitativo ao bem cultural, que é o conhecimento formal construído em agências de letramento, como a Universidade. 3. MARCO TEÓRICO A educação é um instrumento de transformação social, fundamento essencial para a construção de uma sociedade justa e igualitária. No Brasil, a educação é direito humano fundamental (tal qual o direito à vida, à liberdade e à igualdade) e tanto assim o é que, na Constituição Federal/1988 (art. 205), é tida como instrumento que visa ao pleno desenvolvimento da pessoa humana, seu preparo para o exercício da cidadania e sua

6 qualificação para o trabalho. Ademais, deve o Estado garantir o livre acesso e o direito de permanência de todos na escola. No entanto, no que diz respeito especificamente ao Ensino Superior, há uma grande dificuldade de obtenção de uma qualificação neste nível nas mais diversas áreas - tendo como justificativa, por exemplo, a distância dos grandes centros em relação às regiões mais periféricas, os custos que o estudodemanda e a constatação de que muitos jovens já se encontram empregados e não têm como conciliar suas atividades acadêmicas com as profissionais além da evasão daqueles que, no ensino superior, já adentraram, registrados particularmente nos cursos de licenciatura no país e em especial na região Nordeste, evidentes em dados do INEP. Tudo isso demonstra que há alguns impeditivos para que novos profissionais de fato sejam habilitados. Além desta realidade, o crescimento populacional e a universalização do acesso à escola apontam para o fato de que, em um curto espaço temporal, não será possível atender à demanda das instituições educacionais, se apoiados apenas nos cursos existentes, de caráter presencial. Por esta razão, é imperativa a permanente (re)construção dos espaços educativos, que deve considerar, por sua vez, as exigências do novo mercado de trabalho que se forma em torno de um profissional cada vez mais qualificado e apto a fazer uso das novas tecnologias, além da demanda crescente por ferramentas que facilitem o acesso a ambientes de ensino. A base da proposta de criação do Curso de Licenciatura em Letras Língua Inglesa (com funcionamento semipresencial) é o entendimento de que o a Educação a Distância é uma estratégia teórica e metodológica que pode fazer surgir esse espaço inclusivo dentro do qual seria ampliado para a população o atendimento em termos de ensino (apoiado, inclusive, numa simultânea inclusão digital). Nesse sentido, a Portaria do MEC n º 2253 de 18 de outubro de 2001(revogada pela Portaria nº 4059 de 10 de dezembro de 2004) foi, definitivamente, o grande incentivo à implantação de cursos de graduação a distância, porque estes consolidam o engajamento das universidades em uma educação cidadã. Educação a distância, para Moran (1994, p.1) é o processo de ensino-aprendizagem, mediado por tecnologias, estando professores e alunos separados espacial e/ou temporalmente, ou seja, essa modalidade educacional traz consigo uma cultura, diferente daquela a que estamos habituados. A Educação a Distância tem sua estrutura descentralizada e proporciona uma nova vivência tanto para alunos quanto para professores, constituindo-se através de uma nova cultura, a do trabalho em rede. KEEGAN (1991, p.38) evidencia estas questões ao tratar sobre os elementos fundamentais que compõem o conceito de Educação a Distância, quais sejam: a) a separação física entre professor e aluno; b) a influência da organização educacional diferenciada, menos rígida (planejamento, sistematização, plano, projeto, etc.); c) o uso de meios técnicos de comunicação, unindo professores e alunos; d) a comunicação de mão-dupla (benefícios do diálogo); e) a possibilidade de encontros ocasionais com propósitos didáticos e de socialização; f) a participação em uma forma de educação potencialmente revolucionária. O trabalho a distância é capaz de atender a alguns dos pressupostos mais elementares para que a educação aconteça, quais sejam: a aprendizagem, a prática de atividades de enriquecimento cultural, o exercício do fazer investigativo e a construção de projetos que visem a ações de desenvolvimento de áreas diversas. Para além disso, ele é capaz de oferecer ambiente adequado para o uso das tecnologias da informação e da comunicação

7 - TIC, a criação de metodologias e materiais inovadores e o desenvolvimento do trabalho colaborativo. É um trabalho que objetiva a integração social e cultural, o atendimento de demandas específicas e a potencialização de um ensino básico de qualidade via uma melhor formação dos professores. Através da Educação a Distância, tanto a ação pedagógica quanto a construção do conhecimento baseiam-se na cooperação, na multiplicidade e numa nova prática socialeducativa, na qual diferentes indivíduos tomam para si a tarefa de contribuir dentro do processo de ensino-aprendizagem. Novos conceitos são gerados, novos procedimentos surgem, e, tomado por uma nova linguagem, o conhecimento antigo é transformado. Deve-se entender o conceito a distância apenas como uma menção às questões relativas às ferramentas usadas porque, de fato, dentro dessa perspectiva, professor e aluno estão caminhando juntos, interagindo, aproximando-se e permitindo juntos que o processo educativo aconteça. Há uma mediação tecnológica, mas o componente relacional humano não se perde. O curso de Letras, especificamente, é percebido como sendo extremamente fechado no sentido de que os conhecimentos partilhados dentro da área são vistos como já cristalizados e atrelados a posturas teóricas relativas às línguas e às literaturas definidas, o que não deve acontecer, visto que se trabalha com a linguagem espaço permanente de inovação e reinvenção. A graduação em Letras e, principalmente, os cursos na modalidade Licenciatura devem acontecer de modo a permitir a crítica e a reflexão como práticas habituais, devem permitir a revisão constante dos princípios teóricos já existentes, a pluralidade de idéias, devem fomentar a relação linguagem-mundo-indivíduo e, além disso, devem ser o espaço ideal para que se possa repensar a prática docente, haja vista a formação de novos profissionais. Um curso de graduação em Letras a Distância é, em essência, distinto da modalidade presencial não só pelo fato de professores e alunos ocuparem ambientes diferentes, mas, sobretudo, porque o estudo acontece de forma mais independente e autônoma, estando sob o controle dos alunos elementos como tempo e ritmo de estudo. Ressalte-se ainda a figura do tutor como agente de orientação e de motivação, articulador de todo o processo. No contexto da formação de professores de línguas estrangeiras, a retomada do currículo plurilíngue nas escolas só acontece com a Lei de Diretrizes e bases da Educação nº 9.394/96, que inclui, na parte diversificada, o ensino obrigatório de uma língua estrangeira a partir da 5ª série (atual 6º ano) e também no Ensino Médio, conforme explicitam Donnini;Platero;Weigel (2010, p. 7). A partir daí, o perfil e as atividades do profissional dessa área tomam novo rumo, e sua presença nas escolas passa a ser justificada e justificável. Contudo, na Academia, o desenvolvimento da competência comunicativa e linguística, constitui-se como um dos grandes desafios para formar esses profissionais. Poucas são normalmente as oportunidades de interação com falantes nativos ou mesmo em ambientes reais de comunicação. A internet pode, neste caso, apresentar-se como uma excelente ferramenta para minimizar o problema através dos inúmeros recursos que oferece: mecanismos de busca, chats, fóruns, listas de discussão, recursos de áudio e vídeo, acesso às bibliotecas, acesso a bancos de dados de outra natureza, jornais, revistas, periódicos, vídeo conferência, a possibilidade de transferir arquivos, os softwares para montagem de cursos, entre outros recursos. A utilização de artefatos tecnológicos na aprendizagem consiste num instrumento eficaz e permite aprender vivenciando e experimentando. Somada à Educação a Distância (flexibilidade e interatividade) que, por natureza, se configura como globalizante e

