Carbon stocks and changes across a network of Atlantic Forest plots. Simone Vieira (NEPAM/UNICAMP, Brazil)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Carbon stocks and changes across a network of Atlantic Forest plots. Simone Vieira (NEPAM/UNICAMP, Brazil)"

Transcrição

1 Carbon stocks and changes across a network of Atlantic Forest plots Simone Vieira (NEPAM/UNICAMP, Brazil)

2 Forest cover South America the greatest concentration of tropical forests in the world Amazonian region Extra-Amazonian areas in the Pacific coast of Colombia and Ecuador and the Atlantic coast and Iguaçu and Paraná River valleys (2000) FAO

3 Sparovek et al. 2010

4 The Atlantic Forest Cover before ~1.5 million km 2

5 The Atlantic Forest Cover before ~1.5 million km 2...arvoredo que é tanto e tamanho e tão basto e de tanta qualidade de folhagem que não se pode calcular. - Pero Vaz de Caminha (1500)

6 Actually is restricted to no mores than12% of the original area

7

8 CO 2 Carbon dioxide Photosynthesis Respiration + H 2 O + Energy + Water (sunlight) CH 2 O Glucose (SUGAR) O 2 Oxygen gas If Photosynthesis exceeds Respiration, Carbon dioxide will decrease and carbon is stored in the ecosystem

9 Carbon fixed by photosynthesis allocated to growth can store C for varying periods of time Photosynthesis Ecosystem respiration leaf Allocation stem root Loss by leaching, erosion Root Respiration storage Microbial community Soil respiration Litter and SOM decomposition Fire Stabilized SOM

10 Controls over ecosystem processes: state factors, interactive controls, and feedbacks

11 Research questions What is the capacity for these forests to store C? Where could it be stored and for how long? What is their potential to respond to global and local climate change?

12 Biota Project monitor forest structure and dynamics multi-temporal assessment of the floristic composition and species richness Ecosystem studies on N and C cycles

13 ATLANTIC FOREST Tropical Moist Forest Climate: tropical (3 months < 100mm) Temperature: 22-24ºC Precipitation: 2500 mm

14 1000 m 0 m

15 Restinga (seasonally flooded)

16 Lowland tropical moist forest

17 Submontane tropical moist forest

18 Montane tropical moist forest

19 Carbon stocks measurements Tree DBH, Height, Species (above and belowground biomass) Coarse woody debris (CWD) Litterlayer Soil Pantropical allometric equation to estimate biomass (Chave et al. 2005)

20 Total above and below ground carbon storage (MgC ha -1 ) Carbon stock above and belowground in a gradient of elevation in Atlantic Fores and in Amazon forest Live Biomass Fallen and Standing CWD Litter layer Soil (0-100 cm) Root Sea level forest* 100 m 400 m 1,000 m Lowland flooded Lowland Manaus Lowland Santarém Atlantic Forest Site Amazon forest

21 Reservatórios de Carbono na Amazonia Central 1% 1% Estoque de Carbono 10% 6% 4% 38% Árvores Solo Galhos Raizes Finas 12% Raizes grossas Liteira Grossa Folhas 28% Liteira Fina A maior parte do carbono esta estocado nos troncos grossos e no solo Chambers et al. 2004

22 Reservatórios de Carbono na Mata Atlântica Litorânea 1% 1% Estoque de Carbono 1% 1% 6% 4% 28% Árvores Solo Galhos Raizes Finas Raizes grossas Liteira Grossa Folhas 58% Liteira Fina A maior parte do carbono esta estocado nos troncos grossos e no solo Projeto BIOTA - Ubatuba

23 CENÁRIOS CLIMÁTICOS PARA O BRASIL

24 Controls over ecosystem processes: state factors, interactive controls, and feedbacks

25 Carbon fixed by photosynthesis allocated to growth can store C for varying periods of time Photosynthesis Ecosystem respiration leaf Allocation stem root Loss by leaching, erosion Root Respiration storage Microbial community Soil respiration Litter and SOM decomposition Fire Stabilized SOM

26

27 Soil radiocarbon age

28 Soil C stocks and changes across a network of Atlantic Forest plots Soil C Stock (MgC ha -1 ) 350 y = 44,158ln(x) - 13,9 R² = 0, Elevation (a.s.l.m)

29 Soil C Stock (MgC ha -1 ) Soil C stocks and changes across a network of Atlantic Forest plots y = 44,158ln(x) - 13,9 R² = 0,9985 y = -11,808x ,33x ,7 R² = 0, Soil Temperature ( o C) Elevation (a.s.l.m)

30 Conclusion The Tropical Atlantic Forest can be considered an important reservoir of carbon, which can store between MgC ha -1 The global model predict there will have no change on total precipitaion Temperature may increase (~4 o C worst scenario) The increase of the temperature will direct affect total carbon stock in Atlantic forest, especially soil carbon stock By increasing temperature, carbon in fast and slow pools will also be affected

31 Thank you!

32 Alves et al Forest Ecology and Management Forest structure and live aboveground biomass variation along an elevational gradient of tropical Atlantic moist forest (Brazil)

Biodiversidade e Ciclagem de Nutrientes. Estoques de Carbono nas Florestas Brasileiras Simone Aparecida Vieira

Biodiversidade e Ciclagem de Nutrientes. Estoques de Carbono nas Florestas Brasileiras Simone Aparecida Vieira Biodiversidade e Ciclagem de Nutrientes Estoques de Carbono nas Florestas Brasileiras Simone Aparecida Vieira Formas do Carbono no Sistema Terrestre Atmosfera (750) Dióxido de carbono (gás) CO 2 (7)

Leia mais

Anexo A - Monitoramento necessário ao sistema de REDD e medição de estoques de carbono de acordo com a metodologia de Baccini et al.

