campo Solví fortalece estratégia de aterros regionais com a inauguração da CTR de Giruá, na região agrícola mais produtiva do Rio Grande do Sul

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "campo Solví fortalece estratégia de aterros regionais com a inauguração da CTR de Giruá, na região agrícola mais produtiva do Rio Grande do Sul"

Transcrição

1 ANO V número 14 maio/agosto de 2011 campo fértil Solví fortalece estratégia de aterros regionais com a inauguração da CTR de Giruá, na região agrícola mais produtiva do Rio Grande do Sul Empresas estruturam seus programas de desenvolvimento Pág. 10 Instituto Solví estimula continuidade de ações de RSA Pág. 14

2 SUMÁRIO Marcello Vitorino/Fullpress 04 ENTREVISTA Carlos Leal Villa fala sobre o novo perfil da Solví 06 CAPA Revita reforça conceito de aterro regional com CTR em Giruá (RS) 08 lugares Noroeste do Rio Grande do Sul: agronegócios e História 10 GESTão e negócios Empresas do Grupo implementam programas de desenvolvimento Julia Boura, do CSC, durante o 6º Dia do Voluntariado em São Paulo 13 CSC GESTão e negócios investe em Gestão da Qualidade EXPEDIENTE 14 INSTITUTO SOLVÍ Empresas são estimuladas a aprofundar ação social nas comunidades A revista Solví é uma publicação quadrimestral interna, editada pela Superintendência Estratégica de Talentos do Grupo Solví. Os textos assinados por articulistas não traduzem necessariamente a visão da empresa. Presidente: Carlos Leal Villa Diretor Financeiro: Celso Pedro so Diretor de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas: Delmas Penteado Gerenciamento: carlos Balote Coordenação: Nathalia de Oliveira Gomes Edição, reportagem e textos: Nilva Bianco (MTb 514/SC) Fotografia: Marcello Vitorino (Mtb /SP) Projeto editorial e gráfico: Fullpress textos, fotos Impressão: D Lippi Print Tiragem: exemplares Colaborador: Luiz Gomes (artigo) Foto de capa: Marcello Vitorino/Fullpress Comentários e sugestões: Rua Bela Cintra, 967, 10º andar, Bela Vista, São Paulo, SP, CEP Site: OPINIÃO 19 notas solví em números Números em responsabilidade socioambiental Luiz Gomes fala sobre oportunidades em Saneamento 20 EM FOCO

3 EDITORIAL Além da imagem Em julho, recebemos uma notícia que nos encheu de orgulho: a Solví foi avaliada pelo ranking As 500 melhores empresas do Brasil da revista IstoÉ Dinheiro como a empresa que mais promove responsabilidade social no segmento de serviços especializados. Esse reconhecimento mostra que a imagem que temos no mercado é coerente com nossos Valores e com nossa Missão, e isso é algo que não se consegue com publicidade, mas sim com muito trabalho. É ele que preenche e dá consistência a essa imagem. Ser a melhor em responsabilidade social é o que buscamos todos os dias, em todas as nossas áreas de atuação. E não se trata apenas das ações sociais propriamente ditas: está em tudo o que fazemos, no cuidado com o meio ambiente que resulta em mais qualidade de vida para a população, na busca incessante por novas tecnologias que resultem no máximo aproveitamento do que um dia foi chamado de lixo, no respeito para com nossos colaboradores, que hoje têm orgulho em se autodenominar agentes ambientais. É o que somos, todos nós, fazendo um trabalho importante para a sociedade. Nesta edição da Revista Solví trazemos várias histórias que são exemplos de como nos colocamos perante a sociedade. Em Giruá, Noroeste do Rio Grande do Sul, por exemplo, inauguramos uma Central de Tratamento de Resíduos regional e independente, ou seja, desvinculada de um único contrato de concessão, capaz de receber e realizar a destinação ambientalmente adequada dos resíduos de 30 ou mais municípios. Com isso, prestamos um serviço necessário à população e às administrações municipais, que valorizam os resíduos, deixam de gerar passivos ambientais e passam a cumprir o que preconiza a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Isso é oferecer soluções para a vida, é esse o espírito que nos move! Boa leitura! Carlos Leal Villa Presidente da Solví 3

4 entrevista Marcello Vitorino/Fullpress No final do ano passado a Holding Solví iniciou uma mudança profunda em seu perfil e atuação: deixou para trás o perfil mais operacional que vinha mantendo desde a sua criação, há cinco anos, para adotar o papel mais estratégico que lhe cabe frente às empresas do Grupo. Entre os desdobramentos imediatos estão a reestruturação de sua organização e o estímulo a que as empresas assumam plenamente a gestão dos seus negócios, desde o planejamento de curto e médio prazo até o desenvolvimento, retenção e reconhecimento dos seus talentos, em consonância com os valores da Solví e as rotas de negócios estabelecidas pelo Planejamento Estratégico. Na entrevista a seguir o presidente da Holding, Carlos Leal Villa, dá sua visão sobre a importância das mudanças e os desafios à frente. papel estratégico Revista Solví - Quais os principais pontos de mudança na estrutura organizacional da Solví a partir deste ano? Carlos Leal Villa - A Solví consolidou o que havia sido acordado no processo de Planejamento Estratégico, deixando de ser uma Holding operacional para de fato ser uma Holding estratégica, institucional e controladora. Esta é uma decisão que tomamos há quase cinco anos e estamos implementando, conforme pactuado com os líderes das empresas. Cada unidade de negócios tem seus desafios, capacidades de investimento, de gerar riqueza e crescimento, mas de forma independente. A grande sinergia neste processo são as pessoas. Em relação à atuação das empresas e ao seu processo decisório, o que mudou? As empresas assumem o controle do seu dia a dia, do seu desenvolvimento, comercialização, operações, finanças. O que muda é a profissionalização cada vez maior e o foco na meritocracia, o que exige um grande processo educativo. Tudo isso pautado pelos nossos Valores: as pessoas focadas em qualidade, inovação, excelência, respeito ao meio ambiente e responsabilidade social. Há também um forte investimento em Governança Corporativa, com a definição de alçadas das Diretorias em cada unidade de negócios, bem como o que deve ser levado ao seu Conselho de Administração e, em determinados casos, ao próprio Conselho de Administração da Solví, que é composto por um representante dos acionistas e quatro membros independentes. O que transmite nossa profissionalização, transparência e boas práticas de gestão. Carlos Leal Villa Qual é o maior desafio do Grupo Solví ao completar cinco anos? O nosso maior desafio hoje é justamente incentivar que as unidades de negócios, em sintonia com os princípios da Holding, assumam plenamente as suas responsabilidades, entendam que não existe mais uma Holding operacional e que se nós aprendemos no passado a trabalhar com indicadores operacionais e gerenciais, é chegada a hora de aprendermos a trabalhar com indicadores empresariais, passarmos a olhar não apenas a atividade mas o negócio em si, com uma visão de longo prazo, permeada pela Visão Solví REVISTA SOLVÍ maio/agosto 2011

5 Marcello Vitorino/Fullpress O nosso maior desafio hoje é que as unidades de negócios assumam plenamente as suas responsabilidades, entendam que não existe mais uma Holding operacional e que se nós aprendemos no passado a trabalhar com indicadores operacionais e gerenciais, é chegada a hora de aprendermos a trabalhar com indicadores empresariais. Com a visão abrangente que o senhor tem dos negócios, onde diria que eles avançaram mais? Algumas áreas avançaram mais, outras menos, mas no geral estamos evoluindo e acredito que vamos alcançar o esperado com o nosso Planejamento Estratégico. Na área de Resíduos, por exemplo, avançamos tanto na consolidação das tecnologias de tratamento quanto na conquista de contratos de longo prazo com o setor público. A área de Valorização Energética começa a se tornar realidade com a inauguração da nossa primeira termelétrica, e nosso objetivo é brevemente inaugurar mais duas termelétricas. No setor de Saneamento, a consolidação da concessão da Águas do Amazonas é uma realidade crescente, e na área de Engenharia e Construção, a mais nova do grupo, estamos alinhando sua atuação aos nossos princípios de Governança e sistema de controle. Quais as novidades mais significativas nos negócios do Grupo? Ainda este ano teremos a inauguração da primeira fábrica da Organosolví, que transformará resíduos orgânicos entregues pelos clientes em adubo. Nosso diferencial estará justamente na produção de adubos orgânicos e não químicos, e quem sabe até organo-mineral. Também inauguramos os novos aterros industriais da Essencis em Capela de Santana (RS) e Magé (RJ) e, na área de Resíduos Públicos, o aterro de Giruá (RS), que já recebe os resíduos de 11 municípios naquela região. No próximo ano o planejamento estratégico feito conjuntamente com a McKinsey será revisado. Qual será a sequência desse trabalho? Eu não diria que ele será revisado, e sim revisitado, porque o que nós queremos ser já está definido: um grupo na área de engenharia ambiental atuando nas áreas de Resíduos Públicos, Resíduos Industriais, Saneamento, Valorização Energética e Engenharia e Construção. O que nós faremos será analisar a forma como estamos atuando em cada uma das áreas e como podemos melhorar, mas desta vez iniciando o processo dentro das empresas e depois consolidando-o na Holding. Como as empresas estão envolvidas nesse planejamento e qual o papel dos líderes nesse processo? Elaboramos os Programas de Criação de Valores (PCVs), juntamente com os principais líderes nas empresas, que por sua vez seguem o mesmo processo com os seus liderados, e assim sucessivamente. O PCV traz não apenas uma visão de curto prazo, de um ano, mas também de cinco anos para a empresa: que tamanho ela terá, qual perfil de contratos, entre outros fatores. Definimos o cenário e resultados que pretendemos alcançar e pactuamos com o gestor o que será entregue por ele e pela Solví. Dentro desta realidade, cabe aos líderes liderar o seu negócio de fato, motivar as pessoas, gerar riquezas e distribuí-las. 5