8 integradora. O uso dessas ferramentas pretende maximizar a aprendizagem e assegurar a autonomia. Na sociedade da informação, professores e alunos, são desafiados a incorporar as novas ferramentas ao processo de educação. Houve, sem dúvida, uma transformação qualitativa no processo, dentro do qualé necessário integrar o humano e o tecnológico, além de maximizar o que era grupal, para atingir o social. Dentre as várias mídias que podem ser utilizadas em ambientes de aprendizagem, destacamos o papel da internet, que viabiliza o funcionamento dos cursos virtuais. Do ponto de vista do docente, sua função é ampliada, na medida em que ele passa a ser um orientador da aprendizagem, gerenciador de pesquisa e comunicação, não apenas um informador. A internet permite que um espaço virtual de encontro e divulgação seja criado. Ela amplia o alcance do trabalho do professor, serve como incentivo para que material por ele produzido, suas ideias e seus projetos, sejam compartilhados com agilidade e sem maiores custos. Tudo isso, além da atividade mais corriqueira que pode ser conduzidade forma diferenciada, como a elaboração e orientação de atividades, a pesquisa em grupos, a discussão de temáticas oportunizada através de chats e fóruns e o registro das interações e monitoramento das atividades. A utilização de ferramentas simples da internet pode melhorar a interação presencialvirtual entre alunos e professores, desde que o docente possua uma visão inovadora e, tanto ele quanto seus alunos, dominem as ferramentas da Rede. Dentre estas, citamos a lista eletrônica interna que ajudar a criar a conexão virtual permanente e a levar informações relevantes para o grupo e a possiblidade de criação das aulas-pesquisa, nas quais o aluno passa a ser o co-pesquisador. Um dos ganhos da utilização dessa tecnologia é a (re)construção permanente do espaço educativo e os cursos a distancia são, sem dúvida, um ambiente potencial para a aplicação de seus recursos. A proposta de um curso a distancia passa necessariamente pelo entendimento de que a educação avança para a era da flexibilização das ferramentas, do uso das mídias, softwares e bancos de dados para pesquisa em grupo ou individual, do uso de processos de comunicação mais participativos, da continuidade permanente do espaço de aprendizagem e de uma integração cada vez maior entre o trabalho oral, escrito e audiovisual, do interesse no que é presencial e no que é virtual, aproveitando o melhor que cada sistema pode oferecer e na mudança nos conceitos de aula, curso e lugares/tempo de aprendizagem. Reconhecendo a carência de professores qualificados na área de línguas estrangeiras, em especial na língua inglesa, a proposta apresentada busca propiciar a formação de profissionais de modo a contribuir para avanço de qualidade em termos da educação, sobretudo das regiões que constituem os polos. 4. OBJETIVOS DO CURSO 1. Objetivo Geral O curso proposto tem por objetivo formar professores de Língua Inglesa e respectivas Literaturas habilitados a ministrar as disciplinas da área tanto no Ensino Fundamental como no Médio, numa perspectiva curricular interdisciplinar que segue novos preceitos de ensino, combinando a prática docente com as necessidades da sociedade. 2. Objetivos Específicos 2. Desenvolver uma visão crítica sobre perspectivas teóricas adotadas nas investigações linguísticas e literárias que fundamentam sua formação profissional; 3. Oportunizar o desenvolvimento de uma postura acadêmico-científica frente às questões relacionadas à aquisição e desenvolvimento de uma língua estrangeira;

9 4. Aprimorar o exercício profissional com utilização de tecnologias contemporâneas; 5. Desenvolver a percepção sobre a relação entre conhecimentos linguísticos e literários e estabelecer relações de intertextualidade com a literatura universal, buscando o entendimento de contextos interculturais; 6. Valorizar a construção do conhecimento através da interação (a distância e presencial) entre aluno-aluno, aluno-tutor, tutor-professor formador e alunoprofessor-formador; 7. Propiciar a experiência com o ensino, a pesquisa e a extensão; 8. Formar profissionais para suprir a necessidade do Estado da Paraíba, diretamente, de mão de obra qualificada em língua estrangeira para o Ensino Fundamental e Médio. 9. Ampliar a visão de mundo através do conhecimento de culturas diversas, propiciando a tolerância e a compreensão entre os povos PERFIL DO PROFISSIONAL O profissional de Letras Língua Inglesa deverá ser capaz de dimensionar tal complexidade social, posicionando-se não apenas como cidadão, mas também como profissional, dominando, para tanto, o cabedal teórico e prático da linguagem falada e escrita, de modo a ser eficiente na ação de capacitar outrem para as mesmas ações, incluindo aqui toda uma gama de conhecimentos teóricos e descritivos básicos dos aspectos fonológico, morfológico, sintático, semântico e discursivo da Língua Inglesa, além do conhecimento das variedades linguísticas (nos vários níveis e registros da língua), bem como da literatura em Língua Inglesa, de modo que se desenvolva a capacidade de análise literária crítica e reflexiva, fazendo-se uso de novas tecnologias, ampliando-se as condições de aprendizado contínuo, autônomo e permanente. 6. COMPETÊNCIAS, ATITUDES E HABILIDADES O Curso de Licenciatura em Letras a Distância tem o objetivo de formar o discente de modo que este desenvolva as seguintes aptidões: a) Ler, analisar e produzir textos em diferentes variedades da língua e em diferentes gêneros e contextos; b) Articular diferentes linguagens por meio de elementos linguísticos, culturais e literários; mediante a leitura e a produção competente de enunciados diversos, c) Relacionar e compreender a dimensão dialógica das modalidades (padrão e não-padrão) da língua; d) Fazer leitura crítica e reflexiva das obras literárias; e) Estabelecer relações entre discursos literários e outros discursos, no âmbito do contexto em que foram produzidos, de modo a discuti-las de forma reflexiva e crítica; f) Demonstrar compreensão das especificidades dos gêneros literários e dos registros linguísticos, de modo a ser capaz de realizar análises quantos aos processos de elaboração que geraram tal interpretação; g) Tornar-se um profissional atualizado, capaz de corresponder às exigências e particularidades do mercado de trabalho; h) Adquirir habilidades com os recursos da informática; i) Conhecer os conteúdos básicos que são o objeto dos processos de ensino e aprendizagem no Ensino Fundamental e no Ensino Médio; j) Utilizar métodos e técnicas pedagógicas que permitam a transmissão de conhecimentos para os diversos níveis de ensino.

