Curso AO Avançado 25-28/agosto/2010, Ribeirão Preto - SP

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso AO Avançado 25-28/agosto/2010, Ribeirão Preto - SP"

Transcrição

1 Curso AO Avançado 25-28/agosto/2010, Ribeirão Preto - SP Quarta-feira, 25 de agosto Grupo A Quarta-feira, 25 de agosto Grupo B 13:30-13:40 Abertura Moderador: R. Canto Apresentação do Curso e dos instrutores internacionais e nacionais. Objetivos e informações gerais. R. Canto 13:30-13:40 Moderador: R. Canto Apresentação do Curso e dos instrutores internacionais e nacionais. Objetivos e informações gerais. 13:40-13:45 ARS (audience response system) W. Belangero 13:40-13:45 ARS (audience response system) W. Belangero 13:45-14:00 Fundação AO e o futuro Hungria Neto 13:45-14:00 Fundação AO e o futuro Hungria Neto Abertura R. Canto Módulo 1: Estabilidade angular - Placas e parafusos e de bloqueio Moderador: W. Belangero 14:00-14:10 Princípios da fixação do osso osteoporótico com placa bloqueada N. Elias 14:00-14:15 Princípios da fixação do osso osteoporótico com placa bloqueada N. Elias 14:10-14:25 Como evitar complicação com parafuso de bloqueio Hungria Neto 14:15-14:30 Como evitar complicação com parafuso de bloqueio Hungria Neto 14:25-14:40 LCP em fraturas proximais do úmero P. Hoffmeyer 14:25-14:40 LCP em fraturas proximais do úmero P. Hoffmeyer 14:40-15:00 Discussão. Perguntas e respostas. ARS W. Belangero 14:40-15:00 Discussão. Perguntas e respostas. ARS W. Belangero 15:05-16:20 Exercício Prático nº 1 - Grupo A K. Kojima 15:05-16:20 Discussão de Caso nº 1 - Grupo B Módulo 1: Estabilidade angular - Placas e parafusos e de bloqueio Moderador: W. Belangero Princípio de fixação interna com placa bloqueada V. Giordano Princípios de fixação de fraturas em osso osteoporótico LCP, DVD 00112, ossos 1142 / :20-16:40 Café 16:20-16:40 Café 16:40-17:55 Discussão de Caso nº 1 - Grupo A 16:40-17:55 Exercício Prático nº 1 - Grupo B K. Kojima Princípios de fixação de fraturas em osso osteoporótico Princípio de fixação interna com placa bloqueada V. Giordano LCP, DVD 00112, ossos 1142 / 0081 Módulo 2: Paciente politraumatizado Moderador: P. Barbosa Módulo 2: Paciente politraumatizado Moderador: P. Barbosa 18:00-18:10 Avaliação clínica do politraumatizado com lesão ortopédica R. Pesantez 18:00-18:10 Avaliação clínica do politraumatizado com lesão ortopédica R. Pesantez 18:10-18:35 Fixação precoce ou controle do dano no paciente politraumatizado com lesão ortopédica P. Hoffmeyer 18:10-18:35 Fixação precoce ou controle do dano no paciente politraumatizado com lesão ortopédica P. Hoffmeyer 18:35-18:45 Conduta na emergência no paciente politraumatizado com fratura pélvica V. Giordano 18:35-18:45 Conduta na emergência no paciente politraumatizado com fratura pélvica V. Giordano 18:45-18:55 Síndrome da embolia gordurosa. Diagnóstico e tratamento P. Barbosa 18:45-18:55 Síndrome da embolia gordurosa. Diagnóstico e tratamento P. Barbosa 18:55-19:15 Discussão. Perguntas e respostas. ARS P. Barbosa 18:55-19:15 Discussão. Perguntas e respostas. ARS P. Barbosa 20:00 Jantar de Confraternização 20:00 Jantar de Confraternização

2 Quinta feira, 26 de Agosto Quinta feira, 26 de Agosto Módulo 3: Fratura do Planalto Tibial Moderador: Hungria Neto Módulo 3: Fratura do Planalto Tibial Moderador: Hungria Neto 08:00-08:10 Avaliação clínica da fratura do planalto tibial. Lesões associadas e lesão partes moles J.O. Hungria 08:00-08:10 Avaliação clínica da fratura do planalto tibial. Lesões associadas e lesão partes moles 08:10-08:20 Avaliação por imagem da fratura do planalto tibial A. Teixeira 08:10-08:20 Avaliação por imagem da fratura do planalto tibial A. Teixeira 08:20-08:30 Acessos cirúrgicos para fixação da fratura do planalto tibial C. Moran 08:20-08:30 Acessos cirúrgicos para fixação da fratura do planalto tibial C. Moran J.O. Hungria 08:30-08:40 Tratamento das fraturas do tipo 41 B L. Simbalista 08:30-08:40 Tratamento das fraturas do tipo 41 B L. Simbalista 08:40-08:50 Tratamento das fraturas do tipo 41 C C. Moran 08:40-08:50 Tratamento das fraturas do tipo 41 C C. Moran 08:50-09:10 Discussão. Perguntas e respostas. ARS Hungria Neto 08:50-09:10 Discussão. Perguntas e respostas. ARS Hungria Neto 09:15-10:30 Exercício Prático nº 2 - Grupo A M. Kfuri 09:15-10:30 Discussão de Caso nº 2 - Grupo B Planalto tibial - fratura C3 bicondilar C. Moran Fratura do Planalto Tibial 10:30-10:50 Café 10:30-10:50 Café 10:50-12:05 Discussão de Caso nº 2 - Grupo A 10:50-12:05 Exercício Prático nº 2 - Grupo B M. Kfuri Fratura do Planalto Tibial Planalto tibial - fratura C3 bicondilar C. Moran 12:10-13:20 Almoço 12:10-13:20 Almoço 13:20-13:30 LCP lateral proximal tíbia + 1/3 tubular, DVD 20226, osso Módulo 4: Fratura do Pilão Tibial Moderador: J.O. Hungria Avaliação clínica da fratura do pilão tibial. Lesões associadas e de partes moles M. Kfuri 13:20-13:30 Moderador: J.O. Hungria Avaliação clínica da fratura do pilão tibial. Lesões associadas e de partes moles 13:30-13:40 Avaliação por imagem da fratura do pilão tibial C. Fontenelle 13:30-13:40 Avaliação por imagem da fratura do pilão tibial C. Fontenelle 13:40-13:50 Conduta por etapas da fratura do pilão tibial R. Bitar 13:40-13:50 Conduta por etapas da fratura do pilão tibial R. Bitar 13:50-14:00 Tratamento das fraturas 43 A. Planejamento e fixação L.H. Silva 13:50-14:00 Tratamento das fraturas 43 A. Planejamento e fixação L.H. Silva 14:00-14:10 Tratamento das fraturas 43 C. Planejamento e fixação M. Giordano 14:00-14:10 Tratamento das fraturas 43 C. Planejamento e fixação M. Giordano 14:10-14:30 Discussão. Perguntas e respostas. ARS J.O. Hungria 14:10-14:30 Discussão. Perguntas e respostas. ARS J.O. Hungria 14:35-15:50 Exercício Prático nº 3 - Grupo A P. Barbosa 14:35-15:50 Discussão de Caso nº 3 - Grupo B 43-C3.3 tibial-pilon fractures R. Bitar Fraturas do Pilão Tibial Lateral distal tibia + 1/3 tubular LCP, DVD 20215, bone :50-16:10 Café 15:50-16:10 Café LCP lateral proximal tíbia + 1/3 tubular, DVD 20226, osso Módulo 4: Fratura do Pilão Tibial 16:10-17:25 Discussão de Caso nº 3 - Grupo A 16:10-17:25 Exercício Prático nº 3 - Grupo B P. Barbosa Fraturas do Pilão Tibial 43-C3.3 tibial-pilon fractures R. Bitar Lateral distal tibia + 1/3 tubular LCP, DVD 20215, bone M. Kfuri

