uma corrida de obstáculos.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "uma corrida de obstáculos."

Transcrição

1 mesa-redonda Disponibilidade das redes: uma corrida de obstáculos. Todo profissional de TI sabe que o bom andamento dos negócios, sobretudo nos bancos, seguradoras e corretoras, depende, fundamentalmente, de plataforma tecnológica colaborativa, móvel e segura. Qualquer problema na rede de computadores, portanto, interfere, direta e negativamente, no desempenho do sistema e até na sobrevivência do negócio. Mas como manter a disponibilidade? Com certeza, investindo pesado na monitoração dos sistemas, que precisam dispor de agilidade suficiente para responder às situações de crise, se elas vierem. Mas, acima de tudo, inteligência para identificar e impedir que problemas aconteçam. É o que se conclui desta mesa-redonda, coordenada pelo jornalista Wilson Moherdaui, diretor editorial do Informática Hoje. Participaram: André Luiz Silva, gerente de TI da Walpires; Antonio Everardo Nunes da Silva, gerente de segurança do Banco Industrial e Comercial; Antonio Mariano de Alencar Pereira, superintendente de segurança da Liberty Seguros; Fátima Vicente, superintendente de operações de TI da Vale Refeição; Fernando Augusto Martins, gerente de TI do Banco Cacique; Gilberto Rodrigues, gerente de TI do Banco Rendimento; José Carlos da Silva Ferreira, gerente de infraestrutura do Banco Alfa; Marcelo Prauchner Duarte, gerente de TI do Banco Carrefour; e Waldemar Ruggiero Jr., gerente de processamento e comunicação de dados do Bradesco. Informática Hoje Vocês se sentem confortáveis no exercício do controle de todos os elementos da rede? Marcelo O Banco Carrefour, de varejo, se destina a atender os clientes de todas as empresas do Grupo Carrefour, oferecendo crédito, cartão de crédito, seguros e operação por intermédio de correspondentes bancários. No nosso negócio, a rede é fundamental. Hoje, não há como uma instituição financeira trabalhar, se não contar com uma rede de alta disponibilidade. E disponibilidade requer controle eficaz, a partir de uma escala de prioridades daquilo que de fato é importante. Porque, se depender do usuário, tudo será prioritário. O desafio é, justamente, definir o que é crítico para o negócio. Depois, é essencial que se faça cumprir a política definida. Rede é, portanto, prioridade e fluxo. IH E quem faz essa gestão de prioridades? Marcelo Um comitê de projetos, com gente de TI e usuários, acionado cada vez que se lança um projeto. Nós somos, na verdade, gestores da disponibilidade da tecnologia utilizada pelo banco, uma espécie de zeladores do conjunto de tecnologias disponíveis e, nisso, temos de trabalhar em parceria com todas as demais áreas. É fundamental entender, sempre, que não existe TI por TI. A TI é um parceiro de negócios. Todos os projetos, assim, têm o próprio controle de custos e a promessa de resultado para a companhia. Promessa que se cobra e se mede. No Banco Carrefour, nós praticamos isso com sucesso. A questão é que os fornecedores de redes públicas, as redes WAN, ainda não nos permitem contratar e pagar serviços de acordo com a demanda. Assim, para não correr riscos, dimensionamos a rede de acordo com as necessidades em situações de pico. Afinal, muitas vezes, você vai ter de oferecer mais disponibilidade e o sistema tem de prever isso, tem de ser flexível, até porque não é sempre que, diante de uma emergência, dá para contratar novo link em poucas horas. IH Certamente, para montar esse modelo teórico, você aprendeu na prática, à custa dos próprios erros ou da observação dos erros alheios, não é? Marcelo Acidentes de percurso acontecem com todos. Quando você estima alguma coisa, você parte de uma situação de hipótese, que pode ou não se confirmar... Se você erra no dimensionamento e contrata mais do que precisa, tem problema, não de performance, mas de gestão financeira. IH Mas, para garantir certo sossego, a solução é superdimensionar contratações? Marcelo Não creio. O que acontece é que, muitas vezes, as áreas de TI não gerenciam adequadamente a operação. Não basta contratar, colocar no ar e dizer fiz minha parte. Você tem de ter uma gestão eficaz. O que não deu certo? Eu acho que não dá certo muitas vezes quando você contrata a mesma operadora, por exemplo, com redundância plena. Em geral, logo depois, você vê que, na prática, o modelo não funciona bem. O ideal é manter, nos pontos Nós somos uma espécie de zeladores do conjunto de tecnologias disponíveis e, nisso, temos de trabalhar em parceria com todas as demais áreas. Marcelo, do Banco Carrefour fotos hamiltom penna IH

