Nome Técnico: Aparelho de Ultra-som Nome Comercial: Sistema Ultra-som de Diagnóstico Cypress, marca ACUSON US

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nome Técnico: Aparelho de Ultra-som Nome Comercial: Sistema Ultra-som de Diagnóstico Cypress, marca ACUSON US"

Transcrição

1 INSTRUÇÕES DE USO Nome Técnico: Aparelho de Ultra-som Nome Comercial: Sistema Ultra-som de Diagnóstico Cypress, marca ACUSON US Representante Legal: SIEMENS LTDA. N.º autorização no M.S.: Sede: Av. Mutinga, Pirituba CEP São Paulo - SP, Brasil Tel.: Fax: Divisão Eletromedicina Siemens Medical Solutions, Brazil Av. Pedroso de Morais, 1553, 8º andar CEP São Paulo - SP, Brasil Marketing e Vendas Tel.: Fax: Service Tel.: Fax: USC - Uptime Service Center Fabricante/ Distribuidor: Siemens Medical Solutions USA, Inc. Small Systems Division 5168 Campus Drive Plymouth Meeting, PA EUA Responsável Técnico: Maurício da Silva e Souza Engenheiro Habilitação Industrial Elétrica CREA/SP MS/ANVISA Nº de Registro: * Este manual é uma versão preliminar. Quando for aprovado, uma versão com qualidade superior será impressa em gráfica.

2 Índice ÍNDICE Página 1. Apresentação do Manual 1 2. Identificação do Equipamento 2 3. Especificações Técnicas Instalação do Equipamento Operação do Equipamento Precauções, Restrições e Advertências Conservação e Manutenção Preventiva e Corretiva 8. Módulos, Acessórios, Opcionais e Material de Consumo 9. Requisitos Essenciais de Segurança e Eficácia do Equipamento Garantia do Equipamento 113 Canais de Comunicação / Nomes dos Responsáveis Legal e Técnico 117 Instruções de Uso

3 Apresentação do Manual 1. APRESENTAÇÃO DO MANUAL Definição Este documento é um manual de uso que apresenta as instruções básicas para utilização do Sistema Ultra-som de Diagnóstico Cypress, marca ACUSON. Representante Legal: SIEMENS LTDA. N.º autorização no M.S.: Sede: Av. Mutinga, Pirituba CEP São Paulo - SP, Brasil Tel.: Fax: Divisão Eletromedicina Siemens Medical Solutions, Brazil Av. Pedroso de Morais, 1553, 8º andar CEP São Paulo - SP, Brasil Marketing e Vendas Tel.: Fax: Service Tel.: Fax: USC - Uptime Service Center Fabricante/ Distribuidor: Siemens Medical Solutions USA, Inc Small Systems Division 5168 Campus Drive Plymouth Meeting, PA EUA N.º: do Registro no MS: Nome do Responsável Legal Carlos Alberto Pereira Goulart Cargo Diretor Assinatura do Responsável Legal Nome do Responsável Técnico Maurício da Silva e Souza Registro CREA - SP Cargo Engenheiro de Projetos Assinatura do Responsável Técnico Instruções de Uso 1

4 Identificação do Equipamento 2. IDENTIFICAÇÃO DO EQUIPAMENTO Visão Geral Sistema Ultra-som de Diagnóstico Cypress, marca ACUSON Instruções de Uso 2

5 Identificação do Equipamento Descrição Geral O Sistema Ultra-som de Diagnóstico Cypress, marca ACUSON é um sistema altamente miniaturizado, fácil de usar e todo digital, que proporciona uma plataforma cardiovascular de alto desempenho para estudos completos e imagens destacadas mesmo nos paciente tecnicamente mais difíceis. Ele caracteriza-se pela completa faixa de capacidades, incluindo: Aquisição de imagens em 2-D nos modos fundamentais e harmônicos. Modo-M Aquisição de imagens de fluxo colorido de alta taxa de quadros Modo de velocidade de Doppler Colorido Modo Doppler Espectral de onda pulsada Modo Doppler Espectral de onda contínua Aquisição de imagem Vascular Aquisição de imagem de Agente de Contraste Traçado ECG Medições e Cálculos abrangentes Aquisição, armazenamento, banco de dados, revisão e transferência de exames dinâmicos digitais. Conformidade com DICOM Relatório do paciente com captura de áudio Unidade de Disco Rígido integrada Unidade de Disco Magnético-Óptico integrada Ele também pode ser feito sob medida para satisfazer necessidades clínicas individuais, através da inclusão de transdutores adultos e pediátricos, transdutor linear, opção Eco Stress integrado, opção de saída de rede DICOM, opção de Acionamento avançado, bem como carrinho móvel, gravadores de vídeo e aparelhos de impressão. Princípios Básicos de Ultra-som A imagem ultrassonográfica é um método de visualização da anatomia, que mostra na tela do monitor os reflexos das ondas sonoras de alta freqüência. Uma imagem ultrassonográfica é composta de um grande número de linhas informativas de eco. Estas linhas são geradas uma a uma em rápida sucessão. Um pulso de energia ultrassonográfica é transmitido no corpo ao longo do eixo de cada linha de transdutor. Os ecos são criados quando a onda encontra um tecido de diferente impedância acústica. Após o pulso ultrassonográfico ser transmitido, o transdutor recebe os ecos de pontos ao longo de cada linha. A qualidade da imagem é determinada pela precisão com que o foco do ultra-som está ajustado, tanto para a transmissão e recepção quanto a sensibilidade para a recepção dos sinais refletidos. O eco contém vários tipos de informações : Instruções de Uso 3

6 Identificação do Equipamento Amplitude A intensidade do eco é proporcional as alterações na impedância acústica relativas ao tecido que está sendo examinado. Posição A direção da linha ultrassonográfica é definida pelo equipamento. A posição do alvo da linha é determinada pelo tempo entre a transmissão inicial do pulso e o recebimento do eco. Leva aproximadamente 6,5 microssegundos para som percorrer 1cm. O ultra-som vai do transdutor até o alvo e então o eco retorna ao transdutor novamente. Conseqüentemente para o eco de um alvo que tem 1cm de profundidade retornar ao transdutor são necessários aproximadamente 13 microssegundos após a transmissão do pulso. Velocidade Assim como um trem apita em um tom mais alto quando chega do que quando sai, o eco também altera a freqüência para o efeito Doppler. Medindo as diferenças entre as freqüências da transmissão do pulso e do eco, a velocidade do sangue (ou outras estruturas) pode ser determinada. O sistema está capacitado para extrair o máximo de informações diagnósticas disponíveis devido a sua arquitetura única. Os transdutores da SIEMENS não possuem partes móveis, eliminando assim barulhos causados por transdutores mecânicos que necessitam que o foco do ultra-som seja direcionado movendo os elementos do transdutor. Não havendo partes móveis, não há necessidade de um caminho líquido integral, e nem de procedimentos supérfluos como desmagnetizar o transdutor. O uso dos canais de transmissão e recepção permite que o sistema tenha um ajuste de foco da energia ultra-sônica excepcional. Durante o ciclo de recepção o transdutor tem seu foco continuamente ajustado, conseqüentemente os ecos ultrassonográficos retornam progressivamente das estruturas anatômicas mais profundas. Isto significa que cada linha de informação é focalizada em toda sua extensão, e não em somente um ponto. A velocidade da informação (Doppler) é intensificada pelos mesmos motivos na imagem bi-dimensional. O computador do sistema pode ser programado para trabalhar com vários tipos de transdutores. Cada transdutor é otimizado por freqüência, formato, dimensões e usos específicos como as aplicações intracavitárias. O computador automaticamente carrega os programas necessários para trabalhar com cada transdutor. As linhas ultrassonográficas podem ser transmitidas por 5 formatos de transdutores: linear (Linear Array), convexo (High Performance Curved Array), vetorial (Vector Array), setorial (Sector Array) e newview. Cada transdutor da SIEMENS está otimizado para operar em um destes formatos. Instruções de Uso 4

7 Identificação do Equipamento Componentes do Sistema Visão Geral do Sistema Cypress Visão geral do Sistema Cypress Instruções de Uso 5

8 Identificação do Equipamento Unidade de disco óptico magnético (OM) O sistema Cypress pode vir acompanhado de um dispositivo de disco óptico para armazenamento de imagens e Estudo de pacientes O sistema Cypress usa um disco óptico magneto de 3,5 polegadas para armazenamento removível. Os discos devem ser formatados antes de serem usados. Usando a unidade de disco OM Para inserir um disco no sistema, coloque o disco como mostrado na figura acima. Para remover um disco, pressione o botão localizado ao lado da unidade de disco. OBSERVAÇÃO O sistema deve estar ligado para ejetar o disco com o botão. Instruções de Uso 6

9 Identificação do Equipamento Dispositivos e conexões externos O sistema Cypress tem várias conexões externas. Conexões externas AVISO Não utilize um dispositivo periférico, como um monitor, VCR ou impressora a menos de 1,5 metros de um paciente a não ser que o dispositivo receba energia de um transformador isolado que esteja em conformidade com os padrões de segurança médica. AVISO Os equipamentos acessórios conectados às interfaces analógicas e digitais devem ser certificados de acordo com os respectivos padrões IEC (IEC 950 para equipamentos de processamentos de dados e IEC para equipamentos médicos). Além disso, todas as configurações devem estar de acordo com o padrão de sistema IEC Considera-se que qualquer pessoa que conecta equipamentos adicionais à peça de sinal de entrada ou à peça de sinal de saída configura um sistema médico, e é portanto responsável por garantir que o sistema atenda os requisitos do padrão de sistema IEC Se tiver outras perguntas, contate o Engenheiro de Suporte a Clientes da SIEMENS. Instruções de Uso 7

10 Identificação do Equipamento Localização do ventilador e respiradores Observe a localização dos respiradores e do ventilador do sistema Cypress na figura abaixo. Assegure-se de que o ventilador e os respiradouros nunca sejam cobertos. O ar deve sempre poder fluir livremente em torno do sistema Cypress. Localização do ventilador e dos respiradores Ângulo de visão adequado As imagens no sistema Cypress podem ser vistas com mais nitidez quando o usuário olha para baixo na tela em um ângulo de 15. Ângulo de visão adequado Instruções de Uso 8