3 17:30-17:45 Módulo 5: Fraturas diafisárias Moderador: R. Falavinha Técnicas de redução das fraturas diafisária. Redução direta e indireta. Controle per operatório R. Pesantez 17:30-17:45 Módulo 5: Fraturas diafisárias Moderador: R. Falavinha Técnicas de redução das fraturas diafisária. Redução direta e indireta. Controle per operatório R. Pesantez 17:45-17:55 Fresar. Quando e quanto R. Falavinha 17:45-17:55 Fresar. Quando e quanto R. Falavinha 17:55-18:05 Avanço no utilização e indicação de hastes intramedulares no fêmur M. Abagge 17:55-18:05 Avanço no utilização e indicação de hastes intramedulares no fêmur M. Abagge 18:05-18:15 Hastes nas fraturas metafisárias do fêmur e da tíbia P. Barbosa 18:05-18:15 Hastes nas fraturas metafisárias do fêmur e da tíbia P. Barbosa 18:15-18:35 Discussão. Perguntas e respostas. ARS R. Falavinha 18:15-18:35 Discussão. Perguntas e respostas. ARS R. Falavinha

4 Sexta feira, 27 de agosto Sexta feira, 27 de agosto 08:00-09:15 Discussão de Caso nº 4 - Grupo A 08:00-09:15 Exercício Prático nº 4 - Grupo B N. Elias Fraturas diafisárias do úmero Distal humerus 13 - C1.3 R. Pesantez Fratura articular do úmero distal DVD 20223, bone LCP-Plate System for the Distal Humerus 09:15-09:25 Fotografia do grupo com camiseta do curso 09:15-09:25 Fotografia do grupo com camiseta do curso 09:25-09:35 Café 09:25-09:35 Café 09:35-10:50 Exercício Prático nº 4 - Grupo A N. Elias 09:35-10:50 Discussão de Caso nº 4 - Grupo B Úmero distal 13 - C1.3 R. Pesantez Fraturas diafisárias do úmero LCP Sistema de Placa para o Úmero Distal, DVD 20223, osso Fratura articular do úmero distal 10:55-11:05 Avaliação por imagem da fratura do calcâneo P. Labronici 10:55-11:05 Avaliação por imagem da fratura do calcâneo P. Labronici 11:05-11:15 Tratamento conservador ou cirúrgico. (Evidências clínicas) F. Fogagnolo 11:05-11:15 Tratamento conservador ou cirúrgico. (Evidências clínicas) F. Fogagnolo 11:15-11:25 Fratura intra articular do calcâneo. Avaliação clínica e tratamento R. Bitar 11:15-11:25 Fratura intra articular do calcâneo. Avaliação clínica e tratamento R. Bitar 11:25-11:35 Fixação com placa da fratura do calcâneo. Convencional ou bloqueada K. Kojima 11:25-11:35 Fixação com placa da fratura do calcâneo. Convencional ou bloqueada K. Kojima 11:35-11:45 Discussão. Perguntas e respostas. ARS K. Kojima 11:35-11:45 Discussão. Perguntas e respostas. ARS K. Kojima 11:50-13:05 Discussão de Caso nº 5 - Grupo A 11:50-13:05 Exercício Prático nº 5 - Grupo B R. Falavinha Fratura intra articular do calcâneo RAFI de fratura intra-articular do calcâneo P. Tucci 13:05-14:00 Almoço 13: Almoço 14:00-15:15 Exercício Prático nº 5 - Grupo A R. Falavinha 14:00-15:15 Discussão de Caso nº 5 - Grupo B RAFI de fratura intra-articular do calcâneo P. Tucci Fratura intra articular do calcâneo 15:20-15:30 Fratura subtrocantérica. Fixação intra ou extramedular D. Balbachevsky 15:20-15:30 Fratura subtrocantérica. Fixação intra ou extramedular D. Balbachevsky 15:30-15:40 Fratura diafisária do fêmur com fratura proximal associada T. Rocha 15:30-15:40 Fratura diafisária do fêmur com fratura proximal associada T. Rocha 15:40-15:50 Tratamento do joelho flutuante R. Pesantez 15:40-15:50 Tratamento do joelho flutuante R. Pesantez 15:50-16:00 Fraturas complexas do fêmur distal em paciente idoso P. Hoffmeyer 15:50-16:00 Fraturas complexas do fêmur distal em paciente idoso P. Hoffmeyer 16:00-16:20 Discussão. Perguntas e respostas. ARS T. Rocha 16:00-16:20 Discussão. Perguntas e respostas. ARS T. Rocha 16:20-16:40 Café 16:20-16:40 Café 16:40-17:40 Discussão de Caso nº 6 - Grupo A 16:40-17:40 Exercício Prático nº 6 - Grupo B J. Matheus Fraturas Diafisárias Fratura distal do fêmur J.S. Franco 17:40-18:00 Café 17:40-18:00 Café LCP DF, DVD 20238, osso PR :00-19:00 Exercício Prático nº 6 - Grupo A J. Matheus 18:00-19:00 Discussão de Caso nº 6 - Grupo B Fratura distal do fêmur J.S. Franco Fraturas Diafisárias LCP DF, DVD 20238, osso PR Módulo 6: Fratura do calcâneo Moderador: K. Kojima Placa bloqueada de calcâneoo, DVD 24026, osso Módulo 7: Fratura Femorais Complexas Moderador: T. Rocha Módulo 6: Fratura do calcâneo Moderador: K. Kojima Placa bloqueada de calcâneoo, DVD 24026, osso Módulo 7: Fratura Femorais Complexas Moderador: T. Rocha

