Anotações acerca da produção acadêmica sobre o fracasso escolar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Anotações acerca da produção acadêmica sobre o fracasso escolar"

Transcrição

1 Anotações acerca da produção acadêmica sobre o fracasso escolar Ângelo Ricardo de Souza 1 A discussão sobre o fracasso escolar não é nova no Brasil. O incremento da preocupação com a qualidade do ensino e com o resultado pedagógico apresentado pelos alunos, particularmente na educação pública, coincide com a constituição da educação de/para as massas, processo concomitante com a segunda fase da industrialização brasileira, no início da segunda metade do século XX. E esta preocupação é ainda maior quando o país se depara com a confirmação de impressões que se tinha de há muito tempo sobre os resultados pedagógicos do trabalho escolar, através da implantação dos mecanismos de avaliação do sistema de ensino, a partir, especialmente, da constituição do SAEB nos anos 90. A aplicação de provas padronizadas nacionalmente para alunos dos atuais ensinos fundamental e médio, com todos os deméritos que esse sistema de avaliação possa ter, tem mostrado resultados alarmantes tanto quanto às condições de ensino/aprendizagem quanto, e principalmente, ao desempenho dos alunos e alunas brasileiros, evidenciando o fracasso do sistema. Bem, mas se esta situação e preocupação não são novas, o que os estudos na área têm apresentado? Em que medida o problema do fracasso escolar tem estado presente na produção acadêmica educacional brasileira? Como o problema tem sido abordado? Como se caracteriza a produção na área? Para tratar dessas questões é que este texto foi produzido. Seu objetivo é apresentar uma síntese sobre a produção acerca do fracasso escolar a partir de um banco de dados abrangente construído pelo grupo de pesquisa Instituição Escolar e Prática Pedagógica 2 (CNPq), que identifica a partir do arquivo nacional de teses e dissertações na área da educação (ANPED, 1999) as pesquisas que tomaram a escola por objeto de estudos. Este texto também utilizou o CD- ROM da ANPED (1999), para acessar os resumos dos trabalhos selecionados. Notas teóricas sobre o fracasso escolar Um dos principais autores a tratar dos problemas que se relacionam ao insucesso dos alunos na escola foi Pierre Bourdieu. Mesmo não tendo tomado o fracasso como objeto de estudos, sua preocupação estava mais vinculada às formas pelas quais a instituição escolar reproduz elementos da cultura dominante, ainda assim, o autor nos dá pistas interessantes para pensarmos o problema. Isto é, mesmo que Bourdieu possa ser acusado de ter analisado pouco (ou não ter analisado) a escola como espaço de produção de uma possível cultura de resistência (nos termos de T. Adorno, 1 Professor do Setor de Educação da UFPR. Mestre e Doutorando em Educação (EHPS) pela PUC-SP. 2 Da PUC-SP, 2003, coordenado pelos professores Alda J. Marin, José Geraldo S. Bueno, Luciana M. Giovanni, Marcos C. de Freitas, Maria das Mercês F. Sampaio.

2 1998), não quer dizer que ele estivesse equivocado quando afirmou que a hegemonia cultural na sociedade é reproduzida pelos mecanismos formais de ensino. Bourdieu, em um dos seus textos ( Os excluídos do interior ), ao tomar o Liceu como campo empírico da investigação, não o faz aleatoriamente. Esta escolha é fundamental pois o Liceu é a expressão (francesa) mais acabada da democratização do acesso à escolarização. E o autor conclui mostrando que o acesso a esta escola e o êxito estudantil não representa mudança nas condições sociais, pois o que há, conforme ele afirma ainda em outro artigo, é uma cultura aristocrática e sobretudo uma relação aristocrática com essa cultura, que o sistema de ensino transmite e exige (1998, p. 55). Com a diminuição das barreiras formais no sistema de ensino há uma conseqüente ampliação do acesso (e mesmo do êxito!), todavia isto não representa superação das tradicionais condições sociais e os mecanismos de desigualdade se mantém. Com essa ampliação do acesso, os mais desfavorecidos (para não chamá-los de excluídos...) estão dentro do sistema, a priori iludidos sobre as suas reais possibilidades de superação das condições sociais. Na verdade, o autor chega a considerar a possibilidade de que as famílias francesas estariam vendo o equívoco: a instituição escolar tende a ser considerada cada vez mais, tanto pelas famílias quanto pelos próprios alunos, como um engodo, fonte de uma imensa decepção coletiva: essa espécie de terra prometida, semelhante ao horizonte, que recua na medida em que se avança em sua direção (p. 221) As razões para tanto? A descoberta de que os títulos, os diplomas, conquistados com sacrifício pelos alunos, filhos das famílias de menor capital cultural e econômico, são diplomas desvalorizados. Neste ponto, em particular, Bourdieu destaca o caráter de responsabilização do indivíduo provocado por este processo de democratização do ensino, pois o fracasso social e econômico dos alunos egressos dessas escolas, decorrente dos seus diplomas não valorizados é reputado à responsabilidade do sujeito que não utilizou a chance que teve. Quando esta culpa pelo insucesso recai sobre o indivíduo, a exclusão torna-se mais cruel do que a própria exclusão formal/oficial, pois há dispositivos inconscientes tanto da sociedade, da escola, do professor, quanto do próprio aluno que levam ao reconhecimento (que estigmatiza) de que este indivíduo não está em sintonia com o mundo escolarizado. A isto o autor chama de disfunções, mecanismos insensíveis e inconscientes que servem de lastro na promoção da democratização. É algo como o preço a pagar pelo acesso de todos à escolaridade: a baixa qualidade para a maioria e/ou a desvalorização do produto do trabalho escolar na educação de massa e massificada. A idéia de sucesso para o autor está muito mais relacionada à eliminação branda, isto é, aos procedimentos de orientação e seleção cada vez mais precoces, que se apresentam como

3 práticas insensíveis e inconscientes, graduais e imperceptíveis, despercebidas tanto por aqueles que as exercem quanto por aqueles que são suas vítimas. Enfim, a escola exclui; mas, a partir de agora, exclui de maneira contínua (...), e mantém em seu seio aqueles que exclui, contentando-se em relega-los para os ramos mais ou menos desvalorizados. Por conseguinte, esses excluídos do interior são votados a oscilar em função, sem dúvida, das flutuações e das oscilações das sanções aplicadas entre a adesão maravilhada à ilusão que ela propõe e a resignação a seus veredictos, entre a submissão ansiosa e a revolta impotente. Eles não podem deixar de descobrir, mais ou menos rapidamente, que a identidade das palavras ( liceu,...) esconde a diversidade das coisas; (...); que o diploma para o qual se preparam é um certificado sem valor... (1998, p. 224) A tese central daquele texto é corroborada pelos indicadores apontados em outro estudo ( Categorias do juízo professoral ), através do qual Bourdieu aponta as relações entre a camada social de origem do aluno e o juízo do professor sobre ele. Assim como em os excluídos do interior, o autor vê que o resultado da produção escolar dos alunos é diretamente proporcional ao capital cultural da sua família. Isto é, na medida em que crescem os locais de residência e o status da profissão dos pais, cresce a classificação dos alunos na produção escolar e no juízo dos seus professores. E a recíproca é verdadeira: quanto menor o status da profissão e endereço dos pais, menor é a classificação dos seus filhos na escola. Isto também pode ser explicado pela análise da linguagem do ensino, buscando percebe-la como não-natural aos educandos, mas como de convívio mais íntimo para alguns daqueles do que para outros. Esta linguagem está diretamente associada à língua culta padronizada, o que dificulta para alguns a sua compreensão:... a linguagem é a parte mais inatingível e a mais atuante da herança cultural, (...) e (...) a linguagem universitária é muito desigualmente distante da linguagem efetivamente falada pelas diferentes classes sociais, [logo] não se pode conceber educandos iguais em direitos e deveres frente à língua universitária e frente ao uso universitário da língua, sem se condenar a creditar ao dom um grande número de desigualdades que são, antes de tudo, desigualdades sociais (p. 56). Trata-se, então, de mais do que garantir conhecimento aos alunos: a diferenciação da produção escolar dos alunos de diferentes classes sociais, mesmo num sistema de ensino de acesso democratizado, é provavelmente mais dependente das formas de organização e transmissão deste conhecimento, nas quais a linguagem tem lugar destacado. Esses mecanismos da organização escolar, presentes nas esferas pedagógica, administrativa e institucional da escola, argúem uma igualdade formal, considerando, no sentido mais clássico, a igualdade de direitos presente na maioria das constituições do mundo ocidental. Com esse movimento, mesmo discursando muitas vezes em favor das diferenças individuais, a escola

4 regulamenta e legitima a desigualdade social, tratando aqueles que nunca terão chance como sujeitos para os quais é necessário dar esperança. Uma boa questão para resumir estas anotações todas é apresentada pelo próprio autor: A melhor maneira de provar em que medida a realidade de uma sociedade democrática está de acordo com os seus ideais não consistiria em medir as chances de acesso aos instrumentos institucionalizados de ascensão social e de salvação cultural que ela concede aos indivíduos das diferentes classes sociais? (1998, p. 64) A tese defendida por Bourdieu de que o capital cultural da família é fundamental para a superação do fracasso escolar é corroborada de alguma forma por Bernard Lahire, que identifica na família parte das explicações para o sucesso e para o fracasso escolar, em pesquisa publicada na obra Sucesso Escolar nos meios populares: as razões do improvável (1997). Todavia, este autor evidencia que o mito da omissão parental não existe, pois todos os familiares dos alunos (pesquisados) demonstram ter interesse e preocupação com o desenvolvimento pedagógico dos seus filhos/as. A escola é que parece criar uma necessidade de ter os familiares dos alunos por perto, como se para evitar o fracasso escolar fosse necessário diminuir a ausência de relações entre família e escola. Nos casos estudados por Lahire, ficam bem demonstradas as relações familiares com a cultura e como esta relação contribui ou não para o desempenho escolar das crianças. É verdade que o autor faz também um contraponto a este aspecto, sugerindo que somente o capital cultural familiar (dos adultos) não basta para o sucesso escolar, é necessária a sua disponibilização ao aluno. Um outro aspecto analisado pelo autor e que tem ligações com o ponto anterior se refere às questões da linguagem. É marcante o fato de que a absoluta maioria dos casos estudados são compostos por famílias de migrantes (africanos mulçumanos em sua maioria), e em vários desses lares o francês não é língua corrente, mesmo as crianças estudando em escolas francesas e tendo nascido em território francês. Ou seja, para além das dificuldades de acesso ao código escolar, há ainda um conflito entre a língua familiar e a língua adotada na escola. Esse aspecto da linguagem é agregado ao distanciamento entre cultural geral da família e a cultura do entorno, do país que adotaram. O autor chega a sugerir a idéia de um patrimônio cultural morto, pelo pequeno impacto que ele pode provocar nas formas de organização da vida social e da vida escolar, em especial. Mesmo sendo um estudo passível de críticas pontuais, o trabalho de Lahire coloca na relação familiar com a cultura e na disponibilização do capital cultural para as crianças as principais âncoras para o sucesso e fracasso escolar: quanto maior relação e maior acesso menor será o fracasso escolar. A produção acadêmica brasileira sobre o fracasso escolar A partir do banco de dados de teses e dissertações que tomam a escola por objeto de estudos, selecionei aquelas que colocam a problemática do fracasso escolar no centro das suas atenções. Do total de 3498 (três mil, quatrocentos e noventa e oito) entre teses e dissertações que compõem o