2 patrocínio AAatalho A oferta da disponibilidade e da agilidade no atendimento ao usuário, ao mesmo temo em que é uma exigência do negócio, implica alto risco à segurança das informações e das transações algo ainda mais grave quando se trata de empresas do setor financeiro. Ter o controle das redes é um desafio ainda maior quando se levam em conta os serviços deficientes prestados pelas opeadoras de telecomunicações. críticos, um contingenciamento efetivo, com operadoras diferentes. Gilberto O Grupo Rendimento inclui duas corretoras, a Cotação e a Action, e é especializado em operações de câmbio, atacado e turismo. Hoje, são 40 lojas de rua e 15 filiais. No começo de 2010, compramos o Banco Concórdia, que vai começar a oferecer crédito à cadeia produtiva. Meu desafio, como o de todos, é garantir disponibilidade: afinal, as lojas têm peso de agências bancárias e nós as tratamos como tal. Controle de acesso e controle de uso é outra complicação. O turnover é grande, os controles têm de ser flexíveis, para que haja agilidade. Finalmente, também preciso contratar serviços que respondam a todas essas necessidades, mas a custos que o negócio possa absorver. IIH O perfil do usuário interno do Grupo Rendimento é muito variado? Gilberto Infelizmente, sim. Quem trabalha no banco usa mais as aplicações core, do tipo conta-corrente, cadastro e sistema de câmbio. Quem trabalha nas corretoras utiliza aplicativos de apoio a vendas, ligado diretamente às lojas e, em geral, tenta se munir de todos os mecanismos possíveis para fazer a venda. Ele quer iphone, ipad, MSN, Skype, Facebook, Twitter, tudo isso. E tudo é permitido, enquanto ferramenta de venda. Acomodar tudo isso dentro da rede e fazer gestão e controle adequados, para ter disponibilidade, é o desafio. IH Como você estabelece os limites? Gilberto Confesso que a solução que nós utuilizamos é apenas parcialmente eficaz. Mas todo acesso à rede por um dispositivo qualquer é controlado por sistema de autenticação. O MSN é corporativo, o que me facilita o controle. O Skype é muito pouco utilizado: não libero para todo mundo; apenas para parte da mesa de operações, porque sai mais barato. Mas o uso de celular, fora do ambiente interno da rede, ainda não se consegue controlar. IIH E as redes sociais? Gilberto Não há como controlar redes sociais. A essência delas é a anarquia. O máximo que se pode fazer é saber o que acontece quem usa e como usa. Mas, no médio prazo, acredito que a cultura vai ter de mudar definitivamente: as empresas vão ter de aprender a trabalhar com esse tipo de risco. IH O grupo investe em treinamento desse pessoal tão diversificado para uso das redes? Gilberto Nós treinamos as pessoas para usar o sistema com base nas políticas de segurança da informação. Nesse sentido, há dois processos: um no RH, no momento da contratação, com apresentação da política ao novo funcionário, e, anualmente, dentro da ação política de segurança dirigida aos colaboradores em geral. José Carlos O Banco Alfa é um conglomerado financeiro, que incorpora banco múltiplo, banco comercial, banco de investimento, financeira, empresa de arrendamento mercantil, seguradora e corretora. Fora isso, temos uma extensa variedade de empresas. Minha atuação se restringe às operações de infraestrutura do conglomerado financeiro. Lá, sou responsável pela parte de telecom, infraestrutura de rede, operações e service desk. O desafio é que se trata de empresas que operam em áreas diferentes, mas que precisam, todas, da mais alta disponibilidade de O que mais compromete a agilidade do atendimento é não saber direito o que eu estou liberando, não ter controle absoluto da infraestrutura, por falta de padronização. José Carlos, do Banco Alfa rede. Com as operadoras que temos, prover 100% de disponibilidade e agilidade no atendimento aos usuários não é fácil. Mas a coisa se complica ainda mais quando se tem de garantir 100% de segurança. Aliás, hoje, segurança e agilidade talvez sejam tão ou mais importantes do que disponibilidade. Mas não é só isso. É preciso ter agilidade o bastante para atender demandas. Hoje, quando se fecha um grande contrato de financiamento de consignação, de um dia para outro tenho de ter pronto o sistema que vai atender a empresa. Um dos grandes projetos foi a concessão de netbooks à equipe de vendas. Isso nos obrigou a desenvolver uma ferramenta que torna o suporte viável, fácil e rápido remotamente. Tudo com controle de acesso gerenciado. IH O que mais compromete a agilidade no atendimento aos usuários? José Carlos Não saber direito o que u estou liberando, não ter controle absoluto da infraestrutura, por falta de padronização. Nós Não há como controlar redes sociais. A essência delas é a anarquia. O máximo que se pode fazer é saber o que acontece quem usa e como usa. Gilberto, do Banco Rendimento compartilhamos o acesso à Internet, mas os sites importantes para o negócio têm prioridade de uso, em relação aos demais. Para funcionar 100%, seria preciso que o usuário soubesse que a banda larga na casa dele, onde ele opera sozinho, é diferente daquela que atende a corporação inteira. Sem essa consciência, comprometem-se os níveis de disponibilidade e de segurança. Na tentativa de criar cultura, nos treinamentos de rotina, estamos acrescentando informações acerca de contingência, risco, IH

3 mesa-redonda AA fotos hamiltom penna No Bradesco, pode-se dizer que, hoje, a TI não faz absolutamente nada sem ouvir a área de negócio, que tem poder de veto. Waldemar, do Bradesco fraudes e lavagem de dinheiro, tudo isso num único pacote para dar ao colaborador visão ampla da realidade. Waldemar O Bradesco, com suas agências, 22 milhões de correntistas, ATMs, Internet Banking e acessos pelos canais mais variados, está presente em cidades brasileiras. São de 5 a 6 milhões de pessoas passando pelas agências por dia. A todo instante, registra-se variação no nível de utilização dos recursos de rede. A monitoração de capacidade é ininterrupta. Aliás, o processo de capacidade tem de estar muito bem estabelecido, se quisermos atender, plenamente, os usuários interno e externo. É fácil imaginar o grau de importância de uma rede de alta disponibilidade. IH Você consegue dormir tranquilo? Waldemar Não. Imagine: a superintendência executiva da área de TI, pela qual respondo, é responsável pelo processamento, comunicação de dados e operação dos sistemas do banco. Nós usamos todo tipo de equipamento, das mais diversas marcas e procedências, além de mobilizar, na infraestrutura, todas as operadoras de telecomunicações. O grande desafio, sem dúvida, é prover disponibilidade com segurança, desde o mainframe até a agência mais remota, lá no Acre. É preciso ter, ainda, muito rigor nos processos, nos quais, ainda, hoje, nós trabalhamos. Já obtivemos as chancelas de certificação ISO e agora caminhamos para a certificação ISO , que contempla todos os processos de segurança, comunicação de dados e processamento de dados. IH Quais são os pontos nevrálgicos? Waldemar Fala-se muito dos problemas causados pelas operadoras. Mas é preciso dizer que os fabricantes de equipamentos também têm sua parcela de culpa nas situações de indisponibilidade. De que forma? Nas eternas atualizações de hardware e software. Eles sempre têm versão nova de IOS para colocar no roteador. Isso, quando se trabalha com 60 mil switches e roteadores, é um problema: há sempre um roteador desatualizado... Alguns, com certeza, tratam mal o cliente antigo, justamente aquele que sempre compra, que está sempre ali... IH E o atendimento, nesse quadro de alta demanda e dificuldades operacionais? Waldemar De acerto modo, até que temos uma relação extremamente boa com os usuários finais. É bastante boa, também, a integração da TI com as áreas de negócios. No Bradesco, pode-se dizer que, hoje, a TI não faz absolutamente nada sem ouvir a área de negócio, que tem poder de veto. IH O que você destacaria como o ponto mais importante em relação à rede? Waldemar O aumento da velocidade do backbone que liga os principais pontos do banco. Acho que é a quarta ou quinta vez nos últimos 20 anos que a gente faz um aumento substancial da velocidade, o que também se tornou necessário ante a necessidade de mudança do datacenter: foi preciso prover uma rede de altíssima velocidade dentro da própria Cidade de Deus (em Osasco, SP, onde fica a sede do Bradesco). A operação, extremamente delicada, nos obrigou a mudar os mainframes de lugar e se processou mediante testes rigorosos de disponibilidade, desempenho e segurança. Fernando O Banco Cacique era um banco nacional até 2007, quando foi comprado pelo francês Societé Generale. Nós temos, portanto, um chefe do outro lado do Atlântico. No Brasil, nós temos outras empresas do Grupo Societé Generale, a própria Societé Generale Brasil e o Banco Pecúnia, que inclui a financeira Credial, em processo de incorporação, pelo conglomerado do Banco Cacique. O Banco Cacique é um banco de crédito ao consumidor, o que desloca nossa preocupação para a ponta o cliente. Nós temos de atender o cliente de maneira rápida, quando ele se senta diante do operador para solicitar crédito, empréstimo pessoal. Mas outra demanda de agilidade parte do setor de cartões, que precisa se destacar pelo atendimento bom e rápido. IH Como se gerencia tudo isso, considerando, inclusive, a cultura francesa e o fato de o banco ter virado S.A., portanto sujeito a órgãos regulatórios e política de governança mais rígidos também aqui do Brasil? Fernando Desde 2007, temos uma área de segurança da informação, que cuida de tudo que diz respeito ao conceito, desde a elaboração das cartilhas educativas dirigidas a usuários. Recentemente, classificamos o acervo das informações interna, restrita, secreta, de distribuição limitada e tudo o mais. Esse material é passado para os funcionários que trabalham dentro das instalações do banco e para os que estão nas lojas, os brokers. Essa complexidade estrutural torna o controle mais difícil, porque ele precisa estender-se, inclusive, a pessoas que estão fora da área de visão da TI. IH O que o impede, hoje, de exercer controle total do sistema de rede? Fernando Nós ainda estamos em plena mudança e todas as queixas vêm dos transtornos naturais que ela traz. Mas, antes, a maior queixa era quanto às limitações de infraestrutura interna, por conta até mesmo da falta de especialização do banco. Hoje, A complexidade estrutural torna o controle mais difícil, porque ele precisa estender-se, inclusive, a pessoas que estão fora da área de visão da TI. Fernando, do Banco Cacique IH