5 Sábado, 28 de agosto Sábado, 28 de agosto Módulo 8: Fraturas do úmero Módulo 8: Fraturas do úmero Moderador: J.S. Franco Moderador: J.S. Franco 08:00-08:10 Fratura diafisária do úmero. Estabilidade absoluta J.S. Franco 08:00-08:10 Fratura diafisária do úmero. Estabilidade absoluta J.S. Franco 08:10-08:20 Fratura diafisária do úmero. Estabilidade relativa com placa W. Belangero 08:10-08:20 Fratura diafisária do úmero. Estabilidade relativa com placa W. Belangero 08:20-08:30 Fratura diafisária do úmero. Estabilidade relativa com haste intramedular J.E. Grandi 08:20-08:30 Fratura diafisária do úmero. Estabilidade relativa com haste intramedular J.E. Grandi 08:30-08:40 Fratura diáfisária do úmero. Evidências clínicas de tratamento L. Rocha 08:30-08:40 Fratura diáfisária do úmero. Evidências clínicas de tratamento L. Rocha 08:40-08:55 Discussão. Perguntas e respostas. ARS W. Belangero 08:40-08:55 Discussão. Perguntas e respostas. ARS W. Belangero 08:55-09:05 Abordagem cirúrgica da fratura articular do úmero distal F. Ramiro 08:55-09:05 Abordagem cirúrgica da fratura articular do úmero distal F. Ramiro 09:05-09:15 Fratura articular do úmero distal. Técnicas de fixação P. Tucci 09:05-09:15 Fratura articular do úmero distal. Técnicas de fixação P. Tucci 09:15-09:30 Discussão. Perguntas e respostas. ARS J.S. Franco 09:15-09:30 Discussão. Perguntas e respostas. ARS J.S. Franco 09:35-10:50 Discussão de Caso nº 7 - Grupo A 09:35-10:50 Exercício Prático nº 7 - Grupo B W. Belangero Fratura Proximal do Úmero Fratura Proximal do Úmero P. Hoffmeyer Philos, DVD 20237, osso PR :50-11:10 Café 10:50-11:10 Café 11:10-12:25 Exercício Prático nº 7 - Grupo A W. Belangero 11:10-12:25 Discussão de Caso nº 7 - Grupo B Fratura Proximal do Úmero P. Hoffmeyer Fratura Proximal do Úmero Philos, DVD 20237, osso PR :25-13:20 Almoço 12:20-13:20 Almoço Módulo 9: Problemas complexos Moderador: J. Matheus Módulo 9: Problemas complexos Moderador: J. Matheus 13:20-13:40 Fraturas da pelve. Diagnóstico e princípios de tratamento J. Matheus 13:20-13:40 Fraturas da pelve. Diagnóstico e princípios de tratamento J. Matheus 13:40-14:00 Fraturas do acetábulo. Diagnóstico e princípios de tratamento R. Pesantez 13:40-14:00 Fraturas do acetábulo. Diagnóstico e princípios de tratamento R. Pesantez 14:00-14:20 Extremidade mutilada. Salvação ou amputação C. Moran 14:00-14:20 Extremidade mutilada. Salvação ou amputação C. Moran 14:20-14:40 Substitutos ósseos. Evidências clínicas na literatura W. Targa 14:20-14:40 Substitutos ósseos. Evidências clínicas na literatura W. Targa 14:40-15:00 Pseudartrose diafisária. Princípios de tratamento P. Hoffmeyer 14:40-15:00 Pseudartrose diafisária. Princípios de tratamento P. Hoffmeyer 15:00-15:20 Consolidação viciosa diafisária. Princípios de tratamento C. Moran 15:00-15:20 Consolidação viciosa diafisária. Princípios de tratamento C. Moran 15:20-15:35 Discussão. Perguntas e respostas. ARS J. Matheus 15:20-15:35 Discussão. Perguntas e respostas. ARS J. Matheus 15:35-15:55 ARS. Avaliação Final R. Canto 15:35-15:55 ARS. Avaliação Final R. Canto 15:55-16:10 Encerramento R. Canto 15:55-16:10 Encerramento R. Canto

11/05/2011 quarta-feira

11/05/2011 quarta-feira 11/05/2011 quarta-feira 16:00 às 20:00 ENTREGA DE MATERIAIS 12/05/2011 quinta-feira Secretaria do evento 07:00 ENTREGA DE MATERIAIS Secretaria do evento ORTOPEDIA BASEADA EM EVIDÊNCIAS SALA FERNANDO PESSOA

Leia mais

AOTrauma Curso Princípios Básicos do Tratamento de Fraturas

AOTrauma Curso Princípios Básicos do Tratamento de Fraturas BRASIL Programa do curso AOTrauma Curso Princípios Básicos do Tratamento de Fraturas Fevereiro 13-15, 2014 Indaiatuba, Brasil GRUPO A AOTrauma Curso Princípios Básicos do Tratamento de Fraturas GRUPO

Leia mais

ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE)

ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE) ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE) DESCRIÇÃO: Aulas interativas ao vivo pela internet. Participe ao vivo, respondendo as enquetes e enviando suas perguntas. Vale pontos para a Revalidação

Leia mais

Curso AOTrauma Princípios Básicos do Tratamento de Fraturas

Curso AOTrauma Princípios Básicos do Tratamento de Fraturas BRASIL Programa do curso Curso AOTrauma Princípios Básicos do Tratamento de Fraturas Abril 03 05, 2014 Curitiba, Brasil GRUPO B AOTrauma Curso Princípios Básicos do Tratamento de Fraturas GRUPO B 3 Prezados

Leia mais

Chairpersons. Faculty Regional. Programa do Curso 15º Curso AOTrauma - Avanços no Tratamento Cirúrgico das Fraturas

Chairpersons. Faculty Regional. Programa do Curso 15º Curso AOTrauma - Avanços no Tratamento Cirúrgico das Fraturas Programa do Curso 15º Curso AOTrauma - Avanços no Tratamento Cirúrgico das Fraturas Agosto 25-27, 2013 Ribeirão Preto, Brasil Chairpersons Ricardo Sprenger Falavinha Curitiba Roberto S. de Tavares Canto

Leia mais

PONTO-FINAL CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

PONTO-FINAL CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA PONTO-FINAL CUO DE ATUALIZAÇÃO EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DERIÇÃO: Cursos presenciais Vale 3,0 pontos para a Revalidação do TEOT PROGRAMAÇÃO: OSTEONECROSE DA CABEÇA BELÉM/ PA 18.05.2007 SEXTA-FEIRA 20:00-20:20

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ORTOPEDISTA. Referentemente à avaliação do paciente vítima de politrauma, é correto afirmar, EXCETO:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ORTOPEDISTA. Referentemente à avaliação do paciente vítima de politrauma, é correto afirmar, EXCETO: 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ORTOPEDISTA QUESTÃO 21 Referentemente à avaliação do paciente vítima de politrauma, é correto afirmar, EXCETO: a) O politrauma é a uma das principais causas

Leia mais

86º Curso AOTrauma - Princípios do Tratamento Cirúrgico das Fraturas

86º Curso AOTrauma - Princípios do Tratamento Cirúrgico das Fraturas Programa do Curso 86º Curso AOTrauma - Princípios do Tratamento Cirúrgico das Fraturas 28-30 Julho, 2011 Belém, Brasil Chairperson Hélio J. A. Fernandes São Paulo, Brasil Faculty Flamarion dos Santos Batista

Leia mais

MS/DATASUS 23/05/2012 10:23:44 E430000001

MS/DATASUS 23/05/2012 10:23:44 E430000001 23/05/2012 10:23:44 Gestor: - Secretaria Estadual da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul Página: 1 PASSO FUNDO COMPLEXIDADE: MEDIA COMPLEXIDADE FINANCIAMENTO: Fundo de Ações Estratégicas e TIPO FINANC:

Leia mais

Fraturas Proximal do Fêmur: Fraturas do Colo do Fêmur Fraturas Transtrocanterianas do Fêmur

Fraturas Proximal do Fêmur: Fraturas do Colo do Fêmur Fraturas Transtrocanterianas do Fêmur Prof André Montillo Fraturas Proximal do Fêmur: Fraturas do Colo do Fêmur Fraturas Transtrocanterianas do Fêmur Fraturas Proximal do Fêmur: Anatomia: Elementos Ósseos Cabeça do Fêmur Trocanter Maior Colo

Leia mais

MS/DATASUS 26/09/2011 12:52:37 M330455001

MS/DATASUS 26/09/2011 12:52:37 M330455001 26/09/2011 12:52:37 Página: 1 COMPLEXIDADE: MEDIA COMPLEXIDADE FINANCIAMENTO: Fundo de Ações Estratégicas e TIPO FINANC: Central Nacional de Estabelecimento: 2273276 MS INTO INSTITUTO NACIONAL DE TRAUMATOLOGIA

Leia mais

Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas

Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas Programa preliminar Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas 16 a 18 de Junho de 2011 Évora, Portugal Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas, Évora

Leia mais

Residência em Ortopedia e Traumatologia

Residência em Ortopedia e Traumatologia Residência em Ortopedia e Traumatologia FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE FURG NOVO COLEGA DR. ARTUR CRUZ 05 MAIO - 2008 CURSO AO RIO GRANDE 27º NÚMERO UNIDADE DO TRAUMA TELEFONES DA URGENCIA