5 banco de dados, 80 (oitenta) estudam o fracasso escolar. Por vezes, este objeto não compõe isoladamente o problema da pesquisa, mas mesmo assim classifiquei todas as pesquisas em nível de mestrado e doutorado no país que buscaram abordar a temática. Tabela 1: Produção sobre o Fracasso Escolar Quantidade % Teses Escola Teses Fracasso Escolar 80 2,3 Fonte: ANPED, 1999; Marin, Bueno & Sampaio, 2003 A partir dali, estudei todos os resumos e busquei construir um banco de dados próprio para essas oitenta pesquisas objetivando enfatizar a produção na área por nível (mestrado ou doutorado), por instituição, por orientador e por ano (de 1982 a 1999, teto apresentado na pesquisa fonte). Na seqüência, organizei um conjunto de categorias que ajudam a explicar como foi tratado o problema, bem como apresenta os temas correlatos ao fracasso escolar tratados nas pesquisas. Gráfico 1: Produção por nível Produção por Nível 10% MESTRADO DOUTORADO 90% Fonte: ANPED, 1999; Marin, Bueno & Sampaio, 2003 A produção sobre o fracasso escolar é marcadamente resultado de dissertações de mestrado. Em todo o período, de 1982 a 1999, tivemos apenas 08 (10%) teses de doutorado tratando da temática. E, de toda esta produção, a instituição que mais se destacou foi a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), que responde por 18% do total. Na seqüência a Universidade Federal Fluminense (UFF) aparece com 10% da produção e a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), a Universidade Estadual Paulista (UNESP), a Universidade Federal de

6 Minas Gerais (UFMG) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) com 6%, demonstrando também grande especialização no tema. Gráfico 2: Produção por Instituições Produção por Instituições 3%3%1%1%1%1%1%1% 3% 3% 3% 5% 6% 18% 6% 6% 10% 6% PUC-SP UFF PUC-RJ UNESP UFMG UFRGS UFSCar IEAE UFES UFU UERJ UNICAMP UFRN UnB USP UFRJ UFPR UNIMEP UFCE UFSC UFSE PUC-Camp PUC-RS UFPI Fonte: ANPED, 1999; Marin, Bueno & Sampaio, 2003 Ainda observando as instituições, é interessante notar que a produção do nível do doutorado é restrita a apenas quatro instituições (afinal, são poucas as instituições que oferecem este nível de qualificação) e nesta produção se destaca a PUC-SP, que responde por quatro das oito teses (50%), as outras quatro são da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-RJ, Universidade de São Paulo USP, Universidade Estadual de Campinas UNICAMP e da Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ.

7 Tabela 2: Produção por Instituições Doutorado Instituição Teses % PUC-SP 4 50 PUC-RJ 1 12,5 UFRJ 1 12,5 USP 1 12,5 UNICAMP 1 12,5 Fonte: ANPED, 1999; Marin, Bueno & Sampaio, 2003 Tabela 3: Produção por Instituição Mestrado Instituição Dissertações % PUC-SP 10 13,9 UFF 8 11,1 UFMG 5 6,9 UFRGS 5 6,9 UNESP 5 6,9 PUC-RJ 4 5,6 UFSCar 4 5,6 IEAE 3 4,2 UERJ 3 4,2 UFES 3 4,2 UFRN 3 4,2 UFU 3 4,2 UFPR 2 2,8 UnB 2 2,8 UNICAMP 2 2,8 UNIMEP 2 2,8 PUC-Camp 1 1,4 UFCE 1 1,4 UFPI 1 1,4 UFRJ 1 1,4 UFSC 1 1,4 UFSE 1 1,4 USP 1 1,4 PUC-RS 1 1,4 Fonte: ANPED, 1999; Marin, Bueno & Sampaio, 2003 No nível do mestrado, a PUC-SP também se destaca com quase 1 da produção. Sendo que a UFF, que não possuía doutorado em educação, tem toda a sua produção no mestrado, respondendo por mais de 11% do total. Toda a produção da UFGRS, UNESP E UFMG na área também se encontra no nível do mestrado, mesmo algumas dessas instituições tendo doutorado em educação. Cada uma delas é responsável por quase 7% da produção acadêmica sobre o fracasso escolar. Chama a atenção ainda, o fato da USP e da UFRJ, grandes universidades brasileiras, com programas tradicionais de pós-graduação em educação, terem apenas duas produções na área cada uma: uma no mestrado e outra no doutorado.

8 Gráfico 3: Produção por ano 3% Produção por ano 3% 3% 15% 1 5% 5% 11% 5% 5% 8% 6% Fonte: ANPED, 1999; Marin, Bueno & Sampaio, 2003 A produção é crescente ano após ano. Tanto que a soma da produção dos anos de 1998 e 1997 é de quase 30% do total de todas as pesquisas. E a produção nos anos 90 soma 73% do total das pesquisas sobre fracasso escolar. Mas, certamente, o aspecto mais interessante deste levantamento, e talvez mais importante, diz respeito aos temas correlatos e às abordagens do problema do fracasso escolar na produção acadêmica brasileira. Para tal levantamento, após a leitura dos resumos, criei uma classificação que busca demonstrar o principal aspecto tratado no trabalho quando da abordagem do fracasso escolar. Tabela 4: Temas abordados na produção sobre o fracasso escolar Tema Incidência % REPRESENTAÇÕES 15 18,8 INSTITUIÇÕES EDUCACIONAIS 8 10,0 PSICOLOGIA 8 10,0 ALFABETIZAÇÃO 7 8,8 PRÁTICA PEDAGÓGICA 7 8,8 AVALIAÇÃO 4 5,0 BALANÇO DA PRODUÇÃO 3 3,8 (DES)MEDICALIZAÇÃO 3 3,8 QUALIFICAÇÃO DOCENTE 3 3,8 CLASSES SOCIAIS 3 3,8

9 POLÍTICAS EDUCACIONAIS 3 3,8 ANALFABETISMO ADULTO 2 2,5 FAMÍLIA 2 2,5 AFETIVIDADE 1 1,3 CULTURA DO ENTORNO 1 1,3 CULTURA DO ALUNO 1 1,3 CURRÍCULO 1 1,3 DESNUTRIÇÃO 1 1,3 EDUCAÇÃO E TRABALHO 1 1,3 EDUCAÇÃO ESPECIAL 1 1,3 ENSINO NOTURNO 1 1,3 LEITURA 1 1,3 LINGUAGEM 1 1,3 ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL 1 1,3 RECUPERAÇÃO ESCOLAR 1 1,3 Fonte: ANPED, 1999; Marin, Bueno & Sampaio, 2003 Aquilo que chamei de Representações, congrega todos os trabalhos que tratam do fracasso escolar sob a perspectiva de sujeitos pesquisados, isto é, os autores desses trabalhos abordam o fracasso escolar a partir do olhar dos professores, ou dos alunos, ou dos familiares desses alunos, ou da direção da escola... É marcante a presença desses estudos ao longo de todo o período do levantamento. Todavia, esta é uma produção exclusiva do mestrado, pois não há nenhuma tese de doutorado que trata da temática nesta perspectiva, conforme tabela conclusiva mais a frente mostra. Esta forma de tratar o problema responde por 25% da produção do mestrado e quase 20% do total. Instituições Educacionais é uma categoria criada para identificar os estudos que buscam analisar o fracasso escolar cotejando-o à organização e gestão da escola, à análise do cotidiano da instituição escolar. E 10% da produção total trata disto, mas também é uma produção exclusiva do mestrado, representando quase 1 deste nível. No mesmo patamar de produção está a psicologia, que é uma classificação que engloba vários trabalhos relacionados à área da psicologia, que vão desde o papel do psicólogo na superação do fracasso escolar, até estudos sobre os impactos do fracasso escolar no auto-conceito dos estudantes. Também é uma produção que só aparece em nível de mestrado e responde pelos mesmos 10% do total e 1 do nível mestrado. A categoria alfabetização é a principal categoria no nível do doutorado (37,5%) e trata das relações e dos impactos do fracasso escolar no processo de alfabetização de crianças. Trata-se das pesquisas que abordam as dificuldades de aprendizagem para os alunos em turmas de alfabetização, ou mesmo do cotejamento entre diferentes métodos de trabalho na alfabetização e os seus resultados pedagógicos e, ainda, do problema dos alunos multi-repetentes neste nível de ensino. No total, a categoria responde por mais de 8% da produção.

10 No mesmo patamar, 8% da produção total, encontra-se a categoria prática pedagógica, que compreende os trabalhos que abordam o fracasso escolar relacionado ao desenvolvimento das práticas de diferentes áreas do conhecimento e/ou séries/etapas/ciclos. São estudos que fazem referência às formas pelas quais os docentes e os alunos encaminham os seus trabalhos e as conseqüências destas formas no fracasso/sucesso escolar. Algumas dessas pesquisas analisam casos do ensino superior. Cabe ainda destacar os trabalhos que objetivam fazer balanços da produção na área. São três pesquisas ao total. Duas de mestrado (1990 e 1998) e uma de doutorado (1998). A primeira das dissertações é de autoria de FORTUNA (1990) e se intitula O pensamento educacional brasileiro e o fracasso escolar: o que dizem os artigos do Cadernos de Pesquisa, defendida na UFRGS. É um estudo descritivo sobre o pensamento educacional brasileiro e o fracasso escolar, que analisou 110 artigos publicados entre 1971 e 1989 no periódico Cadernos de Pesquisa (FCC-SP). O resumo do trabalho sugere mais uma investigação sobre o pensamento educacional em geral, do que uma investigação sobre os possíveis artigos que tratassem do fracasso escolar. De toda forma, a autora ressalta no resumo do seu trabalho que o pensamento de Jean Piaget era marcante na educação brasileira até o final dos anos 80. A segunda dissertação é o trabalho de CARVALHO (1998), intitulado Vivenciando o sucesso acadêmico, mas tropeçando no fracasso escolar : a repetência e a evasão da escola publica fundamental nas dissertações de mestrado e teses de doutorado, defendida na UERJ. O período observado pela autora é o de 1990 a 1996 e analisa, como o título sugere, a produção nas dissertações e teses sobre a temática. A análise se baseia na base de dados do CR-ROM da ANPED, versão 1997 e particularmente na produção das universidades cariocas (UFF, PUC-RJ, UERJ, UFRJ). A autora conclui que a produção é baixa, considerando a relevância da temática para a educação brasileira, uma vez que a produção é inferior a da produção acadêmica geral na área da educação. Ademais, a pesquisadora comenta que os trabalhos são fragmentados, descontextualizados e distanciados do cotidiano escolar e enfatizam um olhar da psicologia sobre o problema, individualizando as responsabilidades sobre o fracasso escolar, isenta por vezes a escola e a sociedade. O terceiro trabalho é a tese de doutorado defendida por TIBALLI (1998), com o título O fracasso escolar no pensamento educacional brasileiro, na PUC-SP. A autora utilizou preferencialmente as publicações do INEP-MEC, por considera-lo uma instituição de referência para o pensamento educacional brasileiro ao longo do tempo. A pesquisadora mostra que as pesquisas na área se dividem em dois grandes campos: de um lado, os estudos que individualizam no aluno a investigação sobre o fracasso, de outro lado, as investigações que pautam a escola para explicar o fenômeno em tela. Tiballi afirma que o pensamento acadêmico sobre a temática é