4 patrocínio estamos finalizando o processo de terceirização do helpdesk. Agora, as queixas são outras, porque estamos numa fase de setup com o fornecedor. Mas vale a pena o esforço, porque a mudança vai trazer maior qualidade e economia de custos IH Concretamente, quem é que faz o gerenciamento do ciclo de vida dos equipamentos da rede? Fernando Quem cuida disso é uma equipe no banco, funcionários de TI de diferentes áreas de especialização telecom, infraestrutura, servidores, Quando se fala em segurança de rede, o problema maior, realmente, ainda são as pessoas. Everardo, do BIC Banco Internet e service desk. Todos liderados por coordenadores. O dimensionamento quem faz é um comitê estratégico. IH E o problema a que o Waldemar se referiu a falta de configuração dos roteadores? Fernando Ontem, por exemplo, alguém entendeu que, se instalasse o Internet Explorer 8, a performance seria melhor. Só que essa versão não está homologada para todas as aplicações. Logo, o usuário até pode obter melhora de desempenho. Mas não pode sair trocando o Internet Explorer somente porque alguém recomendou... Nós temos de viver ligados, atentos. IH E quem faz essa vigilância? Fernando Nesse caso, foi o service desk que sinalizou. Mas não deveria. O que acontece é que a rede é capilarizada e, em alguns locais, o antigo sistema de senhas dá poderes de administrador à região. Resultado: o cara, numa agência Cacique lá do Ceará, por exemplo, pode instalar o que quiser... Qual é a saída? Vigiar e rezar! Everardo Lá no BIC, a área de segurança, da qual sou gerente, já nasceu apartada da área de TI. Mas, por incrível que pareça, neste cinco anos, nunca interagi tanto com as pessoas. Segurança é um trinômio: tecnologia, processos e pessoas. Mas a gente vê que, quando se fala em segurança de rede, o problema maior, realmente, ainda são as pessoas. Você pode ter a melhor tecnologia, pode ter o melhor processo, mas quem usa a tecnologia e quem executa os processos são as pessoas. Aprendi a olhar e a avaliar desse modo talvez porque tenha sido da área de RH, usuária pesada de TI. E continuo, porque, afinal, estou fora da área de TI e sei o quanto é difícil a missão da TI. Quanto ao BIC, atua no mercado de middle market e tem como principal característica a agilidade com que consegue liberar crédito. Logo, alta disponibilidade é fator crítico. Mas também é fundamental proteger os dados dos nossos clientes. No meio disso, existe o funcionário com um celular 3G, acessando uma rede social... Como gerenciar o sistema, as pessoas, para evitar problemas? Como é que você pode impedir que as pessoas publiquem alguma coisa indevida na rede social? O problema é que, hoje, a nossa rede é tudo. O próprio funcionário, às vezes, por falta de conscientização, pode entrar num fórum de discussão para resolver problema da empresa, e, assim, até resolver o problema... e criar outro maior. Assim, desenvolvemos intenso trabalho de conscientização: as pessoas são sempre o elo mais fraco. André A Walpires é uma corretora tradicional, que está no mercado há quase 50 anos e que sofreu transformação, porque no mercado Bovespa/ BM&F, dez anos atrás, existia a figura do operador de pregão. O cliente ligava para a corretora e fazia uma oferta. Agora temos o homebroker e as plataformas eletrônicas. Nosso canal de comunicação com o cliente ficou mais direto e mais dinâmico. Mas isso só nos obriga a prover a mais alta disponibilidade. E, quando falo obrigação, é obrigação mesmo! Se o cliente não consegue fazer a oferta de compra e venda de determinado papel, a responsabilidade é toda nossa. Nós somos auditados constantemente, quanto à disponibilidade. A nossa missão é exatamente formar novos poupadores, novos investidores. Cada funcionário traz no próprio DNA a responsabilidade de passar a informação corretamente. Todos têm de ter a consciência das práticas de mercado e das políticas de informação, porque toda comunicação com o cliente é gravada, seja via MSN, Skype, telefone, etc. Não importa se você trata com três ou quatro operadoras de telecomunicações: cuide do seu contrato de SLA. Negocie! As operadoras podem oferecer 99,9% de disponibilidade, mas ficar cinco minutos parado num único dia já basta para arranhar a minha imagem. O que fazer para corrigir isso? Que tal dividir o risco? Waldemar Na verdade, não é tanto o SLA em si, mas se trata do avanço, da atualização da tecnologia, que é muito rápida. Mesmo que você acerte com o fornecedor que ele será responsável pela atualização da tecnologia, demora até que esse processo termine. E, aí, você fica descoberto. Não importa se você trata com três ou quatro operadoras de telecomunicações: cuide do seu contrato de SLA. Negocie! André, da Walpires IH É impossível controlar uma missão crítica... Waldemar No fundo, você come o boi em bife, divide os níveis principais, onde você precisa de SLA muito rigoroso nos sistemas centrais, onde você tem os técnicos presentes para atender, você exige a presença até pessoal de um técnico. Por exemplo, alguns técnicos do fornecedor que nos atendem nos sistemas centrais estão há 20 anos conosco, não saem de lá de dentro. Nós não temos tempo para treinar ninguém para fazer aquele tipo de serviço. E, de novo, entra a questão IH