Leia mais

CURRICULUM VITAE FORMAÇÃO ACADÊMICA. Residência Ortopedia e Traumatologia IOT Instituto de Ortopedia e Traumatologia Passo Fundo RS 1992 a 1995

CURRICULUM VITAE FORMAÇÃO ACADÊMICA. Residência Ortopedia e Traumatologia IOT Instituto de Ortopedia e Traumatologia Passo Fundo RS 1992 a 1995 CURRICULUM VITAE Luiz Henrique Penteado da Silva CRM: 19805 Quadril Pelve Trauma IOT Instituto de Ortopedia e Traumatologia - www.iotrs.com.br Rua Uruguai, 2050 CEP: 99010-112 Passo Fundo RS quadril@iotrs.com.br

Leia mais

Hospital Universitário Cajuru. Pontifícia Universidade Católica Paraná

Hospital Universitário Cajuru. Pontifícia Universidade Católica Paraná Hospital Universitário Cajuru Pontifícia Universidade Católica Paraná Grupo de Cirurgia Quadril Dr. Ademir Schuroff Dr. Marco Pedroni Dr. Mark Deeke Dr. Josiano Valério Fraturas Peri Protéticas Conceitos

Leia mais

MS/DATASUS 24/04/2015 15:00:39 M330455001

MS/DATASUS 24/04/2015 15:00:39 M330455001 24/04/2015 15:00:39 Gestor: - Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro Página: 1 Estabelecimento: 2269341 SMS HOSPITAL MUNICIPAL JESUS AP 22 3315101123851 0403010101 DERIVACAO VENTRICULAR PARA PERITONEO

Leia mais

*-- ABERTURA DAS PROPOSTAS --* REGAO ELETRONIC NRO. 626/2009 *** DIA 27/11/2009 AS 09:00 HORAS

*-- ABERTURA DAS PROPOSTAS --* REGAO ELETRONIC NRO. 626/2009 *** DIA 27/11/2009 AS 09:00 HORAS Página 1 de 13 = F I R M A = = C G C / C P F = = E N D E R E C O = = TELEFONE = =RAMAL= = C I D A D E = = UF = = C E P = SOLICITAMOS COTAR PRECOS PARA OS MATERIAIS ABAIXO DISCRIMINADOS, DE ACORDO COM AS

Leia mais

AEXPECTATIVA DE VIDA DOS PACIENTES QUE DE-

AEXPECTATIVA DE VIDA DOS PACIENTES QUE DE- onco-ortopedia Tratamento irúrgico das Metástases Ósseas rquivo pessoal r. Reynaldo Jesus-Garcia Professor livre-docente, associado do epartamento de Ortopedia da Escola Paulista de Medicina Unifesp chefe

Leia mais

Curso AOTrauma Avanços no Tratamento de Fracturas

Curso AOTrauma Avanços no Tratamento de Fracturas Programa preliminar Curso AOTrauma Avanços no Tratamento de Fracturas 16 a 19 de Junho de 2011 Évora, Portugal Curso AOTrauma Avanços no Tratamento de Fracturas, Évora - Portugal 2 Declaração de Qualidade

Leia mais

AOTrauma Curso Pé e Tornozelo

AOTrauma Curso Pé e Tornozelo BRASIL Programa do curso AOTrauma Curso Pé e Tornozelo Abril 24-26, 2014, Indaiatuba, Brasil AOTrauma Curso Pé e Tornozelo 3 Prezados Participantes do curso AOTrauma: Temos o prazer de dar-lhe as boas

Leia mais

TIBIAL LOCKING NAIL. Técnica Cirúrgica 72.30 - Haste Tibial Intramedular

TIBIAL LOCKING NAIL. Técnica Cirúrgica 72.30 - Haste Tibial Intramedular TIBIAL LOCKING NAIL Técnica Cirúrgica 72.30 - Tibial Locking Nail COLABORADORES: Dr. Geraldo Motta Filho MATERIAL: Aço inox NBR ISO 5832-1 Indicações Para fixação intramedular das fraturas da tíbia. Esta

Leia mais

MS/DATASUS 26/09/11 18:28:03 E420000001

MS/DATASUS 26/09/11 18:28:03 E420000001 26/09/11 18:28:03 Página: 1 FLORIANOPOLIS FINANCIAMENTO: Fundo de Ações Estratégicas e TIPO FINANC: Tratamento de doenças do Estabelecimento: 2691868 HOSPITAL INFANTIL JOANA DE GUSMAO 4211102529458 0403010390

Leia mais

Fratura da Porção Distal do Úmero

Fratura da Porção Distal do Úmero Fratura da Porção Distal do Úmero Dr. Marcello Castiglia Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo O cotovelo é composto de 3 ossos diferentes que podem quebrar-se diversas maneiras diferentes, e constituem

Leia mais

BANDAGEM FUNCIONAL. Prof. Thiago Y. Fukuda

BANDAGEM FUNCIONAL. Prof. Thiago Y. Fukuda BANDAGEM FUNCIONAL Prof. Thiago Y. Fukuda INTRODUÇÃO (BANDAGEM) Refere-se à aplicação de algum tipo de fita protetora que adere à pele de determinada articulação. A bandagem quando aplicada corretamente,

Leia mais

25* CONGRESSO ORTRA INTERNACIONAL 2011 HOTEL INTERCONTINENTAL RIO DE JANEIRO 07 a 09 de julho Pré Programa Científico

25* CONGRESSO ORTRA INTERNACIONAL 2011 HOTEL INTERCONTINENTAL RIO DE JANEIRO 07 a 09 de julho Pré Programa Científico 25* CONGRESSO ORTRA INTERNACIONAL 2011 HOTEL INTERCONTINENTAL RIO DE JANEIRO 07 a 09 de julho Pré Programa Científico Manhã Quinta feira 7 de julho Salão Quartzo A 09h30min 12h30min Fórum Internacional

Leia mais

Ortopedia e Traumatologia

Ortopedia e Traumatologia Ortopedia e Traumatologia Fixação Interna Orthofix A Orthofix é uma companhia reconhecida mundialmente no desenvolvimento de soluções para fixação externa e interna na área de Traumatologia e Ortopedia.

Leia mais

É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia. Clavícula

É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia. Clavícula Fratura da Clavícula Dr. Marcello Castiglia Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia O osso da clavícula é localizado entre o

Leia mais

C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS

C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS A CPMH A empresa CPMH foi fundada 2010 e está entre as empresas especializadas que oferecem pesquisa, desenvolvimento e fabricação de instrumental

Leia mais

Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores

Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores Prof André Montillo Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores Lesões do Joelho: Lesões de Partes Moles: Lesão Meniscal: Medial e Lateral Lesão Ligamentar: o Ligamentos Cruzados: Anterior e Posterior o

Leia mais

02 de Agosto de 2015 (Domingo)

02 de Agosto de 2015 (Domingo) 02 de Agosto de 2015 (Domingo) Horário Programação 8:00: 08:30 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:45 10:10 MESA REDONDA: AFECCOES VASCULARES FREQUENTES NA PRATICA DIARIA DO CIRURGIAO 8:45-9:00

Leia mais

Luxação da Articulação Acrômio Clavicular

Luxação da Articulação Acrômio Clavicular Luxação da Articulação Acrômio Clavicular INTRODUÇÃO As Luxações do ombro são bem conhecidas especialmente durante a prática de alguns esportes. A maior incidencia de luxção do ombro são na verdade luxação

Leia mais

MARÇO.2013. 22-Sexta -Feira 19 Horas PEC-Ombro,Cotovelo e Artroscopia PEC-Ombro,Cotovelo e Artroscopia