6 CAPA Solução regional Inaugurada em abril, CTR de Giruá já recebe resíduos de 11 municípios gaúchos, provando que modelo independente é alternativa para a disposição de resíduos No novo aterro, máquinas trabalham para compactar a primeira camada de resíduos, depositados sobre o solo impermeabilizado e a seguir cobertos Tudo começou há cerca de dois anos, quando a Revita adquiriu três áreas para aterros no interior do Rio Grande do Sul, em regiões nas quais a área de Resíduos Públicos da Solví não estava presente (Santa Maria, no Centro do Estado, São Gabriel, no Oeste, e Giruá, no Noroeste). Em abril deste ano, com a inauguração da Central de Tratamento de Resíduos (CTR) de Giruá, a segunda a funcionar depois de Santa Maria, o Grupo consolidou sua estratégia de implantação de centrais regionais capazes de fornecer uma solução viável e ambientalmente correta a municípios de pequeno e médio porte, de acordo com o que determina a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Instalada em uma área de 20 hectares a apenas dois quilômetros da área urbana do município, a central de Giruá possui capacidade para receber 300 toneladas/dia de resíduos e a estimativa é que atinja 20 anos de vida útil. Ao contrário do modelo tradicional em que a empresa opera em regime de concessão prestando serviços para um município ou ainda operando um aterro municipal, tanto a central de Giruá quanto a de Santa Maria foram implantadas dentro de um modelo 100% privado e independente, destinado a receber os resíduos de várias cidades. Ao mesmo tempo em que o Ministério Público tem agido de maneira firme para acabar com a disposição de resíduos em lixões, os pequenos municípios normalmente não possuem equipes, corpo técnico ou expertise para implantar ou operar aterros; neste cenário, a existência de uma central regional dentro dos padrões exigidos pela legislação ambiental representa uma solução, afirma o supervisor comercial Leomyr Girondi, um dos responsáveis pela negociação com as administrações municipais. Ele acrescenta que, para a Revita, aterros como os de Giruá e Santa Maria (que recebe resíduos de 30 municípios) representam um ótimo desempenho operacional ao atuarem em escala. 6 REVISTA SOLVÍ maio/agosto 2011

7 Nova visão Desde a inauguração da unidade de Giruá a equipe da Revita já fechou contratos médios de cinco anos de duração com 10 municípios da região, além da cidade sede, que tem vantagens como menor despesa com o transporte dos resíduos, geração de empregos e de impostos. Até a inauguração da central, Giruá depositava seus resíduos em um aterro em Palmeira das Missões, a 180 quilômetros de distância. À medida que os contratos atuais expirarem, a expectativa é que municípios maiores como São Borja, Cruz Alta, Santa Rosa e outros da região também passem a utilizar a central de Giruá, aumentando significativamente o volume depositado no aterro, que hoje é de 90 toneladas/dia, em média. Para o presidente da Solví, Carlos Leal Villa, embora os consórcios municipais ainda sejam raros no Brasil, em um futuro breve centrais de tratamento como Giruá, Santa Maria, São Carlos (SP) e outras serão vistas de maneira diferente pelas administrações municipais e também pela população. Elas cumprirão a função de indústrias de tratamento e valorização de resíduos, que geram empregos, receita, créditos de carbono, energia ou composto e, ao contrário dos antigos lixões, serão investimentos atraentes para os municípios. Esta já é a visão do prefeito de Giruá, Fabiam Thomas, que lançou o Programa Cidade Sustentável e declara ter orgulho em receber o empreendimento em seu município. Dependemos cada vez mais de empresas com compromisso socioambiental, que apliquem tecnologia, conceitos e ferramentas de gestão e que conjuguem todos esses fatores no encaminhamento de soluções sustentáveis em relação ao ambiente em que vivemos, de apego ao homem e à vida, pontua o prefeito. Rejeitos O gerente operacional da Revita Idacir Pradella explica que os contratos firmados com as prefeituras já prevêem uma medida importante dentro dos conceitos difundidos pela nova Política de Re- Central de Tratamento de Resíduos de Giruá Número de colaboradores: 12 Área do terreno: 20 hectares Capacidade: 300 toneladas/dia Volume recebido atualmente: 90 toneladas/dia, em média Vida útil: 20 anos Inauguração: 07/04/2011 Municípios atendidos na fase inicial: Giruá, Ajuricaba, Campina das Missões, Capão de Cipó, Catuípe, Horizontina, Roque Gonzales, Salvador das Missões, São Luiz Gonzaga, São Pedro do Butiá, Tuparendi síduos Sólidos: a separação prévia dos resíduos, enviando à central primordialmente o lixo orgânico. Para reforçar esse trabalho, a unidade implementará um centro de triagem dentro de sua estrutura, o que proporcionará uma redução ainda maior do volume que efetivamente chega ao aterro. O chorume, líquido resultante do processo de disposição dos resíduos, que hoje é mantido em uma lagoa, será enviado para um evaporador movido a biogás. E o próprio biogás, no futuro, quando a central estiver recebendo a capacidade máxima de resíduos, será utilizado para a produção de energia elétrica, fechando o ciclo virtuoso de tratamento e valorização dos resíduos. Nele, tal qual na natureza, nada se perde, tudo se transforma. Além de Giruá e Santa Maria, outra central regional será inaugurada em breve no Rio Grande do Sul, em São Leopoldo, com capacidade para receber até 500 toneladas/dia. Já a área adquirida em São Gabriel está em fase inicial de licenciamento e implantação. Fotos: Marcello Vitorino/Fullpress A Central de Tratamento de Giruá possui um Centro de educação Ambiental para receber estudantes dos municípios da região; nela, são realizadas palestras e aulas de educação ambiental. Alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental José João Bisognin, durante visita ao aterro de Giruá 7

8 lugares Campos de canola (em primeiro plano) e trigo em Giruá Paisagem produtiva Noroeste do Rio Grande do Sul concentra a maior produção agrícola do Estado e vestígios de uma história única: a das missões jesuíticas A região Noroeste do Rio Grande do Sul é composta por 81 municípios de pequeno e médio porte, muitos deles com emancipação recente, concentrando uma população de cerca de um milhão de pessoas. E representa o terceiro maior PIB do Estado, depois das áreas metropolitanas de Porto Alegre e Caxias do Sul. A riqueza de sua economia baseiase primordialmente no agronegócio: durante quase todo o ano predominam na paisagem os campos de soja, que no inverno dão lugar ao colorido das plantações de trigo e canola nas propriedades, em sua maioria de pequeno porte. A produção leiteira também é forte e potencializada pelo uso de tecnologia de última geração. E o foco da indústria, como não poderia deixar de ser, são equipamentos agrícolas como tratores e colheitadeiras, com grandes fábricas instaladas em municípios como Santa Rosa e Horizontina. Com 17 mil habitantes e uma economia também baseada na agricultura, a pequena Giruá integra ainda um importante polo turístico, a chamada Rota das Missões, com quatro sítios arqueológicos, sendo um deles, o de São Miguel, tombado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade. Suas ruínas, hoje visitadas por milhares de turistas, vindos especialmente dos países vizinhos, são o que sobrou da presença dos Jesuítas na região entre os séculos XVII e século XVIII (veja texto na página ao lado). Papel pioneiro A escolha de Giruá para sediar a Central de Tratamento de Resíduos da Revita se deve em primeiro lugar a fatores geográficos a cidade está localizada no centro da região, e depois ao apoio dado pela administração municipal, que mostrou ter uma visão clara sobre sua responsabilidade pela destinação correta dos resíduos e também sobre o papel pioneiro que pode ter perante as cidades vizinhas nesta questão. Além de receber a central, Giruá também está implementando, entre outras iniciativas na área ambiental, um parque eólico e o Projeto de Recuperação das Nascentes e das Matas Ciliares dos Rios Santo Cristo e Girua zinho, com o plantio de 180 mil mudas de espécies nativas. A expectativa é que ao chegar à capacidade máxima de 300 toneladas/dia o CTR de Giruá esteja recebendo resíduos de até 30 municípios, o que representa mais impostos gerados em Giruá com um mínimo de ônus ambiental, uma vez que os aterros da Solví ultrapassam os requisitos ambientais exigidos no Brasil para esse tipo de obra, além do tratamento seguro do chorume e praticamente 100% de captação e aproveitamento do gás que será gerado pelo aterro. 8 REVISTA SOLVÍ maio/agosto 2011