10 7. CAMPO DE ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL Magistério nos níveis: Fundamental Médio Superior a) Cursos livres, aulas particulares (reforço escolar), ensino instrumental. b) Redação e/ou revisão de textos, copidesque, editoração. c) Pesquisa. d) Produção de textos literários. e) Formação complementar para áreas interdisciplinares e transversais. 8. METODOLOGIA E SISTEMÁTICA DE CONCRETIZAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO O curso de Licenciatura em Letras Língua Inglesa, na modalidade a distância, vinculado ao Sistema UAB,além de contar com a participação dos docentes lotados no Departamento de Letras e Departamento de Educação do Campus IV UFPB,contará com a participação efetiva e o apoio dos bolsistas da Universidade Aberta do Brasil: a) Coordenador/Coordenador- adjunto da UAB, b) Coordenador de Curso, c) Coordenador de Tutoria, d) Professor -Pesquisador Conteudista e Professor-Pesquisador, e) Tutor, f) Coordenador de Polo. Utilizará a A plataforma Moodle têm um grande número de recursos que flexibilizam sobremaneira aimplantação de diversas filosofias de avaliação dos alunos: Avaliação por acessos: o Moodle fornece uma ferramenta denominada log deatividades, que permite colocar em gráfico os acessos dos participantes ao site,que ferramentas utilizaram, que módulos ou materiais ou atividades acessaram, em quedia, em que hora, a partir de que computador, e por quanto tempo. Avaliação por participação: todas as intervenções dos alunos no ambiente (enviode perguntas e de respostas, atividades colaborativas, entradas no diário, etc.,)também são separadas sob o perfil do aluno, permitindo sua rápida avaliação.existem ferramentas específicas que permitem ao professor passar ensaios,exercícios e tarefas, com datas e horários limites para entrega. Avaliação somativa e formativa: o Moodle permite a criação de enquetes, questionários de múltipla escolha, dissertativos, etc., com grande variedade deformatos. Essas avaliações podem ser submetidas aos alunos em datasespecíficas, podem ter tempo máximo para resposta, podem ter suas questões ealternativas misturadas para evitar cópia. O sistema também permite o utilíssimobanco de questões de uma determinada disciplina.

11 9.Organização Curricular A proposta relativa aos conteúdos curriculares foi elaborada em observância às Resoluções nº 07/2010 e nº 46/2012 do CONSEPE e levou-se em consideração ainda o perfil do profissional de Letras anteriormente proposto, objetivando proporcionar aos alunos do Curso de Licenciatura em Letras Língua Inglesa condições para ser um profissional participativo, reflexivo, autônomo, conhecedor de seus direitos e deveres, preparado para o ensino de língua e literaturas estrangeiras. Os conteúdos curriculares são agrupados em: 1. Conteúdos Básicos Profissionais a. Conteúdos específicos de Língua e Literatura Inglesa b. Formação Pedagógica c. Estágio Supervisionado de Ensino. 2. Conteúdos Complementares a. Obrigatórios Conteúdos de fundamentação teórica em língua e literatura inglesas; Metodologia do Trabalho Científico, Pesquisa Aplicada ao Ensino de Língua Inglesa; e o Trabalho de Conclusão do Curso. b. Optativos Conteúdos que possibilitam ao aluno uma escolha profissional adequada e uma ampliação de seus horizontes de conhecimento. i. Gerais Conteúdos das áreas do curso Linguística, Língua Inglesa, Literaturas em Língua Inglesa. ii. Da Formação Pedagógica Conteúdos que ampliam a formação pedagógica do aluno. c. Flexíveis - Conteúdos responsáveis pelos eixos de aprofundamento nas diversas áreas do curso Linguística, Língua Inglesa, Literaturas em Língua Inglesa. 10.Carga Horária A carga horária total do curso contempla 3000 horas. ANEXO II à Resolução n o do CONSEP, que aprova o Projeto Pedagógico ANEXO I à Resolução n o XXXXX do CONSEP, que aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação de Letras em Língua Inglesa Licenciatura do Centro de Ciências Aplicadas e Educação na modalidade Semipresencial, Campus IV, desta Universidade.

12 1.1. Conteúdos Básicos Profissionais Disciplinas 1. Conteúdos Básicos Profissionais Créd. Carga Hor. Pré-requisitos Língua Inglesa I Nenhum Língua Inglesa II Língua Inglesa I Língua Inglesa III Língua Inglesa II Língua Inglesa IV Língua Inglesa III Língua Inglesa V Língua Inglesa IV Língua Inglesa VI Língua Inglesa V Língua Inglesa VII Língua Inglesa VI Língua Inglesa VIII Língua Inglesa VII Teoria da Literatura I Nenhum Teoria da Literatura II Teoria da Literatura I Teorias da Linguística I Nenhum Teorias da Linguística II Teorias da Linguística I Cultura de Povos de Língua Inglesa Nenhum Linguística Aplicada I Teorias da Linguística II Linguística Aplicada II Linguística Aplicada I Práticas de Leitura e Produção Textual em Língua Inglesa I Práticas de Leitura e Produção Textual em Língua Inglesa II Nenhum Práticas de Leitura e Produção Textual em Língua Inglesa I Literatura Inglesa I Teoria da Literatura II, Língua Inglesa III Literatura Inglesa II Teoria da Literatura II, Língua Inglesa III Literatura Inglesa III Teoria da Literatura II, Língua Inglesa III Literatura Norte-Americana I Teoria da Literatura II, Língua Inglesa III Literatura Norte-Americana II Teoria da Literatura II, Língua Inglesa III Linguagem e Discurso Nenhum Fonética e Fonologia da Língua Nenhum Inglesa I

