Biomateriais. Catálogo. Biomateriais. Excelência e Evolução

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Biomateriais. Catálogo. Biomateriais. Excelência e Evolução"

Transcrição

1 Biomateriais Excelência e Evolução Catálogo Biomateriais

2 Empresa Linha de Produtos Inovação com qualidade A Bionnovation é uma empresa brasileira especializada na fabricação de biomateriais, que oferece soluções avançadas para a reposição de elementos dentais e reconstrução de tecidos. Com mais de uma década de atuação, foi criada com o compromisso de tornar os benefícios dos enxertos ósseos acessíveis à todos. A principal missão da empresa é oferecer soluções avançadas e inovadoras para trazer o sorriso e o bem-estar de volta as pessoas. Para isso conta com uma completa linha de biomateriais composta por enxertos bovino, enxertos sintéticos, barreiras não absorvíveis e malhas de titânio. Desenvolvidos com tecnologia de ponta, precisão e sob rigoroso controle de qualidade, proporcionando resultados clínicos e estéticos altamente satisfatórios. Bionnovation. Soluções clinicas de excelente resultado, com elevado índice de sucesso e mínimo desconforto para o paciente. Bonefill Bonefill Bloco Hidroxiapatita Hidroxiapatita Bloco Ensaios e Análises A Bionnovation identificou processos especiais em suas etapas de fabricação e realiza ensaios e análises para controlar e validar estes processos, com o objetivo de garantir que os produtos comercializados estejam em conformidade com o projetado. Para os biomateriais são realizados testes de biocompatibilidade, genotoxicidade, carcinogenicidade, toxicidade sistêmica, testes de irritação, sensibilização e efeitos locais pós-implante de acordo com ISO Avaliação Biológica de Dispositivos Médicos. A identificação das fases presentes nos Biomateriais é realizada a partir do ensaio de Difração de Raios-x. Kit Osteótomos / Kit Expansores Expansores Rosqueáveis Pesquisa e Desenvolvimento A Bionnovation com compromisso de qualidade e aprimoramento dos seus produtos está sempre em busca da atualização e inovação de métodos e técnicas científicas, tendo em vista as tendências mais atuais da odontologia. Surgitime PTFE Surgitime Titânio Beta TCP Expansores / Osteótomos Diante desse quadro criamos um Programa de Incentivo à Pesquisa, que visa dar incentivo e suporte á pesquisadores auxiliando-os com a disponibilização de produtos produzidos pela empresa para realização de suas pesquisas. Você pode obter maiores informações através do nosso site ou pelo Inovamos para alcançar a mais alta qualidade e tecnologia possível nos Biomateriais.

3 BONEFILL Enxerto Ósseo Bovino REG. ANVISA SURGITIME TITÂNIO Malha de Titânio REG. ANVISA Bonefill, é um produto implantável, utilizado por profissionais da odontologia em procedimentos de falhas ósseas onde se deseja remodelação óssea. Consiste em estrutura mineral retirada de osso do fêmur bovino, que apresenta estrutura semelhante à do osso humano em sua porção inorgânica visando auxiliar a reconstituição óssea. O osso fresco é desnaturado e triturado, recebendo uma seqüência de banhos que solubilizam as estruturas orgânicas como, por exemplo, células remanescentes, fibras e proteínas, permanecendo assim somente a porção mineral evitando a indução de possíveis processos imunogênicos no organismo. Os produtos constituídos por osso bovino mineralizado têm expectativa de remodelação entre 4 e 6 meses. É um material biocompatível apresentado em granulação adequada e com características osseocondutoras visando auxiliar nos processos de regeneração óssea. Quando aglutinado com soro fisiológico ou sangue do próprio paciente, forma uma matriz mineral com poros adequados para a proliferação celular. No primeiro estágio de cicatrização favorece a migração de células formadoras de osso que sofrem diferenciação pelo contato com a apatita, a porção mineral do osso. A incorporação do enxerto se dá através da neoformação de osso novo oriunda do leito receptor no período de 4 a 6 meses. Destinam-se a técnicas regenerativas em periodontia, implantodontia, cirurgias ortognáticas ou qualquer procedimento cirúrgico que necessite formação de tecido ósseo, como aumento de espessura ou altura em rebordos, preenchimento de seio maxilar, tratamento de defeitos periodontais e recobrimento de roscas expostas em implantes, e no preenchimento de alvéolos após exodontia. A Surgitime Titânio (Malha de titânio) é uma tela de titânio nãoabsorvível confeccionada com Titânio puro (ASTM F-67) e possuem diferentes tamanhos, espessuras e diâmetros de furos. As perfurações existentes na membrana permitem a difusão de fluido intersticial, porém não permitem a invasão de células do tecido conjuntivo e epitelial. Podem ser pré moldadas ao defeito e fixadas com parafusos para enxerto e fixação à superfície óssea. Retângulo 34 x 25 mm - 0,04 mm - Furo: 0,85 mm Devido o titânio puro apresentar-se quimicamente como um material muito similar ao cálcio, a membrana proporciona excelente biocompatibilidade, propriedade oclusiva, permite transmissão de nutrientes, facilidade de utilização, capacidade de manter espaço e possibilidade de vascularização do enxerto pelos dois lados (periósteo e endósseo). A Surgitime Titânio (Malha de titânio) é projetada para garantir a reconstrução tridimensional de defeitos do osso alveolar e facilitar a reposição do osso por meio da fixação adequada do material de reposição. A malha de titânio conforma os contornos do tecido e ainda apresenta rigidez suficiente para manter o espaço sobre o defeito ósseo e o tecido de recobrimento. A permanência necessária para o início da osteocondução é de no mínimo 21 dias. A Surgitime Titânio (malha de titânio) é indicada para procedimentos regenerativos médicos (ortopedia e neurocirurgia) e odontológicos (periodontia, bucomaxilofacial, implantodontia), principalmente para reconstruções ósseas. Nos casos odontológicos recomendamos uma segunda cirurgia para sua remoção, por serem confeccionadas com Titânio puro, pois poderá ocorrer a osseointegração quando utilizada com enxerto ósseo autógeno, dificultando a sua retirada. Enxerto Ósseo Bovino - Granulado Retângulo 34 x 25 mm - 0,04 mm - Furo: 0,15 mm Retângulo 34 x 25 mm - 0,08 mm - Furo: 0,85 mm Tipos de Granulação Granulação Fina de 0,10 a 0,60 mm - 0,50 g Granulação Média de 0,60 a 1,50 mm - 0,50 g Granulação Grossa de 1,50 a 2,50 mm - 0,50 g SURGITIME PTFE Membrana não Absorvível de PTFE Poroso REG. ANVISA Enxerto Ósseo Bovino - Bloco Vantagens e Características Excelente alternativa ao osso autógeno e alógeno; Estrutura porosa permite a penetração de tecido; Absorção lenta que proporciona o aumento da estabilidade do tecido; Fácil de manusear, podendo ser cortado no tamanho desejado; Armazenamento em temperatura ambiente; Seguro e Estéril; A Surgitime PTFE é uma membrana não absorvível, 100% biocompatível, sintética e sem origem animal. Considerada como barreira para regeneração tecidual é indicada para procedimentos regenerativos. As membranas de politetrafluoretileno (PTFE) ou barreiras mecânicas para RTG Regeneração Tecidual Guiada - têm como função impedir a migração de células do epitélio e do tecido conjuntivo, que causariam a inibição do crescimento ósseo, promovendo espaço adequado para a formação de um arcabouço natural de fibrina, precursor do tecido ósseo. A membrana provê um espaço entre o retalho e o tecido ósseo, com a finalidade isolante tecidual favorecendo o crescimento tecidual. Surgitime PTFE possui permeabilidade seletiva através de sua porosidade que permite a nutrição do arcabouço de fibrina, ao mesmo tempo em que impede a passagem de bactérias. Por se tratar de barreira não-absorvível, requer uma segunda intervenção cirúrgica para a retirada do dispositivo, após o período cicatricial. A Surgitime PTFE destina-se a técnicas regenerativas em periodontia, implantodontia ou qualquer procedimento cirúrgico que necessite de barreira mecânica, como tratamento de defeitos periodontais horizontais e verticais, formação de novo osso em rebordos alveolares, proteção contra invaginação epitelial em procedimentos de levantamento de seio e formação de áreas proximais ao redor de implantes odontológicos. Para melhor adaptação ao sítio receptor, pode ser livremente conformada com o auxílio de uma tesoura ou bisturi estéril. Excelentes resultados para uso geral, como aumento vertical e horizontal, defeitos de furca (classe I e II), defeitos intra-ósseos, defeitos peri-implantar, sinus lift, preservação cume entre outros. Retângulo 5 x 10 x 10 mm - 1 unidade Retângulo 10 x 10 x 20 mm - 1 unidade Retângulo 30 x 20 mm - 0,10 mm - 1 unidade Retângulo 30 x 20 mm - 0,25 mm - 1 unidade 16044

