MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO CAMPUS JÚLIO DE CASTILHOS Autorizado pela Resolução do Conselho Superior... Júlio de Castilhos, RS, Brasil 2012

2 SUMÁRIO 1. JUSTIFICATIVA OBJETIVOS GERAL ESPECÍFICOS DETALHAMENTO REQUISITOS DE ACESSO PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ESTRUTURA CURRICULAR PRÁTICA PROFISSIONAL INTEGRADA ESTÁGIO CURRICULAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES DISCIPLINAS ELETIVAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE EMENTÁRIO CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM CRITÉRIOS DE APROVEITAMENTO E PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO DE COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS ANTERIORMENTE DESENVOLVIDAS INSTALAÇÕES, EQUIPAMENTOS ÁREA CONSTRUÍDA SALA DE AULA LABORATÓRIOS BIBLIOTECA ESTRUTURA ADMINISGTRATIVA FINANCEIRA CORPO DOCENTE E TÉCNICO EXPEDIÇÃO DE DIPLOMA E CERTIFICADOS BIBLIOGRAFIA

3 Presidente da República Dilma Vana Rousseff Linhares Ministro da Educação Aluisio Mercadante Secretário da Educação Profissional e Tecnológica Marco Antônio de Oliveira Reitor do Instituto Federal Farroupilha Jesué Graciliano da Silva Pró-reitora de Ensino Instituto Federal Farroupilha Tanira Marinho Fabres Diretor Geral do Campus Pro Tempore Luciani Missio Diretor de Ensino do Campus Substituta Sandra Maria Nascimento de Oliveira Coordenadora do Eixo Tecnológico em Gestão e Negócios Mariangela Amaral e Silva

4 A comissão responsável pela elaboração deste projeto foi constituída através da Portaria n. 051/2012 do Instituto Federal Farroupilha- Campus Júlio de Castilhos, sendo composta por: Profa. Dra. Dionise Magna Juchem Presidente Profa. Esp. Adriane Peripolli da Rosa Prof. Aristeu Castilhos Rocha Profa. Ms. Carina Petry Lima Brackmann Profa. Ms. Celísia Liane Ziotti Bohn Profa. Ms. Letícia Ramalho Brittes Profa. Ms. Luciani Missio Profa. Ms. Lucinara Bastiani Corrêa Profa. Ms. Mara Rubia Machado Couto Profa. Ms. Maria Angélica Figueiredo Oliveira Profa. Ms. Mariangela Amaral e Silva Prof. Dr. Paulino Varela Tavares Profa. Ms. Silvana Tabarelli Kaminski Profa. Ms. Tamara Angélica Brudna da Rosa Profa. Ms. Tiana de Barros Sant anna

5 1. JUSTIFICATIVA O Estado do Rio Grande do Sul tem uma posição estratégica e privilegiada no MERCOSUL. Está localizado no centro de uma região do continente, onde se concentram 60% de toda a economia da América Latina. O seu Produto Interno Bruto corresponde a 8,16% do PIB brasileiro. A localização geográfica do Estado tem sido fator decisivo para a atração de novos investimentos, principalmente aqueles que buscam atender, não só à demanda interna, mas também às demandas dos países vizinhos. O Instituto Federal Farroupilha Campus Júlio de Castilhos é caracterizado por estar situado geograficamente entre a região do Planalto e Depressão Central do estado, onde é marcante a influência da Instituição junto à comunidade. A região de abrangência possui como arranjos produtivos rurais a agricultura empresarial, principalmente voltada à produção de grãos como soja, milho e trigo, sendo exemplo os municípios de Júlio de Castilhos e Tupanciretã; e a agricultura familiar, principalmente na região da Quarta Colônia e nos Assentamentos de Reforma Agrária, com atividades primárias como o cultivo da batata, fumo, feijão, milho, soja, arroz e produção leiteira. Com a finalidade de atender às demandas da sociedade, que busca profissionais com formação técnica, tecnológica e de Bacharelado, de acordo com os arranjos produtivos locais, e considerando os avanços tecnológicos e a crescente facilidade de acesso às tecnologias de comunicação, o Instituto Federal Farroupilha Campus Júlio de Castilhos amparado na Lei Nº /2008 e na Lei n.º 9.394/1996, e no Plano de Desenvolvimento Institucional 2008/2012 e, em pesquisas e levantamentos realizados pelo Campus de Júlio de Castilhos junto à comunidade regional no ano de 2008, além de Audiências públicas realizadas em Júlio de Castilhos no ano de 2008, sendo que estes segmentos sociais manifestaram a necessidade de abertura do curso de Bacharelado em Administração no Campus de Júlio de Castilhos para qualificar profissionais da região. Dentro desta prerrogativa a Direção Geral e toda a comunidade do Campus partem para uma nova modalidade de ensino, oferecendo o curso de Bacharelado em Administração que ainda não é ofertado pelo Campus de Júlio de Castilhos, tendo como intuito atender às exigências do mundo do trabalho em um contexto geográfico mais amplo. Dessa forma, o curso visa atender os interesses do Governo Federal, no seu Programa de Expansão da Educação Profissional, bem como da comunidade regional. A dinâmica das realidades exige uma qualificação do potencial de trabalho regional, e a Direção do Campus de Júlio de Castilhos pautando-se pela Portaria 051/2012 decide encaminhar ao Conselho Superior do Instituto Federal Farroupilha e ao MEC o Projeto Pedagógico do Curso de Administração. Este instrumento constitui o balizador da formação do Administrador dentro do