11 Identificação do Equipamento Softwares utilizados pelo Sistema Cypress Observação Todos os SOFTWARES do Sistema Ultra-som de Diagnóstico Cypress possuem apenas uma versão: versão 14.0 Software Descrição Integrated Stress-Echo Option Opcional para Eco de Stress integrado, com protocolos disponíveis para estudos digitais. Fornece 2 e 3 estágios de exercício e 4 estágios para stress farmacológico. Possibilidades para imagens Full screen ou quad screen. Advanced Triggering Option Network Option Fornece ECG trigado destinado a técnicas que utilizam agentes de contraste. Opção de Conectividade, permite transmissão de dados via DICOM e conexão com PC, em Cypress Viewer. Cypress Acunav Option Software que permite o uso do cateter Acunav Instruções de Uso 9

12 Identificação do Equipamento Área de Aplicação Utilização prevista Visão geral de segurança da utilização prevista Por mais de 25 anos o ultra-som de diagnóstico foi aceito com uma técnica de diagnóstico segura e bem eficaz. As imagens de ultra-som de diagnóstico são obtidas com um risco mínimo para o paciente, especialmente quando comparada com outras técnicas de imagem. O ultra-som de diagnóstico não utiliza radiação ionizada. De acordo com a literatura publicada, não há riscos conhecidos, imediatos ou posteriores em longo prazo de diagnóstico por imagens de ultrasom utilizando níveis de saída acústica aceitáveis e técnicas de exames convencionais. Utilização prevista do sistema de imagem de ultra-som Cypress O ultra-som de diagnóstico é útil no diagnóstico de vários estados de doença. O sistema de ultra-som Cypress foi previsto para aplicações cardiológicas, abdominais, vasculares periféricas, fetais, cefálicas neonatais, pediátricas, cardiológicas intraoperativas e transesofágicas, como definido nos documentos de orientação do FDA. Os pacientes que podem ser examinados com o sistema incluem adultos, crianças e recém-nascidos. O sistema pode ser utilizado com ou sem agentes de contraste de ultra-som legalmente comercializados. Instruções de Uso 10

13 Identificação do Equipamento Estudos cardiológicos Os estudos cardiológicos obtêm imagens que podem ser utilizadas para: Detectar anormalidades na anatomia do coração e no fluxo sangüíneo. Determinar os padrões de velocidade de fluxo sangüíneo no feto, coração e vasos associados. Fazer imagens e medir parâmetros anatômicos e fisiológicos do coração e vasos associados. Tabela de estudos cardiológicos Alvo Abordagem Pacientes Coração e Transtorácico Adulto, pediátrico e neonatal vasos Transesofágico Adulto, pediátrico (se o tamanho do paciente permitir) Estudos cardiológicos intraoperativos Os estudos intraoperativos obtêm imagens que podem ser utilizadas para: Detectar anormalidades na anatomia do coração e no fluxo sangüíneo durante cirurgias cardíacas. Monitorar a função cardiológica durante cirurgias cardíacas. Tabela de estudos cardiológicos intraoperativos Alvo Abordagem Pacientes Coração e vasos Transtorácico (Epicardial com capa estéril) Transesofágico Adulto, pediátrico e neonatal Adulto e pediátrico (se o tamanho da paciente permitir) Instruções de Uso 11

14 Identificação do Equipamento Estudos transesofágicos Os estudos transesofágicos obtêm imagens que podem ser utilizadas para: Detectar anormalidades na anatomia do coração e no fluxo sangüíneo. Fazer imagens e medir parâmetros anatômicos e fisiológicos do coração e vasos associados. Detectar anormalidades na anatomia do coração e no fluxo sangüíneo durante cirurgias cardíacas. Monitorar a função cardiológica durante cirurgias cardíacas. Tabela de estudos transesofágicos Alvo Abordagem Pacientes Coração e vasos Transesofágico Adulto e pediátrico (se o tamanho do paciente permitir) Estudos pediátricos Os estudos pediátricos obtêm imagens que podem ser utilizadas para: Detectar anormalidades na anatomia do coração e no fluxo sangüíneo em pacientes pediátricos. Detectar anormalidades em órgãos, estruturas superficiais e ósseas em pacientes pediátricos. Tabela de estudos pediátricos Alvo Abordagem Pacientes Coração e vasos Órgãos e Estruturas Transtorácico Abdômen, Braços e Pernas Pediátrico Pediátrico Instruções de Uso 12

15 Identificação do Equipamento Estudos cefálicos neonatais Os estudos cefálicos neonatais obtêm imagens das estruturas cerebrais que podem ser utilizadas para: Detectar anormalidades, como tamanho anormal do ventrículo ou um deslocamento na linha média ou anormalidades de fluxo. Tabela de estudos cefálicos neonatais Alvo Abordagem Pacientes Estrutura do cérebro Fontanelas intactas Crianças NOTA O transdutor externo de 5 MHz é o único transdutor destinado aos estudos cefálicos neonatais. Estudos vasculares periféricos Os estudos vasculares periféricos obtêm imagens que podem ser utilizadas para: Detectar o tamanho, contorno e potência dos vasos. Caracterizar obstruções. Determinar padrões e velocidades do fluxo sangüíneo. Fazer imagens e medir parâmetros anatômicos e fisiológicos dos vasos. Tabela de estudos vasculares periféricos Alvo Abordagem Pacientes Artérias e veias cerebrovasculares Artérias e veias das extremidades superiores Artérias e veias das extremidades inferiores Pescoço Braços Pernas Adulto, pediátrico e neonatal Adulto, pediátrico e neonatal Adulto, pediátrico e neonatal Instruções de Uso 13

16 Identificação do Equipamento Estudos fetais Os estudos fetais são realizados para obter imagens do feto que podem ser utilizadas para: Detectar anormalidades estruturais. Fazer imagens e medir parâmetros anatômicos e fisiológicos do feto. Determinar padrões e velocidades do fluxo sangüíneo. Tabela de estudos fetais Alvo Abordagem Pacientes Feto Abdômen Mulheres grávidas e fetos Declaração de Consenso dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos sobre a utilização de imagens de ultrasom na gravidez. CUIDADO É importante ler a seguinte declaração de Diagnostic Ultrasound Imaging in Pregnancy (Imagens de ultra-som diagnóstico na gravidez), National Institutes of Health Conference Consensus Statement, Volume 5, número 1. Em uma Conferência do Desenvolvimento de Consenso na Saúde, em fevereiro de1984, sobre a utilização de ultra-som de diagnóstico na gravidez, os Institutos Nacionais de Saúde Americanos desenvolveram uma declaração consensual recomendando: Exames som ultra-som na gravidez devem ser realizados para uma indicação médica específica. Os dados sobre a segurança e eficácia clínica não permitem uma recomendação para exames de rotina neste período. Exames de ultra-som realizados apenas para satisfazer o desejo da família de saber o sexo do feto, ou para obter uma fotografia do feto devem ser desencorajados. Além disso a visualização do feto apenas para demonstrações educativas ou comerciais sem benefício médico não deve ser realizada. Instruções de Uso 14

17 Identificação do Equipamento Estudos Abdominais Estudos abdominais obtém imagens que podem ser usadas para: Detectar anormalidades dos órgãos abdominais Determinar tamanho, contorno e dilatação dos vasos Caracterizar obstruções Determinar padrões de velocidade e fluxo sanguíneo Tabela de estudos abdominais Alvo Abordagem Pacientes Órgãos abdominais, artérias e veias Abdominal Adulto, pediátrico e neonatal ADVERTÊNCIA O Cypress não é pretendido para estudos oftalmológicos, cefálicos adulto ou estudos neurológicos intra-operativos. Instruções de Uso 15

18 Características Técnicas 3. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Especificações Técnicas Informações Gerais Arquitetura Sistema portátil, altamente miniaturizado e todo digital Tecnologia de Sinal Digital Aquisição de imagem phased array digital 128 canais digitais programáveis para formação de feixe digital Formação de feixes múltiplos no modo Doppler Colorido Arquitetura de Sistema de Laboratório Digital Capacidades de expansão Ergonomia Sistema leve (8,6 Kg), portátil, podendo ser carregado com as mãos Tamanho pequeno Painel de controle dobrável Alça de transporte conveniente Extraordinariamente fácil de usar Display de tela plana de 10,4 polegadas (26,4 cm) Controles simples e intuitivos Teclado alfanumérico Uma porta para transdutor com o conector BF Suporte universal para transdutor no painel do lado direito Conectores de entrada e saída no painel do lado direito Conector de ECG no painel de trás Abertura para drive MO no painel do lado esquerdo. Áudio mono através de 2 alto-falantes Carrinho Deluxe opcional com ajuste da altura e inclinação, rodinhas pivôs da frente, compartimento para periféricos de vídeo, acessórios e o suporte para gel. Carrinho de Serviço móvel leve e que tem a altura ajustável. Instruções de Uso 16

19 Características Técnicas Painel de Controle Painel de controle inclinável para portabilidade Acesso direto às funções do sistema através de controles dedicados do teclado e janelas de software multifuncionais Controles principais de fácil acesso, incluindo Trackball multifuncional, teclas de Enter (Entrar) e Select (Selecionar), para um movimento mínimo da mão, enquanto estiver controlando o sistema Velocidade do Trackball ajustável Agrupamento funcional de teclas, botões rotativos, chaves e controles deslizantes TGC, para acesso direto a funções críticas Retorno tátil na ativação do controle Iluminação de fundo das etiquetas do painel de controle Monitor Display de tela plana e matriz ativa de 10,4 polegadas (26,4 cm) Lentes protetoras anti-reflexivas e antiofuscantes Quando carregado com as mãos, o monitor do sistema é parcialmente coberto pelo painel de controle dobrável Brilho ajustável Formato de Escaneamento Formato de aquisição setorial, com até 90 graus de ângulo de setor. Modos de operação Aquisição de imagem 2-D, Fundamental e Harmônica Velocidade de Doppler Colorido (CDV) Exibição do Modo-M em tela dividida verticalmente, com exibição de tela 2-D ou completa. Doppler Espectral de Onda Pulsada (PW) Doppler Espectral de Onda Contínua (CW) Doppler Duplex (exibição 2-D e Doppler Espectral combinados) Instruções de Uso 17

