GEOROSCADO ENGRAVILHADO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GEOROSCADO ENGRAVILHADO"

Transcrição

1 TUBO GEOROSCADO GEOROSCADO ESTRIADO GEOROSCADO LISO GEOROSCADO ENGRAVILHADO

2 Os tubos e filtros da Tubofuro são reconhecidos e respeitados pela maioria dos operadores do sector como satisfazendo qualquer exigência feita por empresas especializadas em sondagens. As excelentes propriedades químicas e físicas das matérias-primas e da precisão dos processos de produção fazem do tubo Georoscado o produto ideal para furos de água. Propriedades Químicas A resistência química dos produtos é excepcionalmente alta: Tubos de PVC são resistentes a longo prazo para as águas subterrâneas, água salgada, lixiviados, salmouras, sais e ácidos diluídos. Os tratamentos repetidos com regenerantes e desinfectantes não produzem qualquer tipo de alteração a estes produtos. Todos os nossos tubos e filtros são fisiologicamente inócuos e não libertam substâncias orgânicas na água. O tubo tem certificado de alimentariedade, conforme provam análises realizadas em laboratórios independentes. Propriedades Físicas à compressão, resistência à tracção das roscas, assim como as dimensões do tubo e as ranhuras vão de encontro às expectativas dos utilizadores apenas quando cumprem integralmente as normas estabelecidas. O controlo das propriedades físicas e a determinação da conformidade com as normas estabelecidas é realizado no nosso laboratório próprio. à Tracção A resistência à tracção pode-se calcular facilmente, através do peso do tubo. No entanto deve-se considerar um possível tamponamento da areia nas bocas do tubo durante a montagem e na fase de assentamento. Deve-se também considerar que os tubos de filtro devido as ranhuras oferecem uma menor resistência à tracção do que os tubos de revestimento. É recomendado que os requisitos de tracção de cada projecto sejam avaliados a prior. É importante notar, que, neste contexto qualquer um dos dados de profundidade prevista para os nossos produtos nas páginas seguintes é puramente para fins de orientação.

3 à Compressão A fim de determinar a profundidade máxima admissível de instalação dos tubos, não é só necessário conhecer a resistência à tracção das roscas, mas também a resistência à compressão. A tensão de compressão sobre o tubo está dependente de numerosos factores: durante o enchimento do espaço anular, durante a vedação do espaço anular, durante o bombeamento (devido à grande diferença no nível de água estático) as tensões no material estão no máximo e as consequências nem sempre são previsíveis. Especialmente durante o preenchimento anular, as forças existentes podem exceder os valores da pressão hidrostática. A tensão sobre o material é causada quando passa por estratos argilosos, os tubos serão expostos a forças de compressão adicionais pelas argilas. Isso pode acontecer em qualquer profundidade, e no caso extremo, pode causar uma pressão considerável sobre todos os materiais perto da superfície. Permeabilidade dos s A capacidade de produção possível de um furo é, em geral, o resultado dos parâmetros seguintes: Permeabilidade e rendimento do aquífero, A permeabilidade do maciço filtrante, A permeabilidade dos filtros, Velocidade de entrada da água nos filtros. A determinação das dimensões do filtro adequado pode ser calculada sob a suposição de que a velocidade média de entrada de água é de 3,0 cm/s, pressupondo o rendimento do aquífero ser suficientemente elevado. Este valor evita a formação de incrustações e, assim, possíveis reduções da vida útil do furo.

4 Tubo GEOROSCADO Liso Nominal Ext. DN Classe SDR Int. Tubo Boca Ext. Comprimento (m) Peso (kg/mt) à Tracção Ton à Compressão Bar 125 Standard ,6 6, Reforçado ,5 7, Standard ,0 7, Reforçado ,7 8, Standard ,0 8, Reforçado ,0 9, Standard ,0 9, Reforçado ,6 10, Standard ,8 9, Reforçado ,4 11, Standard ,8 9, Reforçado ,2 11, Standard ,4 10, Reforçado ,2 13, Standard ,0 12, Reforçado ,4 14, Standard ,2 13, Reforçado ,8 16, Standard ,8 15, Reforçado ,6 18, Standard ,4 15, Reforçado ,8 19, Rev N.º Colunas Tubo GEOROSCADO Estriado Nominal Ext. DN Classe SDR Int. Tubo Boca Ext. Comprimento (m) Peso (kg/mt) à Tracção Ton à Compressão Bar 140 Standard ,0 7, Reforçado ,7 8, Standard ,8 9, Reforçado ,2 11, Rev N.º Colunas