4 HIDROXIAPATITA Enxerto Sintético REG. ANVISA BETA TCP Enxerto Sintético REG. ANVISA A hidróxiapatita Ca10 (PO4)6(OH) 2 é o principal componente do tecido ósseo. A hidroxiapatita da Bionnovation é produzida a partir de Hidróxido de Cálcio e Ácido Fosfórico, resultando em partículas radiopacas de diversos tamanhos, que auxiliam no desenvolvimento das células ósseas. Quando em contato com a matriz óssea do receptor comportam-se como arcabouço, facilitando a migração de capilares e células do leito receptor, para se diferenciar dentro desta estrutura calcificada, favorecendo a osteocondução de células formadoras de novo tecido ósseo. Quando aglutinado, principalmente com sangue do próprio paciente, forma um material mineral adequado para a proliferação e invasão endotelial com característica de condutividade do material favorecendo a migração de células formadoras de osso que se diferenciam pelo contato da apatita, porção mineral do osso. A Hidroxiapatita é material de enxerto ósseo indicado com sucesso em cirurgias ortopédicas, craniomaxilofacial e dentária. Recomendada para reparo de defeitos de base do crânio, fusão espinhal e aplicações ortopédicas, além de enxerto ósseo ao redor de implantes dentários, em próteses metálicas de quadril e aumento de altura e largura de rebordo ósseo para colocação de implante. Beta Fosfato Tricálcio (ß-TCP) de fase pura (Ca3(PO4)2) é uma cerâmica granulada sintética, reabsorvível feita a partir de Hidróxido de Cálcio (Ca(OH)2), Ácido Fosfórico (H3PO4), cuja proporção de Ca3(PO4)2 é 91,67%, segundo teste de Difração de Raios X. É utilizado como matriz para substituição ou modificação do tecido ósseo, pois apresenta identidade, em termos de composição, com a matriz óssea e permite a restauração deste tecido através do processo de osteocondução. Quando aglutinado com sangue do próprio paciente, forma uma matriz mineral com poros adequados para a proliferação celular. No primeiro estágio de cicatrização, favorece a migração de vasos através das porosidades, ocorrendo em seguida a migração de células formadoras de osso que sofrem diferenciação pelo contato com a porção mineral do osso. O Beta TCP é uma biocerâmica sintética, eletiva para técnicas regenerativas em Periodontia, Implantodontia, Ortopedia ou procedimentos cirúrgicos médico e odontológico que necessitem de formação de tecido ósseo. É um biomaterial de enxerto ósseo, designado para o preenchimento e/ou reconstrução de defeitos de paredes ósseas, traumáticos ou degenerativos, aumento de cristas alveolares atrofiadas, preenchimento periodontal ou ósseo alveolar, alveolos dentários e osteotomias, assim como recobrimento de espiras expostas de implantes. Enxerto Sintético - Granulado Enxerto Sintético - Granulado Tipos de Granulação Granulação de 0,05 a 0,10 mm - 0,50 g Tipo de Granulação Granulação de 0,35 a 0,40 mm - 0,50 g Granulação de 0,10 a 0,50 mm - 0,50 g Granulação de 0,50 a 0,60 mm - 0,50 g Granulação de 0,70 a 0,80 mm - 0,50 g Granulação de 0,90 a 1,00 mm - 0,50 g Granulação 1,41 mm - 0,50 g EXPANSORES / OSTEÓTOMOS Enxerto Sintético - Bloco Broqueiro Vantagens e Características Expansor auto-roscante 1,70 mm - 2,40 mm Biocompátivel; Excepcional resistência mecânica; Radiopaco; Ausência de reações inflamatórias; Porosidade elevada; Fácil manuseio. Retângulo 5 x 10 x 10 mm - 1 unidade Retângulo 10 x 10 x 20 mm - 1 unidade Kit Osteótomo Kit Expansor Martelo Expansor auto-roscante 2,00 mm - 3,10 mm Expansor auto-roscante 2,50 mm - 3,40 mm Expansor auto-roscante 2,80 mm - 3,90 mm 13116

5 bionnovation.com.br FÁBRICA BAURU Rua Laureano Garcia, Distrito Industrial II Bauru - SP Tel / / FILIAL SÃO PAULO Rua José Maria Lisboa 860-1º Andar - Jardim Paulista São Paulo - SP Tel / FILIAL BELO HORIZONTE Rua Alagoas, Loja 23 C - Savassi Belo Horizonte - MG Tel FILIAL JUIZ DE FORA Av. Barão do Rio Branco, Centro Juiz de Fora - MG Tel FILIAL UBERLÂNDIA Av. João Naves de Ávila, Sala Centro - Uberlândia - MG Tel / FILIAL SALVADOR Rua Altino Serbeto de Barros, Salas 107/108 - Itaigara Salvador - BA Tel / /bionnovation /bionnovationimplantes 2014 Bionnovation Biomedical Rev.01/ Produtos sujeitos a alterações sem aviso prévio. As figuras são apenas de caráter illustrativo. imagembrasilproducoes.com.br