20 Características Técnicas Campo de Exibição de Dados Nome e número ID do paciente ativo Data e hora atuais Data e hora do exame salvo exibido Índices Mecânico e Térmico Tipo de Protocolo (visão e estágio de stress) Temporizador do estágio de protocolo stress Exibição de tela completa ou quádrupla de imagens de setores (região de interesse) 2-D e Modo-M ou Doppler Espectral em tela dividida (inferior/superior): 2D ao vivo 2-D e Modo-M ou Doppler Espectral em tela dividida (inferior/superior): Modo-M ou Doppler Espectral ao vivo Traçado ECG do paciente a partir de aparelho de ECG externo integrado ou dedicado Ajustes de escaneamento: Ganho, Profundidade, Compressão, Taxa de Quadros, Escala, Filtro e Freqüência Teclas dependentes do modo Ferramentas de interface do usuário Etiquetas de texto pré-definidas ou digitadas pelo usuário Anotação da Imagem Capacidade de anotação na tela através da teclado alfanumérico ou texto pré-definido Entradas e Saídas Conexão para um transdutor (tipo IEC601BF) Conexão isolada de ECG do paciente (tipo CF) Adaptador para entrada de traçado de sistema externo de ECG dedicado Saída de Vídeo: NTSC, PAL, S Vídeo, RGB interlaçado composto, VGA Nenhuma entrada de vídeo disponível Saída de rede: 10/100 Mbs Ethernet Conexão para teclado externo (tipo PS2) Entrada de áudio USB Instruções de Uso 18

21 Características Técnicas Modos de Imagem Aquisição de imagem 2D Até 90 graus de ângulo de setor Até 45 quadros por segundo (transdutor 3V2c) Até 60 quadros por segundo (transdutor 7V3c) Profundidade mínima de 5 cm (transdutor 3V2c) Profundidade mínima de 2,7 cm (transdutor 7V3c) Profundidade máxima de 24,4 cm Guia de Feixe Modo-M Cursor de linha-m guiável Exibição de tela dividida (superior/inferior) com modo 2-D atualizado 4 velocidades de varredura Revisão de histórico Modo de Velocidade de Doppler Colorido Formação de feixe múltiplo e processamento simultâneo Taxas de quadros de até 31 quadros por segundo (transdutor 3V2c) Taxas de quadros de até 45 quadros por segundo (transdutor 7V3c) 128 entradas de faixa ao longo de cada linha de Doppler colorido, para alta resolução de Doppler Colorido espacial Ângulo de escaneamento de até 40 graus Mapas de cores variáveis Faixa de Velocidade = ±86 cm/segundo (transdutor 3V2c); ±98 cm/segundo (transdutor 7V3c) (componente na direção de uma linha de Doppler colorido) Guia de corres Inversão de cores Instruções de Uso 19

22 Características Técnicas Doppler de Onda Contínua Cursor Doppler CW guiável Localização do cursor CW sucessivo com cursor PW e vice-versa. 4 velocidades de varredura Exibição em tela dividida (superior/inferior) com modo 2-D Áudio mono através de 2 alto-falantes Filtro passa-alta de 25, 50, 100, 150, 200, 400, 700, 1000, 1400 Hz. Faixa de velocidade de ±8 m/segundo (com correção de ângulo zero) Posição da linha da base ajustável. Doppler de Onda Pulsada Cursor Doppler PW guiável Localização do cursor PW sucessivo com cursor CW e vice-versa. 4 velocidades de varredura Exibição em tela dividida (superior/inferior) com modo 2-D Áudio mono através de 2 alto-falantes Filtro passa-alta de 200, 400, 700, 1000, 1400 Hz. Faixa de velocidade de ±3 m/segundo (transdutor 3V2c) e ±2 m/segundo (transdutor 7V3c) Correção do ângulo Guia de PW Posição do volume da amostra ajustável com trackball Tamanho ajustável do volume da amostra de 5, 6, 7, 8.5, 10 mm (3V2c) e 2, 2.4, 3.9, 4.9, 5.9 mm (7V3c) e 1, 2, 3, 4, 6 mm (7L3) Posição da linha da base ajustável. Memória Operacional da Imagem Memória de Cine 2-D de até 15 segundos de histórico Memória de Cine Doppler Colorido de até 15 segundos de histórico Memória de Cine da faixa do modo-m de até 20 segundos de histórico Memória de Cine da faixa do modo Doppler PW e CW de até 20 segundos de histórico Instruções de Uso 20

23 Instalações ou Montagem do Equipamento 4. INSTALAÇÕES OU MONTAGEM DO EQUIPAMENTO O Sistema Ultra-som de Diagnóstico Cypress, marca ACUSON, somente deve ser instalado e montado Serviço Técnico da SIEMENS ou por seu Representante. A Montagem e a instalação do equipamento já estão incluídos na venda do equipamento. A correta instalação do equipamento assegura ao cliente o direito à garantia do produto contra defeitos de fabricação A solicitação da instalação/montagem pode ser feita no seguinte endereço: Representante no Brasil: SIEMENS LTDA. Sede: Av. Mutinga, Pirituba, CEP São Paulo - SP, Brasil Tel.: / Fax: Divisão Eletromedicina Siemens Medical Solutions, Brazil Av. Pedroso de Morais, 1553, 8º andar, CEP São Paulo - SP, Brasil Marketing e Vendas Tel.: / Fax: Service Tel.: / Fax: USC - Uptime Service Center Instruções de Uso 21

24 Instalações ou Montagem do Equipamento Requisitos mínimos para instalação do Sistema Ultra-som de Diagnóstico Cypress, marca ACUSON. Requisitos de potência elétrica Fonte de Alimentação de energia universal para requisitos internacionais Voltagem da entrada: / VAC Freqüência: 50/60 Hz Corrente: 1.2 / 0.6 A Potência nominal da entrada: 144 VA Classificação do fusível: 2.5A SB-250 V Tipo de fusível: 3AG ou 5x20 mm Especificações Físicas Unidade simples comporta o Sistema de ultra-som com painel de controle, display de tela plana e drive MO Peso: 8,6 Kg Altura: 35,6 cm Largura: 40,6 cm Profundidade: 20,3 cm (com teclado dobrado) e 34,3 (com teclado abaixado) Dissipação de calor: 490 BTU/hora (nominal) Condições de Ambiente Operação: Temperatura: 10ºC a 40ºC Umidade (RH): 30% a 75% (sem condensação) Pressão: 700hPa a 1060hPa Transporte e Armazenamento: Temperatura: -20 C a 60 C Umidade (RH): 10% a 90%, (sem condensação) Pressão: 500hPa a 1060hPa Instruções de Uso 22

25 Instalações ou Montagem do Equipamento Desembalando o carro Use tesoura para cortar as 3 fitas no topo da caixa e então remova o envoltório de plástico (1). CUIDADO As fitas estão sob tensão. NÃO fique diretamente em frente às fitas ao corta-las. Remova a tampa (2). Remova os painéis laterais da caixa erguendo-os sobre o carro (3) NOTA O Carro Deluxe pesa aproximadamente 32,7 Kg e o Carro Básico pesa aproximadamente 24,0 Kg Retirar tanto o Carro Deluxe como o carro Básico pode necessitar de duas ou mais pessoas. Use tesoura para cortar as fitas ao redor do Carro (4) Remova a espuma de cima Retire o carro da caixa e remova o saco plástico Puxe e remova a borda vermelha, localizada sob o lado esquerdo da prateleira de cima para liberar o mecanismo de fechamento. Instruções de Uso 23

26 Instalações ou Montagem do Equipamento Conectando o Cypress ao Carro ADVERTÊNCIA Nunca remova o carro nem o ajuste, a menos que o Cypress esteja conectado com segurança com o Parafuso de Ascensão. Aparelhos periféricos são transportados separadamente e devem ser colocados nas prateleiras do Carro Deluxe. Três jogos de tiras estão incluídos juntamente com o carro e podem ser utilizados para segurar cada aparelho do carro. Instruções de Uso 24

27 Instalações ou Montagem do Equipamento Conectando os Cabos de Força Três cabos de força estão incluídos como o Carro Deluxe e um cabo de força está incluído com o Cypress. Conecte os cabos de força atrás do SEI (suprimento de energia ininterrupto) (1) IMPORTANTE Suprimento de Energia Ininterrupto 1. Leia cuidadosamente este Manual de Uso. O Manual contém informação importante e segura a respeito do uso correto do aparelho 2. Deixe o SEI carregar durante uma noite (12-14 horas) antes de utilizá-lo 3. Utilize o SEI para transportar o Cypress de uma área para outra, enquanto o Cypress permanece em ON (LIGADO). Para aumentar a vida da carga, desligue todos os aparelhos periféricos antes de desconectar o SEI. 4. O SEI NÃO deve ser suprimento de energia do Cypress durante o exame do paciente Conecte o Cabo de força nas entradas localizadas atrás de cada prateleira e conecte-o ao aparelho periférico (2). O cabo de força mais comprido deve ser conectado ao cypress para permitir sua descida ou subida da prateleira de cima. Instruções de Uso 25

28 Operação do Equipamento 5. OPERAÇÃO DO EQUIPAMENTO Para a operação do Sistema Ultra-som de Diagnóstico Cypress, marca ACUSON, é necessário o Treinamento dos operadores no equipamento. O treinamento dos operadores no equipamento deve ser realizado por especialista em aplicação designado pela SIEMENS para tal. Este treinamento já faz parte do pacote de venda do equipamento e deverá ter sua data acertada em comum acordo entre as partes. Os Canais de Comunicação para solicitar o treinamento estão relacionados no final deste Manual. Instruções de Uso 26

29 Operação do Equipamento Operação do Equipamento Ligando e desligando o sistema Cypress Antes de ligar o sistema Cypress certifique-se de que: O cabo de força fornecido esteja inserido com segurança no receptáculo atrás da unidade. O cabo de força esteja firmemente conectado a uma tomada devidamente aterrada Ligando o Sistema Cypress Para LIGAR o sistema: 1. Pressione o interruptor localizado acima do receptáculo do cabo de força. Pressione o lado com do interruptor. O sistema realiza sua seqüência de boot. Quando a tela 2D é exibida, o sistema está pronto para uso. AVISO Nunca desligue o sistema durante o processo de boot, pois isto pode causar um erro fatal. Sempre espere até que a tela de 2D seja exibida antes de DESLIGAR o sistema. Interruptor de força do sistema Cypress Instruções de Uso 27

