Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas"

Transcrição

1 Programa preliminar Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas 16 a 18 de Junho de 2011 Évora, Portugal

2 Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas, Évora - Portugal 2 Declaração de Qualidade A AOTrauma compromete-se a melhorar os resultados do tratamento dos doentes através de uma educação da mais alta qualidade. Empenhamo-nos em combinar os conhecimentos certos e as habilidades práticas que permitem aos médicos ortopedistas e traumatologistas por a teoria em prática e assim melhorar o tratamento das fracturas, para o benefício do doente

3 Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas, Évora - Portugal 3 Finalidade do Curso O Curso AOTrauma para Enfermeiros - Avanços no Tratamento de Fracturas ensina os princípios da AO e os conceitos actuais a um nível avançado, incluindo as mais recentes técnicas no tratamento cirúrgico de fracturas. Há três temas principais: 1. Aplicações avançadas dos princípios AO no tratamento de fracturas que foram apresentados no Curso AOTrauma Princípios. 2. A evidência disponível para suportar os métodos actuais de tratamento 3. Técnicas cirúrgicas avançadas Participantes a quem é dirigido Este Curso de dois dias e meio destina-se a Enfermeiros do Bloco Operatório de Ortopedia e Traumatologia que tenham previamente completado o Curso AOTrauma para Enfermeiros - Princípios no Tratamento Cirúrgico de Fracturas e que estejam familiarizados com os instrumentos e implantes AO. Descrição do Curso O Curso Avançado irá realçar os princípios clássicos da AO no tratamento cirúrgico de fracturas e concentrarse-á na sua aplicação no tratamento de fracturas complexas utilizando técnicas avançadas. O curso focar-se-á nos efeitos biológicos da intervenção cirúrgica e irá oferecer métodos alternativos, realçando, sempre que possível, a cirúrgica minimamente invasiva. Técnicas avançadas utilizando placas com bloqueio serão exploradas. Estratégias cirúrgicas no tratamento de fracturas complexas articulares e diafisárias, incluindo o tratamento de fracturas pélvicas, serão abordadas. O curso terá um formato de módulos. Cada módulo consiste num número pequeno de conferências baseadas na evidência e designadas a cobrir a informação chave exigida. Nos exercícios práticos, os participantes receberão treino na aplicação de diferentes técnicas utilizando os instrumentos e implantes AO em modelos ósseos. E finalmente, as sessões de discussão de casos clínicos em grupos pequenos irão ajudar os participantes a compreender a importância dos cuidados no manuseamento e aplicação dos substitutos ósseos e cimentação, do tratamento das fracturas fechadas do femur distal e também do planeamento e tratamento de prioridades.

4 Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas, Évora - Portugal 4 Objectivos do Curso Aplicar os princípios da redução directa e indirecta. Explicar os princípios mecânicos e biológicos das placas de bloqueio e a sua aplicação correcta. Avaliar e tratar fracturas complexas da clavícula e do úmero proximal. Diagnosticar e tratar fracturas do médio e retropé com ênfase nas indicações e técnicas cirúrgicas. Aplicar as técnicas de estabilização da pelvis. Explicar o papel do controlo de danos e do tratamento inicial total nos doentes politraumatizados. Demonstrar a utilização correcta e segura dos instrumentos e implantes Directora do Curso Enfª. Lúcia Alves Mentora AO Quinta-feira, dia 16 de Junho de 2011 Revisão dos princípios 09h00 Boas-Vindas / Introdução 09h15 Princípios e filosofia AO, progresso e evolução Desenho dos implantes e técnica de redução 09h30 Apresentação de caso clínico pelo moderador 09h35 Evolução do desenho e da função das placas 09h45 Redução directa e indirecta: indicações e técnicas 09h55 Plano pré-operatório a chave para o sucesso 10h15 Indicações clínicas para placa com bloqueio quando e como 10h30 Café

5 Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas, Évora - Portugal 5 10h50 Boas vindas / Enfermeiros 11h00 Instrumentos para aplicação de LCP 11h20 Princípios da cirurgia minimamente invasiva é este o futuro? Melhoria biológica e mecânica 11h40 Estimulação eléctrica / ultrasons 12h00 Enxerto osso autologo e enxerto ósseo com substitutos: opções e resultados 12h20 Engenharia do tecido ósseo com proteína morfogénica (BMP) 12h40 Fracturas na osteoporose grave quais as alternativas de que dispomos? 13h00 Almoço de trabalho 14h00 Sessão de Discussão I Cuidados no manuseamento e aplicação dos substitutos ósseos e cimentação 15h00 Exercícios práticos 1 e 2 Placa LCP 16h30 Café Problemas de fracturas difíceis 16h50 Infecção após osteossíntese como actuar correctamente 17h10 Profiláxia FBT quando, porquê, como? 17h30 Sindorme compartimental 17h50 Fim do dia 17h55 Reunião dos Conferencistas Sexta-feira, dia 17 de Junho de 2011 Fracturas membro inferior 09h00 Fixador externo nas fracturas da diáfise femoral. Ainda existe alguma indicação? 09h20 Tratamento das fracturas do colo do fémur de alta velocidade 09h40 Fracturas do colo do fémur em pacientes idosos reparação versus substituição 10h00 Indicações para LISS 10h20 Instrumentos para LISS 10h40 Café

6 Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas, Évora - Portugal 6 11h00 Sessão de Discussão II Fracturas fechadas femur distal 12h00 Exercício prático 3 LISS DF 13h00 Almoço de trabalho Fracturas extremidade superior 14h00 Fracturas da clavícula cirurgia / tratamento conservador 14h20 Fracturas do úmero proximal fixação versus substituição 14h40 Fracturas luxação do cotovelo o que é importante? 15h00 Fracturas distais do rádio 15h20 Fracturas da omoplata que tratamento 15h40 Instrumentos para placa Philos 16h00 Café 16h20 Exercício prático 4 Philos Fracturas articulares - médio e retropé 17h30 Fracturas do calcâneo: prevendo e evitando os problemas 17h50 Fracturas do colo do astrágalo abordagem cirúrgica e prevenir as complicações 18h10 Fim do dia 18h15 Reunião dos Conferencistas Sábado, dia 18 de Junho de 2011 Politrauma & Pelvis 09h00 Politraumatizados com fracturas múltiplas controlo de danos / tratamento total inicial 09h20 Tratamento de emergência nas fracturas pélvicas e acetabulares 09h40 Instrumentos e implantes para osteossíntese da pélvis 10h00 Instrumento e implantes para fixação externa 10h20 Exercício prático 5 Fixador externo da bacia