13 Fonética e Fonologia da Língua Inglesa II TOTAL Fonética e Fonologia da Língua Inglesa I Eixos Temáticos 1.2. Conteúdos Básicos Profissionais da Formação Pedagógica I. Pressupostos Antropo- filosóficossócio- Históricos e Psicológicos Disciplinas Fundamentos Antropofilosóficos da Educação Fundamentos Sócio- Históricos da Educação Fundamentos Psicológicos da Carga Hor. Pré-requisitos Créd Nenhum Nenhum Nenhum II. Pressupostos Antropofilosóficos Sociopolíticos e Pedagógicos III. Pressupostos Didático- Metodológicos e Socioeducativos Educação Política e Gestão da Nenhum Educação Didática Nenhum TOTAL Estágio Supervisionado Disciplinas Créd. Carga Hor. Estágio Supervisionado I Pré-requisitos Pesquisa Aplicada ao Ensino de Língua Inglesa Estágio Supervisionado II Estágio Supervisionado Estágio Supervisionado III Estágio Supervisionado TOTAL I II 2. Conteúdos Complementares

14 2.1. Conteúdos Complementares Obrigatórios Disciplinas Metodologia do Trabalho Científico Créd. Carga Hor. Pré-requisitos Nenhum Instrumentalização para EAD Nenhum Pesquisa Aplicada ao Ensino Metodologia do Trabalho de Língua Inglesa Científico Libras I Nenhum Libras II Libras I Projeto TCC Metodologia do Trabalho Científico TCC Projeto TCC TOTAL Conteúdos Complementares Optativos (Mínimo de 16 créditos/carga horária = 240 horas, sendo 08 créditos dentre os Conteúdos Complementares Gerais e 08 créditos dentre os Conteúdos Complementares da Formação Pedagógica) Conteúdos Complementares Optativos Gerais (Mínimo de 08 créditos/carga horária = 120 horas) Disciplinas Estudos Semânticos em Língua Créd. Carga Hor. Pré-requisitos Nenhum Estrangeira Estudos Pragmáticos em Língua Nenhum Estrangeira Literatura e Estudos de Gênero Teoria da Literatura II Literatura Comparada Teoria da Literatura II Literatura Norte Americana III Teoria da Literatura II, Língua Inglesa III Linguística Textual Nenhum Sociolinguística Nenhum Linguística Interacional Nenhum Aquisição da Linguagem Nenhum

15 Semântica Argumentativa Nenhum Análise de Discurso Nenhum Linguística Aplicada ao Ensino de Português como Língua Estrangeira Nenhum TOTAL Conteúdos Complementares Optativos (Mínimo de 16 créditos/carga horária = 240 horas, sendo 08 créditos dentre os Conteúdos Complementares Gerais e 08 créditos dentre os Conteúdos Complementares da Formação Pedagógica) Conteúdos Complementares Optativos da Formação Pedagógica (Mínimo de 08 créditos/carga horária = 120 horas) Disciplinas Créd. Carga Hor. Pré-requisitos Economia da Educação Nenhum Fundamentos da Administração da Educação Nenhum Educação Sexual Nenhum Fundamentos Biológicos da Educação Nenhum Antropologia da Educação Nenhum Planejamento e Gestão Escolar Nenhum Currículo e Trabalho Pedagógico Nenhum Pesquisa e Cotidiano Escolar Nenhum Educação e Inclusão Social Nenhum Avaliação da Aprendizagem Nenhum Seminários de Problemas Atuais em Educação Alfabetização de Jovens e Adultos, Processo e Método Nenhum Nenhum Educação e Movimentos Sociais Nenhum Introdução aos Recursos Áudio- Visuais em Educação Nenhum

16 Seminário de Educação Ambiental Nenhum TOTAL Conteúdos Complementares Flexíveis (Mínimo de 08 créditos/carga horária 120) Disciplinas Tópicos Especiais em Língua Créd. Carga Hor. Pré-requisitos Nenhum Inglesa I Tópicos Especiais em Língua Nenhum Inglesa II TOTAL ANEXO III à Resolução n o do CONSEP, que aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Letras Língua Inglesa, Licenciatura, na Modalidade a distância, do Campus IV, da UFPB -. EMENTÁRIO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DA LICENCIATURA EM LÍNGUA INGLESA 1. CONTEÚDOS BÁSICOS PROFISSIONAIS LÍNGUA INGLESA I Ementa: Introdução ao estudo das estruturas simples da Língua Inglesa em seus aspectos morfológicos, sintáticos, semânticos, lexicais, fonológicos e pragmáticos, desenvolvendo habilidades de compreensão e expressão oral e escrita. BibliografiaBásica: CAMBRIDGE International Dictionary of English, CUP. DUTRA, D; MELLO, H. A Gramática e o Vocabulário no Ensino de Inglês: novas perspectivas. Belo Horizonte: FALE/POSLIN/UFMG, 2004.

17 QUIRK, Randolph&Greenbaum, Sidney (1973).A University Grammar of English.London: Longman. Ninthimpression (corrected): SIQUEIRA, Valter Lellis. O Verbo Inglês Teoria e Prática. São Paulo: Ática, Série Princípios. WILLIS, Dave.Collins Cobuild Student s Grammar. London: Harper Collins Publishers, LÍNGUA INGLESA II Pré-requisito: Língua Inglesa I Ementa: Desenvolvimento das estruturas simples da Língua Inglesa em seus aspectos morfológicos, sintáticos, semânticos, lexicais, fonológicos e pragmáticos, desenvolvendo habilidades de compreensão e expressão oral e escrita. BibliografiaBásica: CARSTAIRS-McCARTHY, A. An Introduction to English morphology. Edinburgh University Press, MURPHY, Raymond. English grammar in use. Londres: Cambridge University Press, PAIVA, Vera Lúcia Menezes de Oliveira (Orgs.) Ensino de língua inglesa:reflexões e experiências. Campinas:Pontes, RADFORD, A. English syntax: An Introduction. Cambridge University Press, SIQUEIRA, Valter Lellis. O Verbo Inglês Teoria e Prática. São Paulo: Ática, Série Princípios. LÍNGUA INGLESA III Pré-requisito: Língua Inglesa II Ementa: Consolidação das estruturas simples da Língua Inglesa em seus aspectos morfológicos, sintáticos, semânticos, lexicais, fonológicos e pragmáticos, desenvolvendo habilidades de compreensão e expressão oral e escrita.