30 Operação do Equipamento Desligando o Sistema Cypress Para DESLIGAR o sistema: 1. Pressione a tecla de função PACIENTE ou CONFIGURAR. 2. Selecione a opção Desligar. 3. Clique no botão [DESLIGAR]. O sistema mostra a mensagem de desligamento: Aguarde enquanto o sistema grava em disco os dados que não foram salvos. Aguarde até que o sistema exiba esta mensagem: Seu computador já pode ser desligado com segurança. OBSERVAÇÃO: A utilização de Desligar garante que qualquer estudo de paciente ou imagem seja devidamente salvo. Se o comando Desligar não for usado poderá haver demora no boot da próxima vez que o sistema for ligado. 4. DESLIGUE a energia. Pressione lado o do interruptor. A Tela do Menu Desligar Instruções de Uso 28

31 Operação do Equipamento Conectando e utilizando Transdutores Insira o conector do transdutor gentilmente no receptáculo ao lado da unidade. O conector do transdutor é desenhado para permitir uma conexão apropriada. O cabo deve estar sempre virado para baixo. Conectando o transdutor ao sistema Cypress Não force o conector do transdutor no lugar. Caso haja resistência excessiva remova o conector e tente de novo. Ao tentar fazer o exame, se aparecer uma mensagem na tela dizendo que não há nenhum transdutor conectado, o conector do transdutor pode não estar conectado firmemente. Remova o conector e tente novamente. Quando o Cypress é ligado e houver um transdutor inserido, um sinal de áudio indica que o transdutor foi inserido corretamente. Quando o transdutor não estiver em uso, coloque-o no suporte na lateral do sistema. Ao transportar o sistema em um veiculo ou por qualquer distância longa coloque os transdutores em segurança em um estojo separado. Instruções de Uso 29

32 Operação do Equipamento Visão geral do teclado O teclado do sistema Cypress O teclado do sistema Cypress consiste em: Seis teclas de modo Uma tecla <ENTRA> e Trackball Controles deslizantes de compensação tempo/ganho (TGC) O botão principal Quatro botões de janelas variáveis Seis teclas de função Um teclado alfanumérico Instruções de Uso 30

33 Operação do Equipamento Controles do teclado Teclas de modo As teclas de modo incluem 2D, M (Modo M), COR (Mapeamento de fluxo de cor), DC (Doppler de onda contínua), DP (Doppler de onda pulsada), CONG. e SALVAR RÁPIDO (Salva rápido). As teclas de modo Tecla de modo Descrição 2D M (Modo M) COR (Mapeamento o do fluxo de cores) DC (Doppler de onda contínua) A tecla de modo 2D ativa o modo B de imagem setorial. Este é o modo padrão de imagem. Quando outros modos de imagem estão ativos, ou quando um menu está ativo, pressionar a tecla 2D faz o sistema retornar para o modo de imagem 2D em tela cheia. O modo M opera o modo de exame de movimento no tempo. Pressionar M ativa o cursor do Modo M que é movido pelo Trackball. Com o cursor colocado na parte desejada da imagem 2D, pressionar M pela segunda vez ativa a varredura de movimento no tempo. A tecla M então alterna da varredura de movimento no tempo para imagem em tempo real. Para sair do Modo M, pressione 2D. Pressionar a tecla COR ativa o mapeamento do fluxo em cores no setor 2D. A localização do setor de cor pode ser ajustada movendo o Trackball. A tecla COR alterna entre Liga/Desliga; para DESLIGAR o fluxo colorido, pressione a tecla COR novamente. Note que a cor só pode ser LIGADA/DESLIGADA quando estiver ativo seja na exibição em tela cheia ou em tela dividida. O mapeamento do fluxo em cores não funciona no Modo M. A tecla DC ativa o modo Doppler de onda contínua. Pressionar DC ativa o cursor DC, que é movido com o Trackball. Com o cursor colocado na parte desejada da imagem 2D, pressionar DC uma segunda vez ativa a exibição espectral Doppler DC. A tecla DC então alterna da exibição DC para a imagem 2D em tempo real. Para sair do modo Doppler DC, pressione 2D. Instruções de Uso 31

34 Operação do Equipamento Tecla de modo DP (Doppler de onda pulsada) SALVAR RÁPIDO CONGELAR Descrição A tecla DP ativa o modo Doppler de onda pulsada. Pressionar DP ativa o cursor DP, que é movido com o trackball. Com o cursor colocado na parte desejada da imagem 2D, pressionar DP uma segunda vez ativa a exibição espectral Doppler DP. A tecla DP então alterna da exibição DP para a imagem 2D em tempo real. Para sair do modo Doppler DP, pressione 2D. Durante a imagem em tempo real 2D e Fluxo em cores, a tecla SALVAR RÁPIDO salva ciclos cada vez que a tecla é pressionada (o número de ciclos salvos é definido na configuração do sistema). Um laço é definido como: Se estiver utilizando ECG: um único ciclo cardíaco Se não estiver utilizando ECG: um período de tempo Nos modos em tempo real CW Doppler, PW Doppler, ou Modo M, pressionar SALVAR RÁPIDO salva uma única tela de varredura. No modo Congelar, SALVAR RÁPIDO salva a imagem congelada exibida na tela. Também salva ciclos armazenados na memória temporária pressionando SALVAR RÁPIDO, enquanto o ciclo está sendo executado. Enquanto as imagens são armazenadas, o ícone de uma câmera é exibido no canto superior direito da tela. A tecla CONGELAR suspende o exame ativo e exibe na tela a última imagem adquirida como um quadro sem movimento. Use o botão principal para percorrer as imagens paradas para frente e para trás. Para salvar qualquer imagem como ciclo, primeiro gire REPRODUZIR CICLO para exibir o ciclo ou quadro desejado e pressione SALVAR RÁPIDO ou SALVAR. Isto salva a imagem que está sendo exibida. Pressionar CONGELAR uma segunda vez descongela a imagem e retorna para o exame em tempo real. Os ciclos que não tenham sido salvos são perdidos porque os ciclos são armazenados somente na memória temporária. Instruções de Uso 32

35 Operação do Equipamento Trackball e tecla <ENTRAR> Use o trackball para posicionar e apontar cursores na imagem, para desenhar ciclos de medições e para navegar pelos menus. Use a tecla <ENTRAR> para informar dados que foram digitados em menus. Ela também é utilizada para responder a avisos de menus. Em Cálculos, <ENTRAR> é utilizada para fixar os pontos de início e de fim que foram posicionados pelo trackball. Neste manual, clique significa: mover o cursor até o local desejado utilizando o trackball e, em seguida, pressionar a tecla <ENTRAR> Botão principal As várias funções do botão Principal maior acima dos controles TGC dependem do modo ativo no sistema. Para mover pelas configurações disponíveis para um determinado controle, gire o botão. Por exemplo, o botão Principal pode ser utilizado para mover quadro a quadro através de um ciclo. O botão Principal também controla um ou dois parâmetros separados por modo. Pressione o botão para baixo para ativar os diferentes parâmetros. Por exemplo, no modo DC, o botão controla o ganho e o volume DC. Os botões na parte inferior direita da tela exibem as duas opções com Ganho realçado como o controle padrão ativo. Pressione o botão para selecionar Volume; pressione o botão novamente para re-selecionar o Ganho. Utilize o botão Principal para rolar para cima e para baixo quando o relatório do paciente for exibido. Compensação de tempo/ganho (TGC) Os seis controles deslizantes de compensação de tempo/ganho ajustam o ganho relacionado a profundidade da imagem 2D. Os controles deslizantes superiores afetam o campo próximo ao campo médio da imagem. Os controles deslizantes inferiores afetam o campo médio ao campo distante da imagem. Em geral, as configurações de campo próximo devem ser definidas relativamente baixas (à esquerda) e as configurações do campo distante devem ser mais altas (à direita). Consulte a ilustração à esquerda. Instruções de Uso 33

36 Operação do Equipamento Funções do botão Principal As funções do botão por modo estão descritas na Tabela abaixo. Funções do botão principal em cada modo de exame Modo de exame Função no Modo ATIVO Função no Modo CONGELAR 2D Compressão, ganho 2D Procurar, Reproduzir* Modo M (2D Ativado) Compressão, ganho 2D Procurar, Reproduzir* Modo M (T/M ativo) Compressão, ganho Rolar Cor Ganho 2D, ganho de cor Procurar, Reproduzir* DC (2D ativo) Compressão, ganho 2D Procurar, Reproduzir* DC (Espectral ativo) Volume, ganho DC Rolar DP (2D ativo) Compressão, ganho 2D Procurar, Reproduzir* DP (Espectral ativo) Volume, ganho DP Rolar DC com 2D/Cor (2D ativo) DC com 2D/Colorido (Espectral ativo) DP com 2D /Cor (2D ativo) DP com 2D/Colorido (Espectral ativo) Ganho 2D, ganho de cor Volume, ganho DC Ganho 2D, ganho de cor Volume, ganho DP Procurar, Reproduzir* Rolar Procurar, Reproduzir* Rolar Exibir Procurar, Reproduzir* Não disponível * Gire o botão Principal para selecionar as velocidades Normal, Baixa e Alta de reprodução Instruções de Uso 34

37 Operação do Equipamento Como definir a velocidade de reprodução utilizando a função de reprodução Depois que a janela variável REPRODUZIR estiver destacada, o rótulo altera para NORMAL. Isto indica que o sistema utilizará a velocidade normal de reprodução. Para alterar a velocidade de produção gire o botão Principal no sentido anti-horário para selecionar BAIXA e no sentido horário para selecionar RÀPIDA. Esta função está disponível em todas as telas completas dos modos Exibir e Congelar quando REPRODUZIR estiver sendo exibido na janela variável controlada pelo botão Principal. Botões de Janela variável Os quatro botões localizados na parte superior do teclado controlam as janelas variáveis que aparecem ao longo da parte inferior da tela. Essas janelas se alteram com os estados e modos do sistema. Para fazer uma alteração no modo ativo, use o botão Janelas variáveis correspondente. Botões com várias funções A alguns botões são atribuídas várias funções. Isso é designado por um triângulo localizado no canto superior direito do rótulo da janela variável. Para fazer o ciclo pelas funções, pressione o botão correspondente. O nome do rótulo é alterado conforme o botão é pressionado. Por exemplo, no modo ativo DP o quarto botão de janelas variáveis controla o Filtro e a Escala. Pressione o botão da janela variável correspondente para alternar entre as duas opções. O rótulo que é exibido na tela determina qual função está ativa. Instruções de Uso 35