MEGA IMERSÃO EM RECONSTRUÇÃO TECIDUAL ESTÉTICA PERI-IMPLANTAR SÃO PAULO

MEGA IMERSÃO EM RECONSTRUÇÃO TECIDUAL ESTÉTICA PERI-IMPLANTAR SÃO PAULO MEGA IMERSÃO EM RECONSTRUÇÃO TECIDUAL ESTÉTICA PERI-IMPLANTAR SÃO PAULO Data: 19 a 23 de agosto de 2013. PROFESSORES Prof. Dr. Júlio César Joly Especialista em Periodontia CFO Mestre e Doutor em Clínica

Leia mais

Instruções de Uso TCP DENTAL HP

Instruções de Uso TCP DENTAL HP Visando a praticidade e facilidade ao acesso às instruções de uso, a Ortech Medical está disponibilizando os documentos para download no site: www.ortechmedical.com.br. IMPORTANTE: Para baixar as instruções

Leia mais

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética

Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Manipulação de Tecido Mole ao Redor de Implantes na Zona Estética Figura 9 1A Diagrama de secção transversal mostrando um implante no local do incisivo. A forma côncava do rebordo vestibular é evidenciada.

Leia mais

ODONTOLOGIA. Baumer. Líder no Brasil. Forte no mundo. Enxertos Ósseos e Barreiras Biológicas LINHA DE ENXERTOS ÓSSEOS. SOLUÇÃO PARA: Odontologia

ODONTOLOGIA. Baumer. Líder no Brasil. Forte no mundo. Enxertos Ósseos e Barreiras Biológicas LINHA DE ENXERTOS ÓSSEOS. SOLUÇÃO PARA: Odontologia Enxertos Ósseos e Barreiras Biológicas SOLUÇÃO PARA: Odontologia ODONTOLOGIA TECNOLOGIA PARA: Implantodontia, Periodontia, Endodontia e Bucomaxilo. Vista Aérea - Parque Industrial Baumer - Mogi Mirim -

Leia mais

O uso do substituto ósseo xenogênico em bloco OrthoGen em procedimento de enxertia intraoral. Avaliação clínica e histológica.

O uso do substituto ósseo xenogênico em bloco OrthoGen em procedimento de enxertia intraoral. Avaliação clínica e histológica. O uso do substituto ósseo xenogênico em bloco OrthoGen em procedimento de enxertia intraoral. Avaliação clínica e histológica. Fábio Gonçalves 1 Resumo O objetivo deste estudo é apresentar um caso clínico

Leia mais

Objetivos. Diferenciais. Módulos IMERSÃO EM RECONSTRUÇÃO PERI-IMPLANTAR CURSOS 2016

Objetivos. Diferenciais. Módulos IMERSÃO EM RECONSTRUÇÃO PERI-IMPLANTAR CURSOS 2016 CURSOS 2016 IMERSÃO EM RECONSTRUÇÃO PERI-IMPLANTAR Objetivos Discutir a importância da reconstrução tecidual peri-implantar; Definir protocolos terapêuticos em diferentes etapas do tratamento peri-implantar;

Leia mais

DOSSIER. Biomateriais. Recriar a Biologia. Texto: ANA ALBERNAZ. 28 www.saudeoral.pt

DOSSIER. Biomateriais. Recriar a Biologia. Texto: ANA ALBERNAZ. 28 www.saudeoral.pt Biomateriais Recriar a Biologia Texto: ANA ALBERNAZ 28 Mesmo em época de crise económica em que o investimento em Investigação e desenvolvimento abrandou, continuam a surgir novos diária e cujo valor é

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DA PROTEÍNA MORFOGENÉTICA RECOMBINANTE SINTÉTICA TIPO 2 PARA RECOSNTRUÇÃO DE MAXILA ATRÓFICA. DESCRIÇÃO DA TÉCNICA E RELATO DE UM CASO

A UTILIZAÇÃO DA PROTEÍNA MORFOGENÉTICA RECOMBINANTE SINTÉTICA TIPO 2 PARA RECOSNTRUÇÃO DE MAXILA ATRÓFICA. DESCRIÇÃO DA TÉCNICA E RELATO DE UM CASO A UTILIZAÇÃO DA PROTEÍNA MORFOGENÉTICA RECOMBINANTE SINTÉTICA TIPO 2 PARA RECOSNTRUÇÃO DE MAXILA ATRÓFICA. DESCRIÇÃO DA TÉCNICA E RELATO DE UM CASO AUTORES: André Zétola Rafaela Larson Introdução A procura

Leia mais

Medbone da Ideia à Prática

Medbone da Ideia à Prática Medbone da Ideia à Prática V xåecdd Cascais 27 e 28 de outubro 1ª Conferência Ibérica de Empreendedorismo 28 de Outubro 2011 Especialistas em Reparação e Regeneração Óssea Toda a informação contida neste

Leia mais

ANATOMIA DO PERIODONTO

ANATOMIA DO PERIODONTO INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação DISCIPLINA DE PERIODONTIA ANATOMIA DO PERIODONTO Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2012 PERIODONTO DE SUSTENTAÇÃO Ligamento

Leia mais

A hidroxiapatita (HA) é um constituinte natural dos ossos e possui de 30% a. 70% da massa dos ossos e dos dentes. Além de ter grande importância na

A hidroxiapatita (HA) é um constituinte natural dos ossos e possui de 30% a. 70% da massa dos ossos e dos dentes. Além de ter grande importância na 13 2 Hidroxiapatita 2.1. Aplicações biomédicas da hidroxiapatita A hidroxiapatita (HA) é um constituinte natural dos ossos e possui de 30% a 70% da massa dos ossos e dos dentes. Além de ter grande importância

Leia mais

Catálogo de. Produtos

Catálogo de. Produtos Catálogo de Produtos Índice Introdução 5 Implantes Auto-Rosqueável Inserção Direta ID Auto-Rosqueável Standard STD Auto-Rosqueável Cônico HI Expansor Ósseo Wedge Mini-Implante Ortodôntico Ancodent Provisório

Leia mais

Qual o estado atual das reabilitações de maxilas atróficas com osseointegração?

Qual o estado atual das reabilitações de maxilas atróficas com osseointegração? Qual o estado atual das reabilitações de maxilas atróficas com osseointegração? Hugo Nary Filho responde O tratamento do edentulismo maxilar, com a utilização de implantes osseointegráveis, vem experimentando

Leia mais

Há mais de 30 anos semeando sorrisos no Brasil e, agora, no mundo todo.