18 BibliografiaBásica: AZAR, Betty. Understanding and Using the English Grammar. New York: Longman, CRYSTAL, D. English as a Global Language. Cambridge: Cambridge University Press, 2000 MURPHY, Raymond. English grammar in use. Londres: Cambridge University Press, RICHARDS, J.C.; PLATT, J.; PLATT, H. Longman Dictionary of Language Teaching and Applied Linguistics. Essex: Longman, SELIGSON, P. Helping students to speak. London. Richmond SWAN, M. & WALTER, C. How English Works: A Grammar Practice Book. Oxford: Oxford University Press, LÍNGUA INGLESA IV Pré-requisito: Língua Inglesa III Ementa: Aprofundamento do estudo das estruturas simples da Língua Inglesa em seus aspectos morfológicos, sintáticos, semânticos, lexicais, fonológicos e pragmáticos, desenvolvendo habilidades de compreensão e expressão oral e escrita. : ALMEIDA FILHO, José Carlos Paes de. Dimensões Comunicativas no Ensino de Línguas. São Paulo: Pontes, CARTER, R. & NUNAN, D. The Cambridge guide for teaching English to speakers of other languages Cambridge: CUP, HOLDEN, Susan & MICKEY, Rogers. O ensino da língua inglesa, São Paulo: SBS, HORNBY, A. S. (1974).Oxford Advanced Learner s Dictionary of Current English Oxford: Oxford University Press. Ninth impression: SWAN, Michael (1980).Practical English Usage. London: Oxford University Press,2005, 3rd edition. LÍNGUA INGLESA V

19 Pré-requisito: Língua Inglesa IV Ementa: Introdução ao estudo das estruturas complexas da Língua Inglesa em seus aspectos morfológicos, sintáticos, semânticos, lexicais, fonológicos e pragmáticos, desenvolvendo habilidades de compreensão oral e escrita. : AGUIAR, G. E. de. O ensino de língua inglesa. Teresina: EDUFPI, BRINTON, L. J. The structure of modern English: A linguistic introduction. John Benjamins Publishing Co: BROWN, D. H. Principles of language learning and teaching. New York: Longman, CRYSTAL, D. English as a Global Language. Cambridge: Cambridge University Press, WILLIS, Dave. Collins Cobuild Student s Grammar. London: Harper CollinsPublishers, LÍNGUA INGLESA VI Pré-requisito: Língua Inglesa V Ementa: Desenvolvimento das estruturas complexas da Língua Inglesa em seus aspectos morfológicos, sintáticos, semânticos, lexicais, fonológicos e pragmáticos, desenvolvendo habilidades de compreensão oral e escrita. : ALMEIDA FILHO, J. C. P.(Org.). O professor de língua estrangeira em formação. Campinas: Pontes, BRINTON, L. J. The structure of modern English: A linguistic introduction. John Benjamins Publishing Co: ELLIS, R. The study of second language acquisition. Oxford: Oxford University Press, GRAVER, B. D.Advanced English Practice. Oxford: Oxford University Press, HEWINGS, Martin. AdvancedGrammar in Use. Cambridge: Cambridge University Press, 2005.

20 LÍNGUA INGLESA VII Pré-requisito: Língua Inglesa VI Ementa: Consolidação das estruturas complexas da Língua Inglesa em seus aspectos morfológicos, sintáticos, semânticos, lexicais, fonológicos e pragmáticos, desenvolvendo habilidades de compreensão e expressão oral e escrita. BibliografiaBásica: GARNER, Bryan A. Garner's modern American usage. USA: Oxford University Press, HEWINGS, Martin. Advanced Grammar in Use. Cambridge: Cambridge University Press, HORNBY, A. S. (1974). Oxford Advanced Learner s Dictionary of Current English Oxford: Oxford University Press. Ninth impression: OSTLER, Rosemarie. Let's Talk Turkey: the stories behind America's favorite expressions. Amherst: Prometheus Books, WILLIS, Dave.Collins Cobuild Student s Grammar. London: Harper Collins Publishers, LÍNGUA INGLESA VIII Pré-requisito: Língua Inglesa VII Ementa: Aprofundamento do estudo das estruturas complexas da Língua Inglesa em seus aspectos morfológicos, sintáticos, semânticos, lexicais, fonológicos e pragmáticos, desenvolvendo habilidades de compreensão e expressão oral e escrita. BibliografiaBásica: GARNER, Bryan A. Garner's modern American usage. USA: Oxford University Press, 2009.

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS-LÍNGUA INGLESA À DISTÂNCIA

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS-LÍNGUA INGLESA À DISTÂNCIA PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS-LÍNGUA INGLESA À DISTÂNCIA 1 IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Identificação: Curso de Graduação em Letras Língua Inglesa Modalidade: Licenciatura em

Leia mais

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área;

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 66/ 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Computação, Licenciatura

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 62 / 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Dança, Licenciatura,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 18/2006 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Ciências Sociais, Bacharelado,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 54/ 2013 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação de Letras em Língua Espanhola

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 36 / 2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em Línguas Estrangeiras

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 93/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Jornalismo, Bacharelado,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 28/2011 Altera as Resoluções nº. 17/2006 e 21/2009 do CONSEPE, que aprovam o Projeto

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições e,

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições e, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 16/2014 Aprova a estrutura curricular do Curso de Letras, modalidade licenciatura,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 92/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Radialismo, Bacharelado,

Leia mais

Estabelece a Base Curricular, para a Formação Pedagógica dos Cursos de Licenciatura.

Estabelece a Base Curricular, para a Formação Pedagógica dos Cursos de Licenciatura. RESOLUÇÃO Nº 04/2004 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Estabelece a Base Curricular, para a Formação Pedagógica dos Cursos de Licenciatura.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução nº47/ 2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Pedagogia, Licenciatura, com

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: Letras MISSÃO DO CURSO O curso de Licenciatura em Letras do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo tem o compromisso de promover no estudante um

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 90/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Relações Públicas, Bacharelado,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 57/ 2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso Superior em Regência de Bandas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS 1. EMENTA Estudo do processo de aquisição/ aprendizagem de uma segunda língua/ língua estrangeira, métodos e técnicas para o ensino, especialmente da habilidade de leitura. Análise de recursos didáticos.