11 responsável pela ideologização que dá suporte à idéia de fracasso escolar, ao levar a educação a uma contradição entre a necessidade da democratização do acesso escolar e à culpabilização da própria escola em relação aos problemas educacionais nacionais. Longe de querer considerar este texto um balanço sobre a temática do fracasso escolar, parece coincidente, a partir dos resumos que tive acesso, a tese de que de um lado há um conjunto razoável de pesquisa que individualiza o problema (as pesquisas que pautam a percepção dos sujeitos sobre o problema representações são deste tipo, assim como as da categoria psicologia ), bem como há tantas outras que pautam a escola no centro do problema ( instituições educacionais ). De toda forma, são poucos os estudos que apresentam nos resumos as âncoras conceituais sobre as quais trabalham. É certo que a maioria desses trabalhos são dissertações de mestrado, nível no qual o suporte teórico nem sempre é tão sólido e explícito. Autores como os citados anteriormente: Bourdieu e os demais chamados reprodutivistas, que desenvolveram estudos na explicação do papel que a instituição escolar presta na sociedade contemporânea, não são mencionados nos resumos. Os poucos autores citados são Gramsci, Vygotsky, Bakthin. Uma das únicas exceções é o primeiro trabalho do banco de dados a tratar do fracasso escolar, que em 1982 relacionou o tema com as questões sociais mais amplas, e buscou discutir a resistência dos filhos dos trabalhadores à ideologização burguesa desenvolvida pela escola. A autora (DIAS, 1982), utiliza o clássico Baudelot e Establet e os seus conceitos acerca da escola capitalista. Os outros dois trabalhos que iniciam todo o ciclo sobre a temática do fracasso escolar, também tratam das questões relacionadas às classes sociais e/ou aos condicionantes econômicos e sociais do trabalho escolar. Em um desses trabalhos (ADUAN, 1982), a pesquisadora busca observar como as condicionantes intra-escolar podem amplificar ou atenuar as determinações sócioeconômicas na escola. O terceiro estudo (SILVA, 1983), discute as relações entre pobreza familiar e insucesso na 1 a. série escolar. Infelizmente o resumo não apresenta as conclusões encontradas pela autora, mas demonstra claramente a a preocupação da pesquisadora na abordagem do problema. Relacionados a esse tema último, há ainda estudos que pautam as relações da família com o fracasso escolar. Em um desses estudos (LINHARES, 1984), a investigação toma o apoio pedagógico dado pelas mães de dois grupos de alunos: a) com histórico de sucesso escolar; b) com histórico de insucesso. O estudo mostra que o comportamento das mães dos diferentes grupos é um tanto diverso, sugerindo (mesmo sem o resumo demonstrar como) que o suporte familiar é importante. O outro estudo sobre a família é o de VALENTE (1993), que encontrou resultado parecido com o anterior, no sentido de apontar a relevância que a família tem no acompanhamento escolar dos alunos.

12 É curioso que, dada a condição de pobreza histórica do país e o perfil dos alunos fracassados, poucos estudos relacionam esta condição social com o fracasso escolar, seja para encontrar relação entre esses elementos para infirmar tal relação. Ao ponto de ter encontrado apenas um estudo sobre a desnutrição e os seus impactos no fracasso escolar. Trata-se do estudo de FREITAS (1995) que mostra resultados que contrariam as afirmações de que o baixo rendimento escolar de crianças muito pobres decorre de problemas cognitivos gerados pela desnutrição. Relacionado ao problema da desnutrição, outro mito importante também de ser tratado, e minimamente para ter sido abordado, é o da medicalização, ou da desmedicalização do fracasso escolar. São três estudos: COSTA (1987), WERNER (1993) e ROSA (1995). O primeiro trabalho mostra como a patologização do fracasso escolar somente contribui para amplificar as dificuldades dos alunos com histórico de insucesso. O segundo deles mostra como uma das principais conclusões do estudo diz respeito à fragilidade conceitual dos quadros clínicos utilizados para descrever a situação do aluno fracassado, numa compreensão bastante ideologizada sobre a ciência. O último dos três trabalhos demonstra como a medicalização do fracasso escolar tem servido de desresponsabilização das instituições e dos sujeitos para com o problema e ampliado a individualização do fracasso no aluno. A individualização do fracasso escolar também é tema do único trabalho que toma a cultura do aluno como assunto correlato. Trata-se da dissertação de mestrado de SILVA (1997) que observa, através da história de vida de quatro estudantes os avanços, os entraves e as divergências quando o assunto fracasso escolar é tratado. Chama a atenção também o fato de que em apenas um estudo o tema currículo foi associado à discussão sobre o fracasso escolar. Talvez fosse de se esperar que aquele fenômeno que concentra as formas prescritas e em ação da organização da prática pedagógica fosse mais presente na identificação dos problemas correlatos ao fracasso escolar. O único estudo que trata desta relação é a tese de SAMPAIO (1997), defendida na PUC-SP, que toma o currículo e a prática pedagógica como elementos consorciados na definição do fracasso escolar. Os trabalhos sobre a relação entre políticas educacionais e fracasso escolar também não são muitos e, via de regra, apontam aspectos muito vagos com conclusões pouco objetivas e um tanto ideologizadas. Dois desses trabalhos foram defendidos na USP (AFFONSO, 1991; ALGARTE, 1991) e um UFRGS (SUDBRACK, 1994). Tabela 5: Produção do mestrado por instituição, ano e tema correlato Instituição Ano Tema IEAE 1982 CLASSES_SOCIAIS UFRJ 1982 CODIÇÕES_SÓCIO_ECONÔMICAS PUC-RJ 1983 CLASSES_SOCIAIS

13 UFRN 1983 ALFABETIZAÇÃO UFSCar 1983 INSTITUIÇÕES_EDUCACIONAIS UFPR 1984 QUALIFICAÇÃO_DOCENTE UFSCar 1984 FAMÍLIA PUC-RJ 1985 AVALIAÇÃO UFCE 1985 LEITURA UFF 1985 REPRESENTAÇÕES UNICAMP 1985 REPRESENTAÇÕES UFRGS 1986 INSTITUIÇÕES_EDUCACIONAIS PUC-SP 1987 REPRESENTAÇÕES UFMG 1987 DES_MEDICALIZAÇÃO UFRN 1987 AVALIAÇÃO UFES 1988 PSICOLOGIA_AUTO_CONCEITO UFPR 1988 ORIENTAÇÃO_EDUCACIONAL UFSC 1989 INSTITUIÇÕES_EDUCACIONAIS UNESP 1989 PRÁTICA_PEDAGÓGICA_MATEMÁTICA IEAE 1990 INSTITUIÇÕES_EDUCACIONAIS UFRGS 1990 BALANÇO_PRODUÇÃO UFRGS 1990 PSICOLOGIA UFRN 1990 PSICOLOGIA UFF 1991 LINGUAGEM USP 1991 POLÍTICAS_EDUCACIONAIS PUC-SP 1992 AVALIAÇÃO UFF 1992 PSICOLOGIA_PAPEL_DO_PSICOLOGO UFF 1992 PRÁTICA_PEDAGÓGICA IEAE 1993 REPRESENTAÇÕES PUC-RJ 1993 REPRESENTAÇÕES PUC-SP 1993 EDUCAÇÃO_ESPECIAL UFF 1993 DES_MEDICALIZAÇÃO UNESP 1993 FAMÍLIA PUC-RJ 1994 AFETIVIDADE PUC-SP 1994 INSTITUIÇÕES_EDUCACIONAIS PUC-SP 1994 PRÁTICA_PEDAGÓGICA_MATEMÁTICA UFES 1994 REPRESENTAÇÕES_SOCIAIS UFMG 1994 ANALFABETISMO_ADULTO UFMG 1994 ALFABETIZAÇÃO UFRGS 1994 POLÍTICAS_EDUCACIONAIS UFU 1994 REPRESENTAÇÕES UnB 1994 REPRESENTAÇÕES PUC-SP 1995 REPRESENTAÇÕES PUC-SP 1995 RECUPERAÇÃO UERJ 1995 REPRESENTAÇÕES UFES 1995 DESNUTRIÇÃO UFF 1995 DES_MEDICALIZAÇÃO UFMG 1995 REPRESENTAÇÕES UFSCar 1996 INSTITUIÇÕES_EDUCACIONAIS UFSE 1996 ALFABETIZAÇÃO UNESP 1996 PSICOLOGIA_AUTO_CONCEITO UNESP 1996 PSICOLOGÍA PUC-SP 1997 EDUCAÇÃO_E_TRABALHO PUC-SP 1997 PSICOLOGIA_PAPEL_DO_PSICÓLOGO PUC-SP 1997 PSICOLOGIA_AUTO_CONCEITO UFF 1997 CULTURA_DO_ENTORNO UFMG 1997 CULTURA_DO_ALUNO

14 UFRGS 1997 ALFABETIZAÇÃO UFU 1997 REPRESENTAÇÕES UFU 1997 ANALFABETISMO_ADULTO UnB 1997 QUALIFICAÇÃO_DOCENTE PUC-Camp 1998 PRÁTICA_PEDAGÓGICA_MATEMÁTICA PUC-RS 1998 AVALIAÇÃO UERJ 1998 QUALIFICAÇÃO_DOCENTE UERJ 1998 BALANÇO_PRODUÇÃO UFF 1998 PRÁTICA_PEDAGÓGICA_CIÊNCIAS UFPI 1998 INSTITUIÇÕES_EDUCACIONAIS UFSCar 1998 PRÁTICA_PEDAGÓGICA UNESP 1998 REPRESENTAÇÕES UNICAMP 1998 REPRESENTAÇÕES UNIMEP 1998 INSTITUIÇÕES_EDUCACIONAIS UNIMEP 1998 REPRESENTAÇÕES Fonte: ANPED, 1999; Marin, Bueno & Sampaio, 2003 Tabela 5: Produção do doutorado por instituição, ano e tema correlato Instituição Ano Tema PUC-RJ 1984 Prática Pedagógica UFRJ 1986 Alfabetização PUC-SP 1989 Alfabetização USP 1991 Políticas Educacionais PUC-SP 1992 Ensino Noturno UNICAMP 1997 Alfabetização PUC-SP 1997 Currículo PUC-SP 1998 Balanço Produção Fonte: ANPED, 1999; Marin, Bueno & Sampaio, 2003 Observações finais É curioso que as idéias comuns, no chão da escola, para a superação do fracasso escolar (quase) sempre remetam à idéia de superação individual dessas dificuldades, cujo produto esperado é a ascensão social, ou seja, a possibilidade de ter sucesso neste mesmo mecanismo que provoca e conserva o indivíduo na condição de excluído. A pesquisa na área tem abordado um conjunto razoável de temas, como vimos, e não reproduz pelo menos a primeira vista a visão de sucesso/insucesso escolar que as escolas básicas aparentam ter. Ainda, todavia, há pouca pesquisa sobre este tema, conforme as teses que fizeram balanço na área demonstraram. As questões centrais do fracasso continuam: meninos/as filhos/as de famílias com frágil capital cultural, com pouco capital econômico, podem superar as desigualdades que a sociedade e a escola lhes impõe? A escola, seja instrumento de reprodução/adaptação ou de subversão, pode apresentar alguma alternativa de tensionamento dos eternos problemas relacionados ao fracasso, seja o fracasso do aluno ou o da instituição (que no fundo são a mesma coisa)? As possibilidades de responder afirmativamente a essas questões parecem estar vinculadas ao entendimento das razões que provocam/levam a sociedade, o sistema de ensino, a escola e os sujeitos que estão nela