7 Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas, Évora - Portugal 7 11h20 Café 11h40 Sessão de Discussão III Planeamento e tratamento de prioridades 12h40 Discussão & avaliação final 13h00 Encerramento do Curso Logistica do Curso Local do Curso Lurdes Duarte / Synthes Lda. Évora Hotel Estrada de Alfragide, nº 67 Av. Túlio Espanca Alfrapark Edífico F Piso 2 Sul Évora Alfragide Tel Tel Fax Tlm Informações do Curso Valor da inscrição ( 650,-) inclui: Pasta com documentação científica, materiais e uso dos instrumentos para os exercícios práticos, cafés, almoços de trabalho e diploma do curso. Vagas e inscrições Devido aos exercícios práticos o número de vagas para o curso é limitado a 48 participantes. Todas as inscrições devem ser feitas online na página da AOTrauma ( Alojamento As despesas de alojamento são da responsabilidade dos participantes. Os participantes que queiram ficar alojados no Évora Hotel devem contactar directamente o Hotel e mencionar que estão inscritos no Curso AOTrauma para poderem usufruir dos preços especiais de Grupo (single 65,- / duplo 75,- ; ambos os preços com o pequeno-almoço incluído). Estes preços estão garantidos até dia 01 de Junho de Após essa data todos os pedidos de reserva ficam sujeitos à disponibilidade do Hotel. Dress code Informal durante todo o curso.

8 Curso AOTrauma para Enfermeiros Avanços no Tratamento de Fracturas, Évora - Portugal 8 AOTrauma Clavadelerstrasse 8, 7270 Davos Platz, Switzerland Phone , Fax , Logística e suporte dados pela Synthes como subsídio para educação.

Curso AOTrauma Avanços no Tratamento de Fracturas

Curso AOTrauma Avanços no Tratamento de Fracturas Programa preliminar Curso AOTrauma Avanços no Tratamento de Fracturas 16 a 19 de Junho de 2011 Évora, Portugal Curso AOTrauma Avanços no Tratamento de Fracturas, Évora - Portugal 2 Declaração de Qualidade

Leia mais

Curso AOTrauma do Pé e Tornozelo

Curso AOTrauma do Pé e Tornozelo Programa preliminar Curso AOTrauma do Pé e Tornozelo 01 a 03 de Março de 2012 Tomar, Portugal Curso AOTrauma do Pé e Tornozelo, Tomar - Portugal 2 Declaração de Qualidade A AOTrauma compromete-se a melhorar

Leia mais

1º CURSO PÓS GRADUADO PARA FISIOTERAPEUTAS

1º CURSO PÓS GRADUADO PARA FISIOTERAPEUTAS 1º CURSO PÓS GRADUADO PARA FISIOTERAPEUTAS Disseção e Técnicas Cirúrgicas Joelho, Ombro e Coluna Vertebral 17 e 18 de Fevereiro de 2015 Coordenadores Professor Doutor João Goyri O Neill Dr. Gonçalo Neto

Leia mais

Curso AO Avançado 25-28/agosto/2010, Ribeirão Preto - SP

Curso AO Avançado 25-28/agosto/2010, Ribeirão Preto - SP Curso AO Avançado 25-28/agosto/2010, Ribeirão Preto - SP Quarta-feira, 25 de agosto Grupo A Quarta-feira, 25 de agosto Grupo B 13:30-13:40 Abertura Moderador: R. Canto Apresentação do Curso e dos instrutores

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO NEODENT E ILAPEO

PROGRAMA DE FORMAÇÃO NEODENT E ILAPEO PROGRAMA DE FORMAÇÃO NEODENT E ILAPEO 2015 CONHEÇA O ILAPEO < O ILAPEO, Instituto Latino Americano de Investigação e Ensino Odontológico, criado em 2004, tem os seus princípios fundamentais baseados na

Leia mais

Curso de e-learning Outubro de 2014

Curso de e-learning Outubro de 2014 Associação Portuguesa dos Técnicos de Natação Complexo de Piscinas Municipais de Rio Maior Estradas das Marinhas 2040 Rio Maior Curso de e-learning Outubro de 2014 Conservação, qualidade da água e contributos

Leia mais

Instituto Português de Reumatologia

Instituto Português de Reumatologia I 28 29 Novembro 2013 NOVO LOCAL EPIC SANA LISBOA HOTEL AMOREIRAS Programa Provisório I Presidente das Jornadas José Vaz Patto Comissão Organizadora Presidente Ana Assunção Teixeira Coordenadora Maria

Leia mais

De 29 de junho a 2 de julho de 2016 Ourém Fátima Portugal

De 29 de junho a 2 de julho de 2016 Ourém Fátima Portugal De 29 de junho a 2 de julho de 2016 Ourém Fátima Portugal III ENCONTRO EMPRESARIAL MINAS-PORTUGAL-OURÉM-FÁTIMA 29/30 de junho e 1º/2 de julho de 2016 Programação preliminar 28/06 - Terça-feira Saída do

Leia mais

Jornadas do OMBRO E COTOVELO 8-9 MAIO 2015

Jornadas do OMBRO E COTOVELO 8-9 MAIO 2015 X Jornadas do OMBRO E COTOVELO 8-9 MAIO 2015 PROGRAMA LOCAL: EVER CAPARICA HOTEL INFORMAÇÕES: ombro@spot.pt X JORNADAS DO OMBRO E DO COTOVELO PROGRAMA PRELIMINAR 8-9 MAIO 2015 SEXTA FEIRA - 8 MAIO OMBRO