38 Operação do Equipamento Os controles de janelas variáveis por modo são os seguintes: * Essas funções estão disponíveis quando a opção Rede está instalada. ** Essa função está disponível quando a opção Disparo avançado está instalada. *** A tecla Excluir está disponível somente quando a função REPRODUZIR CICLO/REPRODUZIR SÉRIE está ativada, a área estará em branco REPRODUZIR TUDO estiver ativado. Instruções de Uso 36

39 Operação do Equipamento Teclas de função As seis teclas de função estão localizadas acima das teclas alfanuméricas. Pressione a tecla correspondente para habilitar cada função. As teclas de função Tecla de função Descrição PACIENTE CONFIGURAR Ativa a tela de entrada de identificação do paciente. Esta tela armazena as entradas para nomes dos pacientes, número de identificação, e outros dados relacionados ao paciente e ao estudo. Somente um estudo de paciente pode estar ativo de cada vez. Ativar um novo estudo de paciente fecha automaticamente o estudo aberto anteriormente. Para sair da tela Paciente, pressione a tecla PACIENTE novamente ou pressione qualquer tecla de modo de exame (exceto COR). Ativa o menu Configuração. Para exibir os subcabeçalhos, clique duas vezes em um cabeçalho. Clique em um subcabeçalho e as opções disponíveis são exibidas na seção à direita do subcabeçalho. Para ajustar as definições, utilize o Trackball, a tecla <ENTRAR> e o teclado alfanumérico. Para sair da tela Configuração, pressione a tecla CONFIGURAÇÃO novamente ou pressione qualquer tecla de exame (exceto COR). Instruções de Uso 37

40 Operação do Equipamento Tecla de função EXIBIR FERRAMENTAS SALVAR (Salvar tudo) CALC (Cálculos) Descrição Ativa um modo de visualização para o estudo atual. Todos os laços e imagens armazenadas do estudo atual são apresentados e reproduzidas. Quando EXIBIR é pressionado, a imagem mais recentemente armazenada é exibida primeiro. A tecla EXIBIR alterna entre exibição em tela cheia e no formato de quatro imagens. Depois de ativar um estudo a partir da LISTA DO PACIENTE ou da LISTA DE ESTUDOS, pressione EXIBIR para exibir as imagens armazenadas. Pressione 2D para sair do modo Exibir. Para retornar à tela Paciente para selecionar outro paciente ou estudo, pressione a tecla PACIENTE. Para sair de Exibir, pressione qualquer tecla de modo de exame (exceto COR). Usada para acessar controles de ajuste de imagem não usados freqüentemente. Pressionar FERRAMENTAS abre uma lista de controles do lado direito da tela. Use o Trackball e a tecla <ENTRAR> para ativar uma opção específica. Com uma opção ativada, faça os ajustes nas configurações utilizando o Trackball e a tecla <ENTRAR>. Para sair de Ferramentas, pressione a tecla FERRAMENTAS novamente. Funciona como um botão Gravar em um VCR só que as imagens são armazenadas digitalmente. SALVAR é uma função ON/OFF. As imagens são armazenadas até que SALVAR seja pressionada uma segunda vez ou até que um limite de tempo predeterminado seja alcançado. Este limite é definido no campo Limite de tempo para salvar no menu Configuração do sistema ou determinado pelo protocolo. Ativa as funções de medição e análise. Se CALC for pressionado durante exames em tempo real, o sistema irá congelar a imagem primeiro e, em seguida, abrir o menu Cálculos. Pressionar CALC uma segunda vez remove da tela o menu Cálculos. Qual menu Cálculos está ativado é determinado pelo modo de exame ativo ou pelo que está sendo revisado. Por exemplo, se estiver ativo, o menu de medições relacionadas será exibido. Instruções de Uso 38

41 Operação do Equipamento O menu Paciente Use o menu paciente para adicionar, editar e excluir informações ou estudos de pacientes. Para exibir o menu Paciente, pressione a tecla de função PACIENTE. Apenas um estudo ou um paciente pode ser aberto por vez. Os estudos de pacientes são lidos a partir do disco rígido do sistema Cypress. Se você estiver utilizando uma unidade OM interna, o estudo deverá ser transferido para o disco rígido para que possa ser lido. Entrar e selecionar um novo nome de paciente automaticamente fecha o estudo ativo. O menu Paciente - Organizado por nome de paciente Instruções de Uso 39

42 Operação do Equipamento O menu Paciente pode ser exibido em dois formatos diferentes: por nome de paciente ou por estudo individual do paciente. Clique no botão [LISTA DE PACIENTES/LISTA DE ESTUDOS] para alternar de um formato de exibição para o outro. O menu Paciente Cada estudo com um item separado Instruções de Uso 40

43 Operação do Equipamento Ícones utilizados no diretório Paciente A tabela abaixo explica os ícones utilizados no diretório Paciente. Ícones do diretório Paciente Ícone Nome Explicação Disco rígido do Cypress Formato Cypress Formato DICOM Formato multimídia Todos os arquivos de pacientes e de estudos armazenados internamente aparecem abaixo do ícone do disco rígido do sistema Cypress. Aparece na frente dos estudos armazenados no formato Cypress. Todos os estudos no sub-diretório do sistema Cypress têm esse ícone. O ícone fica azul quando o estudo é ativado. Aparece na frente dos estudos armazenados no formato DICOM. Este ícone aparece na frente dos estudos listados no sub-diretório Disco OM. Os estudos listados no sub-diretório Disco OM podem ter o ícone do formato Cypress ou o ícone de formato DICOM na sua frente, dependendo de que formato foi utilizado para salvar o estudo no Disco OM. Note que os estudos armazenados no Disco OM no formato DICOM não podem ser lidos no sistema Cypress - você deve carregar o estudo em um visualizador compatível com DICOM. Uma vez que um estudo for armazenado em um Disco OM no formato DICOM ele não poderá ser alterado de volta para o formato Cypress. Entretanto, um estudo armazenado em um disco OM no formato Cypress pode ser recarregado no sistema e depois salvo no formato DICOM. Aparece na lista Paciente/ Estudo quando os estudos são transferidos para o disco OM no formato Multimídia. Instruções de Uso 41

44 Operação do Equipamento Ícone Nome Explicação Paciente Disco OM Aparece na frente dos nomes dos pacientes. O ícone fica azul quando um estudo do paciente é ativado. Todos os arquivos e estudos do paciente armazenados no disco OM inserido no momento aparecem abaixo do ícone do disco OM. Quando um disco é inserido na unidade OM a quantidade de espaço livre no disco é listado no diretório. Ícones do diretório Paciente Instruções de Uso 42

45 Operação do Equipamento Explicação dos botões do menu Paciente A tabela abaixo descreve cada botão na tela do menu da guia Paciente. Note que nem todos os botões estão ativos o tempo todo. Apenas os botões que estão ativos são exibidos. Botões do menu Paciente Botão [ATIVAR/DESATIVAR] [EDITAR] [REMOVER] [NOVO PACIENTE] [NOVO ESTUDO] [LISTA DE PACIENTES/ LISTA DE ESTUDOS] [IMPRIMIR] Descrição Ativa ou abre um paciente ou estudo existente que esteja destacado. Abre o menu Paciente para o paciente ou estudo selecionado para editar dados existentes. Remove da lista e do sistema o paciente ou estudo realçado. Abre o menu para adicionar um novo paciente. Inicia um novo estudo para o paciente selecionado (realçado). Alterna entre os dois formatos de exibição do paciente: Cada paciente listado alfabeticamente com todos os seus estudos Cada estudo listado separadamente; a lista pode ser ordenada clicando nos rótulos na parte superior da janela. Por exemplo, para ordenar por data clique no rótulo Data. Um botão [IMPRIMIR] é exibido quando uma impressora jato de tinta compatível está conectada ao sistema Cypress pela porta USB. Instruções de Uso 43

46 Operação do Equipamento Formatos de estudos Os estudos podem ser armazenados em dois formatos. Um ícone a esquerda do estudo mostra em que formato o estudo foi armazenado. Os dois formatos são: Cypress - O formato Cypress que pode ser lido no sistema Cypress. Representado por este ícone: DICOM - O formato universal para estudos de ultra-som. Um estudo pode ser armazenado no formato DICOM, mas não pode ser visualizado no sistema Cypress enquanto estiver no formato DICOM. Representado por este ícone: Multimídia - Os dados de estudo podem ser enviados para um disco OM ou para um computador em um formato Multimídia. As imagens são convertidas em arquivos AVI, e o relatório do paciente é convertido em arquivos RTF (Rich Text Format) que são compatíveis com a maioria dos programas de processamento de texto. Os comentários de áudio são convertidos em arquivos WAV. Representado por este ícone: Expandir pastas de pacientes As pastas de pacientes têm um sinal de mais (+) ou de menos (-) a seu lado: Um sinal de mais significa que há outros estudos sob aquele nome de paciente.clique no sinal de mais para exibir os estudos. O sinal de mais se transformará em um sinal de menos. Para esconder os estudos, clique no sinal de menos. Um sinal de menos significa que todos os estudos daquele paciente estão sendo exibidos (embora possa ser necessário rolar a tela para visualizar todos eles). Para esconder os estudos e exibir apenas o nome do paciente, clique no sinal de menos. Você também pode expandir ou minimizar os estudos sob uma pasta de paciente dando um duplo clique no nome do paciente. Instruções de Uso 44

47 Operação do Equipamento Adicionar e editar pacientes e estudos Adicionar um novo paciente Para adicionar um novo paciente siga estes passos: 1. Pressione a tecla função PACIENTE para exibir a lista Paciente/Estudo. 2. Clique no botão [NOVO PACIENTE] para exibir a tela de pacientes. 3. Use o Trackball ou a tela <TAB> para mover o cursor até o campo Sobrenome e digite o sobrenome do paciente. 4. Use o Trackball ou a tecla <TAB> para mover o cursor até o campo Primeiro nome e digite o primeiro nome do paciente. 5. Se desejado, digite um número de identificação ID (até 64 caracteres). O número de identificação deve ser único (p. ex., a data de nascimento do paciente ou o número do documento). Note que a combinação do sobrenome, nome e número de identificação do paciente devem ser únicos. Instruções de Uso 45