6 contexto acadêmico do Eixo Tecnológico de Gestão e Negócios, de forma que busca uma adequação das necessidades de desenvolvimento socioeconômico da região onde está localizado o Campus de Júlio de Castilhos com o desenvolvimento das competências próprias da profissão segundo a Resolução nº. 04/2005 do Ministério da Educação que fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação Bacharelado em Administração. Neste sentido, o Curso de Bacharelado em Administração objetiva dar uma resposta satisfatória e rápida às necessidades de formação de Administradores públicos e privados, responsáveis pela melhoria das condições de vida das populações, a partir do ordenamento do processo produtivo em diferentes contextos organizacionais. Considera-se que a construção deste instrumento como um processo evolutivo e participativo onde se pontua a necessidade de reavaliação periódica e com o objetivo de fornecer respostas mais ajustadas às necessidades sociais, pautando-se na busca de desenvolvimento baseado na complementaridade entre o contexto acadêmico e o empresarial. 2. OBJETIVOS 2.1. GERAL O curso de Administração tem como propósito formar Bacharéis em Administração, comprometidos com a busca da excelência, éticos e socialmente responsáveis, com uma visão crítica e construtiva capaz de contribuir efetivamente para o progresso econômico e social do país. Desta forma, poder formar profissionais aptos a refletir a heterogeneidade das demandas sociais, sempre buscando os melhores resultados, compatibilizando uma lógica de alcance de melhores níveis de produtividade, lucratividade e benefícios sociais desejados ESPECÍFICOS O Curso de Administração apresenta os seguintes objetivos específicos: i) Proporcionar aprendizado multidisciplinar, estimulando o acadêmico à percepção interdisciplinar das Ciências Administrativas.

7 ii) Oferecer e incentivar a busca de conhecimentos de caráter científicos, técnicos, sociais e, administrativo em âmbito nacional e internacional nos diferentes setores da sociedade. iii) Proporcionar ao formando o instrumental teórico-prático para desenvolver a capacidade de raciocínio abstrato, análise e a melhor alocação de recursos para a formação e gestão de negócios. iv) Interagir e atuar nas questões do desenvolvimento local e regional. v) Estimular práticas de ensino integradas à pesquisa e à extensão, no sentido de proporcionar a realização de estudos que utilizem o conhecimento empírico adquirido através do contato permanente com a sociedade, conhecimento esse que deverá ser devidamente utilizado na solução dos problemas empresariais. vi) Formar profissionais com senso ético, responsabilidade social e formação humanista, voltada para o desenvolvimento sustentável. Espera-se ainda, dentro da proposta do curso de Bacharelado em Administração, que os alunos tenham a oportunidade de aprimorar um eixo estratégico na sua formação. Ou seja, que possam optar por aprofundar seus conhecimentos em uma área específica da Administração. 3. DETALHAMENTO Tipo: Curso Bacharel em Administração; Modalidade: Presencial; Denominação do Curso: Habilitação: Administração; Título acadêmico conferido: Bacharel em Administração; Eixo: Gestão e Negócios; Endereço de oferta: Instituto Federal Farroupilha Campus Júlio de Castilhos - São João do Barro Preto Interior, CEP Cx Postal 38, Júlio de Castilhos RS Turno de funcionamento: noturno com possibilidade de algumas atividades aos sábados manhã ou tarde; Periodicidade: Semestral; Número de vagas oferecidas: 35 vagas; Carga horária total do Curso: h/r; Regime Letivo: Anual; Regime de matrícula: Semestral por créditos; Tempo de duração: CNE: 08 (oito) semestres; no mínimo e 12 (doze) semestres; no máximo; Coordenador do Curso: Profª. Ms. Silvana Tabarelli Kaminski

8 4. REQUISITOS DE ACESSO O Instituto Federal Farroupilha, em seus processos seletivos, adota os dispostos do regulamento organizado pela Comissão Permanente de Seleção (COPESEL). 5. PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO O IFFARROUPILHA, em seus cursos, prioriza a formação de profissionais que: tenham competência técnica e tecnológica, neste caso, na área da administração; sejam capazes de se inserir no mundo do trabalho de modo compromissado com o desenvolvimento regional sustentável; tenham formação humanística e cultural geral integrada à formação técnica, tecnológica e científica; atuem com base em princípios éticos e de maneira sustentável; saibam interagir e aprimorar continuamente seus aprendizados a partir da convivência democrática com culturas, modos de ser e pontos de vista divergentes; sejam cidadãos críticos, propositivos e dinâmicos na busca de novos conhecimentos; O IFFARROUPILHA Campus Júlio de Castilhos pretende com o Curso Superior em Administração, formar profissionais que: - As possibilidades de mundo de trabalho para o Bacharel em Administração englobam o contexto regional, nacional e internacional, trabalhando em organizações privadas, públicas e do terceiro setor, exercendo atividades industriais, extrativistas, agroindustriais, de comércio e de serviços; - Constituindo novos empreendimentos, além de atuar em consultorias, ensino, instituições financeiras, turismo e lazer, informática, entre outras já existentes e novas possibilidades; - Esse Profissional ao desenvolver as habilidades descritas tem o campo de atuação bastante diversificado, podendo especializar-se em diferentes áreas, a saber: Negócios Agroindústrias, Comércio Exterior, Administração de Empresas, Análise de Sistemas, Administração Hospitalar, Administração de Recursos Humanos, Administração de Marketing, Turismo, Administração de Empresas Cooperativas, Administração de Micros, Pequenas e Médias Empresas, entre outras especializações; - Ao diagnosticar a necessidade de tais profissionais na região, propõe formar profissionais com o seguinte perfil: internalização de valores de responsabilidade social, justiça e ética profissional; formação humanística e visão global que o habilite a compreender o meio social, político, econômico, cultural e ambiental onde está inserido e a tomar decisões em um mundo diversificado e interdependente;