Leia mais

Caros Amigos, Colegas e Membros da Sociedade Portuguesa de Medicina Desportiva,

Caros Amigos, Colegas e Membros da Sociedade Portuguesa de Medicina Desportiva, 1 MENSAGEM DA PRESIDENTE DO CONGRESSO Caros Amigos, Colegas e Membros da Sociedade Portuguesa de Medicina Desportiva, Na qualidade de Presidente do Congresso Nacional da Sociedade Portuguesa de Medicina

Leia mais

O que esperar do SVE KIT INFORMATIVO PARTE 1 O QUE ESPERAR DO SVE. Programa Juventude em Acção

O que esperar do SVE KIT INFORMATIVO PARTE 1 O QUE ESPERAR DO SVE. Programa Juventude em Acção O QUE ESPERAR DO SVE Programa Juventude em Acção KIT INFORMATIVO Parte 1 Maio de 2011 Introdução Este documento destina-se a voluntários e promotores envolvidos no SVE. Fornece informações claras a voluntários

Leia mais

CONGRESSO PORTUGUÊS DE

CONGRESSO PORTUGUÊS DE CONGRESSO PORTUGUÊS DE PROGRAMA PRELIMINAR 26 QUINTA-FEIRA 14:00 ABERTURA DO SECRETARIADO 14:00 16:30 e Inauguração da Exposição Técnica e Científica MINI-CONFERÊNCIAS CURSO DE PÓS-GRADUÇÃO EM HTA SESSÃO

Leia mais

Auditorias 25-01-2013. ISO 19011 âmbito. Termos e definições. Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2012/2013

Auditorias 25-01-2013. ISO 19011 âmbito. Termos e definições. Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2012/2013 Auditorias Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2012/2013 ISO 19011 âmbito Linhas de orientação para auditoria a sistemas de gestão Princípios de auditoria Gestão de programas de auditoria Condução de

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO INTERNATO COMPLEMENTAR DE ORTOPEDIA. Portaria 50/ 97

PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO INTERNATO COMPLEMENTAR DE ORTOPEDIA. Portaria 50/ 97 PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO INTERNATO COMPLEMENTAR DE ORTOPEDIA Portaria 50/ 97 314 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 16 20-1-1997 MINISTÉRIO DA SAÚDE Portaria n. o 50/97 de 20 de Janeiro As crescentes exigências

Leia mais

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais. www.vantagem.com PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais. www.vantagem.com PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL PLANO DE CURSO PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL Formação para Profissionais + 2.000 Cursos Disponíveis A Melhor e Maior Oferta de Formação em Portugal + 1.300 Cursos na

Leia mais

CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS COMERCIAIS

CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS COMERCIAIS CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS COMERCIAIS DIRECTRIZES DA APORMED AOS SEUS ASSOCIADOS SOBRE AS INTERACÇÕES COM OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E O MERCADO DE PRODUTOS DE SAÚDE Documento aprovado na Assembleia-Geral

Leia mais

Lista Provisória de Comunicações Livres Propostas a Passarem para Poster. 1 de 5

Lista Provisória de Comunicações Livres Propostas a Passarem para Poster. 1 de 5 12 A propósito de um caso clínico: Encurtamento isolado dos isquio-tibiais 53 A utilização do VEPTR no tratamento das deformidades da coluna pediátrica. Mª Teresa Combalia Pedro Fernandes 73 Abordagem

Leia mais

www.estheticschool.eu

www.estheticschool.eu www.estheticschool.eu Informações e inscrições: Email: geral@estheticschool.eu Tel: 22 600 94 05 PROGRAMA DO CURSO Metalo-cerâmica e ceramo-cerâmica As relações clínica/laboratório Prof. Dr. Marc OBRECHT

Leia mais

Programa para a Reabilitação de Pessoas com Comportamentos Adictos

Programa para a Reabilitação de Pessoas com Comportamentos Adictos Programa para a Reabilitação de Pessoas com Comportamentos Adictos Introdução Os comportamentos adictos têm vindo a aumentar na nossa sociedade. Os problemas, ao nível do local e das relações no trabalho,

Leia mais

Circuito Nacional de Bodyboard Esperanças 2014

Circuito Nacional de Bodyboard Esperanças 2014 CADERNO DE ENCARGOS Circuito Nacional de Bodyboard Esperanças 2014 1. INTRODUÇAO Utilidade Pública Desportiva - Despacho 49/94, de 9.9.1994 Com o objectivo de aumentar o número de provas existentes em

Leia mais

Hospital Universitário Cajuru. Pontifícia Universidade Católica Paraná

Hospital Universitário Cajuru. Pontifícia Universidade Católica Paraná Hospital Universitário Cajuru Pontifícia Universidade Católica Paraná Grupo de Cirurgia Quadril Dr. Ademir Schuroff Dr. Marco Pedroni Dr. Mark Deeke Dr. Josiano Valério Fraturas Peri Protéticas Conceitos

Leia mais

Informação de Custos dos Cuidados de Saúde. Serviço Nacional de Saúde

Informação de Custos dos Cuidados de Saúde. Serviço Nacional de Saúde Informação de Custos dos Cuidados de Saúde Serviço Nacional de Saúde A Informação de custos dos Cuidados de Saúde é uma iniciativa que se pretende que venha a ter abrangência nacional, enquadrada no Programa

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE REFERÊNCIA E LEITURA

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE REFERÊNCIA E LEITURA REGULAMENTO DO SERVIÇO DE REFERÊNCIA E LEITURA O Arquivo Distrital do Porto, instituição pública empenhada na salvaguarda e conservação de um valioso património documental, faculta o acesso aos seus fundos

Leia mais

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 3ª edição - Curso Teórico-Prático www.apestetica.org CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 3ª edição - O sector da Medicina em geral e da Medicina Estética em particular, está em

Leia mais

ÁREA A DESENVOLVER. Formação Comercial Gratuita para Desempregados

ÁREA A DESENVOLVER. Formação Comercial Gratuita para Desempregados ÁREA A DESENVOLVER Formação Comercial Gratuita para Desempregados Índice 8. Sobre nós 7. Como pode apoiar-nos 6. Datas de realização e inscrição 5. Conteúdos Programáticos 4. Objectivos 3. O Workshop de

Leia mais

Auditorias. Termos e definições. Termos e definições. Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2006. Critérios da auditoria. Evidências da auditoria

