LIP E SEUS BENEFÍCIOS AO ALCANCE DO PROFISSIONAL DE ESTÉTICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LIP E SEUS BENEFÍCIOS AO ALCANCE DO PROFISSIONAL DE ESTÉTICA"

Transcrição

1 LIP E SEUS BENEFÍCIOS AO ALCANCE DO PROFISSIONAL DE ESTÉTICA Ft. Esp. Flávia M. Pirola - Consultora Técnica BIOSET -Docente convidada das pós graduações Ft DF Gama Filho, Uniararas, Ibrape, CBES - Colaboradora do livro Modalidades Terapêuticas nas Disfunções Estéticas com o capítulo de Luz Intensa Pulsada (Fábio Borges) - Membro aspirante Sociedade Brasileira de Laser

2 DEFINIÇÃO Conhecida como Luz Intensa Pulsada, Luz Pulsada Variável ou Luz Pulsada Controlada é compreendida pela emissão de flashs de luz de alta intensidade e duração controlada diretamente sobre a pele do paciente, na região em tratamento, por intermédio de um sistema eletrônico microprocessado específico para esta finalidade e com comprimento de onda que abrange a faixa de 420 a 1100 nm. LASER: monocromático. (L'esperance, 1966; Dishington et al, 1974; Verhagen, 1966).

3 FLASHLAMPS A lâmpada de xenônio, primeiramente desenvolvida como uma fonte de energia para os raios laser, vem sendo usada terapeuticamente com aplicações diretas de sua energia nos equipamentos de IPL, sob a forma de flashlamps circuitos elétricos que promovem um repentino estouro num fusível, gerando uma luz brilhante. (Dishington et al, 1974) Da mesma forma que os lasers, os flashlamps de IPL começaram a ser usados com propósitos médicos nos anos 1960 e, na última metade da mesma década, surgiram dados em uma publicação sobre tratamentos nos olhos e em problemas na pele. (L'esperance, 1966; Verhagen, 1966).

4 Cor - Comprimento de Onda (nm) Violeta Azul Verde Amarelo Laranja Vermelho

5 CARACTERÍSTICAS DA LIP Policromaticidade: - Efeito de radiação luminosa que mistura duas ou mais cores, como a luz branca do sol ou a emitida por uma lâmpada comum. - Esse espectro luminoso em geral possui uma faixa de 320nm a 1200nm. - A principal diferença entre a radiação da LIP e da radiação a LASER é que esta última possui somente uma cor: monocromática. - Nos equipamentos de IPL, a seleção do comprimento de onda apropriado para cada aplicação terapêutica é realizada por meio de filtros ópticos seletivos. (Anderson et al, 1983).

6

7

8 Incoerência: - Diferente do LASER, a energia do equipamento de IPL é emitida em todas as direções. - O direcionamento do feixe luminoso IPL é realizado por meio de refletores espelhados especiais colocados atrás da lâmpada de xenônio. Não colimado: - A luz da IPL possui divergência angular muito grande, não havendo um ponto focalizado como se fosse uma lâmpada comum.

9

10 CLASSIFICAÇÃO DE FITZPATRICK

11

12 Absorção: - A luz é absorvida por componentes fotorreceptivos do tecido alvo, denominados cromóforos (cromo = cor / phoro = portador), que convertem a energia luminosa em calor através da absorção (Halliday et al, 2006). - Os cromóforos são (Goldman, 1998; Ross, 2006; Goldberg aet al, 2006): Melanina: capta radiação UV(340 a 1000nm); luz verde (532nm) e radiação IV (800 a 1200nm). Hemoglobina: capta radiação UVA (300nm), luz azul (450nm), luz verde (520 a 540nm) e luz amarela (570 a 580nm). Colágeno: capta luz visível (380 a 780nm) e radiação IV (800 a 1200nm). Água: capta radiação IV (acima de 1200nm).

13 FUNCIONAMENTO DA IPL Quando acionado o disparo no equipamento de IPL, a energia elétrica, previamente armazenada pelo equipamento, é liberada em fração de segundos com intensidade (J/cm²) e tempo de duração (ms) previamente programados. Essa energia é transmitida diretamente para a lâmpada, a qual transforma a energia elétrica acumulada em energia luminosa calor.

14 INTERAÇÃO LUZ - TECIDO Fototérmico: a energia luminosa é absorvida e transformada em calor, provocando coagulação do tecido-alvo. Fotoquímico: ativações de reações químicas. Fototermólise Seletiva: a combinação do comprimento de onda com a duração do pulso luminoso emitido proverá a energia necessária para lesar somente o tecido-alvo, com o mínimo de lesão das regiões adjacentes. (Osório & Torezan, 2002; Badin & Moraes, 1998, Hee et al, 2006; Raulin, 1997; Anderson, 1983; Goldman, 1998; Dierickx et al, 1995; Dover et al, 1999; Ross,2006)

15 MECANISMO DE AÇÃO A LIP atua por desnaturação de moléculas através do aumento de temperatura na região. As moléculas agem como antenas absorvendo diferentes comprimentos de onda. Escolhendo o comprimento de onda ideal para cada indicação, a fluência e duração do pulso suficientes para lesar a estrutura-alvo mas sem lesar tecido são, obtém-se a resposta desejada minimizando os efeitos colaterais. (Osório & Torezan, 2002; Badin & Moraes, 1998; Hee et al, 2006; Raulin, 1997; Anderson, 1983; Goldman, 1998; Dierickx et al, 1995; Dover et al, 1999; Ross,2006)

16 MECANISMO DE AÇÃO Fonte de luz estrutura alvo calor nas células microlesão localizada desnaturação por efeito térmico dano térmico ao tecido circundante. Elementos básicos da fototermólise seletiva: 1- Comprimento de onda que alcance e seja preferencialmente absorvido pelo alvo. 2- Tempo de exposição menor ou igual ao necessário para que as estruturas alvo se resfriem. 3- Fluência suficiente para alcançar a temperatura para danificar o alvo.

17 A maioria dos comprimentos de onda (300 a 1200nm) tem afinidade com a melanina, ocorrendo um pico máximo de absorção em torno de 532nm. Peles mais escuras (Classificação de Fitzpatrick), há mais absorção de luz. Quanto maior for a quantidade de melanina, maior a chance de sequelas desagradáveis: queimaduras, manchas hipocrômicas ou hipercrômicas. Precauções: emprego de soluções simples como aplicação de compressas de gelo previamente à aplicação ou mesmo o próprio sistema de refrigeração do aplicador (caso o equipamento disponibilize), para que haja dissipação de calor nas primeiras camadas da pele. (Pirola & Giusti in Borges, 2010; Osório & Torezan, 2002)

18 ESTRIAS A IPL é indicada para o tratamento de estrias, por causa das características semelhantes de respostas ao rejuvenescimento tecidual. Proporciona resultados benéficos, como melhora da elasticidade, textura e coloração das estrias, principalmente naquelas que se apresentam em estado inicial de surgimento, como na fase avermelhada. Porém, apresenta, também, resultados satisfatórios em estrias brancas. Os resultados são potencializados quando, após aplicações com IPL, ministra-se tretinoína ou ácido glicólico, de uso tópico.