9 - Formação técnica e científica para atuar na administração das organizações, além do desenvolvimento de atividades específicas da prática profissional; - Competência para empreender, analisando criticamente as organizações e antecipando e promovendo suas transformações; capacidade de atuar em equipes interdisciplinares; e - Capacidade de compreensão da necessidade de contínuo aperfeiçoamento profissional e autoconfiança. A partir disso, o perfil pretendido do Bacharel em Administração é de compreender a realidade social, científica, econômica, política, cultural, ambiental e do mundo do trabalho, para nela inserir-se e atuar de forma ética, competente, técnica, científica e política, visando à transformação da sociedade em função dos interesses sociais e coletivos. Habilidades e Competências Desejáveis do Egresso Percebe-se a existência de potencialidades regionais satisfatórias para a inserção de formandos do curso de Bacharelado em Administração, considerando que o espaço destinado ao Administrador, normalmente é ocupado por profissionais de outras áreas como Engenharia, Direito, Psicologia, Medicina, entre outras. Tal fato sugere que, ao não conseguir respostas rápidas e necessárias ao processo de tomada de decisão, as organizações se valem de profissionais já pertencentes a seus quadros técnicos para demandar seus problemas relacionados à gestão organizacional. Sendo assim, surge como imperioso o papel do Administrador no desempenho de suas habilidades e competências o qual cabe: I - reconhecer e definir problemas, equacionar soluções, pensar estrategicamente, introduzir modificações no processo produtivo, atuar preventivamente, transferir e generalizar conhecimentos e exercer, em diferentes graus de complexidade, o processo da tomada de decisão; II - desenvolver expressão e comunicação compatíveis com o exercício profissional, inclusive nos processos de negociação e nas comunicações interpessoais e em equipes; III - refletir e atuar criticamente sobre a esfera de gestão, compreendendo sua posição e função na estrutura organizacional sob seu controle e gerenciamento; IV - desenvolver raciocínio lógico, crítico e analítico para operar com valores e formulações matemáticas presentes nas relações formais e causais entre fenômenos produtivos, administrativos e de controle, bem assim expressando-se de modo crítico e criativo diante dos diferentes contextos organizacionais e sociais; V - ter iniciativa, criatividade, determinação, vontade política e administrativa, vontade de

10 aprender, abertura às mudanças e consciência da qualidade e das implicações éticas do seu exercício profissional; VI - desenvolver capacidade de transferir conhecimentos da vida e da experiência cotidianas para o ambiente de trabalho e do seu campo de atuação profissional, em diferentes modelos organizacionais, revelando-se profissional adaptável; VII - desenvolver capacidade para elaborar, implementar e consolidar projetos em organizações; VIII - desenvolver capacidade para realizar consultoria em gestão e administração, pareceres e perícias administrativas, gerenciais, organizacionais, estratégicas e operacionais. O estreitamento das relações do IFFarroupilha com as demais organizações sociais, por meio da participação ativa do acadêmico de Administração, com o desenvolvimento de projetos de pesquisa e extensão sob supervisão docente, bem como a vivência acadêmica, oportunizada por esta integração, em situações reais de trabalho (estágios remunerados), são possibilidades de satisfação de demandas regionais pela melhor gestão pública e privada, no sentido de responder ao interesse social e de dinamização dos recursos produtivos. Campo de Atuação: O profissional de Administração tem amplo campo de atuação e está habilitado para trabalhar em todos os tipos de organizações, em diversas funções: diretor, gerente e supervisor, assessor, entre outras, e nas diversas áreas, tais como: Administração de Organizações Públicas, Privadas e do Terceiro Setor; Marketing; Gestão de Pessoas; Administração Financeira e Orçamentária; Administração de Sistemas de Informações; Administração da Produção; Administração de Materiais; Logística; Comércio Exterior; Organização, Sistemas e Métodos Administrativos; Planejamento Empresarial; Gestão da Qualidade; Gestão de Cooperativas; Administração Hospitalar; Turismo; Agronegócio; Gestão de Micro, Pequenas e Médias Empresas, Administração de Condomínios e assessoria empresarial. Necessidade Social do Curso A necessidade social do Curso de Administração no Instituto Federal Farroupilha está diretamente relacionada com a situação atual da sociedade e da realidade

11 regional, onde o Administrador tem atuação em diferentes áreas (indústria, comércio e serviços) o que permite visualizar um espaço que ultrapasse a concepção de ofertas de vagas no mundo do trabalho. Como profissional liberal tem atuação em diferentes campos, como Gestão de Organizações, Marketing (Vendas), Recursos Humanos, Finanças, Vendas, Produção, sendo diversificadas as oportunidades para o profissional de Administração, tanto na esfera pública quanto privada. Acresce-se às oportunidades comuns e formais aquelas diretamente vinculadas com a gestão de empreendimentos, próprios ou de terceiros e com as de consultoria e assessoria a empreendimentos inseridos no contexto sócio econômico político cultural ambiental da região. Assim, a exigência de um profissional capaz de responder às realidades organizacionais e regionais não encontra barreiras para as oportunidades formais existentes em Júlio de Castilhos e municípios do entorno, por ser esta uma região agropecuária e que vislumbra crescente processo de industrialização, de serviços públicos e privados, gerando com isso a necessidade de gestores capazes, bem como de hábeis políticos que possam responder com ética, aos anseios e expectativas de seus eleitores e líderes comunitários. A tendência que se segue para os próximos anos é se ter um aumento de oportunidades em face do desenvolvimento da região. Neste sentido, notabiliza-se a necessidade de administradores responsáveis pela condução em todos os tipos de atividade administrativa e de gestão organizacional. A conscientização das empresas públicas e privadas em manter em seus quadros os Administradores é recente, pois a profissão tem aproximadamente quatro décadas e tende a assumir maior importância com o passar dos anos em razão da crescente internacionalização dos mercados. A procura por profissionais da administração tem aumentado em ritmo acerado nos últimos anos (CFA, 2012). Na verdade, o desenvolvimento da economia brasileira acaba estimulando esse mercado, onde a competência e a versatilidade contam cada vez mais para o sucesso profissional. Fundamentação Teórico-metodológica do Curso O curso de Administração busca transformar alunos em profissionais dotados de habilidades e competências, através de embasamento teórico-prático voltado para as novas exigências do progresso nas atividades produtivas: industriais, agropecuárias, serviços, terceiro setor, etc. As solicitações, tanto do mercado interno quanto do externo