9 giruá Fotos: Marcello Vitorino/Fullpress Curiosidades O Rio Grande do Sul é hoje o terceiro maior produtor de soja do Brasil, depois do Mato Grosso e do Paraná, com um volume de cerca de oito milhões de toneladas colhidas em Boa parte desta produção está concentrada na região Noroeste do Estado. A ocupação mais intensiva da região Noroeste do Rio Grande do Sul aconteceu somente no final do século XIX, quando nas áreas florestais instalaram-se as primeiras colônias, formadas por migrantes de outras regiões. Giruá é reconhecida como a Capital da Produtividade, pelo forte potencial produtivo em seus 67 mil hectares agricultáveis, além da produção leiteira que chega a 55 mil litros/dia. porto alegre A 30 km de São Miguel está localizada a Reserva Indígena Inhacapetum, formada por cerca de 150 índios da etnia Mbyá Guarani. Desde 2001 eles ocupam uma área de 237 hectares adquirida pelo governo do Estado. A exemplo do famoso Caminho de Santiago de Compostela (entre a França e Espanha), foi estruturado um roteiro de caminhada pelos Sete Povos das Missões, que varia de 72 até 325 quilômetros. Breve história das Missões Converter os índios Guarani à fé cristã e ainda facilitar a ocupação dos territórios. Estes foram dois objetivos centrais para a instalação das missões (ou reduções) empreendidas pelos padres jesuítas da Companhia de Jesus no Rio Grande do Sul e também na Argentina e Paraguai, em áreas que, pelo Tratado de Tordesilhas (1494), pertenciam à Espanha. Na região foram organizadas 30 missões, que por 150 anos abrigaram mais de 100 mil índios guarani, uma experiência única no mundo. No território do que hoje é o Rio Grande do Sul foram criados os chamados Sete Povos das Missões: São Francisco de Borja (1682), São Nicolau (1687), São Luiz Gonzaga (1687), São Miguel Arcanjo (1687), São Lourenço Mártir (1690), São João Batista (1697) e Santo Ângelo Custódio (1706). Os aldeamentos indígenas organizados pelos jesuítas em várias colônias no Novo Mundo, inclusive na América do Norte, tinham cunho evangelizador e civilizador. Eles desenvolveram técnicas de contato e atração dos índios, aprenderam suas línguas e a partir daí os reuniram em povoados com infraestrutura autônoma do ponto de vista administrativo, econômico e cultural, funcionando num regime comunitário. Fatores como a oposição de setores da Igreja Católica, ataques de caçadores de escravos que destruíram diversos povoados, e, por fim a suspeita de que os jesuítas tentavam criar um império independente resultou na sua expulsão das colônias a partir de 1759 e na dissolução da própria Companhia de Jesus em Com isso o sistema missioneiro entrou em colapso, causando a dispersão dos povos reduzidos. Hoje no Rio Grande do Sul está aberto à visitação o que restou das missões de São Miguel Arcanjo, São João Batista, São Nicolau e São Lourenço Mártir. Ruínas de São Miguel 9

10 gestão e NEGÓCIOS Colaborador da Loga em simulador de caminhão, uma das tecnologias disponíveis no CefLOGA capital humano Empresas do Grupo Solví investem em programas de desenvolvimento para colaboradores em todos os níveis Quando assumiu um papel mais estratégico perante as empresas do Grupo, a Holding Solví também delegou a elas a responsabilidade pela implementação de programas de desenvolvimento para seus colaboradores. As unidades contam para isso com o suporte da área de Gestão de Pessoas, que orienta as iniciativas, atenta não apenas às necessidades pontuais das unidades, mas também à Visão Solví 2020, de uma Organização do Conhecimento na qual o maior capital é o humano. Veja a seguir os programas que já estão em andamento em algumas empresas do Grupo. Koleta SP Programa Líderes Eficazes voltado à capacitação e aperfeiçoamento de potenciais lideranças da área operacional (30 pessoas, entre encarregados e analistas), inclui três módulos de oito horas, que abordam os temas Comunicação e Relacionamento, Feedback e Postura Profissional. Ao final do treinamento é realizada uma avaliação de eficácia envolvendo o gestor e o colaborador. Programa de Estagiários continuidade do programa iniciado pela Academia de Excelência, em parceria com a Via de Acesso. Programa de Capacitação para Motoristas o objetivo é enfatizar o conceito de direção defensiva, trabalhando também o comportamento dos profissionais. O treinamento tem oito horas e envolve cerca de 70 motoristas da empresa. Café Interativo gestores e líderes da empresa se reúnem uma vez por semana para discutir capítulos de livros sobre gestão. O objetivo é estreitar relações, melhorar a comunicação entre as áreas e refletir sobre a realidade da empresa à luz das premissas colocadas pelos autores. Vega Programa de Estagiários 39 jovens profissionais participam do programa nas quatro regionais e também no escritório central da empresa. Encontros, palestras, seminários, atividades conjuntas e locais fazem parte da programação. Programa de Sucessão Ondas de Evolução voltado a diretores, superintendentes, gerentes, supervisores e coordenadores, busca identificar talentos para ocupar posições de liderança no futuro. Inclui a realização de assessment, coaching e análise de perfil pessoal desses profissionais, que somam aproximadamente 60 pessoas dentro da organização. Arquivo Institucional Koleta Colaboradores da Koleta SP participam do programa Líderes Eficazes 10 REVISTA SOLVÍ maio/agosto 2011

11 Marcello Vitorino/Fullpress GRI (Programa de Talento Humano) Programa Integrador um vídeo contendo uma visão institucional do Grupo Solví e a apresentação da estrutura da GRI, com áreas de atuação, tecnologias e clientes é enviado às unidades e apresentado pelos coordenadores aos novos colaboradores. Programa de Estagiários foram estruturados quatro grupos regionais, e além de palestras e seminários os estudantes desenvolvem projetos com temas calcados na problemática de cada local, tendo um gestor como mentor. Programa de Desenvolvimento Técnico com foco em colaboradores operacionais das unidades GRI - encarregados, fiscais, técnicos e assistentes, envolvendo um total 82 profissionais - aborda temas relacionados às áreas de Suprimentos, RH, Departamento Pessoal, Financeiro, Segurança do Trabalho, Qualidade, Jurídico. O responsável de cada área desenvolve o conteúdo, gravado em vídeo e enviado às unidades; Os gestores são responsáveis por indicar os temas aos colaboradores, e também por aplicar uma avaliação de eficácia ao final. Programa de Desenvolvimento de Líderes voltado a coordenadores e supervisores de unidades, objetiva prepará-los para atuar em posições de gerência, por meio de conteúdos envolvendo fundamentos de gestão, negócios e resultados. Parte dos temas será gravada e enviada às unidades, e parte será transmitida presencialmente. Entre os cursos presenciais está Transformando engenheiros em gestores eficazes, do qual participam seis coordenadores de unidades. Programa de Sucessores inclui assessment e coaching para os supervisores regionais, preparando-os para assumir novos postos futuramente. Aplicado por uma consultoria, prevê atividades bimestrais. Essencis Academia de Líderes programa anual que tem como objetivo instrumentalizar os líderes para que integrem a gestão de pessoas aos negócios. Participam cerca de 60 profissionais, entre supervisores, coordenadores, gerentes, superintendentes, diretores e presidente. Este ano o programa já trabalhou temas como Metas e Performance, LEAN, Líder Coaching e Técnicas de Apresentações Gerenciais. Academia de Líderes Jr. - em parceria com a FGV, este programa tem como objetivo capacitar participantes (cerca de 25 profissionais ligados às áreas de engenharia, geologia, técnica e planejamento) - em gestão e negócios, preparando-os para assumir futuras posições de liderança ou novas oportunidades de expansão da organização. Programa Jovens Talentos programa anual que atualmente desenvolve cerca de 35 jovens profissionais na área ambiental para ocuparem posições estratégicas na empresa no médio prazo, revitalizando o capital humano e atendendo demandas de inovação. Está dividido em módulos de formação corporativa, sessões de treinamento com os RHs das unidades, acompanhamento técnico dos tutores e desenvolvimento de um projeto de conclusão com foco em sustentabilidade e inovação. Capacitação para Líderes Operacionais - visa o nivelamento do conhecimento nas práticas administrativas e legais da empresa para 120 líderes operacionais, com a intenção de estabelecer um padrão de conduta e atuação estratégica na retenção de seus colaboradores, minimizando também possíveis ações trabalhistas. Escola Técnica Essencis prevista para 2012/2013, a Escola Técnica terá como objetivo criar trilhas de capacitação para profissionais técnicos e comerciais, estabelecendo um processo para todas as unidades e atacando diretamente os pontos críticos de cada operação. Portal Colaborativo - plataforma web que possibilita a interação dos colaboradores envolvidos em cada programa de capacitação, com fórum de discussão, área para consultar os materiais de treinamento e treinamentos online a distância. Arquivo Institucional Essencis Participantes do programa Jovens Talentos, da Essencis 11

12 gestão e NEGÓCIOS Arquivo Institucional ADA II Encontro Técnico sobre Manutenção de CPAS e Energia Elétrica, promovido pela Águas do Amazonas Águas do Amazonas Treinamentos na Função destinados a profissionais de áreas operacionais como Produção, ETA e Manutenção, são ministrados pelos próprios gestores, que também definem as prioridades por área. Encontros Técnicos também voltados ao público operacional, abordam serviços como medições, telegestão, e combate a irregularidades, entre outros, com o objetivo de melhorar processos, reduzir retrabalho e aumentar a eficácia na execução e buscar talentos internos para a companhia. Programa de Estagiários em 2011 cerca de cinco estagiários estão sendo efetivados e o objetivo é atrair e desenvolver novos talentos para que ocupem futuras posições na ADA, além de reformular o programa para que fique mais voltado à realidade local. Programa de Aprendizes promove encontros trimestrais para abordar temas atuais relacionados ao mercado de trabalho, à atuação e cultura da empresa. Dezoito jovens participam do programa. Programa de Trainees está em implementação, com processo de admissão em andamento. Ação Comunidade RH parceria com SESI e CETAM (Centro de Educação Tecnológica do Amazonas), visa formar mãode-obra qualificada e formar um banco de talentos para preencher futuras vagas em cargos como encanador, operador de estação de tratamento, entre outros. A iniciativa tem participação direta dos gestores da ADA, que ministrarão uma parte dos conteúdos. Marcello Vitorino/Fullpress Loga CefLOGA - o centro de treinamento é voltado especialmente para área operacional, que representa mais de 80% dos colaboradores da empresa. Dos coletores, que passam por uma semana de treinamento ao serem admitidos, aos encarregados e supervisores, todos têm uma programação contínua. Como as oportunidades de ascensão profissional são frequentes, os Equipe de Recursos Humanos da Loga monitora equipamento que controla simulador de caminhão líderes estão sempre atentos aos profissionais de suas equipes, encaminhando-os a programas de formação e aperfeiçoamento sempre que surgem novas oportunidades. Só nos últimos 18 meses, mais de 70 coletores e motoristas foram promovidos na empresa. No início deste ano a Loga também realizou seu primeiro Seminário de Liderança, para cerca de 40 gestores e líderes. 12 REVISTA SOLVÍ maio/agosto 2011