Há mais de 30 anos semeando sorrisos no Brasil e, agora, no mundo todo. Há mais de 30 anos semeando sorrisos no Brasil e, agora, no mundo todo. A Dentoflex vai ainda mais longe A Dentoflex está no mercado odontológico há mais de 30 anos e não para de se reiventar. Para ser

Leia mais

Omiderm é o produto mais próximo à pele humana que você pode utilizar enquanto não produzir a sua própria.

Omiderm é o produto mais próximo à pele humana que você pode utilizar enquanto não produzir a sua própria. Omiderm é o produto mais próximo à pele humana que você pode utilizar enquanto não produzir a sua própria. Dr. Theodore Tromovich Burlingame CA. Mais que um curativo, Omiderm é o resultado de todo um trabalho

Leia mais

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Odontologia da UNIP. Ano Letivo de 2013 (segundo semestre)

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Odontologia da UNIP. Ano Letivo de 2013 (segundo semestre) EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Odontologia da UNIP Recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, de acordo com

Leia mais

ANATOMIA HUMANA I. Sistema Esquelético. Prof. Me. Fabio Milioni

ANATOMIA HUMANA I. Sistema Esquelético. Prof. Me. Fabio Milioni ANATOMIA HUMANA I Sistema Esquelético Prof. Me. Fabio Milioni FUNÇÕES Sustentação Proteção Auxílio ao movimento Armazenamento de minerais Formação de células sanguíneas 1 CLASSIFICAÇÃO DOS OSSOS Longos

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

Catálogo de Produtos. www.eurosiliconebrasil.com.br. /EurosiliconeBrasil

Catálogo de Produtos. www.eurosiliconebrasil.com.br. /EurosiliconeBrasil Catálogo de Produtos 2014 Eurosilicone Brasil Al. Araguaia, 230, Alphaville Barueri SP 06455-000, Brasil +55 (11) 3525 3001 SAC 0800 6033525 contato@eurosilicone.com.br www.eurosiliconebrasil.com.br /EurosiliconeBrasil

Leia mais

DISCIPLINA DE PATOLOGIA GERAL REPARO TECIDUAL. Regeneração, cicatrização e fibrose. http://lucinei.wikispaces.com

DISCIPLINA DE PATOLOGIA GERAL REPARO TECIDUAL. Regeneração, cicatrização e fibrose. http://lucinei.wikispaces.com DISCIPLINA DE PATOLOGIA GERAL REPARO TECIDUAL Regeneração, cicatrização e fibrose http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 Reparação Tecidual "Processo de reposição do tecido

Leia mais

Os seus dentes, naturalmente. sãos. PRGF -Endoret BENEFÍCIOS DO PLASMA RICO EM FATORES DE CRESCIMENTO bioseguro 100 % autólogo patenteado

Os seus dentes, naturalmente. sãos. PRGF -Endoret BENEFÍCIOS DO PLASMA RICO EM FATORES DE CRESCIMENTO bioseguro 100 % autólogo patenteado Os seus dentes, naturalmente sãos PRGF -Endoret BENEFÍCIOS DO PLASMA RICO EM FATORES DE CRESCIMENTO bioseguro 100 % autólogo patenteado PRGF -Endoret O QUE É O PLASMA RICO EM FACTORES DE CRESCIMENTO? INVESTIGAÇÃO

Leia mais

8º Curso de Aperfeiçoamento em Implantologia e Prótese sobre Implantes (2014)

8º Curso de Aperfeiçoamento em Implantologia e Prótese sobre Implantes (2014) 8º Curso de Aperfeiçoamento em Implantologia e Prótese sobre Implantes (2014) ESTA PÓS GRADUAÇÃO DESTINA-SE A TODOS OS MÉDICOS DENTISTAS QUE PRETENDAM INICIAR OU APROFUNDAR CONHECIMENTOS NA ÁREA DE REABILITAÇÃO

Leia mais

IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PACIENTE DR. MARCOLINO ANTONIO PELLICANO DR. BENEDITO UMBERTO BUENO

IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PACIENTE DR. MARCOLINO ANTONIO PELLICANO DR. BENEDITO UMBERTO BUENO IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PACIENTE DR. MARCOLINO ANTONIO PELLICANO DR. BENEDITO UMBERTO BUENO 1 IMPLANTES OSSEOINTEGRADOS PORQUE PODEM SER COLOCADOS QUANDO PODEM SER COLOCADOS COMO

Leia mais

Buco Maxilo Facial. Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4

Buco Maxilo Facial. Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Buco Maxilo Facial Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Sistema de Buco Maxilo Facial Os princípios biomecânicos da osteossíntese com placas aplicável a mandíbula culminou

Leia mais

Implantes Dentários Osseointegrados - Extensão em Implantodontia -Fase Cirúrgica

Implantes Dentários Osseointegrados - Extensão em Implantodontia -Fase Cirúrgica Implantes Dentários Osseointegrados - Extensão em Implantodontia -Fase Cirúrgica SIEXBRASIL: 17707 Área Temática Principal: Saúde Área Temática Secundária: Atenção à saúde e qualidade de vida das pessoas.

Leia mais

CURSO INTERNACIONAL DE REABILITAÇÃO ORAL E ESTÉTICA PERIIMPLANTAR

CURSO INTERNACIONAL DE REABILITAÇÃO ORAL E ESTÉTICA PERIIMPLANTAR CURSO INTERNACIONAL DE REABILITAÇÃO ORAL E ESTÉTICA PERIIMPLANTAR 2012 2013 INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Rose Cabral Telemóvel 935 014 972 e-mail: rose.cabral@signovinces.com.br Daniele Siqueira Telefones:

Leia mais

www.periodonto.net www.periodonto.net Carga ou Função Imediata sobre Implantes www.periodonto.net www.periodonto.net O início Tratamento Implante

www.periodonto.net www.periodonto.net Carga ou Função Imediata sobre Implantes www.periodonto.net www.periodonto.net O início Tratamento Implante Carga ou Função Imediata sobre Implantes Perda do elemento dental Coágulo O início Degradação ação da cortical alveolar periodontal Regeneração óssea Tratamento Prótese fixa convencional => sem estímulo

Leia mais

Instruções de Uso IMPLANTE DENTÁRIO SIGNO VINCES

Instruções de Uso IMPLANTE DENTÁRIO SIGNO VINCES Instruções de Uso IMPLANTE DENTÁRIO SIGNO VINCES Este dispositivo médico implantável requer procedimentos específicos e altamente especializados. Somente deverá ser realizado por cirurgiões dentistas com

Leia mais

Tecnologias Associadas às Aplicações Industriais Biomateriais Poliméricos Dionatan Arruda João Paulo Luiz Otávio Pedro Eugênio Trabalho desenvolvido durante a disciplina CTT211 Ciência e Tecnologia dos