MARÇO.2013. 22-Sexta -Feira 19 Horas PEC-Ombro,Cotovelo e Artroscopia PEC-Ombro,Cotovelo e Artroscopia MARÇO.2013 01- Sexta-Feira 17 Horas MD. Rodrigo A. Tisot Revisão de Rx - Coluna 04 - Segunda-Feira 17 Horas MD. CÉSAR MARTINS REVISÃO DE RX - JOELHO 05 - Terça- Feira 17 Horas MD. GASTON / JOÃO MARCUS

Leia mais

Curso de Fisioterapia

Curso de Fisioterapia Curso de Fisioterapia PHILIPE TAVARES INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA NO PÓS CIRURGICO DA FRATURA DIAFISÁRIA DE FÊMUR COM A UTILIZAÇÃO DE HASTE INTRAMEDULAR Rio de Janeiro 2009 2 PHILIPE TAVARES INTERVENÇÃO

Leia mais

ANEXO I - DA ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO // VALOR DE REFERENCIA

ANEXO I - DA ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO // VALOR DE REFERENCIA ANEXO I - DA DO OBJETO // VALOR DE REFERENCIA GRANDES FRAGMENTOS 1 Parafuso cortical em aço inoxidável antimagnético, diâmetro da rosca de 4,5mm, diâmetro do núcleo de 3,0mm, hexágono interno de 3,5mm

Leia mais

Lesão do Ligamento Cruzado Posterior (LCP)

Lesão do Ligamento Cruzado Posterior (LCP) Lesão do Ligamento Cruzado Posterior (LCP) INTRODUÇÃO O ligamento cruzado posterior (LCP) é um dos ligamentos menos lesados do joelho. A compreensão dessa lesão e o desenvolvimento de novos tratamentos

Leia mais

Fraturas no Idoso. Pontifícia Universidade Católica do Paraná HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CAJURU Grupo de Cirurgia do Quadril

Fraturas no Idoso. Pontifícia Universidade Católica do Paraná HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CAJURU Grupo de Cirurgia do Quadril Fraturas no Idoso Pontifícia Universidade Católica do Paraná HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CAJURU Grupo de Cirurgia do Quadril Dr. Ademir Schuroff Dr. Marco Pedroni Dr. Mark Deeke Dr. Josiano Valério Fraturas

Leia mais

VALOR UNIT. VALOR TOTAL ORTOSÍNTESE R$ 29,000 R$ 232,000 SUBITON R$ 69,000 R$ 690,000 SUBITON R$ 189,000 R$ 1.134,000 IMPLANTEC R$ 40,000 R$ 320,000

VALOR UNIT. VALOR TOTAL ORTOSÍNTESE R$ 29,000 R$ 232,000 SUBITON R$ 69,000 R$ 690,000 SUBITON R$ 189,000 R$ 1.134,000 IMPLANTEC R$ 40,000 R$ 320,000 INTERESSADO: 1 ARRUELA 3.5/4.0 mm em aço UND 10 HEXAGON R$ 8,000 R$ 80,000 2 ARRUELA 4.5/6.5 mm - em aço UND 16 HEXAGON R$ 8,000 R$ 128,000 3 4 5 BLOQUEADOR DE CIMENTO P - em polietileno UND 8 BLOQUEADOR

Leia mais

Imagem da Semana: Radiografia e Ressonância Magnética (RM)

Imagem da Semana: Radiografia e Ressonância Magnética (RM) Imagem da Semana: Radiografia e Ressonância Magnética (RM) Imagem 01. Radiografia anteroposterior do terço proximal da perna esquerda. Imagem 02. Ressonância magnética do mesmo paciente, no plano coronal

Leia mais

Princípios do tratamento das fraturas

Princípios do tratamento das fraturas Disciplina de Traumato-Ortopedia e Reumatologia Princípios do tratamento das fraturas Prof. Marcelo Bragança dos Reis Introdução Tratamento conservador - indicações - imobilizações - redução incruenta

Leia mais

PET PRESENCIAL PROGRAMA ESSENCIAL EM TRAUMATO-ORTOPEDIA

PET PRESENCIAL PROGRAMA ESSENCIAL EM TRAUMATO-ORTOPEDIA PET PESENCIAL POGAMA ESSENCIAL EM TAUMATO-OTOPEDIA DESCIÇÃO: Cursos presenciais Vale 3,5 pontos para a evalidação do TEOT POGAMAÇÃO: OSTEONECOSE DA CABEÇA CUITIBA/ P 23.03.2007 SEXTA-FEIA 20:00-20:20 FEMOAL

Leia mais

Dismetrias dos membros inferiores

Dismetrias dos membros inferiores Dismetrias dos membros inferiores Abordagem terapêutica Serviço de Ortopedia Miguel Pádua Figueiredo Ricardo Pinto da Rocha Pedro Beckert Noto que o meu filho tem uma perna mais curta... Abordagem Medição

Leia mais

[ESTUDO REFERENTE À ENCF - JOELHO]

[ESTUDO REFERENTE À ENCF - JOELHO] 2011 IMPOL Instrumentais e Implantes Samuel de Castro Bonfim Brito [ESTUDO REFERENTE À ENCF - JOELHO] Casos apresentados neste estudo foram operados e pertencem à Fundação Pio XII Hospital do Câncer de

Leia mais

Lista Provisória de Comunicações Livres Propostas a Passarem para Poster. 1 de 5

Lista Provisória de Comunicações Livres Propostas a Passarem para Poster. 1 de 5 12 A propósito de um caso clínico: Encurtamento isolado dos isquio-tibiais 53 A utilização do VEPTR no tratamento das deformidades da coluna pediátrica. Mª Teresa Combalia Pedro Fernandes 73 Abordagem

Leia mais

Manual de TRAUMA. ORTOPÉDICO Coordenadores: Isabel Pozzi, Sandro Reginaldo, Múcio Vaz de Almeida e Alexandre Fogaça Cristante

Manual de TRAUMA. ORTOPÉDICO Coordenadores: Isabel Pozzi, Sandro Reginaldo, Múcio Vaz de Almeida e Alexandre Fogaça Cristante Manual de TRAUMA ORTOPÉDICO Coordenadores: Isabel Pozzi, Sandro Reginaldo, Múcio Vaz de Almeida e Alexandre Fogaça Cristante Comissão de Educação Continuada 2011 Expediente 2011 Sociedade Brasileira de

Leia mais

Afecções Ósseas. Faculdade de Medicina Veterinária Diagnóstico por Imagens. Profª Anna Paula Balesdent Prof. Rodrigo Cruz

Afecções Ósseas. Faculdade de Medicina Veterinária Diagnóstico por Imagens. Profª Anna Paula Balesdent Prof. Rodrigo Cruz Afecções Ósseas Faculdade de Medicina Veterinária Diagnóstico por Imagens Profª Anna Paula Balesdent Prof. Rodrigo Cruz Definição estados patológicos que se manifestam sobre o esqueleto apendicular e axial

Leia mais

DISCIPLINA DE EMERGÊNCIAS EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA 6º ANO

DISCIPLINA DE EMERGÊNCIAS EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA 6º ANO DISCIPLINA DE EMERGÊNCIAS EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA 6º ANO - 2012 - Período: 04/06/2012 a 24/06/2012 Coordenador: Prof. Dr. Carga Horária: 3 semanas 120 horas Grupo: 2C OBJETIVOS Os alunos do último

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROVA PRÁTICA DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2009 CIRURGIA DE MÃO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROVA PRÁTICA DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2009 CIRURGIA DE MÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROVA PRÁTICA DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2009 CIRURGIA DE MÃO ESPECIALIDADES COM PRÉ-REQUISITO DE 2 ANOS DE ORTOPEDIA OU CIRURGIA PLÁSTICA 1 QUESTÃO 1 - Na figura abaixo:

Leia mais

Intodução Como um joelho normal funciona?