19 ESTRIAS Avaliação pré-tratamento: excluir mulheres em período de amamentação, que apresentem sinais de cushing ou histórico de ingestão de corticoide próxima à avaliação e/ou pré-tratamento. Orientar, após a aplicação do IPL, o uso de protetor ou bloqueador solar, mínimo de 15 FPS, e evitar a exposição solar durante o período de aplicação. Poderá ocorrer uma pigmentação inflamatória, após a aplicação da luz, que desaparecerá após algumas semanas, podendo ser resolvida também com o uso tópico de hidrocortisona prescrita pelo médico. (Pérez et al, 2002; Requena & Sanches, 1997; Pribanich et al, 1994).

20

21 POIQUILODERMIA DE CIVATTE, FOTORREJUVENESCIMENTO, TELANGECTASIAS O tratamento do fotoenvelhecimento com a IPL é baseado na absorção seletiva da luz pela hemoglobina e colágeno, promovendo o reparo dérmico e subsequente síntese de colágeno, fenômeno pelo qual promoverá o rejuvenescimento da pele. *Sem efeito lifting / 3 a 4 dias após. (Weiss et al, 2002)

22

23

24

25

26

27 DISCROMIAS, HEMANGIOMAS E MELANOSES Nos casos de melanoses, ocorre lise de melanossomas por ação do calor e a melanina é fragmentada em pequenas partículas, e as células que contêm melanina (melanócitos e ceratinócitos) são danificadas, apresentando respostas a luz como: - Acinzamento: dispersão da melanina. - Escurecimento: agregação da melanina. - Eritema ao redor da lesão: inflamação do local. - Clareamento: tardiamente. Podem formar uma crosta fina na superfície que se despregam em torno de 10 a 12 dias após a aplicação, não devendo ser extraída.

28

29

30 FOTOEPILAÇÃO Pelo: - Matéria semiviva - Influência direta de hormônios - Crescimento vascularização folículo - Fases do pelo * (Sadick et al, 2004; Sampaio & Rivitti, 2007)

31 Observação: os vasos sanguíneos são fundamentais para o crescimento do pelo; são eles que levam nutrientes até a papila dérmica permitindo a reprodução celular, que também serão um dos alvos da luz para destruir o folículo piloso. Finalmente, para que se obtenha um resultado satisfatório em epilação eficaz e duradora, faz-se necessário a destruição das partes essenciais na reprodução do pelo, como bulge, papila dérmica e vasos sanguíneos.

32 FASES DO PELO

33 FASE ANÁGENA - Fase de crescimento da matriz, com rápida proliferação de células. - Nível do subcutâneo / pelo anágeno arrancado gelatina em volta. - A duração dessa fase é variável entre as diferentes regiões do corpo. - Essa fase é o alvo temporal do tratamento por IPL, pois com a rápida divisão celular ocorre o maior pico de produção e concentração de melanina.

34 FASE CATÁGENA - Fase de transição entre a anágena e a telógena, caracterizada pela atrofia do folículo que regride a um terço de suas dimensões anteriores. - Interrompe-se a melanogênese na matriz e a proliferação celular diminui até cessar. - A extremidade do pelo assume forma de clava, constituindo o pelo em clava. - A duração dessa fase é de cerca de 3 semanas.

35 FASE TELÓGENA - Fase na qual o pelo se desprende e o folículo entra em repouso, tornando-se quiescente e reduzindose à metade de seu tamanho normal. - Há uma desvinculação completa entre a papila dérmica e o pelo em eliminação. - Essa fase dura 3 a 4 meses.

36 DEPILAÇÃO DEFINITIVA? Folículos pilossebáceos não estão sincronizados na mesma fase. É importante a distinção entre redução permanente e depilação definitiva, uma vez que após o tratamento completo não há eliminação total, mas substituição de pelos grossos por pelos finos e claros. O pelo não destruído retorna com diâmetro, número e qualidade modificados. (Pirola & Giusti in Borges, 2010)

37 IPL atinje até os pelos de maior implantação em torno e 4 mm a 7 mm. A destruição do pelo se faz por coagulação dependente de parâmetros apropriados: fluência (dose), comprimento da onda, duração de pulso = 60 ºC destruição do folículo. Quando esse fenômeno não é atingido, os pelos se enfraquecem, porém, crescem novamente e de modo mais lento. (Sadick etal, 2004; Sampaio & Rivitti, 2007; Sadick et al, 2000)

38

39 CORES DE PELOS Vale ressaltar que pelos mais grossos e mais escuros absorvem mais energia, proporcionando um resultado mais rápido, enquanto os mais finos e/ou mais claros requerem maior número de aplicações. Nenhum equipamento de luz é eficaz na epilação de pelos brancos, uma vez que o folículo não dispõe de boa irrigação e é desprovido de melanina, não havendo possibilidade do processo de fototermólise seletiva. (Pirola & Giusti in Borges, 2010)

40 FLUÊNCIA (J/CM²) Quanto maior a fluência, melhor a eficácia da depilação; porém, vale ressaltar que a eficácia depende da interação da destruição do folículo sem lesão de estruturas adjacentes = EPIDERME. OBS: programas prontos**** - Resfriamento da epiderme: as chances de queimaduras.

41

42

43

44 ACNE Comprimentos de onda visíveis de 400 a 570nm porfirinas endógenas oxidação da Propionibacterium acnes. Luz verde: porfirina torna-se quimicamente ativa e libera oxigênio bactéria, que é anaeróbica, e a destrói. Luz vermelha: cessa todo o processo inflamatório e, desse modo, há a finalização da reação química e destruição total da Propionibacterium acnes. (Rojanamatin & Choawawanich, 2006).

45 400 nm 600 nm Poro bloqueado Inflamação folículo Porfirinas P.Acne Glândula sebacea

46

47 MEDIDAS DE SEGURANÇA Conhecer os riscos envolvidos na utilização. Conhecer os parâmetros do equipamento. Treinamento adequado e pela familiarização do usuário com as indicações e com o uso de seus dispositivos/aplicadores. Proteção dos olhos. Proteção de áreas íntegras ao redor de uma lesão pigmentar, por exemplo.

48 PREPARO PARA A APLICAÇÃO Classificação de: Fitzpatrick, espessura e cor do pelo ou da lesão pigmentada. Anamnese completa com atenção às precauções e contraindicações. Termo de consentimento. Depilação: o pelo cortado com lâmina de barbear, previamente à sessão (pode ser de 2 a 3 dias antes) ou raspado imediatamente antes = variável com o equipamento utilizado. Durante tratamento epilatório: usar somente lâmina. CERA ****?