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA RESOLUÇÃO/UEPB/CONSEPE/003/2009. UNIVERSIDADE ESTADU DA PARAÍBA APROVA O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA LICENCIATURA PLENA, DO CENTRO DE EDUCAÇÃO - CEDUC, QUE REFORMULA

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010) COMPREENSÃO E PRODUÇÃO ORAL EM LÍNGUA INGLESA I C/H 102 (2358) intermediário de proficiência

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

(30h/a 02 créditos) Dissertação III (90h/a 06 Leituras preparatórias para a

(30h/a 02 créditos) Dissertação III (90h/a 06 Leituras preparatórias para a GRADE CURRICULAR DO MESTRADO EM LETRAS: LINGUAGEM E SOCIEDADE DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS 34 CRÉDITOS Teorias da Linguagem (60h/a 04 Teorias Sociológicas (60h/a 04 Metodologia da Pesquisa em Linguagem (30h/a

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 16/2012 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 01/2013 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 69/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em, Bacharelado, do Centro

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 8 semestres CELSO HENRIQUE SOUFEN TUMOLO 37219288

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 8 semestres CELSO HENRIQUE SOUFEN TUMOLO 37219288 71 EaD_UAB LETRAS LICENCIATURA EM LÍNGUA INGLESA 009 Documentação: jetivo: Titulação: Diplomado em: Resolução n. 005/CEG/009, de 5/03/009 Habilitar professores para o pleno exercício de sua atividade docente,

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Prática: 15 h/a Carga Horária: 60 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

CONSIDERANDO: os critérios e os padrões de qualidade estabelecidos pela UFPB para formação de profissionais;

CONSIDERANDO: os critérios e os padrões de qualidade estabelecidos pela UFPB para formação de profissionais; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 34/2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Química Industrial, Bacharelado,

Leia mais

EMENTÁRIO LETRAS EaD INGLÊS

EMENTÁRIO LETRAS EaD INGLÊS EMENTÁRIO LETRAS EaD INGLÊS 1ª FASE LLE 931 Introdução aos Estudos da Linguagem Total h/a Introdução aos conceitos de língua e língua(gem); características da língua(gem) humana; a complexidade da língua(gem)

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 24/2007 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em Pedagogia, na

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA FORMAÇÃO PARA O MAGISTÉRIO EM EDUCAÇÃO INFANTIL SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 75/2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Engenharia de do Centro

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL... 4 02 INVESTIGAÇÃO PEDAGÓGICA: DIVERSIDADE CULTURAL NA APRENDIZAGEM... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA...

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.931, DE 22 DE JANEIRO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.931, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.931, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em

Leia mais

Curso: Letras Português ( 1 ª Licenciatura) II Bloco

Curso: Letras Português ( 1 ª Licenciatura) II Bloco Curso: Letras Português ( 1 ª Licenciatura) I Bloco Filosofia da Educação 60 horas Metodologia Científica 60 horas Iniciação à Leitura e Produção de Textos Acadêmicos 60 horas Introdução à filosofia e

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD LETRAS CURRÍCULO 4 Matriz Curricular 2014/2 Mariana Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) LICENCIATURA EM LÍNGUA PORTUGUESA CÓDIGO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PRÉ-REQUISITO PER LET701 Estudos Clássicos

Leia mais

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições,

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, RESOLUÇÃO Nº 01/2012 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC)

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) INGLÊS INTERMEDIÁRIO Florestal 2014 Reitora da Universidade Federal de Viçosa Nilda de Fátima Ferreira Soares Pró-Reitor de Ensino Vicente

Leia mais

LINHA DE PESQUISA E DE INTERVENÇÃO METODOLOGIAS DA APRENDIZAGEM E PRÁTICAS DE ENSINO (LIMAPE)

LINHA DE PESQUISA E DE INTERVENÇÃO METODOLOGIAS DA APRENDIZAGEM E PRÁTICAS DE ENSINO (LIMAPE) História da profissão docente em São Paulo: as estratégias e as táticas em torno dos fazeres cotidianos dos professores primários a instrução pública paulista de 1890 a 1970 Linha de Pesquisa: LINHA DE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 93 DE JUNHO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº. 93 DE JUNHO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS RESOLUÇÃO Nº. 93 DE JUNHO DE 2014 O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS,

Leia mais

TESTE SELETIVO COLEGIADO DE LETRAS - 2013 LISTA DE PONTOS

TESTE SELETIVO COLEGIADO DE LETRAS - 2013 LISTA DE PONTOS ENSINO DE LÍNGUA INGLESA 1. New technologies and ELT 2. Teaching English pronunciation for Brazilian EFL speakers 3. Developing reading skills in the EFL classroom: theory and practice 4. Assessment in

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura

Leia mais

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO DE LETRAS PORTUGUÊS/ESPANHOL O ensino da língua espanhola no contexto da escola pública INTRODUÇÃO Este plano procura articular-se de forma integrada com o plano de trabalho institucional, que

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PEDAGOGIA Disciplina: Comunicação e Expressão Ementa: A leitura como vínculo leitor/texto através do conhecimento veiculado pelo texto escrito. Interpretação:

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003016A - Língua Inglesa I

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003016A - Língua Inglesa I Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo Ênfase Identificação Disciplina 0003016A - Língua Inglesa I Docente(s) Lucinéa Marcelino Villela Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

LÍNGUA INGLESA I LÍNGUA INGLESA II LÍNGUA INGLESA III LÍNGUA INGLESA IV LÍNGUA INGLESA V EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE BACHARELAD0 EM TRADUÇÃO

LÍNGUA INGLESA I LÍNGUA INGLESA II LÍNGUA INGLESA III LÍNGUA INGLESA IV LÍNGUA INGLESA V EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE BACHARELAD0 EM TRADUÇÃO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE BACHARELAD0 EM TRADUÇÃO 1. CONTEÚDOS BÁSICOS PROFISSIONAIS LÍNGUA INGLESA I Ementa: Consolidação do estudo das estruturas simples da Língua Inglesa I em seus aspectos

Leia mais

a Resolução CONSEPE/UFPB nº. 34/2004, que orienta a elaboração e reformulação dos Projetos Políticos Pedagógicos dos Cursos de Graduação da UFPB;

a Resolução CONSEPE/UFPB nº. 34/2004, que orienta a elaboração e reformulação dos Projetos Políticos Pedagógicos dos Cursos de Graduação da UFPB; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 22 / 2007 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em, na modalidade

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 33/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso Graduação, modalida Bacharelado,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n.06/2013 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em para assentados

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INVESTIGAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE I... 4 02 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO... 4 03 PROFISSIONALIDADE DOCENTE... 4 04 RESPONSABILIDADE

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições e,

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições e, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 04/2014 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA - MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E GESTÃO EDUCACIONAL - UAB

CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA - MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E GESTÃO EDUCACIONAL - UAB CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA - MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO BÁSICA E GESTÃO EDUCACIONAL - UAB Reconhecido pela Resolução CEPE n.º 230, de 16.12.08. Para completar o currículo pleno do curso superior de

