Identificação de Casos de Êxito Inovadores em Portugal.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Identificação de Casos de Êxito Inovadores em Portugal. www.edigma.com"

Transcrição

1 4.3. TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) EDIGMA.COM - Gestão de Projectos Digitais, S.A. Identificação da Empresa Denominação Social: Edigma.Com - Gestão de Projectos Digitais, S.A. Sede: Rua Soldado Manuel Pinheiro Magalhães, nº 68, Parque Industrial de Adufe, Braga Telefone: Fax: GPS coord.: Lat. 41º N Long 8º W Actividade (CAE): Actividade: Consultoria em equipamento Informático Ano de Constituição: 2000 Número de trabalhadores (2010): nd Volume de Facturação (2010): nd Activo Total (2010): nd Capital Social: nd Sócios/ Accionistas: nd 181 Trajectória da empresa no negócio, apoios, objectivos e resultados A EDIGMA define-se como sendo the touch company e uma observação da empresa, por breve que seja, revela um conjunto de produtos em torno da noção de toque, das experiências sensoriais e interactivas, sempre com um forte suporte tecnológico. Como projectos de referência, podem ser apontados a Optimus Concept Store, no Porto, o Ecomuseu do Barroso em Montalegre e, mais recentemente, a Meditel Flagship Store, em Marrocos, que permitem posicionar a empresa como Global research driven leader in interactive technologies. Os vários produtos da EDIGMA exibem a marca DISPLAX, e ultrapassam a dezena neste momento. Um esforço para sintetizar o paradigma que estará na base destes produtos levará a afirmar que procuram oferecer ao utilizador uma experiência no consumo de conteúdos digitais (áudio, vídeo ou textuais) baseada no toque, dispensando o recurso a dispositivos como o rato ou o teclado. Em termos tecnológicos, os interfaces consistem em telas finas e

2 Inovação e Empreendedorismo i&es 15 Casos Nacionais de Sucesso transparentes, sensíveis ao toque, que tanto podem ser aplicadas a um display LCD/LED como numa superfície semitransparente, com a imagem a ser obtida por videoprojecção. 182 Exemplo do DISPLAX Pathfinder, instalado numa área comercial Exemplos destes produtos são o DISPLAX Oqtopus, uma mesa multi-toque, o DISPLAX Cubus, outra mesa multi-toque pensada para grupos de utilizadores a actuarem em simultâneo, o DISPLAX Crayon, uma mesa interactiva desenhada para crianças, ou o DISPLAX Pathfinder, um MUPI interactivo. A par destes produtos, há que destacar outros dois que se caracterizam por apresentar uma interacção baseada não no toque, mas no movimento: o DISPLAX Moovit, um sistema que projecta uma imagem no chão que reage à passagem e aos movimentos da pessoa que se desloca por cima, e o DISPLAX Moovit Wall, uma versão do DISPLAX Moovit para projecções em paredes. São produtos com uma componente interactiva, aos quais podem ser acopladas aplicações ou conteúdos (standard ou desenvolvidos à medida). De referir que DISPLAX foi o nome do primeiro produto de interface sensível ao toque. Com a evolução da empresa, DISPLAX transformou-se em marca. Exemplo dos DISPLAX Moovit e DISPLAX Moovit Wall (Hospital Lusíadas, Lisboa) A EDIGMA tem uma presença web multifacetada, com o site a ter como enfoque a projecção da imagem da empresa, enquanto o site está centrado na gama de produtos DISPLAX. A empresa divide a sua actividade em quatro grandes mercados: nacional, espanhol, brasileiro e resto do mundo. Quanto aos clientes, são agrupados em três segmentos: telecomunicações, museologia/educação e comunicação, publicidade e branding. Em Portugal, Espanha e Brasil, a EDIGMA actua de forma directa no mercado, possuindo escritórios nestes países, para além das suas instalações principais nos arredores de Braga. Nos restantes mercados, prossegue a sua actividade através de distribuidores ou business

3 partners. A exportação, que em 2010 representou 40% do volume de facturação da empresa, destinase principalmente aos mercados brasileiro e espanhol, seguindo-se França, Alemanha, Itália, Coreia do Sul, Malásia, Estados Unidos e México. São países onde existem business partners activos, e que nos últimos três anos apresentaram volumes de vendas consistentes e um crescimento sustentado. DISPLAX Window, numa loja Nokia A relação com subcontratados e fornecedores é desenvolvida ao abrigo do conceito de touch business ecosystem, que corporiza a visão da EDIGMA de estabelecer uma rede de interdependência com os restantes parceiros de negócio e tecnológicos. Este conceito, que ainda está a ser materializado e posto em prática, denota o reconhecimento por parte da empresa de que o seu sucesso depende tanto da sua actuação como do contributo dos seus parceiros. O outsourcing é claramente assumido como estratégia da empresa, levando à externalização das operações que a empresa não considera como fundamentais, como referiu Miguel Peixoto de Oliveira, para nós (EDIGMA) não nos concentrarmos naquilo que não é core, que nos rouba tempo, energia e concentrarmo-nos naquilo que é core para a empresa. 183 A empresa investe em Investigação & Desenvolvimento, com o seu peso relativo na facturação a rondar os 20%. A empresa investe igualmente em marketing e comunicação, rondando este investimento os 15% do volume de facturação. Para Miguel Peixoto de Oliveira, um dos empreendedores da empresa, os pilares que presidiram à sua constituição e desenvolvimento foram: ligação às universidades e centros de investigação; aposta desde o início em I&D; encarar como mercado natural da EDIGMA o mercado global e apresentar periodicamente produtos com verdadeiro valor acrescentado nos mercados onde actua. Passados mais de dez anos sobre a sua criação, considera-se que a dimensão humana de que o negócio se reveste é um dos principais resultados alcançados, algo que é visível tanto no funcionamento da equipa directiva como no clima laboral que se vive na empresa. Os níveis de produtividade alcançados merecem também uma nota muito positiva.

4 Inovação e Empreendedorismo i&es 15 Casos Nacionais de Sucesso A ideia, o empreendedor e o projecto Na génese do projecto estavam quatro premissas: trabalhar na área das tecnologias; desenvolver algo que pudesse trazer valor acrescentado real ao mercado; destinar-se ao mercado global; ter uma forte componente de investigação e desenvolvimento, com ligações a centros de investigação. 184 O empurrão definitivo foi a oportunidade dada por um concurso de ideias para desenvolver e lançar, por sua iniciativa, o Portal do Marketing 8 (ainda hoje online). Detectada a ausência no mercado de um portal que dinamizasse a comunidade do marketing, a EDIGMA lançouse no seu desenvolvimento e exploração. Em 2000, esta ideia foi submetida, devidamente acompanhada de um plano de negócios, ao programa HP Garage, uma iniciativa promovida pela Hewlett Packard, tendo sido um dos primeiros projectos aprovados em São José, Califórnia, Estados Unidos da América. O plano de negócios apresentado revelava já a vontade de actuar num mercado global, uma vez que fazia referência ao mercado de países de expressão portuguesa e a Espanha, e previa prosseguir com o processo de internacionalização através da adopção da língua inglesa. Este portal apresentava, na óptica da empresa, uma componente de investigação ao nível da personalização e da utilização de SMS. Foi também neste projecto que foi realizado um protocolo de colaboração com a Universidade de Aveiro, mais concretamente com a equipa que na altura desenvolvia o projecto Sapo. O prémio atribuído acabou por sublinhar o carácter diferenciador que este projecto apresentava na altura. Este projecto teve um impacto muito positivo na empresa, pois permitiu adquirir competências no que é hoje a área clássica da empresa, caracterizada pelo desenvolvimento de ambientes web e conteúdos digitais, concepção de campanhas e estratégias de presença online e design. O projecto também permitiu obter uma posição de destaque no meio e junto da comunidade do marketing, acabando por ser durante algum tempo a nossa montra quer em termos de projecto de publicidade e de demonstração, quer em termos de demonstração daquilo que a EDIGMA poderia fazer. Este posicionamento é revelador de um aspecto determinante - a linguagem que a empresa emprega junto do seu mercado potencial é a linguagem do marketing, e não uma linguagem tecnológica de difícil tradução, algo que era especialmente relevante no início da década de Entre os anos 2000 e 2004, o objectivo da empresa foi prosseguir o desenvolvimento de aplicações web-based. É nesse período que apresenta ao mercado um primeiro produto, o Net Business, uma ferramenta ou plataforma que permitia às empresas utilizar a Internet como meio de promoção e comunicação. É também neste período que se assiste à criação de uma unidade interna específica para o desenvolvimento de portais. Em 2004, ocorre um renascimento da empresa, uma viragem que marca a empresa até à actualidade. Confrontada com um protótipo de uma montra interactiva, o sistema DISPLAX, na altura desenvolvido em colaboração com o Centro de Computação Gráfica da Universidade do Minho, a empresa identificou uma grande oportunidade de mercado nos segmentos de comunicação e de retalho. 8