13 Marcello Vitorino/Fullpress Elaine Gabarrão (à dir.) e o time dea Gerência de CSC investe em Inteligência da Informação e Qualidade gestão da qualidade Nova gerência tem incumbência de estimular a melhoria contínua nos processos do Centro de Serviços Compartilhados Solví Em pouco tempo de existência, o CSC Solví alcançou um excelente nível de qualidade, com uma média de 95% de SLAs (acordos de nível de serviços) atingidos. Agora o objetivo é desenvolver no CSC um espírito de melhoria contínua. Para isso, desde abril a Gerência de Inteligência da Informação passou a abranger também o aspecto da Qualidade. A estruturação de uma Gerência de Inteligência da Informação e Qualidade vai propiciar a melhoria contínua nos processos e, com certeza, eficiência, redução de custos e ganho de escala, comenta a gerente Elaine Gabarrão, lembrando que na outra ponta estão os clientes do CSC, e o objetivo final é vê-los cada vez mais satisfeitos. Além de Elaine, a gerência possui uma equipe de oito pessoas, sendo seis analistas de controle e gestão, um analista de qualidade e um estagiário. Sua missão é manter contato permanente com todas as áreas do CSC (Contabilidade, Fiscal, Suprimentos, Tesouraria, Contas a Pagar e a Receber, Seguros, Administração de Pessoal, Relatórios, Tecnologia da Informação e Desenvolvimento da Informação), implementando ferramentas de melhoria e gestão da qualidade. A primeira etapa de trabalho, até setembro, será a revisão dos macroprocessos do Financeiro, com o levantamento das etapas mais críticas, e até o final do ano as demais áreas deverão passar pelo mesmo processo. Outro passo importantíssimo será o treinamento de um ou mais colaboradores de cada área na metodologia de melhoria contínua. Após imersão em seus conceitos, eles estarão habilitados a liderar projetos de melhoria nas áreas. Tudo isso reflete uma evolução na maturidade do nosso negócio; já temos arraigada a cultura de serviços aos clientes, agora é hora de nos voltarmos para dentro em busca da melhoria contínua e da prevenção de problemas, reitera Elaine. CSC Solví é destaque em ranking do setor O nível de serviços do CSC Solví foi considerado o terceiro melhor entre as empresas que compõem o Grupo de Estudos em Serviços Compartilhados (GESC). O ranking foi produzido pela consultoria Visagio, como parte da Pesquisa de Benchmarking em Centros de Serviços Compartilhados Foram analisados os processos e estabelecidas comparações entre custo por transação e níveis de serviço dos CSCs de 27 empresas, entre elas Petrobras, Votorantin, Braskem, Siemens, Roche, Odebrecht, Nestlé e Fiat. 13

14 INSTITUTO SOLVÍ Claudia Sérvulo (à esq.) com Margarida Maria Ruivo, da Sociedade Benfeitora Jaguaré, entidade com a qual empresas do Grupo em São Paulo deram continuidade a projetos no bairro do Jaguaré Um passo além Após consolidação do Dia do Voluntariado, Instituto Solví estimula empresas a engajarem-se de forma contínua em ações socioambientais Após o 6º Dia do Voluntariado, que mobilizou colaboradores das empresas Solví no dia 28 de maio, beneficiando mais de 11 mil pessoas em 35 locais, uma convicção tomou conta de voluntários e organizadores: a de que o evento já se consolidou no calendário corporativo do Grupo, realizando-se de forma cada vez mais organizada e ampliando os impactos positivos na vida de quem dá e recebe os benefícios. Tivemos avanços inegáveis em aspectos como engajamento dos voluntários e planejamento do evento, diz a coordenadora do Instituto Solví Claudia Sérvulo da Cunha Dias, lembrando que foram decisivos para isso a atuação dos Comitês de Responsabilidade Socioambiental nas empresas, o envolvimento dos líderes com o tema e a constância na realização dos eventos. Ela cita como exemplo a Viasolo Belo Horizonte, que mesmo recém-estruturada e tendo que mobilizar colaboradores que pouco tempo antes pertenciam ao corpo funcional de outra empresa, conseguiu envolver nada menos que 60 pessoas na ação. O nível de adesão foi alto justamente porque as pessoas perceberam o voluntariado inserido dentro da cultura e dos valores do Grupo, ressalta. Agora, a expectativa é de que as empresas dêem o próximo passo, que é inserir cada vez mais a responsabilidade socioambiental em seu dia a dia e estruturar projetos que impliquem em um maior impacto e envolvimento com a comunidade em que atuam, levando em conta sua expertise e as necessidades locais. A disposição dos colaboradores para isso foi constatada na pesquisa de satisfação realizada ao final do 6º Dia do Voluntariado: 95% dos 490 voluntários que responderam afirmaram estar dispostos a engajar-se em novas iniciativas socioambientais. Ano das parcerias De acordo com a Rota Orientadora estabelecida para o Instituto Solví, 2011 é o ano das parcerias. É o que está acontecendo, por exemplo, no bairro do Jaguaré, em São Paulo, onde está localizada a Sociedade Benfeitora do Jaguaré, beneficiada no Dia do Voluntariado pela Holding e empresas que atuam na capital paulista. Os colaboradores da Solví, Loga, GRI, Koleta, CSC, Vega e Essencis, com o apoio do Instituto Solví, fizeram o levantamento de uma série de ações possíveis na instituição e no bairro. Uma delas, desenvolvida pela Loga no escopo do Projeto SOMAR, é a criação da Incubadora Ambiental Jovem em Ação (IAJA), que inicialmente envolverá jovens atendidos pela Benfeitora Jaguaré, mas posteriormente deverá se estender a outros jovens da comunidade. A ideia é estimular a reflexão sobre a realidade e os pontos de melhoria ambiental no local em que vivem e formálos em desenvolvimento e execução de projetos, para que possam atuar de forma empreendedora para a transformação dessa realidade. Os jovens também serão orientados sobre como fazer captação de recursos em empresas locais. Vinte estudantes participam do projeto, cujo piloto deve durar cerca de 18 meses, recebendo inclusive coaching de gestores do Grupo Solví. E a iniciativa já ganhou até o seu primeiro reconhecimento: foi a vencedora de um concurso do Deutsche Welle Bank, que doará recursos para a construção da sede do IAJA dentro da Benfeitora Jaguaré, entidade fundada há 53 anos e responsável pelo atendimento a crianças, adolescentes, jovens e adultos da região do Jaguaré, em São Paulo. No local também funcionará uma Sala de Educação Ambiental com programação destinada aos estudantes e demais moradores do bairro. 14 REVISTA SOLVÍ maio/agosto 2011