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes R E P U B L I C A Ç Ã O R E S O L U Ç Ã O N.º 143/2011 CI / CCH CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, neste Centro, no dia 27/08/2012. João Carlos Zanin, Secretário

Leia mais

CURSO: LETRAS - LICENCIATURA EM LÍNGUA PORTUGUESA

CURSO: LETRAS - LICENCIATURA EM LÍNGUA PORTUGUESA CURSO: LETRAS - LICENCIATURA EM LÍNGUA PORTUGUESA MISSÃO O curso de Letras - Licenciatura em Língua Portuguesa deve ter o compromisso de promover no estudante um processo contínuo de reflexão sobre o papel

Leia mais

Av. Gen. Carlos Cavalcanti, 4748 - CEP 84030-900 - Tel. 0** (42) 220-3000 - Ponta Grossa Pr. - www.uepg.br

Av. Gen. Carlos Cavalcanti, 4748 - CEP 84030-900 - Tel. 0** (42) 220-3000 - Ponta Grossa Pr. - www.uepg.br CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS/ESPANHOL E RESPECTIVAS LITERATURAS - EaD Autorizado pelo... Para completar o currículo pleno do curso superior de graduação à distância em Licenciatura em Letras

Leia mais

Diretrizes Curriculares Nacionais e com a Legislação Interna, tendo como princípio a compreensão da informática em suas bases epistemológicas de

Diretrizes Curriculares Nacionais e com a Legislação Interna, tendo como princípio a compreensão da informática em suas bases epistemológicas de RESOLUÇÃO Nº 014/2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Informática, da Escola Superior de Tecnologia, da Universidade do Estado do Amazonas. O REITOR, EM EXERCÍCIO, DA UNIVERSIDADE

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em

Leia mais

RESOLVE: Art. 1 o Aprovar o Projeto Político Pedagógico do Curso de Engenharia Elétrica, modalidade Bacharelado, do Centro de Tecnologia, no Campus I.

RESOLVE: Art. 1 o Aprovar o Projeto Político Pedagógico do Curso de Engenharia Elétrica, modalidade Bacharelado, do Centro de Tecnologia, no Campus I. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 23/2008 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Engenharia Elétrica, do Centro

Leia mais

CONSIDERANDO: a necessidade de um Projeto Pedagógico dinâmico que estará em constante processo de avaliação;

CONSIDERANDO: a necessidade de um Projeto Pedagógico dinâmico que estará em constante processo de avaliação; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 67/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Ciências das, Bacharelado,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA Coordenadora do Curso: Prof a Maria Cláudia Alves Guimarães IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. Denominação

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 60 h Prática: 15 h Créditos: 4 A Biologia e o educador. Herança e meio, a hereditariedade. Reprodução humana. As funções vegetativas (digestão e alimentos,

Leia mais

PROFESSORAS RESPONSÁVEIS: Rosane Rocha Pessoa e Maria Aparecida Y. Sebba

PROFESSORAS RESPONSÁVEIS: Rosane Rocha Pessoa e Maria Aparecida Y. Sebba MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS NOME DA DISCIPLINA: Inglês 6 PROFESSORAS RESPONSÁVEIS: Rosane Rocha Pessoa e Maria Aparecida Y. Sebba CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 64

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições,

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições, RESOLUÇÃO Nº 07/2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 13/2009 Altera os Anexos e I da Resolução n. 64/2006 do CONSEPE, que aprova o Projeto

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 15 DE MAIO DE 2006. (*)

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 15 DE MAIO DE 2006. (*) CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 15 DE MAIO DE 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. O Presidente

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROGRAMA DE DISCIPLINA Curso: Letras Habilitação Única: Inglês e Literaturas Correspondentes Campus: UEM Departamento: Departamento de Letras Centro:

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE ABERTURA DE TURMA PROGRAMA ESPECIAL DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA PROFOP DA UTFPR

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE ABERTURA DE TURMA PROGRAMA ESPECIAL DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA PROFOP DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Diretoria de Graduação e Educação Profissional - DIRGRAD Departamento de Educação Campus XXXXXXX ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO

Leia mais

A FORMAÇÃO INCLUSIVA DE PROFESSORES NO CURSO DE LETRAS A DISTÂNCIA

A FORMAÇÃO INCLUSIVA DE PROFESSORES NO CURSO DE LETRAS A DISTÂNCIA A FORMAÇÃO INCLUSIVA DE PROFESSORES NO CURSO DE LETRAS A DISTÂNCIA Autor - Juliana ALVES - IFTM 1 Coautor - Andriza ASSUNÇÃO IFTM 2 Coautor - Aparecida Maria VALLE IFTM 3 Coautor - Carla Alessandra NASCIMENTO

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA - UAB Currículo nº 1

CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA - UAB Currículo nº 1 CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA - UAB Turno: INTEGRAL Currículo nº 1 Autorizado pela Resolução CEPE n.º 011, de 20.03.12. Para completar o currículo pleno do curso superior de graduação em Licenciatura

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade MANUAL DE ESTÁGIO Curso de PEDAGOGIA S U M Á R I O 1. Apresentação... 03 2. Proposta de Estágio... 03 3. Aspectos legais... 04 4. Objetivo Geral... 04 5. Campo de Estágio... 05 6. Modalidades de Estágio...

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Alfabetização de Crianças O Professor Alfabetizador é o profissional responsável por planejar e implementar ações pedagógicas que propiciem,

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 237/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 237/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 237/2014 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Letras - Licenciatura, com habilitações em Língua Portuguesa, Língua Inglesa e respectivas Literaturas, regime seriado semestral. O CONSELHO

Leia mais

CAMPANHA NACIONALDE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE CAMPO LARGO FACECLA CURSO DE PEDAGOGIA

CAMPANHA NACIONALDE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE CAMPO LARGO FACECLA CURSO DE PEDAGOGIA CAMPANHA NACIONALDE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE CAMPO LARGO FACECLA CURSO DE PEDAGOGIA O curso de Pedagogia, Licenciatura da FACECLA de acordo com as Diretrizes Curriculares de

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS / INGLÊS

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS / INGLÊS MATRIZ CURRICULAR CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS / INGLÊS Resolução UNICASTELO GR nº 014/CONSEPE/CONSUN/2013 O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE, Presidente do Conselho Universitário

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 06/2014 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos-SP Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Informática

Leia mais

SEM. CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ-REQUISITOS

SEM. CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ-REQUISITOS Curso de Letras Habilitação Português/Inglês Currículo 2010/01 Reconhecido pela Portaria Ministerial nº. 1.394, de 19/05/2004 Amparado pelo Decreto nº. 5773/2006, de 9/05/2006 Duração do Curso: 2.530h