5 O sistema DISPLAX partiu do conceito de montra interactiva, ou seja, da vontade de aproveitar as áreas vidradas das montras das lojas, normalmente viradas para o exterior, transformando-as num enorme ecrã, no qual podem ser apresentados conteúdos (peças de um catálogo, animações de promoção de marcas e produtos, etc). A grande vantagem é permitir ao utilizador interagir com os conteúdos através de toques no vidro que simulam cliques. A complexidade acrescida advém do facto de a interacção ter que ser apenas por toque, sem recurso a qualquer dispositivo externo como um rato ou teclado. O grande desafio tecnológico em 2004 foi conseguir identificar correctamente onde um dado utilizador está a premir o vidro da montra e converter essa acção no equivalente ao clique de um rato. Em termos tecnológicos, isso era conseguido na altura com o recurso a câmaras de vídeo que captavam o lado oposto da superfície transparente onde era visível o ponto de contacto do dedo. O sistema analisava então essa imagem, conseguindo identificar o ponto de contacto e convertendo-o no equivalente a um clique num rato. Actualmente, este tipo de interacção pode ser conseguido com películas sensíveis ao toque, dispensando a utilização de câmaras e tornando o sistema menos sensível ao excesso de luminosidade. Do conceito estrito de montra interactiva, facilmente se passa para o de superfície interactiva, com aplicações mais vastas do que as iniciais. A EDIGMA identificou a oportunidade de mercado foi a primeira empresa a nível mundial a lançar no mercado o conceito da montra interactiva - para algo que era um sistema em fase de protótipo, fundindo-o com as tecnologias de interactividade, de conteúdos e de actualização remota, ou digital signage para criar o primeiro produto DISPLAX da empresa. O DISPLAX foi também um projecto de transferência de tecnologia que despoletou a área de interactividade dentro da empresa, área que veio complementar os serviços que já eram disponibilizados. Recorte de imprensa digital, sobre o lançamento da mesa multi-toque 185 Um aspecto curioso, que pode ser constatado em várias fontes 9, é a referência ao filme Relatório Minoritário 10 e da influência que este teve naquilo que se pode chamar de visão 9 Um exemplo em 10 Washington, EUA, ano de Uma divisão especial da polícia que consegue antever com precisão a ocorrência de crimes e cuja missão é a de deter o criminoso no momento imediatamente antes deste perpetrar o crime, conclui mais uma missão com êxito. John Anderton (Tom Cruise) é detective na divisão e é quando consulta alguns ficheiros que depara com um facto chocante: ele está acusado de ser o próximo indivíduo a cometer um assassínio. Dentro de 36 horas irá matar alguém que nem conhece e é exactamente esse o tempo de que dispõe para provar a sua inocência procurando não cometer esse crime. Será no entanto possível alterar a infalível previsão de um futuro que é pela tecnologia desvendado? Como se explica então que tal possa acontecer? Baseado agora num conto curto de Philip K. Dick, Steven Spielberg continua a criar intensas atmosferas visuais atrevendo-se aqui a um importante trabalho de reflexão. Sinopse retirada de

6 Inovação e Empreendedorismo i&es 15 Casos Nacionais de Sucesso do futuro da EDIGMA. O filme foi realizado em 2002 por Steven Spielberg, e protagonizado por Tom Cruise e Colin Farrel. Neste filme de acção, eram exibidas várias tecnologias, como a identificação de pessoas pela análise da retina (e as suas aplicações no marketing) e um sistema para consulta e informação baseado num display transparente e com um interface gestual. 186 Imagem que mostra o personagem John Anderton (Tom Cruise) a manipular conteúdos com os gestos das mãos e a visualizá-los numa superfície transparente. Apesar de ser claramente um filme futurista, quase todas as tecnologias apresentadas na altura eram verosímeis; ou seja, apesar de não existirem nas formas e nos estados de maturação apresentados, sentia-se que estavam próximas. Cerca de dez anos depois, mais próximas parecem estar. De alguma forma, este filme inspirou a empresa, contribuindo para a construção da sua visão do futuro, uma visão onde pontificam os interfaces mais naturais, os interfaces que podem ser experienciados sem o recurso a dispositivos específicos. A apresentação do DISPLAX na feira COMTEC em onde foi galardoado com o 1º Prémio de produto inovador (DISPLAX INTERACTIVE WINDOW) - pode ter sido o primeiro passo na concretização dessa visão. Miguel Peixoto de Oliveira considera que a proposta de valor da EDIGMA se tornou mais diferenciadora em 2004 do que era na altura da concepção da empresa, tendo levado inclusivamente a que os promotores se despedissem e passassem a integrar o projecto EDIGMA em full-time. Mais de dez anos depois, a EDIGMA mantêm-se fiel aos quatro pressupostos que estiveram na sua génese: actuar no sector tecnológico; fornecer valor acrescentado ao mercado; destinarse ao mercado global; ter uma forte componente de I&D. Apesar de o projecto empresarial apresentar evoluções significativas, as raízes permanecem, sendo possível falar de um ADN EDIGMA. Há uma primeira fase do projecto, de quatro anos, marcada pelas tecnologias web e pelos serviços associados à exploração da presença na web de marcas e produtos, e uma segunda fase, que está focada na experiência tecnológica que se pode oferecer ao utilizador, baseada em interfaces mais intuitivos, como o toque. A EDIGMA passou da formulação EDIGMA dot.com para a EDIGMA, the touch company, ou seja, de uma empresa de serviços para uma empresa de produto. Há uma linha transversal nesta evolução que é o e-marketing, domínio de actuação que permanece uma constante na vida da empresa. A EDIGMA é o fruto do trabalho de três empreendedores, Miguel Peixoto de Oliveira, Miguel

7 Fonseca 11 e Afonso Barbosa. Os dois primeiros vêm da Gestão e do Marketing, com Afonso Barbosa a fornecer as competências tecnológicas. A distribuição de funções pelos três elementos colocou Miguel Peixoto de Oliveira à frente das componentes de marketing, estratégia e gestão, Miguel Fonseca à frente da componente comercial e Afonso Barbosa como responsável tecnológico e de desenvolvimento. Todos já exibiam algum tipo de background empresarial. O Portal do Marketing foi o pretexto para que os três elementos se juntassem. Este primeiro projecto criou na equipa uma dinâmica de estudo de mercado, permitindo igualmente perceber de que forma se complementavam e como é que se relacionavam entre si como equipa. Foi um excelente pretexto porque reuniu as várias valências que cada um tinha num projecto concreto, conforme referido por Miguel Peixoto de Oliveira. O percurso de Miguel Peixoto de Oliveira foi desenvolvido em torno do marketing digital, tanto em termos profissionais como académicos. Licenciou-se em Gestão de Marketing no IPAM - Instituto Português de Administração de Marketing, frequentou uma pós-graduação na área de Gestão Estratégica de Empresas e Emerging Entrepreneurs na ESIC Madrid e Universidade de Cambridge e doutorou-se em Marketing e Novas Tecnologias, com a tese Como Comunicar com as Gerações Online. Assumiu funções docentes na área de Marketing, leccionando disciplinas de Marketing e Novas Tecnologias. Passou pela AEP Associação Empresarial de Portugal, onde foi Consultor e Gestor de Mercado para a América Latina, EUA e Canadá, e foi também Director de Marketing e Director do Departamento de Sistemas de Informação e Marketing Relacional do Grupo ENSIGEST, S.A. 12 Miguel Peixoto de Oliveira, CEO da EDIGMA 187 Para Miguel Peixoto de Oliveira, o projecto nasce apoiado numa rede de conhecimentos, capital financeiro e know-how. Todos os três elementos já possuíam experiência profissional nos domínios que assumiam no projecto EDIGMA, pelo que a rede de contactos já existia. Em termos financeiros, o arranque do projecto foi sustentado em capitais próprios e com o prémio do concurso HP Garage, que proporcionou vários equipamentos ( servidores, computadores e máquinas fotográficas, entre outros) que representavam um volume de investimento apreciável para um projecto que se encontrava a nascer. 11 Autor do livro E-Marketing, em Retirado de adio=2054, Dossier Quem é quem, promovido pela publicação Semana Informática, www. semanainformatica.xl.pt.

8 Inovação e Empreendedorismo i&es 15 Casos Nacionais de Sucesso Quanto ao know-how técnico, já se encontrava reunido, fruto da experiência profissional e empresarial dos promotores. Este capital inicial de know-how foi sendo enriquecido progressivamente, à medida que eram integrados novos elementos no projecto. A ligação estabelecida logo no início com a Universidade de Aveiro, integrando os elementos fundadores do Sapo, foi importante para a componente mais técnica da empresa e para o desenvolvimento da plataforma Net Business. Também na componente financeira foi feita uma aproximação a pessoas que tinham outro tipo de experiência na área do venture capital, do empreendedorismo e da gestão financeira. A nível comercial, foi importante a dinâmica criada pelo Portal do Marketing, para que a empresa ganhasse tracção no mercado. 188 Se houve falhas no arranque, elas encontram-se ao nível das questões financeiras quotidianas, como a gestão da tesouraria, a gestão das prioridades financeiras ou a negociação com a banca. Para Miguel Oliveira, foram aprendizagens, aspectos importantes do crescimento e da sustentação do negócio. Em 2004, os três elementos da equipa integram a tempo inteiro o projecto EDIGMA, iniciando a segunda vida da empresa. A EDIGMA elabora então um plano estratégico para o período , que passa por reorientar a oferta da empresa para ser sustentada na componente da tecnologia DISPLAX, procurando os mercados internacionais nos quais a tecnologia DISPLAX poderia entrar e apostando na complementaridade do produto com a componente das aplicações e com a componente de digital signage. Na opinião de Miguel Peixoto de Oliveira, este novo plano de negócios foi cumprido, tendo os objectivos sido mesmo ultrapassados. Em 2008, é elaborado um novo plano com horizonte até 2012, plano esse que também está a ser cumprido de acordo com o planeado. O papel da inovação Em 2000, a inovação do projecto residia na exploração nas tecnologias web e do conceito de portal num segmento na altura pouco explorado, o sector do marketing. Este foco permitiu à EDIGMA concentrar os seus esforços num único segmento, ganhar massa crítica e diferenciarse, ganhando notoriedade nos meios de comunicação, algo para o qual o prémio HP Garage contribuiu em muito. Em 2004, ocorre um novo impulso de inovação, com a tecnologia DISPLAX, sendo a Edigma a primeira empresa que apresentou o produto montra interactiva a nível mundial. Miguel Peixoto de Oliveira reconhece que na altura fomos directamente para o mercado que estava disponível a investir, e na altura o segmento para nós mais relevante era o sector imobiliário. Foi onde nós atacamos em força, sendo o nosso primeiro cliente internacional uma empresa imobiliária do Dubai. Perante este novo produto, o mercado reagia com dúvidas ou mesmo desconfiança. As reuniões de apresentação tornavam-se difíceis. Na maioria dos casos, a reunião iniciavase com o director de Marketing, o director de Marketing chamava [então] o director da Tecnologia, o director da Tecnologia chamava o Presidente e toda a empresa acabava por participar na reunião de apresentação. Houve aqui um esforço de formação do mercado, um explicar constante do que é a tecnologia e qual o seu potencial de utilização. Um esforço que