Auditorias. Termos e definições. Termos e definições. Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2006. Critérios da auditoria. Evidências da auditoria Auditorias Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2006 Termos e definições Auditoria Processo sistemático, independente e documentado para obter evidências de auditoria e respectiva avaliação objectiva

Leia mais

Apresentado por Ana Paula de Jesus Almeida e Silva

Apresentado por Ana Paula de Jesus Almeida e Silva Apresentado por Ana Paula de Jesus Almeida e Silva O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), criado em 1979 (Decreto-Lei nº 519-A2/79, de 29 de Dezembro), é um organismo público, sob a tutela

Leia mais

REGULAMENTO DA ÁREA MÉDICA DOS SERVIÇOS SOCIAIS DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

REGULAMENTO DA ÁREA MÉDICA DOS SERVIÇOS SOCIAIS DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA REGULAMENTO DA ÁREA MÉDICA DOS SERVIÇOS SOCIAIS DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA Índice Capítulo I Disposições gerais Secção I Noção, âmbito e objectivos Art.º 1 - Noção e âmbito material Art.º 2 - Objectivos

Leia mais

Como Pesquisar Preços e Negociar com Fornecedores e Prestadores de Serviços na Administração Pública e Sistema S

Como Pesquisar Preços e Negociar com Fornecedores e Prestadores de Serviços na Administração Pública e Sistema S Como Pesquisar Preços e Negociar com Fornecedores e Prestadores de Serviços na Administração Pública e Sistema S Como Pesquisar Preços e Negociar com Fornecedores e Prestadores de Serviços na Administração

Leia mais

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais. www.vantagem.com PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais. www.vantagem.com PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL PLANO DE CURSO PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL Formação para Profissionais + 2.000 Cursos Disponíveis A Melhor e Maior Oferta de Formação em Portugal + 1.300 Cursos na

Leia mais

Artigo 1º (Objecto e âmbito)

Artigo 1º (Objecto e âmbito) Artigo 1º (Objecto e âmbito) 1. O presente Regulamento tem por objectivo complementar o Regulamento de Mestrados (2º Ciclo) do Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz (ISCSEM) com procedimentos

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO CAT

REGULAMENTO INTERNO DO CAT REGULAMENTO MISERICÓRDIA DA FREGUESIA DE SANGALHOS INTERNO DO CAT CAPITULO I Norma I Natureza do Estabelecimento Tipo de Estabelecimento: Centro de Acolhimento Temporário de Crianças e Jovens em Risco

Leia mais

VIª Reunião de Neurocirurgia Pediátrica 5 e 6 de Março 2010 Coimbra

VIª Reunião de Neurocirurgia Pediátrica 5 e 6 de Março 2010 Coimbra VIª Reunião de Neurocirurgia Pediátrica 5 e 6 de Março 2010 Coimbra Estimados colegas Na organização da VIª Reunião da Neurocirurgia Pediátrica Portuguesa preocupamonos em envolver os Neurocirurgiões Pediátricos

Leia mais

FICHA DE PERCURSO PROFISSIONAL E DE FORMAÇÃO

FICHA DE PERCURSO PROFISSIONAL E DE FORMAÇÃO FICHA DE PERCURSO PROFISSIONAL E DE FORMAÇÃO NRP / (A atribuir pelo IEFP) UNIDADE ORGÂNICA RECEPTORA Data de Recepção - - Técnicos Responsáveis: O Técnico Receptor PREENCHER ESTA PÁGINA COM LETRAS MAIÚSCULAS

Leia mais

O Programa Enfermeiros de Família. (Página intencionalmente deixada em branco)

O Programa Enfermeiros de Família. (Página intencionalmente deixada em branco) (Página intencionalmente deixada em branco) 2 Conteúdo A Saúde Quem Somos... O programa Enfermeiros de Família... O Enfermeiro de Família Saúde... O desafio de carreira... Principais competências e responsabilidades...

Leia mais

Programa de Unidades Curriculares Opcionais

Programa de Unidades Curriculares Opcionais Programa de Unidades Curriculares Opcionais Para assegurar que todos os alunos tenham acesso a UC que permitam perfazer as exigências em créditos (ECTS) de UC Opcionais dos respectivos Planos de Estudo,

Leia mais

PROVEDOR DO ESTUDANTE DO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA. O presente Relatório reporta-se ao período de Janeiro de 2012 a Dezembro de 2012.

PROVEDOR DO ESTUDANTE DO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA. O presente Relatório reporta-se ao período de Janeiro de 2012 a Dezembro de 2012. PROVEDOR DO ESTUDANTE DO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA RELATÓRIO DE 2012 I Introdução O presente Relatório reporta-se ao período de Janeiro de 2012 a Dezembro de 2012. No contexto da Lei n.º 62/2007,

Leia mais

República de Moçambique Ministério da Saúde Direcção Nacional de Saúde Pública

República de Moçambique Ministério da Saúde Direcção Nacional de Saúde Pública República de Moçambique Ministério da Saúde Direcção Nacional de Saúde Pública Processo para o Reconhecimento do Desempenho dos Serviços de Saúde Materna e Neonatal, de Planeamento Familiar e de Prevenção

Leia mais

Eixo III _ Desenvolvimento Sustentável. III.3. Gestão Ambiental Sustentável, Conservação da Natureza e Biodiversidade. Tipologia de Investimento

Eixo III _ Desenvolvimento Sustentável. III.3. Gestão Ambiental Sustentável, Conservação da Natureza e Biodiversidade. Tipologia de Investimento Eixo III _ Desenvolvimento Sustentável III.. Gestão Ambiental Sustentável, Conservação da Natureza e Biodiversidade Tipologia de Investimento Eixo III III. CONTROLO DO DOCUMENTO Versão Data Descrição N.