15 Iniciativas no Brasil e Peru São Paulo (SP) os 214 voluntários da Holding, GRI, Koleta SP, Essencis, Loga, Instituto Solví, CSC e Vega Central passaram o dia trabalhando na revitalização das áreas externas da Sociedade Benfeitora Jaguaré, no bairro do Jaguaré. GRI Unidades cerca de 50 voluntários realizaram diferentes atividades, de palestras a plantio de árvores e revitalização das instalações, nas comunidades próximas às unidades atendidas pela GRI. Foram beneficiadas a Escola Comunitária do Parque das Mangabas, em Camaçari (BA), o Hospital das Clínicas de Vitória (ES), o Lar Municipal Helberto Klein em Estância Velha (RS), a APAE - Associação de Pais e Amigos de Excepcionais de Tubarão (SC), a CMEI Árvore dos Sapatos, em São José dos Pinhais (PR), o Centro de Recuperação e Reabilitação Vida Plena, em Conselheiro Lafaiete (MG). Essencis Unidades cerca de 130 voluntários realizaram atividades de revitalização das instalações, acompanhadas de recreação e outros tipos de atendimento em várias entidades de assistência a crianças, jovens e idosos: Lar Vicentino Divino Ferreira Braga em Betim (MG), Escola Municipal Mansur Guerius em Curitiba (PR), CEI Espaço Mágico em Joinville (SC), Associação Amigos Fanfarra de Caieiras em Caieiras (SP) e Comunidade Mãe da Esperança, em Magé (RJ). Koleta Rio (RJ) os 43 voluntários realizaram atividades de manutenção, limpeza e jardinagem na CIEP Mário Tamborindeguy, localizada no Irajá. Também foi realizada palestra sobre educação ambiental. São Bernardo do Campo (SP) os 27 voluntários da Vega ABC aplicaram cerca de 500 testes de hepatite C em pessoas da comunidade, em parceria com um laboratório farmacêutico, que doou os testes. Belo Horizonte, Betim, Sete Lagoas, Sabará, Divinópolis, Lavras e Montes Claros (MG) a Viasolo reuniu um total de 385 voluntários nas várias cidades em que atua. Eles revitalizaram espaços e realizaram atividades recreativas nas entidades Creche Sonho de Criança (Belo Horizonte) Creche Maternal Dom Bosco (Betim), Casa de Apoio ao Portador de Câncer (Divinópolis), Centro de Referência de Assistência Social São Vicente (São Vicente de Minas), Abrigo Irmã Tereza de Jesus (Sabará) e Escola Municipal Padre Teodoro (Sete Lagoas). Novo Hamburgo, São Leopoldo, Canoas, Rio Grande, Farroupilha e Santa Maria (RS) os voluntários da Vega e da Revita trabalharam na revitalização - pintura, limpeza, reparos, jardinagem - de escolas e creches como EMEF Barão de Mauá (Canoas), Associação dos Amigos da Creche Doe Amor (Rio Grande), Colégio Estadual Vila Becker (Novo Hamburgo), EMEF Martinho Lutero (Santa Maria) e Escola Municipal Senador Teotônio Vilela (Farroupilha). Em São Leopoldo, a atividade escolhida pelos colaboradores foi o mutirão de limpeza do Rio dos Sinos. Foram mobilizados cerca de 140 voluntários em todas as atividades. São Carlos e Araçatuba (SP) em São Carlos, 20 voluntários da São Carlos Ambiental realizaram atividades de manutenção e revitalização do Albergue Vila Nery. Em Araçatuba, além de limpeza e manutenção, os 38 voluntários da Revita realizaram atividades recreativas e doaram roupas para a Casa da Criança. Manaus (AM) os 45 voluntários da Águas do Amazonas cuidaram da pintura, revisão elétrica, jardinagem, plantio de horta e organização da biblioteca da Escolinha Alternativa da Comunidade do Mauazinho II. Salvador e Camaçari (BA) os 54 voluntários da Battre realizaram atividades de revitalização e manutenção, além de palestras e oficinas na entidade Centrevida, no bairro Areia Branca, em Salvador. Na Revita Salvador, 130 colaboradores revitalizaram a CMEI Adeodato de Souza Filho, além de realizar oficinas, atividades recreativas e doação de alimentos. Em Camaçari, 55 colaboradores da Abrantes Ambiental trabalharam na revitaliação da Creche Comunitária do Parque Florestal. Lima (Peru) sessenta voluntários da Relima e Vega Peru realizaram diversas melhorias na Escola Republica de Guatemala, que atende crianças e jovens de 7 a 15 anos. Em sentido horário, colaboradores da ADA (Manaus), Viasolo (Belo Horizonte), Koleta (Rio de Janeiro), Relima (Lima, Peru), Vega (São Bernardo do Campo), Battre (Salvador), Rio Grande Ambiental (Rio Grande), Revita (Salvador) e Revita (Araçatuba) 15

16 INSTITUTO SOLVÍ Voluntários da Viasolo participam do Programa Ecoescola na Escola Municipal Maria Costa Pinto, em Sabará, em maio deste ano Arquivo Institucional Viasolo Prêmio avalia comprometimento Unidades de Negócio do Grupo Solví fazem autodiagnóstico e implementam ações de melhoria na primeira etapa do Prêmio Solví de Responsabilidade Socioambiental Vinte e três unidades de negócios participam da primeira edição do Prêmio Solví de Responsabilidade Socioambiental na categoria Empresa. Um autodiagnóstico feito por seus gestores e pelos membros dos comitês locais de responsabilidade socioambiental, acrescido de ações práticas, resultará no ranking 2012 com a posição de cada unidade em relação às iniciativas na área. O objetivo é estimular nos participantes o espírito de melhoria contínua também no que diz respeito ao envolvimento com ações de responsabilidade socioambiental, lembra a coordenadora do Instituto Solví, Claudia Sérvulo da Cunha Dias. Ela ressalta que o objetivo não é referência em RSA checar resultados numéricos, e sim qualitativos, como a sensibilidade e a abertura da gestão à incorporação de princípios de Responsabilidade Social Empresarial, bem como analisar o papel da gestão no estímulo e apoio à participação dos colaboradores. Na primeira etapa, que envolveu um autodiagnóstico, cada unidade participante recebeu do Instituto Solví sua avaliação dos pontos fortes e a desenvolver, além de recomendações. A partir daí, elas implementarão um plano de ação até o final do ano, quando será feita uma nova avaliação. Esta, por sua vez, baseará o ranking final do prêmio, a ser divulgado no início de Em julho, a Solví foi destaque mais uma vez, desta vez no ranking As 500 melhores empresas do Brasil, publicado pela revista IstoÉ Dinheiro. O Grupo ficou em 1º lugar na categoria Responsabilidade Social entre as empresas do setor de serviços especializados. Ao todo foram analisadas empresas de 27 setores, de acordo com o desempenho obtido em cinco gestões: financeira, recursos humanos, inovação & qualidade, responsabilidade social & ambiental e governança corporativa. Como será o ranking Incipiente Em implementação Ganhando escala Sendo monitorada para ajustes Plenamente incorporada De acordo com os resultados preliminares, as dimensões nas quais as empresas do Grupo estão mais fortes são Meio Ambiente e Governança, enquanto os principais pontos de melhoria são Voluntariado e Participação Comunitária. São aspectos que estamos abordando com iniciativas como o Projeto SOMAR, que incentiva as empresas a se engajarem em ações continuadas, aproximando-se mais das comunidades, comenta claudia, para quem as empresas com alto desempenho em RSA têm em comum dois aspectos: a paixão dos seus gestores pelo tema e a eficiência na coordenação da execução dos projetos. 16 REVISTA SOLVÍ maio/agosto 2011

17 solví em números 330% foi o crescimento do número de colaboradores envolvidos no Dia do Voluntariado desde a sua primeira edição, em 2008; naquele ano 360 pessoas participaram, enquanto colaboradores engajaram-se no 6ª Dia do Voluntariado, em pessoas foram beneficiadas em 2010 pelas empresas Solví em programas de capacitação, educação, cultura, de exercício da cidadania e de inclusão digital. 20 unidades de negócios implementaram projetos por meio do Projeto SOMAR no primeiro semestre deste ano. 81.9% dos colaboradores avaliaram positivamente os projetos de responsabilidade social desenvolvidos pelo Grupo e 99% dos voluntários nas empresas declararam-se muito satisfeitos ou satisfeitos por participar do Dia do Voluntariado Solví pessoas foram atingidas por meio de programas socioambientais das empresas no primeiro semestre deste ano; dessas, 494 foram beneficiadas por projetos continuados, e o objetivo é que este número aumente com a implementação de projetos de impacto mais profundo nas comunidades de entorno das unidades de negócio. Voluntária participa do plantio de horta durante o 4º Dia do Voluntariado, na cidade de São Paulo 17

18 OPINIão Saneamento desafios e potencial Todos nós sabemos da importância da água para o futuro do planeta e os enormes desafios envolvidos no abastecimento das populações. Um deles é a própria explosão demográfica vivida no Século XX. Se em 1900 a Terra possuía 1,6 bilhão de habitantes, hoje chegamos aos sete bilhões, que demandam energia, alimentos, produtos de consumo, água. Ocupando a 23ª posição entre os países com maior quantidade de água per capita (com estimados 48,3 mil m 3 por pessoa) e uma das maiores reservas de água doce do mundo, o Brasil é um país privilegiado no que diz respeito à abundância de recursos hídricos. Nosso maior desafio, porém, ainda é levar água tratada a 100% da população e investir no aumento dos índices de coleta e tratamento de esgoto. De acordo com a Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2008, realizada pelo IBGE, 55,2% dos municípios brasileiros possuem serviço de esgotamento sanitário por rede coletora, mas destes apenas 28,5% fazem o tratamento do esgoto coletado, sendo marcantes também as diferenças regionais. índices da maioria das demais empresas de saneamento, publicas ou privadas. Para obter esses resultados, renegociamos o contrato com a municipalidade e investimos mais de R$ 700 milhões ao longo destes 10 anos de concessão. Neste momento a Solví Saneamento busca a conquista de novas concessões, atenta à percepção da mudança no entendimento das autoridades sobre a participação da iniciativa privada no setor, em complementaridade ou alternativa ao modelo público. Nosso objetivo é fechar um novo contrato em 2011, com uma projeção de 10 novas concessões nos próximos cinco anos, além de parcerias com companhias estaduais de saneamento e prestação de serviços para o setor industrial por meio de tecnologias como tratamento de efluentes e reuso de água. Vemos estes projetos com entusiasmo, pois temos a confiança de que contribuirão em primeiro lugar para a evolução dos serviços de saneamento no Brasil e depois para a evolução da própria Solví, como uma referência em soluções para a vida. A demanda por serviços de saneamento ganhou ainda mais força com a aprovação da Política Nacional de Saneamento, em 2007, e com a expiração de muitos dos contratos mantidos entre prefeituras e as companhias estaduais de saneamento. Dentro deste cenário, a Solví pode ser considerada uma referência, na medida em que há 10 anos protagonizamos uma das primeiras concessões de saneamento do País a Águas do Amazonas, em Manaus. Neste período, os índices de cobertura de abastecimento de água na capital amazonense subiram de 76% para 96,5%, e o de potabilidade atinge 99,5%, superior aos Arquivo pessoal Luiz Gomes é diretor-presidente da Solví Saneamento 18 REVISTA SOLVÍ maio/agosto 2011