5 patrocínio mesa-redonda AA fotos hamiltom penna A maior carência é de ferramentas capazes de integrar a monitoração da aplicação com a monitoração dos dispositivos de rede. Mariano, da Liberty Seguros das operadoras: instalar uma linha de comunicação de outra operadora no interior de São Paulo leva tempo. Imagine no interior de Rondônia! Mariano Na Liberty Seguros, cuido desde a produção, suporte a servidores e desktop, até o helpdesk, passando pela área de telecom. Nós temos, é claro, um ambiente muito mais complexo do que aquele de dez anos atrás. De repente, vieram os computadores pessoais para dentro das empresas. Agora, são pelo menos de dois a três dispositivos por pessoa: notebooks, smartphones, ipads... As pessoas não plugam, necessariamente, tudo isso na rede. Mas é preciso fornecer tudo isso, por exemplo, ao corretor, trabalhando lá na ponta. Para facilitar as operações de negócios, fornecemos tudo isso e não há como recuar, a menos que se queira ficar atrás da concorrência em termos de mobilidade. Para nós, mobilidade é fator crítico: a rede de filiais integra 75 pontos e a ideia é que o pessoal não fique mais nas filiais, é de que esteja na rua. O smartphone é uma ferramenta de trabalho essencial para essa força de venda. Na Liberty, existe um grupo de colaboradores que congrega pessoas e mais terceiros uma comunidade atendida pela nossa área de infraestrutura. Os dispositivos são cerca de 2.600, todos gerenciados. IH Você tem carência de alguma solução capaz de ajudá-lo a controlar melhor tudo isso? Mariano A maior carência é de ferramentas capazes de integrar a monitoração da aplicação com a monitoração dos dispositivos de rede, determinar claramente onde está o gargalo e assim por diante. Quando você tenta implantar uma ferramenta dessas, ela acaba gerando problemas e você tem que tirá-la da rede, sob pena de congelar o sistema. IH Como você faz o controle da rede? Mariano Nós temos uma equipe responsável pela monitoração e controle dos servidores, principais componentes monitoráveis rede, disco, CPU, memória, o tradicional. Algumas aplicações também são monitoradas. Outra equipe controla e gerencia a rede, usando outra ferramenta. Existe, ainda, o grupo que controla o storage, a nossa SAN. Cada grupo atua dentro do próprio território, devidamente demarcado. André Eu achei interessante a decisão de virtualizar. Isso trouxe a vantagem de poder controlar mais facilmente, não é? Mariano A nossa decisão pela virtualização se deveu ao VMware, o virtual center, a virtualização de forma bastante integrada. Toda e qualquer máquina virtual está dentro do storage primeiramente. O servidor físico é uma caixa meio vazia, como em todo processo de virtualização. Assim, consigo transferir rapidamente qualquer servidor virtual de qualquer máquina e o virtual center, que é uma ferramenta do próprio VMware, facilita muito esse processo. Mas a monitoração do servidor virtual é feita através de uma ferramenta. Eu trato o ambiente de servidores como se fosse uma coisa só, como se fossem todos os servidores físicos. Toda vez que tem alguma utilização excessiva de determinada CPU, você tem de saber tratar, resolver o problema. Fátima O Grupo VR é um banco de varejo, banco de investimentos, e, agora, também está atuando na incorporação e construção civil. Eu cuido de tudo aquilo que diz respeito a captura a conectividade com os terminais e operação de todos os sistemas. Na VR, já enfrentei vários desafios. Quando cheguei, chegou comigo a onda do outsourcing, pela qual fizemos a migração do processamento do Grupo VR e da Smart.net para dois datacenters diferentes. Nós fizemos outsourcing total: queríamos tempo para pensar o negócio. O que aconteceu? Um dia, a gente perdeu uma base de dados crítica num dos datacenters e levou 46 horas para recuperar: foram 46 horas de indisponibilidade. A VR estava em outro datacenter e a gente percebeu que o outsourcing total realmente não era conveniente, porque jamais vai entender 100% o core do negócio. Então fizemos a primeira readequação do contrato: um dos datacenters, aquele que perdeu toda a base, virou colocation e o outro passou a operar na gestão, até a camada de sistema operacional. A gestão das aplicações ficou conosco. Há dois anos, a VR vendeu a carteira de clientes dela para outra empresa e, precisamos readequar a infraestrutura. No meio do processo, o datacenter que já perdera uma base de dados pegou fogo... São muitas emoções... Mas a gente também aprende com os erros. Hoje, internalizamos a operação, fizemos a migração para um datacenter terceirizado, com operação em São Paulo e Rio. Em São Paulo fica todo o ambiente produtivo, enquanto no Rio de Janeiro estão os ambientes de desenvolvimento, testes integrados e homologações, além do site de contingência. Isso tem dado muito certo. Mariano Qual é a mágica? Fátima Ainda não encontramos a fórmula definitiva. O que sabemos é que o problema maior é de conectividade. Operadoras! Alguém conhece uma ferramenta que nos dê uma visão consolidada do sistema? Waldemar Eu acho que não existe. Mas você tem a faca, o canivete, o revólver e todo tipo de arma. Você tem de aprender a usar a correta em cada momento, em cada situação. O que a gente tem A gente percebeu que o outsourcing total realmente não era conveniente, porque jamais vai entender 100% o core do negócio. Fátima, da Vale Refeição IH

6 feito, e ajuda muito, é criar um padrão visual para os monitores que fazem a primeira triagem do que está acontecendo, com base histórica. Então, na segunda-feira, 10 horas da manhã, qual é o padrão visual de determinada transação, de determinado serviço? Qual é a assinatura do link de comunicação nesse horário e assim por diante? José Carlos Não tem jeito: a complexidade do ambiente de rede é cada vez maior. Há interdependência de todos os itens de infraestrutura. Um está vendo um sistema de financiamento, mas o outro está vendo um sistema de risco corporativo. Por isso, fica cada vez mais inviável conseguir uma única ferramenta de controle. Fátima Nós fazemos a monitoração por perfil dos ambientes mais ou menos críticos. E nós sabemos bem o que acontece. Mas a continuidade é algo muito complicado, porque são muitas ferramentas. Você é obrigada a usar várias ferramentas, uma série de soluções, e que têm que estar 100% aderentes ao negócio. Outro desafio é acertar o investimento onde deve ser feito. A gente já chegou à conclusão de que, encontrando e conseguindo o resultado que a gente espera, vai pegar só os SLAs mais críticos é ali que a gente vai trabalhar com maior tranquilidade. Waldemar O que se deve levar em conta é a importância da base de dados, da configuração do sistema e a interligação dele. A gente agiu assim no caso do Bradesco Financiamentos, criando lá uma estrutura de configuração que provê o detalhamento completo do serviço fim a fim, desde a máquina de ar-condicionado, que, afinal, precisa estar funcionando 100%, até o módulo de aplicação mais importante. Também considero relevante o investimento nas equipes de monitoração e de operação, para que conheçam a questão tecnológica e a questão do negócio. IH Esse talvez seja o pulo do gato, para todo mundo: o mapeamento, que promove a aproximação das duas áreas. Waldemar E o conhecimento do que está acontecendo, nos mais mínimos detalhes, não só no que se refere à técnica. É preciso saber qual é o momento em que aquilo é mais importante ou menos importante. IH