Anexo A - Monitoramento necessário ao sistema de REDD e medição de estoques de carbono de acordo com a metodologia de Baccini et al. Anexo A - Monitoramento necessário ao sistema de REDD e medição de estoques de carbono de acordo com a metodologia de Baccini et al. 1 1) Monitoramento para REDD+ e o status de Mato Grosso O monitoramento

Leia mais

COMPARAÇÃO DA BIOMASSA ARBÓREA AÉREA ENTRE MONOCULTIVO DE EUCALIPTO E MATA NATIVA

COMPARAÇÃO DA BIOMASSA ARBÓREA AÉREA ENTRE MONOCULTIVO DE EUCALIPTO E MATA NATIVA COMPARAÇÃO DA BIOMASSA ARBÓREA AÉREA ENTRE MONOCULTIVO DE EUCALIPTO E MATA NATIVA COMPARISON BETWEEN AERIAL BIOMASS ARBOREAL MONOCULTURE OF EUCALYPTUS AND NATIVE FOREST HAUBRICHT 1, DAIANE MARIA; MARGONAR

Leia mais

Distribuição Vertical de Raízes em Áreas de Caatinga em Diferentes Tipos de Solo

Distribuição Vertical de Raízes em Áreas de Caatinga em Diferentes Tipos de Solo Distribuição Vertical de Raízes em Áreas de Caatinga em Diferentes Tipos de Solo Vertical Distribution of Roots in Areas Caatinga in Different Types of Soil Eliza Rosário Gomes Marinho de Albuquerque 1

Leia mais

DINÂMICA DA BIOMASSA NA FLORESTA AMAZÔNICA PARA OS ANOS DE 1981 A 2001. 1Luciana C. S. Vieira,2Britaldo S.S.Filho,

DINÂMICA DA BIOMASSA NA FLORESTA AMAZÔNICA PARA OS ANOS DE 1981 A 2001. 1Luciana C. S. Vieira,2Britaldo S.S.Filho, DINÂMICA DA BIOMASSA NA FLORESTA AMAZÔNICA PARA OS ANOS DE 1981 A 2001. 1Luciana C. S. Vieira,2Britaldo S.S.Filho, 1Mestranda em Meteorologia Agrícola - Universidade Federal de Viçosa UFV email: luciana.sousa@ufv.br;

Leia mais

Bioenergia e Sustentabilidade: a perspectiva da indústria. FAPESP 18 de Novembro de 2013. Paulo Artaxo Instituto de Física Universidade de São Paulo

Bioenergia e Sustentabilidade: a perspectiva da indústria. FAPESP 18 de Novembro de 2013. Paulo Artaxo Instituto de Física Universidade de São Paulo Bioenergia e Sustentabilidade: a perspectiva da indústria. FAPESP 18 de Novembro de 2013 Paulo Artaxo Instituto de Física Universidade de São Paulo O que é segurança ambiental e climática? Quais os driving

Leia mais

MODELAGEM DE TROCA LÍQUIDA DE CARBONO NO ECOSSISTEMA PELO SOFTWARE SITE EM FLORESTA DE TRANSIÇÃO AMAZÔNIA CERRADO

MODELAGEM DE TROCA LÍQUIDA DE CARBONO NO ECOSSISTEMA PELO SOFTWARE SITE EM FLORESTA DE TRANSIÇÃO AMAZÔNIA CERRADO MODELAGEM DE TROCA LÍQUIDA DE CARBONO NO ECOSSISTEMA PELO SOFTWARE SITE EM FLORESTA DE TRANSIÇÃO AMAZÔNIA CERRADO PINHEIRO, M. 1 ; VILANI, M. T. 2 ; ALVES, L. S. 3 ; ANDRADE, N. L. R. 4 ; ALVES, M. C.

Leia mais

The Brazilian Pantanal: an overview

The Brazilian Pantanal: an overview The Brazilian : an overview www.cpap.embrapa.br The Brazilian Paraguay River basin in Brazil, Bolivia e Paraguay Data source: Padovani et al unpublished data Data Source: Padovani et al. www.cpap.embrapa.br

Leia mais

Surface to Atmosphere Exchange at an Amazon Pasture/Agricultural Site

Surface to Atmosphere Exchange at an Amazon Pasture/Agricultural Site O Projeto LBA Osvaldo L. L. Moraes Otávio C. Acevedo David R. Fitzjarrald Ricardo K. Sakai Universidade Federal de Santa Maria State University of New York Surface to Atmosphere Exchange at an Amazon Pasture/Agricultural

Leia mais

Avaliação do uso de dados SRTM para estudos ecológicos na Amazônia central

Avaliação do uso de dados SRTM para estudos ecológicos na Amazônia central Avaliação do uso de dados SRTM para estudos ecológicos na Amazônia central Juliana Schietti 1 Debora Drucker 1 Edwin Keizer 1 Arnaldo Carneiro Filho 1 William Magnusson 1 Instituto Nacional de Pesquisas

Leia mais

6 Só será permitido o uso de dicionário INGLÊS/INGLÊS. 8 Utilize para rascunhos o verso de cada página deste Caderno.

6 Só será permitido o uso de dicionário INGLÊS/INGLÊS. 8 Utilize para rascunhos o verso de cada página deste Caderno. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

Mudanças climáticas e serviços ecossistêmicos. Jean Paul Metzger Instituto de Biociências, USP

Mudanças climáticas e serviços ecossistêmicos. Jean Paul Metzger Instituto de Biociências, USP Mudanças climáticas e serviços ecossistêmicos Jean Paul Metzger Instituto de Biociências, USP Plano Duas histórias Os serviços ecossistêmicos e o IPBES Cenários de mudanças climáticas e os serviços Primeira

Leia mais

Membros. Financiadores

Membros. Financiadores Projeto de Pesquisa: ADAPTA- CENTRO DE ESTUDOS DE ADAPTAÇÕES DA BIOTA AQUÁTICA DA AMAZÔNIA Descrição: Interações Biológicas com o Ambiente. Mecanismos de defesa e/ou resistência comuns entre peixes e mamíferos.