19 NOTAS Ação Global em Manaus Em maio, a Águas do Amazonas participou pelo 11º ano consecutivo da iniciativa Ação Global, promovida pelo SESI e pela Rede Globo juntamente com 105 parceiros, entre ONGs, empresas e órgãos públicos. Doze colaboradores da ADA estiveram no Clube do Trabalhador do Amazonas para prestar serviços de atendimento ao cliente. Foram realizadas orientação de consumo, distribuição de material educacional, além de explicações sobre a campanha Seja legal! Por você, sua família e manaus, criada com o objetivo de facilitar a negociação e parcelamento de dívidas. Cerca de 100 clientes foram atendidos e puderam regularizar sua situação por meio do acesso online ao sistema da empresa. Arquivo Institucional ADA Semana da Água De 21 a 27 de agosto foi realizada em Estocolmo (Suécia) a Semana Mundial da Água. O evento, promovido pelo Instituto Internacional da Água de Estocolmo, acontece há 20 anos e conta com representantes do mundo todo. Em 2011 ele enfocou os desafios que a urbanização acelerada impõe para o consumo e a distribuição de água. Afinal, estima-se que em 2050 toda a população urbana da Terra tenha o mesmo tamanho da atual população do planeta, ou seja, quase sete bilhões de pessoas. O cres- cimento das cidades provoca um efeito cascata na demanda e no consumo dos mais diversos recursos, sendo o mais sensível deles a água. Entre os assuntos discutidos estiveram o crescimento da população e das cidades, problemas na distribuição da água tratada, com índices de perdas altíssimos em muitas cidades, aumento dos conflitos armados pela água e uso irracional do recurso, especialmente nas grandes cidades. O site oficial do evento é worldwaterweek.org/ Rede Social Vega Em mais uma iniciativa dentro do seu programa de gestão de conhecimento, a Vega lançou em agosto a Rede Social Vega. O objetivo é promover o compartilhamento de ideias e de conhecimentos, especialmente nas áreas administrativas e de negócios da empresa. Dentro do portal os usuários encontram informações corporativas (estrutura, unidades, serviços, agenda, organograma, BSC, etc.), além de áreas interativas como Banco de Realizações, Banco de Ideias e fórum. Também estão disponíveis wiki (software colaborativo para a edição coletiva de documentos, a exemplo da Wikipedia) e rede social, estes dois últimos por meio de interface com o portal conexão Solví, acessível aos colaboradores de todas as empresas do Grupo. Homenagem aos Garis A notícia repercutiu no site do UOL em agosto: um garoto de Belo Horizonte pediu aos pais que o tema de sua festa de aniversário de quatro anos fosse o universo dos varredores e coletores da cidade. Diante do pedido inusitado, a família teve que confeccionar os uniformes e acessórios, vestidos não apenas pelo aniversariante, mas também pelo pai. (...) Muitas mães revelaram que os filhos também admiram o trabalho dos garis. Eu vi que isso é mais comum do que parece. Só que ninguém nunca teve a atitude de fazer, comentou a mãe do garoto, uma engenheira de 34 anos. Ficamos felizes pela repercussão positiva direcionada a uma classe quase sempre pouco valorizada pela sociedade, diz o presidente da Viasolo, Marcos Savoi. A empresa é responsável por parte do serviço de limpeza urbana em Belo Horizonte desde novembro de A matéria está disponível em garis-sao-homenageados-em-aniversario-de-4-anos-de-menino-em-belo-horizonte.jhtm 19

20 EM FOCO Instituto Solví Rua Bela Cintra, º andar São Paulo - SP PABX: (55 11) Centro de Serviços Compartilhados Av. Maria Coelho Aguiar, 215 Bloco B, 8º andar São Paulo - SP PABX: (55 11) comunicacao. 20 REVISTA SOLVÍ maio/agosto 2011 Essencis Soluções Ambientais S.A. Alameda Vicente Pinzon, 173-7º Andar Vila Olímpia São Paulo - SP Fone: (55 11) Fax: (55 11) GRI Gerenciamento de Resíduos Industriais Rua Presidente Costa Pinto, 33 Mooca São Paulo - SP Fone: (55 11) Fax: (55 11) Koleta Ambiental S.A. Av. Pastor Martin Luther King Júnior, Colégio Rio de Janeiro - RJ Tel.: (55 21) Fax: (55 21) Vega Engenharia Ambiental S.A. Rua Clodomiro Amazonas, Itaim Bibi - São Paulo - SP Fone: (55 11) Fax: (55 11)

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências.

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências. 1 Programa Liderar O Grupo Solvi é um conglomerado de 30 empresas que atua nas áreas de saneamento, valorização energética e resíduos. Como alicerce primordial de seu crescimento encontrase o desenvolvimento

Leia mais

Modalidade Caminho para a Inovação e Desenvolvimento em Sustentabilidade (CIDeS)

Modalidade Caminho para a Inovação e Desenvolvimento em Sustentabilidade (CIDeS) Modalidade Caminho para a Inovação e Desenvolvimento em Sustentabilidade (CIDeS) Estaleiro JURONG ARACRUZ com o projeto Navegar é preciso Conteúdo Caracterização da iniciativa O Estaleiro Jurong Aracruz

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 Palestras informativas Promover ações educativas para a promoção do voluntariado transformador. Mobilizar voluntários. Toda a comunidade de Curitiba e Região Metropolitana

Leia mais

Gestão Participativa em BH. Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010

Gestão Participativa em BH. Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010 Gestão Participativa em BH Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010 1 Gestão Participativa em BH Belo Horizonte tem um longo histórico de gestão democrático-popular; Existe forte determinação política para:

Leia mais

Promovendo o autodesenvolvimento para as pessoas viverem melhor

Promovendo o autodesenvolvimento para as pessoas viverem melhor Promovendo o autodesenvolvimento para as pessoas viverem melhor para as pessoas Promover o autodesenvolvimento viverem melhor é a missão do Instituto Walmart www.iwm.org.br O Instituto Walmart é uma organização

Leia mais

Foco: sustentabilidade com ações na área de educação.

Foco: sustentabilidade com ações na área de educação. GOVERNANÇA A Fundação Bunge é uma organização comprometida com o desenvolvimento sustentável. Foco: sustentabilidade com ações na área de educação. Missão: contribuir para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

O BADESUL Agência de Desenvolvimento, controlada pelo Governo Estadual, integra Sistema

O BADESUL Agência de Desenvolvimento, controlada pelo Governo Estadual, integra Sistema O BADESUL Agência de Desenvolvimento, controlada pelo Governo Estadual, integra o Sistema de Desenvolvimento do Estado coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento SDPI. Tem

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL Alessandro Siqueira Tetznerl (1) : Engº. Civil - Pontifícia Universidade Católica de Campinas com pós-graduação em Gestão de Negócios

Leia mais

A beleza é resultado do trabalho de todos. Responsabilidade Compartilhada

A beleza é resultado do trabalho de todos. Responsabilidade Compartilhada Responsabilidade Compartilhada A beleza é resultado do trabalho de todos A preocupação e o fortalecimento do relacionamento com nossos públicos estão presentes em toda a história do Grupo Boticário. Desde

Leia mais

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS APRESENTAÇÃO Em Dezembro de 2004 por iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Paraná o CPCE Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial nasceu como uma organização

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO invepar índice Apresentação Visão, Missão, Valores Objetivos Princípios Básicos Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 8 Abrangência / Funcionários Empresas do Grupo Sociedade / Comunidade

Leia mais

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina Primeiro escritório de inclusão social da América Latina 18 de setembro Nós do Centro: mais uma ação para a comunidade do Grupo Orsa O Grupo Orsa, por meio da Fundação Orsa, inaugura um espaço inovador

Leia mais

Programa Lixo e Cidadania

Programa Lixo e Cidadania Programa Lixo e Cidadania São Bernardo do Campo (SP) Elisabeth Grimberg e Sonia Lima in Segurança Alimentar e Nutricional: a contribuição das empresas para a sustentabilidade das iniciativas locais Fechar

Leia mais

Roteiro para orientar o investimento social privado na comunidade 1

Roteiro para orientar o investimento social privado na comunidade 1 Roteiro para orientar o investimento social privado na comunidade 1 O IDIS Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social é uma organização da sociedade civil de interesse público, que tem como

Leia mais

Campus Aloysio Faria. Campus BH. Campus SP. Campus RJ. Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil

Campus Aloysio Faria. Campus BH. Campus SP. Campus RJ. Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, 3.071 Santo Agostinho 30140-083 Belo Horizonte MG Brasil Campus

Leia mais

Randon. Troféu Diamante PQRS 2009

Randon. Troféu Diamante PQRS 2009 Randon Consórcios Troféu Diamante PQRS 2009 Empresas Randon Empresas Randon participação no mercado brasileiro Reboques e semirreboques 35,21% Caminhões fora-de-estrada (até 35 t) 87,00% Freios a ar 53,40%

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Experiência: Projeto Rede Nacional de Agentes de Comércio Exterior Redeagentes

Experiência: Projeto Rede Nacional de Agentes de Comércio Exterior Redeagentes Experiência: Projeto Rede Nacional de Agentes de Comércio Exterior Redeagentes Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (através do

Leia mais

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR...o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff Julho/2014 0 APRESENTAÇÃO Se fôssemos traduzir o Plano de Governo 2015-2018

Leia mais

5 Case Stara. Cristiano Buss *

5 Case Stara. Cristiano Buss * Cristiano Buss * Fundada em 1960, a Stara é uma fabricante de máquinas agrícolas. De origem familiar, está instalada em Não-Me-Toque, no norte do Estado; Em seis anos, cresceu 11 vezes, com baixo nível

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria Balanço Social 2013 Mensagem da Diretoria Em 2013 as Empresas Rio Deserto completaram 95 anos de atividades. Somos uma das empresas mais antigas da região Sul de Santa Catarina, mas não podemos ser chamadas

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GESTÃO

FUNDAMENTOS DA GESTÃO A Ultrapar realizou em 2011 um programa de comunicação e disseminação do tema sustentabilidade entre seus colaboradores, com uma série de iniciativas voltadas para o engajamento e treinamento das pessoas.