Leia mais

ODONTOLOGIA ESTÉTICA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA ODONTOLOGIA ESTÉTICA O sorriso enaltece os dentes que podem assim como outros elementos da face denunciar a idade cronológica do ser humano por meio de desgastes ou mesmo pela alteração da cor. Nesse contexto,

Leia mais

Utilização do rh-bmp2 na Implantodontia

Utilização do rh-bmp2 na Implantodontia Utilização do rh-bmp2 na Implantodontia Dra. Patricia Fretes Coord. do curso de atualização em Implantodontia IOA PY Profa. adjunta do curso de especialização em Implantodontia IOA PY Especialista em Implantes

Leia mais

INSTRUÇÃO DE USO IMPLANTES TITAOSS MAX TITAOSS MAX. Este modelo de instrução de uso se aplica para os seguintes implantes:

INSTRUÇÃO DE USO IMPLANTES TITAOSS MAX TITAOSS MAX. Este modelo de instrução de uso se aplica para os seguintes implantes: INSTRUÇÃO DE USO IMPLANTES TITAOSS MAX Este modelo de instrução de uso se aplica para os seguintes implantes: TITAOSS MAX CÓDIGO DESCRIÇÃO 701.001 Implante Titaoss Max CMC Ø 3.5 X 7mm 701.002 Implante

Leia mais

IMPLANTODONTIA E REABILITAÇÃO ORAL

IMPLANTODONTIA E REABILITAÇÃO ORAL Duração: 12 meses aperfeiçoamento e 30 meses especialização Periodicidade: 1 módulo/mês PÚBLICO ALVO: Cirurgiões dentistas que queiram iniciar sua formação em implantodontia e reabilitação oral, como também

Leia mais

Regeneração Membranas de Colagénio

Regeneração Membranas de Colagénio Regeneração Membranas de Colagénio Membrana Dentária Colagénio A Membrana Dentária GT-Medical é fabricada com Atelo-colagénio de tipo I, sem ligações cruzadas adicionais e com uma matriz semi-translúcida,

Leia mais

Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c. Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C. aplicação

Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c. Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C. aplicação Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C O sistema reembasador para qualquer aplicação Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c O sistema reembasador para qualquer aplicação A atrofia do osso alveolar

Leia mais

Porque a Implantodontia tem que ser simples

Porque a Implantodontia tem que ser simples REVISTA Ano 2 - edição 3 Porque a Implantodontia tem que ser simples 16 pag.indd 1 Novo Pilar Temporário Índice Mais versátil do que isso, só esperando o dente nascer de novo. 5-6 9-10 Provisórios de Longa

Leia mais

Aluna: Lucy Shiratori. Dissertação apresentada à Faculdade de. obtenção do título de Mestre, pelo Programa de Pós-

Aluna: Lucy Shiratori. Dissertação apresentada à Faculdade de. obtenção do título de Mestre, pelo Programa de Pós- FOUSP Avaliação da precisão da tomografia computadorizada por feixe cônico (cone beam) como método de medição do volume ósseo vestibular em implantes dentários Dissertação apresentada à Faculdade de Odontologia

Leia mais

Catálogo de Produtos

Catálogo de Produtos Catálogo de Produtos O Sistema INP é uma empresa consolidada no Brasil desde 1993, sendo uma das pioneiras na área da Implantodontia, evoluindo nos últimos anos para oferecer soluções em biomateriais e

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO. derme tendão

TECIDO CONJUNTIVO. derme tendão TECIDO CONJUNTIVO derme tendão Tecido adiposo cartilagem sangue osso http://medinfo.ufl.edu/~dental/denhisto/lecture_materials/conntiss1_07_nxpowerlite_1.ppt Tecido Conjuntivo Característica: vários tipos

Leia mais

Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Quadril

Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Quadril Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Quadril Zimmer (Argentina) Revisão Modular de Quadril O primeiro objetivo de uma revisão de quadril é estabelecer uma fixação, dessa maneira se alivia

Leia mais

Cimentos para cimentação

Cimentos para cimentação Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF Requisitos de um agente cimentante ideal Cimentos para cimentação Ser adesivo; Ser insolúvel no meio bucal; Permitir bom selamento

Leia mais

substância intercelular sólida, dura e resistente.

substância intercelular sólida, dura e resistente. Tecido ósseo É um dos tecidos que formam o esqueleto de nosso corpo, tendo como função principal a sustentação. Além disso: serve de suporte para partes moles; protege órgão vitais; aloja e protege a medula

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC.

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC. RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC.) Chamada Pública Universal 03/2006 1.1. N do Contrato:

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO. Enf. Thais Domingues

SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO. Enf. Thais Domingues SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO Enf. Thais Domingues SISTEMA MÚSCULO ESQUELÉTICO Composto de ossos, músculos, cartilagem, ligamentos e fáscia, proporcionando ao corpo, com sua armação estrutural uma caixa

Leia mais

Classificação dos Núcleos

Classificação dos Núcleos OBJETIVO Núcleos Permitir que o dente obtenha características biomecânicas suficientes para ser retentor de uma prótese parcial fixa. Classificação dos Núcleos Núcleos de Preenchimento Núcleos Fundidos

Leia mais

O QUE É A TÃO FALADA CARGA IMEDIATA?

O QUE É A TÃO FALADA CARGA IMEDIATA? 1 O QUE É A TÃO FALADA CARGA IMEDIATA? A descoberta da Osseointegração pelo professor Brånemark, na década de 50, revolucionou a reabilitação dos pacientes com ausências dentárias, com a utilização dos

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Weider Silva Especialista em Dentística. Especialista em Prótese. Especialista em Implantodontia. Professor do Curso de Especialização de Dentística

Leia mais

Pós-graduação em Periodontologia para Médicos Dentistas

Pós-graduação em Periodontologia para Médicos Dentistas Pós-graduação em Periodontologia para Médicos Dentistas Programa O curso de pós-graduação em periodontologia da MD Formação em parceria com a Clínica Gingiva de Madrid destina-se a todos os Médicos Dentistas

Leia mais

PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS

PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS DISCIPLINA DE PATOLOGIA ORAL E MAXILOFACIAL Graduação em Odontologia - 5º Período PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 GRANULOMA

Leia mais

Qualidade de vida com implantes dentários 1

Qualidade de vida com implantes dentários 1 DENTES BONITOS Qualidade de vida com implantes dentários 1 VOCÊ PODE REALMENTE IMPLANTAR ALEGRIA? Algumas vezes uma pequena peça de titânio pode revitalizar o seu sorriso e estimular a sua autoconfiança.