Leia mais

XIII FÉRIAS TÉCNICAS COM A FORD

XIII FÉRIAS TÉCNICAS COM A FORD 27 Agosto a 7 de Setembro de 2012 ÍNDICE PARTE I NOTA INTRODUTÓRIA... 3 PARTE II DESCRIÇÃO TÉCNICA DO PROJECTO... 4 PROGRAMA PARA O NÍVEL I... 4 PROGRAMA PARA O NÍVEL II... 10 PARTE I NOTA INTRODUTÓRIA

Leia mais

Concurso Criativo INIMIGO PÚBLICO. Regulamento

Concurso Criativo INIMIGO PÚBLICO. Regulamento Concurso Criativo INIMIGO PÚBLICO Regulamento Objectivos O Concurso Criativo INIMIGO PÚBLICO visa promover o caderno INIMIGO PÚBLICO junto das agências criativas e anunciantes proporcionando-lhes a oportunidade

Leia mais

INSPECÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO PROGRAMA AFERIÇÃO

INSPECÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO PROGRAMA AFERIÇÃO INSPECÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO PROGRAMA AFERIÇÃO EFECTIVIDADE DA AUTO-AVALIAÇÃO DAS ESCOLAS PROJECTO ESSE Orientações para as visitas às escolas 1 Introdução As visitas às escolas realizadas segundo o modelo

Leia mais

FEP Guião de Programa para Concursos Nacionais de Ensino 2015. Concurso Nacional de Ensino

FEP Guião de Programa para Concursos Nacionais de Ensino 2015. Concurso Nacional de Ensino Concurso Nacional de Ensino Categoria da Competição / Evento: CDE Data: De 28 / 11 / 2015 a 29 / 11 / 2015 Local: Escola Profissional Agricultura Desenvolvimento Rural de Vagos Condições Gerais Esta Competição

Leia mais

REDE NACIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS

REDE NACIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS REDE NACIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS Orientações de Abordagem em Cuidados Continuados Integrados ÚLCERAS DE PRESSÃO PREVENÇÃO Outubro 2007 1 INDICE p. 0 Introdução 2 1 Definição de Úlceras

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO FISCALIZAÇÃO DE OBRA FERRAMENTAS E METODOLOGIAS

FICHA TÉCNICA DO CURSO FISCALIZAÇÃO DE OBRA FERRAMENTAS E METODOLOGIAS FICHA TÉCNICA DO CURSO FISCALIZAÇÃO DE OBRA FERRAMENTAS E METODOLOGIAS EDIÇÃO Nº1/2013 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Fiscalização de obra ferramentas e metodologias 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER A construção

Leia mais

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 4ª edição - Curso Teórico-Prático www.apestetica.org CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 4ª edição O sector da Medicina em geral e da Medicina Estética em particular, está em constante

Leia mais

Crawford 542 Portas Seccionadas

Crawford 542 Portas Seccionadas Crawford 2 Crawford Crawford Dedicação ao cliente A Crawford 542 é uma porta seccionada concebida para aplicação em armazéns, centros de logística e todo o tipo de unidades de produção. O desenho é ideal

Leia mais

GESTÃO DOCUMENTAL. Saiba como Organizar, Implementar e Gerir um Sistema de

GESTÃO DOCUMENTAL. Saiba como Organizar, Implementar e Gerir um Sistema de Pela primeira Vez em Angola! Seminário Saiba como Organizar, Implementar e Gerir um Sistema de GESTÃO DOCUMENTAL Alcance Níveis Elevados de Qualidade e Reduza Custos Operacionais e Financeiros LUANDA 28

Leia mais

Property & Construction Property & Construction. Estudos de Remuneração 2012

Property & Construction Property & Construction. Estudos de Remuneração 2012 Property & Construction Property & Construction Estudos de Remuneração 2012 3 Michael Page Page Estudos de Remuneração 2012 - Property & Construction 4 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração 2012,

Leia mais

Acordo EUR-OPA Grandes Desastres. CERU Centro Europeu de Riscos Urbanos

Acordo EUR-OPA Grandes Desastres. CERU Centro Europeu de Riscos Urbanos Lisboa, 23 Maio 2014 Acordo EUR-OPA Grandes Desastres CERU Centro Europeu de Riscos Urbanos Seminário do projecto INsPIREd Envolver a população na redução dos Riscos: Alerta, sensibilização, medidas de

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO I ENCONTRO DE TEATRO UNIVERSITÁRIO: DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS PAULISTAS ( ETU )

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO I ENCONTRO DE TEATRO UNIVERSITÁRIO: DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS PAULISTAS ( ETU ) EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO I ENCONTRO DE TEATRO UNIVERSITÁRIO: DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS PAULISTAS ( ETU ) 1. OBJETIVO O ETU nasceu da proposta dos/as estudantes de Artes Cênicas das Universidades Públicas

Leia mais

Norma de Orientação Farmacêutica Higienização das mãos Hygiènization des mains Hygienization of the hands

Norma de Orientação Farmacêutica Higienização das mãos Hygiènization des mains Hygienization of the hands p. 1 de 10k Norma de Orientação Farmacêutica Higienização das mãos Hygiènization des mains Hygienization of the hands 1ª EDIÇÃO Janeiro de p. 2 de 10k p. 3 de 10k Índice Introdução... 4 Campo de aplicação...

Leia mais

WORKSHOP SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SUA CERTIFICAÇÃO. Onde estão os Riscos?

WORKSHOP SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SUA CERTIFICAÇÃO. Onde estão os Riscos? WORKSHOP SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SUA CERTIFICAÇÃO Onde estão os Riscos? No Futuro... que pode ser duvidoso e nos forçar a mudanças... Nas Mudanças... que podem ser inúmeras e nos forçam a decisões...

Leia mais

V jornadas tecnológicas

V jornadas tecnológicas D O S S I E R D E A P R E S E N T A Ç Ã O pág. 2/6 V jornadas 19-21 Maio 2010 Viana do Castelo As Jornadas Tecnológicas são o maior evento de informação e formação no seio electrotécnico, e a prova disso

Leia mais

Curso de suporte Básico de Vida para Farmacêuticos

Curso de suporte Básico de Vida para Farmacêuticos Curso de suporte Básico de Vida para Farmacêuticos e Administração de Vacinas e Medicamentos Injectáveis em Farmácia Comunitária -Formação Inicial Conducente à Certificação A Portaria 1429/2007, de 2 de

Leia mais

Artigo Março 2005 AC05102LIS/ENG Engenharia Preventiva Inspecção Periódica de Edifícios Luís Viegas Mendonça João de Sousa Rodolfo 2005 SpyBuilding

Artigo Março 2005 AC05102LIS/ENG Engenharia Preventiva Inspecção Periódica de Edifícios Luís Viegas Mendonça João de Sousa Rodolfo 2005 SpyBuilding Artigo Março 2005 AC05102LIS/ENG Engenharia Preventiva Inspecção Periódica de Edifícios Luís Viegas Mendonça João de Sousa Rodolfo Engenharia Preventiva Inspecção Periódica de Edifícios Luís Viegas Mendonça*

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE A época de 2012/2013 terá um novo recurso para a Filiação e Inscrições em Provas para os Clubes, Equipas e Agentes Desportivos, tendo sido criada para o efeito uma nova Plataforma de Inscrições Online.