49

50 CUIDADOS PÓS Compressas geladas ou cosméticos calmantes (máscaras). Pomadas **** Utilizar bloqueador solar ou um FPS. Evitar ao máximo exposição solar.

51 Terapias combinadas: ácidos de baixa concentração. O uso de maquilagem deve ser evitado em caso de formação de crostas ou descamação. Evitar deixar cair água muito quente no local no mesmo dia da aplicação. Respeitar os intervalos mínimos entre as sessões para que não haja fotossensibilidade. Usar roupas confortáveis e leves no dia da aplicação.

52 CONTRAINDICAÇÕES Isotretinoína (roacutan). Medicamentos via oral e tópica à base de corticoides, anticoagulantes há mais de 3 meses. Ácido acetilsalicílico, medicamentos anti-inflamatórios não hormonais. Medicamentos fotossensibilizantes fortes. Pacientes bronzeados e em exposição contínua aos raios UV há pelo menos quatro semanas antes do tratamento. Pelos brancos. Dermatoses desencadeadas ou agravadas pela luz.

53 Pacientes com histórico de queloides. Lactantes e gestantes (contraindicação relativa). Distúrbios hormonais. Pigmentação irregular. Diabetes descontrolada. Sinais de infecção e inflamação de pele, doenças inflamatórias, imunodeficiência. Sensibilidade à radiação da luz. Neoplasias e metástases.

54 COMPLICAÇÕES E INTERCORRÊNCIAS Ligeira ardência Hiperemia Prurido Bolhas Crostas Discromias Cicatrizes hipertróficas

55

56

57

58 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS VERHAGEN, A. R. Light tests and pathogenetic wavelengths in chronic polymorphous light dermatosis. Dermatologica. 1966;133(4): L'ESPERANCE, F. A. Jr. Clinical comparison of xenon-arc and laser photocoagulation of retinal lesions. Archives of Ophthalmology Jan;75(1):61-7. FDA Docket K August HALLIDAY, D.; RESNICK, R.; WALKER, J. Fundamentos de Física V1. Editora LTC. 7. ed. São Paulo: 2006 GORDON, J.P.; ZIEGLER, H.J.; TOWNES, C.H. The MASER: New type of amplifier, frequency standard and spectrometer. Physiol Rev 99: , 1995 in BADIN, A. Z. D.; MORAES, L. M.; ROBERTS III, T.L. Rejuvenescimento Facial a Laser. Editora Revinter. Rio de Janeiro: 1998 Anderson RR, Parrish RR. Selective photothermolysis: Precise microsurgery by selective absorption of pulsed radiation. Science 1983;220: Goldman MP. Treatment of benign vascular lesions with the PhotoDerm VL high-intensity pused light source. Adv Dermatol 1998;13: DIERICKX, C. C.; CASPARIAN, J. K.; Venugopalan V, Farinelli WA, Anderson RR. Thermal relaxation of port-wine stains vessels probes in vivo: The need for 1 10-millisecond laser puse treatment. J Invest Dermatol 1995;105:

59 DOVER, J.S.; SADICK, N. S.; GOLDMAN M.P. The role of lasers and light sources in the treatment of leg veins. Dermatol Surg 1999;25: BADIN, A. Z. D.; MORAES, L. M.; ROBERTS III, T.L. Rejuvenescimento Facial a Laser. Editora Revinter. Rio de Janeiro: 1998 OSÓRIO, N.; TOREZAN, L. A. R. Laser em Dermatologia - Conceitos Básicos e Aplicações. Editora Roca. São Paulo: ROSS, E. V. Laser versus intense pulsed light: competing technologies in dermatology. Lasers Surg Med 2006;38: HEE L. J.; HUH, C. H.; YOON, H. J.; CHO, K. H.; CHUNG, J. H. Photo-epilation results of axillary hair in dark-skinned patients by intense pulsed light: comparison between different wavelength and pulse width. Dermatol Surg 2006;32: BOECHAT, A. A. P. et al. Bend loss in large core multimode optical fiber beam delivery system. Appl Opt 30: 321-7, 1991 RAULIN, C.; GREVE, B.; et al. Laser und IPL - Technologie in der Dermatologie und A sthetischen Medizin. 1st edition. New York: Schattauer Stuttgart; RAULIN, C.; SCHROETER, C. Treatment possibilities with an intense, pulsed light source (PhotoDerm1 VL). Hautarzt 1997;48: GOLDBERG, D. J; et al. Laser em Dermatologia. Editora Santos. São Paulo: 2007 GOLDBERG, D. J.; ROHRER, T. E.; DOVER, J. S.; et al. Laser e Luz V1. Editora: Elsevier. São Paulo: 2006

60 PÉREZ, E. H.; CHARRIER, E. C.; IBIETT, E. V. Intense Pulsed Light in the Treatmente of Stiae Distensae. Dermatol and Surg, 2002, December 28:12. REQUENA, L.; SÁNCHES YUS, E. Striae distensae. Dermatopathol Pract Concept, 1997; 3: PRIBANICH, S.; SIMPSON, F. G.; HELD, B. et al. Lowdose tretinoin does not improve striae distensa: a double-blind, placebo-controlled study. Cutis, 1994; 54: WEISS, R. A.; WEISS, M. A.; BEASLEY, K. L. Rejuvenation of Photoaged skin: 5 years results with intense pulsed light of the face, neck, and chest. Dermatol Surg, 2002; 28: ANDERSON, K. L.; LEAVITT, M.; NISAR, N. Photo Rejuvenation utilizing a krypton light source: a clinical and histological study. Advanced Dermatology, Goldberg DJ. New collagen formation after dermal remodeling with an intense pulsed light source. J. Cutan Laser Ther 2000; 2: Bitter PH. Noninvasive Rejuvenation of Photodamaged Skin Using Serial, Full Face, intense Pulsed Light Treatments. Dematol. Surg Sep; 26/9) : ; discussion 843. HEDELUND, L, DUE, E, BJERRING, P, CHRISTIAN, W, HAEDERSDAL, M. Skin rejuvenation using Intense Pulsed Light. Arch Dermatol, v. 142, Aug CARRUTHERS J, CARRUTHERS A. The effect of full-face broadband light treatments alone and in combination with bilateral crow s feet botulinum toxin type A chemodenervation Dermatol Surg. 2004;30: WEISS, R.; GOLDMAN, M.; WEISS, M. Treatment of poikilodermia of Civatte with an intense pulsed light source. Dermatol Surg 2000; 26:823 8.