5 Caudal m 3 /h por metro de tubo Espaçamento 6mm Espaçamento 10mm Espaçamento 14mm Espaçamento 30mm Slot TGL 125 1,6 2,5 3,5 4,4 5,7 0,9 1,4 2,1 2,6 3,7 0,6 1,0 1,5 1,9 2,7 0,3 0,5 0,8 1,0 1,5 TGL 140 1,7 2,7 3,7 4,6 6,1 1,0 1,5 2,2 2,8 3,9 0,7 1,1 1,6 2,1 2,9 0,3 0,6 0,8 1,1 1,6 TGL 160 2,0 3,1 4,3 5,3 7,0 1,1 1,8 2,5 3,2 4,5 0,8 1,3 1,9 2,4 3,3 0,4 0,6 0,9 1,2 1,8 TGL 180 2,3 3,6 5,0 6,2 8,1 1,3 2,1 2,9 3,7 5,2 0,9 1,5 2,2 2,8 3,9 0,5 0,7 1,1 1,4 2,1 TGL 190 2,4 3,8 5,3 6,5 8,6 1,3 2,2 3,1 3,9 5,5 1,0 1,6 2,3 2,9 4,1 0,5 0,8 1,2 1,5 2,2 TGL 200 2,5 4,0 5,5 6,8 8,9 1,4 2,3 3,2 4,1 5,7 1,0 1,6 2,4 3,0 4,3 0,5 0,8 1,2 1,6 2,3 TGL 225 2,8 4,4 6,1 7,6 9,9 1,6 2,5 3,6 4,6 6,4 1,1 1,8 2,7 3,4 4,8 0,6 0,9 1,3 1,7 2,5 TGL 250 3,1 5,0 6,9 8,5 11,1 1,7 2,8 4,0 5,1 7,1 1,3 2,0 3,0 3,8 5,3 0,6 1,0 1,5 2,0 2,9 TGL 280 3,5 5,5 7,6 9,4 12,4 1,9 3,1 4,4 5,7 7,9 1,4 2,2 3,3 4,2 5,9 0,7 1,1 1,7 2,2 3,2 TGL 315 3,9 6,2 8,5 10,6 13,9 2,2 3,5 5,0 6,4 8,9 1,6 2,5 3,7 4,7 6,6 0,8 1,3 1,9 2,4 3,5 TGL 330 4,1 6,5 9,0 11,1 14,6 2,3 3,7 5,2 6,7 9,3 1,7 2,6 3,9 5,0 7,0 0,8 1,3 2,0 2,6 3,7 Área aberta % Espaçamento 6mm Espaçamento 10mm Espaçamento 14mm Espaçamento 30mm Slot TGL 125 4,1 6,5 9,0 11,2 14,6 2,3 3,7 5,3 6,7 9,4 1,7 2,7 3,9 5,0 7,0 0,8 1,3 2,0 2,6 3,7 TGL 140 4,0 6,4 8,8 10,9 14,3 2,2 3,6 5,2 6,6 9,2 1,6 2,6 3,8 4,9 6,9 0,8 1,3 1,9 2,5 3,7 TGL 160 4,1 6,5 9,0 11,2 14,7 2,3 3,7 5,3 6,7 9,4 1,7 2,7 3,9 5,0 7,0 0,8 1,3 2,0 2,6 3,8 TGL 180 4,2 6,6 9,2 11,4 14,9 2,3 3,8 5,4 6,8 9,6 1,7 2,7 4,0 5,1 7,2 0,8 1,4 2,0 2,6 3,8 TGL 190 4,1 6,4 8,9 11,0 14,5 2,3 3,7 5,2 6,6 9,3 1,6 2,6 3,9 4,9 6,9 0,8 1,3 2,0 2,5 3,7 TGL 200 4,1 6,5 9,0 11,1 14,6 2,3 3,7 5,3 6,7 9,3 1,7 2,6 3,9 5,0 7,0 0,8 1,3 2,0 2,6 3,7 TGL 225 4,1 6,5 9,0 11,2 14,6 2,3 3,7 5,3 6,7 9,4 1,7 2,7 3,9 5,0 7,0 0,8 1,3 2,0 2,6 3,7 TGL 250 4,1 6,5 9,0 11,1 14,6 2,3 3,7 5,3 6,7 9,3 1,7 2,6 3,9 5,0 7,0 0,8 1,3 2,0 2,6 3,7 TGL 280 4,1 6,5 9,0 11,1 14,6 2,3 3,7 5,2 6,7 9,3 1,7 2,6 3,9 5,0 7,0 0,8 1,3 2,0 2,6 3,7 TGL 315 4,1 6,5 9,0 11,1 14,6 2,3 3,7 5,3 6,7 9,3 1,7 2,6 3,9 5,0 7,0 0,8 1,3 2,0 2,6 3,7 TGL 330 4,0 6,4 8,8 10,9 14,3 2,2 3,6 5,2 6,6 9,2 1,6 2,6 3,8 4,9 6,9 0,8 1,3 1,9 2,5 3,7

6 Tubo GEOROSCADO Engravilhado Este tubo oferece a vantagem de uma distribuição uniforme de areão na zona dos filtros. O revestimento consiste em areão de quartzo limpo e de forma arredondada (96% Si02). A permeabilidade deste tipo de tubo é igual á permeabilidade dos tubos sem areão. A granulometria do areão pode-se adaptar a cada situação dependendo da ranhuração do tubo e das características de cada furo. Nominal Ext. DN Classe SDR Int. Tubo Areão Boca Ext. Ext. Comprimento (m) Peso (kg/mt) 125 Standard ,6 6, Reforçado ,5 7, Standard ,0 7, Reforçado ,7 8, Standard ,0 8, Reforçado ,0 9, Standard ,0 9, Reforçado ,6 10, Standard ,8 9, Reforçado ,4 11, Standard ,8 9, Reforçado ,2 11, Standard ,4 10, Reforçado ,2 13, Standard ,0 12, Reforçado ,4 14, Standard ,2 13, Reforçado ,8 16, Standard ,8 15, Reforçado ,6 18, Standard ,4 15, Reforçado ,8 19,

069123_RITA CASTRO 9/27/04 7:05 PM Page 1 PESQUISAMOS SOLUÇÕES PARA O SEU CONFORTO.

069123_RITA CASTRO 9/27/04 7:05 PM Page 1 PESQUISAMOS SOLUÇÕES PARA O SEU CONFORTO. 069123_RITA CASTRO 9/27/04 7:05 PM Page 1 S O N D A G E N S E C A P T A Ç Õ E S D E Á G U A S O N D A G E N S B A T A L H A PESQUISAMOS SOLUÇÕES PARA O SEU CONFORTO. 069123_RITA CASTRO 9/27/04 7:05 PM

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE PRODUTO

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE PRODUTO Página: 1/9 MATERIAL DESIGNAÇÃO Tubos produzidos com PVC sem plastificante. Nenhum dos aditivos é usado separadamente ou produzidos de modo a constituir perigo para a saúde em termos de toxicidade, microbiologia

Leia mais

CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC

CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC Tubos e Conexões de PVC, para Água Fria, com Junta Soldável Norma Regulamentadora: ABNT NBR 5648 / jan 1999. Campo de Aplicação: Sistemas Prediais, condominiais e pequenas

Leia mais

CD18R00 GAMA SANICOL CATÁLOGO TÉCNICO TUBOS

CD18R00 GAMA SANICOL CATÁLOGO TÉCNICO TUBOS GAMA SANICOL CATÁLOGO TÉCNICO TUBOS ÍNDICE 1. Generalidades... 3 2. Características Gerais da Tubagem... 3 3. Características Hidráulicas... 4 4. Características Geométricas... 4 5. Transporte e Armazenamento...