15 inseridos a servirem de mecanismos de reprodução desse crônico problema educacional que é o fracasso escolar, e isto somente é possível com o incremento de pesquisas sobre esta temática. Bibliografia: ADORNO, Theodor. Educación y Emancipación. Madrid: Morata, ANPED. Banco de Teses e Dissertações (Mídia eletrônica). São Paulo: ANPED/ Ação Educativa, BOURDIEU, Pierre. Escritos de Educação. Rio de Janeiro: Vozes, LAHIRE, Bernard. Sucesso escolar nos meios populares: as razões do improvável. São Paulo: Ática, MARIN, Alda; BUENO, José Geraldo S.; SAMPAIO, Maria das Mercês F. Projeto de Pesquisa: Escola: entre saberes, professores e alunos. Grupo de Pesquisa Instituição escolar e prática pedagógica (CNPq). Banco de dados (plataforma Shympx). São Paulo: PUC, Relação das dissertações e teses que compõem o banco de dados sobre fracasso escolar (em ordem de apresentação do CD-ROM da ANPED, 1999): 1) PAGOTTI, Antonio Wilson. Em busca da compreensao e superacao do insucesso escolar no ensino noturno de primeiro grau. Tese (Doutorado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo - Psicologia da Educacao. DATA DE DEFESA: 09/10/92 2) PATINHA, Vitalina Alegria. Avaliacao da aprendizagem e fracasso escolar : uma relacao necessaria?. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo - Historia e Filosofia da Educacao. DATA DE DEFESA: 22/10/92 3) MATTA, Clea Maria Escorcio da. Psicologo X fracasso escolar : uma proposta de atuacao junto a equipe tecnico pedagogica da escola publica. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal Fluminense. DATA DE DEFESA: 15/52/92 4) VALLE, Maria Teresa Esteban do. Nao saber/ Ainda nao saber/ Ja saber : pistas para a superacao do fracasso escolar. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal Fluminense. DATA DE DEFESA: 16/02/92 5) CARVALHO, Eliane Hollanda de. representacoes sociais sobre o fracasso escolar : um estudo de caso em instituicao medica. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Instituto de Estudos Avancados em Educacao. DATA DE DEFESA: 19/08/93 6) REZENDE, Morgana Silva. O que e que eu estou fazendo aqui? : a visao do aluno `renitente` sobre o fracasso escolar. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica do Rio de Janeiro. DATA DE DEFESA: 30/09/93 7) MASINI, Raquel Sarraff. O ensino regular e o ensino especial : relacao de complementaridade pedagogica e/ou legitimacao da seletividade. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo - Disturbios da Comunicacao. DATA DE DEFESA: 10/93 8) WERNER JUNIOR, Jairo. Desenvolvimento e aprendizagem da crianca : uma contribuicao para a desmedicalizacao do fracasso escolar. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal Fluminense. DATA DE DEFESA: 22/01/93 9) VALENTE, Maria Luisa Louro de Castro. Fracasso escolar : problemas de familia?. Dissertacao (Mestrado em

16 Educacao) - Universidade Estadual Paulista - Campus Marilia. DATA DE DEFESA: 04/93 10) SILVA, Wanderley da. Autoria, atualidade e afeto : a importancia da integridade do ego para o processo ensino-aprendizagem. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica do Rio de Janeiro. DATA DE DEFESA: 26/08/94 11) ABREU, Rosana Velasco. Acoes integradas de educacao e saude : estrategias de reversao da exclusao escolar : analise da acao educativa dos centros de convivencia da cidade de Sao Paulo. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo - Supervisao e Curriculo. DATA DE DEFESA: 09/94 12) PINHEIRO, Carlos Honorio Areas. A pratica pedagogica do professor de Matematica : da producao do fracasso a construcao do sucesso escolar : um estudo de caso nas quinta e sexta series. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo - Supervisao e Curriculo. DATA DE DEFESA: 11/94 13) REGIANI, Ana Rita Ronchi. Fracasso/sucesso escolar : um estudo das representacoes dos professores, alunos e pais de uma escola de primeiro grau. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Espirito Santo. DATA DE DEFESA: 12/05/94 14) MACIEL, Francisca Izabel Pereira. O analfabeto : vida e lida sem escrita. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Minas Gerais. DATA DE DEFESA: 15/09/94 15) RESENDE, Valeria Barbosa de. A producao do fracasso e do sucesso na alfabetizacao de criancas das camadas populares. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Minas Gerais. DATA DE DEFESA: 08/08/94 16) SUDBRACK, Edite Maria. A escolarizacao e o fracasso escolar : uma tentativa de interlocucao entre o macro e o microssocial. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. DATA DE DEFESA: 01/12/94 17) CAMPOS, Maria das Gracas Cunha. Fracasso escolar na alfabetizacao : atribuicao de casualidade na percepcao dos professores alfabetizadores. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Uberlandia. DATA DE DEFESA: 16/08/94 18) TACCAU, Maria Carmen Villela Rosa. O sistema de crencas do professor em relacao ao sucesso e fracasso de seus alunos. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade de Brasilia. DATA DE DEFESA: 31/08/94 19) ALGARTE, Roberto Aparecido. Escola brasileira e logica do fracasso : estudo dobre dissimulacao e cooptacao na politica educacional. Tese (Doutorado em Educacao) - Universidade de Sao Paulo. DATA DE DEFESA: 15/04/91 20) ZACCUR, Edwiges Guiomar dos Santos. A construcao do leitor/autor : um desafio a escola progressista. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal Fluminense. DATA DE DEFESA: 13/11/91 21) AFFONSO, Idili Gonzales. Ensino municipal : gestao e sistema. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade de Sao Paulo. DATA DE DEFESA: 13/06/91 22) BRAGA, Selma Ambrozina de Moura. O fracasso escolar nas vozes de um grupo de alunos de quinta e oitava series, integrantes de um clube de Ciencias e Cultura. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo - Supervisao e Curriculo. DATA DE DEFESA: 10/95 23) SANCHES, Claudio Lucio Castro. Recuperacao : um caminho para pensar a acao pedagogica. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo - Supervisao e Curriculo. DATA DE DEFESA: 04/95 24) FREITAS, Maria Bernadeth de Sa. Desnutricao e fracasso escolar : um novo olhar a partir de criancas capixabas. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Espirito Santo. DATA DE DEFESA: 28/08/95 25) ROSA, Rosa Cristina Vieira da. Medicalizacao do fracasso escolar : explicacoes e praticas no municipio de Miguel Pereira. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal Fluminense. DATA DE DEFESA: 18/08/95

17 26) MARQUES, Andrea da Silva. A percepcao do professor acerca da producao do fracasso escolar e sua interferencia na implementacao curricular nas escolas publicas do municipio do Rio de Janeiro. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. DATA DE DEFESA: 10/05/95 27)GOMES, Maria de Fatima Cardoso. Chico Bento na escola : um confronto entre a producao de `maus` e `bons` alunos e suas representacoes. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Minas Gerais. DATA DE DEFESA: 24/04/95 28)GARCIA, Regina Maria Leite. Alfabetizacao de alunos das classes populares : ainda um desafio. Tese (Doutorado em Educacao) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. DATA DE DEFESA: 10/09/86 29) DORNELLES, Beatriz Vargas. Mecanismos seletivos da escola publica : um estudo etnografico na Periferia de Porto Alegre. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. DATA DE DEFESA: 13/11/86 30) MONFORT, Esther Ozon. O professor frente ao fracaso escolar : estudo de caso numa turma de primeira serie do primeiro grau. Tese (Doutorado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica do Rio de Janeiro. DATA DE DEFESA: 84 31) PEREIRA, Doris Beatriz Goncalves. A qualificacao do professor alfabetizador e o fracasso escolar : um estudo de caso. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Parana. DATA DE DEFESA: 84 32) LINHARES, Maria Beatriz Martins. Estrategias maternas utilizadas para criancas com historia de fracasso ou de sucesso escolar, em situacoes estruturadas de resolucao de problemas. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Sao Carlos. DATA DE DEFESA: 84 33) ZINDELUK, Ruth Levi. A professora de primeiro grau frente as normas e a pratica da avaliacao. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica do Rio de Janeiro. DATA DE DEFESA: 15/04/85 34) ROCHA, Iuta Lerche Vieira. Leitura e formulacao de textos didaticos : investigacao dos efeitos da coesao na compreensao de leitura. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Ceara. DATA DE DEFESA: 27/09/85 35) DI BIASI, Maria Aparecida. A formacao do cidadao no ensino de segundo grau : uma analise qualitativa do discurso do professor. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal Fluminense. DATA DE DEFESA: 12/85 36) BRUNS, Maria Alves de Toledo. Evasao escolar : causas e efeitos psicologicos e sociais. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Estadual de Campinas. DATA DE DEFESA: 12/85 37) DIAS, Marilia Carneiro Azevedo. A resistencia dos filhos de trabalhadores as praticas escolares : as praticas de uma escola primaria em um bairro de periferia. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Instituto de Estudos Avancados em Educacao. DATA DE DEFESA: 82 38) ADUAN, Wanda Engel. Os condicionantes socio-economicos : um alibi para o fracasso da escola?. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. DATA DE DEFESA: 10/08/82 39) MARQUES, Dirce da Gloria Cusato. Causas de sucesso e fracasso escolar percebidas por alunos de segundo grau : uma analise atribucional. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo - Psicologia da Educacao. DATA DE DEFESA: 26/05/87 40) COSTA, Doris Anita Freire. Diferenca nao e deficiencia : em questao a patologizacao do fracasso escolar. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Minas Gerais. DATA DE DEFESA: 28/09/87 41) BRITO, Beteizabete de. Estudo das causas do baixo rendimento do curso de Saneamento da Escola Tecnica Federal do Rio Grande do Norte. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte. DATA DE DEFESA: 25/03/87 42) FOINA, Luciana de Mello Gomide. O primeiro ano na escola. Tese (Doutorado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo - Historia e Filosofia da Educacao. DATA DE DEFESA: 15/12/89

18 43) KOCH, Zenir Maria. Uma leitura da questao do fracasso na escola publica catarinense. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Santa Catarina. DATA DE DEFESA: 27/09/89 44) IMENES, Luiz Marcio Pereira. Um estudo sobre o fracasso do ensino e aprendizagem da matematica. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Estadual Paulista - Campus Rio Claro. DATA DE DEFESA: 04/09/89 45) NUNES, Angela Nobre de A.. Impacto do fracasso escolar no desenvolvimento do desamparo adquirido. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Espirito Santo. DATA DE DEFESA: 15/03/88 46) FARIAS, Itamar Mazza de. A postura da orientacao educacional face ao problema do fracasso escolar. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Parana. DATA DE DEFESA: 15/01/88 47) SILVA, Aida Maria Monteiro. A escola, o professor e o insucesso escolar da crianca de nivel socio-economico baixo. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica do Rio de Janeiro. DATA DE DEFESA: 83 48) FREIRE, Francisca Marques. A alfabetizacao e a escolarizacao : processo descontinuo. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte. DATA DE DEFESA: 83 49) MIRANDA, Marilia Gouvea de. Do cotidiano da escola : observacoes preliminares para uma proposta de intervencao no ensino publico. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Sao Carlos. DATA DE DEFESA: 83 50) CASTRO, Monica Rabello de. O avesso da logica : aspectos da relacao ensino-aprendizagem na Escola Tia Ciata. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Instituto de Estudos Avancados em Educacao. DATA DE DEFESA: 23/04/90 51) MENEZES, Maria Dalva Gomes Alencar de Souza. Educacao e Psicologia : em busca de explicacoes do fracasso escolar. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte. DATA DE DEFESA: 09/11/90 52) FORTUNA, Tania Ramos. O pensamento educacional brasileiro e o fracasso escolar : o que dizem os artigos do Cadernos de Pesquisa. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. DATA DE DEFESA: 29/08/90 53) FRANCO, Sergio Roberto Kieling. Questionando a reeducacao do aluno fracassado : um estudo do sujeito psicologico a partir do sujeito epistemico. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. DATA DE DEFESA: 25/06/90 54) LIMA, Geraldo Mauricio. Fracasso escolar e autoconceito : um estudo com adolescentes excluidos dos cursos noturnos de segundo grau da cidade de Bady Bassit. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Estadual Paulista - Campus Marilia. DATA DE DEFESA: 04/96 55) BATISTELA, Lucineia Francisco. Inibicao intelectual e fracasso escolar : estudo de um caso. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Estadual Paulista - Campus Marilia. DATA DE DEFESA: 09/96 56) SANTOS, Maria Adelia Cruz. (Re)tratando o cotidiano do processo de alfabetizacao na primeira serie da escola publica municipal : mecanismos de producao e superacao do fracasso escolar. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Sergipe. DATA DE DEFESA: 18/10/96 57) DANTAS, Maria Antonia Fernandes. Atuando sobre condicoes que geram o fracasso escolar a partir das horas de trabalho pedagogico : um estudo de caso. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Sao Carlos. DATA DE DEFESA: 07/03/96 58) ROCHA, Orlando Carlos. Extraindo vida dentre os mortos : temas para uma escola menos excludente. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal Fluminense. DATA DE DEFESA: 19/12/97 59) FERNANDES FILHO, Orlando Prado. Docencia no ensino superior na area de matematica : o curso de engenharia. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Campinas. DATA DE DEFESA: 23/10/98 60) FARIA, Mirlene Ferreira Macedo. Estudo analitico do rendimento escolar no ensino fundamental : uma