12 (qualidade/produtividade/preço) e a internacionalização da economia exigem contínua atualização das práticas do administrador nas diversas áreas de atuação. A competência do administrador está condicionada à definição de uma formação profissional que atenda ao desenvolvimento de habilidades técnicas e comportamentais, fortemente vinculadas às seguintes aptidões e habilidades: - ter capacidade intelectual, compreendendo a predisposição para inovação, espírito crítico e iniciativa, sólida cultura geral, apresso pela leitura, habilidade de comunicar-se com clareza e precisão, por escrito e oralmente; - saber determinar o melhor meio de se empregar esforços; - otimizar resultados e minimizar riscos; - ter capacidade para exercício da liderança e colaboração no trabalho, conhecimento e compreensão dos fenômenos de dinâmica de equipe, capacidade de coordenar e dinamizar reuniões; - agir dentro de princípios éticos e morais com todos, com os membros da organização, com os órgãos diretivos e fiscalizadores da profissão e, principalmente, com a sociedade; - ter conhecimento e compreensão das várias abordagens no trato dos problemas administrativos; - estar atento ao processo de aperfeiçoamento contínuo do pessoal; e - desempenhar suas atividades como profissional liberal no exercício das funções gerenciais e diretivas ou em assessoramento e consultoria em quaisquer organizações ou órgãos da administração direta e indireta, conforme as disposições e exigências da Lei nº , de 09 de setembro de 1965 e do Decreto número , de 22 de dezembro de 1967, que aprovaram e regulamentaram o exercício da profissão de Administrador (CFA, 2012). O Curso de Administração foi concebido considerando também os seguintes aspectos, a saber: - a dinâmica do momento atual: marcada pela complexidade dos problemas organizacionais e pela necessidade de gerar respostas a fim de alcançar níveis superiores de competitividade; - a necessidade de enfoque sistêmico: no qual o administrador deve compreender os relacionamentos entre os diversos agentes e setores de uma organização; e - a capacidade empreendedora, dotando-os do espírito criativo e renovador. Assim, o curso de Administração do IFFarroupilha - Campus de Júlio de Castilhos tem como finalidade construir e difundir o conhecimento e a ciência da Administração, contribuindo para a formação de administradores capazes de equacionar a relação empresa e mercado por meio de conhecimentos técnicos, habilidades, espírito empreendedor, visão sistêmica e posturas éticas empresariais tendentes ao fortalecimento da competitividade das empresas e à melhoria dos serviços públicos.

13 Potencialidades de Mercado de Trabalho As possibilidades do mundo do trabalho para o Bacharel em Administração, formado pelo Instituto Federal Farroupilha englobam o contexto regional, nacional e internacional, trabalhando em organizações privadas, públicas e do terceiro setor, que exercem atividades industriais, extrativistas, agroindustriais, de comércio e de serviços. Também a possibilidade de abertura de empreendimentos, além de atuar em consultorias, ensino e educação, pesquisa e desenvolvimento, instituições financeiras, turismo e lazer, informática, entre outras já existentes e novas possibilidades. 6. ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O Curso de Bacharelado em Administração será implantado e desenvolvido a partir de um Projeto Pedagógico de Curso. O currículo desta modalidade de ensino é desenvolvido em Componentes Curriculares concentrados em uma matriz curricular estabelecida em períodos estipulados de acordo com as cargas horárias previstas. O desenvolvimento do currículo busca metodologias de ensino, cujas ações promovam aprendizagens mais significativas e sintonizadas com as exigências dos atuais empreendimentos produtivos. Diante deste contexto, a participação do aluno no processo de ensino e aprendizagem deve ocorrer de forma interativa, em situações desencadeadas por desafios, problemas e projetos, reais ou simulados, conduzindo a ações resolutivas que envolvam pesquisa e estudo de bases tecnológicas de suporte ESTRUTURA CURRICULAR MATRIZ CURRICULAR CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Campo (1) Descrição Componentes curriculares 1- FB Relacionado aos estudos Comunicação empresarial; Fundamentos de contabilidade; antropológicos, sociológicos, Fundamentos de economia; Direito do Trabalho e filosóficos, psicológicos, ético-previdenciárioprofissionais, Direito Empresarial e Comercial; Ética políticos, Profissional; Tributário; Filosofia; Economia Brasileira; comportamentais, econômicos, e Metodologia Científica; contábeis, bem como os relacionados com as tecnologias da comunicação e da informação e das ciências jurídicas.