Leia mais

Geotigre 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS: Função: Exploração de águas subterrâneas em poços tubulares profundos;

Geotigre 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS: Função: Exploração de águas subterrâneas em poços tubulares profundos; Geotigre Localização no Website Tigre: Obra Predial Poços GEOTIGRE Função: Exploração de águas subterrâneas em poços tubulares profundos; Aplicações: Completação de poços tubulares totalmente ou parcialmente

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Painel Solar Compacto FCC-2S. www.vulcano.pt. Janeiro 2013

FICHA TÉCNICA. Painel Solar Compacto FCC-2S. www.vulcano.pt. Janeiro 2013 Departamento Comercial e Assistência Técnica: Av. Infante D. Henrique, lotes 2E-3E - 1800-220 LISBOA * Tel.: +351. 218 500 300 Janeiro 2013 FICHA TÉCNICA Painel Solar Compacto FCC-2S www.vulcano.pt FICHA

Leia mais

GeoTigre. Características Técnicas. Função e Aplicação. Benefícios. Irrigação GeoTigre

GeoTigre. Características Técnicas. Função e Aplicação. Benefícios. Irrigação GeoTigre Seguindo sua tradição de suprir os setores de recursos hídricos e saneamento com soluções técnicas e econômicas, a TIGRE disponibiliza no mercado a linha, filtros e tubos de revestimento para poços tubulares

Leia mais

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET CONJUNTOS DE FACAS WINDJET CONJUNTO DE FACAS WINDJET SOPRADORES CONJUNTOS DE FACAS WINDJET SUMÁRIO Página Visão geral dos pacotes de facas de ar Windjet 4 Soprador Regenerativo 4 Facas de ar Windjet 4

Leia mais

APLICAÇÃO DE REVESTIMENTOS DE PVC EM POÇOS TUBULARES PROFUNDOS.

APLICAÇÃO DE REVESTIMENTOS DE PVC EM POÇOS TUBULARES PROFUNDOS. APLICAÇÃO DE REVESTIMENTOS DE PVC EM POÇOS TUBULARES PROFUNDOS. Cesar Bianchi Neto 1, Fernando Wili Bastos Franco Filho 1 e Flavio Luis Fernandes 1 Resumo - O incremento na aplicação de revestimentos em

Leia mais

Cepex Sales Folder. 8 Tubagem Flexível PVC. Cepexflex 04/2005

Cepex Sales Folder. 8 Tubagem Flexível PVC. Cepexflex 04/2005 Cepex Sales Folder 04/2005 Cepexflex 8 Tubagem Flexível PVC 1 Introdução Tubagem flexível de PVC com reforço interno e acabamento interior e exterior lisos. Espiral rígida reforçada: indeformável e anti-choque.

Leia mais

MÓDULO 1 1.2 - DESIGNAÇÕES E DIMENSÕES DE TUBOS POLIOLEFÍNICOS

MÓDULO 1 1.2 - DESIGNAÇÕES E DIMENSÕES DE TUBOS POLIOLEFÍNICOS MÓDULO 1 1.2 - SIGNAÇÕES E DIMENSÕES TUBOS POLIOLEFÍNICOS A escolha do material da tubulação deve contemplar fatores como: Resistência físico-química ao fluido e ambiente; Resistência à Temperatura na

Leia mais

COLECTOR DE MÓDULOS PFM

COLECTOR DE MÓDULOS PFM DESCRIÇÃO DO PRODUTO Colector de módulos Plug & Flow (PFM) A montagem poderá ser efectuada tanto na horizontal como na vertical. Pode adquirir os respectivos sistemas de fixação para a elevação de diferentes

Leia mais

Porque cada gota faz a diferença

Porque cada gota faz a diferença Porque cada gota faz a diferença Redutores de Caudal Robustez aliada à economia de 40 a 60% em Água e Energia 1 Índice Ponteira LONG LIFE.... 3 Redutor e reguladores de caudal... 5 Chuveiros de mão.....

Leia mais

Filtros de Bolsas. Para Montagem em Dutos F3-003 TROX DO BRASIL LTDA.

Filtros de Bolsas. Para Montagem em Dutos F3-003 TROX DO BRASIL LTDA. F3-003 Filtros de Bolsas Para Montagem em Dutos TROX DO BRASIL LTDA. Rua Alvarenga, 05 05509-005 São Paulo SP Fone: (11) 3037-30 Fax: (11) 3037-3910 E-mail: trox@troxbrasil.com.br www.troxbrasil.com.br

Leia mais

Soluções Amanco. Linha Amanco Novafort

Soluções Amanco. Linha Amanco Novafort Linha Amanco Novafort Linha Amanco Novafort s o l u ç õ e s a m a n c o i n f r a e s t r u t u r a Linha Amanco Novafort para Redes Coletoras de Esgotos e Águas Pluviais para Infraestrutura A linha Amanco

Leia mais

O impacto da difusão de ar na QAI

O impacto da difusão de ar na QAI www.decflex.com 2 Dec. Lei 79/2006 - Artigo 4º Requisitos exigenciais Enquadramento legal 1 Os requisitos exigenciais de conforto térmico de referência para cálculo das necessidades energéticas, no âmbito

Leia mais

Caixa Múltipla de Esgoto CAIXA DE GORDURA, CAIXA DE INSPEÇÃO E COMPLEMENTOS

Caixa Múltipla de Esgoto CAIXA DE GORDURA, CAIXA DE INSPEÇÃO E COMPLEMENTOS Caixa Múltipla de Esgoto CAIXA DE GORDURA, CAIXA DE INSPEÇÃO E COMPLEMENTOS Localização no Website Tigre: Obra Predial Esgoto CAIXA MÚLTIPLA ESGOTO Função: A linha Caixa Múltipla Esgoto completa a solução

Leia mais

Pulverizadores costais manuais. Prof.: Brandão

Pulverizadores costais manuais. Prof.: Brandão Pulverizadores costais manuais Prof.: Brandão PULVERIZADORES COSTAIS Operação Manutenção Regulagem da pulverização PJH O QUE É UM PULVERIZADOR COSTAL MANUAL? - Os pulverizadores Costais Manuais são equipamentos

Leia mais

Projeto Lagoas Costeiras

Projeto Lagoas Costeiras Projeto Lagoas Costeiras Curso de formação para multiplicadores Módulos 1 e 2: Ecologia da Restinga Águas Subterrâneas Formação da Água Subterrânea: Ciclo de água Ciclo de água e volumes distribuídos nas