Leia mais

Aumento horizontal de rebordo maxilar anterior com enxerto de osso de origem bovina

Aumento horizontal de rebordo maxilar anterior com enxerto de osso de origem bovina 36 Aumento horizontal de rebordo maxilar anterior com enxerto de osso de origem bovina Horizontal augmentation of anterior maxillary alveolar ridge using bovine bone graft Célia Maria Braga 1 Juliana de

Leia mais

Revista do Conselho Regional de Odontologia do Rio de Janeiro Ano XXX - nº 02- Fevereiro de 2013

Revista do Conselho Regional de Odontologia do Rio de Janeiro Ano XXX - nº 02- Fevereiro de 2013 Revista do Conselho Regional de Odontologia do Rio de Janeiro Ano XXX - nº 02- Fevereiro de 2013 10 CAPA Tire suas dúvidas so O avanço na profissão tem sido responsável pelo aprimoramento de técnicas para

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROTESE DENTÁRIA 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: a) Polígonos de Roy e de Kent. b) Polígono

Leia mais

Você e seus pacientes merecem

Você e seus pacientes merecem ISO 9001:2008 ISO 13485:2003 0120 catálogo 2012 Tecnologia Ultrassônica Você e seus pacientes merecem Tratamentos minimamente invasivos Excelente visualização Melhor acesso Maior conforto Menor sensibilidade

Leia mais

A nova dimensão na regeneração do tecido mole

A nova dimensão na regeneração do tecido mole A nova dimensão na regeneração do tecido mole Geistlich Mucograft : a matriz 3D... Seguindo sua tradição de pioneiro, com a Geistlich Mucograft, a nova matriz 3D, a Geistlich leva a regeneração do tecido

Leia mais

guia de instalação cisterna vertical

guia de instalação cisterna vertical guia de instalação cisterna vertical FORTLEV CARACTERÍSTICAS FUNÇÃO Armazenar água pluvial ou água potável à temperatura ambiente. APLICAÇÃO Residências, instalações comerciais, fazendas, escolas ou qualquer

Leia mais

Aprovados sem restrições para cavidades oclusais. Diamond

Aprovados sem restrições para cavidades oclusais. Diamond Grandio SO Heavy Grandio SO Heavy Aprovados sem restrições para cavidades oclusais Com o lançamento do compósito compactável, a VOCO introduziu no mercado um material de restauração semelhante ao dente

Leia mais

à cirurgia periodontal

à cirurgia periodontal Introdução à cirurgia periodontal C. Marcelo S. Figueredo Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo,, DDS, MDSc, PhD cmfigueredo@hotmail hotmail.com www.periodontiamedica periodontiamedica.com Cirurgia periodontal

Leia mais

Coautor do livro Restauração Dentoalveolar Imediata - Implantes com carga imediata em alvéolos

Coautor do livro Restauração Dentoalveolar Imediata - Implantes com carga imediata em alvéolos Com a maturidade atingida nesses quase 10 anos de desenvolvimento e uso da técnica RDI, novos passos foram dados no sentido de aperfeiçoá-la e aplicá-la em maior profundidade. Hoje, a técnica já é amplamente

Leia mais

Como a palavra mesmo sugere, osteointegração é fazer parte de, ou harmônico com os tecidos biológicos.

Como a palavra mesmo sugere, osteointegração é fazer parte de, ou harmônico com os tecidos biológicos. PRINCIPAIS PERGUNTAS SOBRE IMPLANTES DENTÁRIOS. O que são implantes osseointegrados? É uma nova geração de implantes, introduzidos a partir da década de 60, mas que só agora atingem um grau de aceitabilidade

Leia mais

CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS

CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS CARDS CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS Os cartões para extração Biopur proporcionam uma coleta simples, confiável e eficiente, garantindo a preservação de ácidos nucleicos a longo prazo. São ideais para o

Leia mais

TABELA PARA O AGREGADO FAMILIAR. Tabela 2011

TABELA PARA O AGREGADO FAMILIAR. Tabela 2011 Dental Clinic New Generaction www.newgeneraction.com.pt Os sócios, colaboradores e familiares do SIT, poderão usufruir do Plano de Medicina Oral - DentalClinic New Generaction, mediante o pagamento de

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

Medartis Visão Geral do Produto MODUS

Medartis Visão Geral do Produto MODUS Medartis Visão Geral do Produto MODUS Índice 3 Benefícios Clínicos MODUS 4 5 Tecnologia 6 Sistema de clipagem 7 0.9 / 1.2, Trauma 0.9 / 1.2 8 1.5, Trauma 1.5 9 Sistema de Deposição Orbital OPS 1.5 9 Neuro

Leia mais

Catálogo de Produtos 2009. Implantes Componentes Instrumentais

Catálogo de Produtos 2009. Implantes Componentes Instrumentais Catálogo de Produtos 2009 Componentes Instrumentais Conexão Sistemas de Prótese Ciência e Compromisso Prezado Cliente. A Conexão Sistemas de Prótese é uma empresa 100% brasileira que produz, desenvolve

Leia mais

Caso Selecionado. Odontologia Estética Integrada - a busca do equilíbrio

Caso Selecionado. Odontologia Estética Integrada - a busca do equilíbrio Caso Selecionado Odontologia Estética Integrada - a busca do equilíbrio Cláudio de Pinho Costa, José Maria Gratone, Paulo Martins Ferreira, Tatiana Costa Ribeiro O conhecimento e domínio dos princípios

Leia mais

IMPLANTOLOGIA Y REHABILITACION ORAL

IMPLANTOLOGIA Y REHABILITACION ORAL UNIVERSIDAD SANTO TOMÁS Chile - Santiago 04 al 09 noviembre 2013 Brasil - Belo Horizonte 10 al 15 marzo 2014 INFORMACIONES / INSCRIPCIONES Chile - Santiago 04 al 09 noviembre 2013 Con la colaboración de

Leia mais

SERÁ? Guia Definitivo do Cliente 2015 - Implante Dentário 1

SERÁ? Guia Definitivo do Cliente 2015 - Implante Dentário 1 Apesar do grande volume de buscas na internet por informações sobre Implantes Dentários, a grande maioria das pessoas continuam sofrendo com a falta de um ou mais dentes, ou ainda, precisando usar as velhas

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO HISTOLOGIA

TECIDO CONJUNTIVO HISTOLOGIA TECIDO CONJUNTIVO HISTOLOGIA CARACTERÍSTICAS GERAIS: - Unem e sustentam outros tecidos - Não apresentam células justapostas - Possuem vários tipos de células - Possuem matriz intercelular material gelatinoso

Leia mais

Utilização da crista ilíaca nas reconstruções ósseas da cavidade oral. Relato de caso

Utilização da crista ilíaca nas reconstruções ósseas da cavidade oral. Relato de caso Artigo Inédito 1 41 2 42 3 4 Utilização da crista ilíaca nas reconstruções ósseas da cavidade oral. Relato de caso 43 44 7 47 8 9 Claudio Ferreira NóIA*de OlIveIRA**NóIA*** Rafael Ortega lopes****mazzonetto*****