Leia mais

Mitigation options and actions in Brazilian Agriculture

Mitigation options and actions in Brazilian Agriculture Mitigation options and actions in Brazilian Agriculture Development of the Brazilian Agricultural NAMAs Luis Gustavo Barioni Embrapa Agricultural Informatics CCAFS FAO NAMAs Workshop, Rome 16/07/2012 Historical

Leia mais

PRINCIPAIS SECAS OCORRIDAS NESTE SÉCULO NO ESTADO DO CEARÁ: UMA AVALIAÇÃO PLUVIOMÉTRICA

PRINCIPAIS SECAS OCORRIDAS NESTE SÉCULO NO ESTADO DO CEARÁ: UMA AVALIAÇÃO PLUVIOMÉTRICA PRINCIPAIS SECAS OCORRIDAS NESTE SÉCULO NO ESTADO DO CEARÁ: UMA AVALIAÇÃO PLUVIOMÉTRICA José M. Brabo Alves; Rubenaldo A. Silva; Everaldo B. Souza; Carlos A. Repelli Departamento de Meteorologia -Divisão

Leia mais

Biomassa Epígea e Estoque de Carbono de Agroflorestas em Tomé-Açu, PA

Biomassa Epígea e Estoque de Carbono de Agroflorestas em Tomé-Açu, PA Biomassa Epígea e Estoque de Carbono de Agroflorestas em Tomé-Açu, PA Aboveground Biomass and the Carbon Storage the Agroforestry in the Tomé-Açu, PA Bolfe, Edson Luis. Embrapa/CPATC - Unicamp/IG, bolfe@cpatc.embrapa.br;

Leia mais

ECOFOR: Biodiversidade e funcionamento de ecossistemas em áreas alteradas pelo homem nas Florestas Amazônica e Atlântica Simone Vieira NEPAM/UNICAMP

ECOFOR: Biodiversidade e funcionamento de ecossistemas em áreas alteradas pelo homem nas Florestas Amazônica e Atlântica Simone Vieira NEPAM/UNICAMP ECOFOR: Biodiversidade e funcionamento de ecossistemas em áreas alteradas pelo homem nas Florestas Amazônica e Atlântica Simone Vieira NEPAM/UNICAMP i) Impactos das alterações humanas sobre o funcionamento

Leia mais

ESTOQUE, PRODUÇÃO E FLUXO DE NUTRIENTES DA LITEIRA GROSSA EM FLORESTA SUBMETIDA À EXPLORAÇÃO SELETIVA DE MADEIRA NO NOROESTE DE MATO GROSSO

ESTOQUE, PRODUÇÃO E FLUXO DE NUTRIENTES DA LITEIRA GROSSA EM FLORESTA SUBMETIDA À EXPLORAÇÃO SELETIVA DE MADEIRA NO NOROESTE DE MATO GROSSO INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA INPA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM ESTOQUE, PRODUÇÃO E FLUXO DE NUTRIENTES DA LITEIRA GROSSA EM FLORESTA SUBMETIDA À EXPLORAÇÃO SELETIVA DE MADEIRA NO

Leia mais

Dra. Débora F. Calheiros

Dra. Débora F. Calheiros Ecological pressures and impacts in the Pantanal Wetland Dra. Débora F. Calheiros Ecology of rivers and connected wetlands Pantanal Water Network 2nd International Workshop on Catchment Management in the

Leia mais

6 Não será permitido o uso de dicionário.

6 Não será permitido o uso de dicionário. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

INSTRUÇÃO PARA REALIZAÇÃO DA PROVA DE PROFICIENCIA EM INGLÊS

INSTRUÇÃO PARA REALIZAÇÃO DA PROVA DE PROFICIENCIA EM INGLÊS INSTRUÇÃO PARA REALIZAÇÃO DA PROVA DE PROFICIENCIA EM INGLÊS 1) Este caderno contém cinco questões discursivas. Caso apresente defeito de impressão ou falta de questão, o candidato deverá solicitar ao

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LETRAS INGLÊS TÉCNICO E CIENTÍFICO PROFESSOR: WELLINGTON BORGES

DEPARTAMENTO DE LETRAS INGLÊS TÉCNICO E CIENTÍFICO PROFESSOR: WELLINGTON BORGES Palavras cognatas, palavras repetidas e marcas tipográficas UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ DEPARTAMENTO DE LETRAS INGLÊS TÉCNICO E CIENTÍFICO PROFESSOR: WELLINGTON BORGES Fatos: A língua inglesa teve origem

Leia mais

EFEITO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA DISPONIBILIDADE HÍDRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARACATU

EFEITO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA DISPONIBILIDADE HÍDRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARACATU EFEITO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA DISPONIBILIDADE HÍDRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARACATU RÔMULA F. DA SILVA 1 ; ELOY L. DE MELLO 2 ; FLÁVIO B. JUSTINO 3 ; FERNANDO F. PRUSKI 4; FÁBIO MARCELINO DE

Leia mais

CARBON STOCK IN ABOVE GROUND BIOMASS AND PASTURE IN SAN JOSE UBA, STATE OF RIO DE JANEIRO. RESUMO

CARBON STOCK IN ABOVE GROUND BIOMASS AND PASTURE IN SAN JOSE UBA, STATE OF RIO DE JANEIRO. RESUMO ESTOQUE CARBONO NA BIOMASSA ACIMA DO SOLO DE PASTAGENS E SERAPILHEIRA EM SÃO JOSÉ DE UBÁ, ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Ana Carolina de Oliveira Goulart 1 e Joyce Maria Guimarães Monteiro 2 RESUMO As intervenções

Leia mais

WELCOME! GCF Task Force Webinar on the GCF Support Network Tool. Audience: Global GCF Stakeholders

WELCOME! GCF Task Force Webinar on the GCF Support Network Tool. Audience: Global GCF Stakeholders WELCOME! GCF Task Force Webinar on the GCF Support Network Tool Audience: Global GCF Stakeholders Host: Amelia Peterson, GCF Training & Knowledge Networks Director Webinar Protocol & Agenda 10:00-05 What

Leia mais

Processo de exportação de perecíveis aos EUA. (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya)

Processo de exportação de perecíveis aos EUA. (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya) Processo de exportação de perecíveis aos EUA (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya) World Production of Tropical Fruit World production of tropical

Leia mais

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Agenda Agenda Futuro da produção farmacêutica Future of pharmaceutical production Compressão como principal ponto no processo de

Leia mais

BIOMASSA DA PARTE AÉREA DA VEGETAÇÃO DA FLORESTA TROPICAL ÚMIDA DE TERRA-FIRME DA AMAZÔNIA BRASILEIRA.