19 questao revisitada. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Uberlandia. DATA DE DEFESA: 08/05/97 61) PEPATO, Sonia Aparecida Alvares de Oliveira. Revisitando o fracasso escolar atraves das historias de vida. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Uberlandia. DATA DE DEFESA: 15/12/97 62) OLIVEIRA, Elma Faria de. O impacto da capacitacao docente na reducao da repetencia e da evasao escolar : a experiencia do municipio de Itabuna/BA. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade de Brasilia. DATA DE DEFESA: 11/03/97 63) SILVA, Maria Cristina da. Nas trilhas e caminhos do fracasso escolar : historias de criancas malsucedidas na aquisicao da leitura e escrita. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Minas Gerais. DATA DE DEFESA: 04/05/97 64) SOUZA, Alba Regina Battisti de. Avaliacao escolar : micropolitica da exclusao e do fracasso. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica do Rio Grande do Sul. DATA DE DEFESA: 24/08/98 65) MARTINEZ, Giovana Lopes. Repensando o fracasso escolar atraves da formacao continuada de professores. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. DATA DE DEFESA: 15/09/98 66) CARVALHO, Marise Santos de. Vivenciando o sucesso academico, mas tropecando no fracasso escolar : a repetencia e a evasao da escola publica fundamental nas dissertacoes de mestrado e teses de doutorado. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. DATA DE DEFESA: 16/09/98 67) MANTEIGA, Jeanne Marcia Rodrigues. A pratica pedagogica no ciclo basico-continuidade : apostando no sucesso de alunos com trajetoria de fracasso escolar. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal de Sao Carlos. DATA DE DEFESA: 26/06/98 68) LEITE, Maria Lucia Domigues. Escola e cotidiano. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Metodista de Piracicaba. DATA DE DEFESA: 09/03/98 69) CAMPOS, Neusa Maria Victoria. Fracasso escolar : um estudo das representacoes de alunos multi-repetentes, seus pais e professores, de uma escola publica de primeiro grau. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Metodista de Piracicaba. DATA DE DEFESA: 27/03/98 70) COELHO, Ana Maria dos Santos Pereira. Fracasso escolar e o ensino de ciencias : um estudo comparado entre alunos de diferentes origens sociais. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal Fluminense. DATA DE DEFESA: 29/09/98 71) NASCHOLD, Angela Maria Chuvas. O supervisor, o professor e o fracasso escolar : o caso do Brasil, da Argentina e do Chile. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. DATA DE DEFESA: 03/97 72) YAEGASHI, Solange Franci Raimundo. O fracasso escolar nas series iniciais : estudo com criancas de escolas publicas. Tese (Doutorado em Educacao) - Universidade Estadual de Campinas. DATA DE DEFESA: 18/02/97 73) LEITE, Thais Andrea Rosa. A concepcao do professor sobre a pratica pedagogica de avaliacao. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Estadual de Campinas. DATA DE DEFESA: 27/02/98 74) VIEIRA, Marcia Nubia Fonseca. Herdeiros de Sisifo : uma contribuicao para a compreensao do processo de inclusao-exclusao na escola e no trabalho. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo. DATA DE DEFESA: 03/97 75) SAMPAIO, Maria das Merces Ferreira. Um gosto amargo de escola : relacoes entre curriculo, ensino e fracasso escolar. Tese (Doutorado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo. DATA DE DEFESA: 03/97 76) NORKUS, Regina Celia. Concepcoes sobre os determinantes e a intervencao da psicologia sobre o fracasso escolar em alunos concluintes : para pensar a formacao como psicologo. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo. DATA DE DEFESA: 10/97

20 77) ABRANTES, Angelo Antonio. Aluno excluido do sistema publico de ensino : a identidade em construcao. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo. DATA DE DEFESA: 09/97 78) TIBALLI, Elianda Figueiredo Arantes. O fracasso escolar no pensamento educacional brasileiro. Tese (Doutorado em Educacao) - Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo. DATA DE DEFESA: 23/11/98 79) ARAUJO, Luciana Baptista de. Atribuicao de causalidade a repetencia escolar na percepcao de professores, pais e alunos. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Estadual Paulista - Campus de Marilia. DATA DE DEFESA: 03/07/98 80) ARAUJO JUNIOR, Benedito Carlos de. O fracasso da escola : um enfoque transdisciplinar. Dissertacao (Mestrado em Educacao) - Universidade Federal do Piaui. DATA DE DEFESA: 07/04/98

Universidade Estadual de Londrina Centro de Educação, Comunicação e Artes Departamento de Educação Programa de Pós-Graduação em Educação

Universidade Estadual de Londrina Centro de Educação, Comunicação e Artes Departamento de Educação Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Estadual de Londrina Centro de Educação, Comunicação e Artes Departamento de Educação Programa de Pós-Graduação em Educação LINHA 1 - PERSPECTIVAS FILOSÓFICAS, HISTÓRICAS E POLÍTICAS DA EDUCAÇÃO

Leia mais

1 Catálogo de Teses em CD Rom. Bireme. Ação Educativa. INEP, 1998 e 1999.

1 Catálogo de Teses em CD Rom. Bireme. Ação Educativa. INEP, 1998 e 1999. A PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE EDUCAÇÃO INFANTIL NO BRASIL NOS PROGRAMAS DE PÓS GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ENTRE OS ANOS DE 1983 E 1998. Giandréa Reuss Strenzel Universidade Federal de Santa Catarina RESUMO: O

Leia mais

A Produção Científica sobre Educação Infantil no Brasil nos Programas de Pós Graduação em Educação.

A Produção Científica sobre Educação Infantil no Brasil nos Programas de Pós Graduação em Educação. A Produção Científica sobre Educação Infantil no Brasil nos Programas de Pós Graduação em Educação. Giandréa Reuss Strenzel Universidade Federal de Santa Catarina O presente trabalho tem como objetivos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL

PÓS-GRADUAÇÃO EM SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL PÓS-GRADUAÇÃO EM SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL Objetivo do curso: Desenvolver habilidades específicas para atuar como orientador e supervisor educacional. Promover o aperfeiçoamento das práticas

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL

PÓS-GRADUAÇÃO EM SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL PÓS-GRADUAÇÃO EM SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL Objetivo do curso: Desenvolver habilidades específicas para atuar como orientador e supervisor educacional. Promover o aperfeiçoamento das práticas

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INVESTIGAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE I... 4 02 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO... 4 03 PROFISSIONALIDADE DOCENTE... 4 04 RESPONSABILIDADE

Leia mais

Edital 049/2012/CAPES/INEP Programa Observatório da Educação. Resultado preliminar

Edital 049/2012/CAPES/INEP Programa Observatório da Educação. Resultado preliminar Nº Nº do Projeto Sigla IES Sede Título do Projeto 1 12987 FEEVALE PROJETO OBEDUC 2 21097 FEEVALE PROJETO OBEDUC DIVERSIDADE, ACESSO E PERMANÊNCIA: PRÁTICAS SOCIAIS E PEDAGÓGICAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA 3 23969

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE AS POTENCIALIDADES DE UM PROJETO DE EXTENSÃO

REFLEXÕES SOBRE AS POTENCIALIDADES DE UM PROJETO DE EXTENSÃO REFLEXÕES SOBRE AS POTENCIALIDADES DE UM PROJETO DE EXTENSÃO Fátima Aparecida Queiroz Dionizio UEPG faqdionizio@hotmail.com Joseli Almeida Camargo UEPG jojocam@terra.com.br Resumo: Este trabalho tem como

Leia mais

(Re)pensando o Lugar da Educação em Direitos Humanos. na Educação de Surdos

(Re)pensando o Lugar da Educação em Direitos Humanos. na Educação de Surdos (Re)pensando o Lugar da Educação em Direitos Humanos na Educação de Surdos Por MARIA DE FÁTIMA DA SILVA CAVALCANTE Resumo: O presente artigo tem por objetivo discutir a Educação em Direitos Humanos como

Leia mais

PSICOPEDAGOGIA. DISCIPLINA: Desenvolvimento Cognitivo, Afetivo e Motor: Abordagens Sócio Interacionistas

PSICOPEDAGOGIA. DISCIPLINA: Desenvolvimento Cognitivo, Afetivo e Motor: Abordagens Sócio Interacionistas PSICOPEDAGOGIA DISCIPLINA: Fundamentos da Psicopedagogia EMENTA: Introdução e fundamentos da Psicopedagogia. O objeto de estudo. Visão histórica e atual. Concepções que sustentam a Psicopedagogia. O papel

Leia mais

EVASÃO ESCOLAR DE ALUNOS TRABALHADORES NA EJA

EVASÃO ESCOLAR DE ALUNOS TRABALHADORES NA EJA EVASÃO ESCOLAR DE ALUNOS TRABALHADORES NA EJA OLIVEIRA, Paula Cristina Silva de Faculdade de Educação/UFMG EITERER, Carmem Lúcia. (Orientadora) Faculdade de Educação/UFMG RESUMO: Este é um trabalho de

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA Rosana Maria Gessinger Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS rosana.gessinger@pucrs.br Valderez Marina

Leia mais

Problema de Aprendizagem: Possíveis Intervenções Psicopedagógicas

Problema de Aprendizagem: Possíveis Intervenções Psicopedagógicas Problema de Aprendizagem: Possíveis Intervenções Psicopedagógicas *Vanessa Ferreira Silva Breve histórico da psicopedagogia De acordo com Bossa (2000, p.37) a psicopedagogia surgiu na Europa, mais precisamente

Leia mais

PED PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS

PED PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS PED PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS Prezado aluno, O maior diferencial deste projeto pedagógico é o desenvolvimento da autonomia do estudante durante sua formação. O currículo acadêmico

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS NO PPROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS NO PPROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS NO PPROCESSO DE Resumo ALFABETIZAÇÃO NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL NICOLITTO, Mayara Cristina UEPG maycris_nic@hotmail.com CAMPOS, Graziela Vaneza de UEPG

Leia mais

Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS

Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem da Criança de 0 a 5 anos Docente do Curso Gilza Maria Zauhy Garms Total da Carga

Leia mais

Formação continuada e Prática Profissional: Um olhar sobre o curso de formação de Ingressantes do Estado de São Paulo

Formação continuada e Prática Profissional: Um olhar sobre o curso de formação de Ingressantes do Estado de São Paulo Formação continuada e Prática Profissional: Um olhar sobre o curso de formação de Ingressantes do Estado de São Paulo Idalise Bernardo Bagé 1 GD6- Educação Matemática, Tecnologias Informáticas e Educação

Leia mais

O olhar do professor das séries iniciais sobre o trabalho com situações problemas em sala de aula

O olhar do professor das séries iniciais sobre o trabalho com situações problemas em sala de aula O olhar do professor das séries iniciais sobre o trabalho com situações problemas em sala de aula INTRODUÇÃO Josiane Faxina Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Câmpus Bauru e-mail: josi_unesp@hotmail.com

Leia mais

Palavras-chave: fracasso escolar, aprendizagem discente, ação docente.