Intodução Como um joelho normal funciona? Intodução É natural termos dúvidas e questionamentos antes de nos submetermos a uma cirurgia. Foi pensando nisso que elaboramos esse manual. Nosso objetivo é ajudá-lo a entender melhor o funcionamento

Leia mais

Fraturas e Luxações do Cotovelo em Adultos:

Fraturas e Luxações do Cotovelo em Adultos: Fraturas e Luxações do Cotovelo em Adultos: Fraturas do cotovelo em adultos: l As fraturas correspondem 31.8% dos traumas em cotovelo no adulto; l Freqüência: cabeça do rádio 39,4%; luxação do cotovelo

Leia mais

Possibilita excelente avaliação e análise morfológica, com diferenciação espontânea para :

Possibilita excelente avaliação e análise morfológica, com diferenciação espontânea para : JOELHO JOELHO RM do Joelho Possibilita excelente avaliação e análise morfológica, com diferenciação espontânea para : ligamentos, meniscos e tendões músculos, vasos e tecido adiposo osso cortical ( hipointenso

Leia mais

Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007

Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007 Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007 Dispõe sobre a duração e o conteúdo programático da Residência Médica de Cirurgia da Mão O PRESIDENTE DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA, no uso das

Leia mais

Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores

Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores Prof André Montillo Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores Lesões do Joelho: Lesões Ósseas: Fratura Distal do Fêmur Fratura da Patela Fratura Proximal da Tíbia: Platô Tibial Anatomia: Lesões Traumáticas

Leia mais

Ligamento Cruzado Posterior

Ligamento Cruzado Posterior Ligamento Cruzado Posterior Introdução O Ligamento Cruzado Posterior (LCP) é classificado como estabilizador estático do joelho e sua função principal é restringir o deslocamento posterior da tíbia em

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO AO HOSPITAL DE ENSINO DO RIO GRANDE - FAHERG 91102236000194 Termo de Referência

FUNDAÇÃO DE APOIO AO HOSPITAL DE ENSINO DO RIO GRANDE - FAHERG 91102236000194 Termo de Referência Processo..: XXXXXXXXXXXXXXXXXXX/2013 Data da Pregão SRP Emissão: XX/XX/XXXX Abertura: Dia: XX/XX/XXXX Hora: 09:00 Objeto Resumido: Modalidade de Julgamento: Menor Preço GRUPO I GRANDES FRAGMENTOS 1 GRUPO

Leia mais

Avanços na Cirurgia Ortognática. Programa. Sympósio IBRA. 25 de Agosto de 2015. Bahia Othon Palace Hotel Salvador - BA

Avanços na Cirurgia Ortognática. Programa. Sympósio IBRA. 25 de Agosto de 2015. Bahia Othon Palace Hotel Salvador - BA Programa Sympósio IBRA Avanços na Cirurgia Ortognática 25 de Agosto de 2015 Bahia Othon Palace Hotel Salvador - BA Comitê Executivo: Luciano Del Santo Hernando Valentim Prólogo Caros colegas e amigos,

Leia mais

NOME COMERCIAL DESCRIÇÃO TÉCNICA ORIGEM

NOME COMERCIAL DESCRIÇÃO TÉCNICA ORIGEM ARTHROM Engimplan - Brasil 7109987-5 PLACA ENDOBOTTON TITANIO ENGIMPLAN PLACA ENDOBOTTON PARA LIGAMENTO REF: 10270011 ARTHROM Incomepe - Brasil 7109990-5 CÂNULA DE IRRIGAÇÃO CANULA PARA ARTROSCOPIA DE

Leia mais

7/4/2011 ABORDAGEM AO PACIENTE TRAUMATIZADO GRAVE: Reconhecer as lesões músculoesqueléticas. Reconhecer a biomecânica do trauma.

7/4/2011 ABORDAGEM AO PACIENTE TRAUMATIZADO GRAVE: Reconhecer as lesões músculoesqueléticas. Reconhecer a biomecânica do trauma. TRAUMATISMOS DOS MEMBROS Atendimento Inicial e Imobilizações ABORDAGEM AO PACIENTE TRAUMATIZADO GRAVE: Manter as prioridades da avalição ABC Não se distrair com lesões músculo-esqueléticas dramáticas que

Leia mais

DOR NA PERNA EM ATLETAS. Ricardo Yabumoto

DOR NA PERNA EM ATLETAS. Ricardo Yabumoto DOR NA PERNA EM ATLETAS Ricardo Yabumoto São raros os relatos de prevalência das fraturas de estresse por esporte específico ( 10% de todas as lesões esportivas) 4,7% a 15,6% das lesões entre corredores.

Leia mais

TÍTULO: CARACTERÍSTICAS DOS IDOSOS COM OSTEOARTROSE EM TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM GRUPO NA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA DA UNAERP

TÍTULO: CARACTERÍSTICAS DOS IDOSOS COM OSTEOARTROSE EM TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM GRUPO NA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA DA UNAERP TÍTULO: CARACTERÍSTICAS DOS IDOSOS COM OSTEOARTROSE EM TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM GRUPO NA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA DA UNAERP CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA

Leia mais

Programa SEXTA FEIRA 3 JULHO 2015

Programa SEXTA FEIRA 3 JULHO 2015 Programa SEXTA FEIRA 3 JULHO 2015 08:00 Abertura do Secretariado 08:30 Sessão de Abertura do Porto Hip Meeting 2015 - III Jornadas Serviço de Ortopedia do CHEDV Comissão de Honra - Comissão Organizadora

Leia mais

Adriano de Souza. 29/06/12 Currículo do Sistema de Currículos Lattes (Adriano de Souza) Nome. Nome em citações bibliográficas.

Adriano de Souza. 29/06/12 Currículo do Sistema de Currículos Lattes (Adriano de Souza) Nome. Nome em citações bibliográficas. Adriano de Souza Possui graduação em medicina pela Escola de Ciências Médicas de Volta Redonda (1993). Seu mestrado profissionalizante em metodologia cientica emcontra-se em andamento.atualmente coordena

Leia mais

Luxação do Ombro ou Luxação Gleno Umeral

Luxação do Ombro ou Luxação Gleno Umeral Luxação do Ombro ou Luxação Gleno Umeral INTRODUÇÃO Oque é Luxação Gleno Umeral? Luxação é o termo empregado quando há perda de contato entre os ossos que compõem uma articulação. No caso do ombro a articulação

Leia mais

Índice CUIDADOS PRIMÁRIOS EM ORTOPEDIA CAPÍTULO 1

Índice CUIDADOS PRIMÁRIOS EM ORTOPEDIA CAPÍTULO 1 Índice CUIDADOS PRIMÁRIOS EM ORTOPEDIA CAPÍTULO 1 Coluna Cervical, 1 Anatomia, 1 Estrutura Óssea, 1 Nervos Cervicais e Função Neurológica, 3 Musculatura e Estrutura dos Tecidos Moles, 4 Exame da Coluna

Leia mais

Sinovite transitória do quadril. Osteomielite. Dr Marcio Cunha

Sinovite transitória do quadril. Osteomielite. Dr Marcio Cunha Sinovite transitória do quadril Artrite séptica Osteomielite Dr Marcio Cunha Sinovite transitória do Quadril É a principal causa de claudicação na criança! Principal diagnóstico diferencial para artrite

Leia mais

COMISSÃO DE ENSINO E TREINAMENTO DA SBOT Programa de Ensino e Treinamento em Ortopedia e Traumatologia

COMISSÃO DE ENSINO E TREINAMENTO DA SBOT Programa de Ensino e Treinamento em Ortopedia e Traumatologia 1 COMISSÃO DE ENSINO E TREINAMENTO DA SBOT Programa de Ensino e Treinamento em Ortopedia e Traumatologia INTRODUÇÃO Um serviço de especialização em Ortopedia e Traumatologia tem como MISSÂO Especializar

Leia mais

Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Quadril

Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Quadril Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Quadril Zimmer (Argentina) Revisão Modular de Quadril O primeiro objetivo de uma revisão de quadril é estabelecer uma fixação, dessa maneira se alivia

Leia mais

inbe.com.br JOELHO OMBRO QUADRIL www.tmmedical.com.br MÃO

inbe.com.br JOELHO OMBRO QUADRIL www.tmmedical.com.br MÃO QUADRIL inbe.com.br www.tmmedical.com.br MÃO 02 Í N D I C E G E S T Ã O 03 EQUIPAMENTOS ARTROSCÓPICOS QUADRIL 04. FMS Varp 07. RigidFix Bio-Intrafix Milagro 08. Orthosorb Rapidloc Agulhas para sutura de

Leia mais

LAUDO MÉDICO PERICIAL.