BIOMASSA DA PARTE AÉREA DA VEGETAÇÃO DA FLORESTA TROPICAL ÚMIDA DE TERRA-FIRME DA AMAZÔNIA BRASILEIRA. BIOMASSA DA PARTE AÉREA DA VEGETAÇÃO DA FLORESTA TROPICAL ÚMIDA DE TERRA-FIRME DA AMAZÔNIA BRASILEIRA. Niro HIGUCHI 1, Joaquim dos SANTOS 1, Ralfh João RIBEIRO 1, Luciano MINETTE 1, Yvan BIOT 2 RESUMO

Leia mais

Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Serviços Ambientais da Amazônia SERVAMB

Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Serviços Ambientais da Amazônia SERVAMB 1 INCT-SERVAMB: Relatório MCT (of. Circ. 0247/10) Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Serviços Ambientais da Amazônia SERVAMB Coordenador: Philip Martin Fearnside (pmfearn@inpa.gov.br) Vice-coordenador:

Leia mais

Climate Change - Coal Overview

Climate Change - Coal Overview CSLF : Capacity Building Climate Change - Coal Overview Fernando Luiz Zancan President - Associação Brasileira do Carvão Mineral - ABCM Salvador - 08 September 2008 BRAZILIAN COAL INDUSTRY Resources: 31,7

Leia mais

ANÁLISE DE TENDÊNCIAS NA TEMPERATURA E PRECIPITAÇÃO EM LONDRINA, ESTADO DO PARANÁ

ANÁLISE DE TENDÊNCIAS NA TEMPERATURA E PRECIPITAÇÃO EM LONDRINA, ESTADO DO PARANÁ ANÁLISE DE TENDÊNCIAS NA TEMPERATURA E PRECIPITAÇÃO EM LONDRINA, ESTADO DO PARANÁ WILIAN DA S. RICCE 1, PAULO H. CARAMORI 2, HEVERLY MORAIS 3, DANILO A. B. SILVA 4, LETÍCIA TRINDADE ATAÍDE 5 1 Eng. Agrônomo,

Leia mais

Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems. www.gsd.inesc-id.pt. technology from seed

Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems. www.gsd.inesc-id.pt. technology from seed Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems João Barreto and Paulo Ferreira Distributed Systems Group INESC-ID/Technical University Lisbon, Portugal www.gsd.inesc-id.pt Bandwidth remains

Leia mais

WORLD CUP BRAZIL 2014

WORLD CUP BRAZIL 2014 WORLD CUP BRAZIL 2014 Match Date Match Stadium City Cat 1 Cat 2 Cat 3/4 VIP 1 12 jun Brazil vs. Croatia Arena De São Paulo Sao Paulo $2,900 $2,500 $1,800 2 13 jun Mexico vs. Cameroon Estadio Das Dunas

Leia mais

EROSIVIDADE DA CHUVA NA ÁREA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUÇUÍ PRETO- PI, BRASIL VISANDO O DESENVOLVIMENTO DE MANEJOS DO SOLO

EROSIVIDADE DA CHUVA NA ÁREA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUÇUÍ PRETO- PI, BRASIL VISANDO O DESENVOLVIMENTO DE MANEJOS DO SOLO EROSIVIDADE DA CHUVA NA ÁREA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUÇUÍ PRETO- PI, BRASIL VISANDO O DESENVOLVIMENTO DE MANEJOS DO SOLO Raimundo Mainar de Medeiros 1, Paulo Roberto Megna Francisco 2, Roseane Cristina

Leia mais

Carlos A Nobre Centro de Ciência do Sistema Terrestre, INPE. Foto: David McGrath. Senado Federal

Carlos A Nobre Centro de Ciência do Sistema Terrestre, INPE. Foto: David McGrath. Senado Federal MUDANÇAS AS CLIMÁTICAS E O BRASIL Carlos A Nobre Centro de Ciência do Sistema Terrestre, INPE Foto: David McGrath Senado Federal Brasília, 29 de Outubro de 2008 Vulnerabilidade do Brasil às Mudanças Climáticas

Leia mais

Belo Monte e os Gases de Efeito Estufa. 6: As Árvores Mortas e Emissões Pré-Represa

Belo Monte e os Gases de Efeito Estufa. 6: As Árvores Mortas e Emissões Pré-Represa Site Globoamazonia http://colunas.globoamazonia.com/philipfearnside/ Belo Monte e os Gases de Efeito Estufa. 6: As Árvores Mortas e Emissões Pré-Represa seg, 25/01/10 por Globo Amazônia categoria Uncategorized

Leia mais

Colonização de macroinvertebrados durante a decomposição de Eichhornia azurea (Swartz) Kunth em uma lagoa, sul do estado do Amazonas

Colonização de macroinvertebrados durante a decomposição de Eichhornia azurea (Swartz) Kunth em uma lagoa, sul do estado do Amazonas Colonização de macroinvertebrados durante a decomposição de Eichhornia azurea (Swartz) Kunth em uma lagoa, sul do estado do Amazonas The macroinvertebrate colonization during decomposition of Eichhornia

Leia mais

Solutions. Adição de Ingredientes. TC=0.5m TC=2m TC=1m TC=3m TC=10m. O Tempo de Ciclo do Processo é determinado pelo TC da operação mais lenta.

Solutions. Adição de Ingredientes. TC=0.5m TC=2m TC=1m TC=3m TC=10m. O Tempo de Ciclo do Processo é determinado pelo TC da operação mais lenta. Operations Management Homework 1 Solutions Question 1 Encomenda Preparação da Massa Amassar Adição de Ingredientes Espera Forno Entrega TC=0.5m TC=2m TC=1m TC=3m TC=10m TC=1.5m (se mesmo operador) O Tempo

Leia mais

Um ensaio à natureza e causas do valor económico dos incêndios florestais em Portugal

Um ensaio à natureza e causas do valor económico dos incêndios florestais em Portugal Contributo da Engenharia para DFCI Um ensaio à natureza e causas do valor económico dos incêndios florestais em Portugal Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Lisboa, 11 de Abril 2014 Welfare Conceito

Leia mais

Transport in Brazil Overview. Dr. Giselle Xavier Brookes Visiting Research Fellow UDESC - State University of Santa Catarina - Brasil

Transport in Brazil Overview. Dr. Giselle Xavier Brookes Visiting Research Fellow UDESC - State University of Santa Catarina - Brasil Transport in Brazil Overview Dr. Giselle Xavier Brookes Visiting Research Fellow UDESC - State University of Santa Catarina - Brasil Brazil in the World http://www.geographicguide.com/maps.htm Latin America