48 Operação do Equipamento 6. Se desejar, digite Data de nascimento, Sexo, Altura, Peso, Pressão arterial, Indicação de estudo e Consentimento # do paciente. 7. O padrão do protocolo é Rotina para selecionar um protocolo, clique na flecha no menu drop-down de Protocolo, selecione um protocolo e pressione <ENTRAR>. 8. Se desejado, digite uma anotação no campo Miscelânea. 9. Defina o status da caixa Adicionar Estudo. Quando a caixa está selecionada, a data e hora atuais do estudo são adicionadas quando o estudo começa. Quando a caixa está desmarcada, a primeira vez que uma imagem é armazenada para este estudo a data e hora são automaticamente colocadas. O padrão é a caixa selecionada. Se estiver adicionando um grupo de pacientes antes de realmente conduzir os estudos (por exemplo, você pode querer adicionar todos os pacientes que irá atender no dia seguinte), desmarque a caixa. Quando salvar uma imagem para estes pacientes, o sistema adicionará a data e a hora do estudo real. Observação: As informações do estudo como Altura, Peso, Pressão arterial, Indicação do estudo, Consentimento #, Protocolo e Miscelânea só podem ser visualizados quando a caixa Adicionar estudo estiver selecionada. 10. Para salvar a nova entrada e permanecer no diretório de estudos do paciente, clique em [OK]. Para sair sem salvar, clique em [CANCELAR]. Para salvar a nova entrada e ir para o modo de exame, pressione a tecla do modo 2D (ou qualquer tecla de modo exceto COR). O paciente agora aparece no diretório de pacientes e estudos. Instruções de Uso 46

Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes

Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes 1 Índice Introdução............................................... 3 Conexão do software ao Computador de Desempenho Wattbike tela padrão Polar e edição

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

Z13 Color Jetprinter Z23 Color Jetprinter Z33 Color Jetprinter

Z13 Color Jetprinter Z23 Color Jetprinter Z33 Color Jetprinter Z13 Color Jetprinter Z23 Color Jetprinter Z33 Color Jetprinter Da instalação até a impressão Da instalação até a impressão para Windows 98, Windows Me, Windows 2000, Mac OS 8.6 à 9.1 e Mac OS X Abril 2001

Leia mais

Controle remoto HP Media (somente em determinados modelos) Guia do Usuário

Controle remoto HP Media (somente em determinados modelos) Guia do Usuário Controle remoto HP Media (somente em determinados modelos) Guia do Usuário Copyright 2008 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows e Windows Vista são marcas comerciais ou registradas da Microsoft

Leia mais

Motorola Phone Tools. Início Rápido

Motorola Phone Tools. Início Rápido Motorola Phone Tools Início Rápido Conteúdo Requisitos mínimos... 2 Antes da instalação Motorola Phone Tools... 3 Instalar Motorola Phone Tools... 4 Instalação e configuração do dispositivo móvel... 5

Leia mais

IRISPen Air 7. Guia Rápido. (Windows & Mac OS X)

IRISPen Air 7. Guia Rápido. (Windows & Mac OS X) IRISPen Air 7 Guia Rápido (Windows & Mac OS X) Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRISPen Air TM 7. Leia este guia antes de utilizar o scanner e o respectivo software.todas as informações

Leia mais

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de código de barras e separação de documentos

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de código de barras e separação de documentos Este procedimento corresponde ao fluxo de trabalho de Indexação de código de barras e de separação de documentos no programa de treinamento do Capture Pro Software. As etapas do procedimento encontram-se

Leia mais

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado.

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado. 1 Área de trabalho O Windows XP é um software da Microsoft (programa principal que faz o Computador funcionar), classificado como Sistema Operacional. Abra o Bloco de Notas para digitar e participar da

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8

CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8 CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8 1) No sistema operacional Microsoft Windows 8, uma forma rápida de acessar o botão liga/desliga é através do atalho: a) Windows + A. b) ALT + C. c) Windows + I. d) CTRL +

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção Este procedimento corresponde ao fluxo de trabalho de Indexação de OCR com separação de código de correção no programa de treinamento do Capture Pro Software. As etapas do procedimento encontram-se na

Leia mais

Instalando a Bateria, Cartão SIM e de memória Realizar Chamada Atendendo uma chamada

Instalando a Bateria, Cartão SIM e de memória Realizar Chamada Atendendo uma chamada Instalando a Bateria, Cartão SIM e de memória Desligue sempre o telefone e tire o carregador quando for inserir ou remover um cartão SIM, um cartão de memória ou bateria do telefone. Remova a Tampa da

Leia mais

Como Iniciar. Nokia N76

Como Iniciar. Nokia N76 Como Iniciar Nokia N76 Nokia N76 Introdução Teclas e componentes (frente e parte interna) Neste manual denominado Nokia N76. 1 Tecla externa direita 2 Tecla central 3 Tecla externa esquerda 4 Câmera secundária

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital

MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital DEZEMBRO / 2010 NEXTCALL GRAVADOR TELEFÔNICO DIGITAL Obrigado por adquirir o NextCall. Este produto foi desenvolvido com o que há de mais atual em

Leia mais

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados. Guia de Instalação

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados. Guia de Instalação Leia antes de utilizar Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados Guia de Instalação Leia este guia antes de abrir o pacote do CD-ROM Obrigado por adquirir este software. Antes de abrir

Leia mais

Xerox ColorQube 8700 / 8900 Painel de controle

Xerox ColorQube 8700 / 8900 Painel de controle Painel de controle Os serviços disponíveis podem variar de acordo com a configuração da impressora. Para obter detalhes sobre serviços e configurações, consulte o Guia do Usuário. 3 5 Liberação da porta

Leia mais

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores Attack 1.35 Software de controle e Monitoração de amplificadores 1 Índice 1 Hardware necessário:... 3 1.1 Requisitos do computador:... 3 1.2 Cabos e conectores:... 3 1.3 Adaptadores RS-232 USB:... 4 1.4

Leia mais

X84-X85 Scan/Print/Copy

X84-X85 Scan/Print/Copy X84-X85 Scan/Print/Copy Introdução Junho de 2002 www.lexmark.com Declaração sobre informações de compatibilidade da FCC (Federal Communications Commission) Este produto está em conformidade com os limites

Leia mais

Manual de instruções da unidade da impressora

Manual de instruções da unidade da impressora Manual de instruções da unidade da impressora Para Windows 7 DS-RX1 Ver.1.01 Em relação aos direitos autorais Os direitos autorais para o Manual de Instruções da Unidade da Impressora DS-RX1, a Unidade

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Primeiro contato com a Impressora Fiscal, a ECF chegou e agora?

STK (Start Kit DARUMA) Primeiro contato com a Impressora Fiscal, a ECF chegou e agora? O que será abordado neste SKT: STK (Start Kit DARUMA) Primeiro contato com a Impressora Fiscal, a ECF chegou e agora? Verificando o papel. Verificando se o ECF está inicializado, caso não esteja como proceder.

Leia mais

Capture Pro Software. Introdução. A-61640_pt-br

Capture Pro Software. Introdução. A-61640_pt-br Capture Pro Software Introdução A-61640_pt-br Introdução ao Kodak Capture Pro Software e Capture Pro Limited Edition Instalando o software: Kodak Capture Pro Software e Network Edition... 1 Instalando

Leia mais

RUGOSÍMETRO DE SUPERFÍCIE ITRPSD-100

RUGOSÍMETRO DE SUPERFÍCIE ITRPSD-100 RUGOSÍMETRO DE SUPERFÍCIE ITRPSD-100 1. Introdução Geral O rugosímetro de superfície TIME TR100/TR101 é uma nova geração de produto desenvolvido por TIME Group Inc. Tem como características uma maior

Leia mais

Diferentes modos para visualizar gravações no Software HMS Client

Diferentes modos para visualizar gravações no Software HMS Client Diferentes modos para visualizar gravações no Software HMS Client O Software HMS Client permite visualização de imagens de 3 maneiras diferentes: Imagens dos dispositivos (Mini Câmeras e NVRs) gravadas

Leia mais

P á g i n a 2. Avisos Importantes

P á g i n a 2. Avisos Importantes P á g i n a 1 P á g i n a 2 Avisos Importantes Todas as instruções contidas neste manual devem ser seguidas, caso contrário o produto perderá a garantia. Faça primeiro as conexões dos cabos de alimentação

Leia mais

5 Botão de seta para a direita. Salvar definições. 7 Botão de seta para esquerda. 8 Botão Voltar Retornar à tela anterior.

5 Botão de seta para a direita. Salvar definições. 7 Botão de seta para esquerda. 8 Botão Voltar Retornar à tela anterior. Referência rápida Aprender sobre a impressora usando o painel de controle 3 9 8 7 6 5 4 Utilize Para Botão Menus Abrir os menus. Esses menus só ficam disponíveis quando a impressora está no estado Pronto.

Leia mais

Memória da impressora

Memória da impressora Memória da impressora Gerenciando a memória 1 Sua impressora vem com, pelo menos, 32 MB de memória. Para determinar a quantidade de memória instalada atualmente em sua impressora, selecione Imprimir Menus

Leia mais

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP Guia de instalação do software HP LaserJet Enterprise M4555 MFP Series Guia de instalação do software Direitos autorais e licença 2011 Copyright Hewlett-Packard Development

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Sumário. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRIScan TM Mouse 2.