LAUDO MÉDICO PERICIAL. 1 LAUDO MÉDICO PERICIAL. Preâmbulo. Ao primeiro dia do mês de outubro do ano de 2008, o Perito Dr. OSCAR LUIZ DE LIMA E CIRNE NETO, designado pelo MM Juiz de Direito da 18ª Vara Cível da Comarca de São

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Descritivos de Órteses e Próteses de Ortopedia

CONSULTA PÚBLICA Descritivos de Órteses e Próteses de Ortopedia CONSULTA PÚBLICA Descritivos de Órteses e Próteses de Ortopedia COLA CERVICAL VIA ANTERIOR PLACAS CERVICAIS ASSOCIADAS A INTRA-SOMÁTICOS DE TITÂNIO : PLACA CERVICAL, C/SISTEMA DE TRAVAS, TITÂNIO, P/ARTRODESE,

Leia mais

M a n u a l d e F i x a d o r e s

M a n u a l d e F i x a d o r e s M a n u a l d e F i x a d o r e s Í n d i c e A P R E S E N T A Ç Ã O I n d i c a ç õ e s G e r a i s V a n t a g e n s e D e s v a n t a g e n s P r i n c í p i o s A n a t o m i a R e l e v a n t e R

Leia mais

CONSTITUIÇÃO ANATÔMICA DO JOELHO E SUAS PRINCIPAIS LESÕES

CONSTITUIÇÃO ANATÔMICA DO JOELHO E SUAS PRINCIPAIS LESÕES CONSTITUIÇÃO ANATÔMICA DO JOELHO E SUAS PRINCIPAIS LESÕES DEISE SANTOS 1 MARCIA JOSIANE CARDOSO 2 VALTER ANTUNES NEUMANN 3 LUCIANO LEAL LOUREIRO 4 RESUMO O joelho é uma das articulações mais importantes

Leia mais

Consolidação Óssea www.ortopediausp.med.br

Consolidação Óssea www.ortopediausp.med.br M!K! Consolidação Óssea www.ortopediausp.med.br Objetivos Tipos de consolidação: Primária e Secundária Tipos de estabilidade: Absoluta e Relativa O Osso 1 Estrutura Óssea OSTEOCLASTOS OSTEOBLASTOS MATRIZ

Leia mais

Lesões Traumáticas do Membro Superior. Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão

Lesões Traumáticas do Membro Superior. Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão André Montillo UVA Lesões Traumáticas do Membro Superior Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão e Braço Fratura da Escápula Fratura da Clavícula Luxação Acrômio-clavicular

Leia mais

PROTESE TOTAL QUADRIL Dr. Gladyston Introdução ATQ procedimento alívio dor, ganho funcional e melhora qualidade de vida Sucesso depende: Escolha paciente ideal Uso de implantes adequados Habilidade técnica

Leia mais

MMII: Perna Tornozelo e Pé

MMII: Perna Tornozelo e Pé MMII: Perna Tornozelo e Pé Perna:Estruturas anatômicas Articulações visualizadas Incidências 1- AP Indicação Patologias envolvendo fraturas, corpos estranhos ou lesões ósseas. Perfil Indicação - Localização

Leia mais

Síndromes Dolorosas do Quadril: Bursite Trocanteriana Meralgia Parestésica

Síndromes Dolorosas do Quadril: Bursite Trocanteriana Meralgia Parestésica André Montillo UVA Anatomia do Quadril Anatomia do Quadril Síndromes Dolorosas do Quadril: Bursite Trocanteriana Meralgia Parestésica Definição: Bursite Trocanteriana É o Processo Inflamatório da Bursa

Leia mais

DEFEITOS ÓSSEOS EM ARTROPLASTIA TOTAL DE JOELHO PRIMÁRIA ENXERTIA AUTÓLOGA x CUNHAS METÁLICAS

DEFEITOS ÓSSEOS EM ARTROPLASTIA TOTAL DE JOELHO PRIMÁRIA ENXERTIA AUTÓLOGA x CUNHAS METÁLICAS DEFEITOS ÓSSEOS EM ARTROPLASTIA TOTAL DE JOELHO PRIMÁRIA ENXERTIA AUTÓLOGA x CUNHAS METÁLICAS Por Paulo Alencar # e Rogério Fuchs * # Cirurgião Ortopedista, médico do Hospital de Clínicas da UFPR, em Curitiba,

Leia mais

[213] 96. LESÕES MÚSCULO-ESQUELÉTICAS

[213] 96. LESÕES MÚSCULO-ESQUELÉTICAS Parte IV P R O T O C O L O S D E T R A U M A [213] rotina consiste em infundir 20 ml/kg em bolus de solução de Ringer e reavaliar o paciente em seguida. Manter a pressão sistólica entre 90 e 100 mmhg.

Leia mais

JOELHO. Introdução. Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga

JOELHO. Introdução. Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga JOELHO Carla Cristina Douglas Pereira Edna Moreira Eduarda Biondi Josiara Leticia Juliana Motta Marcella Pelógia Thiago Alvarenga Introdução Articulação muito frágil do ponto de vista mecânico e está propensa

Leia mais

DISSECAÇÃO ANATÔMICA DE UMA FRATURA TIBIAL: ESTUDO ANATÔMICO E MULTIDISCIPLINAR 1

DISSECAÇÃO ANATÔMICA DE UMA FRATURA TIBIAL: ESTUDO ANATÔMICO E MULTIDISCIPLINAR 1 DISSECAÇÃO ANATÔMICA DE UMA FRATURA TIBIAL: ESTUDO ANATÔMICO E MULTIDISCIPLINAR 1 SILVA, Pedro Ducatti de Oliveira e 1 ; GUIMARÃES, Nilo Borges 2 ; LUIZ, Carlos Rosemberg 3 ; BENETTI, Edson José 4 ; FIUZA,

Leia mais

O grupo de cirurgia de quadril é formado por cirurgiões ortopédicos, enfermeiros e fisioterapeutas que se dedicam exclusivamente a essa especialidade

O grupo de cirurgia de quadril é formado por cirurgiões ortopédicos, enfermeiros e fisioterapeutas que se dedicam exclusivamente a essa especialidade 1 O grupo de cirurgia de quadril é formado por cirurgiões ortopédicos, enfermeiros e fisioterapeutas que se dedicam exclusivamente a essa especialidade há vários anos. Faz parte integral da filosofia de

Leia mais

Lesões Labrais ou Lesão Tipo SLAP

Lesões Labrais ou Lesão Tipo SLAP INTRODUÇÃO Lesões Labrais ou Lesão Tipo SLAP Desde que os cirurgiões ortopédicos começaram a utilizar câmeras de vídeo, chamadas artroscópios, para visualizar, diagnosticar e tratar problemas dentro da

Leia mais

Tabela 1. Perimetria de membro inferior. Tabela 2. Força muscular de quadril e joelho. Tabela 3. Goniometria ativa de quadril e joelho.