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Questionário básico de Segurança da Informação com o objetivo de ser um primeiro instrumento para você avaliar, em nível gerencial, a efetividade

Leia mais

oftware Totvs, Linx e Crivo foram os Destaques do Ano entre as empresas desenvolvedoras de software de grande, médio e pequeno portes, de acordo com

oftware Totvs, Linx e Crivo foram os Destaques do Ano entre as empresas desenvolvedoras de software de grande, médio e pequeno portes, de acordo com 73 oftware Totvs, Linx e Crivo foram os Destaques do Ano entre as empresas desenvolvedoras de software de grande, médio e pequeno portes, de acordo com os dados de balanço analisados pela equipe do Anuário

Leia mais

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV DATA CENTER VIRTUAL - DCV Em entrevista, Pietro Delai, Gerente de Pesquisa e Consultoria da IDC Brasil relata os principais avanços

Leia mais

Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI

Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI Você pode aguardar o número de bilhetes de defeitos e o tempo para encerrar o bilhete e declinar à medida que a tecnologia de

Leia mais

Nori Lermen Quer Revolução no ATM

Nori Lermen Quer Revolução no ATM Nori Lermen Quer Revolução no ATM Em entrevista exclusiva à Relatório Bancário, o novo presidente da ATP, Nori Lermen, revelou as intenções da empresa brasiliense em ir além do fornecimento de serviços

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA

DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA ÍNDICE INTRODUÇÃO O QUE É PAGAMENTO MÓVEL CONCLUSÃO PG. 3 PG. 4 PG. 6 PG. 17 INTRODUÇÃO Os meios de pagamento eletrônico estão cada vez mais fortes no Brasil.

Leia mais

UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING)

UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING) UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING) Thiago Batista de Oliveira¹, Júlio César Pereira¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil thiagoolyveira@gmail.com,juliocesarp@unipar.br

Leia mais

CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves

CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves TI CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves Fuini Pergunta 3: o que a TI abrange e como ela é

Leia mais

Como conversar com possíveis iniciadas

Como conversar com possíveis iniciadas Como conversar com possíveis iniciadas Convidar outras mulheres a tornarem-se consultoras é uma atividade chave para quem quer tornar-se diretora. Aprenda como fazer a entrevista de iniciação, ou seja:

Leia mais

Outsourcing de TI Field Service

Outsourcing de TI Field Service Outsourcing de TI Field Service Metodologia de Solução As soluções ofertadas pela IT2B são desenvolvidas em compliance com as melhores práticas e metodologias de mercado, visando sempre o sucesso da operação

Leia mais

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Virtualização Microsoft: Data Center a Estação de Trabalho Estudo de Caso de Solução para Cliente Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Visão

Leia mais

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT A importância da inovação em fornecedores de sistemas, serviços e soluções para criar ofertas holísticas Julho de 2014 Adaptado de Suporte a ambientes de datacenter: aplicando

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO.

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. OneIT A gente trabalha para o seu crescimento. Rua Bento Barbosa, n 155, Chácara Santo

Leia mais

Agregando valor com Business Service Innovation

Agregando valor com Business Service Innovation Agregando valor com Business Service Innovation A TI é enorme. Existem tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

Data Center e Cloud Application Delivery Segurança. CASE DE SUCESSO Rede PagFácil atinge volume de 9 milhões de transações

Data Center e Cloud Application Delivery Segurança. CASE DE SUCESSO Rede PagFácil atinge volume de 9 milhões de transações CASE DE SUCESSO Rede PagFácil atinge volume de 9 milhões de transações Rede PagFácil atinge volume de 9 milhões de transações Rede PagFácil atinge volume de 9 milhões de transações com ajuda de solução

Leia mais

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de T.I Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Information Technology Infrastructure Library ITIL ITIL é um acrônimo de Information Technology Infraestruture Library. Criado em

Leia mais

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social Não há dúvidas de que as tecnologias sociais têm um impacto substancial no modo como as empresas funcionam atualmente.

Leia mais

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios fornecendo valor com inovações de serviços de negócios A TI é grande. Tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

APTRA PASSPORT DA NCR. Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos

APTRA PASSPORT DA NCR. Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos APTRA PASSPORT DA NCR Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos Uma maneira melhor para os seus clientes depositarem cheques Bancos e instituições financeiras continuam a enfrentar os desafios

Leia mais

NO NEGÓCIO SAC TEXTO DE JULIANA KLEIN

NO NEGÓCIO SAC TEXTO DE JULIANA KLEIN NO NEGÓCIO SAC TEXTO DE JULIANA KLEIN 50 A ALMA DO NEGÓCIO Serviço de SAC eficiente é o que todos os clientes esperam e é no que todas as empresas deveriam investir. Especialistas afirmam: essa deve ser

Leia mais

A sociedade conectada: smartphone e tablet banking

A sociedade conectada: smartphone e tablet banking Perspectivas, impactos e desafios Nilton Omura (nilton.omura@br.ey.com) Abril, 2012 As condições estruturais para viabilizar a massificação de smartphones e tablets no Brasil estão criadas, e irão transformar

Leia mais

CASO DE SUCESSO MICROWARE

CASO DE SUCESSO MICROWARE CASO DE SUCESSO MICROWARE CLIENTE: Ortobom SEGMENTO: Indústria MAIOR INTEGRAÇÃO E FLUXO DE DADOS GARANTE RESULTADOS ÁREA DE ATUAÇÃO: Datacenter DEMANDA: A empresa buscava maior comunicação e integração

Leia mais

PORTFÓLIO www.imatec.com.br

PORTFÓLIO www.imatec.com.br História A IMATEC foi estabelecida em 1993 com o objetivo de atuar nos segmentos de microfilmagem, digitalização e guarda de documentos e informações, hoje conta com 300 colaboradores, têm em seu quadro,