Sumário. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRIScan TM Mouse 2. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRIScan TM Mouse 2. As descrições fornecidas nesta documentação são baseadas nos sistemas operacionais Windows 7 e Mac OS X Mountain Lion. Leia

Leia mais

400W. Guia de instalação. Por favor, leia esta guia antes de utilizar o produto. 1 Desembale o projetor. Controle remoto e pilhas Cabo de computador

400W. Guia de instalação. Por favor, leia esta guia antes de utilizar o produto. 1 Desembale o projetor. Controle remoto e pilhas Cabo de computador PowerLite 400W Guia de instalação Por favor, leia esta guia antes de utilizar o produto. 1 Desembale o projetor O seu projetor vem acompanhado destes itens: Projetor e tampa da lente Cabo de eletricidade

Leia mais

Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Versão 3.6

Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Versão 3.6 Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro Versão 3.6 O Gerenciador é um Software para ambiente Windows que trabalha em conjunto com o Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro, através de

Leia mais

Manual do usuário da impressora Xerox Phaser 6180MFP

Manual do usuário da impressora Xerox Phaser 6180MFP Manual do usuário da impressora Xerox Phaser 6180MFP IMPORTANTE - Evite abrir a impressora.. Há várias peças sensíveis neste equipamento e qualquer dano à integridade física do mesmo não será coberto pela

Leia mais

Language Teacher Eletrônico Portátil, Sistema Completo de Tradução de Texto, Dicionário Falante, Tradutor e Áudio-livro de expressões

Language Teacher Eletrônico Portátil, Sistema Completo de Tradução de Texto, Dicionário Falante, Tradutor e Áudio-livro de expressões Language Teacher Eletrônico Portátil, Sistema Completo de Tradução de Texto, Dicionário Falante, Tradutor e Áudio-livro de expressões GUIA DE INÍCIO RÁPIDO Partner, itravl, jetbook, LingvoSoft, Language

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

Manual do Usuário QL-700

Manual do Usuário QL-700 Manual do Usuário QL-700 Certifique-se de ler e compreender este manual antes de usar a máquina. Recomendamos que você mantenha este manual em local acessível para referência futura. www.brother.com.br

Leia mais

GUIA DE INICIAÇÃO RÁPIDA

GUIA DE INICIAÇÃO RÁPIDA GUIA DE INICIAÇÃO RÁPIDA 1. REMOVA A TAMPA TRASEIRA 2. INSERIR O CARTÕES SIM EO CARTÃO DE MEMÓRIA 3. INSIRA A BATERIA 4. CARREGUE A BATERIA POR 8 HORAS ANTES DE LIGAR 5. LIGUE O TELEFONE E AGUARDE A CONFIGURAÇÃO

Leia mais

2 de maio de 2014. Remote Scan

2 de maio de 2014. Remote Scan 2 de maio de 2014 Remote Scan 2014 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto. Conteúdo 3 Conteúdo...5 Acesso ao...5

Leia mais

Guia de Instalação Rápida PCTV HD PRO STICK

Guia de Instalação Rápida PCTV HD PRO STICK Guia de Instalação Rápida PCTV HD PRO STICK I Conteúdo do Pacote: Sintonizador PCTV USB Antena Telescópica CD Instalação PCTV Cabo extensor USB CD Studio 10 Quickstart Adaptador de Entrada A/V Controle

Leia mais

ENERGIA DA BATERIA & GERENCIAMENTO DA ENERGIA

ENERGIA DA BATERIA & GERENCIAMENTO DA ENERGIA C A P Í T U L O T R Ê S ENERGIA DA BATERIA & GERENCIAMENTO DA ENERGIA Neste capítulo, você aprenderá os fundamentos do gerenciamento de energia e como usá-los para adquirir uma vida média da bateria mais

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO AQUARIUS STRAP

MANUAL DO USUÁRIO AQUARIUS STRAP MANUAL DO USUÁRIO AQUARIUS STRAP Índice Características 1 Precauções.. 1 Aviso. 1 Botões e Funções 2 Operação Básica.. 2 Menu Principal. 3 Modo músicas.. 3 Modo relógio. 5 Modo cronômetro. 6 Modo vídeos..

Leia mais

MiniPENTV ISDB-T USB TV Dongle. Manual do Usuário

MiniPENTV ISDB-T USB TV Dongle. Manual do Usuário MiniPENTV ISDB-T USB TV Dongle Manual do Usuário 1. Instalação 1. Conector USB: Insira o conector a uma porta USB livre do seu computador. 2. Conector da Antena: Conecte a Antena que acompanha o produto

Leia mais

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Conteúdo 3 Introdução 4 Visão geral da instalação 4 Passo 1: Buscar atualizações 4 Passo 2: Preparar o Mac para Windows 4 Passo 3: Instalar o Windows no seu

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. para tv TV101

MANUAL DO USUÁRIO. para tv TV101 MANUAL DO USUÁRIO adaptador android para tv TV101 Índice Exibição do Produto 03 Instruções para Uso 03 Menu Principal 04 Configurações de Wi-Fi 04 Navegando por Arquivo ou Pasta 05 Conexão USB 06 Instalando/

Leia mais

MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO

MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO 2015 MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO Passo 1: O primeiro passo é determinar qual versão do Sensor de Ângulo foi incluído no seu kit. Existe uma versão Direita

Leia mais

RELÓGIO FILMADORA SPORT Manual de Uso

RELÓGIO FILMADORA SPORT Manual de Uso RELÓGIO FILMADORA SPORT Manual de Uso 1. Conhecendo o produto 1: Ajuste hora relogio 2: Microfone 3: Camera 4: Botão para Video 5: Entrada USB 6: Botão para Foto e Audio 7: Luz indicadora de função 2.

Leia mais

Conhecendo seu telefone

Conhecendo seu telefone Conhecendo seu telefone Fone de ouvido Tecla de navegação S Lentes da câmera Tecla virtual esquerda Teclas de volume Tecla Enviar N Tecla virtual direita Tecla Menu M Tecla Finalizar O Porta da bateria

Leia mais

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Índice 3 Introdução 4 Requisitos Necessários 5 Visão Geral da Instalação 5 Passo 1: Buscar atualizações 5 Passo 2: Preparar o Mac para Windows 5 Passo 3: Instalar

Leia mais

Obrigado por comprar este tablet. Por favor, leia e guarde todas as instruções de operação antes de utilizar o aparelho.

Obrigado por comprar este tablet. Por favor, leia e guarde todas as instruções de operação antes de utilizar o aparelho. Manual em Portugues Prefácio Obrigado por comprar este tablet. Por favor, leia e guarde todas as instruções de operação antes de utilizar o aparelho. I. Nota 1. Evite deixar cair o aparelho ou agitar com

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Capture Pro Software. Guia de referência. A-61640_pt-br

Capture Pro Software. Guia de referência. A-61640_pt-br Capture Pro Software Guia de referência A-61640_pt-br Iniciando o Kodak Capture Pro Software Este guia foi projetado para fornecer instruções simples para início rápido, incluindo a instalação e a inicialização

Leia mais

GUIA PRÁTICO do dbadge2 Dosímetro Pessoal de Ruídos

GUIA PRÁTICO do dbadge2 Dosímetro Pessoal de Ruídos GUIA PRÁTICO do dbadge2 Dosímetro Pessoal de Ruídos O dbadge2 foi criado para tornar as medições pessoais de exposição a ruídos mais simples do que nunca, além de contar com até três dosímetros simultâneos

Leia mais

Guia de Referência Rápida de Operação

Guia de Referência Rápida de Operação Guia de Referência Rápida de Operação Projetor Proinfo GIPM.04/2U Guia de Referência Rápida de Operação LS-5580 Projetor Proinfo 69.000.70207-1 Guia de Referência Rápida de Operação Projetor Proinfo 1-2

Leia mais

Manual da AGENDA GRACES 2011

Manual da AGENDA GRACES 2011 1 Agenda Graces Manual da AGENDA GRACES 2011 O Sistema Agenda Graces integrada ao Sistema Graces e Agenda Graces Grátis foi desenvolvido pela empresa Quorum Informática. Este Manual tem por objetivo atender

Leia mais

V O C Ê N O C O N T R O L E.

V O C Ê N O C O N T R O L E. VOCÊ NO CONTROLE. VOCÊ NO CONTROLE. O que é o Frota Fácil? A Iveco sempre coloca o desejo de seus clientes à frente quando oferece ao mercado novas soluções em transportes. Pensando nisso, foi desenvolvido

Leia mais

Seu manual do usuário COMPAQ TOUCHSMART TX2-1040BR http://pt.yourpdfguides.com/dref/3195523

Seu manual do usuário COMPAQ TOUCHSMART TX2-1040BR http://pt.yourpdfguides.com/dref/3195523 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para COMPAQ TOUCHSMART TX2-1040BR. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a

Leia mais

ZTE MF110 Modem USB HSUPA Guia de Referência Rápida. CEP: 06460-090 http://www.ztebrasil.com.br

ZTE MF110 Modem USB HSUPA Guia de Referência Rápida. CEP: 06460-090 http://www.ztebrasil.com.br ZTE MF110 Modem USB HSUPA Guia de Referência Rápida ZTE do Brasil, Comércio, Serviços e Participações LTDA. CEP: 06460-090 http://www.ztebrasil.com.br Alameda Juari, 522 Tamboré, Barueri - SP Introdução

Leia mais

Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador

Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador Índice 1. Introdução... 2 2. Requisito do Sistema... 2 3. Instalar Ladibug... 3 4. Ligação... 6 5. Iniciar a utilização do Ladibug...