14 2 FP 3 EQT 4- FC Relacionados com as áreas Administração da Produção I e II; Administração de específicas, envolvendo teorias da Marketing I e II; Administração Estratégica; Administração administração e das organizações e Financeira e Orçamentária; Administração de custos; a administração de recursos Contabilidade Gerencia; Eletiva I e II; Empreendedorismo; humanos, mercado e marketing, Elaboração e análise de Projetos; Logística; materiais, produção e logística, Comportamento Organizacional; Fundamentos de financeira e orçamentária, sistemas Administração; Gestão de Pessoas I e II; Organização, de informações, planejamento Sistemas e Métodos; Pesquisa Mercadológica; Prática estratégico e serviços. Organizacional I e II; Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso; Teoria Geral da Administração; Trabalho de Conclusão de Curso. Abrangendo pesquisa operacional, Estatística; Jogos Empresariais; Matemática; Matemática teoria dos jogos, modelos Financeira; Pesquisa Operacional; Sistemas de matemáticos e estatísticos e Informações Gerenciais; Informática; Informática Aplicada. aplicação de tecnologias que contribuam para a definição e utilização de estratégias e procedimentos inerentes à administração. Estudos opcionais de caráter Administração de Organizações do Terceiro Setor; transversal e interdisciplinar para o Administração de Vendas; Direito do Consumidor; enriquecimento do perfil do Economia internacional; Financiamento Externo; Gestão formando. Ambiental; Gestão do Agronegócio; Gestão do Conhecimento; Gestão da Qualidade e Produtividade; Inglês instrumental; LIBRAS Língua Brasileira de Sinais; Mercado de Capitais; Realidade Regional; Rede de Empresas; Tópicos Especiais em Administração I; II e III. (1) Campo Integrado de Formação, conforme Art. 5º Resolução CNE/CES nº 04/07/ Conteúdos de Formação Básica - FB 2 - Conteúdos de Formação Profissional - FP 3 - Conteúdos de Estudos Quantitativos e suas Tecnologias - EQT 4 - Conteúdos de Formação Complementar FC O quadro na sequência apresenta a Matriz Curricular do Curso de forma semestralizada, na qual são expostos: o campo interligado de formação, os componentes curriculares, a carga horária teórica, o tempo destinado para a Prática Profissional Integrada e a carga horária total.

15 MATRIZ CURRICULAR Sem Campo Componente Curricular CH Teoria Semestre PPI (1) (em HR) CHTeoria Relógio FB Comunicação Empresarial Hora/aula º FB Filosofia EQT Informática Aplicada EQT Matemática FP Fundamentos de Administração FB Metodologia Cientifica Subtotal FB Fundamentos de Contabilidade FB Fundamentos de Economia EQT Estatística º EQT Matemática Financeira FP Teoria Geral da Administração Subtotal FP Comportamento Organizacional FB Direito Empresarial e Comercial º FB Economia Brasileira FP Organização, Sistemas e Métodos FB Administração de Custos FP Contabilidade Gerencial Subtotal FP Gestão de pessoas I FP Administração de Marketing I º FB Direito do Trabalho e Previdenciário FP Administração Estratégica FP Administração da Produção I Subtotal FP Administração de Marketing II FP Administração Financeira e º Orçamentária I FP Gestão de pessoas II FP Administração da Produção II FP Prática Organizacional I (2) Subtotal FP Logística

16 6º 7º 7º 8º FP Administração Financeira e Orçamentária II FP Elaboração e análise de projetos EQT Pesquisa Operacional FP Pesquisa Mercadológica FP Prática Organizacional II (2) Subtotal EQT Sistema de Informações Gerenciais FP Eletiva I FB Direito tributário FP Empreendedorismo FP Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso (3) Subtotal FC Gestão Ambiental FP Eletiva II FC Mercado de Capitais FB Ética Profissional FC Direito do Consumidor EQT Jogos Empresariais FP Trabalho de Conclusão de Curso (4) Subtotal Total CHRT - Carga Horária Relógio Total 2850 Atividades Complementares 150 Carga Horária Total 3000 (1) PPI - Prática Profissional Integrada (em hora relógio). (2) Prática Interdisciplinar (3) Projeto de Conclusão do Curso Matrícula permitida somente para estudantes que tiveram integralizado 2000 horas do curso. (4) Trabalho de Conclusão de Curso - Matrícula permitida somente para estudantes com aprovação no Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso.

17 6.2. PRÁTICA PROFISSIONAL INTEGRADA PPI As Práticas Profissionais Integradas são momentos estratégicos do curso em que o acadêmico constrói conhecimentos e experiências por meio do contato com a realidade cotidiana das decisões e atividades de administração e se constitui pelo efetivo envolvimento do sujeito com o dia a dia das decisões e tarefas que permeiam as atividades profissionais da administração. O desenvolvimento da prática profissional ocorrerá de forma transversal aos conhecimentos construídos nos diferentes componentes do currículo do Curso de Bacharelado em Administração, de modo a possibilitar a integração dos diferentes enfoques que o curso procura trabalhar na formação do futuro profissional. Constituem-se como momentos estratégicos da formação do profissional, pois será possível perceber na prática a construção e implementação de estratégias, táticas e processos competitivos e inovadores, voltados à viabilidade e sustentabilidade das organizações. A matriz curricular do curso apresenta uma sequência contextual dinâmica, que possibilita a integração entre os diferentes componentes curriculares. A realização das práticas profissionais integradas ocorrerá numa proposta integradora no transcorrer do curso, iniciado no primeiro semestre do curso, conforme pode ser visualizado na matriz curricular. O desenvolvimento da Prática Profissional Integrada ocorrerá na perspectiva intra componentes curriculares. As atividades de Prática Profissional Integrada também ocorrerão na perspectiva interdisciplinar, de modo articulado entre Componentes Curriculares, ou seja, projeta- se a realização de atividades de verificação e estudo in loco dos preceitos, pressupostos, ferramentas e metodologias desenvolvidas no campo dos conteúdos curriculares trabalhadas em cada componente curricular, conforme relação disposta no quadro abaixo: Matriz de Componentes Curriculares Prática Profissional Integrada Sem Campo Componente Curricular CH Teoria Semestre Prát. Prof. Int. (1) FP Fundamentos de Administração Hora/aula º FB Metodologia Cientifica Subtotal FP Teoria Geral da Administração Subtotal FP Comportamento Organizacional FP Organização, Sistemas e Métodos 72 15