9 se revelou útil para a própria empresa, pois permitiu compreender melhor o cliente e as reais mais-valias do produto. Observando o percurso da empresa, pode-se constatar que a inovação é um aspecto central do seu modelo de negócio e do seu comportamento. Em termos de práticas de inovação, a empresa está neste momento em fase de conclusão de um processo de certificação da qualidade, e tem planeado num futuro próximo a implementação de um sistema de gestão de I&D e inovação. Questionado sobre a existência de práticas mais formalizadas de inovação na empresa, Miguel Peixoto de Oliveira responde que, mais do que uma visão da inovação dos livros teóricos, é a postura inicial dos empreendedores que conta. Aponta que foi particularmente influenciado pelo espírito da Garage 13 e de Silicon Valley, um espírito caracterizado por começar de novo e se não correr bem voltar a arriscar e pensar que o mundo pode ser conquistado. Se o teu mercado é o mercado global, tens que inovar obrigatoriamente, é uma decorrência normal da forma como nós encaramos o negócio. Se a Microsoft ou a Apple podem ser nossas concorrentes, nós temos que ter aqui capacidades internas de questionar tudo e incluir processos para que os produtos quando são apresentados e validados internamente possam puxar pelo que de melhor há em cada uma das pessoas que cá trabalham. Mais do que práticas formais de inovação, Miguel Peixoto de Oliveira salienta uma postura e um comportamento inovadores como fundamental para uma inovação com sucesso, alertando que formalismos associados à inovação também são contraproducentes, temos que encontrar aqui um ponto de equilíbrio. A empresa implementou um sistema de suporte à geração de ideias e à sua transformação em produto ou funcionalidade de produto aberto à participação de todos os colaboradores. A visão de inovação da EDIGMA pode ser encontrada no seu website : Our vision is that innovation is a process of developing and bringing to market consistent products and services that add value to our customers, solve problems and fulfill expectations. We also perceive innovation as a multi-dimensional way of creating new processes, business models and markets and of anticipating customer needs. Numa entrevista dada em , Miguel Peixoto de Oliveira afirmava, sobre a relação entre a EDIGMA e a inovação, que se uma empresa afirma que a inovação é mais do que o seu core business, tal corresponde a uma forma de estar no mercado que tem que responder no terreno às expectativas que cria. O cunho inovador da EDIGMA, que tentamos incutir em cada um dos nossos projectos, acaba por ter como reflexo uma imagem no mercado de empresa inovadora. Essa imagem tem como consequência as empresas contactarem-nos quando pretendem implementar projectos disruptivos ou com maior liberdade criativa, o que por sua vez nos dá mais margem de manobra para ousar. 189 Internamente, a EDIGMA tem uma divisão designada por FutureLabs, onde um grupo de colaboradores faz investigação relacionada com novos produtos, nova tecnologia, criando e explorando novos conhecimentos. Os numerosos prémios e distinções atribuídos à EDIGMA servem de evidência do carácter 13 Referência ao concurso HP Garage, promovido pela Hewlett-Packard. 14 dada em Maio de 2009, ao portal telemóveis.com

10 Inovação e Empreendedorismo i&es 15 Casos Nacionais de Sucesso inovador que lhe é reconhecido. Alguns exemplos: Digital Signage Best Practice Awards 2009, atribuído na feira de comunicação visual VISCOM 2009, Düsseldorf, Alemanha 15 ; Menção Honrosa para Melhor aplicação e gestão multimédia, atribuído pela Associação Portuguesa de Museologia, 2010, Ecomuseu do Barroso e Edigma 16 ; Premio Inovação, atribuído pela Exame informatica, 2010, ao produto Displax 17 ; Prémio 2010 Digital Signage - Network Implementation atribuído ao Displax Interactive Systems - Optimus (Retail) Portugal, pela InAVate Magazine 18 ; Finalista na eleição das 100 empresas tecnológicas mais promissoras da Europa, lista promovida pela Red Herring, publicação americana, em ; 190 Case-study do MBA do Instituto de Empresa de Madrid pelo sucesso da sua estratégia de crescimento tecnológico fora do Silicon Valley, ; 1º Prémio de produto inovador para o DISPLAX INTERACTIVE WINDOW na COMTEC ; A par destes prémios, numerosas referências em órgãos de informação especializados demonstram a enorme receptividade que a empresa e os seus produtos obtêm junto do mercado. O marketing do projecto O conceito de marketing é orgânico na EDIGMA e faz parte do core da empresa. A designação EDIGMA forma-se a partir de Era of Digital Markets, um conceito apreendido pelos empreendedores em 2000 e que está na origem de todo o projecto. Na sua abordagem ao mercado, a empresa sempre empregou a linguagem do marketing, e não a linguagem técnica ou tecnológica, o que contribuiu para a distinguir num sector dominado por pessoas oriundas do campo tecnológico. Como refere Miguel Peixoto de Oliveira, junto dos clientes, a EDIGMA sempre falou numa perspectiva de mercado, uma perspectiva de negócio e como é que a tecnologia podia trazer valor acrescentado ao cliente e isso, na altura, foi uma diferenciação que eu diria muito relevante fotogaleria=f empresas-tecnologicas-mais-promissoras-da-europa

11 Também ao nível da gestão, o marketing teve um papel fundamental, sendo desde o início entendido claramente como algo que ia para além da publicidade. Segundo Miguel Peixoto de Oliveira, o marketing permitiu desde o início ter um esclarecimento cabal sobre o mercado, definir bem, do mercado global, quais eram aqueles em que nós íamos entrar, e quais eram os segmentos nos quais nos iríamos focar. Esse foi um aspecto importante, portanto eu diria que o marketing deu-nos aqui muito pragmatismo, disciplina. É uma área que tem uma ligação muito próxima à área comercial e em que o grande objectivo é, por um lado, monitorizar o mercado e os concorrentes e identificar as oportunidades que possam surgir, e por outro, numa componente mais operacional, comunicar os nossos produtos e os nossos serviços aos segmentos que estão codificados como prioritários. A esse nível, é um excelente braço armado da equipa comercial. A EDIGMA é uma empresa na qual o marketing é uma ferramenta de gestão efectiva. É importante referir aqui o papel que o Portal do Marketing teve no próprio marketing da EDIGMA. Este portal, ao congregar a comunidade de profissionais de marketing que constituíam o próprio mercado da EDIGMA, foi de uma enorme utilidade para estabelecer ligações entre a EDIGMA e o seu mercado. A internacionalização esteve sempre no cerne da EDIGMA, estando presente na criação das suas marcas e nas estratégias de comunicação dessas marcas. Um produto que está a ser lançado em Portugal poderá rapidamente ser apresentado em Espanha ou no Dubai. O inglês é, por conseguinte, o idioma natural da EDIGMA, de modo a facilitar a sua internacionalização. Exemplo do produto DISPLAX, na emissão do canal TVI, durante as eleições legislativas de Os erros 191 À pergunta sobre o que mudaria se começasse de novo, Miguel Peixoto de Oliveira responde de forma peremptória: Esquecia o mercado português desde a primeira hora. Desmontando a resposta, esta não se afigura tão radical como possa parecer numa primeira leitura. Para a EDIGMA, o mercado português não tem dimensão que justifique o esforço que é necessário investir, e se tal leitura tivesse sido feita mais cedo, mais cedo a EDIGMA teria partido para os mercados internacionais, para economias que apresentam taxas de crescimento superiores à nossa. Miguel Peixoto de Oliveira considera que o mercado português apresenta dinamismo, sofisticação e exigência comparáveis às de muitos outros mercados considerados competitivos, mas que a dimensão é insuficiente para assegurar o crescimento. Numa entrevista anterior 22, Miguel Peixoto de Oliveira confirmava que Portugal é um país extremamente avançado em termos tecnológicos, na óptica do consumidor. Continuou, afirmando que esta característica confere também uma vantagem competitiva ao tecido 22 dada em Maio de 2009, ao portal telemoveis.com