Palavras-chave: fracasso escolar, aprendizagem discente, ação docente. FRACASSO E EVASÃO ESCOLAR: UM ESTUDO SOBRE APRENDIZAGEM DISCENTE E AÇÃO DOCENTE RODRIGUES, Sílvia de Fátima Pilegi Prof. Douta. Depto. de Educação/ICHS/CUR/UFMT ANDRADE, Luiza Gonçalves Fagundes de Bolsista

Leia mais

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA FORMAÇÃO PARA O MAGISTÉRIO EM EDUCAÇÃO INFANTIL SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização:

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA PROCESSO DE SELEÇÃO DOCENTE PARA 2010/1 ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: FUNDAMENTOS

Leia mais

O SERVIÇO SOCIAL NA UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO: ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO NA CONSTRUÇÃO DE UM PROJETO DE CIDADANIA.

O SERVIÇO SOCIAL NA UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO: ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO NA CONSTRUÇÃO DE UM PROJETO DE CIDADANIA. O SERVIÇO SOCIAL NA UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO: ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO NA CONSTRUÇÃO DE UM PROJETO DE CIDADANIA. Profa. Elizabeth Rodrigues Felix 1 I- INTRODUÇÃO Com dezoito anos de existência, o

Leia mais

Plano de Aula As Ações Afirmativas Objetivo Geral: O objetivo da aula é demonstrar que as políticas de ação afirmativas direcionadas à população

Plano de Aula As Ações Afirmativas Objetivo Geral: O objetivo da aula é demonstrar que as políticas de ação afirmativas direcionadas à população Plano de Aula As Ações Afirmativas Objetivo Geral: O objetivo da aula é demonstrar que as políticas de ação afirmativas direcionadas à população negra brasileira são fundamentadas historicamente na luta

Leia mais

OS CURSOS PRÉ-VESTIBULARES POPULARES

OS CURSOS PRÉ-VESTIBULARES POPULARES COMO CITAR ESTE TEXTO: Formato Documento Eletrônico (ISO) NASCIMENTO, Alexandre do. Os Cursos Pré-Vestibulares Populares. [Acesso em dd/mm/aaaa]. Disponível em http://www.alexandrenascimento.com. OS CURSOS

Leia mais

A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL (2ª EDIÇÃO) Tatiana Comiotto Menestrina 1 (Coordenadora da Ação de Extensão)

A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL (2ª EDIÇÃO) Tatiana Comiotto Menestrina 1 (Coordenadora da Ação de Extensão) A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL (2ª EDIÇÃO) Área Temática: Educação Tatiana Comiotto Menestrina 1 (Coordenadora da Ação de Extensão) Pamela Paola Leonardo 2 Marnei Luis Mandler 3 Palavras-chave: Matemática,

Leia mais

A PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR INFANTIL

A PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR INFANTIL A PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR INFANTIL Rita Melissa Lepre RESUMO: Neste breve artigo relataremos um extrato de uma pesquisa realizada com educadoras infantis que teve como tema as contribuições

Leia mais

Palavras-chave: Formação de professores; Justificativas biológicas; Dificuldades de escolarização

Palavras-chave: Formação de professores; Justificativas biológicas; Dificuldades de escolarização OS MECANISMOS DE ATUALIZAÇÃO DAS EXPLICAÇÕES BIOLÓGICAS PARA JUSTIFICAR AS DIFICULDADES NO PROCESSO DE ESCOLARIZAÇÃO: ANÁLISE DO PROGRAMA DE ALFABETIZAÇÃO LETRA E VIDA Cristiane Monteiro da Silva 1 ; Aline

Leia mais

OS DIRETORES DAS ESCOLAS ESTADUAIS DE PRESIDENTE PRUDENTE SP E SUAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE ESCOLA PÚBLICA E SUA ATUAÇÃO

OS DIRETORES DAS ESCOLAS ESTADUAIS DE PRESIDENTE PRUDENTE SP E SUAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE ESCOLA PÚBLICA E SUA ATUAÇÃO Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 1022 OS DIRETORES DAS ESCOLAS ESTADUAIS DE PRESIDENTE PRUDENTE SP E SUAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE ESCOLA PÚBLICA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Teorias e Práticas Alfabetizadoras II - JP0027 PROFESSORA: Ms. Patrícia Moura Pinho I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária Teórica: 60h Carga Horária Prática: 15h II

Leia mais

UMA TRAJETÓRIA DEMOCRÁTICA: das habilitações à coordenação pedagógica

UMA TRAJETÓRIA DEMOCRÁTICA: das habilitações à coordenação pedagógica UMA TRAJETÓRIA DEMOCRÁTICA: das habilitações à coordenação pedagógica Shirleiscorrea@hotmail.com A escola, vista como uma instituição que historicamente sofreu mudanças é apresentada pelo teórico português

Leia mais

Análise das concepções de Educação Infantil na produção científica da Educação Física: escolhas metodológicas. Resumo

Análise das concepções de Educação Infantil na produção científica da Educação Física: escolhas metodológicas. Resumo Análise das concepções de Educação Infantil na produção científica da Educação Física: escolhas metodológicas Profa Dra Marynelma Camargo Garanhani Andressa Fochesatto Leandro de Oliveira Belgrowicz UNIVERSIDADE

Leia mais

Índice. 1. Metodologia na Educação de Jovens e Adultos...3

Índice. 1. Metodologia na Educação de Jovens e Adultos...3 GRUPO 6.1 MÓDULO 4 Índice 1. Metodologia na Educação de Jovens e Adultos...3 1.1. Desenvolvimento e Aprendizagem de Jovens e Adultos... 4 1.1.1. Educar na Diversidade... 5 1.2. Os Efeitos da Escolarização/Alfabetização

Leia mais

A Constituição das desigualdades

A Constituição das desigualdades Introdução Muitos estudos, especialmente na área da sociologia da educação, têm demonstrado que os projetos de democratização das sociedades modernas enfrentam dificuldades relacionadas à efetivação dos

Leia mais

O PAPEL DA ESCOLA NA SOCIEDADE: ALGUMAS CONCEPÇÕES DE WEBER E BOURDIEU. Resumo

O PAPEL DA ESCOLA NA SOCIEDADE: ALGUMAS CONCEPÇÕES DE WEBER E BOURDIEU. Resumo 1 O PAPEL DA ESCOLA NA SOCIEDADE: ALGUMAS CONCEPÇÕES DE WEBER E BOURDIEU Suellen Celina Vitcov Ribeiro IE/UFMT shuribeiro@hotmail.com Juliana Assis da Cruz IE/UFMT- juliassis2010@yahoo.com.br Resumo Este

Leia mais

1 Para saber mais acesse: www.geppes.ucdb.br

1 Para saber mais acesse: www.geppes.ucdb.br A PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES SOBRE O SISTEMA DE COTAS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL (2004-2008) Daisy Ribas Emerich UCDB O objetivo da pesquisa consistiu em analisar

Leia mais

Introdução. I o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo;

Introdução. I o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo; Apresentação A entrada das famílias populares nas escolas públicas brasileiras, sobretudo a partir da década 1970, representa um dos fenômenos mais importantes para a construção de uma sociedade democrática,

Leia mais

A FORMAÇÃO PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS NOS CURSOS DE PEDAGOGIA DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR DE ITUIUTABA

A FORMAÇÃO PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS NOS CURSOS DE PEDAGOGIA DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR DE ITUIUTABA A FORMAÇÃO PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS NOS CURSOS DE PEDAGOGIA DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR DE ITUIUTABA Resumo Monalisa Lopes dos Santos Coelho 1 - FACIP/UFU Luene helena Vilela 2 - FACIP/UFU

Leia mais

PED SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS

PED SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS PED SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS Prezado aluno, O maior diferencial deste projeto pedagógico é o desenvolvimento da autonomia do estudante durante sua formação. O currículo

Leia mais

A CRIANÇA DE SEIS ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL: ALGUMAS REFLEXÕES

A CRIANÇA DE SEIS ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL: ALGUMAS REFLEXÕES A CRIANÇA DE SEIS ANOS NO ENSINO FUNDAMENTAL: ALGUMAS REFLEXÕES Renata Cristina de L. C. B. Nascimento Mestranda do Curso de Mestrado em Educação da UNEMAT, Departamento de Pedagogia da UNEMAT/Cáceres

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO APRESENTAÇÃO O Projeto Político Pedagógico da Escola foi elaborado com a participação da comunidade escolar, professores e funcionários, voltada para a

Leia mais

FAMÍLIA-ESCOLA: UMA RELAÇÃO DE EXPECTATIVAS E CONFLITOS

FAMÍLIA-ESCOLA: UMA RELAÇÃO DE EXPECTATIVAS E CONFLITOS FAMÍLIA-ESCOLA: UMA RELAÇÃO DE EXPECTATIVAS E CONFLITOS DAMKE, Anderléia Sotoriva FACIAP / UNIPAN sotodamke@yahoo.com.br GONÇALVES, Josiane Peres PUCRS josianeperes@unipan.br Resumo O presente artigo tem

Leia mais

ENSINANDO DIREITOS HUMANOS NA EJA: LIMITES E DESAFIOS DE UMA EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA

ENSINANDO DIREITOS HUMANOS NA EJA: LIMITES E DESAFIOS DE UMA EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA ENSINANDO DIREITOS HUMANOS NA EJA: LIMITES E DESAFIOS DE UMA EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA Maria Elizete Guimarães Carvalho 1 Resumo Discute as experiências vivenciadas no Projeto de Extensão Educando Jovens

Leia mais

INTRODUÇÃO. Palavras-chave: Estágio Supervisionado. Regências. Alunos do Ensino Médio. Campina Grande, REALIZE Editora, 2012 1

INTRODUÇÃO. Palavras-chave: Estágio Supervisionado. Regências. Alunos do Ensino Médio. Campina Grande, REALIZE Editora, 2012 1 CONCEPÇÃO DOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO EM RELAÇÃO ÀS AULAS DE BIOLOGIA MINISTRADAS PELOS ESTAGIÁRIOS DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE ITAPIPOCA- FACEDI Carmen Virgínie Sampaio

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Formação de professor, Estágio, Identidade.