61 OBRIGADA!!!!

LUZ INTENSA PULSADA. Princípios Básicos. Dra Dolores Gonzalez Fabra

LUZ INTENSA PULSADA. Princípios Básicos. Dra Dolores Gonzalez Fabra LUZ INTENSA PULSADA Princípios Básicos Dra Dolores Gonzalez Fabra Fazemos o Uso da L.I.P. ( não é laser) e do laser de Nd Yag, conforme a necessidade. * L.I.P. para lesões pigmentares, telangectasias,

Leia mais

O que é Depilação com Laser?

O que é Depilação com Laser? O que é Depilação com Laser? Autor Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Clínica Naturale Av. Moema, 87 cj 51-52, Moema, São Paulo - SP, Brasil Fone 11 50511075 Clínica Naturale 2008 Pêlos indesejáveis são

Leia mais

O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER

O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER O TITAN, A LUZ PULSADA e o ND: YAG Clínica Naturale 2008 Autor Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Clínica Naturale Av. Moema, 87 cj 51-52, Moema, São Paulo - SP, Brasil

Leia mais

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra LUZ INTENSA PULSADA Princípios Básicos - P arte II FOTOREJUVENESCIMENTO Dra Dolores Gonzalez Fabra O Que é Fotorejuvescimento? Procedimento não ablativo e não invasivo. Trata simultaneamente hiperpigmentações,

Leia mais

Elight + IPL 01. Fotodepilação Fotorejuvenescimento Tratamento de lesões vasculares Tratamento do acne e pigmentação

Elight + IPL 01. Fotodepilação Fotorejuvenescimento Tratamento de lesões vasculares Tratamento do acne e pigmentação Elight + IPL 01 Fotodepilação Fotorejuvenescimento Tratamento de lesões vasculares Tratamento do acne e pigmentação 1. ELIGHT VS IPL O IPL (Luz Pulsada Intensa) é a última tecnologia desenvolvida após

Leia mais

O EFEITO DA LUZ INTENSA PULSADA EM MANCHAS SENIS: UM RELATO DE CASO.

O EFEITO DA LUZ INTENSA PULSADA EM MANCHAS SENIS: UM RELATO DE CASO. O EFEITO DA LUZ INTENSA PULSADA EM MANCHAS SENIS: UM RELATO DE CASO. Janaína Bastos da Silva¹ Jussara Baronio² Felipe Lacerda³ Vandressa Bueno Resumo: A literatura sugere que a luz intensa pulsada tem

Leia mais

C O F F I T O CONSELHO FEDERAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL

C O F F I T O CONSELHO FEDERAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL PARECER DO GRUPO DE TRABALHO FISIOTERAPIA DERMATOFUNCIONAL LUZ INTENSA PULSADA (IPL ou LIP) Utilizando o princípio da fototermólise seletiva, ganharam popularidade aparelhos de emissão de luz intensa pulsada

Leia mais

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista Um novo conceito em peeling sequencial Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista O QUE É O PEELING 3D? Método diferenciado e patenteado de peeling superficial sequencial

Leia mais

Multiplataforma expansível que oferece. a exclusiva tecnologia ELOS. www.skintecmedical.com.br. Sinergia da Luz e Radiofrequência

Multiplataforma expansível que oferece. a exclusiva tecnologia ELOS. www.skintecmedical.com.br. Sinergia da Luz e Radiofrequência Multiplataforma expansível que oferece TM a exclusiva tecnologia ELOS Sinergia da Luz e Radiofrequência Ajuste individual da Energia Óptica e da Energia de RF para alcançar a máxima eficiência. Interface

Leia mais

1.000.000 de disparos

1.000.000 de disparos Design exclusivo 1.000.000 de disparos Tela touch screen de 8 com seleção dos parâmetros de tratamento: manuseio simples e interface interativa Contador do número de disparos da lâmpada Chave de segurança

Leia mais

Laser um aliado na dermatologia. Laser an ally in dermatology

Laser um aliado na dermatologia. Laser an ally in dermatology Seção Aprendendo Rev Med (São Paulo). 2007 abr.-jun.;86(2):64-70. Laser um aliado na dermatologia Laser an ally in dermatology Régia Celli Ribeiro Patriota 1 Patriota RCR. Laser um aliado na dermatologia.

Leia mais

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos A etnia confere características herdadas que devem ser valorizadas na indicação de procedimentos e tratamentos e na avaliação de

Leia mais

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções:

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: CUIDADOS COM A PELE A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: Regular a temperatura do nosso corpo; Perceber os estímulos dolorosos e agradáveis; Impedir a entrada

Leia mais

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria Acne Como Podemos Tratar em Parceria Ademir Júnior - Médico Fabiana Padovez Esteticista Espaço de Medicina e Saúde Dr Ademir Júnior Universidade Anhembi Morumbi Acne Nome popular: Cravos e Espinhas Doença

Leia mais

Um encontro com o futuro

Um encontro com o futuro Um encontro com o futuro Catálogo de Produtos - ESTÉTICA Elite O Elite é a solução mais completa de fototerapia mundial com excelente performance no tratamento de acne, manchas na pele, olheiras, marcas

Leia mais

A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele

A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele A cosmetologia atualmente vem ganhando notoriedade,

Leia mais

exceto para hipertensão. As pacientes responderam a dois questionários depois de terminado o tratamento. O questionário um perguntava qual q

exceto para hipertensão. As pacientes responderam a dois questionários depois de terminado o tratamento. O questionário um perguntava qual q AVALIAÇÃO DO TRATAMENTO PARA REJUVENESCIMENTO COM O LED (LIGHT EMMITING DIODES) Bhertha M. Tamura (Assistente da Universidade de Santo Amaro, Colaboradora da Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade

Leia mais

Despigmentantes ou agentes clareadores:

Despigmentantes ou agentes clareadores: Despigmentantes ou agentes clareadores: Na pele os melanócitos estão presentes na camada basal da epiderme,na junção dermoepiderme e são responsáveis pela produção de melanina. Ocorrem numa taxa de aproximadamente

Leia mais

LASER histórico e aplicações

LASER histórico e aplicações LASER histórico e aplicações Marina Scheid Matheus Hennemann Biofísica III Prof. Edulfo Diaz Histórico 1905 Albert Einstein, com auxílio de Max Planck Luz: pacotes discretos e bem determinados Fótons Histórico

Leia mais

38 Por que o sol queima a nossa pele?

38 Por que o sol queima a nossa pele? A U A UL LA Por que o sol queima a nossa pele? Férias, verão e muito sol... Vamos à praia! Não importa se vai haver congestionamento nas estradas, muita gente na areia, nem mesmo se está faltando água

Leia mais

Ácido Retinóico (Tretinoina)

Ácido Retinóico (Tretinoina) Material Técnico Ácido Retinóico (Tretinoina) Identificação Fórmula Molecular: C 20 H 28 O 2 Peso molecular: 300,4 DCB / DCI: 08848 Tretinoina CAS: 302-79-4 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não