Leia mais

Relatório de Atuação do CEAF em 2007

Relatório de Atuação do CEAF em 2007 Relatório de Atuação do CEAF em 2007 Introdução O CEAF é o órgão auxiliar do Ministério Público responsável pela educação institucional. Através do desenvolvimento de projetos educacionais que atendam

Leia mais

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Atuando com responsabilidade para colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Compromisso com um futuro melhor. Com o nosso trabalho, somos parte da solução para uma agricultura mais sustentável.

Leia mais

fazem bem e dão lucro

fazem bem e dão lucro Melhores práticas de fazem bem e dão lucro Banco Real dá exemplo na área ambiental e ganha reconhecimento internacional Reunidos em Londres, em junho deste ano, economistas e jornalistas especializados

Leia mais

Se Ligue na Rede: um Caminho para a Sustentabilidade

Se Ligue na Rede: um Caminho para a Sustentabilidade SANEPAR Curitiba (PR) Se Ligue na Rede: um Caminho para a Sustentabilidade Categoria Controle da Poluição 1. Sobre a organização participante: Razão social: - 76484013000145 Nome fantasia: - SANEPAR Setor

Leia mais

TITULO Programa Saneamento para famílias em situação de extrema pobreza - município de Penápolis - (SP)

TITULO Programa Saneamento para famílias em situação de extrema pobreza - município de Penápolis - (SP) TITULO Programa Saneamento para famílias em situação de extrema pobreza - município de Penápolis - (SP) TEMA VII Organização e gestão dos serviços de saneamento- B- Políticas Públicas AUTORES: Lourival

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 02/01/2013 rev. 00

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 02/01/2013 rev. 00 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 02/01/2013 rev. 00 PAUTA INSTITUCIONAL Sobre a Harpia OUTRAS INFORMAÇÕES Clientes Parceiros SERVIÇOS Responsabilidade Social Consultoria & Gestão Empresarial Planejamento Estratégico

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Estratégias para o desenvolvimento humano

Estratégias para o desenvolvimento humano ofício Estratégias para o desenvolvimento humano A Olhar Cidadão é uma empresa de planejamento estratégico, gestão e inovação, na qual se desenvolvem soluções integradas, projetos e ideias que contribuam

Leia mais

Nossas conquistas 2013

Nossas conquistas 2013 Nossas conquistas 2013 O ano de 2013 foi especial para a Fundação e para as comunidades onde desenvolvemos ações sociais. Alcançamos o marco de 25 anos de atuação social e de 7 milhões de beneficiários,

Leia mais

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY Instrumental e modular, o Ferramentas de Gestão é uma oportunidade de aperfeiçoamento para quem busca conteúdo de qualidade ao gerenciar ações sociais de empresas

Leia mais

Canais de diálogo com públicos impactados e mediação para resolução de conflitos. Junho, 2013

Canais de diálogo com públicos impactados e mediação para resolução de conflitos. Junho, 2013 Canais de diálogo com públicos impactados e mediação para resolução de conflitos Junho, 2013 1 Contexto Concentração espacial, econômica e técnica; Indústria é de capital intensivo e business to business

Leia mais

BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2015 I - APRESENTAÇÃO

BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2015 I - APRESENTAÇÃO BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2015 I - APRESENTAÇÃO A unidade BIC Amazônia está localizada na cidade de Manaus, no Estado do Amazonas, onde são produzidos canetas, lápis,

Leia mais

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INFANTIL INCLUSIVA EM CURITIBA VEJA COMO SUA EMPRESA PODE TRANSFORMAR ESTA IDEIA EM REALIDADE { Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura

Leia mais

Desde a criação do programa, a New Age implementou e tem monitorado diversas ações com foco ambiental, social e econômico.

Desde a criação do programa, a New Age implementou e tem monitorado diversas ações com foco ambiental, social e econômico. Faz parte da vontade da diretoria da New Age contribuir socialmente para um mundo melhor, mais justo e sustentável. Acreditamos que através da educação e com a experiência que temos, transportando tantos

Leia mais

A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado

A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado RELATÓRIO ANUAL GERDAU 27 65 COLABORADORES A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado Ed Carlos Alves

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais em várias categorias CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Município de Três Marias MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

Release conjunto. Projeto itinerante leva teatro sobre sustentabilidade para crianças de escolas públicas de São Luiz Gonzaga (RS)

Release conjunto. Projeto itinerante leva teatro sobre sustentabilidade para crianças de escolas públicas de São Luiz Gonzaga (RS) Release conjunto Projeto itinerante leva teatro sobre sustentabilidade para crianças de escolas públicas de São Luiz Gonzaga (RS) Teatro Mata Viva fica na cidade entre os dias 10 e 19 de setembro com espetáculo

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador,

Leia mais

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO PROGRAMA DE METAS Gestão 2013/2016 APRESENTAÇÃO... 2 I - VISÃO DO MUNICÍPIO... 3 II COMPROMISSO... 3 III PRINCÍPIOS DE GESTÃO... 3 IV DIRETRIZES ESTRATÉGIAS... 4 PROGRAMA DE METAS DESENVOLVIMENTO URBANO...

Leia mais

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos.

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. Q A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. É uma alusão à essência e ao compromisso da Secretaria

Leia mais

PESM PROJETO EU SOU DE MINAS PROPOSTA DE PARCERIA

PESM PROJETO EU SOU DE MINAS PROPOSTA DE PARCERIA PESM PROJETO EU SOU DE MINAS PROPOSTA DE PARCERIA Prestação de Serviço de Configuração de Portal de Cidade VISÃO GERAL PESM Projeto Eu Sou de Minas tem a satisfação de enviar esta proposta de serviços

Leia mais

Consultoria em RH ENCANTAR COM OPORTUNIDADES DE REALIZAR SONHOS CONTECTANDO GLOBALMENTE TALENTOS IDEAIS COM ORGANIZAÇÕES

Consultoria em RH ENCANTAR COM OPORTUNIDADES DE REALIZAR SONHOS CONTECTANDO GLOBALMENTE TALENTOS IDEAIS COM ORGANIZAÇÕES Consultoria em RH ENCANTAR COM OPORTUNIDADES DE REALIZAR SONHOS CONTECTANDO GLOBALMENTE TALENTOS IDEAIS COM ORGANIZAÇÕES A EMPRESA LOUPE CONSULTORIA EM RH ESPECIALIZADA EM GESTÃO DE PESSOAS A Loupe Consultoria

Leia mais

BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais

BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais Financiamento e apoio técnico BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais Estão abertas inscrições online até 30 de novembro para o edital bianual da BrazilFoundation que selecionará

Leia mais

PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS A atuação do TCE-RS. Arq. Andrea Mallmann Couto Eng. Flavia Burmeister Martins

PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS A atuação do TCE-RS. Arq. Andrea Mallmann Couto Eng. Flavia Burmeister Martins PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS A atuação do TCE-RS Arq. Andrea Mallmann Couto Eng. Flavia Burmeister Martins BASE LEGAL Lei Federal 11.445/2007 e Decreto 7.217/2010 Lei Federal

Leia mais

Visão para o Rio Rede das Redes Projetos Transformadores / Negócios

Visão para o Rio Rede das Redes Projetos Transformadores / Negócios PROJETO 2015-2017 O Projeto Associação Comercial do Rio de Janeiro 2015 2017 consiste em um conjunto de conceitos, diretrizes e convergências de ações que vão orientar a atuação da ACRio para os próximos

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009 03/08/2010 Pág.01 POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009 1. INTRODUÇÃO 1.1 A Política de Comunicação da CEMIG com a Comunidade explicita as diretrizes que

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE

Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE O Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE visa fortalecer a missão de desenvolver a nossa terra e nossa gente e contribuir para

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013 Atuação das Instituições GTP- APL Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores credenciados 2.000 Parcerias

Leia mais

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão:

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão: O CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável, é uma Instituição Social Sem Fins Lucrativos, de Utilidade Pública Federal, fundada em 1998, com sede na cidade do Rio de

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL APRESENTAÇÃO A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais do mundo, com operações em

Leia mais

GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS, DA CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO

GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS, DA CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS, DA CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO 20 de abril de 2010 Auditório da FIRJAN RIO DE JANEIRO RJ APRESENTAÇÃO As fortes inundações ocorridas neste verão de 2010, provocadas

Leia mais

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna A estratégia do PGQP frente aos novos desafios 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna PROCESSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO MACROFLUXO ENTRADAS PARA O PROCESSO - Análise de cenários e conteúdos

Leia mais

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional CASO PRÁTICO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL E GESTÃO DE TALENTOS: COMO A GESTÃO DA CULTURA, DO CLIMA E DAS COMPETÊNCIAS CONTRIBUI PARA UM AMBIENTE PROPÍCIO À RETENÇÃO DE TALENTOS CASO PRÁTICO: COMPORTAMENTO