18 3º 4º 5º Subtotal FP Administração de Marketing I FP Administração Estratégica Subtotal FP Gestão de pessoas II FP Administração da Produção II FP Prática Organizacional I (2) Subtotal º 7º 8º FP Logística FP Administração Financeira e 72 Orçamentária II FP Elaboração e análise de projetos FP Prática Organizacional II (2) Subtotal FP Empreendedorismo FP Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso (3) Subtotal EQT Jogos Empresariais FP Trabalho de Conclusão de Curso (4) Subtotal TOTAL ESTÁGIO CURRICULAR O Estágio Curricular Supervisionado, conforme o art. 7⁰ da Res. N⁰ 4/2005 é um componente curricular direcionado à consolidação dos desempenhos profissionais desejados inerentes ao perfil do formando e caracteriza-se neste Projeto Pedagógico de Curso como Prática Profissional I e II. É componente curricular obrigatório e é um dos instrumentos de prática profissional no curso d e Bacharelado em Administração com 210 horas e pode ser realizado a partir do início do 5 semestre do curso e ao final de cada Prática Profissional o acadêmico terá que apresentar relatório de Estágio, conforme Regulamento do IFFarroupilha.

19 O Estágio Curricular Supervisionado tem por finalidade a aplicação dos conhecimentos teórico-práticos adquiridos pelo aluno no decorrer do curso; o aaprofundamento e produção de conhecimento da área profissional; e a vivência de situações reais de vida e de trabalho, próprias da profissão, numa perspectiva convergente entre teoria e prática, caracterizando-se pelo Estágio Curricular Supervisionado desenvolvido nos diferentes Campos Integrados de Formação e a sistematização de conhecimentos por práticas profissionais possibilitando que o estágio possa ser realizado em Organizações ou no próprio Instituto, mediante laboratórios que congreguem as diversas ordens práticas correspondentes aos diferentes pensamentos das Ciências da Administração(Res. N⁰ 4/2005) TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Para integralização do curso prevê-se a realização d o Trabalho de Conclusão de Curso. Este será realizado individualmente e na forma de Monografia, Estudo de Caso, Artigo Científico, Plano de Negócios ou Projeto de Viabilidade Econômico-Financeira. A apresentação deste será feita diante de uma banca de professores e estará aberta ao público. Este trabalho deverá ser o resultado da sistematização de reflexões do aluno em torno de um tema concreto que ele encontra ou observa em seu ambiente de trabalho, preferencialmente relacionado com algum aspecto abordado pelos componentes curriculares oferecidos no curso. Evidentemente se almeja que o trabalho abranja e trate de forma integrada aspectos relacionados aos Campos Integrados de Formação, demonstrando assim que os alunos souberam integrar e interligar os conteúdos em torno de um eixo comum. Caberá, portanto, ao aluno, abordar o objeto de estudo num enfoque interdisciplinar, analisando implicações administrativas, operacionais e tecnológicas de determinada ação. Visando resguardar a metodologia e construção dos Trabalhos de Conclusão de Curso que serão desenvolvidos em dois momentos distintos (Projeto e Trabalho de Conclusão), elaborar-se-á Regulamento Específico com as normas básicas para a elaboração e apresentação de trabalhos acadêmico-científicos no âmbito dos cursos superiores do IFFarroupilha Campus Júlio de Castilhos.

20 6.5. PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES A interdisciplinaridade é característica fundamental no curso, principalmente pelo caráter integrado dos componentes curriculares. Além da organização curricular, os docentes envolvidos no desenvolvimento do processo de ensino e aprendizagem estarão envolvidos na construção coletiva dos planos de ensino, envolvendo saberes e conhecimentos dos diferentes Campos Integrados de Formação. Também, merece destaque a integração entre teoria e prática, possível de ser alcançada, principalmente pelas práticas pedagógicas adotadas pelos docentes e pela própria proposta curricular e de organização de tempos e espaços, com o calendário organizado alternando atividades na Instituição (aulas) e na comunidade através do envolvimento do docente e do acadêmico com a realização de projetos de ensino, de pesquisa e de extensão. Estes trabalhos possibilitarão o desenvolvimento integrado de conteúdos e atuação dos estudantes durante a integralização de seus currículos DISCIPLINAS ELETIVAS O projeto pedagógico do curso de Bacharelado em Administração contempla a oferta de disciplinas eletivas em um total de quinze disciplinas de 72 horas-aula cada, sendo oferecidas uma no7⁰ e uma disciplina no 8⁰ semestre e que propiciarão discussões e reflexões frente à realidade regional na qual estão inseridos, oportunizando espaços de diálogo, construção do conhecimento e de tecnologias importantes para o desenvolvimento da sociedade, conforme rol de disciplinas a seguir. MATRIZ DE DISCIPLINAS ELETIVAS Formação Disciplina Carga horária FP Ad ministração de Vendas 72 FC Administração de Organizações do Terceiro Setor 72 FC Economia internacional 72 FC Financiamento Externo 72 FC Gestão do Agronegócio 72 FC Gestão do Conhecimento 72 FC Gestão da Qualidade e Produtividade 72 FC Inglês Instrumental 72 FC LIBRAS Língua Brasileira de Sinais 72 FC Realidade Regional 72 FC Rede de Empresas 72 FC Tópicos Especiais em Administração I 72 FC Tópicos Especiais em Administração I 72 FC Tópicos Especiais em Administração I 72

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2010/1 Fase Cód. Disciplina Carga Horária Prérequisitos

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO O Curso de Secretariado Executivo das Faculdades Integradas de Ciências Exatas Administrativas e Sociais da UPIS, reconhecido pelo MEC desde 1993, pela Portaria 905, de 24.06,1993,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, BACHARELADO Administração LFE em Administração de Empresas Administração LFE em Análise de Sistemas

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. Disciplina I Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Prérequisito s Carga Horária