Leia mais

O USO DA LUZ INTENSA PULSADA (LIP) NO TRATAMENTO DO FOTOENVELHECIMENTO DE DORSO DAS MÃOS

O USO DA LUZ INTENSA PULSADA (LIP) NO TRATAMENTO DO FOTOENVELHECIMENTO DE DORSO DAS MÃOS O USO DA LUZ INTENSA PULSADA (LIP) NO TRATAMENTO DO FOTOENVELHECIMENTO DE DORSO DAS MÃOS AUTORES: Alessandra Grassi Salles* Cristina Pires Camargo** Rodrigo Gimenez*** César Isaac*** Marcus Castro Ferreira****

Leia mais

APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA

APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA Questões associadas à aplicação dos lasers na Medicina Princípios Físicos e aspectos técnicos do equipamento Interacção da luz laser com os tecidos: fotocoagulação, fotovaporização,

Leia mais

24/03/2014. Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos

24/03/2014. Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos Marcela Altvater canaldoprofissional@buonavita.com.br ENZIMOCOSMÉTICA NA RENOVAÇÃO CELULAR Para

Leia mais

TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS

TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS BIOSET Indústria de Tecnologia Eletrônica Ltda. EPP Av. 55, 1212 -Jardim Kennedy - Rio Claro SP - CEP 13501-540 SAC: (19) 3534-3693 www.bioset.com.br CNPJ: 68.099.431/0001-90

Leia mais

Um encontro com o futuro

Um encontro com o futuro Rua Sebastião de Moraes 831 Jardim Alvorada São Carlos-SP Tel. (16) 107 33 Fax (16) 107 30 0800 94 8660 Um encontro com o futuro Catálogo de Produtos - ODONTOLOGIA ESTÉTICA OROFACIAL Elite Serinject Solução

Leia mais

APLICAÇÃO DE LUZ PULSADA EM DEPILAÇÃO DE PELOS BRANCOS

APLICAÇÃO DE LUZ PULSADA EM DEPILAÇÃO DE PELOS BRANCOS 1 APLICAÇÃO DE LUZ PULSADA EM DEPILAÇÃO DE PELOS BRANCOS Vanessa Estima B. C. Tonidandel 1, Maria Magali Gosi 1, Mariangela Almeida Wada 1, Maria Goreti de Vasconcelos 2 1 Alunas do Curso de Pós-graduação

Leia mais

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR INTRODUÇÃO Zeferina Alexandra Trizotti da Silva Talita de Oliveira da Silva A acne é uma das alterações cutâneas mais comuns, sua

Leia mais

11/18/2011. ILIB irradiação do laser no sangue.

11/18/2011. ILIB irradiação do laser no sangue. Analisando o significado da terminologia LASER LASER (Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation) ILIB irradiação do laser no sangue. BASES FÍSICAS DA RADIAÇÃO LASER Princípios Elementares

Leia mais

Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios

Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios Bioafinidade dermo epidérmica para o Clareamento & Controle da pele hiperpigmentada.

Leia mais

LUZ INTENSA PULSADA. Profile BBL. www.traderm.com.br

LUZ INTENSA PULSADA. Profile BBL. www.traderm.com.br LUZ INTENSA PULSADA 1 Profile BBL A Luz Intensa Pulsada (LIP) veio para ficar. Há cerca de 15 anos, quando foi lançada, havia um descrédito muito grande ao uso da LIP. A idéia inicial seria substituir

Leia mais

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado.

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. Histórico A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. A pele bronzeada tornou-se moda, sinal de status e saúde. Histórico

Leia mais

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Promove o rejuvenescimento da pele Atenua rugas e linhas finas Eficaz no tratamento de estrias Altamente indicado no tratamento de cicatrizes de acne

Leia mais

LightSheer INFINITYTM

LightSheer INFINITYTM LightSheer INFINITYTM Descubra um mundo de infinitas possibilidades AESTHETIC.LUMENIS.COM Possibilidades infinitas de tratamento 2 2 6 = X X O Lumenis LightSheer INFINITY abre um mundo de possibilidades

Leia mais

PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO RESUMO

PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO RESUMO PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO MACIEL, D. 1 ; OLIVEIRA, G.G. 2. 1. Acadêmica do 3ºano do Curso Superior Tecnólogo em Estética

Leia mais

LASER. Prof. Gabriel Villas-Boas

LASER. Prof. Gabriel Villas-Boas LASER Prof. Gabriel Villas-Boas INTRODUÇÃO O termo Laser constitui-se numa sigla que significa: Amplificação da Luz por Emissão Estimulada da Radiação. Esta radiação é constituída por ondas eletromagnéticas,

Leia mais

Guia do Laser de Dióxido de Carbono Fracionado

Guia do Laser de Dióxido de Carbono Fracionado Os lasers de dióxido de carbono (CO 2 ) fracionados ou pixilados são um dos últimos avanços nos tratamento de rejuvenescimento cutâneo não cirúrgico. O CO 2 possui o comprimento de onda mais longo de todos

Leia mais

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico FICHA RESUMO Hiperpigmentação da Pele Condições-chave Hiperpigmentação da pele: Excesso

Leia mais

Teoria física sobre a luz, a cor e a visão

Teoria física sobre a luz, a cor e a visão Teoria física sobre a luz, a cor e a visão No século XVII, Newton aproveitou um feixe de luz do Sol, que atravessava uma sala escura, fazendo-o incidir sobre um prisma de vidro. Verificou que o feixe se

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP 038/2012 CT PRCI n 98.430/2012 Tickets nºs 256.706, 256.845, 259.895, 277.900, 278.088, 280.659, 281.486, 281.868, 283.018, 283.449, 286.285, 287.406, 289.704, 293.250, 293.651, 296.235

Leia mais

43 225 321 027 5.000,00 4250-062 PORTO

43 225 321 027 5.000,00 4250-062 PORTO LASER DÍODO 808 nm Tratamento permanente para todos os tipos de cores de pêlo: Buço, barba, pêlos no peito, axilas, pêlos nas costas, pêlos nos braços, pêlos nas pernas e pêlos indesejáveis fora da linha

Leia mais

THALITAN Bronzeado mais rápido, seguro e duradouro.

THALITAN Bronzeado mais rápido, seguro e duradouro. THALITAN Bronzeado mais rápido, seguro e duradouro. Thalitan é um complexo formado por um oligossacarídeo marinho quelado a moléculas de magnésio e manganês. Esse oligossacarídeo é obtido a partir da despolimerização

Leia mais

AA 2-G (Vitamina C estabilizada)

AA 2-G (Vitamina C estabilizada) AA 2-G (Vitamina C estabilizada) INCI NAME: Ácido ascórbico-2-glicosilado CAS Number: 129499-78-1 Descrição: O AA2G (Ácido Ascórbico 2-Glicosídeo) é a vitamina C (ácido ascórbico) estabilizada com glicose.