12 Inovação e Empreendedorismo i&es 15 Casos Nacionais de Sucesso empresarial nacional, que tem à sua disposição um mercado onde pode testar inovações tecnológicas que, funcionando, podem ser aplicadas noutros mercados. Os factores de êxito De seis factores com potencial impacto no arranque e vida inicial da empresa, Miguel Peixoto de Oliveira classificou como tendo tido um impacto muito positivo o acesso a financiamento, a receptividade ao produto/serviço, os colaboradores da empresa e o funcionamento da equipa directiva. Realçou como tendo sido decisivos o meio local e o ter uma estratégia clara. 192 A EDIGMA está sediada em Braga, depois de ter tido por um breve período de tempo uma primeira sede no distrito do Porto. Ao ficar em Braga, a EDIGMA ficou próxima da Universidade do Minho, nomeadamente das áreas tecnológicas da universidade, ou seja, próximo de uma fonte de conhecimento e de recursos humanos. Atingiu a EDIGMA um estádio de evolução que pode ser caracterizado como êxito? O nível de satisfação de Miguel Peixoto de Oliveira com o percurso e os resultados atingidos pela empresa é evidente, contudo os olhos estão postos no futuro, e o futuro desejado foi documentado no plano de negócios para o quadriénio Neste plano, destacam-se a criação de uma unidade da EDIGMA dedicada à saúde, a EDIGMA Healthcare, e a criação de um touch-business ecosystem. A EDIGMA Healthcare é neste momento uma empresa sediada em Lisboa que se dedica especificamente ao segmento da saúde, mas com uma vertente muito internacional e tentando trazer parceiros das área de conteúdos, desenvolvimento e investigação para apresentarmos produtos específicos para a área da saúde. O touch business ecosystem é a resposta da EDIGMA ao desafio de crescer internacionalmente, de potenciar de facto o mercado internacional no domínio dos sistemas e soluções baseados em tecnologia touch. O objectivo é trazer para este negócio parceiros, quer da área dos conteúdos, quer da área do software, quer da área da investigação e desenvolvimento, que verdadeiramente possam potenciar ainda mais este negócio e alavancá-lo no negócio internacional. Se nós analisarmos as oportunidades que existem a nível internacional e as quisermos explorar, temos que mudar aqui a nossa forma de funcionamento, aglomerando outras empresas e outras entidades, instituições que vejam claramente no mercado internacional um potencial de crescimento que não existe no mercado português. Uma reflexão sobre o caminho percorrido leva à conclusão que as quatro premissas que foram colocadas no momento de arranque da empresa: o mercado ser global, apostar em soluções de tecnologias de informação, desenvolver algo com real valor acrescentado para o cliente e ter produtos derivados de um ciclo que incluísse investigação e desenvolvimento, em interligação com entidades de I&D, foram cumpridas. A EDIGMA actua em cerca de trinta mercados internacionais, onde tem projectos implementados e produtos vendidos. A I&D da EDIGMA, importante desde a primeira hora e um valor seguro após 2004, evidencia-se pelos prémios e distinções conquistados, pela criação da área de investigação interna, pelas ligações a centros de investigação e desenvolvimento, e, por último, pela integração do marketing no funcionamento da empresa, traduzido na preocupação em ouvir o cliente e ter uma percepção clara sobre as suas necessidades.

13 EUROTUX Informática, S.A. Identificação da Empresa Denominação Social: Eurotux Informática, SA Sede: Rua Irmãs Missionárias do Espírito Santo, nº 27, Braga, Portugal Telefone: Fax: Actividade (CAE): Actividade: Actividades de consultoria em informática. Ano de Constituição: 2000 Número de trabalhadores (2010): 28 Volume de Facturação (2010): Activo Total (2010): Capital Social: Sócios/ Accionistas: nd 193 Trajectória da empresa no negócio, suporte, objectivos e resultados A Eurotux define-se como sendo uma empresa especializada no planeamento, integração e concretização de sistemas informáticos, com propostas inovadoras e competitivas para a exploração de infra-estruturas de serviços de dados. A Eurotux apresenta soluções globais para a gestão de redes de serviços intra-empresariais, bem como para o acesso e presença na Internet. 23 Desta descrição, poder-se-á concluir que a Eurotux é uma empresa de serviços na gestão de infra-estruturas informáticas e de comunicações. Para melhor compreender a natureza dos seus serviços, é importante conhecer o perfil de cliente que a empresa tem. Os clientes da Eurotux são entidades com uma actividade que exige uma infra-estrutura tecnológica de servidores, comunicações e gestão de informação com 23 Retirado de

14 Inovação e Empreendedorismo i&es 15 Casos Nacionais de Sucesso robustez, disponibilidade e segurança de elevados patamares de complexidade. Este requisito é independente da dimensão do cliente, tanto em termos de valores de facturação como de número de colaboradores. Empresas com um grande número de colaboradores, múltiplos indicadores de negócio ou elevada dispersão geográfica das suas operações normalmente exigem infra-estruturas classificadas como complexas. É contudo possível encontrar empresas classificadas como pequenas, mas que, fruto de uma actividade digital muito forte, senão mesmo core, possuem requisitos estritos para a sua infra-estrutura tecnológica. Por infra-estrutura tecnológica deve-se entender o conjunto de elementos de hardware, como servidores e unidades de armazenamento, de software, onde se incluem sistemas operativos, sistemas de gestão de bases de dados e aplicações empresariais, de redes e de comunicações, periféricos, e, complementarmente, procedimentos de gestão destes diferentes objectos. 194 Uma particularidade no posicionamento da empresa é a sua aposta em soluções baseadas em open source, ou software livre. A Eurotux não tem no entanto uma posição rígida quanto a isto, trabalhando essencialmente com open source, mas recorrendo a soluções proprietárias quando tal se afigura adequado. A Eurotux é uma empresa que actua no mercado com serviços e produtos, mas é a prestação de serviços que constitui o grosso da sua actividade A Eurotux estrutura os seus serviços em cinco categorias: consultoria, segurança, manutenção, formação e desenvolvimento. No ramo da consultoria, a Eurotux planeia e implementa infra-estruturas de tecnologias de informação e comunicações (TIC), sistemas que tipicamente conjugam múltiplas aplicações (correio electrónico, servidores de páginas web, firewalls, bases de dados, aplicações, citando apenas os mais comuns) a correrem num único servidor ou a partilharem vários servidores 24. A componente de comunicações naturalmente que está coberta, bem como a segurança da informação, alojamento em data centers, entre outros aspectos. A Eurotux procura conceber as suas soluções de forma independente dos fornecedores de conectividade internet, serviços de alojamento e de hardware. Contudo, têm sido solicitados a incluírem também esses elementos na sua prestação de serviços, fornecendo soluções completas, conhecidas por chave na mão. De forma resumida, o resultado de um serviço desta natureza compreende a identificação dos elementos de hardware, software e comunicações necessários para satisfazer as necessidades do cliente, bem como as configurações mais adequadas, de forma a responder a requisitos de disponibilidade, desempenho, segurança, escalabilidade e custo de exploração. 24 Virtualização de servidores. Consultar, por exemplo, introduction-to-server-virtualization/

15 Extracto do website da empresa Eurotux No capítulo da segurança, a empresa define soluções técnicas recorrendo a elementos de hardware e software, complementadas com a definição de práticas de segurança, que em conjunto deverão elevar de forma significativa a capacidade dos seus clientes para assegurar a segurança da sua informação, acautelando questões como acessos indevidos, confidencialidade, disponibilidade, entre outros. Esta área de serviços poderá ser incluída no ramo da consultoria, mas, dada a sua especificidade atendendo ao facto de corresponder a uma preocupação premente do mercado, faz sentido ser destacada. A Eurotux fornece também, como extensão do seu serviço de consultoria em infra-estruturas tecnológicas, o suporte, ou seja o acompanhamento contínuo do desempenho das infraestruturas e a realização de acções preventivas e correctivas, de forma a manter os níveis de desempenho dessas mesmas infra-estruturas. Este tipo de actividade assume, em termos de facturação, uma fatia muito importante, superior a 50%, algo que contribui para a estabilidade nas receitas. No domínio da formação, a empresa oferece cursos focados em ferramentas e ambientes open source, como por exemplo Linux. Por último, no campo do desenvolvimento, a Eurotux desenvolve soluções web para portais baseados em gestores de conteúdos, estes também open source, como é o caso do Plone 25. Destaque para alguns portais como o Semanário Expresso e a Revista Visão desenvolvidos pela Eurotux. Esta valência da empresa, mesmo não sendo considerada core ou estratégica, é importante, pois em alguns projectos existe a necessidade de desenvolver uma interface web, por exemplo, e possuir essas competências permite à Eurotux manter todo o projecto sob o seu controlo directo, evitando recorrer a subcontratação. 195 Sendo marcadamente uma empresa de serviços, a Eurotux apresenta alguns produtos no seu portfólio. Um exemplo é o sistema ETFW, um produto constituído por um computador previamente configurado, com sistema operativo Linux, para protecção de redes, com filtragem, análise e modelação do tráfego de rede que entra e sai de uma rede corporativa. Outro exemplo é o produto ETMX, vocacionado para a segurança, nomeadamente anti-vírus, 25

16 Inovação e Empreendedorismo i&es 15 Casos Nacionais de Sucesso SPAM 26 e protecção contra ataques de denial of service 27. Apesar de ser apresentado como um produto, enquadrá-lo como um serviço não seria errado. A Eurotux classifica este produto ETMX como sendo um produto de cloud ou em cloud Um último produto merece uma referência, tratando-se do Eurotux Virtual Appliance, vendido com ou sem hardware associado, um produto destinado a PME, que permite a criação de servidores virtuais. Este produto foi desenvolvido em parceria com a empresa Primavera Business Software Solutions (PBSS), e permite a uma PME adquirir um único servidor físico configurado para operar vários servidores lógicos, dedicados ao software de gestão (PBSS), servidor de , entre outros. Apesar de a Eurotux centrar a sua atenção no software, a empresa oferece ao mercado um produto que engloba tanto o software como o hardware, bem como serviços em cloud, o que permite assegurar ao cliente o completo backup da solução em caso de avaria. A área de cloud computing é apresentada como fazendo parte do futuro da empresa, no qual os produtos da empresa são disponibilizados aos clientes a partir do datacenter da Eurotux, em cloud. Actualmente, a Eurotux não permite o acesso directo dos seus clientes à sua área de cloud para proceder a instalações e configurações directamente, sendo tudo realizado pela Eurotux. Nenhum dos serviços e produtos da Eurotux é comercializado com marca própria, sendo aplicada a label Eurotux a todos. Algo que a empresa provavelmente irá rever num futuro próximo. A Eurotux é uma empresa nacional, com clientes essencialmente nacionais. Destacam-se a Caixa Geral de Depósitos, Multicert, Impresa, Alert, câmaras municipais e TMN, entre outras. É um leque amplo ao nível de sectores de actividade, mas com problemas comuns ao nível da gestão da infra-estrutura tecnológica. Apesar de ter sede social em Barcelos, a empresa tem a quase totalidade das suas operações sediadas em Braga, onde ocupa um espaço aproximado de 400 m2. Fachada das instalações da Eurotux em Braga 26 Mensagens de não solicitadas, frequentemente associadas a propagação de vírus e a tentativas de fraude. 27 Tipo de ataque no qual se pretende impedir o correcto funcionamento de um website. Uma das técnicas é fazer um enorme e concentrado número de acessos de modo a sobrecarregar o servidor e provocar a sua paragem ou extrema redução de desempenho. 28 O termo cloud computing refere-se a software que é disponibilizado através da web, e não instalado fisicamente em servidores específicos localizados local ou remotamente. Quando um sistema é disponibilizado em cloud computing, o utilizador desse sistema desconhece os recursos específicos que estão a ser usados (servidores, por exemplo), criando um nível de abstracção sobre a infra-estrutura, transparente a questões como limitações de unidades de armazenamento, desempenho de servidores ou redundância de sistemas.