Leia mais

VIII CONOPARH - LONDRINA

VIII CONOPARH - LONDRINA VIII CONOPARH - LONDRINA NEGÓCIO MISSÃO VISÃO VALORES Soluções Fornecer Ser Éticauma empresa soluções que aproximam. de acessíveis classe Meritocracia mundial. e confiáveis para Respeito conectar às pessoas,

Leia mais

GESTÃO ESTADUAL DE RESÍDUOS

GESTÃO ESTADUAL DE RESÍDUOS GESTÃO ESTADUAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS DESAFIOS E PERSPECTIVAS SETEMBRO, 2014 INSTRUMENTOS LEGAIS RELACIONADOS À CONSTRUÇÃO DA POLÍTICA E DO PLANO DE RESÍDUOS SÓLIDOS Lei n. 12.305/2010 POLÍTICA NACIONAL

Leia mais

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto 2012 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei n.º

Leia mais

Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH

Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH Oficina CH/EM Caro Aluno, Esta oficina tem por objetivo analisar as principais características de um dos principais indicadores socioeconômicos utilizados na

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho IBMEC Jr. Consultoria A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho O mercado de trabalho que nos espera não é o mesmo dos nossos pais... ... ele mudou! As mudanças Certeza Incerteza Real Virtual

Leia mais

Mongeral Aegon. Princípio para Sustentabilidade em Seguros. Relatório 2013 2014

Mongeral Aegon. Princípio para Sustentabilidade em Seguros. Relatório 2013 2014 Mongeral Aegon Princípio para Sustentabilidade em Seguros Relatório 2013 2014 Durante os anos de 2013 e 2014, a Mongeral Aegon realizou uma significativa reestruturação, com impacto em toda sua estrutura

Leia mais

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Apresentação O Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS ocorrerá nos dias 13, 14 e 15 de outubro de

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP

PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS UNIVERSITÁRIOS DA SABESP PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP OUTUBRO, 2002 ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS UNIVERSITÁRIOS DA SABESP - APU INTRODUÇÃO A Associação

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+

Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+ Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+ CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ORGANIZAÇÃO DE CONGRESSOS, EXPOSIÇÕES,

Leia mais

experiência OS PRODUTOS E SOLUÇÕES DESENVOLVIDOS PELA FUTURA SEGUEM 4 ETAPAS: Inventário de dados e informações Diagnóstico e cenários prospectivos a Análise e avaliação participativa Diagnosticar 4

Leia mais

Programa de Educação Ambiental da Usina Hidrelétrica Passo Fundo

Programa de Educação Ambiental da Usina Hidrelétrica Passo Fundo X PRÊMIO LIF 2011 Prêmio de Sustentabilidade da Câmara de Comércio França-Brasil Programa de Educação Ambiental da Usina Hidrelétrica Passo Fundo Participante: Tractebel Energia Categoria: Apoio às comunidades

Leia mais

Relatório de Atividades

Relatório de Atividades Relatório de Atividades 2011 Nossa Missão A DEAK Sistemas desenvolve software, aplicativos, serviços e consultoria para gestão de empresas, agregando valor real ao negócio do cliente. São ferramentas completas

Leia mais

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Sustentabilidade e Competitividade SUSTENTABILIDADE pode ser entendida como

Leia mais

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015 Investe São Paulo Campinas, 17 de março de 2015 Missão Ser a porta de entrada para novos investimentos e a expansão dos negócios existentes, gerando inovação tecnológica, emprego e renda. Promover a competitividade

Leia mais

4 O CASO PETROBRAS 4.1 HISTÓRICO DA PETROBRAS

4 O CASO PETROBRAS 4.1 HISTÓRICO DA PETROBRAS 4 O CASO PETROBRAS 4.1 HISTÓRICO DA PETROBRAS A Petrobras foi criada em 3 de outubro de 1953, pela Lei 2.004, assinada pelo então presidente Getúlio Vargas, em meio a um ambiente de descrédito em relação

Leia mais

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia Nome da empresa: BIT Company Data de fundação: Julho de 1993 Número de funcionários: 49 funcionários Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede em São Paulo, com franquias em todo

Leia mais

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Release conjunto L Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Alunos e professores das redes pública e privada de ensino receberão 3.899 livros do Atlas Ambiental Mata Viva, projeto

Leia mais

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário.

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário. 1. Apresentação O Voluntariado Empresarial é um dos canais de relacionamento de uma empresa com a comunidade que, por meio da atitude solidária e proativa de empresários e colaboradores, gera benefícios

Leia mais

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESIDUOS SOLIDOS URBANOS

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESIDUOS SOLIDOS URBANOS PREFEITURA MUNICIPAL DE TUCURUÍ PARÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE TUCURUÍ SEMMA / TUCURUÍ PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESIDUOS SOLIDOS URBANOS APRESENTAÇAO O presente documento consolida o diagnóstico

Leia mais

Carbon Disclosure Project Supply Chain CDP na cadeia de suprimentos

Carbon Disclosure Project Supply Chain CDP na cadeia de suprimentos w Gestão Ambiental na Sabesp Workshop Carbon Disclosure Project Supply Chain CDP na cadeia de suprimentos Sup. Wanderley da Silva Paganini São Paulo, 05 de maio de 2011. Lei Federal 11.445/07 Lei do Saneamento

Leia mais

São Paulo, 17 de julho, de 2011. Prezados,

São Paulo, 17 de julho, de 2011. Prezados, São Paulo, 17 de julho, de 2011. Prezados, Em resposta ao processo administrativo 02/2011, recebido no dia 27/06/2011, tendo como proponente o Grupo de Trabalho da Amazônia, a Suzano Papel e Celulose vem,

Leia mais

1. Nome do Projeto de Responsabilidade Social Ponto Solidário Arte Sócio-Cultural

1. Nome do Projeto de Responsabilidade Social Ponto Solidário Arte Sócio-Cultural Nome da empresa: Yázigi Internexus Data de fundação: 1950 Número de funcionários: 100 colaboradores Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede: Av. 9 de Julho, 3166 Jd. Paulista

Leia mais

Comunidades preparadas e comprometidas com a superação de seus desafios.

Comunidades preparadas e comprometidas com a superação de seus desafios. Apresentação O Instituto Camargo Corrêa, criado em dezembro de 2000 para orientar o investimento social privado das empresas do Grupo Camargo Corrêa, é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público

Leia mais

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente SISTEMA SEBRAE DIRECIONAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2022 1 2 2012 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

PRÊMIO. Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A. Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar

PRÊMIO. Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A. Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar PRÊMIO 2012 Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar Data ou Período de Aplicação da Experiência: 2011 e 2012 Categoria

Leia mais

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Nós promovemos o desenvolvimento sustentável de diversas maneiras Uma delas é por meio do Investimento Social INVESTIMENTO INVESTIENTO SOCIAL - Estratégia

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

VI Conferencia Regional de voluntariado IAVE. Guayaquil Ecuador

VI Conferencia Regional de voluntariado IAVE. Guayaquil Ecuador VI Conferencia Regional de voluntariado IAVE Guayaquil Ecuador 2013 PerguntAção no Programa de Voluntariado Promon: conectando o conhecimento para criar, construir e transformar Autora: Marisa Villi (Assessora

Leia mais

Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios

Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios Em 2013, a Duratex lançou sua Plataforma 2016, marco zero do planejamento estratégico de sustentabilidade da Companhia. A estratégia baseia-se em três

Leia mais

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Roteiro 1. Contexto 2. Por que é preciso desenvolvimento de capacidades no setor

Leia mais

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA 1- FORTALECER O SETOR DE SOFTWARE E SERVIÇOS DE TI, NA CONCEPÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS; 2- CRIAR EMPREGOS QUALIFICADOS NO PAÍS; 3- CRIAR E FORTALECER EMPRESAS

Leia mais

S O C I O A M B I E N TA L

S O C I O A M B I E N TA L Apresentação Todas as ações desenvolvidas pelo Banrisul estão comprometidas em preservar o meio ambiente, seja no momento de realizar um contrato de financiamento agrícola, investimento em projeto, seja

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de Santa Luzia MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

Votorantim Industrial Relatório de Sustentabilidade. Versão para público externo

Votorantim Industrial Relatório de Sustentabilidade. Versão para público externo Votorantim Industrial Relatório de Sustentabilidade Versão para público externo Mensagem da alta administração Em 93 anos de história da Votorantim, temos mantido a consistência na geração de valor, pautando

Leia mais

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Resultados incluem primeiro ano de cultivo de milho geneticamente modificado, além das já tradicionais

Leia mais

OBSERVATÓRIO DOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS E DO FEDERALISMO MARÇO DE 2015

OBSERVATÓRIO DOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS E DO FEDERALISMO MARÇO DE 2015 OBSERVATÓRIO DOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS E DO FEDERALISMO MARÇO DE 2015 Histórico Emenda Constitucional 19/98 Artigo 241 da Constituição A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios disciplinarão

Leia mais

Serviços e Cidadania

Serviços e Cidadania Mostra Local de: Maringá PR Serviços e Cidadania Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Instituto GRPCOM Cidade: Maringá - PR Contato:

Leia mais

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO Resumo: Reafirma o comportamento socialmente responsável da Duratex. Índice 1. OBJETIVO 2. ABRANGÊNCIA 3. DEFINIÇÕES 3.1. PARTE INTERESSADA 3.2. ENGAJAMENTO DE PARTES INTERESSADAS 3.3. IMPACTO 3.4. TEMAS

Leia mais