Leia mais

Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Facial Prof a. Bianca. Lesões elementares

Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Facial Prof a. Bianca. Lesões elementares Lesões elementares Modificações da pele determinadas por processos inflamatórios, circulatórios, metabólicos, degenerativos, tumorais, defeitos de formação. Lesões Elementares Lesões Primárias Alteração

Leia mais

TRABALHO PREMIADO PRÊMIO RAUL COUTO SUCENA 2005 EFEITOS DA LUZ INTENSA PULSADA EM SEQÜELAS CICATRICIAIS HIPERCRÔMICAS PÓS-QUEIMADURA

TRABALHO PREMIADO PRÊMIO RAUL COUTO SUCENA 2005 EFEITOS DA LUZ INTENSA PULSADA EM SEQÜELAS CICATRICIAIS HIPERCRÔMICAS PÓS-QUEIMADURA ARTIGO ORIGINAL A aponeurose Luz epicraniana intensa pulsada no Franco segundo em seqüelas T et tempo al. de da queimaduras TRABALHO PREMIADO PRÊMIO RAUL COUTO SUCENA 2005 EFEITOS DA LUZ INTENSA PULSADA

Leia mais

Um encontro com o futuro

Um encontro com o futuro Um encontro com o futuro PROTOCOLOS NA ESTÉTICA - Facial 1 2 3 indicação de cada cliente ou resposta ao tratamento. Papel da Luz no Estímulo ao Colágeno Leds Azuis: A absorção da luz pelas células leva

Leia mais

Palavras chaves: depilação definitiva, laser, luz pulsada, eletrólise.

Palavras chaves: depilação definitiva, laser, luz pulsada, eletrólise. O Processo de Depilação Definitiva: uma análise comparativa Carline Rudolf¹ Acadêmica do Curso de Tecnologia em Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí, Balneário Camboriú, Santa Catarina

Leia mais

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0 MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA Manual do Usuário Versão 1.0 1 Sumário 1. DIREITOS AUTORAIS... 3 2. INTRODUÇÃO... 4 3. TRATAMENTOS... 5 4. UTILIZAÇÃO... 5 5. ESCOLHA DO TAMANHO IDEAL... 6 6. CUIDADOS APÓS

Leia mais

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio MENOPAUSA E PELE Dra Cintia Lima Procopio Graduação em Medicina pela Universidade de Cuiabá- UNIC. Pós-graduação em Dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro- UFRJ Titulo de Especialista

Leia mais

Um encontro com o futuro

Um encontro com o futuro Um encontro com o futuro PROTOCOLOS NA ESTÉTICA - Corporal 1 2 3 Papel da Luz no Estímulo ao Colágeno Leds Azuis: A absorção da luz pelas células leva ao aparecimento de radicais livres de oxigênio (O--)

Leia mais

Introdução. Light Amplification by Stimulated Emission of Radition. Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação.

Introdução. Light Amplification by Stimulated Emission of Radition. Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação. L.A.S.E.R. Introdução Light Amplification by Stimulated Emission of Radition. Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação. Introdução Em 1900 o físico alemão Max Planck apresentou uma explanação

Leia mais

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida APRESENTAÇÕES Creme para

Leia mais

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA O trabalho se inicia com uma avaliação diagnóstica (aplicação de um questionário) a respeito dos conhecimentos que pretendemos introduzir nas aulas dos estudantes de física do ensino médio (público alvo)

Leia mais

Aparelhos de laser e equipamentos correlatos

Aparelhos de laser e equipamentos correlatos http://www.cibersaude.com.br/revistas.asp?fase=r003&id_materia=4086 Revisão Aparelhos de laser e equipamentos correlatos Laser and laser-like devices Sílvia Karina Kaminsky Dermatologista e diretora do

Leia mais

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g.

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g. Vitacid Gel tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g. COMPOSIÇÃO:

Leia mais

A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo

A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo The Use of Vitamin C and Peeling Diamond in the Treatment of Facial Melasma: a comparative study

Leia mais

Lasers. Lasers em Medicina Diagnóstico e Terapia. Interacção da luz laser com tecidos. OpE - MIB 2007/2008. - Reflexão, absorção e scattering

Lasers. Lasers em Medicina Diagnóstico e Terapia. Interacção da luz laser com tecidos. OpE - MIB 2007/2008. - Reflexão, absorção e scattering Lasers OpE - MIB 2007/2008 - Reflexão, absorção e scattering Lasers II 2 1 - Absorção A luz que se propaga no interior de um material sofre, muitas vezes, absorção pelo material. A atenuação da irradiância

Leia mais

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Gomagem e Esfoliação Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Membrana que recobre toda a superfície corpórea Maior órgão do corpo humano (2m² e 4kg) Resistente e flexível

Leia mais

PARECER CRM/MS N 06/2011 PROCESSO CONSULTA CRM-MS 01/2011 CÂMARA TÉCNICA DE DERMATOLOGIA. Interessado: Dr. M.A.L

PARECER CRM/MS N 06/2011 PROCESSO CONSULTA CRM-MS 01/2011 CÂMARA TÉCNICA DE DERMATOLOGIA. Interessado: Dr. M.A.L PARECER CRM/MS N 06/2011 PROCESSO CONSULTA CRM-MS 01/2011 CÂMARA TÉCNICA DE DERMATOLOGIA Interessado: Dr. M.A.L Parecerista: Câmara Técnica de Dermatologia EMENTA: Uso de sistema a LASER para epilação

Leia mais

Malformações capilares: resultados preliminares do tratamento associando laser ND:Yag 1064 nm e luz intensa pulsada

Malformações capilares: resultados preliminares do tratamento associando laser ND:Yag 1064 nm e luz intensa pulsada ARTIGO ORIGINAL Vendramin Motta Franco MM T FS et et al. et al. al. Malformações capilares: resultados preliminares do tratamento associando laser ND:Yag 1064 nm e luz intensa pulsada Capillary malformations:

Leia mais

CARBOXITERAPIA E MICROAGULHAMENTO

CARBOXITERAPIA E MICROAGULHAMENTO CARBOXITERAPIA E MICROAGULHAMENTO ESTIMULANDO A REGENERAÇÃO NA PELE Dra. Sandra Barbosa Fisioterapeuta Mestre em Ciências Médicas Especialista em Biomecânica Diretora Técnica do Spaço Dosha DEFINIÇÃO Técnica

Leia mais

Antes de falar sobre protetor solar vamos falar um pouco sobre a Radiação Solar.