17 O peso da exportação na facturação é diminuto. A empresa está agora a iniciar um processo de internacionalização, que só terá impacto nos valores de exportação futuros. A empresa ainda encara com alguma incerteza as implicações que a internacionalização poderá ter no seu modelo de negócio. Sendo uma empresa essencialmente de serviços, considera que lhe é exigido estar próximo do cliente, de modo a estabelecer relações de confiança. Com a internacionalização, teme-se que haja um afastamento real entre a empresa e o cliente, e que tal tenha um impacto negativo na qualidade do serviço prestado. A empresa prepara-se para fazer uma experiência em Moçambique, dado que já tem aí parceiros locais aos quais se associou. Existem contactos ainda incipientes no Reino Unido, Alemanha e Brasil. As incursões internacionais que a empresa tem tido ocorrem através de clientes nacionais que possuem operações no estrangeiro, e que acabam por levar a Eurotux a operar nesses mercados, quer directamente com o cliente, quer com os parceiros locais que o cliente tem. O grupo de fornecedores de relevo na Eurotux é composto principalmente por fabricantes e distribuidores de hardware, onde pontificam a IBM, HP, EMC ou a Cisco. Igualmente importantes são as empresas fornecedoras de conectividade internet e dos serviços de alojamento ou datacenter. Os níveis de subcontratação são muito reduzidos e referem-se a elementos menores, como o design de um website. Não quer dizer que esteja excluído como estratégia para a empresa recorrer a outsourcing, mas até ao momento a via tem sido recorrer aos recursos internos. Assumem que têm dificuldades em fazer outsourcing, pois não encontram facilmente parceiros que consigam o mesmo nível de comprometimento que a Eurotux assume perante os seus clientes. Para ultrapassar isso, a Eurotux acaba por garantir a qualidade do serviço, assumindo todos os seus componentes. A empresa não encara os seus fornecedores como sendo elementos críticos. Alguns fornecedores poderiam ser de difícil substituição, nomeadamente os de conectividade internet, mas neste momento existem várias opções no mercado, o que atenua esta relativa escassez. Estão a tomar medidas para minimizar a dependência relativamente a fornecedores de conectividade e alojamento, que passam fundamentalmente pela operacionalização de um datacenter nas suas instalações, com ligação de alto débito. 197 A equipa comercial é reduzida, com a empresa a reconhecer que durante muito tempo foi mesmo composta por um único elemento. Mesmo assim, perspectivam esta aparente despreocupação com o esforço comercial como sendo fruto da estratégia de crescimento que acabou por ser assumida, uma estratégia baseada nas recomendações que os seus clientes fazem a outros potenciais clientes. Afirmam que realizam algum esforço para estarem presentes em feiras e eventos e para ter publicidade, mas claramente que não são estes os canais privilegiados. A distribuição dos seus serviços e produtos é assegurada de forma directa pela equipa da Eurotux, excepto no caso das exportações, em que a distribuição é realizada através de parceiros. As actividades de investigação e desenvolvimento são asseguradas por uma equipa de cinco colaboradores. Existem equipamentos afectos a estas actividades, mas não de forma específica. A empresa aponta para um investimento em actividades de I&D de cerca de 20% da sua facturação, valor fundamentado essencialmente nos custos dos recursos afectos à actividade de I&D.

18 Inovação e Empreendedorismo i&es 15 Casos Nacionais de Sucesso O investimento em marketing deverá rondar os 2% da facturação, reconhecido pela empresa como um valor reduzido. Investem apenas no desenvolvimento de material promocional, alguma publicidade em publicações especializadas e no website. Questionados sobre quais os objectivos definidos aquando da sua criação, os promotores colocam em primeiro lugar a sobrevivência, seguida, e por ordem decrescente, do crescimento, da independência e da criação de emprego. A indicação da sobrevivência como primeiro objectivo pode ser um indicador da forma como os mentores do projecto o encaram, uma perspectiva de accionista e não um posicionamento de accionista-trabalhador. 198 Avaliando a sua satisfação com diversos elementos do funcionamento da empresa numa escala de 1 a 5, em que 1 corresponde ao grau mínimo de satisfação e 5 corresponde ao grau máximo, os promotores atribuem 5 aos elementos pessoal, clima laboral e saúde financeira da empresa, 4 à rentabilidade económica do negócio e funcionamento da equipa directiva e 3 à produtividade. A relativa má classificação atribuída ao factor produtividade deve-se à percepção que os promotores têm que existe uma grande margem para progredir. Consideram que os serviços são prestados com alguma dispersão, e que no final sentem que o esforço aplicado foi superior ao que seria necessário, com próprio processo a colocar demasiada pressão sobre as equipas. O nível mais elevado atribuído ao clima laboral é suportado pelo 24º lugar que a Eurotux obteve em 2011 na Lista das melhores empresas para trabalhar em Portugal, um ranking realizado pela revista Exame e pela empresa Accenture 29. Press release sobre o 24º lugar alcançado na edição de 2011 da Lista das melhores empresas para trabalhar em Portugal O crescimento da Eurotux desde a sua criação até hoje tem sido notável. A sua facturação no primeiro ano de efectividade foi próxima dos e, 10 anos depois, em 2010, cifrou-se em O número de colaboradores também tem vindo a acompanhar esta evolução, tendo passado de 2 no primeiro ano para 28 em finais de O capital social inicial foi de e actualmente é de A ideia, o empreendedor e o projecto A Eurotux surge no mercado em 2000, tendo estado associada desde o início ao movimento open source. O conceito de open source, ou software livre, surge no final dos anos 90, 29 Retirado de

19 mesmo que as suas raízes possam ser encontradas antes. O software normal, ou proprietário, caracteriza-se por ser desenvolvido por equipas restritas, inseridas na maioria dos casos em estruturas organizacionais definidas, como empresas ou entidades públicas, em ambiente fechado. A distribuição deste software faz-se habitualmente através de um sistema de licenciamento, e apenas o código executável é entregue ao cliente, ficando o código fonte na posse do produtor. Todo o apoio pós-venda e desenvolvimentos posteriores serão, em princípio, assegurados pela empresa, uma vez que é esta que tem interesse comercial. A abordagem open source é diferente. O software é desenvolvido por comunidades abertas, nas quais se incluem os próprios utilizadores finais do produto, o código fonte pode ser obtido sem qualquer custo (a justificação para o termo open source ) e espera-se que a comunidade seja capaz de assegurar o suporte e evolução do produto. Importa referir que open source não é o mesmo que software grátis, é um conceito mais abrangente. Open source significa que o código fonte de um software pode ser usado, alterado e redistribuído, de forma comercial ou não, por qualquer pessoa, com um licenciamento do tipo GNU - General Public License. Neste tipo de licenciamento, qualquer produto desenvolvido com base num outro que tenha uma general public license herda necessariamente as mesmas características de licenciamento. O sistema operativo Linux foi provavelmente o produto mais identificado com o open source, sendo talvez o primeiro grande sucesso deste movimento. Seguiram-se servidores de correio electrónico, servidores http (servidores de páginas Web), browsers, sistema de anti-vírus e ferramentas de Office, como processadores de texto e folhas de cálculo. Estes são apenas alguns exemplos do tipo de produtos open source. Actualmente, uma empresa tem ao seu dispor soluções open source que rivalizam com os seus congéneres proprietários, podendo até ser superiores. Onde as soluções open source se têm destacado é ao nível dos servidores, e não tanto no domínio dos computadores pessoais, área em que as soluções Microsoft continuam a imperar. Nos últimos anos, principalmente na administração pública, várias iniciativas têm sido realizadas com o objectivo de fomentar uma maior utilização de software livre 30. Actualmente, desvaneceu-se a desconfiança inicial com que o mercado encarava as soluções open source devido à inexistência de uma entidade ou organização proprietária capaz de fornecer suporte à utilização do produto e garantir a sua evolução, e ao facto de o software ser produzido de forma aparentemente desorganizada. As comunidades demonstraram ser capazes de desenvolver soluções tecnologicamente robustas e com excelentes desempenhos, o número de profissionais capazes de operar estes sistemas aumenta continuamente e são inúmeras as empresas de consultoria que apresentam soluções baseadas em open source. 199 Em 2000, um grupo de docentes do Departamento de Informática da Universidade do Minho, mais concretamente do grupo de Sistemas Distribuídos, estava já rendido aos encantos do open source, considerando este movimento como credível e as soluções open source viáveis em contextos competitivos, produzindo soluções empresariais ou destinadas ao utilizador domésticos capazes de concorrer com soluções proprietárias. Segundo António Coutinho, um dos accionistas e uma das faces mais visíveis deste projecto, nessa época, este grupo discutia entre si o tema e sentia que era um grupo que ia à frente na matéria do open source, pois não só ensinávamos como trabalhávamos de facto com open source, na altura Linux. Eram responsáveis por uma crescente infra-estrutura na 30