Leia mais

Regulamento dos Campos de Férias

Regulamento dos Campos de Férias Regulamento dos Campos de Férias Arraiolos, 2007 O presente regulamento dos campos de férias do Monte ACE, pretende definir os direitos, deveres e regras a observar por todas as pessoas que envolvem as

Leia mais

SEMINÁRIO DE CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO: Licitar, Dispensar ou Inexigir a licitação?

SEMINÁRIO DE CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO: Licitar, Dispensar ou Inexigir a licitação? SEMINÁRIO DE CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO: Licitar, Dispensar ou Inexigir a licitação? SEMINÁRIO DE CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO: Licitar, Dispensar

Leia mais

A propósito de um caso clínico

A propósito de um caso clínico A propósito de um caso clínico 30 Janeiro 2014 Serviço de Ortopedia A José Caldeira Interno Ortopedia Ricardo Rocha Interno Ortopedia Pedro Lemos - Assistente Graduado Ortopedia José Inácio Assistente

Leia mais

INSPECÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO PROGRAMA AFERIÇÃO

INSPECÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO PROGRAMA AFERIÇÃO INSPECÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO PROGRAMA AFERIÇÃO EFECTIVIDADE DA AUTO-AVALIAÇÃO DAS ESCOLAS PROJECTO ESSE Indicadores de qualidade I Introdução Baseado em investigação anterior e na recolha de informação

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria

MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objectivo Geral... 2 Objetivos Específicos... 2 Estrutura

Leia mais

Survey de Satisfação de Clientes 2009

Survey de Satisfação de Clientes 2009 Survey de Satisfação de Clientes Fevereiro de 2010 Índice 1. Sumário Executivo 4 2. Metodologia 6 3. Estratificação da Amostra 7 4. Classificação das pontuações 8 5. Apresentação de Resultados das Urgências

Leia mais

A estratégia nacional para a melhoria da higiene das mãos em 10 perguntas

A estratégia nacional para a melhoria da higiene das mãos em 10 perguntas A estratégia nacional para a melhoria da higiene das mãos em 10 perguntas Patrocinador do Programa Nacional de Prevenção e Controlo da Infecção Associada aos Cuidados de Saúde Índice 1. O que é a estratégia

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO. Av. Costa Pinto, nº 440 2750-329 Cascais Tel: 21 482 15 21 Email: achupeta@sapo.pt

REGULAMENTO INTERNO. Av. Costa Pinto, nº 440 2750-329 Cascais Tel: 21 482 15 21 Email: achupeta@sapo.pt REGULAMENTO INTERNO Av. Costa Pinto, nº 440 2750-329 Cascais Tel: 21 482 15 21 Email: achupeta@sapo.pt OBJECTIVOS DA CHUPETA "Proporcionar o atendimento individualizado da criança num clima de segurança

Leia mais

S.R. DA SOLIDARIEDADE SOCIAL, S.R. DA SAÚDE Portaria n.º 37/2015 de 31 de Março de 2015

S.R. DA SOLIDARIEDADE SOCIAL, S.R. DA SAÚDE Portaria n.º 37/2015 de 31 de Março de 2015 S.R. DA SOLIDARIEDADE SOCIAL, S.R. DA SAÚDE Portaria n.º 37/2015 de 31 de Março de 2015 O Decreto Legislativo Regional n.º 16/2008/A, de 12 de junho, que procedeu à criação da Rede de cuidados continuados

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE

GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE valor acrescentado para a sua carreira GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE 2ª edição Coordenação Científica: Prof. Doutor José Miguel Soares Direcção Executiva: Mestre Sérgio Sousa PÓS-GRADUAÇÃO 07/08 Pós-Graduação

Leia mais

GARANTIA LIMITADA DO FABRICANTE NOKIA PARA NOKIA COM WINDOWS PHONE

GARANTIA LIMITADA DO FABRICANTE NOKIA PARA NOKIA COM WINDOWS PHONE GARANTIA LIMITADA DO FABRICANTE NOKIA PARA NOKIA COM WINDOWS PHONE ATENÇÃO! Esta Garantia Limitada do Fabricante ( Garantia ) aplica-se apenas a produtos Nokia com o Windows Phone autênticos, vendidos

Leia mais

Plataforma móvel de trabalho em altura Manual de Instruções

Plataforma móvel de trabalho em altura Manual de Instruções Spot Picker V 0.1 Plataforma móvel de trabalho em altura Manual de Instruções SPOT JET Serviços de Manutenção Industrial, Lda Rua D. Luís de Noronha n.º 22, 4 Dto. 1050-072 Lisboa Portugal Tel. (+351)

Leia mais

C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS

C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS C A T Á L O G O D E P R O D U T O S FIXADORES EXTERNOS A CPMH A empresa CPMH foi fundada 2010 e está entre as empresas especializadas que oferecem pesquisa, desenvolvimento e fabricação de instrumental

Leia mais

Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto Emprega o Futuro

Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto Emprega o Futuro Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto Emprega o Futuro 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto(s) Emprega o Futuro Programa Escolhas 4ª Geração Promotor(es): ISU - Instituto de Solidariedade

Leia mais

15%* Desconto nas inscrições até 3 de Outubro *desconto não acumulável com outras ofertas em vigor. 1ª EDIÇÃO 23 de Outubro de 2012 SANA MALHOA HOTEL