Tabela 1. Perimetria de membro inferior. Tabela 2. Força muscular de quadril e joelho. Tabela 3. Goniometria ativa de quadril e joelho. Introdução O fêmur é um osso tubular longo que se estende do quadril proximalmente ao joelho distalmente. Ele não é somente o mais longo e forte, mas também o mais pesado osso do corpo humano. 1 A articulação

Leia mais

Artrodese do cotovelo

Artrodese do cotovelo Artrodese do cotovelo Introdução A Artrite do cotovelo pode ter diversas causas e existem diversas maneiras de tratar a dor. Esses tratamentos podem ter sucesso pelo menos durante um tempo. Mas eventualmente,

Leia mais

INTRODUÇÃO À RADIOLOGIA MUSCULO-ESQUELÉTICA

INTRODUÇÃO À RADIOLOGIA MUSCULO-ESQUELÉTICA INTRODUÇÃO À RADIOLOGIA MUSCULO-ESQUELÉTICA Prof. Rodrigo Aguiar O sistema músculo-esquelético é formado por ossos, articulações, músculos, tendões, nervos periféricos e partes moles adjacentes. Em grande

Leia mais

Entorse do. 4 AtualizaDOR

Entorse do. 4 AtualizaDOR Entorse do Tornozelo Tão comum na prática esportiva, a entorse pode apresentar opções terapêuticas simples. Veja como são feitos o diagnóstico e o tratamento desse tipo de lesão 4 AtualizaDOR Ana Paula

Leia mais

TRAUMATOLOGIA DOS MEMBROS INFERIORES

TRAUMATOLOGIA DOS MEMBROS INFERIORES Fraturas da pelve TRAUMATOLOGIA DOS MEMBROS INFERIORES - As fraturas da pelve instáveis comumente estão associadas a lesões de órgãos e estruturas da cavidade pélvica. Nos casos de fraturas expostas a

Leia mais

A propósito de um caso clínico

A propósito de um caso clínico A propósito de um caso clínico 30 Janeiro 2014 Serviço de Ortopedia A José Caldeira Interno Ortopedia Ricardo Rocha Interno Ortopedia Pedro Lemos - Assistente Graduado Ortopedia José Inácio Assistente

Leia mais

EDUARDO BENEGAS. Estudo comparativo entre a haste intramedular bloqueada e a placa em ponte no tratamento cirúrgico das fraturas da diáfise do úmero

EDUARDO BENEGAS. Estudo comparativo entre a haste intramedular bloqueada e a placa em ponte no tratamento cirúrgico das fraturas da diáfise do úmero EDUARDO BENEGAS Estudo comparativo entre a haste intramedular bloqueada e a placa em ponte no tratamento cirúrgico das fraturas da diáfise do úmero Tese apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade

Leia mais

EXAME DO JOELHO P R O F. C A M I L A A R A G Ã O A L M E I D A

EXAME DO JOELHO P R O F. C A M I L A A R A G Ã O A L M E I D A EXAME DO JOELHO P R O F. C A M I L A A R A G Ã O A L M E I D A INTRODUÇÃO Maior articulação do corpo Permite ampla extensão de movimentos Suscetível a lesões traumáticas Esforço Sem proteção por tecido

Leia mais

Urgências Ortopédicas em Clínica Pediátrica. Dr. Celso Rizzi Ortopedista Pediátrico do INTO

Urgências Ortopédicas em Clínica Pediátrica. Dr. Celso Rizzi Ortopedista Pediátrico do INTO Urgências Ortopédicas em Clínica Pediátrica Dr. Celso Rizzi Ortopedista Pediátrico do INTO Placa de Crescimento Epífise Metáfise Diáfise Metáfise Placa de Crescimento Epífise Osso Imaturo na Criança Fraturas

Leia mais

CARACTERÍSTICAS IMAGIOLÓGICAS DO OSTEOSSARCOMA PRIMÁRIO

CARACTERÍSTICAS IMAGIOLÓGICAS DO OSTEOSSARCOMA PRIMÁRIO Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra CARACTERÍSTICAS IMAGIOLÓGICAS DO OSTEOSSARCOMA PRIMÁRIO Subtipos Convencional e não Convencionais Rui Alves Costa 30/03/2015 Tumor maligno caracterizado pela

Leia mais

Com muita história. Nasceu a tecnologia.

Com muita história. Nasceu a tecnologia. Com muita história. Nasceu a tecnologia. Mesmo sendo revolucionário em princípios e design, o Scorpio baseia-se em uma diversidade de princípios biomecânicos da anatomia e fisiologia do joelho. O ponto

Leia mais

Sandro Reginaldo Presidente da SBOT-GO

Sandro Reginaldo Presidente da SBOT-GO ORTOPÉDICA PARA O JORNALISTA ESPORTIVO AGRADECIMENTOS Secretaria Municipal de Esporte e Lazer Agradecemos o apoio imprescindível do presidente da Associação Brasileira de Traumatologia Desportiva e médico

Leia mais

UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA UNAMA. Marcelino Afonso Lobato. Marcos Fábio Ribeiro de Abreu PERFIL CLÍNICO EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES COM

UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA UNAMA. Marcelino Afonso Lobato. Marcos Fábio Ribeiro de Abreu PERFIL CLÍNICO EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES COM UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA UNAMA Marcelino Afonso Lobato Marcos Fábio Ribeiro de Abreu PERFIL CLÍNICO EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES COM FRATURAS DE MEMBROS INFERIORES ATENDIDOS NO HOSPITAL METROPOLITANO DE

Leia mais

Exercícios Práticos de Anatomia Veterinária

Exercícios Práticos de Anatomia Veterinária Unic - Universidade de Cuiabá Faculdade de medicina veterinária - 1 - Disciplina de Ciências Morfofuncionais Aplicadas a Medicina Veterinária I Exercícios Práticos de Anatomia Veterinária SUMÁRIO - 2 -

Leia mais

PRÓTESE NÃO CONVENCIONAL

PRÓTESE NÃO CONVENCIONAL PRÓTESE NÃO CONVENCIONAL PARA RECONSTRUÇÃO DE MEMBROS INFERIORES FEMUR PROXIMAL/FEMUR PROXIMAL EXPANSIVA Técnica Cirúrgica - 30.30 Prótese Não Convencional para Reconstrução de Membros Inferiores Femur

Leia mais

Lesões Meniscais. O que é um menisco e qual a sua função.

Lesões Meniscais. O que é um menisco e qual a sua função. Lesões Meniscais Introdução O menisco é uma das estruturas mais lesionadas no joelho. A lesão pode ocorrer em qualquer faixa etária. Em pessoas mais jovens, o menisco é bastante resistente e elástico,

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO INSTITUTO QUALITTAS DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATU SENSU EM CLÍNICA MÉDICA E CIRÚRGICA DE PEQUENOS ANIMAIS

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO INSTITUTO QUALITTAS DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATU SENSU EM CLÍNICA MÉDICA E CIRÚRGICA DE PEQUENOS ANIMAIS UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO INSTITUTO QUALITTAS DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATU SENSU EM CLÍNICA MÉDICA E CIRÚRGICA DE PEQUENOS ANIMAIS REDUÇÃO DE FRATURA DE TÍBIA RELATO DE CASO Ana Paula

Leia mais