PALAVRAS-CHAVE: Formação de professor, Estágio, Identidade. RELATÓRIOS DE ESTÁGIO: CONTRIBUIÇÕES PARA A CONSTITUIÇÃO DA IDENTIDADE DO PROFESSOR DE PORTUGUÊS BORGES, Ana Maria de Miranda Marques/UFG anamariademiranda2@gmail.com MORAES, Eliana Melo Machado/CAJ-UFG

Leia mais

A EVASÃO ESCOLAR NO SEGUNDO ANO DA UNIDADE ESCOLAR MÁRIO MARTINS

A EVASÃO ESCOLAR NO SEGUNDO ANO DA UNIDADE ESCOLAR MÁRIO MARTINS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ CAMPUS PROFESSOR BARROS ARAÚJO CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM LETRAS PORTUGUÊS A EVASÃO ESCOLAR NO SEGUNDO ANO DA UNIDADE ESCOLAR MÁRIO MARTINS Gutembergson Martins Feitosa

Leia mais

MODELAGEM NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: ABORDAGEM CRÍTICA DE TEMAS LIGADOS A SUSTENTABILIDADE

MODELAGEM NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: ABORDAGEM CRÍTICA DE TEMAS LIGADOS A SUSTENTABILIDADE 1 PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Programa de Bolsa Institucional de Ensino e Aprendizagem Submodalidade Ensino Licenciatura em Matemática (Turno Noturno) MODELAGEM NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: ABORDAGEM CRÍTICA

Leia mais

A FORMAÇÃO INCLUSIVA DE PROFESSORES NO CURSO DE LETRAS A DISTÂNCIA

A FORMAÇÃO INCLUSIVA DE PROFESSORES NO CURSO DE LETRAS A DISTÂNCIA A FORMAÇÃO INCLUSIVA DE PROFESSORES NO CURSO DE LETRAS A DISTÂNCIA Autor - Juliana ALVES - IFTM 1 Coautor - Andriza ASSUNÇÃO IFTM 2 Coautor - Aparecida Maria VALLE IFTM 3 Coautor - Carla Alessandra NASCIMENTO

Leia mais

LISTA ORDENADA DOS CANDIDATOS DO CONCURSO PARA LECCIONAR A DISCIPLINA DE Inglês (1440) 6 Horas - Abelheira + NO 1º CICLO

LISTA ORDENADA DOS CANDIDATOS DO CONCURSO PARA LECCIONAR A DISCIPLINA DE Inglês (1440) 6 Horas - Abelheira + NO 1º CICLO A DISCIPLINA DE Inglês (1440) 6 Horas - Abelheira + NO 1º CICLO Elisabete Margarida Viana G. da Rocha 15,00 Deolinda Rosa Arantes Torres 15,00 Raquel Maria SantosB. Oliveira Silva 9,50 Eunice Calisto Soares

Leia mais

INCLUSÃO E EXCLUSÃO NO INTERIOR DA ESCOLA: AS REPRESENTAÇÕES EM FOCO NOVAIS, Gercina Santana UFU CICILLINI, Graça Aparecida UFU GT-12: Currículo

INCLUSÃO E EXCLUSÃO NO INTERIOR DA ESCOLA: AS REPRESENTAÇÕES EM FOCO NOVAIS, Gercina Santana UFU CICILLINI, Graça Aparecida UFU GT-12: Currículo INCLUSÃO E EXCLUSÃO NO INTERIOR DA ESCOLA: AS REPRESENTAÇÕES EM FOCO NOVAIS, Gercina Santana UFU CICILLINI, Graça Aparecida UFU GT-12: Currículo Este trabalho é parte de uma pesquisa de natureza qualitativa

Leia mais

Ana Lúcia Maciel Francisco Kern Maria da Graça Türck Regina Martins Rosa Maria Castilhos Fernandes

Ana Lúcia Maciel Francisco Kern Maria da Graça Türck Regina Martins Rosa Maria Castilhos Fernandes 1 A Graturck é uma empresa especializada nas áreas de consultoria, assessoria e cursos em Serviço Social. Contando com uma equipe técnica qualificada, está lançando uma oportunidade para aqueles alunos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

O DESENVOVIMENTO DE PROJETOS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: RESULTADOS DA EXPERIÊNCIA REALIZADA NO COLÉGIO DE APLICAÇÃO CAMPUS UEL

O DESENVOVIMENTO DE PROJETOS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: RESULTADOS DA EXPERIÊNCIA REALIZADA NO COLÉGIO DE APLICAÇÃO CAMPUS UEL O DESENVOVIMENTO DE PROJETOS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: RESULTADOS DA EXPERIÊNCIA REALIZADA NO COLÉGIO DE APLICAÇÃO CAMPUS UEL Kenya Vieira de Souza e Silva Vanessa Duarte Resumo A educação

Leia mais

AS TRÊS DIMENSÕES DA INCLUSÃO

AS TRÊS DIMENSÕES DA INCLUSÃO r 02.qxp 5/6/2008 16:15 Page 1 293 SANTOS, MÔNICA PEREIRA; PAULINO, MARCOS MOREIRA (ORGS.). INCLUSÃO EM EDUCAÇÃO: CULTURAS, POLÍTICAS E PRÁTICAS. SÃO PAULO: CORTEZ, 2006. 168 P. JANETE NETTO BASSALOBRE*

Leia mais

Uma Análise da História da Matemática Apresentada nos Planos de Aulas para o Ensino Fundamental no Espaço da Aula do Portal do Professor (MEC)

Uma Análise da História da Matemática Apresentada nos Planos de Aulas para o Ensino Fundamental no Espaço da Aula do Portal do Professor (MEC) Uma Análise da História da Matemática Apresentada nos Planos de Aulas para o Ensino Fundamental no Espaço da Aula do Portal do Professor (MEC) Rosana Rodrigues da Silva 1 GD5 História da Matemática e Cultura

Leia mais

ENSINO COLABORATIVO: POSSIBILIDADES PARA INCLUSÃO ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL

ENSINO COLABORATIVO: POSSIBILIDADES PARA INCLUSÃO ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL 1003 ENSINO COLABORATIVO: POSSIBILIDADES PARA INCLUSÃO ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL Cristina Angélica Aquino de Carvalho Mascaro Carla Fernanda Siqueira Vanessa Cabral Amanda Carlou Andrade Santos Fundação

Leia mais

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre Jorge Costelha Seabra 2 18,2 110402182 Ana Catarina Linhares

Leia mais

576 Editorial Revista Ensaio 84

576 Editorial Revista Ensaio 84 EDITORIAL É com satisfação que vimos apresentar o número 84 da revista Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, o terceiro do ano de 2014. O número ora apresentado traz 10 artigos, buscando

Leia mais

MULHERES EM ASCENSÃO: ESTUDO COMPARATIVO DE TRAJETÓRIAS EDUCACIONAIS DE MULHERES NEGRAS E BRANCAS NA PÓS-GRADUAÇÃO DA UFF PINTO

MULHERES EM ASCENSÃO: ESTUDO COMPARATIVO DE TRAJETÓRIAS EDUCACIONAIS DE MULHERES NEGRAS E BRANCAS NA PÓS-GRADUAÇÃO DA UFF PINTO MULHERES EM ASCENSÃO: ESTUDO COMPARATIVO DE TRAJETÓRIAS EDUCACIONAIS DE MULHERES NEGRAS E BRANCAS NA PÓS-GRADUAÇÃO DA UFF PINTO, Giselle UFF giselleuff@yahoo.com.br GT: Afro-Brasileiros e Educação / n.21

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE PSICOLOGIA NO CONTEXTO ESCOLAR

A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE PSICOLOGIA NO CONTEXTO ESCOLAR A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE PSICOLOGIA NO CONTEXTO ESCOLAR Larissa Brito da Silva, Waleria Maria de Sousa Paulino, Stefania Germano Dias, Flavio Pereira de Oliveira, Leilane Menezes Maciel

Leia mais

A pesquisa na formação do professor

A pesquisa na formação do professor A pesquisa na formação do professor Karen Maria Jung Introdução Este trabalho tem por objetivo mostrar como a pesquisa, na formação de novos professores, é abordada nos diferentes cursos de Licenciatura

Leia mais

O PERCURSO FORMATIVO DOS DOCENTES QUE ATUAM NO 1º. CICLO DE FORMAÇÃO HUMANA

O PERCURSO FORMATIVO DOS DOCENTES QUE ATUAM NO 1º. CICLO DE FORMAÇÃO HUMANA O PERCURSO FORMATIVO DOS DOCENTES QUE ATUAM NO 1º. CICLO DE FORMAÇÃO HUMANA Profª. Ms. Marilce da Costa Campos Rodrigues - Grupo de estudos e pesquisas em Política e Formação Docente: ensino fundamental

Leia mais

PROJETO ESPORTIVO MODIFICA ESTILO DE VIDA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM VULNERABILIDADE SOCIAL

PROJETO ESPORTIVO MODIFICA ESTILO DE VIDA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM VULNERABILIDADE SOCIAL 110. ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA PROJETO ESPORTIVO MODIFICA ESTILO DE VIDA DE CRIANÇAS

Leia mais

Divulgação do curso de Gestão Educacional na modalidade presencial.

Divulgação do curso de Gestão Educacional na modalidade presencial. Divulgação do curso de Gestão Educacional na modalidade presencial. A Faculdade Paulista de Artes oferece uma pós-graduação lato sensu em Gestão Escolar, na modalidade presencial, com carga horária de

Leia mais

As universidades do Brasil mais respeitadas por empregadores Os diplomas mais valorizados pelas empresas

As universidades do Brasil mais respeitadas por empregadores Os diplomas mais valorizados pelas empresas As universidades do Brasil mais respeitadas por empregadores Os diplomas mais valorizados pelas empresas Camila Pati, de EXAME.com São Paulo - Para elaborar seus rankings de melhores universidades, a Quacquarelli

Leia mais

A ARTE NA FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL: EM BUSCA DE UMA PRAXE TRANSFORMADORA

A ARTE NA FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL: EM BUSCA DE UMA PRAXE TRANSFORMADORA A ARTE NA FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL: EM BUSCA DE UMA PRAXE TRANSFORMADORA Sumaya Mattar Moraes Mestranda na Área de Linguagem e Educação da FEUSP Esta pesquisa coloca em pauta

Leia mais

FRANCISCO JORGE DE SOUZA JOBSON DE FARIAS LIMA MARIA JOSIVÂNIA DE LIMA ABDALA MAXSUEL DA SILVA EMILIANO NÉLTTER NEYSON FREIRE DE PONTES

FRANCISCO JORGE DE SOUZA JOBSON DE FARIAS LIMA MARIA JOSIVÂNIA DE LIMA ABDALA MAXSUEL DA SILVA EMILIANO NÉLTTER NEYSON FREIRE DE PONTES FRANCISCO JORGE DE SOUZA JOBSON DE FARIAS LIMA MARIA JOSIVÂNIA DE LIMA ABDALA MAXSUEL DA SILVA EMILIANO NÉLTTER NEYSON FREIRE DE PONTES A APLICAÇÃO DE ELEMENTOS TECNOLÓGICOS NO ENSINO DA MATEMÁTICA E SUAS

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO Conceito CAPES: 4 Área de Concentração: Pensamento Educacional Brasileiro e Formação de Professores Rua: Imaculada

Leia mais

RELAÇÃO ESCOLA, FAMÍLIA E COMUNIDADE: UM ESTUDO DE CASO.

RELAÇÃO ESCOLA, FAMÍLIA E COMUNIDADE: UM ESTUDO DE CASO. RELAÇÃO ESCOLA, FAMÍLIA E COMUNIDADE: UM ESTUDO DE CASO. Andréia Cristina do Carmo de Oliveira 1, Renata Dias Belice 2, Deborah Cristina Ferreira Lima 3, Maria Tereza Dejuste de Paula 1 Instituição/Departamento,

Leia mais

O papel do pedagogo como articulador do trabalho educativo em sala de aula.

O papel do pedagogo como articulador do trabalho educativo em sala de aula. O papel do pedagogo como articulador do trabalho educativo em sala de aula. PARA QUE SERVEM AS ESCOLAS? (YOUNG, 2007) Desejos emancipatórios Expansão da escolarização Currículo relevante TENSÕES E CONFLITOS

Leia mais

LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013

LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013 LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013 OFERTA 2737 433133 2737 435006 2737 433645 2737 431145 2737 411431 2737 447993 2737 432457 2737 412330 2737 415973 2737 427952 2737 417413 2737 417268

Leia mais

A INCLUSÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

A INCLUSÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA 1 A INCLUSÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA MACIEL, Rosana Mendes FPM macielrosana28@hotmail.com Este estudo insere se no âmbito das investigações sobre políticas e gestão em Educação e tem como temática

Leia mais

Listas dos Aprovados - Ensino de Inglês

Listas dos Aprovados - Ensino de Inglês Listas dos Aprovados - Ensino de Inglês Nº de Oferta Ordem Pontuação Nome do Docente 758 1 100 Andreia Cristina de Sousa Gomes 758 2 100 Cidália Maria Faria Mendes de Sousa 758 3 100 Marta Raquel Cardoso

Leia mais

A AVALIAÇÃO EM CONTEXTO DIFERENCIADO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL

A AVALIAÇÃO EM CONTEXTO DIFERENCIADO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL A AVALIAÇÃO EM CONTEXTO DIFERENCIADO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL JOSÉ MATEUS DO NASCIMENTO zenmateus@gmail.com POLIANI SANTOS DA SILVA poliany_mme@hotmail.com MARIA AUXILIADORA DOS SANTOS MARINHO Campus IV(CCAE)

Leia mais

Ementas aprovadas nos Departamentos (as disciplinas obrigatórias semestrais estão indicadas; as demais são anuais)

Ementas aprovadas nos Departamentos (as disciplinas obrigatórias semestrais estão indicadas; as demais são anuais) UFPR SETOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA EMENTAS DAS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Ementas aprovadas nos Departamentos (as disciplinas obrigatórias semestrais estão indicadas; as demais são anuais) 1º ANO

Leia mais

PEDAGOGIA: QUE CURSO É ESTE? A PERSPECTIVA DO ALUNO. Palavras-chave: Pedagogia. Formação. Prática Profissional.