15%* Desconto nas inscrições até 3 de Outubro *desconto não acumulável com outras ofertas em vigor. 1ª EDIÇÃO 23 de Outubro de 2012 SANA MALHOA HOTEL 1ª EDIÇÃO 23 de Outubro de 2012 SANA MALHOA HOTEL www.totaltraining.ife.pt 15%* Desconto nas inscrições até 3 de Outubro *desconto não acumulável com outras ofertas em vigor 4 Painéis de Debate 1 Atelier

Leia mais

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO INDICE 1 NOTA PRÉVIA 3 2 LINHAS DE ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA 4 3 PLANO DE FORMAÇÃO 4 4 FREQUÊNCIA DE ACÇÕES DE FORMAÇÃO 6

Leia mais

COLÉGIO DA TROFA GRIPE A PLANO DE CONTINGÊNCIA. Índice

COLÉGIO DA TROFA GRIPE A PLANO DE CONTINGÊNCIA. Índice COLÉGIO DA TROFA GRIPE A PLANO DE CONTINGÊNCIA Índice 1. Introdução 2. Objectivo 3. Âmbito de aplicação 4. Activação do plano 4.1. Cadeia de Gestão 4.2. Cadeia de Comando e Controlo 4.3. Actividades Essenciais

Leia mais

1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB MINISTÉRIO DA JUSTIÇA MJ CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO DE TUTORES EDITAL Nº 008/2013 CEAD-UNB, DE 25 DE JULHO DE 2013 A diretora

Leia mais

Direcção-Geral da Saúde Circular Normativa

Direcção-Geral da Saúde Circular Normativa Assunto: Medidas preventivas de comportamentos agressivos/violentos de doentes - contenção física Nº: 08/DSPSM/DSPCS DATA: 25/05/07 Para: Contacto na DGS: ARS, Hospitais do SNS, Serviços Locais e Regionais

Leia mais

Curso de Acupuntura nas Disfunções Musculoesqueléticas

Curso de Acupuntura nas Disfunções Musculoesqueléticas Curso de Acupuntura nas Disfunções Musculoesqueléticas Conteúdo Programático - Introdução aos conceitos da Medicina Tradicional Chinesa e Acupuntura; - Acupuntura como abordagem terapêutica na dor e patologia

Leia mais

Cursos de Doutoramento

Cursos de Doutoramento PROSPECTO FACULDADE DE ECONOMIA Cursos de Doutoramento CONTACTOS FACULDADE DE ECONOMIA Av. Julius Nyerere, Campus Universitário, 3453 Tel: +258 21 496301 Fax. +258 21 496301 1 MENSAGEM DO DIRECTOR Sejam

Leia mais

pós-graduação fiscalidade Janeiro.10 Dezembro.10

pós-graduação fiscalidade Janeiro.10 Dezembro.10 pós-graduação fiscalidade Janeiro.10 Dezembro.10 pós-graduação fiscalidade A Pós-Graduação em Fiscalidade destina-se a jovens juristas ou outros profissionais que pretendem iniciar ou progredir numa carreira

Leia mais

18-24 Novembro 2013. Programa de actividades

18-24 Novembro 2013. Programa de actividades 18-24 Novembro 2013 Programa de actividades CENTRO DE DIFUSÃO DE CIÊNCIA & TECNOLOGIA 2013 19Nov terça-feira LAB EXPERIENCE: TRANSFERÊNCIA DE ENERGIA NA COZINHA MOLECULAR Local de encontro: Datas: 19-11-2013

Leia mais

Técnicos Comerciais. CURSO Técnicas Fundamentais 1 para o Sucesso nas Vendas. Domine as etapas de um processo completo de uma Venda

Técnicos Comerciais. CURSO Técnicas Fundamentais 1 para o Sucesso nas Vendas. Domine as etapas de um processo completo de uma Venda Produzido e desenvolvido pelo Sociser empresa 100% Angolana, partner do iir Cursos para CURSO Técnicas Fundamentais 1 para o Sucesso nas Vendas Domine as etapas de um processo completo de uma Venda CURSO

Leia mais

QUADROS SUPERIORES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, DIRIGENTES E QUADROS SUPERIORES DE EMPRESA

QUADROS SUPERIORES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, DIRIGENTES E QUADROS SUPERIORES DE EMPRESA GRANDE GRUPO 1 QUADROS SUPERIORES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, DIRIGENTES E QUADROS SUPERIORES DE EMPRESA Os quadros superiores da administração pública, dirigentes e quadros superiores de empresa dão pareceres

Leia mais

MUNICÍPIO DE MELGAÇO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO E SERVIÇOS PRESTADOS NA «PORTA DE LAMAS DE MOURO» www.cm-melgaco.pt

MUNICÍPIO DE MELGAÇO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO E SERVIÇOS PRESTADOS NA «PORTA DE LAMAS DE MOURO» www.cm-melgaco.pt MUNICÍPIO DE MELGAÇO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO E SERVIÇOS PRESTADOS NA www.cm-melgaco.pt Índice PREÂMBULO... 3 Artigo 1º Leis Habilitantes... 3 Artigo 2º Competência... 3 Artigo 3º Âmbito de Aplicação...

Leia mais

VII Troféu Cidade Caldas da Rainha/I MEETING INTERNACIONAL DE NATAÇÃO MASTER Caldas da Rainha, Portugal 24 e 25 de Abril, 2010

VII Troféu Cidade Caldas da Rainha/I MEETING INTERNACIONAL DE NATAÇÃO MASTER Caldas da Rainha, Portugal 24 e 25 de Abril, 2010 A Secção de Natação dos PIMPÕES, com o apoio institucional da Câmara Municipal de Caldas da Rainha, com o apoio da Associação Distrital de Natação de Leiria e da Federação Portuguesa de Natação, têm o

Leia mais

Programa CAPES/UDELAR - Docentes

Programa CAPES/UDELAR - Docentes Programa CAPES/UDELAR - Docentes Processo Seletivo 2010 Edital DRI/CGCI No 028/09 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Fundação Pública, criada pela Lei no. 8.405, de