Leia mais

MÉTODO DE ANÁLISE DA VULNERABILIDADE COSTEIRA À EROSÃO

MÉTODO DE ANÁLISE DA VULNERABILIDADE COSTEIRA À EROSÃO MÉTODO DE ANÁLISE DA VULNERABILIDADE COSTEIRA À EROSÃO João Thadeu de Menezes; Antonio Henrique da Fontoura Klein. Laboratório de Oceanografia Geológica.- Centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014 TEXTO Brazil Leads Decline Among World's Biggest Companies THE losses OF São Paulo's stock market AND THE decline OF Brazil's real made Brazilian companies THE biggest losers among THE world's major companies,

Leia mais

Grupo de Trabalho da Soja Moratória da Soja no Bioma Amazônia Brasileiro

Grupo de Trabalho da Soja Moratória da Soja no Bioma Amazônia Brasileiro Grupo de Trabalho da Soja Moratória da Soja no Bioma Amazônia Brasileiro Um iniciativa multistakeholder de sucesso no combate ao desflorestamento Carlo Lovatelli Presidente - ABIOVE Copenhagen, Denmark

Leia mais

A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores

A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores Departamento de Alterações Climáticas, Ar e Ruído (DACAR) Divisão de Poluição Atmosférica e Alterações Climáticas

Leia mais

Relações entre diferentes fases da monção na América do Sul

Relações entre diferentes fases da monção na América do Sul Relações entre diferentes fases da monção na América do Sul Alice M. Grimm e Leandro Yorinori Universidade Federal do Paraná - UFPR - Caixa Postal 19044 - Curitiba, PR - Brasil grimm@fisica.ufpr.br ABSTRACT:

Leia mais

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios Sandra Sofia Brito da Silva Dissertação

Leia mais

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br Preposições na língua inglesa geralmente vem antes de substantivos (algumas vezes também na frente de verbos no gerúndio). Algumas vezes é algo difícil de se entender para os alunos de Inglês pois a tradução

Leia mais

Impacto dos padrões de circulação nos recursos de energia renovável na Ibéria

Impacto dos padrões de circulação nos recursos de energia renovável na Ibéria Impacto dos padrões de circulação nos recursos de energia renovável na Ibéria EOLICA HIDRAULICA SOLAR Ricardo Machado Trigo (Univ. Lisboa) Agradecimentos: S. Jerez, D. Pozo-Vázquez, J.P. Montávez, S.M.

Leia mais

OXIRREDUÇÃO EM SOLOS ALAGADOS AFETADA POR RESÍDUOS VEGETAIS

OXIRREDUÇÃO EM SOLOS ALAGADOS AFETADA POR RESÍDUOS VEGETAIS OXIRREDUÇÃO EM SOLOS ALAGADOS AFETADA POR RESÍDUOS VEGETAIS Rogério Oliveira de Sousa (Engenheiro Agrônomo) OXIRREDUÇÃO EM SOLOS ALAGADOS AFETADA POR RESÍDUOS VEGETAIS Autor: Rogério Oliveira de Sousa

Leia mais

VARIAÇÕES SAZONAIS DE FLUXO E CONCENTRAÇÃO DE DIÓXIDO DE CARBONO SOBRE UMA ÁREA DE FLORESTA NA REGIÃO CENTRAL DA AMAZÔNIA.

VARIAÇÕES SAZONAIS DE FLUXO E CONCENTRAÇÃO DE DIÓXIDO DE CARBONO SOBRE UMA ÁREA DE FLORESTA NA REGIÃO CENTRAL DA AMAZÔNIA. VARIAÇÕES SAZONAIS DE FLUXO E CONCENTRAÇÃO DE DIÓXIDO DE CARBONO SOBRE UMA ÁREA DE FLORESTA NA REGIÃO CENTRAL DA AMAZÔNIA. Rafael FERREIRA DA COSTA 1, Gilberto FISCH 2, Antonio Roberto PEREIRA 1, Alistair

Leia mais

Aquecimento global Rise of temperature

Aquecimento global Rise of temperature Aquecimento global Rise of temperature Drop by drop. Comenius project What is Global warming? Aquecimento global é o aumento da temperatura média dos oceanos e do ar perto da superfície da Terra ocorrido

Leia mais

Uma investigação da retroalimentação do enfraquecimento da circulação termohalina pela atmosfera

Uma investigação da retroalimentação do enfraquecimento da circulação termohalina pela atmosfera Uma investigação da retroalimentação do enfraquecimento da circulação termohalina pela atmosfera M.M. Coutinho e B.J. Hoskins University of Reading ABSTRACT Potential changes in the North Atlantic sea

Leia mais

IMPACTOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA EVATRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA EM SANTA CATARINA

IMPACTOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA EVATRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA EM SANTA CATARINA IMPACTOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA EVATRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA EM SANTA CATARINA Angelo Mendes Massignam 1 ; Claudia G. Camargo 2 ; Cristina Pandolfo 3, Daniel A. Malandrin 4 1 Eng. Agrônomo, PhD, Epagri/Ciram

Leia mais

Uma empresa do grupo:

Uma empresa do grupo: Rua Horta dos Bacelos, Lt. 18, 3º - 2690-390 Santa Iria de Azóia T: +351 219 533130 F: +351 219 533131 info@hseabra.seabraglobal.com www.seabraglobal.com Uma empresa do grupo: 02 03 Icestop é um sistema

Leia mais

Mapeamento e Inventário da Flora e dos Reflorestamentos de Minas Gerais. Capítulo III

Mapeamento e Inventário da Flora e dos Reflorestamentos de Minas Gerais. Capítulo III Mapeamento e Inventário da Flora e dos Reflorestamentos de Minas Gerais. Capítulo III Projeto monitoramento 2005 Resumo do livro Mapeamento e Inventário da Flora e dos Reflorestamentos de Minas Gerais.