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, BACHARELADO Administração LFE em Administração de Empresas Lajeado 4811 Administração LFE em Administração

Leia mais

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia GESTÃO E PRÁTICAS EMPREENDEDORAS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ceilândia, Fevereiro de 2014. CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. I II Matriz Curricular vigente a partir de 2010-1 Disciplina Prérequisitos Carga

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

Faculdade Figueiredo Costa 16/73

Faculdade Figueiredo Costa 16/73 16/73 CAPITULO IV GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL O Curso de Graduação em Administração deve ensejar como perfil desejado do formando, capacitação e aptidão para compreender as questões

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Atividades Complementares Sistemas de Informação 1. Introdução Nos cursos de graduação, além das atividades de aprendizagem articuladas pelas disciplinas que compõem a matriz curricular, deverão ser inseridas

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1. TURNOS: Matutino ou Noturno Campus de Maringá Noturno Campus de Cianorte HABILITAÇÃO: Bacharelado em Ciências Contábeis GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Ciências Contábeis PRAZO PARA CONCLUSÃO:

Leia mais

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS.

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. DIPLOMA CONFERIDO: TECNÓLOGO DE

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA DE SOFTWARE, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O presente

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 012/07 CONSUNI APROVA A ALTERAÇÃO DA MATRIZ CURRICULAR DOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR E ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM MARKETING E O REGULAMENTO

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 6 ANEXO II METODOLOGIAS (A) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 7 A) Metodologias utilizadas no Curso de Administração, bacharelado: a) Aulas Expositivas, Fórum de Debates, Dinâmica de Grupo, Seminários, Estudos de

Leia mais

Curso de Graduação. Dados do Curso. Administração. Contato. Modalidade a Distância. Ver QSL e Ementas. Universidade Federal do Rio Grande / FURG

Curso de Graduação. Dados do Curso. Administração. Contato. Modalidade a Distância. Ver QSL e Ementas. Universidade Federal do Rio Grande / FURG Curso de Graduação Administração Modalidade a Distância Dados do Curso Contato Ver QSL e Ementas Universidade Federal do Rio Grande / FURG 1) DADOS DO CURSO: COORDENAÇÃO: Profª MSc. Suzana Malta ENDEREÇO:

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 30/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos ADMINISTRAÇÃO 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Administração PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 8 anos 2. HISTÓRICO DO CURSO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 69/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em, Bacharelado, do Centro

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº09/2011 Aprova a estrutura curricular do Curso de Administração do Centro de

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO. Perfil do curso

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO. Perfil do curso CURSO DE ADMINISRAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO Perfil do curso O curso superior de Administração ora proposto foi estruturado em função das orientações e normas da Lei das Diretrizes e Bases da Educação (Lei

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Vendas FORMA/GRAU:( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006

Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006 Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Engenharia Agrícola e dá outras providências.

Leia mais

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em Curso de Graduação Bacharelado em Administração O curso de Administração está enquadrado como uma ciência social aplicada. Estuda-se em profundidade técnicas e instrumentos analíticos, além de simulações

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE S (ÁREA: GESTÃO) TECNÓLOGO SERIADO ANUAL - NOTURNO 3 (TRÊS) ANOS LETIVOS Integralização:A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª FACULDADE MORAES JÚNIOR DAS DISCIPLINAS POR CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Duração do Curso: 4 anos. Total de 3.200 horas-aula CIÊNCIAS CONTÁBEIS SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª Contabilidade e Análise

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO NOME DO CURSO: Curso de Administração TÍTULO: Bacharel em Administração TURNO: Diurno e Noturno CARGA HORÁRIA: 3.300 horas aula NÚMERO DE VAGAS: 200 Anuais COORDENADOR:

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: AMPE - ADM DE MICRO E PEQ EMPRESAS Código: ADM 253 Pré-requisito: ------ Período Letivo: 2013.2

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negocios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 36 / 2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em Línguas Estrangeiras

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: FORMA/GRAU:( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE: ( ) Presencial

Leia mais

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com. ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.br CPC Conceito Preliminar de Curso 1 - Nota dos Concluintes no ENADE

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 1 FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO PIO XII CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 O currículo

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02 Sumário Pág. I) OBJETIVO 02 II) ESTRUTURA DO CURSO 1) Público alvo 02 2) Metodologia 02 3) Monografia / Trabalho final 02 4) Avaliação da aprendizagem 03 5) Dias e horários de aula 03 6) Distribuição de

Leia mais

Plano de Ensino PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios CURSO: Bacharelado em Administração MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado (

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 18/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

Normas das Atividades Complementares do Curso de Ciência da Computação

Normas das Atividades Complementares do Curso de Ciência da Computação Normas das Atividades Complementares do Curso de Ciência da Computação 1. Apresentação As atividades complementares são consideradas parte integrante do Currículo do Curso de Bacharelado em Ciência da

Leia mais

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES Bacharelados Interdisciplinares (BIs) e similares são programas de formação em nível de graduação de natureza geral, que conduzem a diploma, organizados por grandes áreas

Leia mais

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 O Curso de Administração da ESAG Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 Missão da ESAG A ESAG tem por missão realizar o ensino, a pesquisa, a extensão, de modo articulado, a fim de contribuir na formação

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE ANO II Nº 003 Editado pela Secretaria Geral das FIPAR Faculdades Integradas de Paranaíba FIPAR Paranaíba, 08 de agosto de 2008. AVISO DE PUBLICAÇÃO E ADEQUAÇÃO DE MATRIZ

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 13, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2006 (*)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 13, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2006 (*) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 13, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2006 (*) Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Turismo

Leia mais

GRADUAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS

GRADUAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS GRADUAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS DIPLOMA CONFERIDO: BACHAREL NÚMERO DE VAGAS: 100 VAGAS ANUAIS NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA: 50 alunos