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

Rebaixamento do Lençol Freático

Rebaixamento do Lençol Freático Rebaixamento do Lençol Freático Índice 1. Rebaixamento por Poços 2. Bombas Submersas 3. Rebaixamento à Vácuo 4. Norma 5. Método construtivo 6. Equipe de trabalho 1. Rebaixamento Por Poços Rebaixamento

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL SONDAGENS Em virtude da dificuldade de se prever

Leia mais

Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno

Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno Segurança Geral CUIDADO! Ter em atenção a ficha de segurança do meio de dosagem! O perigo para o pessoal operador

Leia mais

EXECUÇÃO DE REBAIXAMENTO DO NÍVEL D ÁGUA ATRAVÉS DE POÇOS COM INJETORES

EXECUÇÃO DE REBAIXAMENTO DO NÍVEL D ÁGUA ATRAVÉS DE POÇOS COM INJETORES pág.1 EXECUÇÃO DE REBAIXAMENTO DO NÍVEL D ÁGUA ATRAVÉS DE POÇOS COM INJETORES O presente trabalho vem apresentar metodologia básica a serem empregadas na instalação e operação de sistema de rebaixamento

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

LISTA 1 CS2. Cada aluno deve resolver 3 exercícios de acordo com o seu númeo FESP

LISTA 1 CS2. Cada aluno deve resolver 3 exercícios de acordo com o seu númeo FESP LISTA 1 CS2 Cada aluno deve resolver 3 exercícios de acordo com o seu númeo FESP Final 1 exercícios 3, 5, 15, 23 Final 2 exercícios 4, 6, 17, 25 Final 3- exercícios 2, 7, 18, 27 Final 4 exercícios 1 (pares),

Leia mais

1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais

1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais 1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais 1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais A mais nova geração do 1919 siawood clássico estabelece novos padrões no lixamento

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II ÁGUA QUENTE 1 UTILIZAÇÃO Banho Especiais Cozinha Lavanderia INSTALAÇÕES

Leia mais

$ - $ (% )$ $ G Tabela de Dimensões " " F # " # #; # % # % $ - S $ T 8##9 8##9 8B 9 8##9 8##9 8##9 8##9 8##9

$ - $ (% )$ $ G Tabela de Dimensões   F #  # #; # % # % $ - S $ T 8##9 8##9 8B 9 8##9 8##9 8##9 8##9 8##9 Tabela de Dimensões 600 2130 2090 2380 600 2130 2090 2380 600 2130 2090 2380 600 13 Tabela de Dimensões 14 Compacto Fossa Filtro Biológico de grande capacidade com leitos perculadores pré-fabricada em

Leia mais

Filtros para aplicações de processos

Filtros para aplicações de processos Filtros para aplicações de processos Filtros HYDAC para a técnica de processos Filtros para a técnica de processos asseguram com sua qualidade o funcionamento aumentando a vida útil de componentes, sistemas

Leia mais

E-mail: vendas@bratal.com.br

E-mail: vendas@bratal.com.br CENTRAL DE VENDAS Consulte-nos pelo fone/fax : (19) 341.0081 E-mail: vendas@bratal.com.br 603 - Tubos 01 ESCOLHA ADEQUADA DA TUBULAÇÃO.... 1 DIAGRAMA TEÓRICO PARA CÁLCULO DE TUBULAÇÕES...........................

Leia mais

Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor

Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor Aplicação Set points de 0,2 a 20 bar com válvulas de tamanho G ½, G ¾ e G1, bem como DN15, 25, 40 e 50 Pressão

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Depósitos Gama S ZB-Solar. www.vulcano.pt. Novembro 2014

FICHA TÉCNICA. Depósitos Gama S ZB-Solar. www.vulcano.pt. Novembro 2014 Departamento Comercial e Assistência Técnica: Av. Infante D. Henrique, lotes 2E-3E - 1800-220 LISBOA * Tel.: +351.218 500 300 Novembro 2014 FICHA TÉCNICA Depósitos Gama S ZB-Solar www.vulcano.pt FICHA

Leia mais

CONVITE SESC/MA 13/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO

CONVITE SESC/MA 13/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO CONVITE SESC/MA 1/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO 1. ESCOPO DOS SERVIÇOS 1.1 BOMBEAMENTO ESCALONADO INICIAL Deve ser feito

Leia mais

INSTRUÇÕES NORMATIVAS PARA EXECUÇÃO DE SONDAGENS

INSTRUÇÕES NORMATIVAS PARA EXECUÇÃO DE SONDAGENS REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA INFRA-ESTRUTURA DEPARTAMENTO ESTADUAL DE INFRA-ESTRUTURA INSTRUÇÕES NORMATIVAS PARA SONDAGENS IN-09/94 Instrução Normativa

Leia mais

Ø a. em versão básica

Ø a. em versão básica construção concêntrica, de efeito bilateral Versão com um ou dois sensores de temperatura Ø a c Medida de desmontagem para manutenção (sensor de temperatura) A versão padrão pode ser usada até uma temperatura

Leia mais

Argex Filtrante. Elevada Porosidade Baixo Custo Leveza Facilidade de Aplicação

Argex Filtrante. Elevada Porosidade Baixo Custo Leveza Facilidade de Aplicação Argex Filtrante Elevada Porosidade Baixo Custo Leveza Facilidade de Aplicação O Produto ARGEX Filtrante é constituído por partículas cerâmicas de argila expandida, extremamente resistentes e de elevada

Leia mais

Permeabilidade dos Solos. Mecânica de Solos Prof. Fabio Tonin

Permeabilidade dos Solos. Mecânica de Solos Prof. Fabio Tonin Permeabilidade dos Solos Mecânica de Solos Prof. Fabio Tonin Permeabilidade É a propriedade que o solo apresenta de permitir o escoamento de água através dele. (todos os solos são mais ou menos permeáveis)

Leia mais

Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T. Manual de Instruções 810769-01. P o r t u g u ê s

Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T. Manual de Instruções 810769-01. P o r t u g u ê s Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T P o r t u g u ê s Manual de Instruções 810769-01 Índice Pág. Informações Importantes Utilização... 3 Instruções de segurança... 3 Perigo... 3 Atenção...