Antes de falar sobre protetor solar vamos falar um pouco sobre a Radiação Solar. Proteção Solar PERFECT*SUN Antes de falar sobre protetor solar vamos falar um pouco sobre a Radiação Solar. A Radiação Solar é composta por diversos raios, com diferentes comprimentos de onda, conforme

Leia mais

TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - 12/05/2015. Manifestações clínicas. Geral:

TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - 12/05/2015. Manifestações clínicas. Geral: Geral: TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - Profa. Ms. Priscila Torres ACNE: síndrome cutânea exteriorizada clinicamente por elementos eruptivos, onde podem estar presente comedões,

Leia mais

28-02-2015. Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 23/02/2015

28-02-2015. Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 23/02/2015 Sumário Na : Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2. O ozono como filtro protetor da Terra. Formação e decomposição do ozono na atmosfera. Filtros solares. Alternativas aos CFC. Como se mede

Leia mais

i-pilator MANUAL DO USUÁRIO www.basall.com.br

i-pilator MANUAL DO USUÁRIO www.basall.com.br ipilator MANUAL DO USUÁRIO www.basall.com.br Obrigado por adquirir um produto Basall Leia este manual com atenção antes do uso e guardeo de forma adequada para futuras consultas. Índice Introdução Introdução

Leia mais

PEELING ORAL FOTOENVELHECIMENTO DA PELE EFÉLIDES HIPERCROMIAS 13/3/2014. Cloasma ou Melasma. Efélides ou Sardas

PEELING ORAL FOTOENVELHECIMENTO DA PELE EFÉLIDES HIPERCROMIAS 13/3/2014. Cloasma ou Melasma. Efélides ou Sardas FOTOENVELHECIMENTO DA PELE Mudanças do fotoenvelhecimento da pele incluem pigmentação irregular, rugas e perda de elasticidade. (Rendon et al., 2010) Profª Luisa Amábile Wolpe Simas DISCROMIAS HIPERCROMIAS

Leia mais

Semissólidos ERIKA LIZ

Semissólidos ERIKA LIZ Semissólidos ERIKA LIZ Ação As preparações são aplicadas à pele por seus efeitos físicos, ou seja, sua capacidade de agir como protetores, lubrificantes, emolientes, secantes, ou devido ao efeito específico

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL Autarquia Federal Lei nº 5.905/73

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL Autarquia Federal Lei nº 5.905/73 PARECER DEFISC Nº 05/2012 Porto Alegre, 26 de abril de 2012. Competência Legal do Enfermeiro para Manusear Equipamento de Laser e Luz Intensa Pulsada (LIP). I - Relatório Em países como o Brasil onde a

Leia mais

PROTETORES SOLARES. Priscila Pessoa, bolsista PIBID, IQ-UNICAMP

PROTETORES SOLARES. Priscila Pessoa, bolsista PIBID, IQ-UNICAMP PROTETORES SOLARES Priscila Pessoa, bolsista PIBID, IQ-UNICAMP O sol é uma fonte de energia essencial para a vida na terra pois, direta ou indiretamente a maioria dos ciclos biológicos dependem da radiação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 11ª REGIÃO CREFITO 11 DF e GO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 11ª REGIÃO CREFITO 11 DF e GO OFIC/GAPRE/N.738/2012-CREFITO 11 Brasília-DF 6, de Julho de 2012. À Sociedade e aos Fisioterapeutas O USO DO LASER, LUZ INTENSA PULSADA, RADIOFREQUÊNCIA, CARBOXITERAPIA E PEELINGS PELO FISIOTERAPEUTA O

Leia mais

Laser Terapêutico Vermelho (660 nm) Laser Terapêutico Infravermelho (808 nm)

Laser Terapêutico Vermelho (660 nm) Laser Terapêutico Infravermelho (808 nm) 4 Laser Terapêutico Vermelho (660 nm) Laser Terapêutico Infravermelho (808 nm) LED Azul (+/-470 nm) LED Âmbar (+/-590 nm) 4 Laser Terapêutico Vermelho (660 nm) -Absorvido por substâncias presentes na mitocôndria

Leia mais

Sistema Tegumentar. Arquitetura do Tegumento. Funções do Sistema Tegumentar Proteção 09/03/2015

Sistema Tegumentar. Arquitetura do Tegumento. Funções do Sistema Tegumentar Proteção 09/03/2015 Sistema Tegumentar Sistema Tegumentar É constituído pela pele, tela subcutânea e seus anexos cutâneos Recobre quase toda superfície do corpo Profa Elaine C. S. Ovalle Arquitetura do Tegumento Funções do

Leia mais

O que é Radiação Ultravioleta (R-UV)?

O que é Radiação Ultravioleta (R-UV)? O que é Radiação Ultravioleta (R-UV)? A radiação solar mais conhecida é a faixa do visível. No entanto, outras duas faixas muito importantes são as do ultravioleta (UV) e do infravermelho (IV). A faixa

Leia mais

Procedimentos Estéticos

Procedimentos Estéticos Abaixo estão relacionados os procedimentos realizados pelo profissional biomédico habilitado em biomedicina estética de acordo com as resoluções e normativas vigentes do Conselho Federal de Biomedicina

Leia mais

PRP PLASMA RICO EM PLAQUETAS

PRP PLASMA RICO EM PLAQUETAS Por Dr.Marcelo Bonanza PRP PLASMA RICO EM PLAQUETAS O que é a aplicação de Plasma Rico em Plaquetas? As Plaquetas são formadas a partir do Megacariócito que tem origem na medula óssea. Cada Plaqueta guarda

Leia mais

APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE

APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE TOPISON furoato de mometasona APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE COMPOSIÇÃO Cada g de Topison

Leia mais

Grupo: Ederson Luis Posselt Fábio Legramanti Geovane Griesang Joel Reni Herdina Jônatas Tovar Shuler Ricardo Cassiano Fagundes

Grupo: Ederson Luis Posselt Fábio Legramanti Geovane Griesang Joel Reni Herdina Jônatas Tovar Shuler Ricardo Cassiano Fagundes Curso: Ciências da computação Disciplina: Física aplicada a computação Professor: Benhur Borges Rodrigues Relatório experimental 06: Ondas longitudinais e ondas transversais; Medida do comprimento de uma

Leia mais

Treinamento Online. obrigada pela presença. Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Futura Executiva de Vendas Ind

Treinamento Online. obrigada pela presença. Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Futura Executiva de Vendas Ind Treinamento Online obrigada pela presença Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Futura Executiva de Vendas Ind Produtos de cuidados para pele com manchas Elisandra Uesato Diretora Futura Executiva Vendas

Leia mais

Tratamentos Pós-Escleroterapia. Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina

Tratamentos Pós-Escleroterapia. Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina Tratamentos Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina Escleroterapia na Cirurgia Vascular e Dermatologia Overview, Complicações da Escleroterapia, Hiperpigmentação

Leia mais

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%. Gel e Creme: bisnaga com 25g. COMPOSIÇÃO: Cada grama de VITACID