Leia mais

Quantificação De Biomassa E Carbono De Fragmento De Mata Atlântica Localizada Na Apa Do Pratigi

Quantificação De Biomassa E Carbono De Fragmento De Mata Atlântica Localizada Na Apa Do Pratigi Quantificação De Biomassa E Carbono De Fragmento De Mata Atlântica Localizada Na Apa Do Pratigi Lorena da Paz Oliveira¹; Andrea Vita Reis Mendonça²; Bruno Melo da Matta³, Josival Santos Souza², José da

Leia mais

BALANÇO DE CARBONO EM FLORESTA DE EUCALIPTO

BALANÇO DE CARBONO EM FLORESTA DE EUCALIPTO BALANÇO DE CARBONO EM FLORESTA DE EUCALIPTO Raquel Couto Evangelista Baesso 1, Mariana Gonçalves dos Reis 1, Aristides Ribeiro 1, Mariano Pereira Silva 1 1 Universidade Federal de Viçosa UFV Departamento

Leia mais

Efeitos de área e de borda sobre a estrutura florestal em fragmentos de floresta de terra-firme após 13-17 anos de isolamento

Efeitos de área e de borda sobre a estrutura florestal em fragmentos de floresta de terra-firme após 13-17 anos de isolamento Efeitos de área e de borda sobre a estrutura florestal em fragmentos de floresta de terra-firme após 13-17 anos de isolamento Henrique E. M. NASCIMENTO 1, William F. LAURANCE 1,2 RESUMO As estimativas

Leia mais

Modelos de Gestão de Estoques e Otimização do Sistema de Ressuprimento para uma rede de Drogarias

Modelos de Gestão de Estoques e Otimização do Sistema de Ressuprimento para uma rede de Drogarias Dayves Pereira Fernandes de Souza Modelos de Gestão de Estoques e Otimização do Sistema de Ressuprimento para uma rede de Drogarias Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial

Leia mais

Secas Extremas e Mudanças Climáticas: Mudanças Climáticas e os Impactos na Região Sudeste do Brasil

Secas Extremas e Mudanças Climáticas: Mudanças Climáticas e os Impactos na Região Sudeste do Brasil Secas Extremas e Mudanças Climáticas: Mudanças Climáticas e os Impactos na Região Sudeste do Brasil Jose A. Marengo CEMADEN jose.marengo@cemaden.gov.br IPCC WG1, Chapter 3 (2013) Mudancas observadas na

Leia mais

XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, Foz de Iguaçu-PR, 2002

XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, Foz de Iguaçu-PR, 2002 XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, Foz de Iguaçu-PR, 22 VARIAÇÃO HORÁRIA DE CONCENTRAÇÃO E FLUXOS DE DIÓXIDO DE CARBONO NO MANGUEZAL: UM ESTUDO DE CASO Vanda Mª.Sales de Andrade, Antonio Carlos

Leia mais

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA. REQUERIMENTO Nº, de 2014 (Do Sr. Ricardo Tripoli)

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA. REQUERIMENTO Nº, de 2014 (Do Sr. Ricardo Tripoli) COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA REQUERIMENTO Nº, de 2014 (Do Sr. Ricardo Tripoli) Requer realização de Audiência Pública para tratar dos sistemas de controle e fiscalização

Leia mais

PERDA DA BIODIVERSIDADE DEVIDA AO IMPACTO DE TRANSFERÊNCIA DE CARBONO PARA A ATMOSFERA. Marcela Valles Lange & Cassia Maria Lie Ugaya

PERDA DA BIODIVERSIDADE DEVIDA AO IMPACTO DE TRANSFERÊNCIA DE CARBONO PARA A ATMOSFERA. Marcela Valles Lange & Cassia Maria Lie Ugaya PERDA DA BIODIVERSIDADE DEVIDA AO IMPACTO CLIMÁTICO DO USO DO SOLO NA ACV: DADOS REGIONAIS DE TRANSFERÊNCIA DE CARBONO PARA A ATMOSFERA Marcela Valles Lange & Cassia Maria Lie Ugaya Introdução Categoria

Leia mais

SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS

SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS 1 de 7 26/6/2009 16:33 SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS Suelen Neves Boschetto, Flávio Neves Jr CPGEI Universidade Tecnológica

Leia mais

NUTRIÇÃO MINERAL DE PLANTAS NATIVAS DO CERRADO 1

NUTRIÇÃO MINERAL DE PLANTAS NATIVAS DO CERRADO 1 Nutrição mineral de plantas nativas do cerrado 54 NUTRIÇÃO MINERAL DE PLANTAS NATIVAS DO CERRADO 1 M. HARIDASAN 2 Departamento de Ecologia, Universidade de Brasília INTRODUÇÃO Esta apresentação inclui

Leia mais

FONTES DE ERROS NAS ESTIMATIVAS DE BIOMASSA E CARBONO FIXADO NA FLORESTA OMBRÓFILA MISTA 1

FONTES DE ERROS NAS ESTIMATIVAS DE BIOMASSA E CARBONO FIXADO NA FLORESTA OMBRÓFILA MISTA 1 69 FONTES DE ERROS NAS ESTIMATIVAS DE BIOMASSA E CARBONO FIXADO NA FLORESTA OMBRÓFILA MISTA 1 Sources of Error in Estimating Dry Biomass and Carbon Storage in Mixed Ombrophilous Forest Henrique Soares

Leia mais

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them?

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them? GUIÃO A Prova construída pelos formandos e validada pelo GAVE, 1/7 Grupo: Chocolate Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas 1º Momento Intervenientes

Leia mais

Unidade I Geografia física mundial e do Brasil.

Unidade I Geografia física mundial e do Brasil. Unidade I Geografia física mundial e do Brasil. 2 2.2 Conteúdo: Os Grandes Biomas no Brasil. 3 2.2 Habilidade: Comparar as formações vegetais existentes no Brasil e seus diferentes biomas. 4 Biomas da

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA - INPA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DE FLORESTAS TROPICAIS

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA - INPA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DE FLORESTAS TROPICAIS 1 INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA - INPA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DE FLORESTAS TROPICAIS IMPACTO DO MANEJO FLORESTAL COMUNITÁRIO NO ESTOQUE DE CARBONO DA VEGETAÇÃO DA RESERVA DE

Leia mais

Encontro Técnico AESABESP - FENASAM 26o. Congresso Nacional de Saneamento e Meio Ambiente A CRISE DA ÁGUA E SUAS CONSEQUÊNCIAS NO SÉCULO XXI

Encontro Técnico AESABESP - FENASAM 26o. Congresso Nacional de Saneamento e Meio Ambiente A CRISE DA ÁGUA E SUAS CONSEQUÊNCIAS NO SÉCULO XXI Encontro Técnico AESABESP - FENASAM 26o. Congresso Nacional de Saneamento e Meio Ambiente A CRISE DA ÁGUA E SUAS CONSEQUÊNCIAS NO SÉCULO XXI MR ÁGUA E ENERGIA: O DESAFIO DA SUSTENTABILIDADE Eduardo Mario