Leia mais

Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS. HISTOLOGIA = estudo dos tecidos

Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS. HISTOLOGIA = estudo dos tecidos Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS HISTOLOGIA = estudo dos tecidos TECIDOS Grupos de células especializadas, semelhantes ou diferentes entre si, e que desempenham funções específicas. Num

Leia mais

Planejamento Cirúrgico

Planejamento Cirúrgico Planejamento Cirúrgico Embora existam aspectos inerentes ao procedimento cirúrgico, a inter-relação entre esta etapa e a confecção da prótese consiste em um fator preponderante para o sucesso da reabilitação.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL SUB- PATOLOGIA GERAL E ORAL Estomatologia Métodos de Diagnóstico I e II Processos Patológicos PROGRAMA SUGERIDO (PROVA ESCRITA / DIDÁTICA / PRÁTICA) - TEMAS 1. Cistos dos maxilares. 2. Neoplasias benignas

Leia mais

2º TERMO DE RETIFICAÇÃO DO EDITAL PREGÃO (PRESENCIAL) Nº 002/15 PROCESSO Nº 138/ 14

2º TERMO DE RETIFICAÇÃO DO EDITAL PREGÃO (PRESENCIAL) Nº 002/15 PROCESSO Nº 138/ 14 2º TERMO DE RETIFICAÇÃO DO EDITAL PREGÃO (PRESENCIAL) Nº 002/15 PROCESSO Nº 138/ 14 OBJETO: Registro de preços para aquisição de materiais específicos de cirurgia geral, urológica, vascular, ortopédica

Leia mais

Aplicação da Terapia Fotodinâmica e Laserterapia em Implantodontia

Aplicação da Terapia Fotodinâmica e Laserterapia em Implantodontia Aplicação da Terapia Fotodinâmica e Laserterapia em Implantodontia Juliana Marotti 1, Pedro Tortamano Neto 2, Dieter Weingart 3 1 Doutoranda do Departamento de Prótese da Faculdade de Odontologia da USP,

Leia mais

Técnicas de fundição. Técnicas De Fundição. Page 1 1. Odontologia: tem por função restituir ao dente: Saúde Forma Função Estética

Técnicas de fundição. Técnicas De Fundição. Page 1 1. Odontologia: tem por função restituir ao dente: Saúde Forma Função Estética Disciplina Titulo da aula Expositor Slides 34 Materiais Dentários I Técnicas de fundição Prof. Dr. Eclérion Chaves Duração Aproximadamente 1:30 Plano de aula Publicado em: http://usuarios.upf.br/~fo/disciplinas/materiais%20dentarios/materiais1.htm

Leia mais

Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS. Informação ao paciente. Degussa Dental

Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS. Informação ao paciente. Degussa Dental Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS Informação ao paciente Degussa Dental Fornecido pelo seu cirurgião-dentista: Prezado(a) paciente, Mais cedo ou mais tarde acontece com cada um de nós: os primeiros

Leia mais

CRONOGRAMA CURSO IMPLANTE E PERIO

CRONOGRAMA CURSO IMPLANTE E PERIO CRONOGRAMA CURSO IMPLANTE E PERIO Equipe: Coordenador Geral: Prof. Dr. Rafael Pinelli Henriques Doutor pela FOB USP Bauru S.P. Diretor COPH Bauru Coordenadora Específica: Profa. Dra. Gabriela Gennaro Especialista

Leia mais

INSTALAÇÃO DE UNIDADES DE DESFLUORETAÇÃO PARA AS ÁGUAS DE CAPTAÇÃO SUBTERRÂNEA NAS LOCALIDADES SANTA MARIA E TIBAGÍ DAE SÃO CAETANO DO SUL

INSTALAÇÃO DE UNIDADES DE DESFLUORETAÇÃO PARA AS ÁGUAS DE CAPTAÇÃO SUBTERRÂNEA NAS LOCALIDADES SANTA MARIA E TIBAGÍ DAE SÃO CAETANO DO SUL INSTALAÇÃO DE UNIDADES DE DESFLUORETAÇÃO PARA AS ÁGUAS DE CAPTAÇÃO SUBTERRÂNEA NAS LOCALIDADES SANTA MARIA E TIBAGÍ DAE SÃO CAETANO DO SUL 1 SÍNTESE DO TRABALHO A SER APRESENTADO A existência de dois poços

Leia mais

Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço SÍNTESE CIRÚRGICA Walber Mendes Fortaleza, 02 de julho de 2013

Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço SÍNTESE CIRÚRGICA Walber Mendes Fortaleza, 02 de julho de 2013 SÍNTESE CIRÚRGICA Walber Mendes Fortaleza, 02 de julho de 2013 Imagem disponível em: http://coral.ufsm.br/tielletcab/hvfwork/apoptcv/cap7.htm.data de acesso: 27/06/2013 OBJETIVOS Objetivos o Entender o

Leia mais

ALTERNATIVAS CIRÚRGICAS RECONSTRUTIVAS PARA ÁREAS ESTÉTICAS COM DEFICIÊNCIA TECIDUAL

ALTERNATIVAS CIRÚRGICAS RECONSTRUTIVAS PARA ÁREAS ESTÉTICAS COM DEFICIÊNCIA TECIDUAL Dr. Julio Cesar Joly Dr. Robert Carvalho da Silva Dr. Paulo Fernando Mesquita de Carvalho Duração: 3 dias Data: 12, 13 e 14 de julho de 2010 PROGRAMA DO CURSO PRIMEIRO DIA PROCEDIMENTOS RECONSTRUTIVOS

Leia mais

Curso Implantología Curso de Formação contínua 2012. Primeira edição

Curso Implantología Curso de Formação contínua 2012. Primeira edição Curso Implantología Curso de Formação contínua 2012 Primeira edição Curso Implantología Curso Formação Contínua 2012 Este curso é dirigido preferencialmente a vós, médicos dentistas que pretendem aprofundar

Leia mais

INTRODUÇÃO À PATOLOGIA Profª. Thais de A. Almeida

INTRODUÇÃO À PATOLOGIA Profª. Thais de A. Almeida INTRODUÇÃO À PATOLOGIA Profª. Thais de A. Almeida DEFINIÇÃO: Pathos: doença Logos: estudo Estudo das alterações estruturais, bioquímicas e funcionais nas células, tecidos e órgãos visando explicar os mecanismos

Leia mais

COLÉGIO JARDINS. Aluno: Data: / / SÉRIE: 1º A( ) B( ) Profº Marcos Andrade

COLÉGIO JARDINS. Aluno: Data: / / SÉRIE: 1º A( ) B( ) Profº Marcos Andrade COLÉGIO JARDINS Aluno: Data: / / SÉRIE: 1º A( ) B( ) Profº Marcos Andrade TECIDO CONJUNTIVO I São aqueles que atuam nas funções de preenchimento de espaços entre órgãos, sustentação, defesa e nutrição.