Leia mais

1- Fonte Primária 2- Fonte Secundária. 3- Fonte Puntiforme 4- Fonte Extensa

1- Fonte Primária 2- Fonte Secundária. 3- Fonte Puntiforme 4- Fonte Extensa Setor 3210 ÓPTICA GEOMÉTRICA Prof. Calil A Óptica estuda a energia denominada luz. 1- Quando nos preocupamos em estudar os defeitos da visão e como curá-los, estamos estudando a Óptica Fisiológica. Estudar

Leia mais

AS 7,5% AS 15% AS 30%

AS 7,5% AS 15% AS 30% PEELING DE ÁCIDO SALICÍLICO EM MACROGOL Promove efeitos dérmicos sem causar inflamação Doutor, o nosso objetivo é divulgar para o senhor uma nova forma de peeling de ácido salicílico em macrogol (PEG),

Leia mais

Instruções de Uso LYRA. Fabricado por IBRAMED Indústria Brasileira de Equipamentos Médicos EIRELI ANVISA Nº 10360319005 2ª edição (02/2015)

Instruções de Uso LYRA. Fabricado por IBRAMED Indústria Brasileira de Equipamentos Médicos EIRELI ANVISA Nº 10360319005 2ª edição (02/2015) Instruções de Uso LYRA Fabricado por IBRAMED Indústria Brasileira de Equipamentos Médicos EIRELI ANVISA Nº 10360319005 2ª edição (02/2015) sumário DEFINIÇÃO DE SÍMBOLOS...3 LISTA DE ABREVIATURAS...6 LISTA

Leia mais

MODELO DE TEXTO DE BULA

MODELO DE TEXTO DE BULA MODELO DE TEXTO DE BULA Azelan ácido azeláico Forma Farmacêutica: Gel Via de administração: Uso tópico (não oftálmico) Apresentação: Cartucho com bisnaga de 15 g (10 e 30g) Uso Adulto Composição: Cada

Leia mais

Profª Eleonora Slide de aula. Fotossíntese: As Reações da Etapa Clara ou Fotoquímica

Profª Eleonora Slide de aula. Fotossíntese: As Reações da Etapa Clara ou Fotoquímica Fotossíntese: As Reações da Etapa Clara ou Fotoquímica Fotossíntese Profª Eleonora Slide de aula Captação da energia solar e formação de ATP e NADPH, que são utilizados como fontes de energia para sintetizar

Leia mais

TÓPICOS DESSA APRESENTAÇÃO:

TÓPICOS DESSA APRESENTAÇÃO: APRESENTAÇÃO Lilian Wesendonck Bióloga e Farmacêutica Membro da Associação Brasileira de Cosmetologia Ministrante de Palestras e Cursos de Aperfeiçoamento em Cosméticos TÓPICOS DESSA APRESENTAÇÃO: INTRODUÇÃO:

Leia mais

4 APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA

4 APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA 4 APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA 4.1. PRINCÍPIOS FÍSICOS DO FUNCIONAMENTO DOS LASERS Como se sabe, a sigla LASER é composta das iniciais de Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation e que

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). A PELE CONHECENDO

Leia mais

Teste da eficiencia da película protetora (insulfilm) em veículos automotores

Teste da eficiencia da película protetora (insulfilm) em veículos automotores F 609A Tópicos de Ensino de Física Teste da eficiencia da película protetora (insulfilm) em veículos automotores Aluno: Bruno Gomes Ribeiro RA: 059341 onurbrj@hotmail.com Orientador: Professor Doutor Flavio

Leia mais

3. Laser e IPL na medicina

3. Laser e IPL na medicina 3. Laser e IPL na medicina 3.1. Histórico sobre aplicação de radiações laser e IPL na medicina 3.1.1. Laser O laser foi pela primeira vez construído em 1960 pelo físico americano Theodore H. Maiman. A

Leia mais

Espectroscopia Óptica Instrumentação e Aplicações. CQ122 Química Analítica Instrumental II 2º sem. 2014 Prof. Claudio Antonio Tonegutti

Espectroscopia Óptica Instrumentação e Aplicações. CQ122 Química Analítica Instrumental II 2º sem. 2014 Prof. Claudio Antonio Tonegutti Espectroscopia Óptica Instrumentação e Aplicações CQ122 Química Analítica Instrumental II 2º sem. 2014 Prof. Claudio Antonio Tonegutti Classificação dos métodos de análises quantitativas Determinação direta

Leia mais

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC Índice de Massa Corporal Classificação quanto a Distribuição de Gordura: Difusa: distribuição generalizada por todo o corpo Androide: relacionada a

Leia mais

A acne é uma complicação da pele oleosa que afeta os folículos pilo sebáceos e os fatores envolvidos no aparecimento e na evolução são:

A acne é uma complicação da pele oleosa que afeta os folículos pilo sebáceos e os fatores envolvidos no aparecimento e na evolução são: Acne Segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), em 2009, acne é o problema dermatológico mais comum na população brasileira, afetando 56,4% das pessoas, além de ser o motivo

Leia mais

GORDURA LOCALIZADA. Após o tratamento, seja ele cirúrgico ou clínico, consegue-se bons resultados com redução significativa das medidas corporais.

GORDURA LOCALIZADA. Após o tratamento, seja ele cirúrgico ou clínico, consegue-se bons resultados com redução significativa das medidas corporais. ACNE Acne é o resultado da obstrução e inflamação dos poros da pele, que, por razões hormonais e emocionais, de repente, produzem sebo em excesso. Um desequilíbrio na descamação natural da pele leva ao

Leia mais

Email pt@500cosmeti cs.com. Telefone +351 211143921

Email pt@500cosmeti cs.com. Telefone +351 211143921 Email pt@500cosmeti cs.com Telefone +351 211143921 U- DER MA Dispositivo anti-espinhas pela luz LED azul U-Derma é um dispositivo eletrônico portátil para o tratamento específico de espinhas e impurezas.

Leia mais

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5%

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Creme: apresentado em bisnagas com 25 g. USO TÓPICO. USO ADULTO E EM PACIENTES ACIMA DE 12 ANOS. Cada g de creme contém: Peróxido de Benzoíla... 50 mg Enxofre...

Leia mais

Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas

Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas AULA 22.2 Conteúdo Eletromagnetismo Aplicações das ondas eletromagnéticas Habilidades: Frente a uma situação ou problema concreto, reconhecer a natureza dos fenômenos envolvidos, situando-os dentro do

Leia mais

Clarifique Dermo Radiance

Clarifique Dermo Radiance Clareia e uniformiza o tom da pele Minimiza manchas Ilumina o rosto Protege Hidrata e nutre Treinamento Clareamento 100% seguro Resultados comprovados em 14 dias Clarifique Dermo Radiance é pura paixão

Leia mais