Leia mais

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Obtenha soluções em nuvem comprovadas para as suas prioridades mais urgentes Destaques da solução Saiba sobre os benefícios mais comuns de implementações

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Por que Windows Server 2012 R2? O que é um servidor? Mais do que um computador que gerencia programas ou sistemas de uma empresa, o papel de um servidor é fazer com

Leia mais

a identidade como o novo perímetro: adotando a nuvem, a plataforma móvel e a mídia social com segurança agility made possible

a identidade como o novo perímetro: adotando a nuvem, a plataforma móvel e a mídia social com segurança agility made possible a identidade como o novo perímetro: adotando a nuvem, a plataforma móvel e a mídia social com segurança agility made possible A transformação da TI e as identidades em evolução Diversas tendências da tecnologia,

Leia mais

CASO DE SUCESSO. Processando Grandes Metas. A Microware atendeu nossas expectativas MICROWARE

CASO DE SUCESSO. Processando Grandes Metas. A Microware atendeu nossas expectativas MICROWARE CASO DE SUCESSO MICROWARE CLIENTE: FD DO BRASIL PROCESSAMENTO DE DADOS - FIRST DATA SEGMENTO: Tecnologia da Informação e Telecomunicação. Processando Grandes Metas Para tornar o Brasil um de seus destinos

Leia mais

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções.

Estratégias para aumentar a rentabilidade. Indicadores importantes. Controle a produção. Reduza filas. Trabalhe com promoções. Uma publicação: Estratégias para aumentar a rentabilidade 04 Indicadores importantes 06 Controle a produção 08 Reduza filas 09 Trabalhe com promoções 10 Conclusões 11 Introdução Dinheiro em caixa. Em qualquer

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Quatro tendências críticas em TI para a continuidade dos negócios

Quatro tendências críticas em TI para a continuidade dos negócios Quatro tendências críticas em TI para a continuidade dos negócios Em TI, o fracasso não é uma opção. Não surpreendentemente, as organizações tornaram uma prioridade alta desenvolver e implementar planos

Leia mais

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE SUMÁRIO O que é gestão de estoque...3 Primeiros passos para uma gestão de estoque eficiente...7 Como montar um estoque...12 Otimize a gestão do seu estoque...16

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia da Informação A TI de antes (ou simplesmente informática ),

Leia mais

redes, infraestrutura e telecom

redes, infraestrutura e telecom redes, infraestrutura e telecom Integração de soluções, projetos, implementação e manutenção de redes, infraestrutura de TI e telecom para empresas de grande e médio portes. SERVIÇOS redes, infraestrutura

Leia mais

Mercantil do Brasil: retendo clientes pelo atendimento nas redes sociais

Mercantil do Brasil: retendo clientes pelo atendimento nas redes sociais Mercantil do Brasil: retendo clientes pelo atendimento nas redes sociais Os bancos nas redes sociais Os bancos, assim como grande parte das empresas, vêm se tornando cada vez mais presentes nas redes sociais,

Leia mais

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários Educação Financeira Crédito Consignado Módulo 5: Serviços Bancários Objetivo Conscientizar nossos clientes sobre os serviços bancários e as funções de cada funcionário O conteúdo deste material é baseado

Leia mais

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores NASCIDO PARA NUVEM. INFORME PUBLICITÁRIO Windows Server 2012 março de 2013 COM A NUVEM NO DNA WINDOWS SERVER 2012 É A RESPOSTA DA MICROSOFT PARA O NOVO CENÁRIO DOS DATACENTERS pág. 4 FUTURO Sistema operacional

Leia mais

Post excerpt to catch readers attention and describe the story in short

Post excerpt to catch readers attention and describe the story in short Post excerpt to catch readers attention and describe the story in short A explosão do número de usuários de smartphones está promovendo uma mudança rápida na cultura de vendas e atendimento aos clientes.

Leia mais

ipbras MUNDIAL VOIP DESENVOLVIMENTO PROJETO / ORÇAMENTO Orçamento para desenvolvimento de sistema web based Página w w w. i p b r a s.

ipbras MUNDIAL VOIP DESENVOLVIMENTO PROJETO / ORÇAMENTO Orçamento para desenvolvimento de sistema web based Página w w w. i p b r a s. 1 Orçamento para desenvolvimento de sistema web based MUNDIAL VOIP Quem é a IPBRAS.COM 2 Desde sua criação, no início de 2003 a IPBRAS, uma empresa 100%.COM, localizada em Penápolis-SP, Brasil, tem uma

Leia mais

Guia de facilidades Bradesco Prime

Guia de facilidades Bradesco Prime Este material foi impresso em papel certificado FSC. Marketing 7778 out/14 Guia de facilidades Bradesco Prime No Bradesco Prime, você é prioridade sempre. Contar com a presença do Bradesco Prime em 100%

Leia mais

CALL com Mercado Projeto Integração das Clearings Processo de Certificação 07/06/2013

CALL com Mercado Projeto Integração das Clearings Processo de Certificação 07/06/2013 CALL com Mercado Projeto Integração das Clearings Processo de Certificação 07/06/2013 A implantação da integração das clearings da BM&FBOVESPA e do novo sistema de risco CORE (Closeout Risk Evaluation)

Leia mais

EMBRATEL ENTREVISTA: Bruno Tasco (Frost & Sullivan) SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO MSS/ DDoS

EMBRATEL ENTREVISTA: Bruno Tasco (Frost & Sullivan) SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO MSS/ DDoS EMBRATEL ENTREVISTA: Bruno Tasco (Frost & Sullivan) SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO MSS/ DDoS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO MSS/ DDoS Em entrevista, Bruno Tasco, consultor sênior da Frost & Sullivan relata os principais

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

Virtualização de desktop da NComputing

Virtualização de desktop da NComputing Virtualização de desktop da NComputing Resumo Todos nos acostumamos ao modelo PC, que permite que cada usuário tenha a sua própria CPU, disco rígido e memória para executar seus aplicativos. Mas os computadores

Leia mais

Os Segredos da Internet / John Heine http://www.ganheaki.com

Os Segredos da Internet / John Heine http://www.ganheaki.com John Heine 2011 Acesse para obter mais informações! 1 Distribua livremente Você tem agora permissão para distribuir livremente este e-book, ou seja, você pode estar vendendo, ou distribuindo livremente,

Leia mais

NAVITA SGM SERVIÇOS GERENCIADOS DE MOBILIDADE

NAVITA SGM SERVIÇOS GERENCIADOS DE MOBILIDADE White Paper NAVITA SGM SERVIÇOS GERENCIADOS DE MOBILIDADE A cada dia, o mundo da mobilidade se torna mais crítico e complexo. Por esta natureza, usuários de mobilidade necessitam cada vez mais de agilidade

Leia mais

transferência da gestão de atendimento para o modelo SaaS

transferência da gestão de atendimento para o modelo SaaS WHITE PAPER Setembro de 2012 transferência da gestão de atendimento para o modelo SaaS Principais problemas e como o CA Nimsoft Service Desk ajuda a solucioná-los agility made possible Índice resumo executivo

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas White Paper Autores: Dirk Paessler, CEO da Paessler AG Dorte Winkler, Redatora Técnica na Paessler AG Primeira Publicação: Maio de 2011 Edição: Fevereiro de 2013

Leia mais

Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios.

Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios. Reduza custos. Potencialize o valor da TI em seus negócios. Autor: Douglas Marcos da Silva 7 Sumário Executivo Nas últimas décadas, a evolução tecnológica, a interdependência dos mercados e a intensificação

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

análise da sequência de

análise da sequência de Laila Vanetti - Setembro de 2014 Laila Vanetti - Setembro de 2014 último encontro análise da sequência de vendas de Conrado adolpho 1º E-mail Conrado adolpho Assunto: O que fizemos aqui na Webliv... Oi,

Leia mais

Transformando seu investimento ERP em resultados para seu negócio

Transformando seu investimento ERP em resultados para seu negócio 1 SUMÁRIO 1 2 3 4 Introdução A história do ERP O que um ERP fará pelo seu negócio? 1.1 - Otimização dos processos 1.2 - Gerenciamento completo 1.3 - Informações relevantes 1.4 - Controle Tributário ERP

Leia mais

[CONFIDENCIAL] Aprenda com o SAGAZ. Primeiros passos para investir na Bolsa.

[CONFIDENCIAL] Aprenda com o SAGAZ. Primeiros passos para investir na Bolsa. 1 Aprenda com o SAGAZ Primeiros passos para investir na Bolsa. Está pensando em investir em ações e não sabe por onde começar? Fique tranqüilo, você está no lugar certo. Aqui você terá a melhor orientação

Leia mais

Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade...

Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade... Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade... Reduzir custo de TI; Identificar lentidões no ambiente de TI Identificar problemas de performance

Leia mais

Eleve a experiência do consumidor: como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários

Eleve a experiência do consumidor: como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários Eleve a experiência : como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários Introdução Soluções da CA Por que é necessário melhorar a experiência dos usuários com os serviços de TI? A consumerização

Leia mais

Atua a mais de 11 anos no mercado de TI, entregando soluções a seus clientes. Promover otimização e inteligência em soluções tecnológicas convergentes

Atua a mais de 11 anos no mercado de TI, entregando soluções a seus clientes. Promover otimização e inteligência em soluções tecnológicas convergentes TInove Atua a mais de 11 anos no mercado de TI, entregando soluções a seus clientes. Negócio Otimização de recursos para resultados. Missão Promover otimização e inteligência em soluções tecnológicas convergentes

Leia mais

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas White Paper Autores: Dirk Paessler, CEO da Paessler AG Gerald Schoch, Redator Técnico na Paessler AG Primeira Publicação: Maio de 2011 Edição: Fevereiro de 2015

Leia mais

as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las

as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las agility made possible sumário resumo executivo 3 efetivo do servidor: 3 difícil e piorando

Leia mais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita

Leia mais

Hospedagem Virtualizada

Hospedagem Virtualizada Conheça também Desenvolvimento de sistemas Soluções de Segurança Soluções com o DNA da Administração Pública Há 43 anos no mercado, a Prodesp tem um profundo conhecimento da administração pública e também

Leia mais

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Microsoft VDI e Windows VDA Perguntas Frequentes Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Como a Microsoft licencia o Windows das estações de trabalho em ambientes virtuais? A Microsoft

Leia mais

Soluções de captura de pagamentos e transações eletrônicas da Cappta

Soluções de captura de pagamentos e transações eletrônicas da Cappta Soluções de captura de pagamentos e transações eletrônicas da Cappta Apresentação institucional São Paulo, Junho de 2013 Esta apresentação é para uso exclusivo do cliente. Nenhuma de suas partes pode ser

Leia mais

Como entendemos a Gestão por Processos?

Como entendemos a Gestão por Processos? RIO DE JANEIRO SÃO PAULO BRASÍLIA BELO HORIZONTE Como entendemos a Gestão por Processos? Mobilizando pessoas para promover melhorias e inovações a partir de processos André Macieira & Leandro Jesus Alguns

Leia mais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais Os desafios do Bradesco nas redes sociais Atual gerente de redes sociais do Bradesco, Marcelo Salgado, de 31 anos, começou sua carreira no banco como operador de telemarketing em 2000. Ele foi um dos responsáveis

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Computação Aula 01-02: Introdução 2o. Semestre / 2014 Prof. Jesus Agenda da Apresentação Definição e surgimento de Sistemas Distribuídos Principais aspectos de Sistemas Distribuídos

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

A economia em nuvem da AWS em comparação com o da infraestrutura de TI proprietária

A economia em nuvem da AWS em comparação com o da infraestrutura de TI proprietária A economia em nuvem da AWS em comparação com o da infraestrutura de TI proprietária Publicação: 7 de dezembro de 2009 A Amazon Web Services (AWS) oferece a empresas de todos os tamanhos serviços de rede

Leia mais

INTERNET BANKING: DICAS DE SEGURANÇA. Palavras-chave: Segurança da Informação; Internet Banking; Fraudes; Riscos.

INTERNET BANKING: DICAS DE SEGURANÇA. Palavras-chave: Segurança da Informação; Internet Banking; Fraudes; Riscos. 1 INTERNET BANKING: DICAS DE SEGURANÇA Alexandre Kaspary 1 Alexandre Ramos 2 Leo Andre Blatt 3 William Rohr 4 Fábio Matias Kerber 5 Palavras-chave: Segurança da Informação; Internet Banking; Fraudes; Riscos.