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE PARLAMENTO NACIONAL

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE PARLAMENTO NACIONAL REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE PARLAMENTO NACIONAL LEI N. o 10/2004 DE 24 DE NOVEMBRO LEI DO SISTEMA DE SAÚDE O funcionamento dum sistema de saúde harmónico e estruturado, que possibilite a efectivação

Leia mais

GRIPE A (H1N1) v. Planos de Contingência para Creches, Jardins-de-infância, Escolas e outros Estabelecimentos de Ensino

GRIPE A (H1N1) v. Planos de Contingência para Creches, Jardins-de-infância, Escolas e outros Estabelecimentos de Ensino GRIPE A (H1N1) v Planos de Contingência para Creches, Jardins-de-infância, Escolas e outros Estabelecimentos de Ensino Orientações para a sua elaboração Este documento contém: Metodologia de elaboração

Leia mais

defi departamento de física www.defi.isep.ipp.pt

defi departamento de física www.defi.isep.ipp.pt defi departamento de física Laboratórios de Física www.defi.isep.ipp.pt Condensador de Placas Paralelas Instituto Superior de Engenharia do Porto- Departamento de Física Rua Dr. António Bernardino de Almeida,

Leia mais

Curso de Prótese e Oclusão

Curso de Prótese e Oclusão Curso de Prótese e Oclusão Dr. Marc Obrecht - Director Científico 10 módulos no Porto com 1 dos módulos em parceria com ESORIB & New York University Início: 6 de dezembro de 2014 Durante os módulos são

Leia mais

MS/DATASUS 23/05/2012 10:23:44 E430000001

MS/DATASUS 23/05/2012 10:23:44 E430000001 23/05/2012 10:23:44 Gestor: - Secretaria Estadual da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul Página: 1 PASSO FUNDO COMPLEXIDADE: MEDIA COMPLEXIDADE FINANCIAMENTO: Fundo de Ações Estratégicas e TIPO FINANC:

Leia mais

Revista do Conselho Regional de Odontologia do Rio de Janeiro Ano XXX - nº 02- Fevereiro de 2013

Revista do Conselho Regional de Odontologia do Rio de Janeiro Ano XXX - nº 02- Fevereiro de 2013 Revista do Conselho Regional de Odontologia do Rio de Janeiro Ano XXX - nº 02- Fevereiro de 2013 10 CAPA Tire suas dúvidas so O avanço na profissão tem sido responsável pelo aprimoramento de técnicas para

Leia mais

Programa Avançado 2010 LISBOA Inicio a 26 Março 2010 PORTO Inicio a 26 Março 2010 LEIRIA Inicio a 26 Março 2010 A formação em Gestão de Projectos tem vindo a assumir uma importância cada vez maior em todo

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Eimattstrasse 3 Eimattstrasse 3 PRODUTO NÃO ESTÉRIL CE 0123

INSTRUÇÕES DE USO. Eimattstrasse 3 Eimattstrasse 3 PRODUTO NÃO ESTÉRIL CE 0123 INSTRUÇÕES DE USO Nome Técnico: Nome Comercial: Sistema para Fixação da Coluna Vertebral Sistema de Fixação Rígida de Placas Especiais para Coluna Tóraco Lombar Anterior Fabricante: Distribuidor: Synthes

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA À REDE DE CONSULTORES

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA À REDE DE CONSULTORES FORMULÁRIO DE CANDIDATURA À REDE DE CONSULTORES da empresa da pessoa de contacto Data: Detalhes de contacto País: Data de preenchimento: Telefone: Fax: e-mail: Caixa Postal: 1. CONSULTORES Os consultores

Leia mais

As inscrições são efectuadas directamente no Villa Pampilhosa Hotel pelos contactos:

As inscrições são efectuadas directamente no Villa Pampilhosa Hotel pelos contactos: INSCRIÇÕES As inscrições são efectuadas directamente no Villa Pampilhosa Hotel pelos contactos: Telef: 235 590 010 E-mail: reservas@villapampilhosahotel.com Visando uma maior versatilidade de modo a que

Leia mais

ce tec CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA CURSO DE EMPREENDEDORISMO

ce tec CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA CURSO DE EMPREENDEDORISMO ce tec CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA CURSO DE EMPREENDEDORISMO O CEITEC é uma organização juridicamente dependente da Maiêutica Cooperativa de Ensino Superior e, em termos científicopedagógicos,

Leia mais

(73) Titular(es): (72) Inventor(es): (74) Mandatário:

(73) Titular(es): (72) Inventor(es): (74) Mandatário: (11) Número de Publicação: PT 105575 (51) Classificação Internacional: A61F 5/449 (2006) (12) FASCÍCULO DE PATENTE DE INVENÇÃO (22) Data de pedido: 2011.03.21 (30) Prioridade(s): (43) Data de publicação

Leia mais

PROJETO DE REGULAMENTO DE VENDA E INSTALAÇÃO DO PARQUE EMPRESARIAL DE PROENÇA-A-NOVA

PROJETO DE REGULAMENTO DE VENDA E INSTALAÇÃO DO PARQUE EMPRESARIAL DE PROENÇA-A-NOVA PROJETO DE REGULAMENTO DE VENDA E INSTALAÇÃO DO PARQUE EMPRESARIAL DE PROENÇA-A-NOVA PREÂMBULO Considerando que ao Município de Proença-a-Nova é sócio único da empresa municipal Pepa Parque Empresarial

Leia mais

Implementação de JESSICA: os Fundos de Desenvolvimento Urbano e o papel do BEI

Implementação de JESSICA: os Fundos de Desenvolvimento Urbano e o papel do BEI JESSICA KICK-OFF MEETING PORTUGAL Lisboa, 18 de Fevereiro de 2008 Implementação de JESSICA: os Fundos de Desenvolvimento Urbano e o papel do BEI Mateu Turró, Director Associado Assessor especial JESSICA

Leia mais

plano de gestão de riscos de corrupção e infracções conexas

plano de gestão de riscos de corrupção e infracções conexas PORTUGUESE ACCREDITATION INSTITUTE Rua António Gião, 2-5º 2829-513 CAPARICA Portugal Tel +351.212 948 201 Fax +351.212 948 202 acredita@ipac.pt www.ipac.pt plano de gestão de riscos de corrupção e infracções

Leia mais