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Unidade curricular INICIAÇÃO AOS ESTUDOS LINGUISTICOS. Carga Horária Prática -

PLANO DE ENSINO. Unidade curricular INICIAÇÃO AOS ESTUDOS LINGUISTICOS. Carga Horária Prática - PLANO DE ENSINO LETRAS (PORTUGUÊS-INGLÊS) Turno: Noturno Currículo: 2003 INFORMAÇÕES BÁSICAS Período 2013/1 Natureza: Unidade curricular INICIAÇÃO AOS ESTUDOS LINGUISTICOS Teórica 60 Carga Horária Prática

Leia mais

MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Resolução n 01/2010

MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Resolução n 01/2010 MUNICÍPIO DE FLORIANÓPOLIS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Resolução n 01/2010 Fixa normas para o Ensino Fundamental de 09 (nove) anos da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis, Santa Catarina. O CONSELHO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico Ingressantes em 2007 Dados: Sigla: Licenciatura em Educação Física Área: Biológicas

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS CLÁSSICAS E VERNÁCULAS DEPARTAMENTO DE LETRAS ESTRANGEIRAS MODERNAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM LETRAS PROJETO

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 13/2012 Aprova a estrutura curricular contida no Projeto Pedagógico do Curso

Leia mais

Cursos de Pedagogia têm novas Diretrizes Curriculares Nacionais

Cursos de Pedagogia têm novas Diretrizes Curriculares Nacionais Cursos de Pedagogia têm novas Diretrizes Curriculares Nacionais O Conselho Nacional de Educação baixou a Resolução nº 1, de 15 de maio de2006, publicada no Diário 0ficial da União de 16, instituindo as

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º LE733- COMPREENSÃO E PRODUÇÃO DE TEXTO EM LÍNGUA PORTUGUESA Fórmula: LE003 LE003- LINGUA PORTUGUESA 3 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS. ANÁLISE DE ESTRUTURAS BÁSICAS DA LÍNGUA PORTUGUESA. SINTAXE

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04 Curso: Graduação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA PLENA MATRIZ CURRICULAR SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO 1. Unidade: 2. Área do Subprojeto: Dourados 3. Curso(s) envolvido(s) na proposta: Letras - Inglês Obs.: Para proposta

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 218/2015

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 218/2015 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 218/2015 Altera a Deliberação Consep nº 237/2014, que dispõe sobre o Currículo do Curso de Letras - Licenciatura, com habilitações em Língua Portuguesa, Língua Inglesa e respectivas

Leia mais

ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES

ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES Nara Dias Brito 1 ; Daniel Mill 2 Grupo 2.1. Docência na educação a distância: Formação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE PEDAGOGIA, Licenciatura REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O presente documento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Estudos filosóficos em educação I - JP0003 PROFESSOR: Dr. Lúcio Jorge Hammes I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária Teórica: 60 (4 créditos) II EMENTA Aborda os pressupostos

Leia mais

MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 363/2010

MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 363/2010 MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 363/2010 EMENTA: Estabelece o Currículo do Curso de Graduação em Pedagogia-Licenciatura Niterói. O CONSELHO DE ENSINO E

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO Nº 2, DE 1º DE JULHO DE 2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO Nº 2, DE 1º DE JULHO DE 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO PLENO RESOLUÇÃO Nº 2, DE 1º DE JULHO DE 2015 (*) (**) Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior

Leia mais

A DISCIPLINA DE LIBRAS NA EAD NO CURSO DE PEDAGOGIA DA UFJF: O MOODLE COMO RECURSO DIDÁTICO* 1

A DISCIPLINA DE LIBRAS NA EAD NO CURSO DE PEDAGOGIA DA UFJF: O MOODLE COMO RECURSO DIDÁTICO* 1 A DISCIPLINA DE LIBRAS NA EAD NO CURSO DE PEDAGOGIA DA UFJF: O MOODLE COMO RECURSO DIDÁTICO* 1 Camila Ribeiro Lisboa Ferreira Universidade Federal de Juiz de Fora RESUMO: Neste trabalho, apresentamos como

Leia mais

Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia

Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia 1. Componentes curriculares O currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia engloba as seguintes dimensões. 1.1. Conteúdos de natureza teórica Estes conteúdos

Leia mais

LICENCIATURA EM LÍNGUA INGLESA E RESPECTIVAS LITERATURAS

LICENCIATURA EM LÍNGUA INGLESA E RESPECTIVAS LITERATURAS LICENCIATURA EM LÍNGUA INGLESA E RESPECTIVAS LITERATURAS Curso 1/20J Ingresso a partir de 2011/1 Fundamentos dos Estudos Literários Codicred: 12224-04 NÍVEL I Ementa: Funções da literatura. Discurso literário

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Câmpus de Bauru

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Câmpus de Bauru UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Câmpus de Bauru Curso: Licenciatura em Pedagogia Departamento: Educação-FC IDENTIFICAÇÃO Código: 4419 Disciplina: CONTEÚDOS E METODOLOGIA DO

Leia mais

LICENCIATURA EM LÍNGUA ESPANHOLA E RESPECTIVAS LITERATURAS

LICENCIATURA EM LÍNGUA ESPANHOLA E RESPECTIVAS LITERATURAS LICENCIATURA EM LÍNGUA ESPANHOLA E RESPECTIVAS LITERATURAS Curso 1/20K Ingresso a partir de 2011/1 Fundamentos dos Estudos Literários Codicred: 12224-04 NÍVEL I Ementa: Funções da literatura. Discurso

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.614, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.614, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.614, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura

Leia mais

4º SEMESTRE 3º SEMESTRE CH 480 CRED 26 CH 435 CRED 24 SINTAXE I SINTAXE II. DELL 755 60h (4.0.0) DELL 744 DELL 749. 60h (4.0.0) 60h (4.0.

4º SEMESTRE 3º SEMESTRE CH 480 CRED 26 CH 435 CRED 24 SINTAXE I SINTAXE II. DELL 755 60h (4.0.0) DELL 744 DELL 749. 60h (4.0.0) 60h (4.0. UESB 1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 3º SEMESTRE 4º SEMESTRE 5º SEMESTRE 6º SEMESTRE 7º SEMESTRE 8º SEMESTRE CURSO DE LETRAS MODERNAS CH 360 CRED 21 CH 420 CRED 24 CH 435 CRED 24 CH 480 CRED 26 CH 510 CRED 23

Leia mais