20 Inovação e Empreendedorismo i&es 15 Casos Nacionais de Sucesso universidade baseada em open source e conviviam com um conjunto de entusiastas. Isso deulhes familiaridade com as soluções open source e, consequentemente, confiança nas mesmas. Notava-se que havia uma oportunidade e decidiram colocar na prática o que afirmavam nas aulas, que o open source era viável fora das universidades, era viável enquanto elemento da infra-estrutura de organizações e que o mercado iria necessitar de serviços de gestão de sistemas que incluíssem soluções open source. Como afirma António Coutinho, colocámos em prática as afirmações que fazíamos junto dos alunos. Concretizámos o que pregávamos nas aulas, montámos uma empresa de serviços sobre soluções open source. Surge a Eurotux. 200 Na composição do seu tecido social, a Eurotux surge de raiz com uma configuração pouco habitual para uma jovem empresa no domínio das tecnologias de informação. A empresa é constituída como sociedade anónima, com nove accionistas, com 50% do capital a ser assumido por uma SGPS, detida em parte pelo próprio António Coutinho, e os restantes 50% distribuídos por oito colegas da Universidade do Minho. Entretanto, esta estrutura evoluiu para doze accionistas, e é provável que este número aumente, com a dispersão do capital por alguns colaboradores. À pergunta sobre quem assumia um papel preponderante na visão e condução da empresa, partindo do pressuposto que com tantos accionistas apenas alguns teriam um papel interventivo, António Coutinho afirma que na Eurotux há uma divisão clara entre o papel de accionista e o papel de colaborador da empresa. Os seus accionistas escolhem os seus administradores e os administradores administram a empresa. A empresa nunca se baseou no trabalho ou esforço pessoal dos accionistas, contratou sim quadros qualificados para essa função, nomeadamente com funções de direcção. O trabalho remunera-se com salários, o capital com o crescimento da empresa, por conseguinte o capital tem que ser paciente. A confusão destes dois elementos está na origem de muitos problemas de pequenas empresas. A dada altura, misturam-se questões pessoais com familiares. É esta a razão para a estruturação da Eurotux. A empresa nasce da percepção que o grupo de docentes da Universidade do Minho tinha que a emergência das soluções open source, na altura centradas no sistema operativo Linux, permitia uma oportunidade de substituir em muitas empresas os custos de licenciamento por serviços com valor acrescentado. Uma empresa pode investir em soluções proprietárias, adquirindo as conhecidas licenças de software, e acreditar que isso lhe dá segurança, uma vez que tem a quem recorrer no caso de problemas. A Eurotux oferecia outro cenário, não ter custos com a adopção de soluções open source e obter a segurança no suporte através dos serviços da Eurotux. No conjunto, a empresa cliente consegue reduzir os montantes de investimento, e principalmente obter flexibilidade e soberania sobre a sua infra-estrutura. Uma empresa baseada em soluções open source terá muito mais flexibilidade de intervenção na sua infraestrutura e possibilidades de fazê-la evoluir do que se tiver software proprietário, em que fica presa aos custos adicionais de licenciamento dos upgrades necessários e limitada em termos de opções de escalabilidade. Com software livre, a empresa não só diminui o investimento em tecnologia como ganha flexibilidade na gestão e no crescimento do seu sistema informático. A par destas vantagens, a Eurotux surge junto do cliente como o parceiro com know-how para garantir a correcta gestão desse sistema, um conhecimento que o cliente teria dificuldade em adquirir no mercado. Foi com base nestes pressupostos que a Eurotux surgiu. António Coutinho considera que nas empresas mais pequenas é visível a crença que ter uma equipa interna para gerir o sistema informático traz vantagens, por ser uma solução mais confiável e garantir disponibilidade. A estratégia da Eurotux passa por mudar este cenário, estabelecendo uma relação de confiança técnica com os seus clientes e assumindo a gestão

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema.

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema. Caso de Sucesso Microsoft Canal de Compras Online da PHC sustenta Aumento de 40% de Utilizadores Registados na Área de Retalho Sumário País: Portugal Industria: Software Perfil do Cliente A PHC Software

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A.

Visão de Futuro 2010. F3M Information Systems, S.A. 1 Reunir várias entidades do sector óptico nacional e discutir o futuro do sector bem como os temas cruciais para os empresários e intervenientes da área foram os objectivos do evento Visão de Futuro 2010,

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

1.1 A abordagem seguida no livro

1.1 A abordagem seguida no livro 1- Introdução A área de administração de sistemas e redes assume cada vez mais um papel fundamental no âmbito das tecnologias da informação. Trata-se, na realidade, de uma área bastante exigente do ponto

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 Factores Determinantes para o Empreendedorismo Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 IAPMEI Instituto de Apoio às PME e à Inovação Principal instrumento das políticas económicas para Micro e Pequenas

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Criada em Setembro de 2005 em Sacavém, a Explicolândia Centros de Estudo tem sido ao longo dos anos, uma

Leia mais

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY _ CURRICULUM Composta por uma equipa multidisciplinar, dinâmica e sólida, Sobre Nós A ilimitados - the marketing company é uma empresa de serviços na área do Marketing,

Leia mais

PONTDOC. Sistema de Gestão Documental. Dossier de Produto 02.01.2009 DP10.02. www.pontual.pt UGD 1 de 13

PONTDOC. Sistema de Gestão Documental. Dossier de Produto 02.01.2009 DP10.02. www.pontual.pt UGD 1 de 13 PONTDOC Sistema de Gestão Documental Dossier de Produto DP10.02 02.01.2009 www.pontual.pt UGD 1 de 13 PONTDoc Sistema de Gestão Documental A Pontual A Pontual é uma empresa de capitais 100% nacionais,

Leia mais

Gestão e tecnologia para PME s

Gestão e tecnologia para PME s www.sage.pt Gestão e tecnologia para PME s Sage Porto Sage Lisboa Sage Portugal A longa experiência que temos vindo a acumular no desenvolvimento de soluções integradas de software de gestão para as pequenas

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2015 Quem é a 2VG? A Empresa A 2VG Soluções Informáticas SA., é uma empresa tecnológica portuguesa, fundada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado

Leia mais

» apresentação. WORKFLOW que significa?

» apresentação. WORKFLOW que significa? » apresentação WORKFLOW que significa? WORKFLOW não é mais que uma solução que permite sistematizar de forma consistente os processos ou fluxos de trabalho e informação de uma empresa, de forma a torná-los

Leia mais

Assunto: Apresentação da Core Factor

Assunto: Apresentação da Core Factor Assunto: Apresentação da Core Factor Índice A. Breve apresentação da empresa... 3 1. Sobre nós... 3 2. Serviços... 3 3. Objectivos... 3 4. Parcerias... 4 B. Contactos... 8 1. Pessoas... 8 2. Empresa...

Leia mais

FERRAMENTAS? a alterar, em muitas organizações, um. instrumento tão abrangente como um orçamento

FERRAMENTAS? a alterar, em muitas organizações, um. instrumento tão abrangente como um orçamento O QUE É IMPRESCINDÍVEL NUMA SOLUÇÃO DE ORÇAMENTAÇÃO E PREVISÃO? Flexibilidade para acomodar mudanças rápidas; Usabilidade; Capacidade de integração com as aplicações a montante e a jusante; Garantir acesso

Leia mais

A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC

A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC ABBC A actuação da ABBC assenta na independência, no profissionalismo e na competência técnica dos seus advogados e colaboradores,

Leia mais

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial.

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. POWERING BUSINESS QUEM SOMOS A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. Desde 1987 que desenvolvemos um trabalho

Leia mais

PONTNews Solução Comercial de e-marketing

PONTNews Solução Comercial de e-marketing PONTNews Solução Comercial de e-marketing Dossier de Produto DP010.03 02/01/2009 A Pontual A Pontual é uma empresa de capitais 100% nacionais, cuja principal actividade é implementação de Sistemas de Informação

Leia mais

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE A LINK THINK AVANÇA COM PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROFISSONAL PARA 2012 A LINK THINK,

Leia mais

1992-2013. Duas décadas de experiência em Informática de Gestão

1992-2013. Duas décadas de experiência em Informática de Gestão 1992-2013 Duas décadas de experiência em Informática de Gestão A NOSSA MISSÃO: Superar as necessidades dos nossos Clientes, diferenciando-nos pela excelente qualidade e consistência dos nossos serviços.

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005.

Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005. Cooperação empresarial, uma estratégia para o sucesso Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005. É reconhecida a fraca predisposição

Leia mais

DOSSIER DE IMPRENSA 2015

DOSSIER DE IMPRENSA 2015 DOSSIER DE IMPRENSA 2015 A Empresa A Empresa A 2VG é uma empresa tecnológica portuguesa criada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado das tecnologias de informação e comunicação

Leia mais

IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com

IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com CADERNO IDC Nº 53 IDC Portugal: Av. António Serpa, 36 9º Andar, 1050-027 Lisboa, Portugal Tel. 21 796 5487 www.idc.com ROI - Retorno do Investimento OPINIÃO IDC Os anos 90 permitiram a inclusão das tecnologias

Leia mais

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU Programas de MESTRADO Online MBA Master in Business Administration Mestrado em Direcção de Empresas Mestrado em Direcção de Marketing e Vendas Mestrado em Direcção Financeira Mestrado em Comércio Internacional

Leia mais

Software de gestão em tecnologia Web

Software de gestão em tecnologia Web Software de gestão em tecnologia Web As Aplicações de Gestão desenvolvidas em Tecnologia Web pela Mr.Net garantem elevados níveis de desempenho, disponibilidade, segurança e redução de custos. A Mr.Net

Leia mais

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Centro Cultural de Belém, Lisboa, 11 de Outubro de 2006 Intervenção do Secretário

Leia mais

Regulamento. Preâmbulo

Regulamento. Preâmbulo Regulamento Preâmbulo As Empresas e os Empreendedores são a espinha dorsal de qualquer economia, em termos de inovação, de criação de emprego, de distribuição de riqueza e de coesão económica e social

Leia mais

Vantagem Garantida PHC

Vantagem Garantida PHC Vantagem Garantida PHC O Vantagem Garantida PHC é um aliado para tirar maior partido das aplicações PHC A solução que permite à empresa rentabilizar o seu investimento, obtendo software actualizado, formação

Leia mais

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Cloud Computing é a denominação adotada para a mais recente arquitetura de sistemas informáticos. Cada vez mais empresas

Leia mais

Banco Popular, Espanha

Banco Popular, Espanha Banco Popular, Espanha Tecnologia avançada de automação do posto de caixa para melhorar a eficiência e beneficiar a saúde e segurança dos funcionários O recirculador de notas Vertera contribuiu para impulsionar

Leia mais

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Neste curso serão abordadas as melhores práticas que permitem gerir estrategicamente a informação, tendo em vista a criação de valor para

Leia mais

Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas

Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas À semelhança do que acontece nas sociedades contemporâneas mais avançadas, a sociedade portuguesa defronta-se hoje com novos e mais intensos

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

Section 01. Letter. Preliminary. Y Proyecto. PLAKO Título: WAPPY

Section 01. Letter. Preliminary. Y Proyecto. PLAKO Título: WAPPY Section 01 Letter Preliminary Y Proyecto PLAKO Título: WAPPY Section 01 Letter Preliminary BY PLAKO ALL RIGHTS RESERVED Section 01 Letter Preliminary Enriquecemos aos nossos clientes com produtos e tecnologia.

Leia mais

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço Política de Produto e Serviço Publicado em julho 2012 1 Fundada em 1876, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) é o maior grupo financeiro nacional, atuando em diferentes áreas, designadamente na banca comercial,

Leia mais

REGULAMENTO. Preâmbulo

REGULAMENTO. Preâmbulo REGULAMENTO Preâmbulo O espírito de iniciativa, a criatividade, a capacidade de detectar e aproveitar oportunidades, de assumir o risco e formar decisões, constituem premissas essenciais para o sucesso

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

Normas do Concurso de Ideias de Negócio Escolas Empreendedoras

Normas do Concurso de Ideias de Negócio Escolas Empreendedoras Preâmbulo O concurso de Ideias de Negócio é uma iniciativa da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira. O presente documento visa regular o Concurso de Ideias Escolas Empreendedoras e pretende contribuir

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

Fundos europeus: Advogados exploram oportunidades do Portugal 2020

Fundos europeus: Advogados exploram oportunidades do Portugal 2020 Fundos europeus: Advogados exploram oportunidades do Portugal 2020 08 Abril 2015 Há quase três décadas que Portugal recebe fundos europeus, mas o próximo quadro comunitário de apoio está a merecer uma

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK A Norma ISO/IEC 20000:2011 Information technology Service management Part 1: Service management system requirements é uma Norma de Qualidade que

Leia mais

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO 1 Sumário: Conceito e Objectivos Estrutura do PN o Apresentação da Empresa o Análise do Produto / Serviço o Análise de Mercado o Estratégia de Marketing o

Leia mais

PUB. Interface. Banca &Seguros

PUB. Interface. Banca &Seguros Interface Banca &Seguros PUB DOSSIER Marketing Bancário: focos em tempo de crise RADAR Sistema financeiro no triângulo estratégico DOSSIER Tecnologias de informação e gestão de fraude Tendências Mobilidade

Leia mais

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Gestão de Projectos info@ipn-incubadora.pt +351 239 700 300 BEST SCIENCE BASED INCUBATOR AWARD Incentivos às Empresas Objectivos: - Promoção do up-grade das empresas de PME; - Apoiar

Leia mais

Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil

Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil Saída Profissional: Operador CAD Certificação ao nível do 9º Ano / Nível II Laboral Bem-Vindo/a à FLAG! A FLAG é uma

Leia mais

Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS FERREIRA ROCHA & ASSOCIADOS Em parceria: Portugal Moçambique. Consolidar o Futuro

Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS FERREIRA ROCHA & ASSOCIADOS Em parceria: Portugal Moçambique. Consolidar o Futuro Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS FERREIRA ROCHA & ASSOCIADOS Em parceria: Portugal Moçambique Consolidar o Futuro Abreu Advogados Ferreira Rocha & Associados 2012 PORTUGAL

Leia mais

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Participamos num processo acelerado de transformações sociais, políticas e tecnológicas que alteram radicalmente o contexto e as

Leia mais

Marcos N. Lessa. Global Document Outsourcing Director

Marcos N. Lessa. Global Document Outsourcing Director Marcos N. Lessa Global Document Outsourcing Director Managed Print Services: Serviço de valor acrescentado Managed Print Services (MPS) é um serviço que envolve a gestão de todos os equipamentos de impressão,

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS EMPRESÁRIOS ANJE

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS EMPRESÁRIOS ANJE ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS EMPRESÁRIOS ANJE Bruno Nunes brunonunes@anje.pt www.anje.pt 14 de Dezembro Gouveia 1ª Encontro de Jovem Produtor de Queijo da Serra da Estrela ANJE Introdução O que é: Associação

Leia mais

REGULAMENTO DO IV CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS

REGULAMENTO DO IV CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS IV CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS Preâmbulo O CINC CASCAIS - IV Concurso de Ideias de Negócio do Concelho de Cascais é uma iniciativa de captação de ideias

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Correio(s) electrónico(s) Miguel Pedro Mendes d Araújo Morada(s) Rua António Gustavo Moreira, n.º 35 Hab. 2.5 4400-660 Vila

Leia mais

1º CONTRIBUTO DA UGT O EMPREGO DOS JOVENS INICIATIVA OPORTUNIDADE PARA A JUVENTUDE

1º CONTRIBUTO DA UGT O EMPREGO DOS JOVENS INICIATIVA OPORTUNIDADE PARA A JUVENTUDE 1º CONTRIBUTO DA UGT O EMPREGO DOS JOVENS INICIATIVA OPORTUNIDADE PARA A JUVENTUDE I. Enquadramento A UGT regista o lançamento da Iniciativa Oportunidade para a Juventude em Dezembro de 2011 e, no âmbito

Leia mais

O Contributo do Cluster da Electrónica e Telecomunicações para o Desenvolvimento Económico Espanhol

O Contributo do Cluster da Electrónica e Telecomunicações para o Desenvolvimento Económico Espanhol O Contributo do Cluster da Electrónica e Telecomunicações para o Desenvolvimento Económico Espanhol O presente estudo visa caracterizar o cluster da electrónica, informática e telecomunicações (ICT), emergente

Leia mais

Bashen Agro Consultoria e sistemas de gestão AgroPecuária

Bashen Agro Consultoria e sistemas de gestão AgroPecuária Abril de 2008 Bashen Agro Consultoria e sistemas de gestão AgroPecuária 1 Bashen Agro Um projecto Consultoria e sistemas de gestão AgroPecuária Parceria FZ AGROGESTÃO Consultoria em Meio Rural, Lda Av.

Leia mais

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft A solução MB DOX oferece uma vantagem competitiva às empresas, com a redução do custo de operação, e dá um impulso à factura

Leia mais

Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial.

Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial. CoP de Gestão do Conhecimento Notas da sessão presencial de 24 de Março de 2014 Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial.

Leia mais

XLM Innovation & Technology

XLM Innovation & Technology 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A XLM, sedeada em Aveiro, iniciou a sua atividade em 1995. Nesta data, a sua área de atuação cingia-se à venda, instalação e assistência técnica

Leia mais

Qualidade e Inovação. CONTROLO DA QUALIDADE Qualidade e Inovação Trabalho de grupo

Qualidade e Inovação. CONTROLO DA QUALIDADE Qualidade e Inovação Trabalho de grupo CONTROLO DA QUALIDADE Qualidade e Inovação Trabalho de grupo Curso de Arte e Multimédia/Design 2º Semestre 1º Ciclo Ano lectivo 2007/2008 Docente: José Carlos Marques Discentes: Ana Pedro nº 2068207/ Encarnação

Leia mais

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda.