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

CENTRAL COMISSION FOR THE NAVIGATION OF THE RHINE

CENTRAL COMISSION FOR THE NAVIGATION OF THE RHINE CENTRAL COMISSION FOR THE NAVIGATION OF THE RHINE INLAND WATERWAY TRANSPORT IN TIMES OF GLOBALISATION PREPARATORY WORKSHOP AND SIDE EVENT PARAGUAY PARANÁ INLAND WATERWAY MARSEILLE (France), 13 MARCH 2012

Leia mais

Dinâmica do crescimento da biomassa aérea para floresta tropical

Dinâmica do crescimento da biomassa aérea para floresta tropical Dinâmica do crescimento da biomassa aérea para floresta tropical Glayson F. B. Chagas 1, Vanessa A. Dantas 1, Vicente P. R. Silva 2, Antonio C. L. Costa 3 1 Msc. em Meteorologia, Instituto Nacional de

Leia mais

ANÁLISE CLIMATOLÓGICA DE DIAS CONSECUTIVOS SEM CHUVA NO ESTADO DO PARANÁ RESUMO

ANÁLISE CLIMATOLÓGICA DE DIAS CONSECUTIVOS SEM CHUVA NO ESTADO DO PARANÁ RESUMO ANÁLISE CLIMATOLÓGICA DE DIAS CONSECUTIVOS SEM CHUVA NO ESTADO DO PARANÁ Ângela Beatriz F. da Costa, Heverly Morais, Paulo Henrique Caramori, Wilian da Silva Ricce,, Letícia Trindade Ataíde,, Inês Fumiko

Leia mais

Análise de Tendências de Extremos para o Planalto Central

Análise de Tendências de Extremos para o Planalto Central Análise de Tendências de Extremos para o Planalto Central Luiz André R. dos Santos 1, Fábio Cunha Conde 1, Danielle Barros Ferreira 1, Andrea Malheiros Ramos 1 1 Instituto Nacional de Meteorologia INMET

Leia mais

RPPNs e FAZENDAS. As RPPNs da Vale e sua contribuição para a conservação da biodiversidade no Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais

RPPNs e FAZENDAS. As RPPNs da Vale e sua contribuição para a conservação da biodiversidade no Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais As RPPNs da Vale e sua contribuição para a conservação da biodiversidade no Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais RPPNs e FAZENDAS Vale s RPPNs and its contribution to biodiversity conservation in the

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DA HISTÓRIA RECENTE DE INCÊNDIOS EM PLANTAÇÕES INDUSTRIAIS NO BRASIL

CARACTERIZAÇÃO DA HISTÓRIA RECENTE DE INCÊNDIOS EM PLANTAÇÕES INDUSTRIAIS NO BRASIL NOVTEC 2010 Workshop Novas Tecnologias em Gestão Florestal Sustentável A gestão do risco de incêndio e a gestão da cadeia de valor 25-26 de Outubro, 2010 Lisboa, Portugal CARACTERIZAÇÃO DA HISTÓRIA RECENTE

Leia mais

Comparação entre dados de precipitação obtidos por satélites e por pluviômetros no Vale do Paraíba

Comparação entre dados de precipitação obtidos por satélites e por pluviômetros no Vale do Paraíba Comparação entre dados de precipitação obtidos por satélites e por pluviômetros no Vale do Paraíba Patrícia Mayumi Teramoto 1 Gilberto Fisch 2 Silvio Jorge Coelho Simões 1 1 Universidade Estadual Paulista

Leia mais

Micro-ambientes marítimos: método para sua definição. Marítime microenvironment: method for its definition

Micro-ambientes marítimos: método para sua definição. Marítime microenvironment: method for its definition Teoria e Prática na Engenharia Civil, n.12, p.93-99, Outubro, 2008 Micro-ambientes marítimos: método para sua definição Marítime microenvironment: method for its definition Sônia S. F. Bretanha 1 & André

Leia mais

Jose A Marengo CCST INPE São Paulo, Brazil jose.marengo@inpe.br

Jose A Marengo CCST INPE São Paulo, Brazil jose.marengo@inpe.br Simulations of climate and natural vegetation in South America during the mid Holocene using the CPTEC atmospheric global climate model and potential vegetation model Jose A Marengo CCST INPE São Paulo,

Leia mais

ENERSUL Jerson Kelman A Expansão do Setor Elétrico e a Amazônia. 05 de junho de 2013

ENERSUL Jerson Kelman A Expansão do Setor Elétrico e a Amazônia. 05 de junho de 2013 ENERSUL Jerson Kelman A Expansão do Setor Elétrico e a Amazônia 05 de junho de 2013 A hidroeletricidade é renovável graças à energia solar Guta é uma gotinha de água que mora dentro de uma nuvem. Ela anda

Leia mais

SPATIAL DISTRIBUITION OF TURBITY IN A STRETCH OF MADEIRA RIVER MONITORING MADEIRA RIVER PROJECT PORTO VELHO (RO)

SPATIAL DISTRIBUITION OF TURBITY IN A STRETCH OF MADEIRA RIVER MONITORING MADEIRA RIVER PROJECT PORTO VELHO (RO) SPATIAL DISTRIBUITION OF TURBITY IN A STRETCH OF MADEIRA RIVER MONITORING MADEIRA RIVER PROJECT PORTO VELHO (RO) 4th scientific meeting of the ORE-HIBAM. September 2011 4a Scientific Meeting ORE-HYBAM

Leia mais

ufsm partnerships with the armed forces and the relation between the university and companies

ufsm partnerships with the armed forces and the relation between the university and companies ufsm partnerships with the armed forces and the relation between the university and companies prof. tiago bandeira marchesan the higher education in brazil a educação superior no brasil Percentual distribuition

Leia mais

O Brasil que você procura. The Brazil you are looking for. Turismo Náutico. Nautical Tourism

O Brasil que você procura. The Brazil you are looking for. Turismo Náutico. Nautical Tourism O Brasil que você procura The Brazil you are looking for Turismo Náutico Nautical Tourism O país das águas tem vocação nata para a navegação. Bons ventos, paraísos intocados e clima favorável ao esporte

Leia mais

Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante?

Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante? Do you know how to ask questions in English? Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante? Note que tanto

Leia mais

MOBILITY AND SUSTAINABILITY Rosario, May 9th 14th, 2011. jaime lerner arquitetos associados

MOBILITY AND SUSTAINABILITY Rosario, May 9th 14th, 2011. jaime lerner arquitetos associados MOBILITY AND SUSTAINABILITY Rosario, May 9th 14th, 2011 STRATEGIC VISION AND URBAN STRUCTURE VITA, THE TURTLE OTTO, THE AUTOMOBILE ACCORDION, THE FRIENDLY BUS DRAWING THE CITIES... URBAN STRUCTURE OF

Leia mais

UBIQUITOUS COLLABORATION. http://www.trprocess.com

UBIQUITOUS COLLABORATION. http://www.trprocess.com UBIQUITOUS COLLABORATION http://www.trprocess.com Our Company TR PROCESS SMART PROCESS EXPERTS A expressão Smart Process Application, como utilizamos hoje, foi definida e utilizada em seus relatórios pelos

Leia mais

Quais são os gases do efeito estufa?

Quais são os gases do efeito estufa? Foto: Edu Coelho O efeito estufa Nos últimos anos os cientistas têm pesquisado os aspectos climáticos do nosso planeta e uma importante e preocupante descoberta é a elevação de sua temperatura média devido

Leia mais

Climate Change and Energy Security in Brazil: Understanding the Impact of Climate Change on the Energy Sector

Climate Change and Energy Security in Brazil: Understanding the Impact of Climate Change on the Energy Sector Climate Change and Energy Security in Brazil: Understanding the Impact of Climate Change on the Energy Sector Prof. Roberto Schaeffer (with Alexandre Szklo and Andre Lucena) Energy Planning Program, COPPE

Leia mais

PRECIPITAÇÃO EFETIVA E INTERCEPTAÇÃO EM FLORESTAS DE PINHEIROS TROPICAIS E EM RESERVA DE CERRADÃO

PRECIPITAÇÃO EFETIVA E INTERCEPTAÇÃO EM FLORESTAS DE PINHEIROS TROPICAIS E EM RESERVA DE CERRADÃO IPEF, n.24, p.43-46, ago.1983 PRECIPITAÇÃO EFETIVA E INTERCEPTAÇÃO EM FLORESTAS DE PINHEIROS TROPICAIS E EM RESERVA DE CERRADÃO W. P. LIMA ESA LQ-USP, Depto. de Silvicultura, 13.400 - Piracicaba - SP N.

Leia mais

Desmatamento e Mudanças

Desmatamento e Mudanças Cuiabá-MT Agosto de 2007 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos CPTEC Desmatamento e Mudanças as Climáticas Gilvan Sampaio Carlos Nobre sampaio@cptec.inpe.br

Leia mais

SIMULAÇÃO DE EVENTOS EXTREMOS DE PRECIPITAÇÃO NA REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO NO CLIMA PRESENTE E FUTURO UTILIZANDO O MODELO ETA-HADCM3

SIMULAÇÃO DE EVENTOS EXTREMOS DE PRECIPITAÇÃO NA REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO NO CLIMA PRESENTE E FUTURO UTILIZANDO O MODELO ETA-HADCM3 SIMULAÇÃO DE EVENTOS EXTREMOS DE PRECIPITAÇÃO NA REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO NO CLIMA PRESENTE E FUTURO UTILIZANDO O MODELO ETA-HADCM3 Kelen M. Andrade 1, Henri R. Pinheiro 1, 1 Centro de Previsão

Leia mais

Urban Growth, Vulnerability and Adaptation: Social and Ecological Dimensions of Climate Change on the Coast of São Paulo (2009-2013)

Urban Growth, Vulnerability and Adaptation: Social and Ecological Dimensions of Climate Change on the Coast of São Paulo (2009-2013) Urban Growth, Vulnerability and Adaptation: Social and Ecological Dimensions of Climate Change on the Coast of São Paulo (2009-2013) 22 Doutores; 17 Orientações; 58 Alunos (Iniciação Científico, Mestrado,

Leia mais

EQUAÇÕES PARA ESTIMAR A QUANTIDADE DE CARBONO NA PARTE AÉREA DE ÁRVORES DE EUCALIPTO EM VIÇOSA, MINAS GERAIS 1

EQUAÇÕES PARA ESTIMAR A QUANTIDADE DE CARBONO NA PARTE AÉREA DE ÁRVORES DE EUCALIPTO EM VIÇOSA, MINAS GERAIS 1 533 EQUAÇÕES PARA ESTIMAR A QUANTIDADE DE CARBONO NA PARTE AÉREA DE ÁRVORES DE EUCALIPTO EM VIÇOSA, MINAS GERAIS 1 Carlos Pedro Boechat Soares 2 e Marcio Leles Romarco de Oliveira 3 RESUMO - Este trabalho

Leia mais

Virgilio Viana Secretario de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas - SDS

Virgilio Viana Secretario de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas - SDS MECANISMO DE COMPENSAÇÃO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS PROVIDOS POR FLORESTAS E MUDANÇAS DO USO DA TERRA: A PROPOSTA DO GOVERNO DO AMAZONAS Virgilio Viana Secretario de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

Leia mais

De olho no clima: o aquecimento global em foco

De olho no clima: o aquecimento global em foco Módulo 3 Unidade 21 De olho no clima: o aquecimento global em foco Para início de conversa... Será que vai chover? Bem, esta pergunta é muito comum, o tempo sempre foi pretexto para iniciar uma conversa,

Leia mais

Challenges and lessons learned from the Surui Forest Carbon Project, Brazilian Amazon. Pedro Soares / IDESAM

Challenges and lessons learned from the Surui Forest Carbon Project, Brazilian Amazon. Pedro Soares / IDESAM Challenges and lessons learned from the Surui Forest Carbon Project, Brazilian Amazon Pedro Soares / IDESAM Project Proponent & Partners Proponent: Support and supervise the project activities and will

Leia mais

Public Transport in Numbers

Public Transport in Numbers Nino Aquino ninoaquino@sinergiaestudos.com.br Sinergia Estudos e Projetos Ltda www.sinergiaestudos.com.br September 2009 Demand in bus systems Urban Bus Systems Main State Capitals* Passengers per month

Leia mais