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE TRAUMA OCLUSAL E DOENÇAS PERIODONTAIS

RELAÇÃO ENTRE TRAUMA OCLUSAL E DOENÇAS PERIODONTAIS RELAÇÃO ENTRE TRAUMA OCLUSAL E DOENÇAS PERIODONTAIS Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo, DDS, MDSc, PhD cmfigueredo@hotmail.com www.periodontiamedica.com Introdução A associação do trauma oclusal (TO)

Leia mais

Catálogo de Produtos. www.eurosiliconebrasil.com.br. /EurosiliconeBrasil

Catálogo de Produtos. www.eurosiliconebrasil.com.br. /EurosiliconeBrasil Catálogo de Produtos 2015 Eurosilicone Brasil Al. Araguaia, 230, Alphaville Barueri SP 06455-000, Brasil +55 (11) 3525 3001 SAC 0800 6033525 vendas@gcaesthetics.com.br www.eurosiliconebrasil.com.br /EurosiliconeBrasil

Leia mais

III. 4 - Tecido Ósseo

III. 4 - Tecido Ósseo Capítulo 2: Parte 4 1 III. 4 - Tecido Ósseo É um tecido conjuntivo resistente em virtude da impregnação da sua substância fundamental pelos sais de cálcio, principalmente o fosfato e o carbonato de cálcio.

Leia mais

Curso de Especialização em Endodontia

Curso de Especialização em Endodontia Curso de Especialização em Endodontia Coordenador: Prof. Nilton Vivacqua EndodontiaAvancada.com OBJETIVOS DO CURSO Este curso tem como objetivos colocar à disposição de clínicos gerais, a oportunidade

Leia mais

EXERCÄCIOS DE HISTOLOGIA. 1- (PUC-2006) Associe o tipo de tecido animal Å sua correlaçéo:

EXERCÄCIOS DE HISTOLOGIA. 1- (PUC-2006) Associe o tipo de tecido animal Å sua correlaçéo: EXERCÄCIOS DE HISTOLOGIA 1- (PUC-2006) Associe o tipo de tecido animal Å sua correlaçéo: 1) Tecido Ñsseo compacto 2) Tecido Ñsseo esponjoso 3) Cartilagem hialina 4) Cartilagem elöstica 5) Cartilagem fibrosa

Leia mais

SISTEMA DE PLACAS, PARAFUSOS E TELAS PARA CIRURGIA BUCO- MAXILOFACIAL MEDARTIS - MODUS 0.9/1.2

SISTEMA DE PLACAS, PARAFUSOS E TELAS PARA CIRURGIA BUCO- MAXILOFACIAL MEDARTIS - MODUS 0.9/1.2 INSTRUÇÕES DE USO NOME TÉCNICO SISTEMA IMPLANTÁVEL PARA OSTEOSSÍNTESE BUCO- MAXILOFACIAL NOME TÉCNICO SISTEMA DE PLACAS, PARAFUSOS E TELAS PARA CIRURGIA BUCO-MAXILOFACIAL MEDARTIS MODUS Razão social e

Leia mais

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + +

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + + www.dentaladvisor.com Material autopolimerizável para a fixação de attachments e elementos secundários em próteses Editors Choice + + + + + A SOLUÇÃO EM UM KIT É muito comum as próteses totais apresentarem

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Nome técnico: IMPLANTES DENTÁRIOS (OSSEOINTEGRÁVEL) Nome comercial: IMPLANTE DENTÁRIO Modelo comercial: Ver lista abaixo.

INSTRUÇÕES DE USO. Nome técnico: IMPLANTES DENTÁRIOS (OSSEOINTEGRÁVEL) Nome comercial: IMPLANTE DENTÁRIO Modelo comercial: Ver lista abaixo. INSTRUÇÕES DE USO Produto: Nome técnico: IMPLANTES DENTÁRIOS (OSSEOINTEGRÁVEL) Nome comercial: IMPLANTE DENTÁRIO Modelo comercial: Ver lista abaixo. PROSS CILÍNDRICO HE SS Ø5,0 PROSS CILÍNDRICO HE Ø5,0

Leia mais

Composição do solo. 3 partes: Física: granulometria, porosidade, textura, dadas principalmente pelos. Químico: nutrientes disponíveis e ph

Composição do solo. 3 partes: Física: granulometria, porosidade, textura, dadas principalmente pelos. Químico: nutrientes disponíveis e ph JARDINAGEM O que é solo? O solo é a camada superficial da crosta terrestre, sendo formado basicamente por aglomerados minerais, matéria orgânica oriunda da decomposição de animais e plantas e organismos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO. Karina Seyboth Horn

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO. Karina Seyboth Horn UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Karina Seyboth Horn O USO DE BIOMATERIAIS EM IMPLANTES FENESTRADOS: UMA REVISÃO ATUAL Porto Alegre 2011

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO Implantes Dentários SINGULAR (Osseointegrável)

INSTRUÇÕES DE USO Implantes Dentários SINGULAR (Osseointegrável) INSTRUÇÕES DE USO Implantes Dentários SINGULAR (Osseointegrável) Versão Instrução de Uso: 00 Responsável Técnico: Dalton Matos Rodrigues - CRO-RN no2627 Registro ANVISA Nº: Fabricado por: DMR INDÚSTRIA

Leia mais

BROCAS CIRÚRGICAS INTRA LOCK SYSTEM

BROCAS CIRÚRGICAS INTRA LOCK SYSTEM S CIRÚRGICAS INTRA LOCK SYSTEM (Brocas Cirúrgicas Odontológicas) INFORMAÇÕES DE IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO As Brocas Cirúrgicas fazem parte do sistema INTRA-LOCK SYSTEM. Deste grupo de instrumentais fazem

Leia mais

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM CIRURGIAS PERIODONTAIS E PERIMPLANTARES

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM CIRURGIAS PERIODONTAIS E PERIMPLANTARES CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM CIRURGIAS PERIODONTAIS E PERIMPLANTARES PROGRAMAÇÃO 18 TURMA COORDENADORA Prof a Miranda Deliberador CORPO DOCENTE Prof a Carmen L. Mueller Storrer Prof a Cláudia Tenório Trevisani

Leia mais

DentalRede, Lda Tabela a aplicar ao: Exército Português

DentalRede, Lda Tabela a aplicar ao: Exército Português DentalRede, Lda Tabela a aplicar ao: Exército Português 1 - CONSULTA 10110 Exame clínico/consulta S/Custo 2 - ODONTOLOGIA PREVENTIVA 20630 Destartarização, polimento (Limpeza) S/Custo 20610 Aplicação tópica

Leia mais