Leia mais

Asser Rio Claro. Descubra como funciona um antivírus. Como o antivírus protege o seu computador. A importância de um antivírus atualizado

Asser Rio Claro. Descubra como funciona um antivírus. Como o antivírus protege o seu computador. A importância de um antivírus atualizado Administração Informática Asser Rio Claro Descubra como funciona um antivírus Responsável por garantir a segurança do seu computador, o antivírus é um programa de proteção que bloqueia a entrada de invasores

Leia mais

10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL

10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL 10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL Os meses de dezembro e janeiro na maioria das empresas são marcados invariavelmente por atividades de planejamentos, orçamentos e metas para o ano novo. Para o próximo

Leia mais

Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP

Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP Uma nova visão no Gerenciamento da Aplicação INDICE 1. A Union IT... 3 2. A importância de gerenciar dinamicamente infra-estrutura,

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização

Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização Virtualização Microsoft: Da Estação de Trabalho ao Data Center Estudo de Caso de Solução de Cliente Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização Visão Geral

Leia mais

Guia Canais de Distribuição PLANETFONE 2016

Guia Canais de Distribuição PLANETFONE 2016 Guia Canais de Distribuição PLANETFONE 2016 Av. Nossa Senhora do Carmo, 1.191, 3º andar, Sion, Belo Horizonte/MG - www.planetfone.com.br 1 SUMÁRIO 1. A PLANETFONE... 03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS... 04

Leia mais

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital.

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Aker FIREWALL UTM Fortaleza Digital Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Ideal para o ambiente corporativo, com o Aker Firewall UTM você tem o controle total das informações

Leia mais

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto Slice Management Controlando o que você não vê Direto ao assunto O Slice Management (SM) é uma prática de gerenciamento que consiste em colocar um sistema de inteligência em todas as áreas da empresa.

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

Planejando a migração para Software Livre

Planejando a migração para Software Livre Planejando a migração para Software Livre Definição: Migração (subs): Movimento de determinado ambiente ou plataforma operacional para outro. Para muitos esta palavra é sinônimo de dores de cabeça... :)

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

Proteger a informação de uma ameaça inclui evitar o seu corrompimento, o seu acesso às pessoas não autorizadas e seu furto ou deleção indevida.

Proteger a informação de uma ameaça inclui evitar o seu corrompimento, o seu acesso às pessoas não autorizadas e seu furto ou deleção indevida. Segurança da Informação é a proteção das informações contra os vários tipos de ameaças as quais estão expostas, para garantir a continuidade do negócio, minimizar o risco ao negócio, maximizar o retorno

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Prezado Futuro Cliente

Prezado Futuro Cliente Prezado Futuro Cliente É com grade satisfação que encaminhamos nossa apresentação institucional e certos de estabelecermos uma parceria de sucesso e duradoura. Ela foi desenvolvida com objetivo de mostrar

Leia mais

COMPUTADORES NAS EMPRESAS Cloud Computing Prof. Reginaldo Brito

COMPUTADORES NAS EMPRESAS Cloud Computing Prof. Reginaldo Brito COMPUTADORES NAS EMPRESAS Prof. Reginaldo Brito Os computadores são essenciais para enfrentar o desafio da concorrência global, na qual as empresas precisam ser eficientes e ágeis e tem de produzir produtos

Leia mais

O Processo de Migração do Datacenter NET Novembro, 2014

O Processo de Migração do Datacenter NET Novembro, 2014 I D C C A S E S T U D Y O Processo de Migração do Datacenter NET Novembro, 2014 Renato Rosa, Brazil Research and Consulting Senior Analyst, IDC Brazil Patrocinado por HP Este estudo da IDC apresenta o

Leia mais

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça?

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Caro amigo (a) Se sua empresa está sofrendo com a falta de clientes dispostos a comprar os

Leia mais

Transformando seu investimento ERP em resultados para seu negócio

Transformando seu investimento ERP em resultados para seu negócio 1 SUMÁRIO 1 2 3 4 2 Introdução A história do ERP O que um ERP fará pelo seu negócio? 1.1 - Otimização dos processos 1.2 - Gerenciamento completo 1.3 - Informações relevantes 1.4 - Controle Tributário ERP

Leia mais

Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage

Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage Tendências, desenvolvimentos e dicas para tornar o seu ambiente de storage mais eficiente Smart decisions are built on Storage é muito mais do que

Leia mais

2Avalie novos modelos de investimento. Otimize a estrutura de tecnologia disponível

2Avalie novos modelos de investimento. Otimize a estrutura de tecnologia disponível Crise? Como sua empresa lida com os desafios? Essa é a questão que está no ar em função das mudanças no cenário econômico mundial. A resposta a essa pergunta pode determinar quais serão as companhias mais

Leia mais

5 motivos para gerenciar sua frota na nuvem

5 motivos para gerenciar sua frota na nuvem 5 motivos para gerenciar sua frota na nuvem 2 ÍNDICE >> Introdução... 3 >> O que é software na nuvem... 6 >> Vantagens do software na nuvem... 8 >> Conclusão... 13 >> Sobre a Frota Control... 15 3 Introdução

Leia mais

Como aumentar as vendas do seu e-commerce. Marcos Bueno Fundador e CEO Akatus Meios de Pagamento

Como aumentar as vendas do seu e-commerce. Marcos Bueno Fundador e CEO Akatus Meios de Pagamento Como aumentar as vendas do seu e-commerce Marcos Bueno Fundador e CEO Akatus Meios de Pagamento 2013 O e-commerce se prepara para um crescimento histórico 2000 Banda larga chega ao Brasil. É lançado no

Leia mais

MANUAL CLIENTE TODA A

MANUAL CLIENTE TODA A MANUAL CLIENTE TODA A Qualidade GVT AOS OLHOS DOS CLIENTES. TODA A QUALIDADE GVT AOS SEUS OLHOS O Serviço de Gerência é uma ferramenta fundamental para garantir o melhor desempenho dos serviços de telecomunicações

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração. Aula 07 - ACI Prof. Arlindo Neto

FTAD Formação Técnica em Administração. Aula 07 - ACI Prof. Arlindo Neto FTAD Formação Técnica em Administração Aula 07 - ACI Prof. Arlindo Neto COMPETÊNCIAS QUE TRABALHAREMOS NESTE MÓDULO Conhecer os passos para implantação de um sistema de gestão empresarial ERP e SIG SIG

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 1 Ambiente de Data Center Os serviços de comunicação em banda larga estão mais

Leia mais

Informação: o principal ativo de um negócio

Informação: o principal ativo de um negócio WHITE PAPER Informação: o principal ativo de um negócio Gestão de dados se tornou ponto crucial para sobrevivência das instituições, mas poucas ainda mantêm programa de treinamento em segurança. Fiscalização

Leia mais

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica 1. Arquitetura da Aplicação 1.1. O Banco Postal utiliza uma arquitetura cliente/servidor WEB em n camadas: 1.1.1. Camada de Apresentação estações de atendimento, nas

Leia mais

webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula Educação sem fronteiras

webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula Educação sem fronteiras webaula S/A 1 de 15 Grupo webaula 1. LMS webaula O LMS WEBAULA (Learning Management System) foi desenvolvido especialmente para promover a capacitação e reciclagem teórica e prática dos colaboradores de

Leia mais