Leia mais

Bloco B: ESPAÇOS VERDES E SUSTENTABILIDADE. 1.3 Uso eficiente da água nos espaços verdes

Bloco B: ESPAÇOS VERDES E SUSTENTABILIDADE. 1.3 Uso eficiente da água nos espaços verdes Bloco B: ESPAÇOS VERDES E SUSTENTABILIDADE 1.1 A água no solo; 1.2 Monitorização da água no solo; 1.3 Uso eficiente da água nos espaços verdes Maria Isabel Valín Sanjiao Ponte de Lima 16 Maio- 2012 isabelvalin@esa.ipvc.pt

Leia mais

Mantas de PVC. Sistemas especiais para impermeabilização de estruturas e coberturas industriais

Mantas de PVC. Sistemas especiais para impermeabilização de estruturas e coberturas industriais Sistemas especiais para impermeabilização de estruturas e coberturas industriais Sistemas de Manta de PVC Soluções completas para impermeabilização A MC-BAUCHEMIE apresenta ao mercado da construção um

Leia mais

MUROS DE TERRA ARMADA - TERRAMESH

MUROS DE TERRA ARMADA - TERRAMESH MUROS DE TERRA ARMADA - TERRAMESH Rodolfo Amaro Junho de 2006 1 INTRODUÇÃO O presente trabalho tem como objectivo o estudo do sistema construtivo de Muros de Terra Armada, designadamente o sistema Terramesh.

Leia mais

MÓDULO 4 4.5 - PROCEDIMENTOS DE REPARO

MÓDULO 4 4.5 - PROCEDIMENTOS DE REPARO Normas Aplicáveis MÓDULO 4 4.5 - PROCEDIMENTOS DE REPARO - NBR 15.979 Sistemas para Distribuição de Água e Esgoto sob pressão Tubos de polietileno PE 80 e PE 100 Procedimentos de Reparo - NBR 14.461 Sistemas

Leia mais

Instruções complementares Bypass 72 Tubo de by-pass com sonda de medição de nível de enchimento VEGAFLEX

Instruções complementares Bypass 72 Tubo de by-pass com sonda de medição de nível de enchimento VEGAFLEX Instruções complementares Bypass 72 Tubo de by-pass com sonda de medição de nível de enchimento VEGAFLEX Descrição do produto 1 Descrição do produto O by-pass 72 é um equipamento completo para a medição

Leia mais

REBAIXAMENTO DO LENÇOL FREÁTICO

REBAIXAMENTO DO LENÇOL FREÁTICO Índice 1 Rebaixamento por Poços Injetores e Bombas Submersas 2 Método construtivo 3 Rebaixamento à Vácuo 4 Norma 5 Método construtivo 6 Equipe de trabalho 1 Rebaixamento Por Poços Rebaixamento por poços

Leia mais

Versão da ancoragem. HUS-H Parafuso para betão em aço carbono. Betão leve autoclavado

Versão da ancoragem. HUS-H Parafuso para betão em aço carbono. Betão leve autoclavado HUS-H Fixação por Versão da ancoragem HUS-H Parafuso para betão em aço carbono Vantagens - Instalação rápida e fácil - Baixas forças de expansão no material base - Instalação através do material a fixar

Leia mais

Baixa densidade Produto económico

Baixa densidade Produto económico R PN 0 PK 0 PA 0 EFINIÇÃO: Paineis semi-rígidos (0 kg/m ) de espessura uniforme, constituídos de fibras de lã de rocha aglutinadas com resina sintética termo-endurecida, - PN 0 sem revestimento. - PK 0

Leia mais

ULTRA-SOM MEDIÇÃO DE ESPESSURA PROCEDIMENTO DE END PR 036

ULTRA-SOM MEDIÇÃO DE ESPESSURA PROCEDIMENTO DE END PR 036 Página: 1 de 5 1. OBJETIVO Este procedimento fixa as condições mínimas do ensaio não destrutivo por meio de ultra-som para medição de espessura em materiais metálicos, em exames de qualificação do Sistema

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA Filtro

Leia mais

kyuma só válvula para todas as aplicações - Unique à prova de mistura

kyuma só válvula para todas as aplicações - Unique à prova de mistura . kyuma só válvula para todas as aplicações - Unique à prova de mistura Válvula Unique à prova de mistura Conceito O excepcional conceito dessa válvula à prova de mistura é caracterizado por sua excelente

Leia mais

SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO

SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO CONCEITO A tipologia estrutural composta por bloco, argamassa, graute e eventualmente armações é responsável por um dos sistemas construtivos

Leia mais

RELATÓRIO DE SONDAGEM

RELATÓRIO DE SONDAGEM Vitória, 19 de junho de 201 RELATÓRIO DE SONDAGEM CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE KENNEDY OBRA/LOCAL: SANTA LUCIA - PRESIDENTE KENNEDY CONTRATO: ETFC.0..1.00 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...02 PERFIL

Leia mais

Sistema A.045 - Caracterização

Sistema A.045 - Caracterização Sistema A.045 - Caracterização Sistema de batente com rotura de ponte térmica, vedação central e câmara europeia as ferragens. Permite a construção de caixilhos de abrir com uma ou mais folhas móveis,

Leia mais

Caixa de Inspeção e Interligação

Caixa de Inspeção e Interligação Caixa de Inspeção e Interligação Localização no website Tigre: Obra predial Esgoto CAIXA DE INSPEÇÃO e/ou Obra predial Águas Pluviais CAIXA DE INTERLIGAÇÃO Função/Aplicação: Caixa de Inspeção: destinada

Leia mais

Petróleo e Meio Ambiente

Petróleo e Meio Ambiente Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi Petróleo e Meio Ambiente Curso:Tecnólogo em Gestão Ambiental Professora: Raquel Simas Pereira Maio de 2012 Completação Objetivo da Completação Deixar o poço

Leia mais

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS 1 MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS A presente especificação destina-se a estabelecer as diretrizes básicas e definir características técnicas a serem observadas para execução das instalações da

Leia mais

Construction. SikaFuko Eco-1. Tubo de injecção para selagem de juntas de betonagem em estruturas estanques. Descrição do produto.