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa, com sede em Castelo Branco, é uma empresa criada em 2007 que atua nos domínios da engenharia civil e da arquitetura. Atualmente, é uma empresa

Leia mais

Premier. Quando os últimos são os Primeiros

Premier. Quando os últimos são os Primeiros Premier Quando os últimos são os Primeiros Fundada em 1997 Especializada no desenvolvimento de soluções informáticas de apoio à Gestão e consultoria em Tecnologias de Informação. C3im tem como principais

Leia mais

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique DESCRIÇÃO DO TRABALHO Título de posição: Responde a: Supervisiona: Localização: Gestor de Comunicação Directora Nacional, WWF Moçambique Todo pessoal de comunicações Maputo, Moçambique Data: 19 de Agosto

Leia mais

Apoiar Business Angels é apoiar o empreendedorismo Segunda, 17 Março 2014 12:03

Apoiar Business Angels é apoiar o empreendedorismo Segunda, 17 Março 2014 12:03 Os Business Angels são, geralmente, os primeiros investidores que o empreendedor conhece e, por isso, o seu papel é crucial nas primeiras etapas da empresa. Este é um negócio de alto risco, já que muitas

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

Competitividade e Inovação

Competitividade e Inovação Competitividade e Inovação Evento SIAP 8 de Outubro de 2010 Um mundo em profunda mudança Vivemos um momento de transformação global que não podemos ignorar. Nos últimos anos crise nos mercados financeiros,

Leia mais

MASTER EM DIRECÇÃO DE COMÉRCIO INTERNACIONAL E DE MARKETING OBJECTIVOS DO PROGRAMA A Escola de Negócios EUDEM apresenta o seu programa MCIM - Master em Direcção de Comércio Internacional e de Marketing,

Leia mais

driven by innovation first-global.com

driven by innovation first-global.com company profile driven by innovation Missão Contribuir para a melhoria dos processos e para o aumento de produtividade dos nossos clientes, adaptando as melhores tecnologias às necessidades reais do mercado.

Leia mais

CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO

CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO Enquadramento geral Um dos principais desafios que se colocam à sociedade portuguesa é o do desenvolvimento de uma Sociedade de Informação, voltada para o uso

Leia mais

Inovação e Criação de Novos Negócios

Inovação e Criação de Novos Negócios INOVAÇÃO E TECNOLOGIA NA FORMAÇÃO AGRÍCOLA Inovação e Criação de Novos Negócios Luís Mira da Silva Cristina Mota Capitão Isabel Alte da Veiga Carlos Noéme Inovação INOVAÇÃO Inovação: introdução INOVAR

Leia mais

PHC dteamcontrol Interno

PHC dteamcontrol Interno O módulo PHC dteamcontrol Interno permite acompanhar a gestão de todos os projectos abertos em que um utilizador se encontra envolvido. PHC dteamcontrol Interno A solução via Internet que permite acompanhar

Leia mais

O aumento da força de vendas da empresa

O aumento da força de vendas da empresa PHC dcrm O aumento da força de vendas da empresa O enfoque total na actividade do cliente, através do acesso remoto à informação comercial, aumentando assim a capacidade de resposta aos potenciais negócios

Leia mais

QUANTINFOR CONSULTORIA INFORMÁTICA UMA EQUIPA, MÚLTIPLOS SERVIÇOS PARA A SUA EMPRESA

QUANTINFOR CONSULTORIA INFORMÁTICA UMA EQUIPA, MÚLTIPLOS SERVIÇOS PARA A SUA EMPRESA QUANTINFOR CONSULTORIA INFORMÁTICA UMA EQUIPA, MÚLTIPLOS SERVIÇOS PARA A SUA EMPRESA Somos uma empresa de Consultoria Informática que presta serviços na área das Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

Seminário Segurança da Informação e Gestão de Risco IESM - 23MAI13. Comunicação do Secretário-Geral Adjunto do MDN. Contra-Almirante Mário Durão

Seminário Segurança da Informação e Gestão de Risco IESM - 23MAI13. Comunicação do Secretário-Geral Adjunto do MDN. Contra-Almirante Mário Durão Seminário Segurança da Informação e Gestão de Risco IESM - 23MAI13 Comunicação do Secretário-Geral Adjunto do MDN Contra-Almirante Mário Durão Enquadramento Durante mais de 30 anos da minha vida profissional,

Leia mais

Dinâmicas de exportação e de internacionalização

Dinâmicas de exportação e de internacionalização Dinâmicas de exportação e de internacionalização das PME Contribuição da DPIF/ Como fazemos? 1. Posicionamento e actuação da DPIF A DPIF tem como Missão: Facilitar o acesso a financiamento pelas PME e

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DO PANDA MANAGED OFFICE PROTECTION. 1. Resumo Executivo

CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DO PANDA MANAGED OFFICE PROTECTION. 1. Resumo Executivo 1. Resumo Executivo As empresas de todas as dimensões estão cada vez mais dependentes dos seus sistemas de TI para fazerem o seu trabalho. Consequentemente, são também mais sensíveis às vulnerabilidades

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA. Departamento de Relações Públicas e Comunicação

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA. Departamento de Relações Públicas e Comunicação Departamento de Relações Públicas e Comunicação Regulamento 1. Do Departamento de Relações Públicas e Comunicação 1.1 Definição 1.2. Constituição 1.3. Articulação e procedimentos 1.4. Local de funcionamento

Leia mais

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 A aposta no apoio à internacionalização tem sido um dos propósitos da AIDA que, ao longo dos anos, tem vindo a realizar diversas acções direccionadas para

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016

MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016 PROJECTO CONJUNTO DE INTERNACIONALIZAÇÃO MÉXICO 2015-2016 MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016 INSCRIÇÕES ATÉ 15 DE JANEIRO 2016 Promotor: Co-financiamento: Monitorização: Foto: Miguel Moreira

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

Uma conversa entre empresas e professores - os desafios da empregabilidade

Uma conversa entre empresas e professores - os desafios da empregabilidade Uma conversa entre empresas e professores - os desafios da empregabilidade No passado dia 15 de Novembro, a Share Associação para a Partilha de Conhecimento e a Faculdade de Ciências da Universidade de

Leia mais

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Na parte final da fase 1 do projecto Processo de Avaliação em Contextos Inclusivos foi discutido o conceito processo de avaliação inclusiva e prepararam-se

Leia mais

21º Congresso Quantificar o Futuro. Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL

21º Congresso Quantificar o Futuro. Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL 21º Congresso Quantificar o Futuro Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL Programa Data Hora Actividade 23/Nov. 11:30 Inauguração Oficial Innovation Lounge Visita efectuada ao Venture Lounge por Sua

Leia mais

SOLUÇÕES DE INFRAESTRUTURA

SOLUÇÕES DE INFRAESTRUTURA DE INFRAESTRUTURA www.alidata.pt geral@alidata.pt +351 244 850 030 A Alidata conta com uma equipa experiente e especializada nas mais diversas áreas, desde a configuração de um simples terminal de trabalho

Leia mais

PHC dteamcontrol Interno

PHC dteamcontrol Interno PHC dteamcontrol Interno A gestão remota de projectos em aberto A solução via Internet que permite acompanhar os projectos em aberto em que o utilizador se encontra envolvido, gerir eficazmente o seu tempo

Leia mais

PHC Workflow CS. O controlo e a automatização de processos internos

PHC Workflow CS. O controlo e a automatização de processos internos PHC Workflow CS O controlo e a automatização de processos internos A solução que permite que um conjunto de acções a executar siga uma ordem pré-definida, de acordo com as normas da empresa, aumentando

Leia mais

EMPRESAS VIRTUAIS. Autor: Pedro Miguel da Silva Fernandes. PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com. Pág.

EMPRESAS VIRTUAIS. Autor: Pedro Miguel da Silva Fernandes. PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com. Pág. EMPRESAS VIRTUAIS Autor: Pedro Miguel da Silva Fernandes Pág. 1 (de 5) PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com EMPRESAS VIRTUAIS Actualmente, vivemos numa época de grandes mudanças

Leia mais

A PHC atingiu recentemente os 400 clientes Licença Garantida. No mercado há pouco mais de um ano, a modalidade que permite os clientes PHC renovarem a licença do seu software por três anos já representa

Leia mais

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Este guia foi produzido como parte da Campanha de Consciencialização Pan-Europeia sobre RSE, uma iniciativa da Comissão Europeia, Directoria

Leia mais

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente Grupo Pestana suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O trabalho de consolidação de informação permitiu desde logo abrir novas possibilidades de segmentação, com base num melhor conhecimento

Leia mais

Entrevista Álvaro Barbosa, Director da Faculdade. das Indústrias Criativas. da Universidade de São José

Entrevista Álvaro Barbosa, Director da Faculdade. das Indústrias Criativas. da Universidade de São José Correspondente especial Vanessa Amaro www.usj.edu.mo Formar talentos para contribuir para o sucesso das indústrias criativas em Macau Entrevista Álvaro Barbosa, Director da Faculdade das Indústrias Criativas

Leia mais

REGULAMENTO DO VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS

REGULAMENTO DO VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS Preâmbulo O CINC CASCAIS - VI Concurso de Ideias de Negócio do Concelho de Cascais é uma iniciativa de captação de ideias

Leia mais

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução:

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução: EDIÇÃO 2011/2012 Introdução: O Programa Formação PME é um programa financiado pelo POPH (Programa Operacional Potencial Humano) tendo a AEP - Associação Empresarial de Portugal, como Organismo Intermédio,

Leia mais

Missão. DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO E FERRAMENTAS PARA A CONQUISTA DOS MERCADOS INTERNACIONAIS ATRAVÉS DA MARCA.

Missão. DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO E FERRAMENTAS PARA A CONQUISTA DOS MERCADOS INTERNACIONAIS ATRAVÉS DA MARCA. O que é a Oficina da Marca? Serviço de gestão integrada e estratégica para o desenvolvimento de produtos e a sua promoção no mercado Global através da marca. Missão DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO

Leia mais

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Da União Europeia vão chegar até 2020 mais de 20 mil milhões de euros a Portugal. Uma pipa de massa, nas palavras do ex-presidente da Comissão

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE MUDANÇA DE COMERCIALIZADOR - CONSULTA PÚBLICA -

PROCEDIMENTOS DE MUDANÇA DE COMERCIALIZADOR - CONSULTA PÚBLICA - PROCEDIMENTOS DE MUDANÇA DE COMERCIALIZADOR - CONSULTA PÚBLICA - 1. ENQUADRAMENTO Na sequência da consulta pública acima mencionada, promovida conjuntamente pelos reguladores português e espanhol, vem

Leia mais