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA CONCEPÇÃO DO CURSO

GESTÃO FINANCEIRA CONCEPÇÃO DO CURSO GESTÃO FINANCEIRA CONCEPÇÃO DO CURSO Missão do Curso Formar profissionais de nível superior, com atuação na área de Tecnologia em Gestão Financeira, a partir da articulação das teorias que fundamentam

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA OBJETIVOS OBJETIVO GERAL DO CURSO:

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA OBJETIVOS OBJETIVO GERAL DO CURSO: EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRICULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRÁT CHA PRÉ-REQUISITO

MATRIZ CURRICULAR CURRICULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRÁT CHA PRÉ-REQUISITO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Turno: MATUTINO/NOTURNO Matutino Currículo nº 8 Noturno Currículo nº 8 Reconhecido pelo Decreto n 83.799, de 30.07.79, D.O.U. de 31.07.79 Renovação de Reconhecimento Decreto

Leia mais

31956 Monografia II 31926

31956 Monografia II 31926 Currículo Novo 2006/01 Duração: 182 créditos 2.730h, acrescidas de 270h de atividades complementares, totalizando 3.000h 31544 Teoria das Organizações I - 31554 Matemática I - 31564 Teoria das Organizações

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Superior em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

Resolução 038/2001 CONSEPE

Resolução 038/2001 CONSEPE Resolução 038/2001 CONSEPE Aprova as normas de funcionamento do Curso de Administração do Centro de Ciências da Administração CCA/ESAG. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE

Leia mais

Relações Internacionais

Relações Internacionais Curso de Graduação Bacharelado em Relações Internacionais O curso de Relações Internacionais está enquadrado no campo da ciência Humana e social, onde estuda-se em profundidade as políticas Internacionais

Leia mais

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ARQUITETURA E URBANISMO Graduar arquitetos e urbanistas com uma sólida formação humana, técnico-científica e profissional,

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria de

Leia mais

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTA DAS DISCIPLINAS 1º Período GADM 7712-TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO (4.0.0) 4 Introdução; Antecedentes Históricos;

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 39-CEPE/UNICENTRO, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013. Aprova o Curso de Especialização em MBA em Cooperativismo e Desenvolvimento de Agronegócios, modalidade regular, a ser ministrado no Campus Santa

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. Título: Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Turno: Noturno

Leia mais

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área;

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 66/ 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Computação, Licenciatura

Leia mais

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014.

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí ESTRUTURA E CONTEÚDO CURRICULAR Organização Curricular do Curso A grade curricular do Curso de Bacharelado em Administração das Faculdades Integradas do Vale do Ivaí está fundamentada em dois grandes blocos.

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 1º semestre EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 1º semestre EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria

Leia mais

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO CURSO: RELAÇÕES INTERNACIONAIS Missão A principal missão do Curso de Relações Internacionais é formar, a partir de pesquisa e desenvolvimento pedagógico próprios, mediante

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*)

RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*) RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*) Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Ciências Contábeis, bacharelado, e dá outras providências. O Presidente da Câmara de Educação

Leia mais

CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR

CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR Aprovado no CONGRAD: 08.05.2012 Vigência: para os ingressos a partir 2012/2 CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR CÓD. ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS DE FORMAÇÃO

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA DE IBAITI - FEATI

FACULDADE DE EDUCAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA DE IBAITI - FEATI ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE IBAITI FACULDADE DE EDUCAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA DE IBAITI - FEATI REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS COORDENADORA

Leia mais

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 Aprovado no CONGRAD: 15.09.09 Vigência: 2010/1, com efeito retroativo para os ingressos a partir 2009/1 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS

Leia mais

FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS

FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UBERABA MG INSTITUTO EDUCACIONAL GUILHERME DORÇA PRESIDENTE: LUIZ HUMBERTO DORÇA FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS DIRETOR

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC RODRIGUES DE ABREU EXTENSÃO PIRATININGA Código: 135.02 Município: BAURU-PIRATININGA / SP Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional:

Leia mais

Plano de Ensino TURMA: 1 /2013 EMENTA

Plano de Ensino TURMA: 1 /2013 EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CURSO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Dados de Identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 64/2011 Altera a Resolução nº. 57/2007 do CONSEPE, que aprova o Projeto Político-Pedagógico

Leia mais

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido)

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido) FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM ES Curso de Administração reconhecido pelo Decreto Federal nº 78.951, publicado no D.O.U. de 16-12-1976 Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Economia II ADM 051. 72h 3º EMENTA

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Economia II ADM 051. 72h 3º EMENTA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnólogo em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Vendas PROEJA FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 Homologa o Parecer nº 013/2008-CEG que aprova o Projeto Político

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnologia em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico Ingressantes em 2007 Dados: Sigla: Licenciatura em Educação Física Área: Biológicas

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: AUXILIAR ADMINISTRATIVO

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: AUXILIAR ADMINISTRATIVO Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIO Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação:

Leia mais

Faculdade Escola Paulista de Direito

Faculdade Escola Paulista de Direito REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO São Paulo 2014 ESCOLA PAULISTA DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades

Leia mais

FATEC EaD TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO INTERDISCIPLINAR SÃO PAULO 2014

FATEC EaD TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO INTERDISCIPLINAR SÃO PAULO 2014 1 FATEC EaD TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO INTERDISCIPLINAR SÃO PAULO 2014 2 Sumário 1. Introdução... 3 2. Finalidade do Projeto Interdisciplinar... 3 3. Disciplinas Contempladas... 4 4. Material

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 90/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Relações Públicas, Bacharelado,

Leia mais

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO PROVÍNCIA LA SALLE BRASIL - CHILE APRESENTAÇÃO O Setor de Educação Superior da Província

Leia mais