Construction. SikaFuko Eco-1. Tubo de injecção para selagem de juntas de betonagem em estruturas estanques. Descrição do produto. Ficha de Produto Edição de Maio de 2011 Nº de identificação: 07.209 Versão nº 1 SikaFuko Eco-1 Tubo de injecção para selagem de juntas de betonagem em estruturas estanques Descrição do produto Tubo de

Leia mais

Apresentação. Apresentação. ltda. PABX: (31) 2535.7762

Apresentação. Apresentação. ltda. PABX: (31) 2535.7762 Apresentação Apresentação Fundada em 2003, a Masterfer é, hoje, uma renomada fornecedora de produtos para saneamento. Prima por possuir um atendimento de forma única e objetiva, o que a credencia apresentar

Leia mais

Apresentação Geral Propriedades Mecânicas Dimensões de Laminados Tabela de Preços

Apresentação Geral Propriedades Mecânicas Dimensões de Laminados Tabela de Preços Apresentação Geral Propriedades Mecânicas Dimensões de Laminados Tabela de Preços 1 Apresentação Geral Produto: Laminado de carbono - epoxy obtido por pultrusão Aplicações: Reforço e reparação de estruturas

Leia mais

Conceito de tensão Tensões normais e tensões de corte

Conceito de tensão Tensões normais e tensões de corte Escola Superior Nautica Infante D. Henrique CET Manutenção Mecânica Naval Fundamentos de Resistência de Materiais Conceito de tensão Tensões normais e tensões de corte Tradução: V. Franco Ref.: Mechanics

Leia mais

CORREIAS TRANSPORTADORAS E ELEVADORAS

CORREIAS TRANSPORTADORAS E ELEVADORAS CORREIAS TRANSPORTADORAS E ELEVADORAS CORREIAS TRANSPORTADORAS EXTRAELT As crescentes demandas dos setores de Mineração, Siderurgia, Indústria, Agronegócios e outros exigem Correias Transportadoras de

Leia mais

QUALIDADE DE VESTIMENTAS DE PROTEÇÃO PARA RISCOS QUÍMICOS

QUALIDADE DE VESTIMENTAS DE PROTEÇÃO PARA RISCOS QUÍMICOS QUALIDADE DE VESTIMENTAS DE PROTEÇÃO PARA RISCOS QUÍMICOS Em 2009 a Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), através do Departamento de Segurança e Saúde do Trabalho

Leia mais

BOMBAS AUTOFERRANTES ASTRAL

BOMBAS AUTOFERRANTES ASTRAL BOMBAS AUTOFERRANTES ASTRAL BOMBAS SPRINT Baixo nível sonoro devido aos suportes de borracha em que se apoia. Motor protecção IP-55. Cesto pré-filtro de grande capacidade. Caudais em 11h a 8 m.c.a. p/

Leia mais

Mecânica de Solos Prof. Fabio Tonin

Mecânica de Solos Prof. Fabio Tonin Compactação dos Solos Mecânica de Solos Prof. Fabio Tonin Compactação É o processo mecânico de aplicação de forças externas, destinadas a reduzir o volume dos vazios do solo, até atingir a massa específica

Leia mais

Instrumento de medição PFM 5000

Instrumento de medição PFM 5000 Folha de Dados Instrumento de medição PFM 5000 Aplicação Sistemas de múltiplos ramais O PFM 5000 é capaz de calcular sistemas de aquecimento complicados de múltiplos ramais, simulando o sistema hidráulico

Leia mais

Hastes de Bombeio com Conexão Premium

Hastes de Bombeio com Conexão Premium Hastes de Bombeio com Conexão Premium hastes de Bombeio com Conexão Premium Bem vindos ao futuro. A Tenaris apresenta seu mais recente desenvolvimento, a haste de bombeio premium com uma conexão de alta

Leia mais

Conexões para instalações pneumáticas Série CQ

Conexões para instalações pneumáticas Série CQ Conexões para instalações pneumáticas Série CQ 14662094 Info 181 Características de um sistema moderno de distribuição de ar comprimido: Instalação rápida e simples Montagem sem ferramentas Não há necessidade

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS A PLASTUBOS é uma empresa do Grupo Empresarial DVG, especializada na produção de tubos rígidos e conexões de PVC para água e esgoto predial, infra-estrutura, irrigação e eletricidade.

Leia mais

Perfilados e acessórios

Perfilados e acessórios Perfilados e acessórios 936563 936511 frente e verso 936501 frente e verso 936551 Perfi l de aço perfi lado. Produzido em chapa de aço pré-galvanizado, por imersão a quente, ou galvanizado à fogo com excelente

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAL PARA TUBOS

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAL PARA TUBOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAL PARA TUBOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAL COMPOSICÃO QUÍMICA PROCESSO DE FABRICAÇÃO PROPRIEDADES MECÂNICAS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CONTROLE DE QUALIDADE TENSÕES ADMISSÍVEIS EMPREGO

Leia mais

Composição. Paredes. Cobertura. Parafusos. Fundo. Betonagem da base. Juntas

Composição. Paredes. Cobertura. Parafusos. Fundo. Betonagem da base. Juntas Depósitos em Aço Composição Paredes Chapa de aço galvanizada a quente, ondulada em perfil 18/76-R18 de desenho especial que lhe confere grande resistência e capacidade forte da chapa. Isto deve-se essencialmente

Leia mais

MÓDULO 6 LINHAS ANTI INCÊNDIO. Conexões Mecânicas: NBR 15.803;ISO 14.236; UNI 9561; Módulo 1.3

MÓDULO 6 LINHAS ANTI INCÊNDIO. Conexões Mecânicas: NBR 15.803;ISO 14.236; UNI 9561; Módulo 1.3 MÓDULO 6 LINHAS ANTI INCÊNDIO 1 Normas Aplicáveis Tubos: NBR 15.561; EN 12.201-2; Módulo 1.2 Conexões Soldáveis: NBR 15.593;EN 12.201-3; Módulo 1.3 Diretrizes para Projetos: NBR 15.802; Conexões Mecânicas:

Leia mais

MÓDULO 4 4.8.2 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE POLIETILENO PARAGASES E AR COMPRIMIDO

MÓDULO 4 4.8.2 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE POLIETILENO PARAGASES E AR COMPRIMIDO MÓDULO 4 4.8.2 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE POLIETILENO PARAGASES E AR COMPRIMIDO Normas Aplicáveis - NBR 14.462 Sistemas para Distribuição de Gás Combustível para Redes Enterradas