Leia mais

0. Introdução aos servidores SGI 1200

0. Introdução aos servidores SGI 1200 0. Introdução aos servidores SGI 1200 O objetivo deste documento é ajudá-lo a desembalar, conectar e ligar o novo servidor SGI. Embora a família de servidores SGI 1200 seja composta de vários modelos,

Leia mais

Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8

Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8 Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8 Este arquivo ReadMe contém as instruções para a instalação dos drivers de impressora PostScript e PCL

Leia mais

ZTE MF110 Modem USB HSUPA Guia de Referência Rápida

ZTE MF110 Modem USB HSUPA Guia de Referência Rápida ZTE MF110 Modem USB HSUPA Guia de Referência Rápida ZTE do Brasil, Comércio, Serviços e Participações LTDA. Alameda Juari, 522 Tamboré, Barueri - SP CEP: 06460-090 http://www.ztebrasil.com.br MF110 快 速

Leia mais

Inspiron 23 Manual do proprietário

Inspiron 23 Manual do proprietário Inspiron 23 Manual do proprietário Modelo do computador: Inspiron 23 Modelo 5348 Modelo normativo: W10C Tipo normativo: W10C001 Notas, avisos e advertências NOTA: Uma NOTA indica informações importantes

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

CINEMA SB100 alto-falante de barra de som com energia própria

CINEMA SB100 alto-falante de barra de som com energia própria CINEMA SB100 alto-falante de barra de som com energia própria Manual de consulta rápida Obrigado por escolher este produto da JBL O alto-falante de barra de som energizado JBL Cinema SB100 é um sistema

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Ultrassom Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13 Sensor Smart Ultrassom 1. Introdução Os sensores de ultrassom ou ultrassônicos são sensores que detectam

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

2400 Series Primeiros passos

2400 Series Primeiros passos Conteúdo 2400 Series Primeiros passos Consute o Guia do usuário completo no CD para obter informações mais detalhadas sobre as seguintes tarefas: Configurando a impressora Conhecendo a impressora Colocando

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

O produto. Principais Recursos

O produto. Principais Recursos O produto A câmera digital Minimaxx Extreme é leve, compacta e cabe na palma da sua mão. Foi especialmente desenvolvida para registrar suas experiências radicais e suas atividades de lazer. Possui diferentes

Leia mais

1 Desembale o projetor

1 Desembale o projetor PowerLite S6+/78/W6+ Guia de instalação Antes de usar o projetor, leia estas instruções e as instruções de segurança no Manual do usuário incluído no CD. 1 Desembale o projetor O seu projetor vem acompanhado

Leia mais

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 COMO COMEÇAR... 3 5 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 4 6 CADASTRO DE VEÍCULO... 6 7 ALINHAMENTO...

Leia mais

PORTA RETRATO DIGITAL

PORTA RETRATO DIGITAL VC-61 PORTA RETRATO DIGITAL Leia atentamente as informações contidas neste manual antes de usar o aparelho. Índice Precauções Pág: 2 Conhecendo o aparelho Pág: 2 Instruções de uso Pág: 3 Modo Foto Pág:

Leia mais

Guia Rápido de Instalação. VNT 7704 e VNT 7708

Guia Rápido de Instalação. VNT 7704 e VNT 7708 Guia Rápido de Instalação VNT 7704 e VNT 7708 Conteúdo 1. Instale o HD... 3 1.1. Instale o HD... 3 2. Conexões... 3 2.1. Vista traseira do DVR de 04 canais... 3 2.2. Vista traseira do DVR de 08 canais...

Leia mais

Microsoft Windows 7: Guia de primeiros passos

Microsoft Windows 7: Guia de primeiros passos Microsoft Windows 7: Guia de primeiros passos Configure o Windows 7 O seu computador Dell é fornecido pré-configurado com o sistema operacional Microsoft Windows 7. Para configurar o Windows pela primeira

Leia mais

Adenda ao Guia de Consulta Rápida ZoomText 10.1

Adenda ao Guia de Consulta Rápida ZoomText 10.1 Adenda ao Guia de Consulta Rápida ZoomText 10.1 Esta adenda ao Guia de Consulta Rápida ZoomText 10 abrange novas funcionalidades e outras alterações específicas ao ZoomText 10.1. Para obter instruções

Leia mais

mobile PhoneTools Guia do Usuário

mobile PhoneTools Guia do Usuário mobile PhoneTools Guia do Usuário Conteúdo Requisitos...2 Antes da instalação...3 Instalar mobile PhoneTools...4 Instalação e configuração do telefone celular...5 Registro on-line...7 Desinstalar mobile

Leia mais

Brasil. Características da Look 312P. Instalação da Look 312P

Brasil. Características da Look 312P. Instalação da Look 312P Características da Look 312P 1 2 3 Lente Foco manual pelo ajuste da lente. Bolso Você pode colocar o cabo no bolso. Corpo dobrável Ajuste a Look 312P em diferentes posições. Instalação da Look 312P 1.

Leia mais

Controles e funções. Painel frontal. Painel traseiro. Capítulo 2 >> Controles e funções. Botão OK Confirma a seleção.

Controles e funções. Painel frontal. Painel traseiro. Capítulo 2 >> Controles e funções. Botão OK Confirma a seleção. HDPV-C20CV Capítulo 2 >> Controles e funções Controles e funções Painel frontal 1 2 1 2 3 3 4 5 Botão Power ( ) Liga/desliga seu receptor. Botão MENU Exibe o menu. Sai do menu atual ou vai para o menu

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry

MANUAL DO USUÁRIO. Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry MANUAL DO USUÁRIO Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry Software de imagem via celular para sistema operacional BlackBerry Parabéns, você acaba de adquirir um produto

Leia mais

Windows. Atualizar o firmware para unidades de comunicações UT-1. Prepare-se

Windows. Atualizar o firmware para unidades de comunicações UT-1. Prepare-se Atualizar o firmware para unidades de comunicações UT- Windows Obrigado por ter escolhido um produto Nikon. Este guia descreve como atualizar o firmware para unidades de comunicações UT-. Se você não tiver

Leia mais

HP PRO WEBCAM GUIA DO USUÁRIO

HP PRO WEBCAM GUIA DO USUÁRIO HP PRO WEBCAM GUIA DO USUÁRIO v1.0.br Part number: 575739-001 Copyright 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

2.Não use objetos de metal para tocar o aparelho, pode produzir um curto-circuito.

2.Não use objetos de metal para tocar o aparelho, pode produzir um curto-circuito. Manual em Portugues Introdução Obrigado pela sua compra! Por favor, leia estas instruções antes de usar o tablet. Nós não nos fazemos responsáveis pelas conseqüências do uso indevido. Para melhorar o serviço

Leia mais

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário MODEM USB 3G+ WM31 Manual do Usuário 2 Conteúdo 1 Introdução... 3 2 Descrição da Interface do Cliente... 5 3 Conexão... 7 4 SMS... 10 5 Contatos... 14 6 Estatística... 18 7 Configurações... 19 8 SIM Tool

Leia mais

Manual do Usuário do BUFFALO 1Seg DH-ONE/IP

Manual do Usuário do BUFFALO 1Seg DH-ONE/IP 35012164 ver.01 Manual do Usuário do BUFFALO 1Seg DH-ONE/IP 1Seg Receptor de TV Digital para ipod touch/iphone/ipad Obrigado por adquirir o BUFFALO 1Seg DH-ONE/IP. Este Manual do Usuário fornece informações

Leia mais

Guia de referência rápida

Guia de referência rápida PowerLite Pro Z9870UNL/Z10000UNL/ Z10005UNL Guia de referência rápida Este Guia de referência rápida traz instruções rápidas para conexão do seu projetor PowerLite e uso de funções comuns. Para detalhes,

Leia mais

Introdução. Especificações

Introdução. Especificações Introdução O modem USB ZTE MF645 é um modem USB 3G que suporta múltiplos modos de operação e é compatível com redes GSM/ GPRS/ UMTS/ EDGE/ HSDPA/ HSUPA. Este dispositivo possui interface USB para conexão

Leia mais

Câmera Sport HD. Manual do Usuário

Câmera Sport HD. Manual do Usuário Câmera Sport HD Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Leadership, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações necessárias

Leia mais

DESEMBALANDO A IPCAM SECURE300R

DESEMBALANDO A IPCAM SECURE300R Símbolo para Coleta Separada nos Países Europeus Este símbolo indica que este produto deve ser coletado separadamente. O que segue se aplica somente a usuários em países da Europa: Este produto está designado

Leia mais

Help Desk 0800 777 0333

Help Desk 0800 777 0333 Guia do Usuário Equipamento Tipo IV - Samsung SCX-5637FR 1 Este guia se destina a vocês, usuários das impressoras que fazem parte do contrato da CTIS. Ele tem por objetivo auxiliar na obtenção da melhor

Leia mais

Manual do Usuário. Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO

Manual do Usuário. Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO Introdução 3 1. Indicações de segurança 4 2 Instrução ao teclado e aos ícones 6 2.1 Teclado 6 2.2 Ícones 7 3 Instalação 7 3.1 Instalação do sim card 7 3.2 Carregando

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line)

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Criamos, desenvolvemos e aperfeiçoamos ferramentas que tragam a nossos parceiros e clientes grandes oportunidades

Leia mais

Cópia. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Cópia. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Cópia Este capítulo inclui: Cópia básica na página 3-2 Ajustando as opções de cópia na página 3-4 Configuração básica na página 3-5 Ajustes de imagem na página 3-9 Ajustes de posicionamento de imagem na

Leia mais

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO Criação de Conta de Usuário...03 Edição da Conta de Usuário...10 Download do Backup Online Embratel...10 Descrição dos Conjuntos de Cópia de Segurança...19

Leia mais

Impressora Térmica ZK300 UES-QR

Impressora Térmica ZK300 UES-QR Manual de Operação Impressora Térmica ZK300 UES-QR 1-13 1. CONTEÚDO DA CAIXA No interior da caixa você deverá encontrar: Uma Impressora; Um Manual de Operação; Um cabo serial Um Certificado de Garantia;

Leia mais

Manual do usuário. Intelbras isic5 Tablet - Android

Manual do usuário. Intelbras isic5 Tablet - Android Manual do usuário Intelbras isic5 Tablet - Android Intelbras isic5 Tablet - Android Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual irá auxiliá-lo na instalação

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do Usuário Copyright 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft e Windows são marcas registradas da Microsoft Corporation nos EUA. As informações

Leia mais

COLETOR DE DADOS. 1. Verificar ou alterar o modo de interface para avançado COLETOR DE DADOS

COLETOR DE DADOS. 1. Verificar ou alterar o modo de interface para avançado COLETOR DE DADOS COLETOR DE DADOS Objetivo O objetivo deste material é orientar o operador das colhedoras de Cana Série A8000 de como formatar e como operacionalizar o coletor de dados. Descrição O coletor de dados das

Leia mais

Inspiron 14. Manual de serviço. 5000 Series. Modelo do computador: Inspiron 5448 Modelo normativo: P49G Tipo normativo: P49G001

Inspiron 14. Manual de serviço. 5000 Series. Modelo do computador: Inspiron 5448 Modelo normativo: P49G Tipo normativo: P49G001 Inspiron 14 5000 Series Manual de serviço Modelo do computador: Inspiron 5448 Modelo normativo: P49G Tipo normativo: P49G001 Notas, avisos e advertências NOTA: uma NOTA indica informações importantes que

Leia mais