PEDAGOGIA: QUE CURSO É ESTE? A PERSPECTIVA DO ALUNO. Palavras-chave: Pedagogia. Formação. Prática Profissional. PEDAGOGIA: QUE CURSO É ESTE? A PERSPECTIVA DO ALUNO. Ana Beatriz Mugnatto Pacheco * Marilane Santos ** Resumo Este trabalho procura analisar e pontuar os anseios dos alunos ingressantes no curso de pedagogia

Leia mais

(IM)PACTOS DA/COM A LEITURA LITERÁRIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES ALFABETIZADORES Fernanda de Araújo Frambach UFRJ

(IM)PACTOS DA/COM A LEITURA LITERÁRIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES ALFABETIZADORES Fernanda de Araújo Frambach UFRJ (IM)PACTOS DA/COM A LEITURA LITERÁRIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES ALFABETIZADORES Fernanda de Araújo Frambach UFRJ Resumo O presente trabalho objetiva apresentar uma pesquisa em andamento que

Leia mais

O BOM PROFESSOR DA PÓS-GRADUAÇÃO E SUA PRÁTICA. PALAVRAS-CHAVE: docência universitária, formação docente, representações, perspectivas paradigmáticas

O BOM PROFESSOR DA PÓS-GRADUAÇÃO E SUA PRÁTICA. PALAVRAS-CHAVE: docência universitária, formação docente, representações, perspectivas paradigmáticas O BOM PROFESSOR DA PÓS-GRADUAÇÃO E SUA PRÁTICA Núbia Vieira TEIXEIRA; Solange Martins Oliveira MAGALHÃES Mestrado - Programa de Pós - Graduação em Educação - FE/UFG vitenubia@yahoo.com.br;solufg@hotmail.com

Leia mais

MAPAS CONCEITUAIS NAS PESQUISAS DO NÚCLEO DE ETNOGRAFIA EM EDUCAÇÃO

MAPAS CONCEITUAIS NAS PESQUISAS DO NÚCLEO DE ETNOGRAFIA EM EDUCAÇÃO MAPAS CONCEITUAIS NAS PESQUISAS DO NÚCLEO DE ETNOGRAFIA EM EDUCAÇÃO Autor: Riselda Maria de França Oliveira Universidade Estadual do Rio de Janeiro - riseldaf@hotmail.com Co-autor: Marcelo Alex de Oliveira

Leia mais

AS TECNOLOGIAS NA ESCOLA DO CAMPO UMA QUESTÃO DE DIREITO A CIDADANIA

AS TECNOLOGIAS NA ESCOLA DO CAMPO UMA QUESTÃO DE DIREITO A CIDADANIA AS TECNOLOGIAS NA ESCOLA DO CAMPO UMA QUESTÃO DE DIREITO A CIDADANIA Rose Madalena Pereira da Silva Prof. da Educação Básica e Pós graduanda em Educação e Novas Tecnologias Sara Ingrid Borba Mestra em

Leia mais

Resultados da Candidatura a Alojamento

Resultados da Candidatura a Alojamento Resultados da Candidatura a Alojamento Unidade Orgânica: Serviços de Acção Social RESIDÊNCIA: 02 - ESE ANO LECTIVO: 2015/2016 2ª Fase - Resultados Definitivos >>> EDUCAÇÃO BÁSICA 14711 Ana Catarina Mendes

Leia mais

C O R P O D O C E N T E CORPO DOCENTE

C O R P O D O C E N T E CORPO DOCENTE CRP DCENTE Relação atual dos professores do Campus Rio Paranaíba da Universidade Federal de Viçosa, em ordem alfabética, incluindo dados funcionais e titulação. C R P D C E N T E 162 Corpo Docente UFV

Leia mais

CURSO PREPARATÓRIO PARA PROFESSORES. Profa. M. Ana Paula Melim Profa. Milene Bartolomei Silva

CURSO PREPARATÓRIO PARA PROFESSORES. Profa. M. Ana Paula Melim Profa. Milene Bartolomei Silva CURSO PREPARATÓRIO PARA PROFESSORES Profa. M. Ana Paula Melim Profa. Milene Bartolomei Silva 1 Conteúdo: Concepções Pedagógicas Conceitos de Educação; Pedagogia; Abordagens Pedagógicas: psicomotora, construtivista,

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO IFAL INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS: REFLETINDO SOBRE OS TEMPOS E OS ESPAÇOS

FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO IFAL INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS: REFLETINDO SOBRE OS TEMPOS E OS ESPAÇOS ISSN 2316-7785 FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO IFAL INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS: REFLETINDO SOBRE OS TEMPOS E OS ESPAÇOS José André Tavares de Oliveira Instituto Federal de Alagoas

Leia mais

Projeto Leitura e Escrita na Educação Infantil

Projeto Leitura e Escrita na Educação Infantil Projeto Leitura e Escrita na Educação Infantil Mônica Correia Baptista/UFMG Maria Fernanda Rezende Nunes/UNIRIO Patrícia Corsino/UFRJ Vanessa Ferraz Almeida Neves/UFMG Rita Coelho/MEC Ângela Barreto/Consultora

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 CENTRO/SP - CEP: 01045-903 FONE: 3255-2044- FAX: Nº 3231-1518

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 CENTRO/SP - CEP: 01045-903 FONE: 3255-2044- FAX: Nº 3231-1518 PROCESSO CEE 112/2012 INTERESSADO ASSUNTO RELATOR 1. RELATÓRIO 1.1 HISTÓRICO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 CENTRO/SP - CEP: 01045-903 FONE: 3255-2044- FAX: Nº 3231-1518 Centro Universitário

Leia mais

Articulando saberes e transformando a prática

Articulando saberes e transformando a prática Articulando saberes e transformando a prática Maria Elisabette Brisola Brito Prado Na sociedade do conhecimento e da tecnologia torna-se necessário repensar o papel da escola, mais especificamente as questões

Leia mais

REFLEXÕES ACERCA DO PAPEL DO PEDAGOGO NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: ARTICULANDO OS SABERES DO DOCENTE E DO PEDAGOGO

REFLEXÕES ACERCA DO PAPEL DO PEDAGOGO NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: ARTICULANDO OS SABERES DO DOCENTE E DO PEDAGOGO REFLEXÕES ACERCA DO PAPEL DO PEDAGOGO NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: ARTICULANDO OS SABERES DO DOCENTE E DO PEDAGOGO BACHETI, Luciane Serrate Pacheco, FERNANDES, Márcia Alessandra de Souza, SILVA, Maria Izabel

Leia mais

Um Retrato do Uso dos Jogos no Ensino de Matemática no 6º Ano do Ensino Fundamental: um estudo de caso.

Um Retrato do Uso dos Jogos no Ensino de Matemática no 6º Ano do Ensino Fundamental: um estudo de caso. Um Retrato do Uso dos Jogos no Ensino de Matemática no 6º Ano do Ensino Fundamental: um estudo de caso. Francisco Ricardo Nogueira de Vasconcelos 1 Ivoneide Pinheiro de Lima 2 RESUMO A aplicação adequada

Leia mais

PRÁTICAS DE PSICOLOGIA NO ENSINO BÁSICO: EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO DE FORMAÇÃO Elisandra Polon Panplona 1

PRÁTICAS DE PSICOLOGIA NO ENSINO BÁSICO: EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO DE FORMAÇÃO Elisandra Polon Panplona 1 PRÁTICAS DE PSICOLOGIA NO ENSINO BÁSICO: EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO DE FORMAÇÃO Elisandra Polon Panplona 1 RESUMO EXPANDIDO Raquel Da Cruz Costa 2 Daiana Priscila de Souza 3 Elisangela Cristina Salles 4 Tífany

Leia mais

A UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO E O SIGNIFICADO SOCIAL DA POLÍTICA PÚBLICA DE EXPANSÃO DO ENSINO SUPERIOR NA BAIXADA FLUMINENSE

A UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO E O SIGNIFICADO SOCIAL DA POLÍTICA PÚBLICA DE EXPANSÃO DO ENSINO SUPERIOR NA BAIXADA FLUMINENSE A UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO E O SIGNIFICADO SOCIAL DA POLÍTICA PÚBLICA DE EXPANSÃO DO ENSINO SUPERIOR NA BAIXADA FLUMINENSE INTRODUÇÃO Renan Arjona de Souza (1); Nádia Maria Pereira

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS: que lugar é este?

ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS: que lugar é este? Universidade do Sul de Santa Catarina UNISUL maria.schlickmann@unisul.br Palavras iniciais... As reflexões que apresento neste texto são um recorte de estudo que venho realizando na minha tese de doutorado.

Leia mais

RESENHA/REVIEW. ROJO, Roxane. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009. 128 p.

RESENHA/REVIEW. ROJO, Roxane. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009. 128 p. RESENHA/REVIEW ROJO, Roxane. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009. 128 p. Resenhado por/by: Acir Mario KARWOSKI (Universidade Federal do Triângulo Mineiro)

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO Curso Pedagogia Departamento de Educação: Formação Docente, Gestão e Tecnologias.

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO Curso Pedagogia Departamento de Educação: Formação Docente, Gestão e Tecnologias. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO Curso Pedagogia Departamento de Educação: Formação Docente, Gestão e Tecnologias. A INCLUSÃO DA CRIANÇA COM SINDROME DE DOWN E SEU PROCESSO

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60

PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60 PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60 Professor Responsável: MARTA REGINA DE JESUS Dias / Hora / Local: 6a. Feira - 09/08 das 9:00 às 12:00h

Leia mais

A INCIVILIDADE EM SALA DE AULA

A INCIVILIDADE EM SALA DE AULA A INCIVILIDADE EM SALA DE AULA Claudiane Lorini claudianelorini@hotmail.com Silvana Rodrigues da Silva madonalongati@hotmail.com Tânia Marli Peçanha de Brito taniam.brito@hotmail.com RESUMO: O ambiente

Leia mais

PPC. Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

PPC. Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - PRÁTICAS PEDAGÓGICAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE REFERÊNCIA EM FORMAÇÃO E

Leia mais

Trabalhos Aprovados: Eixo: Educação Infantil Manhã (8:30 às 12:00hrs.) Sala 26

Trabalhos Aprovados: Eixo: Educação Infantil Manhã (8:30 às 12:00hrs.) Sala 26 AS APRESENTAÇÕES ACONTECERÃO DIA 20/05 (QUARTA-FEIRA), NO PERÍODO DA MANHÃ E DA TARDE! Trabalhos Aprovados: Eixo: Educação Infantil Manhã (8:30 às 12:00hrs.) Sala 26 s: Práticas na leitura e escrita na

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Câmpus de Bauru

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Câmpus de Bauru UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Câmpus de Bauru Curso: Licenciatura em Pedagogia Departamento: Educação-FC IDENTIFICAÇÃO Código: 4419 Disciplina: CONTEÚDOS E METODOLOGIA DO

Leia mais