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA PÓRTICO METÁLICO COM PONTE GRUA

MEMÓRIA DESCRITIVA PÓRTICO METÁLICO COM PONTE GRUA MEMÓRIA DESCRITIVA PÓRTICO METÁLICO COM PONTE GRUA INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA! "# $&%(')*&,+ -.,/!0 1 2 23 Índice: 1- Informações gerais sobre o projecto e cálculo...1 2- Tipologia estrutural...2

Leia mais

Validade: Os valores e medidas apresentadas são válidas salvo erro de edição e são sujeitos a alteração sem aviso prévio. Validade dos Preços: salvo

Validade: Os valores e medidas apresentadas são válidas salvo erro de edição e são sujeitos a alteração sem aviso prévio. Validade dos Preços: salvo TUBOS INOX Validade: Os valores e medidas apresentadas são válidas salvo erro de edição e são sujeitos a alteração sem aviso prévio. Validade dos Preços: salvo erro de edição, os preços são válidos para

Leia mais

MORALIZAÇÃO NA EXECUÇÃO DE FUROS DE PESQUISA E EVENTUAL CAPTAÇÃO DE ÁGUA SUBTERRÂNEA E MÉTODOS DE PERFURAÇÃO UTILIZADOS NA SUA REALIZAÇÃO

MORALIZAÇÃO NA EXECUÇÃO DE FUROS DE PESQUISA E EVENTUAL CAPTAÇÃO DE ÁGUA SUBTERRÂNEA E MÉTODOS DE PERFURAÇÃO UTILIZADOS NA SUA REALIZAÇÃO MORALIZAÇÃO NA EXECUÇÃO DE FUROS DE PESQUISA E EVENTUAL CAPTAÇÃO DE ÁGUA SUBTERRÂNEA E MÉTODOS DE PERFURAÇÃO UTILIZADOS NA SUA REALIZAÇÃO José QUITÉRIO COSTA (1) RESUMO No presente tema propõem-se normas

Leia mais

Estruturas de serrotes para metais

Estruturas de serrotes para metais Serração Serras alternativas As máquinas de serração e as serras RIDGID foram desenvolvidas por profissionais para profissionais. Quaisquer que sejam as suas exigências em questões de serração, o programa

Leia mais

Construção. Mangueira para Injeção utilizada para o selamento de juntas de construção em estruturas estanques. Descrição do produto

Construção. Mangueira para Injeção utilizada para o selamento de juntas de construção em estruturas estanques. Descrição do produto Ficha de Produto Edição 09/04/2014 Identificação no: 02 07 03 06 001 0 000002 SikaFuko Eco 1 Mangueira para Injeção utilizada para o selamento de juntas de construção em estruturas estanques Descrição

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS COMPONENTES DO CRM COM MEDIDOR TIPO DIAFRAGMA (G4, G6, G10 ou G16) Í N D I C E D E R E V I S Õ E S

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS COMPONENTES DO CRM COM MEDIDOR TIPO DIAFRAGMA (G4, G6, G10 ou G16) Í N D I C E D E R E V I S Õ E S USUÁRIO: CEGÁS FOLHA: 1 de 5 OBJETO: AMPLIAÇÃO DA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL OBRA. Í N D I C E D E R E V I S Õ E S REV. DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS 0 A B EMISSÃO PARA APROVAÇÃO ATENDENDO COMENTÁRIOS

Leia mais

Cobresul Metais Ltda. semimanufaturados de cobre.

Cobresul Metais Ltda. semimanufaturados de cobre. Cobresul Metais Ltda. semimanufaturados de cobre. A Cobresul Metais Ltda., afiliada e controlada pela Plasinco Empreendimentos Ltda. proprietária das empresas Plasinco Ltda, Plasinco Importação e Exportação

Leia mais

BK 212. Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212

BK 212. Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212 BK 212 Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212 1 Índice Advertências Importantes Seite Instruções de segurança... 7 Perigo... 7 Notas Explicativas Conteúdo da embalagem... 8 Descrição... 8 Funcionamento...

Leia mais

ME-52 MÉTODOS DE ENSAIO DETERMINAÇÃO DA CONSISTÊNCIA DO CONCRETO PELO ABATIMENTO DO TRONCO DE CONE ( SLUMP-TEST )

ME-52 MÉTODOS DE ENSAIO DETERMINAÇÃO DA CONSISTÊNCIA DO CONCRETO PELO ABATIMENTO DO TRONCO DE CONE ( SLUMP-TEST ) ME-52 MÉTODOS DE ENSAIO DETERMINAÇÃO DA CONSISTÊNCIA DO CONCRETO PELO ABATIMENTO DO TRONCO DE CONE ( SLUMP-TEST ) DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO...3 3. S E

Leia mais

Fuso de esferas de precisão com pontas de eixo retificadas

Fuso de esferas de precisão com pontas de eixo retificadas 58-2BR Modelo BNK padrão de estoque Diagrama de seleção Opcionais Codificação Precauções de uso cessórios para lubrificação Procedimento de montagem e manutenção B Precisão do ângulo de avanço Precisão

Leia mais

Produto: Sistema de distribuição. Geberit PushFit. Outubro 2009

Produto: Sistema de distribuição. Geberit PushFit. Outubro 2009 FICHA TÉCNICA Produto: Sistema de distribuição Data: Geberit PushFit Outubro 2009 Identificação do Sistema Descrição O sistema Geberit PushFit é constituído por: - Tubos s, fornecidos em 3 tipos: Com manga

Leia mais

Suporte situado na edificação do consumidor, com a finalidade de fixar e elevar o ramal de ligação.

Suporte situado na edificação do consumidor, com a finalidade de fixar e elevar o ramal de ligação. 25 / 10 / 2011 1 de 7 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do pontalete de aço para utilização em padrões de entrada de unidades consumidoras

Leia mais

dmtech Booster Amplificador de Volume Descrição Características

dmtech Booster Amplificador de Volume Descrição Características Booster Amplificador de Volume Descrição O Booster - Amplificador de volume - tem como função reproduzir sinais pneumáticos com aumento da capacidade de vazão. É utilizado quando a tubulação entre o instrumento

Leia mais

VÁLVULA PROPORCIONAL DE REGULAÇÃO DE PRESSÃO ELECTRÓNICA DIGITAL SENTRONIC D. P302-PT-R4a

VÁLVULA PROPORCIONAL DE REGULAÇÃO DE PRESSÃO ELECTRÓNICA DIGITAL SENTRONIC D. P302-PT-R4a VÁLVULA PROPORCIONAL DE REGULAÇÃO DE PRESSÃO ELECTRÓNICA DIGITAL SENTRONIC D P02-PT-R4a Série 608 / 609 REGULAÇÃO DA PRESSÃO SENTRONIC D: Uma nova geração de reguladores electrónicos de pressão, de controlo

Leia mais

Bombas de Pistões de Vazão Variável V A10VO Série 3.1 / 5.2 / 5.3

Bombas de Pistões de Vazão Variável V A10VO Série 3.1 / 5.2 / 5.3 Bombas de Pistões de Vazão Variável V A10VO Série 3.1 / 5.2 / 5.3 Tamanho Deslocamento Velocidade 1) Vazão Potência Momento de Inércia do eixo de acionamento Volume de Preenchimento Peso sem Óleo Força

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA. Assunto: Procedimentos para Tamponamento de Poços

INSTRUÇÃO NORMATIVA. Assunto: Procedimentos para Tamponamento de Poços IN-2/06 Outubro/26 1/6 1. OBJETIVO Esta Instrução Normativa em sua primeira versão visa definir procedimentos genéricos para desativação de poços tubulares que tenham sido abandonados por qualquer motivo

Leia mais

Portaria n.º 660, de 17 de dezembro de 2012.

Portaria n.º 660, de 17 de dezembro de 2012. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 660, de 17 de dezembro de 2012. O PRESIDENTE

Leia mais

Outros Equipamentos. Outros Equipamentos 12.1. (Pol. ) Perfuradoras Perfuradora RB-208/3. Modelos. 12.2 Perfuradora RB-214/3 ½ - 8

Outros Equipamentos. Outros Equipamentos 12.1. (Pol. ) Perfuradoras Perfuradora RB-208/3. Modelos. 12.2 Perfuradora RB-214/3 ½ - 8 Outros Equipamentos Tipos Número de s Capacidade (Pol. ) Pág. Perfuradoras Perfuradora RB208/3 2 ½ 8 12.2 Perfuradora RB214/3 2 ½ 14 12.3 Perfuradora HC2W 2 ½ 3 12.4 Perfuradora RB3W 1 ½ 6 12.5 Brocas

Leia mais

Aspiradores de sólidos T 15/1 (220V)

Aspiradores de sólidos T 15/1 (220V) Aspiradores de sólidos T 15/1 (220V) Os aspiradores de pó da Kärcher foram especialmente desenvolvidos para necessidades profissionais. Com 59 db(a) é o equipamento mais silencioso da categoria. Ideal

Leia mais

SISTEMA Firestone DE COBERTURA Rubber GarD EPDM EPDM. Firestone. Um fornecedor. Garantia completa.

SISTEMA Firestone DE COBERTURA Rubber GarD EPDM EPDM. Firestone. Um fornecedor. Garantia completa. SISTEMA Firestone DE COBERTURA Rubber GarD Firestone. Um fornecedor. Garantia completa. SISTEMA Firestone DE Cobertura Rubber GarD Solução superior Para coberturas Os Sistemas de Cobertura Firestone RubberGard

Leia mais

Walsywa Fixação para Construção Civil

Walsywa Fixação para Construção Civil Catálogo Técnico de Fixação Química A empresa: Serviços e Garantias Serviços A Walsywa mantém hoje a disposição dos clientes uma equipe de técnicos para assessorar e orientar a especificação adequada dos

Leia mais

MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS

MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS 1 - INTRODUÇÃO. A escolha do material a empregar (tipo de tubulação) nas redes coletoras de esgotos sanitários é função das características dos esgotos,

Leia mais

COMPONENTES PARA MONTAGENS

COMPONENTES PARA MONTAGENS PARA ACESSÓRIOS POLIFIX ACESSÓRIOS POLIFIT VAZADORES MINIVÁLVULAS ACESSÓRIOS PARA FITA DE REGA TOMADAS DE CARGA ADUBADORES ACESSÓRIOS ROSCADOS PARA POLIFIT UNIÃO DE SEGURANÇA DN 12 500 220430 DN 16 500

Leia mais

MANUAL TÉCNICO Amanco PBAfort

MANUAL TÉCNICO Amanco PBAfort Amanco PBAfort Os tubos Amanco PBAfort constituem a linha em PVC rígido utilizada na construção de redes enterradas para condução de água. São resistentes à corrosão tanto em relação à água transportada

Leia mais

www.endal.pt SISTEMAS GLOBAIS DE ARMAZENAGEM Sistemas Globais de Armazenagem Paletização Convencional

www.endal.pt SISTEMAS GLOBAIS DE ARMAZENAGEM Sistemas Globais de Armazenagem Paletização Convencional SISTEMAS GLOBAIS DE ARMAZENAGEM Sistemas Globais de Armazenagem Paletização Convencional Armazenagem Compacta Drive-ln Drive-Through Dinâmica por Gravidade Armazenagem Climatizada Picking Estantes Deslizantes

Leia mais

VÁLVULAS DE RETENÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R

VÁLVULAS DE RETENÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R 22/04/2013 MANUAL DE INSTRUÇÕES E MANUTENÇÃO SÉRIE: R cmo@cmo.es http://www.cmo.es pág. 1 MONTAGEM DESCRIÇÃO Directiva sobre máquinas: DIR 2006/42/CE (MÁQUINAS). Directiva sobre equipamentos sob pressão:

Leia mais

ESTRADAS E AEROPORTOS DRENAGEM DE VIAS

ESTRADAS E AEROPORTOS DRENAGEM DE VIAS ESTRADAS E AEROPORTOS DRENAGEM DE VIAS Prof. Vinícius C. Patrizzi 2 DRENAGEM PROFUNDA 3 DRENAGEM PROFUNDA 4 DRENAGEM PROFUNDA DRENAGEM PROFUNDA OBJETIVOS INTERCEPTAR AS ÁGUAS QUE POSSAM ATINGIR O SUBLEITO;

Leia mais